The New Life Mission

Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-4] (Lucas 2-1-20) Jesus numa Manjedoura

(Lucas 2-1-20)
“E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo:
‘Glória a Deus nas alturas,
Paz na terra, boa vontade para com os homens.’
E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: ‘Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.’ E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e o menino deitado na manjedoura. E, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita; e todos os que a ouviram se maravilharam do que os pastores lhes diziam. Mas Maria guardava todas estas coisas, conferindo-as em seu coração. E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes havia sido dito”.
 
 
Para quem Jesus veio?
 
Nós acabamos de ler Lucas capítulo 2, que é nosso texto principal hoje.
O versículo 11 diz assim: “Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor”. Isso significa que o Rei dos reis veio a essa terra para nos salvar de todos os nossos pecados e iniquidades. Neste dia, quando o Rei dos reis que criou o universo veio a essa terra, comemoramos o Natal. Olhe para as estrelas no céu. Não são muitas estrelas? O Natal foi o dia em que o próprio Deus, o Criador de terra e de todos os exércitos celestiais, o Rei dos reis, veio pessoalmente a essa terra num corpo carnal para salvar os pecadores de todos os seus pecados. Eu sou grato ao Rei dos reis por ter vindo a essa terra. Palavras não podem expressar como foi extraordinário o Rei dos reis ter vindo pessoalmente a essa terra como um ser humano comum por mim e por vocês.
As pessoas simples dessa terra receberam um visitante ilustre. Quando eu penso nisso, eu vejo que não há como agradecer por uma bênção tão gloriosa assim. Amados irmãos, apesar de Deus nos ter feito nascer nessa terra e nos dado a vida – ele é soberano e controla tudo que diz respeito a nós, inclusive a vida e a morte –, somos seres inferiores. Todos nós somos como as moscas que só vivem um dia, mais inferiores do que um pontinho no universo e todos os seus exércitos. No entanto, Deus veio a essa terra à nossa procura por uma razão somente: porque ele nos criou conforme a sua imagem, porque o seu grande plano da salvação foi preparado por ele antes da fundação do mundo. Não há como agradecer ao Senhor por ele ter vindo a essa terra.
Vamos dizer que alguém muito nobre e importante te fez uma visita, alguém que você jamais imaginou que visitaria sua casa tão simples. Não seria uma grande honra? Só que o ser mais exaltado do universo, o Filho de Deus, veio nos procurar para nos fazer ricamente abençoados e prósperos; e ele nos encontrou através do evangelho da água e do Espírito. Como então podemos deixar de ser gratos a ele? Que bênção fabulosa foi Jesus Cristo ter entrado em nosso coração e, por essa razão, nossa vida insignificante ter mudado por completo.
É impossível entendermos que bênção grandiosa foi o Senhor ter vindo a essa terra para nos salvar dos pecados do mundo. Melhor dizendo, não temos como entender totalmente a infinita graça de Deus. Não há como compreendermos o que significa o Rei dos reis ter vindo nos salvar do pecado e da condenação.
O mais triste, contudo, é ver que os cristãos não entendem o verdadeiro significado do Natal. Embora eles cantem assim: “Alegre-se o mundo! O Senhor chegou!”, eles não entendem que Jesus levou sobre si todos os seus pecados ao ser batizado por João Batista quando tinha 30 anos, que ele morreu na cruz, ressuscitou dos mortos, nos salvou assim, e por isso é o nosso Salvador. Em outras palavras, eles não entendem como Jesus Cristo é grandioso. Eles só são gratos por ele ter vindo a essa terra.
Mas foi o soberano Filho de Deus veio a essa terra. Não foi alguém vil com uma intenção maligna que veio a nós, mas o Filho de Deus, o Rei dos reis, o próprio Deus que criou o universo e todos os seus exércitos que veio a essa terra para nos salvar. O nome “Cristo”, de Jesus Cristo, significa Rei dos reis. E também significa o Ungido. O Senhor é o Rei do reino dos céus, o Rei dos reis, o Sacerdote celestial, o Profeta onisciente. E foi este Senhor que veio a essa terra. Que bênção fabulosa foi essa! Já que estamos no Natal, devemos ser gratos ao Deus da salvação. Devemos ser gratos ao Rei dos reis por ter vindo a essa terra para salvar seu povo dos pecados do mundo.
 
 
Jesus Cristo é o Senhor da História da Humanidade
 
Nosso Senhor, que é o rei dos reis, é o Senhor de toda a humanidade. O começo e o fim deste universo estão nas mãos do Senhor, assim como o início e o final de todas as coisas. Em outras palavras, Jesus é o Senhor de toda a criação. Ao nascer em Belém, nosso Senhor mudou o curso da história do homem quando veio a essa terra. Naqueles dias, Deus mudou a história de Israel e fez com que eles fossem governados pelo Império Romano. E o imperador romano, fazendo uso do seu poder, ordenou que todos que viviam sob o domínio de Roma fossem recenseados. Ele os forçou a fazer o censo para ver quantos estavam sob seu domínio.
Como eu disse, nosso Senhor é o Rei dos reis, o Cristo que criou o universo e todos os seus exércitos, e que controla a história do homem e do mundo. E ele fez com que o imperador romano ordenasse um censo naqueles dias para que ele pudesse nascer numa pequena cidade chamada Belém. Foi assim que Deus controlou a história para cumprir o que ele havia dito a Miquéias no Antigo Testamento, a Palavra que ele prometeu aos profetas.
Assim então, José e Maria foram forçados a ir para Belém, sua cidade natal, para responder ao censo. Só que ao longo da viagem, Jesus Cristo nasceu através do corpo da virgem Maria. A Bíblia diz que Maria deu à luz ao seu primogênito, quando se refere ao nascimento de Jesus. Mas por que Bíblia diz isso? Ela diz que Maria deu à luz ao seu filho primogênito para que as gerações seguintes não pensassem que ela é a mãe de Deus. E já que Jesus é seu filho primogênito, Maria deu à luz a outros filhos.
Na verdade, Maria teve outros filhos além de Jesus. Ela foi apenas uma serva do Senhor que cumpriu a função que ele lhe deu. Depois de dar à luz a Jesus, ela teve outros filhos com José. Em obediência à Palavra de Deus, a virgem Maria deu à luz a Jesus Cristo, mas a Bíblia descreve isso como ela tendo seu filho primogênito, a fim de que as gerações seguintes não tivessem um conceito errado dela e a chamassem de “Rainha dos céus”. Se Maria tivesse dado à luz somente a Jesus e não tivesse outros filhos, as gerações seguintes poderiam venerá-la mais do que a Jesus Cristo. Então, o mundo todo serviria a uma mulher, que nunca foi esposa de Deus, como uma deusa. Foi para impedir isso que Deus fez com que Maria tivesse outros filhos com seu marido José. Há um relato na Bíblia onde Maria e os irmãos de Jesus o visitam, e Jesus diz àquele que foi avisá-lo que eles estavam ali: “‘Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?’ E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: ‘Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe’” (Mateus 12:48-50).
Amados irmãos, Deus já sabia o que as pessoas ignorantes fariam. Nós somos gratos pelo Rei dos reis ter vindo a essa terra, e temos a fé que crê que ele é o Salvador que veio nos salvar do pecado com o evangelho da água e do Espírito. Neste mundo há todo tipo de religião. Há coisas mais insignificantes do que pó neste mundo, e muitos vezes o diabo coloca isso na nossa mente e nos traz muitos problemas. Mas o Rei dos reis, Jesus Cristo, veio para nós que cremos e nos faz vencer todos os desafios pela fé, crendo que ele nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. Há muitos desafios malignos que nos atormentam, nos ameaçam e nos fazem cair por causa da fraqueza da nossa carne. Mas temos que vencer todos eles tendo fé na justiça de Deus e no seu amor.
Satanás sempre atua nos nossos sonhos e na nossa mente quando não temos fé na verdade. O diabo trabalha no homem com um leão voraz. É nessas horas que temos que derrotá-lo pela fé na verdade do evangelho da água e do Espírito. Que tipo de pessoas eu e vocês somos? Somos os que receberam a remissão de pecados, que fomos purificados por completo dos nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. Somos aqueles que se tornaram filhos de Deus. E já que o Rei do reis veio a essa terra e nos salvou dos pecados do mundo, nós nos tornamos seus filhos pela fé. Então, devemos desfazer as obras de Satanás em nome de Jesus Cristo, crendo no evangelho da água e do Espírito, na Palavra de Deus. Nós temos que levar uma vida espiritual de fé e vencer nossas lutas. Já que estamos levando uma vida de fé neste mundo, às vezes Satanás procura trabalhar na nossa mente carnal. Em certas ocasiões, ele entra nos nossos sonhos e nos traz preocupações e ansiedade. Ele às vezes nos persegue e se levanta contra nós através daqueles que são controlados por espíritos malignos, usando várias situações para nos trazer preocupações. Nessas horas, temos que vencer o diabo colocando nossa fé na Palavra da verdade.
 
 
Maria Foi um Instrumento de Jesus Usado para Cumprir Sua Vontade
 
Amados irmãos, vocês jamais devem adorar a virgem Maria ou exaltá-la como Deus só porque ela deu à luz a Jesus. A Igreja Católica chama Maria de Rainha dos céus. Isso quer dizer que ela é adorada como se fosse a esposa de Deus. E por pensar assim, os católicos desprezam os outros dizendo: “A quem devemos orar para que Deus responda as nossas orações? Deus te responderá se você orar ao seu Filho ou à sua esposa Maria?” A oração dos católicos é simples e carnal, e é assim que eles levam uma vida de fé carnal também. Entretanto, os quatro evangelhos dizem que Maria teve outros filhos com José depois de Jesus.
O papel de Maria só foi dar à luz a Jesus Cristo, porque Deus somente tomou seu corpo emprestado para trazer a este mundo o Senhor. Tudo que ela fez foi emprestar seu corpo por nove meses e cuidar de Jesus enquanto ele crescia. Em outras palavras, Deus simplesmente a usou por algum tempo para salvar o homem dos pecados do mundo.
Amados irmãos, assim como nós alcançamos a graça da salvação de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito, Maria também alcançou essa graça crendo na sua Palavra. Isso quer dizer que ela creu no que Deus lhe disso através do anjo. Ela então entendeu que Jesus Cristo, que nasceria dela, seria seu Salvador, e que ela seria salva do pecado crendo nele. Através de todas as coisas que Jesus fez nessa terra, através do batismo que ele recebeu quando tinha 30 anos e da sua morte na cruz em nosso lugar, embora não tenha cometido nenhum pecado, Maria entendeu e creu que embora Jesus fosse seu filho, ele também era o Messias que veio para salvar toda a humanidade dos pecados do mundo.
Meus amados irmãos, Maria, Isabel, Zacarias e todos os profetas do Antigo Testamento receberam a graça da salvação e se tornaram povo de Deus por uma razão apenas – todos eles creram na Palavra de Deus. Deus usou cada um deles como seus instrumentos porque eles creram que a Palavra do Antigo Testamento com certeza se cumpriria. Melhor dizendo, Maria foi uma mulher abençoada que recebeu a salvação de Deus do mesmo jeito que nós.
Nosso Senhor foi posto numa manjedoura quando nasceu nessa terra. E todo aquele que crê na sua justiça pode receber a vida eterna. O fato de o senhor ter sido posto numa manjedoura, onde os animais comiam, significa que ele é o pão da salvação para nós. Significa que ele é nosso eterno Salvador. O homem não possui a verdade da salvação. Melhor dizendo, não há nada que o homem possa crer neste mundo para ser purificado dos seus pecados. Somente pela verdade é que todos podem ser salvos, mas o homem não possui o pão espiritual que pode lhe dar a vida eterna.
Mas já que Jesus Cristo veio para o homem, o pão da vida passou a existir. Por isso ele foi posto numa manjedoura assim que nasceu nessa terra. E já que nasceu aqui, nosso Senhor se tornou o nosso verdadeiro pão da vida e nos mostrou a grande verdade da salvação. Ele é o nosso Salvador que é digno da nossa fé. Por isso que nosso Senhor foi posto numa manjedoura e envolto em panos quando nasceu nessa terra.
A manjedoura aqui era um tabuleiro usado para alimentar os animais. E isso significa amados irmãos, que o Rei dos reis veio a essa terra e entregou seu corpo para ser nosso pão da vida. Então, ao ser batizado por João Batista e crucificado, ele se tornou o Salvador que nos trouxe a eterna salvação; e nós recebemos esta salvação comendo a sua carne e bebendo o seu sangue. Foi assim que Jesus nasceu, levou sobre si os pecados do homem de uma vez por todas ao ser batizado por João, carregou todos eles até a cruz onde morreu e ressuscitou dos mortos, tornando possível, desse modo, que nascêssemos de novo crendo de coração no evangelho da água e do Espírito.
O Senhor se tornou nosso pão da vida. Foi por isso que ele disse: “Eu sou o pão da vida, e todo aquele que comer a minha carne e beber o meu sangue receberá a vida eterna”. Jesus, este pão da vida, disse que todo aquele que comer sua carne e beber seu sangue pela fé jamais terá sede novamente. Ele disse que seria nossa água viva. Jesus veio a essa terra para se tornar o pão da nossa salvação. E é assim que você e eu somos salvos de todos os nossos pecados crendo em Jesus, nosso Salvador que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, o Senhor veio a essa terra como o Rei dos reis.
Mas não há lugar no coração das pessoas para ele. Apesar de Jesus Cristo estar sempre junto a nós através do verdadeiro evangelho, o coração das pessoas não tem fé no evangelho da água e do Espírito para recebê-lo. Isso porque elas já têm outro Jesus em seu coração, diferente do Jesus que veio por meio do evangelho da água e do Espírito. Quando Jesus nasceu nessa terra, não havia lugar para ele na hospedaria; foi por isso que ele nasceu num lugar miserável. E Jesus Cristo ainda está nessa terra, como antes. No entanto, não há lugar para ele no coração das pessoas. E já que seu coração está cheio de outras coisas, não há como Jesus entrar e habitar ali. O texto bíblico deste capítulo diz que Jesus foi posto numa manjedoura, pois não havia lugar para ele na estalagem. E hoje também não há lugar no coração das pessoas para Jesus Cristo. Isso porque elas creem em Jesus de um modo religioso apenas, e não como o verdadeiro Deus que veio por meio do evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, as pessoas estão cada vez mais presas às suas emoções carnais, à concupiscência dos olhos, à tecnologia e à sua ganância pessoal. É por isso que embora o Rei dos reis tenha vindo à sua procura, elas se levantam contra o evangelho da água e do Espírito, porque não há lugar no seu coração para Jesus, que é o pão da vida.
Até hoje nosso Senhor quer entrar no coração de todos e ser o pão da vida para eles. O Senhor quer ser mesmo o Mestre da vida para todo mundo, assim como seu pão da vida. Mas apesar disso, o coração das pessoas não está preparado para aceitar Jesus. E não há lugar no seu coração porque ele está cheio de outras coisas. Ele está cheio das coisas do mundo. Por isso, não há lugar no seu coração para Jesus habitar. E já que as pessoas rejeitam Jesus Cristo e o expulsam para fora de suas casas, ele não tem aonde ir, e, por isso, busca nascer no coração daqueles que, como ovelhas perdidas de Deus, não se sentem realizados neste mundo e não dão valor às coisas que nele há.
Assim, o Senhor nasce no coração daqueles que creem no evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor fez isso porque se agradou de nós. E assim como o Senhor procurou cuidar do seu rebanho e não abandonou, como diz a Bíblia, ele cuida da sua Igreja, dos seus pastores e, acima de tudo, do seu rebanho. Numa noite estrelada, havia pastores cuidando do seu rebanho perto de Belém. De repente, os exércitos celestiais desceram e começaram a louvar a Deus cantando: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. Os exércitos celestiais apareceram e louvaram a Deus assim.
 
  
Nosso Senhor Cuida Muito Bem do Seu Rebanho e dos Seus Pastores
 
A Bíblia diz: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. E isso é mesmo verdade. Foi um milagre o Rei dos reis ter vindo até nós, o menino Jesus ter nascido nessa terra e posto numa manjedoura envolto em panos.
Um casal chegou a uma pequena cidade e deu à luz a um filho. Só que eles não tinham lugar para colocar o menino Jesus, e, por isso, limparam uma manjedoura e o colocaram ali envolto em panos. Isso foi um milagre para nós e para toda a humanidade. Como é maravilhoso saber que o Rei dos reis veio em busca de pessoas miseráveis como nós! Quem poderia imaginar que o Deus Todo-Poderoso se tornaria homem e seria posto numa manjedoura como o menino Jesus? Isso foi um sinal. Quando os anjos apareceram para os pastores, isso foi um sinal porque eles lhes disseram que o Salvador tinha nascido: “Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura”.
Amados irmãos, o nascimento de Jesus nessa terra não foi um sinal da salvação? Sim, foi. O nascimento de Jesus foi um milagre para nós e para todos neste mundo. O próprio fato de Jesus ter vindo a essa terra para habitar no coração de pessoas miseráveis como nós é o maior de todos os milagres. É por isso que cantamos: “♬Alegre-se o mundo, o Senhor chegou! ♬Que a terra receba seu Rei! Que haja lugar em todo coração para ele!♪” Entretanto, amados irmãos, nosso Senhor não veio cheio de glória quando nasceu. Ele nasceu como um simples bebê no lugar mais humilde do mundo. Quanto Jesus pesava quando nasceu? O fato de Jesus ter nascido neste mundo e sido posto numa manjedoura é um sinal da salvação. E isso diz respeito à salvação do homem. Significa que o Deus Todo-Poderoso, o Rei dos reis, nasceu como o menino Jesus por nós, que somos seres humanos miseráveis. O que mais isso poderia ser senão um milagre? Foi algo extraordinário. Não foi um milagre o próprio Deus ter vindo a essa terra encarnado como um homem por mim e por vocês? Isso foi um milagre maravilhoso.
Na noite em que Jesus nasceu um incontável exército celestial – ou seja, os anjos e os exércitos celestiais – surgiram no céu e cantaram: “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens”. Como os pastores devem ter ficado assustados! Já que a noite era fria, eles deviam estar enrolados com cobertas, guardando seu rebanho de predadores como os lobos. Mas de repente o céu se iluminou, eles viram anjos e os exércitos celestiais, e ouviram um lindo e glorioso louvor. Se tivesse acontecido conosco, ficaríamos tão chocados que desmaiaríamos. E os pastores só puderam ser testemunhas deste mistério porque criam na Palavra de Deus. Imagine essa cena acontecendo diante de quem não crê em Deus. Chocados com a cena, eles teriam um ataque do coração e morreriam na hora.
Ao ouvir as palavras do anjo, os pastores foram ver o menino Jesus. Eles então encontraram José, Maria e o menino Jesus deitado numa manjedoura. Ao ver Jesus, eles disseram a todos ali o que o anjo e os exércitos celestiais haviam dito para eles quando apareceram no campo. Com certeza havia muitas pessoas naquele lugar. Já que Jesus havia nascido ali, muitas pessoas devem ter levado água quente e panos limpos, além de ter limpado o lugar e cuidado da gestante. No entanto, o que os pastores disseram, José e Maria guardaram no coração.
Como Maria deve ter ficado surpresa ao ouvir o que os pastores disseram! Ela já tinha ficado assustada quando a anjo e lhe disse que ela teria um filho. Mas ao aceitar sua palavra, nove meses depois ela deu à luz a um filho. O que aconteceu com Maria já foi algo surpreendente para ela. E então ela ouve dos pastores que os exércitos celestiais desceram e louvaram o nascimento do seu filho. Mas ela guardou a mensagem do anjo em seu coração.
Foi assim que Jesus nasceu nessa terra. E quando este bebê cresceu e fez trinta anos, ele levou todos os pecados do homem e morreu crucificado. Depois ressuscitou dos mortos e agora está sentado à destra do trono do Pai, reinando no reino dos céus como o onipotente Rei dos reis. Mas ele enviou o Espírito Santo para todos que nele creem. Deste modo, ele fez com que o Espírito Santo habitasse em nós para sempre. Este Espírito Santo que habita no nosso coração é quem nos mantém firmes e renova nossas forças sempre que estamos sozinhos ou passando por alguma dificuldade. Ele também nos levar a ter comunhão com Deus o tempo todo.
Amados irmãos, como os pastores do texto bíblico deste capítulo, nós também podemos ver e entender o que o Senhor realizou quando veio a essa terra. E também podemos crer nisso. Assim como os pastores, também podemos ver e crer na obra de Deus. E é assim que recebemos a remissão de pecados. Há algumas semelhanças que temos com os pastores do texto bíblico deste capítulo. Melhor dizendo, embora vivamos no século 21, nós também cremos na Palavra de Deus e aceitamos a linda e maravilhosa obra da salvação com ações de graças, além de louvarmos e adorarmos ao Senhor.
Nós pregamos o evangelho da água e do Espírito em todos os lugares este ano. E embora vivamos no século 21, nós temos anunciado em todo o mundo o propósito pelo qual Jesus veio a essa terra. Nós estamos pregando o evangelho da água e do Espírito, pregando que Jesus veio a essa terra para nos salvar e fazer de nós seu próprio povo. Amados irmãos, nós temos que ser gratos a Deus pela fé por ele ter nos protegido durante todo o ano. E também temos que ser gratos porque ele continuará nos protegendo e trabalhando em nossa vida no ano que vem.
Embora nosso Senhor tenha sido enrolado com panos quando veio a essa terra, ele voltará a segunda vez e aparecerá para nós. Ele prometeu que voltaria a essa terra da mesma forma que ascendeu aos céus quando tinha 33 anos, aparecendo nas nuvens em glória quando exércitos celestiais tocarem a trombeta.
Nós devemos esperar pela volta do Senhor não assustados com tudo que está acontecendo hoje em dia, mas com alegria no coração para recebê-lo. E já que tudo isso está escrito na Bíblia, tudo que temos a fazer é receber o Senhor pela fé, pois agora não ficaremos tão surpresos e maravilhados como os pastores no campo.
Só que até esse dia chegar, temos que viver com sabedoria, pregando o evangelho da água e do Espírito. Vamos todos viver assim então! Aleluia! Deus abençoe todos vocês!