The New Life Mission

Sermões

Assunto 14: A Primeira Epístola de JOÃO

[Capítulo 1-2] (1 João 1:1-10) Você Realmente Tem Comunhão com Deus?

(1 João 1:1-10)
“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos tocaram, isto proclamamos com respeito ao Verbo da vida (pois a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada). O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco. E a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo. Estas coisas vos escrevemos, para a nossa alegria seja completa. Esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e nele não há treva nenhuma. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos nas trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.”
 
 
Como pode haver uma verdadeira comunhão Com Deus?
Isso só é possível crendo no evangelho da água e do Espírito.
 
A Bíblia diz que se dizemos que temos comunhão com Deus, e ainda assim andamos nas trevas, então nós somos mentirosos, e que se nós andamos na luz da Verdade, como o Senhor está na luz, então nós temos comunhão com Deus. Nós podemos, portanto, entender que, os santos e servos de Deus, também podem ter verdadeira comunhão uns com os outros pela fé mas somente quando eles estão na luz da Verdade.
Nós cremos na luz da Verdade de Deus, e também pregamos o evangelho da água e do Espírito, o evangelho da salvação, aos outros, para que eles possam ser libertos da sua morte espiritual pela fé. Se vivemos pela fé na luz da Verdade de Deus, então nós também somos filhos da luz que praticam a Verdade. Por isso, para termos verdadeira comunhão uns com os outros, temos que aceitar primeiro em nossos corações a Verdade do evangelho da água e do Espírito pela fé. Se, por outro lado, nós falharmos e não conseguirmos descobrir a luz da salvação revelada a nós tão nitidamente como o evangelho da água e do Espírito, e formos, portanto, incapazes de permanecer na fé, então nós acabaremos vivendo nas trevas.
É por isso que você deve confessar seus pecados para Deus e crer na verdadeira luz do evangelho, se você ainda não tem fé no evangelho da água e do Espírito e está andando nas trevas. É por não acreditar na verdadeira luz da salvação que nós acabamos como mentirosos diante de Deus. Sendo assim, todos nós devemos crer com nossos corações na Verdade do evangelho, que Jesus Cristo nos libertou de todos os nossos pecados, porque Ele nos amou tanto que veio a essa terra, foi batizado, e até morreu na Cruz. Fazendo isso, devemos então viver o resto das nossas vidas anunciando a luz da Verdade.
O Apóstolo João diz que nós podemos ter verdadeira comunhão somente quando estamos na luz da Verdade de Deus. Quando as pessoas lêem 1 João, elas encontram muitas passagens que não podem ser entendidas por pensamentos carnais. Então todos unanimemente concordam que há muitas passagens difíceis ali. Mas se alguém tem o entendimento correto do batismo que Jesus recebeu e do Seu sangue derramado na Cruz, e se ele crer nisso, não é tão difícil assim interpretar e entender 1 João. Na Palavra de Deus, não existe nenhuma verdade que não possa ser revelada pela Palavra do evangelho da água e do Espírito. Porém, ela está cheia da Palavra da verdade que simplesmente não pode ser interpretada sem o verdadeiro evangelho. Em outras palavras, somente aqueles que foram purificados dos seus pecados podem interpretar 1 João e provar a essência da sua verdade. Isso porque através das suas epístolas, o Apóstolo João fala do verdadeiro evangelho de Deus e da vida dos santos na luz da Verdade.
O próprio Apóstolo João tinha que permanecer na luz de Deus para ter comunhão com Ele. Então ele perguntou os leitores da sua epístola se eles estavam ou não na luz da Verdade para ver se eles tinham comunhão com Deus. Ele, em outras palavras, queria ter comunhão com eles, mas deixou bem claro que eles primeiro tinham que vir para a luz da Verdade dada por Deus.
O Apóstolo João queria compartilhar sua fé com aqueles que criam nesta mesma luz da Verdade. E ele disse que isso só seria possível quando todos eles tivessem fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito que nos trouxe a salvação dos nossos pecados. Se a nossa fé é diferente dessa fé que crê no evangelho dado por Deus, então nós não podemos ter uma verdadeira e sincera comunhão com Cristo. Foi por isso que o Apóstolo João disse: “A nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo” (1 João 1:3).
Portanto, para que qualquer cristão tenha uma verdadeira comunhão com os outros cristãos, ele precisa ter a mesma fé que crê na Palavra da Verdade que veio a nós por meio do evangelho da água e do Espírito. Em Jesus Cristo, cremos no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor, e nessa fé nós morremos junto com Cristo e recebemos uma nova vida com Ele. Nosso Senhor deu a todos nós a Palavra da Verdade, pela qual todos podemos ser purificados dos nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito.
Meus amados irmãos, vocês devem entender que mesmo que vocês digam que crêem em Jesus como seu Salvador, enquanto vocês não crêem no evangelho da água e do Espírito, e assim seus pecados não forem apagados dos seus corações de forma perfeita, vocês não poderão se tornar filhos de Deus. Se vocês não crêem na luz da Verdade contida no evangelho da água e do Espírito, e por causa disso vocês não se tornarem filhos de Deus, é praticante impossível então que vocês tenham comunhão com Deus, e também é impossível que vocês tenham qualquer comunhão verdadeira com os santos nascidos de novo.
Ao ter comunhão com aqueles que crêem no evangelho de salvação de Jesus Cristo, o Apóstolo João queria ter alegria em dobro. João disse: “Estas coisas vos escrevemos, para que a nossa alegria seja completa” (1 João 1:4). Na nossa comunhão, é quando nós estamos no evangelho da água e do Espírito com a mesma fé que nossa alegria pode ser completa. Nossa alegria pode ser dobrada no Senhor quando nós temos comunhão no evangelho da água e do Espírito.
  
Para que os pecadores tenham comunhão com os justos, que fé eles devem ter?
Isso é possível apenas quando eles têm fé no evangelho da água e do Espírito.
 
É totalmente impossível que os pecadores tenham comunhão com aqueles que receberam a remissão dos seus pecados. Por que essa é a questão aqui? Porque eles são espiritualmente incompatíveis com os nascidos de novo, por não crerem no evangelho da água e do Espírito. Porém uma vez que eles creiam no evangelho da água e do Espírito, eles poderão ter verdadeira comunhão com os santos. A princípio, aqueles que não nasceram de novo não podem entender com facilidade quando ouvem aquilo que os crentes no evangelho da água e do Espírito dizem a eles, mas quando eles conseguem entender depois de algum tempo, eles também passam a ter uma verdadeira comunhão com Jesus Cristo. Os pecadores acham difícil entender o que aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito dizem a eles. No começo eles até se sentem um pouco estranhos com o que os nascidos de novo dizem e fazem.
Para que nós tenhamos uma verdadeira comunhão com os pecadores, eles precisam primeiro crer na Palavra da água e do Espírito e vir para a luz da Verdade. Para fazer isso, eles precisam conhecer a Verdade do evangelho da água e do Espírito, e devem se tornar verdadeiros cristãos. E para que nós venhamos para a luz da Verdade, devemos primeiro admitir honestamente quem nós realmente somos. Os pecadores só podem alcançar a fé abençoada no evangelho da água e do Espírito quando eles entenderem que estão prestes a enfrentar o julgamento de Deus por causa dos seus pecados.
Para serem livres de forma perfeita de todos os seus pecados, em outras palavras, os pecadores precisam primeiro admitir que são maus desde seu nascimento e estão condenados a ir para o inferno. Depois então, eles terão que crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito. Essa é a maneira única e correta de alcançar a Verdade da salvação. Nós temos que escapar de todos os nossos pecados e da sua condenação, que é o resultado do veneno do pecado que herdamos de Adão. E isso só é possível quando cremos no evangelho da água e do Espírito. Somente assim nós podemos voltar para Jesus Cristo. Somente quando nós nos tornamos justos por crermos no evangelho da água e do Espírito é que podemos ter verdadeira comunhão com Deus. Somente então pode haver um verdadeiro relacionamento familiar entre Deus e Seu povo, e entre seus servos e santos.
 
Se você crer em Jesus sem conhecer o evangelho da água e do Espírito, o que será de você?
Isso significa que você acabará como alguém cuja fé foi totalmente em vão.
      
Se você não conhece o evangelho da água e do Espírito, que é a luz da verdade genuína, mesmo que você creia em Jesus como seu Salvador, não seria vã a sua fé? Isso porque você tem que conhecer e aprender a Verdade do evangelho da água e do Espírito. E você deve se tornar alguém que crê na Palavra da Verdade desse evangelho. É na verdadeira Palavra do evangelho da água e do Espírito dada pelo Senhor que nós conhecemos a grande Verdade da salvação, e é crendo nesta verdade que podemos ser remidos de todos os nossos pecados e sermos saciados para sempre.
A Bíblia diz: “Noé era um homem justo e íntegro em suas gerações” (Gênesis 6:9). Nós devemos reconhecer primeiro que havia pessoas justas na Bíblia. Naquele tempo, Noé se tornou um homem justo por receber o dom da salvação de Deus. Em outras palavras, ao crermos no evangelho da água e do Espírito, nós também devemos receber o dom da salvação que Deus preparou para nós. Deus também descreveu Noé como um ser perfeito na sua geração porque Ele o vestiu com o dom da Sua graça, da purificação do pecado.
A Verdade da salvação que Deus deu a Noé foi totalmente diferente da doutrina da santificação contínua que muitos cristãos e muitas denominações hoje em dia sustentam. O dom da salvação dado por Deus foi Seu amor.
  
Em que evangelho você crê?
No evangelho da água e do Espírito, ou você crê em outro evangelho?
 
Você crê em Jesus como seu Salvador? Se você crê ou não na luz da Verdade, que Jesus apagou os seus pecados com o poder do evangelho da água e do Espírito, isso depende só de você, mas ao mesmo tempo, você tem que saber que todas as conseqüências, se você for amaldiçoado ou não, também será determinado pela sua escolha.
Você ainda crê somente no evangelho do sangue da Cruz? Então, sua consciência deveria ser a primeira a saber se há ou não pecados em seu coração. Se você até agora só acreditou no sangue da Cruz para ser salvo, então seus pecados ainda estão intactos em seu coração. Isso não é verdade? Mas se sua alma crê agora no evangelho da água e do Espírito, você então descobriu a luz da Verdade genuína, do nascer de novo.
O que você acha agora do evangelho da água e do Espírito? Aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito não têm pecado em seus corações. Porém, os que crêem na santificação contínua, uma maioria absoluta dos cristãos de hoje, têm o seguinte pensamento errado: eles pensam: “como pode alguém cheio de soberba afirmar que não tem pecado, já que todos os seres humanos pecam enquanto vivem na carne?” Eles estão certos de que o homem jamais poderá estar sem pecados nessa terra, mas Deus ignora seus pecados porque eles crêem em Jesus.
Entretanto, eles têm que entender o fato de Jesus ter levado de uma vez por todas todos os pecados deste mundo, inclusive todos os pecados do passado, do presente, e do futuro, por meio do batismo que Ele recebeu de João Batista. E eles têm que entender que foi pelo fato de Jesus ter sido batizado por João que Ele pôde derramar Seu sangue na Cruz. Jesus Cristo é o mesmo Salvador, ontem e hoje e eternamente. Ao ser batizado por João Batista, pelo qual Ele levou sobre Si os pecados deste mundo, e tendo ido à Cruz e derramado Seu sangue, Jesus cumpriu toda a justiça de Deus de uma só vez. Com o evangelho da água e do Espírito, nosso Senhor apagou todos os pecados deste mundo de uma vez por todas.
Mesmo assim ainda é algo muito triste ver que muitos cristãos hoje são ignorantes em relação a esses ministérios de Jesus que apagou os pecados do mundo todos de uma vez. Eles ainda estão se perguntando como os pecados dos verdadeiros crentes no evangelho da água e do Espírito puderam ser apagados. Essas pessoas continuam sendo pecadoras porque mesmo crendo em Jesus, porque elas não conhecem o evangelho da água e do Espírito, e não crêem nele. Pelo fato delas não conhecerem a grande Verdade do evangelho da água e do Espírito, eles não podem de maneira nenhuma ter seus pecados purificados pela fé. Eu só posso orar e desejar que essas pessoas que crêem apenas no sangue da Cruz para sua salvação passem a crer no evangelho da água e do Espírito e experimentem a verdadeira purificação de pecados.
O Apóstolo João foi um dos verdadeiros discípulos de Jesus que creu nEle como seu Salvador. Ele recebeu o dom da verdadeira purificação de pecados por causa da sua fé no batismo que Jesus Cristo recebeu de João Batista e no sangue derramado na Cruz. Ao longo de todo o evangelho que ele escreveu, ele também testifica claramente a importância do batismo de Jesus feito por João Batista (João 1:29-34).
Este mesmo João agora exorta todos os santos a terem comunhão uns com os outros na verdadeira luz da salvação. O que ele exorta a cada um de vocês é para que vocês deixem a luz da Verdade iluminar seu espírito, e para que vocês tenham comunhão uns com os outros nessa Verdade. Se seus corações forem realmente iluminados pela luz da salvação no evangelho da água e do Espírito, então vocês, da mesma forma, se tornarão santos pela fé. A luz da vida é a verdade que os capacita a permanecer em Jesus Cristo, e a ter uma verdadeira comunhão uns com os outros em Jesus Cristo.
 
 
O que Você Vai Fazer se Ainda Houver Pecado em Seu Coração Mesmo que Você Acredite em Jesus?
 
Há também muitas pessoas que, mesmo crendo em Jesus Cristo como Salvador, pensam que é algo natural elas terem pecado. Mas tais pessoas ainda não sabem como a verdadeira salvação foi cumprida no evangelho da água e do Espírito, que foi consumado na luz da Verdade de Deus. Essas pessoas podem até pensar que sua comunhão com Deus depende somente deles, mas um dia elas entenderão que na realidade esse não é o caso. Com esse tipo de fé, elas não podem se achegar a Deus por mais que elas tentem, e nem são capazes de sequer chegar perto dEle com suas orações, porque há pecado em seus corações. Então olhando para elas mesmas, elas não podem fazer nada além de lamentar por sua miséria.
Se você ainda é um pecador diante de Deus, você então deve confessar a Ele sinceramente que você está sob a punição do pecado, e admitir que o evangelho da água e do Espírito é a luz da verdadeira salvação. Está claro que alguém que ainda tem pecado em seu coração não é um filho de Deus, mesmo que ele creia em Jesus ou não. Quando cremos em Jesus como nosso Salvador, nós devemos crer nesse verdadeiro evangelho. Quando você crê que esse Jesus Cristo apagou seus pecados e te deu a salvação através do evangelho da água e do Espírito, você pode ser liberto de todos os seus pecados. E essa sua fé pode ser aprovada diante do Deus santo.
Hoje em dia, vemos que muitos cristãos estão tentando receber a remissão dos seus pecados e entrar no Reino dos Céus crendo nas doutrinas que cada denominação estabeleceu. Mas apesar dessa religião criada de forma insensata e dessa fé doutrinária, seus pecados não podem ser apagados. Apenas quando eles conhecem o evangelho da água e do Espírito descrito na Bíblia, e crêem nessa Palavra da Verdade, é que todos os seus pecados são apagados. Quando nós entendemos que Jesus Cristo é o Salvador que veio através da evangelho da água e do Espírito, e cremos nEle com nossos corações, a perfeita salvação se cumpre em nós. A fé do Apóstolo João, também, foi aquela que creu no evangelho da água e do Espírito (1 João 5:3-7). Nós devemos provar nossa fé para vermos se ela é a fé no evangelho da água e do Espírito de Deus ou a fé religiosa e doutrinária dos pensamentos humanos.
Se você tem pecado em seu coração mesmo que você confesse crer em Jesus, você então é alguém que ainda não tem comunhão com Deus. Embora você diga a si mesmo que crê em Jesus como seu Salvador, você ainda não veio para a luz da salvação, e por isso não há verdadeira comunhão com Deus. É por isso que você acaba vivendo em meio a tanta dor. Essas pessoas devem confessar: “Senhor, eu ainda sou um pecador. Porque não conhecer o evangelho da água e do Espírito que Tu me destes, eu ainda não tinha verdadeira comunhão contigo. Senhor, por favor, tenha misericórdia de mim, e permita que eu conheça o evangelho da água e do Espírito. Senhor, porque meus pecados ainda estão em meu coração, eu estou sob a ira do pecado e de um castigo terrível,” e então eles devem crer no evangelho da água e do Espírito.
Só assim você poderá ter comunhão com Jesus Cristo. E para fazer isso, você deve permanecer firme na fé que conhece e crê no evangelho da água e do Espírito. Através da fé que crê na Verdade desse evangelho, você pode ser remido de todos os seus pecados de uma vez por todas e permanecer na luz da salvação.
Hoje em dia, a realidade de muitos cristãos é que mesmo crendo em Jesus e vivendo sua vida de fé, eles ainda não receberam a verdadeira purificação dos seus pecados por causa da sua ignorância em relação ao evangelho da água e do Espírito. A maioria deles nem admitiu ainda a lei de Deus que declara: “o salário do pecado é a morte,” e como resultado, eles estão levando sua vida de fé sem mesmo perceber que são pecadores prestes a enfrentar o castigo de Deus.
Por que razão as pessoas do mundo odeiam tanto os cristãos? Porque os cristãos falharam em se tornar a luz deste mundo. Eles não podem resplandecer a lei de Deus porque eles falharam em se tornar luz por não crerem no evangelho da água e do Espírito. E como resultado, eles ficam se escondendo na sua própria hipocrisia.
Além disso, até esse exato momento, muitos cristãos pensam no Cristianismo meramente como mais uma religião deste mundo, e é assim que eles crêem nele. Aí então está outra razão pela qual os não-crentes odeiam os cristãos. Porque os cristãos geralmente dizem que eles são purificados dos seus pecados diários por fazerem suas orações de arrependimento. Por causa desse tipo de doutrina religiosa, que não é diferente da fé do mundo, há uma tendência dos não-crentes não gostarem do Jesus Cristo em quem os crentes acreditam. Os não-crentes pensam: “É muito conveniente para eles. Eles pecam contra seu semelhante, e ainda dizem que tudo que precisam fazer são suas orações de arrependimento só uma vez e confessar seus erros a Deus. Que religião conveniente!” Por isso eles odeiam esses cristãos.
E há pessoas que dizem que deixaram de crer em Jesus porque seus pecados diários não podiam ser purificados mesmo elas fazendo suas orações de arrependimento freqüentemente. Os cristãos pecadores facilmente se derramam em lágrimas quando eles fazem suas orações de arrependimento. Eles não podem se sentir de outra maneira a não ser tristes, porque eles ainda estão aprisionados pelas trevas do pecado e são mesmo incapazes de receber qualquer ajuda de Deus. Por não crerem no evangelho da água e do Espírito, eles ainda não receberam a eterna remissão dos seus pecados mesmo crendo em Jesus Cristo, e por isso eles ainda não descobriram a luz da Verdade genuína. É apenas com suas emoções que eles querem a misericórdia de Deus e andam chorando.
Por que eles passaram a ter uma fé fútil e centrada na emoção? Porque eles têm sofrido por causa dos seus pecados, e não entendem a Palavra de Deus mesmo quando a lêem, é que eles confiam tanto nas suas emoções para expressar sua fé vazia. Todavia, mesmo com a fé zelosa que eles possuem, os frutos da salvação não podem brotar, mas apenas brotam frutos tolos e fúteis do pecado. Por terem pecado, eles não podem dar os frutos do Espírito Santo mesmo que tentem cultivá-los, nem podem amar uns aos outros por mais que eles tentem.
Aqueles que continuam sendo pecadores não podem levar uma vida de fé de próspera por mais que eles tentem. E por que isso acontece? Porque eles não conhecem o evangelho da água e do Espírito que os capacita a receber a remissão de pecados sendo purificados dos seus pecados, nem crer nesse evangelho.
Aqueles que ainda não receberam a remissão de pecados em seus corações devem encontrar agora os servos de Deus que possuem a luz da Verdade de Deus. E eles precisam ouvir seus ensinamentos sobre a Verdade do evangelho para receber a remissão dos seus pecados em seus corações. E se você quer realmente levar uma vida de fé com um coração totalmente sem pecado e chamando a Deus de seu Pai, você precisa crer de todo seu coração na Verdade da Palavra do evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor. Quando você crer no verdadeiro evangelho, você descobrirá e receberá a luz da Verdade. É por isso que o Senhor chama os nascidos de novo de luz do mundo (Mateus 5:14).
Nosso Senhor disse que se conhece uma árvore pelos seus frutos. Se os seres humanos são realmente pecadores desde o seu nascimento, eles então nunca poderão se tornar justos a não ser que creiam no evangelho da água e do Espírito. Se alguém que ainda tem pecado em seu coração disser que crê em Jesus como seu Salvador, ele será reputado como mentiroso diante de Deus, porque sua fé é uma fé falsa. Como essas pessoas não conhecem o evangelho da água e do Espírito, elas não crêem no amor da Verdade em seus corações, e por causa disso elas continuam sendo pecadoras. Ainda assim elas agem como se tivessem sido transformadas de pecadores para justos. Isso, no entanto, é apenas um ato de hipocrisia que engana a Deus, as outras pessoas, e elas mesmas. Essas pessoas são joio mesmo que freqüentem a Igreja de Deus.
Se alguém não tem os frutos do Espírito Santo, essa pessoa então é alguém que não conhece o evangelho da água e do Espírito. Ele só poderá viver então quando se lembrar que é um pecador e crer no evangelho da água e do Espírito. Sem fazer isso, ninguém pode receber o Espírito Santo. Os crentes no evangelho da água e do Espírito são guiados por Deus, porque o Espírito Santo habita em seus corações. Mas os pecadores, pelo fato do Espírito Santo não habitar em seus corações, não são guiados pelo Espírito de Deus mas ao invés disso vivem segundo seus desejos, e por isso eles perecerão no fim de tudo.
Já que você foi feito justo por Deus pela fé, então você deve dar frutos de fé, conforme o tempo for passando. Os justos têm a Palavra do evangelho da água e do Espírito que pode trazer aos outros a salvação do pecado. Aqueles que receberam a remissão dos seus pecados podem dizer com ousadia diante dos outros que pelo fato deles crerem no evangelho da água e do Espírito, eles são justos agora.
  
Há pessoas que pensam que não existe mais nenhum justo hoje em dia?
Sim, mas isso porque elas não conhecem o evangelho da água e do Espírito.
 
Romanos 3:10 diz, “não há um justo, nem um sequer,” mas as pessoas não entendem essa passagem. Essa passagem está falando realmente sobre a condição da humanidade antes dela crer no evangelho da água e do Espírito. Nós podemos entender isso quando lemos as passagens que se seguem.
A Bíblia diz que quando éramos pecadores, Jesus Cristo nos fez justos ao nos libertar do pecado com a justiça de Deus. Não importa quem pergunte, aqueles que receberam a remissão de pecados podem dizer que são justos. Alguém pode perguntar ao justo: “Todos os seus atos são justos então?” Eles podem dar testemunho de que embora eles sejam deficientes, pelo fato de Jesus ter apagado todos os seus pecados com a Verdade do evangelho da água e do Espírito, eles foram remidos de todos os seus pecados de uma vez por todas pela fé. Porque todos os seus pecados foram passados a Jesus através do Seu batismo, eles podem, portanto, dizer agora que não têm pecado. Aqueles que têm esse tipo de fé são aqueles que podem ser guiados pelo Espírito Santo, porque eles permanecem na luz da Verdade e dão os frutos do Espírito Santo.
Ao contrário, aqueles que não crêem na Verdade do evangelho da água e do Espírito não podem nem ter a coragem de dizer diante de Deus que estão sem pecado, porque todos os seus pecados continuam intactos em seus corações. Isso devido ao fato de que toda árvore dá seu fruto de acordo com o seu tipo. Assim como espinheiros dão espinhos, é muito óbvio que macieiras só dêem maçãs. Os justos oferecem sacrifício de louvor a Deus continuamente, isto é, o fruto dos seus lábios, que confessam o Seu nome (Hebreus 13:15). O que é o fruto dos lábios do cristão pecador? Eles louvam a Deus do fundo dos seus corações? Eles confessam pela fé que não têm pecado em Jesus Cristo?
A razão pela qual eles não podem confessar com sinceridade que estão sem pecado é porque eles não crêem no evangelho da água e do Espírito, e por isso, seus pecados continuam em seus corações. Tais pessoas dizem que embora confessem que foram salvas dos seus pecados, elas não podem afirmar que não têm pecado, já que ainda há pecado em seus corações.
Todo mundo deve crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito e se tornar justo. Aquele que caminha na luz da Verdade é alguém que crê no evangelho da água e do Espírito, o evangelho da salvação de que Jesus falou, e em cujo coração o Espírito Santo habita por causa dessa fé.
  
Há pecado nos corações daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito?
Não, não há pecado em seus corações porque eles crêem no verdadeiro evangelho.
 
No coração daqueles que se tornaram filhos de Deus, existe algum pecado ou não? Não existe, é claro, nenhum pecado. A oração do Senhor diz: “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome, venha o teu reino...” Deus é santo, e Ele é luz. NEle não há trevas algumas, e também não há nenhum pecado.
Como, então, pode nosso Senhor ser glorificado quando alguém que tem pecado em seu coração diz a Ele: “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome”? Quando alguém que tem pecado em seu coração diz a Deus: “Pai nosso que estás nos céus, Deus de misericórdia e graça, e que é tardio em irar-se, esse pecador se coloca agora diante de Ti,” pode uma oração assim ser aceita por Deus? Este tipo de oração e fé é o que blasfema contra Deus, algo que se torna uma oração escarnecedora feita por alguém que nem mesmo é filho Deus. Jamais Deus terá um pecador como Seu filho. Deus não tem pecado. A oração do senhor está no dizendo que Deus pode ser glorificado apenas quando reconhecermos primeiro, através do evangelho da água e do Espírito, a remissão dos nossos pecados e nos tornarmos justos, e assim formos capazes de chamar Deus de nosso Pai.
Está escrito na seguinte passagem da oração do Senhor: “Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores.” Essa passagem nos diz que até mesmo aqueles que foram remidos dos seus pecados ainda podem cometer pecados, porque eles vivem na carne. Contudo, nós já fomos remidos até mesmo desses pecados com o evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, essa passagem está nos dizendo que assim como nosso Senhor perdoou todos os nossos pecados, nós que cremos nesse lindo evangelho também devemos suportar os erros uns dos outros. Se nós cremos no evangelho da água e do Espírito, não deveríamos nós perdoar as falhas uns dos outros também? Deus com certeza nos repreenderá se nós não suportarmos uns aos outros.
A lição das Escrituras em 1 João aqui fala daqueles que receberam a remissão dos seus pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor habita nos corações dos filhos da luz, os justos, e faz com que eles nunca sintam sede de novo. Nós somos os servos de Cristo que, por enchermos nossos corações com o evangelho da água e do Espírito o tempo todo, somos fiéis ao Senhor que nos purificou de todos os nossos pecados. Embora tenhamos sido remidos dos nossos pecados de uma forma perfeita por crermos no evangelho da água e do Espírito, isso não significa que nós não cometeremos mais nenhum pecado. Ao contrário, descobrimos ainda muito mais falhas em nós. Mas porque o evangelho da verdade da água e do Espírito purificou os nossos pecados, nós estamos sem pecado.
Toda transgressão e injustiça, no entanto, são pecados diante de Deus. Por exemplo, se você jogar alguma sujeira numa fonte limpa, a água da fonte ficará por algum tempo suja, com uma lama preta. Entretanto, nós necessariamente não consideramos essa uma fonte suja. Pelo fato dela ser purificada pelas águas límpidas que continuam a emergir do fundo dela, nós ainda a consideramos uma fonte limpa.
Mesmo depois de receber a remissão dos seus pecados, há algumas vezes em que nossos corações são sujados pelo mundo, mas nós purificamos esses corações manchados crendo na Palavra do verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Assim como a água continua a surgir do fundo da fonte e purifica as águas sujas tornando-as águas límpidas, aqueles que crêem na Palavra do evangelho da água e do Espírito são sempre purificados de todas as suas transgressões por essa fé. Nenhum outro além deste é o poder daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito. Se alguém confessa crer no evangelho da água e do Espírito, mas ainda tem pecado em sua mente, isso só significa que ele ainda não foi salvo dos seus pecados, nem se tornou uma luz verdadeira. Apenas os justos que realmente crêem no evangelho da água e do Espírito como o Apóstolo João podem dizer que se tornaram a verdadeira luz. O Apóstolo João podia ser reputado como um servo de Deus, porque ele primeiro acreditou no evangelho da água e do Espírito. Nós somos aqueles que foram purificados de todos os seus pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito e podem se tornar servos de Deus.
Assim fez o Apóstolo Paulo. Antes dele se tornar um servo de Deus, ele foi, na verdade, um blasfemo que perseguiu os cristãos. Depois de nascer de novo, ele identificou a si mesmo antes como sendo “um blasfemo, perseguidor e injuriador, o principal dos pecadores” (1 Timóteo 1:13-15). Na verdade, ele perseguiu muito os crentes em Jesus, mas passou a crer em Jesus sendo purificado de todos os seus pecados por meio do evangelho da água e do Espírito. Foi assim que o Apóstolo Paulo se tornou um servo de Deus por crer em Jesus Cristo como seu Salvador.
Uma vez ele confessou todas as suas obras da maldade diante do rei Agripa: “Eu também estava convencido de que contra o nome de Jesus de Nazaré devia fazer todo o possível. E foi isso que fiz em Jerusalém. Tendo recebido autoridade dos principais sacerdotes, encerrei muitos dos santos nas prisões, e quando os matavam eu dava o meu voto contra eles. Castigando-os muitas vezes por todas as sinagogas, obriguei-os a blasfemar. E, enfurecido demasiadamente contra eles, até nas cidades estranhas os persegui” (Atos 26:9-11).
Colocando de outra forma, refletindo sobre os atos que ele cometeu antes de receber a remissão de pecados, o Apóstolo Paulo descreveu a si mesmo como “o principal dos pecadores.” Mesmo que ele tenha sido o maior vilão dentre todos os pecadores, graças a grande paciência de Deus, ele veio a descobrir a luz do evangelho da água e do Espírito e a receber a remissão de pecados. Ele está testificando que é dessa forma, crendo no verdadeiro evangelho, que ele se tornou servo de Deus.
Em outras palavras, o Apóstolo Paulo está admitindo aqui que antes de nascer de novo, ele era o principal de todos os pecadores. Contudo, depois de encontrar o Senhor e nascer de novo pela fé, ele se tornou um homem justo sem nenhum pecado em seu coração.
Numa só palavra, se alguém tiver algum pecado em seu coração mesmo depois de crer em Jesus, ele deve ser um mentiroso, e a Palavra de Deus não pode estar gravada em seu coração. Por exemplo, quando a casa de alguém está lotada de convidados, não há lugar para mais nenhum convidado. Desta forma, quando alguém se apega às falsas doutrinas cristãs, o evangelho da água e do Espírito não pode entrar em seu coração. É por isso que tal pessoa precisa, portanto, abandonar sua fé falsa.
Na passagem das Escrituras aqui, o Apóstolo João primeiro diz para os justos como ter de novo uma vida na luz quando eles estiverem nas trevas. Mas essa passagem também fala aos pecadores que não têm comunhão com Deus: que eles primeiro devem confessar que não estão na luz, mas nas trevas, e estão condenados ao inferno. Deus irá então encontrá-los e purificá-los de todos os seus pecados com o evangelho da água e do Espírito, tornando-os filhos da luz.
Na Igreja de Deus, a verdadeira confissão é para revelar o que alguém realmente é. Mas o arrependimento é para que haja uma mudança. Confissão e arrependimento são duas coisas completamente diferentes. Seus pecados não podem ser purificados se você apenas se arrepender deles. Se você tem pecado em seu coração, confesse o que você realmente é admitindo que você é um pecador.
Esse nome Jesus significa realmente o Salvador, como está escrito: “Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados” (Mateus 1:21). Por termos caído em pecado, Jesus veio a essa terra, e apagou todos os nossos pecados com o Seu batismo e o Seu sangue derramado; e crer nessa verdade é a fé que te leva à perfeita salvação. O Apóstolo João, sendo um homem justo, pregou para que os pecadores pudessem receber a remissão dos seus pecados para torná-los justos, e, por outro lado, ele também exortou os justos a levar uma vida correta na luz.
A verdadeira confissão significa confessar que alguém é simplesmente um poço de pecados que não tem como evitar de pecar. O fundamento da verdadeira confissão se encontra em crer no evangelho da água e do Espírito que Jesus nos deu para remissão dos nossos pecados. E depois de nós recebermos a remissão dos nossos pecados crendo neste lindo evangelho, para nós andar corretamente na luz de Deus significa viver uma vida como verdadeiros cristãos. Nós, os santos, da mesma forma, devemos mudar se algo estiver errado em nossas vidas, e em relação à vida, esse é o verdadeiro arrependimento. Os seres humanos são propensos a cometer todo tipo de pecado. Foi por isso que nosso Senhor levou os pecados do mundo ao ser batizado. Aqueles que dizem que não pecaram mesmo depois de cometerem transgressões e desobedecerem a Palavra de Deus (1 João 1:10), têm o tipo de fé que é apenas religiosa. Não há lugar em tais pessoas para que a Palavra de Deus possa entrar, e por isso elas estão condenadas à destruição.
Assim como o Apóstolo João, somente os justos podem ter comunhão com Deus e com seus santos irmãos. O Apóstolo João, um homem justo, disse em 1 João 2:2 que Jesus levou sobre Si todos os pecados do mundo de uma vez por todas através do Seu batismo. E Jesus também se tornou nosso Advogado que intercede por nós com Seu perfeito evangelho diante de Deus Pai. Meus amados irmãos em Cristo, acima de tudo, vocês devem primeiro ter fé em Deus. E crer no evangelho da água e do Espírito com seu coração. Deus então os ensinará e alimentará sua alma através da Sua Igreja para que vocês possam viver sendo uma luz verdadeira.
O Apóstolo João está nos falando agora sobre o evangelho da água e do Espírito, que é o amor de Deus. Ele está nos dizendo: “o que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco.” Ele foi uma testemunha que viu a Jesus com seus próprios olhos, O ouviu com seus ouvidos, e O tocou com suas próprias mãos. E ele agora está exortando a todos nós que devemos crer no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo deu aos Apóstolos, e para que assim todos nós sejamos salvos e passemos a ter comunhão com Deus.
De onde vem a sua comunhão com Deus? Ela vem do amor de Deus Pai que estava com Jesus Cristo. Portanto, se nós quisermos ter comunhão com o Apóstolo João ou com os servos de Deus e os santos nascidos de novo, todos nós temos que estar com Deus Pai e com Seu Filho Jesus Cristo. Para que isso aconteça, é necessário que haja em nós a mesma fé que a dos Seus discípulos, e é assim então que nós poderemos ter comunhão com Jesus Cristo. É por isso que na fé daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito, há comunhão, e como resultado disso a alegria de todos é redobrada. Eu quero que todos vocês realmente creiam no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo e tenham uma verdadeira comunhão uns com os outros.
A comunhão com Jesus Cristo que nós desejamos ter só é possível através do evangelho da água e do Espírito que é o amor de Deus. É crendo no evangelho da água e do Espírito que nós podemos também nos tornar Seu povo.
Eu dou graças a Deus eternamente por Ele ter salvado Seus crentes de todos os seus pecados por meio do batismo que Ele recebeu e do Seu sangue derramado na Cruz.