The New Life Mission

Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-44] (Gênesis 17:15-22) Deus fez algo impossível para nos tornar justos

(Gênesis 17:15-22)
“Disse Deus mais a Abraão: A Sarai tua mulher não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome. Porque eu a hei de abençoar, e te darei dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela. Então caiu Abraão sobre o seu rosto, e riu-se, e disse no seu coração: A um homem de cem anos há de nascer um filho? E dará à luz Sara da idade de noventa anos? E disse Abraão a Deus: Quem dera que viva Ismael diante de teu rosto! E disse Deus: Na verdade, Sara, tua mulher, te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque, e com ele estabelecerei a minha aliança, por aliança perpétua para a sua descendência depois dele. E quanto a Ismael, também te tenho ouvido; eis aqui o tenho abençoado, e fá-lo-ei frutificar, e fá-lo-ei multiplicar grandissimamente; doze príncipes gerará, e dele farei uma grande nação. A minha aliança, porém, estabelecerei com Isaque, o qual Sara dará à luz neste tempo determinado, no ano seguinte. Ao acabar de falar com Abraão, subiu Deus de diante dele.”
 
 
Eu tenho planos fazer uma viagem missionária à China com alguns pastores no ano que vem. Vamos trabalhar duro e ganhar mais dinheiro. Vamos ganhar muito dinheiro e usá-lo para o evangelho do Senhor.
 
 
Isaque, filho de Abraão, nasceu da esterilidade de Sara
 
No texto bíblico deste capítulo, podemos ver que Deus apareceu a Abraão, nosso pai na fé, e disse-lhe: “Disse Deus mais a Abraão: A Sarai tua mulher não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome. Porque eu a hei de abençoar, e te darei dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela” (Gênesis 7:15-16). Deus disse que daria a Abraão um filho através de sua esposa Sara, que era estéril. Então Abraão respondeu: “Seria maravilhoso se meu filho Ismael vivesse perante a tua presença, crescesse e herdasse minha linhagem. Eu entendo que estás me confortando. Eu agradeço sua preocupação. Obrigado.”
Por que motivo Abraão respondeu assim? Ele olhou para a sua situação sob uma perspectiva humana e pensou que seria impossível ter um filho com sua esposa Sara, que já ela tinha 90 anos e nunca ficou grávida em toda a sua vida. Então Abraão disse que ficaria satisfeito se Ismael, o filho que nasceu de sua serva, crescesse e herdasse sua linhagem. Mas Deus disse que ele estava pensando da forma errada. Ele disse: “Na verdade, Sara, tua mulher, te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque”, e foi de encontro à resposta negativa de Abraão. Deus foi bem claro ao dizer a Abraão: “Na verdade, Sara, tua mulher, te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque, e com ele estabelecerei a minha aliança, por aliança perpétua para a sua descendência depois dele” (Gênesis 17:19).
O que isso significa? Deus disse que ele realmente daria um filho a Abraão através de sua esposa, que na época tinha 90 anos. E Deus disse para chamar seu nome de Isaque. Isaque significa “aquele que sorri” na língua hebraica. Desse modo, Deus disse que daria um filho a Abraão através de sua esposa Sara e que esse filho, Isaque, seria aquele que traria a eles sorriso e alegria. Deus estava dizendo a Abraão que faria algo que era absolutamente impossível em seu pensamento humano. Esta promessa que Deus fez a Abraão de dar-lhe descendentes através de Isaque significa que ele fará coisas impossíveis por você e por mim também. O nome original da esposa de Abraão era Sarai, mas ele foi mudado para Sara porque Deus disse a Abraão para chamá-la assim. E Sara foi estéril até os 90 anos. Mas Deus disse que daria um filho a Abraão através dela, sua esposa estéril.
Pense nisso. Como pode uma mulher idosa ter um filho com esta idade, já que seu ventre está seco? Ela jamais poderia dar à luz a um filho. Isso é impossível. Apesar disso, Deus disse que daria um filho a Abraão através de Sara. Abraão, nosso pai na fé, creu na Palavra de Deus até o fim, embora parecesse impossível.
E a Palavra de Deus não se aplica apenas a Abraão. Deus diz isso a todas as pessoas que creem nele, incluindo Abraão. Quando vemos a Palavra de Deus segundo a nossa perspectiva humana, parece que ela não poderá se cumprir através de nós, assim como pareceu impossível para a esposa de Abraão dar à luz a um filho quando estava com 90 anos. Então o que isso significa? Significa que sim, é impossível você e eu nos sermos justos sem nunca ter cometido pecado. Porém, Deus prometeu cumprir o impossível e finalmente deu “Isaque” para você e para mim, segundo a sua promessa. Deus enviou Jesus Cristo a este mundo e nos deu sorriso e alegria ao apagar todos os nossos pecados. O Deus Todo-Poderoso cumpriu sua obra que jamais teria sido cumprida com a nossa própria força.
  
 
É possível ser perfeito, humanamente falando?
 
Vocês e eu sem dúvida alguma recebemos do Senhor a remissão de pecados. Mas seria maravilhoso se nós que já recebemos a remissão de pecados nos tornássemos perfeitos, humanamente falando, mas isso é mesmo possível? Isso não é possível, assim como não era possível para Sara dar à luz a um filho com 90 anos.
Vocês sabem quando os irmãos que recebem a remissão de pecados ficam mais angustiados? Quando eles crescem um pouco depois de receber a remissão de pecados, como uma criança que já está pronta para ir para a escola depois de aprender a andar. Durante essa primeira fase de crescimento, a maioria dos irmãos começa a pensar que deveriam ser melhores humanamente, já que se tornaram perfeitos espiritualmente. Então começam a se esforçar para isso. Mas é impossível ser humanamente perfeito. Assim como Sara não podia dar à luz a um filho com aquela idade, é impossível alguém se tornar humanamente perfeito, por mais que creia em Jesus com todo fervor. Embora o coração dos santos tenha se tornado perfeito, eles nunca conseguirão ser humanamente perfeitos. Seu coração fica angustiado, já que a realidade é bem diferente do ideal almejado. Contudo, Deus deu um filho a Sara, que era impossível conceber. O que isso significa? Que Deus faz com que aqueles que não podem ser humanamente perfeitos sejam justos. É isso que Deus está nos ensinando no texto bíblico deste capítulo.
Embora tenhamos recebido a remissão de pecados através da bênção do Senhor, não podemos ser humanamente perfeitos pelas nossas próprias forças. A esposa de Abraão tinha 90 anos naquela época. Pode uma idosa de 90 anos dar à luz a um filho mesmo que queira? Isso é impossível. No entanto, nosso espírito é perfeito porque cremos em Jesus Cristo. Nossa carne também pode ser perfeita? Não, não pode. E nos desviaríamos em pouco tempo se Deus não tivesse falado conosco sobre estas coisas. Se Deus não tivesse nos ensinado sobre estas verdades, não poderíamos dizer que somos justos.
A carne humana nunca será perfeita. Mas apesar disso, o Deus Todo-Poderoso cumpriu sua obra. Uma mulher de 90 anos deu à luz a um filho. E as pessoas daquela época deve ter rido disso, pelo fato de Sara, essa mulher idosa, ter dado à luz a um filho. Talvez tenha sido por esta razão que Deus mandou Abraão dar o nome de Isaque ao seu filho.
É impossível sermos perfeitos em nossa carne. Então, não devemos buscar as coisas da carne, que nunca serão perfeitas. Aqueles que buscam o Senhor depois que recebem a remissão de pecados devem buscar o justo Espírito. Buscar as coisas carnais é errado e, neste caso, é impossível ser perfeito. Devemos entender quem somos como pessoas. Para ser sincero, precisamos entender que somos como Sara perante Deus. O que estou dizendo é que devemos reconhecer nossas falhas e fraquezas, e crer na justiça de Deus.
É isso mesmo. Somos todos iguais a Sara. Devemos reconhecer então: “Eu sou alguém que nunca poderá levar uma vida santa e perfeita, humanamente falando, assim como Sara nunca poderia ter dado à luz a um filho por suas próprias forças quando tinha 90 anos.” Precisamos pensar sobre isso e reconhecer isso em nosso coração. Só podemos ir adiante e levar uma verdadeira vida de fé justa quando meditarmos sobre quem realmente somos e reconhecermos nossa fraqueza carnal.
Podemos desistir de levar uma vida de fé quando reconhecermos que não podemos ter uma vida santa assim. Hoje Deus está nos dizendo que somos como Sara, a esposa de Abraão. Ele está nos dizendo que não podemos levar uma vida perfeita, humanamente falando. Precisamos abrir nosso coração e dar ouvidos à Palavra de Deus. E devemos reconhecer: “Sim, o Senhor está certo. Eu sou uma pessoa miserável. Mas ao enviar Jesus Cristo a este mundo, o Senhor me fez justo, embora eu seja muito mal e não possa ser pelas minhas próprias forças.” Na verdade somos tão maus que, por nós mesmos, não podemos ser perfeitos. Mas apesar disso, Deus nos tornou justos ao enviar Jesus Cristo a este mundo.
 
 
Jesus nos tornou justos
 
Jesus veio a este mundo como homem, levou todos os nossos pecados sobre seu corpo ao ser batizado no rio Jordão, e nos salvou ser condenado cruz por nós. E nos tornamos justos por crer de coração nessa obra completa da salvação de Jesus. Na verdade, Deus poderia ter dado um filho a Abraão quando sua esposa era jovem, feito Sara dar à luz a um filho quando ela tinha 65 anos; ou seja, quando ela deixou sua terra natal com seu marido. Mas ele fez Sara ter um filho só após ela ter 90 anos.
E por que isso aconteceu? Para mostrar a todos, dando um filho a uma mulher muito idosa, o que parecia totalmente impossível ao homem fazer. Deus deixou claro que algo maravilhoso assim aconteceu a Abraão porque ele foi totalmente obediente à sua Palavra. Do mesmo modo, nunca poderíamos ser justos por nós mesmos apenas obedecendo à Palavra do evangelho da água e do Espírito e crendo nela.
Você e eu precisamos entender como nossa carne é miserável. Não conseguiríamos receber a salvação se o Senhor não tivesse nos salvado. Nunca poderíamos ter sido salvos se não fosse pela Palavra da verdade do Senhor. Além disso, jamais seríamos justos se não tivéssemos fé na Palavra da salvação. Se não fosse Deus, jamais seríamos justos. Mas o Deus Todo-Poderoso tornou pessoas miseráveis como nós em justos. Éramos dignos de pena, mas Deus nos salvou. Deus está nos falando a pura verdade hoje. E ele não deu um filho à esposa de Abraão com aquela idade avançada porque estava entediado. Pelo contrário, ele fez isso segundo sua providência e para que ficasse registrado na Bíblia. Também para ensinar a cada um de nós como sermos justos crendo em Jesus Cristo.
Vamos pensar sobre isso. Você e eu podemos ser humanamente perfeitos? Nosso corpo se torna santo e perfeito muito depois de recebermos a remissão de pecados? Não. Mas nós não queremos reconhecer isso. Não queremos acreditar nisso embora não sejamos humanamente corretos. Não devemos realmente buscar as coisas carnais. Não é da vontade de Deus que busquemos essas coisas. Nosso coração se torna sombrio e mau quando buscamos as coisas carnais. Portanto, devemos reconhecer que não somos humanamente justos. Nossa carne é como a de Sara, e nossa alma é a única parte de nós que se torna totalmente perfeita quando cremos na Palavra de Deus. Somente quando nossa fé está firmada na Palavra de Deus é que podemos ter Isaque, assim como Abraão e Sara tiveram.
Quanto mais levarmos uma vida de fé, mais reconheceremos isso. Devemos reconhecer que não podemos ser justos por conta própria, que somos como Sara, que não podia ter um filho aos 90 anos. Só nos tornamos justos porque cremos que Jesus Cristo apagou todos os nossos pecados com a água, o sangue e o Espírito Santo que foi dado a nós. Temos que ter fé em nosso coração e dizer: “É impossível para mim ser uma pessoa humanamente justa. Mas Deus tornou justo alguém miserável como eu.” Deus de fato nos fez justos ao apagar todos os nossos pecados. Ele fez algo que de modo algum poderíamos fazer. O Deus Todo-Poderoso fez esta obra, algo totalmente impossível de ser feito pelas nossas próprias forças.
Alguns desistem no meio da vida de fé porque só olham para sua carne e não usam sua fé. Deus disse: “Sara não podia mesmo dar à luz a um filho por si mesma. Mas eu darei um filho a ela.” E ele fez isso mesmo, e esta criança se chamava Isaque. Isso é o mesmo que dizer que Deus nos tornou justos, por mais que fôssemos falhos.
 
 
Pela fé você já pode sorrir com a obra que Deus realizou
 
Como eu disse anteriormente, o nome de Isaque, filho de Abraão, significa “ele sorri”. E a Palavra “evangelho” significa “boas novas”. Como nos sentimos quando recebemos a remissão de pecados em nosso coração pelo evangelho do Senhor? Simplesmente rimos o tempo todo porque nos sentimos muito felizes, não é verdade? Isaque também significa então o próprio evangelho do Senhor.
Vocês creem na obra que Deus fez para nos salvar? Vocês reconhecem o quanto são imperfeitos? Se reconhecem, isso é muito bom. Se possuem esta fé, então vocês não precisam olhar para si mesmos, se lamentar ou ficar desanimados em sua vida de fé. Não olhem para sua fraqueza carnal, ao invés disso, procurem conhecê-la. Assim poderão rir quando reconhecerem sua verdadeira natureza e dizer: “Eu sou um ser miserável que não pode evitar ser assim, por mais que o tempo passe. Mas Deus me tornou uma pessoa perfeitamente justa.” Podemos levar uma vida feliz e estável se tivermos esta fé. Deus ensina a que é como Sara a pregar o evangelho do Senhor com poder. Deus faz essa pessoa pregar seu evangelho com coragem igual a um leão. E aí poderemos dizer: “Deus de fato fez de você um justo. Ele realmente lhe dará um filho.”
Todos nós somos como Sara, que era uma idosa de 90 anos. Somos todos estéreis e não podemos ter filhos. Ou seja, ninguém pode ser justo por suas próprias obras. O mesmo vale para os chamados grandes sábios deste mundo como Buda, Confúcio e Sócrates. Recentemente um monge budista coreano publicou um livro intitulado: “Como eu posso ser iluminado se não existe verdade”. Ele disse que nada neste mundo pode ser considerado “a verdade”. Ele é uma pessoa bem sincera, já que reconhece que não pode encontrar “a verdade” porque não existe tal coisa chamada “a verdade” no budismo, embora ele tenha passado um longo tempo de sua vida sendo um monge budista. Ele também é como Sara, embora não busque ao Senhor. Isso porque percebeu que é impossível ser justo levando uma vida ascética de monge.
É isso mesmo. Nossa carne nunca será perfeitamente justa, por mais que vivamos neste mundo de maneira virtuosa e moralmente correta. Qual é o meio de nos tornarmos justos e irmos para o reino dos céus? Somente Jesus? Nós não iremos para o reino dos céus por crermos em Jesus de modo correto? Tudo que possuímos de espiritual é inútil se não for por Jesus Cristo. Tenha você recebido ou não a remissão de pecados, você nunca será humanamente perfeito. Só podemos ser justos pela fé. E como esta justiça pode ser alcançada? Ela só pode ser dada por Deus, e nos tornamos filhos dele por crermos em Jesus, ou seja, por crermos que ele, que é o nosso Salvador, levou todos os nossos pecados sobre si pelo batismo da água e pagou por eles ao ser condenado na cruz. E é esta fé que nos torna justos e filhos de Deus. Guarde bem isso em seu coração. O único modo de nos tornarmos filhos de Deus é crer em Jesus Cristo, seu Filho. Devemos reconhecer novamente que isso é impossível para nós. Vocês reconhecem isso?
Deus foi até Abraão e falou com ele. O Senhor apareceu a Abraão e fez dele o pai da fé. Eu creio que o que Deus falou com Abraão naquele tempo é a mesma Palavra que ele fala conosco hoje. Através do evangelho da água e do Espírito, Jesus Cristo salvou você e a mim, que não podíamos ser humanamente perfeitos. E ele também nos tornou justos. Nosso Deus fez como que seres imperfeitos como nós se tornassem justos. Esta foi a obra que Deus realizou, igual a que ele fez ao um filho a Sara. O Deus todo-poderoso prometeu nos tornar justos. Vocês creem nisso?
Por acaso existe alguma coisa que possa nos tornar humanamente justos? Não, não existe. Devemos realmente reconhecer isso. Nosso Deus nos tornou justos, apesar de quem éramos. Eu dou graças a ele. Aleluia!