The New Life Mission

Sermões

Assunto 8: O Espírito Santo

[8-19] (Mateus 27:45-54) O belo evangelho que rasgou o véu do Templo

( Mateus 27:45-54 )
“Desde a hora sexta até à hora nona, houve trevas sobre toda a terra. Por volta da hora nona, clamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Ele chama por Elias. E, logo, um deles correu a buscar uma esponja e, tendo-a embebido de vinagre e colocado na ponta de um caniço, deu-lhe a beber. Os outros, porém, diziam: Deixa, vejamos se Elias vem salvá-lo. E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito.
Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a terra, fenderam-se as rochas;
abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos, que dormiam, ressuscitaram; e, saindo dos sepulcros depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos. O centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto e tudo o que se passava, ficaram possuídos de grande temor e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus”.
 

Por que o véu do Templo se rasgou 
quando Jesus morreu na Cruz?
Porque o Reino de Deus se abriu para aqueles que 
creem no Seu batismo e crucificação.
 

Para entender a verdade deste belo evangelho, deve-se primeiro conhecer e entender o sistema sacrificial utilizado para se perdoar os pecados das pessoas diante de Deus, no Velho Testamento. Você deve conhecer e crer na verdade.
Segundo o antigo sacrifício de expiação, como descrito em Levíticos capítulo 16, no Velho Testamento, o Sumo Sacerdote colocava suas mãos em um bode vivo e transferia para ele todos os pecados acumulados pelo povo, pelo período de um ano. O sacrifício era morto em favor dos Israelitas e o Sumo Sacerdote pingava o seu sangue sobre o Trono. Assim eram expiados os pecados de todos os Israelitas. Da mesma forma, apenas aqueles que criam na imposição de mãos, no sangue e na Palavra de Deus podiam entrar no santuário sagrado.
Os sacerdotes sempre iam até a primeira parte do Tabernáculo, realizando os serviços. Mas na segunda parte, o Lugar Santíssimo, o Sumo Sacerdote só podia entrar sozinho e uma vez por ano, com o sangue, que oferecia por ele mesmo e pelos pecados do povo, cometidos na ignorância. (Hebreus 9:6-7). Assim, mesmo o Sumo Sacerdote não podia entrar no Lugar Santíssimo sem o sangue do sacrifício, preparado por meio da imposição de mãos, pela fé.
 

Como relatado no Novo Testamento, Jesus Cristo foi sacrificado por nós
    
No Novo Testamento, foi dito que uma pessoa poderia entrar no Reino do Céu por meio de sua fé no batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz. Quando o véu do Templo de Deus foi rasgado em dois? Quando Jesus foi crucificado, após ter vindo a este mundo e ter sido batizado por João.
Qual foi a razão disso? Jesus veio a este mundo como um sacrifício, denominado o “Cordeiro de Deus”, levou os pecados do mundo ao ser batizado por João e livrou a humanidade de todos os seus pecados, quando foi crucificado. O véu rasgado do Templo é um símbolo de que todos os pecados da humanidade, que nos separavam de Deus, foram levados por meio do Seu batismo e sangue na Cruz.
O próprio Jesus quebrou esta barreira, pagando o salário do pecado, que é a morte. Jesus foi batizado e crucificado para levar os pecados do mundo. Esta foi a razão pela qual o véu do Templo de Deus foi rasgado em dois. Assim como os sacerdotes podiam entrar no Tabernáculo com a fé na imposição de mãos, agora nós podemos entrar no Reino do Céu, graças à nossa fé no batismo e no sangue de Jesus.
Quando Jesus foi crucificado, Ele gritou em alta voz, dizendo: “Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”. (Mateus 27:46). Quando Ele finalmente entregou o Seu Espírito, disse: “Está consumado!”. (João 19:30). Jesus foi abandonado, por Seu Pai, na Cruz, por um momento, porque Ele carregava todos os pecados do mundo, desde Seu batismo por João no Rio Jordão.
Ele morreu pela salvação de toda a humanidade. Como resultado do batismo de Jesus e Sua morte na Cruz, todos que tiveram fé Nele foram salvos. Jesus foi batizado para levar todos os nossos pecados, porque somos nascidos pecadores e, assim, destinados à condenação.
O portão para o Reino do Céu foi firmemente fechado até Jesus nos ter livrado dos nossos pecados. Quando Jesus foi batizado por João e morreu na Cruz, o véu do Templo de Deus se rasgou em dois para que, quem crer no belo evangelho, pudesse entrar no Templo celeste de Deus.
Eu sou grato ao Senhor Jesus porque eu tenho fé no evangelho da água e do Espírito. Agora posso entrar no Reino do Céu por meio da minha fé no belo evangelho, que Jesus cumpriu por meio de Seu batismo e sangue. Eu não poderia ter alcançado a salvação por meio dos meus próprios esforços ou poderes.
A bênção que nos leva ao Reino do Céu não é conseguida por meio de meras orações, doações ou devoções. Uma pessoa só pode ser salva de seus pecados, se crer no batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz. Uma pessoa só pode entrar no Reino do Céu tendo fé neste belo evangelho. Jesus é a porta para o Céu, nenhuma outra crença é necessária para aqueles que creem Nele. A entrada no Reino do Céu não é garantida como compensação pelas doações, esforços mundanos ou outras boas obras, a única coisa realmente necessária, para os crentes entrarem no Reino do Céu, é a fé no evangelho do batismo de Jesus no Rio Jordão e no Seu sangue na Cruz.
Crer na água (batismo de Jesus no Rio Jordão) e no Seu sangue (a Cruz) irá te levar ao Reino do Céu. A pessoa que ainda tem pecado em seu coração, apesar de acreditar em Jesus, precisa crer em uma coisa: no evangelho da água e do Espírito. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. (João 8:32).
Nós nunca saberemos exatamente a hora da nossa morte, mas Jesus sabe de tudo. Como conhecia tão bem a nossa natureza pecaminosa, Ele lavou todos os nossos pecados por meio de Seu batismo e sangue na Cruz, em torno de dois mil anos atrás.
 

Devemos crer no belo evangelho que rasgou o véu do Templo de Deus

O Salvador nasceu de uma virgem para salvar a humanidade de seus pecados. Foi por meio de Seu batismo no Rio Jordão, com 30 anos, que Jesus levou todos os pecados do mundo. Todos eles, resultantes de fraquezas e deficiências, foram perdoados graças a Jesus. Seu batismo e sangue são a chave eterna para a salvação da humanidade. Jesus foi batizado e crucificado, e agora todos aqueles que têm fé neste evangelho podem entrar no Reino do Céu.
O véu do Templo de Deus se rasgou quando Jesus entregou o Seu Espírito na Cruz. Como o véu do Templo de Deus pôde se rasgar em dois, quando Jesus morreu na Cruz? A razão é que a salvação da humanidade foi alcançada por Ele, no belo evangelho.
No Velho Testamento, aprendemos sobre o Tabernáculo de Israel. Havia o altar da oferta queimada e a pia. Passada esta pia estava o Tabernáculo, e dentro do Tabernáculo, atrás do véu, estava a Arca da Aliança, onde a Glória e a presença de Deus residiam. O véu estava tão firmemente entrelaçado que, quatro cavalos puxando em quatro direções diferentes, não poderiam rasgar o seu tecido. Apesar de o Rei Salomão ter substituído o Tabernáculo pelo Templo, a forma básica não mudou, e o véu ainda estava lá, bloqueando o caminho para o Lugar Santíssimo. Contudo, foi rasgado em dois, quando Jesus morreu na Cruz. Isto atesta o fato de quão belo e perfeito é o evangelho que foi cumprido com o batismo de Jesus e Seu sangue.
Deus abençoou toda a humanidade com o perdão dos pecados e vida eterna, inserindo-os no belo evangelho. Jesus, com o sacrifício, pagou o salário do pecado, quando foi batizado por João e morreu na Cruz. A Bíblia diz: “O salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23). Assim como, no tempo do Velho Testamento, só se podia entrar no Templo de Deus com o sangue do sacrifício para receber a expiação dos pecados, mas, hoje, podemos ir a Deus com o nosso sacrifício, que é Jesus, e seremos perdoados por nossas transgressões. Esta é a verdade. E as palavras: “O salário do pecado é a morte”, nos mostra o quão perfeito é este belo evangelho.
O caminho para o Céu é crer no belo evangelho. O rasgar do véu em dois representa a abertura do Reino de Deus. Quando conhecemos e cremos neste evangelho, dizendo: “Oh, Jesus levou todos os meus pecados. Oh, Jesus pagou o salário do pecado na Cruz!”, o portão do Céu é aberto diante de nós. O Céu agora está aberto para aqueles que alcançaram a redenção por meio da fé no batismo de Jesus e Seu sangue. O sangue de Jesus salvou os pecadores da morte e Seu batismo tem o significado de levar os pecados da humanidade.
A terra tremeu e as rochas se abriram, quando o Senhor Jesus entregou o Seu Espírito na Cruz. Então, Seu sangue desceu a terra e começou a fluir em direção às terras baixas. Quando Jesus morreu na Cruz, todos os pecados da humanidade foram levados, o belo evangelho foi cumprido e todos os crentes tornaram-se aptos a entrar no Reino do Céu. Esta é a verdade de ser nascido de novo.
Existem muitos estudiosos que têm realizado pesquisas, procurando negar a existência de Jesus Cristo como uma pessoa real. Mas eles não podem persistir em suas hipóteses contra as numerosas evidências históricas de Sua existência. Entre eles, muitos desistiram e passaram a crer no belo evangelho do batismo de Jesus e Seu sangue. Esses perceberam que a prova de Jesus era muito substancial para se negar a Sua existência e aceitaram Jesus como Salvador, quando conheceram e creram no belo evangelho, que é o Seu nascimento, batismo, morte, ressurreição, ascensão e segunda vinda.
Nós não testemunhamos o batismo de Jesus. Nossos olhos não viram o que aconteceu há dois mil anos. Contudo, por meio do que está escrito, qualquer um pode entrar em contato com este belo evangelho. Jesus quebrou a barreira do pecado entre Deus e o homem, por meio de Seu batismo e sangue, e, portanto, o véu do Reino de Deus foi rasgado em dois, do topo até embaixo.
Agora, qualquer um que crer neste belo evangelho, que foi completado pelo batismo de Jesus e Seu sangue na Cruz, pode entrar no Reino do Céu. Você tem fé no fato de que o batismo de Jesus e Seu sangue são a chave para o Reino do Céu?
Eu mesmo era um pecador, que confiava em Jesus como meu Salvador, mas não conhecia o belo evangelho. Contudo, um dia eu li sobre o Seu amor incondicional por mim, na Bíblia, e soube que Ele foi batizado por mim, morreu na Cruz por mim e ressuscitou por mim. Jesus nos salvou, sendo batizado no Rio Jordão e crucificado, para pagar o salário do pecado, por causa do Seu amor por nós. Nós somos aptos a entrar no Reino do Céu, crendo neste belo evangelho.
Esta é a grande justiça de Deus para a humanidade. Todo o Seu ministério – nascimento, batismo no Rio Jordão, morte na Cruz e ressurreição – foi para nos salvar de todos os nossos pecados. Nós estávamos destinados ao inferno, após nossa morte, mas Jesus livrou as nossas almas da eternidade no inferno e nos garantiu o belo evangelho, como o caminho para entrar no Reino do Céu.
Quando Jesus foi morto na Cruz, um soldado furou o Seu lado com uma lança e imediatamente sangue e água fluíram. Assim está escrito na Bíblia. Isto testifica a verdade do belo evangelho do batismo de Jesus e Seu sangue.
Você considera que a sua fé no sangue de Jesus na Cruz é suficiente para te libertar de todos os seus pecados? O batismo de Jesus é menos significante ou apenas incidental para a sua salvação? Se você crê dessa forma, por favor, se arrependa. Nós agora temos que crer no evangelho do batismo de Jesus e Seu sangue, e reconhecê-lo como a verdade de Deus.
 

Você quer ser limpo de todos os seus pecados?

Assim como nós precisamos pagar para nos livrarmos de uma dívida, devemos ter fé no belo evangelho do batismo de Jesus e Seu sangue para sermos limpos de todos os pecados. Não devemos cometer o pecado de não crer no belo evangelho do batismo e sangue de Jesus. Apesar de nós não termos passado diretamente os nossos pecados para Jesus, um mediador, chamado João Batista, fez isso por nós. 
Quando Jesus morreu na Cruz, em Jerusalém, as tumbas de muitos santos se abriram e, três dias mais tarde, Ele ressuscitou e foi para a Galileia. Este maravilhoso evento realmente aconteceu, mas muitas pessoas não acreditam.
Nosso Senhor Jesus garantiu o Reino do Céu para nós, os justos, que recebemos a remissão dos pecados. Fomos salvos e nascemos de novo, não por intermédio de nosso próprio poder físico ou esforços religiosos, mas por meio da nossa fé no belo evangelho. Este evangelho não é ficção. Todos os pecados do mundo foram passados para Jesus quando Ele foi batizado. Não havia Nele pecado, mas teve que morrer na Cruz para expiar os pecados que recebeu em Seu batismo.
Quando Jesus entregou o seu Espírito, a terra tremeu e as rochas se abriram. Quando o centurião e aqueles que estavam guardando o corpo de Jesus sentiram o terremoto e as coisas que haviam acontecido, sentiram um grande medo, e testificaram: “Verdadeiramente este era Filho de Deus”. (Mateus 27:54).
José, um homem rico de Arimateia, pegou o corpo de Jesus, envolveu-o em um manto limpo e o deitou em sua própria tumba. O Sumo Sacerdote e os fariseus deram ordens para que o túmulo fosse vigiado até o terceiro dia.
Contudo, Jesus ressuscitou para dar uma nova vida para aqueles que creem no belo evangelho. Ele foi à Galileia, onde havia prometido encontrar com os seus discípulos, após a Sua crucificação. Todas estas coisas – Seu nascimento, batismo, crucificação, ressurreição, ascensão e a segunda vinda – foram direcionadas para aqueles que creem no belo evangelho. Eu também me tornei uma pessoa que testemunha que Jesus é o Filho do Deus vivo e meu Salvador.
 

Por quem o evangelho da verdade é pregado?

Os crentes no batismo de Jesus e Seu sangue testificam o belo evangelho da verdade, que é espalhado por intermédio do testemunho das pessoas salvas de todos os seus pecados. Quando uma pessoa é liberta de seus pecados, pela fé no belo evangelho, o Espírito de Deus começa a governá-la e Ele a transforma, independentemente de sua vontade. A Palavra de Deus, que ganha almas, transforma os homens em justos e lhes dá uma fé mais forte. Em troca, eles louvam ao Senhor Jesus. A Palavra de Deus habita neles, e como resultado eles experimentam o renovo de seu ser, dia após dia. Ao verem o justo transformado, as pessoas comprovam, “ele realmente é um homem liberto. Ele se tornou um Cristão genuíno e um filho de Deus”.
Até mesmo o diabo aceita e sucumbe ao belo evangelho. “Eu estou mortificado!”, ele diz: “Mas é verdade que não existe pecado no mundo. Ninguém tem pecado em seu coração”. Portanto, o diabo trabalha na mente das pessoas, interferindo em suas vidas de fé. A obra do diabo é evitar que as pessoas recebam as bênçãos espirituais do evangelho.
Satanás perdeu a batalha com Jesus de forma absoluta. Satanás conseguiu crucificar Jesus, controlando a mente das pessoas. No entanto, Jesus já havia tirado os pecados do mundo quando foi batizado e quando morreu na Cruz para pagar o salário do pecado. Por esta razão, Ele salvou completamente todos os crentes no evangelho da água e do Espírito.
O diabo foi incapaz de obstruir o plano de Deus para salvar a humanidade de seus pecados. Jesus pagou pelos pecados da humanidade, por meio de Seu batismo e Sangue, completando o belo evangelho. Agora não há mais pecado no mundo. Jesus levou todos, por meio de Seu batismo, e colocou um fim em todos os pecados, através de sua morte na Cruz, dizendo: “Está consumado!”. (João 19:30). Satanás foi privado do poder de acusar aqueles que têm fé no belo evangelho. Jesus derrotou o diabo por meio de Seu nascimento, batismo, crucificação e ressurreição.
Você ainda tem pecados em seu coração? Não. Os Cristãos podem dizer com confiança: “Eu não tenho pecado em meu coração”, com base na sua fé no belo evangelho da verdade. A pessoa, que crê no belo evangelho do batismo de Jesus e seu sangue, não têm nem mesmo um grama de pecado em seu coração.
Agora o belo evangelho está gravado em nossos corações. Nós estamos livres de qualquer penitência na presença de Deus. Todos vocês creem que Jesus levou todos os seus pecados, por meio de Seu batismo no Rio Jordão? Se você crê, sua gratidão a Deus e alegria será imensa. Tendo fé no belo evangelho, fomos santificados e libertos de nossos pecados neste mundo. Nós damos graças a Deus.
“Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor,
no qual temos a redenção, a remissão dos pecados”. (Colossenses 1:13-14). Aleluia, louvado seja o Senhor.
Jesus abriu a porta da salvação por meio do belo evangelho. Você também deve quebrar a barreira em seu coração de uma vez por todas, com o poder do belo evangelho, assim como o véu do Templo foi rasgado em dois. O belo evangelho foi feito para mim e para você. Nós podemos entrar no Reino do Céu, crendo neste evangelho, e esta é a verdade que nos permite alcançar a habitação do Espírito Santo.