The New Life Mission

Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 12-9] (Lucas 12:54-59) Temos que Entender a Lei de Deus Corretamente

(Lucas 12:54-59)
“E dizia também à multidão: ‘Quando vedes a nuvem que vem do ocidente, logo dizeis: ‘Lá vem chuva;’ e assim sucede. E, quando assopra o vento sul, dizeis: ‘Haverá calma;’ e assim sucede. Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis, então, discernir este tempo? E por que não julgais também por vós mesmos o que é justo? Quando, pois, vais com o teu adversário ao magistrado, procura livrar-te dele no caminho; para que não suceda que te conduza ao juiz, e o juiz te entregue ao meirinho, e o meirinho te encerre na prisão. Digo-te que não sairás dali enquanto não pagares o derradeiro ceitil’”.
 
 
Como Devemos Pensar na Lei de Deus?
 
Não devemos fazer mais nada nestes últimos dias além de pregar o evangelho. Temos sempre recebido notícias de almas no mundo todo que receberam a remissão de pecados. E temos que ver isso como nosso alimento e ser gratos a Deus enquanto vivermos neste mundo. Eu creio que pregar o evangelho é um alimento abundante para nós realmente.
Eu estou preocupado com nossos irmãos na China. Como você sabe, a diferença econômica entre nosso país e a China é muito grande. Muitos na China trabalham para empresas do governo. Mas quando ele não paga seu salário, eles não recebem nada. Em meio a essa situação, eu ouvi a história de um homem que roubou arroz num mercado para que seu filho fosse para a escola, porque ele era pobre. Só que havia um furo no saco de arroz que ele roubou e a polícia seguiu aquele rastro até sua casa e o prendeu. Ele então pediu à polícia para não dizer nada ao seu filho. Ele não podia suportar a dor de ver seu filho na escola sendo ridicularizado pelos colegas. Eu fiquei com dor no coração quando ouvi isso. Mas eu soube que os policias ficaram tão sentidos com a situação que nem o prenderam.
Alguns dos nossos obreiros estão na China agora fazendo a obra missionária. É um país muito grande, mas perigoso. Pregar o evangelho na China é uma aventura arriscada. Seria motivo de destaque na primeira página do nosso jornal se os nossos obreiros fossem reconhecidos na China. Podemos ver que esta é uma grande obra que Deus precisa fazer, porque é muito difícil encontrar verdadeiros crentes fiéis entre aqueles que só querem usar o nome de Jesus para ganhar dinheiro. Meu desejo é que o evangelho seja pregado muito mais em nações como a China. Eu creio que várias almas receberam a remissão de pecados até hoje pelo trabalho dos nossos missionários. Além disso, eu creio que outras almas receberão a remissão de pecados nos dias que virão. Dizem que o governo chinês está permitindo abrir igrejas agora se tiver no mínimo quarenta membros. Em outras palavras, o governa permite abrir uma igreja quando um pastor reúne quarenta membros e informa isso às autoridades para pagar impostos. Sendo assim, podemos ordenar o irmão Hyungsik Shin como pastor e abrir nossa igreja lá se tivermos quarenta membros. E se isso acontecer, poderemos ir para lá, reunir o povo chinês e ter um encontro de avivamento.
É claro que há muitos outros pastores na China, mas que pregam que as pessoas podem ficar curadas e ser ricas crendo em Jesus. Há falsos pastores que pregam isso e ninguém que pregue o verdadeiro evangelho. Não há ninguém que prega a Palavra de Deus exatamente como ela é. Quando eu encontrei o irmão Hyungsik Shim pela primeira vez, ele me pediu para impor as mãos sobre ele e orar por ele. Ele me pediu para fazer isso porque estava doente. Muitas pessoas me pedem isso, mas eu não imponho as mãos sobre ninguém. Por outro lado, eu explico a elas a imposição de mãos que Jesus recebeu quando foi batizado e as levo a receber a remissão de pecados. Eu acho que muitos estão recebendo a remissão de pecados assim e pregando o evangelho para a sua família. Vamos nos reunir e orar esta manhã. Vamos orar pelos nossos irmãos no mundo inteiro e por tudo que precisamos para pregar o evangelho.
Embora não tenhamos feito sinais e maravilhas até hoje, muitas almas foram salvas em nossas igrejas em toda a nação. Além disso, muitos foram salvos em outros países também. E eu sou muito grato a Deus por isso. Não se sinta desanimado ou decepcionado só porque as pessoas não foram salvas através de você pessoalmente. Por mais que você pessoalmente não salve uma alma, nós estamos pregando o evangelho juntos. Eu creio que receberemos a mesma recompensa de Deus porque estamos todos juntos. E isso está acontecendo porque estamos orando num mesmo espírito e fazendo a obra juntos.
Eu quero pregar agora o texto bíblico deste capítulo que lemos hoje. Está escrito: “E dizia também à multidão: ‘Quando vedes a nuvem que vem do ocidente, logo dizeis: ‘Lá vem chuva;’ e assim sucede. E, quando assopra o vento sul, dizeis: ‘Haverá calma;’ e assim sucede. Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis, então, discernir este tempo? E por que não julgais também por vós mesmos o que é justo? Quando, pois, vais com o teu adversário ao magistrado, procura livrar-te dele no caminho; para que não suceda que te conduza ao juiz, e o juiz te entregue ao meirinho, e o meirinho te encerre na prisão. Digo-te que não sairás dali enquanto não pagares o derradeiro ceitil’”. O Senhor está falando nesse texto aos discípulos sobre os sinais do fim dos tempos. Ele está dizendo a mim e a você: “Vocês sabem que vai chover quando veem as nuvens escuras no céu, e sabem também que vai fazer muito calor quando está ventando muito, não é verdade? Por que vocês não julgam o que é justo então? Vocês precisam receber a salvação, a remissão de pecados, antes que não haja mais tempo e vocês estejam diante de mim”. O Senhor está perguntando por que ninguém consegue discernir os sinais dos tempos nestes últimos dias. Ele está dizendo: “Vocês podem discernir bem o tempo, mas não conseguem julgar o que é justo? Vocês não deveriam receber a remissão de pecados em seu coração antes de ser condenados e ir para o inferno depois de morrer? Vocês não deveriam receber a remissão de pecados para se tornar mais alvos que a neve?”
Nosso Senhor falou sobre os sinais dos tempos e terminou perguntando por que eles não podiam julgar o que é justo. E ele continuou dizendo: “Quando, pois, vais com o teu adversário ao magistrado, procura livrar-te dele no caminho; para que não suceda que te conduza ao juiz, e o juiz te entregue ao meirinho, e o meirinho te encerre na prisão”. Não devemos ver a Palavra como um conto de fadas. E não devemos também pensar que ela faz parte de um conto de fadas.
E isso é verdade. Temos que ler a Palavra de Deus aqui e ver o que ela realmente que dizer. Nosso Senhor nos diz algo muito importante aqui. Ele está dizendo: “Esta geração está indo rumo à destruição e logo chegará o fim. Creiam logo então no evangelho e recebam a remissão de pecados enquanto vocês estão vivendo neste mundo, antes que estejam diante de mim, sejam condenados e vão para o inferno por causa dos seus pecados. Vocês não acham que é isso que devem fazer? Se vocês não receberem a remissão de pecados, eu, o Juiz, darei o veredicto que vocês são pecadores por causa dos seus pecados quando vocês estiverem perante mim. Deste modo, vocês serão entregues ao meirinho e irão para a prisão. Estejam atentos a isso”.
 
 
Nosso Senhor Disse que Devemos Nos Reconciliar com Ele Enquanto Estivermos Vivos
 
O Senhor está dizendo que devemos crer no evangelho da água e do Espírito e receber a remissão de pecados o quanto antes enquanto vivemos neste mundo. Ele está nos dizendo que devemos receber a remissão de todos os nossos pecados até que não reste nem um til deles. Isso quer dizer que nós temos que receber a remissão de todos os nossos pecados e não deve ficar nem um til deles em nós.
Como nos tornamos pecadores? A Bíblia diz que somos pecadores porque não podemos viver segundo a lei de Deus. Além disso, está escrito que “é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus”. Isto é, o Senhor está dizendo: “Se reconciliem comigo enquanto vocês estão vivos. Recebam a remissão de pecados logo e entrem no meu reino. Vocês não poderão sair do inferno se tiverem um til de pecado”. Jesus Cristo, que veio a este mundo como o Salvador, está nos intimando assim para que recebamos a salvação.
Qual o problema de quem ainda não recebeu a remissão de pecados hoje em dia, apesar de crer em Deus? Por que eles não recebem logo a remissão de pecados e vivem por muitos anos como pecadores se creem em Jesus. Por mais que creiam em Jesus por um ou dois anos, eles são pecadores. Por que eles vivem como pecadores por tantos anos até estar na presença do Juiz? Porque eles não entendem a lei de Deus que nos mostra o que é o pecado. Muitos que creem em Deus dessa forma não receberam a remissão de pecados até hoje.
 
 
Como Podemos Entender Então a Lei de Deus Quando a Lermos?
 
O que a lei de Deus nos diz? Qual o propósito de Deus ao nos dar a lei? Como podemos entender a lei? Como podemos crer nela? Vamos falar sobre a lei de Deus agora. Deus deu a lei ao homem para ele guardá-la? Ou ele nos deu a lei para que pudéssemos entender nossos pecados? Deus nos deu a lei para conhecermos nossos pecados. No entanto, muitos que creem em Jesus não entendem a lei e não conhecem a verdade. Eles têm uma forma contraditória e idealista de achar que podem guardar a lei de qualquer jeito.
Através de Moises, Deus nos deu a lei que possui 613 estatutos sobre o que devemos e não devemos fazer. E quem os representa são os Dez Mandamentos. Mas por que Deus nos deu a lei? Ele no-la deu para que a guardemos? Ou ele no-la deu para que entendamos nossos pecados? Ele nos deu a lei para que conheçamos nossos pecados. É o que diz a Palavra de Deus.
Mesmo assim, muitos procuram receber a remissão de pecados guardando a lei. Por isso que eles não podem receber a verdadeira remissão de pecados e um dia estarão na presença do justo Juiz. Na verdade, o dia do juízo deste mundo, o fim do mundo está muito, muito próximo. E não apenas o fim de todo ser humano, mas o fim do mundo está se aproximando. E como está o ser humano? Ele está vendo chegar este dia mas sem se preparar para entrar no reino dos céus. As pessoas têm que receber a remissão de pecados, só que elas nem sabem que são pecadoras. E isso acontece porque elas não conhecem a lei dada por Deus.
Está escrito no livro de Gálatas que a lei é o aio que nos leva a Cristo, e que não estamos mais debaixo da lei depois que a fé veio a nós. Também está escrito que a lei teve poder sobre nós só até a vinda de Jesus Cristo a este mundo.
As pessoas acham que podem guardar a lei. Mas elas pensam assim porque não conhecem a lei de Deus. O homem jamais conseguirá guardar a lei de Deus. Como o homem poderia guardar toda a lei? Se você quiser ser abençoado por Deus realmente, você tem que entender logo que não pode guardar e lei e receber o evangelho da água e do Espírito em seu coração. Essa é a única maneira de receber a remissão de pecados.
Vemos um doutor da lei no evangelho de Lucas capítulo 10. E ele pergunta a Jesus: “Mestre, que farei para herdar a vida eterna?” No que Jesus responde: “Que está escrito na lei? Como lês?” E ele disse: “Amarás ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento e ao teu próximo como a ti mesmo”. Então Jesus disse: “Respondeste bem; faze isso e viverás”. Pouco depois, o doutor da lei volta e faz outra pergunta a Jesus: “Senhor, quem é o meu próximo?” E Jesus usa uma parábola para responder essa pergunta.
O doutor da lei era um líder religioso daquela época. Em outras palavras, ele só fingia ser um líder religioso, pois ainda não havia nascido de novo. E quando ele perguntou a Jesus: “Quem é o meu próximo?”, Jesus contou uma parábola.
Vamos ler juntos a Palavra. Jesus disse: “Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram e, espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente, descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. E, de igual modo, também um levita, chegando àquele lugar e vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano que ia de viagem chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão. E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, aplicando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele; E, partindo ao outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: ‘Cuida dele, e tudo o que de mais gastares eu to pagarei, quando voltar.’ Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: ‘O que usou de misericórdia para com ele.’ Disse, pois, Jesus: ‘Vai e faze da mesma maneira’” (Lucas 10:30-37).
O que você acha dessa Palavra? Será que você não pensa assim: “Ah, já que Jesus disse isso, eu tenho que ser bom em minha vida como o samaritano”? Mas é um absurdo interpretar esse texto assim. Não é isso o que a Palavra do Senhor quer dizer. O sacerdote e o levita representam os líderes religiosos aqui, aqueles que creem em Deus mas não nasceram de novo. É isso que o Senhor está dizendo nessa parábola: “Um doutor da lei que diz que devemos guardar a lei tem a verdadeira fé? Embora vocês saibam que a lei é boa, vocês podem guardá-la toda? Não, não podem”. O Senhor contou essa parábola para nos dizer isso.
Quem é o bom samaritano aqui então? É o nosso Senhor Jesus Cristo. Embora Jesus fosse humanamente um israelita, ele foi rejeitado por todos eles. Mesmo assim ele rasgou suas vestes para atar as feridas da vítima e cuidar delas. O que isso quer dizer? Que Jesus Cristo é Deus e o Filho de Deus que deixou sua glória, veio a este mundo, levou todos os nossos pecados sobre si e apagou de uma vez todos os pecados dos pecadores que não podem viver segundo a lei.
Todos ser humano é um ser miserável. E toda a sua vida é sofrida. Nós fazemos de tudo para viver segundo a lei de Deus e a ética e a moral que os quatro grandes sábios deste mundo nos ensinaram. Mas não podemos fazer o que é certo em nossa vida porque nascemos pecadores. Por mais que saiba que a lei está correta, nenhum pecador consegue guardá-la. É por isso que pecamos nossa vida inteira, querendo ou não. Todo ser humano neste mundo vive pecando e tem uma vida miserável porque é pecador e vai ser condenado no último dia. Este é o destino de todo ser humano.
Mas Jesus veio a este mundo para salvar os pecadores. Só o Senhor pode nos salvar deste mundo pecaminoso, assim como ele salvou a mulher apanhada em adultério; como ele salvou o endemoninhado, a prostituta, o ladrão, o enganador, e todos os enfermos e inválidos.
Todos nós temos que entender pela lei de Deus que para ele somos pecadores e merecemos ir para o inferno. É por isso que temos que procurar Jesus. E esta é a confissão que temos que fazer: “Deus, eu sou pecador e mereço ir para o inferno”. Depois então devemos viver na presença do Salvador sem ter mais nenhuma esperança neste mundo. Assim estaremos na presença do Senhor e seremos salvos crendo na verdade de que ele apagou todos os nossos pecados. Jesus apagou mesmo todos os nossos pecados.
Está escrito: “‘Vinde, então, e argüi-me,’
Diz o SENHOR;
‘Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata,
Eles se tornarão brancos como a neve;
Ainda que sejam vermelhos como o carmesim,
Se tornarão como a branca lã’” (Isaías 1:18).
Isso significa que o Senhor tirou todos os nossos pecados, sem exceção. É verdade. O Senhor nos salvou de uma forma perfeita dos nossos pecados. Mas ainda tem alguns que dizem que são pecadores, embora creiam em Jesus. Mas por quê? Porque eles não entendem a Palavra de Deus e o motivo pelo qual ele nos deu a lei.
Nosso Senhor veio a este mundo como nosso Salvador. Além disso, ele nos deu a lei através de Moisés antes de vir a este mundo. Mas por que o Senhor nos deu a lei antes? Ele fez isso para que entendêssemos e conhecêssemos nossa natureza pecaminosa. Todos os descendentes de Adão nascem em pecado. Todo ser humano neste mundo nasce com o coração cheio de homicídio, adultério, inveja, egoísmo e todo tipo de pecado (Marcos 7:21-23). Só que muitos não sabem que são grandes pecadores. Foi por isso que o Senhor deu a lei ao seu povo antes de vir a este mundo, para que entendamos nossos pecados. O Senhor veio a este mundo quando reconhecemos que éramos pecadores. Além disso, ao vir a este mundo, Jesus levou todos os pecados dos pecadores ao ser batizado no rio Jordão, foi condenado na cruz e salvou toda a humanidade do pecado de um modo perfeito.
É verdade. Jesus, nosso Salvador, primeiro enviou a lei a este mundo e então veio aqui pessoalmente. O que isso quer dizer? Que somos pecadores nascidos de Adão. Temos pecado no coração desde que nascemos.
O que diz a Palavra no evangelho de Lucas capítulo 13, dos versículos 1 ao 5? Que Pilatos matou um homem da Galileia, pegou seu sangue e o ofereceu em sacrifício ao ídolo que ele adorava. As pessoas dizem isso de Jesus. Elas dizem: “Pilatos matou um homem da Galileia e ofereceu seu sangue como sacrifício”. Mas o que Jesus diz a essas pessoas? Ele diz: “Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas?” Naqueles dias, houve um acidente e dezoito pessoas morreram quando uma grande torre caiu sobre eles em Siloé. E Jesus disse: “E aqueles dezoito sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos quantos homens habitam em Jerusalém?” Isso quer dizer que todos nós somos pecadores.
Há dois tipos de pecadores entre as pessoas: aqueles que cometem muitos pecados e os que cometem apenas um pecado em seu coração. Mas quem é então o verdadeiro pecador para Deus? Para o homem, o verdadeiro pecador é aquele que peca em seus atos. Mas não é assim que funciona com Deus. Deus considera todos pecadores, pequem eles em seu coração ou em seu atos. Jesus disse: “Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mateus 5:28). Isso quer dizer que cometer adultério é pecado, seja no corpo ou na mente.
O Senhor disse que não é porque alguém comete muitos pecados que ele passa por muitas lutas e morre. Ele disse que todos são igualmente pecadores. Quem merece o juízo e ir para o inferno são todos os pecadores, pois todos nós nascemos em pecado. Você está entendendo? Você e eu temos que admitir que somos pecadores, mesmo tendo pecado muito ou não. Todos são pecadores para Deus.
Mas podemos entender que somos pecadores então? Não há outra forma de entender isso senão através da lei que Deus nos deu. Se a lei de Deus não tivesse sido dada a nós, não saberíamos da existência dos nossos pecados. Todos andariam na rua se não houvesse a lei que diz que todos devem andar na calçada. E a polícia não poderia fazer nada, pois não haveria uma lei para restringir isso. Isso quer dizer que não haveria nenhum crime também, pois não haveria uma lei que dissesse que isso é errado.
Nós seríamos seres sem pecado, apesar de termos nascido em pecado, se Deus não tivesse nos dado a lei através de Moisés. Mas Deus com certeza nos deu a lei através de Moisés. E a lei diz assim: “Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Honra a teu pai e a tua mãe. Não matarás. Não adulterarás. Não furtarás. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. Não cobiçarás a casa do teu próximo”.
O que você acha dos Dez Mandamentos descritos acima? Até hoje nós não conseguimos guardar esses estatutos. Não conseguimos servir a Deus corretamente, adoramos qualquer coisa e amaldiçoamos a Deus sempre que fazemos isso. Nós dizemos: “Se Deus existe, como alguém miserável como eu vivo tão bem e uma pessoa boa tem uma vida tão miserável? Como pode? Deus é mesmo bom? O que você tem a dizer sobre isso, Deus?” E assim amaldiçoamos a Deus. O que isso quer dizer? Que até aqueles que dizem que creem no Senhor são pecadores que não conseguem guardar toda a lei que ele nos deu.
 
 
O Que Significa Guardar o Sábado e o Santificar?
 
Eu cresci na Igreja Presbiteriana. Agora há pouco eu dei alguns doces para as crianças porque elas estavam brigando e chorando. Mas será que uma criança presbiteriana ganharia um doce no domingo? Eles não podem servir nada no domingo, mesmo que recebam visita em sua casa. Naquela época eu dizia: “Eu não posso sair e comprar nada no domingo porque creio nos ensinamentos da Igreja Presbiteriana. Por favor, me desculpem”. É assim que eu vivia.
Mas esta não é a vontade de Deus. Isso não passa de um entendimento errado da lei de Deus. Deus nos diz que guardar o sábado é o santificar não é guardar especificamente o dia de sábado. Ele nos diz que devemos guardar o ministério do nosso Senhor que apagou todos os nossos pecados. Jesus disse que “o Filho do Homem até do sábado é senhor”. Jesus é o Salvador e o Senhor que apagou todos os nossos pecados, que nos deu o sábado e cuida de nós. Portanto, guardar o sábado e o santificar é ter fé no evangelho da água e do Espírito pelo qual o Senhor apagou todos os nossos pecados.
Pense nisso! Como podemos guardar o sábado de maneira correta? Quando é noite na Coreia, é dia nos Estados Unidos. Então, se eu pegar um voo para os Estados Unidos no domingo, ainda será sábado quando eu chegar lá devido ao fuso-horário. Isso quer dizer que não poderemos guardar o sábado se não entendermos o que ele é. É por isso que o homem não pode guardar o sábado, pois acha que deve fazer isso literalmente.
O Senhor diz em Marcos 7:20-23: “O que sai do homem, isso é que contamina o homem. Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem”. A lei diz que devemos honrar nossos pais, mas todos os pecados que a violam vem do coração do homem. Além disso, nosso coração nos leva frequentemente a desonrar nossos pais. Como então o homem pode honrar seus pais com um coração deste? É claro que muitos quando ficam adultos e têm seus próprios filhos pensam assim: “Eu entendo meus pais agora que tenho meus filhos”, e honram seus pais em vida e até depois da morte. Mas antes de ficar adultos, eles deram muito trabalho aos seus pais, embora não tivessem consciência de que estavam fazendo isso. Eles saíam de casa, mentiam para os seus pais e faziam coisas desse tipo.
Você já não fez isso também? Você também não fez de tudo para chamar a atenção dos seus pais alguma vez? Mas os que não receberam a remissão de pecados não honram seus pais mesmo depois de ficar adultos. A lei diz que não devemos matar, mas podemos matar uma pessoa quando a odiamos. Só de pensar assim: “Eu quero matá-lo”, a pessoa já pecou contra Deus. Quando criamos nossos filhos, nós dizemos a eles: “Não façam isso”, mas gritamos com eles e lhes damos uma surra quando eles não nos obedecem. Isso é o mesmo que ter um coração homicida. O ser humano quer matar alguém. Não há ninguém entre nós que não tenha cometido homicídio.
Além disso, a lei diz que não devemos cometer adultério, mas até as crianças que estão na escola cometem adultério, pois elas já são muito maduras sexualmente hoje em dia. Também está escrito que não devemos roubar. Mas nós não roubamos frutas como mangas e goiabas quando éramos crianças? Você sabe quantas pessoas roubaram a riqueza dos outros através do computador e ficaram ricas? Todos nós somos pecadores. Os que morreram quando a torre de Siloé caiu em cima deles não foram os únicos que morreram por causa do pecado. Todos nós na verdade somos pecadores perante Deus.
Nós cometemos todos os pecados que quebram a lei de Deus como roubar, cobiçar e mentir. Não podemos guardar os estatutos da lei que nos diz o que devemos e não devemos fazer. Nós somos ou não pecadores? É pela lei que Deus nos deu que entendemos que somos pecadores. Melhor dizendo, a razão de Deus ter nos dado a lei é que entendamos o que é o pecado. Se não fosse a lei de Deus, não saberíamos que somos pecadores mesmo que morrêssemos e ressuscitássemos.
Mesmo que matássemos alguém, nos justificaríamos e diríamos: “Eu não tive outra coisa a fazer diante da situação. Eu fiz isso porque ele me irritou”. Mas isso não é verdade. Todo ser humano em si é um poço de pecados. Todos somos pecadores. Foi por isso que Deus nos deu a lei antes de vir a este mundo nos salvar. Através da lei, nós entendemos nossa natureza pecaminosa e dizemos: “Eu sou um pecador que não consegue viver segundo a Palavra de Deus. Por isso eu serei julgado culpado segundo a lei de Deus porque tenho pecado”. Mas Jesus Cristo visitou a nós que reconhecemos que somos pecadores e nos deu a bênção da salvação.
Quem devemos procurar então? Devemos procurar Jesus Cristo, nosso Salvador. Jesus veio a este mundo para nos livrar de todos os nossos pecados. Então só precisamos buscar o Senhor e meditar em como ele nos salvou de todos os nossos pecados. Nós fomos salvos porque ele levou todos os nossos pecados, mas iríamos para o inferno se ele deixasse um til de pecado em nós.
Quem nos deu a salvação, a remissão de pecados e nos leva para o céu? Jesus Cristo, nosso Salvador. Vamos dizer que alguém está nadando e de repente sente câimbra na sua perna. Embora seja um ótimo nadador e saiba todos os estilos, nado livre, borboleta, peito e costas, ele não pode nadar por causa das câimbras. Ele faz de tudo para nadar, mas não tem jeito. Quem pode salvá-lo então? Um salva vidas. Ele só pode ser salvo se alguém vier nadando resgatá-lo ou de barco. Caso contrário, ele morrerá ali sozinho. E conosco é a mesma coisa. Só Jesus Cristo, nosso Salvador, pode nos dar a remissão de pecados.
Nós já nascemos em pecado. Todos nós somos pecadores segundo a lei de Deus. E fomos julgados culpados. Nós temos pecado e pecaremos até o dia da nossa morte. Mas será que nós podemos nos livrar desses pecados com nossas próprias forças? Não, não podemos. Nosso Senhor disse que nunca poderemos escapar do pecado, a não ser que não haja mais nem um til dele em nós. Quem pode nos salvar então? Só Jesus Cristo. Somos salvos porque Jesus tirou todos os nossos pecados e não deixou nem um til deles em nós, mas iremos para o inferno se o Senhor deixar um pequeno pecado que seja em nós, embora ele tenha vindo para nos salvar. Isso quer dizer que de maneira alguma podemos ser salvos pelas nossas próprias forças.
Como podemos ser salvos então? Somos salvos pela fé. Pela fé ou por obras? Pela fé, não por obras. O Senhor disse que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10:17). Isso quer dizer que a fé vem por ouvir a Palavra de Deus. Todos nós estamos como aquele nadador, por mais que tentemos, por mais que sejamos fiéis em nossos dízimos, em nosso testemunho, indo sempre aos cultos de oração, de manhã e à noite, e façamos trabalho voluntário. Nós não temos fé ou recebemos a salvação implorando a Deus e confessando nossas transgressões. Sendo assim, receber a remissão de pecados, se tornar filho de Deus e ir para o céu depende exclusivamente de Jesus Cristo, não dos nossos esforços.
O nome “Jesus” significa “Salvador”. Mas quem é o nosso Salvador, o nosso Messias? Jesus. Quem é o Salvador de todos os pecadores? Quem é o Salvador da mulher que foi apanhada em adultério? Quem é o Salvador dos pecadores que não têm como evitar o pecado até o dia da sua morte? Só Jesus pode salvar os pecadores. Nosso Senhor disse que só há um nome pelo qual devemos ser salvos (Atos 4:12).
Só Jesus nos salvou. Mas se ainda tivermos pecado no coração depois de crermos em Jesus, temos que reconhecer então que somos pecadores. Se tínhamos pecados antes de crermos em Jesus mas agora que cremos nele temos também, temos que entender que ainda somos pecadores segundo a lei de Deus. A única forma de recebermos a remissão de todos os nossos pecados através de Jesus Cristo é ouvindo o evangelho que ele nos deu.
Na verdade, eu vivi como pecador dez anos antes de crer em Jesus. Minha vida era simplesmente um inferno. Eu pensei até em me matar naquela época. Eu fazia de tudo para ter uma vida justa, mas era um inferno. Eu percebi que era uma pessoa muito mais miserável depois que aceitei Jesus, muito mais do que antes. Mas como eu soube disso? Eu soube disso através da Palavra de Deus. Eu achava que era inteligente e que podia ser uma pessoa justa antes de aceitar Jesus. Mas eu era um homem miserável, como o apóstolo Paulo confessou: “E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri” (Romanos 7:9). Mais tarde, Jesus entrou no meu coração desesperado. Então os pecados que havia dentro dele se tornaram brancos como a neve depois que eu ouvi, entendi e cri no evangelho de Jesus Cristo.
Eu agora sou um homem justo. Eu não tenho pecado no meu coração. Mas como pode não termos pecado? Está escrito em Romanos 3:10: “Não há um justo, nem um sequer”. Todos nós nascemos em pecado e nunca fomos justos. Mas agora eu sou justo porque Jesus veio a este mundo e salvou todos que creem nele através da sua justiça.
Temos que crer em Jesus. Mas por que temos que fazer isso? Porque somos todos pecadores. Na verdade, nós não precisaríamos crer em Jesus se não fôssemos pecadores. Mas como resolveríamos o problema do pecado então? Por acaso receberíamos a remissão dos nossos pecados pessoais fazendo orações de arrependimento, orando a noite toda e jejuando, já que recebemos a remissão do pecado original? Isso é o mesmo que tentar salvar a nós mesmos sozinhos quando estivermos nos afogando. Quem está se afogando no mar não pode se salvar por si mesmo. Ele só pode ser salvo se alguém quiser mesmo salvá-lo. Isso quer dizer que ninguém pode se salvar sozinho.
Todo ser humano é como alguém que está se afogando sozinho no meio do oceano atlântico. Todo ser humano é como alguém que está sendo engolido por ondas de cinco metros no oceano atlântico e esperando que alguém venha salvá-lo antes que sua vida se vá. Nós só seremos salvos se o Salva vidas que estamos esperando vier e nos salvar; caso contrário, seremos comida de peixe e morrermos antes que ele chegue. O que isso quer dizer? Que todos que têm pecados precisam esperar a salvação em Jesus Cristo.
Amanhã começaremos um culto de avivamento, e será uma alegria ter esse tipo de culto. As pessoas que ouvirem a Palavra e crerem nela de coração serão salvas na mesma hora. O homem roubado pelos salteadores não se salvou indo ao medico e dizendo: “Eu fui espancado por salteadores e perdi muito sangue. Por favor, cuide de mim”. A Palavra de Deus diz que os salteadores o deixaram meio morto. Apesar de parecer que vivemos bem porque temos o nosso alimento, na verdade estamos meio mortos por causa dos nossos pecados.
No entanto, nosso Senhor visitou a nós, cuja vida estava por um fio, e nos deu o evangelho da água e do Espírito. Por esse motivo, aqueles que creem neste evangelho de coração recebem a remissão de pecados e a vida eterna. Se há alguém que ainda tem pecado no coração por não ter crido no evangelho da água e do Espírito, meu desejo sincero é que ele creia neste evangelho e receba a remissão de pecados durante essa semana.