Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-11] (Lucas 2:25-35) Jesus é o Sinal para Ascenção e Queda

(Lucas 2:25-35)
“Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei. Ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse:
‘Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo,
Segundo a tua palavra;
Pois já os meus olhos viram a tua salvação,
A qual tu preparaste perante a face de todos os povos;
Luz para iluminar as nações,
E para glória de teu povo Israel.’
E José, e sua mãe, se maravilharam das coisas que dele se diziam. E Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: ‘Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado (E uma espada traspassará também a tua própria alma); para que se manifestem os pensamentos de muitos corações’”.
 
 
Com a chegada do Natal, nós celebramos a vinda de Jesus a essa terra há dois mil anos. Assim como Jesus foi concebido no ventre de Maria dois mil anos atrás, ele também nasce no coração de quem vive hoje em dia. Como é fabulosa essa verdade e especial o seu amor! Maria recebeu Jesus em seu coração porque aceitou a Palavra de Deus que o anjo entregou a ela. Do mesmo modo, nós podemos preparar um lugar para o Senhor em nosso coração quando nosso maior desejo é receber o amor de Deus.
Nós estamos vivendo agora dois mil anos após a vinda do Senhor. E como a Palavra milagrosamente é sempre eficaz, ela entra no coração dos que creem e faz com que o Senhor esteja sempre ali. Até hoje o Senhor nasce no coração daqueles que aceitam sua Palavra, como Maria, e creem nela. Se não fosse pelo poder onisciente e onipotente de Deus, como isso poderia acontecer? Eu creio que isso é poder de Deus.
Há cerca de dois mil anos, havia em Jerusalém um homem chamado Simeão. Este homem estava esperando a salvação de Deus. Ele tinha uma fé muito dedicada a Deus e recebeu essa profecia do Espírito Santo, “que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor” (Lucas 2:26). E após Jesus nascer, ou seja, no oitavo dia depois que Maria deu à luz a ele, ela o levou ao templo para oferecer sacrifício a Deus por ele. Naquela hora, Simeão entrou no templo guiado pelo Espírito Santo e viu Maria, a mãe carnal de Jesus Cristo, trazendo o menino.
Simeão olhou para Jesus nos braços de Maria e bendisse a Deus assim: “Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, segundo a tua palavra; pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os povos; luz para iluminar as nações, e para glória de teu povo Israel” (Lucas 2:29-32). E depois de bendizer ao Senhor assim, ele disse: “Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado (E uma espada traspassará também a tua própria alma); para que se manifestem os pensamentos de muitos corações” (Lucas 2:34-35). Por crer em Deus e ter o Espírito Santo, Simeão pôde reconhecer Jesus, que nasceu nessa terra à imagem do homem. Ele disse que “a elevação e queda de muitos em Israel, assim como em todo o mundo, dependia de Jesus”. Mas Simeão só pôde dizer isso porque reconheceu Jesus e sabia bem quem ele era.
Na verdade, há muita gente que é destruída por causa de Jesus. Embora ele não queira que ninguém seja destruído, ele disse que era a pedra de tropeço. É por isso que a Bíblia diz: “Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel”. Está escrito que, até hoje, muitos serão destruídos por causa de Jesus. Mas por que você acha que isso vai acontecer? Porque embora Deus tenha enviado Jesus a essa terra e prometido dar todas as suas bênçãos aos que cressem nas obras que ele realizou e o seguisse, ele também decidiu enviar para o inferno todos que não cressem nele. Ao criar o universo e tudo que nele há, Deus se tornou o Senhor de todos nós. Além disso, ele criou o homem conforme a sua imagem e enviou Jesus a essa terra para salvar os pecadores dos seus pecados. Jesus Cristo então acabou com todos os nossos pecados e deu a salvação àqueles que creem nas obras que ele realizou.
Mas as pessoas que não aceitam a graça de Jesus e não creem nela serão julgadas por ele. É por isso que os crentes em Deus são muito gratos por Jesus ter vindo a essa terra num corpo carnal. Todos nós, a criação de Deus, somos simples criaturas. Porém, quando eu penso que o Senhor veio a essa terra para salvar seres inferiores como nós, eu não tenho como expressar toda a gratidão que surge em mim, pois eu sou muito grato ao Senhor pelo seu grande amor.
As pessoas deste mundo tentam ir para o céu pelo seu próprio esforço, sem crer em Jesus. É por isso que os que não creem nEle serão destruídos. As pessoas tentam ir para o céu com seu próprio esforço, mas Deus enviou Jesus a essa terra para nos salvar e nos dar direito de irmos para o céu. Portanto, o céu é um lugar onde você só pode entrar se tiver um relacionamento com Jesus. Mas será que alguém que não crê em Jesus tem algum relacionamento com Ele? Já que as pessoas só creem em si mesmas, com a ilusão de que Deus terá compaixão delas só porque elas se esforçaram para levar uma vida de retidão e fosse possível elas entrarem no reino dos céus fazendo apenas isso, por que então você acha que Deus enviaria Jesus a este mundo?
Amados irmãos, se vocês não creem em Jesus, vocês irão para o inferno. Deus já decidiu enviar para o inferno os que não creem que Jesus nasceu nessa terra para salvar a todos neste mundo, que Ele apagou todos os nossos pecados, e fez isso para nos salvar de um modo perfeito e nos tornar filhos de Deus. É por isso que as pessoas que só confiam em si mesmas cairão e acabarão sendo destruídas por não crerem que Deus enviou Jesus a essa terra.
A Bíblia afirma que “em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12). Nós só podemos receber a salvação em Jesus Cristo porque Deus fez isso. É por isso que as pessoas que tentam entrar no céu rejeitando Jesus e não crendo nele, ou que querem ir para lá por suas próprias forças sem tentar conhecer a verdade de que Jesus é o seu Salvador, cairão por causa da vinda de Jesus a este mundo.
  
 
O Que o Homem Chamado Simeão Disse de Jesus?
 
Simeão disse que ele “é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado” (Lucas 2:34). Se Jesus não tivesse vindo a essa terra e os bons fossem para o inferno e os maus, para o céu, o que aconteceria a este mundo? Se Jesus não tivesse vindo a essa terra, pessoas que tivessem uma vida de retidão iriam para o céu. Se fosse assim, alguém tolo e fraco como eu não poderia ir para o céu. Mas já que Jesus veio a essa terra, os que não podiam ir para o céu por suas próprias forças agora podem ir, e os que tentam ir para lá por conta própria vão para o inferno. Era justamente isso que Simeão estava dizendo.
Os que não creem em Jesus serão destruídos no fim por causa dele. Está escrito que Simeão “era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel” (Lucas 2:25). Isso significa justamente que Jesus é a consolação e a salvação de Deus. A elevação e queda dos que querem realmente receber a salvação de Deus dependem de eles crerem e seguirem a Jesus de todo o coração ou não. Isso significa também que Deus já deixou de fora do seu reino os que não creem em Jesus. Os que creem em Deus e no Senhor com dureza de coração, os que misturam o Cristianismo com o Confucionismo e juntam suas boas obras à fé que têm em Jesus irão para o inferno e serão destruídos. Melhor dizendo, essas pessoas serão amaldiçoadas por Jesus e irão para o inferno ao invés de receber a grande graça do seu amor.
Simeão também disse que “entre os israelitas, havia os que esperavam a consolação, mas sua queda ou elevação iria depender daquele menino”. Dizer que eles serão destruídos por causa de Jesus significa dizer que eles morrerão duas vezes. Isso porque foi Jesus mesmo que disse que “aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo” (Apocalipse 20:15).
Quando lemos a Palavra de Deus no livro de Apocalipse capítulo 21, vemos escrito que “os tímidos e os incrédulos perecerão”. Vamos ler o livro de Apocalipse então, capítulo 21 versículo 8. Está escrito: “Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte”. As pessoas citadas aqui são justamente aquelas que não temem ao Senhor. Também está escrito: “No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor” (1 João 4:18). Isso quer dizer que as pessoas têm medo porque não aceitam a perfeita salvação que o Senhor nos trouxe.
Se você aceitar o perfeito amor de Deus, não haverá mais nada a temer. Se você crer que Jesus é o seu Salvador, que apagou todos os seus pecados, você nunca mais terá medo de Deus. Os covardes, porém, têm medo porque sabem que irão perecer por causa de Jesus. Embora haja pessoas que creem em Jesus, aquelas que não creem que ele purificou totalmente os nossos pecados ao levá-los quando foi batizado perecerão. E quando perecerem, elas ficarão envergonhas e não receberão nenhum galardão.
De um modo ou de outro, haverá sempre um vencedor e um perdedor neste mundo. Por mais que uma corrida seja acirrada, sempre haverá um vencedor, nem que seja por uma margem muito pequena. O vencedor sempre fica feliz, mas o perdedor não tem nada a dizer. Todos que têm medo em seu coração, apesar de crer em Jesus, perecerão, sem exceção. Os que não creem em Jesus irão para o inferno e serão lançados no lago que arde com fogo e enxofre. Isso é o que chamamos de segunda morte. Significa que todos cujo nome não estiver escrito no Livro da Vida não terão outra escolha senão ser destruídos.
Eu quero dizer novamente que os que não temem Jesus irão para o inferno, assim como todos que não creem nele. E crer em Jesus não é algo difícil. Tudo que precisamos fazer é crer nele de coração. Jesus purificou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista no rio Jordão. E ao ser pregado na cruz, ele foi condenado por estes pecados. E nós agora não temos mais pecado porque Jesus se tornou nosso Salvador. Os pecados do seu coração irão desaparecer se você crer nisso.
Crer em Jesus é crer realmente na obra que ele realizou. É algo muito simples. Por exemplo, vamos imaginar que alguém leva uma xícara com um líquido avermelhado dentro para um convidado seu. Ele mesmo colocou água na xícara e preparou o chá, e por isso sabe que é chá. E o convidado também sabe que é chá por causa da cor e do sabor que sente quando o bebe. E se o anfitrião disser ao seu convidado que aquela bebida é um chá, ele terá toda certeza de que está bebendo chá realmente.
É assim também que todos nós temos que crer em Jesus. Já que ele nos salvou, ele não é nenhum outro senão nosso Salvador. Depois de vir a essa terra e completar trinta anos de idade, Jesus foi batizado por João Batista e purificou todos os nossos pecados por completo. Quando foi batizado, Jesus tirou todos os pecados do mundo. E ao tirar nossos pecados assim e ser condenado não pelos seus pecados, mas pelos nossos, ele nos tornou sem pecado. Crer nisso é ter a verdadeira fé.
Amados irmãos, vocês creem nisso? Sim, eu tenho certeza que vocês agora creem em Jesus pelo evangelho da água e do Espírito. Mas como é que sabemos que vamos ser salvos por crermos em Jesus? Deus enviou seu Filho a essa terra como nosso Salvador, e Jesus purificou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista quando tinha trinta anos. E já que ele levou todos os nossos pecados ao ser batizado, não há mais nenhum pecado em nós. Ele fez isso sem nos perguntar se queríamos ou não. Por isso, Jesus agora está assentado à destra do Pai como Juiz. Depois de ter sofrido tanto, ele se tornou o nosso Salvador. Essa é a verdade, e crer nela é ter a fé que todos nós precisamos.
No Budismo eles procuram “cultivar o caminho”, e isso significa basicamente buscar iluminação, o ‘caminho’ do céu. Cultivar o caminho não significa ter poder para levitar. Ao contrário, significa alcançar respostas às seguintes perguntas: “Por que eu nasci?” “Entre céu e inferno, o que devo escolher?” “Como posso toda certeza que irei entrar no céu?”
O Budismo diz que as pessoas devem fazer penitência sentando em frente a um muro para se livrarem das supostas 108 agonias que vêm dos desejos carnais que há no coração e como método de ser iluminado no “caminho”. No entanto, um monge coreano certa vez escreveu um livro chamado: “Como eu posso alcançar o caminho se não existe nenhum?” Tem que haver necessariamente um ‘caminho’ no Budismo a fim de que as pessoas possam encontrá-lo. Mas já que ninguém consegue descobrir este suposto ‘caminho’ por meio de práticas ascéticas no Budismo, no fim ninguém consegue ser iluminado.
A Bíblia afirma: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12). Deus enviou seu Filho a essa terra para salvar o homem, ou seja, os que crerem nele. Ele prometeu que nos daria o céu e nos faria seus filhos se crêssemos na verdade da salvação, na qual Jesus Cristo, que é Deus, levou todos os pecados do homem e foi condenado em nosso lugar.
Crer em Jesus é o mesmo que crer em Deus. Jesus é o Filho de Deus, ele é o Deus que nos criou. O Criador nos fez nessa terra, nos remiu e nos salvou de todos os pecados que cometemos por toda a nossa vida neste mundo por causa das tentações do diabo. Jesus nos tornou justos ao apagar todos os seus e os meus pecados. Todos nós temos que crer nisso.
Nós não temos que ficar nos esforçando para levar uma vida justa. Quem neste mundo cometeria um pecado só porque alguém lhe disse para fazer isso? Por acaso alguém comete um pecado só porque alguém o mandou pecar? Mas a verdade é que não podemos controlar nossos desejos. Será que vamos pecar só porque alguém nos disse para fazer isso? Já que somos seres muito fracos, fazemos tudo conforme os nossos desejos. Nós só não pecaríamos se Deus, desde o começo, tivesse nos dado poder para não pecar. Só que ele não nos deu esse poder, e, por essa razão, não temos outra escolha senão pecar.
No entanto, Deus disse: “Eu sei que vocês não conseguem deixar de pecar. Por isso que eu enviei meu Filho para vos salvar. Vocês creem no meu Filho? Se creem, vocês serão salvos. Mas se não creem, vocês estarão condenados ao inferno”. Amados irmãos, ter fé é algo muito simples. E ter fé é crer que Jesus é o Salvador. Se vocês tiverem essa fé, vocês irão para o céu, mas se vocês não a tiverem vocês irão para o inferno. Então, eu espero que todos vocês fossem para o céu crendo em Jesus de todas as formas. Se vocês confiarem em suas próprias forças, se vocês continuarem com essa dureza de coração e procurando fazer boas obras para entrar no céu, vocês acabarão tendo medo de Deus e indo para o inferno.
Amados irmãos, eu quero que vocês tenham uma vida abençoada crendo em Jesus e vão para o céu. Ao ser batizado, Jesus purificou todos os nossos pecados. Ele tirou todos os nossos pecados e os purificou por completo. Amados irmãos, vocês têm pecado agora? Não, não têm. Fé é crer que Jesus tirou todos os pecados do mundo. Eu quero que vocês tenham essa fé. Os incrédulos serão lançados no lago de fogo e enxofre. Aqueles cujo nome não estiver escrito no Livro da Vida serão lançados no lago de fogo e enxofre; e está escrito que esta será a segunda morte. Está escrito que “aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27). Quem não crê em Jesus como seu Salvador será lançado no lago de fogo que nunca se apaga. E a queda que diz a Palavra significa justamente isso.
Embora todo ser humano nasça com condição de cair ou ser elevado, se ele não crer em Jesus antes de morrer, ele não terá outra escolha senão perecer, ou seja, ser lançado no inferno. E se isso acontecer com alguém que crê em Jesus? Essa pessoa então não creu na salvação que Jesus nos deu ao purificar todos os pecados do mundo com seu batismo e seu sangue. É por isso que ela vai para o inferno. E é por isso também que temos que crer. Vocês creem que Jesus apagou todos os seus pecados? Na verdade, vocês não têm outra escolha senão crer nisso.
Um dia, eu estava pregando o evangelho para uma jovem que sofria de misofobia. Ela me disse: “Por favor, espere um momento. Me desculpe”. Ela então foi ao banheiro e voltou depois de lavar as mãos. Mas em menos de três minutos, ela voltou a lavar as mãos. Eu supus então que aquela irmã ficou misofóbica porque não podia purificar os pecados que havia cometido. De todo modo, eu preguei o evangelho para ela bem rápido. Eu perguntei a ela então: “Jesus purificou todos os seus pecados. Você ainda tem pecado?” E ela respondeu: “Não, não tenho”. Então, depois de meditar por algum tempo, ela me fez uma pergunta. E o que ela me perguntou era se eu podia jurar em nome de Deus que não há mais pecado. Eu então dei minha palavra a ela que era isso mesmo.
Eu disse: “Em nome de Deus que criou os céus e a terra e me salvou, eu te dou minha palavra que o Senhor Jesus tirou todos os seus e os meus pecados, e que eles não existem mais”. Aquela jovem misofóbica arregalou seus olhos então e me perguntou mais três vezes se aquilo era verdade. E depois que eu disse a ela com toda firmeza: “Você não tem mais pecado porque Jesus levou todos eles quando foi batizado e condenado a ser pregado na cruz em nosso lugar”, sua misofobia desapareceu porque ela foi purificada. Ela ia sempre ao hospital psiquiátrico por causa da sua condição. Mas assim que ouviu a Palavra na Igreja, sua misofobia acabou. Aquela irmã tinha misofobia por causa do pecado. Ela ficou daquele jeito porque achava que pecava por causa dos outros, embora tentasse sempre não pecar.
Embora as pessoas deste mundo não sofram de misofobia como aquela irmã e tenham que lavar suas mãos e pés o tempo todo, seu coração deveria ter misofobia. Depois que Pilatos ordenou a crucificação de Jesus, ele lavou as mãos e disse que não estava cometendo pecado algum ao tomar sua decisão. Ele disse: “Vocês é que terão que assumir totalmente a culpa por este pecado. Eu quero soltá-lo, mas vocês querem que eu o condene à morte pela crucificação?”
Está escrito que Jesus veio a este mundo e levou sobre si todo o nosso jugo. Isso significa que ele levou sobre si o jugo dos pecados daqueles que nascerão no futuro também. Vocês têm que entender que quem crê nisso terá seu nome escrito no Livro da Vida.
Amados irmãos, vocês serão libertos quando entenderem a verdade. No entanto, em nenhuma outra religião vocês poderão entendê-la. Isso porque nenhuma delas possui essa ‘verdade’. Vocês conhecem a história do que aconteceu com o monge budista Won Hyo muito tempo atrás. Quando ele viajou à Índia para encontrar o caminho, uma noite ele dormiu numa caverna. Quando acordou a meia-noite, ele estava com tanta sede que bebeu a água que estava numa vasilha perto dele. Ele então adormeceu logo depois. Quando acordou pela manhã, ele ficou surpreso ao descobrir que a água que ele bebeu à noite para matar sua sede estava num crânio humano. Ele então vomitou tudo do seu estômago na mesma hora. Mas depois disso, ele foi iluminado e pensou: “Por que eu não fiquei com nojo quando bebi a água ontem à noite?” Ele ficou iluminado e achou que tudo era determinado pela sua mente. Ele então parou de viajar pela Índia e voltou à Coréia como um homem que havia tido o maior estado de iluminação.
Todas as coisas neste mundo são basicamente impuras, mas, na verdade, o que é impuro é o coração das pessoas, como está escrito:
“Enganoso é o coração,
Mais do que todas as coisas, e perverso;
Quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9). Se alguém vir um objeto e achar que ele está sujo, ele estará sujo então. Mas se alguém achar que ele está limpo, ele estará limpo. As coisas impuras deste mundo só desaparecerão quando purificarmos nosso coração, com o qual vemos os objetos.
Mas será que é simples possuir os olhos puros do coração? Justamente por não podermos conseguir isso com nosso próprio esforço é que temos que crer em Jesus como nosso Salvador. Temos que crer nele para sermos aceitos por Deus e entrarmos no céu, onde nosso gozo será ilimitado. Entretanto, os mentirosos não creem em Jesus, e os maus, os abomináveis, os homicidas, os fornicadores, os bêbados e os idólatras no fim serão lançados no lago de fogo e enxofre, pois seu nome não estará escrito no Livro da Vida.
Amados irmãos, vocês vivem mentindo? Mentir é pecado. Vocês podem ir para o inferno só por contar uma simples mentira. Só quem não tem a mínima mancha de pecado é que poderá entrar no reino dos céus. Amados irmãos, quem dentre vocês têm certeza de que irá para o céu e desfrutará da vida eterna? Toda a humanidade só poderá ir para o céu se o Senhor quiser. Só quem crê que Jesus foi enviado pelo Pai é que irá para o céu.
Jesus, que foi enviado pelo Pai, de fato veio a este mundo. E já se passaram dois mil anos desde que o Senhor veio. Que método é usado para contar os anos no mundo todo a partir de então? Dizem que Dionísio Exigus (470 d.C. – 544 d.C.), um monge nascido na Cítia (atual Rússia), foi quem criou o calendário ocidental. No passado, quando Roma conquistou o mundo todo, a classe dominante decidiu unificar todas as suas colônias criando um calendário único. O imperador reuniu todos os eruditos das colônias e perguntou a eles qual seria o ano mais apropriado para o calendário começar. Como Roma havia conquistado todo o mundo conhecido do hemisfério ocidental daquela época, os rebeldes de todos os países foram mortos, ao contrário dos eruditos e artistas, que foram poupados. Por isso, os historiadores chegaram à conclusão que seria mais adequado que o calendário começasse justamente com o nascimento de Jesus, o Criador que veio a este mundo como o Salvador do homem e levou todos os seus pecados, morreu no lugar de todos nós e voltou à vida. Desde então, as pessoas do mundo todo usam o nascimento de Jesus como o ano um do calendário ocidental.
É verdade que Jesus veio a nós e apagou todos os nossos pecados. Crer nisso é o mesmo que ter fé. O Senhor disse: “Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:31-32). Você crê nessa verdade? Você crê que Jesus apagou todos os meus e os seus pecados?
 
 
Se Você tem Fé, Seu Nome Será Escrito no Livro da Vida
 
Amados irmãos, como vocês acham que é o inferno? O inferno é um lugar terrível. Se o céu é um lugar onde teremos um gozo indizível, o inferno é um lugar onde será justamente o contrário. As pessoas sempre imaginam o inferno embaixo. E assim como a terra, o inferno é um lugar que existe mesmo. É um lugar de onde será impossível escapar se for para lá. Meus amados irmãos, se vocês não querem ir para o inferno, onde sempre haverá sofrimento e um caos eterno, vocês precisam crer na obra que Deus fez. Vocês precisam compreendê-la e crer nela até o fim. Se Deus nos salvou, nós então receberemos a salvação. Nossa vontade, nosso esforço e as boas obras que fazemos não farão diferença alguma no fim quando formos salvos.
Já que Jesus nos salvou, nós cremos nele. E por essa razão, nosso nome com certeza está escrito no Livro da Vida. Todos os pecadores serão lançados no lago de fogo e enxofre porque mentem dizendo que ainda têm pecado. Eles não professam a verdade porque não creem que Jesus apagou todos os seus pecados. Eles serão lançados no inferno não por causa das suas mentiras éticas, mas por causa das suas mentiras perante Deus. Está claro que não temos mais pecado porque Jesus levou todos os pecados do homem ao ser batizado. As pessoas que não têm essa fé perguntam então: “Como vocês podem dizer que Jesus fez todos os pecadores do mundo desaparecer se vocês ainda continuam pecando agora?” Mentir é justamente não crer nisso. As pessoas que não creem que Jesus é o seu Salvador estão mentindo.
Está claro que Deus apagou todos os nossos pecados. Para ele, todos os nossos pecados com certeza já desapareceram. E temos que crer nisso. É mentira dizer, simplesmente por um ponto de vista humano, que Deus não apagou todos os nossos pecados. Quem diz isso será lançado no lago de fogo e enxofre. Esta é a segunda morte.
Amados irmãos, não mintam para Deus. Com certeza há muitas pessoas neste mundo que mentem, mas pelo menos para Deus, nunca digam uma mentira. Os que não creem em Jesus segundo a verdade do evangelho da água e do Espírito estão mentindo para Deus. Eles dizem: “Se dizemos que cremos em Jesus, temos que levar uma vida de retidão então. E mesmo que creiamos nele, ainda temos pecado. Nós sempre pecaremos; pois o pecado sempre existirá”.
Há dois tipos de pessoas entre os que creem em Jesus: um tipo são aqueles que mentem para Deus, e o outro são aqueles que professam a verdade. Os que mentem para Deus precisam se arrepender e deixar seus maus caminhos. Ele precisam se arrepender e crer no Senhor dizendo: “Amado Deus, eu errei. Tu apagaste todos os meus pecados. Minha fé não é verdadeira. Por favor, aumente minha fé então”. Se alguém tiver o mínimo que for da verdadeira fé, Deus verá isso com seus olhos afiados e o enviará para o reino dos céus. Vocês creem nisso?
Vocês querem ir para o céu ou para o inferno? Aqueles que desejam ir para o céu têm que crer em Jesus. E crer em Jesus significa crer que ele é o seu Salvador e que ele apagou todos os seus pecados. Crer em Jesus significa crer que ele é o nosso Salvador que purificou todos os nossos pecados. Todos nós precisamos ter essa fé.
Amados irmãos, se vocês mentirem para Deus, vocês irão para o inferno. Vocês só podem ir para o céu se não mentir. Vocês podem até mentir para alguém, mas nunca devem mentir para Deus. Como vocês já sabem, quem mente não prospera. Os que creem na obra que Jesus realizou ao vir a essa terra prosperarão e irão para o céu. Mas os que não creem nele cairão. O texto bíblico deste capítulo diz assim: “Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado”.
Mas os que não creem e zombam disso dizem: “Eu tenho que crer em Jesus? Eu procuro ter uma vida justa, mas só porque eu não creio em Jesus, eu vou para o inferno?” Eles acham que Jesus é simplesmente uma pessoa comum. O termo “que é contraditado” significa alguém de que se fala mal, mas está escrito que Jesus foi posto como um sinal para aqueles que falam mal dele. Isso quer dizer que ele veio a essa terra não somente para nos salvar, mas também para ser acusado pelos que não creem nele. Vocês não acham que se dissermos àqueles que serão lançados no inferno que isso vai acontecer porque eles não creem em Jesus, eles não vão blasfemar ainda mais contra ele? Eles irão questionar por que irão para o inferno só porque não creem em Jesus, ficarão irados com ele e dirão que, se for assim, preferem mesmo ir para o inferno. Eles então, querendo justificar sua própria fé, perguntarão: “Eu tenho que crer no Senhor como todos os justos?”. Mas assim eles estarão justamente falando mal dele.
Todas as religiões deste mundo falam mal de Jesus. Elas dizem: “Por que vocês dizem que sua religião é a melhor e nos desprezam? Nós até entendemos os que creem em Maomé ou Buda, mas vocês que creem em Jesus são muito radicais. Nós jamais nos relacionaremos com vocês”. É assim que a maior parte das religiões odeiam e desprezam os cristãos que creem em Jesus e o seguem. O fato de as pessoas de outras religiões desprezarem Deus é algo deplorável, embora desprezar os cristãos por causa da sua ignorância seja algo aceitável. Mas o pior é que há pessoas que falam mal de Deus porque não creem nele e estão indo para o inferno.
Não podemos esquecer que as pessoas de um modo ou de outro falariam mal de Jesus. Ele foi posto como sinal. Por exemplo, vamos imaginar por um momento que um viajante se depara com dois caminhos a seguir ao longo da sua jornada, e há placas que indicam que o caminho à esquerda leva à província de Jeonla, e que o caminho da direita leva à província de Gyeongbuk. Do mesmo modo, Jesus é aquele que age como um sinal em nossa vida, indicando o caminho que leva para o céu e para o inferno.
Fé significa crer na verdade de coração. Mas se você achar que essas palavras são muito duras, seu coração acabará não crendo nessa verdade. Então, ao invés de pôr sua fé no Senhor, você dirá que está fazendo várias boas obras e crerá apenas na sua própria força; e isso para você será justamente um atalho para o inferno. Aqueles que não têm fé, que se recusam a crer que Jesus existe ou são contra ele sempre o desprezam. Ao invés de ficar procurando uma maneira mais fácil de ir para o céu, achando que isso é algo aceitável, creia no Senhor sem nenhuma sombra de dúvida. Reconheça sua ignorância e creia no Salvador. Se você fizer isso, você poderá ir para o céu.
Quando pensamos no céu, isso é algo tão bom que parece mesmo o paraíso. Um anjo tocando uma harpa de um lado, e do outro lado um anjo abre suas asas e diz: ‘Querido filho do Mestre, suba em minhas asas’. É um lugar cheio de alegria e felicidade onde há frutas deliciosas nas árvores todos os anos; um oceano que é mais límpido do que um mar de cristal, de coral. Em silêncio eu penso: ‘Como vim parar aqui?’, e chego à conclusão que fui para o céu porque cri no Senhor. Contudo, quando eu pergunto a Deus para onde foram alguns dos meus amigos, ele me diz que eles foram para o inferno. E quando eu pergunto por quê, ele me diz que eles estão sofrendo no lago de fogo e enxofre porque não creram que Jesus é o sinal para o céu e para o inferno.
Vocês irão para o inferno se endurecerem o coração e não crerem no Senhor. O Senhor disse: “Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus” (Romanos 2:5). Se vocês crerem em Jesus de coração, vocês irão para o céu, mas se não crerem, vocês irão para o inverno. Este foi justamente o sinal que Deus enviou para o homem. Vamos deixar de lado nossa dureza de coração e crer em Deus. E mesmo que a vontade do Senhor não venha ao encontro da vontade do nosso coração, não podemos deixar de ter fé. Nós não passamos de criaturas, e Ele é o nosso Criador. Vocês não acham que temos que crer então na obra que o Criador fez para nos levar para o céu? Nós temos que rejeitar nossos pensamentos e crer nisso acima de tudo. E isso é bom porque assim creremos na verdade, pois Jesus de fato apagou todos os nossos pecados. Nós temos que crer para recebermos a remissão de pecados; e já que cremos, nossos pecados não existem mais. Se agirmos assim, vamos saber por que Jesus é bom e passaremos a crer nele.
Eu era budista quando era jovem. O Confucionismo e o Budismo já tinham vindo para a Coreia há mais de dois mil anos. Mas só havia cem anos que o Cristianismo protestante, que crê em Jesus, havia chegado aqui. E já que o Cristianismo era algo desconhecido para mim, eu não conhecia Jesus muito bem. Por isso, eu não conhecia o Senhor. Mas depois de um tempo, eu passei a crer em Jesus. Só que eu cri nele somente para receber o perdão dos meus pecados e não conhecia a sua verdade totalmente. Só que quanto mais eu conheci Jesus, mais eu me senti mais próximo ao paraíso.
Mas se eu não tivesse a fé correta, eu cairia e teria sido destruído. As pessoas que zombam de Jesus serão destruídas por não creem nele. Foi por isso que Deus o enviou como um sinal que seria contraditado, como podemos ver na resposta à pergunta: “Por que Deus não odiou e desprezou aqueles que iriam para o inferno?” Jesus foi enviado justamente como um sinal para que os que cressem nele fossem “gratos a ele e a Deus também”.
Jesus é o sinal para a bênção ou maldição. Simeão, que Deus tinha como justo, falou sobre isso na Bíblia. Dentre os que creem em Jesus hoje em dia, há os que vão para inferno porque fazem isso só de aparência, não de coração. Por outro lado, há aqueles que irão para o céu porque creem sinceramente no evangelho da água e do Espírito. Há pessoas que irão para o inferno porque serão relutantes até o fim e não crerão em Jesus, enquanto que outros que não fizeram nada de bom, foram totalmente ignorantes e cheios de erros acabarão indo para o céu.
Simeão nos diz aqui que Jesus é o caminho para o céu. Ele também nos diz que ele veio a este mundo para traspassar a alma das pessoas. Está escrito: “E uma espada traspassará também a tua própria alma”. A Palavra de Deus traspassa não o nosso corpo, mas a nossa alma. E isso acontece porque ela nos mostra os pecados que cometemos. Jesus disse que “é do coração do homem que sai os pensamentos malignos, roubo, homicídio, fornicação, orgulho, tolice, loucura, luxuria, inveja, dissensões, etc., e que isso acontece justamente conosco”. É por isso que quando estamos perto de Jesus, nossos pecados são expostos. Sempre que estamos perto de Jesus, nos sentimos envergonhados. Qualquer pessoa neste mundo, não importa quem seja, se for traspassada pela Palavra de Deus, no fim verá que todos são pecadores diante de Deus. Portanto, nós somos salvos quando cremos que Jesus levou todos os pecados que cometemos quando foi batizado e condenado em nosso lugar na cruz. Mas se não crermos nessa verdade, nossos pecados continuarão onde estão, e, por isso, não teremos outra escolha senão irmos para o inferno.
Um homem chamado Simeão viu o menino Jesus e falou sobre a fé. Maria, a mãe carnal de Jesus, assim como todas as pessoas que estavam no templo também ouviram essas palavras. Através da Bíblia, você e eu podemos ouvir essas palavras. Deus no-las disse através de um homem chamado Simeão. Jesus envia as pessoas tanto para o céu como para o inferno. Ele é o sinal que foi contraditado e a espada para traspassará a nossa alma. E este Jesus é o próprio Deus. E Deus é aquele que nos mostra exatamente os pecados do nosso coração; ele é o Criador de todas as coisas.
Amados irmãos, já que estamos celebrando o Natal, nós que cremos em Jesus temos que pensar mais uma vez na razão pela qual Jesus veio a essa terra. Nós temos que ter gravado em nosso coração e dar sempre graças ao Senhor por ele ter vindo a este mundo como um homem para salvar a humanidade.
Amados irmãos, temos que crer neste Jesus, pois assim todos nós iremos para o céu e nos encontraremos com ele. Ninguém precisa ir para o inferno. Amém.