The New Life Mission

Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 2-13] (Lucas 2:36-40) Creia no Evangelho da Água e do Espírito e o Defenda Até o Fim

(Lucas 2:36-40)
“E estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade, e era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia. E, sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus e falava dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém. E, quando acabaram de cumprir tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para a sua cidade de Nazaré. E o menino crescia e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele”.
 
 
O Natal está chegando. E seria realmente maravilhoso se todos os membros da nossa igreja estivessem fazendo a obra de Deus tendo uma só fé e um só coração, mas meu coração está triste porque eu sei que não é bem assim. Durante toda a sua vida de ministério o apóstolo Paulo também lutou muito sempre que encontrou pessoas na igreja de Deus que não criam na sua justiça, embora afirmassem crer nela. E ao se referir a estas pessoas, o apóstolo Paulo disse que elas só estavam interessadas na sua própria ganância. Isso porque embora elas confessassem crer em Jesus como seu Salvador, na verdade se importavam mais com sua carne do que com a justiça de Deus.
Que nojo espiritual devia ser encontrar estas pessoas! É normal uma pessoa usar um colar de ouro, mas seria uma afronta ver um porco usando um. Seria difícil vermos um colar de ouro sendo usado por um animal que não sabe o seu valor, como está escrito: “Como jóia de ouro em focinho de porca, assim é a mulher formosa que se aparta da razão” (Provérbios 11:22).
Nosso sucesso ou fracasso depende de Jesus Cristo. Se confessarmos que cremos em Jesus Cristo, que veio pela justiça de Deus, temos então que crer exatamente como ele operou através do evangelho da água e do Espírito. Mas se, por outro lado, crermos conforme nossos pensamentos carnais, nossa fé não será correta, mas falha. Há muitos hoje que creem no Jesus crucificado. E embora muitos deles professem crer em Jesus como seu Salvador, ele na verdade creem nele sem entender que ele recebeu todos os seus pecados quando foi batizado por João Batista. Ao invés de crer tanto no batismo como no seu sangue na cruz como a única verdade da salvação, esta gente crê segundo suas próprias doutrinas, dizendo que Jesus é o seu Salvador e o Filho de Deus, e que ele as salvou somente ao derramar seu precioso sangue na cruz e ressuscitar. Elas não têm o discernimento espiritual para entender que sua fé está errada. Toda fé que não crê na verdade perfeita do evangelho da água e do Espírito é uma fé falsa.
Vamos dizer que você recebeu um anel de diamante do seu marido com certificado de garantia e tudo. Mesmo assim, você não acredita que este diamante é verdadeiro, mas outra coisa. Então, por não dar valor a ele, você o perde. Isso não seria uma tolice e uma insensatez? Nossa fé não estaria errada se, apesar de confessarmos que cremos no Senhor como nosso Salvador, crêssemos em nossos pensamentos e convicções também, ao invés de creremos e aceitarmos a obra da justiça de Deus exatamente como ela foi feita? Uma fé assim é uma afronta.
Algum tempo atrás, havia três igrejas nossas numa certa região, e em duas destas igrejas seus líderes professavam que criam na justiça de Deus, mas só que não criam. E ao deixarem se enganar pela sua própria mente, eles estavam pastoreando a Igreja de Deus só para satisfazer sua ganância carnal. Embora estivessem na Igreja de Deus, eles tentavam extorquir os santos impedindo-os de dar ofertas para a igreja, dizendo que sua oferta deveria ser para eles. Estes pastores estavam, na verdade, enganando a si mesmos para conseguir o que queriam.
Amados irmãos, eu não estou criticando vocês que levam uma vida secular mesmo depois de terem nascido de novo. Ao contrário, o que eu estou dizendo é que mesmo que nossa carne seja fraca, ainda assim podemos servir ao evangelho da água e do Espírito em nossa vida. E a única exigência é que vivamos para o evangelho da água e do Espírito em Cristo, o que nos fortalece. No entanto, havia falsos obreiros na Igreja de Deus que não criam no evangelho da água e do Espírito, apesar de o conhecerem, se aproveitavam da bondade dos irmãos da igreja e procuravam pastoreá-los só para satisfazer sua ganância carnal. E embora Deus já tenha tirado-os daqui e nos livrado deles, eu sempre sinto nojo quando penso na sua imundícia.
Amados irmãos, o Natal está chegando. E os que creem na justiça de Deus podem se alegrar muito neste Natal, mas os que não creem nela não podem fazer isso. Por que motivo eles se alegrariam? Quem vive somente para satisfazer sua vontade, ao invés de fazer parte da Igreja de Deus, só ficam felizes quando conseguem o que querem. Eles não estão nem aí se sua alma será destruída ou não. Eles são como porcos com a barriga cheia, pessoas espiritualmente amaldiçoadas que são contra a Igreja de Deus.
Paulo lutou ao longo de todo o seu ministério por causa destas pessoas. Eu também lutei muito quando descobri que havia alguns na Igreja de Deus que não criam na sua justiça. Eu peço a você então e examine sua fé com todo o cuidado sob a luz da justiça de Deus. Veja se você crê em Deus exatamente como ele te salvou pela sua justiça. Há muitos reunidos hoje aqui. Mas será que sua fé é a mesma da pessoa que está ao seu lado ou diferente? Será que sua fé é a mesma daqueles que estão sentados atrás de você e na sua frente?
Se a fé de alguém é diferente de todos que estão hoje aqui na Igreja de Deus, sua é falsa então. Isso porque todos na Igreja de Deus creem no evangelho da água e do Espírito. E até se sua fé for diferente um pouquinho que seja da fé dos que estão aqui hoje, sua fé é falsa também. A maioria dos mentirosos diz a si mesmos: “Eu não creio como vocês. Minha fé é melhor do que a sua”. Eu sempre tento ensinar estas pessoas quando as encontro na Igreja de Deus, mas quando elas não dão ouvidos ao que eu tento ensinar a elas, eu acabo desistindo delas. Às vezes eu fico com vontade de dizer a elas: “Vocês merecem ir para o inferno. Vocês são piores do que porcos que só querem encher a barriga”. É muito difícil lidar com pessoas assim. Na verdade, esta gente não entende que há algo errado em sua fé. E este é o problema. Mas mesmo assim, elas fingem que são sábias e agem como se sua fé fosse boa.
Amados irmãos, quando dizemos que cremos na justiça de Deus, o que isso significa? Significa que cremos no evangelho da água e do Espírito. Mas como é a fé dos cristãos do mundo hoje em dia? Ela se baseia no evangelho da água e do Espírito ou no sangue da cruz? Ela crê somente no sangue da cruz. Esta fé então é a mesma que a nossa, que crê no evangelho da água e do Espírito? Claro que não.
Que fé está certa então? É claro que todos acham que sua fé esta certa. Mas Deus é quem diz que nossa fé no evangelho da água e do Espírito é que está certa. Amados irmãos, muitos dos que dizem que são cristãos hoje têm uma fé errada. Por exemplo, vamos dizer que há cerca de dez milhões de pastores no mundo, e se todos estes pastores tiverem fé somente no sangue da cruz, todos eles são falsos crentes então, pois não creem no evangelho da água e do Espírito.
A verdadeira fé é a fé no evangelho da água e do Espírito. E esta fé no evangelho da água e do Espírito é a única que crê que o Deus do Espírito veio a essa terra no corpo de um homem, tirou nossos pecados ao ser batizado, morreu na cruz por nós, e assim nos salvou. É por isso que a verdade se chama fé no evangelho da água e do Espírito.
Todos vocês confessam que creem no Senhor Jesus como o seu Salvador. Mas será que sua fé está baseada no evangelho da água e do Espírito ou numa fé falsa? Embora creiam em Jesus, se vocês não conhecem o evangelho da água e do Espírito corretamente, não creem da forma correta e não se submetem a este evangelho, sua fé é falsa. Os que não sabem se sua fé está certa ou não, embora estejam na Igreja de Deus, não passam de corpos e animais que só querem encher a barriga. Eles podem até se achar espertos, mas, na verdade, sua fé é falsa e os levará para o inferno, pois eles só estão na Igreja de Deus por estar. Ao invés de entrar pela porta principal, eles têm se infiltrado na Igreja como ladrões que usam uma escada para passar pela janela. Sua fé não é correta. Sua fé é falsa.
Havia muita gente assim nos dias do apóstolo Paulo, assim como há muitos assim hoje também. E estas pessoas arrumam problema na Igreja de Deus e incomodam seus membros. Mas por quê? O que leva estas pessoas a incomodar nossos pastores e os irmãos nascidos de novo e não servir à justiça do Senhor é sua fé que não é espiritualmente como a nossa.
A fé na Igreja de Deus pode variar dependendo da pessoa? Será que o evangelho que os pastores creem é diferente do evangelho que os diáconos creem? Será que a fé dos irmãos no ministério é diferente da fé dos irmãos leigos? Não, isso é impossível.
Só que a fé nas igrejas do mundo varia muito. Pastores, presbíteros, evangelistas e leigos podem ter uma fé diferente. Se reunirmos dez diáconos, veremos que a fé de cada um é diferente. Mas na Igreja de Deus todos que possuem uma fé diferente da nossa é nosso inimigo. Melhor dizendo, alguém assim não crê em Deus nem na sua justiça. É alguém que está na Igreja só por estar. Mas como é que estas pessoas agem? Ao invés de abandonar sua antiga fé, elas apenas acrescentam a ela a fé no verdadeiro evangelho. A fé destas pessoas é como a daqueles que estão na Igreja só por estar.
Algum tempo atrás, eu fui a um encontro de avivamento em uma de nossas igrejas aqui em Seul e ouvi um irmão dando testemunho da sua salvação. Ele disse: “Eu quero dar testemunho que não mais alguém que está na Igreja só por estar. Eu não sou alguém que está na Igreja mas não crê no evangelho da água e do Espírito”. Ele jurou que realmente creu no evangelho da água e do Espírito quando veio para a Igreja. E se sua confissão foi verdadeira, sua fé é correta o bastante para ele fazer parte da Igreja de Deus.
Aqueles que estão na Igreja de Deus só por estar rejeitam a verdade de que Jesus tirou todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista, e, ao contrário, creem que foram salvos apenas pelo precioso sangue de Jesus na cruz. Amados irmãos, embora sua fé seja parecida com a nossa, na verdade ela é diferente. Nós cremos que quando Jesus foi batizado por João Batista, todos os nossos pecados foram passados para ele. E ao levar nossos pecados, Jesus foi crucificado para pagar o salário por eles e assim nos salvou.
Alguns cristãos dizem: “Nós também não temos pecado, já que Jesus expiou todos os nossos pecados com seu precioso sangue na cruz. Qual a diferença na fé apenas no sangue de Jesus e a fé tanto no seu batismo como no seu sangue? Afinal não são a mesma fé?” Não, não são. E por mais que alguém ache que ambas sejam a mesma fé, se em sua eles não creem na obra do batismo do Senhor e no seu sangue, exatamente nesta ordem, ela não pode ser aprovada pelo Senhor então.
Tudo isso parece muito complicado, não é? Mas não tem que ser, pois é algo muito simples na verdade. Amados irmãos, se o Senhor diz que é assim que somos salvos, tudo que temos a fazer então é crer deste modo. Os que se acham inteligentes, mas na verdade são ignorantes, dizem: “Eu não concordo. Eu creio que há outra forma de conhecer a verdade”. Estes são inimigos de Deus e servos de Satanás. Amados irmãos, eu quero exortar vocês a procurar ver sempre se aqueles que se sentam ao lado de vocês não estão na Igreja só por estar, se eles não têm uma fé falsa, se seus filhos não têm uma fé falsa também e que tipo de fé sua família tem.
É muito difícil alguém que está na Igreja só por estar crer de modo correto. E isso é difícil justamente porque eles acham que sua fé está certa. É muito desagradável comer alguma coisa e depois ter uma indigestão. Se você tiver uma indigestão após comer algo delicioso, isso não somente vai fazer mal ao seu estômago, mas também vai te deixar de mau humor. Aí então você vai tomar um antiácido e caminhar por horas para fazer a digestão. Agora, se a indigestão durar mais do que algumas horas, seu humor vai ficar pior ainda. Assim, a pior hora para nós é quando estamos com alguém que não foi salvo. E se ele de fato não foi salvo, nós o trataremos como alguém que ainda não foi salvo, mas se ele disser que foi salvo, nós o trataremos como alguém que foi salvo, mesmo que ele não tenha sido. É nessas horas que nos sentimos ofendidos. E nós nos sentimos mal porque enganamos a nossa própria consciência.
Alguns de vocês podem até dizer que deveríamos simplesmente mandá-los embora, dizendo: “Me desculpe, mas você não foi salvo, embora confesse crer no evangelho da água e do Espírito”. Só que não podemos mandá-los embora só porque eles creem assim. O que podemos dizer a eles quando eles disserem que também creem como nós? O que devemos dizer a alguém que também crê na água e no sangue e cuja fé está certa? Não importa o que digamos a eles, isso tudo é inútil. E se isso está acontecendo com alguém aqui, você deve ouvir a sua própria consciência. Você tem que reconhecer isso de todo o seu coração perante Deus.
 
 
Eu Era Um Legalista
 
Eu era um legalista rígido e conservador como o apóstolo Paulo antes de ter um encontro com Jesus Cristo ressuscitado na estrada para Damasco. Eu era tão legalista que se minhas calças rasgassem no domingo, eu nem consertava. E se eu pecasse sem querer no domingo também, eu chorava de arrependimento. Eu jamais pensei, nem uma vez sequer, que minha fé no sangue da cruz era uma fé imperfeita perante Deus. Eu sempre acreditei que minha fé era perfeita.
No entanto, com o passar do tempo eu percebi que minha fé estava dando frutos errados, e então tive que admitir que ela era limitada. Passados dez anos depois da minha conversão a Jesus, eu comecei ler toda a Bíblia novamente. E enquanto relia a Palavra de Deus, como eu havia feito antes, eu me deparei com um enigma: “A Bíblia diz que Jesus tirou os pecados do mundo, e se ele realmente fez isso, não deveria haver pecado no mundo, mas eu podia ver claramente que havia pecado em meu coração”. Eu comecei a questionar então: “Como foi que Jesus tirou os pecados do mundo? O que a Bíblia quer dizer ao afirmar que Jesus tirou os pecados do mundo? Isso significa que Jesus tirou só o pecado original, como dizem os teólogos, e que eu tenho que me santificar dos meus pecados pessoais e fazer orações de arrependimento todos os dias? Qual destas interpretações está correta?” Mas eu de modo algum pensava que minha fé estava errada enquanto eu a via pelo padrão doutrinal do Cristianismo que eu cria.
Quando eu comecei a pregar na igreja depois que me formei no seminário, eu lutava com as dúvidas que eu tinha na minha vida de fé. E quanto mais eu lia a Palavra de Deus, mas eu percebi que era totalmente ignorante e não sabia nada sobre nascer de novo, como está escrito em João 3:5. Ainda assim, eu tinha que ensinar minha igreja. Você pode imaginar então como eu era vulnerável. Se isso tivesse a ver somente comigo, eu poderia lidar com minhas dúvidas, mas já que eu tinha que ensinar aos outros, eu vi que minha consciência não ia aguentar isso.
Se a maneira errada de crer fosse só minha, eu poderia esconder isso de alguma forma, mas eu sabia que minha igreja não poderia receber a perfeita remissão de pecados ouvindo somente o evangelho da cruz que eu pregava para eles. Quando eu pregava o evangelho do sangue na cruz, todos que o ouviam criam em mim, mas ainda assim tinham pecado. E olhar para eles, eu pensava comigo mesmo que o evangelho da cruz que eu cria era falso ou eles não criam nele exatamente como eu o pregava. Eu pude ver que já que as pessoas não eram libertas dos seus pecados mesmo depois de crer no evangelho da cruz que eu pregava, minha fé devia ser falsa também.
Eu então sofria por causa disso perante Deus. E só mais tarde é que eu fui encontrar a resposta no evangelho da água e do Espírito. A questão que mais me intrigava naqueles dias era por que Jesus foi batizado. Eu perguntei isso a muitas pessoas então, pastores, teólogos e professores do seminário. Contudo, ninguém pôde me dar uma resposta clara, nem um deles. Não havia ninguém ou nada escrito que pudesse me dar a resposta. Eu comecei então a lutar com este tema.
E foi no meio desta luta que eu fui a um encontro de avivamento promovido pelos chamados evangélicos. Alguns pessoas vieram até mim e me perguntaram se eu tinha mesmo nascido de novo. E ao me ver desafiado por eles, eu fiquei impressionado com a tremenda convicção que eles tinham em sua fé. Eu comecei então a conversar com eles. Eu tive uma longa conversa com eles e os ouvi atentamente. Mas eu não vi nada em especial na fé deles. Assim como Jesus conversou no templo com os doutores da lei por três dias, eu conversei com eles por vários dias também. Mas passado tudo isso, eu perdi o respeito pelos líderes daquele evento. Todos que conversaram comigo balançaram a cabeça, disseram que nunca tinham visto alguém que cria como eu e acabaram reconhecendo a certeza da minha fé. E naquela época eu nem conhecia o evangelho da água e do Espírito. De todo modo, sua fé não parecia que era fé realmente.
Para encurtar a história, eu era um pecador perante Deus naqueles dias. E já que Deus disse que “o salário do pecado é a morte”, eu podia concluir que iria para o inferno com alguém que tem pecado. Eu sofria muito então porque, apesar disso, tinha que ensinar os outros. “Não é errado eu ensinar os outros quando eu mesmo não sou perfeito? As pessoas que ouvem de mim o evangelho da cruz darão os mesmos frutos que eu. Por isso eles não vão acabar no inferno também?”
No outro dia, em meio a toda a minha agonia e desespero, eu pedi a um destes evangélicos para sentar ao meu lado e pregar para mim novamente. Foi com ele que eu conversei sobre a Palavra no primeiro dia do encontro de avivamento. Ele me perguntou então: “Por que você está me pedindo para pregar o evangelho para você já que você já sabe tudo sobre ele e crê nele também?” No que eu respondi: “É porque ainda há pecado no meu coração. Pregue a Palavra de Deus para mim então! Se você não quiser pregar, pelo menos leia para mim o que ela diz sobre o evangelho”. Ele então leu alguns texto do Antigo Testamento, inclusive Levítico, até chegar em Mateus 3:13-17 no Novo Testamento. Naquela hora, Deus me fez despertar me dando uma tremenda luz. Uma onda silenciosa começou a mover meu coração. Depois disso eu fechei a Bíblia e disse a ele: “Está bom. Vamos para por aqui!” Eu não pude fazer mais nada senão fechar meus olhos por causa da brilhante luz da verdade que encheu meu coração. Devia ter passado meia hora depois que isso aconteceu, e eu finalmente entendi o verdadeiro evangelho da água e do Espírito.
Amados irmãos, embora eu estivesse sofrendo muito e em busca desta resposta certa, ninguém pôde me dá-la. E foi a Palavra de Deus que purificou os pecados do meu coração. Eu encontrei a resposta para a minha pergunta em Mateus 3:15. E todas as minhas dúvidas foram tiradas quando eu li este texto. Todas as minhas preocupações acabaram quando eu li esta passagem e fechei a Bíblia. Eu entendi que quando Jesus foi batizado por João Batista, ele cumpriu toda a justiça de Deus. A Palavra “porque” em Mateus 3:15 se refere à imposição de mãos do antigo Testamento. Embora eu soubesse muito bem o significado da imposição de mãos, ninguém havia me dito que o batismo de Jesus era a mesma coisa. A luz do conhecimento da verdade entrou em meu coração.
Como uma onda num lago quando se atira uma pedra, uma pequena onda começou a agitar meu coração. “Agora eu posso ver! Foi assim que Jesus tirou os meus pecados. É por isso que o Cordeiro de Deus tirou os pecados do mundo, foi crucificado, que ele disse: ‘Está consumado!’, que ele ressuscitou dos mortos, que ele está assentado à destra de Deus, e que ele disse que quem cresse nisso seria salvo do pecado! E é por isso também que João 1:12 diz que ‘a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome’. É por isso que a Bíblia diz que o homem alcança a justiça de Deus crendo nela, e que Hebreus capítulo 10 diz que ‘onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado’. Enfim, Jesus disse que seríamos salvos do pecado crendo na justiça de Deus”.
A brilhante luz da verdade brilhou em minha alma que antes estava totalmente envolvida pela escuridão, e assim a paz e a tranquilidade entraram em meu coração. Após ler Mateus 3:13-17, todo tipo de pensamento veio à minha mente e eu comecei a questionar: “Será que isso significa que não há nenhum crente neste verdadeiro evangelho neste planeta? Será que todo o Cristianismo é falso, embora tenha uma longa história?” Até hoje eu creio no evangelho da água e do Espírito e o tenho pregado. E inúmeras almas já receberam a remissão de pecados crendo nele.
Todos os meus pecados foram eliminados pelo evangelho da água e do Espírito. A Bíblia fala sobre isso quando se refere aos “nascidos de novo”. Alguns evangélicos me disseram que o evangelho da água e do Espírito já existia no mundo todo, mas falsos pastores que corromperam o evangelho e a fé se desviaram e voltaram ao legalismo. Eu perguntei a eles então: “Pastores, tomando nosso país como exemplo, Horace G. Underwood era um missionário presbiteriano e Henry G. Appenzeller era um missionário metodista. E foram estes homens que pregaram o evangelho na Coreia pela primeira vez. Isso significa então que todos os teólogos dos seminários americanos nasceram de novo por conhecerem o evangelho da água e do Espírito e crerem nele? Será que eles nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito? Será que foram os pastores coreanos que corromperam este evangelho, embora estes estrangeiros tenham mesmo nascido de novo?”
Sem saber o que responder, eles olharam para mim, fecharam suas Bíblias, foram para o seu quarto e não saíram mais de lá. Se suas palavras e doutrinas fossem verdadeiras, todos os cristãos no mundo inteiro creriam no evangelho da água e do Espírito e não haveria nenhum cristão que não tivesse nascido de novo. Meus amados irmãos, embora os evangélicos possam até dizer alguma coisa sobre o batismo que Jesus recebeu, eles só falam de coisas superficiais inventadas por eles mesmos e não possuem o verdadeiro conhecimento e fé.
É por isso que eles estão na Igreja de Deus só pode estar. Eles são os impuros que estão ocultos em nosso meio. O Senhor disse que a árvore é conhecida pelos seus frutos. Mas a condição espiritual desta gente é deplorável. Até hoje eles não procuram satisfazer suas próprias vontades usando o dinheiro da igreja? Amados irmãos, a fé dos que creem só no sangue da cruz é a fé correta? A fé correta é dizer que foi salvo somente pelo precioso sangue de Jesus na cruz? É certo eles venderem suas casas e ofertarem tudo em sua igreja? Estes cristãos dizem que seus pecados desaparecem quando eles fazem orações de arrependimento a noite inteira e a paz entra em seu coração. Mas será que este tipo de fé é a fé correta? Não, ele é uma fé totalmente falsa. Isso nada mais é do que cometer uma fraude espiritual.
A Bíblia deixa bem claro que é preciso nascer de novo. O próprio Senhor disse isso, e se foi isso que ele disse, é assim que devemos crer. Já que o Senhor nos disse para crermos no evangelho da água e do Espírito, temos que neste evangelho. Se alguém tentar receber a remissão de pecados pelo sangue de Jesus apenas, ele terá grande sofrimento. A fé destas pessoas não é verdadeira, mas baseada na sua própria emoção carnal.
Pense nisso. Jesus te salvou dos seus pecados ao morrer crucificado? Ele não veio num corpo carnal, nasceu da virgem Maria e não levou sobre si nossos pecados ao ser batizado por João Batista quando tinha 30 anos para nos salvar? Foi pelo seu batismo que nosso Senhor levou tirou os nossos pecados. E ele só pôde morrer na cruz e nos salvar porque tirou nossos pecados de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista. Você tem que entender o evangelho da água e do Espírito segundo a Palavra de Deus.
Eu não estou dizendo que você deve fazer isso de qualquer jeito. Eu antes tentei receber a remissão de pecados crendo somente no sangue da cruz, e eu era um pecador pior do que você naqueles dias. Meu espírito estava cheio de pecados antes. Eu era menor do que um trabalhador comum e só vivia para ter prosperidade material. No entanto, o Senhor me levou a encontrar o evangelho da água e do Espírito, me fez entendê-lo e crer na verdade da legítima remissão de pecados, e me salvou de uma vez por todas. E desde que fundei esta igreja eu tenho ensinado a vocês somente o evangelho da água e do Espírito. Se eu tivesse ensinado a vocês apenas o evangelho do sangue da cruz desde que nos conhecemos, eu teria feito de vocês agora filhos do diabo.
Meus amados irmãos, não podemos anular o batismo que Jesus recebeu de João Batista, como se ele fosse insignificante. Temos que pensar novamente por que Jesus teve que ser batizado por João Batista e crer neste batismo. Se alguém não crer no batismo de Jesus ou no seu sangue na cruz, e assim rejeitá-los em seu coração, ele então não será um filho de Deus que foi salvo, mas um filho do diabo. Vocês precisam crer na água e no sangue e valorizá-los em seu coração. Nós temos que crer na Palavra de Deus exatamente como ele é. Quando vemos as pessoas que não creem na Palavra da justiça de Deus quando pregamos para elas, às vezes eu sinto vontade de desistir delas. Eu sinto vontade de ocultar a verdade da água e do Espírito, não revelá-la mais e dizer para elas: “Sim, vocês estão certas. Continuem no seu caminho de destruição”. Mas eu não posso fazer isso perante Deus. A consciência que eu tenho por causa da minha fé não me permite fazer isso.
 
 
A Verdadeira Fé Vem de Deus e do Evangelho da Água e do Espírito
 
Vamos ler agora Efésios 4:3-6. “Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz: há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos”.
Amados irmãos, a sua fé é assim também? Só há um Senhor da salvação que te salvou. E ele é o próprio Jesus Cristo. Foi Jesus que levou sobre si todos os nossos pecados ao ser batizado; ele é quem foi condenado por causa destes pecados na cruz. Só há um Deus também. E nós cremos neste Deus. Nós cremos no Deus único – no Pai, no Filho e no Espírito Santo. Cremos que Deus Pai planejou nossa salvação, que seu único Filho veio a essa terra e levou nossos pecados ao ser batizado, e que ele se tornou o verdadeiro Deus da nossa salvação ao morrer na cruz e ressuscitar dos mortos. E o Deus Espírito Santo confirma no nosso coração que o evangelho da água e do Espírito é de fato a verdade. É por isso que a Bíblia diz que “há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos”. Amados irmãos, vocês jamais devem desprezar o batismo de Jesus e seu sangue na cruz, nem adicionar nada a eles. Em termos espirituais, todos que creem em Jesus mas rejeitam o seu batismo pertencem a Satanás.
Amados irmãos, a fé de Paulo é a mesma que a minha e a sua? Claro que é. A fé de Paulo é tão verdadeira como a nossa. Só há um Deus, um batismo e uma fé – exatamente como a nossa. A cruz de Jesus Cristo está inserida em seu batismo, assim como seu batismo é completado pela cruz. Seu batismo e sua cruz estão intrinsecamente ligados. Eles são um. Só há um Senhor, um batismo, uma fé e um único Deus. E todos nós temos esta mesma fé? Claro que sim.
Na verdade, o Senhor nasceu nessa terra para apagar os nossos pecados, e ao ser batizado por João Batista, ele tirou mesmo todos os nossos pecados de uma vez por todas. E já que os nossos pecados foram passados assim para o Senhor, nós fomos purificados de todos eles e Jesus foi condenado à cruz. Também reconhecemos que fomos salvos de todos os pecados porque Jesus foi condenado por eles ao ser crucificado. É assim que cremos no batismo de Jesus e na sua cruz com o ponto central da nossa salvação do pecado.
Mas os que creem em Jesus apenas como uma religião, ao contrário, e os que estão na Igreja só por estar, não creem que o ponto central da sua salvação está no batismo de Jesus e no seu sangue na cruz. Estes falsos cristãos só unem sua fé ao batismo de Jesus como uma opção à sua antiga fé, a que tínhamos antes quando críamos apenas no sangue da cruz. Se você ainda pensa assim: “O batismo de Jesus é realmente necessário para a nossa salvação?”, você ainda mantém a sua antiga fé. E é por isso que o diabo usa esta sua fé como um recurso para te oprimir. E se você não deixar totalmente sua antiga fé e tirá-la de uma vez por todas da sua vida, ao invés de ocultá-la com o batismo de Jesus, sua fé jamais será aprovada por Deus, por mais que você creia nele fervorosamente. Se você não entende corretamente como alcançou a salvação, isso faz com você não reconheça que todos os seus pecados foram passados para Jesus através do seu batismo; e é por isso que o diabo trabalha no seu coração, embora você creia em Deus. É muito importante como você entende a sua salvação.
Você pode até pensar, erradamente, que pode ser membro da Igreja de Deus mesmo tendo entrando nela pela porta da fé que não crê no evangelho da água e do Espírito. Mas só que se você pulou o muro, você na verdade não faz parte da Igreja de Deus. Você só poderá entrar na Igreja de Deus quando passar pela porta principal e estiver totalmente dentro dela. Jesus foi batizado por João Batista para tirar todos os nossos pecados, pois assim convinha cumprir toda a justiça. Amados irmãos, nós só podemos ser salvos crendo nesta Palavra, que Jesus tirou todos os nossos pecados ao ser batizado. E por causa desta Palavra de Deus podemos crer que todos os nossos pecados foram passados para Jesus.
Eu já falei do tabernáculo para vocês em várias ocasiões, mas eu parei de falar sobre este assunto um pouco para não cansar vocês. Mas eu quero aproveitar a oportunidade para falar um pouco do tabernáculo agora. O nome tabernáculo vem da tenda que servia para cobrir a Casa de Deus. E ele significa “um casa cujo telhado é uma tenda”, indicando que ela de fato era uma tenda.
O tabernáculo era dividido de duas formas: o átrio externo e a estrutura interna. Para entrar no tabernáculo, o lugar da habitação de Deus, primeira era preciso passar pela cortina azul, púrpura e carmesim e linho fino retorcido que havia na entrada. Cada uma destas cores se refere ao ministério da salvação de Jesus – o tecido azul representa seu batismo; o tecido púrpura, sua deidade; e o tecido carmesim, sua morte na cruz. Isso quer dizer que primeiro temos que purificar nossos pecados crendo no que Jesus fez por nós antes de entrarmos na Igreja, o lugar da habitação de Deus.
Se você quiser nascer de novo, você tem que passar todos os seus pecados para Jesus Cristo crendo totalmente no seu batismo. E você também precisa crer que Jesus Cristo teve que ser condenado por todos os seus pecados na cruz enquanto carregava todos eles. A Bíblia diz que ninguém pode entrar no reino de Deus e se tornar seu filho se não crer em tudo isso. Mas se, por outro lado, alguém não crê no evangelho da água e do Espírito, a Bíblia diz que esta pessoa não pode receber a perfeita salvação nem se tornar filhos de Deus, e muito menos entrar no seu reino. Jesus nos salvou com o tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido.
 
 
Qual o Significado Bíblico da Cor Azul?
 
Ela se refere ao batismo que Jesus recebeu nessa terra, pelo qual ele levou todos os nossos pecados de uma vez por todas. Jesus recebeu todos os nossos pecados ao ser batizado. O que a cor azul significa? Significa que Jesus é o Rei dos reis, o próprio Deus, nosso ser divino. O que significa a cor carmesim então? Ela se refere ao sacrifício que Jesus Cristo fez ao morrer na cruz derramando seu sangue para pagar o preço dos pecados que ele recebeu ao ser batizado. A cor carmesim significa que Jesus foi condenado pelos nossos pecados. Jesus então apagou todos os nossos pecados de uma vez com o tecido azul, púrpura e carmesim, e esta verdade foi revelada em sua Palavra em detalhes com o tecido de linho fino retorcido. E finalmente nos tornamos justos e sem pecado crendo na verdade revelada no tecido da entrada do tabernáculo. Em outras palavras, é assim que nos tornamos filhos de Deus e podemos entrar no seu reino.
Meus amados irmãos, vocês têm que crer no tecido azul, púrpura e carmesim se quiserem ser justos. O Filho de Deus e o próprio Deus, o Criador que fez o universo e tudo que nele há pessoalmente veio a essa terra para nos salvar, foi batizado, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos, e assim libertou todos nós. E ao fazer isso, o Senhor purificou nosso coração, o deixou alvo como a neve e fez de nós sua noiva. Em outras palavras, ele nos aceitou como seu povo.
Mas vocês não poderão entrar na Casa de Deus se não crerem nesta Palavra. Todos podem passar pela entrada do átrio do tabernáculo. Um pecador também pode passar pela entrada e trazer um cordeiro ou um bode para o sacrifício. E mesmo que ele não creia, ainda assim ele pode impor as mãos sobre o cordeiro do sacrifício, degolá-lo, derramar seu sangue, dá-lo ao sacerdote e então ir para casa. Ele pode até entrar onde está a pia de bronze sem o sacerdote ver e levar suas mãos sujas e seu rosto com sua água. Mas ele será expulso dali se os sacerdotes o encontrarem. Mas mesmo assim ele poderá dizer: “Hoje eu recebi a remissão de pecados”.
Só que aquele que não crê de coração, amados irmãos, jamais pode entrar no santuário. O santuário é diferente do átrio do tabernáculo. Os que não têm fé e, por este motivo, continuam sendo pecadores não podem entrar no santuário. A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte, mas o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor (Romanos 6:23). Vocês só podem entrar no santuário se crerem na Palavra de Deus e os seus mandamentos. Só os que creem de coração podem entrar nele. A Bíblia diz que com o coração se crê para a justiça e com a boca se faz confissão para a salvação. Nó só podemos ser filhos de Deus e entrar no céu se crermos de coração. Quem não crê não pode entrar no céu.
A entrada do santuário também era feita de tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Isso significa que temos que crer de coração na salvação de Deus. E temos que confirmar isso para entrar no santuário. Temos que crer que o nosso Salvador, o próprio Deus, veio a essa terra, foi batizado, tirou nossos pecados através do seu batismo, e que Jesus é o Deus que nos criou. Também temos que crer que terrível foi a sua condenação na cruz por todos os nossos pecados justamente porque ele havia recebido todos eles antes quando foi batizado. Mas ao ressuscitar dos mortos, ele se tornou nosso Salvador e nos fez filhos de Deus.
Nós ainda somos pecadores, amados irmãos? Não, porque agora estamos alvos como a neve. E esta fé é a que nos leva a crer no tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Esta é própria fé que nos permite abrir a porta do santuário e entrar nele; e somente aqueles que possuem esta fé podem entrar no reino de Deus.
 
 
O que Encontramos no Lugar Santíssimo Ao Entrarmos Nele?
 
Dentro do santo lugar estão o candelabro de ouro e a mesa dos pães asmos. O candelabro e a mesa de pães asmos dizem respeito à Igreja de Deus. E dentro do santo lugar ainda há um véu na entrada, que leva ao lugar santíssimo. A arca do testemunho está dentro do lugar santíssimo. E a tampa da arca se chama propiciatório. Este é o lugar onde Deus concede sua misericórdia – ou seja, é o lugar da habitação de Deus. Quando recebemos a remissão de pecados, nós começamos a confiar em Deus. E quando passamos por dificuldades daí por diante, nós buscamos sua ajuda em sua presença. Este é o propiciatório. Mas temos sempre que analisar nossa fé antes de buscamos a ajuda de Deus. Temos que nos perguntar se de fato cremos no evangelho da água e do Espírito e se realmente somos puros e sem pecados.
Deus nos leva a saber disso no altar do incenso. O sumo sacerdote tinha que pôr o sangue do sacrifício uma vez por ano nas pontas do altar. No dia da expiação, o sumo sacerdote tinha que passar os pecados dos israelitas para o bode sacrificial, derramar seu sangue e levá-lo ao santíssimo lugar, colocá-lo no altar do incenso e queimar o incenso. Só assim alguém que confiava em Deus podia estar na sua presença. Apesar de termos recebido de Deus a remissão de pecados, sempre que estivermos na sua presença para buscar sua ajuda precisamos analisar nossa fé e ter certeza de que realmente cremos que o Senhor levou sobre si todos os nossos pecados e falhas quando foi batizado, e que ele foi condenado à morte por todos eles na cruz. Amados irmãos, nós só podemos estar na presença de Deus e buscar sua ajuda porque cremos nisso. Nós só podemos estar na presença de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito que contém a verdade espiritual do tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Isso quer dizer que sempre que buscarmos a Deus em oração, temos que meditar na fé que temos que o Senhor nos tornou perfeitamente justos com o tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Mas se não meditarmos nesta fé, que o Senhor apagou todos os nossos pecados, tanto o pecado original como nossos pecados pessoais, e que ele foi condenado por causa deles, nós não poderemos estar na presença de Deus.
Quantas vezes o Senhor confirma o evangelho da água e do Espírito através do tabernáculo? Não menos do que três vezes – primeiro na entrada do átrio, segundo na porta do santuário, e terceiro no véu da entrada do lugar santíssimo. Quantas vezes então temos que confirmar nossa fé? Temos que fazer isso primeiro crendo em Jesus enquanto vivemos pela fé neste mundo e até irmos para ele. Já que oramos ao Senhor todo dia, temos que confirmar o evangelho da água e do Espírito sempre que buscarmos a ajuda de Deus.
Nós cometemos erros constantemente enquanto vivemos neste mundo, e erramos até mesmo com nossos irmãos. Pode então podemos buscar a Deus sem reconhecermos estes erros? Quando Jesus veio a essa terra, ele tirou todos os nossos pecados e injustiças através do batismo que recebeu de João Batista. Jesus mesmo disso a João Batista em Mateus 3:15, “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”. Vemos neste texto que todos os nossos pecados foram passados para Jesus quando ele foi batizado por João Batista. E é por isso que dizemos: “Jesus, tu levaste todos os meus pecados naquela hora. Eu creio nisso. Tu foste condenado pelos pecados do mundo e por nós na cruz. Eu creio nisso também”. É pela fé que passamos todas as nossas falhas para Jesus e buscamos a ajuda de Deus. Com está fé confirmamos nossa salvação todos os dias da nossa vida. A vida de fé é assim.
Todos nós somos imperfeitos em nossa vida, mas alguns de nós dizem: “Já que eu fui salvo, por que tenho que confirmar minha fé todos os dias?” Por sermos seres humanos imperfeitos, nós pecamos todos os dias. Então, para podermos estar sempre na presença de Deus, temos que confiar no evangelho da água e do Espírito diariamente. Temos que meditar no evangelho e confirmá-lo em nosso coração todos os dias. Muitos neste mundo se dizem evangélicos e que têm um visão profunda mas não conhecem nada da justiça de Deus. Eles também dizem que não têm pecado e nasceram de novo pela fé. Eles publicam livros que até parecem promissores a princípio, mas cujo conteúdo na verdade é muito pobre quando os lemos.
Amados irmãos, é indispensável termos fé no tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido para entrarmos no céu. Todos que não possuem esta fé na fazem parte de fato da Igreja de Deus, e são estes mesmos os assalariados e filhos do diabo. Mesmo não crendo no evangelho da água e do Espírito, eles agem com soberba, como se tivessem fé, e só querem ter todo o domínio sobre sua igreja.
Amados irmãos, o tecido azul, púrpura e carmesim está em todas as entradas do tabernáculo, e a combinação destas cores é muito linda. É por isso que o evangelho da água e do Espírito é um lindo evangelho que sem dúvida nos permite estar na presença de Deus. Portanto, temos que confirmar este lindo evangelho todos os dias. Apesar de cometermos muitos erros perante Deus diariamente porque nossos atos são falhos, ainda assim temos que meditar na nossa fé e procurar estar na sua presença por meio dela.
Nós temos algum pecado? Não, não temos. Mesmo assim temos que meditar todos os dias na nossa fé no tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Temos que meditar no evangelho o tempo todo. Apesar de termos recebido a remissão de pecados, nosso coração vai se corromper se não confirmarmos este evangelho todos os dias. Para abrir a porta do santíssimo lugar e entrar nele, até o sumo sacerdote tinha primeiro que passar seus pecados e os dos israelitas impondo as mãos sobre o animal do sacrifício fora do santíssimo lugar, derramar seu sangue e colocá-lo nas pontas do altar do incenso. Ele também tinha que queimar incenso para encher o lugar santíssimo com sua essência. Mas isso não era tudo. O sumo sacerdote então tinha que levar o sangue através do véu do santíssimo lugar e aspergi-lo sete vezes sobre o propiciatório.
Amados irmãos, vocês precisam confirmar sempre o evangelho da água e do Espírito. Só assim vocês poderão manter a fé que é perfeita aos olhos de Deus, defendê-la e compartilhá-la com outros também. Jesus Cristo nos salvou de um modo perfeito com o tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Temos que ter fé nisso. O linho fino retorcido aqui é um tecido branco.
Quando nosso espírito foi purificado? Com que fé nossos pecados foram purificados? Com que Palavra de Deus nos tornamos puros? Nos tornamos puros pela Palavra do batismo de Jesus e da sua morte na cruz: ao nascer nessa terra, Jesus tirou todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista aos 30 anos, dizendo: “Porque assim nos convém cumprir toda a justiça”. Isso quer dizer que Jesus tirou todos os nossos pecados, os seus e os meus, quando foi batizado. Ele levou sobre si todos os pecados do homem. Todos os nossos pecados foram passados para Jesus. Quando Jesus foi batizado, todos os nossos pecados foram passados para ele e purificados. Jesus, o Cordeiro do sacrifício, tirou todos os nossos pecados. E quando isso aconteceu? Todos os nossos pecados foram passados para Jesus quando ele foi batizado. E ao morrer crucificado, Jesus pagou por nós o salário pelos nossos pecados. Jesus fez tudo isso por nós porque veio como o nosso Salvador. Ele se tornou nosso Salvador pela água e pelo sangue. Pela água, pelo sangue e pelo Espírito o Senhor nos tornou filhos de Deus.
Amados irmãos, sua fé em Jesus não deve ser somente uma religião. Eu exorto vocês a não crer em Jesus apenas como uma religião e dizer que creem no Salvador e no Cristianismo. Isso significa que vocês não devem crer em Jesus de qualquer jeito, como se cressem numa religião do mundo.
Como vocês devem crer em Jesus então? Vocês devem crer nele segundo a verdade. Deus nos tornou totalmente sem pecado com o tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. É assim que vocês têm que crer. Sempre que vocês fizerem sua confissão de fé, buscarem a Deus e orarem a ele, ou quando sua consciência estiver pesada e vocês estiverem enfraquecidos, creiam que Jesus cumpriu toda a justiça ao ser batizado quando veio a essa terra. Vocês têm que crer que Jesus levou todos os seus pecados naquela hora; que todos os seus pecados foram passados para Jesus naquele momento. Vocês têm que crer segundo a verdade. Um dia após batizar Jesus, João Batista deu testemunho dele dizendo: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). E como diz este testemunho, Jesus levou sobre si os pecados do mundo e morreu derramando seu sangue na cruz. Mas ele nos salvou ao ressuscitar dos mortos.
Por que vocês querem crer de qualquer jeito só naquilo que desejam? Vocês podem agir assim nos seus assuntos pessoais e seculares. Do mesmo modo, no que diz respeito aos seus relacionamentos, vocês podem esconder seus sentimentos e ser educados com todos que vocês conhecem dependendo da circunstância, mesmo que por dentro odeiem a pessoa, mas não devem fazer isso quando se trata da sua fé. Sua fé no Senhor jamais deve ser incerta ou pela metade, como se fosse uma simples religião. A todo o momento temos que confirmar que Jesus cumpriu toda a justiça com seu batismo e levou todos os nossos pecados.
Creiam que seus pecados foram passados para Jesus, que ele levou todos os pecados do mundo à cruz e foi condenado ao ser crucificado. É assim que vocês devem crer. Não sejam tolos e teimosos de crer em Jesus como seu Salvador do jeito que vocês quiserem, apenas dizendo que ele tirou seus pecados sem entender de fato este processo pela Palavra de Deus. Ao invés disso, vocês devem confessar exatamente como Jesus tirou os seus pecados. Vocês têm que confessar isso tanto para Deus como para o diabo, pois esta confissão é algo muito importante e que tem um peso muito grande quando a fazemos ou não. Se vocês não fizerem esta confissão abertamente, o diabo edificará sua casa em seu coração, dominará seus pensamentos e fará com que vocês sejam alguém que não tem parte alguma com Deus. E por mais que vocês creiam neste evangelho e tenham sido salvos, o diabo irá te destruir se sua confissão de fé for incerta. No fim então vocês acabarão morrendo.
Amados irmãos, é totalmente indispensável termos a fé e o conhecimento corretos, além de fazermos a confissão de fé correta. Jesus, o próprio Deus e o Criador, deixou sua glória e veio a essa terra segundo a imagem daqueles que criou para nos salvar com seu batismo e seu sangue. E ele nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. Jamais devemos desprezar esta salvação e este amor glorioso que Deus teve por nós, embora não fôssemos nada.
A maioria dos coreanos conhece Joong Geun Ahn, um soldado veterano que lutou pela independência. Até aqueles que merecem ser lembrados neste mundo devem mesmo ser lembrados. Já que Joong Geun Ahn lutou incansavelmente pela independência da Coreia durante o domínio colonial japonês, ele deve ser lembrado por todos os coreanos por todas as gerações futuras. E apesar de já ter passado algum tempo, todos os coreanos devem conhecê-lo e ensinar seus filhos sobre ele.
Apesar de ser cristão, eu respeito muito o patriota Ahn. Um líder cristão da Coreia disse certa vez que honrava Wonhyo, um famoso monge budista coreano que viveu 1400 anos atrás. Os budistas da Coreia aumentam muito os feitos dos seus antepassados. Por exemplo, dizem que Samyoung, um grande monge budista que viver há cerca de 500 anos, tinha poderes sobrenaturais. Segundo a lenda, os japoneses o trancaram numa sala e a aqueceram para queimá-lo vivo. Mas quando abriram a porta, eles só viram partes de gelo na sala. Um outro exemplo: dizem que este monge sentou um campo com neve mas não deixou marca alguma. De todo modo, este monge era humano. Todos se queimam e deixam marcas na neve se não foram protegidos por Deus. Caso contrário, alguém assim não ser um ser humano, mas um fantasma.
Mas apesar de muitos crerem neste absurdo facilmente, eles não creem na justiça de Deus, que Jesus foi batizado por eles e levou todos os seus pecados. Ao contrário, eles rejeitam isso, zombam disso e querem se esquecer disso para sempre. Será que devemos ficar aborrecidos ou envergonhados de falar da salvação e meditar nela? Não, não devemos. Nós temos que crer na Palavra da salvação e confessá-la a todo o tempo, seja enquanto vivemos neste mundo ou não.
Se você ler minha série de sermões no livro de Apocalipse, você verá como eu descrevo a iminente aparição do anticristo e o martírio dos justos. A diaconisa Kim fez um desenho para este livro, e ele mostra um homem diante do anticristo. Na sua barriga há um livro aberto; ao seu lado há um desenho de Jesus sendo batizado, e do outro lado um desenho de Jesus morrendo na cruz. Esta figura mostra que os justos poderão defender sua fé mesmo quando enfrentar o martírio, confirmando o batismo de Jesus e sua morte na cruz. Amados irmãos, não devemos considerar um jugo terrível esta confissão de fé. Temos que nos apegar a ela mesmo que sejamos mortos pelo diabo.
Jesus não nos salvou através do tecido azul, púrpura e carmesim? É claro que sim. O tecido azul e púrpura se refere ao próprio Deus, o Todo-Poderoso e Rei dos reis, que se tornou homem e cumpriu toda a justiça ao tirar nossos pecados com seu batismo. O tecido carmesim significa que na cruz Jesus foi condenado por todos os nossos pecados que ele recebeu ao ser batizado. Foi assim que ele nos salvou. Foi ou não foi? E foi assim que nosso espírito foi purificado. Nós agora estamos alvos como a neve. Então não temos mais nenhum pecado. E você acha que eu estou dizendo isso hipoteticamente? Não, eu estou falando sério. Quando eu tinha pecado em meu coração no passado, eu não podia parar na frente das pessoas e olhá-las bem nos olhos. Como eu poderia estar na presença de Deus agora então se ainda tivesse pecado?
A profetisa chamada Ana, que vemos no texto bíblico deste capítulo, só se casou novamente sete anos depois que seu marido morreu. Ele estava orando a Deus e esperando a vinda de Jesus Cristo por 84 anos. E ele viu Jesus com seus próprios olhos. Depois de esperar a vinda de Jesus Cristo por 84 anos, Ana finalmente conseguiu vê-lo com seus próprios olhos.
Amados irmãos, por quanto tempo temos que guardar este evangelho depois de nascermos de novo? Temos que guardá-lo até o Senhor voltar a este mundo, até o dia em que estaremos diante do Senhor e o veremos face a face para todo o sempre. Devemos nos alegrar por isso. Você testifica que seus pecados foram passados para Jesus quando dá testemunho da sua salvação? Se está faltando isso no seu testemunho de salvação, você tem que voltar atrás e crer neste evangelho. Se a certeza de que todos os seus pecados foram passados para Jesus Cristo e que toda a justiça foi cumprida assim não estiver incluída na sua fé, e se esta fé não for encontrada em seu testemunho de salvação, isso só significa então que você não foi salvo. Isso não é verdade? É claro que é.
Todos precisam ser sinceros perante Deus, tanto homens como mulheres. Todos nós temos que ser sinceros quando cremos em Deus. “Eu achava que não estava errado por crer em Jesus assim, mas agora que eu ouvi a Palavra, eu vejo que não é bem assim. Eu agora entendo que eu tenho que crer na justiça de Deus. E a justiça de Deus é que Deus enviou seu Filho a essa terra, que ele tirou todos os meus pecados ao ser batizado, e que naquela ocasião todos os meus pecados foram passados para o Senhor. E ao morrer crucificado, Jesus foi condenado por todos os meus pecados. Foi assim que eu fui salvo. E esta é a fé correta que eu devo ter”. É assim que temos que crer na verdade de agora em diante. Não importa como críamos no passado, devemos ter a fé justa e correta daqui para frente e confessá-la com sinceridade.
Há muito tempo um erudito chamado Galileu Galilei (1564-1642) ratificou abertamente a teoria heliocêntrica de Copérnico, afirmando que ele estava totalmente certo ao dizer que é o planeta Terra que gira em torno do sol. O Vaticano então acusou Galileu de heresia, o prendeu e deu um ultimato a ele, dizendo: “Você diz que a Terra gira em torno do sol, mas se isso é verdade, como então não ficarmos tontos? Nós vamos queimar todos os seus livros e exigimos que você rejeite sua teoria, caso contrário o lançaremos na fogo e te queimaremos na estaca. Nós o condenaremos à morte como herege”. E como a situação fugiu do controle, Galileu rejeitou sua teoria e disse: “Eu cometi um erro. O planeta Terra não gira em torno do sol”. Mas quando foi posto em liberdade, dizem que ele fez a famosa declaração: “Mas a Terra continua girando”. Apesar de ter mentido ao Vaticano sob coerção e ameaça de morte, em seu coração ele ainda acreditava que a terra girava em torno do sol. Ele pensou: “Não importa se o Papa é contra minha teoria. Se Deus faz a Terra girar em torno do sol, é assim que a Terra se move então, independente do que o Vaticano diga. A Terra vai parar de girar só porque eu e o Papa negamos isso?” Foi por isso que ele disse o que estava em sua consciência e declarou: “A terra continua girando”. As palavras de Galileu foram justificadas mais tarde. Já que foi provado que sua teoria heliocêntrica estava certa, o Vaticano admitiu seu erro em 1992.
Amados irmãos, se sua fé é falsa, vocês tem que admitir isso e deixá-la. Jesus, o próprio Deus, nos tornou perfeitamente justos por meio da verdade revelada no tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Deus falou neste tabernáculo assim como fala no Novo Testamento. Devemos dizer então: “Sim, Senhor, tu estás certo. Eu creio em ti e na tua Palavra”. Mas a boca daqueles que, por outro lado, insistem em sua fé está espumando de tanto sujeira. Se eu interpretasse a Bíblia do jeito que eu quisesse só porque sou pastor e dissesse: “Seus pecados não foram passados para Jesus no seu batismo”, de que adiantaria então ele nascer nessa terra cem vezes e ser crucificado cem vezes também?
Vocês creem que este evangelho é o legítimo evangelho da verdade de que a Bíblia fala? Só que muitos fechem seus ouvidos e cauterizam sua mente com um ferro quente, dizendo: “Eu já tomei minha decisão. Eu me recuso a crer no evangelho da água e do Espírito”. Amados irmãos, estas pessoas serão amaldiçoadas nessa terra, assim como os que tentam entrar no santuário de Deus sem obedecer à Palavra queimará até a morte. Eles serão lançados no fogo eterno do inferno e sofrerão para sempre. Deus fará isso acontecer na vida dos que são teimosos demais para obedecer à sua Palavra da salvação. Eu também espero que isso aconteça com eles. Amados irmãos, sua fé não pode ser ambígua. A fé em Deus tem que ser clara e objetiva. Vocês creem nisso também? Vocês têm dito sim para a sua fé segundo a sua consciência? Vocês creem nisso?
Ana guardou sua fé e esperou a vinda do Senhor por 84 anos, desde que ficou viúva. E ela finalmente o viu face a face. Ela viu o Senhor pessoalmente, com seus próprios olhos. Como Ana, nós também estamos esperando o Senhor, crendo que ele nos salvou com o tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido, ou seja, pela água e pelo sangue. Apesar de não sabermos quantos anos mais vamos ter que esperar até a volta do Senhor, ele certamente virá, mais cedo ou mais tarde. Mas até este dia temos que defender o evangelho pela fé e anunciar esta fé a todos neste mundo. Nós temos que ter a mesma fé, até porque pertencemos à mesma Igreja.
Todos que têm uma fé diferente da nossa são heréticos. Fique longe destes que só estão na Igreja de Deus por estar e cuja fé é diferente da nossa. E se alguém desprezar o batismo de Jesus e dizer que seus pecados não foram passados para ele quando ele foi batizado, mesmo sendo pastor, cuspam na sua cara. Amados irmãos, todos nós temos que suportar uns aos outros por causa das nossas falhas. Também temos que perdoar as fraquezas uns dos outros porque somos seres humanos. No entanto, se alguém desprezar a salvação de Deus, embora ele tenha nos salvou com seu amor, esta pessoa é que merece ser desprezada e todas as maldições devem cair diretamente sobre ele.
Quando João Batista estava nessa terra, ele chamou os ímpios de raça de víboras. Na Coreia, chamar alguém de “filho de cachorro” é um grande insulto. Só que um insulto maior do que este é ser chamado de raça de víboras. João Batista disse aos ímpios da sua época: “Arrependam-se, raça de víboras. Seu arrependimento é só de palavras, e vocês serão amaldiçoados se não mostrarem arrependimento em seus atos”. Aqueles que não creem que o Senhor os salvou pela água e pelo sangue, embora estejam em nossa igreja, não passam de cachorros. Eles são uma raça do diabo, uma raça de víboras. Todos que não creem como nós são filhos do diabo e da serpente. O próprio Deus disse isso. Estes não são filhos de Deus nem seu povo; não passam de uma raça do diabo. Eles têm quer amaldiçoados por terem fechado a porta do seu coração e se recusado a crer. Estas pessoas têm que ser tratadas como uma raça do diabo. E temos que nos manter longe delas.
Nós temos algumas peças durante o culto nesta véspera de Natal. Mas se não crêssemos em Jesus de coração, como é que poderíamos comemorar seu nascimento e chamá-lo de Senhor? Como poderíamos orar ao Senhor? Fazer isso sem crer no que o Senhor fez é zombar de Deus e ridicularizá-lo. Meus amados irmãos, vocês têm que crer de modo correto.
Meu coração fica partido quando eu vejo tantos que creem de modo errado. Será que você entende como eu sofro em meu coração por isso? Você acha que eu tenho paz no meu coração, já que eu duvido da fé de alguns irmãos da nossa Igreja? Não, meu coração não está em paz. Embora eu esteja sorrindo, meu coração está envolvido por nuvens escuras por causa das preocupações que me oprimem. Eu digo a mim mesmo: “Seria maravilhoso se eles cressem de modo correto. Por que eles são tão teimosos? Mas já que eu provi muito para eles o ano inteiro, eu vou esperar mais um pouco”. Mas apesar de dizer isso para mim mesmo, meu coração ainda está muito magoado. Não seria um problema tão grande assim lidar com meus inimigos externos ou com as atitudes erradas dos nossos irmãos. Difícil mesmo é lidar com aqueles que dizem que têm a mesma fé que a nossa, mas cujos atos e a própria fé são infrutíferos. E isso acaba revelando que sua fé é falha. Não há nada pior e mais difícil do que isso. Nós podemos compartilhar das lutas e vitórias dos nossos irmãos. Mas não podemos fazer isso com outras pessoas. É um inferno estar no mesmo lugar que aqueles que não nasceram de novo. Tente fazer isso e você verá. É um inferno, você não concorda comigo?
Se você está tentando fazer amizade com aqueles que não nasceram de novo, isso será um inferno. Se ainda gosta de ter como companhia os que não nasceram de novo, há algo muito errado com sua fé então. Isso porque você é igual a eles. Meus amados irmãos, nós que nascemos de novo temos que manter nosso orgulho. Nós não achamos que alguém que não nasceu de novo seja um ser humano justo, por mais que ele seja o homem mais poderoso que há ou a mulher mais lindo deste mundo. Vocês devem conversar somente com as pessoas que merecem sua atenção. Como pode vocês conversarem com qualquer um? Eu não tenho nenhum respeito por aqueles que são contra o evangelho da água e do Espírito? E nem mesmo digo nada contra eles porque eles não merecem minha atenção. Eles não têm nada a ver conosco.
Todo cristão nascido de novo tem que, no mínimo, manter seu orgulho. E que tipo de orgulho é este? É o orgulho de ser o povo que Deus salvou. Embora a Igreja dos nascidos de novo possa ter alguns membros que são imperfeitos em sua natureza, os nascidos de novo pelo menos têm que reconhecer estes irmãos e conviver com eles.
A profetisa Ana esperou 84 anos a vinda de Jesus orando devotamente pelo seu povo. Enquanto lia o texto bíblico deste capítulo, eu fiquei impressionado com esta mulher. Eu vi que foi por causa da sua fé que Jesus permitiu que ela o encontrasse face a face.
Deus nos deu esta fé também. E todos nós temos que manter esta fé até o fim. Também temos que meditar sempre no evangelho, confessá-lo e reconhecê-lo todos os dias. Nem tudo estará acabado ao fim do culto de hoje. Temos que reconhecer o evangelho todos os dias em nossa vida. Nos encontraremos de novo amanhã para adorarmos ao Senhor com alegria. E sempre que tropeçarmos por causa das nossas fraquezas, temos que orar a Deus e ter fé nele novamente. Isso tem que ser feito todos os dias. Temos que ser gratos a Deus e dar toda a glória a ele meditando no evangelho e renovando nossa fé nele todos os dias.
Você deve ter achado que eu ia dizer algo agradável e gentil neste Natal. Mas eu só posso fazer isso quando meu coração está em paz. Como meu coração pode estar em paz já que muitas pessoas estão indo para o inferno por causa da sua incredulidade? Estas pessoas são tão teimosas que parece que decidiram ir para o inferno. Como meu coração pode estar em paz assim?
Nós teremos algumas peças e um culto de adoração na véspera de Natal. Nossos familiares e outras pessoas estarão lá, e eu não vou pregar um sermão muito longo neste dia maravilhoso para não enfadar ninguém. Então não se preocupe e traga novos visitantes, pois eu vou ser bem direto e pregar um sermão pequeno.
Amados irmãos, vocês realmente creem no evangelho da água e do Espírito? Quantas entradas tem o tabernáculo? Três entradas. Cada uma delas feita de tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Todas as vezes que o sumo sacerdote entrava no santuário, ele tinha que passar por um destes véus de tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido. Quantas vezes eu já disse que devemos confirmar nossa salvação? Nós temos que fazer isso o tempo todo, todos os dias. Temos sempre que reconhecer o evangelho. Alguns de vocês devem achar que só é preciso fazer a confissão de fé uma vez, e se lembrar que eu sempre falo a mesma coisa todos os dias. No entanto, temos que falar do evangelho da água e do Espírito até o dia da volta do Senhor, pregar este evangelho e assim ser gratos a Deus. Isso porque somos todos fracos.
Se um novo membro vier para a nossa Igreja, temos que pregar o evangelho para ele e pedir a ele que dê testemunho da sua salvação. Mas se seu testemunho de fé não for muito claro, jamais devemos chamá-lo de irmão, mas considerá-lo alguém para quem precisamos pregar o evangelho. Não há outro jeito de entrar para a Igreja de Deus. Todos que querem se unir a ela têm que ter uma fé concreta e confessar que crê no batismo de Jesus, na sua cruz, na sua ressurreição, e que por isso não há pecado em seu coração. Só assim é possível ser membro da Igreja de Deus. A Bíblia diz que há uma só fé, um só Senhor e um só batismo. Todos nós temos que ter a mesma fé então. Se você vir alguém na Igreja de Deus que não tem a mesma fé, pregue para ele até que ele a tenha. No entanto, se isso não for possível, deixe-o seguir seu caminho e continue no seu. Vocês têm que se separar destas pessoas.
Todos nós entendemos que há pessoas que ainda possuem algumas falhas mesmo depois de crer no evangelho. Mas não crer neste evangelho é algo totalmente inaceitável. Em outras palavras, o mais problemático é aquele que está cheio de si e não crê no evangelho. Os que não creem no evangelho tendem a ser egocêntricos. Nada mais natural do que uma moça fingir ser uma princesa para se destacar mais do que uma verdadeira princesa, não é verdade?
Amados irmãos, vocês têm que crer no evangelho da água e do Espírito de todo o seu coração. E eu estou pedindo isso a vocês para o seu próprio bem. E vocês também têm que pregar este evangelho para os outros. Eles só poderão ser salvos se vocês o pregarem para elas. Se vocês não pregarem este evangelho, nenhuma alma poderá ser salva. Os que não creem no evangelho da água e do Espírito podem ser salvos dizendo apenas que creem em Jesus, de qualquer jeito? Podemos dizer que estas pessoas são salvas? Temos que deixar isso bem claro: estas pessoas são salvas ou não? Não, não são. E elas não serão salvas se não crerem neste evangelho, por mais que jejuem e orem e não se casem para dedicar toda a sua vida ao Senhor.
Os coreanos hoje em dia vivem em dois países separados ao norte e ao sul e que possuem ideologias diferentes. Embora o povo da Coreia seja um só, o sistema político é diferente, assim como as leis. Então, só porque somos o mesmo povo, isso não quer dizer que aceitamos os norte-coreanos de bom grado. Apesar de sermos o mesmo povo que os norte-coreanos, eles certamente não são nossos compatriotas. E muitos deles estão vindo como refugiados para a Coreia do Sul. No entanto, só estamos aceitando como nosso povo os que demonstram claramente lealdade ao nosso país. Mas vamos supor que haja um refugiado que se recuse a fazer isso. Todo aquele cuja lealdade não está muito clara é espião. E espiões têm que ser tratados como espiões. Eles reúnem informações secretas do nosso país e as passam para o seu país, nosso inimigo.
No fim dos tempos haverá espiões entre os nascidos de novo, e eles farão o mesmo conosco. Portanto, se exortarmos alguém para que ele creia no evangelho mas isso não produzir nenhum resultado, temos que seguir caminhos diferentes. Se há alguém entre nós que não crê no evangelho da água e do Espírito e não serve a ele, embora diga que creia, não devemos tratá-lo com hostilidade, mas também não devemos respeitá-lo. Isso é o certo a fazer. E se você ama e serve àqueles que são contra Deus, você também será amaldiçoado. Você jamais deve fazer isso.
Eu sou muito grato ao Senhor por ter nos salvado através do tecido azul, púrpura e carmesim de linho fino retorcido – ou seja, nos livrado completamente dos nossos pecados através do seu batismo, do seu sangue na cruz e da sua ressurreição. Aleluia!