Sermões

Assunto 21: O Evangelho segundo MARCOS

[Capítulo 1-2] (Marcos 1:1-11) Aqueles que Levam uma Vida Diferente das Pessoas Comuns

(Marcos 1:1-11)
“Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Como está escrito no profeta Isaías:
‘Eu envio o meu anjo diante da tua face,
O qual preparará o teu caminho.’
Voz do que clama no deserto:
‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.’
Apareceu João batizando no deserto, e pregando o batismo de arrependimento, para remissão dos pecados. Toda a província da Judéia e os de Jerusalém iam ter com ele e, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão. João andava vestido de pêlos de camelo, trazia um cinto de couro, e comia gafanhotos e mel silvestre. E pregava, dizendo: Após mim vem aquele que é mais forte do que eu, do qual não sou digno de, abaixando-me, desatar a correia das suas sandálias. Eu, em verdade, vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo. Naqueles dias veio Jesus de Nazaré, na Galiléia, e foi batizado por João no Jordão. Logo que saiu da água viu os céus abertos, e o Espírito que, como pomba, descia sobre ele. Então ouviu-se esta voz dos céus: ‘Tu és o meu Filho amado em quem me comprazo.’”
 
 
Como vocês estão hoje? Hoje é dia 28 de Fevereiro e amanhã é dia 1 de Março. Eu acho que a sensação térmica está acima de congelante apesar de agora estar 12 negativos lá fora, talvez seja porque Março esteja às portas e a primavera chegou. Deve ser pela expectativa de que a primavera logo chegará tornando o clima mais quente.
Qual é a flor que brota antes da primavera chegar? É a forsítea. Quando eu costumava ir para a escola há muito tempo atrás, nós começávamos o 1 semestre em Março. Depois de passados 3 meses desde o início do período letivo, eu podia ver azaléias rosas nos montes quando eu voltava da escola indo para casa. Eu podia ver essas azaléias coloridas levemente de vermelho cobrindo toda a montanha. Me veio à mente o tempo que eu ia para a escola.
O tempo começa a esquentar quando a primavera chega. E os pássaros cantam, novos botões florescem nos galhos das árvores, as forsíteas florescem e as azaléias também. Muitas flores do deserto que nós nem sabemos os nomes, flores amarelas, flores vermelhas também florescem. Segundo minha memória, eu acho que as forsíteas florescem primeiro. Houve um tempo em que eu não estava muito bem fisicamente e sofria de uma doença, e aquele inverno foi mesmo muito rigoroso. Eu estava acamado e só desejava que a primavera chegasse logo. Apesar de ainda ser inverno, as forsíteas brotaram e floresceram em cores amarelas em alguns lugares ensolarados na região sul da Coréia porque lá era quente mesmo no inverno. Elas floresciam assim em alguns lugares mesmo ainda sendo inverno. Flores amarelas de abóbora desabrochavam no verão e elas eram muito maravilhosas. Era uma bela vista quando as flores de abóbora floresciam totalmente. Algumas pessoas implicam dizendo que as flores de abóbora não são flores, mas as flores de abóbora são muito bonitas. Nós podemos colher muitas delas quando há muitas videiras e as suas flores estão totalmente florescidas.
Estamos falando sobre esse maravilhoso tempo. Contudo, devemos continuar fazendo a obra de Deus porque ela ainda não acabou. As nossas missões precisam que mais dinheiro seja ofertado para que possamos imprimir mais livros e fazer a obra de Deus, mas há muito material impresso que temos que deixar de lado agora.
A Palavra de Deus que eu vou compartilhar com vocês hoje vem do evangelho de Marcos capítulo 1 versículo 4. O ministério de João Batista também aparece no capítulo 1 do evangelho de Marcos. Está escrito: “Apareceu João batizando no deserto, e pregando o batismo de arrependimento, para remissão dos pecados.” João Batista tentou duramente levar o povo a Deus. João Batista viveu no deserto vestido com pêlo de camelo e com um cinto de couro em redor de seus lombos, e ele comia gafanhoto e mel silvestre.
Até agora eu tenho falado para vocês sobre o ministério de João Batista. E ao invés de falar sobre outras coisas, hoje eu gostaria de falar sobre a vida de João Batista. Eu quero falar sobre João Batista que teve uma vida diferente das demais pessoas.
 
 
A Vida de João Batista
 
Podemos ver que a vida de João Batista era muito diferente da vida das pessoas do mundo. O ministério e a vida de João Batista foi para batizar Jesus Cristo e para testemunhar que Ele é o Salvador da humanidade. A vida de João Batista parecia rústica porque ele era uma pessoa que tinha a responsabilidade de um sumo sacerdote que mostrava os pecados das pessoas daquele tempo e fazia esses pecadores se voltarem para Deus. Para fazer a obra, João Batista viveu como se não pertencesse a esse mundo. João Batista pôde viver uma vida assim porque ele estava intimamente ligado com a vontade de Deus. E foi assim porque a obra que Deus confiou a ele era muito importante.
Houve um tempo em que eu andei desanimado, mesmo depois de crer na palavra do evangelho da água e do Espírito, porque eu não sabia como eu deveria levar minha vida. Eu sei que você também teve uma experiência como a minha. Houve um tempo em que pensei que embora eu tivesse recebido a remissão de pecados em meu coração por crer na palavra do evangelho da água e do Espírito, eu não sabia como fazer a obra de Deus. Você deve ter tido esses questionamentos em seu coração sem saber por qual caminho seguir igual a mim, porque você não sabia a vontade de Deus. Provavelmente isso aconteceu porque nós tivemos que mudar o nosso antigo modo de vida que vivíamos neste mundo para a verdadeira vida de fé. Devemos então mudar o nosso modo de vida a fim de levarmos uma vida de fé que crê na justiça de Deus depois que cremos no evangelho da água e do Espírito. Devemos levar uma vida de fé seguindo a justiça de Deus porque não mais vivemos segundo o nosso modo antigo de pensar. Isso porque uma vida sem fé não pode servir ao evangelho da água e do Espírito. E também porque não podemos seguir o Senhor até o fim do mundo se não for com uma vida de fé. Você e eu pudemos receber a salvação dos pecados através do evangelho da água e do Espírito e também vivemos uma vida diferente da vida das pessoas deste mundo.
No começo não queríamos viver essa vida de fé. Isso só foi possível porque nós recebemos a remissão dos pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito. Portanto, temos que viver uma vida de fé que é diferente da vida das pessoas do mundo, como os justos que crêem no evangelho da água e do Espírito. Isso porque nós podemos pregar a salvação que o nosso Senhor nos deu, isto é, esse evangelho da água e do Espírito para outras pessoas e também fazê-las receber essa salvação. Porque vivemos uma vida diferente das pessoas deste mundo como aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito, devemos agora seguir o Senhor com mais devoção ainda pela fé, crendo na justiça de Deus. Devemos fazer isso mesmo se não desfrutarmos de uma vida próspera que todos buscam. Todos que vivem neste mundo querem viver a vida que desejam. As pessoas gostam das coisas carnais e também de viver uma vida de fé comum. Contudo, quando cremos e servimos o evangelho da água e do Espírito passamos a conhecer o motivo para não vivermos da maneira como as pessoas deste mundo vivem. Portanto, não devemos levar a vida igual as pessoas do mundo. Chegamos a essa conclusão porque queremos pregar o evangelho da água e do Espírito pela fé e viver com nossa fé diante da presença de Deus.
No entanto, ficamos muito angustiados e abrimos nosso coração para as coisas do mundo e o fechamos novamente e isso se repete várias vezes seguidas em nossas vidas. Portanto, você e eu devemos pensar mais profundamente sobre a vida de João Batista, perguntando: “Como João Batista vivia no deserto, apontava o pecado das pessoas e testemunhava que Jesus Cristo era o Salvador?” Devemos fazer o mesmo tipo de obra a fim de levarmos uma vida de serviço ao evangelho da água e do Espírito. Podemos ver que também estamos fazendo a obra que João Batista já fez. Não podemos realizar todas as missões que Deus nos confiou se não vivermos segundo a Sua vontade do mesmo modo que João Batista vivia uma vida consagrada no deserto. Temos que nos tornar pessoas destinadas a viver pela fé.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito estamos vivendo uma vida igual a do “pequeno João Batista” segundo a justiça do Senhor. Para servirmos o evangelho da água e do Espírito não podemos evitar de levar uma vida consagrada, diferente das pessoas comuns. Definitivamente devemos viver uma vida seguindo a justiça de Deus e a orientação do Senhor. O modo de levarmos uma vida consagrada longe do mundo é vivermos uma vida que crê e segue a justiça de Deus.
 
 
A Vida de um “Nazireu” Segundo o que está Escrito no Antigo Testamento
 
Mesmo durante a era do Antigo Testamento, havia pessoas que viviam como “Nazireus” que significa “uma pessoa consagrada a Deus”. Sansão era assim. Um “Nazireu” era uma pessoa que tinha sido consagrada e oferecida a Deus e que vivia uma vida separada do mundo. Sansão não deveria cortar seu cabelo e nem raspar suas sobrancelhas. Aqueles que já receberam a remissão de pecados e servem hoje o evangelho da água e do Espírito neste mundo, podem ser diferentes exteriormente, mas nós devemos viver essa vida de fé espiritualmente. Eu acho que aqueles que querem mesmo viver essa vida espiritual são a versão moderna dos Nazireus, apesar de existir algumas diferenças de como alguém se dedica a viver uma vida próxima à vontade de Deus.
Você e eu também não gostaríamos de viver como as pessoas do mundo enquanto cremos e seguimos o Senhor assim? Você e eu também temos esse coração. O evangelho da água e do Espírito seria pregado no mundo todo se nós não vivêssemos uma vida igual aos Nazireus? Nós não podemos viver uma vida igual às pessoas do mundo porque o evangelho da água e do Espírito ainda não foi totalmente pregado no mundo todo. A evangelização com o genuíno evangelho não pode se cumprir se vivermos como pessoas comuns deste mundo. Nós queremos viver como as pessoas do mundo e podemos fazer isso, mas nós não vivemos assim porque não podemos.
 
 
Nós Cremos na Justiça do Senhor e Queremos Segui-Lo
 
Tentamos não ter outros deuses diante da presença do Senhor e também viver uma vida de fé que crê na justiça de Deus nos livrando de toda a sujeira acumulada que ainda resta do mundo em nosso coração. Para fazermos isso, devemos primeiro compreender o que é uma vida de fé na justiça de Deus. Nós pastores também devemos saber que vivemos uma vida de fé que é diferente das pessoas do mundo, igual a João Batista que pregava a Palavra de Deus enquanto vivia no deserto. Devemos também lançar fora nossos desejos carnais a fim de seguirmos a justiça do Senhor pela fé. Eu quero lhe dizer que viver pela justiça de Deus é viver uma vida íntegra. É certo vivermos uma vida consagrada distante do mundo como fez João Batista. Do contrário não poderemos mesmo seguir a justiça do Senhor pela fé. Como podemos seguir o Senhor fazendo todas as coisas que as pessoas do mundo fazem, ficando fascinados pelas estrelas do cinema que elas gostam, seguindo-as como seus fãs, dizendo: “Oh, meu amor, meu amor”. Ninguém poderá seguir a justiça do Senhor se seu coração for volúvel assim.
Todos esses pensamentos e desejos do mundo nascem no coração de nós que estamos trabalhando na Igreja de Deus. Mas o nosso coração deve realmente estar com a justiça de Deus, diferente do mundo, da maneira que João Batista vivia no deserto, da maneira que os israelitas encontraram João Batista no deserto. Temos que ter um coração justo e não o coração de pessoas carnais. Devemos ser assim para servir o evangelho da água e do Espírito do Senhor. Devemos pôr nosso coração em seguir a justiça de Deus e purificá-lo, confirmar isso pela fé e realmente levar nosso coração a Deus. Como podemos seguir a justiça do Senhor se não tivermos o coração que segue somente a Ele? Não podemos seguir a justiça do Senhor mesmo se quisermos, se o nosso coração for como o coração das pessoas carnais deste mundo.
Há muitos estudantes aqui da escola de nível fundamental e médio que gostam das coisas que os adolescentes do mundo gostam. Provavelmente você busca essas coisas até um certo ponto, embora você não seja levado pela maldade desse mundo. Mesmo assim, você deve ter um coração que é diferente dos adolescentes deste mundo a fim de servir o evangelho da água e do Espírito do Senhor e também ter uma vida consagrada igual a de João Batista para ajudá-lo a manter essa fé. Nós vivemos pela fé crendo assim na justiça de Deus apesar de nossa carne ficar muito cansada. Nós podemos viver justamente se pusermos nosso coração para viver pela fé diante da presença de Deus. Não podemos viver essa vida de fé se não tivermos uma forte convicção em nosso coração. Podemos seguir e servir fielmente a justiça do Senhor pela fé se vivermos uma vida consagrada, separada deste mundo.
Não estaremos servindo fielmente o Senhor se não pudermos viver como João Batista. E isso vale para os adultos e também para os adolescentes. Os adultos jovens também têm o desejo de viver como os jovens comuns deste mundo. Isso também acontece com os homens, mulheres e pastores. Porém, podemos seguir a justiça do Senhor se vivermos assim? A pergunta é se podemos servir o evangelho da água e do Espírito se vivermos seguindo as tendências deste mundo. Devemos viver uma vida consagrada separada do mundo porque não podemos servir o evangelho com outro tipo de vida. Todos nós devemos desejar levar a vida de fé de João Batista que pregou a vontade de Deus no deserto.
Queridos irmãos, se formos levar a mesma vida das pessoas deste mundo, o Senhor chamará outros obreiros e testemunhará esse evangelho da água e do Espírito até os confins da terra. Para ilustrar isso, eu tenho que falar usando uma certa pessoa como exemplo. Mas se usá-la como exemplo, isso poderá ofendê-la. Para evitar isso vou usar a mim mesmo como exemplo.
 
 
Eu Sou Feliz Porque Eu Creio na Justiça do Senhor
 
Na verdade eu tenho recebido grandes bênçãos depois de encontrar o Senhor que veio pela água e pelo Espírito. Eu tenho comunhão com todas as pessoas justas deste mundo. Eu também posso fazer a obra de Deus. Eu posso viver a vida de fé que crê e segue a justiça de Deus junto com você. Eu posso ter uma comunhão espiritual assim após encontrá-lo e também posso fazer a justa obra. Quem pode ser mais feliz do que eu? Eu sou uma pessoa feliz no Senhor.
Contudo, vamos pensar sobre isso em termos carnais. As pessoas carnais me perguntam: “Quantas pessoas vão à sua igreja?” Eu ouço essas coisas quando encontro pessoas que não crêem no evangelho da água e do Espírito. Mas porque elas me fazem essa pergunta? Na verdade elas estão me perguntando mesmo quanto eu ganho mensalmente. E elas me perguntam: “Qual é a marca do seu carro?”
Meu orgulho se esconde quando eles me perguntam essas coisas. Depois de encontrar o evangelho da água e do Espírito eu tenho pastoreado por cerca de dez anos e plantado muitas igrejas. E há muitas pessoas que abriram uma igreja depois de mim. Mas alguns desses pastores construíram pomposos templos e dirigem por aí em um carro novo. E alguns indiretamente, e não diretamente, me dizem: “Eu estava pregando em um encontro de avivamento, e uma certa diaconisa comprou uma Hyundai Granger de 3.000 cilindradas para o pastor da sua igreja”.
Humanamente falando, eu também queria dirigir um carro mais luxuoso do que eu dirijo hoje. Eu gostaria de dizer a eles: “Eu posso dirigir um carro melhor do que o carro que você está dirigindo”. Me desculpe. Eu estou só falando isso para mim mesmo. Eu só penso e falo essas coisas aos pastores não nascidos de novo no meu pensamento. Eu falo comigo mesmo: “Tolices sujas. Você deve recusar quando algum membro da sua igreja quiser te comprar uma Granger, um carro grande, e continuar dirigindo um carro pequeno. Você está dirigindo uma Granger com arrogância? Como você pode aceitá-la, mesmo alguém dando-a a você, se para mantê-la custa cerca de alguns milhares de dólares por mês? Você pelo menos conhece o evangelho da água e do Espírito? Você prega o evangelho da água e do Espírito para a sua igreja? Você está somente roubando o dinheiro dos membros da sua igreja”. Sob o ponto de vista humano, é verdade que eu quero dirigir um carro melhor quando alguém diz que dirige uma Granger, e também tenho vontade de me gabar diante dessa pessoa. É assim que funciona a natureza humana.
Eu estou dizendo que eles não têm nada para eu invejar se eu não vivesse para pregar o evangelho da água e do Espírito. Todavia, se eu dirigisse um carro luxuoso isso glorificaria o nome de Deus? Eu faria isso se esse tipo de vida trouxesse algum benefício ao evangelho da água e do Espírito, mas por que eu dirigiria por aí em um carro caro se isso não seria para o bem da evangelização do evangelho? Mas o evangelho da água e do Espírito o qual Deus me deu vale muito mais a pena do que todos os prazeres da vida que eles desfrutam. Isso porque o valor daqueles que têm muito dinheiro e dirigem esse tipo de carro não é maior que o valor da salvação que Deus me deu. O evangelho da água e do Espírito que nós pregamos tem um valor muito maior do que das coisas que eles possuem.
Porém, isso não significa de forma alguma que eu não tenho um coração carnal como as pessoas do mundo. Eu também tenho esse coração. Mas quando eu considero todas essas coisas, vejo que esse tipo de vida não é apropriada diante da presença de Deus. Além disso, como os outros pastores se sentiriam se eu dirigisse um carro desses? Eles não iriam também querer fazer isso? Se isso acontecesse, isso não iria nos atrapalhar de servir o evangelho da água e do Espírito? Por isso é que não é apropriado fazê-lo. Definitivamente eu não posso seguir os desejos da carne, embora também tenha um coração carnal. Eu tenho esse tipo de coração, mas não posso viver assim. E também porque eu não ganharia nada espiritualmente se buscasse os desejos da carne.
 
 
Nós Devemos Pelo Menos Levar com Fé uma Vida Consagrada, que é Diferente da Vida dos Cristãos não Nascidos de Novo
 
E é isso que devemos fazer, pois somente assim poderemos servir o evangelho da água e do Espírito e também realizar fielmente as obras que Deus nos confiou. Não podemos servir o evangelho da água e do Espírito se vivermos como as pessoas desse mundo. Como poderemos servir a este evangelho se vivermos da maneira como eles vivem?
Queridos irmãos, que proveito haverá se levarmos uma vida consagrada mas só vivermos na carne? O Senhor ordenou a você e a mim que testemunhássemos do evangelho da água e do Espírito até os confins do mundo. Devemos crer e servir ao evangelho da água e do Espírito a fim de cumprir o papel de testemunhas da justiça de Deus, mas não poderemos cumprir essa missão com um coração igual ao das pessoas deste mundo. O Senhor não poderá usar essa pessoa e ela nem poderá realizar essa obra e fazê-la corretamente mesmo se o Senhor usá-la. Portanto, devemos deixar de lado o coração carnal.
Devemos passar por problemas espirituais por crermos e seguirmos a justiça do Senhor. Devemos levar nossa própria cruz e também negar nossos pensamentos carnais. É natural passarmos por várias dificuldades. Mas que grande recompensa vem depois disto? Como é grande o benefício que acompanha as pessoas que têm uma vida justa diante da presença de Deus, das pessoas que vivem pela fé! Apesar de trabalharmos duro pela justiça do Senhor, isso não se compara com as bênçãos que Ele nos deu. Conseqüentemente, quando levamos isso para o campo da fé, muitas bênçãos mais são dadas aos que levam uma vida espiritual. E independente das conseqüências, nós levamos uma vida consagrada porque buscar a justiça de Deus é o tipo de vida correta. Você e eu levamos essa vida pela fé como João Batista que vivia no deserto. Os justos viverão somente pela fé.
Isso é o que eu estou dizendo aqui. Mesmo se vivermos somente um dia diante da presença de Deus, devemos remover as impurezas que surgem em nossas mentes carnais a cada dia e vivermos pela fé crendo na justiça de Deus. É difícil seguir a justiça de Deus se não removermos a impureza do nosso coração. Quando o Senhor confia uma nova obra a essas pessoas, elas têm dor de cabeça e ficam fisicamente esgotadas. Disse o Senhor: “Um homem dá liberalmente, e se enriquece;
Outro retém mais do que é justo,
O se empobrece” (Provérbios 11:24). Essa Palavra de Deus refere-se diretamente às pessoas que servem ao evangelho da água e do Espírito. O Senhor nos abençoa física e espiritualmente quando você e eu vivemos para a Sua justiça. Portanto, nós prosperamos física e espiritualmente.
Por isso os justos vivem para a pregação do evangelho da água e do Espírito, deixando de lado os assuntos banais do dia-a-dia. Os justos vivem para realizar a Grande Comissão pela fé. Portanto, devemos viver uma vida de fé como João Batista. Deus disse que nós que somos assim devemos ter um coração íntegro. Deus concedeu a você e a mim esse tipo de coração. Eu sempre tenho um coração grato a Deus quando vejo os irmãos, irmãs, e os obreiros que trabalham na Igreja de Deus. Eu dou graças a Deus por Ele ter retirado a impureza do nosso coração, os pensamentos carnais e nos fez fazer Sua obra nos dando esse coração que, pela fé, serve o evangelho da água e do Espírito da maneira que João Batista pregou a Palavra de Deus no deserto. De outro modo não poderíamos pregar esse precioso evangelho.
Você e eu temos que ter fé e um coração justo que quer viver para a justiça de Deus assim como João Batista que chorou e seguiu a vontade de Deus enquanto vivia no deserto. Estamos fazendo essa obra porque o Senhor nos deu essa fé e o coração que tem a responsabilidade de realizar essa obra. Do contrário, quem poderia realizar essa obra com sua força carnal? Ninguém nesse mundo pode realizar essa obra sem o coração dado por Deus o qual busca a Sua justiça.
Podemos viver essa vida porque o Senhor nos deu um coração que O segue com esses pensamentos espirituais, ao invés dos pensamentos carnais que tínhamos no mundo. E para que possamos viver assim, o Senhor constantemente retira a impureza do nosso coração com a Sua Palavra e o Espírito Santo. O Senhor nos fez ter o objetivo de pregar o evangelho ao mundo inteiro e nos faz seguir adiante nesse propósito. Do contrário iríamos todos morrer espiritualmente. Amados irmãos, vocês acham que vivemos assim porque não sabemos como viver uma vida comum a qual todos querem viver? Qualquer um pode viver de acordo com seus desejos. Mas o Senhor disse: “Os que forem sábios resplandecerão
Como o fulgor do firmamento,
E os que a muitos ensinam a justiça refulgirão
Refulgirão como as estrelas sempre e eternamente” (Daniel 12:3).
Os crentes não nascidos de novo não podem levar esse tipo de vida de fé que nós levamos. Para viver essa vida de fé, a pessoa deve ter a fé que crê no evangelho da água e do Espírito diante da presença de Deus e deve também decidir seguir a Sua justiça. Devemos ter esse coração e dizer: “É correto nós pregarmos o evangelho da água e do Espírito. Mesmo que haja muitas dificuldades na pregação do evangelho e mesmo que perca tudo, eu pregarei esse evangelho se isso ajudar a cumprir a vontade de Deus”. Então o Espírito Santo que habita em nosso coração ficará satisfeito e nos ajudará. Ele guia o nosso coração no caminho da justiça. Devemos ter em mente que só poderemos viver para a justiça de Deus se Ele nos ajudar. Deus nos ajuda a levar essa vida, nos salva dos pecados do mundo e nos dá o coração que vive para a Sua justiça.
 
 
João Batista Viveu uma Vida Consagrada Separada das Pessoas do Mundo
 
João Batista era diferente desde que nasceu e viveu sua vida inteira assim. Você que agora crê no evangelho da água e do Espírito também é diferente das pessoas do mundo. Apesar de antes de crermos no evangelho da água e do Espírito tenhamos vivido uma vida como as outras pessoas, a vida que estamos levando agora que recebemos a remissão dos nossos pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito, é muito diferente da vida que levávamos. Nós ficamos dessa forma, como está escrito: “As coisas velhas já passaram, tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17). É claro que algumas coisas carnais continuarão surgindo mesmo depois de nos tornarmos novas criaturas. Contudo, devemos mesmo tirar as coisas carnais para servirmos esse evangelho da água e do Espírito. Há muitas dessas coisas. Mas apesar disso, você e eu devemos nos dedicar a obra de Deus. Você e eu estamos fazendo essa obra porque o Espírito Santo, a Palavra de Deus, o evangelho da água e do Espírito e a Igreja de Deus estão em nós.
Pense sobre a vida de João Batista. A sua vida é a nossa vida. Não foi só João Batista que levou essa vida. Nós também estamos vivendo igual a ele. Você deve entender que está levando uma vida à parte deste mundo, apesar de vivermos nele. Você e eu e todos os justos que estão vivendo para a justiça do Senhor devem levar essa vida pela fé.
Há pouco tempo atrás uma famosa estrela de cinema cometeu suicídio, e as pessoas disseram: “Eu não compreendo porque ela morreu assim”. Mas nós justos sabemos exatamente o motivo de ela ter cometido suicídio. Aquela mulher cometeu suicídio por causa dos seus pecados e do vazio que sentia. Como podemos saber disso? Sabemos disso claramente porque o Espírito Santo está no nosso coração. Essa atriz ia à igreja regularmente. Portanto ela também conhecia a lei de Deus. A pessoa que conhece a lei de Deus não consegue viver por causa do sofrimento que o pecado causa em seu coração. Essa pessoa não tem apetite, não consegue dormir bem, e por isso comete suicídio. As pessoas do mundo que não conhecem a justiça de Deus não podem ser libertas da angústia do pecado porque são oprimidas por eles. Muitas pessoas se mataram por causa dos seus pecados. Elas não teriam cometido suicídio se tivessem encontrado o evangelho da água e do Espírito pelo menos uma vez na vida. Embora os diretores de cinema e repórteres tenham ficado muito tristes, e lamentando disseram: “Eu não compreendo por que ela cometeu suicídio. Ela poderia ter se tornado uma superstar se tivesse superado os problemas pelos quais passava”, nós, porém, sabemos que ela tinha um motivo para se matar por causa dos seus muitos pecados!
Quando o Senhor carregou a cruz até o Gólgota, muitas pessoas tiveram pena e choraram por Ele. Mas Jesus disse a elas: “Não choreis por mim, chorai antes por vós mesmas, e por vossos filhos” (Lucas 23:28). Isso significa que cada um deve chorar primeiro por si mesmo. A bíblia diz: “E, como aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27). Isso significa que todos devem ser julgados e lançados no fogo do inferno por causa dos seus pecados. Depois de nascer nesse mundo, a pessoa morre depois de viver qualquer tipo de vida e então é cremada e lançada no fogo eterno que nunca se apaga. Esse é o destino de todo ser humano.
Você e eu também deveríamos passar por isso, mas felizmente nós encontramos o evangelho da água e do Espírito. Por isso nós recebemos a remissão dos nossos pecados pela fé. Portanto, nos tornamos filhos de Deus e ainda recebemos a vida eterna. E o Senhor ordenou a nós que nos tornamos Seus filhos que pregássemos esse evangelho da água e do Espírito a todos que vivem neste mundo. Nos tornamos naqueles que devem fazer a obra que o Senhor ordenou. Para fazermos a obra de Deus nos tornamos pessoas espirituais iguais a João Batista. Nos tornamos obreiros de Deus mesmo sem querer. Amados irmãos, há alguém aqui na Igreja de Deus que age segundo seus desejos carnais o tempo inteiro? Na verdade, mesmo querendo, não podemos fazer isso porque somos muito ocupados. Isso é verdade ou não é? Isso é verdade. Não termos a obra de Deus para fazer é o caminho mais curto para a nossa destruição. É bom termos muito trabalho para servir a justiça de Deus porque somos inclinados a seguir nossos desejos carnais se não fizermos isso.
Se tivermos muito trabalho para servirmos a justiça de Deus, não teremos muito tempo para nos preocuparmos com os desejos carnais mesmo que eles surjam em nosso coração, porque estaremos totalmente ocupados cumprindo nossas responsabilidades, e não teremos energia para satisfazer esses desejos carnais. Portanto, não podemos fazer isso. Às vezes eu acumulo as obras da justiça de Deus. Eu planejei e preparei tanta coisa para fazer que eu não teria nem força para fazê-la durante toda a minha vida. E eu também preparei para você tanta obra da justiça que você não ficará ocioso. Eu fiz isso para que você e eu não desperdicemos nem um só minuto da nossa vida e para que não tenhamos outra alternativa a não ser levar uma vida igual a de João Batista.
Queridos irmãos, vocês e eu recebemos a remissão dos nossos pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito. Então como podemos viver igual às pessoas deste mundo quando dizemos que recebemos a remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito? Devemos ou não devemos levar uma vida consagrada separada do mundo, como João Batista que comia gafanhotos e mel silvestre no deserto? Sim, devemos. Devemos ser assim a fim de levarmos outros a receber a remissão de pecados. Do contrário, como eles poderão receber a remissão dos seus pecados? Não podemos pregar o evangelho da água e do Espírito para as pessoas do mundo se não vivermos hoje como João Batista. Um provérbio coreano diz: “Uma pessoa não pode superar outra se fizer o que a outra faz”. A nossa vida de fé é assim. A vida de fé que temos não aconteceu porque queríamos. Deus nos fez viver como João Batista viveu.
Levaremos uma vida de fé igual a de João Batista ou viveremos como as pessoas comuns? Você e eu temos que decidir levar esse tipo de vida. Nos tornaremos iguais as pessoas deste mundo se não tivermos um coração íntegro diante da presença de Deus e não vivermos assim. Cada um de nós que serve ao Senhor com uma vida consagrada é como o “pequeno João Batista”. Nós vivemos como “pequenos João Batista”. Devemos compartilhar comidas deliciosas uns com os outros e nos ajudarmos mutuamente porque nossa carne é fraca, mas nossa fé tem que ser igual a de João Batista. Deus deu a você e a mim esse coração cheio de fé. Deus nos permitiu viver esse tipo de vida de fé.
Por favor, não esqueçam que Deus nos permitiu viver essa vida de fé. Devemos pensar muito bem em como devemos levar uma vida correta, e então levarmos uma vida igual a de João Batista. Há alguns santos que dizem que levarão essa vida quando as coisas melhorarem, mas isso não tem nada a ver com as circunstâncias. Uma coisa é clara: quanto pior o mundo fica mais temos que viver uma vida consagrada. Eu vou levar essa vida até a morte. Eu estou certo que você também fará o mesmo que eu. Somente assim poderemos servir mais efetivamente ao evangelho. Não podemos perecer com o mundo só porque ele está destruído. Independente de como as pessoas vivam, devemos ter um coração íntegro até o dia que o evangelho for pregado ao mundo todo e a vontade do Senhor se cumpra totalmente. Eu quero que você ponha seu coração no Senhor se você ainda não o fez.
Você deve viver pela fé que crê no evangelho da água e do Espírito. Você deve viver para a justiça de Deus. Seu coração e pensamentos devem ser afiados pela espada de dois gumes. Sua vida se torna uma simples gota de orvalho que desaparece rapidamente se você viver sem nenhuma direção. Essa vida não é boa. Você deve viver uma vida que faz com que muitos retornem ao justo caminho. Eu dou graças a Deus por nos fazer levar essa vida. Eu quero que Deus continue nos fazendo levar uma vida de fé que crê no evangelho da água e do Espírito.