The New Life Mission

Sermões

Assunto 19: A Epístola do Apóstolo Paulo aos EFÉSIOS

[Capítulo 2-2] (Efésios 2:1-7) Nós Somos Gratos e Vivemos Confiando no Evangelho da Água e do Espírito?

(Efésios 2:1-7)
“Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre eles todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos. E éramos por natureza filhos da ira, como também os demais. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nas regiões celestiais, em Cristo Jesus, para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.”
 
 
Na época do Antigo Testamento, todo o povo de Israel se reunia uma vez por ano durante a festa da Páscoa e oferecia um sacrifício de expiação a Deus. O sacrifício da Páscoa era o sacrifício mais importante para os israelitas. Durante a festa da Páscoa, todo o povo de Israel se reunia no Tabernáculo, a Casa de Deus, e vinha à Sua presença para oferecer sacrifício de expiação. Através deste sacrifício da Páscoa, o povo de Israel podia se aproximar de Deus e confiar na Sua misericórdia.
Nos dias do Novo Testamento, também podemos oferecer a Deus nosso sacrifício de fé confiando no evangelho da água e do Espírito. E para cumprirmos nossa função sacerdotal que é pregar este verdadeiro evangelho no mundo inteiro, nós somos sempre treinados e temos a orientação da Igreja de Deus. Um bom exemplo disso é o nosso acampamento para treinamento de discipulado que é feito duas vezes por ano, no inverno e no verão.
Hoje em dia, todos os santos e servos de Deus que vivem nessa terra estão sempre travando uma batalha espiritual contra Satanás. E essa batalha espiritual é travada para salvar muitas pessoas do pecado. O Senhor se agrada de travar essas batalhas espirituais junto com Seus obreiros para que muitas pessoas sejam salvas.
Entretanto, quando travamos uma luta espiritual, às vezes nós ficamos mais cansados de lutar contra nós mesmos do que contra o mundo. Mas mesmo assim nós podemos continuar travando nossa batalha espiritual contra Satanás confiando no evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu. Nós recebemos a remissão de pecados de Deus porque cremos no evangelho da água e do Espírito, mas se não servirmos a este verdadeiro evangelho, nós acabaremos nos colocando contra a justiça de Deus por adorarmos ídolos. Se nós não continuarmos travando essa guerra espiritual contra Satanás, nós acabaremos desperdiçando nossa vida.
Nós somos muito gratos a Deus por nos permitir travar essa guerra espiritual. Nosso Salvador Jesus Cristo nos leva a fazer a obra da justiça nessa terra, e nós somos gratos a Ele por essa bênção. Deus não nos deixa sozinhos para fazermos Sua obra, mas nos leva a trabalhar em união. Eu sou grato a Deus por ter nos dado a bênção de podermos fazer a obra junto com Sua Igreja e darmos abundantes frutos espirituais.
 
 
O Ministério de Deus Está Sendo Cumprido Agora Através do Nosso Ministério de Literatura
 
O que precisamos entender aqui é que Deus quer cumprir Seus planos através de todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito. Então, já que nós estamos fazendo a obra de Deus, é imprescindível entendermos Seus planos para nós. Por isso, temos que confiar em Deus e fazer Sua obra fielmente até que ela seja completada. Deus nos deu o evangelho da água e do Espírito e se agrada de trabalhar através de nós a fim de que inúmeras almas possam nascer de novo.
Nós publicamos alguns sermões no livro de Romanos. E o meu mais sincero desejo é que os cristãos deste mundo possam crescer espiritualmente com os sermões deste livro. A nossa esperança é que mais muitas pessoas cresçam espiritualmente lendo estes livros. Muitos cristãos hoje em dia não têm a fé correta devido às falsas doutrinas do Cristianismo moderno. E nós queremos que todos eles deixem essas doutrinas erradas do Cristianismo, entendam bem o que é a verdade do evangelho da água e do Espírito e recebam a vida eterna. Por essa razão, eu pretendo explicar toda Bíblia e testificar do evangelho da água e do Espírito que é revelado nos dois testamentos.
Já que a maioria dos cristãos hoje não conhece a verdade do evangelho da água e do Espírito, talvez será difícil para eles entender minha série de sermões em Romanos quando a lerem pela primeira vez. No entanto, se eles a lerem várias vezes, eles poderão entender seu ponto principal e aceitar o evangelho da água e do Espírito. E quando eles entenderem o evangelho da água e do Espírito de que a Bíblia fala, eles também poderão entender como Deus os salvou de todos os pecados do mundo. Portanto, se você quiser descobrir a verdade do evangelho da água e do Espírito, você tem que ler minha série de sermões em Romanos e orar para que Deus te liberte da sua mente confusa. Eu espero que muitos cristãos sejam abençoados com essa série de sermões no livro de Romanos.
Embora eu não saiba quanto tempo ainda nos resta para publicarmos estes livros, quando eu contemplo tudo isso diante de Deus me parece que teremos que fazer essa obra enquanto estivermos neste mundo, pois só assim a vontade de Deus será cumprida. Por termos feito muito pouco na obra do Senhor até hoje, eu creio que teremos que trabalhar muito mais até que o Senhor volte. Eu sinto que temos que pregar o evangelho da água e do Espírito neste mundo ainda mais para que o Senhor volte logo a essa terra. Somente assim Deus nos abençoará por estarmos fazendo a obra do evangelho.
Tudo que é falso e mentiroso cairá por terra quando nosso Senhor voltar a este mundo. O Cristianismo hoje parece muito próspero, com templos ainda maiores e magníficos que todos admiram, mas esses templos na verdade são as torres de Babel atual. Cada um deles cairá por terra, mas aqueles que crêem na justiça de Deus ressuscitarão e desfrutarão da vida eterna no Reino do Senhor. Eu oro para que este evangelho da água e do Espírito seja pregado no mundo todo antes do arrebatamento.
 
 
Todos Nós Fomos Dominados por Anjos Caídos
 
A passagem bíblica deste capítulo está em Efésios 2:1-7. E a Bíblia diz aqui em Efésios 2:1: “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecado.” Também está escrito que “Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos delitos, nos vivificou juntamente com Cristo” (Efésios 2:4-5). E a Bíblia também diz que Deus operou através do evangelho da água e do Espírito para anunciar as riquezas da Sua salvação no mundo todo e mostrá-la a todas as gerações futuras. Tudo isso foi cumprido segundo o plano de Deus.
O Senhor disse que nos libertou de todos os pecados e delitos deste mundo e nos trouxe de volta à vida. E através do batismo que recebeu de João Batista, o Senhor tirou todos os nossos pecados de uma vez por todas; e não apenas os pecados que herdamos, mas também todos os pecados pessoais que nós cometemos e iremos cometemos durante a vida toda. Ele então foi condenado por estes pecados na cruz no nosso lugar e assim salvou os crentes no evangelho da água e do Espírito de todos os seus pecados. É assim que podemos ser salvos de todos os nossos pecados pela fé, já que cremos no evangelho da água e do Espírito.
Está escrito que “andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência” (Efésios 2:2). No passado, todos nós éramos filhos da ira aos olhos de Deus e vivíamos como escravos do diabo. Antes de Jesus Cristo vir a essa terra, nós éramos escravos do diabo, estávamos debaixo da ira de Deus e condenados a ser destruídos para sempre. Foi exatamente isso que nosso Senhor nos disse, nos ensinando que todos nós estávamos condenados a ser destruídos para sempre. Nós antes éramos filhos da ira aos olhos de Deus, e isso quer dizer que vivíamos como escravos do diabo. E agora todos nós temos que reconhecer isso.
Quem é o diabo então? Ele é o inimigo de Deus que se levanta contra a Sua justiça, ou seja, Satanás. Você pode até perguntar então: “Já que Deus é Todo Poderoso, Ele poderia destruir Satanás facilmente. Por que Ele não faz isso então?” Há uma razão para Deus deixar Satanás e seus seguidores neste mundo por algum tempo: para revelar Sua justiça, Seu amor e misericórdia. O Senhor salvou aqueles que crêem na justiça de Deus de todos os seus pecados, e, ao mesmo tempo, Ele nos deu o livre arbítrio para crermos na justiça de Deus ou não. Deus não nos criou como robôs ou algo mecânico, mas como seres com vontade própria. É por isso que Ele quer manifestar Seu poder, Sua misericórdia, Sua justiça e Seu amor por meio dos crentes no evangelho da água e do Espírito, a fim de que todos recebam a vida eterna crendo na justiça de Deus e sendo gratos por ela.
Havia um anjo chamado Lúcifer, cuja autoridade dada por Deus junto aos outros anjos era muito grande. E com tantos anjos ao seu redor, Lúcifer sabia que não havia ninguém acima dele a não ser Deus. Então, ele se rebelou contra Deus e tentou usurpar Seu trono. Ele pensou que podia se tornar o ser mais exaltado se vencesse a Deus. Ele foi tomado por uma enorme e enganosa ambição que o levou a querer se tornar deus e reinar sobre todos os anjos. Por isso que Lúcifer acabou desafiando a autoridade de Deus. Mas Deus lhe disse: “Você será exaltado no Céu? Não, você será lançado no hades.” Deus então criou um lugar para prender Lúcifer e seus aliados. Este lugar não é outro senão o próprio inferno. Assim como Lúcifer, o diabo, está condenado a ser castigado por Deus por causa dos seus pecados, nós também teríamos que enfrentar o mesmo destino porque pertencíamos a ele.
O apóstolo Paulo nos diz: “Nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência” (Efésios 2:2). O diabo tenta as pessoas para que elas sigam o curso deste mundo e se oponham a Deus. E ele faz tudo para atormentá-las quando elas não ouvem as suas palavras. É isso que o diabo faz por natureza. Ao se referir a Satanás, Paulo diz que ele é “o espírito que agora opera nos filhos da desobediência” (Efésios 2:2). O que nós temos que entender muito bem aqui é que o espírito que opera no coração daqueles que se opõem à justiça de Deus não é nenhum outro senão o espírito de Satanás. Na verdade, antes de nascermos de novo, nós servíamos a Satanás como escravos que estavam sob seu controle. Naquela época, nós estávamos cativos aos nossos pensamentos carnais.
Mas já que você e eu agora cremos na justiça de Deus através do evangelho da água e do Espírito, nós somos santos e Seus filhos. Você é filho de Deus ou do diabo? Todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito agora somos filhos de Deus, como diz a Bíblia: “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados” (Efésios 2:1). Entretanto, nosso coração, nossos pensamentos e nossos atos ainda não são perfeitos aos olhos de Deus. É por isso que estamos fadados a pecar a vida inteira. E foi por isso também que Deus disse que nós estávamos mortos em nossos delitos e pecados. Mas agora nós somos aqueles que morreram em Jesus Cristo em nossos delitos e pecados e fomos trazidos de volta à vida por Ele. Deus nos fez pessoas assim e Seus filhos através do evangelho da água e do Espírito. Há dois tipos de pessoas neste mundo: os filhos de Deus e os filhos do diabo. Mas não havia nenhuma diferença entre eles antes do evangelho da água e do Espírito. Todos nós fomos feitos à imagem e semelhança de Deus. No entanto, aqueles que se recusam a purificar seus pecados com o evangelho da água e do Espírito estão debaixo da ira de Deus, são escravos de Satanás e vivem sofrendo. Mas Deus não abandonou essas pessoas, mas lhes deu o verdadeiro evangelho para salvá-las de todos os seus pecados. E este evangelho é o evangelho da água e do Espírito. Mas já que muitos rejeitaram o verdadeiro amor de Deus, hoje eles vivem sofrendo e no final acabarão enfrentando Sua ira.
O Senhor disse: “E, como aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27). Assim como é o poder de Deus que salva dos pecados aqueles que estão destinados ao inferno por causa deles e os leva para o Céu, é o justo juízo de Deus que enviará para o inferno todo aquele que não reconhecer seus pecados e se recusar a crer no evangelho da água e do Espírito. Se você ainda tem pecado no seu coração e não crê no evangelho da água e do Espírito, você então é filho do diabo e enfrentará a ira de Deus. Deus disse que todos que se levantassem contra Ele sofreriam para sempre debaixo da Sua ira. Como seres humanos, todos nós estávamos condenados a enfrentar a ira de Deus desde que nascemos, mas por causa da Sua misericórdia, Deus nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. Deus teve tanta misericórdia de nós que resolveu nos libertar dos pecados do mundo por causa do Seu grande amor. Por natureza, todos nós, sem exceção, teríamos que enfrentar a ira de Deus; e isso era uma maldição indescritivelmente terrível.
Todavia, embora haja muitos que confessem crer em Jesus, poucos deles de fato se tornaram filhos de Deus por crerem na justiça de Deus através do evangelho da água e do Espírito e a entenderem. Muitos neste mundo pensam assim: “Eu não tenho que crer em Jesus apenas para ser salvo e remido de todos os meus pecados? Não foi o Senhor mesmo que disse que todo aquele que invocasse Seu nome seria salvo? É algo muito fácil receber a salvação, principalmente porque há muitos cristãos neste mundo que confessam crer em Jesus.” Mas só aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito é que escaparam da ira de Deus. Só aqueles que não têm nenhum pecado no seu coração é que podem escapar da ira de Deus. Apesar disso, muito poucos se tornaram filhos de Deus e hoje em dia têm a consciência tranqüila por crerem no evangelho da água e do Espírito, embora haja diversos cristãos que confessam crer em Jesus como seu Salvador. Embora haja poucos que conheçem de fato a justiça de Deus e crêem nela, estes são filhos de Deus e os únicos que realmente alcançaram a salvação.
 
 
O Senhor Nos Livrou do Poder das Trevas
 
Está escrito em Colossenses 1:13: “E que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor.” Sendo assim, o fato de termos sido salvos de todos os nossos pecados significa que fomos libertos do poder e do reino das trevas – ou seja, das garras do diabo.
Você pode ver como foi maravilhoso termos nos tornado filhos de Deus? Entretanto, há uma grande diferença entre nos tornarmos filhos de Deus ou continuarmos debaixo do poder das trevas. Aqueles que estão debaixo do poder de Satanás jamais poderão escapar do poder das trevas, a não ser que eles creiam no evangelho da água e do Espírito que nos foi dado pelo Senhor. Se não tirarmos os maus pensamentos do nosso coração, por mais que ouvirmos a Palavra do evangelho, que é a verdade da salvação de Deus, não poderemos entendê-la. É por essa razão que muitos, mesmo querendo, não conseguiram escapar do poder das trevas. Sem a justiça de Jesus Cristo, sua condição de filhos das trevas jamais será mudada. Por outro lado, Deus moveu todos que crêem no evangelho da água e do Espírito do poder das trevas para o Reino do Seu filho.
Já que nós escapamos do poder das trevas e nos tornamos filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito, como Deus lida conosco agora? Já que nos tornamos filhos de Deus por crermos no evangelho da água e do Espírito, todas as bênçãos que recebemos a partir de agora são muito grandes.
Embora estivéssemos presos pelos pecados deste mundo, nós agora fomos salvos porque ouvimos o evangelho da água e do Espírito dado por Deus e cremos nele de todo coração. Em outras palavras, fomos libertos do poder das trevas. A Bíblia diz que Deus nos libertou do poder das trevas e nos transportou para o Reino do Seu filho. Isso significa então que, pelo fato de termos recebido a remissão de pecados e nos tornado filhos de Deus por crermos na divina justiça de Jesus Cristo, nós fomos transportados para o Reino de Deus. Se nós que somos crentes no evangelho da água e do Espírito nos tornamos filhos de Deus por causa da nossa fé, isso significa que a condição que ocupávamos no passado mudou. Melhor dizendo, apesar de nós termos sido oprimidos pelos nossos pecados, nós nos tornamos filhos de Deus agora porque cremos no evangelho da água e do Espírito; por isso que fomos transportados do reino das trevas para o Reino de Deus. Em suma, todos nós que nos tornamos filhos de Deus por crermos no evangelho da água e do Espírito também nos tornamos cidadãos do Reino dos Céus. E já que você e eu somos filhos de Deus, somos também filhos do Rei dos reis.
Que mudança maravilhosa essa! Já que os pecadores se tornaram justos, essa foi uma tremenda transformação. E nós não mudamos apenas por fora, mas nosso coração também foi transformado. Embora a cor da nossa pele continue a mesma e nossa aparência não tenha mudado, parece que por estarmos trabalhando muito na obra do Senhor, para o evangelho da água e do Espírito, nosso coração mudou completamente.
De fato, quando olhamos para nós, podemos ver que todos nós éramos covardes por natureza, carnalmente falando. Isso porque antes de nascermos de novo, nós éramos escravos que estavam condenados à morte por causa dos nossos pecados. Como é que pessoas miseráveis como nós poderiam sequer pensar em servir ao Deus santo e ao evangelho da água e do Espírito? Isso só aconteceu porque nós cremos no evangelho da água e do Espírito e assim recebemos essa honra como filhos de Deus.
Já que vivemos neste mundo, nós sempre encontramos pecadores que ainda não conhecem o evangelho da água e do Espírito. E o que nós vemos quando conversarmos com eles? Nós vemos essas pessoas se exaltando das suas coisas carnais, da sua riqueza material e do seu status social. Mas como nós os crentes no evangelho da água e do Espírito os tratamos? Nós os consideramos tolos. Aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito não são enganados pelas falsas doutrinas cristãs. Quando encontramos os pecadores que se ficam se gabando das suas coisas carnais, podemos até tratá-los com educação, mas por dentro nós os desprezamos. Por mais que eles sejam ricos, grandes e poderosos, isso não faz a menor diferença para nós que somos crentes no evangelho da água e do Espírito. Isso porque nosso coração foi transformado. Mas isso não significa que somos arrogantes, mas que o padrão com que nós vemos o mundo mudou.
Aqueles que já passaram pelo novo nascimento e foram libertos de todos os seus pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito jamais podem ser amigos daqueles que não nasceram de novo. Todos cuja vida mudou não podem manter as velhas amizades. Já que você nasceu de novo, você não pode manter as velhas amizades, até mesmo com seu melhor amigo. Isso porque o que seus amigos pensam e dizem é muito diferente do que você pensa. Se você quiser manter seus amigos, eles terão que crer no evangelho da água e do Espírito, pois só assim você conseguirá manter uma relação saudável com eles. É verdade que nós ficamos muito alegres quando encontramos nossos velhos amigos, mas quando começamos a conversar com eles, logo percebemos que não temos mais nada em comum com eles e que não há nada para conversarmos. Aí então, nós inventamos alguma desculpa para irmos embora e seguimos nosso caminho.
Agora que nos tornamos filhos de Deus por crermos no evangelho da água e do Espírito, nós somos levados a fazer Sua obra fielmente. Nosso trabalho neste mundo logo irá acabar, e quando chegar a hora, todos nós iremos para o Reino dos Céus. Mas enquanto estivermos nessa terra, nosso chamado é pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro até que entremos no Céu e vivamos lá como seres perfeitos. E nós temos este chamado porque Deus nos transportou do poder das trevas para o Reino do Seu filho.
Deus nos libertou de todos os nossos pecados através da Sua justiça e do Seu amor. Ele apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas porque teve misericórdia de nós. Foi assim que Ele fez de nós Seus filhos. E agora que nos tornamos filhos de Deus por crermos na Sua justiça, Ele está nos usando como valiosos instrumentos para anunciar o dom da salvação no mundo inteiro. Já que nossa mente carnal foi transformada, nós agora vivemos para a justiça de Deus e para pregarmos o evangelho do Senhor. Assim como Jesus Cristo se submeteu a Deus Pai, nós também temos que obedecê-Lo de todo coração.
Embora a posição de Jesus fosse igual a de Seu Pai, Ele rejeitou Sua divindade por algum tempo e veio a essa terra como um servo encarnado num corpo como o nosso. Jesus Cristo veio a essa terra tendo a imagem do homem para salvar a muitos dos seus pecados. Ele levou sobre si então todos os pecados da raça humana ao ser batizado, foi condenado por estes pecados na cruz, e assim salvou a todos nós. É por isso que estamos vivendo segundo o plano que Jesus preparou para nós. Por crermos no evangelho da água e do Espírito, nós não apenas escapamos da ira de Deus, mas também podemos ter uma vida santa, como Jesus. Que vida abençoada temos agora!
 
 
Quem Nos Dominava no Passado?
 
Antes de termos um encontro com Deus, nossa vida era dominada pelo diabo. Mas agora nos tornamos justos e filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito. Por essa razão, é mais do possível vivermos pela fé e sermos dignos de ser chamados filhos de Deus. Por mais que os filhos de Deus tenham muitas falhas, quando comparados com as pessoas do mundo, eles são muito mais honrados porque podem viver para a justiça de Deus. Quando pensamos em como Deus está nos usando, apesar dos nossos erros carnais, nós somos tomados por tanta gratidão que isso nos leva a fazer Sua obra ainda mais fielmente. Palavras não podem descrever como somos gratos por termos nos tornado filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito.
Embora estejamos vivendo para o Senhor, a verdade é que às vezes lutamos muito e sofremos. Mas existe uma razão pela qual vivemos para o Senhor mesmo enfrentando lutas: é para anunciar o amor de Deus e Sua abundante graça para muitas pessoas que estamos trabalhando duro para pregar o evangelho da Sua justiça. É para o bem da justiça de Deus que estamos servindo ao Senhor com toda determinação, apesar das nossas dificuldades. Foi por esse motivo também que o apóstolo Paulo teve uma vida simples após ter um encontro com o Senhor. E agora que nós também tivemos um encontro com o Senhor, nós estamos fazendo tudo para servir a Ele, dedicando todo o nosso esforço e empenho a Deus junto com Seus servos. Tudo isso é feito em prol do evangelho.
Nós não gastamos nossos bens materiais com nós mesmos. Longe disso, nós usamos o que o Senhor nos deu para salvar as almas que precisam nascer de novo. E eu creio que Deus nos dará muito mais recursos financeiros nos anos que virão para que possamos usá-los no evangelho até a volta do Senhor. Eu sou grato a Deus por nos abençoar tanto para que usemos nossa riqueza na Sua obra. Está escrito: “Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus” (Efésios 2:7). Deus trabalha na minha e na sua vida para cumprir Sua justiça. E é para cumprir a justiça de Deus que você e eu trabalhamos tão duro.
Nós não estamos servindo ao evangelho da água e do Espírito só porque não somos tão talentosos quanto às outras pessoas. Em outras palavras, nós não estamos nos dedicando à obra do Senhor porque não temos capacidade alguma de servir à sociedade. Pelo contrário, estamos servindo ao Senhor para pregarmos este evangelho independente de qualquer obstáculo, pois esta é a preciosa obra de Deus. Nós servimos ao Senhor porque esta é a obra mais preciosa que um nascido de novo tem a fazer. E por nosso trabalho, todos nós com certeza viveremos no Céu e desfrutaremos de grandes bênçãos ao lado de Jesus Cristo. Mas até este dia chegar, nosso dever é pregar a verdade do evangelho da água e do Espírito a todo aquele que ainda não conhece a verdade da salvação. Há muitos hoje que ainda não conhecem a verdade do evangelho da água e do Espírito, que pode abençoá-los e transportá-los o reino das trevas para o Reino do Filho de Deus. E nós estamos trabalhando duro assim justamente para pregar a verdade do evangelho da água e do Espírito a essas pessoas. O que quer que venhamos a fazer, seja comer ou beber, devemos fazer tudo para a glória de Deus.
Você e eu recebemos a remissão de pecados no coração crendo no evangelho da água e do Espírito, mas isso não é fim de tudo. Ao contrário, nós temos que continuar a dedicar nossa vida para proclamar o Reino de Deus a todas as pessoas deste mundo. Nós temos que viver pela fé, confiando que Deus com toda certeza nos levará para o Céu. O que temos que entender aqui é que nós vivemos nessa terra para pregar a verdade do evangelho da água e do Espírito a todo aquele que ainda não a conhece; este é o propósito pelo qual devemos viver. Seria um grande erro nós não termos esse propósito na vida e pensarmos assim: “Já que eu recebi a remissão de pecados por crer em Jesus, tudo está feito e eu não tenho mais nada a fazer.”
Se fôssemos viver no Reino de Deus dessa maneira tão inconseqüente, apesar de termos sido feitos filhos de Deus por crermos no evangelho da água e do Espírito, nós perderíamos muitas bênçãos de Deus. Seria muito melhor se não tivéssemos nem nascido. Nós temos que entender então por que Jesus disse a Judas: “Melhor lhe fora se não tivesse nascido” (Mateus 26:24). É claro que Deus nos recompensará se nós pregarmos a Sua justiça após recebermos a remissão de pecados, mas aos que não cooperarem com Sua obra da justiça, Ele dirá: “Seria melhor se vocês não tivessem crido no evangelho da água e do Espírito.” Se há alguém não crê no evangelho da água e do Espírito porque ainda não o ouviu, isso não é problema algum, pois eles ainda terão uma chance de ouvir este evangelho. Mas se alguém não pregar este evangelho, ele então, espiritualmente falando, é como Judas. Em outras palavras, o Senhor irá nos repreender se buscarmos as coisas carnais ao invés de darmos importância à obra do Espírito, mesmo que já tenhamos sido salvos dos nossos pecados.
Por essa razão, eu aconselho vocês a não desperdiçar sua vida diante de Deus para não se arrependerem mais tarde. Eu espero que nenhum de vocês ouça essas palavras de Deus: “Seria melhor se vocês nem tivessem nascido.” Já que somos filhos de Deus, não podemos desapontá-Lo. E apesar de termos muitas falhas, temos que nos unir pela fé na justiça de Deus que fortalece a todos nós. A Bíblia diz que “a inclinação da carne é morte, mas a inclinação do Espírito é vida e paz” (Romanos 8:6). Se alguém só pensa nas coisas carnais, ele com certeza será destruído. E até aqueles que receberam a remissão de pecados se tornarão servos do diabo e serão dominados pelos espíritos que atuam nos filhos da desobediência se eles pensarem mais nas coisas carnais e as buscarem. Portanto, nós temos que confiar na Palavra de Deus, ter um só coração com a Igreja de Deus e Seus servos, e seguir a orientação do Espírito Santo. E quando fizermos isso, nós estaremos abençoando uns aos outro também. Ninguém pode ser coagido a viver assim, mas isso acontece naturalmente quando cremos na justiça de Deus e a seguimos.
Amados irmãos, vocês estão se esforçando para viver para a justiça de Deus? Deus nos disse que nós estamos sofrendo em prol da Sua justiça para que ela seja pregada em todo o mundo. E embora nosso corpo se sinta cansado e até mesmo esgotado às vezes, é importante que todos nós vivamos para fazer a obra da justiça de Deus que dá a vida eterna a todas as pessoas. Ao invés de sermos teimosos e insistirmos em nossos pensamentos, que são contrários aos pensamentos de Deus, devemos fazer a Sua vontade e segui-Lo pela fé. Você jamais deve seguir os seus pensamentos carnais ou pensar assim: “Eu tenho minhas próprias idéias e meus propósitos na vida.” Ao contrário, você deve fazer do propósito de Deus o seu propósito, aceitar Sua vontade, ser um só com Ele pela fé e viver por ela, sempre caminhando com o Senhor, seja em tempos de alegria ou de tristeza. Só assim você poderá se tornar um servo justo aos olhos de Deus.
Mas a triste realidade é que alguns ainda vivem para sua própria carne, embora já tenham recebido a remissão dos seus pecados e se tornado justos por crerem no evangelho da água e do Espírito. Essas pessoas estão vivendo somente para garantir sua prosperidade financeira, mas não para pregar o evangelho da água e do Espírito ou servir a ele. Você jamais deve ter esse tipo de vida. Deus não te abençoará se você tiver uma vida assim. Por outro lado, se você viver para a justiça de Deus, Ele satisfará todos os desejos do seu coração assim como o orvalho desce sobre os campos todas as manhãs. Deus nos prometeu a todos que derramaria Sua graça sobre nossa vida. Portanto, se vivermos primeiro para a justiça de Deus, Ele suprirá todas as nossas necessidades, com certeza. Por outro lado, se vivermos de outro modo, Deus não estará conosco, como está escrito: “Vós sois o sal da terra. Mas se o sal se tornar insípido, com que se há de salgar? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e pisado pelos homens” (Mateus 5:13). Jamais devemos ser pessoas inúteis neste mundo ou na igreja. Mas se buscarmos apenas nossos desejos carnais, nós acabaremos nos tornando pessoas assim.
Mas e quanto a você? Seu coração está buscando as coisas do mundo? O propósito da sua vida é garantir sua prosperidade material. Se for, eu te aconselho a rever seu propósito em Jesus Cristo para que você faça a vontade de Deus. Eu peço a vocês que vivam para pregar o evangelho da água e do Espírito, pois assim Deus certamente fará com que seu propósito de vida seja cumprido.
Por outro lado, se você buscar apenas seu propósito carnal e não o de Deus, você acabará morrendo espiritualmente. Do mesmo modo, se você deixar a Igreja de Deus, você não ouvirá mais Sua Palavra e, conseqüentemente, pensamentos malignos dominarão sua mente. O que acontecerá se você for para o mundo? Você acabará fazendo todo tipo de coisas carnais, já que você não estará mais servindo ao evangelho da água e do Espírito, embora tenha se tornado justo. Não existe vida mais inútil do que essa. Espiritualmente falando, não é só sua fé que acabará, mas você também vai acabar matando os membros de sua família e todos ao seu redor.
 
 
Com o que Nós Devemos Tomar Cuidado para Fazermos a Boa Obra?
 
Quando Jesus nasceu nessa terra, o rei Herodes soube que o Salvador do homem e Reis dos reis havia nascido, e ordenou aos seus soldados que matassem todos os meninos de Belém até os 2 anos de idade. Por isso, se você recebeu a remissão de pecados a menos de dois anos, você tem que tomar cuidado com a tentação e a perseguição de Satanás. O melhor período para o diabo te derrubar é nos primeiros dois anos depois que você recebe a remissão de pecados. Essa é a melhor hora para o diabo tentar te vencer porque sua fé ainda é imatura.
Depois de cinco ou dez anos, quando você estiver levando uma vida de fé após ter recebido a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, você também poderá cair e se desviar por causa do seu orgulho. Todavia, como sua fé já terá crescido consideravelmente, você não cairá tão facilmente como quando ela era imatura. Então, se faz menos de dois anos que você nasceu de novo, você tem que tomar muito cuidado, pois é aí que você está mais propenso a seguir os seus desejos carnais e pode acabar se afastando da justiça de Deus por não conseguir vencer sua mente carnal.
Por isso, é imprescindível que você rejeite seus desejos carnais pela fé. O produto da nossa mente é mais importante do que qualquer outra coisa. E apesar de ser algo que não pode ser visto pelos olhos humanos, todos têm uma mente. Portanto, você tem que vencer pela fé sua mente carnal e maligna, que tenta fazer com que você se desvie.
O que acontecerá quando você vencer sua mente carnal? Você sentirá uma dor terrível como a do parto. Essa dor será tão grande que vai fazer você chorar. Mas por mais dolorosa que ela seja, você tem que vencer sua mente carnal e maligna pela fé. Isso é algo essencial a todos nós.
Alguns de vocês podem me perguntar então: “E você? Você também já venceu sua própria vontade?” Eu já venci minha própria vontade várias vezes. Por ser muito teimoso, eu não poderia seguir o Senhor se não vencesse minha mente e a sujeitasse a Ele. Se eu não tivesse feito isso, eu nem poderia estar diante de vocês aqui. Mas eu estou aqui diante de vocês justamente porque eu venci minha mente várias vezes.
Nós agora procuramos viver para salvar aquelas pessoas do mundo que ainda são pecadoras e estão indo direto para o inferno. Mas para fazermos isso, temos que vencer nossa mente maligna várias vezes. É um grande erro você pensar que tem que vencer sua mente só uma vez. Na verdade, você tem que fazer isso centenas de vezes até ser totalmente obediente ao Senhor Deus.
Eu mesmo tive que lidar com minha teimosia carnal várias vezes. Houve vezes em que eu disse a Deus: “Senhor, eu vou desistir da minha vida de fé. Eu já não fiz o bastante? O que eu fiz de errado para que eu tenha que sofrer tantas perseguições para pregar Sua justiça? Eu sei que Tu aprovas meu ministério, mas muitos ainda não reconhecem a Sua justiça. Eu sei que eu tenho que vencer minha mente carnal para pregar o evangelho da água e do Espírito a todas as pessoas. Mas eu estou muito cansado e quero viver da maneira que eu quiser.” Mas sempre que eu tentava viver segundo o meu querer, Deus me fazia parar e me mostrava como eu estava errado em tentar fazer o que eu queria, e não a Sua vontade, desapontando-O assim. Eu era levado então a repreender a mim mesmo por ser impaciente demais, vencia minha vontade, voltava a viver em obediência a Deus e dizia a Ele: “Senhor, mesmo que eu venha a salvar uma só alma enquanto eu viver, eu sei que Tu se agradarás muito disso. Por isso, de uma maneira ou de outra, eu vou continuar pregando o evangelho da água e do Espírito, mesmo que eu venha a salvar somente uma alma do pecado a partir de agora. Eu vou purificar essa alma, deixá-la mais alva que a neve e levá-la a Ti.” Este era o desejo do meu coração. E eu reafirmei que o propósito da minha vida seria apenas pregar o evangelho da água e do Espírito, mesmo que eu tivesse que fazer isso só para uma alma minha vida toda.
Meu objetivo não era apenas aumentar o tamanho da minha igreja. Pelo contrário, a promessa que eu fiz a Deus foi essa: “Senhor, mesmo que seja apenas uma pessoa, eu farei tudo para que ela receba a completa remissão de pecados por meio do evangelho da água e do Espírito e a levarei a Ti.” Por isso, quando eu tive um encontro com o Senhor por meio do evangelho da água e do Espírito e comecei meu ministério, eu costumava fazer cultos sozinho; eu orava, pregava e louvava sozinho porque não havia ninguém na minha igreja ainda.
Era algo comum eu pregar sozinho na igreja vazia e dizer: “Como vão vocês, irmãos? Está um lindo dia lá fora. Hoje, nós vamos ler Mateus 25. Aqui em Mateus 25, a Bíblia fala do fim dos tempos e do juízo final na parábola das dez virgens. Há muitas lições que precisamos aprender aqui.” Deste modo, eu costumava pregar, orar, fazer a obra e tudo que fosse preciso para edificar a igreja, tudo sozinho. Já que não havia membros, eu também tive que arcar com todas as despesas financeiras. Aí então, eu trabalhei muito duro para ganhar dinheiro, e o pouco que eu ganhava eu empregava na igreja e dizia a Deus: “Senhor, eu estou trabalhando oito horas por dia para ganhar dinheiro e servir ao evangelho. Para ganhar este dinheiro, seu servo teve que se humilhar diante daqueles que não nasceram de novo. Como eu devo gastá-lo então? Onde mais eu poderia usar este dinheiro senão na Sua boa obra? Eu ofereço tudo a Ti, Senhor.”
Apesar das dificuldades que eu enfrentei no início do meu ministério, Deus a Seu tempo ouviu minhas orações e permitiu que eu pregasse o evangelho da água e do Espírito para vocês. E é segundo a vontade de Deus que eu prego o evangelho da água e do Espírito para vocês. Foi depois de muitos anos que Deus me lapidou assim e eu comecei a dar Seus santos frutos através do evangelho da água e do Espírito. Deus esteve o tempo todo comigo ao longo do caminho, e foi por isso que eu pude pregar a verdade do evangelho da água e do Espírito para vocês. Depois de lapidar meu coração, Deus me mandou servir a Sua justiça. Ele me deu tudo que eu precisava para pregar este evangelho. E eu posso dizer isso com toda certeza, porque essas não são as minhas próprias palavras, e sim a verdade irrefutável que já foi confirmada várias vezes. Foi minha fé na justiça de Deus que me trouxe para o lugar que eu estou agora. O evangelho que eu estou pregando para vocês é o evangelho da água e do Espírito. Se nos unirmos com a justiça de Deus, Ele certamente nos levará por um caminho de paz e nos abençoará a todos.
No entanto, amados irmãos, essas bênçãos de Deus não são dadas a vocês sem que primeiro sua fé seja lapidada.
Hoje, há uma denominação muito conceituada que prega a chamada “doutrina das bênçãos triplicadas”, tendo como base 3 João 1:2, que diz: “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.” Os líderes dessa denominação dizem aos seus membros que todo aquele que der muitas ofertas à igreja receberão muito mais em troca, e todo aquele que ofertar pouco receberá pouco.
Mas não é isso o que a Palavra de Deus diz realmente. A Palavra da verdade diz: “Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33). Este versículo nos ensina claramente que a primeira coisa que temos que decidir é viver para a justiça de Deus, pois é a partir daí que nosso coração será lapidado pela fé até que possamos pregar o evangelho da verdade a todos ao nosso redor. Só depois que decidimos servir a Deus é que Ele supre todas as nossas necessidades. Se Deus fosse nos abençoar e nosso coração ainda não estivesse preparado, acabaríamos nos desviando e seguindo o caminho da carne. É por isso que a primeira coisa que Deus nos dá não é a prosperidade material.
Quando eu vim a esta cidade pela primeira vez seguindo a orientação do Senhor, eu costumava ir de bicicleta a todos os lugares aqui. Aquela bicicleta era meu único meio de transporte. Então, quando eu a perdi, aquilo não foi apenas inconveniente para mim, mas algo que me chateou muito. Coincidentemente, quase ao mesmo tempo, um pastor de uma igreja próxima veio me procurar e nós tivemos uma discussão calorosa, pois ele se opunha à Palavra de Deus. E além dos insultos e da calúnia, aquele pastor visivelmente gostou quando ouviu sobre minhas perdas. E quando foi embora, ele disse para mim de maneira sarcástica: “Não seria maravilhoso se você tivesse um carro? Eu já estava muito irritado por ter perdido minha bicicleta e ainda tive que agüentar aquela provocação. Afinal de contas, eu sabia muito bem como seria útil se eu tivesse um carro. Mas a igreja naquela época estava enfrentando uma situação difícil e não tinha dinheiro para pagar o aluguel do templo nem para espalhar os cartazes do nosso culto de avivamento. Houve um tempo em que a igreja passou por um momento difícil assim.
Mas como está nossa igreja agora? Como Deus operou nela? Ele nos abençoou abundantemente. O que explica nossa prosperidade então? É por causa da nossa virtude que a igreja tem crescido assim? Por acaso é por que eu sou muito justo e vocês me respeitam? Não, Deus abençoa nosso corpo e nossa alma porque nós estamos pregando juntos o evangelho da água e do Espírito. E é o próprio Deus que prepara todas as coisas para que sirvamos ao evangelho da água e do Espírito.
Está escrito na passagem bíblica deste capítulo: “Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus (Efésios 2:7). O apóstolo Paulo está nos ensinando aqui que o próprio Deus nos salvou de todos os nossos pecados. Deus fez com que sentássemos ao Seu lado e nos abençoou a fim de que também tivéssemos toda glória e riquezas celestiais. Ele nos libertou do poder das trevas e nos transportou para o reino do Seu Filho, mudando nossa situação assim. E Deus nos permite pregar o evangelho da água e do Espírito justamente para nos dar essas bênçãos. Melhor dizendo, Deus nos salvou de todos os nossos pecados antes de todo mundo e nos colocou na terra a fim de que pregássemos o evangelho da água e do Espírito a todas as gerações futuras.
Por que os cristãos buscam tanto então decorar passagens bíblicas? Eles têm até que repetir estes versículos da Bíblia para que possam tomar a Ceia nas conferências cristãs. Por acaso Deus nos deu Sua Palavra para que a decorássemos, mas não tivéssemos nenhum entendimento dela? Não, Ele nos deu Sua Palavra para que nós pudéssemos receber a remissão de pecados, e também para que a pregássemos no mundo todo. E é justamente por isso que nós nos apegamos à Palavra de Deus e pregamos este evangelho. De fato, o apóstolo Paulo dedicou toda a sua vida a essa obra, e nós também temos que viver por este propósito fielmente. E já que vocês crêem no evangelho da água e do Espírito, é muito importante que vocês participem do ministério de Deus também.
Eu reconheço que não tenho dado muito atenção às suas necessidades materiais. Por me interessar apenas pela pregação do evangelho da água e do Espírito, eu freqüentemente estou em contato com aqueles que fazem parte deste ministério e tenho uma relação mais pessoal com eles. É por isso que eu sei que alguns de vocês se sentem rejeitados. Vocês devem até pensar assim: “O pastor Jong está tão preocupado com o seu próprio trabalho que nem se importa comigo.” Mas eu peço a vocês para não pensar assim. Minha maior preocupação é que vocês vivam como obreiros de Deus. Não há ninguém entre vocês que não seja importante para mim, e eu amo cada um de vocês. E como vocês fazem por mim aquilo que eu não posso fazer sozinho, e eu faço por vocês o que vocês não podem fazer, todos nós estamos servindo juntos ao evangelho.
Seu corpo se compõe de vários membros e órgãos: cabeça, pescoço, braços e pernas. Mas o que aconteceria se nosso corpo tivesse cabeça e não pescoço? Sem o nosso pescoço, nós não poderíamos virar a cabeça. O mesmo aconteceria com todas as partes do corpo. Sem os braços, nossos ombros não poderiam levantar nada; e sem nossos dedos, nossas mãos não poderiam pegar nada também. Não há nada no nosso corpo que não sirva para alguma coisa. Desde a coluna até os músculos, da bacia às pernas e até mesmo os dedos, cada parte do corpo é totalmente indispensável e não pode ser desprezada. Do mesmo modo, a Igreja é o corpo do Senhor, e já que estamos servindo a Deus e ao Seu evangelho totalmente na Igreja, todos nós somos muito importantes.
Todos nós estamos ocupados com nossas tarefas – assim como vocês estão ocupados com suas tarefas, eu estou ocupado com as minhas. Mas apesar de cada um de nós ter uma tarefa diferente, meu desejo para todos vocês continua o mesmo: eu quero que Deus abençoe todos vocês. Há um limite para que eu seja gentil com vocês, humanamente falando. Além disso, as coisas da carne são totalmente inúteis em relação à vontade de Deus. Embora eu não possa ajudá-los pessoalmente sempre que vocês têm algum problema, eu oro a Deus por todos vocês assim: “Senhor, por favor, ajude todos os santos que estão passando por uma situação difícil. Eles precisam da Sua ajuda.” Vocês só podem vencer seus problemas quando Deus os ajuda. Por eu ser apenas um ser humano como vocês, será que minha ajuda serviria para alguma coisa? Além disso, se eu os ajudasse, minha natureza humana faria com que eu me gabasse de tê-los ajudado. A natureza de todo mundo é assim. Por natureza, nós somos reles e insignificantes seres humanos.
Todavia, apesar de não valermos nada, Deus nos salvou de todos os nossos pecados e nós agora vivemos para pregar o evangelho. Nós agora estamos unindo nossas forças para que possamos desempenhar nossas tarefas e servir ao evangelho para o bem daqueles que ainda não o conhecem, assim como para as futura gerações. Juntos, todos nós estamos participando dessa obra da maneira que podemos; e se existe algo que não conseguimos fazer, nós oramos a Deus. Com nossa fé renovada, nós servirmos ao Senhor fielmente com o melhor que há em nós. E como a oração é totalmente indispensável para fazermos isso, pedimos ao Senhor que nos ajude e nos abençoe para que possamos unir nossas forças e cumprirmos bem nossa função. Deste modo, nós unimos nossas forças e trabalhamos com um só coração para que Deus possa julgar os seguidores do diabo e, por outro lado, cumpra todas as promessas que Ele fez ao Seu povo.
Mas é claro que sabemos que não é fácil unirmos nossas forças e pregarmos o evangelho da água e do Espírito com um só coração. Porém, embora seja difícil vivermos para o Senhor, todos nós nos regozijamos ao fazer isso. A verdade é que nosso coração se alegra de viver para o Senhor, porém isso é muito cansativo e estressante para o nosso corpo. E por crermos que o Senhor trará o Reino de Deus a nós em breve, nossas forças são renovadas e dedicamos nossa vida à Sua obra.
Essa manhã eu li uma mensagem de um pastor do Peru que me disse ter sido salvo de todos os seus pecados. Depois de receber os três volumes da nossa série do evangelho, ele leu o primeiro livro. E apesar de ter lido apenas um dos nossos livros, ele pôde entender que levava uma vida religiosa até então, ao invés de levar uma vida de fé. Só de ler um dos nossos livros todos os problemas do seu coração foram resolvidos. Quando alguém que estuda bastante a Bíblia com sabedoria e lê um dos nossos livros, ele pode entender que sua fé esteve errada todo este tempo e também receber a remissão de pecados de uma vez por todas.
Nós geralmente temos problemas com alguém que tem uma fé cega e cujo entendimento de Jesus é superficial. Por mais que ensinemos a Palavra de Deus para essas pessoas, elas não a ouvem nem crêem nela. Por outro lado, aqueles que de fato estudam a Bíblia com atenção e sabedoria nos agradecem por enviarmos nossos livros e dizem: “Eu não conheço bem sua Missão, mas eu sou muito grato por vocês terem enviado este maravilhoso livro para mim, por vocês terem me esclarecido e me ensinado a verdade da salvação.”
Meus amados irmãos, nós só podemos ouvir notícias tão maravilhosas como essas porque unirmos nossas forças para fazermos a obra do evangelho da água e do Espírito. E apesar de ainda estamos lutando, de fato é uma bênção unirmos nosso coração para fazermos a boa obra nessa terra. Estes é que são os verdadeiros justos.
Quando a Coréia estava sob o domínio colonial do Japão, muitos arriscaram sua vida lutando pela libertação da nação. Na Coréia, aqueles que arriscaram sua vida para salvar a nação são chamados de “os justos combatentes.” Essa honra só é concedida a alguém que arriscou a vida por uma grande causa, que deixou seus interesses e se dedicou totalmente a ela. Essas pessoas que dedicaram a vida a uma causa justa são respeitadas fora do país também.
Já que nascemos neste mundo, todos nós temos que nos dedicar a uma causa justa. E este é um chamado que todo ser humano tem que responder. É assim que todos nós devemos viver, mesmo que não tenhamos nascido de novo. E seria muito pior se nós não conseguíssemos viver para fazermos a boa obra, apesar de termos nascido de novo, pois Deus não nos deixaria impunes. Já que você recebeu a remissão de pecados, como é que você poderá viver sem fazer a boa obra? Por mais que você seja cheio de falhas, ainda assim você pode entregar sua vida ao Senhor e viver para Ele. Não diga que você não pode fazer a obra do Senhor porque você não tem dons suficientes. Por que isso seria um problema? Se o que nos capacitasse para fazer a obra de Deus fosse nossas habilidades, Deus só confiaria Sua obra àqueles que dentre nós fossem melhores e mais brilhantes. Mas vocês acham realmente que essas pessoas fariam a obra de Deus fielmente? Não, claro que não. Quando Deus dissesse a elas: “Preguem meu evangelho assim”, elas diriam: “Senhor, eu não acho que vai dar certo da Sua maneira. Por que nós não fazemos do meu jeito?” Por serem cheias de conhecimento, essas pessoas confiam mais na sua mente do que na Palavra de Deus. Deus abomina pessoas assim e jamais confia Sua obra a elas.
Quem Deus chama para fazer Sua obra então? Ele chama e usa como Seus instrumentos aqueles que, apesar das suas falhas, crêem na Sua justiça; aqueles cujo coração foi remido de todos os seus pecados e que, portanto, tem o Espírito Santo dentro dele – ou seja, Deus chama pessoas como você e eu e nos usa como Seus instrumentos.
Deus confiou a nós Sua Grande Comissão de anunciar o evangelho da água e do Espírito. E essa obra é tão grandiosa que até os anjos queriam fazê-la, mas ela foi confiada somente a nós. É por isso que eu sou muito grato a Deus por Ele ter nos dado essa bênção maravilhosa. Nosso Senhor está nos dizendo a todos: “Você quer fazer essa obra para Mim? Você quer pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro? Eu sei que você não é forte o bastante, mas Eu estarei com você ao longo de todo o caminho. Você pode publicar e enviar livros do evangelho. Você quer fazer isso para Mim?”
Meus amados irmãos, já que nós respondemos sim a essas perguntas, nós agora estamos fazendo a obra do evangelho com toda alegria e em total obediência à Palavra de Deus. Depois de rejeitarmos nossos desejos carnais, nós começamos a fazer a boa obra de Deus em obediência à Sua Palavra. Por essa razão, Deus nos deu uma sabedoria magnífica. E um bom exemplo dessa sabedoria é a maneira que estamos pregando o evangelho. Ao invés de viajarmos o mundo inteiro para pregar o evangelho, nós estamos distribuindo nossos livros pela internet. E como resultado deste ministério de literatura, inúmeras pessoas já receberam a remissão de pecados por lerem nossos livros e nos enviaram seus agradecimentos por termos compartilhado essa maravilhosa verdade com eles. Essas pessoas estão tão felizes e gratos que nós também fomos tomados por uma grande alegria e gratidão por Deus nos ter confiado essa obra.
Hoje em dia, graças aos adolescentes que fazem parte do ministério da nossa igreja, o evangelho está sendo anunciado muito mais rápido. Pessoas do mundo inteiro atualmente têm nos dito que receberam a remissão de pecados através do nosso ministério de literatura. Muitos tailandeses acessaram nosso site ultimamente para pedir nossos livros. Tem dias que nosso website é mais visitado por tailandeses do que por pessoas dos Estados Unidos. Isso é algo impressionante. E o fato de muitos tailandeses acessarem nosso website nos anima muito, já que a Tailândia é dominada pelo Budismo.
Amados irmãos, Deus confiou essa obra valiosa a você e a mim. E se vocês realmente crêem que Ele confiou essa valiosa obra a vocês, vocês têm que se dedicar totalmente para fazê-la, apesar de suas falhas. Já que Deus voltará em breve a esta terra, todos nós temos que servir ao evangelho na Sua Igreja até o dia em que Ele nos dará o Reino que prometeu. Mas se por acaso o Senhor demorar a voltar, vocês receberão muito mais bênçãos do que já receberam nesta terra até hoje. Agora, se Ele voltar logo, Ele os recompensará com grandes bênçãos da mesma maneira. Amém!