The New Life Mission

Sermões

Assunto 23: A Epístola aos HEBREUS

[Capítulo 12-1] (Hebreus 12:1-13) Precisamos perseverar

(Hebreus 12:1-13)
“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado. E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, e não desmaies quando por ele fores repreendido; porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos. Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela. Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado”.
 
 
Deus às vezes castiga todo aquele recebe como filho
 
O autor do livro de Hebreus trata de muitos assuntos, mas no capítulo 11 ele fala especificamente dos servos de Deus que vivem pela fé. É isso o que ele diz: – Se eu fosse falar de Moisés, Isaque, Gideão, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e os profetas que foram seus antepassados, eu não teria tempo suficiente. Nossos pais na fé criam em Deus. Mas quantos foram eles? Nossos pais na fé não foram muitos? Apesar de terem sofrido para manter sua fé pura, eles entraram no reino de Deus? Eles não sofreram nesta vida visando a glória que teriam ao passar pela maravilhosa ressurreição? Levante-se pela fé então. Será que você não está sofrendo com a perseguição das pessoas deste mundo porque se uniu a elas e se afastou de Jesus Cristo? Mas você deve ver isso como Deus disciplinando um filho que ama. A verdade é que Deus disciplina todo aquele que recebe como filho.
Está escrito em Provérbios 3.11,12: “Filho meu, não rejeites a correção do Senhor, nem te enojes da sua repreensão. Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem”. O servo de Deus que escreveu o livro de Hebreus cita o Antigo Testamento e nos exorta: – Deus castiga todo aquele que recebe como filho. Ele faz isso com todos os seus filhos quando eles se desviam e vão por um caminho de destruição. Deus não fez isso com o povo de Israel? Por isso que ele castiga todos os seus filhos. Deus não vai matá-lo, castigá-lo ou permitir que você caia na mão dos gentios e vá viver em seu país só porque fez algo errado. Seu propósito nisso tudo é que você seja perfeito em Jesus. O Senhor suportou a cruz e não se importou com a grande vergonha que passaria por causa do gozo que o esperava; e hoje ele está assentado à destra do trono do Pai.
Este é o ponto central de todo o capítulo. Ninguém gosta de ser repreendido à princípio, mas o castigo o leva a conhecer a vontade de Deus e voltar para ele. Por isso que está escrito: “Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado”. Deus está dizendo aqui: – Fique firme na fé e seja fiel em sua vida espiritual. Fortaleça suas mãos cansadas, seus joelhos fracos e levante-se. Não há como descrever o sofrimento dos hebreus, do povo de Israel, ao ser dispersos por todo o mundo. Naqueles dias, o servo de Deus escreveu esta carta para repreendê-los a fim de que eles olhassem para Jesus e recorressem a ele. E o resultado disso foi que sua fé cresceu como um fogo intenso.
E ele nos exorta dizendo: – Temos que olhar para Jesus, pois ele nos torna perfeitos. Seremos aperfeiçoados sempre que olharmos para Jesus Cristo, pois ele é perfeito. Portanto, não desanimem. Fortaleçam suas mãos e pés cansados e as levantem. Orem com fé no coração, vão para o campo do Senhor e tenham uma vida espiritual maravilhosa pela fé. Temos que depender de Deus, depender de Jesus Cristo, pois assim seremos vitoriosos na fé e receberemos muitas bênçãos enquanto vivermos nesta terra. Esta Palavra se aplica a todos nós espiritualmente; ainda mais a nós que cremos no evangelho da água e do Espírito e fomos purificados de todos os nossos pecados. Tudo por causa da justiça de Jesus Cristo, apesar de um dia termos sido gentios.
Sem dúvida nos sentimos esgotados e nossas mãos e pés se enfraquecem e querem nos levar para o caminho errado mesmo depois de termos recebido a remissão de pecados. Às vezes até nos esquecemos da justiça de Jesus Cristo e parece que nunca mais vamos voltar para ele. No entanto, é nessas horas que temos que olhar para o Senhor e ver a obra pela qual ele apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, a fim de que creiamos nisso de todo o coração, sejamos gratos e confiemos a ele tudo em nossa vida.
Temos que deixar toda preocupação e ansiedade de lado e olhar para o Senhor pela fé. Só assim seremos perfeitos e nossas forças serão renovadas para seguirmos Jesus Cristo pela fé. Assim também seremos perfeitos perante Deus e receberemos de suas mãos bênçãos espirituais e materiais. Todos nós somos fracos, e tudo que os hebreus passaram, nós passamos também. Todos que aparecem no livro de Hebreus são nossos pais na fé. Portanto, temos que segui-los e prosseguir nossa vida espiritual tendo nossos olhos em Jesus, o autor e consumador da nossa fé. Sem dúvida alguma temos que perseverar para prosseguirmos com nossa vida espiritual e continuarmos nossa caminhada da fé.
 
 
Precisamos perseverar na nossa vida espiritual
 
Precisamos ter fé na nossa vida espiritual, assim como perseverança. Romanos 5.3,4 diz: “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança”. Precisamos perseverar na nossa vida espiritual. Deus quer que perseveremos e nos ensina que ele concede suas bênçãos àqueles que suportam as provações. Apesar de sermos fracos, podemos ser fortalecidos e ficar firmes tendo uma fé perfeita sempre que olhamos para a justiça do Senhor. Se fizermos isso, com certeza nossos pés ficarão firmes e poderemos continuar levando uma vida espiritual na nossa caminhada da fé.
Os judeus citados no livro de Hebreus foram dispersos por todo o mundo conhecido da época, mas até que viviam bem lá. Por quê? Porque perderam sua nação e sabiam que seriam ainda mais perseguidos se não se adaptassem à vida carnal de onde viviam. Muita gente vive muito bem neste mundo, inclusive os judeus. Mas muitos deles conhecem Jesus Cristo e o receberam como seu Salvador. Só que eles também serão castigados por Deus.
Quando forem perseguidos, os judeus vão reconhecer Jesus como seu Salvador, se arrepender e voltar a ter a fé verdadeira. E muitos deles já começaram a sofrer, como temos visto. Precisamos orar por Jerusalém e por sua salvação. Quando assistimos ao noticiário na TV, vemos que os judeus vivem muito bem nos Estados Unidos. E felizmente há muitos entre estes judeus dispersos que creem em Jesus.
Temos que orar por eles. Por quê? Porque no livro de Hebreus capítulo 12 o Senhor fala daqueles que creem nele. Os judeus precisam se arrepender, deixar o pecado e voltar para Cristo. Eles precisam voltar para Jesus Cristo porque são descendentes de Abraão. Deus disse claramente que irá repreendê-los no fim dos tempos a fim de que eles se voltem para ele. Por isso que Deus quer levantar servos dele que preguem o evangelho da água e do Espírito; e ele com certeza fará isso. Ele disse no Antigo Testamento que enviaria o Salvador. Sendo assim, os judeus dispersos que lerem os sermões contidos em nossos livros e os que têm o Espírito Santo em seu coração devem pregar para o povo escolhido.
Quando preguei sobre ‘as duas oliveiras’ que há no livro de Apocalipse, eu disse que Deus levantará seus servos em meio ao povo de Israel. Também disse que eles pregarão sobre Jesus Cristo para seu próprio povo, que eles irão conhecê-lo e crer que ele é o Messias que tanto esperam, e que eles serão salvos e assim a vontade de Deus será cumprida. E isso é verdade.
Temos que orar para o povo de Israel ser salvo dos seus pecados e viver pela fé. Hoje temos tantos soldados treinados como as nuvens do céu, mas precisamos ver se alguns deles estão inclinados para o mundo ou já se desviaram do caminho correto e estão lutando contra nós e a justiça de Deus. É difícil levar uma vida espiritual, mas temos que seguir firmes na nossa caminhada da fé. É assim que levaremos uma vida espiritual correta, ou seja, se continuarmos a caminhada da fé, certamente alcançaremos nossos objetivos. Mas se desistirmos no meio do caminho e não alcançarmos nossos objetivos, isso não é uma vida de fé correta. Devemos sempre olhar para Jesus Cristo, nosso Senhor, continuar a caminhada da fé e segui-lo em qualquer circunstância. A igreja é o lugar onde as pessoas podem vir e se arrepender por ter enganado alguém? É um lugar onde as pessoas deixam de fumar? Isso é algo que alguém jamais deve fazer enquanto segue a Cristo. Nós não precisamos dizer às pessoas o que elas ‘não devem fazer’. Elas mesmas têm que entender o que é errado.
Há muitos que não estão na igreja mas levam uma vida mais justa do que os que fazem parte dela. Há muitos que estão levando uma vida de retidão, humanamente falando. O propósito de se crer em Jesus é se tornar um bom samaritano? Para que Jesus veio a este mundo, foi batizado por João Batista, morreu pregado na cruz derramando todo o seu sangue, ressuscitou dos mortos e voltou para o reino dos céus? Ele fez tudo isso para nos tornar justos? Eu vou perguntar de novo: Jesus veio a esta terra, foi batizado, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos para nos tornar justos porque havia muitas pessoas más neste mundo?
 
 
Jesus não quer que sejamos apenas pessoas boas e justas
 
Algumas igrejas fazem um trabalho social junto aos idosos e os ajudam de várias maneiras, e uma delas é reunindo os sem-teto e dando a eles roupas e alimento. Mas só porque eles estão fazendo isso, nossa igreja deve fazer também? Jesus veio a este mundo, foi batizado por João Batista, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos só para agirmos como estas pessoas? Isso está totalmente errado. Se pararmos para pensar nisso por um momento, veremos que o Senhor não veio a este mundo para nos tornar pessoas moralmente corretas.
Seu propósito é que creiamos no evangelho da água e do Espírito e recebamos a remissão de pecados. Foi Jesus Cristo que nos disse que devemos ser purificados dos nossos pecados e nos tornar filhos de Deus para herdarmos a vida eterna. Mas os que possuem uma fé errada sofrem como os judeus que foram dispersos no mundo. Jesus disse que ‘somos a luz do mundo’, então somos mesmo a luz deste mundo em que vivemos. Não há ninguém neste mundo que resplandece a luz da verdade como nós.
Temos que continuar nossa caminhada da fé crendo em Deus como nossos pais na fé, que assim andaram antes de nós. Enfim, temos que continuar orando pela salvação do povo de Israel. E devemos fazer isso porque Deus disse que seu povo vai se arrepender e voltar para Jesus Cristo. E isso acontecerá mais rápido do que pensamos porque o mundo tem passado por grandes mudanças. Amados irmãos, temos que olhar para Jesus, levantar nossas mãos cansadas e fortalecer nossos joelhos fracos. Temos que escolher o caminho certo para trilharmos as veredas da justiça.
Não estamos vivendo dias em que nossas mãos, nossos pés e nossos joelhos estão cansados por fazermos a obra do Senhor? É nessas horas que precisamos perseverar. Acreditem em mim, nós precisamos perseverar. Está escrito:“A tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança” (Romanos 5.3). Nós não iríamos perseverar se não passássemos por lutas e nossos planos fossem realizados na mesma hora. Mas é justamente quando isso não acontece que precisamos perseverar. Deus também quer nos ensinar a ter fé, e muito mais a perseverar.
Deus nos deu uma fé onde podemos declarar: –Tudo se cumprirá conforme a vontade de Deus. Por isso que eu tenho fé que a vontade de Deus será cumprida. E é por esta razão também que eu jamais me sinto decepcionado, temeroso, desanimado ou enfraquecido quando penso na vontade de Deus. De um jeito ou de outro, Deus cumprirá sua vontade. E sua vontade é que façamos missões. Aí tudo será cumprido então? Com certeza tudo será cumprido. Se fizermos tudo isso pela fé, sua vontade será cumprida. E não devemos duvidar, pois tudo se cumprirá. Desistir porque as coisas não estão indo muito bem agora não é perseverar pela fé. Aquele que crê realmente em Deus precisa perseverar na sua vida de fé crendo em tudo que ele diz em sua Palavra.
Temos que crer na justiça de Deus e esperar com paciência para que ele nos use em sua obra. Deus com certeza realiza sua obra através daqueles que possuem talentos, mas ele faz isso apenas por algum tempo. Deus também faz sua obra através daqueles que têm fé e creem na sua justiça, dos que perseveram pela fé. É através deles que ele cumpre sua vontade e os abençoa. Portanto, temos que perseverar pela fé crendo na Palavra de Deus. Temos que perseverar.
O que mais precisamos na nossa vida espiritual é de perseverança. E a verdadeira fé e perseverança é crer assim: – Se essa for a vontade de Deus, com certeza vai se cumprir. Tudo acontecerá conforme ele prometeu. O meu desejo é que Deus lhes dê uma fé e perseverança abundantes.