The New Life Mission

Sermões

Assunto 19: A Epístola do Apóstolo Paulo aos EFÉSIOS

[Capítulo 4-1] (Efésios 4:1-6) Viva com Fé e um Só Propósito

(Efésios 4:1-6)
“Portanto, como prisioneiro do Senhor, rogo-vos que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito no vínculo da paz. Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos.”
 
 
Na passagem bíblica acima, o apóstolo Paulo diz que nós devemos ter uma só fé. E como ele nos exorta, devemos estar unidos tendo uma fé em comum, já que somos o povo de Deus. E essa fé comum que nos une é algo indispensável para que possamos levar uma vida de fé correta. Melhor dizendo, nós só poderemos ter uma vida de fé que agrada a Deus se tivermos juntos em um único propósito de servir ao Senhor e obedecer à Sua vontade em nossa vida. Na verdade, Deus nos deu a passagem acima através do apóstolo Paulo justamente porque Ele quer que tenhamos uma fé em comum.
O apóstolo Paulo diz em Efésios 4:1-3: “Portanto, como prisioneiro do Senhor, rogo-vos que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito no vínculo da paz.” A conjunção “portanto” é sempre usada para explicar a razão ou causa de alguma coisa. No capítulo anterior, Paulo explica que Deus nos escolheu, nos salvou, nos fez filhos de Deus e nos glorificou em Cristo Jesus. Aí então, no capítulo 4, ele usa a conjunção “portanto” para nos explicar o motivo disso tudo, para que todos nós que cremos na Palavra de Deus tenhamos uma fé em comum segundo o chamado de Deus, creiamos nessa mesma Palavra e sejamos obedientes a tudo que ela diz, e juntos edifiquemos a Igreja do Senhor conforme Sua vontade. Deste modo, Deus nos diz que devemos edificar o Reino do Senhor e permanecer nele até O vermos face a face.
 
 
Nossa Fé no Evangelho da Água e do Espírito é Única
 
Já que Deus nos salvou através do Seu filho Jesus Cristo, será que nós podemos ter uma fé, uma esperança e propósitos diferentes? Não, claro que não. Já que recebemos a salvação do mesmo Senhor, é impossível termos propósitos diferentes ou servirmos a senhores diferentes também. A única diferença que pode haver entre nós são os dons e talentos que cada um de nós recebeu do Senhor. Além disso, já que nós temos diferentes talentos para podermos servir ao Senhor de várias formas, é muito importante nos unirmos para fazer isso num só propósito. Já que Deus te chamou para servir aos outros, você deve fazer isso com sinceridade então; já que Deus te leva a ensinar os outros, você deve fazer isso com sabedoria; e já que Deus fez com que você oferecesse seu tempo para fazer algo para Ele, você tem que fazer tudo fielmente como Ele te instruiu.
Há várias funções e cargos pelos quais podemos servir ao evangelho na Igreja. E embora todos nós tenhamos uma função diferente, temos um só propósito e cumprimos nossas tarefas de acordo com o dom que Deus deu a cada um de nós. É isso que significa de fato ter comunhão. Todos nós agora cremos na Palavra que Deus nos deu, temos a mesma fé no batismo de Jesus e servimos a Deus fielmente tendo o mesmo propósito. A vida de união que o apóstolo Paulo nos exortou a ter é aquela que vive para Deus com um só propósito. E essa fé e essa unidade são totalmente indispensáveis a todos nós.
A Igreja Católica afirma que é a única igreja verdadeira e universal. A palavra “católica” vem do grego “katoliocos” e significa “referente a um todo”, ou simplesmente “universal.” Contudo, a palavra “católica” não é muito apropriada à Igreja Católica. A verdadeira Igreja Universal de Deus é constituída por aqueles que receberam a remissão de pecados e se tornaram um só corpo com Deus. Em outras palavras, onde quer que os que crêem no evangelho da água e do Espírito se reúnem sob uma mesma fé, um Senhor, um batismo e um propósito, ali é a Igreja de Deus.
Já que todos nós recebemos a mesma remissão de pecados, será que podemos ter propósitos diferentes? Não, a Bíblia diz claramente que isso é impossível. É isso o que Deus está nos dizendo na passagem bíblica deste capítulo: “Agora que vocês foram salvos, preguem o evangelho no mundo inteiro. Tenham o único propósito de pregar o verdadeiro evangelho no mundo todo e vivam em comunhão tendo uma só fé.”
O Cristianismo hoje se dividiu em várias denominações e seitas. A Igreja Presbiteriana tem uma sua própria característica, assim como a Igreja Batista, a Igreja Metodista e a Igreja do Evangelho Pleno têm as suas próprias características também. Nossa Igreja, ao contrário, não pode ser dividida assim, não importa onde ela está. Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo são o mesmo Deus para nós, e por isso nossa fé e nosso propósito são um só. Na nossa vida de fé, em outras palavras, todos nós compartilhamos de uma mesma fé, um propósito, um Senhor, um batismo e uma esperança.
Todos nós temos que receber a remissão de pecados para sermos membros do corpo de Jesus Cristo, porque o apóstolo Paulo disse que “há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação” (Efésios 4:4). As partes principais que formam nosso corpo são a cabeça, o pescoço, o tronco, os braços, as pernas e os órgãos internos; e todos eles estão ligados ao nosso dorso. Mas se algum destes membros for removido do nosso corpo, ele não funcionará direito. Do mesmo modo, a Igreja de Deus só pode exercer seu poder quando seus membros estão unidos numa só fé e num só propósito dentro dela. É por isso que o apóstolo Paulo deu muita ênfase à unidade da Igreja.
Mas e você? Você crê que há um só Senhor, um só Deus e uma só Igreja? Uma fé assim é indispensável a todos nós hoje em dia. Somente Deus é divino, mas não Seu Filho? O Espírito é mais divino do que Jesus, que é o Filho de Deus? Não, claro que não. Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo não devem ser confundidos assim, pois eles são o mesmo Deus. Assim como Deus é divino para nós, Jesus Cristo e o Espírito Santo também o são. Essas três Pessoas de Deus só diferem nas Suas posições e funções, mas todos são Deus. Melhor dizendo, você não pode dizer que o Espírito Santo é Deus, mas Jesus não é.
Mas e o batismo de Jesus? Existe outro batismo além do que Jesus recebeu de João Batista para tirar os nossos pecados? Não, só existe um batismo. Como foi que nós fizemos nossa confissão de fé quando recebemos a remissão de pecados? Nós confessamos ao Senhor assim: “Tu apagaste todos os meus pecados com o evangelho da água e do Espírito.” É por isso que quando alguém entende o verdadeiro evangelho e crê nele de todo o coração, essa pessoa é realmente batizada.
Meus amados irmãos, o Senhor só derramou Seu sangue na cruz e ressuscitou dos mortos, salvando a todos nós assim, porque levou sobre Seu próprio corpo todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista. Portanto, só há um batismo no Senhor, assim como só há um Deus. É por isso que nós somos batizados como um sinal da nossa salvação, para mostrar que fomos salvos crendo no evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, nós somos batizados para confessar nossa fé de que o Senhor nos salvou ao levar nossos pecados por meio do Seu batismo, morrendo na cruz e ressuscitando dos mortos.
Na nossa Igreja, os novos santos remidos de toda a Coréia são batizados no Acampamento de Treinamento e Discipulado no verão. Nossos pastores impõem as mãos sobre a cabeça dos novos santos, os mergulham completamente na água e depois os fazem sair dela. Por que estes novos santos são batizados assim? Eles recebem o batismo por imersão como um sinal da sua fé para demonstrar que crêem que o Senhor levou todos os pecados da humanidade ao ser batizado por João Batista. Ao receber a imposição de mãos de João Batista no rio Jordão, Jesus levou todos os pecados do mundo, assim como Arão, o sumo sacerdote, passava todos os pecados dos israelitas para o bode emissário no Dia da Expiação (Levítico 16:20-22). O fato de Jesus ter sido submerso na água representa Sua crucificação, pois Ele já tinha recebido todos os pecados do mundo quando foi batizado; e o fato de Ele ter saído da água representa Sua ressurreição. Sendo assim, nós somos batizados para confessar nossa fé que o Senhor se tornou nosso Salvador quando veio a essa terra para apagar todos os nossos pecados, foi batizado, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos; o Senhor é o nosso Salvador, Jesus Cristo é o Deus da nossa salvação.
O apóstolo Paulo diz em Efésios 4:5-6 que “um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos.” Não há um só lugar onde Deus não esteja presente; não há nada que Deus não saiba ou não possa fazer, pois Ele é onisciente, onipotente e onipresente. Deus é tudo no universo, das galáxias mais distantes aos mares mais profundos, dos céus à terra, tudo que é visível e invisível pertence a Ele. Por acaso há algum lugar onde Deus não está presente? Não, nenhum. Ele está em nosso coração também. Já que você e eu cremos que o Senhor apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, Deus colocou Jesus Cristo no nosso coração. Quando nos apegamos à Palavra da salvação e cremos nela, Jesus Cristo entra no meu e no seu coração; e já que Ele entrou no nosso coração como o Espírito Santo, Ele estará conosco para sempre. Além disso, sempre que nos desviarmos, o Espírito santo que habita no nosso coração se entristecerá e nos repreenderá, nos dará entendimento de tudo e nos guiará pelo caminho correto.
O Senhor quer que todos nós vivamos em união. Por isso, nós temos que viver unidos tendo em comum a fé perfeita e continuar marchando com essa fé. E já que Cristo nos chamou e nos mandou pregar o evangelho em todo o mundo, nós temos que viver pela fé e ser dignos do chamado do Senhor até o dia em que O veremos face a face. É isso que o apóstolo Paulo está dizendo à Igreja e aos santos na passagem bíblica acima. E isso quer dizer que a exortação de Paulo se aplica a você e a mim hoje em dia também.
Pode ser que haja alguns entre vocês que pensam que terão uma vida material mais próspera e confortável só porque crêem no evangelho da água e do Espírito. Mas não podemos deixar nos levar por pensamentos assim. O Senhor nos diz em Efésios 4:1: “Andeis como é digno da vocação com que fostes chamados.” Jesus Cristo nos chamou através do evangelho da água e do Espírito e apagou todos os nossos pecados, por isso Ele nos confiou a obra de Deus. Mas então que obra é essa que o Senhor nos confiou? É a própria pregação do evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro, porque Jesus Cristo nos mandou pregar este evangelho nos quatro cantos da terra.
 
 
Há Pessoas que Não Fazem a Vontade de Deus Mesmo Depois que Recebem a Remissão de Pecados
 
Apesar de terem recebido a remissão de pecados, essas pessoas só querem viver para si mesmas. E algumas delas até querem ser mais servidas pelos seus irmãos do que servir a Deus. Isso é o que mais me preocupa. Se há alguém entre nós que não faz a vontade de Deus, se recusa a fazer o que Deus lhe manda fazer na Igreja e vive segundo os desejos de sua carne ao invés de obedecer ao Senhor, sua vida só será amaldiçoada. As pessoas que são assim são consideradas malignas mesmo que estejam entre os santos que receberam a remissão de pecados. Nenhum santo redimido deve ter uma vida maligna como essa. Foi por isso que Deus levantou líderes espirituais na Sua Igreja e confiou Sua obra a cada um deles de acordo com o que tinha que ser feito.
Apesar de todos nós termos recebido a remissão de pecados, cada um de nós tem uma forma diferente de pensar. Mas independente da nossa aparência ou personalidade, o que importa para Deus é se nos submetemos à Sua Palavra sendo obedientes a ela ou não; e Ele escolhe aqueles cujo coração é justo para fazer Sua obra com eles.
Havia um pastor numa de uma das nossas igrejas que não gostava que os membros trouxessem sua oferta e colocassem no gazofilácio. Ele preferia que os santos lhe dessem sua oferta no seu gabinete ou simplesmente lhe dessem algum presente. Ele também tratava melhor aqueles que mais o agradavam. Todos que davam uma oferta financeira à Igreja, por outro lado, eram desprezados e mal tratados por este pastor.
Como explicar isso? Embora este pastor estivesse entre os santos redimidos, ele na verdade não cria no evangelho da água e do Espírito. Por isso, ele só queria alimentar sua ganância. Até mesmo entre os santos que receberam a remissão dos seus pecados no coração crendo no evangelho da água e do Espírito, é possível que haja alguns que buscam satisfazer sua própria ganância e, apesar de parecerem espirituais, só dão lugar a seus pensamentos carnais.
Eu sei bem que tenho muitas falhas. Então, eu sou muito mais grato a Deus por ter chamado um ser desprezível como eu. E é justamente por eu ser tão grato a Deus assim que eu vivo totalmente em obediência ao evangelho do Senhor. O Senhor não somente remiu todos os nossos pecados, mas também nos chamou para a Igreja de Deus e confiou a nós a tarefa de pregar o evangelho no mundo inteiro. E é por isso que continuamos nossa função sacerdotal fielmente em obediência ao Senhor. Ao nos dar a remissão de pecados para que servíssemos ao evangelho, Deus nos confiou Sua obra para edificarmos a Sua Igreja e pregarmos Seu evangelho. Eu tenho fé que enquanto fizermos a obra de Deus, Ele suprirá abundantemente todas as nossas necessidades.
Se você ler a primeira página do nosso boletim, você poderá ler três declarações da visão da nossa igreja impressos nele. A primeira declaração da nossa visão diz o seguinte: “Cresçam juntos com a herança do Senhor”; a segunda diz: “Preguem o evangelho em todas as nações”; e a terceira diz: “Suporte tudo com paciência e tenha esperança.” Estas são as três declarações da visão que nossa Igreja adotou desde o início.
Nós temos alguns negócios para que possamos levantar recursos para aplicar no ministério do evangelho. Mas o que aconteceria se não tivéssemos estes negócios? Nós poderíamos servir ao evangelho? Não, isso não seria possível. Os dias onde as pessoas pregavam o evangelho pessoalmente já acabaram. Hoje em dia, é muito mais eficaz pregar o evangelho através do ministério de literatura, algo que requer certo investimento. Os recursos financeiros, portanto, são indispensáveis ao ministério de literatura. O que aconteceria se nós pegássemos uma grande cruz, fôssemos para as ruas e clamássemos: “Todo aquele que crê em Jesus irá para o Céu, mas aqueles que não crerem irão para o inferno”? Nós não somente irritaríamos todos ao nosso redor, mas também seríamos presos por perturbarmos a ordem pública. E mesmo que alguém cresse em Jesus através de um método tão rude de evangelização como este, é óbvio que essa pessoa não seria salva de fato. Isso porque alguém só é salvo se crer em Jesus corretamente, não crendo em Jesus apenas como uma religião.
O Senhor disse: “Granjeai amigos com as riquezas da injustiça” (Lucas 16:9). Então, nós entendemos aqui que temos que crescer na vida fazendo uso da herança que o Senhor nos deu. Isso quer dizer que ao invés de crescermos na vida por conta própria, todos nós temos que investir no ministério do evangelho tendo sucesso em nossos negócios e pregando este lindo evangelho fielmente ao longo da nossa vida. Nós estamos publicando nossos livros do evangelho tendo esperança que o verdadeiro evangelho da água e do Espírito será pregado em todo o mundo. E já que nós estamos imprimindo mais livros e distribuindo-os às pessoas do mundo inteiro, nós continuamos a fazer amigos com as riquezas da injustiça. É por isso que nós temos cuidado muito bem dos nossos negócios. Sendo assim, temos que crescer na Igreja de Deus com a herança que o Senhor nos deu.
A Igreja de Deus pertence ao Senhor. Conseqüentemente, sua prosperidade é a nossa prosperidade e o seu fracasso é o nosso fracasso também. O sucesso ou o fracasso da Igreja de Deus não depende de uma só pessoa, mas depende de todos nós. Enquanto a Igreja estiver indo pelo caminho certo, todos nós certamente cresceremos juntos. Aí então, todos nós poderemos levar uma vida mais feliz na Igreja de Deus, recebendo as Suas abundantes bênçãos e pregando o evangelho a todas as nações.
Em nossa mente, nós podemos até nos sentir intimidados pela tarefa que está diante de nós, pensando como poderemos pregar o evangelho para tantas pessoas no mundo todo. Afinal de contas, ainda há muitos ao nosso redor que não receberam a remissão de pecados ainda. Por isso, às vezes nós pensamos que mesmo que fôssemos pregar o evangelho àqueles que estão em nosso país, nem durante nossa vida toda isso seria possível. E nós ficaríamos mais assustados ainda de pensar em pregar o evangelho no mundo todo. Porém o Senhor não nos disse para pregar o evangelho àqueles que estão ao nosso redor, pelo contrário, Ele disse: “Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos” (Mateus 28:19). Todos nós temos que aceitar este mandamento e cumpri-lo pela fé.
O problema, todavia, é que nós somos tentados a pregar o evangelho da água e do Espírito somente ao nosso redor e não no mundo inteiro, achando isso um grande sacrifício, porque a nossa natureza humana no leva a querer ter uma vida material confortável, comprar uma casa enorme, dirigir um bom carro e desfrutar de tudo que a prosperidade financeira pode nos dar. E também é da natureza humana buscar a aprovação dos outros na sociedade, e isso nos leva a fazer obras de caridade ao invés de pregar o evangelho.
Mas isso é apenas nosso pensamento carnal, pois o Senhor nos disse de maneira bem clara e inequívoca para pregarmos o evangelho no mundo todo. Por isso, é imprescindível que todos nós jamais deixemos nos levar por nossos pensamentos carnais, mas, ao contrário, permaneçamos firmes no Senhor e façamos tudo com paciência e esperança para servirmos ao evangelho. Melhor dizendo, nós temos que pregar o evangelho da água e do Espírito em todas as nações com perseverança até a volta do Senhor.
Como seria maravilhoso se o Senhor voltasse hoje! Este mundo está ficando cada vez mais sombrio, e isso só significa que o dia da volta do Senhor está muito perto. O fim do mundo é iminente agora.
Você ainda acha que este mundo nunca vai acabar? Cerca de 10 anos atrás, eu dizia em meus sermões que este mundo estaria cada vez pior. Você pode até não ter dado ouvidos aos meus avisos naquela época, mas agora não é tão fácil assim não aceitá-los. Este mundo está tão denegrido que não há mais como impedir sua destruição. Como Deus já havia dito, este mundo está em queda livre agora. Já chegou a hora de tudo se cumprir exatamente como foi profetizado na Bíblia.
Por isso, nós temos que ter paciência, perseverar e manter a esperança. Temos que suportar todas as lutas e dificuldades e ter esperança para servir ao evangelho. Então, todos nós temos que nos apegar à esperança de que o Senhor voltará para nos levar e que teremos uma vida gloriosa no Reino dos Céus como o Senhor nos prometeu. Todos nós temos que viver pela fé ansiando por estes eventos fabulosos que em breve acontecerão diante dos nossos olhos.
Desde a sua fundação até hoje, nossa Igreja tem procurado sempre seguir as três declarações da nossa visão mencionadas anteriormente; e elas continuarão a nos guiar em direção ao futuro. Sempre que um novo ano está chegando, algum pastor me pede para dar uma nova visão à nossa Igreja assim: “Agora que um novo ano está chegando, nós queremos que o senhor nos mostre que rumo devemos tomar, porque nós colocaremos isso no boletim.” Mas os objetivos que devemos buscar até a volta do Senhor nunca mudam. E já que os nossos objetivos jamais mudam, nós sempre marcharemos na mesma direção segundo as três declarações da nossa visão descritas no nosso boletim: “Cresçam juntos com a herança do Senhor.” “Preguem o evangelho em todas as nações.” “Suporte tudo com paciência e tenha esperança.”
Deus nos deu um coração e a uma fé segundo essas três visões. Jamais devemos subestimar a fé da unidade que Deus nos deu. O próprio Deus nos tornou um só, nos aceitou como Seu povo, fez de nós um só corpo e uma só Igreja, e por isso nenhum de nós deve trazer discórdia para quebrar a união que Ele nos deu. Deus nos diz de maneira bem clara na passagem bíblica deste capítulo para procurarmos guardar a unidade do Espírito.
O mesmo princípio se aplica aos negócios que nós temos para financiar o ministério do evangelho. Ao invés de ficarmos acomodados e tentarmos encontrar uma razão para tudo com os nossos pensamentos carnais, temos que olhar adiante pela fé e marchar em direção a esta justa causa. Caso contrário, teríamos que fechar os negócios que temos para financiar o ministério do evangelho. Mas se seguirmos juntos numa só direção, todos os problemas que enfrentamos serão resolvidos com sabedoria, não importa quais sejam.
Nós temos que ser fiéis a Deus. Se procurarmos encontrar soluções imediatas para resolver os problemas que nos afligem, nós acabaremos tendo problemas maiores e não alcançaremos objetivos mais importantes. Por isso, temos que nos dedicar totalmente e fazer a obra do Senhor com todo cuidado, não importa o qual ela seja. O Senhor abençoa e acrescenta fé e sabedoria aos fiéis para que eles cresçam. Quando nós vivemos fielmente para o evangelho é que o Senhor nos ajuda a vencer todos os obstáculos com sabedoria, pois Seu desejo é que nós preguemos o evangelho em todo o mundo.
Deus nos confiou a tarefa de pregar o evangelho em todo o mundo. É por isso que vivemos com um único propósito de pregarmos o evangelho no mundo todo. E é por isso também que Deus nos abençoa tanto e nos faz prosperar em tudo, pois Ele se agrada da nossa dedicação quando vivemos para o Seu evangelho. Deus nos prepara para fazermos tudo e assim nos abençoa para que venhamos a crescer.
Não há nada na Palavra de Deus que tenha sido escrito só para as pessoas daquela época, mas toda a Palavra também foi dita a nós. Por isso, todos nós temos que entender que o certo é guardarmos a unidade do Espírito e andarmos corretamente a fim de sermos dignos do chamado que recebemos do Senhor. Sendo assim, temos que tratar uns aos outros com humildade e respeito, suportar uns aos outros em longanimidade e amor, e lutar para mantermos a unidade do Espírito e a paz que nos une até a volta do Senhor.
Todas as nossas igrejas na Coréia estão servindo ao evangelho em unidade, e nossos obreiros no mundo todo estão fazendo o mesmo. É muito importante sempre agirmos de uma forma que venha beneficiar a pregação do evangelho da água e do Espírito. Você e eu temos que ter o propósito em nossa vida de pregar o evangelho e de servi-lo nossa vida inteira.
Todos que buscam seus próprios interesses carnais são pessoas insignificantes. Por outro lado, quem se preocupa com sua nação, com seus compatriotas e com todas as pessoas deste mundo é uma pessoa de mente aberta. Você e eu aceitamos o chamado em nossa vida como pessoas de visão. E pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro é o que todo verdadeiro visionário deve buscar em sua vida. Sendo assim, temos que fazer a obra até nosso último dia de vida. Eu estou certo que você sabe disso melhor do que qualquer um.
Se fizermos a vontade de Deus e seguirmos Sua visão em obediência a Ele, Deus sem dúvida se agradará de nós e nos abençoará a todos. Eu já passei por muitas dificuldades em minha vida até hoje, mas minhas experiências me ensinaram que eu teria que vencer tudo pela fé. Eu também sei muito bem que tenho que continuar levando uma vida de fé no futuro. Ao mesmo tempo, eu tenho certeza que o caminho à nossa frente não será sempre de lutas, porque o Senhor está nos ajudando e abençoando para que possamos viver somente por uma fé, um coração e um só propósito.
Quando pregarmos o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro, o Reino Milenial será estabelecido nessa terra assim como o Senhor prometeu, e nós reinaremos neste Reino por mil anos. A esperança vencerá o medo do nosso coração, pois nós cremos que o Senhor realizará nossos sonhos. Quando chegar a hora deste mundo e da raça humana serem destruídos, o Reino do Senhor virá a essa terra. Nós então entraremos neste Reino e viveremos nele por mil anos com o Senhor Jesus.
Algumas pessoas acham que isso é um conto de fadas, mas é justamente o contrário. Isso é a promessa da Palavra que nos foi dada pelo Deus onisciente e onipotente. Não há um jota ou um til na Sua Palavra que seja falso. É por isso que estamos sempre dando graças a Deus, porque cremos que tudo que Ele nos prometeu com certeza um dia se cumprirá.