The New Life Mission

Sermões

Assunto 21: O Evangelho segundo MARCOS

[Capítulo 14-3] (Marcos 14:22-24, João 6:53-58) Coma a Carne e Beba o Sangue

(Marcos 14:22-24 >
“E, comendo eles, tomou Jesus pão e, abençoando-o, o partiu e deu-lho, e disse: ‘Tomai, comei, isto é o meu corpo.’ E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele. E disse-lhes: ‘Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado’”.
 
(João 6:53-58)
“Jesus, pois, lhes disse: ‘Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu; não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre’”.
 
 
Nós celebraremos a Santa Ceia hoje de manhã, antes de acabar o acampamento para treinamento de discipulado. Vocês dormiram bem essa noite? Vamos fazer alguns exercícios leves. Fiquem em pé agora, juntem as mãos e podem se espreguiçar. Mas não se espreguicem muito. O céu ontem à noite estava muito estrelado. As estrelas estavam tão brilhantes, como se quisessem que ficássemos acordados a noite inteira.
 
 
Tomem, Comam e Bebam
 
O Senhor fez algumas coisas em especial por nós antes de ascender aos céus. Uma delas foi a celebração da Santa Ceia. Na Páscoa, enquanto ainda estava nessa terra, ele tomou o pão, o abençoou, o partiu, deu aos seus discípulos e disse: “Tomai, comei, isto é o meu corpo”. Então tomou o cálice, deu graças e deu aos discípulos para que eles também bebessem dele. Aí ele disse: “Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado” (Marcos 14:22-24). Durante a última ceia, o Senhor nos ensinou sobre a verdadeira salvação, o amor da verdade e a justiça de Deus. E ele disse a nós, que cremos na sua justiça, para celebrar sua graça salvadora sempre que pregássemos o evangelho nessa terra.
O sangue do novo testamento aqui se refere às promessas de Deus e ao seu cumprimento, como está escrito no livro de Levítico e nos capítulos três e quatro de Gênesis: “Eu vos enviarei o Messias. O descendente da mulher tirará os seus pecados e morrerá na cruz para salvá-los”. E nos dias do Novo Testamento, Jesus veio a essa terra, foi batizado e morreu na cruz para tirar nossos pecados. A aliança da salvação que Deus fez no Antigo Testamento foi cumprida com a morte de Jesus e sua ressurreição. A aliança de Deus para salvar a humanidade foi cumprida pelo seu único Filho, nosso Senhor Jesus; e Jesus mesmo, através da Santa Ceia, nos faz lembrar da aliança de Deus feita no Antigo Testamento. Irmãos, foi assim que a aliança da salvação e o verdadeiro amor de Deus foram revelados a toda a humanidade.
Deus nos salvou de todos os pecados do mundo. Ele nos deu sua justiça. E já que o Senhor nos mandou celebrar a Santa Ceia, é isso que devemos nos lembrar ao tomarmos o pão e o vinho. Temos que crer e nos lembrar sempre que o Senhor entregou seu corpo e seu sangue por nós, remiu todos os nossos pecados e nos salvou de todos os pecados do mundo. Assim, poderemos compartilhar as boas novas da salvação de Deus com todo mundo. Eu oro para que sua fé nessa verdade seja colocada em prática.
Jesus nos diz em João 6:53: “Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos”. E ele continua nos versículos 54 e 55: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida”. O Senhor nos disse para comer sua carne.
O Senhor nos disse que devemos comer a carne e beber o sangue do Filho do homem. Mas como podemos comer sua carne e beber seu sangue? Jesus disse isso de uma forma muito natural, embora levante algumas questões. Mas sua Palavra é o fundamento da nossa fé. Isso significa então que temos que crer que Jesus foi batizado por João Batista no rio Jordão em seu corpo terreno, o entregou e derramou seu sangue na cruz, salvando assim toda a humanidade. Não há como comermos a carne de Jesus e bebermos seu sangue se não crermos nisso.
Jesus diz em João 6:55: “Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida”. Essas palavras significam que ele foi batizado e levou todos os nossos pecados para que recebêssemos a vida eterna e a justiça de Deus para sempre como seus filhos. E por crermos nisso, sabemos que nossos pecados foram remidos e, assim, fomos salvos por Jesus. Nós comemos a carne de Jesus crendo que ele levou todos os nossos pecados e purificou nossa alma. Comer a carne de Jesus e beber seu sangue é crer que ele foi batizado e derramou seu sangue na cruz para nos salvar. Essa é a verdade mais importante do Cristianismo.
Jesus foi batizado por João Batista, morreu na cruz, ressuscitou dos mortos e ascendeu aos céus. Momentos antes de ser assunto aos céus, ele mandou seus discípulos ir e fazer discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Em suma, há duas cerimônias que o Senhor instituiu na Igreja de Deus: uma delas é o batismo, a segunda é a Santa Ceia.
É por essa razão que a Ceia do Senhor é tão importante. Ela aponta para o verdadeiro sacrifício pelo qual ele remiu nossos pecados e nos deu a vida eterna. É disso que se trata a Santa Ceia. Então, para tomarmos a Santa Ceia, temos que ter fé que fomos salvos pelo batismo e o sangue de Jesus, e ser gratos por isso também. Não devemos pensar na Santa Ceia como algo que acontece na igreja uma vez por mês e não dar a ela o valor devido. Nós precisamos ter fé que Jesus foi batizado para levar todos os nossos pecados.
Você reconhece que ia pecar nossa vida inteira e estava condenado ao inferno por causa destes pecados? Eu sei que você reconhece isso. Só de pensar nisso todos concordam. Nós não passamos de seres humanos fracos que pecam contra a própria vontade, mas que acabam morrendo por causa disso. Como podemos deixar de ser gratos a Jesus então, por ele ter vindo a essa terra nos salvar dos nossos pecados e nos adotar como filhos de Deus através do seu sacrifício, onde ele foi batizado e crucificado por nós? Vocês e eu, que temos que agradecer muito a ele, devemos ter essa fé gravada no profundo do nosso coração.
Nós sempre cometemos pecado. E como diz a Palavra de Deus, o salário do pecado é a morte (Rm 6:23). Aqueles que não sabem que estão pecando e não reconhecem que acabarão no inferno por causa dos seus pecados, precisam olhar para si mesmos e reconhecer sua natureza pecaminosa. Depois então, eles precisam crer no evangelho da água e do Espírito. Quando olhamos para nós mesmos diante de Deus, vemos que todos nós estávamos condenados a morrer e ir para inferno por causa dos nossos pecados. E para salvar pessoas sem esperança como nós, nos purificando e nos tornando filhos de Deus, Jesus foi batizado, crucificado e derramou seu sangue. Isso é algo muito profundo que expressa seu grande amor. Como podemos deixar de ser gratos a ele então? Nós temos que agradecer a Deus pela sua justiça e o seu amor.
O Deus Todo-Poderoso, que criou o homem e o universo, deixou sua glória e veio a essa terra salvar seres pecadores e fracos como nós. E foi Jesus quem fez isso. ‘Jesus’ significa ‘Salvador’. E ele é mesmo o Salvador de toda a humanidade. Foi seu batismo e seu sangue derramado na cruz que nos salvou do pecado, nos deu a vida eterna e nos livrou da condenação ao inferno. A Santa Ceia é para nos lembrarmos disso.
 
 
“Minha Carne é Verdadeiramente Comida”: Disse Jesus
 
Se não crermos que o batismo de Jesus cobriu todos os nossos pecados, jamais receberemos a remissão deles. Nossos pecados só são remidos pela fé. Deus nunca concordou com nossos pecados, e teve pena de nós e nos salvou ao ser batizado, levando todos estes pecados e sendo crucificado por nós. E ele fez todas estas obras de justiça por sua própria vontade.
Jesus também disse: “Meu sangue é verdadeiramente bebida”. Vocês já o beberam, não foi? Eu sempre fico com sede depois que compro um pão fresco no mercado e o como. Então, eu bebo um refrigerante para me refrescar e matar a sede. E já que um refrigerante nos refresca tanto, imagine o precioso sangue de Jesus que nos salvou?
Jesus foi batizado, torturado, açoitado e muito ferido para expiar todos os nossos pecados. A Bíblia diz que ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades (Isaías 53:5). Ele foi pregado na cruz e derramou todo o sangue do seu coração porque antes havia tirado todos os nossos pecados quando foi batizado. E ele fez tudo isso só para salvar a nossa vida. Pelas suas pisaduras fomos sarados. Jesus foi batizado e morreu por todos os pecados que nós cometemos na mente e no corpo ao longo de toda a nossa vida. Em outras palavras, nós fomos salvos pelo sacrifício eterno do Senhor.
É por isso que seu sangue é verdadeiramente bebida. E ao bebermos seu sangue pela fé, ele nos traz refrigério. Se alguém se oferecesse para tirar todos os seus pecados e pagar seu pena, você não se sentiria agradecido e aliviado? Você não ficaria em paz? É claro que sim. Isso é algo natural para nós. Nosso coração revela nosso caráter. E tudo que ele quer é estar em paz. O Senhor nos salvou e instituiu a Santa Ceia para que nos lembrássemos disso.
Eu tenho pregado a Palavra de Deus nas últimas semanas e alguns de vocês têm ouvido o evangelho da água e do Espírito nas classes bíblicas. Irmãos, todos vocês creem no evangelho? Sim! Vocês receberam a remissão de pecados pela fé? Sim! Vocês possuem a justiça de Deus agora? Sim! Por mais que sejamos imperfeitos, não há mais nenhum pecado em nós. Isso não é verdade? Sim! E é essa fé que devemos honrar na Santa Ceia. O Senhor disse: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele” (João 6:56).
 
 
É Algo Essencial Comermos a Carne de Jesus pela Fé
 
Os cristãos hoje não comem a carne de Jesus, somente bebem seu sangue. Jesus viveu trinta e três anos nessa terra num corpo humano para nos salvar. E seus três últimos anos nessa terra, durante sua vida pública, foram muito dolorosos. Enquanto pregava o evangelho, ele recebeu todo tipo de insulto e sofreu nas mãos de suas próprias criaturas. Ele foi até esbofeteado e foi perseguido pelo seu próprio povo. Jesus Cristo nos salvou a todos levando todos os nossos pecados quando foi batizado e derramou seu sangue na cruz. Só que a maioria dos cristãos só fala do sangue de Jesus mas não come sua carne, embora afirme que creem no que ele fez por eles. O mesmo que fez o povo de Israel quando adorou o bezerro de ouro e disse que ele os tirou do Egito e os fez prosperar. Isso é igual ao cruel sacrifício de animais dos gentios.
Então, se alguém só der valor ao sangue de Jesus na cruz, isso mostra que ele não crê na sua salvação de modo correto. Se alguém não sabe ou não crê que Jesus tirou todos os seus pecados, mas só fala do seu sangue na cruz, isso é o mesmo que oferecer sacrifício aos ídolos.
Jesus disse que somente os que comem sua carne e bebem seu sangue é que permanecem nele. Isso significa que ele foi batizado para tirar todos os nossos pecados e nos salvar. Não foi algo que escolhemos ou decidimos por conta própria.
O Deus criador que disse: “Haja luz” (Gênesis 1:3), veio a este mundo num corpo carnal para salvar toda a humanidade dos seus pecados. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que Deus seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pareça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Foi com o seu poder que Deus fez tudo para nos salvar. O poder de remir nossos pecados hediondos se encontra apenas nele. Deus criou o universo e nos adotou como seus filhos. Ele criou o mundo espiritual, deu a Satanás o livre arbítrio e permitiu que ele nos provasse e nos tentasse. Ele nos fez conhecer a sua onisciência e levou todo pecador deste mundo a ser salvo de uma maneira justa e perfeita. Foi assim que Deus nos salvou.
Todo aquele que quiser comer a carne de Jesus e beber seu sangue tem que ter fé no seu batismo. Ele só morreu na cruz porque antes levou todos os nossos pecados quando foi batizado. Ele nos tornou sem pecado e purificou nosso coração. Amados irmãos, vocês têm ou não pecado no coração? Não!
Está escrito: “Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu; não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre” (João 6:57-58). Vocês comem o pão? Sim, comemos o pão e bebemos o vinho na Santa Ceia para que possamos viver para sempre sendo alimentados por Jesus. Se você só beber o vinho mas não comer o pão, isso será um problema em sua vida. A Santa Ceia é a única maneira de confessamos nossa fé e nos lembrarmos do inigualável amor de Deus que salvou a todos nós.
Se eu não tivesse mais nada para fazer, eu ficaria feliz em louvar o Senhor o tempo todo. Foi o Senhor Deus quem nos salvou. E nós devemos honrá-lo até sua volta. Algumas igrejas servem a Santa Ceia todos os domingos. Só que nossa igreja geralmente está muito ocupada para fazer isso. Nós celebramos a Santa Ceia duas vezes por ano. A Santa Ceia é uma ritual, e celebrá-la sempre não aumenta sua importância. Entretanto, sempre que fizermos isso, devemos fazer de forma correta. O mais importante é a atitude do nosso coração ao participarmos da Santa Ceia.
Nós estávamos tão ocupados hoje de manhã que eu fiquei receoso de não termos preparado bem a Santa Ceia. Mas nós não a celebramos sempre do mesmo modo. O mais importante para nós é guardar a fé e fazer tudo de modo bem organizado. E a razão de não celebrarmos sempre a Santa Ceia é algo até compreensível. Mas quando celebramos esse ritual que é tão importante, temos que ser muito cuidadosos e fazer o nosso melhor. Todos nós não somos cavalheiros? Deve haver ordem no culto. Minha desculpa é que eu estava com pressa. A Santa Ceia era para começar às sete, mas o pastor Choi, que estava escalado para dirigir o culto de adoração esta manhã, terminou sua pregação depois das sete. Então, quando eu subi ao púlpito já era tarde e eu fiquei chateado. Por isso, eu acabei ficando nervoso e perdi a paciência. Não importa o que aconteça, nós temos que ter fé na salvação do Senhor através da Santa Ceia. Eu espero que seu coração tenha se enchido de fé e ação de graças durante o culto.
Irmãos, Jesus nos salvou com seu batismo e seu sangue na cruz. É nisso que cremos. Então, nós comemoramos isso pela fé através da Santa Ceia pela fé. E nós sempre celebraremos a Santa Ceia para nos alegrarmos com a salvação de Jesus. Pregar o evangelho é salvar vidas; e nós nos alegramos com isso na Santa Ceia. Vocês também creem nisso?
Eu sou grato ao Senhor Jesus por ter nos salvado com seu batismo e seu sangue. Aleluia!