Sermons

< Êxodo 38:1-7 > O Altar do Holocausto Feito de Madeira de Acácia e Revestido de Bronze



< Êxodo 38:1-7 >

“Fez também o altar do holocausto de madeira de acácia; de cinco côvados era o comprimento, e de cinco, a largura (era quadrado o altar), e de três côvados, a altura. Dos quatro cantos fez levantar-se quatro chifres, os quais formavam uma só peça com o altar; e o cobriu de bronze. Fez também todos os utensílios do altar: recipientes para recolher as suas cinzas, e pás, e bacias, e garfos, e braseiros; todos estes utensílios, de bronze os fez. Fez também para o altar uma grelha de bronze em forma de rede, do rebordo do altar para baixo, a qual chegava até ao meio do altar. Fundiu quatro argolas para os quatro cantos da grelha de bronze, para nelas se meterem os varais. Fez os varais de madeira de acácia e os cobriu de bronze. Meteu os varais nas argolas, de um e de outro lado do altar, para ser levado; oco e de tábuas o fez”.



Todo Pecador Tinha que Trazer uma Oferta de Sacrifício até o Altar do Holocausto


Todo pecador do povo de Israel que quisesse ser remido de seus pecados tinha que trazer um animal para sacrificar no Tabernáculo, transferir os seus pecados para este animal ao impor as suas mãos sobre a cabeça dele, derramar o seu sangue, e, depois, entregá-lo com o sangue ao sacerdote. Então, o sacerdote passava o sangue do animal sacrificado nos chifres do altar de holocausto, punha a sua gordura e a sua carne no altar, e o queimava como aroma suave ao Senhor Deus. Até o Sumo Sacerdote tinha que impor as suas mãos sobre o animal a ser sacrificado e passar os seus pecados para ele antes de levá-lo ao altar do holocausto para receber a remissão de seus pecados. Este era o sacrifício de expiação oferecido no altar do holocausto que era feito de madeira de acácia e revestido de bronze. Este sacrifício de remissão de pecados era oferecido somente através da imposição de mãos e do sangue derramado.

Mesmo antes da fundação do mundo, Deus já tinha planejado um meio de libertar o pecador de todos os seus pecados através de imposição de mãos e do sangue derramado. E como tinha planejado a nossa salvação, Deus tinha que enviar o Seu único Filho a esta Terra, fazer com que Ele fosse batizado por João Batista e derramasse o Seu sangue na cruz. Foi por isso que Jesus Cristo aceitou os pecados de todos os pecadores através de Seu batismo, da mesma forma que era feito no Antigo Testamento por imposição de mãos. E ao ser condenado pelos pecados do mundo, Jesus levou todos estes pecados e derramou o Seu próprio sangue na cruz em nosso lugar.

O altar do holocausto revestido de bronze nos ensina que Deus, inevitavelmente, condenará todos os pecados que estiverem gravados na tábua do coração de todo ser humano. Então, todo pecador tinha que transferir os seus pecados para o animal do sacrifício ao impor as suas mãos sobre a cabeça dele, degolá-lo, derramar o seu sangue, e o Sumo Sacerdote tinha que pôr o sangue do animal nos chifres do altar do holocausto. Deste modo, o altar do holocausto revestido de bronze mostra a todos nós que Jesus levou todos os nossos pecados e foi condenado na cruz em nosso lugar por causa deles.

 


O Significado do Altar do Holocausto


Quando um animal era oferecido a Deus, a sua carne era cortada em pedaços e colocada no altar do holocausto para ser queimada e oferecida como aroma suave a Deus. E Deus se agradou muito ao ver que Jesus Cristo foi batizado por João Batista e crucificado em nosso lugar por nossos pecados. Ele se agradou por Jesus, sem mácula, ter se sacrificado como a propiciação eterna por todos os pecadores. 

Os sacrifícios oferecidos no altar do holocausto mostram como Deus salvou cada pecador de seus pecados, e, ao mesmo tempo, também mostram como Deus condena o pecado. Em outras palavras, o altar do holocausto revela a salvação da raça humana de todos os seus pecados e da condenação. Isso nos mostra que cada pecador deve ser lançado no lago de fogo e enxofre, no inferno; e também nos mostra como cada pecador pode ser liberto de todos os seus pecados. Sendo assim, quem tiver qualquer pecado deve ser lançado no fogo do inferno; por isso, todo pecador, sem exceção, deve buscar a misericórdia de Deus.

Todo animal de sacrifício que era colocado no altar do holocausto recebia as iniquidades do pecador e era condenado por elas. Ou seja, o animal do sacrifício aceitava os pecados de alguém pela imposição de mãos e seu sangue era derramado no lugar dele. Ele recebia a condenação pelos pecados que o pecador tinha que receber. Este holocausto sacrificado no Tabernáculo nos ensina que Jesus aceitou todos os pecados deste mundo em nosso lugar através do Seu batismo e de Seu sangue derramado.

Cada utensílio do Tabernáculo nos mostra como Deus cumpre a remissão de pecados por nós. Portanto, para alcançar mais facilmente a salvação, você deve ter a fé correta na verdade revelada nos utensílios do Tabernáculo. Mas como você alcançará a sua salvação? Você alcançará a sua salvação ao crer na verdade que está oculta nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido. Somente os que têm essa fé podem verdadeiramente receber a justiça de Deus e viver com uma fé correta. 

Deus tinha preparado uma oferta de sacrifício que faria expiação pelos pecados dos pecadores para que eles pudessem entrar no santuário; e o Sumo Sacerdote oferecia o sacrifício de expiação por todos os pecadores a fim de salvá-los de todos os seus pecados. Deus cumpriu a Sua promessa de salvação através do Seu Filho Jesus Cristo com o evangelho da água e do Espírito. Então, devemos crer na verdade do evangelho da água e do Espírito e viver por esta fé. Sua fé hoje está posta no evangelho da água e do Espírito? Para você ser salvo de todos os seus pecados, você deve crer no evangelho da água e do Espírito de todo o coração. A verdadeira remissão de pecados só pode ser recebida se você tiver fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito revelada nos tecidos, azul, púrpura e carmesim. De fato, a verdade da salvação revelada nos tecidos, azul, púrpura e carmesim, mostrada no Antigo Testamento, está toda contida no evangelho da água e do Espírito revelado no Novo Testamento. Você crê no evangelho da água e do Espírito? Ou você segue o evangelho que enfatiza somente o sangue da cruz? Você crê no evangelho que proclama que Jesus Cristo foi batizado e derramou o Seu sangue por nós?

Nos dias do Antigo Testamento, o cerimonial de sacrifício do Tabernáculo era o pacto da salvação de Deus, que prometeu nos salvar dos pecados do mundo. Deus revelou o Seu elaborado plano da salvação através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, usados para cobrir a entrada do Tabernáculo. Quem quiser entrar por esta porta tem que crer na verdade revelada nestes materiais. Do mesmo modo, Deus permitiu que o povo de Israel fosse salvo de seus pecados através do sacrifício do Tabernáculo, através da imposição de mãos sobre o animal do sacrifício, onde eles passavam os seus pecados pela fé e ofereciam o sangue do animal a Deus. O evangelho da água e do Espírito é o meio pelo qual a remissão de pecados é recebida, e, portanto, somente os que entendem e creem corretamente neste evangelho são o povo de propriedade de Deus, enquanto que os demais virão a ser o povo de Deus somente quando crerem corretamente. É por isso que a verdade revelada nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido, usados na porta do átrio do Tabernáculo, é o evangelho da água e do Espírito do Novo Testamento.

Nosso Senhor Jesus disse a Nicodemos em João capítulo 3:5 “Aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus”. É muito importante nós entendermos que a água aqui se refere ao batismo que Jesus Cristo recebeu de João Batista. E a não ser que compreendamos o evangelho da água e do Espírito, não poderemos ir para os braços de Deus pela fé.



Todos Devem Entender que Serão, Inevitavelmente, Condenados por Seus Pecados


Como está escrito em Marcos 7:21 e daí em diante, todos nós temos os doze pecados que procedem do coração. Antes de tudo, os maus pensamentos são pecados para Deus, e homicídio, e adultério, e furto, e cobiça, e soberba, e loucura, são todos pecados também. Os maus pensamentos que estão no coração das pessoas são a verdadeira fonte dos pecados que ofendem a Deus e Sua santidade. Embora Deus tenha feito Adão à Sua imagem como um ser eterno, este pecou contra Deus, e como resultado disso, nós os descendentes de Adão também nascemos como pecadores, incapazes de fugirmos da condenação de Deus. É próprio de nossa natureza cometer nada além de pecados e ofensas contra a santidade de Deus, tanto com pensamentos como em ações; e, portanto, não podemos evitar cometer pecados até o dia em que morrermos, tudo porque nascemos como descendentes do primeiro homem, Adão. Na verdade, todos os seres humanos têm maus pensamentos por natureza, e eles também são seres frágeis facilmente enganados por Satanás, que continuamente desafia a santidade de Deus.

Deus disse que nada além de maus pensamentos procedem do coração humano. Todo ser humano se apresenta como um pecador depravado cheio dos doze pecados relacionados em Marcos capítulo 7, que vai de homicídio até adultério e passa por roubo, cobiça, fornicação, loucura e assim por diante. A essência da natureza de todos está repleta de maus pensamentos. E várias pessoas estão desafiando a santidade de Deus com a sua própria piedade religiosa. Então, certamente todos nós seremos condenados por Deus pelos nossos pecados. É por isso que constantemente, dia após dia, os animais eram queimados no altar do holocausto no Tabernáculo. O pátio do Tabernáculo ficava mesmo impregnado do cheiro de carne queimada e de fumaça da lenha.



Devemos Lavar as Nossas Imundícies com a Água da Pia de Bronze


Os sacerdotes do Antigo Testamento ficavam impregnados com o cheiro ruim da carne queimada e de sua fumaça todos os dias. Então, era impossível eles ficarem limpos, já que os seus rostos ficavam pretos com a fumaça e os seus corpos, cobertos de sujeira. Por isso é que eles precisavam da pia de bronze do átrio do Tabernáculo para se limpar. Todos os dias os sacerdotes tinham que limpar as suas sujeiras com a água da pia de bronze.

Esta pia de bronze do Tabernáculo nos mostra que, nos dias do Novo Testamento, Jesus Cristo teve que purificar todos os pecados deste mundo ao ser batizado por João Batista. O fato de os sacerdotes do Antigo Testamento lavarem os seus corpos com a água da pia de bronze que ficava no Tabernáculo se refere ao batismo de Jesus Cristo, que foi tão importante para a Sua obra da salvação quanto o sangue que Ele derramou na cruz. O batismo que Jesus Cristo recebeu de João Batista foi um passo indispensável para purificar todos os nossos pecados, e que sem o qual ninguém poderia ser purificado. Na verdade, os sacerdotes podiam manter a santidade porque era só ir até a pia de bronze do Tabernáculo e limpar toda a imundície acumulada durante as ministrações do dia.

O fato de os sacerdotes lavarem as suas imundícies na pia de bronze quer dizer que todos devem reconhecer que possuem naturezas pecaminosas e que serão condenados e destruídos por Deus por causa de seus pecados. O caminho da salvação se abre quando admitimos para Deus que tínhamos que ser condenados e lançados no fogo do inferno para sofrer eternamente por nossos pecados. O único meio de você estar na presença de Deus é reconhecendo os seus pecados e crendo na verdadeira salvação que Jesus Cristo já cumpriu por você. O Messias realmente veio a esta Terra para salvar a você e a mim de todos os pecados do mundo; Ele verdadeiramente levou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista; e Ele, de fato, foi condenado na cruz em nosso lugar. Essa é a verdade do evangelho da água e do Espírito, e esta é a verdade indispensável da salvação na qual devemos crer. 

Todo ser humano tem maus pensamentos, e, portanto, todos têm desejos de ferir a outros, causar dor a eles e até matá-los. Você deve reconhecer o quanto o homem é mau e corrupto. Mas por que o homem é tão mau? Porque ele é uma geração de malignos por natureza, que sempre tem maus pensamentos e comete pecados. E porque ele comete todos os doze tipos de pecados o tempo inteiro, ele é como uma bomba que está prestes a explodir a qualquer momento. De fato, ele pratica a maldade o tempo todo, comete adultério e fornicação, blasfema contra a Glória de Deus e ama a loucura e a ira. Já que o homem é uma geração de malignos por natureza, ele sempre tem maus pensamentos e desafia a santidade de Deus durante toda a sua vida.



O Quanto Somos Maus aos Olhos de Deus?

É da própria natureza de todo ser humano ser egoísta. Os cientistas dizem que uma pessoa tem cerca de cem trilhões de células, e cada uma destas inúmeras células é tão egoísta que nunca faz nenhuma concessão para outra célula. É por isso que o homem é intrinsecamente egoísta. E porque todos são geneticamente programados para ser egoísta assim, ninguém pode sobreviver neste mundo a não ser que haja normas sociais e regras que rejam o comportamento de todos. Os homens são tão egoístas que sem estas normas iriam matar um aos outros. Então, foi para a sua sobrevivência mútua que eles estabeleceram regras de coexistência. Foi por isso que as normas sociais e as regras passaram a existir. As normas sociais foram criadas para conter a natureza destrutiva do ser humano e encorajar um ambiente de maior cooperatividade. Resumindo, o ser humano é tão mau e perverso que foi necessário criar normas sociais e leis para restringir o seu comportamento e suas inclinações malignas. Quanto mais a maldade entra no mundo, maior é a necessidade de se criar leis e normas sociais. 

Se você realmente deseja crer em Jesus Cristo como o Seu Salvador e quer estar na presença de Deus, você primeiro tem que reconhecer que é mau por natureza, admitir que você seja um pecador completamente corrompido e fadado a ir para o inferno, e, então, crer no evangelho da água e do Espírito. Você deve crer na justiça de Jesus Cristo e assim receber a remissão de todos os seus pecados. Embora Deus seja Santo, o ser humano é absolutamente mau, e, portanto, em momento algum pode evitar os pecados. Apesar de ter sido feito à imagem e semelhança de Deus, ele blasfema contra a Sua santidade. Por isso é que o homem só pode ser salvo se crer de todo o coração no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo. Você só poderá alcançar a salvação se buscar a justiça de Jesus Cristo, entendê-la e crer nela. Você deve buscar a justiça de Deus e crer na Sua Graça, dizendo a Ele: “Senhor, eu admito que sempre sou mau. Eu sou cheio de falhas o tempo todo. Cometo pecados constantemente e, portanto, mereço ser punido e ir para o inferno. É por isso que a salvação que Tu me ofereces através do evangelho da água e do Espírito é completamente indispensável para mim. Eu creio que tu me salvaste através do evangelho da água e do Espírito”. Somente aqueles que admitem as suas fraquezas e maldades é que podem crer na justiça de Jesus Cristo.

Dizem que Sócrates foi inspirado por algo que ele viu rabiscado na parede de um banheiro, que dizia: “Conhece a ti mesmo!”. Esta simples frase deixou uma forte impressão em Sócrates, pois expunha o que estava em sua mente. Por isso, quando Sócrates via alguém posando de justo, pretendendo ser nobre e sábio, ele admoestava esta pessoa dizendo: “Conhece a ti mesmo primeiro!”. Somente esta simples declaração foi o bastante para fazer de Sócrates um grande filósofo lembrado até o dia de hoje.

Não há palavras para explicar como é importante você compreender o quanto é pecador, saber que será lançado no inferno por causa dos seus pecados, e admitir isso com todo o seu coração. Você não poderá compreender totalmente a justiça de Deus a não ser que primeiro reconheça que é um pecador diante de Deus e que, inevitavelmente, está a caminho do inferno. Do mesmo modo, você primeiro precisa reconhecer as consequências dos seus pecados. O altar do holocausto era feito de madeira de acácia e revestido de bronze por fora. Isso mostra que todos tinham que ser condenados por seus pecados, e que cada pecador não podia evitar o inferno. Mas aqueles que sabem o quanto são incapazes de seguir em frente por si mesmos podem reconhecer a justiça de Jesus e crer no Seu amor.

Vamos ler agora Lucas 18:10-14: “Dois homens subiram ao templo com o propósito de orar: um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano; jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho. O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado”.

Os fariseus do tempo de Jesus eram muito religiosos exteriormente e ensinavam todos a viver de uma forma virtuosa. Mas será que eles nunca cometeram nenhum roubo ou adultério? É claro que sim! Embora os fariseus quisessem parecer bons exteriormente, quando ninguém os observava, eles cometiam mais pecados e ainda piores dos que os outros. Apesar disso, eles se enganavam crendo que não tinham pecados, tentando parecer bons aos olhos de todos à sua volta. É exatamente este tipo de pessoa que é o pior dos pecadores, pois desafiam a santidade de Deus.

A oração dos coletores de impostos era diferente da oração dos fariseus. Todos sabiam que os coletores de impostos eram pecadores. Quando o coletor de impostos do texto buscou a Deus, ele nem sequer podia erguer a sua cabeça e olhar para o céu, mas, ao invés disso, ele bateu no peito confessando: “Deus, tenha misericórdia de mim, pois sou pecador!”. Deus então ouviu o seu pedido por misericórdia e o salvou de todos os seus pecados, já que ele creu na verdade da água e do Espírito. Por outro lado, o fariseu era mau aos olhos de Deus. Portanto, o coletor de impostos foi aprovado por Deus por causa da sua justiça, mas não o fariseu. 

Nós recebemos a remissão dos pecados por crermos somente na justiça de Deus de todo o nosso coração, e não por confiarmos em nossas próprias obras. E porque estas obras nem chegam perto da santidade de Deus, não temos como deixar de pecar o tempo todo e, por isso, merecemos ser condenados por nossos pecados com fogo, assim como os animais sacrificados eram sempre mortos no altar do holocausto pelos pecados do povo de Israel. Então, devemos confessar a Deus o quanto nós somos pecadores para que assim sejamos salvos de todos os nossos pecados e da condenação, crendo somente em Jesus Cristo.

Quando olhamos para o fogo e a fumaça subindo do altar do holocausto revestido de bronze, podemos ver que, aos olhos de Deus, nós somos pecadores destinados a ser condenados ao fogo do inferno por causa dos nossos pecados. Todos vocês devem entender bem isso. Somente desta forma vocês podem ser completamente libertos de todos os seus pecados e de toda condenação crendo no batismo de Jesus Cristo e no sangue do Seu sacrifício. Jesus Cristo está oferecendo a vocês a salvação de todos os seus pecados, mas vocês não poderão buscar esta salvação com toda sinceridade e determinação se primeiro não admitirem que são totalmente maus, e que não podem evitar a condenação por causa dos seus pecados. Só quando vocês crerem nesta verdade da salvação de todo o coração é que vocês poderão alcançá-la, ser livres de todos os seus pecados e da condenação, e aceitar o amor de Deus. Mas, como eu disse, antes de crerem na verdade da salvação, vocês devem primeiro compreender quem vocês são de fato e reconhecer honestamente as suas naturezas pecadoras e suas falhas diante de Deus. Somente aqueles que admitem isso é que verdadeiramente reconhecem a santidade de Deus e a Sua justiça. Melhor dizendo, somente poderá receber a remissão de pecados crendo no batismo de Jesus e no Seu sangue aquele que primeiro admitir que, enquanto Deus é totalmente justo, honesto e verdadeiro, ele mesmo seja completamente injusto, desprezível e mau diante dos olhos de Deus. 

Mas se, ao contrário, você se acha justo aos seus próprios olhos como os fariseus que consideravam a si mesmos muito virtuosos diante de Deus, então você deve entender agora que está totalmente enganado. Ao invés de alcançar a misericórdia de Deus, isso te fará ser abandonado por Ele. Por outro lado, se você é como o coletor de impostos, reconheça então que você é um pecador que irá ser condenado ao inferno por seus pecados, a fim de que assim possa encontrar a misericórdia de Deus por conta desta humilde declaração. De fato, foi por todos que são humildes como o coletor de impostos que Deus apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito e nos salvou enviando o Seu único Filho Jesus Cristo.

Embora haja inúmeras pessoas neste mundo, elas podem ser divididas em dois tipos: os que já receberam a remissão de pecados e aqueles que ainda não a receberam. Os primeiros são aqueles que reconheceram a sua total depravação e que estavam destinados ao inferno; por isso, buscaram a misericórdia de Deus. Estas pessoas receberam a remissão de pecados porque creram na salvação de Jesus Cristo. Elas conhecem a sinceridade de Deus e confiam na Sua santidade, justiça e fidelidade. Por outro lado, os demais não somente se recusam a receber a remissão de seus pecados, mas também se opõem a Deus, pois eles não creem que Jesus Cristo é o Seu Salvador e nem admitem que sejam pecadores. Você deve crer que Deus purificou completamente todos os seus pecados com a verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim. Somente aqueles que têm esta fé inabalável é que de fato alcançaram a salvação.

O altar do holocausto revestido de bronze nos mostra que, embora todos nós estivéssemos destinados a sermos condenados por Deus por causa dos nossos pecados, nós fomos purificados de todos estes pecados por crermos no batismo do nosso Senhor Jesus e em Sua crucificação. Mas antes de você confessar que crê em Jesus Cristo como o Seu Salvador e que tem fé Nele, primeiro, você deve reconhecer que merece ser condenado por Ele por causa dos inúmeros pecados que cometeu, assim como os animais que eram sacrificados no altar do holocausto que era revestido de bronze. Você só poderá entender e crer no batismo de Jesus Cristo e no Seu sangue na cruz para a sua salvação somente quando, antes de tudo, admitir que seja um pecador, pois só assim você poderá fazer parte do povo de Deus.



A Fé Somente no Sangue de Jesus não é Suficiente


Talvez alguns de vocês estejam pensando: “Por que o Rev. Jong continua dizendo que eu devo reconhecer a minha natureza pecadora, já que eu creio no sangue de Jesus? É verdade que eu tenho algumas falhas, mas eu não sou tão pecador que mereça ser condenado por Deus por causa dos meus pecados. Eu não acho que cada pensamento, cada intenção e cada ato sejam tão pecaminosos que eu mereça ser condenado”. Se for isso que você está pensando agora, você deve entender que está muito enganado, tão qual aquele fariseu. Você está cometendo um grave erro avaliando a si mesmo dessa forma.

A Bíblia diz claramente que o salário do pecado é a morte. Aos olhos de Deus, todo pecado é igual, seja pequeno ou grande. Qualquer um que tiver pecado aos olhos de Deus, mesmo sendo o menor deles, será condenado por este pecado e lançado no fogo do inferno. Não importa se seus pecados são grandes ou pequenos; já que você tem algum pecado, você é igual a qualquer outro pecador aos olhos do Santo Deus. 

Por que tem que ser assim? Porque o próprio Deus é Santo, e, portanto, não pode tolerar pecado algum, por mais que você não o ache muito grave. E isso é assim porque Deus tem que condenar todo pecado, sem exceção.

Quando abrimos o coração com sinceridade para Deus, nenhum de nós pode dizer que cometeu apenas alguns poucos pecados. Se você disser que cometeu apenas alguns pecados, então, talvez você se considere uma pessoa boa, pelo menos segundo o padrão do mundo. Mas se você disser isso somente por causa da sua concepção do julgamento de Deus e de Sua condenação do pecado, você está totalmente errado, já que você não tem ideia do quanto Deus é rígido. Melhor dizendo, você está se autoavaliando baseado em seus próprios critérios e conceitos, ao invés de usar o padrão de Deus; e é por isso que você está totalmente enganado. Portanto, você deve examinar a si mesmo novamente diante da Lei de Deus e se perguntar: “Como eu sou aos olhos de Deus? Quando Deus olha para mim, eu pareço alguém que merece ser condenado? Eu não cometi muitos pecados que justifique me mandar para o inferno vez após outra?”. Portanto, você deve examinar a si mesmo de uma forma objetiva diante de Deus e perceber claramente que é um pecador destinado a ser lançado no fogo do inferno por causa dos seus pecados. 

É absolutamente necessário você reconhecer que tudo que não é feito por fé é pecado diante de Deus (Romanos 14:23), que você comete pecados constantemente e será condenado por estes pecados. Só depois disso é que você poderá reconhecer a verdade da salvação e compreenderá que o Senhor Jesus salvou um grande pecador como você de todos os seus pecados através dos tecidos, azul, púrpura e carmesim e do tecido de linho fino retorcido, e que esta é a hora certa para você receber a remissão de seus pecados. 

Já que estamos vendo como a Palavra de Deus explica em detalhes tudo sobre o Tabernáculo, nós não podemos deixar de confessar o seguinte: “Senhor, todos nós estávamos destinados a ser condenados por causa dos nossos pecados, pois não tínhamos como evitar os pecados. Mesmo assim, Tu nos libertaste totalmente de todos os nossos pecados e da condenação eterna ao ser batizado e derramar o Seu sangue para nos salvar. Só por crermos na Sua verdade do evangelho da água e do Espírito, nós fomos salvos de todos os nossos pecados e da condenação. Nós estávamos de fato destinados a ser lançados no inferno. Mas graças a Ti, nós fomos salvos de todos os nossos pecados por crermos no cerimonial do sacrifício estabelecido por Ti. Nós cremos que este é o presente da salvação que Tu nos deste. Tudo o que podemos fazer diante de tão grande Graça é apenas crer no evangelho da água e do Espírito e ser totalmente gratos a Ti”.

Existem milhares de pessoas neste mundo que ainda não vieram para a justiça de Deus. Muitos ainda ignoram a verdade da salvação, não reconhecendo que o Senhor Jesus salvou a todos os pecadores dos pecados do mundo através da verdade dos tecidos, azul, púrpura e carmesim. 

Estas pessoas não têm ideia do quanto são más e de que estão destinadas a ser condenadas por seus pecados. Embora cometam muitos pecados o tempo todo e serão condenadas por estes pecados, elas não percebem que são graves pecadores e que estão apenas enganando a si mesmas. Além disso, equivocadamente, elas pensam que estão na verdade praticando boas obras diante de Deus e estão muito ansiosas para mostrar suas próprias qualidades. Quando se aproximam de Deus, elas não hesitam em trazer a sua própria justiça ao invés da justiça de Deus. Em sua soberba, elas acham que não irão para o inferno mesmo tendo pecados. Elas estão absolutamente convencidas de que jamais irão para o inferno, pensando consigo mesmas que já que têm apenas alguns pecados, elas não precisam receber a remissão destes pecados.

Na verdade, há muitos cristãos no mundo que pensam que mesmo crendo em Jesus Cristo, apesar de ainda terem pecados em seus corações, estes pecados podem facilmente ser purificados com as suas orações de arrependimento, que de algum modo eles serão santificados e todos entrarão no Reino dos Céus. Muitos cristãos estão certos de que, apesar de serem pecadores, Deus não irá julgá-los porque creem em Jesus. Mas não importando quantos estejam convencidos disso, todos eles estão destinados ao fogo ardente do inferno. Se você acha que não irá para o inferno, mesmo sem conhecer realmente o mistério da salvação que está revelado nos tecidos, azul, púrpura e carmesim e no tecido de linho fino retorcido do Tabernáculo, ou se você apenas crê que Jesus Cristo foi crucificado por você sem crer em seu batismo, sua fé, então, é falha e imperfeita. Do mesmo modo, se você pensa que não irá para o inferno mesmo com o coração cheio de pecados só porque de algum modo você crê em Jesus Cristo como o Seu Salvador, você está desafiando a santidade de Deus. O inferno é um lugar que foi preparado especificamente para pessoas arrogantes que não acreditam que enfrentarão a condenação de Deus. 

É uma grande tragédia que tantos pecadores permaneçam tão cegos que nem mesmo percebam que estão indo direto para o inferno. Mas assim como a Bíblia diz: “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:23), todos devem mesmo ser lançados no inferno, porque todos são pecadores. A Glória de Deus não é outra senão o próprio Senhor Jesus Cristo, que veio pela água e pelo Espírito. Embora muitos cristãos confessem crer em Jesus Cristo, a maioria deles continua sem ser salvo já que não entendem que Jesus Cristo veio pela água, pelo sangue e pelo Espírito. Se você não conhece nem crê neste Jesus Cristo que veio pelos tecidos, azul, púrpura e carmesim você ainda não foi purificado de todos os seus pecados e, portanto, não pode entrar na gloriosa Casa de Deus. E se você não puder entrar na Casa de Deus, isso só significa que, ao invés de fazer parte do Reino de Deus, no fim você será lançado no inferno.

Portanto, independentemente se você é ou não um cristão que confessa crer em Jesus Cristo como o Seu Salvador, se você ainda não nasceu de novo, você deve admitir que está destinado a ir para o inferno por causa dos seus pecados e, então, crer em Jesus Cristo da maneira correta daqui em diante. A Lei de Deus afirma claramente que o salário do pecado é a morte, e você deve conhecer esta Lei divina e crer totalmente nela. Você só pode crer no evangelho da água e do Espírito dado por Deus se admitir que esteja indo direto para o inferno por causa dos seus pecados. O dom da salvação é a remissão de pecados, e este dom é dado somente àqueles que creem no batismo de Jesus Cristo, na Sua morte na cruz e na Sua ressurreição.

Nossa salvação e libertação de todos os pecados não vêm de nós mesmos, mas é um presente de Deus para nós. Nenhum de nós nasceu neste mundo por vontade própria, mas foi Deus que nos permitiu nascer nesta Terra a fim de nos fazer seus próprios filhos. Todos nós temos que crer que Deus só permite a todos nós alcançarmos nossa salvação se crermos no batismo de Jesus, na Sua morte na cruz e na Sua ressurreição. 

Ao estabelecer Sua Lei declarando que o salário do pecado é a morte, Deus também planejou nos dar a vida eterna em Jesus Cristo, O nosso Senhor. Ele ordenou que fizessem o altar do holocausto de madeira de acácia, revestido de bronze, e pôs fogo nele. Isso mostra que o salário do pecado é a morte, e que cada um de nós deve ser condenado para sempre. Esta Lei estabelecida por Deus não pode ser violada nem mudada por nenhum de nós. É por isso que devemos reconhecer que somos pecadores impotentes e aceitar a verdade da salvação em nosso coração pela fé. É absolutamente necessário que conheçamos e creiamos em toda a Lei que Deus estabeleceu e cumpriu por nós.

Se você realmente tem uma clara compreensão do Tabernáculo e da fé correta, Deus não irá somente salvá-lo de todos os seus pecados e da condenação por causa deles, mas irá também derramar todas as suas bênçãos sobre você. Se, porém, você se recusar a reconhecer os seus pecados pelo menos uma vez, ser teimoso e pensar que raramente comete algum pecado, que você nunca cometeu nenhum pecado mortal, ou que os pequenos pecados que você cometeu não se comparam com as boas obras que você fez a sua alma será julgada segundo a lei da ira de Deus.

Jesus Cristo é o próprio Deus, e você pode ser liberto de todos os seus pecados se crer Nele como o Seu Salvador e confiar na justiça de Deus que foi cumprida por Ele. E quando você for liberto de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, você certamente permanecerá em Deus para todo o sempre.

Eu agradeço muito a Jesus Cristo por nos salvar de todos os nossos pecados e da morte através da verdade da salvação oculta no cerimonial de sacrifício do Tabernáculo.