Sermões

Assunto 20: A ORAÇÃO DO SENHOR

[20-1] (Mateus 3:13-17) O que Está Escrito na Bíblia sobre o Evangelho da Água e do Espírito?

(Mateus 3:13-17)
“Então veio Jesus da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim? Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.’”
 
 
O que o capítulo 3 e os versículos de 13 a 17 do livro de Mateus nos mostra como Jesus Cristo levou todos os nossos pecados ao vir a este mundo. Em outros livros, nós acharemos passagens que nos sugerem que esse evento ocorreu no Antigo Testamento. Na passagem de Mateus 3, a bíblia nos mostra a Verdade de que Jesus levou sobre Si os pecados do mundo de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista.
Depois de vir ao mundo, o Senhor Jesus foi batizado por João Batista para mostrar sua humildade? É totalmente errado afirmar isso, pois o batismo que Jesus recebeu de João Batista foi um processo pelo qual Jesus levou todos os pecados do mundo de uma vez por todas. Jesus levou sobre Si os nossos pecados bem como todos os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista. Jesus foi batizado a fim de levar sobre Si os seus e os meus pecados assim como os pecados de todas as pessoas do mundo.
Nós devemos aprender que Jesus foi batizado por João Batista a fim de levar sobre Si os nossos pecados. Essa Palavra da Verdade é crucial para entendermos o evangelho da água e do espírito. O batismo de Jesus não foi em vão, mas foi o instrumento pelo qual Ele levou sobre Si todos os pecados do mundo de uma vez por todas.
No passado, os apóstolos criam e pregavam que o batismo e o derramamento do sangue de Jesus na cruz constituíam a remissão dos pecados. Eles observaram esses dois lados da Verdade. Contudo, seus sucessores pensaram que crer na cruz de Jesus e crer no Seu batismo não era a mesma coisa. Mas logo, todos os cristãos do mundo perceberão que o batismo e a cruz de Jesus constituem uma única Verdade.
Os cristãos de hoje crêem no sangue de Cristo na cruz, e em parte eles estão certos. Só que eles ainda não percebem a importância do batismo de Jesus. Eles acreditam firmemente que é certo crer no sangue da cruz; contudo, desconhecem a verdade de que a remissão de pecados ocorre pelo batismo de Jesus. Eles acham que não é um problema desconhecer sobre o batismo de Jesus, contanto que creiam no Seu sangue. Assim então, ignoram a verdade do batismo de Jesus e não crêem nele. Eles agiram dessa forma porque eles não sabiam que o batismo e a cruz de Jesus constituem uma mesma Verdade.
Satanás está iludindo as pessoas ao fazê-las crer na bíblia às cegas de modo a impedi-las de receber a remissão dos seus pecados. Apesar de os pecadores estarem presos aos seus próprios pecados, eles crêem que serão libertos por crerem no sangue de Jesus na cruz, embora ignorem o batismo de Jesus, não reconhecendo sua importância. Satanás interfere em nossa fé. Ele sabe muito bem que é inútil crer em Jesus a não ser que a pessoa creia também no Seu batismo. Então, Satanás tenta ocultar o batismo de Jesus de modo a esconder das pessoas o evangelho da água e do espírito, o qual tira os pecados do mundo.
 
 
A Primeira Evidência de que Jesus Levou Nossos Pecados de Uma Vez por Todas
 
A primeira evidência foi a transferência de todos os pecados do mundo para Jesus de uma só vez, quando João Batista batizou Jesus derramando a justiça de Deus sobre Ele. Quando Jesus Cristo foi batizado pelas mãos de João Batista, Ele levou todos os nossos pecados sobre Si (Mateus 3:15-16). “Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu”. A obra de Jesus foi consumada depois que Ele veio ao mundo, foi batizado por João Batista e recebeu os pecados da humanidade.
Através das palavras ditas por Jesus a João Batista logo assim que foi Ele batizado, nós temos a evidência de que Jesus estava prestes a tomar sobre Si todos os pecados do mundo. Em Mateus 3:15, Jesus disse “porque assim” para que Ele pudesse receber os pecados do mundo sobre Si. “Porque assim” em grego significa ‘οϋτως γάρ’ (hoo’-tos gar). Essa palavra nos dá uma idéia de superlativo e isso significa “é realmente assim”, “dessa maneira” ou “não há outra jeito além desse”. E “toda justiça) aqui significa πάσαν δικαιοσύνην (pasan dikaiosunen) em grego. Essa palavra significa a condição mais perfeita, em que não há defeito algum.
Nós temos que saber como toda a justiça de Deus foi cumprida. Somente quando Jesus foi batizado por João Batista “assim”, Ele pôde levar sobre Si todos os pecados do mundo. Dessa maneira, somente depois de Jesus ser batizado é que Ele pôde ser morto derramando assim, seu sangue na cruz, porque toda a justiça de Deus seria cumprida depois do batismo de Jesus. A justiça de Deus foi cumprida pela transferência dos pecados do mundo para Jesus em Seu batismo. O batismo foi a própria justiça de Deus. E Jesus libertou a humanidade do julgamento de Deus através do derramamento de Seu sangue na cruz. Essa é a grandeza de Deus, a Sua justiça nos leva à salvação.
Jesus veio a este mundo e foi batizado por João Batista. Para aqueles que crêem nisso, não pode haver mais pecado. Não havia nenhum outro meio pelo qual a salvação de Deus poderia ser consumada senão pela Sua vinda ao mundo, o batismo de Jesus e Sua morte na cruz. Essa foi a única maneira de tirar os pecados do mundo. Jesus realmente tirou os pecados do nosso coração assim como os pecados deste mundo através de Seu batismo e Seu sangue. Assim, Jesus tirou os pecados do homem de uma vez por todas através de Seu batismo e da Sua morte na cruz por completo. Deste modo, Deus cumpriu toda a Sua justiça. Isso veio a se tornar justiça de Deus. Esse é o amor de Deus. A razão pelo qual Jesus foi batizado tem nos levado à salvação.
O propósito pelo qual Jesus recebeu o batismo no rio Jordão foi levar sobre Si os pecados do mundo. Você crê nisso? E nossos próprios pecados? Eles permanecem mesmo quando dizemos que cremos em Jesus? Você está dizendo que ainda há pecado no mundo, mesmo depois do batismo que Jesus recebeu por todos os pecados de cada pecador? Se você diz que crê em Jesus, como você pode ter ainda algum pecado pessoal? Todos aqueles que crêem no batismo de Jesus devem dizer que não têm mais pecados. E todos aqueles que não crêem não podem dizer que não há mais pecado em seu coraçaõ. Nós devemos crer mesmo que os nossos próprios pecados foram tirados por Jesus quando Ele foi batizado.
O que eu estou dizendo é que pecados pessoais não têm mais nada a ver com crer em Jesus. Não pode mais haver pecados remanescentes em nosso coração se cremos em Jesus e sabemos o significado correto do batismo que Ele recebeu. Nós temos a completa salvação se cremos em nosso coração que Jesus completou toda obra ao levar nossos pecados através de Seu batismo. Através dessa verdade, vamos receber a salvação de todos os nossos pecados.
 
 
O Significado do Batismo que Jesus Recebeu
 
A palavra “batismo”, ‘βάφτισμα’ em grego, significa “ser imerso”. O sentido espiritual dessa palavra é limpar, sepultar ou transferir. O batismo que Jesus Cristo recebeu teve o poder de limpar todos os pecados dos pecadores do mundo e ainda apagar todos eles. Quando Jesus mergulhou Seu corpo no rio Jordão e foi batizado, curvando Sua cabeça para João Batista, isso foi semelhante à imposição de mãos sobre o sacrifício no altar nos dias do Antigo Testamento. É por isso que batizamos as pessoas impondo as mãos sobre sua cabeça.
O versículo 16 de Mateus 3 diz: “E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água.” Jesus mergulhou na água para receber o batismo e depois saiu dela, o que significa, respectivamente, morte e ressurreição. A imersão de Jesus na água durante Seu batismo significa Sua morte. A imposição de mãos de João para batizar Jesus significa a transferência de pecados. A emersão de Jesus da água significa Sua ressurreição. Assim, no batismo que Jesus recebeu de João Batista estão incluídos a transferência de todos os nossos pecados para Ele, Sua morte e Sua ressurreição.
O batismo de Jesus é o cumprimento eterno do sacrifício no Antigo Testamento, pelo qual os pecados dos israelitas eram transferidos para bode sacrificial através da imposição de mãos. Jesus cumpriu toda a justiça de Deus ao levar os pecados dos pecadores sobre Si através de Seu batismo, por morrer no lugar deles, ressurgir dos mortos e restabelecer a justiça. O batismo que nós recebemos é a evidência clara de que fomos libertos até dos nossos pecados pessoais e um sinal da nossa fé no batismo que Jesus recebeu, bem como Sua morte na cruz e Sua ressurreição.
Em Mateus capítulo 3 versículo 15, Jesus diz a João Batista “Você deve me batizar. Permita que seja agora. Nos convém cumprir toda a justiça dessa maneira”. Aqui, Jesus foi batizado para cumprir toda a justiça de Deus. As palavras “toda justiça” indicam justiça de Deus. Se tornar justo significa crer em Jesus e nascer de novo crendo que Ele nos libertou quando levou sobre Si nossos pecados através de Seu batismo. Mateus 3:15 nos diz que a justiça de Deus foi cumprida quando Jesus recebeu o batismo de João Batista, e só então todos os pecados dos pecadores deste mundo foram tirados. Esse foi o motivo de Jesus receber o batismo de João Batista e estar apto a receber a crucificação. Jesus recebeu o batismo de João Batista porque desejava tirar todos os pecados dos pecadores deste mundo.
Jesus falou firmemente a João Batista antes de receber o batismo: “Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu.” (Mateus 3:15). Toda a justiça de Deus que Jesus cumpriu foi para tornar os pecadores sem pecados. O resultado disso foi Sua morte na cruz e Sua ressurreição. Assim, a primeira coisa que Jesus fez para tornar os pecadores justos foi receber o Seu batismo; e o próprio Deus Pai providenciou a evidência disso, dizendo: “E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” (Mateus 3:17).
A palavra “honestidade” na bíblia é representada pelo caractere chinês “義” e significa justiça. É interessante que esse caractere chinês é composto de dois caracteres, que são, 羊(cordeiro) e 我(eu mesmo). Não seria correto se nós só pudéssemos ser justos se buscássemos a Deus e aceitássemos o Cordeiro Jesus Cristo? Sim, todos aqueles que oferecem o sacrifício de Abel podem ser considerados justos segundo a lei da salvação de Deus. As boas obras que Jesus realizou nos mostram que Ele veio a este mundo e apagou todos os nossos pecados. Jesus completou a grande obra ao ser batizado, ao derramar Seu sangue, ao morrer e ressuscitar dos mortos. Todas essas coisas juntas cumprem a justiça de Deus. A justiça de Deus foi libertar todos os pecadores de seus pecados. Assim, Jesus foi batizado e derramou Seu sangue pelos pecadores, completando assim, toda a obra da salvação.
Toda a obra de salvação pela qual os pecadores ansiavam foi cumprida pelo batismo que Jesus recebeu, pela Sua morte e ressurreição. Jesus veio a esse mundo e recebeu o batismo de João Batista para apagar os pecados de cada pecador. Era necessário Jesus receber o batismo e cumprir toda a justiça. Por Jesus Cristo ter sido batizado, todos os pecados dos pecadores foram tirados e transferidos para o Seu corpo.
“Convém que cumpramos toda a justiça deste modo. Ao receber o batismo de João Batista, todos os pecados de cada pecador foram passados para Mim. Eu libertei completamente todos vocês que cometem pecados, levando os pecados de cada pecador desse mundo através da imposição de mãos de João Batista. Para isso, Eu vim. Era necessário Eu receber o batismo de João Batista. Essa foi Minha obra de salvação por vocês. Então, vocês devem crer na Minha justiça”. O modo pelo qual Jesus nos libertou dos pecados do mundo foi pela verdade do batismo, o sangue derramado na cruz e a ressurreição. Ele nos deu a verdade e a salvação, a vida eterna e a benção de sermos filhos de Deus que crêem na Sua verdade. Os que recebem a salvação por crerem nisso verdadeiramente alcançaram sua própria salvação.
Queridos irmãos, existe alguém insatisfeito com a graça da salvação que nos foi dada por Cristo ao levar os nossos pecados? Eu tenho certeza de que não há ninguém. Ninguém pode negar o fato de que Jesus veio apagar os pecados de cada pecador. Também ninguém pode negar que Jesus nos libertou dos nossos pecados levando sobre Si os pecados do mundo com Seu batismo, dando a salvação a cada pecador, morrendo crucificado e ressuscitando dos mortos. Existe alguém que discorda desses fatos? Se há, ele é contra Deus.
Se o pecador é liberto ou não, isso depende se ele crê no batismo de Jesus e no Seu sangue na cruz. Nossa salvação é determinada pela nossa fé. Crentes viram santos, e não-crentes continuam pecadores com seus pecados pessoais. Então, o destino de cada um de nós, se será no céu ou no inferno, é determinado apenas pela nossa própria fé. Não existe outro caminho pelo qual o pecador recebe a salvação, exceto pela fé no evangelho do batismo e do sangue de Jesus.
Contudo, há discordâncias entre os não-salvos de como Jesus levou os nossos pecados. Alguns dizem que somente o sangue de Jesus nos leva à salvação. Outros dizem que receberão a salvação por somente crerem em Jesus. Mas Jesus disse que Ele recebeu o batismo a fim de levar todos os nossos pecados e nos libertar. Portanto, a maneira mais correta de se levar todos os pecados de cada pecador, cumprindo assim a justiça de Deus, é essa última.
Jesus foi batizado por João Batista, morreu crucificado e ressuscitou dentre os mortos com o propósito de libertar os pecadores de seus pecados, incluindo cada pecado pessoal. Ao mesmo tempo em que Jesus foi batizado por João Batista e se tornou nosso salvador, Ele levou sobre Si todos os nossos pecados. Ele recebeu o castigo da crucificação reservado para o criminoso mais perverso. E Ele apareceu aos Seus discípulos depois de ter ressuscitado dos mortos. Assim os pecadores se tornam justos, crendo no batismo de Jesus. Eles também se tornam filhos de Deus, livres do julgamento final por crerem no sangue de Jesus derramado na cruz. Jesus entregou a Si próprio para cumprir toda a justiça. Para um pecador receber a remissão de seus pecados, é necessário que Le creia no batismo de Jesus Cristo, na Sua morte na cruz e na Sua ressurreição.
Algumas pessoas questionam o valor do ato de Cristo, perguntando por que Ele recebeu o batismo de João Batista. Você tem algo contra o fato de que Deus criou o universo e tudo o que há nele? Você ficaria surpreso com a quantidade de pessoas que não acreditam que Deus criou os céus e a terra. Eles insistem na teoria da evolução, no qual o universo se formou sozinho sem nenhuma intervenção divina. Pode a flor de uma abóbora virar algum dia uma rosa? Se o universo veio a existir por acaso, como os evolucionistas insistem, a flor de uma abóbora poderá um dia vir a se tornar uma rosa. Contudo, a flor da abóbora foi criada para ser a flor da abóbora, assim como Deus quis que fosse. Então, a flor de uma abóbora nunca poderá vir a ser uma rosa, mesmo que o tempo passe. As espécies de um organismo podem se adaptar em seu meio ambiente e sofrer mutação em sua forma, mas nunca uma espécie virá a se tornar uma outra espécie totalmente diferente daquela que Deus criou.
 
 
Nós Devemos Negar Nossos Próprios Pensamentos e Crer nos Pensamentos e nos Planos de Deus
 
Nós que recebemos a remissão de pecados devemos negar a nós mesmos. O Senhor disse que se alguém quiser seguir a Ele, ele deve negar a si mesmo e carregar sua própria cruz. E nós devemos crer no evangelho do batismo que Jesus recebeu, no Seu sangue e na cruz como a verdadeira salvação.
Nosso Senhor levou todos os pecados de cada pecador de uma vez por todas ao ser batizado, ao derramar Seu sangue e ressuscitar dos mortos. Se Deus é quem nos diz isso, tudo o que temos que fazer é acreditar. Ao invés de questionar se haverá outro modo de recebermos a remissão de nossos pecados, nós devemos obedientemente aceitar o que nosso Senhor nos falou. Queridos irmãos, por quantas vezes ainda deverá o galo cantar? Quantas vezes forem necessárias. Foi o próprio Deus que permitiu que Jesus recebesse o batismo e derramasse seu sangue na cruz para libertar os pecadores de seus pecados. Então, quem poderá questionar por que Jesus levou os pecados através do batismo e não por outro meio? Quem quer que negue essa verdade ou rejeite a missão de Jesus em Seu batismo não pode vir a ser um filho de Deus. Pelo contrário, permanece pecador. O que essas pessoas não crêem e ainda rejeitam é o próprio amor e a justiça de Deus. Então, todo aquele que conserva o pecado em seu coração será julgado; esse é o salário de seus próprio pecados.
O que irá acontecer ao pecador que se recusar a acreditar no evangelho de Deus? De quem é a culpa se alguém for julgado por rejeitar o batismo e o sangue de Jesus só porque não gosta dessa verdade? A culpa não é do próprio pecador? Jesus não fez nada de errado. Isso porque Jesus já levou sobre Si os nossos pecados através do batismo que recebeu de João Batista. Você vai crer na justiça de Deus ou vai continuar insistindo que é certo carregarmos nossos pecados pessoais mesmo depois de crermos em Jesus? Você deseja rejeitar o evangelho da água e do espírito? Eu espero que você seja liberto de seus pecados, aceite essa verdade em seu coração, se torne justo e um obreiro para o Senhor.
Um pecador se torna justo quando crê na verdade, que é tão somente crer que Jesus nos deu o evangelho do batismo e do sangue. Esse é o modo pelo qual Deus nos liberta de todos os nossos pecados. Você vai crer no amor de Deus agora? Como um justo que recebeu a remissão de pecados antes de você, eu insisto que você creia no evangelho da água e do espírito e se torne um justo também. Porque você ainda é tão teimoso e ainda escolhe o inferno ao invés do céu? Creia e vá para o céu.
Creia no evangelho da água e do espírito! A salvação de Deus virá até você se você crer e será cheio do amor de Deus. Busque o evangelho da água e do espírito. Você irá de uma vez por todas conhecer a verdade da água e do espírito. Bata nos portões do paraíso. Os portões do paraíso se abrirão para você quando você descobrir a justiça oculta de Deus no evangelho da água e do espírito. Se você crer no evangelho da água e do espírito crendo que Jesus liberta dos pecados, você receberá a remissão de pecados, assim como o Espírito Santo. Você se tornará justo pela fé. Você entrará pelas portas do céu pela fé. Você será filho de Deus pela fé. Só depende da determinação do seu coração você ser aceito por Deus pela fé
Eu falarei mais uma vez o significado do batismo, para você que ainda está em dúvida sobre a autenticidade do evangelho da água e do espírito. O batismo de Jesus serviu para que todos os pecados do mundo fossem transferidos para Ele. Como acontecia no Antigo Testamento, através da imposição de mãos, assim fez João Batista ao batizar Jesus impondo as mãos sobre Ele. Contudo, diferentemente do sacrifício diário feito no Antigo Testamento, onde os pecados cometidos naquele dia eram transferidos para o animal pelo sacerdote, os pecados eternos foram transferidos de uma vez por todas para Jesus quando Ele foi batizado. Nosso Senhor levou os pecados dos pecadores pelo batismo que Ele recebeu de João Batista.
No tempo do Antigo Testamento, o sacerdote fazia ofertas a cada dia. Além disso, por mais que o sumo sacerdote oferecesse os sacrifícios anuais no dia da expiação, os pecados não acabavam. Conseqüentemente, quando o sumo sacerdote morria, o seu filho herdava essa responsabilidade e assim por diante. Assim, Jesus, como o sumo sacerdote celestial, deu vida eterna aos que crêem, não ofertando um animal, mas Seu próprio corpo sem mácula para ser batizado, transferindo para Si os pecados do mundo, sendo crucificado, morrendo e ressuscitando dos mortos. Não foi o sangue de um animal, mas Seu próprio sangue, que nos lavou dos pecados de uma vez por todas ao recebermos Seu batismo e Seu sangue na cruz. Essa salvação é para a eternidade.
Se nós, que cometemos pecados pessoais a cada dia, tivéssemos que receber a remissão de nossos pecados a cada dia, Jesus teria que estar vivo até hoje. Contudo, Jesus entregou Seu corpo a João Batista para libertar os pecadores de seus pecados. Todos os pecados desse mundo foram transferidos para Jesus pelo batismo e Seu sangue na cruz, tornando plenos os cristãos até hoje. Nosso Senhor libertou os pecadores de seus pecados com o evangelho do batismo e o sangue na cruz.
 
 
O Evangelho que João Batista Testemunhou Foi o Evangelho da Água e do Espírito
 
Foi João Batista que testemunhou que Jesus levou todos os pecados do mundo ao receber Seu batismo. João Batista, que pessoalmente batizou a Jesus, transferiu os pecados do mundo para Ele. Portanto, Jesus deu à luz aos pecados deste mundo. Testemunhando essa verdade em João capítulo 1 versículo 29, ele diz: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Antes de receber o batismo de João Batista, Jesus não estava carregando os pecados do mundo sobre Si. Os pecados do mundo passaram para Jesus quando Ele recebeu o batismo de João Batista. Assim, Jesus se tornou o próprio Cordeiro de Deus. João Batista pôde testemunhar isso porque Jesus foi batizado por ele. João Batista testemunhou dizendo: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”.
Em João capítulo 1 versículo 29 está escrito “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Amados irmãos, Jesus foi declarado como o Cordeiro de Deus. Esta passagem nos diz que Jesus foi o sacrifício pelos pecados dos pecadores no Antigo e no Novo Testamento. Jesus foi a oferta de sacrifício no lugar dos pecadores porque Ele levou todos os pecados do mundo sobre Si de uma vez por todas ao receber o batismo. Assim, os pecados do mundo foram transferidos para Jesus porque Ele foi batizado por João Batista. João, discípulo de Jesus, também foi testemunha de que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
 
 
O Evangelho Que os Doze Discípulos Deram Testemunho
 
Esse é o testemunho dos apóstolos em Atos capítulo 1 versículos 21 a 22. O apóstolo Pedro disse: “É necessário, pois, que, dos homens que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu dentre nós, começando desde o batismo de João até ao dia em que de entre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição”. Eles tinham que escolher outro apóstolo para o lugar de Judas Iscariotes, alguém que foi testemunha que Jesus s tornou o Salvador de todos os pecadores.
Eles pediram para um discípulo ser escolhido entre um dos apóstolos. O novo apóstolo tinha que ser uma pessoa justa, que acompanhasse Jesus, que soubesse a razão pela qual Jesus foi batizado nas águas por João Batista e morreu na cruz. O novo apóstolo tinha que ser uma pessoa que cresse na remissão de pecados, pela qual Jesus tirou os pecados dos pecadores com Seu batismo e os lançou fora com Seu sangue derramado na cruz.
Deste modo, os apóstolos anunciaram definitivamente a verdade do batismo e da cruz de Jesus. Todos os apóstolos pregaram o evangelho da água e do espírito que se originou do batismo que João Batista ministrou em Jesus. Isto é, Jesus recebeu o batismo de João Batista para se tornar o salvador dos pecadores. Os discípulos de Jesus sabiam disso e deram testemunho disso também. Eles criam que deviam libertar os pecadores do mundo pregando o batismo, morte e ressurreição de Jesus.
 
 
O Evangelho que o Apóstolo Paulo Testemunhou
 
Vamos analisar as Escrituras na passagem de Romanos capítulo 6, versículo 3 ao 5. “Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição”.
Dizer que “todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte” é a confissão de fé que, por meio do batismo de Jesus , Ele tirou todos os pecados dos pecadores. Nós só podemos estar perfeitamente unidos com Jesus quando cremos em Nele e na verdade oculta em Seu batismo.
Nas epístolas paulinas, podemos ver que Paulo cria no batismo de Jesus e também no Seu sangue. Em Gálatas, assim como em Romanos, ele fala do batismo de Jesus juntamente com Seu sangue. Então, a verdade é que Jesus purificou todos os pecados de cada pecador com Seu batismo e Sua morte na cruz.
Como nós podemos estar unidos com Jesus pela fé? Nós podemos estar unidos com Ele pela fé no batismo da água e na cruz de Jesus. Um pecador se torna justo pela fé que o une a Cristo. Só é possível se tornar um obreiro justo de Deus pela nossa fé que nos une a Cristo, ao Seu batismo e à Sua morte.
A fé que nos capacita a entrar no Reino de Deus é a fé que crê que Jesus levou sobre Si os pecados dos pecadores através de Seu batismo e recebeu o julgamento por esses pecados na cruz. Somente quem crê nisso pode estar unido com Jesus. Somente aqueles que estão unidos com Jesus podem entrar no Reino dos Céus. Assim, todo aquele que crê na obra da salvação de Jesus através do batismo e do sangue entram no Reino dos Céus com Cristo pela fé.
Os pecados que cometemos desde nosso nascimento até a morte neste mundo estão incluídos nos pecados do mundo. Mas nosso salvador levou todos os pecados do mundo através de Seu batismo. Ainda que morramos pela Lei de Deus que diz que “o salário do pecado é a morte”, estamos livres da morte eterna por crermos que Jesus levou sobre Si nossos pecados com Seu batismo e recebeu o julgamento por nossos pecados na cruz em nosso lugar. Essa verdade é o evangelho da água e do espírito. Jesus entregou Sua própria vida, foi batizado e derramou Seu sangue, que é vida, em nosso lugar quando nós estávamos perdidos por causa dos nossos pecados. Jesus Cristo sacrificou Sua própria vida para tirar todos os nossos pecados e nos resgatar por um alto preço, pelo derramamento de Seu próprio sangue.
Jesus ressuscitou dos mortos e está assentado à direita de Deus Pai para reviver todos aqueles que crêem nessa Verdade da água e do espírito. Um pecador se torna um com Cristo crendo em seu coração no batismo da água de Jesus, no sangue da cruz, e que Ele levou sobre Si todos os pecados do mundo.
É isso que significa entrar no Reino dos Céus crendo em Jesus. Se admitirmos a justiça de Deus e crermos em Jesus, nós poderemos entrar no Reino dos Céus. Porque Jesus apagou todos os pecados de cada pecador e foi para o Reino dos Céus, crentes como que eram pecadores e se tornaram pessoas de Deus agora podem entrar no Reino de Deus pela obra de Jesus.
Amados irmãos, vamos ler Gálatas capítulo 2 versículo 20: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”.
Se nós cremos no batismo de Jesus, estando unidos com Ele e somos crucificados junto com Ele, porque temos crido que nossos pecados foram transferidos para Ele. Assim, todo aquele que está unido com Cristo também ressuscitou com Ele. O apóstolo Paulo disse que foi crucificado com Jesus. Do mesmo modo, todo aquele que crê no batismo de Jesus Cristo tem sua fé ressuscitada.
Nossa alma foi trazida de volta à vida porque pela fé nós participamos do batismo de Jesus, da Sua morte na cruz e da Sua ressurreição. A alma dos que não crêem na justiça de Jesus Cristo já está morta. E ainda que ela seja vivificada pela fé, eles terão que crer no batismo de Jesus para se tornar com Ele.
O que a alma de um justo precisa para ficar firme? Ela tem que receber a remissão eterna de pecados, ser uma com Ele tendo sua fé no batismo do filho de Deus, na cruz e em Sua ressurreição. Nós nos tornamos um só com Cristo porque, a fim de libertar todos os pecadores dos seus pecados, Ele levou todos os seus pecados.
 
 
Como Nós Seremos Transformados de Pecadores em Justos
 
Pessoas que cometem pecados pessoais têm recebido uma nova vida como nascidos de novo por crerem no batismo e no sangue de Jesus, o Filho de Deus. Existe algo mais no justo que o torna especial? Não há nada de especial no justo, pois ele se torna justo por crer no batismo e no sangue de Jesus. O que fizemos por nós mesmos que nos libertou dos nossos pecados? Não existe nada que podemos fazer por nós mesmos, pois cometemos pecados a cada dia e tudo que fazemos é errado. Mas o mérito vem do batismo recebido por Jesus e de Sua cruz.
No íntimo do nosso ser está o Deus vivo. Isso porque nós cremos de coração na Palavra do batismo que Jesus recebeu, na Sua morte e ressurreição. Você crê de fato que Jesus consumou nossa salvação apagando os nossos pecados? E se tanto os pecadores quanto os justos quiserem crer em Jesus e segui-Lo, eles devem negar a si mesmos e receber a remissão de pecados. Somente então poderemos seguir a Jesus.
Quem quer que queira seguir ao Senhor deve negar seu próprio egoísmo. Um pecador deve negar sua própria vontade para ser liberto de todos os seus pecados. Mas se ele for teimoso e quiser fazer sua própria vontade como o comandante Naamã, ele irá para o inferno. Há vários pecadores que vão para o inferno porque não recebem a remissão de seus pecados, pois não negam as suas próprias vontades.
O comandante Naamã procurou o servo de Deus para ser curado de sua lepra. Naquele episódio, Eliseu, servo de Deus, disse para ele ir e mergulhar no rio Jordão sete vezes. Depois de ouvir isso, o comandante Naamã se negou a seguir a sua orientação dizendo: “Não são porventura Abana e Farpar, rios de Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles, e ficar purificado?” (2 Reis 5:12). No entanto, depois de ouvir as palavras de admoestação, ele negou sua própria vontade e foi ao rio Jordão para mergulhar nele sete vezes. E na sétima vez que ele mergulhou, ele foi totalmente curado. Mas se ele não tivesse negado sua própria vontade, sua lepra nunca teria sido curada. Da mesma maneira, se nós não negarmos nossa própria vontade, e tentarmos viver nossa vida do nosso modo e sem fé, nós não receberemos a remissão de pecados. E até mesmo nós, se não negarmos nossas próprias vontades e não crermos no evangelho da água e do espírito, não teremos nossos pecados apagados. Amados irmãos, nós temos que negar nossas próprias vontades não importa o quanto elas possam parecer certas. É assim que devemos viver.
Queridos irmãos, que direito temos de nos irar se somos meros pecadores condenados ao inferno? Jesus apagou todos os nossos pecados ao levá-los através de Seu batismo da água e ao receber o julgamento por todos nós pelo sangue da cruz. Então, o que precisamos é realmente crer e aceitar Jesus em nosso coração. Por que Deus permitiu que esse ato da cura de Naamã fosse lembrado na bíblia? Ele foi escrito para que as pessoas e seus descendentes que precisavam ser libertos dos seus pecados pudessem negar suas próprias vontades e aceitar as obras de Deus, a fim de que fossem realmente libertos de seus pecados.
Creiam no evangelho da água e do espírito! Somente então vocês estarão aptos a orar com propriedade a oração do Senhor como ela nos fora ensinada.