The New Life Mission

Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-47] (Gênesis 21:1-7) A Palavra de Deus não falha

(Gênesis 21:1-7)
“E o SENHOR visitou a Sara, como tinha dito; e fez o SENHOR a Sara como tinha prometido. E concebeu Sara, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha falado. E Abraão pôs no filho que lhe nascera, que Sara lhe dera, o nome de Isaque. E Abraão circuncidou o seu filho Isaque, quando era da idade de oito dias, como Deus lhe tinha ordenado. E era Abraão da idade de cem anos, quando lhe nasceu Isaque seu filho. E disse Sara: Deus me tem feito riso; todo aquele que o ouvir se rirá comigo. Disse mais: Quem diria a Abraão que Sara daria de mamar a filhos? Pois lhe dei um filho na sua velhice.”
 
 
As coisas que parecem impossíveis
 
No texto bíblico deste capítulo, em Gênesis 21:1-3, está escrito: “E o SENHOR visitou a Sara, como tinha dito; e fez o SENHOR a Sara como tinha prometido. E concebeu Sara, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha falado. E Abraão pôs no filho que lhe nascera, que Sara lhe dera, o nome de Isaque”. Quando Deus disse estas palavras a Abraão, ele já tinha 100 anos e sua esposa Sara, 91. Quem iria imaginar que Sara com essa idade daria à luz e amamentaria um filho? Mas Deus permitiu que Abraão e Sara tivessem um filho já avançados de idade.
Na verdade, Abraão teve um filho depois de esperar um longo tempo. Ele deixou seu país, Ur dos Caldeus, e a casa de seu pai quando tinha 75 anos. Isso mostra que ele deixou sua terra natal quando já tinha entrado na casa dos setenta. Então, poucos meses depois, Deus apareceu para Abraão e disse: “Eu sou o Senhor Deus, teu escudo, o teu grandíssimo galardão. Eu te darei um herdeiro que sairá de ti mesmo.” Mas embora Deus tendo dito que lhe daria um filho, ele perguntou: “Agora sou velho e não posso ter um filho, por isso o meu servo Eliezer será o meu herdeiro.” Ao que Deus respondeu: “Não, eu te darei um herdeiro que sairá de ti mesmo,” e fez esta promessa de modo bem claro mais uma vez.
Deus cumpriu esta promessa poucos anos depois? Não. Ela só se cumpriu 25 anos depois. Somente 25 anos após Deus prometer que daria um filho a Abraão foi que sua Palavra finalmente se cumpriu. Vinte e cinco anos se passaram e agora Abraão tinha 100 anos e sua esposa, 91. Ambos já estavam muito velhos. Quem imaginaria que nessa idade eles poderiam ter um filho?
Mas Deus fez isso acontecer. Humanamente falando, parecia impossível Deus aparecer a Abraão e Sara, falar novamente com eles e ainda cumprir sua Palavra. Mas vemos no texto bíblico acima que Abraão e Sara creram na Palavra de Deus, e esta Palavra se cumpriu na vida deles. Podemos ver assim também que Abraão era realmente um homem de fé.
No entanto, qual é a maior verdade encontrada aqui? É que nosso Deus é o Deus que cumpre sua Palavra. Deus apareceu a Abraão e disse: “Eu te darei um filho que sairá de ti mesmo. Eu te darei um filho da sua esposa.” E vinte e cinco anos depois sua Palavra se cumpriu exatamente como foi dita. É mesmo incrível como Abraão creu totalmente na Palavra que Deus deu e esperou que ela se cumprisse. Abraão é o nosso pai da fé e o cabeça da nossa fé, mas para isso ele teve que crer na Palavra de Deus. Até hoje temos uma grande admiração por Abraão quando vemos que ele era humano como nós e teve uma fé tão grande assim.
 
 
O que quer que Deus tenha dito certamente se cumprirá
 
Deus fez uma promessa a Abraão e sua Palavra se cumpriu totalmente. Vamos parar para pensar um pouco. Jesus Cristo disse aos seus discípulos, a mim e a vocês depois de salvar a humanidade através da água, do sangue e do Espírito (1 João 5:8): “Eu virei de maneira que vocês me viram sendo assunto aos céus.” Vamos supor que esta Palavra se cumprirá exatamente como Jesus Cristo disse. O que vocês acham? A resposta certa é, obviamente: “Ela certamente se cumprirá.” Como Jesus Cristo é o filho de Deus e o próprio Deus, ele cumpre cada promessa que faz. Agora, a pergunta é se vocês e eu cremos ou não nesta Palavra e esperaremos com paciência como Abraão fez.
Nosso Senhor cumpre tudo que falou. Como a promessa que deu fez a Abraão se cumpriu totalmente 25 anos depois, a Palavra que nosso Senhor nos deu certamente se cumprirá. Eu creio que a promessa do Senhor, de que ele voltará no fim dos tempos, com certeza se cumprirá.
Nós precisamos pensar bastante sobre isso. O Deus que cumpriu tudo que prometeu a Abraão, prometeu muito mais coisas aos crentes em sua Palavra. E são estas suas promessas: “Eu voltarei novamente, prepararei o céu para vocês. Voltarei, os ressuscitarei e arrebatarei todos os crentes.” Entre tantas promessas, a Palavra do Senhor diz que ele voltará a esta terra, e precisamos crer nisso. Deus sempre cumpre o que diz. Devemos crer que Deus sempre cumpre cada Palavra que diz aos verdadeiros nascidos de novo.
Nosso Senhor nos disse que voltaria novamente, mas quando vocês acham que ele voltará? Há algum tempo, alguns pastores que não nasceram de novo achavam que o Senhor ia quando viam uma nuvem estranha no céu. A verdade é que muitos aguardavam a vinda do Senhor. Para ser sincero, estes pastores não estavam qualificados para aguardar a volta do Senhor. Se Deus realmente tivesse voltado, isso teria sido terrível para eles. Como ainda tinham pecado no coração, Deus viria ao seu encontro com o cajado da justiça.
O próprio Senhor nos disse que voltaria a esta terra; então ele virá com certeza. E esta Palavra se cumprirá ou não? Nós cremos nesta promessa ou não? Ambas as perguntas significam a mesma coisa. Precisamos provar a fé do nosso coração perguntando a nós mesmos: “Será que cada promessa que Deus cumpriu na vida de Abraão também se cumprirá na vida dos que nasceram de novo? Será que eu creio ou não que ela se cumprirá?”
Nosso Senhor nos disse que voltaria novamente e que sua Palavra com certeza se cumpriria. E devemos crer nisso realmente. Devemos ter a mesma fé de Abraão, aqueles que não mudam, mas creem com paciência e firmeza o cumprimento da Palavra do Senhor.
 
 
Isso também aconteceu nos dias do Novo Testamento
 
É totalmente impossível uma mulher estéril de 90 anos ter um filho. Mas nosso Deus apareceu para esta idosa e disse: “Daqui há um ano você dará à luz a um filho.”
Amados irmãos, vamos pensar seriamente sobre isso mais uma vez. Se estivesse no lugar de Sara, você acreditaria nisso, mesmo sendo a Palavra de Deus? Qual teria sido nossa reposta se tivéssemos 90 anos e Deus nos dissesse: “Eu sou o Senhor Deus. Você dará à luz a um filho daqui a um ano.” Provavelmente você pensaria: “Como algo assim pode acontecer?” O que estou dizendo é que como esta é a Palavra de Deus, temos que crer nela como ela é, mesmo que isso seja difícil.
Esse fato realmente aconteceu no Antigo Testamento. No Novo Testamento, um fato parecido aconteceu com Isabel, a esposa do sacerdote Zacarias. Naquele tempo, Isabel, esposa de Zacarias, também já era idosa. Isabel era uma mulher idosa que já tinha passado da idade de conceber, assim como Zacarias. Humanamente falando, os dois já tinham passado da idade de conceber. Porém, Deus apareceu a Zacarias e disse: “Eu ouvi suas orações e sua esposa conceberá um filho.” Mas Zacarias não acreditou nesta Palavra e por isso ficou mudo. Então ele falou por gestos à sua esposa que um anjo apareceu a ele e disse que ela daria luz à um filho. E Isabel creu nisso.
Depois que o anjo apareceu a Zacarias e entregou a mensagem, Isabel ficou grávida e começou a sentir enjoo matinal. No Antigo Testamento, Deus deu um filho a uma idosa chamada Sara, que era esposa de Abraão; no Novo Testamento, ele também deu um filho a Isabel. E um dia, seis meses depois de Isabel engravidar, algo aconteceu na vida de uma jovem. O anjo de Deus apareceu a uma virgem chamada Maria e disse: “Você achou graça perante Deus, ficará grávida e conceberá o filho de Deus.” A virgem Maria então respondeu: “Como pode ser isso, se não conheço varão?” No que o anjo de Deus disse: “Para Deus nada é impossível. Na verdade, sua prima Isabel concebeu e vai ter um filho sendo já avançada de dias.” Quando Maria ouviu isso, confiou exatamente naquilo que foi dito por Deus, pois ao longo de toda a sua vida havia crido na Palavra de Deus. E a criança que seria Jesus Cristo começou a crescer em seu ventre.
Amados irmãos, há muitas promessas maravilhosas como esta feitas por Deus. A promessa que Deus fez a Maria e a Zacarias é a mesma que ele fez através de seus servos cerca de 700 anos atrás antes de Jesus vir a esta terra. Melhor dizendo, cerca de 700 anos depois de Deus fazer sua promessa, a Palavra se cumpriu exatamente como foi dita quando o anjo apareceu para Maria e Isabel. A Palavra que Deus deu a Abraão 25 anos antes se cumpriu exatamente 25 anos depois em Sara.
A Palavra de Deus que foi dada a nós se cumprirá ou não, amados irmãos? Nosso Senhor nos disse claramente que voltaria novamente, que renovaria toda a sua criação, nos arrebataria, prepararia um novo céu e uma nova terra e o reino do céu para nós. Deus disse que transformaria nosso corpo para que pudéssemos viver junto com ele para sempre. Esta Palavra que Deus nos deu não é diferente da Palavra inacreditável que ele deu a Abraão. Deus falou com Abraão e sua esposa Sara e cumpriu sua Palavra na vida deles. E este Deus também cumpre cada Palavra que nos dá também. Profecias que parecem sonhos para nós se cumprirão na nossa vida. Deus é o Deus da Palavra que cumpre o que diz. Ele não muda. Não há nenhuma sombra de variação em Deus. Portanto, as palavras que Deus nos disse certamente se cumprirão. Tudo se cumprirá sem dúvida alguma.
 
 
Agora é a hora de termos fé e vivermos com esperança
 
Vemos no texto bíblico desse capítulo que devemos crer que Deus cumpriu o que prometeu na vida de Abraão. E ele nos prometeu o mesmo e certamente cumprirá. E, com esta fé, devemos ansiar pelo céu em nosso coração. Na verdade, se não fosse pela fé que temos, não teríamos esperança de alcançar as coisas inalcançáveis. Nós confiamos em toda a Palavra de Deus e que ela cumprirá exatamente aquilo que prometeu.
Cremos que a grande tribulação virá sobre esta terra algum dia e que o Senhor voltará. Cremos também que Satanás marcará todo ser humano com o número 666, como está escrito no livro de Apocalipse. E cremos ainda que Deus preparará o céu para nós que nascemos de novo. E isso acontecerá porque a Palavra nos purificou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, que se cumpriu exatamente como foi dito a nós.
Quando lemos o livro de Josué, está escrito que nosso Senhor secou as águas do rio Jordão para criar um atalho até a terra de Canaã. E também está registrada no livro de II Reis a história onde o general Naamã foi purificado e curado de sua lepra no rio Jordão. Deste modo, através de vários profetas em sua respectiva época, o Senhor fez a promessa que nossos pecados seriam lançados sobre Jesus Cristo. E cerca de 2,000 anos atrás, ele realmente veio a esta terra e cumpriu por completo tudo que foi dito. Deus disse: “Eu farei João Batista batizar meu Filho para passar todos os seus pecados para ele, a fim de que eu possa purificá-los de todos estes pecados. E farei de vocês meus filhos sem pecado, santos e justos.” E a promessa que Deus nos fez foi totalmente cumprida. Cremos que todas as palavras de Deus se cumprirão no que diz respeito à sua volta, sermos arrebatados e vivermos nesta terra durante mil anos. Também cremos que viveremos para sempre no céu, e que os que não nasceram devidamente de novo serão mandados para o inferno. Como Abraão creu na Palavra de Deus e teve um filho, nós também cremos nas palavras da promessa que Deus nos falou, e por isso receberemos todas as bênçãos provenientes dela.
Abraão teve um filho por crer de fato na Palavra de Deus, e lhe deu o nome de Isaque. O nome “Isaque” significa “ele sorri”. Vamos analisar rapidamente este texto bíblico que trata da origem deste nome? Um anjo apareceu a Abraão e entregou a Palavra de Deus. E quando Sara, sua esposa, que estava atrás da porta da cozinha, ouviu a mensagem do anjo que dizia que por volta de um ano ela teria um filho, ela debochou com uma risada. Então o anjo de Deus lhe disse: “Por que você riu?” Sara tentando esconder o riso, respondeu dizendo: “Eu não ri.” Então o anjo disse: “Sim, você riu. Daqui a um ano você terá um filho e lhe chamará Isaque. Chame-o assim porque você riu.” Por isso Isaque significa “riso”, e representa ou simboliza obediência. Mas não porque Isaque tinha uma grande fé, e sim porque ele foi o filho que obedeceu à Palavra de Deus que seu pai Abraão também creu. Isaque também foi honrado por sua obediência.
 
 
Cremos que toda a Palavra de Deus se cumprirá
 
Como vimos anteriormente, toda Palavra que Deus deu a Abraão se cumpriu; e cremos que ele fará o mesmo por nós. Podemos vivenciar o cumprimento da Palavra de Deus pela fé porque cremos nas palavras dadas por Deus. Na verdade, quando vejo como Deus cumpriu sua promessa na vida de Abraão, creio ainda mais que o que ele nos disse irá se cumprir também. Embora não leve vinte anos como levou para Abraão, a Palavra que Deus nos prometeu não levará vinte anos para se cumprir, como foi com Abraão, mas logo se cumprirá.
O Senhor diz no livro de Daniel que cumprirá todas as coisas quando muitos estivessem correndo de um lado para o outro e o conhecimento se multiplicar (Daniel 12:4). O próprio Deus disse estas palavras cerca de 2600 anos atrás. Ele nos disse tudo que aconteceria nos últimos dias. Até hoje quase tudo já se cumpriu. Você sabe o que falta se cumprir na Palavra de Deus? A promessa de que ele abençoará e enviará para o céu os que foram salvos por crerem na Palavra da salvação que diz que Jesus apagou todos os nossos pecados pela água e o Espírito. Por outro lado, ele mandará para o fogo eterno os que não creram na sua Palavra e não receberam esta salvação. Hoje, somente algumas coisas restam para se cumprir daquilo que Deus disse que aconteceria no fim dos tempos.
Ao vermos como Deus cumpriu sua promessa na vida de Abraão, passamos a entender que toda a Palavra que está na Bíblia se cumprirá em breve. Nós que cremos e aguardamos o o cumprimento das promessas de Deus não somos Abraão ou uma Sara, mas seguimos seus passos. Cremos que toda Palavra dita por Deus se cumprirá tanto na vida do crente como na vida do ímpio. Através da obra que fez na vida de Abraão e Sara, Deus nos ensina a verdade de que “tudo o que ele disse certamente se cumprirá” na vida dos que de fato nasceram de novo. E damos graças a Deus que nos permitiu compreender estas verdades profundas.
Como somos fracos e falhos, não temos paciência para aguardar o cumprimento da Palavra de Deus. Ficamos cansados e isso se torna difícil para nós. No entanto, devemos esperar, ser pacientes e ter fé em Deus. O Senhor nos disse que voltará de novo e que renovará toda sua criação nesta terra, a fim de que ele mesmo reine aqui por mil anos. Por causa disso, cremos que a Palavra de Deus certamente se cumprirá e devemos estar prontos. Queridos irmãos, vamos esperar. Em breve o Senhor cumprirá toda a sua Palavra; e é nela que temos esperança e sempre teremos por toda a vida.
 
 
Damos graças ao Senhor que nos deu esperança
 
Nós cremos em Deus e damos glória a Deus. Ele nunca mente, e se disse algo, cumprirá tudo que prometeu. É nisso que cremos. E acima de tudo somos gratos por isso. Como vivemos neste mundo onde não há mais esperança, pois é tedioso e inseguro, temos a incrível esperança de que o Deus que nos salvou está vivo e cumprirá suas promessas em nossa vida. E sabemos que a nossa esperança se cumprirá totalmente. A fé e a esperança devem estar ligadas em nossa vida. Se existe alguém entre nós que ainda não nasceu de novo, eu peço que ouça atentamente a Palavra de Deus e seja salvo ao ouvir esta verdade, como o Senhor, através da água e do Espírito, apagou todos os seus pecados. E eu peço a você que se junte a nós que não temos pecado e aguarde a volta do Senhor. Eu oro para que você viva com fé na esperança de que todas as palavras de Deus se cumprirão.
Nós temos esperança. Vivemos neste mundo cansativo e sufocante, mas ainda há uma esperança. Amados irmãos, nunca desanimem, mesmo neste mundo sem esperança. É só mais um pouquinho e o Senhor virá. Por isso, tenham esperança! O Deus de Abraão é o nosso Deus. Está escrito: “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos” (Mateus 22:32). Este Deus também prometeu a Abraão: “Eu serei o Deus de todos em sua casa que forem circuncidados. Eu sou o Deus dos que são circuncidados.” Foi assim que Deus prometeu que seria o Deus dos descendentes de Abraão que fossem circuncidados. E o que esta promessa significa para nós? Que Deus seria o Deus dos justos, daqueles que forem remidos dos seus pecados crendo que todos eles passaram para Jesus através de seu batismo, os que pela fé não têm mais pecado, os que se tornaram filhos de Deus e que receberam a remissão de todos os seus pecados. Por isso que Deus também é o nosso Deus.
Amados irmãos, vamos aguardar pacientemente o cumprimento da promessa de Deus. Não desista com o pretexto de que é cansativo esperar por isso, mas seja persistente. Por que o Senhor está protelando sua vinda? Alguns dizem que já que o Senhor não voltou, devemos ir até ele então. Mas isso não faz sentido algum. Se é cansativo e difícil esperar a volta de Jesus, então devemos fazer a obra do Senhor com afinco. Se para você também é difícil esperar, então encontre algo para fazer para Deus e não cesse de trabalhar para ele. Assim você nunca ficará cansado.
Para ser sincero, algum tempo atrás eu passei por um momento difícil em minha vida, tentando viver neste mundo tão difícil. E quando tentei levar uma vida espiritual, isso não adiantou muito e esperar pelo Senhor se tornou muito cansativo. O tempo de espera foi muito difícil e maçante. E como meu coração estava cheio da Palavra, eu pensei que não seria tão cansativo viver assim. Então comecei a fingir que era o personagem principal de cada história da Bíblia. Eu louvava quando o personagem da Bíblia louvava. Eu pensei comigo mesmo que se me envolvesse assim com a Palavra, eu conseguiria viver sem me sentir tão desgastado.
Amados irmãos, Deus é o nosso Deus. Devemos ter esperança então enquanto levamos nossa vida de fé. Não devemos ficar cansados, mas ter esperança. Está escrito que a tribulação produz a paciência, a paciência produz experiência, e experiência produz a esperança. Devemos aguardar o Senhor com esperança. O que a tribulação traz? Ela produz paciência. A paciência produz experiência. A fé do nosso coração se torna fraca sem experiência. E ainda está escrito que a paciência traz esperança. Viver com esperança é crer e esperar em Deus, dizendo: “Embora seja cansativo e difícil, eu creio que tudo se cumprirá segundo a nossa fé, conforme a Palavra que o Senhor falou.”
O nome da nossa Igreja é “Igreja da esperança”. Nos últimos dias, a esperança é muito necessária. Por isso demos à nossa igreja o nome de “Igreja da esperança”. A Palavra que Deus deu a Abraão se cumpriu 25 anos depois. Mas antes que estes 25 se passem para você, o Senhor voltará. Por isso, não se preocupe. Precisamos esperar o tempo que a Palavra que Deus disse a Abraão que tudo se cumpriria. Você também terá um filho então. Você vai se acabar de rir com uma risada santa, como Sara fez depois de dar à luz a Isaque. Mesmo no céu, seu coração irá pular de alegria, cheio de uma imensa felicidade. É isso que a Palavra de Deus nos ensina hoje.
É assim que Deus nos dá esperança. E ele de fato concretiza está esperança. Cremos nisso e damos graças a Deus de coração. Aleluia!