Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 12-2] (Lucas 12:1-12) Creia no Evangelho da Água e do Espírito, Não no Fermento dos Fariseus

(Lucas 12:1-12)
“Ajuntando-se, entretanto, muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: ‘Acautelai-vos, primeiramente, do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia. Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido. Porquanto tudo o que em trevas dissestes à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete sobre os telhados será apregoado. E digo-vos, amigos meus: não temais os que matam o corpo e depois não têm mais o que fazer. Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei. Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus. E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos. E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens, também o Filho do Homem o confessará diante dos anjos de Deus. Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus. E a todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do Homem ser-lhe-á perdoada, mas ao que blasfemar contra o Espírito Santo não lhe será perdoado. E, quando vos conduzirem às sinagogas, aos magistrados e potestades, não estejais solícitos de como ou do que haveis de responder, nem do que haveis de dizer. Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar’”.
 
 
Vamos Ver o que Diz a Bíblia sobre o Fermento dos Fariseus
 
Amados irmãos, qual era o lado ruim dos hipócritas fariseus? Um deles é que eles não aceitaram Jesus Cristo, o Filho de Deus, e a obra que ele fez. Eles achavam que levavam uma vida justa e faziam boas obras. Estes judeus não creram que Jesus Cristo era o Filho de Deus e achavam que um novo Messias viria do céu.
Mas qual é a verdade? Jesus Cristo, o Filho de Deus, veio a essa terra dois mil anos atrás e cumpriu toda a justiça de Deus ao tirar todos os pecados do homem quando foi batizado e morreu na cruz. Você e eu recebemos a remissão de todos os nossos pecados crendo que Jesus Cristo acabou com todos eles. E todos podem receber a remissão de pecados se conhecerem toda a obra que Jesus fez e crerem nela.
Mas os fariseus e doutores da lei não criam nisso. Mas por que não? Porque eles davam mais valor à palavra dos doutores da lei e a serviam do que à Palavra de Deus. Eles não davam muito valor ao que a Bíblia dizia. Por exemplo, eles herdaram as tradições dos anciãos que diziam: “Comer sem lavar as mãos é falta de educação, e aquele que faz isso é impuro perante Deus”. Eles eram assim. Segundo os preceitos que herdaram, aquele que não lavava as mãos antes de comer era pecador e alguém que não cria em Deus.
Amados irmãos, nós temos que entender bem o que Jesus disse. Isso porque se não agirmos da forma correta, estaremos propensos a ter a mesma fé dos fariseus. Se cometermos um erro que seja, ao invés de termos fé na Palavra de Deus, a colocaremos no mesmo nível dos ensinamentos que vêm da tradição de grandes denominações como a Igreja Presbiteriana, Metodista e do Evangelho Pleno. Jamais devemos crer assim. Só o Senhor é Deus, e só a sua Palavra é a verdade. Nenhuma ideologia ou denominação pode ser elevada ao mesmo nível de Deus. Portanto, temos que entender muito bem a Palavra de Deus e crer nela, considerando cada texto e analisando tudo que diz em seu contexto. Podemos até ter a fé correta na hora em que recebemos a remissão de todos os nossos pecados crendo na Bíblia. Foi isso que aconteceu com Nicodemos, que foi ao encontro de Jesus e nasceu de novo naquela mesma noite.
Vamos ler agora então o texto bíblico deste capítulo versículo por versículo e analisar cada um deles atentamente.
“Ajuntando-se, entretanto, muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: ‘Acautelai-vos, primeiramente, do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia’” (Lucas 12:1). Nosso Senhor diz aos discípulos aqui para eles terem cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia. Que tipo de pessoas eram estes fariseus? Eles eram pessoas que diziam crer em Deus e viver segundo sua Palavra, mas a verdade é que eles não conheciam o profundo significado que havia nela, criam em tudo que ela dizia literalmente, iam sempre à sinagoga e afirmavam que levavam uma vida de retidão. Eles eram pessoas piedosas por fora, mas não tinham nenhum poder espiritual e não criam em Jesus Cristo e nem em Deus. Assim eram eles. Estes fariseus não criam em Deus de modo correto. Por exemplo, os Dez Mandamentos dizem que devemos santificar o sábado, mas a Bíblia jamais disse que não se pode costurar roupas ou andar certa distância no sábado. Mesmo assim os fariseus achavam que tal atitude era pecado. É óbvio que eles não conheciam a Bíblia e a fé herdada por eles de seus antepassados era errada. E isso é que foi passado ao Cristianismo até hoje: havia muitas denominações em nosso país que não compravam nada no domingo a fim de guardar do dia santo do Senhor. Só que elas não seguem mais essas tradições.
 
 
A Fé Falsa Não Pode Conhecer a Verdadeira Justiça de Deus
 
Amados irmãos, por que razão Deus nos mandou guardar o sábado para santificá-lo? Guardar o sábado é guardar em nosso coração que Jesus Cristo apagou todos os nossos pecados. Não significa que devemos guardar um dia específico. Temos que guardar o dia do Senhor tendo paz e descanso no coração. Eu nem dirigia meu carro no domingo antes de nascer de novo. Eu achava que dirigir domingo era um grande pecado porque estava levando uma vida religiosa do modo mais conservador na seita presbiteriana. Eu achava que era errado dirigir meu carro se eu quisesse guardar a Palavra de Deus, pois ele disse que devemos descansar e nem fazer nossos animais trabalhar neste dia.
Mas eu entendi o verdadeiro significa do sábado depois que nasci de novo. Já que Jesus Cristo é o Senhor do sábado, o mandamento de guardá-lo significa entender que ele nos livrou de todos os nossos pecados ao apagá-los e desfrutar deste dia em nosso coração. Foi por isso que Deus disse que devemos ter cuidado com o fermento hipócrita dos fariseus, que não conhecem esta verdade de Deus e só querem servir a ele da sua maneira.
O fermento dos fariseus são os ensinamentos herdados dos líderes da sua denominação, não a Palavra de Deus. Você e eu herdamos a fé dos líderes da nossa denominação. Herdamos a fé que conhece a justiça de Deus corretamente. Isso porque nós que somos justos recebemos de Deus a remissão de todos os nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito.
Quem hoje em dia então são hipócritas como os fariseus? Aqueles que carregam a Bíblia debaixo do braço mas são falsos, pois só parecem santos. Tem gente que sorri para todo mundo e é muito gentil quando está perto de alguém. Mas o que eles são realmente? Eles ouvem a Palavra de Deus mas não a entendem porque não prestam atenção a ela, e depois voltam para casa. Aí eles jogam a Bíblia em algum canto e voltam a viver como antes. Esta é a hipocrisia dos cristãos hodiernos. Nós também seremos hipócritas assim se não entendermos bem e crermos que Jesus Cristo apagou todos os nossos pecados. Quem nasceu de novo não fica se mostrando; eles amam realmente o Senhor e creem em Deus.
Temos que entender por que Jesus amaldiçoou a figueira que não tinha fruto. O fato de o Senhor amaldiçoar a figueira que não tinha fruto significa que os cristãos que têm muitos títulos honrosos, mas não o Espírito em seu coração, serão amaldiçoados e condenados no último dia.
O Senhor disse: “Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido” (Lucas 12:2). O que isso quer dizer? Que podemos até esconder algo de alguém, mas nunca poderemos esconder nosso coração de Deus ou enganá-lo. Pense nisso! O homem pode esconder os pecados do seu coração do Deus Todo-Poderoso Jesus Cristo?
O Senhor nos disse que devemos receber a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito enquanto vivemos nessa terra. Isso porque os crentes que não receberam a remissão de pecados não poderão evitar o juízo de Deus no último dia. Pense por um momento em alguém que não nasceu de novo diante do trono do juízo do Senhor. O Senhor dirá: “Você tem pecado?” E a pessoa responderá “Senhor, eu sou pecador”. Então o Senhor dirá: “É mesmo? Vá para o inferno então”.
Mas o que ele dirá a quem nasceu de novo? Ele dirá: “Você tem pecado?” E a pessoa dirá: “Senhor, meus atos são falhos, mas eu não tenho pecado no coração. Eu procurei ter uma vida de retidão; eu não tenho pecados porque tu levaste todos eles por mim”. Então o Senhor dirá: “Você tem pecados ou não?” E a pessoa dirá: “Não, não tenho”. O Senhor vai ver então se o seu nome está escrito no Livro da Vida. Tudo que as pessoas ocultam em seu coração será revelado nesta hora.
As pessoas pensam que podem se enganar porque creem em Jesus, que podem enganar os outros centenas de vezes, e que podem enganar a Deus também. Mas não há como ocultar algo de Deus, por mais que alguém siga à risca as doutrinas da sua denominação. A primeira coisa que acontece quando alguém se ajoelha perante Deus para orar é seu pecado vir à sua mente. Todos os pecados que ele cometeu até hoje, inclusive os grandes pecados que cometeu dez anos atrás, vem à sua mente e ele diz em prantos: “Senhor, eu sou pecador. Por favor, purifique meus pecados”. Aí então ele vai para casa. Mas o que acontece no outro dia? Quando ele ora a Deus novamente para pedir algo a ele, seus pecados vêm à sua mente porque Deus os gravou na tábua do seu coração e os registrou no Livro do Juízo e no Livro das Obras. É assim que funciona. Os pecados gravados na tábua do coração das pessoas e no Livro do Juízo de Deus vêm à sua mente o tempo todo. É por isso que as orações dos que ainda não nasceram de novo são 99% orações de arrependimento e somente 1% é usado para pedir alguma coisa. Amados irmãos, guardem isso em sua mente: quem não nasceu de novo não pode esconder de Deus que ainda é pecador.
 
 
Você Quer Orar a Deus com Ousadia?
 
Os cristãos que têm pecado no coração, por mais que queriam, não conseguem orar a Deus com ousadia. Mas quem recebeu a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito não tem pecado no coração. Esta é grande diferença entre os que receberam a remissão de pecados e os que não a receberam.
Meus amados irmãos, vocês já leram “O Patinho Feio”, romance de Hans Christian Andersen? Algo saiu errado e um ovo de ganso acabou junto aos ovos de pato. O bebê ganso achava que sua mãe era uma pata e a seguia por todo lugar. Ele não andava direito mas a seguia o tempo todo. Ele a seguia por todo lugar. Os pássaros são muito engraçados quando paramos para pensar neles. E quando nascem, a primeira coisa que vêem eles pensam que é sua mãe. Bom, este bebê ganso que vivia entre os patos era desprezado. As penas dos patos são amarelas, mas do ganso são brancas. E como ele era diferente, os patos não gostavam dele e diziam: “Vejam só que pato feio”. E a mamãe pata também não gostava dele.
Um dia então, uma família de gansos foi nadar no lago e viu que havia um bebê ganso entre os patos. A mamãe ganso olhou e viu que um dos seus filhos estava entre os patos. Ela disse então: “Ah, como foi que meu filho foi parar lá? Venha para cá, venha para cá”. Daí por diante o patinho feio não foi mais desprezado e viveu feliz entre os gansos.
Amados irmãos, a remissão de pecados recebida na Igreja de Deus é algo bom e lindo. A Igreja de Deus é um lugar onde todos os seus membros receberam a remissão de pecados. Se alguém tem pecado no coração, ele é pecador; no entanto, se ele recebeu a remissão de pecados, ele não tem mais nenhum pecado. Não há ninguém neste mundo que não tenha pecado ou que não cometa pecado. Mas Deus disse: “Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto” (Salmos 32:1). O homem pode ser liberto do pecado e se tornar justo perante Deus porque Jesus tirou todos os pecados deste mundo.
Amados irmãos, eu espero que vocês não se escondam de Deus. Eu conheci Jesus e me converti aos vinte anos. Mas eu na verdade me escondi por mais dez anos antes de nascer de novo. Naquela época eu cria na doutrina do calvinismo de todo o meu coração porque era presbiteriano, e fiz muitos sinais e maravilhas também. Sempre que eu entrava no templo quando havia um culto de avivamento, eu era cheio da graça de Deus e ficava super feliz. Eu então parei de beber e fumar, e comecei a falar em línguas e ter visões não muito tempo depois. Só que naquela época os pecados que eu cometi estavam gravados no meu coração. Mais tarde eu descobri que era pecador. Mas eu achava que não tinha problema ser pecador e que, embora eu tivesse pecado, eu iria para o reino dos céus porque cria em Jesus. E quando eu encontrei o texto que diz: “Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele” (Romanos 8:9), eu achava que tinha o Espírito Santo em meu coração porque falava em línguas. Mas tudo que eu pensava estava errado. Depois que eu nasci de novo, eu entendi que as pessoas que têm pecado no coração não têm o Espírito Santo.
Uma pessoa só deixa de ter pecado pela Palavra de Deus. Os pecados de alguém não são apagados porque eles falam em línguas, fazem muitas orações de arrependimento, jejuam ou dão duro para se livrar deles. A palavra “arrependimento” quer dizer “voltar atrás”. Por mais que alguém tente levar uma vida de pureza, seus pecados não podem ser apagados assim. Eles vão para o inferno. Isso significa que as pessoas só podem ser libertas dos seus pecados por Jesus Cristo, caso contrário irão para o inferno. Do mesmo modo, elas recebem a remissão de pecados sabendo como o Senhor os apagou e aceitando em seu coração tudo que ele fez.
Nós temos que temer a Deus. Os ricos se acham melhores do que os pobres, desprezam-nos e dizem: “Meu Deus, esses tolos não sabem ganhar dinheiro. Eu trabalhei por pouco tempo, ganhei muito dinheiro e vivo muito bem hoje. Qual o problema dessa gente?” Há muitos cristãos que agem assim também. Eles são arrogantes e dizem: “Eu vou para o reino dos céus, não importa o que dizem de mim, pois eu pertenço a uma renomada denominação. Eu tenho crido em Deus nesta denominação desde que era pequeno, e também tenho feito muitas obras para o Senhor. O Senhor me deu o dom de línguas. E mesmo tendo pecado, isso não é a prova de que eu sou salvo?” É assim que eles são arrogantes nessa terra, mas você acha que eles poderão fazer isso depois que morrerem?
O que diz um dos cânticos do nosso hinário? Diz assim: “♪Santo, santo, santo! As trevas não podem te alcançar, ♬Nem o olhar os ímpios te contemplar, pois altíssima é a tua glória♬”. Deus, que na verdade é a Santa Trindade, é um ser santo. Quem tem pecado não pode encará-lo sem vergonha e será lançado no lago de fogo e enxofre. O que acontece então com aqueles que são falhos mas creem na Palavra da verdade, que diz que Jesus Cristo apagou todos os seus pecados? São estes que vão entrar no reino dos céus. Não adianta dizer da boca para fora que crê nisso ou simplesmente guardar isso na mente. A Bíblia diz que “a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10:17). Sendo assim, só é possível nascer de novo crendo de coração na Palavra de Deus. A Bíblia diz que dois estarão trabalhando no moinho, mas um será levado e o outro, deixado; dois estarão dormindo juntos, mas um será levado e o outro, deixado. De um casal que vive junto, um será levado e o outro, deixado. Mas por quê? Quem ficar vai ser aquele que enganou seu coração quando confessou sua fé em Deus.
Meus amados irmãos, vocês já viram o filme chamado “O Arrebatamento”? A personagem principal deste filme é uma mulher chamada Patty. Ela era crente em Jesus. Ela dava o dízimo, tenha uma vida justa, fazia muitas obras e sempre ia à igreja. Mas se marido não conhecia muito Jesus Cristo. Um dia então, depois que eles se casaram, seu marido encontrou um pastor que fez de tudo para que ele nascesse de novo. É claro que seu marido rejeitou o evangelho quando o pretenso pastor nascido de novo pregou para ele (na verdade, o evangelho que o pastor pregou não era o evangelho da água e do Espírito, mas o evangelho da cruz somente).
Um dia então ele foi picado por uma cobra venenosa. E no hospital disseram que ele precisava de uma transfusão com o sangue de um tratador de serpentes cujo sangue era imune ao veneno. O médico viajou até a África então, trouxe o sangue do tratador e fez a transfusão de sangue nele. Aí o veneno do seu sangue desapareceu, ele ficou curado e voltou à sua vida de antes. Depois disso, o pastor o procurou novamente e pregou o evangelho para ele, explicando-lhe como Jesus havia apagado seus pecados. Mas o marido de Patty disse ao pastor: “O que? Eu não acredito nisso. Como você pode dizer que eu não tenho pecado?”
Veja o que o pastor disse em seguida. “Eu vou te dar um exemplo. Você foi picado por uma cobra venenosa e quase morreu. Mas o veneno desapareceu quando você recebeu uma transfusão de sangue e se tornou imune a ele. Você teria morrido se não tivesse recebido aquele sangue. Foi assim que seus pecados foram apagados também. Jesus Cristo levou todos eles ao morrer na cruz e ressuscitar por você. E você não precisa fazer mais nada senão aceitar o que Deus fez por você. Assim como você sobreviveu ao receber aquele sangue, você receberá a remissão de pecados e se tornar filho de Deus se aceitar a obra que Jesus realizou”. O marido de Patty disse então: “Ah, sim. Agora eu entendo. Ele apagou meus pecados porque me ama, independente do que eu faça. Ele tirou todos os meus pecados na cruz porque me ama”. Foi assim que o marido de Patty aceitou Jesus como seu Salvador.
Depois disso acontece o arrebatamento. Um dia o marido de Patty estava cortando a grama e sumiu de repente. Mas não foi só ele; muitos outros sumiram também. O outro dia foi um caos. E as manchetes dos jornais diziam sobre o ocorrido: “As pessoas desapareceram”. Em algumas casas mães choravam, e em outras os filhos é que choravam. Muitos deixaram sua casa e foram para as ruas procurar seus familiares desaparecidos. E como diz a Bíblia, os sete anos de Tribulação haviam chegado. Mas havia algo que Patty não entendia muito bem. Seu marido nunca tinha dado oferta na igreja. Ela então se perguntou por que seu marido não havia feito nada e foi arrebatado, enquanto que ela era muito dedicada mas havia ficado para trás. E para achar resposta à sua dúvida, ela foi até a casa da sua avó que cria muito em Jesus, mas ela também havia sumido. Mas havia um livreto na mesa da sua avó que ela sempre lia para ela. Patty o leu e pensou: ‘Jesus apagou meus pecados mas eu não aceitava isso. Eu cria de modo errado que havia recebido a remissão do pecado original, mas não dos pecados pessoais’. Depois disso ela foge da Tribulação e no fim sofre o martírio e recebe a derradeira salvação.
Qual a mensagem do filme “O Arrebatamento”, embora ele não tenha sido feito baseado no verdadeiro evangelho da água e do Espírito? Patty achava que iria para o reino dos céus porque era dizimista fiel, tinha uma vida justa segundo a lei e fazia muitas obras. Mas ela ficou na terra porque não aceitou a Palavra de Deus como deveria. Seu marido, por outro lado, cujas obras não eram boas, mas aceitou a obra que Jesus Cristo fez, foi salvo. E Patty entendeu isso quando sofreu o martírio no fim.
A Bíblia diz: “Mas, àquele que não pratica, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça” (Romanos 4:5). Nós estávamos afundados no lamaçal do pecado e jamais poderíamos sair. Mas Deus disse que se soubéssemos do que ele fez e crêssemos nisso, ele nos salvaria e nos revestiria com seu poder para que nos tornássemos seus filhos.
Então, você e eu temos que entender que Jesus Cristo levou todos os nossos pecados ao ser batizado e, ao mesmo tempo, crer que ele derramou seu sangue por nós. Jesus Cristo veio a essa terra e cumpriu toda a justiça de Deus ao receber a transferência de todos os nossos pecados quando foi batizado por João Batista no rio Jordão. Todos estes passos são indispensáveis para a salvação em Cristo Jesus. Ele mesmo deu estes passou ao ser batizado antes de morrer na cruz para levar sobre si todos os pecados do homem. E isso aconteceu segundo a promessa de Deus. Todos os pecados do homem foram passados para a cabeça de Jesus quando ele foi batizado por João Batista. E ele levou todos eles até a cruz, assim como os pecados anuais dos israelitas eram passados para o bode emissário quando o sumo sacerdote impunha as mãos sobre sua cabeça no Antigo Testamento. É por isso que a Bíblia diz: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” João Batista batizou Jesus e deu testemunho dele, dizendo que ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado de todos neste mundo.
Amados irmãos, como nossos pecados são apagados? Eles são apagados porque Jesus pessoalmente levou-os sobre si. É claro que não transferimos nossos pecados pessoalmente para o Senhor. João Batista, que foi último sacerdote e representante de toda a humanidade, transferiu todos os nossos pecados para o Senhor. Lembrem-se disso. Todos que aceitam esta Palavra da promessa como ela é recebem a remissão de pecados com toda certeza.
E é isso mesmo. Jesus Cristo levou todos os pecados do mundo. Ele levou todos os pecados que cometemos desde que saímos do ventre de nossa mãe até a nossa morte. Está escrito em Hebreus que Deus, aquele que vive para sempre, fez a expiação dos pecados do mundo de uma vez por todas. Você tem fé e crê nisso de todo o seu coração? Eu espero que todos que não creem nesta verdade tenha um encontro com Deus face a face.
O texto bíblico deste capítulo diz: “E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens, também o Filho do Homem o confessará diante dos anjos de Deus. Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus” (Lucas 12:8-9).
O que isso quer dizer? Que o Senhor veio como o Filho do homem, foi batizado e apagou todos os nossos pecados. E ele agora está assentado no trono do juízo e nos diz: “Eu negarei diante dos anjos todos que negarem que eu apaguei todos os seus pecados no rio Jordão”. Ele também diz que reconhecerá como seu povo todos que derem testemunho dele aos outros assim: “Jesus tirou todos os meus pecados”. Se cremos em Jesus enquanto estivermos nessa terra, nós iremos para o reino dos céus. Então, é assim que temos que testemunhar aos outros: “Eu não tenho pecados porque Jesus tirou todos eles. Meus atos não são perfeitos, mas eu não tenho pecados porque Jesus já tirou todos eles. É assim que eu creio nele”. Mas o Senhor diz que nos negará se o negarmos em nossa ignorância e não o confessarmos por vergonha, dizendo: “Eu não penso assim. Jesus não pode ter tirado todos os meus pecados”. Se nos fizerem esta pergunta: “Você recebeu a remissão de pecados?” e respondermos: “Eu recebi a remissão de pecados mas tenho vergonha”, o Senhor nos dirá: “Já que você tem vergonha de mim, eu terei vergonha de você”.
E é isso mesmo. Muitos têm vergonha do evangelho. Eles não entendem como alguém pode dizer que não tem pecado e ficam com vergonha de dizer isso. Mas você e eu temos que entender isso muito bem. Jamais devemos ter vergonha por Jesus Cristo ter apagados nossos pecados. Deus apagou todos os nossos pecados porque nos ama; por que razão sentiríamos vergonha disso? Já que aprendemos a verdade sobre o amor de Deus, temos que ser gratos a ele e ensinar isso às pessoas que ainda não sabem. Por que deveríamos ficar com vergonha? Há muita gente indo pelo caminho largo hoje. Mas poucos estão seguindo pelo caminho estreito. E já que estejamos convivendo junto com estes que estão indo pelo caminho largo por não conhecerem a verdade, temos que ser gratos a Deus pela fé por não termos mais pecado, pois o Senhor já apagou todos eles.
O Senhor disse: “Vós sois a luz do mundo” (Mateus 5:14). E também disse que não “se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa” (Lucas 5:15). Meus amados irmãos, nós que recebemos a remissão de pecados somos a luz do mundo. Vamos pregar o evangelho com ousadia então. Vamos pregar o evangelho da remissão de pecados a todos neste mundo com ousadia. A Bíblia diz: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38). Está escrito na Bíblia que aquele que recebe a remissão de pecados recebe também o dom do Espírito Santo. Todavia, o que a maioria dos pastores diz hoje em dia? Quando eles dizem nos cultos: “Recebam o Espírito Santo, recebam o Espírito Santo, recebam fogo, recebem fogo”, os irmãos ignorantes dizem: “Venha, sim venha”. Mas o Espírito Santo não é alguém que entra numa pessoa só porque ela está pedindo. Eles são mesmo ridículos. Como é que o Espírito Santo pode entrar no coração de alguém que tem pecado? O Espírito Santo jamais entrará no coração de alguém que tem pecado porque ele é santo. O Espírito Santo só entra no coração daquele que recebeu a remissão de pecados. E embora isso seja verdade, os pastores que são cegos espirituais ainda ensinam falsas doutrinas à sua igreja, que também é cega.
É como se eles dissessem: “O céu é vermelho, está bem? Creiam nisso”. Os cegos não podem distinguir as coisas porque não enxergam nada. Eles não creem em nada de coração, mas dizem que creem. Só que os pastores cegos não podem dizer isso na frente das pessoas que conhecem bem a Bíblia; eles não podem enganar os santos nascidos de novo cujos olhos foram abertos pela Bíblia. Os pastores devem explicar bem o sentido espiritual das passagens bíblicas. Eles devem ensinar a verdade às pessoas sempre que elas tiverem dúvidas quando ouvirem a Palavra de Deus. Deste modo, elas conhecerão a verdade e, por meio desta verdade, receberão a remissão de pecados em seu coração.
O que significa blasfemar contra o Espírito Santo? Crer no budismo e defendê-lo é algo que pode ser perdoado. Tem gente que diz: “Quem crê em Jesus mente muito. Então eu creio em Buda. Que absurdo dizer que Jesus é o Filho de Deus!” Mas isso também não é o pecado de blasfemar contra o Espírito Santo. Estas pessoas não conhecem a verdade, mas poderão receber a remissão de pecados se ouvirem a Palavra de Deus e crerem nela. Só que aquele que blasfema contra o Espírito Santo jamais poderá ser perdoado.
O que significa então blasfemar contra o Espírito Santo? É alguém dizer isso, embora Jesus tenha apagado seus pecados: “Ele não apagou meus pecados. Ele apagou apenas o pecado original. Ele não apagou meus pecados pessoais. Senhor Jesus, eu sou pecador, embora creia em ti”. Quem diz isso é que está blasfemando contra o Espírito Santo. E eles precisam voltar atrás o mais rápido possível e receber a remissão de pecados no seu coração, pois blasfemar contra o Espírito Santo é algo que não pode ser perdoado, ao contrário de outros pecados.
Qual o evangelho da verdade pela qual todos podem receber a remissão de pecados em seu coração? É aquele que diz que Deus, para salvar toda a humanidade, enviou seu Filho Jesus Cristo a essa terra. Jesus veio em carne, nasceu aqui e tirou todos os pecados do homem ao ser batizado por João Batista aos trinta anos. A palavra “batizar” significa “transferir”, “ser purificado” e “enterrar”. Os pecados do nosso coração foram purificados ao ser passados para Jesus Cristo. Foi por isso que ele foi batizado.
Muitos não entendem a salvação de Deus e pensam assim: “Deus decidiu salvar algumas pessoas e amaldiçoar outras. Ele tirou os pecados de alguns, mas não de todos”. É assim que creem os calvinistas. Mas temos que entendem bem isso. A fé acima não é a correta, mas blasfêmia contra o Espírito Santo. Nós não temos que julgar por que Jesus Cristo tirou todos os nossos pecados e morreu na cruz. Mas aqueles que blasfemam contra toda a obra da salvação que Jesus Cristo realizou nessa terra não podem ser perdoados por Deus. Esta é a verdade. Como pode alguém dizer então: “Jesus não tirou todos os nossos pecados. Ele tirou os pecados de algumas pessoas, mas não de todas”? Jesus Cristo sem dúvida alguma tirou todos os pecados deste mundo. Você e eu temos que entender bem isso.
 
 
Deus é Justo
 
Como pode o Senhor ter tirado o pecado de alguns, mas não de outros? A Bíblia diz que “Deus amou o mundo de tal maneira que Deus seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16). O Senhor amou a todos neste mundo, não importa quem sejam, os abraçou a todos e tirou todos os seus pecados. Limitar o poder e a sabedoria de Deus, assim como a verdade de que ele apagou todos os pecados do mundo, é o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo.
A Bíblia diz que Jesus apagou todos os pecados do mundo de uma vez por todas, cumprindo assim a expiação eterna, e agora está assentado à destra de Deus. Ele não tem mais que apagar pecado algum. Agora é a hora de proclamar este lindo evangelho em todo o mundo. Por isso que ele disse: “Tudo o que em trevas dissestes à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete sobre os telhados será apregoado” (Lucas 12:3).
As pessoas dizem umas as outras: “Você acha mesmo que Jesus tirou todos os pecados? Não, ele só tirou os pecados de alguns escolhidos, mas não de todo mundo. Como é que ele pode ter tirado todos os pecados? Ele nunca tiraria os pecados daqueles que agem como se fossem deuses, não é? Ele com certeza não tirou os pecados destas pessoas. Ele só tirou os pecados dos que creem nele, dos que pelo menos derramaram algumas lágrimas perante ele, ou que buscaram a verdade como nós. Como ele pode ter tirado os pecados dos que não creem? Com certeza ele não fez isso”. Mas o que estas pessoas estão fazendo? Elas estão limitando o poder, o amor e a salvação de Deus. E isso é pecar contra o Espírito Santo. E podemos dizer também que é pecado contra o Espírito Santo pensar assim: “Jesus Cristo não tirou todos os meus pecados. Ele tirou apenas meu pecado original, não meus pecados pessoais”.
Amados irmãos, nosso Senhor veio a essa terra e tirou todos os pecados do homem. Ele tirou todos os pecados, até os que cometeremos ao longo de toda a nossa vida, os pecados dos nossos filhos, dos nossos pais, de Adão, de todos os seus descendentes, e até os da última criança que nascer nessa terra. Este é o amor e a salvação de Deus. Quem não entende isso e peca contra o Espírito Santo não pode ser perdoado por Deus. Embora Jesus tenha tirado todos os seus pecados, eles dizem: “Eu ainda tenho pecados. Como podes tu dizer que já tiraste eles todos? Se tu tiraste eles todos, por que ainda há pecado no meu coração? E como eu vou pecar no futuro, como então tu já tiraste meus pecados? Como tu tiraste até os pecados que ainda não cometi?”
Amados irmãos, vocês nunca receberam seu pagamento adiantado? Vocês já trabalharam em alguma empresa? Deus já tirou todos os pecados que cometeremos no futuro assim como recebemos o pagamento adiantado. Jesus de fato foi batizado por João Batista. Portanto, amados irmãos, eu espero que vocês não subestimem a obra que o Espírito Santo fez. Eu espero que vocês não blasfemem contra o Espírito Santo.
Há dois tipos de pessoas que ouvem o evangelho. Aquelas que o ouvem e recebem a bênção de entrar no reino eterno, como Jacó ao aceitar o evangelho, e aquelas que rejeitam o evangelho e fazem de tudo para receber a remissão de pecados pelas suas própria forças, como fez Esaú.
Amados irmãos, eu vou dizer novamente. Eu espero que vocês não blasfemem contra o Espírito Santo. Alguns dizem que desprezar o dom de línguas é blasfemar contra o Espírito Santo. Mas isso não é blasfemar contra o Espírito Santo, e sim não crer na obra que Jesus realizou quando veio a este mundo; ou seja, ser contra e rejeitar o fato de ele ter nos tornado sem pecado ao levar todos eles quando foi batizado, morreu na cruz e ressuscitou. Pecado contra o Espírito Santo é dizer que ele não tirou todos os nossos pecados. E este pecado não pode ser perdoado. Se vocês não conhecem a verdade, eu espero que vocês reconheçam que não a conhecem e procurem conhecê-la. Eu espero que vocês jamais digam que Jesus não tirou todos os pecados do mundo. O Senhor tirou todos os seus pecados, mas se vocês disserem que ele não fez isso, vocês não poderão receber a remissão de pecados. Eu quero que todos no mundo recebam a remissão de pecados. E mesmo que vocês não creiam nisso, eu vou sozinho pregar o evangelho a todas as pessoas, e Deus dará a elas as bênçãos que eram para ser suas, se vocês aceitassem o evangelho.
O Senhor disse: “E, quando vos conduzirem às sinagogas, aos magistrados e potestades, não estejais solícitos de como ou do que haveis de responder, nem do que haveis de dizer. Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar” (Lucas 12:11-12).
Já que só 1% dos cristãos recebeu a remissão de pecados, mas os outros 99% não a receberam, as principais correntes do Cristianismo consideram os santos sem pecado os heréticos deste mundo. Pessoas com grande poder político e que fazem parte de renomadas denominações consideram heréticos os que receberam a remissão de pecados. Mas Deus nos disse para não nos preocuparmos com isso. Jesus prometeu que nos protegeria e nos faria dizer o que tem que ser dito. Não temam as grandes denominações então. Não temam seu poder. Deixem seu fermento. Só então vocês poderão nascer de novo totalmente crendo no evangelho da água e do Espírito.
Eu espero sinceramente que você sejam de fato pessoas que nasceram de novo por ouvir e crer na palavra do evangelho da água e do Espírito. Aleluia!