The New Life Mission

Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-26] (Gênesis 12:1-5) Assim como abençoou Abraão, Deus também já abençoou os crentes

(Gênesis 12:1-5)
“Ora, o SENHOR disse a Abrão:
Sai-te da tua terra,
Da tua parentela
E da casa de teu pai,
Para a terra que eu te mostrarei.
E far-te-ei uma grande nação,
E abençoar-te-ei
E engrandecerei o teu nome;
E tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem,
E amaldiçoarei os que te amaldiçoarem;
E em ti serão benditas todas as famílias da terra. Assim partiu Abrão como o Senhor lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã. E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e todos os bens que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e chegaram à terra de Canaã.”
 
 
Eu tenho certeza que vocês conhecem bem a história de Abraão. O texto bíblico acima se encontra em Gênesis 12:1-5 e relata como Abraão deixou sua terra e foi para a terra de Canaã, como Deus lhe ordenou. E eu quero compartilhar com você a bênção de Deus que há neste texto.
 
 
Deus nos deu as mesmas bênçãos que deu a Abraão?
 
Deus abençoou Abraão abundantemente. E eu estou certo que todos nós desejamos receber as mesmas bênçãos abundantes. Mas será que já recebemos as mesmas bênçãos de Abraão? Eu quero separar algum tempo hoje para falar sobre isso e ver com você se Deus nos deu as mesmas bênçãos de Abraão.
Já de início eu quero dizer que Deus abençoa aqueles que realmente creem na sua justiça como abençoou Abraão. O mais importante aqui então é se cremos ou não na justiça de Deus de todo o nosso coração. Se olharmos apenas para nossa situação financeira, pode até parecer que não recebemos muitas bênçãos. Como podemos dizer então que somos muito abençoados por Deus? Talvez alguns de vocês devem estar pensando que essas bênçãos foram apenas para Abraão e Davi, mas não para nós.
No entanto, amados irmãos, Deus já nos abençoou abundantemente. O que vocês precisam entender aqui é que Deus já nos deu as mesmas bênçãos de Abraão, pois ele nos ama de todo o coração. Quando olhamos para nossa situação financeira e nossa condição física, podemos até pensar que não recebemos muitas bênçãos, mas quando entendemos o amor de Deus em sua Palavra, podemos ver claramente que de fato já recebemos bênçãos abundantes.
 
 
A primeira coisa que precisamos entender é o coração de Deus
 
O coração de Deus é cheio de amor por nós. É muito importante então entendermos que ele nos amará para sempre. E como Deus nos ama, seu desejo é nos abençoar. Ele quer nos dar as mesmas bênçãos de Abraão. Deus nos deu as mesmas bênçãos de Abraão que disse a ele:
“E far-te-ei uma grande nação,
E abençoar-te-ei
E engrandecerei o teu nome;
E tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem,
E amaldiçoarei os que te amaldiçoarem;
E em ti serão benditas todas as famílias da terra.”
Se compreendermos o quanto Deus nos ama, todos nós confiaremos nele e saberemos como são abundantes as bênçãos que ele tem para nós. É assim que as bênçãos de Deus entram em nosso coração. Por mais que um casal se ame, eles jamais desfrutarão deste amor se não o expressar um ao outro. Se o marido trabalhar muito e não expressar seu amor à sua esposa ou não der atenção a ela, ir para casa para comer e dormir como se fosse um hotel, ela irá pensar assim: – Este homem é meu marido? Será que ele ainda me ama? Eu imagino que toda esposa já passou por isso.
Se seu marido for ocupado assim e sua casa for apenas como um hotel para ele, na verdade não é isso o que ele quer. Ao contrário, ele está fazendo isso para dar o melhor à sua família neste mundo. Você deve tentar entendê-lo então. Isso não acontece com os recém-casados, mas quando o marido começa a trabalhar muito com o passar do tempo, ele ficará tão ocupado que vai se esquecer de dizer como ama sua esposa. Para ser sincero, muitos maridos nem sabem como é sua casa. E as esposas se sentem como se sua casa fosse um hotel para eles. Você pode imaginar como isso é frustrante para elas? Por isso que os casais acabam brigando. E quando isso acontece, eles acusam um ao outro e não se entendem. Vocês precisam voltar atrás se têm problemas no casamento e ver bem o que está causando isso para não acusar um ao outro. Deste modo, vocês verão que a razão dos problemas em seu casamento não é seu cônjuge, e sim a falta de compreensão entre vocês.
Se seu marido tem dificuldade em se abrir, você deve ajudá-lo a fazer isso. Muitos maridos estão tão ocupados que se esquecem de dizer às esposas o que elas mais querem ouvir, o quanto as amam. Então, se você quer ouvir seu marido dizer que a ama, pergunte isso a ele com carinho à mesa e jamais brigue com ele. Muitos maridos só dizem que amam as esposas quando têm um motivo especial para isso. É claro que há exceções, mas não é isso que a maioria dos homens diz. Por isso também que muitos maridos dizem poucas palavras à mesa. Eu estou dizendo isso para enfatizar como é importante que um casal entenda um ao outro; e isso é indispensável para que eles se comuniquem bem, se entendam e sejam felizes em seu casamento. Quando o marido conhece sua esposa, isso fortalece seu casamento. Mas se isso não acontece, ele fica decepcionado e sua vida conjugal acaba virando um inferno.
E o mesmo acontece em nosso relacionamento com Deus. Se olharmos para nossa situação financeira, isso jamais nos mostrará se somos abençoados por Deus ou não, o quanto ele nos ama com sinceridade e como seu amor habita em nós. Ao contrário, se olharmos para nossa situação, poderemos pensar que Deus não se preocupa conosco, e muito menos nos ama.
Por isso que é muito importante conhecermos o coração de Deus ao invés de olharmos para a situação que estamos passando. Só saberemos o quanto Deus nos ama quando conhecermos seu coração. Quando lemos a Bíblia e conhecemos a Deus, vemos o quanto ele nos ama e nos abençoa abundantemente. O coração de Deus não muda e sempre foi cheio de amor, e é por isso que ele nos abençoa tanto. Podemos ver em sua Palavra o quanto Deus nos ama e nos concede suas abundantes bênçãos.
Mesmo crendo em Jesus, às vezes as coisas não saem como planejamos e passamos por dificuldades em nossa vida. E é aí que ficamos pensando se Deus nos ama ou não. Você já não passou por momentos tão difíceis assim que seu coração ficou turbado e o levou a pensar: – Será que Deus me abandonou? Será que fiz algo errado e ele agora me odeia? É muito importante nessas horas buscar nas Escrituras a confirmação do quanto Deus nos ama de todo o coração ao invés de ficar sofrendo com essa dúvida.
 
 
Deus ama a todos nós
 
Deus nos abençoou a todos. Ele nos ama de todo o coração. Mas o amor não é algo que deve ser expressado aos quatro ventos, para todo mundo ver. Ainda mais um amor profundo. De certa forma, o amor profundo é visível aos olhos carnais. Mas embora não possamos ver este amor, ele com certeza existe, pois é assim que Deus nos ama. E embora este amor não seja visto por olhos humanos, ele é eterno e imutável. E até hoje, Deus nos ama a todos. Vocês creem nisso?
Foi por nos amar tanto que Deus disse: “Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.” Foi por nos amar tanto que ele nos separou deste mundo. Se Deus não tivesse nos amado de todo o coração, para ele não faria diferença se ficássemos na nossa terra, com a nossa parentela, ou até mesmo se morrêssemos. Mas como ele se preocupou conosco e quis nos abençoar, ele nos fez deixar nossa terra, nossa parentela e nos levou a habitar numa nova terra.
Nós fomos salvos pelo Senhor. E como deixamos nossa terra, nossa parentela e a casa dos nossos pais, agora estamos levando uma vida de fé segundo a Palavra do Senhor. Todos que amam o Senhor deixam a casa de seus pais e vão para onde ele mandar. Este é o mandamento que Deus nos deu, a prova de que Deus nos ama.
 
 
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito vivemos separados deste mundo
 
Nós recebemos a remissão de pecados, mas será que já deixamos nossa terra, nossa parentela e a casa de nossos pais? Mas isso não significa que você deve literalmente abandonar sua família ou seus pais. Significa, na verdade, que você não deve mais pensar como antes e deixar a fé que tinha antes de ouvir o evangelho da água e do Espírito e crer nele. Em outras palavras, ao invés de estar com o coração no mundo, devemos tê-lo em Deus, não mais pensar como antes e crer na Palavra segundo a direção que Deus nos dá através dela.
Deus nos amou tanto que nos separou deste mundo e nos fez deixar nossa terra, nossa parentela e a casa de nossos pais. Ele fez isso para nos dar muitas bênçãos. Deus não teria feito isso se não nos amasse. Foi por ter nos amado e abençoado tanto que ele nos fez deixar nossa terra, nossa parentela e a casa de nossos pais a fim de trabalhar em nossa vida. E se crermos nesta verdade, nosso coração será cheio do amor do Senhor.
Foi muito difícil para Abraão quando ele ouviu a voz de Deus dizendo que ele deveria deixar sua terra, sua parentela e a casa de seu pai. E como teria que deixar sua amada família e ir para uma terra totalmente estranha, ele deve ter hesitado a princípio. Ele deve ter até chorado e ficado triste com Deus, achando que ele estava sendo duro e cruel por lhe mandar fazer isso. E deve haver alguém entre vocês também que acha que a igreja está sendo dura e inflexível com você. Mas assim como Deus levou Abraão para outra terra porque o amou e ali muito o abençoou, assim também seremos muito abençoados se ficarmos na igreja. Abraão nunca receberia as bênçãos de Deus se ficasse na sua terra. Então eu peço a vocês que esperem com paciência as bênçãos de Deus e não fiquem chateados.
Geralmente deixamos que as circunstâncias determinem o tamanho do amor de Deus por nós. Mas o amor de Deus não pode ser medido por algo visível. Se o amor de Deus pudesse ser medido por critérios visíveis, isso significa então que o amor de um marido por sua esposa seria determinado pelos presentes que ele dá a ela. E o marido que não fizesse isso, por sua vez, não amaria sua esposa. Mas poucos são os maridos que podem dar presente para a esposa todos os dias. Podemos dizer então que os maridos não amam a esposa? Uma mulher vive ao lado de um homem porque conhece seu coração, não porque ele lhe dá presentes caros. Do mesmo modo, às vezes deixamos que o amor de Deus por nós seja determinado pelos sucessos e fracassos que temos. Então, quando as coisas não saem como desejamos, ficamos decepcionados com Deus. No entanto, quando olhamos para ele com olhos espirituais, vemos que seu amor por nós não muda. Deus nos ama de todo o coração e nos abençoou abundantemente. E suas bênçãos não são apenas promessas que se cumprirão no futuro, pois ele já nos abençoou.
 

Temos que conhecer a fundo o amor de Deus
 
Você crê no amor de Deus? Você crê que ele lhe ama de todo o coração? Se você crê no amor de Deus, seu coração seja cheio da verdadeira alegria. Isso porque a comunhão e o amor verdadeiros só podem ser compartilhados quando conhecemos seu coração e cremos nele. Por mais que você esteja passando por um momento difícil ou enfrentando lutas, você poderá suportar tudo isso se perseverar e for grato a Deus pelo seu amor. Por mais que seja difícil sua situação financeira e o que você tem passado, e mesmo que aparentemente Deus não esteja dando-lhe bênçãos materiais, ainda assim você pode ser feliz em sua vida sabendo o quanto ele o ama. Por isso que é muito importante estarmos cheios do amor de Deus no coração. O problema, contudo, é que geralmente não fazemos isso, mas, ao contrário, olhamos para o mundo com olhos carnais. Quando nosso coração está nas coisas materiais e temporais, ficamos tão ocupados calculando os prejuízos e perdas materiais que perdemos o contato com a dimensão da fé. E é aí que perdemos a paixão por Deus e nosso coração fica triste e turbado. No fim, acabamos só fingindo que temos fé.
No entanto, quem crê no amor de Deus e no que ele fez por nós, por mais que seu coração esteja triste, tem sua fé renovada e o solo do seu coração se torna fértil e rico. Quando cremos que o desejo do coração de Deus é nos abençoar por meio da sua Palavra, as flores de Sarom começam a brotar em nosso coração, nos tornamos um só com ele e compartilhamos do seu verdadeiro amor e comunhão.
Os cânticos de Salomão são a história de amor entre o rei Salomão e Sulamita. E podemos ver neste livro como podemos vencer todas as lutas e provações pelo amor se soubermos o quanto Deus nos ama. Quando percebermos que o coração de Deus é cheio de amor por nós e que ele nos abençoou com seu amor, poderemos transpor todos os obstáculos que se colocam diante de nós quando fazemos a obra do Senhor em sua igreja. E mais, teremos um desejo ainda mais ardente de fazer a vontade de Deus. Se realmente crermos que Deus nos ama e nos abençoou, seremos fiéis ao fazer a obra que ele nos confiou, por mais que nosso trabalho não seja valorizado ou reconhecido. Mas quando nosso trabalho começar a dar frutos, ao invés de nos exaltarmos e querermos o crédito por isso, devemos louvar ao Senhor e ser gratos pela oportunidade de servi-lo.
Deus edificou sua igreja nessa terra e nela servimos ao Senhor. Mas estamos servindo ao Senhor para ter prosperidade material? Estamos servindo a Deus por interesse? Não, claro que não. Apesar das nossas falhas, usamos todas as nossas habilidades para servir ao Senhor. E como sabemos que ele nos ama, também o amamos e procuramos fazer a obra que ele nos confiou. Nós fazemos o que agrada a Deus sem pensar no que vamos receber por isso. Quando fazemos a obra do Senhor, por menor que seja, temos a certeza que ele se agrada de nós. E também nos alegramos em fazer esta obra porque sabemos que Deus a confirmará. O próprio fato de sabermos que estamos fazendo algo para Deus alegra nosso coração, e é por isso que nos dedicamos ao máximo sem esperar nada em troca. Então, nossa fé começa quando cremos que Deus nos amou muito e nos abençoou de todo o coração. Deus derramou sobre nós seu infinito amor e bênçãos incontáveis. E ao vir pessoalmente aqui, nos salvou de todos os nossos pecados e nos deu uma nova vida. Deus nos deu seu amor eterno. E até hoje ele nos ama. Na verdade, o Senhor nunca deixou de nos abençoar. O problema é que às vezes não percebemos isso. Quando desejamos aquilo que nossos olhos veem ao invés de conhecermos o coração de Deus pela fé, não conseguimos contemplar seu grande amor e entender sua vontade.
Quem entre nós pode negar que Deus nos ama, que ele nos abençoou abundantemente e nos ajuda a todo o momento? Alguém pode negar o amor de Deus por nós? Claro que não. Nenhum de nós pode negar o amor de Deus porque ele o demonstrou de uma forma notória e plena.
 
 
Devemos ter a fé de Abraão, que foi a fonte das bênçãos recebidas pela fé 
 
Deus quis abençoar Abraão. E por tê-lo amado tanto, ele mandou que ele deixasse sua terra, sua parentela e a casa de seu pai. Deus fez isso para abençoar Abraão, segundo o desejo do seu coração. E ele mandou Abraão fazer isso não somente para abençoá-lo no céu, mas aqui na terra também para dele criar uma grande nação. Por isso que Deus mandou Abraão deixar sua terra, sua parentela e a casa de seu pai. Pelas bênçãos de Abraão, podemos ver o quanto ele nos ama e nos abençoou também. Portanto, o fato de Abraão ter sido tão abençoado é a prova de que Deus nos amou muito também.
Deus disse a Abraão que ele seria fonte de bênçãos. E a fé de todos que amam a Deus é a fonte de todas as bênçãos. Mas quem é abençoado por Deus? Apesar de Deus amar todos os seres humanos da mesma maneira, ele só concede suas bênçãos àqueles que aceitam de coração seu amor sem reservas, pois somente o coração onde o Espírito de Deus habita pode ser fonte de bênçãos. Obviamente, Jesus Cristo é a fonte de todas as bênçãos, mas o coração dos que creem em Deus também é fonte de bênçãos. Se olharmos com atenção para o coração dos que creem em Deus e foram abençoados por ele, veremos claramente que eles receberam suas bênçãos. Só que nem todo coração é assim. O coração de alguns é abençoado, enquanto que o de outros não. E quando olhamos para os corações que foram abençoados, vemos que isso aconteceu porque eles creram em Jesus e o seguiram.
Você sabe quem recebeu essas bênçãos primeiro? Foram aqueles que aceitaram o amor de Deus em seu coração pela fé. Deus disse a Abraão:
“E far-te-ei uma grande nação,
E abençoar-te-ei
E engrandecerei o teu nome;
E tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem,
E amaldiçoarei os que te amaldiçoarem;
E em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gênesis 12:2-3).
Isso quer dizer que Deus – que fez dos que creem nele fonte de bênçãos – abençoou os que se uniram a ele pela fé e amaldiçoou os que não fizeram isso. Ele disse que quem abençoasse Abraão também seria abençoado, enquanto que quem o amaldiçoasse seria amaldiçoado. É claro que se tornar fonte de bênçãos depende apenas de Deus, mas como ele disse a Abraão: “E tu serás uma bênção,” o que determina a bênção é ter ou não a mesma fé que ele. Tomando Abraão como base então, Deus abençoou os que nos abençoam e amaldiçoou os que nos amaldiçoam. E como foi o próprio Deus que guiou o coração de Abraão, ter um coração como o dele é o mesmo que ter um coração com Deus. Se seu coração for como o de Abraão, Deus o abençoará também. O coração de Abraão é fonte de bênçãos. Você só pode ser abençoado se estiver ligado àqueles que têm um coração abençoado. Isso porque Deus prometeu dar suas bênçãos àqueles que tiverem um só coração com ele. Ter um só coração com o povo de Deus é o mesmo que se unir a ele. Mas se você não for um só coração com Deus e quiser ter prosperidade acima de tudo, você não receberá bênção alguma.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito recebemos as bênçãos de Deus. E já que recebemos as bênçãos de Deus, não temos apenas o amor de Deus em nosso coração, mas sua verdade também. Já que Deus nos ama, ele abençoa os que são um só com ele e amaldiçoa os que se opõem a ele. Não podemos ver aqui o quanto Deus nos ama, já que ele abençoa os que nos abençoam e amaldiçoa os que nos amaldiçoam? Isso porque ele nos vestiu com seu amor e nos deu suas bênçãos. É claro que não somos Deus, mas temos fé nele e somos sempre envolvidos por seu amor. Por isso que os que nos abençoam são abençoados e os que nos amaldiçoam são amaldiçoados. Portanto, temos que ver como é grande o amor que recebemos de Deus. É por causa de Abraão que todos nessa terra são abençoados ou amaldiçoados. Deus nos abençoou assim como fez com Abraão. Ele nos ama de todo o coração e nos vestiu com seu amor. Ele nos deu tantas bênçãos e nos amou tanto que abençoa os que nos abençoam e amaldiçoa os que nos amaldiçoam.
Esta é a prova de que fomos vestidos com o amor de Deus. Não cabe a nós abençoar ou amaldiçoar alguém. Ao contrário, é Deus quem abençoa os que nos abençoam e amaldiçoa os que nos amaldiçoam. Ele nos amou de todo o coração e nos deu bênçãos abundantes. É assim que Deus nos ama. Será então que podemos dizer que não recebemos as bênçãos de Deus? Apesar de agirmos como todo mundo e externamente parecer que não fomos abençoados, de fato recebemos as bênçãos e o amor de Deus, pois ele nos protege e cuida de nós. E isso não é algo que ele disse somente para Abraão e seus servos fiéis no Antigo Testamento. Ao contrário, isso é o que Deus diz a nós que estamos sendo abençoados hoje em dia também. Deus amaldiçoará os que amaldiçoam seu amado povo e abençoará os que o abençoarem. E por que você acha que ele fará isso? Porque ele ama seu povo e quer abençoá-lo. Alguém pode impedir isso? Alguém pode questionar o que Deus faz? Alguém pode reclamar que Deus ama algumas pessoas e outras não? Não, pois ele ama a todos do mesmo modo. Mas apenas os que aceitam o amor de Deus é que recebem suas bênçãos especiais.
 
 
Já que somos o povo de Deus, não estamos sozinhos
 
Às vezes nos sentimos sozinhos e enfrentamos lutas em nossa vida. Como então nosso coração pode ser fortalecido quando isso acontece? Somente pelo amor de Deus. Nós só encontramos a verdadeira paz quando nosso coração está cheio do amor de Deus. Nos sentimos plenamente satisfeitos e nunca sozinhos quando nosso coração está cheio do amor de Deus, mesmo quando não temos nada de especial nessa terra ou um relacionamento com alguém. É perfeitamente possível trilhar com alegria o caminho da justiça. Embora pareça que não temos nada, na verdade somos ricos; embora pareça que somos desprezados neste mundo, na verdade somos honrados. Isso porque cremos no amor de Deus. Podemos ter coragem e intrepidez neste mundo apesar de não possuirmos nada; podemos abençoar os ímpios e guiá-los ao caminho da justiça; podemos ser fonte de bênçãos incontáveis e compartilhá-las com todos neste mundo. Todos nós que fomos vestidos com o amor de Deus podemos viver assim e ter uma vida realmente abençoada.
Você crê de todo o coração que Deus lhe ama? Se crê, você ainda não foi abençoado? Claro que foi abençoado. Deus nos ama de todo o coração e nos deu suas bênçãos. Por isso que nosso coração está cheio do amor de Deus. E por mais que estejamos sozinhos neste mundo, não temos medo por causa da nossa fé. Somos abençoados pelo simples fato de recebermos as bênçãos de Deus, apesar das nossas falhas e de não sermos reconhecidos por ninguém. E já que recebemos as bênçãos de Deus, ninguém pode nos ferir. Nem Satanás ou seja quem for neste mundo não pode nos ferir. Ninguém pode amaldiçoar também quem foi abençoado por Deus, assim como ninguém pode abençoar quem foi amaldiçoado por ele. Já que fomos salvos pelo evangelho da água e do Espírito de Deus, nós recebemos as mesmas bênçãos de Abraão.
Então, é muito importante que todos nós vivamos pela fé, crendo de todo o coração que Deus já nos abençoou. A base da nossa fé deve estar firmada no fato de Deus desejar de todo o coração nos abençoar. Se vivermos pela fé, nosso coração será ousado e jamais será abalado, por mais que venham a dor e as tentações. Também nunca cederemos aos desejos deste mundo, mas continuaremos firmes no caminho da fé e assim alegraremos o Senhor.
 
 
Nossa fé perante Deus deve ser espiritual
 
Nem tudo que nossos olhos veem existe realmente. Mas eu sei que há coisas maravilhosas neste mundo. Veja as flores. Todas elas não são lindas? Mas sem os nutrientes necessários, as flores não duram mais do que uma ou duas semanas. Nem a mais linda flor pode resistir a isso. Do mesmo modo, tudo que passamos é temporário.
Então, ao invés de olharmos para as circunstâncias atuais, temos que olhar para o nosso coração. Deus nos ama de todo o coração, e ele nos abençoou por causa deste amor que tem por nós. E é este amor que nos dá forças para vencer todas as adversidades. Isso porque o amor de Deus estará sempre em nosso coração. Graças ao Espírito Santo, o amor de Deus sempre estará em nosso coração.
A fé que temos perante Deus deve ser espiritual. E quando as coisas que são visíveis aos nossos olhos começam a dar certo, corremos grande perigo. Quando você e eu avaliamos tudo segundo o que veem os nossos olhos, estamos de fato nos colocando em grande risco. Nem tudo que vemos com nossos olhos existe de fato. Temos que seguir o Senhor com o coração até o dia em que ele voltar para nos levar para o seu reino. Temos que seguir a Deus até o fim de todo o coração, confiando que o coração de Deus está cheio de amor por nós.
Eu peço a você que não se deixe levar pelas circunstâncias, pois elas mudam o tempo todo. Quando Ló, sobrinho de Abraão, viu a terra de Sodoma e Gomorra, ela parecia com o Jardim do Éden. Ele então buscou o que viu seus olhos, mas como resultado, quase foi destruído junto com aquelas cidades. Ele mal conseguiu salvar sua vida. Só que quando a situação é boa, isso não significa que tudo está dando certo. Apesar de termos tido muitas dificuldades em nossa vida de fé até hoje, Deus sempre esteve ao nosso lado nos ajudando. Embora tenhamos errado muito até chegarmos aqui, está muito claro para nós que Deus sempre esteve ao nosso lado em todas as lutas que travamos. Mas se tudo desse certo, não precisaríamos da sua ajuda. Todos nós sabemos como é difícil tropeçar e cair. Mas entendemos que isso também faz parte do cuidado e do amor de Deus. Melhor dizendo, temos que deixar essa ideia errada de que só o que acontece de bom em nossa vida é bênção de Deus, enquanto que as lutas e dificuldades que passamos não são.
Deus mandou Abraão deixar sua terra, sua parentela e a casa de seu pai para abençoá-lo. E embora o caminho para Canaã fosse muito árduo para Abraão, era Deus que o guiava e protegia sempre que ele tinha algum problema. No fim, Abraão se tornou uma bênção como Deus prometeu, pois dele nasceu a nação de Israel.
Deus também nos deu a mesma promessa. Ele nos chamou para nos dar uma vida abençoada e nos tornar fonte de bênçãos, a fim de que todos sejam abençoados e também formemos uma grande nação. Por isso que ele nos disse que devemos deixar nossos pensamentos e desejos carnais, que nos levam a buscar o prazer que isso nos traz. Você se sente como se estivesse numa jornada com Abraão agora? Isso está sendo difícil para você? Se Deus não tivesse abençoado a Abraão, ele nunca teria feito o que Deus lhe disse, como vemos abaixo:
“E far-te-ei uma grande nação,
E abençoar-te-ei
E engrandecerei o teu nome;
E tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem,
E amaldiçoarei os que te amaldiçoarem;
E em ti serão benditas todas as famílias da terra.”
Abraão só deixou sua terra porque partiu com a promessa das bênçãos de Deus no coração. Se Deus não tivesse prometido abençoá-lo, ele nunca teria partido. Afinal de contas, como já tinha uma vida confortável, por que ele iria para uma terra totalmente estranha?
Amados irmãos, nós vivemos pela fé, servimos ao Senhor e o seguimos porque ele já nos abençoou. E demos o primeiro passo na nossa vida de fé justamente porque Deus nos amou de todo o coração e nos deu todas as suas bênçãos. Nós seguimos o Senhor hoje porque Deus já nos abençoou como seu povo, não porque queremos ser abençoados no futuro. Se você acha que precisa levar uma vida de fé para ser abençoado, você tem que acordar e ver como está errado. Você está seguindo o Senhor para ser abençoado no futuro? Mas como você saberá se estará sendo abençoado ou não? Você acha que Deus vai lhe abençoar só se você fizer algo para merecer?
Se fosse assim, nenhum de nós creria no Senhor e teria confiança na sua Palavra que ele nos abençoaria. Temos que olhar bem para nossos atos e fraquezas. Por mais que tenhamos recebido muitas bênçãos, não é verdade que podemos perder todas elas? Sim, claro. Isso porque somos cheios de falhas e erros. Então, por mais que façamos algo para merecer as bênçãos, nós falhamos e tudo que fizermos se torna obsoleto. Todos nós somos fracos assim. Sendo assim, se fôssemos fazer algo para merecer as bênçãos, nenhum de nós receberia bênção alguma de Deus. Se Deus nos dissesse: – Sejam fiéis e me sigam que eu os abençoarei. Eu os honrarei se vocês fizerem por onde merecer – na mesma hora desistiríamos das suas bênçãos. E a razão disso é que por mais que procuremos ser bons, é muito mais provável fracassarmos do que sermos bem sucedidos nisso. Isso porque nossa carne é fraca.
Mas Deus já nos abençoou de todo o coração. E podemos deixar nossa terra justamente porque ele já nos abençoou como Abraão. Deus nos deu as mesmas bênçãos que deu a ele e nos disse: – Eu amaldiçoarei os que lhes amaldiçoarem, e abençoarei os que lhes abençoarem. Eu farei de vocês fonte de bênçãos. Na verdade, Deus já nos abençoou. E como o Senhor já levou todas as nossas maldições, tudo que ele tem para nós agora são bênçãos e galardões. É justamente assim o amor de Deus.
 
 
O começo da nossa fé
 
Abraão obedeceu à Palavra do Senhor Deus porque creu nas bênçãos que ele lhe prometeu. Podemos dizer então que a fé começa na Palavra de Deus. Por isso que a obedecemos. E já que a Palavra nos garante de modo bem claro que Deus já nos abençoou de todo o coração, podemos segui-lo e ter uma fé inabalável em nossa vida. Toda vida de fé começa na Palavra de Deus e está firmada no seu amor.
Onde é o ponto de partida da nossa fé? Não é na certeza de que Deus já nos abençoou de todo o coração? Ou são nossos pensamentos carnais que nos levam a pensar que seremos abençoados se seguirmos o Senhor por muito tempo? As pessoas de fé creem que Deus já lhes deu suas bênçãos e levam uma vida de fé inabalável baseadas na sua Palavra. Podemos ver isso nas Escrituras. Deus disse ao povo de Israel para segui-lo porque já o havia abençoado. Ao invés de dizer que os abençoaria se eles o seguissem, Deus disse que eles deveriam segui-lo porque já havia os abençoado. Mas como o povo de Israel não entendeu a providência de Deus, eles tentaram estabelecer sua própria justiça através das obras. E quando não conseguiram fazer isso, culparam a Deus, adoraram ídolos e de tempos em tempos se desviavam.
Ao invés de dar ouvidos à voz de Deus, o povo de Israel se levantou contra ele nos dias de Jesus Cristo, como está escrito: “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!” (Mateus 23:37). Por essa razão, no fim o povo de Israel foi destruído e espalhado por todo o mundo, pois perdeu sua pátria. Todas essas maldições vieram sobre eles porque não creram no amor de Deus. Quando começamos a ser abençoados? Quando cremos que Deus já nos abençoou plenamente e nos ama de todo o coração. Quando entendemos o amor de Deus segundo está revelado na Palavra e temos uma fé inabalável nela é que recebemos as suas bênçãos. Quando temos uma fé assim é que as bênçãos começam a ser derramadas sobre nós.
 
 
Precisamos analisar e reorganizar nossa fé
 
Apesar de sermos cheios de falhas, Deus nos ama mesmo assim. Como disse o apóstolo Paulo, Deus nos ama apesar das nossas fraquezas. Se olharmos para os nossos atos, quando é que de fato levamos uma vida santa? Nós não mereceríamos ser amados por Deus se ele nos julgasse segundo a vara de medir da lei. Se fosse assim, não teríamos como ser amados por Deus e muito menos esperar que ele nos amasse. Mas apesar da nossa miserabilidade, Deus nos amou e abençoou de todo o coração. Deus nos amou primeiro e nos abençoou porque cremos nele e o seguimos, apesar das nossas falhas. E é aqui que começa a nossa fé.
Já que confiamos no amor de Deus e cremos que ele nos salvou com o evangelho da água e do Espírito, podemos sempre voltar atrás no que erramos, apesar das nossas falhas. Sempre poderemos ter uma vida abençoada pela fé. Mas se nossa fé dependesse dos nossos atos, sempre que errássemos seriamos afastados da presença de Deus. Sempre que fizéssemos algo errado, não poderíamos buscar a Deus. Dia após dia veríamos que seria impossível estar na presença de Deus e, no fim, não seríamos mais reconhecidos por ele.
Mas será que é isso que Deus quer de nós? A Bíblia diz assim: “Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós” (1 João 4:10). Então foi Deus quem nos amou primeiro. E o perfeito amor lança fora o temor, como está escrito: “No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor” (1 João 4:18). E quem teme a Deus? Os que não creem na existência de Deus não o temem. Mas o que creem nele o temem, embora os que não creem no seu amor tentem nascer de novo pelos seus próprios atos. Estes não têm ideia de como o inferno é terrível, mas como não conseguem purificar seus pecados, por mais que tentem, eles têm medo de acabar no inferno. No entanto, se deixarem seus próprios atos e aceitarem o amor de Deus em seu coração, eles serão libertos do medo do inferno. Deus nos ama a todos e já nos abençoou de todo o coração. E você não terá mais medo se crer no amor de Deus. Todas as falhas e pecados dos quais você tem sido acusado até hoje desaparecerão. Se você crer no amor de Deus, permanecer nele e ser sempre grato a ele em sua vida, o simples fato de você permanecer no amor de Deus trará plenitude de alegria à sua vida, por mais que você não seja recompensado neste mundo.
Deus nos abençoou para vivermos felizes. Ele nos abençoou não somente como filhos de Abraão, mas também como seu povo e descendentes da fé. E eu tenho plena certeza que isso acontecerá se você crer de todo o coração. Por isso que jamais devemos esquecer do amor de Deus. Deus nos ama tanto que levou todos os nossos pecados ao ser batizado e os remiu ao morrer crucificado. Devemos sempre nos lembrar do seu amor. Já que temos muitas falhas, naturalmente iremos tropeçar, cometer erros, e às vezes negar a Deus como Pedro. Mas Deus já nos abençoou porque conhece nossas fraquezas. Nós recebemos a salvação justamente porque amamos a Deus incondicionalmente, sem confiar em nossos próprios atos.
Abraão entrou na terra de Canaã como Deus havia prometido. E por causa dele, inúmeras pessoas foram abençoadas ao longo das gerações; e todo que guardaram a fé foram vestidos com o amor de Deus. E não se esqueça que tudo isso aconteceu porque Abraão obedeceu à Palavra de Deus e deixou sua terra, sua parentela e a casa de seu pai.
 
 
Rejeite sua própria justiça, que é passageira
 
Não leve uma vida de fé baseado nas suas virtudes humanas ou em seus méritos. Eu tenho muitas falhas, mas não tenho dúvida alguma de que estou levando uma vida de fé e seguindo o Senhor, pois creio que Deus me ama e me abençoou de todo o coração. Eu não me importo com o que as pessoas me dizem, pois já que Deus me abençoa e ama de todo o coração, eu sempre permanecerei no seu amor, nele serei livre e darei testemunho da minha fé em meio a todas as bênçãos que Deus me der.
Eu exorto vocês a não confiar nos seus próprios atos para ser abençoados. Temos que levar uma vida santa porque Deus nos ama e já nos abençoou. Temos que servir ao Senhor e levar uma vida santa neste mundo não para sermos abençoados por Deus por causa disso, mas porque ele já nos abençoou de todo o coração e somos gratos por estas fabulosas bênçãos. Portanto, é nossa obrigação fazer o que agrada a Deus enquanto levamos uma vida de fé, e sem esperar nada em troca. Se não fosse assim, Deus teria uma dívida conosco. Se disséssemos: – Senhor, eu fiz tudo isso para ti, e agora tu tens que me abençoar por causa disso – seria o mesmo que dizer que ele tem uma dívida conosco, e não o contrário.
Mas será que Deus tem alguma dúvida conosco? Claro que não! Ele não tem uma dívida conosco e nunca permitiria que isso acontecesse. Ele nos amou primeiro de uma maneira abundante e suficiente. Mesmo se dedicarmos o resto de nossa vida ao Senhor, não temos o direito de pedir nada a ele em troca. Como poderíamos recompensar a Deus por seu amor e suas bênçãos, pois o que recebemos dele já é o bastante para nos encher de gratidão? Isso é simplesmente impossível. Por isso que Salmos 116:12 diz: “Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?” Não podemos exigir nada de Deus. Mas quando nossa fé esfria, procuramos fazer alguma coisa para Deus esperando receber algo em troca. E quando fazemos isso, não teremos com ele uma relação de credor e devedor?
Deus nos ama a todos e nos abençoou de todo o coração. E também nos vestiu com seu verdadeiro amor. Ele apagou todos os nossos pecados, nos desposou com sua noite e nos glorificou. E tendo em visto que não temos como agradecer ao Senhor por nos ter dado a remissão de pecados, será que ainda vamos continuar tendo uma relação de credor e devedor com ele?
Nosso Deus nos abençoou de todo o coração, pois ele está repleto de amor por nós. Somos o povo de Deus que recebeu seu grande amor. E quando penso nesse amor, eu me sinto tão grato que nem sei como expressar minha gratidão. O que temos de tão especial dentre todos neste mundo para Deus nos amar tanto e nos vestir com seu infinito amor? Tantas pessoas deste mundo se consideram tão brilhantes e inteligentes mas estão indo direto para inferno porque não aceitam o amor de Deus. No entanto, nós que recebemos a vida eterna aceitamos seu amor, embora sejamos cheios de falhas e não tenhamos nada do que nos exaltar. E esta é uma bênção tão maravilhosa que tudo que eu tenho a dizer ao Senhor é obrigado.
 
 
Louvemos ao Senhor pela fé por seu amor por nós
 
Nós estamos pregando o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo porque somos muito gratos ao Senhor por seu amor. E tudo que ele espera de nós é louvor e ação de graças, não nossas próprias obras. Sendo assim, todos nós temos que permanecer no amor do Senhor pela fé e adorá-lo em nossa vida. O ponto exato de partida da nossa fé começa na compreensão de que Deus nos abençoou de todo o coração e nos ama assim também. Eu peço a você então que permaneça nesse amor pela fé e adore ao Senhor. Deus abençoou todos os seus filhos em sua igreja no mundo inteiro. E só estamos aqui agora porque ele nos abençoou assim. Agora que fomos salvos e fazemos parte do seu povo, todos nós entraremos no reino dos céus. Eu peço a você que seja grato a Deus por isso e o louve por suas maravilhosas bênçãos.
A fé não pode ser condicional. Se sua fé for condicional, o mínimo que seja, você tem que rejeitá-la, assim como tudo que crê. Tenha uma fé incondicional em Deus e viva em total obediência ao Senhor. Certifique-se desse amor de Deus de tempos em tempos, façam tudo para recompensar o Senhor pelo seu amor e lembre-se sempre de servi-lo em sua vida.
Não vai demorar muito para entrarmos no reino de Deus, pois o Senhor nos prometeu que logo voltaria a essa terra. Devemos viver então com ação de graças e louvando ao Senhor porque faremos isso até no céu. E também não podemos esquecer que seres imundos e miseráveis como nós agora fazemos parte do povo de Deus porque ele nos amou e nos abençoou primeiro.