The New Life Mission

Sermões

Assunto 21: O Evangelho segundo MARCOS

[Capítulo 7-2] (Marcos 7:1-23) Conheça a Palavra e Busque a Misericórdia de Deus

(Marcos 7:1-23)
“Ajuntaram-se a Jesus os fariseus e alguns escribas que tinham vindo de Jerusalém. E, vendo que alguns dos seus discípulos comiam pão com as mãos impuras, isto é, por lavar, os repreendiam. Os fariseus, e todos os judeus, conservando a tradição dos antigos, não comem sem lavar as mãos muitas vezes. Quando voltam da praça, se não se lavarem não comem. E muitas outras coisas há que receberam para observar, como lavar os copos, os jarros, os vasos de metal e as camas. Depois perguntaram-lhe os fariseus e os escribas: Por que não andam os teus discípulos conforme a tradição dos antigos, mas comem com as mãos por lavar? Respondeu-lhes Jesus: Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito:
‘Este povo honra-me com os lábios,
Mas o seu coração está longe de mim.
Em vão, porém, me adoram,
Ensinando doutrinas que são preceitos de homens.’
Deixando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens, como o lavar dos jarros e dos copos, e muitas outras coisas semelhantes a estas. E disse-lhes: Jeitosamente rejeitais o mandamento de Deus para guardardes a vossa própria tradição. Pois Moisés disse: Honra a teu pai e a tua mãe, e quem maldisser a seu pai ou a sua mãe, seja punido de morte. Vós, porém, dizeis: Se alguém disser a seu pai ou a sua mãe: Aquilo que poderias aproveitar de mim é Corbã, isto é, oferta ao Senhor, nada mais lhe deixais fazer por seu pai ou por sua mãe. Invalidais, assim, a palavra de Deus pela vossa própria tradição, que vós mesmos transmitistes. E fazeis muitas coisas semelhantes a estas. Chamando outra vez a multidão, disse-lhes: Ouvi-me vós todos, e compreendei. Nada há, fora do homem que, entrando nele, o possa contaminar. Mas é o que sai dele que o contamina. Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça. Depois, quando deixou a multidão, e entrou em casa, os seus discípulos o interrogaram acerca desta parábola. Ele lhes disse: Também vós não entendeis? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar, pois não lhe entra no coração, mas no ventre, e é lançado fora? Ao dizer isto, Jesus considerou puros todos os alimentos. E dizia: O que sai do homem é o que o contamina. Pois do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, e a loucura. Todos estes males procedem de dentro, e contaminam o homem.’”
 
 
Qual é o Pecado de um Ser Humano?
 
Eu quero falar sobre o ‘pecado humano’ o qual o Senhor citou na passagem bíblica de hoje. Qual é o pecado do ser humano? O evangelho de Marcos capítulo 7 descreve nossos pecados em detalhes.
As pessoas têm seus próprios padrões sobre o pecado. Alguns definem um pecado como falha. E outros ainda pensam que pecado é o mau comportamento de alguém. Na Coreia, quando os pais morrem, seus filhos e filhas cavam um túmulo grande e os põem ali, cobrem com muita terra e cobrem tudo com grama. E os filhos que vão ficando vivos têm que ir regularmente ao túmulo e cuidar da grama que o cobre. E dizem que essa é a missão do filho fiel. Por isso, se alguém deixar de fazê-lo será tido como um grave pecador.
E quanto às outras regiões? Existem algumas regiões remotas em Papua Nova Guiné ou na floresta amazônica aonde a civilização ainda não chegou. Tribos nativas vivem ali. Mas dizem que se alguém morre nesses lugares, seus descendentes se juntam ao seu redor e comem seu corpo para que os animais não o comam. Eu não sei se eles cozinham os cadáveres ou simplesmente comem a carne crua, mas eles acham que é por piedade que os filhos comem a carne de seus pais para que os vermes não a comam. Portanto, mesmo o conceito de piedade dos filhos para com os pais difere em cada cultura, segundo suas próprias diferenças nas diferentes sociedades.
Há muitos conceitos diferentes de pecado segundo o pensamento humano, assim como há muitos conceitos de piedade filial para com os pais. Alguns dizem que um delito é um pecado. Da mesma forma, as pessoas definem o conceito de pecado segundo seus próprios valores ou padrões. Alguns julgam o pecado segundo a sua ética ou padrões morais. Eles pegam um comportamento que deve ser mantido à luz das normas sociais e passam a considerá-lo como pecado quando ele foge a esses padrões estabelecidos.
Na Coreia, algumas pessoas determinaram que algo é pecado à luz dos ensinamentos confucionistas e isso tem que ser passado para as próximas gerações. Por isso eles pensam que é um pecado grave uma pessoa não buscar as virtudes assim como não honrar fielmente seus pais. Eles acham que é muito importante seguir as normas do Confucionismo. Eles creem que não terão pecado se venerarem seus ancestrais e tomarem conta deles fielmente com toda dedicação. Da mesma forma há inúmeros conceitos diferentes de pecado nesse mundo.
Portanto temos que saber o que é pecado à luz da Palavra de Deus. Então, qual é o pecado de um ser humano do qual Deus está falando? Que parte de nós é pecado? Geralmente as pessoas não sabem bem disso embora Deus nos fale claramente o que é pecado. Por isso temos que prestar bastante atenção à Palavra. Somente assim é que poderemos conhecer corretamente o pecado humano. O que é o pecado humano? É pecado tentar guardar somente a Palavra de Deus sem crer em Sua Palavra de compaixão.
Vamos olhar essa passagem bíblica. Quando Jesus estava nesse mundo, alguns poucos fariseus e escribas vieram até Jesus em Jerusalém e viram que Seus discípulos estavam comendo sem antes terem lavado as mãos. Então, os fariseus e escribas olharam para Jesus e os Seus discípulos e pensaram: “Por que eles estão pecando?” Eles consideraram aquilo pecado segundo a tradição antiga que foi criada por seus antepassados. As Escrituras mostram que os judeus achavam que somente as tradições feitas por homens eram importantes, e por causa disso eles deixaram a Palavra de Deus de lado.
O que acontecia quando o povo da Palestina voltava coberto de poeira para casa? Suas mãos e pés assim como suas roupas deveriam estar cobertas de poeira. Resumindo, eles deveriam estar cobertos de poeira. Portanto, quando eles voltavam para casa, primeiro eles punham água em uma bacia e lavavam suas mãos e pés e sacudiam a poeira de suas roupas antes de entrarem em casa. E antes de comerem alguma coisa e até antes de cozinharem algo, eles pegavam os utensílios necessários que já estavam lavados e os lavavam novamente. E é por isso está escrito que eles lavavam “os copos, os jarros e os vasos de metal”.
O que mudaria em casa se as pessoas chegassem cobertas de poeira? Com quanta poeira eles conseguiriam ficar cobertos? Por isso é que as pessoas lavavam suas mãos e pés e também os utensílios de cozinha. E isso se tornou uma tradição para as pessoas. Em outras palavras, esse hábito nasceu e passou para as gerações futuras por causa do ambiente daquela região poeirenta.
Portanto, eles precisavam lavar suas mãos e pés se quisessem comer depois de irem de um lugar para outro. É claro que os coreanos também lavam suas mãos antes de comer, mas de maneira nenhuma nós temos que lavar nossas mãos e pés antes de comermos. Por isso que os coreanos não conseguem compreender esse comportamento dos judeus. Mas você compreenderá um pouco mais se aprender o fundamento da tradição deles. Os judeus ensinavam seus filhos para depois de brincarem fora de casa “lavarem mãos e pés dessa maneira”. E eles também ensinavam seus filhos: “Só comerão depois de lavarem todos os pratos da casa”. Esse ensinamento era necessário porque havia muita poeira naquela região que estava ali acerca de milhares de anos. Durante quatro mil anos da história de Israel os adultos ensinavam seus filhos dessa forma, e eles cresceram e passaram adiante esse mesmo costume aos seus descendentes. E diziam a eles: “Vocês devem rigorosamente lavar suas mãos e pés antes de entrarem para que possam comer”. Portanto, isso se tornou a tradição dos antigos.
Então um dia, Jesus nasceu em uma pequena cidade chamada Belém, próxima a Jerusalém na região da Judeia. E quando Jesus cresceu, Ele foi a Jerusalém com Seus discípulos. E os escribas e fariseus também se reuniram lá. Havia um grupo dos discípulos de Jesus e havia alguns que não eram Seus discípulos. E era o costume que o dono da casa servisse comida aos convidados quando as pessoas chegassem ali. Esse é igual ao costume coreano. Esse é o costume correto. Há muitas coisas parecidas entre o costume de Israel e o costume coreano.
Agora, o que aconteceu? Os discípulos de Jesus pegaram na comida e comeram sem lavarem suas mãos e pés. Eles fizeram isso diante daqueles que ensinavam que todos tinham que lavar suas mãos e pés antes de comerem. Os fariseus e escribas que estavam ali com Jesus pensaram assim: “Que idiotas ignorantes! Eles são tão ignorantes”. A quem eles apontaram o dedo por causa do comportamento dos discípulos de Jesus? Foi Jesus que foi insultado. Isso está escrito nas Escrituras: ‘Por que não andam os teus discípulos conforme a tradição dos antigos, mas comem com as mãos por lavar?’ Eles desafiaram Jesus dessa forma. O que Jesus respondeu? Ele disse: “Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito: ‘Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão, porém, me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.’” E também disse: “Jeitosamente rejeitais o mandamento de Deus para guardardes a vossa própria tradição”.
Deus olha bem no fundo do coração das pessoas e não a aparência exterior. Jesus viu o coração dos fariseus e escribas quando eles Lhe disseram: “Por que os Seus discípulos não guardam a tradição que foi passada pelos antigos? Por que eles não guardam o ensinamento passado pelos antigos de lavar as mãos e pés antes de comer?” Então Jesus respondendo, disse-lhes: “Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”.
Normalmente, as pessoas pensam que é pecado deixar de lado a tradição e os ensinamentos que foram transmitidos por seus antepassados. Então o que o povo de Israel fez? Eles deixaram de lado os mandamentos de Deus e seguiram a tradição humana que foi passada por seus antepassados.
Mas nosso Senhor disse: “Rejeitar a Palavra de Deus é pecado”. Então, o que é pecado? Pecado é rejeitar a Palavra de Deus. É claro que as infrações, os erros, as falhas cometidas pelos homens, e não fazer o que devemos fazer são todos pecados. Mas rejeitar a Palavra de Deus é um pecado básico e real.
 
 
O Que Mais Nosso Senhor Detesta?
 
O que Ele mais detesta é que deixemos a Sua Palavra de lado ao invés de crermos na Verdade. E o que Ele odeia mais ainda é que não creiam em Sua Palavra. Qual a diferença entre o conceito de pecado do Senhor e dos fariseus? Qual a diferença da nossa maneira de pensar para a maneira de pensar do Senhor? Deus diz que estamos no caminho certo se cremos e aceitamos a Sua Palavra. Mas Ele diz que é pecado nós ignorarmos e não crermos em Sua Palavra.
Qual é o pecado do ser humano? A definição original de pecado (Hamartia em grego) é “errar o alvo”. Não crer na Palavra segundo a vontade de Deus é pecado. Crer na Palavra de Deus é, definitivamente, acertar o alvo. Em outras palavras, não crer na Palavra de Deus é pecado. Não crer na Palavra de Deus e ignorá-la é pecado. Deus existe mesmo antes da criação e por isso Ele criou esse mundo. Portanto, o próprio Deus é o Senhor deste mundo.
O que Deus falou sobre o pecado dos fariseus? Podemos ver na bíblia que Jesus disse que ignorar a Palavra de Deus e considerar mais importantes as tradições humanas é pecado. Vocês entendem o que eu estou dizendo? Os fariseus são totalmente hipócritas do ponto de vista de Jesus; eles eram pessoas que só tinham uma boa aparência externa.
Jesus olhou para os fariseus e os julgou: “Como vocês creem em Deus e dizem que Me admiram e reverenciam e ainda dizem que honram a Deus?” Aos olhos de Deus eles são pecadores. Eles julgam os outros baseados somente em sua aparência externa e ignoram totalmente a Palavra de Deus. Além disso, eles consideram a palavra do homem muito mais importante. Isso é pecado. Esse é o maior pecado de todos. Não crer na Palavra de Deus e ignorá-la é que é o maior pecado de todos.
Efésios 2:1 diz: “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados.” Aqui a bíblia nomeia dois tipos de pecado e delitos. Às vezes nesse mundo cometemos erros. Nos referimos a isso como delito ou transgressão. O pecado que cometemos referente aos nossos erros são tidos como delitos. O pecado que cometemos com nossas ações devido aos nossos erros também é um delito. Mas um engano, uma transgressão tem a ver com erro ou falha segundo as Escrituras. Assim, pecado é dividido em transgressões e pecados.
Mas diante da presença de Deus o maior pecado é não conhecer a Palavra de Deus. Esse é o maior pecado diante de Sua presença. Aqueles que não creem na Palavra de Deus se tornam os maiores pecadores diante de Sua presença. Por isso que Jesus repreendeu os fariseus na passagem bíblica de hoje. Ele estava dizendo que eles abandonaram os mandamentos de Deus. Ele estava dizendo que eles deixaram de lado a Palavra de Deus que estava escrita no Pentateuco, os primeiros cinco livros escritos por Moisés no Antigo Testamento desde Gênesis até Deuteronômio. Isso significa que os fariseus ignoraram os “sins” e os “nãos” da Palavra de Deus.
 
 
Qual é o Mandamento de Deus?
 
Jesus mencionou os mandamentos de Deus na passagem bíblica de hoje. Existem 613 estatutos nos mandamentos de Deus. “Façam isso e não façam aquilo. Durmam assim e não façam isso. Mas algumas coisas façam assim”. Todos eles dizem essas coisas. Os Dez Mandamentos que conhecemos tão bem também falam do que podemos e do que não podemos fazer. No Antigo Testamento está escrito no livro de Levítico: “Os homens devem fazer isso e as mulheres devem fazer aquilo; tirem um animal que cair em um buraco; façam isso, mas não façam aquilo”. Esses são os 613 estatutos dos quais Deus falou. Os 613 estatutos formam a Lei. Devemos reafirmar e obedecer continuamente a esses mandamentos porque o que eles dizem para fazermos e para não fazermos é a Palavra de Deus, e não meras palavras de homens. Devemos guardá-los com fé. Devemos reconhecer que isso é a Palavra de Deus apesar de não termos condições de viver sob ela. Eu estou dizendo que devemos reconhecer que a Palavra está correta.
Há alguma parte da Palavra de Deus que não está certa? Não existe um único versículo que não esteja certo. Mas os israelitas ignoraram a Palavra de Deus. Se os mandamentos de Deus tinham 613 ou 1000 estatutos, eles simplesmente ignoraram todos eles. O que os anciãos diziam era mais importante e mais respeitável do que o que Deus disse. Portanto, mesmo quando Jesus estava nesse mundo, os israelitas criam e agiam segundo a tradição dos anciãos ao invés da Palavra de Deus. E era isso que Jesus mais odiava.
E o que Deus nos diz? Está escrito: “Pois Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, a fim de para com todos usar de misericórdia” (Romanos 11:32). Deus sabe que não conseguiríamos guardar de forma perfeita a Sua Palavra. Mas Ele quer nos fazer Seus filhos por causa de Sua misericórdia.
 
 
Existe um Propósito para Deus Nos Ter Dado a Lei
 
É claro que Deus sabia que nós não poderíamos guardar de maneira perfeita as palavras da lei que nos foram dadas. Mas algo que devemos entender é que não devemos nos esquecer ou ignorar cada palavra que Deus nos disse. O que devemos saber com clareza diante da presença de Deus é que Sua Palavra está sempre certa e que nós somos mesmo corruptos. Portanto, para nos fazer saber que somos na verdade grandes pecadores, nosso Senhor nos deu a Sua lei.
Qual o propósito de Deus nos ter dado a lei? Queridas irmãs, amados irmãos, com que propósito Deus nos deu a lei? Qual foi esse propósito? Vocês sabem mesmo isso, não sabem? Com que propósito Deus nos deu a lei? Foi para nos fazer ver os nossos pecados. Isso mesmo. Isso significa que Deus nos deu a lei para que nós reconhecêssemos o nosso pecado.
Deus nos deu a lei pensando que a guardaríamos ao pé da letra ou para nos mostrar nossas falhas e pecados? Com que propósito Deus nos deu a lei? O propósito para Deus nos ter dado a lei foi para nos mostrar o pecado (Romanos 3:19-20).
Por isso, não tinha problema os israelitas, incluindo os fariseus e escribas, não conseguirem guardar a lei. Mas eles deveriam reconhecer a Palavra de Deus como sendo a Palavra de Deus realmente. Era errado eles ignorarem ou rejeitarem essa Palavra. Mas os israelitas desrespeitaram a Palavra de Deus. Eles desrespeitaram a autoridade da Palavra de Deus.
Em Romanos capítulo 3 diz que Deus deu a lei para termos conhecimento do pecado. Por isso falhamos em achar que Deus nos deu a lei para que não a guardássemos. Então, o que nós aprendemos com a lei? O que devemos aprender dos 613 estatutos dos mandamentos de Deus que falam sobre o que devemos e sobre o que não devemos fazer? Devemos pensar sobre isso.
Devemos reconhecer nossas falhas e pecados através da lei. Devemos reconhecer nossos pecados diante da presença de Deus. O que devemos fazer se reconhecermos nossos pecados diante da lei? É claro que devemos guardá-la mesmo se estivermos em dificuldades. Mas o mais importante é que devemos conhecer o nosso eu pecador através da lei. Deus nos deu a lei com o propósito de nos fazer reconhecer o pecado, compreender que somos verdadeiros pecadores e buscarmos a ajuda de Deus crendo em Jesus Cristo. Igualmente, Deus nos deu a lei a fim de nos fazer Seus filhos e Seu povo através da fé em Jesus Cristo.
Mesmo hoje em dia existem muitas pessoas que estão tentando mesmo guardar a lei. Mas Jesus disse nesse versículo: “Deixando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens”. Somos pessoas que não conseguem guardar toda a lei de forma perfeita. Mas não devemos rejeitar toda a Palavra de Deus só porque não conseguimos guardar a lei. Em outras palavras, é um erro não conhecer a lei de Deus. Podemos reconhecer nossas falhas a partir do momento que as conhecemos. O que isso significa? A pessoa passa a reconhecer que é um pecador através da compreensão de sua incapacidade e do seu pecado através da lei de Deus.
Você conhece a Palavra da lei de Deus de todo o seu coração? Vamos conhecer a Palavra da lei de Deus agora mesmo. Devemos reconhecer que somos pecadores diante da presença de Deus. Devemos reconhecer que temos muitas falhas quando estivermos diante da lei de Deus. Então pediremos a Deus pela nossa salvação depois de conhecermos a Sua lei. Devemos ir diante da presença de Jesus, o único Salvador e Deus, Aquele que pode nos salvar de todos os nossos pecados, para buscarmos Sua ajuda. Deus vê se temos esse tipo de atitude ou não.
Mas com que propósito Deus nos deu a lei? Não podemos ir dignamente diante da presença de Deus com nossos próprios esforços porque Deus nos deu a lei para nos ensinar com detalhes que temos falhas e que somos pecadores. Para salvar aqueles que reconhecem sua natureza pecaminosa, Deus enviou Seu Filho Jesus Cristo a esse mundo para purificar os pecados de todos e fazê-lo receber o batismo e derramar Seu sangue na cruz. Portanto, nosso Deus nos deu a lei para nos fazer receber a remissão de pecados e nos tornarmos Seus filhos ao crermos no evangelho da água e do Espírito.
Deus deu a lei a todos nós que somos descendentes de Adão. E desse modo nos fez reconhecer nossos pecados, e assim Ele nos fez saber que somos mesmo verdadeiros pecadores. Portanto, Deus nos abençoou ao nos tornar Seus filhos por crermos na justiça de Jesus e ao nos libertar de todos os nossos pecados. Deus deu a lei aos descendentes de Adão para fazê-los receber todas as bênçãos que Ele já havia cumprido por todos nós. Aqueles que ainda não compreendem o motivo pelo qual Deus deu essa lei e ainda tentam guardá-la mesmo sendo pessoas fracas são aquelas que vivem debaixo da maldição de Deus.
Devemos entender claramente a intenção de Deus ao nos dar a lei. No princípio, Deus, com Sua Palavra, criou esse universo, a você e a mim. Então, nossa fé deve começar a partir da Palavra de Deus e nosso pensamento também deve estar na Palavra de Deus. Devemos pensar, julgar e crer em todas as coisas segundo a Palavra de Deus. Esse é o conceito mais correto.
Devemos crer em Deus baseados nos padrões de Sua Palavra. Decididamente cairemos no erro se não fizermos isso, e se pensarmos em Deus baseados em nossos próprios padrões e agirmos de acordo com nossa maneira de pensar. Os fariseus e escribas da passagem bíblica de hoje não teriam censurado os discípulos de Jesus por comer com as mãos sujas se estivessem sob a luz da Palavra de Deus. Por isso que o que entra pela boca de alguém não pode contaminar essa pessoa, porque isso não vai para o seu coração, mas para o seu estômago e depois é eliminado. É por isso que o que realmente contamina uma pessoa não é a comida deste mundo. As pessoas se contaminam com o pecado que nasce em seu coração, e não pela comida que vai para o seu estômago. Vocês compreendem isso?
 
 
Nós Somos os Descendentes de Adão que Herdaram Todos os Pecados
 
O que sai do homem são os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja. Todas essas imundícies saem das pessoas e as contaminam. Como Jesus disse na bíblia: “É o pecado que está no coração da pessoa que a contamina e não a comida que ela come”.
Em Romanos capítulo 11 versículo 32 está escrito: “Pois Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, a fim de para com todos usar de misericórdia.” O que Deus falou sobre o ser humano? Deus diz que tem misericórdia dele. Deus nos fez Seus filhos ao derramar Sua misericórdia sobre todos nós através do evangelho da água e do Espírito. O propósito de Deus e Sua vontade era nos fazer Seu povo. Vocês compreendem isso? Foi por isso que Ele nos fez nascer como descendentes de Adão. E Ele nos fez um pouco menores que os anjos porque Ele já tinha amor por nós; Ele queria nos fazer Seus filhos porque Ele tinha compaixão de nós. Deus planejou e pôs Seu plano em prática de nos fazer Seus filhos por causa do Seu amor.
Nós criaturas nos tornamos filhos de Deus não porque somos perfeitos. Nos tornamos filhos de Deus através de Seu amor e misericórdia por Ele nos ter dado o evangelho da água e do Espírito. Deus nos cobriu com a graça da salvação que nos faz Seus filhos através do evangelho da água e do Espírito. Você acha que nos tornamos filhos de Deus sem pecado porque somos justos e inocentes e porque agimos de maneira correta? Não, não é por causa disso. Se a nossa salvação fosse dada a nós pelos nossos próprios méritos, então isso não seria a misericórdia de Deus. Nós crentes nos tornamos filhos de Deus por Sua graça da salvação porque Jesus Cristo levou todos os nossos pecados sobre Ele de uma só vez através do batismo que recebeu de João Batista, e porque Ele teve misericórdia de nós.
Nos tornamos pecadores através da lei de Deus, e entramos na Sua graça ao crermos no evangelho da água e do Espírito. Deus fez com que nos tornássemos Seus filhos ao nos fazer entrar na graça da salvação pela fé. Isso significa que Ele nos elevou de meras criaturas a seres iguais ao Criador. Você compreende essa obra que Deus fez?
A bíblia diz: “Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!” (Romanos 11:33). Como é grandiosa a sabedoria de Deus! As riquezas da sabedoria perfeita e a ciência estão no nosso Senhor. Seu juízo é insondável e Seus caminhos inescrutáveis. Quem sabe por que as pessoas nascem com tais falhas? Mas nós passamos a saber o por quê disso quando conhecemos a Jesus Cristo. Oh, quão profundas são as riquezas!
O apóstolo Paulo nasceu de novo ao crer no evangelho da água e do Espírito, assim como nós. Ele podia dizer: “Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Quem compreendeu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro?” (Romanos 11:33-34). Foi por isso que ele nasceu de novo do pecado ao crer no evangelho da água e do Espírito. Quem se tornou o conselheiro de Deus? Foi o próprio Deus que ensinou isso e fez aquilo. Nós, meras criaturas, só nos tornamos filhos de Deus através de Seu plano, e não porque alguém nos ensinou como ser filhos de Deus. Vocês creem nisso?
Portanto, até os anjos do céu ficaram surpresos. Os anjos tinham um posto maior que nós seres humanos. A bíblia nos diz claramente que Deus nos fez um pouco menores que os anjos, ao dizer:
“Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos,
A lua e as estrelas que preparaste,
Que é o homem mortal para que te lembres dele,
O filho do homem, para que o visites?
Contudo, pouco menor do que Deus o fizeste,
E de glória e de honra o coroaste” (Salmos 8:3-5). No começo, o homem foi feito um pouco menor que os anjos, mas de repente ele estava em uma posição maior que os anjos. Aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito já se tornaram filhos de Deus. Foi por isso que os anjos ficaram impressionados.
Então, que tipo de seres são os filhos de Deus? Eles são parecidos com Deus. É claro que eles não são Deus. Mas os que receberam a remissão de pecados são aqueles que pertencem aos Céus. Por isso que o livro de Salmos declara:
“Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos,
A lua e as estrelas que preparaste,
Que é o homem mortal para que te lembres dele,
O filho do homem, para que o visites?”
Deus não nos deixou simplesmente em meio à destruição, mas ao invés disso nos amou e teve misericórdia de nós, que não poderíamos evitar de sermos destruídos devido aos nossos pecados, e nos fez Seus filhos ao apagar todos esses pecados. Deus nos fez Seus filhos e Seu povo ao nos fazer ficar sem pecado. Por isso o autor de Salmos disse: “Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra!”
E o apóstolo Paulo fez a mesma afirmação aqui no Novo Testamento. Ele disse que a verdade da salvação é excelentíssima e profunda. Para nós, meras criaturas, termos alcançado o status de Deus, foi devido obviamente a Sua misericórdia. Isso foi feito por Sua compaixão por nós. Seria impossível para nós nos tornarmos filhos de Deus se não fosse pela graça da Sua salvação. Tudo isso é o amor de Deus.
É certo nós tentarmos guardar a lei de Deus mesmo sendo basicamente falhos, e é certo nós vivermos sob essa lei e nos esforçarmos mais e mais para chegarmos diante da presença do Senhor? Ou é correto nós compreendermos o significado e o propósito da lei que Deus nos deu para podermos entender o nosso pecado, entendermos que somos pecadores traiçoeiros, e, portanto, merecedores de Sua misericórdia? Isso é certo, não é? É certo nós reconhecermos que somos grandes pecadores diante da presença de Deus e buscarmos por Sua misericórdia. Mas está certo você ainda continuar tentando ser justo por si mesmo sem a compreensão do propósito da lei que Deus nos deu?
Então o mais importante é como interpretamos a Palavra de Deus? O que é pecado? Não crer na Palavra de Deus é pecado, não conhecer a Palavra de Deus é pecado, e cada fraqueza diante da presença de Deus é pecado. Não crer na bíblia como sendo a Palavra de Deus é pecado. Não crer e ignorar o evangelho da água e do Espírito mesmo tendo alguém que o conheça é pecado.
A Palavra é Deus. Portanto, não crer na Palavra de Deus é um grande pecado. Por isso todos nós devemos conhecer a Deus através de Sua Palavra e receber a remissão dos pecados pela fé. Nós recebemos a nossa salvação do pecado somente em pensarmos segundo a Palavra de Deus e cremos de acordo com o que está na Palavra. Então nós podemos receber a remissão de nossos grandes pecados somente através da fé.
A pessoa se torna um pecador a partir do momento que conhece e compreende a Palavra e a lei de Deus. Alguém que conhece a lei de Deus se torna um completo pecador, e essa pessoa busca pela justiça de Deus, deseja a Sua misericórdia e é liberta de todos os seus pecados quando crê no evangelho da água e do Espírito. Ele passa a saber o quanto é imperfeito quando conhece o mandamento de Deus, que é a Sua Palavra. Ele passa a compreender que é um pecador incômodo diante da presença de Deus. Ele não se gaba de sua própria justiça só porque guarda mais ou menos a lei. Quando nós conhecemos os 613 estatutos registrados na bíblia, nós clamamos por ajuda, dizendo: “Deus, eu não guardei essa lei, mas não guardei essa outra também. E Deus, eu não consigo guardar todos os Seus mandamentos de forma perfeita. Deus, eu não posso guardar todos os Seus mandamentos. Eu não consigo guardar todos eles. Salve-me do pecado.” Aquele que compreende inteiramente que é um pecador busca a Deus dessa forma. Nós não nos tornamos pecadores por causa dos nossos erros, mas compreendemos que somos pecadores porque nascemos neste mundo como pecadores. E só temos dentro de nós esses pecados que se opõem ao mandamento de Deus. Aqueles que conhecem a lei de Deus passam a compreender isso completamente.
O que Jesus disse? Ele disse: “O que sai do homem é o que o contamina. O alimento que Deus dá não contamina ninguém. Todos os alimentos do mundo são puros”. E Ele disse depois: “Mas é o que sai dele que o contamina”.
 
 
Os Seres Humanos São Pecadores Natos
 
O que significa nascer como descendentes de Adão? Significa que temos pecado desde o nosso nascimento, e cometemos pecado nossa vida inteira porque já nascemos com esse pecado em nosso coração. Toda a lei de Deus e Seus mandamentos estão certos. Não há nada de errado com a Palavra que Deus nos falou. Então, passamos a saber que somos pecadores que se opõem aos mandamentos de Deus quando conhecemos a Sua lei. Essa verdade fala sobre a tendência humana para o pecado, o pecado original, herdado do primeiro pecador, Adão. Portanto, essas pessoas devem se ajoelhar diante da presença de Deus e buscar Sua misericórdia. Somente o amor de Deus pode verdadeiramente nos tornar sem pecado. Nós só podemos buscar isso na presença de Deus. Passamos a compreender que não podemos ter nenhum mérito através de nossas obras que possam diminuir mesmo que um pouco os nossos pecados e por isso buscamos a misericórdia de Deus e a salvação do Seu amor. Então, viemos diante da presença do Senhor e nos ajoelhamos diante dEle sem duvidar. Nós então dizemos: “Senhor! Tem misericórdia de mim.”
Olhando na bíblia o que Davi escreveu, ele disse: “Senhor, eu sou justo se disseres que sou justo e assim será feito segundo o julgamento da Sua Palavra. Eu sou cheio de pecado se disseres que sou pecador e que mereço ir para o inferno. Mas sou alguém justo se disseres que sou justo. Eu receberei a salvação se Deus me salvar e irei para o inferno se para lá Deus me mandar. Isso és Tu quem decides, Senhor!” Davi conhecia Deus tanto assim.
Essa é uma fé verdadeiramente correta. Essa é a fé e a atitude apropriada que faz com que se receba a remissão de pecados. Alguns de vocês podem dizer: “Por que estamos ouvindo todo esse tempo você falar sobre isso a todo o momento várias vezes?” Mas devemos compreender de forma correta o que é realmente pecado e no que ele se constitui.
Eu disse que somos descendentes de Adão; e nós sabemos que somos pecadores. Então existe lascívia em nosso coração, não existe? Existe. Mas o que Deus nos diz? Deus nos diz para não cometermos adultério. Existe um coração de homicida em nós, não existe? Existe. Mas a Palavra de Deus nos diz para não cometermos homicídio. Mas existe em nós um coração que molesta outras pessoas, não existe? Existe. A Palavra de Deus nos diz para honrarmos nossos pais, mas nós realmente honramos devidamente nossos pais? A Palavra de Deus está muito certa. Somos realmente pessoas más quando olhamos para nós mesmos sob a luz da Palavra de Deus. Isso está certo ou não está? Está.
 
 
Então no Que Devemos Crer Para Sermos Salvos do Pecado?
 
Primeiro devemos nos colocar na presença de Deus como pessoas repletas de pecado. Então poderemos reconhecer por nós mesmos que somos pecadores diante dEle. Nós somos pecadores mesmo se hoje fizermos boas obras. Da mesma forma, também somos pecadores mesmo se não fizermos nenhuma boa obra. As pessoas que nasceram em carne são como pecadores repletos de pecado diante da presença de Deus, mesmo se não cometeram um mínimo pecado e não tiverem feito nada de errado, e nem sequer cometeram nenhum pecado com suas próprias mãos. Isso significa que somos seres destinados a ir para o inferno no final das contas. Vocês creem nisso?
Nós não nos tornamos pecadores por fazermos coisas erradas, em outras palavras, por cometer adultério, roubar, bater em alguém molestar outras pessoas. Nós somos pecadores porque nascemos em pecado. Somos pecadores que não poderiam evitar de ir para o inferno porque nascemos com uma natureza que é completamente oposta a Deus. Alguém que nasceu em pecado pode dizer que é justo só porque, apesar de ter nascido com um coração homicida, nunca tenha matado ninguém ou só porque nasceu com um coração de ladrão nunca tenha roubado? O que você pensa sobre isso? Eu estou dizendo que nós humanos não somos justos por natureza.
A bíblia nos diz claramente que a fé pelas obras ou fé pela lei é ‘hipócrita’. Jesus criticou os fariseus e escribas: “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas!” Ele estava dizendo que o comportamento deles era hipócrita. As pessoas pecam sua vida inteira porque já nasceram repletos de pecado. Esse é o correto e mais perfeito conceito de Deus com relação aos seres humanos. Mas provavelmente existem pessoas que dizem: “Eu jamais usei de violência em toda a minha vida e também nunca roubei nada. Então eu não pequei uma vez sequer. Portanto eu não sou um pecador”, apesar de ter nascido repleto de pecado. Mas isso é mentir diante da presença de Deus. Deus nos julga assim: “Você é um amontoado de pecado. Você é um pecador.” Por isso somos pecadores repletos de pecado mesmo que não tenhamos pecado uma vez sequer, e por isso merecemos ir para o inferno. Continuamos sendo pecadores mesmo se guardarmos um pouco a lei e também obedecermos aos mandamentos. No fim, não podemos evitar de ir para o inferno.
Então o que devemos fazer? Devemos ter a misericórdia de Deus. Isso é a única coisa que podemos fazer. Só podemos receber a remissão dos nossos pecados se Deus os remir; mas não podemos evitar de levar nossos pecados e ir para o inferno se Ele não apagar esses pecados. Nós, seres humanos, nascemos com esse destino.
Está escrito: “Porque dele e por ele e para ele são todas as coisas. Glória, pois, a ele eternamente. Amém” (Romanos 11:36). Todas as coisas desse universo são do Senhor, pelo Senhor e para o Senhor. Todas as coisas nesse universo foram criadas por Deus. E Deus criou todos os seres humanos. O motivo de Deus ter criado o homem foi para nos fazer Seus filhos e viver para sempre conosco no Reino dos Céus. Deus criou a você e a mim com esse propósito. Gênesis capítulo 2 nos fala tudo sobre isso. Além disso, a bíblia nos fala que o fato de nos tornarmos filhos de Deus não depende de nossas obras, mas do Seu amor e graça que são derramados sobre nós. Não está certo?
 
  
Aqueles que Conhecem a Palavra de Deus Reconhecem que São Totalmente Pecadores
 
Essas pessoas passam a entender que são pecadoras que não podem evitar de ir para o inferno não importa o que façam. E esse tipo de pessoa que conhece a Palavra dessa forma eventualmente passa a compreender que é perfeitamente justa à luz da Palavra de Deus. Então, ignorar a Palavra e não conhecê-la é pecado. Aqueles que cometem esse pecado permanecem pecadores para sempre. Mas aqueles que conhecem a Palavra de Deus primeiro se tornam pecadores, e depois se tornam justos perfeitos. Isso é nascer de novo através da Palavra de Deus. Isso é ser revestido da graça de Deus.
O que é pecado? Não conhecer a Palavra de Deus e ignorá-la é pecado. No evangelho de Marcos capítulo 7, Jesus nos fala claramente sobre pecado. Através dessa ilustração sobre o conceito errado dos fariseus e escribas Jesus definiu claramente de que se trata o pecado.
Deus queria que nós, humanos criados por Ele, primeiro nos tornássemos pecadores pelo conhecimento da Sua Palavra e depois que nos tornássemos justos por crermos na Palavra da salvação pela fé. Isso significa que Deus queria cumprir de forma perfeita Seu plano em nós porque Ele era o Criador. Portanto, se alguém rejeita a Palavra de Deus e também não a conhece, ele se tornará o maior pecador de todos e merece ser mandado para o inferno. Por isso que devemos entender perfeita e claramente a Palavra de Deus. Temos que entender claramente o que é pecado. Vou repetir isso novamente. Nós éramos dominados completamente pela morte, mas nos tornamos pessoas perfeitamente justas quando verdadeiramente conhecemos e cremos na Palavra de Deus.
Vamos ver os versículos 10-11 do capítulo 3 do livro de Gálatas: “Todos aqueles que são das obras da lei estão debaixo da maldição, pois está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.” O que está escrito aqui? Está escrito que aqueles que estão debaixo da lei estão debaixo de maldição. Aqueles que ainda hoje tentam guardar a Palavra de Deus, a lei de Deus, com suas obras, estão debaixo da maldição de Deus. E ainda nos diz que aqueles que tentam purificar seus pecados oferecendo orações de arrependimento e fazendo boas obras, estão ainda assim debaixo da maldição de Deus.
Está escrito: “Por isso ninguém será justificado diante dele pelas obras da lei; antes, pela lei vem o conhecimento do pecado” (Romanos 3:20). Deus nos deu a lei para nos fazer ter conhecimento do pecado. Deus não nos deu a lei porque Ele achava que a guardaríamos. Então por que Deus nos deu a lei se Ele não esperava que a guardássemos? Ele nos deu a lei para nos fazer conhecer nossa natureza pecaminosa. Foi por esse motivo que Ele nos deu a lei. Portanto, é um grande pecado não conhecer a lei de Deus.
Então você pode perguntar: “Como pode ser pecado tentar viver segundo a Palavra?” É claro que temer a Deus e tentar obedecê-Lo não é errado. Contudo, Deus disse que no coração humano há essencialmente homicídio, adultério e orgulho. E é arrogância pensar que podemos guardar a lei quando temos um coração tão mau. Então, que tipo de pessoa recebe a salvação de todos os seus pecados diante da presença de Deus? Aquele que crê na Sua Palavra, aquele que conhece essa Palavra, aquele que busca de Deus através do conhecimento de Sua Palavra a remissão dos seus pecados, esse é salvo de todos os seus pecados. Somente essas pessoas podem se tornar povo de Deus e Seus filhos e ir para o Reino dos Céus. Nós só recebemos a salvação do pecado crendo em toda a Palavra de Deus.
Nós recebemos todas as bênçãos de Deus crendo somente em Sua Palavra. Nós recebemos a salvação por crermos na Palavra de Deus e não por guardarmos a lei. Somente esses podem receber a remissão de seus pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito que Deus nos deu. Mas a maioria dos cristãos de hoje tenta muito guardar a lei embora Deus nos tenha dado-a para conhecermos a nossa natureza pecaminosa. A maioria dos cristãos é assim. A sua idéia de guardar a lei é louvável, mas eles têm que crer que Deus deu a lei a eles para fazê-los conhecer o pecado (Romanos 3:20). Melhor dizendo, eles têm que deixar de lado seu pensamento arrogante de que podem viver de acordo com a lei de Deus se tão somente a guardarem. Somente assim eles poderão receber o misericordioso amor de Deus. Deixe-me dizer novamente: primeiro você deve largar sua arrogância para poder receber a remissão dos seus pecados.
Deus diz que aqueles que tentam guardar a lei, praticando-a, estão debaixo de maldição. Deus diz que aqueles que pensam e creem que podem ser santificados, purificados e entrarem no Reino dos Céus só por guardarem a Palavra de Deus ainda estão debaixo das obras da lei e, portanto, debaixo da maldição de Deus. Eles ainda tomam isso como garantia e pensam: “Eu creio em Deus como meu Salvador, mas ainda devo viver segundo a Palavra”.
Então, as pessoas se tornam justas só por viverem segundo a Palavra de Deus? Não, nunca! Primeiro eles devem se tornar totais pecadores pelo conhecimento da Palavra de Deus. Primeiro eles devem se tornar pecadores que não conseguem evitar de ir para o inferno por causa dos seus pecados, para então se tornarem justos perfeitos através da fé na Palavra de Jesus Cristo. Por isso Deus estabeleceu o evangelho da água e do Espírito que nos salva do pecado através da lei da fé. Deus nos salvou do pecado através da fé no evangelho da água e do Espírito, e não através das obras de algum homem. Deus, através dessa salvação, decidiu nos salvar dos pecados do mundo.
E é pecado não reconhecer a Palavra de Deus que veio através do evangelho da água e do Espírito. Então por que esses pecadores cristãos não recebem a remissão dos seus pecados? Eles não recebem a remissão de pecados porque eles não conhecem a palavra do evangelho da água e do Espírito da qual Deus falou. Nós que recebemos essa graça de Deus, recebemos a remissão dos nossos pecados porque conhecemos esse evangelho da água e do Espírito, apesar de sermos fracos, assim como todo ser humano o é.
A bíblia nos diz: “Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada a outra” (Mateus 24:41). Poderia então a mulher que foi deixada aqui continuar a moer no moinho, ou não? É claro que ela poderia continuar a moenda. Por que um será levado enquanto o outro será deixado para trás? Porque o que será levado é alguém que ouviu a Palavra de Deus que veio pelo evangelho da água e do Espírito e creu nela. Mas o que foi deixado para trás foi lançado fora depois de fazer a obra deste mundo e de tentar guardar muito a lei. Portanto, esse foi para o inferno.
Então por que ela foi lançada fora? Foi porque ela tentou guardar a lei de Deus, a Palavra de Deus, ao invés de crer nela. Ela ficou assim porque tentou ser perfeita diante da presença de Deus com seu coração arrogante ao invés de somente crer na Palavra de Deus. Isso significa que essa pessoa foi para o inferno enquanto tentava desafiar a Deus com seu coração arrogante.
Nós tiramos fora os insetos que tentam subir em nossas pernas. Da mesma forma, o homem vai para o inferno quando tenta ir até Deus com suas obras ao invés de crerem em Sua Palavra da salvação. Deus os esmaga quando tentam viver guardando a lei com um coração arrogante diante de Sua presença. Ele manda pessoas assim para o inferno. Portanto, você irá mesmo para o inferno se tentar ir até Ele e ir contra Sua justiça. Vocês entendem isso?
A bíblia diz: “Todos aqueles que são das obras da lei estão debaixo da maldição, pois está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. É evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé.” (Gálatas 3:10-11). O que está escrito aqui? Isso mesmo. Está escrito: “O justo viverá da fé”. Então como alguém pode se tornar uma pessoa justa? Os justos podem se tornar justos pela fé e os justos também podem viver por essa fé. Os justos vivem pela fé apesar de suas obras serem falhas. Como está escrito: “Não há homem justo sobre a terra, que faça o bem e nunca peque.” (Eclesiastes 7:20), nós não nos tornamos justos só porque não pecamos.
Tentar guardar a Palavra de Deus ao invés de crer nela é pecado. Vou dizer novamente. Não crer na Palavra de Deus é um pecado que leva o pecador para o inferno. Eu quero que vocês saibam que isso constitui em um grave pecado.
Não conseguimos guardar como convém a Palavra de Deus porque somos basicamente descendentes de Adão desde o nosso nascimento. Melhor dizendo, é fácil cremos na Palavra de Deus mas é difícil guardá-la porque pecamos nossa vida inteira, depois que nascemos como um amontoado de pecado. Então, não existe uma única esperança para nós humanos. Não há nenhuma esperança em nós mesmos, pois não podemos evitar de pecar durante toda a nossa vida. A única esperança para nós que somos pecadores é crer em Jesus Cristo que nos salvou de todo o pecado através do evangelho da água e do Espírito. Nossa única esperança é Ele. Portanto, recebemos a salvação do pecado pela fé em Jesus Cristo que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Nós cremos que Ele apagou todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito, e, portanto, Ele apagou os pecados do mundo todo. Recebemos a salvação de todos os nossos pecados pela fé em Jesus Cristo.
Você é imperfeito? Sim, você é. Mas qual a sua condição agora? Você se tornou justo através do evangelho da água e do Espírito? Sim, você se tornou justo. Então você se tornou justo por suas obras? Se tornou justo por guardar a lei? Ou se tornou justo porque tentou viver segundo a vontade de Deus? Não, não foi por isso. Pelo contrário, você se tornou justo por sua fé na Palavra de Deus.
Apesar de a Palavra de Deus ter sido anunciada a todos da mesma forma, alguns creram nela e outros não. Os que não creram foram para o inferno e os crentes do evangelho da água e do Espírito se tornaram filhos de Deus e foram para o Céu. O fato de eles se recusarem a crer no evangelho da água e do Espírito significa que eles não conhecem a Palavra de Deus. Tentar viver segundo a vontade de Deus apesar de não crer em Sua Palavra é arrogância. A bíblia fala sobre isso.
Devemos abandonar nossa própria justiça. Podemos voltar para o seio de Deus quando reconhecermos que somos pecadores diante de Sua presença e reconhecer pela fé o evangelho da água e do Espírito entendendo que somos pessoas que não podem evitar de ir para o inferno. Devemos compreender essa verdade de como Deus nos salvou com Sua Palavra e nos apegarmos a isso com fé. Devemos dessa forma receber pela fé a graça da remissão dos pecados.
Recebemos a remissão dos pecados por crermos na Palavra de Deus. Por isso damos graças a Deus. Nos tornamos justos através da Palavra de Deus, e não através das nossas obras. Não nos tornamos justos por tentarmos guardar os mandamentos, mas nos tornamos justos de uma só vez pela fé. Nos tornamos justos somente pela fé no evangelho da água e do Espírito.