Sermons

< João 13:1-11 > Nós Não Somos desses que vão para a Perdição por causa de nossos Pecados

< João 13:1-11 >

“ORA, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim. E, acabada a ceia, tendo o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse, Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Deus e ia para Deus, Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim? Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois. Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça. Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos. Porque bem sabia ele quem o havia de trair; por isso, disse: Nem todos estais limpos”.



Toda a Palavra da Bíblia é um mistério para os falsos mestres que ainda não são nascidos de novo. Eles tentam interpretar à Palavra de Deus por sua própria maneira através dos seus pensamentos humanos. Porém, eles mesmos não estão seguros do que estão ensinando. Como resultado, até entre aqueles que creem em Jesus, não há muitos que têm a convicção de sua salvação. 

Por que este é o caso? É porque eles dizem crer em Jesus mesmo sem conhecer claramente o evangelho da água e do Espírito. Tais cristãos pensam que não seriam destruídos porque creem em Jesus. Mas eles precisam olhar isso através de uma perspectiva bíblica, pois é um fato consumado de que eles serão destruídos a menos que nasçam de novo da água e do Espírito.

É uma convicção geralmente segura para as pessoas pensarem que apesar de não conhecerem a verdade, porque creem em Jesus cegamente, eles pelo menos não seriam destruídos. Porém, como não entendem à Palavra bíblica corretamente, não podem perceber pela Palavra que estão atualmente em uma crença enganosa, e, sendo assim, não são propriamente salvos. 

Então se as pessoas interpretam à Palavra da Bíblia literalmente e apresentam suas próprias doutrinas baseadas em seus próprios pensamentos, tais pessoas, mesmo crendo em Jesus, não podem receber a remissão de pecados e no último momento acabarão indo para o inferno por causa de seus pecados. Como tal, a Bíblia não é algo para ser desvendada com os nossos próprios pensamentos, mas nós devemos esperar por Deus para que nos traga compreensão através de Seus santos renascidos com a Palavra verdadeira. Nós devemos também perceber que toda a Palavra de Deus é explicada dentro do evangelho da água e do Espírito.

Jesus disse, “aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus”. (João 3:5). Os que conhecem e creem nesta passagem corretamente podem ser realmente libertos de todos os seus pecados e entrar no Reino do Céu. Jesus disse que só aqueles cujos corações foram limpos dos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito podem entrar no Reino do Céu. Mas se as pessoas creem sem entender o evangelho da água e do Espírito entregue pelo Senhor Jesus, que é a verdade manifestada nos fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido do Tabernáculo, eles serão destruídos pelos seus pecados.

Quão realmente triste seria se fôssemos destruídos pelos nossos pecados mesmo crendo em Jesus? Entristece-me profundamente pensar que apesar de haver muitas pessoas neste mundo que creem em Jesus como o seu Salvador, muitos deles não podem responder confiantemente quando questionados se realmente estão convictos de que foram salvos de todos os pecados. Não é nenhum engano dizer que todos os pecadores, não importando se professem crer em Jesus ou não, estão para serem destruídos pelos seus pecados. Quantas pessoas realmente seriam destruídas até mesmo sendo daqueles que creem em Jesus? 

Mateus 7:22 nos fala que muitos dos que creram no Senhor Jesus irão alegar dizendo que profetizaram, expulsaram demônios, e que fizeram milagres em Seu nome, mas, mesmo assim, serão rejeitados por Ele. Jesus disse que Ele declararia para tais pessoas, “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!”. (Mateus 7:23). Nosso Senhor Jesus disse que nem todos que O chamarem pelo Seu nome entrarão no Céu. Como isto, o Senhor Jesus reprovará aqueles que têm compreendido mal o evangelho da água e do Espírito.

Ainda muitas pessoas não têm percebido que têm compreendido mal e têm crido de forma errada em Jesus, uma situação que está entristecendo profundamente ao nosso Senhor. Existem muitas pessoas que, cegos para o fato de que o Senhor Jesus está atualmente rejeitando a eles pela sua fé inútil, estão dirigindo em direção à própria destruição de suas vidas. 

Por isso, os nossos corações lamentam por esses denominados cristãos de hoje. Eles creem em Jesus de forma vaga, porém, são incapazes de alcançar uma definição clara e bíblica do que o evangelho verdadeiro da água e do Espírito é. Isto é, também, por que temos uma tarefa tão importante e urgente para estarmos pregando o evangelho da água e do Espírito para todos eles.

É extremamente importante para todos nós compreendermos e crermos na verdade de evangelho da água e do Espírito. Como, então, nós podemos saber a verdade do evangelho da água e do Espírito? Pelo ouvir, claro, os ensinos do evangelho da água e do Espírito contidos na Palavra de Deus. Nós realmente devemos conhecer e crer no evangelho da verdade e sermos chamados por Deus como os Seus santos. É fazendo dessa forma que nós poderemos entrar no Reino de Deus pela fé, receber a remissão de pecados pela fé, e se tornar os Seus próprios filhos pela fé. 

Por isso, é que o cristianismo põe o enfoque na salvação recebida pela fé. Mas com qual tipo fé? As religiões são premiadas pelo mundo inteiro pelos seus próprios atos. Mas a verdade real nos diz que a salvação é o presente de Deus, não das obras humanas, para que ninguém se glorie (Efésios 2:8-9). O Cristianismo verdadeiro aponta o caminho para ser salvo dos pecados e entrar no Céu apenas como conhecendo e crendo no evangelho da água e do Espírito. 

A passagem principal de hoje em João 13 também é sobre o evangelho da água e do Espírito. Sabendo que era chegada a hora de morrer na Cruz, Jesus lavou os pés dos Seus discípulos. Isto era certo antes do Banquete de Páscoa. O Banquete de Páscoa era de profunda importância para os judeus. Como este foi o dia que o povo de Israel saiu do Egito e foi salvo de sua escravidão, se tornou um grande feriado para os judeus. Então o povo de Israel recomendava o Banquete de Páscoa no Antigo Testamento e mantinham isto em memória organizando a cerimônia de Páscoa juntos. 

Durante a ceia, Jesus reuniu os Seus discípulos e buscou dizer a eles algo de grande significado. Lavando os pés dos Seus discípulos antes de morrer na Cruz, Ele quis ensinar para eles à verdade que lavou os seus pecados atuais. Com o advento do Banquete de Páscoa, Jesus sabia que seria capturado como o Cordeiro de Páscoa, que seria crucificado, morreria, e ressuscitaria de entre os mortos. Então Jesus quis ensinar para os Seus discípulos que sendo o Cordeiro de sacrifício, Ele eliminaria seus pecados atuais. Colocando de forma diferente, Ele lavou os pés dos discípulos a fim de dar a eles um ensino muito importante antes de morrer na Cruz.



A Razão Por que o Senhor Jesus Lavou os Pés de Pedro


Vamos ver o que Jesus disse quando buscou lavar os pés dos discípulos e Pedro recusou: “Se eu te não lavar, não tens parte comigo”. (João 13:8). Quão crítica e assombrosa é esta declaração? Porém, Jesus realmente quis ensinar aos Seus discípulos com que tipo de fé deveriam crer para eliminar realmente os seus pecados, e por que era tão importante para ambos os Seus discípulos e para Ele mesmo que lavasse os seus pés antes de morrer na Cruz. 

Jesus se levantou da ceia, retirou as vestes, tomou uma toalha e se cingiu, depois colocou água em uma bacia e começou a lavar os pés dos Seus discípulos. E quando foi em direção a Simão Pedro, ele se recusou e disse a Jesus, “Senhor, você está lavando meus pés?”. Pedro estava atemorizado pelo fato de que Jesus quisesse lhe lavar os pés. Pedro cria e servia a Jesus como o Filho de Deus, era difícil aceitar uma situação aparentemente tão absurda. Por isso, é que, Pedro, questionou como estaria o Senhor Jesus buscando lavar os seus pés, pensando, assim, que se alguém tivesse que lavar os pés, este deveria ser ele lavando os pés do Senhor, e que não seria adequado nem cortês para ele deixar o Senhor Jesus lavar os seus pés. Então, literalmente chocado com isto, Pedro disse, “Senhor, você está lavando meus pés?”. E recusou que seus pés fossem lavados.

Então, Jesus disse no verso 7, “O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois”. Isto significa, “Você não entende agora o que eu estou fazendo. Mas depois da minha morte na Cruz, ressurreição de entre os mortos e ascensão ao céu, você compreenderá a razão por que eu lavei os seus pés”. E, então, no verso seguinte, Jesus energeticamente disse, “Se eu não lavar seus pés, você não terá parte comigo”. A menos que Jesus lavasse os seus pés, Pedro e Jesus não teriam nada a ver um com o outro. E não ter parte com Jesus significa não possuir um relacionamento com Ele, sendo assim, Pedro não teve outra escolha senão colocar os seus pés diante de Jesus. Jesus, então, põe os pés de Pedro na bacia, os lava e enxuga com a toalha.

Quando o Senhor Jesus disse para Pedro, “Se eu não lavar seus pés, você não terá parte comigo”, Pedro, foi impactado por isso, e disse, “Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”. Então, ouvindo isto, Jesus disse, “Aquele que está lavado não necessita lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos”.

Jesus frequentemente mencionava frases as pessoas que lhes deixavam momentaneamente perplexas e confusas. Incapazes de compreender o que Jesus dizia, muitas pessoas, ainda hoje, tendem a entender mal, de forma herética, e fazem algumas coisas estranhas. Os que não receberam a remissão de pecados por não crer no evangelho da água e do Espírito corretamente não podem entender o que Jesus disse para Pedro. Por quê? Porque aqueles que não têm o Espírito Santo não podem entender o significado correto da Palavra de Deus. 

Nenhuma pessoa, sem o Espírito Santo, pode perceber a verdade revelada na Bíblia, ainda que seja um gênio dotado de extraordinária habilidade secular. Enquanto tais pessoas pensam claramente que entendem à Palavra das Escrituras em seu sentido literal, não a entenderão jamais. A menos que eles saibam a verdade da água e do Espírito, não poderão colocar todo o quebra-cabeça junto e descobrir com que tipo de fé é preciso crer para poder lavar os seus pecados atuais não importando o quão duramente tentem. 

O Senhor Jesus disse, “Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos”. (João 13:10). Esta passagem é de difícil compreensão para muitos cristãos ainda hoje, isto porque eles não podem se convencer com esta passagem sobre se já foram redimidos ou não dos seus pecados atuais. Atualmente, eles se firmam nesta passagem como uma base da doutrina da oração por arrependimento, uma das denominadas doutrinas ortodoxas encontradas no Cristianismo. 

Eles interpretam esta passagem assim: “Uma vez que nós cremos em Jesus como nosso Salvador, então nós somos perdoados de todos os nossos pecados inclusive dos pecados originais. Mas, porque nós somos incapazes de não pecar todos os dias, e deste modo nos tornamos pecadores novamente, nós temos que pedir perdão a Deus para sermos redimidos de todos esses pecados diários e atuais. Somente fazendo isso, nós podemos ser limpos de nossos pecados, e restaurar o nosso relacionamento com Ele novamente”.

Tolice! Você realmente pode limpar seus pecados diários e atuais por orações de oferta de arrependimento? Que tal os pecados que você poderia esquecer-se de pedir perdão por um descuido? Como estes pecados poderiam ser perdoados, então?

A Igreja, o corpo de Deus, é, de fato, o ajuntamento daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito dado pelo nosso Senhor Jesus. Então, quando Jesus disse que o corpo está completamente limpo, mas não todos os discípulos, Ele disse em referência a Judas Iscariotes que não creu nEle. Foi porque sabia que Judas não creu no que disse, que Ele que afirmou, “nem todos vocês”.

Nós temos que crer que o Senhor Jesus lavou todos os nossos pecados de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito, a verdade fundamental da Bíblia. Então, se nós falharmos em conhecer os pontos chaves da Palavra e tentarmos compreender a Palavra de Deus pelo nosso próprio intelecto, nós poderemos cair em um grande engano. Até agora, muitas pessoas tem caído em grandes erros, estão desistindo de todos os seus pertences e até sendo martirizados quando não creem em Jesus corretamente, mas, no fim, eles serão finalmente destruídos por seus pecados.



A Razão Por que Jesus teve que lavar os Nossos Pés


Por que Pedro só teria alguma coisa para fazer com Jesus se Jesus lavasse os seus pés? A razão era porque Jesus só poderia se tornar o verdadeiro Salvador de Pedro se eliminasse todos os pecados de sua vida inteira. Jesus veio a esta terra, tomou todos os pecados da humanidade pelo batismo que recebeu de João, morreu na Cruz, ressuscitou de entre os mortos e, assim, eliminou, de uma vez por todas, os pecados de Pedro e de seus outros discípulos. Jesus queria gravar esta verdade em suas mentes. Mas porque os discípulos pensaram que a atitude de lavar os seus pés se tratava apenas de uma questão de ética, não entenderam por qual razão Jesus lavou os seus pés.

Eles tinham que perceber que não somente os seus pecados presentes, mas também os futuros, que eles cometeriam mais tarde, ameaçava matá-los espiritualmente. Então, eles tiveram que perceber que até os pecados que cometeriam no futuro já tinham sido todos passados para Jesus pela fé. Porque Pedro não teria parte com Jesus a menos que isto acontecesse, Pedro teve que compreender esta grande lição dada por Jesus ao lavar os seus pés e dos outros discípulos também. Jesus estava ensinando a Pedro sobre a verdade de ser batizado, Ele tinha lavado “todo e cada pecado” cometido por Pedro devido às suas insuficiências e fraquezas. Por isso, é que, Jesus, teve que lavar os pés de Pedro, e Pedro teve que ter seus pés lavados por Jesus. Pedro só podia ter parte com Jesus se ele cresse que todos os seus pecados cometidos durante o seu tempo de vida por causa das suas fraquezas e insuficiências foram todos lavados, de uma vez por todas, quando Jesus foi batizado por João Batista.

Nós podemos entender esta verdade da água e do Espírito ouvindo à Palavra de Deus. É conhecendo e crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito, que redimiu todos os nossos pecados, que nós também podemos ser limpos de todos os nossos pecados atuais. Jesus disse, “O que está limpo necessita apenas lavar seus pés”. Porque Jesus já lavou todos os nossos pecados e nos fez limpos, aqueles que creem nisto são os que foram redimidos de todos os seus pecados. 

Jesus Cristo, de fato, lavou todos os nossos pecados sendo batizado no Rio Jordão e tomando sobre Si todos os nossos pecados. E indo à Cruz, sendo crucificado, derramando o Seu sangue, morrendo, e ressuscitando de entre os mortos, Ele se tornou o nosso Salvador eterno. Com o batismo que Ele recebeu e o sangue da Cruz do Calvário, o Senhor Jesus se tornou o nosso Salvador perfeito. Como isto, pelo evangelho da água e do Espírito, nosso Senhor Jesus tem permitido a todos aqueles que creem nEle serem limpos de todos os seus pecados, de uma vez por todas, pela fé. 

Os que conhecem esta verdade e creem nisto, podem ser perfeitamente redimidos dos seus pecados atuais, também. Visto do ponto de vista de Deus, é verdade que a humanidade inteira foi limpa de todos os seus pecados através dos atos justos de Jesus. Tudo o que nós temos que fazer para estarmos realmente limpos de todos os nossos pecados é receber esta “graça” gratuita tendo fé no evangelho da água e do Espírito. Isto não é o caso? Claro que é! Pela nossa fé que cremos nesta verdade, nós nos tornamos os que já estão limpos.

Jesus disse que estes que têm sido limpos precisam apenas lavar os seus pés, porque embora pequemos diariamente, Jesus já tomou todos os nossos pecados quando Ele foi batizado, e nos salvou completamente. Sendo batizado, Jesus limpou todos os pecados de nossas vidas inteiras, e, assim, é pela afirmação disto, diariamente, que podemos ser livres de nossos pecados atuais. 

Isto é o que esta passagem está nos dizendo. A realidade é que até aqueles que receberam a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, que é como Jesus recebeu todos os nossos pecados pelo batismo que recebeu de João, morreu na Cruz enquanto carregava os pecados do mundo, e ressuscitou de entre os mortos, ainda vivem suas vidas pecando, porque eles ainda têm muitas carnalidades. Porém, Deus já tomou todos os pecados atuais que as pessoas cometem dia após dia mesmo depois de crerem em Jesus, porque Ele é poderoso.

Transcendendo o tempo, de eternidade em eternidade, Deus cumpriu, de uma vez por todas, esta obra que eliminou todos os pecados da humanidade inteira. Como isto, Jesus recebeu todos os pecados de nossas vidas inteiras através de João Batista quando foi batizado, morto na Cruz e ressuscitado de entre os mortos, limpando, assim, todos os nossos pecados. Ainda apesar disto, como nós cremos? Apesar de crermos nesta verdade, diariamente, ainda estamos preocupados com os pecados que cometemos em nossas vidas por causa das nossas insuficiências? 

Por isso, é que, diariamente, nós devemos reafirmar, com a nossa fé, sobre a verdade de que Jesus tomou sobre Si todos os pecados que cometemos ao longo de nossas vidas inteiras enquanto nós caminhamos nesta terra. Sendo batizado, de uma vez por todas, Jesus eliminou os pecados do mundo, e nós devemos afirmar esta verdade com a nossa fé dia após dia, repetidas vezes.

Como Pedro, que para permanecer unido a Jesus, pela fé, tinha que lembrar-se de que Jesus lavou os seus pés, para nós estarmos com a Sua salvação, nós, também, devemos afirmar, diariamente, a verdade de que Ele já eliminou todos os nossos pecados com o Seu batismo e o sangue na Cruz. Mas aqueles que não creem nesta verdade, não podem lavar absolutamente nada dos seus pecados para sempre. Esses que não têm lavado os seus pecados pela crença no evangelho da água e do Espírito são pessoas que não têm parte com Jesus. Entretanto, diariamente, eles insistentemente tentam lavar os seus pecados, mas seus pecados não são limpos, por que os pecados que eles tentam lavar através da oferta de oração de arrependimentos diários não são sequer clareados. E todo pecado é seguido do temido julgamento de Deus. 

Como tal, os que tentam lavar os seus pecados com as suas próprias orações de arrependimento, em vez de lavá-los crendo no evangelho da água e do Espírito, experimentarão e perceberão que nem mesmo uma ninharia de seus pecados foi lavada. Nós poderíamos lavar os nossos pecados dando tais orações de arrependimentos diários? Ainda que nós crêssemos que temos lavado os nossos pecados com as nossas orações de arrependimento, esses pecados atuais ainda permaneceriam em sua totalidade. 

Só aqueles que lavaram os seus corpos pela crença no evangelho da água e do Espírito estão qualificados para lavar os seus pés enquanto vivem às suas vidas, e, também, só eles estão revestidos da graça que os permite limpar os seus pecados com a sua fé diária e, assim, se manterem limpos para sempre.

Sendo batizado, Jesus tomou sobre Si todos os nossos pecados reais e atuais, todos juntos, de uma vez por todas. Nós cremos, então, que com o Seu batismo, Jesus também tomou sobre Si todos os pecados que nós cometemos pelas nossas insuficiências enquanto vivemos nossas vidas, e que Ele foi condenado, também. Jesus nos disse, em outras palavras, que não deve haver, desta maneira, tal coisa, como tropeços ou mortes, pela queda em nossas próprias debilidades.

Depois que Jesus lavou os pés dos discípulos, tudo que agora faltava era morrer na Cruz, ressuscitar de entre os mortos, e ascender ao Céu. Jesus agora não está mais ao lado dos discípulos, mas, de acordo com as escrituras, Ele está à direita do trono de Deus Pai. E Ele novamente virá. 

Mas se Jesus tivesse morrido na Cruz sem ter ensinado aos Seus discípulos acerca disso, como eles poderiam permanecer nesta terra e propagar o evangelho da água e do Espírito? Os discípulos de Jesus teriam vivido cometendo pecados atuais por serem fracos e insuficientes, e não sabendo o que fazer quando viessem a cometer um pecado de ciúme, avareza ou ódio, não poderiam viver de fé. Como eles, então, poderiam ter propagado o evangelho para outros? Simplesmente eles não poderiam fazer isto. Por isso, é que, certamente, Jesus, teve que dizer aos Seus discípulos que Ele já tinha limpado todos estes pecados, e foi por isso, que Ele lavou os seus pés.



Como a Remissão de Pecados Manifestou-se

No Tabernáculo


Quando abrimos e entramos pelo portão do pátio do Tabernáculo, primeiramente vemos o altar de holocaustos e a pia de bronze. A primeira lição que o Tabernáculo passa para as nossas vidas de fé é que se nós tivermos pecados diante de Deus, à condenação de pecados nos aguarda. Nossas vidas de fé, como indicado no altar de holocaustos, fundamentalmente, começam com a condenação de pecados e morte. Nós estamos em via de sermos condenados diante de Deus pelos nossos pecados, mas o Senhor Jesus veio a esta terra para levar os nossos pecados. 

Como a oferta de sacrifício no Antigo Testamento recebia as iniquidades dos pecadores através da imposição de mãos, derramamento de sangue e morte, e a sua carne era colocada no altar de holocaustos e queimada com fogo, sendo condenada vicariamente pelas iniquidades dos pecadores e suportava o julgamento de fogo, foi também exatamente assim como Jesus fez para nos salvar. E para não sermos condenados e morrermos, Jesus recebeu a imposição de mãos por João, derramou o Seu sangue e morreu na Cruz, pagando, assim, o salário pelos nossos pecados com a Sua própria morte.

Nós pecamos todos os dias, e nós continuaremos a pecar até o dia em que morreremos. Você e eu éramos pessoas que não podiam, mas morríamos pelos pecados. Porém, para salvar tais pessoas como nós de nossos pecados e condenação, o Senhor Jesus deixou o trono da glória do Céu e veio a esta terra, tomou os nossos pecados recebendo o batismo de João Batista sobre o seu corpo, entregou o Seu corpo na Cruz, foi crucificado, derramou o Seu sangue precioso, ressuscitou de entre os mortos e, assim, se tornou o nosso verdadeiro Salvador. Perceber e reconhecer na lei da morte, que nós devemos ser condenados e mortos pelos nossos pecados, é o ponto de partida da fé. 

Somente estes que reconhecem e que creem que deveriam morrer pelos seus pecados podem se tornar nas pessoas que venham a se banhar e se lavar de seus pecados, e receber a remissão de pecados pela passagem de todos os pecados para Jesus pela fé. Fé verdadeira inicia-se de tal convicção. E nós que iniciamos a partir desta convicção nos voltamos totalmente à nossa confirmação de fé que crê que Jesus Cristo tem eliminado todos os pecados presentes que nós cometemos diariamente e lavado também até àqueles pecados que nós ainda cometeremos no futuro. 

Até o Sumo Sacerdote e seus filhos, mostrados no Tabernáculo, quando davam às suas ofertas de holocausto em todos os dias, pelas manhãs e noites, regularmente traziam às suas ofertas de sacrifício e, após a imposição de suas mãos em suas cabeças, retiravam o seu sangue, e ofereciam a Deus. Por isso, é que não existia nenhuma cadeira no Tabernáculo. Eles, em outras palavras, continuavam dando estas ofertas o tempo todo e não havia nenhum modo de se sentarem. Deste modo, nós somos como aquelas pessoas que pecavam continuamente e que não podiam evitar o Seu julgamento por esses pecados, mas Jesus Cristo nos salvou completamente de todos os nossos pecados pelo Seu batismo e Sua morte. 

Nós devemos começar à nossa fé crendo que não devíamos, mas sempre morremos para os nossos pecados. Para tais pessoas como nós, Jesus veio a esta terra e tomou os nossos pecados, de uma vez por todas, através do Seu batismo. Jesus Cristo levou todos os pecados para a Cruz e pagou o salário destes pecados com a Sua morte, tendo renunciado a Sua própria vida. E ressuscitando de entre os mortos, Ele se tornou o nosso Salvador eterno.

Romanos 6:23 afirma, “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor”. Nós realmente éramos pessoas que deveríamos morrer pelos nossos pecados, mas Jesus Cristo nos salvou perfeitamente. Em outras palavras, sendo batizado, morrendo na Cruz, e ressuscitando de entre os mortos, nosso Senhor Jesus nos deu à remissão de pecados e a vida eterna. Você acredita nisto? É a partir daqui que a fé se inicia.

Por algum acaso, você nunca pensou, “eu não posso mais seguir a Jesus... Por que sou tão insuficiente?”. Isto faz com que você se sinta tão sem valor e tão carnal, que se pergunta se desse modo não é muito difícil para você seguir adiante. Você poderia ser capaz até mesmo de desanimar, não é verdade? Então, saiba que esta é a fé que recua para a perdição... Mas isso somente até ao dia em que você comece a crer no evangelho da água e do Espírito, e a fé se inicie dentro do seu coração e você nasça de novo. 

Vamos para Hebreus 10:36-39: “Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará. Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma”. Isto diz que não somos desses que recuam para a perdição. Aqueles que creem nesta verdade são fortemente perseguidos, menosprezados, e enfrentam muitas dificuldades. Mas a herança do Céu, que não se desfaz jamais, nos aguarda. Todas as coisas no Céu estão esperando por nós que somos os seus donos. 

Hebreus 10:34-35 diz, “Porque também vos compadecestes das minhas prisões, e com alegria permitistes o roubo dos vossos bens, sabendo que em vós mesmos tendes nos céus uma possessão melhor e permanente. Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão”. Isto é certo! Para você e eu que cremos no evangelho da água e do Espírito, a herança duradoura do Céu nos aguarda. Deus deu o Céu como o Seu presente de herança para aqueles que receberam a remissão de pecados. 

Por isso, é que foi dito por Ele que nós não lançássemos fora esta confiança que temos em Sua promessa. Sabendo que nós estamos para receber uma grande recompensa pela nossa fé, nós não devemos recuar para a perdição, mas nós devemos permanecer nesta fé cada vez mais firmes e jamais lançar fora esta nossa confiança. Nós devemos ter a fé que crê no evangelho da água e do Espírito, a verdade real, lutar à nossa batalha espiritual até o fim, salvar almas e conquistar.

Os santos devem, seguramente, possuir esta fé que crê no evangelho da água e do Espírito. Nós devemos ter esta fé, apesar de sermos tão insuficientes e pecarmos diariamente desde que vivemos nesta terra, o Senhor Jesus nos salvou completamente sendo batizado por João Batista e derramando o Seu sangue na Cruz por nós. É nesta fé que podemos ter grande confiança e viver às nossas vidas em retidão até o fim deste mundo. Nós devemos ir diante de Deus pela fé, correr à corrida da fé com este evangelho verdadeiro, propagar o evangelho, e viver às nossas vidas servindo a este evangelho. Por isso, é que, a Bíblia, nos diz, “Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa”. (Hebreus 10:36). E ainda, “Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma”. (Hebreus 10:38-39). E nós que vivemos com a fé no evangelho da água e do Espírito, somos as pessoas que também podem salvar outros de todos os seus pecados. Quando este é o caso, apesar de termos a fé que pode salvar os outros de todos os pecados, como poderíamos recuar para a perdição? Se nós não continuarmos olhando em direção ao evangelho da água e do Espírito, esta nossa fé recuará e acabaremos caindo em um pântano para morrermos completamente. Tendo recebido a remissão de pecados, a tarefa que temos agora é continuar correndo com a nossa fé seguindo o desejo de Deus, não cair em nossas próprias debilidades, permanecer onde nós estamos e, depois de tudo, morrermos. 

Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito não somos desses que recuam para a perdição. Nós somos pessoas com tal intensidade de fé que também podemos salvar outras almas de pessoas. Se nós somos tais pessoas, como poderíamos vir a fracassar e morrer por causa de nossas debilidades? Nós jamais poderíamos fazer isso. Aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito nunca serão desses que recuam para a perdição. Não importando quão insuficientes e fracos eu e você possamos ser nós continuaremos sendo aquelas pessoas justas que vivem suas vidas de fé com a grande convicção do evangelho da água e do Espírito. 

Você e eu devemos pensar acerca da fé, sair da perdição e viver pela fé. Fundamentalmente, nós temos sido as pessoas que não deveriam mais morrer pelos pecados, mas crendo no evangelho da água e do Espírito, o evangelho pelo qual o nosso Senhor Jesus salvou a você e eu de todos os nossos pecados, nós recebemos à nossa salvação eterna. 

Em outras palavras, porque nós começamos a nossa fé pelo conhecimento completo de nossas fraquezas, insuficiências, incapacidades e maldades, conhecendo 100% disso tudo, quando nos recebemos à nossa remissão de pecados, tornamo-nos sabedores de que ainda caminharemos nesta terra pecando e, também, sabemos que nós não superaremos isso a menos que nós passemos todos os nossos pecados para Jesus Cristo crendo no evangelho da água e do Espírito, lavando-nos com a fé em Seu batismo. É por isso, que nós devemos perceber e crer com a certeza de que nós não somos desses que recuam para a perdição, e temos que, realmente, viver assim em nossas vidas de fé.

Às vezes, constrangidos pelas nossas próprias circunstâncias e situações, podemos cair em várias provas e ter dificuldades e, como nós somos fracos, as nossas vidas de fé podem facilmente desmoronar porque somos incapazes de permanecer firmes ante as mudanças. Mas nós não vamos morrer. Foi para ensinar isto para Pedro que Ele disse, “Se eu não o lavar, você não terá parte comigo”. Jesus eliminou todos os pecados de Pedro. Da mesma maneira que o Senhor Jesus foi batizado e recebeu todos os pecados cometidos por Pedro ao longo de sua vida inteira, morreu na Cruz, ressuscitou de entre os mortos para salvá-lo, o Senhor Jesus também salvou a você e eu de todos os nossos pecados e condenação. 

A menos que Ele faça isso, como poderemos ter parte com Jesus? Não foi pelo evangelho da água e do Espírito, que fomos salvos de nossos pecados e podemos guiar também a outros para serem salvos? Não podemos fazer nada disso se não for pelo evangelho da água e do Espírito. Esta verdade é o que Jesus quis ensinar para Pedro. 

Você e eu ouvimos e entendemos este ensino, mas como somos realmente? Nós frequentemente não nos sentimos deprimidos em nossos próprios espíritos por nossas insuficiências? Nós caímos em nossas próprias debilidades ou não? Porque nós vemos que somos tão insuficientes e fracos, nós estamos propensos a cair em desprezo próprio facilmente. Você pode até pensar consigo mesmo, “Como eu posso seguir a Jesus até o fim? Seria melhor eu parar de segui-Lo neste momento! Estou certo de que o Senhor Jesus também acha melhor eu deixar Sua Igreja”. Isto não seria o evangelho do batismo que Jesus recebeu, nós, então, acabaríamos caindo em perdição eterna.

Creia na verdade, quando você e eu, essencialmente, não tivemos nenhuma outra escolha senão morrer pelos nossos pecados, nosso Senhor Jesus nos libertou de nossos pecados e condenação. Ainda que a nossa carne seja muito fraca e nós não possamos evitar e pequemos novamente, até mesmo depois de receber a remissão de pecados, nós devemos, ainda assim, reconhecer a prefeita e eterna salvação de Jesus Cristo consumada pelo batismo que Ele recebeu e no derramamento do Seu sangue. 

Você e eu devemos confessar esta nossa fé, “Fundamentalmente falando, eu não posso morrer pelos meus pecados. Isto é certo! Mas o Senhor Jesus não veio a esta terra por mim e tomou todos os meus pecados sendo batizado? Jesus não recebeu todos os meus pecados sobre Ele pelo Seu batismo? E Ele não morreu na Cruz? Ele não ressuscitou de entre os mortos, e Ele agora não vive? Desde que os meus pecados foram passados para Jesus Cristo, não importa o quanto eu seja insuficiente, e não importa o quanto estas minhas insuficiências sejam reveladas, eu ainda continuo sem pecados. Então, eu não sou desses que recuam para perdição e morrem”. Crendo desta maneira, nós devemos deixar de lado as nossas debilidades.

Ainda que nós sejamos insuficientes novamente amanhã, crendo no batismo que Jesus recebeu no evangelho da água e do Espírito, nós podemos sempre colocar de lado todas essas nossas debilidades. Pela nossa fé, devemos colocar à morte de lado e as maldições espirituais que nos visitam em meio às nossas fraquezas, também. 

Nós temos que meditar nesta verdade tão frequentemente quanto nós pudermos, dizendo, “O Senhor Jesus me salvou. Desde que todos os meus pecados foram passados para o Senhor Jesus, eu ainda tenho pecados ou não? Claro que não!”. Crendo desta forma, nós podemos colocar de lado todas essas nossas debilidades e pecados, afirmar o evangelho da água e do Espírito mais uma vez, e validar o fato de que nós temos sido perfeitamente salvos pela fé. Isto é como nós podemos correr, diariamente, em direção a Deus.



Todos os Pecados Desapareceram Quando Jesus 

Foi Batizado


Irmãos e irmãs, quão importantes foram essas palavras que Jesus disse a Pedro e aos Seus discípulos? Ele lavou os seus pés a fim de fazê-los firmes no evangelho da água e do Espírito até mesmo depois de Sua morte, especialmente quando caíssem em algumas de suas fraquezas. Se Jesus não lavasse os pés de Pedro e dos outros discípulos, o que teria acontecido com os discípulos depois que Jesus morresse na Cruz, ressuscitasse de entre os mortos ao terceiro dia, e ascendesse ao Reino de Deus? Como os discípulos solucionariam essas debilidades quando fossem reveladas? Eles tinham que solucionar isto pela fé que crê no batismo recebido por Jesus, e se eles não acreditassem nisto, lhes teria sido muito difícil solucionar essas debilidades.

Nós devemos resolver o problema de nossas debilidades e pecados atuais com a fé que compreende e crê na verdade manifestada nos fios, azul, púrpura, escarlate e no tecido de linho retorcido, os ministérios de Jesus. Se Jesus não tivesse ensinado aos Seus discípulos acerca do poder do batismo que Ele recebeu, Seus discípulos teriam se desesperado e morrido espiritualmente. Eles não teriam forças para possuir a fé e dedicar inteiramente suas vidas ao evangelho, entregar suas vidas para salvar outras almas e, no fim, até serem martirizados, então, em última instância, teriam falhado na defesa da fé e viveriam desesperados, desesperançados e aflitos por todos os dias. 

Mas de acordo com a tradição oral transmitida a nós, diz-se que os doze discípulos de Jesus pregavam o evangelho e que foram todos eles martirizados. Entre os doze discípulos de Jesus, o nome do discípulo que tinha a maior dúvida era Tomé. Mas ele foi à Índia e lá morreu martirizado.

Onde, então, estava esta fé que habilitou cada um deles ao martírio sem que negassem ao Senhor Jesus? Esta fé cheia de confiança, de que Jesus tomou todos os pecados de suas vidas, inteiramente, quando foi batizado, e que fez com que se tornassem perfeitamente limpos com todos os seus pecados passados para Jesus, e que eles se tornaram completamente os próprios filhos de Deus e herdaram o Reino, era, justamente, o motivo, pelo qual, eles tinham esta fé de que podiam pregar o evangelho da água e do Espírito nesta terra e, ainda, que iriam a Deus quando Ele os chamasse. Todos nós, em outras palavras, também podemos ser martirizados quando Deus assim desejar.

Quando Pedro negou Jesus por três vezes fora do pátio de Pilatos, ele percebeu até mais sutilmente o que Jesus quis dizer quando disse a ele, “Se eu não o lavar, você não poderá ter parte comigo”. Depois que Jesus ascendeu ao Céu, Pedro e os outros discípulos de Jesus perceberam, com clareza, por que Jesus lavou os seus pés, e creram e pregaram o evangelho da água e do Espírito com grande convicção. 

Os cristãos de hoje, se não conhecerem esta verdade firmada no batismo de Jesus, também acharão difícil viver as suas vidas de fé e eventualmente deixarão de crer nEle. Se estivermos constrangidos com as nossas próprias fraquezas, nossas consciências serão corrompidas por causa da nossa incapacidade de solucionar este problema e, por causa de nossas consciências corrompidas, nós não poderíamos estar indo à igreja. Isto é verdade para cada um e para todos os membros de Sua igreja, e até para os nossos filhos. 

Irmãos e irmãs, se vocês estivessem presos aos pecados, vocês poderiam adorar a Deus? Hoje, até esses que não nasceram de novo estão indo à Igreja, fazem orações de arrependimento pelos pecados, e adoram a Deus, e eles fazem tanto porque creem em Jesus apenas como uma questão de religião.

Mas para esses que creem no evangelho da água e do Espírito, se sentirem que suas almas têm pecados por causa de suas debilidades e por estarem constrangidos por eles, não podem ir diante de Deus e O adorar. Em tempos como estes, nós devemos limpar as nossas almas crendo no poder do batismo que Jesus recebeu, crendo que Jesus levou todos os nossos pecados no Seu batismo. 

Estes denominados cristãos que são ignorantes desta verdade do evangelho da água e do Espírito não sabem o caminho da fé, tampouco, e, então, cegamente tentam ser redimidos de seus pecados por suas orações de arrependimento. Da mesma maneira que aqueles que seguem às religiões do mundo cegamente suplicam aos seus deuses, pleiteando, “eu imploro a ti, por favor, perdoe os meus pecados e abençoe a minha família e a mim. Eu farei qualquer coisa; farei boas ações; por favor, perdoe os meus pecados”. Tais denominados cristãos meramente estão seguindo a uma religião humana. 

Jesus disse para Pedro, “O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois. Se eu te não lavar, não tens parte comigo”. Tiveram discípulos de Jesus que não perceberam esta verdade escondida na Palavra mesmo depois disto, e, por isso, não poderiam nascer de novo através evangelho da água e do Espírito dado por Jesus e nem fazer as Suas obras que salvariam a tantos outros mais dos seus pecados. Se Jesus, enquanto lavava os pés de Pedro, não tivesse plantado nele uma profunda convicção da perfeita salvação pelo poder do batismo que Ele recebeu Pedro não poderia ser martirizado e cumprir o seu papel como líder da Igreja de Deus.

Se isso não fosse a verdade do evangelho da água e do Espírito, nem nós teríamos sido habilitados a ir diante de Deus e dar a Ele uma adoração de fé por causa da inibição vinda destes pecados que nós continuamos cometendo. Aqueles que têm sido completamente redimidos de seus pecados pela crença no evangelho da água e do Espírito podem ir para a Sua Igreja. E eles podem lavar os seus pecados pela fé onde quer que eles estejam. Da mesma maneira que o Senhor Jesus disse que aqueles cujos corpos inteiros estão limpos precisam apenas lavar os seus pés, sempre que nós pecarmos revelando as nossas fraquezas, nós deveremos crer e nos lembrarmos de que tais pecados também já foram passados para Jesus quando Ele foi batizado.

Nossos pecados foram passados para Jesus quando Ele foi batizado (Mateus 3:15). Se os pecados que estavam em nossos corações foram passados para Jesus, faça o que façamos nós não temos pecados? Sim, nós não temos nenhum pecado. Como os nossos pecados foram passados, de uma vez por todas, para Jesus, pelo Seu batismo, nós nos tornamos limpos. E, como os nossos pecados foram eliminados pela fé, nós estamos absolutamente limpos, não importando o quanto insuficientes ainda sejamos, continuaremos sendo sacerdotes diante de Deus. Por isso, é que aqueles que creem no evangelho da verdade da água e do Espírito podem, prontamente, sair de suas fraquezas e ir a Deus pela fé, fazer a Sua obra pela fé, agradecer a Ele pela salvação que nos deu, e dar-Lhe o louvor que O glorifica, como também, propagar o evangelho da água e do Espírito para outros.

“O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois”. Você sabia desta verdade quando você recebeu a sua remissão de pecados? Você não poderia. Porém, todos nós ouvimos este ensino e o estamos conhecendo. Embora você e eu pequemos diariamente e nossas fraquezas sejam reveladas, da mesma maneira que Jesus lavou os pés de Pedro, Ele também lava os nossos pés diariamente. 

No princípio, ficamos cheios de alegria quando cremos que os pecados que tinham estado em nossos corações por longo tempo, os pecados cometidos recentemente e, também, os pecados diários, foram todos passados para Jesus. No entanto, mesmo assim, nós ainda temos visto o quanto as nossas insuficiências continuam nos são reveladas e quão constrangidos ficamos pelas nossas fraquezas até mesmo depois que recebemos a remissão de pecados. Nestes tempos, é conhecendo e crendo que Jesus tomou tais pecados pelo Seu batismo que nós realmente podemos passar para Ele todos os pecados que nós cometeríamos também no futuro.

O justo, então, está livre dos pecados por causa disto? Eles nunca estarão. Romanos 1:17 diz, “... Mas o justo viverá da fé”. Algumas pessoas têm permanecido contra o evangelho da água e do Espírito, dizendo absurdamente, “... Façamos males, para que venham bens?”. (Romanos 3:8). Pode o nascido de novo continuar pecando ainda mais e livremente após ter recebido a remissão de pecados? Absolutamente que não! 

Quando nós pensamos pela crença no evangelho da água e do Espírito, irmãos e irmãs, nós temos pecados ou não? Claro que não! Também, ainda que nós tenhamos insuficiências, nós estamos imperfeitos ou perfeitos pela fé? Nós estamos perfeitos. Quando Jesus nos disse que os nossos corpos inteiros estão limpos, Ele quis dizer que pelo Seu batismo, sangue e ressurreição, Ele nos fez perfeitamente limpos.

Nós, também, viemos a conhecer o poder do evangelho da água e do Espírito depois de crer em Jesus. Como tal, nós devemos nos aplicar a este poder do evangelho da água e do Espírito para as nossas vidas diariamente. Como nós nos aplicamos a esta fé diariamente, nós podemos, talvez, ficar cansados mais tarde, perguntando-se sobre quanto tempo mais nós teremos que fazer isto. Mas, nestes momentos, para onde nós devemos retornar uma vez mais? Nós devemos retornar ao Senhor Jesus crendo que, apesar de nós basicamente termos sido mortos pelos pecados, o Senhor Jesus nos salvou de todos os pecados tomando-os pelo Seu batismo, morrendo na Cruz, e ressuscitando de entre os mortos.

Lembrem-se de que os sacerdotes tinham que dar ofertas de holocausto todos os dias no interior do Tabernáculo e lavar as suas mãos e pés na pia de bronze sempre que tivessem que passar por isso. Como eles, nós devemos pensar sobre o primeiro amor do Senhor Jesus e meditar nEle com a nossa fé. Nós não deveríamos morrer, mas, fundamentalmente, morreríamos não fora o Senhor Jesus levar os nossos pecados e os lavar com água, e ser condenado por nossos pecados na Cruz, e os levar à condenação de pecados para o fim completo destes. Deste modo, com o batismo e sangue do Senhor Jesus, Ele nos salvou perfeitamente de todos os nossos pecados e condenação. 

Diariamente, nós devemos gravar em nossos corações este amor que completamente nos salvou, e nós, que não podíamos nada senão apenas morrer, vimos diante de Deus com a fé que crê nisto. Nós não tínhamos nenhuma escolha, a não ser morrer, mas por causa do Senhor Jesus, nós fomos perfeitamente salvos e nos tornamos os filhos justos e perfeitos de Deus. E como o Senhor Jesus nos deu tal fé, nós não devíamos sempre ter esta fé conosco?

Nós somos peregrinos que vivemos nesta terra durante algum tempo e depois partiremos. A palavra ‘peregrino’ significa viajante. Viajante quer dizer aqueles que saem de um lugar para outro. Nós somos os viajantes que permanecem em um lugar durante algum tempo e depois partimos para outro lugar quando terminamos à nossa missão. Nós somos peregrinos que estão aguardando retornar ao Reino do Céu depois de viver neste mundo por um curto tempo. Como nós vivemos às nossas vidas como peregrinos passando por esta terra e indo para o Reino do Céu há momentos quando apenas desejamos terminar uma discussão por sabermos que não resultará em nada e fracassar. Há momentos quando você, também, esta querendo baquear, seja na carne ou no espírito. Momentos como estes podem vir porque enquanto você está firme, as circunstâncias nem sempre são muito boas e favoráveis e, com isso, mesmo quando estão melhores, pensamentos malignos originados na carne continuam surgindo em sua mente. 

Para nós que somos assim, nosso Senhor Jesus nos deu à Sua Palavra que é tão necessária para nós. “O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois”. Sim, agora tratemos de conhecê-la. Como nós vivemos às nossas vidas como peregrinos, sempre que nossas muitas fraquezas forem reveladas, e sempre que estivermos debilitados por causa de nossas fraquezas e presos pelas nossas circunstâncias, nós devemos lembrar de que nós recebemos completamente a remissão de pecados crendo no batismo de Jesus, que tem eliminado até estas coisas, e do sangue da Cruz. Crendo no evangelho da água e do Espírito, nós recebemos a remissão de pecados perfeitamente.

Quando nós olhamos para o Tabernáculo, descobrimos quão detalhado é. Como também manifestado no altar de holocaustos, o salário do pecado é a morte. Porque nós pecamos diariamente, nós teríamos que ser condenados e colocados à morte todos os dias pelos nossos pecados. No altar de holocaustos está manifestada à verdade de que o Senhor Jesus Cristo veio como o Cordeiro de sacrifício, que Ele recebeu o Seu batismo pela imposição de mãos de João Batista e morreu em nosso lugar. Passando o altar de holocaustos, a pia de bronze aparece, onde nós meditamos no evangelho da água e do Espírito para limpar os pecados que cometemos diariamente. Este evangelho da água e do Espírito é a verdade perfeita que nos salvou dos nossos pecados originais e atuais.

Qual é o presente de Deus que está em Jesus Cristo nosso Senhor? Não é a remissão de pecados e a vida eterna? O Senhor Jesus nos salvou perfeitamente. Ele completamente nos salvou, nós que estávamos condenados à morte pelos nossos pecados a qualquer hora. Todos os pecados que cometemos ao longo de nossas vidas inteiras foram lavados pela nossa fé na água e no sangue, e pela Palavra que diz que o Senhor Jesus Cristo lavou até mesmo os nossos pés. Porque o Senhor Jesus recebeu todos os nossos pecados quando foi batizado, todos os pecados que nós cometemos em nossas vidas inteiras foram passados para Ele, Jesus Cristo, levando os nossos pecados, foi condenado por eles na Cruz e morreu, ressuscitou de entre os mortos e, assim, se tornou o nosso Salvador perfeito. Só quando crermos completamente no Senhor Jesus Cristo ficaremos sãos. E, embora nossa carne possa ser fraca, como nós temos a fé perfeita, nós viveremos vidas espiritualmente santificadas e entraremos no Reino eterno de Deus.



Você Agora Não é Como Pedro?


Da mesma maneira que Jesus lavou os pés de Pedro, Ele também não lavou os seus pés? É certo que Jesus também lavou os nossos pés por todos os dias, valendo isto hoje ou mesmo no futuro. Isto é por que Jesus tomou todos os nossos pecados sendo batizado, e por estes pecados, Ele morreu na Cruz em nosso lugar. E Ele ressuscitou de entre os mortos ao terceiro dia. Como isto, através do Seu batismo, Seu sangue na Cruz, e Sua ressurreição, Jesus se tornou o nosso Salvador perfeito. Nós cremos em Jesus Cristo e no que Ele fez completamente.

É pela fé que nós adoramos a Deus completamente, e é pela fé que nós fazemos às Suas obras completas. Nossos atos podem ser perfeitos. É por nossa fé que fomos feitos perfeitos. Por isso, é que nós devemos viver como discípulos de Jesus crendo no evangelho da água e do Espírito. Nós não somos daqueles que recuam para a perdição. Entretanto, se nós fraquejarmos, nós poderemos correr pela fé, e nós devemos, de fato, correr até mais pela fé. “O justo viverá pela fé”; “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça”. Considerando que fomos justificados pela fé, e que somos pessoas que salvam outras almas de pessoas, se nós não nos dedicarmos a Deus determinados nesta missão de salvar os outros, nós cairemos no pântano de perdição e desesperados acabaremos morrendo em nossos pecados.

Os puros se regozijam enquanto fazem às Suas obras de justiça. Eles se alegram por propagar o evangelho de Deus que salva outras almas. Mas os pecadores não se regozijam por fazer o que pensam ser certo. Para aqueles que receberam a remissão de pecados, fazer o que é justo se torna o seu pão espiritual. Propagar o evangelho pelo mundo inteiro é a coisa certa a fazer, pois isto salva outras almas, mas, ao mesmo tempo, também é o nosso próprio pão da vida. Fazendo o que é certo, nossos corações são cheios com o Espírito Santo, e novas forças surgem em nós. À medida que o nosso espírito cresce e amadurece, ficamos mais corajosos. Então, para viver como Abraão, ser abençoado por Deus e compartilhar estas bênçãos com os outros, nós devemos amar a retidão; então, ame o que é certo, e ame propagar o evangelho. Mas como nós somos fracos, a menos que continuemos fazendo estas obras íntegras, nossas almas morrerão. Nós que somos os justos certamente morreremos espiritualmente se pararmos de trabalhar pela Sua justa missão. Por isso, Jesus, disse, “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos”. (Mateus 5:6).

Jesus, também, disse, “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”. (Mateus 5:8). Aqueles que receberam a remissão de pecados e creram que o Senhor Jesus lavou completamente todos os seus pecados, e vieram a Deus, são os que creem em Deus, e que seguirão propagando às bênçãos celestiais pelo mundo inteiro.

Nós nos tornamos perfeitos pela fé. Nós não deveríamos, mas, certamente, morreríamos pelos nossos pecados; então, o Senhor Jesus veio a esta terra, foi batizado, e morreu na Cruz em nosso lugar e, assim, nos salvou perfeitamente. Isto é a verdade e o caminho para o Reino do Céu. Compreendendo isso estará entendido o caminho da fé. Não existe nenhum outro meio, mas somente este. Nós não podemos entrar no Céu só pelas nossas boas ações. Somente pela compreensão e crença no que o Senhor Jesus fez, nós poderemos entrar no Céu.

Em geral, se nós dividirmos às pessoas em dois tipos, existe aqueles que são usados para o que é certo, e aqueles que são usados para o que é mal. Aqueles que são usados para o que é mal não são as pessoas que corretamente receberam a remissão de pecados. Crendo no que o Senhor Jesus fez por nós, nós nos tornamos os instrumentos de retidão, mas aqueles que não receberam a remissão de pecados ainda não, pois permanecem como instrumentos do Diabo, não importando a sua própria intenção. 

Nesta hora, eu digo para você confiantemente que Deus nos deu à Sua perfeita salvação, através da fé correta e da perfeita remissão de pecados. Acaso suas ações são insuficientes até mesmo crendo neste evangelho e, de alguma forma, seus corações recuam? Não há necessidade de ser assim, dessa forma, que o justo viva pela fé. O Senhor Jesus não pode ajudar, a nós que somos ignorantes em nossas insuficiências e debilidades, desfazendo todas essas coisas com o Seu batismo?

Deixe-me dar a você um exemplo diário do quão insuficientes nós somos. Nós jogamos futebol juntos, às vezes. Quando meu time ficava em apuros, com a bola caindo do alto em direção às traves de nosso gol, eu, frequentemente, só lançava para fora ou a agarrava com as minhas mãos. Mas eu era um goleiro? Claro que não. Eu só queria ganhar. Em tal situação, todos nós, os ministros, santos, e obreiros de Deus somos todos semelhantes, pois fazemos o possível para tentar ganhar. Você pode esquecer-se da sua condição de vida, mas, para ganhar, nós fazemos todo tipo de injustiça. O jogo é muito ferozmente disputado, de modo, que todo mundo faz todo o possível somente para ganhar, de tal forma que parece não existir nenhum outro jogo que revele tanto à falta de proteção, na verdade, não há um autorretrato essencial do comportamento humano superior ao do futebol. Se nosso time está em apuros, nós não hesitamos em fazer movimentos ilegais, jogadas maliciosas, e insistir em nossos próprios meios. 

Todas estas coisas são permissíveis para nós, mas se os outros times cometem injustiças conosco, nós lamentamos a injustiça e exigimos que o árbitro dê um cartão amarelo, mas até as regras do árbitro não podem exceder para ter qualquer efeito sobre todos. É, assim, como realmente somos. Nós sempre queremos vantagens para o que é nosso, para o nosso time, e por nós mesmos, e nós só queremos o que nos beneficia. Entretanto, mesmo sendo tão imperfeitos, Deus salvou tais pessoas como nós. Mas, ainda que estejamos cheios de manchas e desenfreados com ilegalidades, e tão longe quanto à nossa fé esteja aflita, nós temos nos tornado às pessoas que nasceram de novo sem marcas. 

O Senhor Jesus nos salvou completamente de todos os nossos pecados. Por isso, é que nós chamamos o Senhor Jesus como o Deus Salvador, e o Deus Salvador, como o Senhor Jesus. O Senhor Jesus é o Deus da nossa salvação perfeita. Pedro confessou, “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. (Mateus 16:16). E o Senhor Jesus aprovou à sua fé bendita como Deus determinou. A palavra Cristo aqui significa Aquele que tomou os nossos pecados em Seu próprio corpo e os eliminou completamente. Jesus Cristo é o Filho do Deus vivo. Como o Filho de Deus e nosso Salvador, Ele nos salvou perfeitamente. Então, sejam valentes em seus corações, mesmo que ainda vocês possam se sentir, às vezes, insuficientes e fracos para servir ao evangelho.

Suas almas, corações e corpos não devem recuar e parar; ao invés, fortaleça-os pela fé e se tornem valentes, como grandes pessoas de justiça que estão propagando a Deus com uma fé determinada, ampla e profunda. Olhe para mim. Eu não tenho nada para mostrar em minha carne, mas eu não estou propagando o evangelho no mundo inteiro? Você não é como eu também? Não pense que aqueles que aparentemente parecem não ter nenhumas fraquezas sejam realmente livres de quaisquer faltas. Pecadores são apenas hipócritas. Hipócritas, também, são pessoas de carne como você é, então, como podia a sua carne ser tão boa, digna e limpa? O que é sempre fraca é a carne do ser humano. Você tem que compreender que esses que estão exibindo suas virtudes, especialmente em comunidades Cristãs, estão, meramente exibindo às suas caras de pau, hipocrisias e naturezas mentirosas.

Nosso Deus nos salvou perfeitamente. Então, nós podemos servir ao evangelho da água e do Espírito pela nossa fé que tem nos aperfeiçoado e autorizado por esta perfeita justiça de Deus. Nós damos graças a Deus por permitir sermos salvos pela fé, pela verdade da salvação que Ele planejou antes mesmo da fundação do mundo. Todos os seus pecados já foram lavados quando Jesus foi batizado e derramou o Seu sangue na Cruz. Eu espero que vocês todos creiam nesta verdade.