শিক্ষা

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-2] Deixe os Desejos deste Mundo e Tenha um Encontro com Jesus (Lucas 2:1-14)

Deixe os Desejos deste Mundo e Tenha um Encontro com Jesus(Lucas 2:1-14)
“E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”.
 
 

O Maior Milagre da História da Humanidade

 
O fato de Jesus Cristo ter vindo a este mundo num corpo carnal foi mesmo o maior milagre que já ocorreu. O Deus Criador tomar forma de criatura e habitar entre nós foi mesmo um grande milagre.
Quando o Senhor veio a este mundo, anjos apareceram aos pastores e disseram: “Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura”. Está escrito: “E isto vos será por sinal”. Isso quer dizer que foi um milagre. Moisés ter dividido as águas do Mar Vermelho foi um grande milagre, mas o maior de todos os milagres, de todas as obras que encontramos na Bíblia é a vinda de Deus a este mundo num corpo carnal na pessoa de Jesus Cristo. Este foi o maior evento da história da humanidade. E talvez tenha sido o maior milagre que já houve em todo o universo.
Nosso Senhor veio a este mundo. Jesus Cristo veio a este mundo num corpo carnal como o Rei dos reis e nosso Salvador. Quando nosso Senhor veio a este mundo, ele foi envolto em panos e posto numa manjedoura. E o anjo disse que este foi um grande sinal. Nós temos que abrir o coração para termos um encontro com Jesus Cristo, que foi envolto em panos. Isso quer dizer, na verdade, que Jesus é o segredo de Deus. Deus revelou seu amor a todas as pessoas, mas, ao mesmo tempo, o ocultou para que ninguém pudesse ver sua obra. Temos que entender bem o que diz a lei de Deus se quisermos ter um encontro com o Senhor. Temos que entender bem a lei que Deus nos deu se quisermos ter um encontro com o Salvador e nos render a ele com todo respeito.
Embora muitos não conheçam a lei, eles apontam para ela e dizem que ela é apenas uma série de leis, mas que temos que guardá-las sempre que pudermos porque elas são a lei de Deus. Só que até a vinda de Jesus Cristo, o papel da lei era apontar o pecado através da Palavra de Deus e nos ensinar o que é bom e mal. É por isso que a Bíblia nos diz numa linguagem figurada que devemos rasgar o véu da lei se quisermos ter um encontro com Jesus, que foi envolto em panos. Melhor dizendo, já que nosso Senhor veio a este mundo, temos que saber a razão pela qual Deus nos deu a lei se quisermos ter um encontro com ele.
Até hoje, muitas pessoas acham que temos que guardar a lei do Antigo Testamento, mas é errado pensar assim. A lei do Espírito de vida é maior do que a lei (Romanos 8:2). A lei aponta os pecados das pessoas, mas a lei do Espírito é linda e justa. Deus nos deu o fruto do Espírito Santo. A lei é o mandamento de Deus que diz “o que devemos e não devemos fazer”, enquanto que a lei do Espírito é misericórdia, amor, mansidão, longanimidade e paz. A lei do Espírito exige de nós mais retidão e justiça do que a lei. Ela exige amor, grande compaixão, gozo, mansidão e paz. Exige coisas que precisamos ter; coisas que são totalmente justas.
Mas o que diz a lei? Ela só nos mostra como a mente, o coração e as obras do homem são maus e o que nossos pecados representam diante de Deus. Apesar disso, temos que conhecer a lei. A lei do Antigo Testamento foi cumprida com a vinda de Jesus. Mas embora a lei nos leve a conhecer o pecado e entendê-lo, não poderemos ter um encontro com o Senhor por mais que nosso Salvador, o menino Jesus, tenho vindo a este mundo, se não compreendermos nossos pecados e a lei de Deus de modo correto.
 
 

Qual a Primeira Coisa que Precisamos Fazer para Termos um Encontro com o Senhor?

 
Nós só poderemos encontrar o menino Jesus envolto em panos e aceitá-lo em nosso coração quando conhecermos a lei e seu propósito corretamente. Quem não aceita em seu coração Jesus Cristo, que foi envolto em panos, não pode vê-lo nem ter um encontro com ele. Embora muitos digam que creem em Jesus, na verdade eles não tiveram um encontro com ele porque não conhecem bem a lei de Deus. Foi por isso que Jesus Cristo veio a este mundo e se tornou nosso Salvador. No entanto, para algumas pessoas, esta é uma grande verdade que está oculta a eles.
As pessoas questionam se Deus de fato de tornou uma simples criatura e veio a este mundo, e não creem nisso. Mas elas não creem nisso porque é de fato inacreditável. Só que este milagre realmente aconteceu. O Senhor é o Deus que criou todo o universo; não somente a terra, mas o imenso universo onde estão todas as estrelas. Deus veio a este mundo através do corpo da virgem Maria revestido de um corpo humano como o meu e o seu. Jesus, que é Deus, veio a este mundo vestido num corpo humano como o nosso. Isso significa que Deus habitou entre nós. Em outras palavras, Deus veio a este mundo em um corpo carnal como o nosso.
Este foi o maior de todos os milagres. Mas embora todos pensem que conhecem Jesus Cristo, só quem conhece a lei de modo correto é que pode ter um encontro com ele. O Senhor veio a essa terra quando César Augusto reinava sobre o Império Romano. E baseados em estudos históricos, podemos afirmar que isso aconteceu em 4 d.C. César Augusto governou “todo o mundo conhecido da época”. Eu sei que vocês sabem que o calendário que a maior parte do mundo adota hoje em dia foi baseado no ano em que Jesus Cristo veio a este mundo. A.D. (Anno Domini em grego) significa os anos após o nascimento de Cristo. Mas os historiadores dizem que há uma diferença de 4 anos no nosso calendário.
De todo modo, pelo lado histórico, Jesus Cristo nasceu durante o reinado do imperador romano César Augusto. Este é um fato histórico que pode ser provado até mesmo para os que não creem em Jesus. Muitos discutem se Jesus foi alguém real ou não, mas a história aponta quando Jesus veio a este mundo. Só que há pessoas que ainda não creem nisso. E elas ainda desrespeitam a Bíblia e perseguem os que creem nela.
Muitos historiadores e autores tentaram provar que a vinda de Jesus a este mundo e a salvação que ele nos deu aos 33 anos de vida não é real, apenas um mito. Eles tentam achar provas de que Jesus Cristo não foi alguém real, mas jamais conseguiram isso. Muitos investigaram a historicidade de Jesus através de estudos arqueológicos, científicos e etc. Eruditos tentaram provar que Jesus não era humano nem Deus, mas todos os seus esforços falharam.
Lewis Wallace, o autor de “Ben Hur,” estudou muito sobre Jesus para provar que ele não era real. Ele fez uma investigação para provar que Jesus Cristo não era real. Mas quanto mais ele se aprofundava em sua investigação, mas ela revelava através de todas as provas materiais que Jesus Cristo realmente nasceu neste mundo e fez todas as obras descritas nas Escrituras. Por isso, este autor, que começou uma investigação para refutar as afirmações sobre a historicidade de Jesus, acabou se dobrando diante de Deus e confessando: “Jesus Cristo é o verdadeiro Filho de Deus e o Deus que veio a este mundo como nosso Salvador”. Lewis Wallace escreveu seu livro após confessar que Jesus Cristo de fato é Deus e o nosso Salvador que veio a este mundo. Seu livro virou um filme chamado “Ben Hur”.
No filme, a divindade de Jesus é revelada claramente em muitas cenas. Na última cena, podemos ver que a mãe e a irmã do personagem principal são curadas da lepra que as afligia quando Jesus Cristo foi pregado na cruz. O autor de “Ben Hur”, Lewis Wallace, conheceu Jesus Cristo e creu que ele era Deus, que ele veio a este mundo, foi batizado, morreu na cruz e assim apagou todos os nossos pecados. Portanto, quando assistimos a este filme, podemos ver que, em vários aspectos, ele mostra que Jesus Cristo é Deus e o nosso Salvador.
Sem dúvida alguma, até do ponto de vista histórico, Jesus Cristo é o Filho de Deus e o Salvador do homem, que veio a este mundo num corpo carnal. Ele foi posto numa manjedoura quando veio a este mundo porque não havia lugar para colocá-lo. Isso nos mostra que ele foi posto num lugar onde ficava a comida dos animais. Jesus foi envolto em panos e posto numa manjedoura. E nós temos que convidá-lo para entrar em nosso coração com a fé que nos leva a exaltar a justiça de Deus.
Nós temos que nos livrar da ganância pessoal do nosso coração se quisermos convidar Jesus para entrar nele. Também não podemos ter um coração que se agrada com as coisas do mundo. Os que não se agradam das coisas do mundo aceitam Jesus Cristo como seu Salvador e o convidam para entrar no seu coração. Jesus Cristo só nasce no coração daqueles que foram salvos do pecado. O evangelho de Mateus no capítulo 5 diz: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus”. Nosso Senhor nasce na alma dos que não se agradam com as coisas do mundo.
Os seres humanos são todos iguais. E há muitos que se agradam das coisas do mundo. Mas as coisas do mundo não podem satisfazer totalmente as pessoas. Mesmo assim, muitos se sentem satisfeitos com elas; eles não entendem o que é a verdadeira satisfação. Mas também há pessoas que não são assim. Há pessoas que não se satisfazem com as coisas do mundo, por mais que as tenham. O Senhor entra no coração dos que não se satisfazem com as coisas do mundo e habita ali.
Há pessoas que ficam muito soberbas quando conseguem ter poder e as coisas materiais deste mundo. Porém, há outros cujo coração fica triste e turbado apesar de terem tudo neste mundo, pois não têm satisfação no seu coração e, por isso, estão sempre buscando-a. Mas o que eles precisam, na verdade, é do Deus que veio pela verdade. Nosso Senhor é o Salvador e o Pastor dos que não podem encontrar satisfação nas coisas do mundo. Ele é o nosso Senhor que veio para salvar o homem do pecado.
Entretanto, não há lugar para Jesus no coração dos que encontram satisfação nas coisas do mundo. Jesus Cristo não pode entrar nem habitar num coração assim. Nosso Senhor não pode habitar no coração de pessoas que só querem as coisas materiais do mundo. Ele foi posto numa manjedoura onde se colocava comida para os animais porque não havia lugar para ele na estalagem. Nosso Senhor não pode entrar no coração de pessoas cujo coração está cheio de outros visitantes e de coisas deste mundo. Não há como o Senhor nascer num coração assim. Como poderia ele nascer em tal coração? Como nosso Senhor pode nascer no coração de pessoas que não o aceitam nem o deixam entrar? Como o Senhor pode nascer no coração de pessoas que se agradam das coisas do mundo, e não com ele? O Senhor bate à porta até do coração dos que não se agradam dele, mas ele não pode entrar porque eles não o aceitam.
Em que tipo de coração o Senhor entra? Ele entra no coração das pessoas humildes. O Senhor entra no coração dos pobres de espírito que não se agradam das coisas do mundo. Ele entra no coração que sofre e anseia pela justiça de Deus. É nesse coração que o Senhor entra. O Senhor veio a este mundo como Salvador, mas ele não pode nascer e habitar em qualquer lugar. Ele não pode ser concebido em qualquer coração. Nosso Senhor nasce no coração dos que de fato anseiam por Deus e querem adorar o Criador. O Senhor nasce no coração dos que de fato querem receber a remissão de todos os seus pecados e viver na presença do Senhor, daqueles que sofrem por causa do seu pecado e creem que Jesus cumpriu a obra da salvação pelo evangelho da água e do Espírito.
 
 

O Senhor Veio ao Encontro dos Humildes

 
Quando eu era jovem, eu não tinha muita coisa. Eu vivia como todas as pessoas, mas não me sentia realizado. Então, eu gastava todo o meu dinheiro, por mais que não fosse muito. Eu fazia isso porque pensava que me sentiria realizado se gastasse meu dinheiro do jeito que eu quisesse. Todavia, meu coração estava sempre vazio, mesmo quando eu tinha dinheiro, comia comidas deliciosas e me alegrava com as coisas do mundo. Meu coração não conseguia de jeito algum se sentir realizado com as coisas deste mundo. Eu não sentia feliz e realizado em meu coração. Um dia então eu conheci o Senhor, e embora não tenha recebido a perfeita salvação naquela ocasião, o vazio do meu coração pelo menos diminuiu um terço. Porém, algo que ficou bem claro para mim foi que eu pude me sentir um pouco realizado por crer em Deus, o verdadeiro Criador, e passei a viver para ele.
Depois de dez anos que eu entreguei minha vida a Jesus, eu finalmente pude receber a verdadeira salvação do pecado ao ter um encontro com o Senhor e conhecê-lo. Depois disso, eu me sentia sempre realizado em meu coração. Meu coração estava realizado e transbordando de alegria. Mas o Senhor só se tornou meu Salvador e meu Deus depois que eu tive um encontro com ele e ele nasceu em meu coração. O Senhor veio a este mundo revestido de um corpo humano para me salvar assim. Deus veio ao mundo com uma natureza humana e divina. A alegria, a verdadeira realização e a paz, como uma pomba, entraram em meu coração quando eu tive um encontro com o Senhor e cri nele. Eu parei de procurar as coisas do mundo e de tentar satisfazer meu coração com elas. Eu me senti totalmente realizado em meu coração quando cri em Cristo. Eu me sentia realizado.
Eu estava feliz mesmo quando não parecia feliz. E mesmo quando parecia que eu não tinha nada para fazer neste mundo, eu me sentia ávido por fazer a obra do Senhor, pois ele disse que os que têm fome e sede de justiça serão saciados. E já que eu tinha fome e sede da justiça de Deus, o Senhor me levou a fazer toda a obra da justiça que eu queria e me saciou por completo. Depois que eu tive um encontro com o Senhor, eu ainda tinha alguma fome, embora houvesse satisfação em meu coração. Mas nosso Senhor permitiu que eu me entregasse totalmente para fazer sua obra e servir a ele, para pregar o evangelho e ajudar almas a receber a remissão de pecados. Aí então, eu passei a viver em abundância e nunca mais tive fome.
Nós somos saciados quando fazemos a obra do Senhor. E quanto mais fazemos a obra do Senhor, mais somos saciados espiritualmente, apesar de nosso corpo ficar cansado. Nosso estômago fica cheio também e o coração, realizado. Depois que temos um encontro com o Senhor, ele se torna pessoalmente o pão da vida que acaba com nossa fome e a bebida refrescante que sacia nossa sede.
O batismo de Jesus e seu sangue na cruz se tornam uma comida abundante e o pão da eterna salvação que nos leva a ter uma vida de retidão. Nosso Senhor nasce no coração dos que não se saciam com as coisas do mundo. Você tem que abrir seu coração se quiser servir a Jesus Cristo. Nós temos que abrir nosso coração se quisermos realmente servir a Jesus Cristo, se quisermos ter uma vida onde o Senhor habitará em nós depois de recebermos a remissão de pecados, onde sempre cearemos com o Senhor. Não devemos nem tentar saciar nosso coração com as coisas do mundo. Devemos rejeitá-las ao invés disso. Devemos rejeitar todas elas. O Senhor habita em nosso coração, se torna o Rei dele e governa nossa vida quando nós rejeitamos as coisas do mundo. A partir daí, não precisamos nos preocupar com mais nada, pois ele se torna nosso Rei. Por quê? Porque Jesus Cristo nos protege sempre que estamos em perigo por ser nosso Rei. Ele também nos alimenta quando não temos nada para comer e nos depende pessoalmente com o poder da Palavra quando o inimigo surge diante de nós. Isso tudo porque todo o poder pertence ao nosso Rei.
Você tem que rejeitar as coisas o mundo então, e também reconhecer que isso não pode trazer nenhuma satisfação à sua vida. Você tem que aceitar a Palavra de Deus no coração pela fé. E depois de nascer de novo, você tem que tirar o desejo mundano do seu coração. Só então você poderá andar com o Senhor e a vontade dele se cumprirá em sua vida.
O Senhor de fato se tornou nosso pão da vida. E ele habita em nosso coração como Senhor e Rei, e manifesta sua glória nos usando como instrumentos da sua justiça. Já que estamos celebrando o Natal, temos que meditar mais uma vez por que o Senhor nasceu numa manjedoura.
As coisas do mundo são mesmo vãs. A satisfação não vem só porque a encontramos. Está escrito no livro de Eclesiastes 12:12: “E, demais disto, filho meu, atenta: não há limite para fazer livros, e o muito estudar é enfado da carne”. Mas mesmo assim, estamos publicando mais livros da nossa missão para que possamos compartilhar a Palavra que todos precisam hoje em dia; a Palavra que a alma precisa, a Palavra que é mesmo muito importante aos irmãos de todo o mundo. Nós temos que publicas os próximos volumes dos livros da nossa missão, mas este é um trabalho incessante e cansativo. Eu nunca iria querer fazer isso se fosse livros do mundo.
Mas os livros da missão que estamos escrevendo contêm o verdadeiro evangelho da água e do Espírito; e é por essa razão que nos esforçamos para enviá-los a todos neste mundo, pois eles precisam conhecer este evangelho. E já que nós estamos publicando os livros da nossa missão um a um, nosso coração tem paz, embora nosso corpo fique cansado. Nós não faríamos esse trabalho se fosse por um livro qualquer, e estamos fazendo essa obra com alegria porque assim estamos pregando o evangelho. No trabalho secular, há sempre uma tarefa para acabar, e depois surge outra tarefa, e então surge outra. Só que isso não traz satisfação alguma. As pessoas trabalham duas vezes mais e fazem muito mais coisas, mas nunca se sentem realizadas em seu coração. Mas nós nos sentimos realizados no coração quando fazemos a obra de Deus, mesmo quando nos cansamos demais por isso. Por quê? Nos sentimos realizados porque o Senhor se alegra conosco e se torna nosso alimento.
Nós temos que esvaziar nosso coração. Temos que meditar no que a Palavra quer dizer realmente ao falar que o Senhor foi posto numa manjedoura. Estalagens são negócios com fins lucrativos como hoteis e moteis, e onde há muitos clientes. José e sua esposa Maria voltaram a sua cidade natal para se registrar, conforme a ordem do imperador romano César Augusto, que também governava Israel naquela época. Mas Maria começou a sentir dores de parto. José então tentou conseguiu um quarto numa estalagem, mas estava lotada. Ele então foi batendo de porta em porta, mas como não havia lugar para eles ficarem, Maria teve que dar à luz na manjedoura da estalagem. Foi num lugar rústico assim que Jesus nasceu. No entanto, este não era um lugar para clientes; ao contrário, era lugar para os animais. Na verdade, você e eu não passamos de animais perante Deus. Nós somos seres humanos desprezíveis e imperfeitos para Deus, mas nosso Senhor nasceu para pessoas como nós. Mas só pode servir ao Senhor de coração os que são humildes e deixaram as coisas do mundo.
Aqueles que não têm prazer com as coisas do mundo nem ganância no coração para tê-las é que podem servir ao Senhor e andar com ele. Temos que prestar bastante atenção à Palavra quando celebramos o Natal. Temos que meditar bem para vermos se nosso coração está cheio de coisas do mundo que precisamos jogar fora. Jesus Cristo só poderá entrar no seu coração se você esvaziá-lo. E você só poderá entender a grande vontade de Deus se esvaziar seu coração também. Nós temos que aceitar de coração este evangelho da graça que é de fato um milagre. Temos que servir ao Deus que se tornou ser humano, veio a nós pessoalmente, levou todos os nossos pecados ao ser batizado, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e se tornou o nosso verdadeiro Salvador, Jesus Cristo. Temos que servi-lo pela fé e de coração.
 
 

Quem Não Tem Fé em Deus Não Pode Servir a Jesus Cristo

 
Quem não tem fé em Deus não pode servir a Jesus Cristo como seu Salvador, mesmo que ele tenha vindo em favor dele, pois seu coração está cheio das coisas do mundo. Essas pessoas não podem abrir seu coração com alegria quando Jesus bate à sua porta. Eles não têm escolha senão dizer para ele que não há lugar para ele ali e o põem para fora. Portanto, nós temos que entender que somos seres desprezíveis que merecem ir para o inferno. Além disso, também temos que crer que Jesus Cristo de fato veio a este mundo para se tornar o Salvador de pessoas miseráveis como nós.
Temos que crer de coração na Palavra de Deus. O Senhor disse:
“Bem-aventurados os pobres de espírito,
Porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram,
Porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos,
Porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça,
Porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos,
Porque eles alcançarão misericórdia” (Mateus 5:3-7).
Nós temos que ter a fé que crê que Jesus Cristo é o nosso Senhor. Temos que ter essa fé. Temos que crer assim. Temos que confessar: “Jesus Cristo é o meu Senhor. Ele veio a este mundo para me salvar, foi batizado por mim e morreu na cruz em meu lugar”. Além disso, também temos que crer que ele é o Deus que ressuscitou dos mortos e ascendeu aos céus; o Deus que voltará a este mundo como Juiz.
Como podemos ser salvos de todos os nossos pecados? Crendo em Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador. Nós podemos servir a Jesus Cristo de coração e receber a salvação crendo na justiça de Deus. As Escrituras dizem que o justo viverá pela fé. E nós somos salvos pela fé que crê no evangelho da água e do Espírito. O milagre da salvação acontece na nossa vida por meio dele. Através dele, Deus veio a este mundo como um ser humano, foi batizado, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e nos salvou.
Nós temos que ter a fé que crê em Deus como nosso Salvador. Temos que receber a salvação pela fé que crê nisso. Temos que crer que Deus veio a este mundo e nos salvou com a água e o sangue, que ele nos ajudou e que, espiritualmente, nós somos israelitas.
Nós temos que viver por essa fé. Satanás, o diabo, nos vencerá e nos matará se não vivermos pela fé que crê na justiça de Deus. Você tem que ter a fé que crê na justiça de Deus, e logo, mesmo que você tenha recebido a remissão de pecados e a salvação há pouco tempo. Quando Jesus veio a este mundo, o rei Herodes mandou matar todas as crianças até dois anos. Se Satanás tentar nos matar assim, poderemos evitar seu poder maligno se tivermos a fé que crê em Jesus, se tivermos a fé que crê que Jesus é nosso Deus e Salvador, se tivermos a fé que crê que Jesus Cristo é nosso Deus e Pastor. Somos protegidos dos nossos inimigos quando cremos no Senhor. Quando cremos em Jesus Cristo e o seguimos com sinceridade, Deus nos livra de todos os perigos porque andamos com ele e ele nos protege.
Não podemos ficar soberbos depois que recebermos a remissão de pecados, mas viver com uma fé sincera. Os anjos adoraram assim: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. Os que creem em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, os que creem no evangelho da água e do Espírito, e os que creem que Deus os salvou com a água e o sangue podem ouvir as boas novas, correr ao encontro de Jesus e vê-lo. Estes creem nas boas novas. Os sábios do Oriente não acreditaram nas palavras do rei Herodes, mas, ao contrário, foram contra elas. José e Maria, os pais carnais de Jesus, só puderam escapar das mãos do rei Herodes porque ouviram a voz de Deus através de um anjo e creram nela. É com essa fé que temos que viver depois que somos salvos.
Nós temos que limpar nosso coração e viver somente pela fé. É difícil manter a fé depois que somos salvos. Mas por quê? Isso é difícil porque nunca vivemos pela fé antes. Então, temos que limpar nosso coração sempre, deixar a ganância, viver pela fé e crer que só Jesus Cristo é nosso Senhor, nosso Salvador e nosso Pastor. Nós só poderemos entender como o Senhor nos ajuda e nos abençoa quando crermos nisso. Aí então, veremos que o Senhor é o Pastor que ainda está vivo e nos guia até hoje.
 
 

Nós Temos que Viver pela Fé Mesmo depois que Recebemos a Remissão de Pecados

 
O mundo hoje está caminhando para o fim. Até este Natal está diferente dos outros, não está? Nessa época ano passado, as pessoas estavam muito mais animadas. Mas este ano está mais tranquilo. E ao que parece, ano que vem vai ser mais tranquilo ainda. Daqui a alguns anos, as pessoas vão pensar no Natal como algo do passado. Elas só vão se lembrar dele como um ritual que acontecia antigamente. Apesar de nos reunirmos hoje para cantar louvores e adorar, com o passar dos anos o mundo ficará mais sombrio e tudo ficará mais difícil no futuro. Mas nós, os justos, temos que nos reunir sempre neste dia e cantar: “♪Noite Silenciosa, ♬Noite Santa” e adorar a Deus. Mas no futuro será difícil ver adoração nas igrejas no dia em que Jesus veio a este mundo.
De todo modo, nós recebemos a remissão de pecados. A quem então devemos seguir agora? Nós temos que seguir Jesus Cristo. Temos que seguir a estrela. Embora tenhamos nascido de novo, servos de Satanás como o rei Herodes virão para nos matar se ficarmos parados e não formos guiados pelo Senhor. Depois que você receber a remissão de pecados, você tem que ouvir seus pais na fé, aqueles que se converteram antes de você. Mesmo que você tenha nascido de novo há pouco tempo, você tem o Espírito Santo no coração e deve permitir que ele o guie, pois ele age em conformidade com a Palavra. Assim, você poderá obedecer ao Senhor e segui-lo sempre. A fé cresce em nós à medida que seguimos o Senhor. E isso nos leva a receber a vida eterna.
Israel era uma colônia do Império Romano quando Jesus nasceu neste mundo. Jesus com certeza passou por situações de vida e morte. Nosso Senhor cumpriu toda a obra segundo a Palavra, vencendo até a ameaça de morte do rei Herodes. Ele fez tudo isso mesmo sendo acusado por seus parentes de ser louco.
Nós somos os santos que creem em Jesus. Somos aqueles que seguem Jesus Cristo pela fé. E os pastores que aparecem no texto aqui? Eles ouviram a notícia dos anjos e saíram à procura do lugar onde Jesus nasceu para vê-lo. As pessoas talvez deixassem passar despercebida a notícia de que nasceu um menino de uma certa família. Mas não aqueles pastores. Eles criam que o Messias, o Salvador, nasceria em Israel. Eles viveram toda a sua vida com essa fé. Muitos não se importam muito com os anos em que Jesus cresceu, mas estes pastores acompanharam o crescimento de Jesus e uma fé poderosa de que ele era o seu Salvador cresceu em seu coração. Nós temos que ter essa fé. Temos que esvaziar nosso coração das coisas do mundo. Quanto mais o mundo se torna caótico, mais temos que esvaziar nosso coração. Temos que ter um coração e a fé que servem a Jesus Cristo o tempo todo, um coração que segue sempre a Palavra do Senhor.
Amados irmãos, eu tenho certeza que vocês fazem isso. Nós temos que crer no Senhor e segui-lo mesmo depois que recebemos a remissão de pecados. Nosso Senhor nos deu a Palavra que é nosso alimento e pessoalmente realizou entre nós milagres e maravilhas. Se ele tivesse nascido num palácio real, muitas partes das Escrituras teriam que ser escritas de maneira diferente então. Os ricos receberiam a salvação e os pobres seriam tratados com desprezo. Mas os que não se agradam das coisas do mundo puderam ter um encontro com Jesus Cristo e receber a salvação daquele que nasceu numa manjedoura. Mas as pessoas duras de coração que têm poder neste mundo, os que se agradam com tudo que há aqui, serão destruídos.
Nosso Senhor nasceu numa manjedoura por você e por mim que não nos agradamos com as coisas do mundo. Ele fez tudo isso para se tornar o Salvador de todos os pecadores cujo coração estava confuso, vazio e em profundas trevas, os que estavam à procura de Deus. Eu quero que vocês creiam que o primeiro lugar onde o corpo do nosso Senhor foi posto foi um tabuleiro usado para alimentar animais.
Eu quero que vocês vivam pela fé. A Bíblia diz que o justo viverá pela fé. Nós enfrentamos muitas lutas e desafios neste mundo. Mas são nesses tempos difíceis que nossa fé deve ser maior. Nós sempre teremos momentos felizes se olharmos para o Senhor e o seguirmos, embora sejamos falhos. Se não titubearmos e ficarmos firmes, seguiremos em frente passo a passo pela fé. É assim que nossa fé cresce e se torna cada vez maior.
A fé não surge de repente como uma “pipoca” que estoura na panela. Nós só poderemos receber as bênçãos que Jesus Cristo nos promete na Palavra de Deus se esvaziarmos nosso coração e a aceitarmos. Nossa fé cresce com as experiências que temos e nos levar a expressar: “Ah, é verdade. Aconteceu justamente como diz a Palavra. É isso mesmo!” Portanto, nós precisamos ter fé. Temos que buscar sempre o Senhor que nos torna perfeitos, crer nele e segui-lo.
O Natal está chegando, e se eu não falar do nascimento de Jesus agora, ele vai passar e eu acabarei não falando nada sobre isso. É interessante como o Natal passa tão rápido. Essa época mal começa e, quando vemos, já acabou. É por isso que eu já quero começar a falar sobre isso desde já.
Nós temos que viver pela fé que crê em Jesus Cristo. O Senhor não pode entrar no coração de pessoas cujo coração está nas riquezas ou nas coisas do mundo. Ele não pode habitar em alguém assim. Essa é a razão de eu estar falando sobre isso. Embora você tenha recebido a salvação, se seu coração estiver cheio das coisas do mundo, o Senhor chegará à sua porta mas dará meia volta. E embora você queira abrir a porta para ele, ele te dirá que virá outra hora porque seu coração está cheio de coisas que não condizem com ele.
Quem sairá perdendo se o Senhor estiver do lado de fora da sua porta e não puder entrar? Todo o universo pertence a Jesus Cristo, assim como nós. Então, nós é que perderíamos se rejeitássemos o Senhor quando ele quisesse entrar no nosso coração para nos ajudar, para estar conosco e se tornar nosso Pastor. Nós temos que esvaziar sempre nosso coração para que isso não aconteça conosco. As coisas do mundo sempre entram no nosso coração, mesmo quando não queremos. Sendo assim, temos que esvaziá-lo sempre, meditar na Palavra de Jesus e viver pela fé. E quando algo der errado novamente, temos que esvaziar de novo o coração e continuar vivendo pela fé.
É assim que temos que seguir o caminho do Senhor. Eu quero agradecer mais uma vez pela presença do Senhor, nosso Deus, que veio a este mundo como um ser humano para salvar a todos nós.