The New Life Mission

Sermões

Assunto 19: A Epístola do Apóstolo Paulo aos EFÉSIOS

[Capítulo 5-7] (Efésios 5:22-33) A Relação que Há entre Deus e Sua Igreja

(Efésios 5:22-33)
“Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor. Pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, a fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Afinal de contas, nunca ninguém odiou a sua própria carne, antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; pois somos membros do seu corpo. Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá a sua mulher, e serão os dois uma só carne. Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja. Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher respeite a seu marido.”
 
 
Um irmão e uma irmã, ambos ministros da Igreja de Deus, irão se casar e eu celebrarei o casamento. Geralmente, quando um casamento acontece na igreja, eu fico mais à vontade para falar de coisas espirituais. Mas já que o casamento de amanhã acontecerá num salão e haverá muitos ímpios, eu não estou certo se seria bom falar de coisas espirituais na cerimônia. Os ímpios geralmente reagem muito mal em relação aos assuntos espirituais. Logo, o melhor a fazer é pregar um sermão simples e pequeno.
Mas hoje eu quero compartilhar a Palavra de Deus sobre Sua igreja com todos vocês. O assunto do meu sermão de hoje é o que a Palavra de Deus diz do casamento, e são os homens quem mais gostarão de ouvir sobre este assunto. Está escrito em Efésios 5:22: “Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor.” Eu estou certo que muitos irmãos aqui estão muito felizes de ouvir essa palavra. Até os irmãos que ainda não se casaram devem estar gostando de ouvir isso, sabendo que quando eles se casarem com uma irmã da Igreja de Deus, é assim que sua esposa deverá tratá-lo. Nossos irmãos também devem estar pensando que suas esposas os tratariam melhor se ouvissem este sermão.
Mas esse tipo de pensamento não tem valor algum. Sua esposa pode ou não ser submissa a você. Afinal, a Bíblia não diz que apenas as esposas devem se submeter aos seus maridos. O Senhor também deu mandamentos aos maridos. E estes mandamentos do nosso Senhor se aplicam tanto aos maridos quanto às esposas.
De fato, toda a epístola de Efésios é o que o Senhor, o cabeça da Igreja de Deus, está falando aos seus membros. Você precisa entender que esse texto que fala da atitude correta da esposa em relação ao marido se refere à atitude de submissão que a Igreja deve ter em relação a Jesus Cristo. Caso a Igreja de Deus não se submeta a Jesus Cristo, ela não receberá Seu amor. E uma igreja assim não é uma igreja que Deus ama.
 
 
Quando o Apóstolo Paulo Falou das Esposas, Ele Na Verdade Estava Falando da Igreja de Deus nessa Terra
 
O que o apóstolo Paulo diz aqui na epístola de Efésios não é uma obrigação moral ou uma regra ética que há na relação entre marido e mulher, mas uma relação que há entre Cristo e a Igreja. A Igreja de Deus deve se submeter à vontade de Jesus Cristo. Isso é algo óbvio. E é por isso que a Bíblia diz de modo bem claro: “Pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo” (Efésios 5:23). Em outras palavras, Jesus Cristo é o cabeça da Igreja de Deus, e como membros da igreja, você e eu temos que fazer Sua vontade como os membros do corpo se movem conforme manda a cabeça.
Jesus Cristo é o cabeça da Igreja de Deus e nós somos Seu corpo. Por isso, já que o marido é o cabeça da mulher, Jesus Cristo é o cabeça da Igreja de Deus. É muito importante que nós entendamos o que Paulo está falando aqui à Igreja de Deus, ao corpo de Cristo. Ele usou a relação entre marido e mulher para explicar a relação entre Cristo e a Igreja de Deus, a fim de se assegurar de que os santos daqueles dias não entendessem de modo errado sua mensagem espiritual.
Jesus Cristo é o cabeça da Igreja de Deus, e ela é o Seu corpo. O apóstolo Paulo também falou às esposas de um modo geral, e ele fez isso porque o corpo de Jesus Cristo tem muitos membros. Foi por isso que Paulo usou a palavra “mulheres” no plural ao dizer: “De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos” (Efésios 5:24). Esse versículo quer dizer que assim como a Igreja de Deus deve se submeter a Cristo, as esposas devem se submeter aos seus maridos. De certo modo, pode até parecer que o apóstolo Paulo é machista, mas ele, na verdade, está falando da suprema vontade de Jesus Cristo, nosso cabeça.
Em Israel, nos dias do Antigo Testamento, foi feito um censo e homens e mulheres foram contados, menos o exército. Mais tarde, quando Jesus veio a essa terra como Salvador, as mulheres começaram a ser tratadas igual aos homens. É por isso que às vezes vemos na Bíblia que o nome das irmãs que criam na justiça de Deus vinha antes do nome dos irmãos. Mas isso não acontecia antes no Judaísmo. Havia muito machismo no Judaísmo, assim como no Confucionismo.
No entanto, a Bíblia não diz que as esposas deveriam se submeter aos seus maridos literalmente e viver oprimidas. E já que nós cremos na justiça do evangelho da água e do Espírito, todos nós somos iguais aos olhos de Deus. Assim como está escrito na passagem bíblica deste capítulo, existe uma condição para que o marido seja servido pela sua esposa: ele deve amá-la como Jesus nos amou. Só assim é que um casal pode encontrar o verdadeiro amor. Quando o marido trata a esposa com amor, ela também se submete a ele em amor. Mas os maridos que não tratam bem suas esposas não devem ficar pensando que elas se submeteram a eles.
 
 
O Apóstolo Paulo Exortou os Maridos
 
O apóstolo Paulo diz em Efésios 5:25-27: “Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, a fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.”
Como os maridos devem tratar as esposas? Paulo disse que eles devem amar suas esposas como Cristo amou a Igreja e se sacrificou por ela. Isso significa que todo marido deve amar sua esposa se sacrificando por ela como Jesus Cristo o fez por Sua Igreja. O apóstolo Paulo deixa claro aqui que todo marido deve amar sua esposa não apenas espiritualmente, mas em seu corpo e em sua alma também.
O que Jesus Cristo disse a todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito? A resposta para esta pergunta nós podemos encontrar em Efésios 5:26-27: “Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, a fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” Jesus Cristo é o noivo e nós somos Sua noiva; e Ele purificou todos os nossos pecados e tirou todas as nossas culpas ao ser batizado por João Batista quando veio a essa terra. Ao vir a essa terra, o noivo celestial foi batizado por João Batista, o representante de toda a humanidade, e assim tirou todos os pecados daqueles que seriam Sua noiva. E Ele purificou Sua noiva de uma vez por todas ao ser condenado na cruz em seu lugar. Em outras palavras, ao tirar todos os pecados da Sua noiva e purificá-los através do batismo que recebeu de João Batista, o Senhor os purificou a todos, assim como nossas transgressões.
Jesus nos purificou com Sua Palavra. E ao deixar gravado a palavra da salvação que apagou todos os nossos pecados na Palavra de Deus que seria pregada a todas as gerações futuras, o Senhor tornou possível crermos nessa obra e assim purificou os pecados do nosso coração. Melhor dizendo, nosso Senhor apagou de uma vez os pecados de todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito e nos salvou de todos eles. Deste modo, o Senhor nos tornou justos e santos por meio do evangelho da água e do Espírito. E Ele nos recebeu como uma igreja gloriosa, santificada e sem nenhuma mancha de pecado.
 
 
Jesus Cristo Veio a Essa Terra por Todos Aqueles que Seriam Sua Noiva
 
O que Jesus fez por Sua noiva? Ele tirou todos os seus pecados quando foi batizado por João Batista, purificou todos eles ao morrer crucificado e ressuscitou dos mortos.
O apóstolo Paulo diz na passagem bíblica deste capítulo que Jesus purificou todos os nossos pecados com a água. Isso significa que a fé de Paulo é a mesma que a nossa; ele cria no evangelho da água e do Espírito como nós. O apóstolo Paulo pregou o evangelho da água e do Espírito ao longo de todas as suas epístolas e falou da verdadeira salvação. Ao explicar como nossos pecados desapareceram, ele diz que Jesus os purificou com a água. Todo pecado daquele que se tornou noiva de Jesus Cristo foi purificado pelo batismo que Ele recebeu de João Batista. Por Jesus ter purificado todos os nossos pecados ao ser batizado por João Batista, por Ele ter sido condenado por todos os nossos pecados de uma vez por todas, por aqueles que crêem nessa verdade, todos os nossos pecados desapareceram. E já que nossos pecados foram passados para Jesus em Seu batismo, todos nós que cremos nessa verdade nos tornamos sem pecado. O Senhor então deixou registrado essa Palavra do evangelho da água e do Espírito para que ela fosse pregada a você e a mim agora. Jesus Cristo, o Filho de Deus, purificou todos os nossos pecados com Seu batismo. E nós somos purificados de uma vez por todas quando ouvimos a Palavra do evangelho da água e do Espírito e cremos na Palavra de Deus. Quando nós ouvimos a Palavra do evangelho da água e do Espírito cumprida pelo próprio Deus é que nosso coração é purificado.
Você precisa fazer mais alguma coisa para receber a remissão de pecados além de crer no evangelho da água e do Espírito? Você crê que algo mais pode apagar seus pecados? Não, claro que não. Mas alguns cristãos acham que podem ser purificados se clamarem ao Senhor como ardor no coração várias vezes e em meio às lágrimas. Entretanto, esse tipo de fé não é racional nem espiritual, apenas supersticiosa. Além disso, muitos cristãos no mundo todo ainda se exaltam porque falam em línguas ou têm algum poder sobrenatural para curar, mas até eles não poderão ser salvos dos seus pecados se não crerem no evangelho da água e do Espírito e não o entenderem. É por isso que eu considero estes cristãos desviados como nada mais do que um bando de feiticeiros. Eles não passam de feiticeiros que dizem crer em Jesus.
Recentemente na Coréia, os pentecostais organizaram um grande encontro de avivamento num estádio enorme que foi transmitido pelo canal de TV cristão. Todos os líderes, pastores e irmãos adoravam a Deus reunidos e oravam a Ele, e a maioria das pessoas falava em línguas. O grande culto de avivamento em pouco tempo virou um encontro de pura emoção.
Mas o que parecia um fervor religioso era realmente algo do Espírito Santo? Nos dias da Igreja Primitiva, falar em línguas era falar vários idiomas que eram compreendidos por todos (Atos 2:6-11). Mas quando os pentecostais atuais falam em línguas, eles dizem coisas incompreensíveis que certamente não são inspiradas pelo Espírito Santo. De fato, a maioria deles é treinada para falar em línguas de uma forma artificial. Eles reúnem quem não consegue falar em línguas e os treinam a dizer “aleluias” várias vezes e cada vez mais rápido. Aí então, essas pessoas começam a falar coisas totalmente sem sentido que ninguém neste mundo entende. Mas é isso que significa falar em línguas realmente? Esses barulhos estranhos podem de fato purificar todos os pecados de alguém? Não, claro que não!
No entanto, minha intenção não é criticar os pentecostais que falam em línguas, mas enfatizar que Deus purifica todos os crentes dos pecados do mundo lavando-os com a Palavra do evangelho da água e do Espírito. Foi isso que o Senhor disse a todos nós. Jesus Cristo é o noivo que purificou todos os nossos pecados de uma vez por todas com a Palavra da água e do Espírito É isso que temos que confessar sempre que adorarmos a Deus. Ao ser batizado por João Batista, Jesus tirou todos os nossos pecados e os purificou de uma vez por todas. Através do evangelho da água e do Espírito, Jesus levou todos os pecados do meu e do seu coração de uma vez por todas e cumpriu toda a justiça de Deus.
E já que todos os nossos pecados foram passados para a cabeça de Jesus, nós crentes ainda temos algum pecado? Não, nós não temos mais nenhum pecado. Então, sempre que nós orarmos a Deus ou O adorarmos, temos que confessar que Ele nos santificou e nos tornou totalmente justos. Quando a Bíblia diz aqui que Deus nos tornou santos, isso quer dizer que Ele enviou o Espírito Santo para habitar no coração de todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito. Esta é a verdadeira obra abençoada do Espírito Santo. A obra mais santa de Deus foi Ele ter apagado todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. Nós só seremos santos realmente quando o Espírito Santo habitar no nosso coração. O Senhor nos tornou santos e Sua noiva perfeita e sem mancha aos olhos de Deus. Jesus Cristo é o noivo espiritual que nos tornou Sua noiva de uma vez por todas. E tendo ido para o Reino dos Céus antes de nós, Ele voltará para nos levar consigo em breve.
É por isso que todos devem se santificar de todo o coração crendo no evangelho da água e do Espírito, que nos veste para as bodas. Só se fizermos isso é que nós seremos vestidos para as bodas e entraremos no Reino dos Céus. Os que receberam o Espírito Santo em seu coração crendo no evangelho da água e do Espírito foram convidados para a festa celestial e o Senhor os levará para o Seu Reino. Todavia, aqueles que não fizeram isso ainda serão lançados para sempre no inferno. É isso que o Senhor nos diz em Mateus 22:1-14.
 
 
O Casamento em Termos Carnais
 
O marido deve amar sua esposa como a si mesmo. É por isso que marido e mulher são um só corpo, e, portanto, amar a esposa é o mesmo que amar a si mesmo. Se você ama a si mesmo, é assim que você deve amar sua esposa, pois ela é seu próprio corpo. Eu tenho certeza que nossas irmãs casadas aqui entendem isso muito bem. Sendo assim, se amamos realmente a justiça de Deus, nós então seremos amados por Ele do mesmo modo. Mas se não amarmos o Senhor de todo o nosso coração, nós não seremos amados assim por Ele então.
Está escrito em Efésios 5:29-30: “Afinal de contas, nunca ninguém odiou a sua própria carne, antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; pois somos membros do seu corpo.”
Falando sobre o mistério da igreja, o apóstolo Paulo diz que as esposas devem se submeter aos seus maridos, e que elas devem servir a eles e amá-los da mesma forma. O versículo 29 diz que ninguém deve odiar sua própria carne, mas alimentá-la e sustentá-la. Assim como alguém alimenta, sustenta e cuida do seu corpo para mantê-lo em forma, Jesus Cristo faz o mesmo com Sua Igreja. A Igreja de Deus é o corpo do Senhor. É por isso que Ele cuida e protege todos que são membros da Igreja, que é Seu corpo. O Senhor protege os membros do Seu corpo e supre todas as suas necessidades. Por isso que a Igreja de Deus pode pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo todo. E é assim também que podemos administrar nossos negócios com sabedoria para termos sucesso no ministério do evangelho. Toda vez que um santo que crê no evangelho da água e do Espírito se une à Igreja de Deus, eu tenho a certeza de que Ele cuida muito bem da Sua Igreja, a ajuda a superar seus desafios, a abençoa e protege. Assim como alimentamos e cuidamos do nosso corpo, Jesus alimenta Sua Igreja e supre todas as suas necessidades físicas.
O mesmo princípio se aplica a todos os casamentos em termos carnais. Se uma esposa entende bem seu marido e o respeita, ela vai ser muito amada e respeitada por ele então. No entanto, se ela não respeitar sua autoridade, ela será tratada da mesma forma por ele. A Igreja de Deus tem que ser fiel a Jesus Cristo e amá-lo assim como Ele é fiel à Igreja de Deus e a ama. E só para enfatizar isso mais uma vez: temos que ser submissos a Jesus Cristo. Esta é a verdade que a Bíblia nos ensina.
Como membros da Igreja de Deus, do corpo de Cristo, a obediência é algo totalmente indispensável na nossa relação com Jesus Cristo. Mas por quê? Porque Jesus Cristo nos salvou ao ser batizado por nós, acabou com toda a condenação na cruz e ressuscitou dos mortos. E com a Palavra da salvação, Ele nos glorificou e purificou nosso coração, além de nos alimentar e proteger fielmente para que nada nos falte. Esta é a razão pela qual todos nós devemos nos submeter a Jesus Cristo. Todavia, se a Igreja ignorar Sua vontade e se opor a ela ao invés de ser uma noiva obediente, ela não será glorificada pelo Senhor, por mais que esteja ligada ao Seu corpo. Eu vou dar mais ênfase a isso no sermão que eu pregarei no casamento amanhã à noite. Todo marido tem que amar e cuidar da sua esposa, porque só assim ele será tratado com respeito por ela. Do mesmo modo, toda esposa tem que cuidar do seu marido e obedecê-lo, pois só assim ela receberá o mesmo tratamento dele.
Não há ninguém que não cuide bem do seu próprio corpo e não se alimenta bem para mantê-lo saudável. Afinal de contas, ninguém odeia seu corpo. Se alguém odeia o seu próprio corpo é porque ainda há pecado no seu coração. As mulheres não gostam de parecer bonitas? Do mesmo modo, Jesus Cristo quer alimentar a Igreja de Deus e cuidar dela, seu próprio corpo. O que a Igreja de Deus deve fazer diante de Jesus Cristo então é se submeter a Ele pela fé. É muito importante que todos nós entendamos isso. Se uma esposa despreza seu marido, ela não será apenas desprezada por ele também, mas pelos outros. Este é um princípio imutável. Todo marido tem que tratar bem sua esposa se quiser ser amado por ela. Se você ama sua esposa, você será amado por ela. Este é um princípio elementar. Porém, o problema é que há muitas pessoas entre os cristãos que não respeitam seus cônjuges.
Se seu marido está servindo ao evangelho da água e do Espírito, você nunca deve desprezá-lo por causa das suas falhas. Está escrito na passagem bíblica deste capítulo que o marido deve amar sua esposa como a si mesmo. Mas para se submeter totalmente à vontade de Deus, às vezes você tem que discordar do seu cônjuge e até brigar com ele. Isso porque seria errado se vocês se desviassem. Então, se assegure de que seu casamento está correto diante de Deus e faça Sua vontade acima de tudo, mesmo que às vezes você tenha que discordar do seu cônjuge. Mas mesmo assim, vocês devem cuidar e amar um ao outro.
Eu ouvi que hoje em dia há esposas que até batem em seus maridos. Mulheres assim jamais serão respeitadas. Você já foi agressiva com seu marido com palavras ou em suas atitudes? Algumas esposas desprezam seus maridos do fundo do coração quando eles não conseguem prover suas necessidades. Outras até odeiam quando seu marido tem uma mente espiritual. Estas mulheres jamais devem esperar ser respeitadas. É impossível alguém respeitá-las.
O apóstolo Paulo falou do modelo de casamento perfeito para explicar nosso relacionamento com Jesus Cristo. É muito importante a verdade que é ensinada aqui em Efésios capítulo 5. Se a Igreja de Deus não se submeter à Sua vontade, mas buscar os prazeres carnais como se ela fosse apenas um clube social, ela não terá o amor de Deus então. Ele não terá a ajuda de Deus nem será nitrida por Ele. Esta é uma verdade irrefutável. Só quando obedecemos à vontade de Jesus Cristo como membros da Igreja de Deus é que Ele nos concede Sua graça em todas as coisas. Mas se, por outro lado, não nos submetermos à vontade de Jesus Cristo e fizermos tudo por conta própria, nosso Senhor jamais se agradará de nós. Assim como Ele mesmo diz: “Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33), se O honrarmos, Ele nos honrará também. Mas se nós rejeitarmos ou ignorarmos o Senhor, Ele fará o mesmo conosco. Esta verdade é muito óbvia. Apesar de termos nos tornado povo de Deus, só poderemos ter o amor do Senhor se, acima de tudo, fizermos a Sua vontade.
 
 
Todos Nós Temos que Conhecer a Vontade de Deus de um Modo Espiritual
 
Se você e eu ignorarmos Jesus Cristo, Ele fará o mesmo conosco. Porém, se nós obedecermos à Palavra de Jesus Cristo totalmente, honrá-Lo, amá-Lo e respeitá-Lo, Ele também nos amará, nos alimentará, nos abençoará e nos protegerá. Então, tudo que o apóstolo Paulo diz aqui na epístola aos Efésios é verdade. Tudo que os servos de Deus dizem é verdade.
Vamos ler Efésios 5:31-32 agora: “Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá a sua mulher, e serão os dois uma só carne. Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja.”
A Bíblia diz aqui que quando um homem deixa seus pais e se une à sua esposa, ambos se tornam uma só carne; e que isso é um grande mistério. Quando interpretada literalmente, essa passagem fala do casamento, mas quando vista por um ângulo espiritual, ela quer dizer que já que nós tivemos um encontro com o Senhor e recebemos a remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito, temos que deixar para trás nossos hábitos e pensamentos antigos. É por isso que a Bíblia define um santo nascido de novo como “alguém que foi vestido do novo, que se renova para o conhecimento segundo a imagem daquele que o criou” (Colossenses 3:10). Isso significa que tudo em nós deve ser renovado. Quando uma mulher se casa, ela deve seguir as tradições da família do seu marido. Do mesmo modo, se nós continuarmos com a mesma vida, com os mesmos pensamentos e hábitos que tínhamos no passado, apesar de termos recebido a remissão de pecados, isso só quer dizer então que não estamos servindo ao Noivo corretamente.
Nosso Noivo não é um noivo terreno, mas celestial; este Noivo é o nosso Rei e nós somos Seu povo. Antes, nós éramos pessoas comuns, mas agora o Rei dos reis nos ama como Seu povo. E por termos nos tornado povo de Deus, nós não agimos, pensamos ou falamos mais como as pessoas miseráveis e sujas que éramos no passado.
A Bíblia diz que quando um homem se casa, ele deixa os seus pais. É algo normal um filho deixar os seus pais quando cresce. É claro que não há nada de errado em viver com os pais, mas quando alguém se casa, ele tem que ter sua própria família, a não ser que ele tenha uma razão muito forte para não fazer isso. Em termos carnais, você pode viver com seus pais ou não. Mas espiritualmente falando, você deve se separar do mundo e das coisas carnais. Isso quer dizer que você tem que deixar seus pensamentos e conceitos do passado. Ao invés de você ficar pensando em como agia no passado, você deve rejeitar todos os seus conceitos antigos e seguir junto com a Igreja.
Para quem o apóstolo Paulo disse que estava falando? Ele disse que estava falando à Igreja sobre o relacionamento certo com Jesus Cristo, sobre o relacionamento Dele com Sua igreja. Ele usou o exemplo do casamento para explicar a relação da Igreja com Jesus Cristo. Em um relacionamento normal entre marido e mulher, a esposa deve se submeter ao seu marido e servi-lo com amor, e ele deve amá-la, protegê-la e fazer de tudo para cuidar bem dela. Esta é a base de todo casamento sadio, e só quando este alicerce é colocado é que um verdadeiro lar de amor é construído. Trazendo isso para um contexto espiritual, a Igreja tem que se submeter a Jesus Cristo para ter uma relação saudável com Ele. Do mesmo modo, para que um casal tenha um lar de amor, o marido tem que amar sua esposa e a esposa tem que submeter ao seu marido.
Nenhuma esposa pode respeitar seu marido se ele não tem uma vida santa, mas se for o contrário, toda esposa tem que se submeter à vontade do seu marido e honrá-lo. Se o seu marido está servindo ao Senhor, você tem que respeitá-lo como servo de Deus, apesar das suas falhas. A Bíblia diz claramente que todo marido deve amar sua esposa como a si mesmo, e que a esposa deve honrar seu marido.
O casamento mudou muito hoje em dia. Muitos casais se divorciam ao primeiro sinal de problema, porém a passagem bíblica deste capítulo não deve ser entendida pelo prisma das tendências que há na sociedade hoje em dia. Essa passagem tem que ser vista segundo as normas do casamento no contexto do Judaísmo e do relacionamento entre Jesus Cristo e a Igreja de Deus. Em outras palavras, assim como cada casal tem que se esforçar para edificar seu relacionamento sendo submissos um ao outro, respeitando, honrando e cuidando um do outro, a Igreja de Deus tem que edificar seu relacionamento com Jesus Cristo. Há muitas lições espirituais e atuais a serem aprendidas nessa passagem que nos ensina o que é certo ou errado a fazer. Tanto o marido quanto à esposa têm que se esforçar para ter uma relacionamento saudável. Se o marido ignorar sua esposa, ela não o tratará bem então, pois ela só fará isso se ele fizer o mesmo com ela. Do mesmo modo, a Igreja não deve esperar receber muitas bênçãos de Deus se rejeitar Sua vontade e fizer só o que ela quer.
Se a Igreja não fizer a vontade de Deus e não servir ao evangelho da água e do Espírito agora, Ele nos abençoará para que sejamos prósperos em tudo que fizermos? Não, é claro que Ele não nos abençoará. Na verdade, é justamente por a Igreja, o corpo de Deus, estar fazendo Sua vontade é que Ele a abençoa em tudo que ela faz. Deus está suprindo as necessidades de Sua Igreja, protegendo-a e a abençoando justamente porque ela está servindo ao evangelho.
Nós temos muito a aprender na Palavra de Deus. Muitos maridos na Coréia ainda estão presos às velhas tradições do Confucionismo e acham que só porque são homens não podem ajudar nas tarefas domésticas, algo que tradicionalmente era reservado às mulheres. Mas este conceito está muito errado. Os ensinamentos tradicionais do Confucionismo são tão cheios de preconceitos contra as mulheres que esperam que elas façam tudo para servir aos homens; e está dentro da ordem natural das coisas eles acharem que os homens estão acima das mulheres.
Todavia, homens e mulheres são iguais aos olhos de Deus. Todos os nossos irmãos e irmãs são santos para Jesus Cristo. O problema na Coréia, contudo, é que muitos maridos ainda estão presos aos conceitos confucionistas. Se você tem uma esposa, você não deve tentar dominá-la, recusando-se a ajudá-las nas tarefas domésticas e esperando que ela faça tudo quando você volta do trabalho e fica sentado na sala. A tarefa doméstica é algo que você tem que fazer com sua esposa. Na verdade, você tem que fazer tudo com sua esposa. Mas é claro que se você estiver ocupado com alguma coisa, talvez você não tenha muito tempo para ajudá-la com as tarefas do lar, porém você jamais deve pensar que não tem que fazer nada em casa porque você é homem.
Particularmente, isso é um grande problema para alguns jovens pastores. Vocês devem ser muito gratos às suas esposas sempre que elas cozinharem para vocês. Vocês não devem ser muito exigentes e ficar mandando-as cozinhar o que gostam de comer. É importante que todos tenham uma dieta balanceada, sejam homens ou mulheres.
Todos nós que cremos no evangelho da água e do Espírito e fazemos a vontade do Senhor somos o corpo de Jesus Cristo, e Ele é o nosso cabeça. Por isso, temos que nos submeter a Ele e obedecer aos Seus mandamentos. Então, eu peço a você que pare um pouco agora e pense se você está sendo fiel e fazendo a vontade de Deus na Sua Igreja, como membro do Seu corpo. Você não deve pensar que já fez o bastante para Deus e que não há nada mais que você deva fazer para Ele. O Senhor quer nos usar para pregar o evangelho no mundo inteiro. Ele quer que todos neste mundo conheçam o evangelho da água e do Espírito e creiam nele. Sendo assim, nós temos que fazer Sua vontade e pregar o evangelho a todos neste mundo. Nós jamais devemos achar que já fizemos o bastante. Jesus Cristo quer que preguemos o evangelho no mundo todo, e, por isso, nossa vida tem que estar voltada para a pregação do evangelho em todo o mundo segundo Sua vontade. É isso que a Igreja tem que fazer como corpo de Jesus Cristo. Todos que crêem no evangelho da água e do Espírito têm que servir a este evangelho para fazer a vontade de Jesus Cristo.
Como corpo de Cristo, a Igreja deve ser o lugar onde se reúne quem crê no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito têm que ser tratados de maneira diferente. Eles têm que ser tratados como pecadores, e nós devemos considerá-los como o alvo do nosso ministério e pregar o evangelho a eles. A obra de Deus jamais deve ser confiada àqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito, pois só assim o Senhor pode operar.
Você acha que todos podem governar a Igreja? Eu já falei sobre a Igreja várias vezes com vocês. Eu também já expliquei aos nossos pastores que nem todos podem governar a Igreja simplesmente porque receberam a remissão de pecados. Só porque alguns crentes se reuniram, isso não quer dizer que eles são uma Igreja. A Igreja deve ser composta por servos de Deus e por obreiros obedientes que se submetem à vontade de Cristo. Se há pessoas que receberam a remissão de pecados, porém fazem tudo por si mesmas e vivem da forma que querem, como é que elas podem se reunir para formar uma igreja? Isso não é a Igreja.
Mesmo que seus membros tenham nascido de novo, isso não é a Igreja. Ela não pode ser a Igreja de Deus. Deus chamou Abraão e o usou como Seu instrumento. E apesar de Abraão ter muitas falhas e imperfeições, ainda assim Deus o usou como Seu instrumento. Mas por que Ele fez isso? Deus usou Abraão como Seu instrumento porque ele obedecia totalmente à Sua Palavra.
Alguns de vocês devem achar que já que Abraão é um personagem bíblico, ninguém hoje em dia pode caminhar como ele realmente. Mas temos que entender que a Igreja de Deus tem que caminhar como a Bíblia ensina. Você deve caminhar exatamente como a Bíblia ensina. Por isso, eu peço a você que ouça atentamente o sermão de hoje para depois não esquecer o que foi dito. Então, ouça atentamente o que Deus está dizendo a você na passagem bíblica deste capítulo, lembre-se disso em seu coração, medite sempre nisso e creia nisso também. O certo a fazer é reconhecer a exatidão da Palavra de Deus, crer nela e decidir segui-la em seu coração.
Sua vida deve ser uma jornada de constante aprendizado. Você não deve ser tolo e tentar servir ao Senhor confiando nas suas próprias forças humanas, para depois desistir diante de um simples problema. Somos esposas de Jesus Cristo e o Senhor é o nosso Noivo. Nós temos que servir ao Senhor com todo zelo e fazer o que Ele quer que façamos. É isso que a Igreja de Deus tem que fazer.
Alguns santos, depois de servirem ao Senhor fielmente, desistem da obra no meio do caminho achando que não estão sendo reconhecidos pela Igreja ou estão sendo mal tratados. No entanto, todos nós, independente se nosso trabalho está sendo reconhecido pelos outros ou não, somos a noiva de Jesus Cristo e, portanto, todos nós temos o dever de servir ao senhor a vida inteira. E para nós servirmos ao Senhor a vida inteira como Sua noiva, temos que nos submeter de qualquer maneira à vontade do Noivo.
Nosso Noivo é um homem deste mundo? Nós podemos confiar em alguém deste mundo? Podemos confiar no amor deste mundo? Não, de forma alguma. Mas o Noivo o qual você e eu servimos não é uma simples criatura deste mundo. Ele é o Rei dos reis. Ele é o Ser supremo. É por isso que nós temos que obedecer a Ele totalmente.
Nós temos que exaltar Jesus Cristo, nosso Noivo. Temos que nos alegrar junto com Ele e segui-Lo em obediência. Além disso, nós temos que rejeitar nossas vontades que se opõem à vontade do Senhor, pois só assim poderemos ser amados por Jesus Cristo nossa vida inteira como Sua verdadeira noiva.
Eu espero que Deus adorne cada um de vocês como Sua amada noiva e que as pessoas de fé façam a vontade de Jesus Cristo e sejam obedientes a Ele.