The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 1-5] (Gênesis 1:1-5) O Senhor Tornou as Trevas em Luz

(Gênesis 1:1-5)
“No princípio, criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã: o dia primeiro”.
 
 
Nós cremos que o Deus que criou o universo é o nosso Deus. Se isso é verdade, o mais importante para nós é descobrir como podemos conhecer este Deus e como podemos segui-lo. Ou seja, sobre que base devemos crer em Deus nosso Criador e segui-lo? A resposta para esta pergunta é a seguinte: devemos passar a conhecer este Deus, nosso Criador, e segui-lo baseados em sua Palavra escrita na Bíblia. Ou seja, somente quando conhecermos a Palavra do Deus que nos criou e nos salvou do pecado através do evangelho da água e do Espírito é que poderemos realmente viver pela fé.
Deus nos criou e remiu todos os nossos pecados, e é através de sua Palavra que ele abençoa todos os que creem no evangelho da água e do Espírito. Deus se manifesta a todos nós através de sua Palavra. E é através dela que ele faz suas promessas a todos nós, e certamente cumpre estas promessas que ele nos faz. O nosso Deus é revelado a nós como o Deus da aliança. Então, devemos crer que é através da sua Palavra que ele fala conosco e nos faz promessas. O Deus que nos criou é um Deus santo, e ele é o Deus que revela a si mesmo através de sua Palavra. Deste modo, é somente através da Palavra escrita que podemos encontrar este Deus santo e também purificar todos os nossos pecados.
O livro de Gênesis, no Antigo Testamento, começa dizendo: “No princípio, criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz”. Podemos ver nesta passagem que é pela Palavra de Deus dita aqui em Gênesis 1:3 —“Haja luz”— que fomos libertos da confusão, do vazio e da escuridão.
O capítulo um de Gênesis mostra o plano da salvação de Deus para a humanidade. Ou seja, este livro é o projeto para a salvação do homem. Na criação de Deus, tudo foi planejado em Jesus Cristo, desde a tentação de Satanás até a queda do homem, desde a salvação de Deus através de Jesus Cristo à adoção do homem como filho de Deus e todas as bênçãos celestiais que estão preparadas para ele em Cristo Jesus. Por isso Deus disse: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas”. Em Gênesis 1:1 Deus deixou claro que foi ele quem criou os céus e a terra, então no versículo dois ele disse: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”. Com isso, Deus está falando sobre a natureza decaída de todo ser humano.
A vontade de Deus e o propósito para todas as coisas estão ocultos em sua providência, pela qual ele criou o universo. Mesmo antes de criar o homem no começo de tudo, Deus tinha planejado fazer de todos seus filhos através da sua salvação. Deus então tinha tudo planejado não somente para apagar todos os nossos pecados através de Jesus Cristo, mas também para nos fazer seus filhos e nos dar a bênção do reino dos céus. Todo este incrível plano de Deus já tinha sido designado em Jesus Cristo independente de qualquer intenção da criatura. De vez em quando vemos que algumas das coisas que queremos fazer às vezes vão contra a vontade de Deus. Mas depois passamos a entender que Deus nos dá tudo o que precisamos para viver nesta terra de acordo com o seu plano.
Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida” (João 14:6). Crendo somente na Palavra de Deus, entendemos quem Jesus Cristo realmente é e o seguimos. Precisamos entender que se fizermos nossa própria vontade segundo aquilo que queremos e tentarmos encontrar Deus do nosso próprio modo, acabaremos entrando numa tremenda confusão, vazio e pecado. Somente quando compreendermos Deus e o seguirmos segundo a Palavra que ele nos deu é que poderemos de fato encontrar o Deus que nos criou e nos salvou de todos os nossos pecados. Ou seja, é através da Palavra escrita de Deus que podemos verdadeiramente encontrar Jesus Cristo. Isso significa que sem a Palavra de Deus, é impossível encontrarmos de fato Jesus Cristo, que nos salvou do pecado.
A Bíblia é o baú do tesouro da Palavra da aliança que Deus nos prometeu. Deus fala conosco através de sua Palavra e também se encontra conosco através dela. Você precisa entender que como Deus é verdadeiro, é através de sua Palavra dita a nós que ele realmente se encontra conosco. Portanto, não devemos ler a Bíblia e vê-la apenas como um romance ou um livro de história. As Escrituras dizem: “No princípio, era o Verbo, e o verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” (João 1:1). A encarnação da Palavra de Deus escrita na Bíblia é o próprio Deus que fala conosco. Todos nós temos que entender e crer nisto. Portanto, a Bíblia que estamos lendo é a Palavra de Deus que ele nos deu, assim como seu testemunho onde ele revela a si mesmo através dela.
 
 
O Plano de Deus para Acabar com o Caos e o Vazio
 
Está escrito em Gênesis 1:2-5: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã: o dia primeiro”.
No texto acima podemos ver a vontade de Deus descrita em sua Palavra. Podemos ver que a vontade de Deus para nós é libertar cada alma cativa do pecado. Aqui podemos ver como Deus revela claramente sua intenção, que é livrar o coração das pessoas da confusão, do vazio e das trevas.
Então o que significa a luz da qual Deus falou? E a quem ela se refere? Essa luz mostrada na Bíblia se refere a Jesus Cristo, que nos salvou dos nossos pecados. Então quem estava preso à confusão, ao vazio e às trevas profundas? Ninguém mais senão todos nós – isto é, a raça humana presa aos pecados do mundo. Esta passagem explica que todos nós caímos na tentação de Satanás, e que há confusão, vazio e trevas profundas em nosso coração. Quando Deus criou os céus e a terra e fez o homem, ele planejou elevá-lo à condição de seu filho, e de acordo com este plano, ele realmente nos salvou de todos os nossos pecados.
Deus tinha um propósito quando nos criou. Até mesmo nós seres humanos não fazemos nada sem um propósito. Todos nós temos um propósito quando fazemos algo. Quando Deus nos criou, ele disse: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra” (Gênesis 1:26). Esse texto mostra claramente que desde o começo Deus nos fez à sua imagem, e ele também deu livre arbítrio a todos nós. Ou seja, Deus está nos dizendo: “Eu dei a todos vocês o livre arbítrio e a opção de aceitar ou não em seu coração a minha graça e as bênçãos celestiais que estou oferecendo”. Ao mesmo tempo, porém, este direito de escolha que lhes foi dado requer que vocês sejam totalmente responsáveis pelo que vão escolher. Então o Senhor disse: “Mas quem pratica a verdade vem para a luz” (João 3:21). Portanto, ele está dizendo que mesmo hoje, os que de bom grado aceitam a justiça de Deus vão perante ele mostrar sua fé nesta justiça. No entanto, os que ainda amam as trevas ao invés da luz não vão para esta luz, pois têm medo que suas trevas sejam expostas.
Nós os crentes do evangelho da água e do Espírito somos capazes de discernir claramente o que é a luz da salvação e o que são as trevas que nos levam à destruição. E nós podemos escolher a luz. Devemos compreender o que Deus está nos dizendo, e como suas criaturas, temos que decidir por nós mesmos o que iremos escolher e optar pela verdade ao invés da mentira. Deus disse que nos deu a verdadeira liberdade de escolha. Se Deus nos mandasse para o céu ou para o inferno sem nos dar o livre arbítrio e o direito de escolha, ele então seria responsável por todas as coisas. E se for esse o caso, então o Deus da verdade não poderia ser verdadeiramente glorificado por nós humanos. Se Deus não fosse justo, sua essência não fosse santa, e se ele não fosse misericordioso para conceder sua graça aos miseráveis, então ele não poderia realmente aceitar a nossa adoração e louvor.
Deus está dizendo: “Como eu sou Deus, eu lhes dei o livre arbítrio e o direito de escolha. Então se vocês desejam receber a bênção da salvação que estou lhes oferecendo, venham para mim e aceitem todas as bênçãos da salvação pela fé. Mas se vocês gostam das trevas, da confusão, do vazio e da maldade mais do que a luz da verdade, então vocês irão para o lugar de sofrimento eterno. Vocês devem saber de uma vez por todas que são totalmente responsáveis por sua escolha”.
Deus fala com todos nós através de sua Palavra da verdade. Então devemos compreender que ele está dizendo que dará as bênçãos da salvação àqueles que vierem para a verdade da salvação crendo na sua justiça. Os que verdadeiramente amam apenas a justiça de Deus olham somente para ele e crêem somente nele em sua vida. Por isso eles viverão com abundantes bênçãos tanto nessa terra como no reino dos céus. Este é o amor de Deus revelado através da verdade da salvação. Por outro lado, os que gostam da escuridão entrarão nas trevas amaldiçoadas e sofrerão para sempre, pois escolheram a destruição por sua própria vontade. Este é o justo juízo de Deus. Deus é totalmente perfeito, justo e santo.
Deus não faz nada por sua própria força, mas manifesta sua vontade através da sua Palavra; ele trabalha através da sua Palavra. Além disso, Deus quer julgar com justiça e também quer ser louvado e adorado por nós com ações de graças. Ele deu a chance de possuir sua justiça àqueles que escolheram a luz da verdade; por isso ele se agrada de dar-lhes todas as bênçãos do céu. Deus também é um Deus justo, e, portanto, ele certamente julgará os que devem ser julgados, e salvará os que merecem ser salvos. Deus é tão justo que julgará todos os que pertencem ao mal, sem dúvida alguma. Portanto, é errado dizer que Deus é injusto ou desleal. Se alguém agora quer ser abençoado por Deus que criou os céus e a terra e que nos salvou do pecado, ele deve então compreender a salvação que foi manifestada através do evangelho da água e do Espírito, e ao fazer isso, aprender sobre Deus e também crer nele.
Foi por amor que Deus preparou a verdadeira salvação para nós. Ele deu a todo ser humano o direito e a liberdade de escolher entre a sua justiça e as trevas. Ele preparou todas as coisas para que agora qualquer um possa crer naquilo que quiser. Deus quer revelar a luz e a sua justiça a todo aquele que disser: “Eu gosto da luz”. A todos que aceitarem cada Palavra de Deus, ele quer dar a sua salvação, a verdade e todas as bênçãos do céu, mas àqueles que preferirem as trevas à luz, ele permitirá que eles sigam estas trevas.
Até hoje em dia, Deus o Criador dos céus e da terra ainda fala conosco através da Palavra escrita na Bíblia. Ele é o Deus Criador que fez o universo e tudo que nele há com a sua Palavra. E porque o próprio Deus é justo, ele quer revestir todas as criaturas com sua justiça através da sua misericórdia. Somente Deus é o Criador de todas as criaturas, o Ser Supremo e o verdadeiro Deus. É claro que a pessoa pode escolher ficar contra a Palavra de Deus, mas ninguém pode vencer esta Palavra.
No princípio Deus criou os céus e a terra. Ele fez tudo, tanto as dimensões visíveis como os invisíveis. Você reconhece isso? Por ter feito todas as coisas, Deus nos deu o direito de escolha, ou seja, o livre arbítrio. A graça de Deus é derramada sobre as pessoas segundo suas escolhas. A Bíblia diz: “ Porque o Filho de Deus, Jesus Cristo, que entre vós foi pregado por nós, isto é, por mim, e Silvano, e Timóteo, não foi sim e não; mas nele houve sim” (2 Coríntios 1:19). Esse texto quer dizer que no reino de Deus não existe algo como um “não”, nem nada que é irracional.
 
  
Temos que Entender que Também Fazia Parte do Plano de Deus que o Homem Caísse na Tentação de Satanás
 
Está escrito no texto bíblico deste capítulo: “No princípio, criou Deus os céus e a terra”, e ele então continua dizendo: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”. Esse texto mostra que nos planos de Deus foi previsto que Satanás enganaria o homem e o faria cair no pecado. Gênesis capítulo um e dois descreve o projeto do plano de Deus, do capítulo três em diante a implementação deste plano e seu desenvolvimento são descritos. Podemos dizer que Deus iniciou aí a sua obra da salvação da humanidade.
Cerca de dez anos atrás, uma loja de departamento em Seul desabou e causou muitos prejuízos. Investigações sobre a causa do desmoronamento revelaram que o projeto deste prédio foi alterado várias vezes, não somente na fase de construção, mas até que ele ficou pronto. Repetidas mudanças na estrutura enfraqueceram a integridade do prédio, e foi isso que levou ao trágico desmoronamento. Nosso Deus, ao contrário, nunca mudou o seu plano para a nossa salvação, nem uma vez sequer. Com o evangelho da água e do Espírito, ele implementou a salvação de toda humanidade como tinha planejado em Jesus Cristo antes da fundação do mundo. Sabendo que o homem, sua criatura, cairia em pecado, Deus não somente ficou com ele, mas o criou com um grande plano para recriá-lo com a sua justiça e o fez nascer de novo.
Por isso Deus disse: “Haja luz”, quando a terra era sem forma e vazia, e havia trevas sobre a face do abismo. A luz aqui é a justiça de Deus que Jesus Cristo cumpriu pela nossa salvação. Ou seja, este é o verdadeiro evangelho da água e do Espírito feito por Jesus. O evangelho da água e do Espírito é o evangelho da verdade que faz com que o pecador nasça de novo através da Palavra de Deus. Todos foram feitos pecadores por causa de seus antepassados; e seus pensamentos eram confusos, vazios e cheios de trevas. Mas o evangelho da água e do Espírito é o evangelho preparado por Deus para purificar o pecado de cada pecador e fazê-lo nascer de novo. Se o homem não fosse tentado por Satanás, então seria impossível qualquer um se tornar filho de Deus. Todos nós podemos nascer de novo porque recebemos a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus. Nós nos tornamos pecadores porque não cremos na Palavra de Deus, mas se nos colocarmos sob a graça de Jesus Cristo, que se tornou a justiça de Deus, crendo nele e nascendo de novo, podemos nos tornar filhos de Deus. Este é o plano da salvação que Deus estabeleceu antes da criação deste universo.
Quando Adão e Eva, os ancestrais do homem, se tornaram pecadores ao ser enganados por Satanás, Deus nos libertou do pecado através de Jesus Cristo, seu único filho. O fato de nascermos neste mundo como descendentes de Adão também estava incluído no profundo plano e predestinação de Deus. Dizem que uma cigarra pode ficar debaixo da terra por vários anos como uma larva, depois vem para fora da terra, e deixa sua concha antes de se tornar uma cigarra. Assim como esta larva tem que passar algum tempo debaixo da terra antes de se tornar uma cigarra adulta, também faz parte da predestinação de Deus que as pessoas devem ser tentadas e atacadas por Satanás e aprisionadas pelo pecado por um tempo. A vontade de Deus permite que a tentação de Satanás aconteça, porque somente quando nos somos pecadores é que podemos nos tornar povo de Deus crendo em sua justiça.
Por isso Deus disse: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”. Ou seja, Deus está dizendo que o motivo pelo qual as pessoas caem no vazio, na confusão e nas trevas profundas é simplesmente porque elas não creem na Palavra de Deus de todo o seu coração, porque todos viram presa de Satanás no momento que deixam a Deus seu Criador, incapazes de confiar nele e em seu amor. Até hoje se as pessoas não crerem no evangelho da água e do Espírito que Deus nos deu, mas se afastarem dele, então a confusão, o vazio e as trevas irão visitar este coração descrente. Na raça humana hoje – ou seja, entre os descendentes de Adão – os que ainda não puderam se encontrar com o Deus da aliança estão todos tomados por seus próprios pensamentos e imersos em confusão. É por isso que eles não creem na Palavra de Deus. E já que eles não creem na Palavra de Deus, eles não sabem como Deus purificou seus pecados e como ele quer encontrar-se com eles em sua casa. Para eles escaparem da confusão dos seus próprios pensamentos, não há outro caminho a não ser voltar para Deus crendo em sua Palavra. Se nós voltarmos para Jesus Cristo, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, e crermos na Palavra de Deus, então certamente poderemos encontrar o Deus da nossa salvação, pois assim conseguiremos cumprir sua vontade e ser libertos de toda a confusão.
Aqueles que não reconhecem Jesus Cristo como seu Salvador que veio pelo evangelho da água e do Espírito estão destinados a cair em um profundo vazio e pecado. Melhor dizendo, a não ser que eles conheçam o verdadeiro evangelho da água e do Espírito, eles não podem escapar do pecado. Para aqueles cujo coração não tem fé no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus, não há purificação de pecado em seu coração e nem a verdadeira satisfação. Na verdade, quando Deus criou o homem, ele fez isso com a condição de que nos faria segundo sua imagem. Então, se nós homens crermos no evangelho da água e do Espírito segundo a vontade de Deus, ele então nos fará sem pecado. Portanto, como Deus nos fez segundo sua imagem, não estaremos totalmente prontos até que tenhamos fé na sua justiça. É por isso que os que não foram remidos dos seus pecados caem no vazio, na confusão e nas trevas. Então, o coração de todos nós deve ter fé no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus. E como os que creem na Palavra de Deus, nosso coração deve confiar em sua justiça pela fé. Jesus Cristo, nosso Criador, deve morar em nosso coração, assim como o evangelho da água e do Espírito. E seremos verdadeiramente salvos apenas quando estivermos prontos para crer fielmente no verdadeiro evangelho cumprido pela Santa Trindade – Deus Pai, Jesus, o Filho do Deus Criador, e o Espírito Santo.
Todo aquele que não procura o evangelho da água e do Espírito dado por Deus pela fé tem um coração vazio e não pode viver pela verdadeira fé. Se encontrarmos Jesus Cristo pela fé, aquele que veio pelo evangelho da água e do Espírito, então verdadeiramente alcançaremos a vida eterna e viveremos para sempre nos braços de Deus. Portanto, Deus preparou Jesus Cristo para nós antes da fundação do mundo para que o tivéssemos um encontro com ele voltássemos a ter a sua imagem. Deus cumpriu e nos deu sua justiça.
Deus nos disse: “A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”. Melhor dizendo, enganados pelas astutas ciladas de Satanás, nós caímos no pecado, no vazio e na confusão. Enquanto ainda éramos pecadores, Deus enviou seu filho Jesus Cristo, fê-lo ser batizado por João Batista e depois crucificado. Então Deus nos mostrou porque sua justiça era indispensável para nós e disse que nos salvaria do pecado através de seu filho Jesus Cristo. Ou seja, Deus prometeu que nos salvaria da confusão com sua justiça e através de Jesus Cristo. O Senhor nos salvou do pecado profundo, do vazio e da insatisfação, e esta é a verdade que foi prometida a nós na Bíblia.
“E disse Deus: ‘Haja luz’”. Essa luz se refere a ninguém menos que Jesus Cristo, que salvou a você e a mim através do evangelho da água e do Espírito. Jesus Cristo é o Senhor da nossa salvação. “No princípio, criou Deus os céus e a terra”. Foi o próprio Jesus Cristo que fez os primeiros céus e a terra que hoje é visível aos nossos olhos. Jesus é o próprio Deus, aquele que fez esta terra e estes céus, e ao enviar seu filho Jesus, o Criador do universo, Deus pai apagou todos os nossos pecados e cumpriu sua justiça.
“E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite”. Embora neste texto Jesus Cristo seja revelado apenas como Deus, na Bíblia ele também é revelado como nosso Sumo Sacerdote. Jesus Cristo também se manifesta como nosso Salvador, assim como nosso profeta que tudo nos ensina. Este Jesus Cristo é a “luz” na qual Deus se compraz.
Quem foi aquele que se revelou como Deus, aquele que fez a verdadeira luz deste universo? O próprio Jesus Cristo, que é a justiça de Deus. É por isso que a Bíblia diz que ele é o filho de Deus, e o seu Pai diz em salmos: “Eu hoje te gerei” (Salmos 2:7). O filho de Deus gerado por Deus Pai é o mesmo Deus para todos nós. Por isso que o apóstolo João disse: “No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez” (João 1:1-3). Isso significa que Jesus, o Deus da Palavra, fez este universo com a sua própria Palavra. Com esta Palavra, Jesus Cristo fez estes céus e esta terra que nossos olhos veem agora. E através de seu filho, o Pai nos tornou justos com o evangelho da água e do Espírito. Devemos compreender claramente que Jesus Cristo é o próprio Deus. Para aqueles que creem em seu batismo e em seu sangue na cruz, ele deu a remissão de pecados que os permite alcançar a justiça de Deus e se tornar filhos de Deus.
A Bíblia diz: “Deus viu a luz, e viu que era boa”. O plano da salvação de Deus preparado em Jesus Cristo é profundo e lindo. É por isso que a Bíblia diz a respeito deste grande plano de Deus: “Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas” (Romanos 11:33-36). Como pode a criatura compreender totalmente seu Criador? Tudo vem de Deus e tudo voltará para ele.
Deus nos prometeu a sua justiça, e com sua Palavra ele separou o seu povo do povo do diabo. Se você que está lendo este livro agora aceitar em seu coração o evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus, então você também se tornará filho de Deus. Por causa do seu infinito amor, Deus sacrificou seu filho para dar-lhe a sua justiça. É por isso que a Bíblia diz que não crer na justiça de Deus é pecado. Segundo a Palavra, o evangelho da água e do Espírito é o que contém a justiça de Deus. E você também pode alcançar esta justiça.