Sermões

Assunto 24: Sermões para Aqueles que são Nossos Colaboradores

[24-70] (Gênesis 41:46-57) Temos que estocar o pão da vida no mundo todo pela fé

(Gênesis 41:46-57)
“E José era da idade de trinta anos quando esteve diante da face de Faraó, rei do Egito. E saiu José da face de Faraó e passou por toda a terra do Egito. E a terra produziu nos sete anos de fartura a mãos-cheias. E ajuntou todo o mantimento dos sete anos que houve na terra do Egito; e guardou o mantimento nas cidades, pondo nas cidades o mantimento do campo que estava ao redor de cada cidade. Assim, ajuntou José muitíssimo trigo, como a areia do mar, até que cessou de contar, porquanto não havia numeração. E nasceram a José dois filhos (antes que viesse o ano de fome), que lhe deu Asenate, filha de Potífera, sacerdote de Om. E chamou José o nome do primogênito Manassés, porque disse: Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho e de toda a casa de meu pai. E o nome do segundo chamou Efraim, porque disse: Deus me fez crescer na terra da minha aflição. Então, acabaram-se os sete anos de fartura que havia na terra do Egito, e começaram a vir os sete anos de fome, como José tinha dito; e havia fome em todas as terras, mas em toda a terra do Egito havia pão. E, tendo toda a terra do Egito fome, clamou o povo a Faraó por pão; e Faraó disse a todos os egípcios: Ide a José; o que ele vos disser fazei. Havendo, pois, fome sobre toda a terra, abriu José tudo em que havia mantimento e vendeu aos egípcios; porque a fome prevaleceu na terra do Egito. E todas as terras vinham ao Egito, para comprar de José, porquanto a fome prevaleceu em todas as terras”.
 
 
O texto bíblico acima conta a história de José, quando ele se tornou governador do Egito. Como você já sabe, os irmãos de José o venderam como escravo e ele foi levado ao Egito. Mas ele acabou se tornando governador daquela nação. E como isso pode acontecer? Essa história é fantástica.
Quando José estava preso por ter sido acusado injustamente, faraó teve um sonho em seu palácio que mexeu muito com ele e o deixou bastante abalado. E entres os seus servos reais, não havia ninguém que pudesse interpretar o sonho que tivera. Foi então que o copeiro-mor de faraó se lembrou que José havia interpretado seu sonho na prisão e contou isso ao rei. Faraó mandou buscar José e ele interpretou seu sonho. Foi assim que ele se tornou governador do Egito e livrou a nação de uma fome terrível prevista em sonho. Minha mensagem hoje será sobre o profundo sentido espiritual do sonho de faraó interpretado por José.
 
 
José interpretou o sonho de faraó
 
O sonho que faraó teve no palácio foi o seguinte. Gênesis 41:1-7 diz: “E aconteceu que, ao fim de dois anos inteiros, Faraó sonhou, e eis que estava em pé junto ao rio. E eis que subiam do rio sete vacas, formosas à vista e gordas de carne, e pastavam no prado. E eis que subiam do rio após elas outras sete vacas, feias à vista e magras de carne; e paravam junto às outras vacas na praia do rio. E as vacas feias à vista e magras de carne, comiam as sete vacas formosas à vista e gordas. Então acordou Faraó. Depois dormiu e sonhou outra vez, e eis que brotavam de um mesmo pé sete espigas cheias e boas. E eis que sete espigas miúdas, e queimadas do vento oriental, brotavam após elas. E as espigas miúdas devoravam as sete espigas grandes e cheias. Então acordou Faraó, e eis que era um sonho.”
E o texto continua: “E aconteceu que pela manhã o seu espírito perturbou-se, e enviou e chamou todos os adivinhadores do Egito, e todos os seus sábios; e Faraó contou-lhes os seus sonhos, mas ninguém havia que lhos interpretasse” (Gênesis 41:8). Faraó contou seu sonho aos mágicos e mandou que eles o interpretassem, mas nenhum deles pôde fazer isso. Então o copeiro-mor falou de José a faraó e este interpretou seu sonho.
E esta foi sua interpretação: Gênesis 41:25-36 diz: “Então disse José a Faraó: O sonho de Faraó é um só; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó. As sete vacas formosas são sete anos, as sete espigas formosas também são sete anos, o sonho é um só. E as sete vacas feias à vista e magras, que subiam depois delas, são sete anos, e as sete espigas miúdas e queimadas do vento oriental, serão sete anos de fome. Esta é a palavra que tenho dito a Faraó; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó. E eis que vêm sete anos, e haverá grande fartura em toda a terra do Egito. E depois deles levantar-se-ão sete anos de fome, e toda aquela fartura será esquecida na terra do Egito, e a fome consumirá a terra; e não será conhecida a abundância na terra, por causa daquela fome que haverá depois; porquanto será gravíssima. E que o sonho foi repetido duas vezes a Faraó, é porque esta coisa é determinada por Deus, e Deus se apressa em fazê-la. Portanto, Faraó previna-se agora de um homem entendido e sábio, e o ponha sobre a terra do Egito. Faça isso Faraó e ponha governadores sobre a terra, e tome a quinta parte da terra do Egito nos sete anos de fartura, e ajuntem toda a comida destes bons anos, que vêm, e amontoem o trigo debaixo da mão de Faraó, para mantimento nas cidades, e o guardem. Assim será o mantimento para provimento da terra, para os sete anos de fome, que haverá na terra do Egito; para que a terra não pereça de fome.”
Foi assim que José interpretou o sonho do rei. E faraó gostou tanto da interpretação que disse aos seus servos: “Acharíamos um homem como este em quem haja o espírito de Deus?” Antes José era o mordomo da casa de Potifar, o capitão da guarda de faraó. Só que faraó lhe deu o posto de governador de toda a terra do Egito. Ele tirou seu anel e o colocou no dedo de José, o vestiu com as melhores roupas, pôs um cordão de ouro em seu pescoço e lhe deu uma carruagem como a dele, para que todos os seus servos ajoelhassem e o reverenciassem quando ele passasse. José se tornou um homem de grande poder, como vemos em Gênesis 41:44-45: “E disse Faraó a José: Eu sou Faraó; porém sem ti ninguém levantará a sua mão ou o seu pé em toda a terra do Egito. E Faraó chamou a José de Zafenate-Panéia, e deu-lhe por mulher a Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om; e saiu José por toda a terra do Egito.” Faraó deu a José muito poder e autoridade em sua nação. Os coreanos sempre dizem que um grande poder é aquele que ‘faz até com que os pássaros caiam do céu’. E foi este poder que faraó deu a José ao dizer: “Porém sem ti ninguém levantará a sua mão ou o seu pé.” O povo do Egito não podia levantar as mãos ou os pés sem a autorização de José. Por exemplo, jogamos futebol hoje de manhã e jogaremos pingue pongue à noite. Mas se vivêssemos naquela época e jogássemos futebol sem a permissão de José, violaríamos a lei e seríamos executados.
José tinha trinta anos quando se tornou governador do Egito; e o domínio de toda a nação estava em suas mãos. Gênesis 41:47-49 diz: “E nos sete anos de fartura a terra produziu abundantemente. E ele ajuntou todo o mantimento dos sete anos, que houve na terra do Egito; e guardou o mantimento nas cidades, pondo nas mesmas o mantimento do campo que estava ao redor de cada cidade. Assim ajuntou José muitíssimo trigo, como a areia do mar, até que cessou de contar; porquanto não havia numeração.” E assim como José interpretou pelo sonho de faraó, houve de fato sete anos de fartura. E estes anos foram dados por Deus para que se estocasse alimento e fosse guardado nas cidades. José estocou nas cidades do Egito o trigo que eles produziram. Ele estocou trigo como as areias do mar e quando parou a quantidade era incontável.
José também construiu grandes armazéns, e depois do sétimo ano de fartura, no começo do oitavo ano, a fome veio sobre a terra. E é isso o que a Bíblia diz a respeito: “E começaram a vir os sete anos de fome, como José tinha dito; e havia fome em todas as terras, mas em toda a terra do Egito havia pão. E tendo toda a terra do Egito fome, clamou o povo a Faraó por pão; e Faraó disse a todos os egípcios: Ide a José; o que ele vos disser, fazei” (Gênesis 41:54-55).
Ao se tornar governador do Egito, José sabiamente fez com que a nação se preparasse para os anos de fome que viriam. Como resultado, o povo do Egito prosperou e pôde sobreviver.
Mas o que o texto bíblico deste capítulo nos ensina com isso?
 
 
O tempo da colheita espiritual que Deus falou já está próximo
 
Deus prometeu que salvará muitas almas no tempo das dores profetizado por Jesus. E eu estou dizendo isso novamente porque o fim do mundo está se aproximando muito rápido. Na verdade, catástrofes já começaram a acontecer na terra. O período de sete anos que Deus falou já está por vir (Apocalipse 5:1). E nestes sete anos, as primeiras coisas vão passar. O primeiro período será chamado de a era do cavalo branco, onde o evangelho será proclamado de uma forma muito abrangente (Apocalipse 6:2). Então chegará o fim a primeira era. O segundo período será chamado de a era da ideologia humana, conhecida como a era do cavalo vermelho (Apocalipse 6:4). E por causa de divergência de pensamento nesta era, conflitos e guerra afligirão a humanidade. Depois esta era passará. O terceiro período é a era das catástrofes e da fome, conhecida como a era do cavalo negro (Apocalipse 6:5). Hoje estamos vivendo este período de catástrofes e fome, ou seja, o tempo das dores. Catástrofes naturais em grande escala acontecerão neste mundo e a falta de alimento causará uma grande fome. Isso também trará uma grande fome espiritual.
O quarto período é a era em que o anticristo aparecerá, conhecida como a era do cavalo amarelo (Apocalipse 6:8). Será um período em que o anticristo e seus servos oprimirão o homem e matarão quem não se submeter a eles. Será nesta era em que aqueles que de fato creem no evangelho da água e do Espírito serão martirizados. Depois então virá o quinto período, conhecido como a era da Grande Tribulação. Durante este período conturbado, milhares de pessoas morrerão.
Durante o quarto período o anticristo aparecerá. No princípio haverá paz, mas depois sua natureza violenta será revelada. Ele separará aqueles que realmente creem em Jesus e os que não creem, os que nasceram de novo e os que não nasceram. O anticristo controlará as pessoas com mão de ferro e matará quem não obedecê-lo ou receber a marca com seu nome. Quem não tiver a marca também não poderá vender ou comprar. Durante este período, muitos irmãos sofrerão o martírio e diversas pessoas que hoje fazem parte da cristandade crerão no evangelho da água e do espírito.
Quando chegar a hora, a nação de Israel também será atribulada e atacada pelo anticristo. Então o povo de Israel orará e clamará ao Senhor Deus, e esperará com grande ansiedade que o Salvador venha libertá-los. No fim eles verão que o Salvador que tanto aguardavam é Jesus Cristo, que já tinha vindo a sua terra. Eles entenderão que ele é o Cristo e finalmente crerão nele. Mas a Bíblia nos diz que isso será a minoria. Durante este período, muitos do povo de Israel serão martirizados, assim como muitas outras pessoas.
 
 
Das sete eras que Deus profetizou, qual estamos vivendo hoje em dia? 
 
Que era dentre as setes estamos vivendo agora? O período em que estamos vivendo é a terceira era, a das catástrofes. E é a Bíblia que diz que esta é a era das catástrofes, como vemos de modo bem claro em Mateus 24 e Apocalipse 6. Ninguém pode negar que é o tempo das dores que estamos vivendo hoje. Amados irmãos, vocês também creem que isso é verdade?
Vamos ler juntos Apocalipse agora, irmãos. Está escrito em Apocalipse 6:1-17: “E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer. E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê. E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada. E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer o terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança em sua mão. E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho. E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra. E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram. E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram. E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue; e as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte. E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares. E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; e diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?”
Quando lemos o capítulo anterior, Apocalipse 5, vemos que aquele que está assentado no trono nos céus tem um livro nas mãos e ele está lacrado com setes selos. E quem pode abrir os selos e ler o livro? Eu não tenho tempo para explicar tudo a vocês sobre esse texto, mas ele diz que não há ninguém no céu ou na terra que possa abrir o livro. Mas a Bíblia descreve a figura do Cordeiro no meio do trono, e no meio dele quatro animais viventes e anciãos. E ele tinha a aparência do que tinha sido morto: “E olhei, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais viventes e entre os anciãos um Cordeiro, como havendo sido morto, e tinha sete pontas e sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados a toda a terra. E veio, e tomou o livro da destra do que estava assentado no trono.” (Apocalipse 5:6-7).
Deus declara aqui que seria Jesus Cristo quem cumpriria seu plano para a história da humanidade. Vemos Deus revelando isso em detalhes ao apóstolo João. E assim João descreve a revelação que teve: “E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer.” (Apocalipse 6:1-2).
Alguns teólogos creem que o homem no cavalo branco é o anticristo. Mas eu não concordo com esta interpretação. A história de Deus não começa com o anticristo. O Senhor da história humana é Jesus Cristo. E a Bíblia também diz que o homem sobre o cavalo branco “tinha um arco”, que uma coroa foi dada a ele, que ele saiu vitorioso, para vencer. Jesus é aquele que sempre foi vitorioso, tanto no passado como no presente.
O segundo período descrito será a era do cavalo vermelho. Será um período de muitas guerras por causa de divergências da ideologia do homem; e esta será mesmo a era da ideologia humana. Após este segundo período virá a era do cavalo preto. “E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer o terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança em sua mão. E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho” (Apocalipse 6:5-6). O terceiro período descrito aqui é a era das catástrofes e da fome, chamado de o tempo das dores. E logo após este período virá a era do cavalo amarelo, como descrito a seguir: “E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.”
Em outras palavras, o Cordeiro abre os selos e revela o que diz o livro. Quando o primeiro selo é aberto, surge o cavalo branco, e quando o segundo selo é aberto, a era do cavalo vermelho é revelada. O período que se segue a este é a era do cavalo preto, e o quarto é a era do cavalo amarelo. Deus preparou sete eras para a história da humanidade antes da criação do universo. E no começo da terceira era, as coisas começam a acontecer mais rápido e a história do homem começa a mudar drasticamente. A quarta era durará setes anos. E é nela que surgirá o anticristo e matará muitas pessoas.
Muitos morrerão durante a quarta era por causa do anticristo. E é neste período conturbado que os nascidos de novo serão martirizados. Eles não darão ouvidos às palavras malignas do anticristo e não reconhecerão sua autoridade. Ele obrigará que todos o chamem de ‘Deus’ e sirvam somente a ele. Mas o Espírito Santo que habita em nós não aceitará isso e não permitirá que nos submetamos a ele. Por esta razão que apenas os nascidos de novo que creem no evangelho da água e do Espírito serão martirizados.
Durante o período do martírio, muitos em Israel também serão martirizados e acontecerá a última colheita entre os que leram nossos livros que contém o evangelho da água e do Espírito. Chegará a hora da última colheita. E a Bíblia diz que o número dos salvos durante este período excederá o número dos que foram salvos até hoje. Está escrito que um número incontável de pessoas será salvo.
Mas surge então uma pergunta: quando acontecerá o arrebatamento? Quando o sexto selo for aberto. Mas até que os santos sejam arrebatados, o anticristo investigará todo mundo e matará todos que não se submeterem a ele. E os que não receberem sua marca serão mortos. E nós que nascemos de novo não nos submeteremos a ele. Com toda certeza ficaremos preocupados com nossa vida e com o que vai acontecer conosco, mas jamais nos submeteremos ao anticristo. Ele usará seu poder contra Deus, e por isso o Espírito Santo não nos deixará nos submetermos a ele. Jesus Cristo nos disse: “E, quando vos conduzirem às sinagogas, aos magistrados e potestades, não estejais solícitos de como ou do que haveis de responder, nem do que haveis de dizer. Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar” (Lucas 12:11-12). O Senhor prometeu que o Espírito Santo daria ousadia aos santos nascidos de novo para enfrentar a perseguição. Deus nos dará coragem e poder para que possamos resistir a Satanás. Por isso que muitos nascidos de novo serão martirizados neste período.
 
 
Precisamos entender bem os dias que estamos vivendo
 
O livro de Apocalipse é muito difícil de entender. Por isso que muitas passagens dele acabam sendo mal interpretadas. Por exemplo, um renomado americano erudito na Bíblia e já falecido chamado Cyrus I. Scofield defendia o “arrebatamento pré-tribulacionista” e dizia que o mesmo aconteceria durante o terceiro período, ou seja, no tempo das dores. Segundo ele, o anticristo aparecerá quando for aberto o quarto selo, e quando isso acontecer, todos que creem em Jesus serão arrebatados desta terra. Mas segundo a Bíblia, isso não está certo.
Quanto tempo os santos viverão nesta terra? Hoje estamos vivendo o terceiro período, a era das catástrofes e da fome. E quando o quarto selo for aberto, será a era em que o anticristo aparecerá e ainda estaremos vivos neste mundo. Mas por causa do erudito que citei acima, muitos líderes cristãos interpretam de modo errado o que diz o livro de Apocalipse e insistem que o arrebatamento será antes da aparição do anticristo. Será que já houve o arrebatamento dos santos e não sabemos? Não, isso ainda não aconteceu. O arrebatamento só vai acontecer depois que muitos morrerem por causa da sua fé. E se ainda estivermos vivos até lá, muitos ouvirão o evangelho da água e do Espírito através de nós e crerão neste verdadeiro evangelho.
Temos uma grande responsabilidade então de cumprir nosso chamado como aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito. Precisamos planejar antes e com sabedoria tudo que está proposto em nosso coração. O Senhor já recebeu o livro das mãos do Pai, e de agora em diante tudo acontecerá neste mundo como nele está escrito, segundo sua providência. E aí Jesus Cristo virá a esta terra como o seu derradeiro Juiz. Deus nos disse que tinha um plano quando criou o universo e o homem, e que este plano será cumprido segundo a sua vontade. Quando os selos do livro forem abertos, os planos de Deus nele contidos serão revelados passo a passo. E o Senhor Deus também disse: “Eu sou o Alfa e o Ômega” ou seja, ele é o começo e o fim. Assim é o nosso Deus. Jesus Cristo está no controle de todas as coisas desde o começo, e no fim cumprirá sua vontade e criará um novo mundo. Temos que entender isso.
Mas que período estamos vivendo hoje então? O quarto selo ainda não foi aberto. A era em que vivemos é a que o terceiro selo já foi aberto. E esta é a era do cavalo preto, ou seja, a era das catástrofes e da fome, como está escrito: “Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho” (Apocalipse 6:6). Isso quer dizer que haverá uma fome devastadora, mas Deus livrará seu povo durante esse tempo das dores. O que está muito claro aqui é que haverá muitas dificuldades durante esse tempo, inclusive catástrofes naturais e fome. Amados irmãos, um período de fome terrível se aproxima, ou seja, fome física e espiritual. Se olharem ao redor, vocês verão sinais desta fome. Já existe uma fome devastadora na alma de muitos cristãos nominais. Vocês também reconhecem isso, não é? Eu peço a vocês que entendam que a Igreja de Deus estará presente quando o terceiro selo for removido e o livro for aberto, ou seja, no tempo das dores.
O mundo está se deteriorando muito rápido. Temos lido nos jornais que os Estados Unidos têm colocado pressão em nosso governo para importar arroz deles. Mas como vamos fazer isso se somos uma nação próspera e nada nos falta? Eles estão dizendo: “Nossa produção de arroz foi muito grande; compre de nós então” mas é isso que vai acontecer num futuro muito próximo. Toda produção agrícola de cada país não será suficiente e haverá guerra por alimento. Num futuro não muito distante, será comum pessoas e países inteiros perecerem por causa da fome. E veremos isso com nossos próprios olhos. Veremos as catástrofes e ouviremos sobre elas também. E isso pode até acontecer em nossa vida. Precisamos reconhecer que estamos agora na era das catástrofes e viver neste tempo segundo nossa fé. Algo muito claro é que isso vai acontecer realmente; não são apenas palavras. Certa vez eu disse a vocês – acho que no acampamento para treinamento de discipulado de inverno em 1995 – que em 2005 haverá muitas tribulações. E para ser sincero, hoje está muito difícil pregar o evangelho da água e do Espírito. Isso porque estamos vivendo um período de fome. Vivemos um tempo de fome extrema e muitos estão morrendo por causa disso. Por isso que a cada dia tem sido mais difícil pregar o evangelho da água e do Espírito. É por esta razão também que estou orando para que saibamos viver estes dias.
 
 
Temos que entender bem os dias que estamos vivendo e nos preparar para o que está por vir, a fim de que possamos pregar o evangelho da água e do Espírito
 
José interpretou o sonho de faraó e eles se prepararam durante os sete anos de fartura, separando um quinto de toda a colheita e estocando em grandes armazéns. Nunca houve um tempo em que o Egito teve tantos armazéns como nos dias em que José era governador. Ele construiu armazéns enormes por todo o Egito. E alguns que não estavam entendendo a razão daquilo devem ter questionado José por construir tantos armazéns. A terra produziu tanto trigo que eles quiseram saber por que construir tantos armazéns para estocar a colheita. Eles devem ter criticado até o custo para manter tais armazéns. E sua reclamação tinha até sentido, pois era muito difícil cuidar de todos eles.
Mas José foi resoluto e estocou alimento em vários lugares durante o período de fartura. E depois de sete anos, pilhas enormes de trigo podiam ser vistas em todos os armazéns. E quando acabou os sete anos, de repente uma grande fome veio sobre o povo do Egito, que havia criticado José por estocar tanto trigo. Então foram a faraó e lhe pediram trigo. José era o governador do Egito naquela época, então ordenou que os armazéns fossem abertos e todo o trigo que havia sido guardado fosse vendido ao povo. Deste modo, ele livrou o país, seu povo, e também seu pai e seus irmãos.
E o motivo de eu estar pregando este sermão neste texto bíblico é para exortar todos vocês a se dedicar totalmente à pregação do evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. Amados irmãos, hoje estamos anunciando o evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo através da nossa literatura e internet. E este evangelho crido por nós apagará o pecado de todas as almas quando o proclamarmos. Alguns pedirão nossos livros e os lerão, enquanto outros os deixarão em suas estantes empoeiradas. Dentre todos eles, alguns terminarão a leitura, enquanto outros os jogarão fora ou deixarão guardados em algum lugar. Alguns pedirão nossos livros emprestados de alguém e estudarão tudo que há neles, enquanto outros não passarão do prefácio.
Seja como for, temos enviado nossos livros que contém o evangelho da água e do Espírito a todo o mundo. E as pessoas estão lendo-os, emprestando para alguém ler ou simplesmente os deixando nas suas estantes. E a razão de estarmos produzindo muitos livros e enviando-os gratuitamente é que todos se preparem para o período de fome que virá. Uma fome física e espiritual está vindo a esta terra e levará as pessoas à morte. Por isso que estamos nos preparando para este período. Assim como José estocou trigo nos anos de fartura, estamos nos preparando para os dias difíceis que virão.
Também temos este ministério porque a maioria dos cristãos no mundo todo creem em Jesus sem ter conhecimento do evangelho da água e do Espírito. E muitos entre eles estão discutindo se este é o verdadeiro evangelho ou não. Se estudarmos a Bíblia de modo correto e com atenção, veremos que ela menciona nitidamente o evangelho da água e do Espírito, embora muitos não o conheçam ainda. Espiritualmente, eles são cegos espirituais. E como alguns pastores pregam e ensinam o chamado “arrebatamento pré-tribulacionista”, muitos cristãos creem que serão arrebatados antes da Grande Tribulação. Por isso que vivem tão confusos espiritualmente nesta era de catástrofes. E esta é a razão também de muitos deles viverem com o peso da culpa no coração. Virá o dia em que muitos buscarão a Deus agonizando por causa dos seus pecados. Alguns receberão nossos livros missionários que contém o evangelho da água e do Espírito e os lerão. E eles serão salvos se aceitarem este verdadeiro evangelho.
Assim como José estocou trigo e livrou muita gente no período de extrema fome, eu creio que nossos livros com o evangelho da água e do Espírito fará com que muitos sejam salvos dos seus pecados em todo o mundo. E tudo isso vai acontecer com certeza, pois está escrito na Bíblia. O que foi escrito no Antigo Testamento se cumprirá no Novo Testamento. E eu tenho certeza que Deus deixou registrado o texto bíblico deste capítulo para que nós, que estamos pregando o evangelho da água e do Espírito, nos preparemos para quando vier este período de extrema fome.
Hoje em dia temos publicado livros com o evangelho da água e do Espírito e distribuído a todos gratuitamente. Quando a época que estou dizendo a vocês chegar, as pessoas terão que avaliar sua vida espiritual. Mas o que elas terão que avaliar? Se ainda tem ou não pecado no coração. Elas terão que ver se ainda têm pecado quando buscar a Deus. Também terão que examinar a si mesmas perante ele para ver se receberam ou não a remissão de pecados. As pessoas precisam ler nossos livros missionários que receberam gratuitamente e contém o evangelho da água e do Espírito, por mais que os tenham ainda ou não. Elas precisam lê-los para ser libertas dos seus pecados. O conteúdo destes livros que estamos distribuindo é o pão da vida que salvará muitos do pecado. Quando as pessoas lerem estes livros, a vontade de Deus se cumprirá neste mundo. Por isso que, assim como José estocou trigo nos anos de fartura, estamos distribuindo nossos livros, o pão da vida espiritual. E estamos fazendo isso totalmente de graça. Isso pode até parecer burrice aos olhos de alguns, mas no futuro muitos lerão estes livros, serão libertos dos seus pecados e receberão a vida eterna. Aí então o Espírito Santo abrirá seu coração e fará com que eles confiem na verdade do genuíno evangelho da salvação. E neste período de grande fome, muitos crerão na justiça de Deus, serão salvos de todos os seus pecados e exaltarão sua justiça. Pela fé eu desejo que estes dias cheguem logo.
Nosso ministério de literatura é algo muito valioso aos olhos do Senhor e, obviamente, tem sido eficaz até agora. Além disso, o conteúdo dos nossos livros serão mais eficazes durante esta terceira era, e ainda mais na quarta era, quando surgir o anticristo. E eu tenho certeza que a vontade de Deus será cumprida através do evangelho da água e do Espírito que estamos pregando. Vocês creem nisso?
 
 
O mundo ficará mais caótico e nosso ministério brilhará ainda mais
 
Por isso que devemos pregar o evangelho da água e do Espírito. E não devemos fazer esta obra por obrigação, mas pela fé na justiça de Deus. Temos que cumprir pela fé a tarefa que nos foi confiada, seja ela qual for. Temos que traçar uma meta de pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro e continuar anunciando este verdadeiro evangelho com determinação. Não devemos ser negligentes ao fazer esta obra, mas nos dedicar a ela pela fé e realizar tudo passo a passo. Se não cumprirmos a tarefa de pregar o evangelho da água e do Espírito pela fé agora, será mais difícil fazermos isso com o passar do tempo.
Ao que parece, agora é a melhor hora de pregar o evangelho. Já que estamos na era da fome, as pessoas podem se interessar mais em ler nossos livros. Também pode acontecer de que a preocupação das pessoas faça com que elas se separem ainda mais de Deus por causa do aumento do pecado neste mundo. Sua vida então será levada a dois extremos. Alguns morrerão de fome por causa da escassez de alimento, outros se entregarão aos prazeres deste mundo e morrerão física e espiritualmente, pois se voltarão contra Deus. Outros, por sua vez, anseiam encontrar o caminho da salvação. E podemos dizer que eles são ‘os que buscam a verdade’. Nós vivemos num mundo de pecado, e por isso é mais fácil pregar o evangelho da água e do Espírito. Só que nos últimos dias isso será muito mais difícil. No entanto, a obra que estamos fazendo agora trará bons resultados. Nos últimos dias multidões de pessoas serão salvas ao ler nossos livros e serão gratas a Deus. Outras os lerão também com o desejo sincero no coração de ser salvas dos seus pecados. Elas procurarão estes livros, os lerão, crerão em Deus de modo correto e serão como nós. E então começarão a pregar o evangelho da água e do Espírito conosco. Embora não possamos fazer com tudo aconteça de uma vez, Deus usará estes novos convertidos para continuar sua obra e demonstrar seu poder. Cremos que isso é verdade.
A obra que nosso ministério de literatura realiza hoje é a mesma que José realizou quando se preparou para a grande fome. Ele construiu grandes armazéns, estocou trigo e livrou muitos da fome. E nós também estamos estocando nossos livros com o evangelho da água e do Espírito e esperando por muitos que buscam a verdade. Após se tornar governador do Egito, José não construiu armazéns apenas em um lugar, mas em todo o reino. Ele construiu armazéns em toda a nação, onde achava necessário. E é bem provável que ele tenha construído milhares deles em áreas abertas e planas. E podem estar certos de José mandou construir estes armazéns nas áreas de fazenda. Armazéns foram construídos em várias regiões de toda a nação e enchidos com a produção de trigo.
Do mesmo modo, os livros que estamos distribuindo gratuitamente no mundo todo estão sendo guardados em vários lugares. E quando vier a época da fartura, as pessoas lerão estes livros, serão salvas dos seus pecados e a vontade de Deus será cumprida. E de agora em diante, pregaremos o evangelho da água e do Espírito com mais coragem ainda. Antes do fim desta terceira era, nós anunciaremos este evangelho o máximo que pudermos e de todo o nosso coração. Amados irmãos, logo esta terceira era que estamos vivendo chegará ao fim. E então o cenário deste mundo mudará radicalmente. A primeira e a segunda era passaram devagar, mas a partir da terceira era as coisas começarão a acontecer mais rápido. E quando vier a última hora, vocês e eu seremos martirizados com outros irmãos que creem no evangelho da água e do Espírito. E nessa época haverá muitos no mundo inteiro que terão a mesma fé que a nossa. Só que por não podermos nos comunicar uns com os outros, teremos que fazer isso por meio de gestos. E para esta época que estamos estocando agora o evangelho da água e do Espírito.
 
 
O período atual é a terceira era
 
Eu tenho plena convicção de que os dias que estamos vivendo agora são a terceira era, a era do cavalo preto. Só que esta era passará bem rápido. Ambientalistas e meteorologistas já estão dizendo que por volta de 2020 as camadas polares derreterão e o mar cobrirá grande parte da terra. Eles também estão dizendo que o número de catástrofes naturais aumentará em todo o mundo. E quando a natureza começar a destruição, o progresso será muito rápido. Então a destruição total virá num piscar de olhos. Como epidemias se espalharão rapidamente depois das inundações, a morte logo alcançará toda a terra.
Por isso que estamos nos empenhando para anunciar o evangelho da água e do Espírito a todos neste mundo agora. O propósito da minha vida hoje é somente fazer a vontade de Deus ensinando estas verdades de antemão aos santos, aos servos e obreiros que fazem parte da nossa igreja. Mas temos que entender que não podemos fazer isso com nossas próprias forças, e sim orando e confiando na Palavra do Senhor. E Deus nos dará fé para isso. Precisamos entender também o que devemos fazer. Os que sabem o que devem fazer e o fazem pela fé são abençoados por Deus.
Em que era estamos vivendo agora? Temos que saber isso. No entanto, por mais que tentemos entender com devemos viver agora ou nos preparar para o futuro, nossa mente nunca encontrará respostas claras para isso. Vocês ficariam muito preocupados e temerosos se eu contasse para vocês as coisas terríveis que vão acontecer na era da fome. Então não vou falar mais sobre estas coisas terríveis porque já falei muito sobre isso. Vocês não ficariam temerosos se eu falasse sobre isso agora? Mas podem deixar que vou me conter e não falar mais sobre estas cosias terríveis. Mas se vocês quiserem saber mais sobre este assunto, leiam meus livros de sermões no livro de Apocalipse.
Por mais que o fim do mundo esteja muito próximo, temos que continuar nos dedicando ao ministério que nos foi confiado. Isso porque já estamos na era da fome e não nos resta mais muito tempo. Esta é a era das catástrofes. Mas ainda podemos pregar o evangelho da água e do Espírito. A hora deste mundo ser destruído ainda não chegou, pois ele durará até a era do cavalo amarelo. No futuro, segundo diz a Palavra de Deus, o anticristo surgirá e obrigará todos a se submeter a ele. E os que não receberem sua marca e não forem controlados por ele serão mortos. A era do anticristo que virá será um tempo de destruição. Amados irmãos, logo vocês verão tudo que estou dizendo acontecer.
 
  
Não demorará muito para que todos sejam obrigados a receber a marca do anticristo
 
Eu sei se vocês se lembram, mas eu já falei sobre isso várias vezes. Hoje vemos que todos os produtos que há no supermercado ou loja de conveniência possuem um código de barras. E na hora que o scanner passa sobre ele, é dado na hora todas as informações sobre o produto. Por exemplo, quando um livro é escaneado, vemos o nome do autor, o preço e se ainda há no estoque. Num futuro próximo, as pessoas não ficarão satisfeitas apenas com isso, e então irão mais adiante e criarão um chip bem pequeno para colocar em todos os produtos. E quando este sistema estiver no mercado, qualquer produto que comprarmos poderá ser rastreado por satélite onde quer que esteja. Isso porque haverá um código ou número específico em cada chip colocado nos produtos. Então, se as pessoas também tiverem um chip de identificação, o satélite poderá descobrir onde está o produto e quem está com ele. E todas estas informações estarão disponíveis na tela do computador.
Este tipo de chip já está sendo desenvolvido em alguns países. No Japão ele está sendo usado para impedir crimes. Eles estão implantando estes chips em ex-condenados. Eu ouvi dizer que na Europa eles estão usando um chip assim em animais de estimação. Este tipo de tecnologia está se desenvolvendo de uma forma espantosa. E a Coreia do Sul tem estado à frente neste campo da ciência. Pesquisas anteriores já vinham sendo feitas em países mais avançados, mas embora tenha começado mais tarde do que eles, nosso país despontou agora como líder nesta área. Um breve resumo do chip: ele é pequeno, seu custo é muito baixo e transmite um sinal que pode ser captado bem distante. A capacidade deste chip é incrível, mas seu custo é bem pequeno. Sem falar no código de barras que pode ser colocado em qualquer produto. Muitas pesquisas têm sido feitas nesta área até agora. E já ouvimos falar sobre isso na TV, pois dizem que somos os líderes neste campo de pesquisa.
Amados irmãos, seremos controlados como objetos no futuro. Há pouco tempo uma estudante universitária foi sequestrada e a polícia conseguiu encontrar o suspeito assim que ele desceu de um ônibus. Como eles fizeram isso? Um chip como o que mencionei antes foi colocado em cada cartão usado nos ônibus; o que levou o sequestrador a ser encontrado bem rápido. Através destas informações, a polícia pôde chegar aos suspeitos, que haviam tomado o mesmo ônibus. E foi assim que eles pegaram o criminoso. Celulares e outros aparelhos que temos possuem um chip que nos permite localizá-los com facilidade quando os perdemos. Se alguém tem um produto com este tipo de chip implantado nele, essa pessoa então pode localizá-lo onde quer que esteja. E no futuro esta tecnologia será mais desenvolvida ainda.
Nosso governo já começou a usar este recurso nas coisas triviais. E outros países também estão fazendo a mesma coisa. Só que as pessoas ainda não sabem disso. Quando compramos qualquer coisa com o cartão de crédito e levamos para usar em casa, se este produto tiver um chip, o fabricante e as autoridades poderão saber quem somos e localizar o item. Aí então suas informações pessoais serão reveladas. E o dia de isso acontecer não está muito longe.
Em 26 de dezembro de 2004, um tsunami atingiu a Indonésia e matou cerca de 230 mil pessoas ali nos países vizinhos. E eu posso garantir a você que este não será o último tsunami que vai acontecer. Mas se continuar falando sobre isso, vocês ficarão nervosos e não conseguirão se concentrar na obra que estão fazendo, pois isso também lhes deixará temerosos. Mas temos que saber de uma coisa: estes desastres naturais que mencionei ocorrerão com frequência. A terceira era, o tempo das dores, já começou.
Por exemplo, só na Indonésia cerca de 150 mil pessoas, inclusive turistas coreanos, morreram no tsunami. E muitos familiares foram ao local onde eles provavelmente deram seu último suspiro. No fim a maioria dos coreanos que morreram não foram encontrados, infelizmente. Mas o que teria acontecido se todos eles tivessem um chip no passaporte? De agora em diante isso será feito por precaução. Se alguém for para a Índia e desaparecer, não será difícil encontrá-lo. Como as autoridades não têm como saber o último lugar onde a pessoa esteve, elas farão com que seja implantado um chip sob a pele dos turistas antes de eles deixarem seu país. E se alguém for sequestrado, ele será localizado por satélite e encontrado bem rápido. Sendo assim, os turistas vão aceitar usar um chip ou não? Claro que vão. Imagine como este utensílio será conveniente na nossa vida cotidiana!
Mas o que acontecerá quando esta tecnologia cair nas mãos do anticristo? Todas as pessoas serão controladas por ele. E o livro de Apocalipse diz que aqueles que se submeterem a Satanás serão lançados no lago de fogo no último dia. Embora esta tecnologia seja muito útil para nós, infelizmente este chip é que permitirá que Satanás domine toda a humanidade. Nenhum de vocês deve receber este chip no futuro porque senão ele controlará tudo em sua vida, seus direitos, sua liberdade e até seus pensamentos. E isso será a pior humilhação, vergonha e desgraça para o ser humano.
 
 
Alguns justos pregam o evangelho da água e do Espírito com sabedoria, como José
 
Queridos irmãos, certas coisas podem ser piores do que as que descrevi acima. E na verdade é isso que vai acontecer de fato. Então temos que ser sábios como José para pregarmos o evangelho da água e do Espírito. Temos que distribuir nossos livros e e-books a todos neste mundo, pois as pessoas serão salvas de todos os seus pecados quando os lerem. Temos que fazer a nossa parte. O que estou dizendo é que embora os leitores dos nossos livros não sejam totalmente salvos agora, eles pegarão estes livros e os lerão com atenção quando chegar a era da tribulação. Muitos não procurarão nossos livros da nossa Missão que contém o evangelho da água e do Espírito e receberão a remissão de pecados quando os lerem? Quando chegar a hora, os que receberam nossos livros, mas por ignorância os jogaram fora, perguntarão: “Onde está aquele livro? Onde posso encontrá-los agora?” E eles vão procurar nossos livros para que possam lê-los, não é verdade?
Hoje temos pregado o evangelho da água e do Espírito com a mesma sabedoria de José. Quanto mais difíceis forem os tempos, mais devemos viver com fé e sabedoria. O que temos que fazer nestes dias de fartura é construir armazéns do evangelho e enchê-los, já nos preparando para os dias difíceis que logo virão. Temos que distribuir nossos livros do evangelho para que muitas almas sejam salvas. Também temos que proclamar a justiça de Deus em nossa vida para que todos que queiram conhecer o evangelho da água e do Espírito possam ter um encontro com o Senhor, receber a remissão de pecados e ir para o céu. Esta é a melhor hora para pregarmos o evangelho da água e do Espírito. É neste tempo de fartura que devemos pregar o verdadeiro evangelho com mais ênfase ainda. Já que ainda vivemos uma época de fartura, devemos aproveitar para pregar o evangelho. Embora o tempo das dores já tenha chegado, ainda podemos pregar o evangelho com fé. Às vezes nosso ministério enfrenta dificuldades, mas não estamos presos às bases legais de nenhum país. Então temos que aproveitar este tempo e trabalhar ainda mais para estocar nossos livros com o evangelho da água e do Espírito. Assim como José se preparou para o sete anos de fome estocando trigo em armazéns durante os sete anos de fartura, esta é a hora de prepararmos o pão da vida pela fé. Vocês estão entendendo?
E é isso que estamos fazendo hoje. Quantos livros com o evangelho da água e do Espírito distribuímos gratuitamente até agora? Quantas edições em inglês foram publicadas? Sessenta? Obviamente não podemos traduzir as edições em inglês para todos os idiomas, mas estamos fazendo nosso melhor no ministério de tradução. Os primeiros onze livros testificam do evangelho da água e do Espírito em vários aspectos. E a partir do volume 12 são chamados de ‘Série de crescimento espiritual de Paul C. Jong’ e trazem mensagens que ajudam a alcançar a maturidade espiritual. Atualmente estamos distribuindo os livros de sermões em Gênesis para que nossos parceiros estejam firmados na verdadeira fé. Minha série de crescimento espiritual será muito útil para os leitores que já receberam a remissão de pecados
Alguns de vocês que fazem parte da Igreja de Deus podem achar que já fizemos muito ou até demais até agora. Outros devem achar que já fizemos o bastante e não precisamos mais nos dedicar tanto. Alguém pode dizer: “Por que devemos nos dedicar tanto a este ministério, como se isso fosse uma questão de vida ou morte?” Mas se não estocarmos nossos livros do evangelho agora, todos neste mundo morrerão de fome quando vierem os sete anos de fome. Antes que os anos de fartura cheguem ao fim, temos que continuar fazendo esta obra. Quando a era do cavalo amarelo passar, não podemos fazer mais nenhuma obra. Eu creio que quando chegar a hora, o Espírito Santo cumprirá sua obra através dos livros que estamos distribuindo.
A obra que estamos fazendo é muito importante para Deus. Amados irmãos, há muitos poderes lutando hoje em dia para ver quem terá o domínio da Ásia e do mundo inteiro. Mas como eu disse antes, o que acontecerá se houver outro tsunami e muitas pessoas morrerem? Muitos países enviarão dinheiro e oferecerão sua ajuda. Nos encontros do G7 e outras reuniões, os líderes de muitos países se encontram, discutem e tomam decisões juntos. Há diversas organizações neste mundo, assim como muitos tópicos e questões a ser discutidos. Atualmente os Estados Unidos mantém tropas no Afeganistão e no Iraque com intuito de manter sua hegemonia em todo o mundo. O Iraque não tem armas nucleares, mas os Estados Unidos usaram isso como desculpa para invadir este país. Outros países poderosos também querem ter o domínio mundial. Eles estão se unindo para manter a ordem no mundo por enquanto, mas um dia alguém tomará o poder de suas mãos. Haverá uma coalizão unificada para controlar e dominar o mundo inteiro.
Quando desastres naturais começarem a acontecer neste mundo, precisaremos destas organizações globais para unificar o mundo e governá-lo. É difícil para os governos hoje lidar com as questões do seu próprio país. E como eu disse antes, quando desastres naturais como o tsunami acontecem em grande escala, isso será tão devastador que as pessoas não saberão o que fazer. Por isso que estas organizações foram criadas pelos países unificados para ajudar as pessoas afetadas pelas tragédias enviando fundos e ajuda humanitária. Só que o intuito de projetos como este é dominar todo o mundo. Como vocês sabem, há um presidente que vive pressionando os outros países para dar apoio às suas decisões.
Sinceramente, eu fico pensando por que é tão importante para alguns países ter armas nucleares? Eu gostaria de fazer esta pergunta para este presidente que adora uma guerra: “Vocês possuem centenas de armas nucleares em seu arsenal e dizem que outros países querem construir armas nucleares para destruir sua nação e o mundo inteiro? Isso não é uma piada?” Mas como eles têm seus motivos, não devemos nos envolver nisso. Tudo isso na verdade faz parte de uma grande luta pelo domínio mundial. E eu poderia dar muitos exemplos disso aqui. Não demorará muito para que os resultados desta luta pelo domínio mundial se revelem e tomem forma.
Hoje há uma cooperação política entre Estados Unidos e Japão. Nosso país é aliado dos Estados Unidos também. Nós precisamos estar de mãos dadas com a América, que hoje é a nação mais poderosa do mundo. Mas também acho que não devemos ceder a tudo que eles querem. O Japão está tão ligado agora aos Estados Unidos para parece que são inseparáveis. E vemos como recentemente o Japão tem crescido junto com os Estados Unidos. Mas nosso país está rejeitando os Estados Unidos. Isso é ridículo. Os coreanos são tão tolos. Eles não sabem o que está acontecendo e só agem na emoção.
Também desprezamos os japoneses. Talvez por causa do rancor e das mágoas dos nossos antepassados. Não devemos odiar ninguém, mas as coisas que eles fizeram durante o período colonial japonês foram terríveis. E se eles pelo menos tivessem se desculpado, nós poderíamos perdoá-los. As coisas seriam bem melhores se eles reconhecessem que agiram intempestivamente em sua busca por poder e se desculpassem. Muitas mulheres coreanas foram obrigadas pelos japoneses a se prostituir durante a Segunda Guerra Mundial. Amados irmãos, como vocês acham que estas mulheres se sentem agora? Elas foram tiradas de casa enquanto dormiam e sofreram muito. Os japoneses deveriam se desculpar e compensá-las por isso, além de pedir perdão como nação, reconhecendo que perderam a cabeça por algum tempo. Eles deveriam perguntar como poderiam compensar estas mulheres ou pelo menos expressar seu arrependimento em alguma nota, mas eles se recusaram a fazer isso. Assim é este povo e esta nação. Nos dias atuais, perdemos muito por termos um bom relacionamento com os Estados Unidos. E tudo que eu disse antes está acontecendo no mundo inteiro. Não devemos colocar nossos sentimentos a frente nos dias atuais, mas agir de modo correto.
Amados irmãos, o anticristo aparecerá um dia e dirá? “Eu sou o anticristo.” Claro que não. Satanás entrará num destes que estão no poder e através deste governante oprimirá o povo de Deus e se voltará contra ele. Não sabemos quem será o anticristo. Mas tudo que eu disse a vocês já estão acontecendo hoje em dia. Ninguém sabe quem será o anticristo, mas é fato concreto que ele surgirá num futuro bem próximo.
Não podemos esquecer que estamos vivendo nestes dias a era da fome. Eu peço a vocês que não se esqueçam disso. As coisas não estão muito difíceis para nós agora, mas as pessoas em nosso país e no mundo todo estão vivendo um momento ruim. Se vocês fizerem um contrato hoje em dia que as coisas não estão muito caras, sejam prudentes e não aceitem condições que durarão poucos anos. Somente fechem o acordo se o valor não mudar nos próximos vinte anos. Se vocês não se preparem para isso agora, vocês vão se arrepender quando a fome extrema assolar esta terra.
Nós somos pequenos ‘Josés’, pois estamos seguindo os passos espirituais que ele deu. Eu sou grato a Deus por permitir que nos preparemos no tempo de plenitude que estamos vivendo, a fim de que possamos pregar o evangelho da água e do Espírito nos dias que virão.