Sermons

< Êxodo 27:9-19 > As Colunas do Átrio do Tabernáculo



< Êxodo 27:9-19 >

“Farás também o átrio do tabernáculo; ao lado meridional (que dá para o sul), o átrio terá cortinas de linho fino retorcido; o comprimento de cada lado será de cem côvados. Também as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de bronze; os ganchos das colunas e as sua vergas serão de prata. De igual modo, para o lado norte ao comprido, haverá cortinas de cem côvados de comprimento; e as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de bronze; os ganchos das colunas e as suas vergas serão de prata. Na largura do átrio para o lado do ocidente, haverá cortinas de cinquenta côvados; as colunas serão dez, e as suas bases, dez. A largura do átrio do lado oriental (para o levante) será de cinquenta côvados. As cortinas para um lado da entrada serão de quinze côvados; as suas colunas serão três, e as suas bases, três. Para o outro lado da entrada, haverá cortinas de quinze côvados; as suas colunas serão três, e as suas bases, três. À porta do átrio, haverá um reposteiro de vinte côvados, de estofo azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino retorcido, obra de bordador; as suas colunas serão quatro, e as suas bases, quatro. Todas as colunas ao redor do átrio serão cingidas de vergas de prata; os seus ganchos serão de prata, mas as suas bases, de bronze. O átrio terá cem côvados de comprimento, e cinquenta de largura por todo o lado, e cinco de altura; as suas cortinas serão de linho fino retorcido, e as suas bases, de bronze. Todos os utensílios do tabernáculo em todo o seu serviço, e todas as suas estacas, e todas as estacas do átrio serão de bronze”.



Esta passagem fala sobre as colunas, as cortinas de linho fino retorcido, as bases, os ganchos, as vergas e as estacas de bronze do átrio do Tabernáculo. O Tabernáculo era o lugar onde Deus habitava. O tamanho do seu átrio media cerca de 45 m. (nos lados norte e sul) por 22,5 cm. (nos lados oriental e ocidental). O Tabernáculo em si era uma estrutura pequena e coberta. Seu átrio, ao contrário, era uma área bem grande e aberta. 

As colunas do átrio mediam 2,25 m. de altura e sua cerca foi construída com 60 colunas de madeira e cortinas de linho fino retorcido por todos os lados, menos na entrada. A cerca era feita de colunas de madeira, cujas pontas eram revestidas de prata e as suas bases de bronze. Dois ganchos eram presos na ponta de prata destas colunas, e vergas compridas de prata eram presas a estes ganchos para prender as colunas. As estacas eram fixadas no solo e presas pelas vergas de prata para ficarem bem firmes.



Qual o Significado Espiritual das Colunas do Tabernáculo?


O que as colunas do átrio do Tabernáculo nos ensinam? Elas nos ensinam claramente como Jesus Cristo salvou a cada um de nós dos pecados do mundo. Os pilares de madeira do átrio do Tabernáculo se referem a você e a mim - ou seja, aos santos nascidos de novo -. O que as bases de bronze que ficavam abaixo dos pilares de madeira nos mostram? Elas nos mostram que, embora não pudéssemos evitar a condenação por causa dos nossos pecados, Deus nos salvou de todos eles. 

Além disso, o fato de as pontas das colunas de madeira serem revestidas de prata nos mostra que Deus nos deu o dom da salvação salvando todos os pecadores dos seus pecados e transgressões através do evangelho dos tecidos, azul, púrpura e carmesim. 

O fato de as estacas serem fixadas no solo e presas pelas vergas de prata para ficarem bem firmes também nos mostra que, embora a morte por causa dos nossos pecados fosse algo inevitável, o Senhor Jesus nos deu o dom da remissão de pecados por meio da verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido - ou seja, através do evangelho da salvação -.

Deste modo, as colunas do átrio do Tabernáculo nos mostram que a verdade de que o Senhor Jesus nos salvou de todos os nossos pecados vindo a esta Terra, sendo batizado, condenado pelos nossos pecados e se sacrificando ao derramar o Seu precioso sangue na cruz. Isso nos mostra, em outras palavras, o dom da remissão de pecados: que nosso Senhor Jesus nos salvou de todos os nossos pecados e nos fez povo de Deus. Estas colunas de madeira que formavam a cerca ao redor do Tabernáculo nos mostram que o Senhor Jesus salvou a todos os pecadores dos pecados do mundo de um modo perfeito e de uma vez por todas através dos ministérios dos tecidos, azul, púrpura e carmesim - ou seja, ao ser batizado e derramar o Seu sangue na cruz. E já que esta verdade é inegável, eu não tenho como ser ingrato e não a proclamar no mundo inteiro.



As Bases de Bronze que Ficavam Abaixo das Colunas


As bases da cerca eram feitas de bronze, enquanto que a ponta das colunas, seus ganchos e suas vergas eram feitos de prata. 

Marcos 7:21-22 diz assim: “Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura”. Todos nós nascemos com estes pecados malignos no coração. É por isso que Deus nos diz que viveremos sempre com estes pecados no coração, até o dia da nossa morte, e que não temos como deixar de levar uma vida pecaminosa. Mas se aceitarmos a Palavra como ela é, teremos que confessar que nossa natureza é tão pecaminosa que não podemos evitar a condenação por causa dos nossos pecados. 

Através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim, nosso Senhor Jesus salvou os seres imundos como nós de todos os nossos pecados. E já que o Senhor Jesus tirou todos os nossos pecados ao recebê-los em Seu próprio corpo através do batismo que recebeu de João Batista, Ele pôde levar os pecados do mundo à cruz e ser condenado por todos eles. 

Não temos como agradecer suficientemente a Deus por isso! Embora nós estivéssemos condenados ao inferno, esta é a própria salvação pela qual Ele nos livrou de todos os nossos pecados; este é o dom mais lindo, precioso e abençoado de todo o mundo. Nós não temos mais nada a fazer senão nos sujeitarmos ao Senhor Jesus, crer neste evangelho que nos salvou com a verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim, e sermos gratos a Ele por isso. Através dos materiais usados no átrio do Tabernáculo, Deus nos mostra que a salvação do Senhor Jesus é a verdade perfeita que não precisa de nada que a preencha ou complemente. 

Todos os mistérios dos materiais usados na construção do Tabernáculo são revelados através do significado dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. O mistério da salvação é a verdade que jamais poderia ser encontrada em nenhum outro senão no evangelho dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. O significado do sistema do Tabernáculo, assim como o segredo do sistema sacrificial, está oculto nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido.

Você e eu, na verdade, éramos seres que deveríamos ser condenados por Deus por causa dos nossos pecados. E para ser sincero, nós continuamos pecando até hoje. Mas o Senhor Jesus nos deu a perfeita remissão de pecados com os tecidos, azul, púrpura e carmesim, e quando cremos no dom da salvação, recebemos a remissão de pecados. Nós só somos herdeiros que desfrutarão da Glória e do esplendor do Reino de Deus porque Ele nos salvou de todos os nossos pecados de um modo perfeito e nos fez seus filhos. Se não for pela salvação que Deus nos deu, não há como nos tornarmos seus filhos nascidos de novo. Mas nós somos gratos ao Senhor Jesus por Ele ter nos salvado de todos os nossos pecados.

Nós nunca conhecemos de fato o nosso verdadeiro eu e víamos a gravidade dos nossos pecados segundo os nossos próprios padrões. Mas o que importa não é se nós cometemos algum pecado ou não, pois desde o nosso nascimento somos terríveis pecadores condenados ao inferno por causa dos nossos atos. No entanto, com os tecidos, azul, púrpura e carmesim e com o tecido de linho fino retorcido, nosso Senhor Jesus salvou pessoas como nós de todos os nossos pecados. Assim como o Senhor Jesus prometeu no Antigo Testamento, Ele veio mesmo até nós nos dias do Novo Testamento, levou sobre Si todos os nossos pecados segundo a Palavra da promessa, carregou todos eles até à cruz, pagou o preço por todos eles com o Seu sacrifício, derramando o Seu sangue na cruz, e assim nos salvou de todos eles e nos deu o dom da salvação. É assim que você e eu recebemos o dom da salvação de todos os nossos pecados crendo em Jesus Cristo. 



Por que Havia Cortinas Brancas de Linho Fino em Todas as Colunas do Átrio do Tabernáculo?


Havia um total de sessenta colunas ao redor do átrio do Tabernáculo, e todas elas eram cobertas com cortinas de linho fino retorcido. Estas cortinas nos mostram que, embora nós fôssemos seres impuros, manchados pelos pecados, e também merecêssemos ser condenados e lançados no inferno por causa disso, nosso Senhor Jesus nos purificou com os tecidos, azul, púrpura e carmesim e com o tecido de linho fino retorcido. Melhor dizendo, as cortinas nos mostram a verdade de que Jesus Cristo purificou todos os nossos pecados de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista. 

Quando Jesus veio a esta Terra e foi batizado por João Batista, o representante da humanidade, todos os pecados do mundo foram passados para Ele. Ao aceitar todos os pecados do mundo, Jesus foi crucificado e derramou o Seu sangue sendo condenado por todos eles, mas depois ressuscitou dos mortos. E ao ressuscitar dos mortos, se tornou o nosso Salvador que vive. Este é o dom da salvação que nosso Senhor Jesus cumpriu por meio dos ministérios dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. E este é o amor do Senhor Jesus que purificou todos os nossos pecados e nos fez inculpáveis, sem nenhuma falha, para que nos tornássemos filhos de Deus. Ao nos dar o dom da salvação, o Senhor Jesus fez de todos que criam nesta verdade filhos de Deus.



As Bases e os Ganchos de Bronze


As pontas das colunas do Tabernáculo eram revestidas de prata, e os ganchos e as vergas também de prata eram usados para unir as colunas umas às outras. Cada coluna era fixada a uma base de bronze, e um par de ganchos prendia cada coluna da cerca do Tabernáculo de cima abaixo.

Isso nos mostra que, embora estivéssemos condenados ao inferno por causa dos nossos pecados, Deus fez de nós um povo santo ao nos dar o dom da salvação, nos livrando de todos os nossos pecados. E já que Ele nos fez um povo santo pela graça da sua salvação, nós não temos como deixar de ser gratos a Ele por esta graça. E como também cremos em Deus através da Palavra da verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, nós não somente o adoramos, mas também não podemos deixar de pregar a sua Palavra. 

Por acaso conseguimos passar um dia sequer sem pecar? Claro que não! Até mesmo quem crê na Palavra de Deus e já nasceu de novo pela sua graça peca todos os dias. Se alguém não for educado conosco ou nos tratar mal, nós brigamos com esta pessoa e a amaldiçoamos na mesma hora. Diga a verdade, se você está dirigindo bem calmamente na estrada, mas alguém te dá uma fechada e quase causa um acidente, você fica irritado com este motorista imprudente? Claro que sim! Eu mesmo buzinaria muito e xingaria este motorista inconsequente. Mas isso é o certo a fazer? É claro que isso não é o certo a fazer, mas o problema é que somos tão pecadores que na hora não conseguimos evitar o pecado.

Nós somos seres destinados ao inferno por causa das nossas fraquezas. No entanto, Deus nos deu um “novo e vivo caminho que ele nos consagrou”. (Hebreus 10:20). Este é o dom de Deus que foi cumprido totalmente por Jesus Cristo segundo a sua vontade.

Qual é o dom da salvação que Deus nos deu? Ele nos deu o dom da salvação dos nossos pecados, que foi cumprido por meio dos quatro tecidos do Tabernáculo - os tecidos, azul, púrpura e carmesim e o tecido de linho fino retorcido. Como é que nós podemos deixar de adorá-Lo, então? Já que nós recebemos realmente esta verdadeira salvação, como não podemos ter a verdadeira paz em nosso coração? Nós jamais conseguiríamos a nossa salvação com ouro ou prata, pois isso seria como o orvalho que cai a cada manhã, mas logo desaparece. Nós fomos salvos de uma maneira perfeita e eterna. Deus amou tanto os pecadores que lhes deu a graça da sua salvação como um dom gratuito; e é este dom que veste os crentes com a sua justiça.

De tudo que foi usado para construir a cerca do átrio do Tabernáculo, todas as bases e ganchos que ficavam no solo eram de bronze. Mas a cobertura de cada coluna era de prata. Tudo isso nos mostra que, embora estivéssemos condenados ao inferno, nós nos tornamos filhos de Deus ao recebermos o dom da salvação que nos foi dado pelo nosso Senhor Jesus. Portanto, como é certa a salvação que recebemos dos nossos pecados! Este é o dom da salvação de Deus, a certeza da salvação abençoada que recebemos e que jamais vai mudar. E por termos certeza disso é que podemos ser gratos a Deus de todo o nosso ser.

O dom de Deus é a maior certeza de que fomos salvos de todos os nossos pecados. Nossa salvação não é algo imperfeito que simplesmente desaparece sempre que nossas fraquezas são reveladas. Foi por pecadores imundos como nós que o Senhor Jesus veio a esta Terra e nos deu o dom da salvação através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. Sendo assim, todos que creem nesta verdade foram salvos de todos os seus pecados para sempre. E já que o Senhor Jesus salvou os pecadores de uma forma tão perfeita, e já que Ele levou todas as fraquezas, culpas e imperfeições da nossa carne, Ele nos tornou completos para que não tivéssemos mais nada a ver com o pecado. Todos os que conhecem muito bem e creem nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido foram salvos de uma maneira perfeita e para sempre.

Como é precioso então o dom da salvação que Deus nos deu! Eu sou muito grato por este dom da salvação, porque trouxe paz ao meu coração e me conforta e abençoa muito. O Senhor Jesus traz paz ao nosso coração. Foi por isso que Ele disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei”. (Mateus 11:28). Eu sou muito grato a Deus por ter me dado este dom da redenção de todos os meus pecados. 

Eu creio que não apenas eu, mas todos vocês também, são muito preciosos para Deus. Deus nos salvou com o evangelho dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. Ele disse que deu o dom da salvação a todos que creem na sua Palavra. E por crer no que Ele disse, eu creio que todos vocês também são muito preciosos para Ele.

Hoje, por fazermos a obra de Deus e irmos além de nossas forças, às vezes nos sentimos exaustos. É por isso que eu busco encorajar e confortar meus colaboradores fazendo algo carnal para eles como o partir do pão. Mas eu sei muito bem que não posso confortá-los nem consolá-los com coisas carnais. Antes, somos encorajados lembrando-se do dom inegável da salvação que o Senhor Jesus nos deu, nosso verdadeiro conforto que o mundo não conhece. 

Deus deu o dom perfeito da salvação a cada um de nós, o maior dom de todos que este mundo não conhece. Existem algumas pessoas que dizem que não têm pecados só por causa do seu fervor religioso, apesar de não crerem na verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. Mas todo este fervor religioso acaba desaparecendo com o tempo. A paz que eles têm apenas em seus pensamentos logo desaparece como o orvalho da manhã quando cometem um pequeno pecado ou passam pela mínima provação que seja.

Mas aqueles que creem na salvação de Deus pelos tecidos, azul, púrpura e carmesim e pelo tecido de linho fino retorcido, quanto mais enfrentam dificuldades, mais brilhante a paz se torna em seus corações. E mesmo quando somos perseguidos, caluniados ou feridos, perfeição e gratidão fluem dos nossos corações por causa da salvação de Deus que há dentro deles. Nós somos aqueles que foram completamente salvos, os que jamais voltarão para o Egito ou enfrentarão os seus pecados e a condenação novamente. Deus abençoa quem conhece e crê nesta verdade da salvação que Ele nos concedeu para que pudéssemos ser sempre gratos a Ele pela nossa fé. É por isso que nós somos gratos a Deus pela nossa fé.

Eu não tenho como agradecer a Deus por ter recebido Dele a certeza da salvação pelos tecidos, azul, púrpura e carmesim, e por Ele ter me amado, me abençoado grandemente e me permitido pregar este precioso evangelho, pois eu não merecia isso. Por mais que eu fosse agradecer ao Senhor Jesus todos os dias, eu não conseguiria ser grato o suficiente por me permitir viver somente para o evangelho. Eu só tenho que agradecer a Ele para sempre. Quando eu sou grato a Deus pelo grandioso dom da salvação que Ele me deu, e quando eu tento expressar o quanto meu coração é grato a Ele, percebo como minhas palavras e tudo o que eu digo são insuficientes para isso.

Nós somos aqueles que creem na salvação encontrada no evangelho dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. Por você, Jesus nasceu nesta Terra, levou todos os seus pecados sobre Si ao ser batizado por João Batista aos trinta anos, carregou estes pecados até à cruz, derramou o Seu sangue e morreu sobre ela, ressuscitou dos mortos e agora está assentado à direita do Trono de Deus. Este Jesus Cristo deu o perfeito dom da salvação àqueles que o recebem pela fé. E se não trairmos esta fé, esta salvação que recebemos jamais será anulada. Por mais que sejamos falhos, e por mais que cometamos erros, nós somos o povo de Deus que foi vestido com o perfeito dom da salvação.



O Tecido de Linho Fino Branco Pendurado nas Colunas do Átrio do Tabernáculo


Imagine por um momento você olhando para as cortinas de linho fino branco. Estas cortinas de linho fino branco eram feitas de fios de linho branco também. Mas se usarmos estas cortinas de linho fino no deserto, logo ficarão sujas. Mas será que Deus fez isso sem uma razão, sem saber que ficariam sujas com o tempo? Ele ordenou aos israelitas que pendurassem estas cortinas de linho branco para mostrar o dom da salvação que Ele deu aos que o aceitam pela fé. Ele fez isso para que soubéssemos muito bem, e ficasse gravado em nossos corações que Ele nos salvou completamente de todos os nossos pecados impuros. 

Deus ordenou aos israelitas que usassem estas cortinas de linho fino branco. Isso significa que temos que adorá-Lo para sempre e ser gratos a Ele de coração crendo na perfeita salvação que é revelada nestas cortinas brancas. Deus nos deu o dom da salvação por completo através das cortinas de linho fino branco. A salvação que nos foi dada por Ele é como este tecido de linho branco.

Nós somos mesmo seres imundos e corruptos que não têm como evitar o inferno por causa dos nossos pecados. Nós temos que purificar as vestes da nossa mente várias vezes ao dia. No entanto, Deus tornou o nosso coração totalmente puro. Nosso Senhor Jesus, melhor dizendo, trouxe a plenitude a seres como nós. O poder de Deus é tão grande e fabuloso que Ele transformou a nós, que éramos imundos, corruptos, degradantes, no seu povo santo.

Hoje, você e eu que cremos no evangelho da água e do Espírito somos os que receberam este perfeito dom da salvação de Deus. Somos aqueles cujos pecados do coração foram todos purificados e nos tornamos mais alvos do que a neve. 

Você ainda tem pecados no coração? É claro que não! Foi justamente o seu coração que se tornou alvo como a neve, como o linho fino usado no átrio do Tabernáculo. Você e eu fomos totalmente purificados. Embora tivéssemos que ser condenados por causa dos nossos pecados, mesmo assim fomos salvos. E nós não fomos salvos por causa da nossa bondade ou fé, mas por causa da Graça de Deus que nos vestiu com o seu poder, como as estacas de bronze cujas pontas eram revestidas de prata e presas por vergas também de prata. Embora todos nós estivéssemos condenados ao inferno, agora somos o povo que Deus salvou porque cremos que Ele nos vestiu com o dom da salvação. Esta é a verdade encontrada na cerca do átrio do Tabernáculo. 

As sessenta colunas do átrio do Tabernáculo se referem a nós, os verdadeiros crentes. Cada uma destas colunas, melhor dizendo, se refere a cada um de nós. Nós éramos seres que jamais poderiam se tornar povo de Deus ou entrar em sua casa, mas mesmo assim, Deus deu o dom da salvação a pessoas como nós. Ele veio a esta Terra, completou o dom da salvação, nos deu o dom da verdade, e quando passamos a conhecer esta verdade e crer nela, Ele nos fez seu povo que foi totalmente salvo e jamais será amaldiçoado novamente.

Que bênção maravilhosa é esta! Assim como as colunas do átrio do Tabernáculo, se tentarmos ficar em pé sozinhos iremos cair. Mas a razão pela qual nós não caímos depois que fomos salvos de todos os nossos pecados é que todos nós, crentes no perfeito evangelho dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, cremos da mesma forma na Graça de Deus. Primeiro temos que crer que, embora fôssemos seres desprezíveis que não tinham como evitar o inferno, nosso Senhor Jesus nos purificou de todos os nossos pecados pessoalmente e nos salvou de toda condenação por causa deles através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido. E é com esta fé que devemos estar sempre diante de Deus, adorando-O, fazendo a sua obra e sempre sendo gratos a Ele pelo dom da salvação. 

Às vezes, nós tropeçamos por causa de nossas fraquezas carnais. Apesar de crermos que fomos salvos da condenação e de todos os nossos pecados, às vezes nos sentimentos exaustos e desanimados, pensando por que temos que viver assim. Mas apesar de sermos assolados por tais pensamentos carnais de vez em quando, nós não deixamos a Deus e nem de viver pela fé porque, quando olhamos para trás e vemos o que realmente somos, nos sentimos ainda mais gratos pelo dom da salvação e pela graça da libertação que Deus nos deu. 

É por isso que todos nós conseguimos permanecer firmes na fé. Nós conseguimos vencer todas as nossas frustrações por causa do verdadeiro evangelho. Embora sejamos sempre cheios de falhas, podemos ser sempre gratos a Deus por sua perfeita salvação. Jamais devemos nos exaltar, nem um pouquinho; ao contrário, temos que ser gratos a Deus por fazer de nós seus filhos através do dom da salvação, estando sempre firmes na sua presença e cumprindo fielmente a nossa função sacerdotal. O que nos faz ficar firmes na fé nada mais é do que o fato de termos recebido o grande dom da salvação e a Graça que Deus nos deu. Se reconhecermos como é nossa natureza de fato, não teremos mais nada a fazer senão aceitarmos a remissão de pecados que Deus nos deu pela Palavra dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, além de servirmos ao Senhor Jesus também. 

Quando aceitamos isso em nosso coração, reconhecendo e entendendo como devemos ser gratos, nossa fé nunca mais é abalada. Ela se torna firme. Por mais que as pessoas procurem nos enganar, por mais que elas digam bobagens e que agora são perfeitas porque nasceram de novo crendo apenas no precioso sangue da cruz, nossa fé não será abalada. Por mais que a nossa natureza seja maligna, quando cremos na verdade que o Senhor Jesus nos salvou através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, nós conseguimos enfrentar estas mentiras com toda coragem e ficar firmes em nossa fé.

Assim, nós refutamos estas mentiras dizendo: “O quê? Nós somos salvos apenas pelo sangue da cruz? De modo algum! Se deixarem de fora qualquer elemento da salvação alcançada através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, não devemos crer nisso. Que absurdo é este?”. 

Mas se deixarmos a Graça da salvação que Deus nos deu, nós jamais conseguiremos reconhecer o que realmente somos, e, por essa razão, seremos soberbos, confiaremos muito em nós mesmos e acabaremos nos tornando maus. Quando olhamos para nós mesmos é que podemos encontrar o dom da salvação de Deus em um nível muito mais alto. É assim também que nós seguimos a orientação que a Palavra nos dá: “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”. (1 Tessalonicenses 5:16-18). 

A razão pela qual podemos ficar firmes com Deus é que cremos que o Senhor Jesus tirou todas as nossas maldições, assim como cada coluna do Tabernáculo era apoiada por vergas de prata e estacas de bronze. Deste modo, quando tropeçamos, nós conseguimos ficar firmes por causa das vergas de prata que nos sustentam. Assim como cada verga de prata era fixada a um gancho e a uma estaca para manter firmes as colunas, quando reconhecemos de coração o que realmente somos, que a Graça de Deus nos salvou através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, nós não somos abalados. Deste modo, nós permanecemos firmes e não somos levados de um lado para o outro.

Por causa do perfeito dom da salvação que Deus nos deu e da sua justiça, nós não iremos desanimar nem voltar para trás, mas ficaremos firmes como as bases de bronze. As bases de bronze significam que antes estávamos condenados ao inferno. Mas quando lembramos de que fomos salvos deste lugar de terrível condenação, nós sempre damos graças a Deus e ficamos firmes e seguros pela nossa fé. 

O evangelho da água e do Espírito é a maravilhosa verdade da salvação. Porém, ele não pode ser encontrado em nenhum dos vários seminários teológicos ou faculdades deste mundo. Mas apesar disso, ele é a base e a essência da nossa fé. Todo seminário que não conhece ou ensina a verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido é como uma casa construída na areia que desaba quando vem à tempestade. A base da nossa fé deve ser sólida como se fosse feita de puro mármore. 



O Que é Teologia?


Basicamente, há duas correntes principais que dividem a teologia: a teologia teocêntrica e a antropocêntrica, ambas, ou pelo menos uma delas, ensinada nos seminários. Simplificando, a fé baseada unicamente na Palavra é o teocentrismo, enquanto que a fé que aceita o pensamento humano junto com a Palavra é o antropocentrismo. Os teólogos antropocêntricos não estão muito interessados no que a Bíblia diz realmente, porém seu prestígio acadêmico é fortalecido ou abalado dependendo do que sua autoridade está baseada e como ele a demonstra. Sendo assim, a teologia antropocêntrica jamais pode ser considerada a teologia correta. 

De um modo geral, quem estuda teologia sempre defende seu ponto de vista teológico como se ele fosse o correto. Por exemplo, até hoje há muitas pessoas que fazem parte da Igreja Adventista do Sétimo Dia, a qual da mais importância ao dia de sábado. A Igreja Presbiteriana, por outro lado, defende apenas os “chamados” Cinco Pontos do Calvinismo. Outro exemplo é o Arminianismo, que afirma que, embora Deus tenha salvado o homem, ainda assim ele possui o livre arbítrio. De certo modo, o Arminianismo pode ser considerado uma posição teológica que crê na Bíblia e a interpreta por um ponto de vista humano.

Mas quando lemos os Cinco Pontos do Calvinismo, por outro lado, vemos que a sua fé de certo modo é teocêntrica, mas fatalista. Por quê? Porque os calvinistas defendem a doutrina da predestinação e da eleição como sendo a verdade, dizendo: “Antes de nascermos, alguns de nós já haviam sido escolhidos por Deus como seu povo, enquanto outros ficaram fora desta eleição. Esta é uma seleção soberana que pertence somente a Deus”. Mas tais afirmações absurdas não podem ser aprovadas pela Palavra de Deus.

Então, quando comparamos as chamadas doutrinas cristãs tradicionais com a Palavra de Deus, podemos ver que elas são muito diferentes da verdade. É claro que, em certos aspectos, elas se aproximam da verdade, mas a teologia cristã de muitas denominações atuais está longe da verdade bíblica. Também é óbvio que algumas partes de suas doutrinas coincidem com a verdade bíblica, mas a parte principal dos seus ensinamentos está errada e não tem nada a ver com a Palavra de Deus. É por isso que precisamos aprender, e bem rápido, estas doutrinas erradas.



Nossa Remissão de Pecados Nada Mais É do que um Dom de Deus


Deus deu a salvação como um dom a todo aquele que crê na sua Palavra.

A cerca do átrio do Tabernáculo foi feita com sessenta colunas de madeira. A ponta destas colunas era revestida de prata e a sua base era feita de bronze. Cada coluna era presa uma a outra com vergas de prata e fixada ao solo com estacas de bronze. Estas colunas eram colocadas a uma distância de 5 cúbitos ou 2,25 m. de cada uma, e sobre elas eram penduradas cortinas de linho fino branco. 

Quando as colunas eram presas bem firmes com as vergas de prata e, do mesmo modo, fixadas ao solo com as estacas de bronze, as cortinas de linho branco não podiam ser retiradas do lugar. E quando estas cortinas de linho branco eram presas bem firmes nestas colunas de madeira, elas ficavam imóveis e iam de um lado até o outro.

As cortinas de linho fino branco se referem à santidade e à justiça de Deus. Melhor dizendo, a justiça de Deus é que faz com que sejamos um povo que está firme na fé, que jamais pode ser abalado, pois a nossa fé na salvação de Deus está bem firmada na sua infalível Graça. Deus nos deu esta perfeita salvação como um dom. E como somos gratos a Ele por isso! É assim que você e eu somos salvos pela fé.

Por outro lado, quando eu vejo os cristãos no mundo todo hoje em dia, eu os acho uns coitados, ridículos, dignos de pena. Mas eu também me entristeço e fico decepcionado por causa deles porque eu vejo que eles ainda não têm o entendimento correto dos assuntos mais básicos do verdadeiro Cristianismo, embora eles confessem que creem em Deus e que pregam a sua Palavra.

Atualmente, muitos têm se preocupado muito achando que nossos alunos podem se enfraquecer por causa dos seus estudos seculares. E, de fato, os alunos que não aprenderem os assuntos básicos não conseguirão ir muito longe em seus estudos. Por essa razão, para que os alunos sejam bem preparados numa área profissional para o mercado de trabalho, as universidades precisam garantir que eles primeiro tenham um conhecimento sólido dos assuntos básicos para que depois estejam preparados para ter um conhecimento mais avançado. Mas, ao que parece, suas tentativas não têm dado muito certo.

Eu usei este exemplo para explicar que assim como ninguém pode ter um conhecimento mais amplo neste mundo se não aprender primeiro as coisas mais simples, a fé em Deus está fadada ao fracasso sem uma base sólida. E a verdadeira fé é aquela que crê nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Sem ter fundamento nesta fé, tudo mais não vale nada. As pessoas até se alegram em Deus e se dedicam muito a Ele a princípio, dizendo que não têm mais pecados porque creem em Jesus, mas em pouco tempo acabam rejeitando à sua justiça, suas alegrias evaporam no ar, todas as suas forças se esvaem, e elas acabam renunciando à fé em Deus por causa de seus pecados que continuam intactos em seus corações. E tudo isso acontece por causa da falta do conhecimento fundamental da fé cristã. 

Você conhece alguém que seja deficiente? As pessoas que não conseguem andar sofrem muito quando têm que subir escadas. E quando isso acontece, não seria educado e gentil se alguém os ajudasse a fazer isso? Mas alguns deficientes ficam com raiva quando alguém faz isso e diz: “Me deixe em paz. Eu posso me virar sozinho”. De um modo geral, os deficientes têm muito respeito próprio e às vezes são muito teimosos. Mas quando partes do seu corpo não funcionam bem, isso pode afetar sua mente também. Por essa razão, seus corações, às vezes, se endurecem por causa do complexo de inferioridade, sensação de derrota e sentimento de perda. Por isso que alguns deles comumente não aceitam a ajuda dos outros, pois não entendem sua verdadeira intenção ao querer ajudá-los.

Mas não há motivo algum para eles terem complexos de inferioridade por causa da sua deficiência. Isso pode ser até um incômodo para eles, mas de modo algum os faz pecadores. Mas se derem lugar a estes pensamentos distorcidos que surgem em suas mentes por causa da sua deficiência e deixarem que este sentimento ruim se transforme num complexo de inferioridade, eles acabarão se tornando deficientes mesmo, só que em seus corações. Se você é deficiente, tudo que você tem a fazer é aceitar o que você é e pedir ajuda sempre que precisar, e estar bem sempre que puder.

Sempre que eu não entendo alguma coisa ou preciso de ajuda, eu peço a ajuda dos outros. Já que eu não entendo ou não posso fazer algo por mim mesmo, eu não tenho outra escolha senão pedir a ajuda dos outros. E quando alguém sabe o que eu preciso e me ajuda, eu sou grato a esta pessoa. Apesar de sermos muito falhos em nossa carne, não temos motivo algum para sermos deficientes em nossos corações. Portanto, tudo que temos a fazer é reconhecer as nossas falhas e crer no evangelho da água e do Espírito do nosso Senhor Jesus, ou seja, na salvação dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, que nos tornou completos e eliminou as nossas falhas, além de servir a este evangelho com afinco. E é neste evangelho que podemos nos orgulhar e ser gratos a Deus. Já que recebemos o dom da salvação de Deus pela fé, não há mais nada a fazer senão agradecê-Lo. Nós agora podemos descansar, amar uns aos outros e estar sempre juntos, tudo isso por causa deste dom da salvação.

Os cristãos estão sendo levados para todos os lados hoje em dia porque a base de sua fé é muito fraca. O Senhor Jesus salvou a você e a mim com os tecidos, azul, púrpura e carmesim e o tecido de linho fino retorcido. E nós só recebemos o dom da salvação e nos tornamos plenos quando conhecemos e cremos nisso. A princípio, todos nós estávamos condenados ao inferno, mas já que Jesus nos salvou totalmente nos dando o dom da perfeita salvação, nós agora nos tornamos seus filhos perfeitos. E já que agora recebemos o dom da salvação pela fé, se vivermos crendo que somos o povo de Deus e dentro dos limites da nossa fé, nós poderemos ter uma vida de fé bem sucedida no Senhor Jesus.

Depois que eu realmente nasci de novo, duas mudanças aconteceram em meu coração, algo que nunca havia acontecido antes. Antes, meu amor pelos outros era hipócrita, porque eu fingia amá-los incondicionalmente, enquanto que, na verdade, eu os adiava em meu coração. Mas agora eu realmente amo a todos de todo o meu coração. Como Jesus me deu o dom da perfeita salvação, e já que este evangelho é muito precioso, todos que creem nele parecem muito honrados e amáveis aos meus olhos. Eu não poderia deixar de amá-los, por mais que eu tentasse.

A segunda coisa é que, diferentemente do passado, eu me tornei mais sensível ao sentimento dos outros. Antes, sempre que alguém fazia algo que eu não gostava, não importando quem fosse esta pessoa, eu a repreendia com muita dureza. Mas agora eu aprendi que preciso compreender a fraqueza das pessoas, ser mais cuidadoso ao lidar com elas, ampará-las sempre que elas precisarem de ajuda e repreendê-las quando elas precisarem ser repreendidas; mas tudo de modo apropriado. As pessoas que têm muitas falhas e fraquezas podem endurecer os seus corações muito facilmente; então, eu preciso entender melhor as suas fraquezas, pois há momentos que eu preciso ajudá-las de modo particular, assim como há situações que eu não posso ajudá-las, mesmo sabendo que elas precisam desesperadamente da minha ajuda. Eu sei muito bem disso porque o ser humano é muito fraco. É por isso que eu procuro sempre ser forte e determinado em minha fé.

Às vezes, não podemos repreender os outros porque eles são muito fracos, mas também há ocasiões que nós temos que repreendê-los duramente ao invés de tolerá-los. É por isso que devemos sempre conhecer as suas necessidades, pois quando os olhamos pela fé, nosso amor por eles é certo, perfeito, correto e poderoso. Se olharmos para a nossa situação pelos olhos carnais, tudo que vermos irá nos preocupar. Já que nós somos fracos e imperfeitos, se começarmos a nos preocupar muito com as nossas fraquezas carnais, viveremos todos os dias preocupados. Mas quando nos apegamos à perfeita fé que Deus nos deu, todas as nossas preocupações e aflições desaparecem. E já que Jesus salvou pessoas imperfeitas e falhas como nós através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, e nos tornou instrumentos para fazer a sua boa obra, isso fortalece a nossa fé mais do que qualquer outra coisa. 

O fortalecimento do nosso coração vem do perfeito dom da salvação que o Senhor Jesus colocou em nosso coração; mas tudo que vem da nossa virtude carnal para nos fortalecer é apenas temporário. Isso não significa, é claro, que o conforto carnal não é importante; até mesmo porque, às vezes, nós precisamos consolar os nossos irmãos de uma maneira carnal.

Mas algo que está muito claro, contudo, é que já que nós somos fracos, Jesus Cristo veio a este mundo para nos salvar totalmente. A Bíblia nos diz que quando Lázaro morreu, ao ver suas irmãs, Marta e Maria, e seus amigos chorando, Jesus chorou também. Jesus, melhor dizendo, teve compaixão deles porque viu que situação miserável é o homem morrer por causa dos seus pecados. E como nosso Senhor Jesus veio para cumprir a vontade do Pai, Ele disse: “Eu sou a ressurreição e a vida...” (João 11:25), e salvou aqueles que estavam mortos por causa dos seus pecados. Ele trouxe conforto para o nosso corpo e para a nossa alma.

Você e eu somos feitos de corpo e alma. Então, quando passamos por alguma dificuldade carnal, nós precisamos ser confortados em nossa carne. E, espiritualmente, nós também precisamos ter fé nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Deste modo, quando nos regozijamos pela fé na salvação que Deus nos deu, cuidamos deste dom e lembramos sempre que quando o recebemos o nosso coração de fato se alegra em Cristo. É assim também que glorificamos a Deus.

Deus nos firmou muito bem pela fé, como as colunas do Tabernáculo, e nos faz viver por esta fé também. Então, por mais que as fraquezas da nossa carne venham à tona todos os dias, podemos sentir profundamente em nosso coração como é preciosa a salvação de Deus e reconhecemos que, na verdade, deveríamos ser condenados. 

Você também pode entender agora esta verdade da salvação encontrada na cerca do átrio do Tabernáculo. Agora você pode abrir a porta do átrio do Tabernáculo e entrar pelo seu lado oriental. Ao abrir a porta do átrio do Tabernáculo e entrar por ela, você encontra uma coisa primeiro. E o que seria isso? Nada menos do que o altar de ofertas queimadas. E ao passar pelo altar de ofertas queimadas pela fé, você encontra a pia de bronze. E quando você vai além desta pia, você entra na Casa de Deus e, finalmente, no Tabernáculo propriamente dito. E tudo isso nos parece muito familiar ao olharmos para elas com fé. Embora a Palavra do Tabernáculo possa parecer sem sentido no início, é muito fácil você e eu a entendermos depois porque nós, cuja base da fé é poderosa, olhamos para tudo isso através do princípio correto da fé que já possuímos. Já que a salvação de Deus é muito valiosa, Ele fez com que ela fosse bem fácil de entender através do sistema do Tabernáculo. No entanto, para impedir que todos interpretassem a Palavra do Tabernáculo de modo errado com os seus próprios pensamentos, Deus a tornou invisível aos olhos de quem ainda não nasceu de novo. Portanto, sem a fé correta, ninguém, até mesmo os teólogos, poderá explicar o significado espiritual exato da entrada do átrio do Tabernáculo ser feita de tecidos, azul, púrpura e carmesim e de tecido de linho fino retorcido, pois Deus ocultou esta verdade destes mentirosos.

O tecido azul se refere ao batismo que Jesus recebeu de João Batista. E através deste batismo que Ele recebeu na forma de imposição de mãos, Jesus levou todos os nossos pecados sobre Si. O tecido carmesim se refere ao sacrifício pelo qual Jesus Cristo morreu na cruz derramando o Seu sangue por todos os nossos pecados. O tecido púrpura revela que Jesus é o próprio Deus. O tecido de linho fino retorcido é a Palavra da salvação que Jesus, o próprio Deus, prometeu para toda humanidade. Os que ainda não nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito não podem falar da verdade que Deus revelou na entrada do Tabernáculo exatamente como ela é.

Deus prometeu desde o início ao homem, ou seja, a Adão e Eva e a todos os seus descendentes, que: “para salvá-los, Eu virei até vocês pela água, pelo sangue e pelo Espírito, e, de fato, os salvarei a todos”. E, segundo esta Palavra, Jesus Cristo veio a esta Terra, foi batizado, derramou o Seu sangue, morreu, ressuscitou dentre os mortos, e, assim, nos salvou. O linho fino retorcido é a promessa que há na Palavra de Deus, assim como o cumprimento desta promessa. Os tecidos, azul, púrpura e carmesim nos fala do batismo de Jesus Cristo, que Ele é o nosso Deus, e que Ele foi condenado levando todos os pecados do mundo ao derramar o Seu sangue na cruz. Também nos diz que Jesus Cristo nos salvou ressuscitando dos mortos. Esta verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim é a verdade eterna da salvação que jamais pode ser refutada por alguém. 

Deus deu a você e a mim este dom da salvação. A ponta das colunas era revestida de prata. Nós temos sempre que nos lembrar de que somos aqueles que receberam o dom da salvação de Deus. E como foi por receber este dom que nos tornamos justos, santos e povo de Deus, fora dele não há nada com que possamos nos sentir honrados. Se devemos nos sentir honrados com alguma coisa, isso se deve ao fato de termos nos tornado filhos de Deus que creem nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Porém, isso só é possível porque Jesus Cristo nos salvou de todos os nossos pecados somente com o bom e precioso evangelho da água e do Espírito. Portanto, nós temos que viver por esta fé, crendo que só podemos nos tornar plenos porque Deus nos deu o dom da salvação. É através deste dom que todos nós nos tornamos povo de Deus. Nós temos que viver pela fé, hoje e sempre.

Eu creio que este é o tempo mais oportuno para pregarmos esta Palavra do Tabernáculo. Antes, muitas pessoas ficavam confusas com a teoria pré-tribulacionista do arrebatamento que não faz sentido algum, mas Deus agora nos leva a pregar a Palavra no livro de Apocalipse de modo correto a fim de que muitos deixem sua fé errada e tenham a verdadeira fé. E agora também é o tempo mais apropriado para nós pregarmos a fé nos tecidos, azul púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. 

Por termos recebido de Deus o dom da salvação, eu creio que a coisa mais maravilhosa que podemos fazer é pregar sobre ele. 

Eu sou muito grato a Deus.