Sermões

Assunto 22: O Evangelho segundo LUCAS

[Capítulo 13] (Lucas 13:22-29, 1 Coríntios 1:18-25) Todo Aquele que Aceita a Mensagem da Cruz Crê no Evangelho da Água e do Espírito

(Lucas 13:22-29)
“E percorria as cidades e as aldeias, ensinando e caminhando para Jerusalém. E disse-lhe um: ‘Senhor, são poucos os que se salvam?’ E ele lhe respondeu: ‘Porfiai por entrar pela porta estreita, porque eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão. Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes a estar de fora e a bater à porta, dizendo: ‘Senhor, Senhor, abre-nos;’ e, respondendo ele, vos disser: ‘Não sei de onde vós sois, então,’ começareis a dizer: ‘Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas.’ E ele vos responderá: ‘Digo-vos que não sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniqüidade.’ Ali, haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, e Isaque, e Jacó, e todos os profetas no Reino de Deus e vós, lançados fora. E virão do Oriente, e do Ocidente, e do Norte, e do Sul e assentar-se-ão à mesa no Reino de Deus.’”
 
(1 Coríntios 1:18-25)
“Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: ‘Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes.’ Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus e loucura para os gregos. Mas, para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.”
 
 
Quem São as Pessoas que Entram pela Porta Estreita?
 
Em 1 Coríntios 1:18, o apóstolo Paulo diz aos crentes de Corinto: “porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” Em outras palavras, ‘a mensagem da cruz’ é uma mensagem de destruição para os que serão destruídos, mas é a sabedoria de Deus para nós que fomos salvos.
O que a mensagem da cruz significa então? ‘A mensagem da cruz’ aqui significa que devemos vencer a morte para entrarmos no reino de Deus depois de recebermos a remissão de pecados crendo nele. Em outras palavras, significa que todo pecador tem que reconhecer sua condição para nascer de novo crendo no evangelho da água e do Espírito. Como podemos reconhecer que somos pecadores? Entendendo pela Palavra de Deus nossa verdadeira natureza. As Escrituras dizem que nós somos pecadores porque somos seres que não conseguem viver segundo a lei de Deus.
Então, crer na mensagem da cruz significa crer em três coisas: primeiro, temos que crer no Deus que criou todas as coisas e reconhecê-lo. Segundo, temos que crer que somos pecadores e reconhecer diante de Deus que merecemos ir para o inferno por causa disso. Por último, temos que crer que nosso Senhor levou sobre si todos os nossos pecados de uma vez ao ser batizado por João Batista, morreu na cruz por nós e nos salvou. A mensagem da cruz significa tudo isso. Significa que só podemos ser salvos dos nossos pecados e recebermos a vida eterna se crermos no evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, e se morrermos com Jesus Cristo, pois somos pecadores que merecem ir para o inferno por causa dos pecados que cometemos contra Deus.
E é isso mesmo. Todos que creem em Deus neste mundo precisam reconhecer perante ele que merecem morrer por causa dos seus pecados. Isso significa que só aceita a mensagem da cruz aquele que confessa: “Eu não posso ser salvo se não for em Jesus Cristo. Eu sou um pecador que teria morrido se Jesus Cristo não tivesse me salvado com o batismo que recebeu no rio Jordão e seu sangue na cruz.” Não podemos ser salvos por Jesus se não conhecermos o evangelho da água e do Espírito, assim como não podemos entrar na casa de alguém fazendo um buraco na parede. Isso não faz sentido algum.
Nós deveríamos morrer porque nascemos em pecado. Por isso, todos nós temos que reconhecer perante Deus que merecíamos morrer por causa dos nossos pecados. E de fato morreríamos perante Deus por causa dos nossos pecados. Nós somos seres que nasceram com este terrível destino. Você crê nisso? Foi por isso que o apóstolo Paulo disse que “a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” A primeira coisa que os cristãos têm que fazer é reconhecer perante Deus que são pecadores, depois então morrer pela fé reconhecendo a justa lei de Deus, que diz que “o salário do pecado é a morte.” e se humilharem perante ela.
Só aquele que crê na Palavra de Deus e morre pela fé pode ser purificado dos seus pecados crendo no batismo que Jesus Cristo recebeu de João Batista. Mas, e aquele que não admite que é pecador? Aquele que não reconhece que está indo para o inferno quando olha para si à luz da Palavra de Deus e vê que não pode ser salvo dos seus pecados. Se você ainda é pecador, você tem que reconhecer seus pecados perante Deus e morrer pela fé a fim de não ser destruído. Você só poderá receber a verdadeira salvação se crer no evangelho da água e do Espírito depois disso. Pense nisso! Como alguém pode morrer pela fé para nascer de novo? Como alguém pode ser salvo de afogamento quando na verdade não está se afogando? Como alguém pode ir para o céu do mesmo modo que nasceu aqui? Há algo bom ou justo no ser humano? Há alguma retidão em nós? Não, nenhuma.
É por isso que todos têm que nascer de novo se quiserem entrar no reino de Deus. Temos que crer na mensagem da cruz. Temos que morrer espiritualmente pela mensagem da cruz para recebermos uma nova vida.
Primeiro temos que crer em Deus e reconhecer o poder do Deus Todo-Poderoso para recebermos uma nova vida. Deus disse que “o salário do pecado é a morte.” Isso quer dizer que “os que têm pecado morrerão e serão destruídos para sempre.” Apesar de sabermos disso, nós quebramos os mandamentos de Deus inúmeras vezes agora e continuaremos quebrando-os no futuro também. Isso quer dizer que acabaremos morrendo. E temos que reconhecer isso perante a lei de Deus. Depois disso, temos que ir ao encontro do nosso Salvador para recebermos a salvação de todos os nossos pecados crendo no batismo que Jesus Cristo recebeu e no sangue que ele derramou na cruz.
O apóstolo Paulo disse: “Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século?” Paulo falou muito sobre a sabedoria. “Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria. O mundo não conhece a Deus, porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.” O que isso quer dizer? Que só podemos ser salvos crendo na sabedoria de Deus. Os que são considerados sábios pelas pessoas deste mundo e os que se consideram sábios não podem conhecer a Deus. A fraqueza de Deus é realmente muito mais forte do que todo o poder do homem. E a sabedoria de Deus não pode ser comparada com a sabedoria humana.
 
 
Mas as Pessoas Acham que São Grande Coisa e Tentam Alcançar seus Objetivos com sua Própria Sabedoria
 
Melhor dizendo, as pessoas só pensam na salvação do seu próprio jeito. Elas acham que isso acontece pelas leis naturais e dizem: “Nós seremos salvos se viveremos pela lei e formos fiéis a ela. Mas se a quebramos e pecarmos, só temos que fazer orações de arrependimento pelos nossos pecados. Só isso!”
Mas a sabedoria de Deus não é assim. Então como é a sabedoria de Deus? Embora ela seja a verdade, as pessoas deste mundo fingem ser inteligentes e vivem segundo as leis naturais. Elas acham que devem dar algo se receberem alguma coisa, até mesmo em relação à salvação. Veja todos estes que são considerados sábios. Sua forma de pensar é a mesma. Todos eles seguem a mesma linha de raciocínio: “Meus pecados serão todos purificados segundo as minhas boas obras.”
Mas a sabedoria de Deus não é assim. Deus veio a este mundo e foi batizado por João Batista, morreu na cruz e tornou a todos perfeitos ao ressuscitar dos mortos e apagar todos os pecados do mundo para sempre. Esta é a sabedoria perfeita de Deus. A mente humana é muito limitada. O homem acha que vai para um lugar maravilhoso se fizer algo bom; que será bem sucedido se trabalhar um pouco mais; e que alcançará todos os seus objetivos se se esforçar mais. Mas isso não passa de um pensamento humano limitado. A mente humana é muito limitada e cheia de falhas. Mas como é a mente de Deus? Deus tem uma vasta sabedoria, imensa, enorme. Ele enviou Jesus Cristo ao mundo para ser batizado, morrer na cruz, ressuscitar dos mortos e apagar todos os pecados eternos do universo. Esta é a grande sabedoria do Deus onisciente.
Será que a sabedoria do homem pode ser comparada com a sabedoria de Deus? O homem faz de tudo para subir na sua carreira, vai crescendo aos poucos e quando consegue algo, que para ele é muito valioso, percebe que nisso não há sabedoria alguma. Portanto, temos que buscar a imensa, enorme sabedoria de Deus porque a sabedoria do homem é sempre módica e injusta.
 
 
Todavia, Não Podemos Entender a Sabedoria de Deus Porque Ela é Imensa
 
Que tipo de sabedoria é a sabedoria de Deus? Em sua sabedoria, Deus não vê limites para nos conceder seu amor; mas em seu juízo não haverá perdão. Deus nos salvou, enviou Jesus Cristo a este mundo para que ele fosse batizado, morresse na cruz, e assim apagasse todos os nossos pecados para sempre e de uma forma perfeita. Esta é a sabedoria de Deus. E este Deus salvou com sua graça aqueles que o reconhecem e a sua Palavra, a fim de fazer de tolos os que se opõe a ele com a sabedoria do mundo.
Há muitas pessoas neste mundo. E dentre elas, há aquelas que não reconhecem a Palavra de Deus. Elas se acham mais espertas que Deus e que sua sabedoria é melhor do que a dele. Muitos pensam assim: “Se eu fizer isso, eu vou viver muito bem, pois a resultado disso será muito bom.” Há muitos que se acham grande coisa. E estes não creem na Palavra de Deus. E eles não podem mesmo crer em Deus. E por não gostarem da Palavra de Deus, eles usam sua própria sabedoria para tentar resolver seu problema com o pecado, ir para o céu e ser salvos dos seus pecados. É por isso que eles se dedicam tanto à sua vida religiosa. Eles levam uma vida religiosa muito dedicada e procuram sempre fazer o bem neste mundo. Eles creem que seus pecados serão apagados e esquecidos se eles viverem com sabedoria e fizerem boas obras.
Embora seja raro, algumas pessoas ainda pensam assim: “Eu creio na Palavra de Deus. Eu não posso viver assim, mas reconheço que a Palavra de Deus é a verdade e a sabedoria de Deus está nela.” Estes reconhecem suas falhas, que sua mente é suja e que não há nada sábio neles. Eles acreditam na Palavra de Deus, que é mais sábia do que eles, porque conhecem a si mesmos.
Mas há muitos neste mundo que não são assim. Há muitos que exaltam a si mesmos por causa da sua sabedoria e levam uma vida religiosa confiando nela ao invés de levar uma vida religiosa segundo a Palavra de Deus. Poucos neste mundo reconhecem perante Deus que são pessoas cheias de falhas e que não aprenderam muito até hoje, que levam uma vida espiritual crendo na sua Palavra.
Qual destes dois tipos de pessoas receberá a salvação? Os que reconhecem que não sabem nada e se humilham diante de Deus; os que reconhecem que as Escrituras são a verdade e buscam a sabedoria de Deus, e não no conhecimento que eles adquiriram neste mundo; os que têm a Palavra de Deus como a única verdade, que a recebem em seu coração e creem em Deus – estes creem na Palavra do evangelho da água e do Espírito e recebem a verdadeira salvação. Deus derrama sua graça sobre estes e lhes concede a sua salvação. O Senhor veio a este mundo, foi batizado, levou os pecados do mundo, morreu na cruz e ressuscitou dos mortos por estas pessoas. Por isso, ele é o Salvador de todas elas.
No entanto, há muitos neste mundo que não creem na Palavra de Deus, apesar de não terem nada, nada para exaltar, nada de inteligente em si mesmos. Os que não creem em Deus e na sua Palavra; que não vivem segundo sua sabedoria e poder; que buscam ser salvos dos seus pecados com boas obras e pelo seu próprio esforço; que querem receber as bênçãos de Deus, embora procurem viver bem segundo a sua vontade e seu bel-prazer–estes nunca conheceram a Deus, assim como ele jamais aprova sua maneira de viver.
Está escrito no texto bíblico deste capítulo: “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” Esse texto sagrado fala da sabedoria e do poder de Deus. Muitas pessoas vivem nos Estados Unidos, na África, na Ásia, na Europa, na Oceania, em todos os lugares deste mundo. E muitos como eu e vocês moramos na Coreia. Dentre estes, há muitos que creem na Palavra de Deus e no Deus que é revelado por ela. Há muitos que se acham muito espertos por causa da sua sabedoria, mas não há pessoas mais tolas neste mundo do que estas.
Quem são os verdadeiros sábios então? Os que creem em Deus e na sua Palavra; os que reconhecem por esta Palavra que são criaturas de Deus, mas pecadores; os que sabem que, segundo esta Palavra, deveriam ir para o inferno, e por isso creem em Jesus Cristo para receber a remissão de pecados–estes são os verdadeiros sábios. Os que têm fé em Deus e na sua Palavra são os verdadeiros sábios.
 
 
Quem é Espiritual?
 
Nós podemos ser espirituais crendo na Palavra de Deus. E passamos a fazer parte do povo de Deus quando cremos na sua Palavra de coração. Melhor dizendo, passamos a fazer parte do povo de Deus quando recebemos a remissão de pecados, o povo da fé, que recebe as bênçãos de Deus simplesmente por crer na sua Palavra. Esta é a sabedoria de Deus. É por isso que as Escrituras dizem que a loucura de Deus é mais sábia do que a sabedoria do homem. E o apóstolo Paulo expressa isso de uma forma tão humilde que até nos constrange quando lemos.
A Palavra em 1 Coríntios capítulo 1 dos versículos 26 ao 30 diz assim: “Porque vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção.”
O que esta Palavra quer dizer? Numa visão humana, há muitos que possuem sabedoria, mas poucos são os que têm muitos talentos, muito poder, muito dinheiro e classe social. Mesmo assim, as pessoas valorizam muito que tem uma ótima formação acadêmica, os que possuem muito poder, e tratam os outros como se fossem inferiores a eles, pobres e ignorantes. Mas nós sabemos muito bem que essa distinção que o homem faz é uma grande tolice aos olhos do Deus Todo-Poderoso. O apóstolo Paulo falou de três tipos de pessoas que se achavam sábias na sua época, dizendo: “Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século?” (1 Coríntios 1:20). E como estes, os governantes, doutores e eruditos deste mundo não sabem nada. Para ser sincero, muitos doutores nem conhecem bem sua área de atuação. Eles sabem muito bem como seguir seu programa de doutorado para serem graduados, mas há muitos doutores que conhecem muito pouco da sua área de atuação e, por isso, têm uma linguagem rebuscada e dizem que algo ainda está no campo da pesquisa quando lhe perguntam sobre algum assunto.
Você acha que os teólogos deste mundo sabem muito sobre teologia, sobre Deus e as Escrituras? Não, não sabem. Eles não sabem nada. Você acha que estes que ocupam altas posições na sociedade como governantes, advogados, mestres e eruditos sabem muito? Apesar de ocuparem certa posição, eles não sabem nada. As pessoas os consideram autoridades e os chamam de ‘doutores’, mas eles não sabem que são ignorantes e não sabem nada. E ainda olham com desprezo para aqueles que são de um nível social menor que o deles. Todos eles são soberbos, orgulhosos e preconceituosos. Mas, na verdade, eles são de fato pessoas tolas e ignorantes.
A maioria das pessoas julga os outros pelos bens materiais que eles possuem, pela sua aparência e o nível social que têm neste mundo, embora eles não creiam em Deus. Estes acham que são melhores do que os outros, se recusam a descer da sua posição de arrogância e assim se afastam da Palavra de Deus. Mas é claro que dentre eles há os que creem em Jesus. Todavia, embora creiam em Jesus, seu egocentrismo e teimosia são muito grandes. É por isso que eles rejeitam o evangelho da verdade, que pode fazer com que eles nasçam de novo da água e do Espírito, e continuam teimando que podem ser salvos se crerem somente na cruz. Eles não temem a verdade nem creem nela, por mais que preguemos para eles que a ‘mensagem da cruz’ é crer no batismo e no sangue de Jesus, que esta é a Palavra da verdade que traz salvação a todo ser humano.
E é isso mesmo. Eles só vão à igreja para que isso os ajude a viver neste mundo, para que o peso da sua consciência seja aliviado e eles possam ter um pouco de paz nessa terra. Todos eles não têm o mínimo desejo de nascer de novo, de ser filho de Deus, de ser um justo. E apesar de pregarmos a Palavra da verdade para eles, eles balançam a cabeça e a negam dizendo: “Por que eu devo ir para a igreja e me esforçar tanto? Eu vou apenas para ter comunhão com os irmãos, para acabar com o tédio. Por que eu tenho que crer como você?” Eles se acham grande coisa, se gabam disso e nunca creem na Palavra de Deus.
Por outro lado, há muitos que são reconhecidos no mundo pelo seu vasto conhecimento, mas que se importam com as questões dessa vida e procuram encontrar um sentido para ela. Há muitos que pensam bastante na sua alma, no seu futuro, meditam sobre sua vida e tentam encontrar a verdade, embora sejam bem graduados, tenham dinheiro e muitos privilégios neste mundo. O que acontece então quando nós testificamos a verdade para eles e o evangelho da água e do Espírito? Eles creem que Jesus Cristo é a verdade, que a Palavra de Deus é a verdade e se dobram diante dela por não se exaltarem da sua própria justiça. Eles recebem a Palavra da verdade de coração e creem nela, confessando: “O Senhor é o Cristo, o Filho do Deus vivo que se tornou meu Salvador ao vir a este mundo, ao ser batizado, morrer na cruz e ressuscitar dos motos para me salvar dos meus pecados. Eu creio nessa verdade.”
Há pessoas neste mundo que aceitam a Palavra da verdade e creem nela assim. São pessoas espirituais, povo de Deus, apesar da classe social, da riqueza e honra que possuem neste mundo. Sejam eles pessoas simples ou doutores, trabalhadores comuns ou homens ricos, todos são filhos de Jesus Cristo independente da sua classe social. São pessoas que romperam com as coisas tolas da carne. E isso significa que elas alcançaram a preciosa sabedoria de Deus ao se libertarem da tola sabedoria humana para adorar a Deus, crer nele e aceitar sua Palavra da verdade.
O apóstolo Paulo disse nos dias da Igreja Primitiva: “Porque vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados” (1 Coríntios 1:26). Era assim na igreja de Corinto naquela época, como é em nosso país agora. Antes de o Cristianismo chegar aqui, nossos ancestrais se sujeitavam a todo país que tinha muito poder por causa do confucionismo e taoísmo. Eles faziam distinção entre a classe alta e a classe baixa, entre trabalhadores comuns e eruditos com base no critério que usavam naquela época. E já que o taoísmo imperava em toda a nação, eles se sujeitavam às nações mais poderosas e tratavam com rigor as mais fracas. E isso também era usado nas relações humanas, e eles se sujeitavam aos de classe mais alta e tratavam com rigor, pior do que animais, os da classe mais baixa. O Cristianismo entrou em nosso país quando esse conceito errado estava muito enraizado na mente e no modo de vida das pessoas. E embora aqueles que tinham um alto cargo no governo tenham aceitado o Cristianismo na época, os de classe mais baixa o aceitaram mais rápido. Mas por que os de classe mais baixa aceitaram o Cristianismo mais rápido? Porque eles tinham uma ideologia de igualdade social vinda da religião indígena chamada Tong-hak, cujo ensino era o seguinte: “Todo ser humano é um deus. Todos são deuses.” Então, quando o Cristianismo veio para a Coreia, eles pensaram: “Tudo bem. Todos os seres humanos são iguais. Homens e mulheres são iguais e não há ninguém melhor do que o outro. Todo ser humano é precioso. Todos são iguais.” E assim eles aceitaram o Cristianismo naturalmente. Os que criam na ideologia tong-hak que ‘o homem é deus’ conheceram o ser supremo chamado Deus e aceitaram o Cristianismo em seu coração.
Mas muitos naquela época desprezavam os cristãos e os chamavam de fanáticos de Jesus, desrespeitavam Jesus Cristo e a Palavra de Deus. Os que desrespeitavam Jesus Cristo eram aqueles que não aceitaram o Cristianismo. É claro que os que o aceitaram ainda não conheciam bem a verdade de Deus. Mas apesar de não conhecerem a verdade porque os pregadores daquela época não a conheciam também, eles creram que Deus é o único ser divino, que eram pecadores conforme dizia os mandamentos de Deus e, por isso, tinham que morrer por causa dos seus pecados.
Foi exatamente isso que aconteceu na igreja em Corinto. E o mesmo que aconteceu quando o Cristianismo entrou no nosso país. E também é o mesmo que acontece comigo e com você hoje em dia. Todo mundo é igual para Deus, seja no passado ou no presente. Mas as pessoas sempre mostram que são diferentes umas das outras e dizem: “Eu sou melhor, mais alto, e você é mais baixo do que eu.” Só que todo ser humano é igual. Os seres humanos não se distinguem muito uns dos outros e não há muita diferença de fato entre as pessoas.
Eu fico pensando se ainda existe alguém que acha que estes que são muito conceituados neste mundo são tão grandes assim. Hoje em dia, na verdade, não se admira mais uma pessoa pelo que ela é, as pessoas vivem mais em busca do prazer e das coisas fáceis e rápidas. Todos são iguais. Alguém tem três refeições ao dia, o outro também; alguém crê na sua própria justiça, o outro também. São todos iguais mesmo. A única diferença é que seu prestígio depende do dinheiro, do poder ou da fama. Mas isso não faz diferença alguma para Deus. A riqueza pode fazer diferença para as pessoas do mundo, mas aos olhos de Deus todos são iguais. A única coisa que faz diferença na vida das pessoas é se elas creem na Palavra de Deus ou não. Todos que não creem na Palavra de Deus e não a aceitam são tolos, por mais que sejam bem graduados. Mas os que a aceitam são espirituais, não importa o que sejam. Sempre foi assim na vida de todos ao longo da história da humanidade.
Lembre disso: quem crê na Palavra de Deus é espiritual e sábio, mas quem não a aceita é tolo e está condenado a ser destruído. E isso se aplica aos nascidos de novo também. Toda vez que pregamos o evangelho para os que ainda não nasceram de novo, alguns o aceitam, mas outros não. Quando reunimos dez pessoas e pregamos o evangelho para elas, alguns poucos o aceitam, mas o resto não. Enfim, quem não aceita o evangelho é realmente um tolo.
 
 
Os Pecados de Alguém Podem Ser Purificados Por Ele Mesmo?
 
Como poderíamos ser pessoas sem pecado se Jesus Cristo não tivesse nos salvado ao ser batizado e morrido na cruz? Será que poderíamos receber a salvação fazendo boas obras? Ou quem sabe não termos mais pecado fazendo de tudo para levar uma vida justa? Será que poderíamos viver sem pecado se os purificássemos todos os dias? Será que poderíamos purificar todos os nossos pecados fazendo orações de arrependimento todos os dias, fazendo o bem e tentando levar uma vida justa, ou fazendo quarenta dias de orações e jejuando dez ou vinte vezes ao longo da nossa vida? É claro que não. Os que procuram entendem que são pecadores por si mesmos e tentam purificar seus pecados com suas próprias forças são realmente tolos. E eles definitivamente não são pessoas espirituais. E, por essa razão, eles não conseguem nada com suas próprias forças.
Pense nisso. Nós mesmos podemos nos fazer justos? Não, não podemos. Então precisamos entender nossas falhas e crer na Palavra de Deus exatamente como ela é. Se a Palavra de Deus diz que “no princípio criou Deus os céus e a terra,” só precisamos crer assim: “Ah, foi Deus quem criou todas as coisas. Então foi ele quem me criou também.” Se Deus disse: “No princípio criou Deus os céus e a terra,” então foi ele mesmo que criou os céus e a terra, creiam nisso ou não. Esta é a verdade.
Você ainda duvida dessa palavra e se pergunta: “Será que alguém viu isso?” Os cientistas dizem que devemos crer apenas naquilo que podemos experimentar. Mas será que os cristãos precisam ver para crer? Você estava lá quando Deus criou o universo? Como você poderia estar lá? Alguém poderia até questionar isso se estivesse lá no começo quando o universo foi criado. Mas não há sentido algum alguém que nasceu apenas há alguns anos questionar se Deus criou ou não o universo há bilhões de anos e também o ser humano.
Quem foi criado tem que crer na Palavra do seu Criador. E já que Deus diz que ele nos criou, não temos outra escolha senão dizer: “Sim, eu acredito.” Como alguém que só vive há alguns anos pode dizer ao Deus Criador: “Eu não acredito nisso. Me prove.” Este é um pedido tolo. Se Deus diz que foi assim, então foi assim mesmo que aconteceu. Nós só temos que crer na sua Palavra como ela é.
A Palavra de Deus diz que “a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus” (1 Coríntios 1:18). E diz também que “aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo” (Hebreus 9:27). E é isso mesmo. Todos nós um dia morreremos e ninguém pode evitar isso. E quem for julgado irá para o inferno por causa dos seus pecados. Este é o destino de cada um de nós desde que nascemos. Como então podemos ser salvos deste patético destino e nos livrar desta triste situação onde não temos escolha senão irmos para o inferno? Quem é Aquele que pode nos salvar? Quem é nosso Salvador? Nenhum outro senão Jesus Cristo. Somente ele, Jesus Cristo, pode nos salvar.
Jesus Cristo nos salvou. Ele veio a este mundo e tirou os pecados de todos nós que iríamos para o inferno quando foi batizado. Jesus foi condenado e morreu na cruz por nós, que tínhamos que morrer segundo a Palavra de Deus que diz que o salário do pecado é a morte. E já que Jesus é o Senhor cujo poder não acabou na sua morte, ele é o Senhor que ressuscitou dos mortos e se tornou nosso eterno Salvador.
As Escrituras dizem que “ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados” (Isaías 53:5).
O que esse texto sagrado quer dizer? Que Jesus Cristo veio a este mundo e nos salvou; que ele foi batizado para levar sobre si todos os nossos pecados e tirar os pecados do mundo; que ele morreu crucificado em nosso lugar; e ressuscitou dos mortos para nos dar uma nova vida.
Se a Palavra de Deus diz que foi assim, temos que dizer então: “Isso é verdade” e crer isso de todo o nosso coração. Os que aceitam essa verdade são espirituais, são filhos de Deus e o seu povo. No entanto, os que não a aceitam são tolos, pessoas amaldiçoadas, que irão para o inferno e serão destruídas para sempre.
A ‘mensagem da cruz’ parece ser tolice para os que serão destruídos. Como podemos não crer nisso, ainda mais depois de tudo que o Senhor fez por nós? Como pode termos coragem de desobedecer à Palavra do Deus Todo-Poderoso que tem tanto poder? Pense nisso! Podemos até fazer uma flor artificial, mas será que podemos criar uma flor verdadeira? Podemos criar um ser humano e o universo? Nós não temos este poder. Mas e Deus? Deus criou todo o universo, os céus e a terra, só com a Palavra, dizendo “haja isso e aquilo.” E este Deus ainda está vivo e se move entre as estrelas e tudo que há no universo. Houve luz quando o Senhor disse “haja luz”; houve luz no universo. E houve dia e noite quando o Senhor disse “haja luz”; e ela existe até hoje porque a Palavra de Deus se renova a cada dia. O que significa desprezar a obra que foi feita pelo Deus Todo-Poderoso pelo seu grande poder? Isso é uma tolice. É uma grande tolice não aceitar a Palavra de Deus.
É por isso que esses tolos serão destruídos. E o que Deus preparou para esses tolos? Ele preparou um depósito de lixo para eles, que nada mais é do que o inferno. O inferno ardente é para estes que só creem em sua própria sabedoria ao invés de crer no evangelho da água e do Espírito. A vida eterna é para os que creem em Jesus Cristo, assim como o castigo eterno é para os que não creem nele. E o castigo eterno significa que eles serão punidos eternamente no inferno.
O apóstolo Paulo disse que pela sabedoria de Deus somos salvos. Deus enviou seu Filho Jesus Cristo a este mundo e fez com que ele fosse batizado para nos salvar com sua sabedoria. Além disso, ele nos salvou de um modo perfeito fazendo Jesus levar todos os pecados do mundo sobre si e morrendo na cruz. Ele então o ressuscitou dos mortos, fê-lo se assentar à destra do seu trono, e agora nos abençoa por meio dele. A sabedoria do Deus Todo-Poderoso é assim, imensa e infinita.
Você crê na verdade dos nascidos de novo, ou seja, no evangelho da água e do Espírito? No lugar da nossa morte, Jesus Cristo foi batizado, levou sobre si todos os seus e os meus pecados, e morreu na cruz. Você crê que o Senhor nos salvou com seu batismo e seu sangue? Eu creio na verdade dos nascidos de novo da água e do Espírito. Eu exalto a sabedoria de Deus. Enfim, eu exalto a sabedoria de Deus da forma mais sublime e a admiro.
Deus tem mesmo uma sabedoria maravilhosa, pois apagou todos os pecados do homem de uma vez por todas através do seu Filho. Ele transferiu todos os pecados do mundo para seu Filho de uma vez por todas e assim nos fez nascer de novo como pessoas sem pecado. Ele nos salvou para sempre. E a maior sabedoria é aceitar a Palavra de Deus, assim como não aceitá-la é a maior tolice de todas. Por essa razão, precisamos conhecer a sabedoria de Deus pela sua Palavra e ser pessoas espirituais, que discernem as coisas espirituais. Temos que dar glória ao Senhor e viver assim para sempre, para que possamos encontrá-lo, entrar no reino eterno com ele e viver felizes para sempre.
Eu não quero que nenhum de vocês tenha uma vida tola. Há alguém que ainda não recebeu a Palavra de Deus, mesmo estando aqui na igreja? É um grande problema não aceitar a Palavra da remissão de pecados que Deus nos deu. Mas cremos que Deus nos salvou pela sua sabedoria. E eu sou muito grato a Deus por ter nos salvado. Eu sou grato a ele do fundo do meu coração por nos dar sua plena sabedoria eterna.