خطبے

Assunto 23: A Epístola aos HEBREUS

[Capítulo 1-4] Temos que crer no que diz a Palavra de Deus, e não no que diz o homem (Hebreus 1:1-14)

Temos que crer no que diz a Palavra de Deus, e não no que diz o homem(Hebreus 1:1-14)
“Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas; feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho? E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem. E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, e de seus ministros labareda de fogo. Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; cetro de equidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos eles, como roupa, envelhecerão, e como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão. E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?”
 
 
O livro de Hebreus é uma epístola que foi escrita especificamente para os judeus dispersos que criam em Jesus como seu Salvador. Por isso que o título do livro é “Epístola aos Hebreus”. Mas por que Deus usou um servo seu para escrever esta carta para seu povo? Para mostrar a eles a grandeza de Jesus Cristo e levá-los a ele, já que os judeus em geral adoravam os anjos. Deus enviou esta carta aos hebreus porque eles em particular buscavam sinais e maravilhas. Eles criam que Jeová era o Deus que dividiu o Mar Vermelho, enviou o maná do céu quando seu povo cruzava o deserto, e quando Moisés usou seu cajado para tirar água da rocha.
Cada grupo de pessoas deste mundo tem uma maneira peculiar de crer. Por exemplo, as pessoas do ocidente buscam o conhecimento científico para provar alguma tese. Mas se o povo do ocidente crê assim, o que há de tão especial na forma em que as pessoas do oriente creem? Orientais se apegam muito à virtude humana e à superstição. Por isso que os judeus em particular buscam tanto sinais e maravilhas. Assim como o apóstolo Paulo escreveu aos judeus dispersos, o autor de Hebreus trata da questão de Jesus ter mais autoridade ou não do que os anjos e se ele está acima deles. Ele teve que escrever esta carta para mostrar a superioridade de Jesus Cristo e levá-los a ele, pois os judeus só se interessavam por anjos. Do mesmo modo, precisamos entender que as pessoas de todas as nações buscam coisas diferentes.
 
 

Deus falou muitas vezes e de várias maneiras

 
Na introdução do livro de Hebreus, o servo de Deus que o escreveu fala sobre este Deus que falou muitas vezes e de várias maneiras no passado através dos profetas. Ele diz que nos últimos dias Deus falou através do seu Filho a quem constituiu herdeiro de tudo e por quem fez também o mundo. Este servo de Deus escreveu aos judeus que criam em Jesus Cristo e disse que Deus falou muitas vezes e de várias maneiras aos seus ancestrais através dos profetas do Antigo Testamento. Mas ele foi bem claro ao dizer que nestes últimos dias, os dias do Novo Testamento, Deus tem falado através do seu Filho.
Deus usou profetas escolhidos por ele para falar aos judeus nos dias do Antigo Testamento. E ele fez muitos sinais e maravilhas através da sua Palavra na boca destes profetas. Ele falou deste modo porque sabia que seu povo só creria se visse sinais e maravilhas. Quando começamos a ler a Bíblia a partir do livro de Gênesis, vemos que dois anjos disseram a Ló que Sodoma e Gomorra seriam destruídas. Depois lemos sobre um anjo chamado Miguel que apareceu a Daniel. Assim podemos ver como os profetas de Deus e seus anjos impactaram muito o coração do seu povo através de milagres indescritíveis.
Deus falou ao povo de Israel muitas vezes e de várias maneiras através de anjos e profetas nos dias do Antigo Testamento; e nos últimos dias falou através do seu Filho Jesus Cristo, a quem constituiu herdeiro de tudo. E o que esta Palavra que dizer é que Jesus Cristo destruirá este mundo e criará o novo mundo que há de vir. As Escrituras dizem que o universo foi criado por Jesus Cristo, o unigênito de Deus, e que seu reino será reconstruído e existirá para sempre. Por isso que está escrito que o Filho de Deus é o resplendor da sua glória e a expressa imagem da sua pessoa.
Quem é o Jesus Cristo para nós? Quando olhamos para a obra que ele fez quando veio a este mundo, não é difícil entender que ele é Deus. Por esta razão que a Bíblia diz que o Filho é “o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa”. E ela também diz que ele, “sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas.” Isso quer dizer que Jesus sustenta todas as coisas pela palavra do seu poder e está assentado à destra da majestade de Deus nas alturas. Jesus Cristo sustenta todas as coisas pela palavra do seu poder.
Gênesis 1.1 diz que “no princípio criou Deus o céu e a terra”. E os versículos 6 e 7 dizem: “E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi”. Deus disse: “Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi. E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom” (Gênesis 1.11-12).
A Bíblia diz que Deus criou todas as coisas em seis dias pela Palavra do seu poder. Isso quer dizer que, através desta Palavra, Jesus Cristo criou pessoalmente tudo que há no universo. Ele sustenta todas as coisas pela Palavra do seu poder. E podemos ver que Deus a tudo sustenta até hoje por causa do poder desta Palavra; e é por ela também que levamos as pessoas a nascer de novo e a sustentamos ao longo da sua vida.
 
 

Jesus Cristo purificou todos os nossos pecados pela sua Palavra

 
Temos que entender que o Senhor não apagou nossos pecados com sinas e maravilhas. Ao contrário, Deus disse que fez isso de uma só vez pela Palavra que contém sua justiça. Está escrito também que Jesus está assentado à destra do Pai no céu esperando o Dia do Juízo em que virá como Juiz.
O livro de Hebreus nos diz exatamente quem é Jesus Cristo. Hebreus 1.1-4 nos diz “quem é o Senhor. Deus deu a remissão de pecados aos que hoje creem no evangelho da água e do Espírito através de Jesus Cristo. Ele nos salvou de todos os pecados do mundo de uma vez por todas. E ele trará um novo mundo no futuro. Portanto, assim como este mundo, o novo mundo virá no futuro através de Jesus Cristo”. O que precisamos entender aqui é que o Senhor não apenas sustenta todas as coisas pela sua Palavra, mas também trará um novo mundo para recebermos a purificação dos nossos pecados por meio dela. Está escrito que Jesus Cristo veio para apagar nossos pecados e está assentado à destra da majestade nas alturas, e que ele virá novamente como o Senhor da segunda vinda para que estejamos com ele em seu reino.
Temos que estudar mais para entendermos a nobreza de Jesus Cristo. Há uma passagem que o compara com os anjos. Hebreus 1.5 diz assim: “Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho?” Vamos ver Salmos 2 para entendermos bem este texto. Nós não temos dúvida em reconhecer que esta Palavra é verdadeira, mas os testemunhas de Jeová e outros hereges que há nesta terra não a entendem e dizem: – O texto não diz que Deus criou Jesus junto com muitos anjos? Mas quando lemos atentamente a passagem, é isso mesmo o que Deus quer dizer? Não, é justamente o contrário. Vamos ler Salmos 2.7 juntos agora. Está escrito claramente: “Proclamarei o decreto: o Senhor me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei”. “Meu Filho” aqui se refere ao Senhor, não é? Em todo o capítulo 2 do livro de Gênesis está escrito que Jesus Cristo é Deus, o Salvador e o Juiz.
Por isso que também está escrito:
“Por que se amotinam os gentios,
E os povos imaginam coisas vãs?
Os reis da terra se levantam
E os governos consultam juntamente
Contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo:
Rompamos as suas ataduras,
E sacudamos de nós as suas cordas.
Aquele que habita nos céus se rirá;
O Senhor zombará deles.
Então lhes falará na sua ira,
E no seu furor os turbará.
Eu, porém, ungi o meu Rei
Sobre o meu santo monte de Sião.
Proclamarei o decreto:
O Senhor me disse:
Tu és meu Filho,
Eu hoje te gerei.
Pede-me, e eu te darei
Os gentios por herança,
E os fins da terra por tua possessão.
Tu os esmigalharás com uma vara de ferro;
Tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.
Agora, pois, ó reis, sede prudentes;
Deixai-vos instruir, juízes da terra.
Servi ao Senhor com temor,
E alegrai-vos com tremor.
Beijai o Filho, para que se não ire,
E pereçais no caminho,
Quando em breve se acender a sua ira;
Bem-aventurados todos aqueles que nele confiam”.
Esta passagem toda fala de Jesus Cristo e do seu ministério. E lemos no versículo 2.7: “Proclamarei o decreto: o Senhor me disse”. Deus está falando de Jesus aqui: “Tu és meu Filho, eu hoje te gerei”. O pai está falando de Jesus, e não de algum anjo. Precisamos entender bem o que texto que diz: “Proclamarei o decreto: o Senhor me disse: ‘Tu és meu Filho, eu hoje te gerei. Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho” não está falando de anjo algum. O Pai disse isso de seu Filho, Jesus Cristo. Está escrito que por mais alto que um anjo esteja, Deus o criou para ser um dos anjos do seu Filho. Está bem claro aqui que nenhum dos anjos se tornou Filho de Deus. Por sua vez, Hebreus 1.6 diz: “E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem”. Portanto, de todos os filhos de Deus, Jesus Cristo é o unigênito, e seus irmãos mais novos são aqueles que receberam a salvação crendo na justiça de Deus.
Se isso é verdade, além do unigênito de Deus, quem são seus outros filhos? Somos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito. Você e eu fomos salvos de todos os nossos pecados crendo em Jesus Cristo e no seu evangelho da água e do Espírito. Agora todos nós somos filhos de Deus. Todos nós que recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito somos filhos de Deus.
A Bíblia diz que os anjos de Deus se prostrarão diante de nós quando Jesus Cristo voltar a este mundo. Então podemos ver que os anjos são servos dos filhos de Deus, e não filhos de Deus do mesmo modo que nós e Jesus Cristo somos. Eles são seres que não serão senhores no reino de Deus, porém servos neste reino. O autor de Hebreus escreveu isso ao povo de Israel porque eles achavam que eram a classe mais alta dos anjos. O que o escritor da epístola está dizendo é que os anjos não são filhos de Deus porque os hebreus os honram muito e acham que eles estão acima dos servos de Deus; e até um pouco acima do que Jesus Cristo.
Na Coreia algumas pessoas acreditam na superstição tola dos “três deuses da infância”. Alguns até dizem: – Os três deuses da infância me ajudaram – quando passaram por algum problema. O povo de Israel também achava que os anjos eram maiores do que Jesus Cristo. Por isso que o livro de Hebreus começa tratando deste assunto. E depois de falar um pouco mais do assunto que estamos tratando aqui, que vou falar que relação esta Palavra tem conosco.
 
 
Os anjos existem para o Filho de Deus
 
Hebreus 1.7 “E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, e de seus ministros labareda de fogo”. Está escrito aqui que Deus não criou os anjos e seus servos como seus filhos, mas como servos de todos os seus filhos. E lemos nos versículos 8 e 9: “Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; cetro de equidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros”. Deus está falando aqui de Jesus Cristo e do povo que recebeu a remissão de pecados crendo nele, que os ungiu com óleo de alegria, os acendeu como uma brasa viva e fez com que eles recebessem grandes bênçãos, pois amaram a justiça e odiaram a iniquidade.
Assim é Jesus. Ele ama a justiça e as suas obras, e odeia a injustiça e a iniquidade. Jesus veio a este mundo e ofereceu seu corpo para ser batizado por João Batista e o entregou na cruz a fim de nos salvar dos nossos pecados e da destruição. Se não se preocupasse com a nossa salvação e só pensasse em si mesmo ao invés de nos amar, ele não teria realizado as obras da justiça e teríamos ido para o inferno. Se ele não fizesse isso, iríamos para o inferno. Se Jesus tivesse se preocupado somente com seu bem estar, ele não teria levado sobre si nossos pecados e muito menos morrido na cruz.
No entanto, o Senhor sacrificou tudo porque amou a justiça e odiou a iniquidade. E a iniquidade aqui se refere ao pecado e significa que o Senhor odiou a maldade, a injustiça e o pecado. Jesus sacrificou tudo para nos salvar através da obra que realizou. Por isso que Deus se alegrou dele e fez com que todos os anjos que eram submissos a ele se submetessem ao seu Filho também. Foi assim que Deus se alegrou em seu Filho.
Vamos ler agora Hebreus 1.10-12 “E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos eles, como roupa, envelhecerão, e como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão.” E os versículos 13 e 14 dizem: “E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?”
É isso o que está escrito em Hebreus 1.10-14. E quando lemos estes versículos, vemos que o Senhor que nos salvou dos nossos pecados foi aquele que firmou a terra e criou os céus com suas mãos. Isso significa que o Senhor é o Deus que criou tudo que há no universo. E está escrito aqui que tudo isso será destruído, mas o Senhor existirá eternamente. O Senhor existirá para toda a eternidade. Está escrito: “Eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos eles, como roupa, envelhecerão, e como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão”. “Anos” aqui significa o tempo de vida. Ou seja, o que Deus está dizendo aqui é que sua vida não tem fim.
Quem é o Senhor? Ele é o Deus altíssimo e soberano que vive eternamente. Deus deixou isso bem claro ao seu servo que escreveu o livro de Hebreus. Hebreus 1.13 diz: “Assenta-te à minha destra, até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés”. Por acaso Deus pôs um anjo sentado ao seu lado e disse: “Até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés?” Em outras palavras, Deus disse a um anjo: – Anjo, você se sentará à minha direita até que seus inimigos estejam totalmente submissos a você? Claro que não. Tais palavras foram ditas a Jesus Cristo, o Filho de Deus que veio a este mundo, levou sobre si nossos pecados ao ser batizado, entregou seu corpo para ser sacrificado e foi pregado na cruz, foi condenado e derramou seu sangue, e nos salvou ao ressuscitar dos mortos. Deus nunca disse isso a um anjo.
Os anjos nada mais são do que servos. Sua grandeza não pode ser comparada com a de Deus e eles também não são altíssimos e soberanos como seu Filho Jesus Cristo. Vocês entendem o que estou dizendo, não é? Será mais fácil de entender se eu contar a história do lenhador que vocês conhecem muito bem. Na história, temos o grande imperador Jade. No confucionismo e nas outras religiões ocidentais, o grande imperador Jade é o próprio Deus. Ele tinha muitas filhas, e uma delas queria conhecer o mundo. O imperador, seu pai, a proibiu de fazer isso, mas ele não o obedeceu e foi assim mesmo.
A história diz que ela veio ao mundo como um ser humano mas voltou para o céu depois de ter sido enganada por um lenhador. Eu não me lembro muito bem como isso aconteceu. Estou contando as história mas fiquei confuso agora. Na verdade eu não me lembro dela toda. Eu sei falar muito bem da Palavra de Deus, mas sempre acabo me confundindo quando conto alguma história boba como esta. Histórias como esta nos foram passadas pela tradição oral, não foram? Talvez por isso elas sejam confusas e tenham mudado tanto. Enfim, as histórias que já ouvi têm muitas versões.
A moça da história que contei é como os anjos. Os anjos na Coreia são todos femininos, e não masculinos. Os que vemos na Bíblia parecem com homens, embora seu gênero não seja específico. Se fôssemos determinar o gênero dos anjos de guerra e dos outros anjos, eles seriam homens. Por isso que as palavras “Filho de Deus” aparece muitas vezes em nossos sermões, fazendo com que algumas irmãs fiquem chateadas e digam:– O quê? Está dizendo Filho mesmo? Então é homem realmente? Eu não sei o gênero, mas só estou dizendo que é assim que está escrito. De modo algum estou dizendo que os homens estão acima das mulheres; até porque os homens são cheios de falhas.
Em nosso país as pessoas se orgulham de ter filhos homens, mas se todos criassem suas filhas corretamente, ninguém precisaria ter inveja nem de quem teve dez filhos homens. Mas o que acontece é que no confucionismo é preciso que haja pelo menos um filho homem na família, pois são os filhos que recebem a autoridade de um sacerdote para oficiar o culto para os ancestrais. Eles acham que a alma do morto volta depois para comer. Mas será que alguém volta mesmo depois de morto para comer? Claro que não. Mas eles acham que o morto é que comeu o alimento. Eu acho que eles estão loucos.
Quando um parente morre sem ter comido nada antes de sua morte, seus parentes lhe preparam um banquete e fazem um culto a ele. Então a alma do falecido volta e come tudo, não é? E quem pode dizer o contrário, já que a alma do falecido volta e come? Qual o problema então quando as crianças se tornam adultas e fazem comida para os mortos?
Mas a verdade é que se a alma do falecido voltasse mesmo, ninguém teria coragem de comer com ele. A comida servida no culto na verdade é para os vivos. É assim no confucionismo. Eles preparam um banquete e se prostram para aliviar o peso da consciência.
 
 
Anjos são espíritos que servem aos servos dos justos
 
Temos que conhecer a verdade contida no livro de Hebreus e crer nela. Bom, já que estou pregando a Palavra do Senhor, eu quero dizer algo sobre Hebreus 1.14. Este versículo diz o seguinte: “Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?” Vemos aqui que Deus enviou os anjos para servir a nós, que fomos salvos, e a todos que receberam a salvação. Todos os anjos são espíritos que fazem o que Deus manda, ou seja, eles são obreiros que trabalham para Deus. Os anjos são espíritos enviados para servir a todos os filhos de Deus.
O capítulo 1 do livro de Hebreus resume esta verdade de modo bem claro. E o que temos que entender aqui é que o Senhor com sua Palavra criou o universo, perdoou nossos pecados e nos julgou. Nosso Senhor criou mesmo o universo com sua Palavra. Deus criou os céus e a terra e todos os mundos com sua Palavra. Por isso que o Senhor Jesus Cristo é o Deus todo-poderoso. Deus é mesmo poderoso. Ele disse que houvesse os vegetais e árvores frutíferas, eles deram sua semente e assim aconteceu. As árvores, o pasto, os vegetais e as flores com sementes surgiram na terra. Foi exatamente isso que aconteceu quando Jesus disse que houvesse todas as coisas. Foi Deus que fez esta obra.
Isso mostra como Deus é todo-poderoso. O Deus que nos salvou é todo-poderoso, pois também apagou nossos pecados com sua Palavra. Por isso que a Bíblia é a Palavra de Deus. E quando lemos esta Palavra e a aceitamos em nosso coração, cremos nela e nos apegamos a ela, nossos pecados são remidos e nos tornamos filhos de Deus. E é assim também que nossas orações são atendidas e podemos entrar no reino dos céus. Tudo acontece quando cremos na Palavra, nos apegamos a ela e oramos. Vocês estão entendendo o que eu estou dizendo? Isso tudo acontece porque esta é a Palavra de Deus. E é por isso também que ela tem poder. Tudo que há nos céus e na terra existem por causa do poder que há na Palavra de Deus.
Agora podemos entender por que os hebreus, ou o povo de Israel, exaltavam tanto os anjos. Vocês não podem esquecer que um servo de Deus escreveu esta carta aos hebreus para nos ensinar sobre as práticas malignas e fazer com que tenhamos a fé correta, pois muitos hebreus criam em Jesus, mas achavam que os anjos eram maiores do que ele. Nós que estamos vivendo os últimos dias temos que confirmar esta verdade em nosso coração e aprender esta lição na Palavra de Deus.
Há alguns pastores na Coreia, e com certeza em outros países, que chegam à seguinte conclusão: – Falar em línguas é a prova do batismo com o Espírito Santo. Dizem que podemos saber quando alguém foi batizado com o Espírito Santo quando ele fala em línguas. Portanto, quem fala em línguas recebeu o Espírito Santo, e quem não fala não o recebeu. O problema aqui é que as pessoas acreditam que isso é verdade embora não haja nada escrito sobre isso na Bíblia. Este ensinamento está totalmente errado. Os ignorantes e ingênuos acreditam nos pastores que ensinam estas coisas porque eles supostamente falam em línguas e oram para expulsar os demônios das pessoas.
Muitos hoje declaram publicamente que este ensinamento está correto, mas quando comparamos o que eles dizem com a Palavra de Deus, vemos que é um grande erro. É provável que eles acreditem mais na Palavra de Deus do que no que diz seu pastor, mas acabam conferindo às suas palavras a mesma autoridade da Bíblia. Eles dizem: – Se é isso o que o pastor disse. Então eles creem no que ele diz. Isso é algo muito errado que vemos em nossos dias. Sendo assim, temos que devolver à Palavra de Deus a devida autoridade e crer nela.
Os cristãos que ainda não nasceram de novo dão tanto valor ao que diz seu pastor como à Palavra de Deus, como os hebreus que achavam os anjos maiores do que Jesus Cristo. A fé de ambos está errada.
O Senhor diz em Hebreus 1.2: “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo,” e no versículo e ele diz: “O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas”. O que esta passagem quer dizer é que o Senhor apagou todos os nossos pecados com sua Palavra. E também que ele fez isso com o evangelho da água e do Espírito. Jesus não somente criou todas as coisas com sua Palavra, mas também apagou nossos pecados. Ou seja, os pecados que havia em nosso coração. Mas a que Palavra o texto se refere? À própria Palavra do evangelho da água e do Espírito. Temos que crer e receber a remissão de pecados através do evangelho da água e do Espírito, pois esta é a Palavra pela qual o Senhor apagou todos os nossos pecados.
Mas e aqueles que creem no que diz seus pastores cegos e não na Palavra de Deus? Este é o problema. Por exemplo, quando um pastor diz que o Senhor apagou seus pecados somente com o sangue derramado na cruz, eles creem mais nesta mentira do que no evangelho da água e do Espírito, que é a Palavra de Deus. Mesmo que um pastor diga que nossos pecados podem ser apagados apenas pela fé no sangue da cruz, eles nunca poderão ser apagados assim, por mais que creiamos nisso. Mas infelizmente muitas pessoas que não creem no evangelho da água e do Espírito acabam dando ouvidos ao que dizem estes pastores.
Por mais que alguns pastores, ou até mesmo ícones da Reforma com Calvino, Lutero e John Knox, digam que receberam a remissão de pecados crendo apenas no sangue derramado na cruz, eles creem em algo que nunca foi provado e só lhes trouxe ou trará destruição. Eles dizem que é possível receber a purificação de pecados somente crendo em Jesus Cristo como seu Salvador e no sangue derramado na cruz. Esta é uma fé totalmente errada que vem daqueles que ensinam uma doutrina errônea do cristianismo, pois não conhecem o evangelho da água e do Espírito nem creem nele.
No entanto, todos hoje em dia devem dizer aos que têm uma fé errada como esta: – Já que é assim, vocês são melhores do que nós, não são? Temos que entender o que eles estão dizendo realmente. E o que eles nos dizem é o seguinte: – Foi um grande homem de Deus que disse isso. Vocês por acaso são maiores do que ele? Ao vermos seu erro, que diferença há entre eles e os judeus que adoravam os anjos? Não é uma vergonha dar mais valor aos anjos do que a Jesus Cristo, honrar mais as palavras ditas por um pastor do que a Palavra de Deus? Este tipo de atitude e erros acontecem por causa de líderes errados. E todos eles são pecadores. Temos que respeitar um pastor se ele crê de modo correto na Palavra de Deus e a prega justamente como está escrito. No entanto, por mais que alguém seja pastor, se ele não prega o evangelho da água e do Espírito e tudo que diz é só para agradar e não condiz com a Palavra de Deus, ele está errado. Mas infelizmente há muitos pastores e cristãos assim hoje em dia.
Depois de ouvir estas verdades, as pessoas me dizem: – Você está dizendo que é melhor do que o famoso pastor inglês anglicano John Stott ou do que renomados pastores americanos como Billy Graham, Moody ou John Wesley? Elas comparam tais pessoas comigo e depois me denigrem e desrespeitam dizendo: – Nós não podemos crer neste evangelho da água e do Espírito que você está pregando. Você é melhor do que o pastor Billy Graham? Você é melhor do que o pastor John Wesley? Você é melhor do que John Knox? Você é melhor do que Martinho Lutero? Você é melhor do que Calvino? Não me faça rir. Tudo o que você está dizendo é uma sandice. Estes homens que citamos são muito renomados. Como alguém como você pode dizer que eles estão errados? E por que você está dizendo que só podemos receber a remissão de pecados se crermos no evangelho da água e do Espírito, já que estes grandes homens nos disseram que podemos recebê-la crendo apenas no sangue da cruz? O que você está dizendo não tem valor algum quando o comparamos a eles.
É assim que as pessoas dão mais valor às palavras de alguns pastores do que à Palavra de Deus, e assim pecam como aqueles que consideram os anjos maiores do que Jesus Cristo. Há pessoas que levam os outros a cometer um grande pecado contra Deus. Isso é um erro terrível. É um pecado horrendo. Por isso que devemos ter o entendimento correto. Quem é maior, Jesus Cristo ou os anjos? Jesus Cristo é muito maior do que os anjos; não há como comparar. Mas o quanto ele é maior? Jesus é o Criador, e os anjos, meras criaturas feitas por ele. Cristo é muito maior e mais glorioso do que os anjos. Os anjos são apenas servos criados para servir a nós, que recebemos a remissão de pecados.
É errado então se comparar a Jesus Cristo. E não está errado então achar que os anjos são maiores do que nós que recebemos a remissão de pecados do Senhor que veio a este mundo pelo evangelho da água e do Espírito? Não é errado orar aos anjos também? Agir assim é o mesmo que adorar os demônios e servir aos ídolos.
 
 

Temos que voltar a ter fé na justiça de Deus

 
O Senhor deixou registrada a obra que fez para apagar nossos pecados de uma vez. Já no Antigo Testamento ele falou sobre isso, e no Novo Testamento nos deu o evangelho da água e do Espírito. E tudo que o Senhor disse, ele cumpriu. Ele disse em Mateus 1.23: “Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco”. O Senhor prometeu que vira até nós através do corpo de uma virgem. E ele fez exatamente como havia prometido na Palavra de Deus.
Está escrito que o Senhor cumpriu toda a justiça quando foi batizado por João Batista aos trinta anos. Por isso que o Pai disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”, quando Jesus saiu das águas depois que foi batizado por João Batista. Deus testifica claramente aqui que Jesus foi batizado por João Batista para cumprir sua justiça. Depois então ele ressuscitou dos mortos e nos salvou de uma vez. Deus disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”. É isso o que ele está dizendo: – É no meu Filho que eu me comprazo. Ele levou sobre si todos os pecados ao ser batizado segundo a minha vontade, foi pregado na cruz levando todos eles, ressuscitou dos mortos, se tornou o perfeito Salvador e concede a salvação a todos que creem nisso.
O Senhor tirou nossos pecados ao ser batizado e foi condenado na cruz por causa deles. Só que as pessoas não entendem esta perfeita salvação que Jesus nos deu e pensam assim: – Ele apenas derramou seu sangue na cruz. Então eu só tenho que crer no sangue de Jesus para receber a remissão de pecados. Pensar assim é totalmente errado. Já que Deus disse que Jesus apagou nossos pecados pela sua Palavra, temos que crer exatamente como ele diz então para recebermos a salvação. Se crermos nisso, nossos pecados serão remidos. Haveria algo de errado na obra que o Senhor fez se nossos pecados não tivessem sido apagados, apesar de crermos no evangelho da água e do Espírito. Contudo, se nossos pecados são mesmo apagados segundo o evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus está certa então. Nossos pecados foram apagados para sempre porque a Palavra de Deus é a eterna verdade da salvação que nos leva a crer na justiça de Deus pela fé.
Todos os pecados do meu coração foram purificados de uma vez quando eu encontrei na Palavra de Deus o evangelho da água e do Espírito que tanto procurava. Meus pecados não foram purificados porque fiz orações de arrependimento. E também não fui perdoado de todos eles jejuando e orando muito. Eu não fui purificado dos meus pecados orando a noite inteira. Isso só aconteceu quando cri no evangelho da água e do Espírito. Não havia nada que eu pudesse fazer para receber o dom da salvação. Já que os pecados do povo eram transferidos para os holocaustos no Antigo Testamento pela imposição de mãos, certamente Jesus, nosso Cordeiro sacrificial, levou sobre si os pecados do mundo ao ser batizado com imposição de mãos nos dias do Novo Testamento pelo último sumo sacerdote do Antigo Testamento.
Do mesmo modo, os cristãos ainda precisam transferir seus pecados para Jesus pela fé pela imposição de mãos, compreendendo a justiça de Deus e crendo nela. Mas o que me deixa triste é que eles não creem nesta verdade bíblica. Enquanto buscava a verdade, eu tive este entendimento correto um dia enquanto lia Mateus 3.13-17. O Espírito Santo me trouxe à mente a cena em que Jesus procura João Batista no rio Jordão para ser batizado por ele. E assim diz a Bíblia: “Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”. E a frase que me chamou a atenção foi esta: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”.
E assim fez João. Jesus saiu logo das águas depois que foi batizado; e veja só, os céus se abriram e ele viu o Espírito de Deus como uma pomba vindo sobre ele. De repente ouviu-se uma voz do céu que disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”. Então eu entendi, pelo Espírito Santo, que Jesus cumpriu toda a justiça ao ser batizado por João. Finalmente eu entendi e disse: – Ah, então é isso!
Qual foi o batismo que Jesus recebeu de João? O sentido deste batismo era o mesmo que a imposição de mãos do sumo sacerdote ao transferir os pecados do povo para o holocausto no Antigo Testamento. Então, o fato de Jesus ter recebido o batismo de João Batista significa que espiritualmente ele tirou os pecados do mundo e entregou seu corpo para o sacrifício levando todos eles. Este é o sentido espiritual do batismo de Jesus. O batismo de Jesus significa ‘receber os pecados sobre si. Carregá-los com ele. Levá-los à cruz e ali morrer por causa deles’.
Eu procurei o significado da palavra ‘batismo’ em inglês, mandarim, hebraico e grego. E todas elas têm um sentido bem específico. O Senhor disse: “Porque assim nos convém cumprir toda a justiça”. Como? Jesus foi batizado através deste método, ‘o método mais correto, o método que era absolutamente necessário’.
Foi através deste método que Jesus foi batizado por João Batista, tirou de uma vez todas os pecados do homem, morreu na cruz carregando todos eles e se tornou nosso perfeito Salvador ao ressuscitar dos mortos. Isso quer dizer que todos os meus pecados foram apagados na hora em que compreendi a Palavra da justiça de Deus e cri nela. Eu hoje não seria um evangelista que prega o evangelho da água e do Espírito se orasse assim: – Senhor, apague meus pecados – para receber a remissão de pecados. Mas eu fui salvo e todos os meus pecados foram remidos quando entendi quem é Jesus Cristo, que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Você também pode ser salvo pela fé se ouvir o evangelho da água e do Espírito e crer nele de coração.
Leia o que está escrito na Palavra de Deus em Mateus 3.13-17 e em João 1.29. Depois leia João capítulo 19 e Hebreus capítulo 10. Assim você crerá nesta verdade quando entender que nosso Senhor levou todos os nossos pecados de uma vez ao ser batizado por João Batista, tirou os pecados do mundo, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos. Hebreus 10.18 afirma que “onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado”. Como você se sente ao ouvir estas palavras?
Você crê na Palavra de Deus quando a ouve ou lê? Já que você crê, seus pecados foram apagados? Seus pecados foram apagados mesmo. O que mais poderíamos dizer já que a Bíblia declara que o Senhor levou nossos pecados sobre si ao ser batizado por João Batista e apagou todos eles quando morreu na cruz derramando seu sangue? O Senhor apagou todos os nossos pecados quando foi batizado e derramou seu sangue na cruz. E ao fazer isso, ele separou os que vão para o inferno e os que vão para o céu. Por isso que a Palavra de Deus é tão importante e crer no evangelho da água e do Espírito se torna uma evidência mais importante ainda. No entanto, certas coisas como ter visões enquanto ora e ter sonhos proféticos são totalmente sem sentido. Você está entendendo?
Todos os cristãos que vivem neste mundo precisam voltar a ter a fé que crê no evangelho da água e do Espírito, que é a Palavra de Deus. Se eles não voltarem para o caminho e crerem neste evangelho segundo a Palavra de Deus, a única coisa que lhes espera é a destruição. O cristianismo em todo o mundo tomou o caminho errado e rejeitam Jesus como o povo de Israel. Alguns acham que os anjos são maiores que o Senhor e acabam tendo uma fé errada. Os judeus possuem uma fé errada e traíram Jesus Cristo. Por isso que acabaram sendo destruídos. E o cristianismo atual está indo pelo mesmo caminho com sua fé errada. As pessoas estão erradas em dar crédito somente ao que diz seus pastores e rejeitam a Palavra da água e do Espírito, que contém a justiça de Deus. Por isso que muitos levam uma vida de fé crendo em Jesus da maneira errada, pois fazem isso sem conhecer a justiça de Deus. Ao invés de crer no Deus verdadeiro de modo correto, eles atrapalham os que desejam conhecer o evangelho da água e do Espírito e fazem com que eles vão para o inferno. O povo de Israel também tem que voltar para Jesus Cristo, assim como todos neste mundo. Toda a humanidade tem que voltar para o evangelho da água e do Espírito. Temos que conhecer este evangelho e crer nele se quisermos encontrar Deus pessoalmente, já que não podemos vê-lo com nossos olhos. Somente quando fizermos isso pela fé é que poderemos ter um encontro com o Deus vivo. Jamais teremos um encontro com o Deus da verdade se fizermos orações de arrependimento todos os dias e rejeitarmos o evangelho da água e do Espírito.
Jesus é o Deus deste mundo. O Senhor criou o universo pela sua Palavra e através dela nos revela sua verdade e cumpre sua vontade. Por isso que devemos voltar para a Palavra de Deus. Temos que voltar para a Palavra de Deus. Temos que voltar para esta Palavra que contém 66 livros no Antigo e no Novo Testamento. Não podemos ser salvos sem esta Palavra e Jesus Cristo. Os 66 livros do Antigo e do Novo Testamento são suficientes para recebermos a remissão de todos os nossos pecados se crermos no evangelho da água e do Espírito. Basta levarmos uma vida espiritual e entendermos quem Jesus Cristo é realmente.
Até hoje o Senhor fala conosco na Palavra de Deus, tem um encontro conosco através do evangelho da água e do Espírito, e pela sua Palavra nos faz entender qual é o verdadeiro critério de julgamento para que saibamos o que é certo e errado. E Deus perdoa nossos pecados quando cremos na sua Palavra pela fé, nos torna seus filhos e nos ensina como os justos devem viver crendo nesta Palavra. O Senhor faz com que saibamos o que é o céu e o inferno em sua Palavra. Por isso que Deus nos diz que podemos ter nossos pecados purificados e entrar no céu se crermos no evangelho da água e do Espírito. Você crê nisso realmente?
 
 
Todos os cristãos devem voltar para a Palavra de Deus nestes últimos dias
 
Os cristãos em todo o mundo devem voltar para a Palavra de Deus. E isso o que eu quero lhe dizer. Eu quero lhe dizer isso porque as tragédias de que fala a Palavra de Deus daqui a pouco tempo acontecerão. Nós que vivemos hoje em dia não podemos esquecer que recebemos a remissão de pecados e devemos viver na presença de Deus. Isso está escrito claramente na Palavra de Deus. Não está escrito na Bíblia: “Buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”?
O senhor nos mostra em sua Palavra o caminho da justiça e o ilumina bem para seguirmos por ele. Não devemos dizer: – Ah Senhor, eu sei que tua Palavra diz que devemos buscar primeiro o reino de Deus e a sua justiça, mas eu não consigo ver como tu estás me guiando. Mas como você não sabe como viver, já que o Senhor nos ensina isso? Tudo ficará bem quando voltarmos para a Palavra de Deus e vivermos pela fé, já que Deus sempre nos ensina o caminho, como está escrito em sua Palavra.
No período da Reforma, os puritanos começaram um movimento para voltar à Palavra de Deus, seguir seus passos e fazer apenas sua vontade. Mas infelizmente hoje muitos cristãos se afastaram da Palavra de Deus e vivem como crentes carnais, não como cristãos espirituais. Os cristãos hoje se tornaram crentes materialistas e dizem sempre: – Vocês serão abençoados se forem fiéis nos seus dízimos. E falar em línguas é a prova de que vocês foram cheios do Espírito Santo.
Como estas pessoas estão afastadas da justiça de Deus! Sua vida em si está longe da Palavra de Deus. Todos são cristãos mundanos e materialistas porque se afastaram de Deus. E também se afastaram tanto da sua Palavra que não conseguem ver mais que tudo está errado. Então é nosso dever agora ensinar caminho da verdade aos cristãos que possuem uma fé errada, evangelizando-os com o evangelho da água e do Espírito. Esta responsabilidade é nossa. Nós, servos de Deus que recebemos a verdadeira remissão de pecados, temos uma grande responsabilidade. E ela é tão grande que eu não consigo dormir, parar de fazer obra que precisa ser feita ou até mesmo me dedicar às coisas pessoais.
Nós teríamos mais tempo de descansar se houvesse mais pessoas conosco evangelizando com o evangelho da água e do Espírito. Se tivéssemos mais tempo, poderíamos viajar para lugares maravilhosos como algumas ilhas que nem sabemos o nome. Mas eu não posso fazer isso porque estou muito ocupado.
Eu gosto muito de ler a Palavra de Deus. Apesar de cada um de nós ter habilidades, eu gosto de ouvir Deus falando comigo através do Espírito Santo e assim renovar a fé do meu coração. Amados irmãos, meu desejo sincero é que vocês sigam a Deus fielmente, tenham uma fé sólida em sua vida espiritual e não andem com quem que não deseja crer na justiça de Deus nem segui-la. Já que não querem crer na justiça de Deus ou segui-la fielmente, eles é que vão perder. Se alguém não quer seguir a justiça de Deus, não podemos fazer mais nada por ele.
O que aconteceu com aqueles que ficaram para trás murmurando quando os filhos de Israel foram libertos da escravidão no Egito, atravessaram o Mar Vermelho e foram para a terra de Canaã? Os soldados das outras nações que ali habitavam os perseguiram e mataram. Vemos assim que todos os murmuradores que se afastaram das tribos da frente ficaram para trás e morreram. Os que não morreram foram levados cativos pelos inimigos e se tornaram escravos. A marcha tinha que continuar, mesmo que os soldados das outras nações levassem os que ficavam para trás. Nada podia impedir a marcha do povo.
Os que não seguem a orientação da Igreja de Deus, não creem na sua Palavra, não querem ter comunhão com o povo da fé, murmuram o tempo todo e acham que há um modo mais fácil de viver longe do Senhor são todos tolos. Por outro lado, quando povo da fé tem algum problema, isso logo se resolve quando buscamos ajuda dos servos de Deus, abrimos o coração e oramos juntos com eles. Só que muitos não querem fazer isso. Você pode até achar que seu problema é muito grande, mas se trouxê-lo aos servos de Deus e conversar com eles abertamente, você encontrará uma solução no Senhor.
Eu não posso dar ouro ou prata a vocês porque não tenho dinheiro, mas posso dar-lhe sabedoria e mostrar o caminho para resolver os problemas. E resolver rápido, é claro. Só que as pessoas guardam seus problemas e desistem quando não veem uma solução, ou simplesmente dizem para não nos preocuparmos. Quem quer lidar com seus problemas? Eu mesmo não quero lidar com os meus. Eu quero fingir que eles não existem mesmo sabendo que isso não é verdade. Por quê? Porque isso é algo nos faz sentir mal, não é verdade? Eu não quero agir assim, mas é melhor fingir que os problemas não existem do que me sentir mal por causa deles. Mas se alguém se sente mal por causa de um problema, ele deveria contá-lo a um servo de Deus para que ele possa lhe ajudar a resolvê-lo.
Os que passam por provações acabam recebendo a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, fazendo parte da Igreja de Deus e seguindo-a fielmente. Mas os que não creem ficam com inveja disso. Temos de deixar os imaturos e estender nossas mãos para os que ainda não receberam a remissão de pecados e pregar a salvação para eles. Temos que deixar para trás os que não querem seguir conosco. Deixemos que eles façam o que quiserem e resolvam seus problemas. Talvez um dia eles percebam que as coisas não funcionam como eles querem e então peçam para fazer parte da igreja. Não podemos fazer nada por estas pessoas que não têm coragem nem de enfrentar seus problemas. Elas acham que é seu destino viver assim e que um dia estarão diante do Senhor todo-poderoso.
No certo tempo o Senhor as julgará segundo seus atos e lhes dará a punição devida. Eu nem gosto de falar sobre isso porque já tratei deste assunto mais de mil vezes. E as pessoas ficam cansadas de ouvir coisas que não gostam, por mais que seja bom para elas. Depois que fazemos tudo para ajudar, o melhor é deixar para lá. Aqueles que já estão bem à frente não devem se atrasar por causa dos maus que ficaram para trás. Eles devem seguir em frente e não procurar entender por que os outros ficaram para trás.
Devemos parar só porque alguém não consegue caminhar conosco? Temos que nos afastar de pessoas assim e seguir em frente. Temos que continuar pregando o evangelho da água e do Espírito. Devemos ficar estagnados por causa destas pessoas quando há tantas outras morrendo e precisando de ajuda? Para estes últimos temos que pregar o evangelho da água e do Espírito e alimentar os que já receberam a remissão de pecados a fim de que eles levem uma vida espiritual.
Há dois tipos de pessoas imaturas. E há um ditado na Coreia que diz: “De uma boa semente nasce uma boa árvore”. Então podemos ver se uma árvore é boa ou não quando vemos uma pequena folha brotando dela. Uma pequena semente quando é boa faz brotar uma árvore frutífera; e quando a árvore não é boa, suas folhas ficam amarelas. E vemos que uma árvore não será boa quando suas folhas desde o começo são amareladas. Mas é claro que ela pode ser uma boa árvore se for bem cuidada desde o início. Só que isso requer um cuidado muito maior da nossa parte.
Todos que habitam neste mundo, mais de 6.5 milhões de pessoas, estão pedindo ajuda a todos nós que recebemos a remissão de pecados. Eles estão nos pedindo para receber a salvação dos seus pecados e pregar para eles a Palavra que lhes concede a remissão de pecados. Hoje mesmo eu recebi uma ligação de um pastor do Quênia responsável por missões mundiais. Ele me disse que se dedica o ministério mas nunca pregou o evangelho da água e do Espírito, apesar de já ter pregado muitos sermões. Também me disse que era quase certo que ninguém estava pregando este evangelho em seu país, e que ele mesmo até agora achava que remissão de pecados era somente pelo sangue de Jesus. Só que depois de ler a Palavra da verdade, ele viu que estava errado e passou a crer na verdade.
Ele disse que a partir de então conheceu a verdade do evangelho da água e do Espírito na Palavra de Deus depois que a leu e queria nos ajudar nesta obra, pois ela é maravilhosa. Seu testemunho nos abençoou muito. Ele também me disse que deseja muito que Deus me abençoe e a todos que estão fazendo esta obra. Só que eu não estou pregando o evangelho da água e do Espírito sozinho. Todos os nossos pastores estão fazendo esta obra. E eu creio que suas orações trarão sobre todos nós as bênçãos de Deus. Isso vai acontecer mesmo. Portanto, temos que crer assim e prosseguir pela fé para sermos mais maduros.
Nossa maneira de pensar também precisa ser diferente. E temos que fazer com que as próximas gerações tenham esta fé, mesmo que tenhamos que passar por muitas lutas para pregar o evangelho hoje. Temos que fazer a obra desde pequenos. E vocês têm que entender quantas lutas seus pais tiveram que enfrentar. Os adultos que não querem nem saber se seus pais estão vivos ou mortos e só pensam o tempo todo em ganhar dinheiro e no seu bem-estar agem assim porque nunca passaram por provações quando eram jovens. Os que passaram provações quando jovens cuidam muito bem dos seus pais. Enviar os filhos para a faculdade é algo muito bom, mas deixar que os filhos enfrentem dificuldades quando jovens também pode ser muito bom para sua educação. Isso fará com que eles nunca deixem de cuidar dos seus pais. Esta é a pura verdade.
Alguns de vocês podem até pensar: – O pastor Jung está falando como se soubesse muito sobre educação, mas nem tem nível superior! Quem da área de educação diria tal coisa? Mas eu estou dizendo isso. E os mais velhos dizem isso também. Os que enfrentaram dificuldades entendem quando os outros passam pelo mesmo e sabem que precisam viver para o evangelho da água e do Espírito, se sacrificar para fazer a obra e servir a este evangelho.
Sabemos disso por experiência, não porque achamos que sabemos. E hoje podemos entender tudo que acontece conosco porque vivemos assim. E quem vive assim sabe que Deus nos dá o escape, nos ajuda e renova nossas forças quando passamos por provações, quando estamos prestes a desistir por causa dos problemas. Só que não estamos sozinhos. O Senhor está conosco. Ele está sempre conosco. Jesus é o nosso Ajudador e está sempre ao nosso lado. Ele está sempre conosco.
Amados, temos que voltar a nos preocupar com as pessoas deste mundo. Não devemos nos preocupar somente com nossa família. Quem não quiser ouvir não vai ouvir, por mais que você fale e não importa o que diga. Lucas 12.47,48: “E o servo que soube a vontade do seu senhor, e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será castigado com muitos açoites; mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá”. Sabemos que mais de 6.5 milhões de pessoas neste mundo não conhecem o evangelho da água e do Espírito. Eu sei disso. Então não temos como deixar de fazer esta obra.
Eu percebi isso a partir do momento que cri no evangelho da água e do Espírito. Quando cri na Palavra de Deus e vi como estava o Cristianismo em todo o mundo, eu percebi que os dois mil anos da cristandade não valeram de nada. Então eu clamei: – O que devo fazer, Senhor? O que posso fazer a respeito? O que posso fazer se John Knox, Martinho Lutero e Calvino não conheciam o evangelho da água e do Espírito que só os apóstolos e os que aprenderam com eles conheciam? O que posso fazer se houve uma Reforma religiosa depois disso mas ninguém conheceu o evangelho da água e do Espírito? O que posso fazer se os Reformadores que trouxeram os cristãos de volta para a Palavra de Deus e estabeleceram o Cristianismo não conheciam o evangelho da água e do Espírito?
Não podemos deixar então de pregar o evangelho da água e do Espírito a todos agora. Temos que fazer esta obra mesmo que tenhamos que morrer. Por quê? Porque somos os únicos que compreendem a verdade do evangelho da água e do Espírito. É por isso que estamos pregando o evangelho em todo o mundo através do nosso ministério de literatura da nossa Missão. Dizem que dos 45 milhões de habitantes que há na Coreia, 12 milhões creem em Jesus. Mas veja o mundo. Há mais de 6.5 milhões de habitantes neste mundo, e a maioria deles não crê na justiça de Deus. Muitos não conhecem o evangelho da água e do Espírito, embora creiam em Deus. Os sul coreanos não são os únicos que vivem neste mundo. Nossa família também não é a única. Todos neste mundo são ovelhas perdidas. Portanto, temos que pregar o verdadeiro evangelho da água e do Espírito para eles.
O número daqueles que receberam a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito está aumentando consideravelmente. Este é o tempo da grande colheita. Meu desejo então é que apenas confiemos nossos problemas e anseios ao Senhor e preguemos o evangelho da água e do Espírito.