The New Life Mission

Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-10] (Mateus 7:13-27) Os que entram pela porta estreita e os que entram pela porta larga

(Mateus 7:13-27)
“Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras e as não cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.”
 
 
O texto que acabamos de ler acima está em Mateus 7:13-17. E como está escrito aqui, há mesmo muitos falsos profetas hoje em dia. Há tantos assim atualmente que não é exagero dizer que a maioria dos líderes cristãos são falsos profetas.
O Senhor diz em Mateus 7:13-14: “Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” A porta e o caminho que levam à perdição são bem largos. E muitos estão entrando por esta porta da perdição, pois diversos falsos profetas deste mundo estão enganando-os e conduzindo-os até ela. Estes falsos profetas são tão insensíveis e abusados que não se importar em conhecer a vontade de Deus, pois estão convictos que sua compreensão da Bíblia está correta. Eles estão levando todos os seus seguidores à porta da perdição sem nem mesmo considerar a possibilidade de estarem totalmente errados. E eles fazem isso muito bem, ao passo que estão ficando cada vez mais ricos e famosos.
Os falsos profetas hodiernos estão levando muitos à porta da perdição sem piedade alguma porque foi assim que aprenderam com seus pais na fé e professores de teologia, que pavimentaram o caminho para todos eles. E como os professores de teologia que preparam os líderes cristãos atuais não são desafiados por ninguém, eles continuam levando muitos à porta da perdição. E já que esta porta foi criada pela mente humana, os que possuem uma mente carnal confiam tanto nela que entram sem hesitar.
O Senhor, por sua vez, nos diz que devemos entrar pela porta estreita, pois a porta da vida é mesmo estreita e o caminho que leva a ela, difícil. Por isso que poucos a encontram. A porta que leva à vida é tão estreita que poucos entram por ela, e o caminho que leva a ela é tão difícil que poucos o percorrem. Por isso que há tantas pessoas que embora tenham recebido a remissão de pecados, não somente hesitam na hora de trilhar este caminho da vida, mas também não conseguem fazer com que outros entrem pela porta estreita, pois a porta que leva à vida é muito estreita e o caminho, muito difícil. Mas a Bíblia diz claramente que todos nós devemos entrar pela porta estreita.
A porta que leva à vida é mesmo estreita e o caminho que leva a ela, muito difícil. Por isso que o Senhor disse que poucos a encontram. O caminho da vida é como uma estrada perigosa à beira de um penhasco, onde um passo em falso pode nos levar a despencar para a morte. Este caminho é estreito demais. E ele ser tão estreito e perigoso, poucos querem trilhá-lo. O caminho que os falsos profetas estão trilhando, por outro lado, é tão largo que muitos estão seguindo por ele. Por isso que é muito importante entendemos corretamente o que o Senhor nos ensina no texto bíblico deste capítulo, e o que acontecerá com os que trilharem o caminho estreito.
  
 
Vamos analisar o caminho estreito
 
Quando lemos Mateus 7:15-20, vemos que o Senhor nos adverte sobre os falsos profetas e explica como podemos identificá-los. Vamos ler este texto e ver o que o Senhor diz: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, e toda árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:15-20).
O Senhor diz claramente aqui que devemos ter cuidado com os falsos profetas. Também diz que embora eles venham até nós vestidos de cordeiros, na verdade são lobos devoradores. Isso quer dizer que os falsos profetas se disfarçam para parecer distintos e piedosos. Mas a verdade é que eles só querem fama e riquezas materiais, e para isso roubam seus seguidores e mentem descaradamente para eles, como se estivessem dizendo a verdade.
O propósito deste meu sermão não é difamar os pastores renomados deste mundo, mas dar testemunho da Palavra do Senhor de um modo fiel e preciso. Os falsos profetas atuais acham que não estão fazendo nada errado. Embora tudo que dizem é mentira, eles falam tanta certeza que convencem seus seguidores de que suas mentiras são verdade. E eles mentem assim como o único propósito de tirar o dinheiro da sua igreja. Por isso que vemos muitos falsos profetas com programações grandiosas em suas igrejas. Por exemplo, eles sempre custeiam viagens missionárias curtas, mas na verdade usam isso como desculpa para explorar a igreja e tirar seu dinheiro. Também administram a igreja de modo errado com o intuito de explorá-la. Eu tenho certeza que você já viu estes pastores famosos pregando na televisão. Mas se ouvir seus sermões atentamente, você verá como eles estão repletos de mentiras e como eles se esforçam para instaurar sua própria justiça. Eles dizem tantas mentiras que elas inevitavelmente acabam vindo à tona. Mas apesar disso, muitos ainda seguem seus ensinamentos; o que me entristece muito.
Todo aquele que quiser conduzi-lo pelo caminho largo estará levando-o a um caminho de perdição. E são os falsos profetas que querem levar os cristãos atuais à destruição; e todos que os seguirem entrarão pela porta estreita. Esses cristãos equivocados gostam de ouvir seu pastor pregar sobre prosperidade material. Só que os falsos profetas não dizem nada além de mentiras quando abrem a boca, e suas pregações são sempre sobre prosperidade material. Por isso que o Senhor os chama de lobos devoradores. E ele também diz que os julgará por seus pecados. Por que o Senhor chama os falsos profetas de lobos devoradores? Porque eles não creem no evangelho da água e do Espírito e não conhecem este verdadeiro evangelho.
O Senhor disse: “Por seus frutos os conhecereis. Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?” (Mateus 7:16). Este texto quer dizer que quem não conhece o evangelho da água e do Espírito não pode levar ninguém a nascer de novo com suas pregações. Melhor dizendo, todo pastor que não conhece o evangelho da água e do Espírito não pode levar sua igreja à porta estreita. Por isso que o Senhor disse: “Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?” (Mateus 7:16). O fruto do trabalho dos que conhecem o evangelho da água e do Espírito e o pregam é totalmente diferente dos que não o conhecem. Os espinheiros não podem dar bons frutos, enquanto que a figueira sempre dá bons frutos. E assim como o espinheiro pode ser comparado com a figueira, os que não conhecem o evangelho da água e do Espírito jamais podem dar verdadeiros frutos à sua igreja, por mais que tentem ministrar a Palavra com sinceridade, pois não podem pregar o que não sabem. Eles não têm certeza do que falam, e por isso não conseguem pregar o que é certo, por mais que tentem. E como não podem pregar o evangelho da água e do Espírito à sua igreja, eles acabam exigindo que seus membros ofertem cada vez mais. Eles mentem para que a igreja lhe obedeça, e no fim os exploram para cumprir seus propósitos pessoais. Por exemplo, mesmo em tempo de crise econômica, eles pregam que Deus protegerá os negócios dos seus membros e os abençoará financeiramente se frequentarem todos os cultos e servirem ao Senhor fielmente. Por que esses pastores mentem descaradamente para sua igreja assim? Porque ainda não nasceram de novo e não possuem o Espírito Santo, que só habita num coração sem pecado. Por isso que o Senhor disse que a árvore ruim – ou seja, quem não nasceu de novo – não pode dar bons frutos.
Os espinheiros eram usado antigamente na Coreia para acender o fogo. E quando as pessoas sair para recolhê-los, elas usavam luvas para não ferir as mãos com os espinhos. Eles não serviam para outra coisa senão para acender o fogo. Eram usados só para isso. Embora os espinheiros peguem fogo rápido e sejam muito inflamáveis, eles não dão fruto algum. Por isso que o Senhor usa os espinheiros e abrolhos para fazer uma comparação com os falsos profetas, dizendo que no fim os lançará no fogo. E são dos servos de Satanás que o Senhor está falando aqui.
Por mais que esses servos de Satanás queiram fazer algo bom, pregar um sermão com conteúdo, ajudar os outros, levá-los a nascer de novo e guiá-lo para o céu, eles não podem fazer isso. Mas por que não? Não porque não sejam dedicados ao seu ministério, mas porque eles não nasceram de novo e, por esta razão, não têm o Espírito Santo no coração. Por mais que queiram, eles não podem pastorear de modo correto, pois não conhecem o evangelho da água e do Espírito. Melhor dizendo, esses pastores não podem pastorear de modo correto, por mais que tentem. Afinal de contas, como alguém que não conhece o evangelho da água e do Espírito pode pregá-lo para os outros?
Por isso que o Senhor disse que “não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons” (Mateus 7:18). Este texto quer dizer que apesar de ser um espinheiro, se você se tornar uma boa árvore aprendendo o evangelho da água e do Espírito e crendo nele, você poderá dar bons frutos daí por diante por causa da sua fé. Agora, se continuar sendo uma árvore má, você só dará maus frutos. Os falsos profetas serão rejeitados por Deus no fim porque são teimosos e não querem deixar de ser espinheiros e abrolhos. Por mais que tentem, essa gente não pode pastorear de modo correto. Isso é inevitável.
Somente boas árvores podem dar bons frutos, assim como árvores ruins dão frutos ruins. E todo aquele que comer o bom fruto de uma boa árvore jamais morrerá. Os falsos profetas, por outro lado, jamais foram boas árvores e, por esta razão, não podem dar bons frutos, por mais que tentem. O que o Senhor fará com estas árvores então? No fim ele as lançará no fogo, como ele mesmo diz: “Toda árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo” (Mateus 7:19). Como podemos distinguir os falsos profetas dos verdadeiros? Pelo seus frutos, como diz o Senhor: “Portanto, pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:20).
 
 
Como podemos saber se somos mesmo filhos de Deus?
 
Não podemos dizer que alguém é filho de Deus, seu servo ou obreiro só porque ele diz que é. Mas podemos fazer isso vendo que evangelho ele conhece e crê. Nós temos pregado o evangelho da água e do Espírito aqui e no exterior através do ministério de literatura. E graças aos nossos livros, muitos foram salvos crendo de coração neste verdadeiro evangelho, e alguns até nos enviaram seu testemunho de salvação. Essas pessoas receberam a remissão de pecados lendo nossos livros atentamente porque deste modo pregamos o evangelho da água e do Espírito para elas. E elas dizem em seu testemunho que ficaram muito felizes e gratos por seus pecados terem sumido do seu coração. Até então essas pessoas achavam que eram boas, cristãos sinceros, mas agora que entenderam a verdade do evangelho da água e do Espírito, elas confessaram que a verdade que criam não era de fato verdade. E ao olharmos par seu testemunho e os frutos da sua fé, podemos ver que elas agora nasceram de novo e fazem parte do povo de Deus. E assim como pregamos o evangelho da água e do Espírito para elas, elas também estão pregando o evangelho para outros; e pelo seu fruto podemos ver que elas de fato fazem parte do povo de Deus agora.
O Senhor disse: “Pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:20). Isso significa que é vendo o fruto dos outros que podemos dizer se eles são servos de Deus, seus obreiros, fazem parte do seu povo ou são apenas uma fraude espiritual. Os falsos profetas, em outras palavras, são conhecidos pelo fruto. Por isso que o próprio Senhor Jesus testifica que o evangelho da água e do Espírito que pregamos é a verdade e nossa fé, a fé correta. O evangelho da água e do Espírito em que cremos é a verdade.
Todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos obreiros de Deus e seu povo. E podemos ver nossa condição claramente pela fé que temos neste verdadeiro evangelho. No entanto, nosso conhecimento só é cada vez mais profundo porque a Palavra de Deus testifica em nosso coração que somos salvos; e cremos nisso que diz a Palavra de Deus. Nós temos no coração a Palavra do evangelho da água e do Espírito pela qual recebemos a remissão de pecados; e esta Palavra se move dentro de nós. O Espírito Santo que habita em nosso coração nos ensina e testifica a nós que o evangelho da água e do Espírito é a Palavra de Deus, a grande verdade da salvação que o Senhor Jesus nos deu. O Espírito Santo nos diz que todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito somos os servos de Deus que estão trilhando o caminho estreito e levando outros ao caminho da vida.
 
 
Quem entra pela porta estreita?
 
Está escrito em Mateus 7:21: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” O Senhor disse que devemos entrar pela porta estreita e nos explica aqui que tipo de pessoas entram por ela e guiam outros a esta porta da vida. Ele diz aqui que somente os que fazem a vontade do Pai celestial podem entrar pela porta da vida. De quem então o Senhor está falando? Quem faz a vontade do Pai celestial? Os que não apenas entram pela porta estreita, mas também levam outros que não creem no evangelho da água e do Espírito a entrar por ela, a porta da vida. E são justamente estes que fazem a vontade do Pai.
Quem dentre nós está fazendo a vontade de Deus então? Aquele que faz a vontade de Deus leva uma vida materialmente confortável ou difícil neste mundo? Alguém assim enfrenta muitas dificuldades na vida. Embora todos que fazem a vontade de Deus sejam espiritualmente abençoados, as lutas carnais que enfrentam são muito grandes.
Por que é tão difícil para nossa carne fazer a vontade de Deus? Porque todos nós temos que entrar pela porta estreita. Também porque temos que lutar contra os falsos profetas que estão levando muitos à destruição. Além disso, temos que guiar todos à porta da vida. Mas entrar pela porta estreita é começar uma viagem difícil que nos traz um fardo pesado, tanto físico com espiritual. Muitos que levam uma vida assim sofrem perseguição física e espiritual. No entanto, só há uma maneira de fazermos a vontade de Deus. Seria bom se houvesse outras formas de fazermos a vontade de Deus, mas só há uma. Por isso que devemos obedecer à vontade do Senhor, e não a dos nossos pais, amigos, parentes, cônjuge, amigos ou até mesmo a nossa. Temos que nos submeter totalmente ao Senhor. Como todos que fazem a vontade de Deus precisam negar a si mesmos e, às vezes, até desobedecer a seus pais, eles têm que lutar em muitas áreas da sua vida e sofrem muitas perdas neste mundo. Os que fazem a vontade de Deus passam por muitas lutas porque seu desejo é levar outros à porta estreita e ao caminho da vida. É duro fazer a vontade de Deus pela fé. Mas mesmo assim nosso coração tem paz. Na verdade, apesar das muitas dificuldades que passamos, nós nos alegramos em obedecer à vontade de Deus.
Algum tempo atrás eu estava tão ocupado com algumas tarefas que não pude parar para revisar meus textos. Então eu tive que algumas partes do livro para a tradução sem revisá-las cuidadosamente, como deveria fazer. Só que quando eu peguei o livro depois, eu encontrei muitos erros. Eu não tinha visto antes porque estava muito ocupado, mas quando separei um tempo para ler o livro com calma, eu vi que muitas partes precisavam ser revisadas. E como meu desleixo tornou ainda mais difícil o trabalho dos tradutores e revisores, eu me senti culpado e decidi ser mais cuidadoso e atento na preparação dos meus livros. Por isso que tenho andado muito ocupado ultimamente revisando meus textos.
Já que a Bíblia ensina a verdade de modo bem claro e nós também explicamos esta verdade em nossos livros, eu estou seguro de que todos que lê-los a entenderão. Já que o Senhor diz na Bíblia: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores” (Mateus 7:15), os pastores que não conhecem o evangelho da água e do Espírito e não creem nele podem muito bem entendem que na verdade são lobos. Se eles lerem a Bíblia e nossos livros do evangelho, eles verão na mesma hora o que realmente são. No meu caso, eu pude perceber isso antes mesmo de conhecer o evangelho da água e do Espírito. Eu sabia que a Palavra de Deus estava falando de mim. O texto bíblico deste capítulo é muito revelador, pois todo falso pastor pode ver aqui que o Senhor está falando justamente deles. Se os pastores que ainda não receberam a remissão de pecados entenderem este texto bíblico, então sua consciência foi cauterizada com ferro quente. Essa gente é uma fraude espiritual. Eles não passam de assalariados que estudam teologia e estão pastoreando o rebanho só para enriquecer.
Até para nós que cremos no evangelho da água e do Espírito é difícil fazer a vontade de Deus. No entanto, temos que continuar nesse caminho, por mais que seja difícil fazer a vontade de Deus. E de fato estamos trilhando esse caminho até hoje. O desejo do nosso coração é pregar o evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo que ainda não conhecem este verdadeiro evangelho, sejam eles falsos profetas ou não. Nós queremos pregar o evangelho da água e do Espírito para eles através dos ministérios de literatura e internet.
Às vezes recebemos notícias desanimadoras dos nossos parceiros, dizendo que deram nossos livros para conhecidos seus, mas que eles não gostaram e até criticaram o conteúdo. Isso já aconteceu conosco várias vezes. Alguns que não creem no evangelho da água e do Espírito podem até rir e zombar de nós que cremos, mas outros entendem o evangelho que pregamos, creem nele e recebem a remissão de pecados. Já que nossos parceiros no exterior foram salvos de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito através dos nossos livros, eles creem que outros também serão salvos e se alegram em doar nossos livros para eles. Sua decepção é muito grande porque eles compartilham nossos livros aos que estão ao seu redor com muita expectativa.
Essa decepção, no entanto, não acontece conosco, pois já passamos por decepções muito maiores. Ao pregarmos o evangelho da água e do Espírito, não ficamos preocupados se as pessoas crerão nele ou não; ao contrário, fazemos isso para dar-lhes a oportunidade de conhecê-lo e crer nele. Enfim, os que creem no evangelho da água e do Espírito recebem a remissão de pecados e são salvos pela fé, ao passo que isso não acontece com os que não creem neste evangelho.
De vez em quando ouvimos alguém dizendo que recebeu a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito através dos nossos livros, e que agora querem vir a Coreia para nos dar seu testemunho. Mas eu não gosto dessas pessoas. Geralmente o que elas querem de nós é dinheiro. Elas querem que paguemos suas despesas de viagem e nos pedem todo tipo de ajuda financeira. Um pastor das Filipinas fez isso quando esteve aqui. É claro que ficamos felizes com o testemunho de todos que receberam a remissão de pecados através do nosso ministério de literatura, mas o que queremos mesmo é que eles peçam mais livros para doar às pessoas no seu país e assim preguem o evangelho para elas, ao invés de vir à Coreia ou nos convidar para visitar seu país. Afinal de contas, já temos coisas demais para fazer. Há muitos nas igrejas cristãs que tentam tirar vantagem dos outros para obter algum lucro.
Os missionários coreanos sempre são bem recebidos quando viajam para o exterior, mas alguns fazem isso por motivos escusos. Nem todos são assim, mas poucos são sinceros, e os outros só se preocupam com seus próprios interesses. Por isso que o ministério de literatura é a melhor maneira de pregar o evangelho em todo o mundo. Os que têm certeza da infalibilidade da Palavra de Deus em nossos livros creem neles, enquanto que os que acham que eles estão errados simplesmente não creem. Simples assim. Você acha que estou sendo muito insensível? Porém o que mais podemos dizer de alguém que se recusa a crer? No passado eu pregava o evangelho em pessoa e visitei alguns países como a Rússia, a China, Taiwan e Japão, e alguma pessoas creram no evangelho da água e do Espírito durante minhas viagens missionárias. Mas eu também fui desprezado muitas vezes e ouvi coisas terríveis. Por isso que decidi pregar o evangelho através do ministério de literatura.
Na Coreia também há líderes cristãos que estão guiando sua igreja pelo caminho espiritual largo. Há muitos pastores e teólogos falsos nas igrejas cristã do mundo todo, e são estes os mentirosos do reino de Deus. Eles são enganadores espirituais. E se eu os chamasse de charlatães espirituais, eles com certeza ficariam com raiva de mim e talvez até partiriam para a violência. Então é melhor pregar o evangelho através das minhas obras.
 
 
Nada mais do que o Dia do Juízo é o que está reservado para todos os falsos profetas
 
O que acontecerá com todos os falsos profetas no Dia do Juízo? Vamos ler Mateus 7:22-23 agora: “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: ‘Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!’” Quando vier o Dia do Juízo de Deus, todos os falsos profetas serão rejeitados por ele, por mais que confessem crer em Jesus. O Senhor mesmo disse que é isso o que ele vai fazer: “E então lhes direi abertamente: ‘Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!’”
 
 
Todos os falsos profetas que pastoreiam as igrejas cristãs atualmente serão rejeitados pelo Senhor no último dia
 
O que os falsos profetas estão fazendo nessa terra? Eles ensinam e profetizam em nome de Jesus. Eles levam as pessoas a crer em Jesus e ensinam aos seus seguidores as doutrinas cristãs. Eles explicam o diz a teologia e que tipo de bênçãos recebem os que creem em Jesus. Eles afirmam que todos que receberão a remissão de pecados e irão para o céu se crerem no sangue da cruz e fizerem sempre orações de arrependimento. Também profetizam e expulsam demônios em nome de Jesus. Mas não há nada demais em expulsar demônios. Você sabia que até um curandeiro pode fazer os demônios sair por algum tempo? A capacidade de expulsar demônios não é nada de que alguém deva se orgulhar. Mas os falsos profetas atuais têm feito muitas maravilhas em nome do Senhor e muitas boas obras neste mundo.
Mas o Senhor diz aqui que os expulsará da sua presença e dirá: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!” Ele deixa bem claro aqui que os falsos profetas praticam a iniquidade. Jesus é o nosso Salvador que veio a essa terra, tirou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista, foi condenado por eles ao ser crucificado e ressuscitou dos mortos. Apesar disso, os falsos profetas não creem nesta verdade da salvação, mas, ao contrário, creem em Jesus do seu jeito e ensinam o que é falso aos seus seguidores. Por isso que o Senhor dirá a eles: “Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!”
Aqueles que levam os outros ao caminho largo são os que praticam a iniquidade perante o Senhor; eles são falsos profetas que andam pelo caminho largo. Ao invés de fazer a vontade do Pai, eles fazem justamente o contrário e a criticam abertamente. É isso o que o Senhor diz sobre eles: “Pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós” (Mateus 23:15). Mas por que os falsos profetas dizem tantas mentiras em suas pregações hoje em dia? Porque a preparação teológica que tiveram no seminário foi errada. Porque seus professores no seminário lhes ensinaram o que disse João Calvino e Martinho Lutero. E quem foi João Calvino e Martinho Lutero? Homens mal preparados que criaram teorias. Algum ensinamento teológico pode ser a verdade então? Nas principais correntes do cristianismo, são os teólogos que decidem questões doutrinais, então os pastores acreditam no que aprendem destes teólogos. Além disso, eles não têm certeza das falsas doutrinas que aprenderam, mas ainda assim as ensinam à sua igreja. Já que o evangelho da água e do Espírito é a verdade, tudo que temos a fazer para recebermos a salvação é ouvir este verdadeiro evangelho sem preconceito e crer nele. Por que deveríamos dar ouvidos aos que os teólogos ensinam?
Por mais que um teólogo seja famoso, todo ensinamento seu tem que ser examinado à luz da Palavra de Deus para provar sua veracidade. Muitos líderes cristãos pregam o que dizem estes teólogos achando que isso é a verdade, mas nenhum deles de fato conhece o evangelho da água e do Espírito. já que todos ensinamento que possuem vem destes teólogos, eles não podem pregar o evangelho da água e do Espírito à sua igreja. Você pode até pensar como é que eu sei disso, mas você também saberá se examinar seus ensinamentos tomando como base a Palavra do evangelho da água e do Espírito.
A árvore é conhecida pelo seu fruto. E como inúmeros pastores hoje são falsos profetas, você acha que os teólogos que lhes ensinaram são verdadeiros profetas? Falsos profetas só podem gerar outros falsos profetas. Alguém pode receber a remissão de pecados lendo seus livros ou ouvindo alguma das suas pregações? Não, isso é impossível, pois estes teólogos serão rejeitados pelo Senhor no último dia. Por mais que eles se orgulhem de si mesmos e confiem muito na ortodoxia da sua denominação, todos eles serão rejeitados pelo Senhor. O que essa gente tem para se exaltar tanto assim, já que serão rejeitados pelo Senhor. Eles exigem ser respeitados nessa terra, mas o que aconteceria se suas pregações fossem traduzidas para vários idiomas e passagem por uma análise rigorosa? O que aconteceria se sua fé fosse provada pelo Senhor? Eles só podem se exaltar perante o Senhor se não tiverem consciência do seu erro. Se eles tiverem consciência disso, eles chorarão amargamente e se esconderão de vergonha. Mas como um sapo num pequeno lago, eles vivem no seu mundinho achando que são grande coisa.
Eu estou pregando para você agora, mas este sermão precisa ser analisado se ele está correto ou não aos olhos de Deus. Se estiver mentindo para você em meu sermão, por mais que consiga lhe enganar, eu não poderia enganar o Senhor.
Todos os falsos profetas serão destruídos quando o Senhor voltar. Quem poderá suportar esse juízo então?
Mateus 7:24-25: “Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.” Está escrito aqui que quem ouve os ensinamentos do Senhor e põe em prática é como o homem sábio que construiu sua casa sobre a rocha.
 
 
Quem tem a fé que não sucumbirá mesmo perante o juízo de Deus?
 
Foram estes que firmaram a base da sua fé na rocha e fazem a vontade de Deus. O Senhor disse: “Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha”. Ouvir o que o Senhor diz aqui é ouvir e crer na Palavra de Deus, principalmente na Palavra do evangelho da água e do Espírito, pela qual o Senhor nos salvou. Portanto, os que receberam a remissão de pecados e foram salvos crendo no evangelho da água e do Espírito são como o homem sábio que construir sua casa da fé sobre a rocha sólida da Palavra de Deus.
Este texto é muito apropriado para o momento que estamos vivendo porque uma grande tempestade está caindo lá fora agora. E o que acontecerá se construirmos nossa casa sobre a areia? Vamos dizer que alguém construir uma casa de três andares sobre a areia e fez seu alicerce com areia do mar, enquanto outro construiu uma casa igual, só que sobre a rocha, e pôs abaixo dela um alicerce bem firme. Fora o locam em que foram erguidas, ambas as casas foram construídas com o mesmo material. Agora vamos imaginar que um dia começou a chover muito. O que aconteceu então? Quando começaram os trovões e a tempestade caiu, a casa construída sobre a areia a princípio aguentou firme, mas depois a areia usada no seu alicerce começou a desfazê-lo, abalou sua fundação, e no fim ela acabou desmoronando.
A casa construída sobre a rocha, por sua vez, pôde aguentar firme a tempestade, caso não fosse um furacão ou tsunami. Embora sua fundação fosse toda alagada, a casa em si não foi afetada. Quando veio a tempestade então, ela se manteve de pé.
Quem então tem uma fé firmada na rocha? Os que ouvem atentamente a Palavra do evangelho da água e do Espírito do Senhor e a põe em prática pela fé. Os que põem em prática a Palavra do Senhor são aqueles que não somente creem no evangelho da água e do Espírito, mas também servem a este verdadeiro evangelho pela fé. Por isso que eles passam por tantas lutas e dificuldades na vida, e têm que suportar grandes sofrimentos. Às vezes eles são até acusados pelo cônjuge ou por seus familiares. E muitos se questionam porque sua vida tem que ser assim.
Mas os que entrarão no reino de Deus no Dia do Juízo, amados irmãos, são aqueles que construíram sua casa sobre a rocha. A rocha aqui é Jesus Cristo, e isso também se refere à Palavra do evangelho da água e do Espírito cumprida por ele. Portanto, os que construíram sua casa sobre a rocha são aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito e, por essa razão, seguem o Senhor. Estes estarão firmes até no Dia do Juízo.
Quem não suportará o Dia do Juízo então?
Vamos ler Mateus 7:26-27: “E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.”
Este texto nos mostra claramente que os que ouvem a Palavra de Deus mas não as praticam é que serão condenados por ele no Dia do Juízo. Estes não conseguem viver segundo a Palavra de Deus, por mais que queiram. E por mais que queiram viver segundo a vontade de Deus, eles não conseguem também. Como sabemos muito bem, todos eles serão condenados quando vier o Dia do Juízo. Pode até parecer que eles estão fazendo o que é certo agora, mas eles certamente serão rejeitados pelo Senhor quando o Dia do Juízo chegar.
O Senhor diz na Bíblia: “Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem” (Mateus 7:13-14). Isso não é figura de linguagem, muito menos um recurso literário, mas a verdade absoluta. Todos os falsos profetas serão condenados no Dia do Juízo, enquanto que o povo de Deus e seus servos, que fazem a sua vontade, escaparão do juízo e entrarão no reino dos céus. Todos que praticam a Palavra de Deus com certeza entrarão no céu.
Nosso Senhor disse que grande será a queda dos falsos profetas no último dia, pois sua casa foi construída na areia, e por isso desabará quando a chuva, a tempestade e o vento vierem sobre ela. Isso acontecerá aos falsos profetas porque eles construíram sua casa da fé sobre hipóteses e o que achavam. Por isso que grande será sua queda no último dia. E eles não cairão aos poucos, mas de uma só vez. Uma casa construída na areia não pode resistir quando vem a tempestade, pois sua forte corrente abala sua fundação e faz com que ela desabe na hora. Assim como a casa construída na areia, os falsos profetas no fim cairão por terra de repente.
O Senhor está nos advertindo sobre os falsos profetas no texto bíblico deste capítulo, e nos ensinando que não devemos construir nossa casa da fé sobre a areia. Há muitos falsos profetas neste mundo. E como essa gente não tem a menor ideia da destruição que virá sobre eles no último dia, eles propagam inúmeras mentiras nessa terra crendo que estarão em paz e segurança. Mas todos eles com certeza serão destruídos. Embora em nossa mente carnal às vezes nos questionamos por que os falsos profetas são tão prósperos enquanto nós temos que trabalhar duro, o Dia do Juízo logo chegará para eles. E quando este dia chegar, a terra será completamente devastada. E toda a humanidade perecerá, pois diversas catástrofes vão acontecer. Ninguém sobreviverá no futuro sombrio que nos aguarda.
Por isso, todos os falsos profetas precisam entender que o Dia do Juízo está próximo e se arrepender. Mas já que seus ouvidos estão fechados, até se gritamos eles não nos ouvirão. Os animais que perecem se alegram e são felizes quando têm o que comer, mesmo quando estão prestes a ser destruídos.
Os que guiam os outros à porta da vida, por sua vez, não deixam de pôr em prática a Palavra de Deus, mesmo quando é difícil fazer isso. Eu peço a você então que suporta a provação pela fé e viva com esperança. Embora as coisas deem errado às vezes, temos que suportar as provações pela fé. Temos que viver pela fé tendo entendimento do que o Senhor nos ensinou sobre os falsos profetas, que estão entrando pela porta larga. Portanto, eu espero que todos nós aprendamos esta valiosa lição que temos no texto bíblico deste capítulo.
O Dia do Juízo com certeza virá a este mundo num futuro não muito distante. E podemos estar vivos ainda quando isso acontecer. Este dia pode vir sobre nós mais rápido do que pensamos. Pode até parecer que o Dia do Juízo está demorando, mas quando acontecer, virá com tudo de uma vez. Uma bola de neve não é grande coisa no início, mas não demora muito para que ela fique do tamanho de uma casa e destrua tudo no seu caminho.
Por isso cremos que o Dia do Juízo está chegando muito rápido. Porém, ao mesmo tempo, também cremos que o Senhor nos capacitará para que cumpramos tudo que ele nos confiou. Eu oro para que Deus guarde sua igreja, abençoe todos os seus servos e filhos em todo o mundo, e cuide de cada um de nós. Aleluia!