The New Life Mission

Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-1] (Lucas 2:1-14) Jesus Veio Salvar os Humildes

(Lucas 2:1-14)
“E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
‘Glória a Deus nas alturas,
Paz na terra, boa vontade para com os homens’”.
 
 
No Coração de Quem Jesus Pode Nascer?
 
O Natal é o dia em que celebramos o nascimento de Jesus Cristo. Nós cristãos celebramos a vinda do Senhor separando um dia para isso, que é o “Natal”.
Quando eu era criança, eu costumava ir à igreja no Natal. Para ser sincero com vocês, eu ir lá só porque tinha comida de graça. Quando eu era jovem, as pessoas ficaram muito pobres por causa da Guerra da Coreia. Às vezes eu tinha que ir a um orfanato na cidade com um saco vazio para pegar um pouco de leite em pó. Quando isso acontecia, eu tinha inveja daqueles órfãos porque eles pareciam comer melhor do que eu. E lá no orfanato onde eu ia mendigar, eu vi uma cruz pela primeira vez na minha vida. Os orfanatos naquela época eram mantidos por cristãos americanos; então, havia cruzes em todos os orfanatos. Eu olhava para aquela cruz quando ia à igreja, mas não tinha fé. Mas quando eu cresci, eu tive fé em Jesus; e hoje eu estou pregando essa mensagem de Natal para vocês como seu pastor.
Irmãos, como eu acabei de dizer, o Natal é o dia em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Mas onde foi que ele nasceu? Digo, no coração de quem ele pode nascer? Para descobrirmos a resposta, temos que entender o verdadeiro significado da celebração do Natal.
O ser humano geralmente é chamado de “pequeno universo”. Jesus, que é o próprio Deus, abriu mão do seu trono celestial e veio a essa terra, ou seja, ao coração das pessoas. Por que Jesus veio a essa terra? Ele nasceu no nosso coração para que pudesse estar conosco. Ele veio a este mundo para nos adotar como seus filhos, por assim dizer. E no coração de quem ele entrou quando veio aqui? Todos os relatos do nascimento de Jesus foram registrados e se concentraram nisso.
Quando lemos a Bíblia para vermos em que coração Jesus pode habitar, descobrimos que ele nunca entrou no coração dos ricos. O Senhor não entra no coração dos ricos e poderosos, mas no coração dos que são humildes e temem a ele.
Nosso Senhor nasceu em Belém quando César Augusto era o imperador de Roma. Não foi por acaso que Deus nasceu naqueles dias. Nosso Senhor chegou na hora certa para salvar o homem da confusão, do pecado e da opressão. César Augusto promulgou um decreto de que um censo deveria ser feito em todo o mundo romano; foi por isso que aconteceu um censo em Israel, pois ali também era colônia romana.
O Senhor veio a este mundo no tempo certo, como havia planejado. Ele foi concebido no ventre de Maria e nasceu neste mundo nove meses depois. O Filho de Deus veio num corpo carnal a essa terra como o Salvador.
O menino Jesus foi concebido pelo poder da Palavra de Deus quando Maria estava noiva de José. O imperador romano promulgou um decreto de que um censo deveria ser feito em todo o mundo romano; então, todos os israelitas tiveram que ir à sua cidade natal para se registrar. Em suma, Deus fez o mundo passar por um momento conturbador para enviar Cristo como havia profetizado. José é Maria foram se registrar na sua cidade natal, Belém, e Maria, que estava perto de dar à luz, começou a ter contrações. “José, o bebê vai nascer.” E quando José viu sua esposa tendo contrações, ele foi falar com o dono de uma estalagem.
“O senhor pode nos dar um quarto? Minha esposa vai ter um bebê. Nós precisamos de um quarto agora”. Mas o dono da estalagem disse: “Vocês estão loucos? Esse lugar está cheio de pessoas de outras cidades, e agora vamos cobrar até para os que quiserem ficar no quintal. E vocês querem um quarto agora?”
 
 
Não Há Lugar no Coração das Pessoas para Jesus Habitar
 
A Bíblia diz que Jesus nasceu num estábulo porque não havia lugar para ele na estalagem. Jesus nasceu num estábulo e foi posto numa manjedoura porque não tinha lugar para ele na estalagem. O altíssimo Jesus nasceu num lugar humilde como um estábulo, foi envolto em panos e posto numa manjedoura.
Irmãos, precisamos conhecer o amor de Deus e seu plano ao celebrarmos o Natal. E isso é o mesmo que saber quem são as almas que servem a Jesus Cristo como Salvador. O Senhor Jesus encarnou como um homem. O altíssimo Deus veio a este humilde lugar.
Quem pode receber Jesus então? Só podem recebê-lo os que estão com o coração vazio, não os que estão com o coração cheio das coisas do mundo. Os que estão cheios de ganância, engano e tentação no coração não podem conceber Jesus, só os que anseiam pelo reino de Deus e o adoram de todo o coração.
Eu tenho Deus em meu coração porque as coisas deste mundo não me satisfazem mais. Embora eu precise de coisas materiais que há neste mundo, eu não estou preso a elas. E o Senhor entra no coração de pessoas assim. Por que Jesus não nasceu num lugar melhor e mais limpo, embora pudesse? Jesus é o Rei dos reis e o Criador dessa terra, então, é até razoável pensarmos que ele deveria ter nascido num lugar luxuoso e limpo. Mas por que ele nasceu num lugar feio e sujo como aquele? Nós encontramos a resposta para esta pergunta quando buscamos as razões pelas quais Jesus veio naquele momento da história. Ele tinha uma história para nos contar e nos revelou o destino da humanidade. Ele queria entrar no coração dos que são pobres de espírito.
Nosso Senhor também foi ao encontro dos que possuem bens materiais, mas não pôde entrar no seu coração porque não havia lugar para eles ali. E até agora ele continua visitando o coração das pessoas. Ele está conosco hoje e estará para sempre. O Senhor quer morar no nosso coração para sempre.
Jesus bateu à porta de muitos corações este ano. “Deixem-me entrar. Eu sou seu Salvador. Eu salvei vocês. Eu os farei prosperar. Eu os adotarei como meus filhos”. Ele quis entrar no coração das pessoas assim. Mas infelizmente muitos rejeitaram Jesus. Alguns fizeram isso porque não há lugar para ele em sua vida, pois só pensam em coisas materiais como dinheiro, fama, prazer e conhecimento. “Eu ainda tenho que estudar. Eu tenho que conseguir meu doutorado, ganhar dinheiro e fazer muitas outras coisas. Eu estou decidido a ficar rico e famoso; então, não há lugar para você em minha vida. Venha me ver quando eu for morrer, pois aí eu estarei preparado para você”. Muitos rejeitaram Jesus dizendo isso este ano. Mas ele quer nascer no coração das pessoas. No entanto, muitos se recusam a aceitá-lo. Os que só estão interessados nas coisas materiais deste mundo rejeitam Jesus, e é por isso que ele só entra no coração dos que são pobres de espírito – um espírito como um estábulo humilde onde só há animais. São nesses corações vazios que o Senhor vem e entra.
Os que recebem Jesus não se prendem às coisas do mundo, por mais que precisem delas. Eles não deixam o Senhor pelas coisas do mundo. Pessoas assim põem sua esperança em Jesus e confiam nele enquanto levam uma vida de fé, até mesmo em tempos difíceis. É por isso que ele nasce no coração dos que são pobres de espírito, que têm um espírito simples e humilde. Isso explica por que os ricos deste mundo, que possuem muitos bens, dificilmente recebem Jesus como seu Salvador. E mesmo quando creem nele, eles se interessam mais pelas coisas deste mundo. Aqueles que vão à igreja para ficar ricos e prosperar em seus negócios não podem receber Jesus em seu coração.
Muitos neste mundo se acham muito importantes. Mas há outros, por outro lado, que se humilham. O Senhor entra no coração dos que reconhecem suas falhas. Só quem reconhece sua maldade, seu pecado e admite que não é ninguém é que pode receber Jesus e permanecer com ele.
Quando saímos para pregar o evangelho, nós encontramos pessoas que nos saúdam rapidamente e procuram fugir de nós. Eles devem achar que somos inferiores a eles, que estão acima de nós, obreiros do verdadeiro evangelho. Sempre que eu vejo essas pessoas esnobes, eu fico triste, embora compreenda sua ignorância. Eles tratam mal os evangelistas que dizem a eles: “Creiam em Jesus”. Ao ouvir isso, muitos que têm dinheiro e poder não dão valor a Jesus.
É por isso que o número de crentes está diminuindo, pois a situação financeira das pessoas tem melhorado muito. Se dissermos: “Creiam em Jesus. Jesus ama vocês. Venham para o céu conosco crendo em Jesus”, aos ricos que possuem mansões e carros luxuosos, eles nos olharão e irão embora sem dizer nada. Eles estão enganados achando que são privilegiados por terem muitos bens como carros luxuosos e mansões.
Irmãos, vocês conhecem alguém que é mais rico e nobre que Jesus? Nós temos pena dessas pessoas e tentamos ajudá-las, a fim de que elas possam crer em Jesus e ir para o céu. Só que não podemos forçá-las se elas não quiserem aceitá-lo. Todavia, há muitos ricos que querem crer em Jesus e fazer parte da sua Igreja. Eles não se satisfazem com as riquezas e acabam chegando à conclusão de que precisam de Deus. Outros sentem até que não conseguiriam viver um dia sem Jesus.
Amados irmãos, já que estamos celebrando o Natal, temos que estudar quem pode receber Jesus e quem não pode. Temos que entender o significado do nascimento de Jesus e levar uma vida como aqueles que receberam a remissão de pecados e a ajuda de Cristo.
 
 
O Senhor Veio para os Miseráveis
 
O Senhor recebeu o nome de Jesus quando nasceu nessa terra. Jesus significa “Salvador”, enquanto Cristo quer dizer “Messias”, Mashiyah em hebraico, que significa o Ungido. Vamos ler Lucas 1.50-55.
“E a sua misericórdia é de geração em geração
Sobre os que o temem.
Com o seu braço agiu valorosamente;
Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações.
Depôs dos tronos os poderosos,
E elevou os humildes.
Encheu de bens os famintos,
E despediu vazios os ricos.
Auxiliou a Israel seu servo,
Recordando-se da sua misericórdia;
Como falou a nossos pais,
Para com Abraão e a sua posteridade, para sempre”.
O texto que acabamos de ler explica como nós podemos alcançar a misericórdia de Deus e receber Jesus no coração. Deus tem misericórdia daqueles que são pobres de espírito. Ele mostra sua infinita misericórdia para estes como está escrito: “E a sua misericórdia é de geração em geração”.
No coração de quem Deus pode entrar? No coração dos que temem a ele. Deus não entra no coração daqueles que não temem a ele. Aqueles que temem a Deus e o obedecem dizendo na mesma hora: “Sim!” podem recebê-lo em seu coração. Nós podemos ver que o coração daqueles que receberam a remissão de pecados pela fé e se tornaram filhos de Deus é obediente à sua Palavra, mesmo quando ela não faz sentido algum. Nós vemos como Deus habita em corações assim. Nosso Senhor nasce no coração dos que aceitam a Palavra de Deus como ela foi escrita.
 
 
Quem Nosso Senhor Rejeita?
 
“Com o seu braço agiu valorosamente; dissipou os soberbos no pensamento de seus corações” (Lucas 1:51). O Senhor veio a este mundo e realizou a obra da salvação por nós. Deus salvou os que temem a ele e tirou seus pecados. Também os libertou do poder das trevas e da maldição, do inferno e do diabo.
Mas não é sempre que o Senhor é tão misericordioso e bondoso assim. Uma das coisas que ele fez foi rejeitar aqueles que são orgulhosos de coração. Ele não deixa os orgulhosos impunes, mas abate todos eles. O versículo 51 afirma que “com o seu braço agiu valorosamente; dissipou os soberbos no pensamento de seus corações”. E isso significa basicamente que Deus enviará os orgulhosos de coração para o inferno, por mais que eles admitam ou não seu orgulho. E mesmo quando eles desejam ter sua fé em Jesus, ele impede que eles cheguem a ele.
Nosso Senhor nem sempre é bom com as pessoas. Ele nem sempre as aceita e diz: “Tudo bem, não tem problema!” Ele é o Deus de amor, mas também não perdoa os pecadores que não querem buscá-lo nem crer nele. Ele os envia para o inferno. Mas os que o buscam de coração, embora ainda não saibam depender dele, e aos que não se conformam com suas falhas, ele demonstra misericórdia e bondade. Nosso Senhor é assim. Ele nos salva de todos os nossos pecados e nos envia para o céu como filhos de Deus. Ele é este Deus de amor. No entanto, ele rejeita os orgulhosos e os envia para o inferno.
Nosso Senhor tem este dois lados diferentes. “Depôs dos tronos os poderosos, e elevou os humildes” (Lucas 1:52). Ele depõe os poderosos deste mundo e supre os famintos com o melhor dessa terra. Deus salva e adota os que têm fome e sede de justiça, que anseiam pela remissão de pecados e para se tornar cidadãos dos céus. Para pessoas assim, Deus é o Deus da provisão.
Entretanto, ele abate os ricos e poderosos. Deus é o Deus da verdade. Ele sempre abate os que o desafiam. E também destitui os que tentam usar seu poder terreno para corromper a Igreja de Deus impondo suas próprias doutrinas e subornando-a com dinheiro. Por mais que alguém tenha poder, ele nunca será maior do que o Senhor. E quando os poderosos desafiam Deus com seu poder limitado, nosso grande Deus abate todos eles sem misericórdia e os envia para o inferno.
A Bíblia nos diz o seguinte: “Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos” (Êxodo 20:3-6).
Eu nunca vi alguém prosperar por servir aos antepassados mortos. Na verdade, famílias de primogênitos e filhos de primogênitos não são muito bem sucedidos. A maioria dos primogênitos usa sua autoridade por ser mais velhos e acabam trazendo sobre si a condenação de Deus. Muitas famílias de primogênitos acabam falindo e tendo enfermidades por causa disso.
Qual a diferença entre os descendentes dos justos que temem a Palavra de Deus e os descendentes que desafiam a Deus? O Senhor abate os governantes de seus tronos. Irmãos, não é certo acharmos que os descendentes dos poderosos são mais felizes e bem sucedidos do que os outros? Só que eles, na verdade, não são nada. Deus os tira de sua posição de honra quando eles usam mal seu poder e não temem a ele. Todos os poderes deste mundo não valem nada para Deus.
Deus tira todo o poder, a riqueza, a fama e a saúde dos que não temem a ele. E quem pode exigir autoridade quando o Deus que possui o verdadeiro poder e autoridade o destitui? Todo poder vem de Deus, e quando ele tira esse poder, é o fim dele. Todo poder vem de Deus. E todas as bênçãos e o amor vêm das suas mãos. O poder pertence ao Senhor que nasceu como nosso Salvador no dia de Natal.
Nosso Senhor exalta os humildes, supre os famintos com o melhor dessa terra, mas despede os ricos sem nada. Está escrito que o Senhor exalta os humildes. Nós somos humildes ou estamos cheios de orgulho por causa do nosso poder? A resposta é simples. Nós, seres humanos, somos todos miseráveis diante de Deus. É só quem reconhece isso é que pode receber sua Palavra.
O Deus Todo-Poderoso disse a Maria através do anjo: “Sua prima Isabel era estéril, mas agora está grávida. E Deus também fará uma obra miraculosa em você. Esta é a Palavra do Deus Todo-Poderoso”. Maria então respondeu: “Eu sou uma serva do Senhor. Cumpra-se então segundo a sua palavra”.
O que Maria, mãe biológica de Jesus, disse que era? Ela disse que era uma simples serva. Ela não disse que era a “Rainha do céu”, mas uma simples serva. Maria não é a Rainha do céu. Deus escolheu uma moça simples e falou com ela. Maria aceitou a Palavra de Deus então e concebeu Jesus. Nosso Senhor encarnou através do corpo da virgem Maria para salvar toda a humanidade.
Jesus exalta os humildes. Por que admiramos tanto a fé de Maria? Porque Jesus a exaltou. Maria era uma simples serva como nós e tinha plena consciência da sua simplicidade. E ela só concebeu Jesus porque se humilhou e disse: “Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra”.
 
 
Nosso Senhor Exalta os Simples e Humildes
 
Nosso Senhor exaltou alguém simples como eu. E eu era muito simples. Pelo que eu sei, todos os famosos e poderosos também foram simples um dia. Não há ninguém que tenha nascido grande. Mas as pessoas não reconhecem sua pequenez diante de Deus; por isso, Deus não pode exaltá-las. Eu sei como sou simples. E se Deus é quem diz isso, eu acho que é assim que tem que ser. Eu aceito a Palavra de Deus como ela é, e já que ele diz que exalta os humildes e supre os famintos com o que há de melhor, eu creio e aceito isso em meu coração. Eu quero ter mesmo uma vida de retidão. Eu quero viver segundo a Palavra de Deus e ser abençoado com as promessas que Deus faz na Bíblia.
Eu queria ir para o céu e ser filho de Deus. Eu também queria ser justo. Eu queria herdar a terra fértil e as grandes bênçãos de Deus. E também queria ser como uma das pessoas abençoadas da Bíblia. Deus então me concedeu todas essas abundantes bênçãos. O Senhor supre os famintos com bênçãos maravilhosas. Deus nos dá o melhor porque somos humildes.
Já que estamos celebrando o Natal, temos que entender quem realmente somos. Nós somos todos simples perante Deus. Até o presidente de uma nação e o homem mais rico do mundo são simples comparados a Deus. Mas só os que reconhecem sua pequenez podem estender suas mãos para Deus e dizer: “Deus, eu sou simples. Dá-me suas bênçãos. Por favor, apague todos os meus pecados. Me abençoe!” Deus então lhes mostra sua providência e abrirá a janela dos céus.
Por outro lado, os que se exaltam perante Deus só porque possuem um poder humano nunca poderão receber o evangelho da água e do Espírito. E nós temos certeza disso pela Palavra de Deus, pois ele só exalta os humildes e supre as necessidades dos famintos com o que há de melhor. Quem é rico poderá levar consigo seus bens depois que morrer? Não. Deus é um Deus de justiça. Se pudéssemos levar nossos bens depois que morrêssemos, os ricos seriam mais ricos e os pobres, mais pobres no mundo vindouro. Só que o Senhor não vai deixar que isso aconteça. Ao contrário, ele deixa os ricos sem nada. Os ricos só são ricos neste mundo, não no mundo vindouro. Os que recebem o favor de Deus se tornam seus ricos herdeiros; mas os que recusam seu favor ficam pobres.
Irmãos, vocês sabem o quanto os ricos desprezam igrejas pequenas como a nossa? A mente dessas pessoas é muito antiquada. Elas julgam as coisas pela aparência. No nosso caso, elas só olham para o edifício da nossa igreja e a desprezem por ele ser pequeno. Essas pessoas são escravas da sua maneira antiquada de pensar. Nós não podemos julgar os outros pela aparência, como fazem essas pessoas.
Não seria injusto se um rico deste mundo pudesse usar sua riqueza depois de morte? Por isso que Deus deixa essas pessoas de mãos vazias quando elas morrem. Deus com toda certeza enviará para o inferno os que são ricos apenas porque possuem bens materiais. Os verdadeiros ricos não são os que possuem coisas visíveis, mas o que têm um rico coração perante Deus. Na verdade, ricos são aqueles que são justos e bons com os outros.
Eu quero dizer novamente que Deus não se importa com os ricos, não importa o que eles possuam. Mas as pessoas que não entendem a Palavra de Deus e dizem: “Vocês têm que ser tão bons como eu sou e fazer boas obras como eu faço”, serão rejeitadas por Deus. Por mais que tentemos, podemos mesmo ser bons e justos? O único que é bom e justo é o nosso Senhor. Não há nada de bom em nós.
Como seres miseráveis como nós podemos ser salvos então? Somente pela bondade de Deus. Melhor dizendo, nós só podemos ser salvos porque Jesus foi condenado em nosso lugar, não porque temos uma vida justa que merece a salvação. Jesus veio a essa terra, foi batizado, condenado pelos nossos pecados e salvou todos que creem na bondade de Deus. Este é o amor de Deus. Nossa bondade ou boas obras não trazem salvação. O Senhor exalta os humildes e estende sua misericórdia aos pobres e famintos porque ele é bom. Nosso Senhor concede seu evangelho e as bênçãos da sua Palavra aos crentes e os adota como filhos para que eles herdem o reino dos céus. Este é o amor de Deus e o propósito de sua vinda a essa terra. Vamos adorar este Senhor!
Nosso Deus abençoa os homens de fé. E ele abençoa seus filhos também. Nosso Deus abençoou Israel. Ele prometeu “manifestar misericórdia a nossos pais, e lembrar-se da sua santa aliança, e do juramento que jurou a Abraão nosso pai” (Lucas 1:72-73). Ele teve compaixão deles e cumpriu a promessa misericordiosa feita a Abraão e a seus descendentes para sempre. Deus nasceu neste mundo não por causa da nossa justiça, mas porque teve misericórdia de nós. Nosso destino era morrer e ir para o inferno por causa dos nossos pecados, mas Deus teve misericórdia de nós e nos abriu caminho para o reino dos céus. Foi por isso que o Senhor deixou sua glória celestial e veio a essa terra, para salvar todas as pessoas simples como nós. Para fazer isso, ele foi até colocado numa manjedoura, onde o gado comia e dormia. Tudo isso porque ele quis salvar as pessoas simples dessa terra, como eu e vocês.
Nosso Senhor é este Deus de amor. O homem não trata as pessoas simples com respeito, porém quanto mais nós somos simples, mais o Senhor nos favorece e nos dá seu grande amor e sua salvação. Ele nos diz que somos tão miseráveis que ele veio nos dar sua compaixão, a vida e a cidadania celestial. De toda a criação, a raça humana é a mais simples. Os animais vão e vêm sem se preocupar com nada, pois Deus os criou assim. Não há vida para eles após a morte. Mas nós, por outro lado, somos oprimidos o tempo por causa das tentações do diabo, por mais que sejamos seres humanos feitos à imagem de Deus e coroa de toda criação. Nós não queremos viver pelo desejo do nosso coração; queremos ter uma vida simples.
Deus ainda ama pessoas simples como nós, nos salva e quer nos dar de presente seu reino de glória. Deus quer nos abençoar. Amados irmãos, o Senhor veio a essa terra para nos dar a vida eterna, bênçãos, a salvação, a remissão de pecados e nos tornar justos. Eu creio que nosso Senhor nos salvou. E eu confio neste Senhor que veio para salvar os humildes, o louvo e sou grato ao nosso Deus.
Irmãos, Deus ama os humildes; ao contrário de nós, que gostamos de pessoas bonitas e com poder. Esse Deus não é mesmo maravilhoso? Sim, ele é. Tu és mesmo nosso Salvador. Jesus Cristo, tu és o Messias. Tu és o verdadeiro Filho de Deus. Tu és o autor do universo, que o criou o universo e tudo que nele há.
Louvado seja o Senhor! Eu louvo a Deus por ter enviado Jesus a essa terra. Eu o louvo por ter nos salvado de todos os nossos pecados, por ter vindo buscar os humildes. Obrigado, Senhor! Eu sou imensamente grato a ti e te glorifico por cuidar de todas as pessoas simples como nós.