The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 13-3] (Mateus 13:24-30) O Reino dos Céus é Semelhante ao Homem que Semeia Boa Semente no seu Campo

(Mateus 13:24-30)
“Propôs-lhes outra parabola, dizendo: o reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo. Mas enquanto os homens dormiam, veio o seu inimigo, semeou o joio no meio do trigo e retirou-se. Quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. Então, indo ter com ele os servos do pai de família, lhe disseram: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Como então está cheio de joio? Respondeu-lhes ele: um inimigo é quem fez isso. Disseram-lhe os servos: queres que vamos arrancá-lo? Porém ele lhes disse: não, para que ao colher o joio não arranques também o trigo junto com ele. Deixai crescer ambos juntos até a ceifa. Por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio, atai-o em molhos para o queimar; então colhei o trigo e recolheio no meu celeiro.”
 
 
Para anunciar o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo e para dar bons frutos que agradam a Deus a trinta, sessenta, e a cem por um, nós precisamos de muitos obreiros, assim como meios financeiros suficiente. Deus nos permitiu dar muitos bons frutos até aqui. Mas eu também creio que nos dias que virão, Ele fará com que ainda mais frutos sejam dados através de nós. Para que isso aconteça, todos nós devemos orar a Deus, e eu creio que Ele nos dará o poder da oração para completar toda Sua obra.
Nós estamos pregando a salvação do Senhor somente pela fé. Tudo que nós temos que fazer é anunciar essa Verdade confiando que Deus está trabalhando junto conosco. Enquanto todos nós estamos realmente tentando fazer a obra que agrada a Deus, é Deus mesmo quem realiza essa obra. Andando com o Senhor, podemos sentir que Deus está trabalhando ao nosso redor. Conforme andamos com o Senhor e fazemos a Sua obra, nossos corações se tornam ainda mais alegres, e quando nos tornamos um só com o Senhor, nós passamos a receber ainda mais bênçãos de Deus. Eu não tenho como agradecer ao Senhor por tudo que Ele tem feito por nós.
Mateus 13:24 diz: “Propôs-lhes outra parabola, dizendo: o reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo.”
Na passagem das Escrituras aqui, Jesus explica Sua vontade ao criar uma analogia com um agricultor terreno para que venhamos a conhecer os mistérios dos Céus. Nos campos do coração das pessoas que vivem neste mundo, a semente de vida de Deus foi semeada.
Deus escolheu o coração das pessoas que vivem neste mundo como Seu lugar de habitação. Ele disse que plantou a boa semente no coração dessas pessoas que vivem neste mundo. O propósito de Deus é plantar a boa semente neste mundo assim: para fazer de nós, que caímos por causa do pecado, seus próprios filhos, e para vivermos para sempre no Reino dos Céus. Deus sempre quer o fruto da salvação de todos nós. Tendo semeado a Palavra da salvação nessa terra e no coração das pessoas, o Senhor está esperando que o fruto da vida eterna brote. Entretanto quando a semente cresceu e se tornou uma plantação, o joio também apareceu. E esse joio começou a crescer junto com o trigo.
 
 
Veio o Seu Inimigo e Semeou o Joio no Meio do Trigo
 
Mateus 13:25-26 diz: “Mas enquanto os homens dormiam, veio o seu inimigo, semeou o joio no meio do trigo e retirou-se. Quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.”
Essa passagem nos diz que antes de Deus semear o evangelho da água e do Espírito no coração das pessoas, o diabo semeou primeiro os falsos evangelhos. Deus está nos dizendo que no coração de todos que vivem neste mundo, sem nenhuma exceção, foi semeado por Ele o evangelho da água e do Espírito que os livra de todos os pecados. Mesmo que as pessoas queiram ou não, tanto a boa semente quanto o joio foram semeados juntos nos campos do seu coração.
Nosso Senhor semeou a Verdade do evangelho da água e do Espírito em cada um. Enquanto Deus plantava a boa semente nessa terra, o diabo também estava trabalhando à beira do caminho, mas o objetivo da sua obra estava em outra coisa. Era destruir as pessoas impedindo-as de receber a remissão de pecados através do evangelho da água e do Espírito. Pelo fato de muitas pessoas não entenderem que o evangelho da água e do Espírito é a própria boa semente que Deus plantou em cada uma delas, elas acabam perdendo-a para Satanás.
É por isso que dois tipos de sementes caem no coração das pessoas que vivem neste mundo, e como resultado, dois frutos diferentes são produzidos. São eles o joio e o trigo. No coração das pessoas, tanto a boa semente que os tornam filhos de Deus como a semente ruim que os tornam joio foram semeadas. Como resultado, duas sementes diferentes estão crescendo lado a lado nessa terra.
Por isso, precisamos ter um conhecimento bem profundo da Verdade do evangelho da água e do Espírito na passagem de Mateus 13:27, que diz: “Então, indo ter com ele os servos do pai de família, lhe disseram: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Como então está cheio de joio?”
O Senhor disse que isso aconteceu porque Satanás semeou o joio no coração das pessoas que vivem neste mundo. Meus amados irmãos, como é que o joio foi semeado no coração das pessoas? Enquanto que o Senhor semeou a boa semente neste mundo, Satanás semeou o joio. Os servos de Deus perguntaram então: “queres que vamos arrancá-lo?” Porém o Senhor respondeu: “não, para que ao colher o joio não arranques também o trigo junto com ele.”
Quando o Senhor olhou para as pessoas deste mundo, Ele viu que em algumas delas, a boa semente da vida de Deus havia sido plantada e crescia bem. Mas a verdade é que há mais joio do que boas sementes plantadas neste mundo. Neste mundo, vivendo junto com os justos estão aqueles que pregam os falsos evangelhos que ferem a alma das pessoas e são incapazes de apagar seus pecados. Meus amados irmãos, o evangelho da água e do Espírito não é joio. O que o Senhor busca ensinar nessa parábola do joio é que tentar arrancá-los pode machucar o coração e a alma dos crentes do evangelho da água e do Espírito também. Foi por isso que Ele não quis ferir o trigo enquanto tentava arrancar o joio. O Senhor sabia que havia joio em meio aos justos, mas Ele não quis machucar o trigo por causa desse joio.
Foi por isso que Ele disse: “Deixai crescer ambos juntos até a ceifa. Por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio, atai-o em molhos para o queimar; então colhei o trigo e recolheio no meu celeiro.”
Quando nós meditamos no que o Senhor nos disse aqui, podemos ver que assim como o evangelho da água e do Espírito dado por Deus foi semeado neste mundo, também a semente do joio dos pseudo-evangelhos foi semeada junto a ele. Ele está nos dizendo então que é inevitável que eles produzam dois tipos de fruto. Mas devemos nos lembrar do que o Senhor nos disse aqui, para não removermos o joio e deixarmos que ele cresça junto para não arrancarmos o trigo junto com ele. É por isso que o Senhor nos disse para anunciarmos o evangelho da água e do Espírito com sabedoria até o dia em que Ele virá julgar o joio.
Nós temos que entender isso. No tempo certo, o Senhor cuidará desse joio e o arrancará fora. Ele disse que nos últimos dias, Ele enviaria Seus anjos para juntar o joio em molhos para queimá-los, e reuniria o trigo no Céu.
Toda plantação tem o tempo certo para a colheita, e todo agricultor trabalha duro na colheita. É o agricultor que colhe a safra do seu campo, e enquanto ele queima o joio, o trigo é reunido em seu celeiro. A mesma colheita espiritual será realizada pela vontade do nosso Senhor.
Tendo plantado a boa semente nessa terra, nosso Senhor quer colher bons frutos o tempo todo. Mas o problema é que neste mundo, existem aqueles que dão mais frutos ruins do que bons. Como seria maravilhoso se não houvesse pessoas como joio neste mundo! Mas a verdade é que de fato há muito joio semeado pelo diabo no mundo atualmente. Então Deus está exortando aqueles que se tornaram trigo: “embora Satanás tenha semeado o joio, não tente arrancar esse joio, mas semeie em silêncio o evangelho da água e do Espírito nessa terra e dê somente bons frutos.”
O Senhor é quem semeia o evangelho da água e do Espírito, a Palavra da salvação, neste mundo. Naquele tempo, o diabo também semeou o joio da sua palavra usando o poder das falsas religiões deste mundo. Nós devemos ser capazes de distinguir o verdadeiro evangelho dos falsos. Em meio aos cristãos que vivem neste mundo, há dois tipos de pessoas, um do joio e outro do trigo. Há o trigo que crê no evangelho da água e do Espírito, mas há também o joio que não crê no verdadeiro evangelho.
Porque há muito joio assim como trigo no Cristianismo hoje é que há divisões e contendas em seu meio por diferenças doutrinárias. Os cristãos estão brigando uns com os outros, em outras palavras, afirmando que enquanto sua denominação é o verdadeiro trigo, as outras denominações são apenas joio. Contudo, essa é a maneira de sabermos se a semente que caiu nos campos do coração das pessoas é a semente boa ou ruim: se seus pecados foram realmente apagados para sempre e se tornaram brancos como a neve por elas crerem no evangelho, o evangelho que elas crêem é a boa semente. Porém se seus pecados ainda continuam escritos nas tábuas do seu coração por mais que elas creiam fervorosamente no seu chamado evangelho, o evangelho que elas crêem é a semente ruim, o falso evangelho. É por esse critério que o verdadeiro evangelho é diferenciado dos falsos.
Colocando de uma forma diferente, o joio e o trigo são diferenciados dependendo se alguém crê no evangelho de Deus da água e do Espírito ou não. A boa semente se refere à Palavra do evangelho da água e do Espírito que Deus concedeu à humanidade, enquanto que a semente do joio se refere aos pseudo-evangelhos que são totalmente diferentes do verdadeiro evangelho. Esses falsos evangelhos podem parecer com o evangelho da água e do Espírito, mas não podem apagar os pecados das pessoas, e são suficiente apenas para fazer dos crentes meros religiosos. O que é pior é que embora existam muitos crentes neste mundo, somente muito poucos conhecem realmente a Palavra do evangelho da água e do Espírito e crêem nela. É por isso que há muito joio neste mundo.
Deus está nos mostrando que em contraste com a obra de semear o evangelho da água e do Espírito, Satanás está semeando o joio. Deus levantou nessa terra Seus obreiros que crêem no evangelho da água e do Espírito. E desde os tempos do Antigo Testamento até os tempos do Novo Testamento, e até mesmo até esse exato momento, Deus os fez anunciar o evangelho da água e do Espírito. Até mesmo nos dias atuais, Deus está anunciando o evangelho da água e do Espírito por meio dos Seus servos.
Não há dúvida alguma de que o evangelho da água e do Espírito está sendo pregado corretamente nestes dias. Todavia, está muito claro que o evangelho do joio também está sendo propagado. Aqueles cujos corações são duros não somente são incapazes de crer no evangelho da água e do Espírito que está sendo pregado estes dias, mas também se colocam contra ele como seus inimigos. Por crerem no evangelho do joio, muitas pessoas não têm conseguido entender a Verdade da água e do Espírito, e como resultado, elas se tornaram religiosos que estão condenados a serem destruídos.
Na boa semente de Deus é encontrada a Palavra do evangelho da água e do Espírito. Nós podemos ver que esse verdadeiro evangelho da água e do Espírito está cheio da Palavra da salvação que está em concordância com o sistema sacrificial do Antigo Testamento.
As pessoas do Antigo Testamento, a fim de oferecer um sacrifício a Deus conforme o sistema sacrificial estabelecido por Ele, tinham que preparar um animal para o sacrifício sem mancha, e tinham que passar seus pecados impondo suas mãos sobre esse animal do sacrifício, colocar seu sangue nas quatro pontas do altar de ofertas queimadas, e fazer tudo conforme Deus havia estabelecido.
Desse mesmo jeito, Jesus veio a essa terra como o Cordeiro do sacrifício de toda a humanidade, foi batizado por João com o propósito de aceitar os pecados do mundo sobre Si, carregou esses pecados até a Cruz, derramou Seu sangue nela, ressuscitou dentre os mortos, e assim realizou a salvação eterna da humanidade por causa dos seus pecados. Quando nós comparamos esses dois sacrifícios, descobrimos como os mistérios da salvação no sistema sacrificial do Antigo Testamento são completamente cumpridos no evangelho da água e do Espírito. Vamos examinar isso mais detalhadamente agora.
 
 
O Evangelho da Água e do Espírito Revelado no Antigo e no Novo Testamento
 
A oferta do sacrifício no Antigo Testamento era uma sombra de Jesus Cristo o Filho de Deus no Novo Testamento. Jesus Cristo ter recebido os pecados da humanidade por meio do Seu batismo é o mesmo que a oferta do sacrifício do Antigo Testamento ter recebido os pecados do povo de Israel com a imposição de mãos. Exatamente através do mesmo método de imposição de mãos do Antigo Testamento – isto é, do Seu Batismo – Jesus recebeu os pecados do mundo.
Portanto, assim como o animal no sacrifício do Antigo Testamento derramava seu sangue e morria, Jesus também teve que ser crucificado, derramar Seu sangue e morrer. Assim, Jesus levou sobre Si os pecados do mundo ao ser batizado por João e derramou Seu sangue e morreu na Cruz; podemos ver aqui como o Antigo e o Novo Testamento combinam um com o outro perfeitamente.
Vocês já leram meus livros sobre o Tabernáculo? Embora haja muitas pessoas que escreveram livros sobre o Tabernáculo, ninguém além dos Apóstolos da Igreja Primitiva jamais deu uma resposta definitiva sobre o conhecimento da Palavra manifestada no Tabernáculo e no seu sistema. Tudo no Tabernáculo e cada regra do seu sistema dão testemunho do evangelho da água e do Espírito.
Por exemplo, no sistema do Tabernáculo, “o tecido azul, púrpura, carmesim, e de linho fino retorcido” são mencionados repetidamente (Êxodo 27:16). As dez cortinas do Tabernáculo, o desenho artístico do querubim no véu do Santo dos santos, o reposteiro da entrada do Tabernáculo, o éfode do sumo sacerdote e suas bordas, o peitoral do juízo – tudo isso foi feito de tecido azul, púrpura, e carmesim, e de linho fino retorcido. Todas essas regras manifestam a Verdade que Jesus o verdadeiro Deus apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito.
O evangelho da água e do Espírito, sendo assim, é o evangelho de poder que pode remir o pecado de todos. Essa Verdade é o poderoso evangelho da Verdade que não deveria ser revelado a ninguém. Foi por isso que Deus ocultou essa Verdade dos religiosos.
Quando os falsos profetas vêm e pregam seus falsos evangelhos, as pessoas comuns estão dispostas a aceitar suas falsas doutrinas no seu coração. Ao ouvir esses falsos evangelhos pregados por esses falsos profetas, se apenas 90% do que eles dizem parecer certo, as pessoas acabarão crendo neles. Mas na verdade, somente as pessoas que pensam com cautela concordam com isso; as pessoas simples possivelmente concordarão se apenas 80% do que elas ouvem parecer correto. Algumas pessoas têm menos cuidado ainda, dizendo que isto e aquilo é tudo a mesma coisa, mesmo que só 60% seja parecido.
Neste mundo, no Cristianismo de hoje, há aqueles que estão pregando o evangelho da água e do Espírito que agrada ao Senhor, e há aqueles que estão pregando o evangelho do joio que não agrada ao Senhor. O verdadeiro evangelho está 100% correto, e se algo não está 100% correto, isso nunca será o evangelho correto. O Senhor disse que ninguém pode evitar de ir para o inferno se restar o mínimo resquício de pecado em seu coração. Sendo assim, mesmo que o evangelho do joio possa ser parecido com o evangelho da água e do Espírito, ele não vale nada, porque os pseudo-evangelhos não podem remir nenhum pecado dos crentes. É isso que nosso Senhor está dizendo a todos nós. Foi por isso que Ele nos contou essa parábola, para que nós pudéssemos perceber essas coisas – perceber que tipo de mundo é este que vivemos, que tipo de semente foi plantada no coração das pessoas, e qual é a semente boa e qual é a semente ruim.
O que nosso Senhor está nos dizendo na passagem das Escrituras aqui? Ele disse que tanto o verdadeiro evangelho quanto o evangelho do joio foram semeados neste mundo. Deus semeou o bom evangelho, mas o inimigo semeou o joio. Nós devemos ouvir atentamente as palavras dos servos do Senhor que estão pregando o verdadeiro evangelho.
Meus amados irmãos, quem é o joio? O Joio se refere aos cristãos que ainda têm pecado mesmo eles declarando crer em Jesus. Em outras palavras, são aqueles que crêem nos falsos evangelhos. São aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor. O joio são os religiosos que crêem em tudo aquilo que é mais adequado aos seus próprios pensamentos.
Esses religiosos são aqueles que não crêem na Palavra de Deus como ela é, mas ao contrário adicionam e retiram dela o que bem intendem, crendo segundo seus próprios pensamentos. A fé dessas pessoas é segundo a sua vontade e na sua própria essência como o joio. Seu lema é “vamos fazer isso.” Tais pessoas adoram se envolver em diversos tipos de movimentos religiosos.
Elas crêem em Jesus somente numa dimensão religiosa, dizendo: “nós só vamos dizer que recebemos a remissão de pecados crendo no sangue da Cruz.”
Esses crentes podem perguntar: “o que nós vamos fazer então com os pecados que cometeremos no futuro?” Então eles responderão: “nós não podemos ter certeza disso, mas vamos supor que Jesus já resolveu todos os pecados que nós cometeremos no futuro. Embora ainda tenhamos pecado e nos preocupemos, vamos acreditar que Ele apagou todos os nossos pecados.”
Desta forma, os falsos profetas consideram a fé dos cristãos como mais uma dos movimentos religiosos. “Já que o Senhor apagou todos os pecados do mundo na Cruz, vamos apenas supor e crer que Ele também apagou todos os pecados diários que nós cometemos depois de crermos em Jesus.” Desta maneira, eles aderem aos seus movimentos religiosos, declarando: “ao vir a este mundo e ser crucificado, o Senhor levou sobre Si todos os pecados do mundo de uma vez por todas e os apagou a todos na mesma hora. Portanto, vamos supor e acreditar que não há mais nenhum pecado em nosso coração.” Sua fé é algo onde eles apenas concordam em supor. Eles dizem: “não vamos discutir, mas vamos apenas supor que isso é assim, e crer nisso dessa maneira.” Entretanto, essa fé e crença que eles têm não é a fé verdadeira, muito menos a crença verdadeira.
Falsos mestres que têm a fé como o joio testificam que foram salvos de todos os seus pecados crendo somente no sangue da Cruz. Contudo, como seus seguidores continuam a pecar e não eles podem resolver o problema dos seus pecados satisfatoriamente, eles ficam perguntando seus líderes como eles podem resolver o problema dos seus pecados.
“Reverendo, eu pequei novamente e ainda continuo em pecado. O que eu devo fazer agora?”
Então, um dos falsos líderes pode dizer para sua igreja: “Jesus já remiu todos os seus pecados com Seu sangue na Cruz, e se você crer nisso, você não tem com o que se preocupar.” Ele declara que já que Jesus remiu todos os seus pecados com Seu sangue na Cruz, tudo que eles têm a fazer é assumir isso e todos os seus pecados sumirão.
Mas pode alguém ser salvo de todos os seus pecados somente assumindo que todos eles sumirão? Essa fé é a fé tola dos religiosos.
Jesus remiu realmente todos os nossos pecados quando foi crucificado? Ou os pecados do mundo foram passados para o corpo de Jesus quando Ele foi batizado por João Batista? Nossos pecados podem realmente ser apagados crendo apenas no sangue de Jesus na Cruz? Não! Não foi na Cruz que Jesus levou sobre Si os pecados da humanidade.
Foi antes de Jesus ser crucificado, quando Ele foi batizado por João Batista, que Ele levou sobre Si os pecados do mundo (Mateus 3:13-15). Por essa razão, nossos pecados não podem ser apagados crendo apenas no sangue da Cruz para nossa salvação. Todavia, as principais correntes do Cristianismo hoje afirmam que essa é a fé ortodoxa. É por isso que muitas pessoas ainda têm pecados em seus corações mesmo que confessem crer em Jesus.
Mas seus líderes afirmam que é porque a igreja não crê no sangue de Jesus completamente que eles têm pecados. É esse o caso realmente? Nossos pecados podem ser apagados de forma perfeita se nós crermos apenas no sangue de Jesus na Cruz? Não, eles não podem.
Nós somos totalmente limpos dos nossos pecados quando cremos na Verdade de que nosso Senhor veio a essa terra, foi batizado por João Batista para levar todos os pecados do mundo sobre Si, foi crucificado e derramou Seu sangue na Cruz, ressuscitou dentre os mortos, e assim apagou nossos pecados com perfeição. Essa é a fé correta. Essa é a fé que crê na Verdade revelada na Bíblia.
Qual desses dois evangelhos você acha que está certo? O evangelho da água e do Espírito, ou o evangelho que diz: “vamos supor que Jesus apagou os pecados do mundo apenas sendo batizado e derramando Seu sangue na Cruz”? Através dos seus movimentos religiosos, esses líderes estão na verdade levando suas igrejas à escravidão do pecado neste mundo. Aqueles que são levados por tal joio, se tornaram religiosos. Aqueles que crêem que foi apenas na Cruz que o Senhor remiu todos os nossos pecados nunca poderão receber a remissão dos seus pecados. Porque de forma alguma não foi quando estava na Cruz que Jesus levou sobre Si os pecados do mundo.
E apesar disso, se as pessoas crerem que Jesus apagou os pecados do mundo na Cruz, elas não crerão então no evangelho da água e do Espírito, e terão apenas uma fé religiosa. Os religiosos deste mundo, independentemente de crerem em Jesus ou no Budismo, se sentem bem contanto que se alegrem e tenham paz no coração. E quando sentem o pecado enchendo seu coração e a sua consciência é dominada pelo pecado, eles não vêem problema algum em se tornar pecadores novamente. É por isso que muitas pessoas, não importa o quanto elas afirmem que Jesus remiu seus pecados com Seu sangue na Cruz, acabam confirmando que seu coração não está livre do pecado. Obviamente, elas continuam tentando resolver seu problema, mas acabam encontrando apenas a morte no final.
Assim sendo, nosso Senhor está questionando os líderes religiosos do Cristianismo com a parábola do semeador. Quando se pergunta a eles: “como é que vocês podem explicar cristãos que ainda têm pecado em seu coração mesmo que eles confessem crer em Jesus?” O joio então responde: “Jesus eliminou todos os pecados com Seu sangue na Cruz. Saiba também que Ele eliminou todos os pecados que cometeremos no futuro. Somente assuma isso e creia dessa maneira. Tudo estará resolvido então.” Quando o joio ensina seus seguidores, eles os advertem: “vocês devem crer apenas que Jesus apagou todos os seus pecados ao derramar Seu sangue na Cruz.” Mas tal ensinamento está correto? Não, é completamente errado.
Meus amados irmãos, foi por ser batizado por João Batista e levando sobre Si os pecados do mundo, sendo crucificado, e ressuscitando dos mortos, que Jesus nos livrou dos pecados do mundo. Esse evangelho, o evangelho da água e do Espírito, é o único evangelho verdadeiro. Porém a última resposta que o evangelho do joio pode dar é essa: “vamos apenas supor.” Resumindo, isso é apenas uma tentativa de se chegar a uma conclusão pela sua própria suposição de que eles foram salvos.
Nas comunidades cristãs, aqueles que têm a fé como joio dizem aos seus seguidores: “já que Jesus foi crucificado e morreu na Cruz, vamos apenas supor que Ele limpou todos os nossos pecados com Seu sangue de alguma forma. Vamos crer dessa maneira.” Alguns dos seus seguidores podem perguntar: “Pastor, eu creio nisso, mas meus pecados não puderam ser purificados por meio dessa confissão. O que eu posso fazer para ser limpo de todos os meus pecados?” Então, o pastor que é joio responderá: “Você precisa ter mais fé em Jesus. Creia tão somente que Ele apagou todos os pecados das pessoas na Cruz apenas.” É por isso que suas orações de arrependimento são uma forma deles receberem a remissão diária dos seus pecados. Quando você vê-los fazendo isso, você deve reconhecer sua fé e dizer: “vocês são o próprio joio.”
A Bíblia afirma claramente que os pecados do mundo foram todos passados a Jesus quando Ele foi batizado por João Batista, e foi por isso que Jesus carregou esses pecados até a Cruz, derramou Seu sangue e morreu, ressuscitou dos mortos, e se tornou assim nosso eterno Salvador (Mateus 3:13-15; João 1:29, 19:30). Já que isso está tão claro e definido, por que você está tentando ficar longe de Jesus seguindo um evangelho diferente? (Gálatas 1:6)
Foi porque Jesus se tornou o verdadeiro Salvador para nós que Ele levou sobre Si todos os nossos pecados no mundo ao ser batizado por João Batista. E por causa disso é que Ele foi à Cruz, foi crucificado pelos pecados do mundo, e ressuscitou dos mortos. Ao crer que todos os pecados, inclusive os pecados que cometemos depois de crer em Jesus, foram todos passados ao Senhor de uma vez por todas quando Ele foi batizado no rio Jordão, e que Ele expirou todos esses pecados ao ser julgado na Cruz, nós podemos perfeitamente nascer de novo. Isto porque Jesus levou todos os pecados deste mundo através do Seu batismo, e nossos pecados foram passados a Ele de uma vez por todas através do Seu batismo também. Assim é que nós fomos salvos de todos os nossos pecados perfeitamente pela fé.
É claro que podemos nos sentir emocionalmente culpados em nossa consciência porque ainda cometemos pecados todos os dias da nossa vida. Contudo, é somente por nossa parte que nós continuamos comentendo pecado enquanto vivemos neste mundo. Porque no que diz respeito ao Senhor, Ele já apagou todos os pecados deste mundo ao ser batizado por João Batista no rio Jordão, e ao derramar Seu sangue na Cruz. Ao aceitar todos os nossos pecados do presente, do futuro, e do passado através do Seu batismo, suportanto assim toda a punição do pecado na Cruz enquanto levava sobre Si os pecados do mundo e morria na Cruz, e ao ressuscitar dentre os mortos, Jesus se tornou nosso perfeito Salvador.
Porém o joio é incapaz de explicar isso, e somente diz: “vamos apenas supor e crer que Jesus eliminou até mesmo os nossos pecados pessoais.” Isso está totalmente errado. Vamos entender agora e gravar bem na nossa mente que o coração daqueles que têm a fé como o joio está no lugar errado. Quando eu me lembro do joio em minha mente, eu penso: “Esses que são joio são tão ignorantes! E eles são tão inúteis.”
Se alguém formado em medicina, se tornar um médico, e começar a cuidar dos pacientes, ele deve saber exatamente como cuidar dos seus problemas de saúde e torná-los saudáveis de novo. Se um médico não pode fazer um diagnóstico correto, e dessa forma não puder prescrever o medicamente certo, nem realizar uma cirurgia adequadamente, ele não pode ser considerado um médico.
Se você fosse mesmo um médico, você não examinaria seu paciente, não explicaria para ele realmente porque ele está se sentindo mal, como e porque sua doença está progredindo, não prescreveria o remédio certo, e não daria a ele o tratamento correto? Mas se você não fizesse nada disso, e dissesse ao seu paciente apenas isso: “eu vou apenas supor que eu tratei de tudo em você, e você deve pensar apenas que está totalmente curado agora,” isso faria algum sentido?
Aqueles que crêem somente no sangue de Jesus na Cruz ou em alguma outra doutrina ao invés de crer no evangelho da água e do Espírito são exatamente como esse médico. Está claro que todos aqueles que fingem ter recebido a remissão dos seus pecados sem nem mesmo crer na Verdade absoluta, nem ter a Palavra da Verdade, não são nenhuns outros senão o joio.
Para eles, o joio do mundo, eu posso proclamar o evangelho da água e do Espírito com toda clareza. E eu posso dizer a esses que são joio: “se vocês compreenderem Jesus e crerem nEle segundo seus próprios pensamentos, como vocês estão fazendo agora, vocês na verdade vão se tornar servos de Satanás.” Tudo que nós temos que fazer é ensinar apenas a Verdade do evangelho da água e do Espírito a todos que estão atormentados pelos seus pecados. Nós com certeza podemos curar um paciente assim, dizendo com toda confiança: “seus problemas podem ser resolvidos se vocês crerem na Verdade do evangelho da água e do Espírito.”
Mas o joio apenas diz às pessoas: “vamos crer de alguma maneira naquilo que Jesus eliminou na Cruz.” Mas aqueles que assim insistem cegamente baseados na sua fé errada não são servos de Deus, muito menos povo de Deus. E é nessas pessoas que Satanás trabalha, usando-as como seus instrumentos para propagar o evangelho do joio às pessoas. Devemos distinguir os falsos profetas dos verdadeiros profetas que são guiados por Deus. Eu não estou acusando os outros sem razão, mas eu só estou proclamando que o evangelho da água e do Espírito é o único evangelho verdadeiro que pode nos libertar dos nossos pecados.
 
 
Quem são Aqueles Que Agora Se Tornaram Joio Diante de Deus?
 
O que, então, é o joio? Aqueles entre vocês que já tiveram alguma experiência no campo devem estar familiarizados com o joio. Quando o agricultor planta a semente de arroz no seu campo, os grãos brotam e crescem, mas também no meio dos grãos cresce o joio. O agricultor na verdade nunca quer plantar o joio, nem o semeou na verdade, mas mesmo assim ele pode ver que o joio apareceu do nada e foi plantado no seu campo.
Esse joio nitidamente não é arroz. Então mesmo depois que o tempo passa, ele não se transforma em grão. O joio não é nada mais do que uma erva daninha. Tanto o arroz quanto o joio têm o talo verde enquanto estão crescendo. Não é fácil distinguir um do outro enquanto eles ainda são pequenos. Mas quando eles crescem um pouco mais, o joio de fato parece mais vigoroso que o arroz. O joio é mais alto do que o arroz, e eles têm listras brancas atrás das suas folhas.
Somente depois de algum tempo, quando chega a hora da colheita, é que o arroz por ser claramente distinguido do joio, porque ele é a planta que realmente dá grãos. Quando o arroz dá grãos, ele se curva com o peso dos grãos, mas o joio fica em pé porque só tem uma casca vazia. Na aparência externa, é o joio que parece maior e mais forte, mas quando olhamos para o que ele realmente produz, ele não passa de uma erva daninha que não produz nada comível. Mas o joio, mesmo depois de morrer, acaba voltando no ano seguinte.
O pior é que pelo fato deles se alimentarem dos nutrientes que deveriam ir para o arroz, se houver muito joio, o arroz não vai crescer direito. Se o agricultor fertilizar o campo e cuidar bem dele, o arroz pode até crescer direito, mas não tão bem quanto o joio. Se o agricultor apenas plantar o arroz e deixá-lo, dizendo: “Eu vou sair da cidade. Cuide-se você mesmo. Cresça por si próprio,” quando ele voltar para a colheita, haverá pouco arroz e somente joio por todo o campo.
Nós podemos ver que muitas pessoas são realmente joio. Embora eles sejam realmente muito parecidos, joio é joio e grão e grão. A safra verdadeira e o joio são basicamente diferentes. O joio é totalmente uma erva daninha. É claro que existem alguns grãos que, quando são incapazes de absorver nutrientes suficientes, só têm casca. Mas Deus ainda quer bem a todos eles. Se você pode crescer dentro de um grão, Deus vai cuidar bem demais de você, mas Jesus disse que o joio seria totalmente queimado, porque ele não serve para nada a não ser para danificar.
O Senhor disse: “o reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo.” Quando nós ouvimos essa parábola, precisamos pensar nas igrejas deste mundo. Então, você vai perceber que o grão diz respeito àqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito, e que todos aqueles que não crêem nesse evangelho não passam de joio. Meus amados irmãos, através dessa passagem, podemos entender o que acontecerá conosco no final se não nos tornarmos grãos que crêem no evangelho da água e do Espírito. Jesus disse claramente aqui nessa passagem que o joio seria recolhido em molhos para ser totalmente queimado.
Nós também temos que reconhecer que pode haver joio até mesmo na Igreja de Deus. Se alguém clama o nome de Jesus, O adora, crê nEle como o seu Salvador, e congrega na Igreja de Deus, mas mesmo assim ainda tem pecado em seu coração, ele então é joio. Se você quiser descobrir se você é joio ou não, examine a si mesmo cuidadosamente para ver se você crê no evangelho da água e do Espírito de todo coração. Se alguém não crê no evangelho da água e do Espírito, ninguém além dele então é aquele cujo coração é como joio para Deus.
É por isso que temos que conhecer e crer no evangelho da água e do Espírito corretamente para receber a remissão dos nossos pecados. Mas infelizmente, ainda há muitos cristãos como o joio no mundo inteiro, que não conhecem o evangelho da água e do Espírito, nem crêem nele. Esses cristãos são iguais aos não-cristãos que não crêem em Jesus como seu Salvador. Sendo assim, eles precisam deixar de ser como o joio, como os falsos profetas, aprender sobre o evangelho da água e do Espírito, e crer nele de todo seu coração. Da mesma forma, aqueles que ainda têm pecado em seus corações e não foram libertos da sua condição de pecadores mesmo confessando crer em Jesus devem deixar sua fé guiada pelas doutrinas e crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito agora para serem remidos de todos os seus pecados.
 
 
Aqueles que Agora são Joio Devem Receber a Remissão dos seus Pecados Crendo no Evangelho da Água e do Espírito
 
Em Mateus 5:25-26, nosso Senhor disse: “Reconcilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás com ele a caminho, para que o adversário não te entregue ao juiz, o juiz ao oficial de justiça, e te recolham à prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último centavo.”
Jesus disse: “Reconcilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás com ele a caminho.” “Teu adversário” aqui se refere a alguém que está acusando você. O adversário que acusa o homem diante de Deus é o diabo, e o que faz você ser acusado é seu pecado. Enquanto houver pecado em seu coração, esse pecado fará acusações de você diante de Deus. “Você ainda não recebeu a remissão dos seus pecados. Você ainda é um pecador. Você será condenado no futuro.” Dessa maneira, seus pecados prestarão acusação contra você. Foi por isso que o Senhor disse para nos livrarmos rapidamente das acusações enquanto vivemos neste mundo ainda. O que devemos fazer urgentemente enquanto nós estamos vivos, em outras palavras, é crer no evangelho da água e do Espírito e receber a remissão de pecados nos nossos corações. Receber essa remissão de pecados nunca pode ser desprezado.
Nosso Senhor disse: “para que o adversário não te entregue ao juiz, o juiz ao oficial de justiça, e te recolham à prisão.”
Se seu coração tem pecado, você então enfrentará a condenação do pecado. Isso porque o Senhor declarou que o salário do pecado é a morte (Romanos 6:23). É só uma questão de tempo até que o pecador seja condenado pelo seu pecado. Se seus pecados estão intactos diante de Deus, esses pecados o levará para o inferno. É por isso que no fim, o pecador será aprisionado no inferno e sofrerá eternamente a dor da morte.
Portanto, devemos ter em nosso coração o que o Senhor disse em Mateus 5:26 – “Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último centavo.” Nós não vamos, diz o Senhor aqui, sair da prisão enquanto não pagarmos o último centavo pelos nossos pecados, até mesmo pela menor mancha deles todos.
Como, então, nós podemos ser remidos de todos os nossos pecados, até não restar nenhum moeda? Isso é realmente muito fácil. Se nós crermos no evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, certamente nós seremos remidos de todos os nossos pecados. Crendo nesse verdadeiro evangelho, podemos ser lavados de todos os nossos pecados, até o último centavo. É por crer no evangelho da água e do Espírito que nós somos purificados de todos os nossos pecados.
Você foi purificado de todos os seus pecados ou não? Você foi com certeza. Quando você crê no evangelho da água e do Espírito em seu coração, não há mais pecados em seu coração, nem mesmo um pequenininho. Mas considerando o fato de que você será lançado no inferno se você dever pelo menos um centavo pelo seu pecado, você deve crer no evangelho da água e do Espírito e assim ser purificado de todos os seus pecados e ficar branco como a neve. Mesmo que haja montanhas de pecado escondidas atrás de você, ainda assim você pode ser remido de todos esses pecados de uma vez por todas crendo no evangelho da água e do Espírito.
Nosso Senhor plantou a boa semente neste mundo e o diabo plantou o joio. E agora, você e eu precisamos considerar cuidadosamente se somos de fato grãos diante de Deus ou apenas joio. Se nós ainda temos pecados mesmo que creiamos em Jesus, então agora, nesse exato momento, devemos crer no evangelho da água e do Espírito, e nós devemos assim ser purificados de todos os nossos pecados completamente, até a última mancha. É isso que nosso Senhor está nos dizendo.
Não importa quão fervorosamente possamos crer em Jesus na presença de Deus, não importa quão fiéis possamos ter sido a Ele, se nós ainda devermos um centavo pelo nosso pecado, esse pecado então nos entregará para o juiz. O Senhor nos disse que o salário do pecado é a morte e a condenação do pecado é a maldição eterna. Considerando isso, nós temos que entender que seremos lançados no inferno se ainda devermos um centavo pelo nosso pecado, entender claramente que é porque temos pecado em nosso coração que somos joio, e desistir dos nossos maus caminhos.
Se você continua sendo joio, você deve confessar: “Eu tenho crido errado até agora. E já que minhas crenças estavam erradas, eu devo crer no evangelho da água e do Espírito daqui por diante.” Mas infelizmente, há muitos cristãos teimosos que ainda insistem: “Todos esses cristãos acabarão indo para o inferno só porque eles não conhecem o evangelho da água e do Espírito? Eu estudei teologia bíblica, e levei diversas almas a Jesus Cristo mesmo não tendo idéia que havia o evangelho da água e do Espírito! Eu tive tantas experiências quando orava a Deus, eu encontrei o Senhor muitas vezes nos meus sonhos, e vi minhas orações serem respondidas muitas vezes em minha vida. Como é que você então pode me tratar como um pecador, só porque eu não conhecia o evangelho da água e do Espírito?” Eles dizem que mesmo não tendo conhecido o evangelho da água e do Espírito, estão cheios do Espírito Santo, e não podem deixar para trás as experiências que tiveram pela fé. Pode Deus o Espírito Santo habitar no coração de um pecador então? Absolutamente não! Como eles são tolos de se apegar a falsas crenças assim!
Jesus disse: “o reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo.” Deus plantou neste mundo a boa semente do verdadeiro evangelho que traz remissão dos pecados. Para que viéssemos a receber a remissão dos nossos pecados somente se nós crêssemos nesse evangelho, o Senhor semeou o evangelho de poder, isto é, o evangelho da água e do Espírito. O único evangelho verdadeiro é o evangelho da água e do Espírito. Esse evangelho tem o poder de apagar os pecados das pessoas e fazê-los brancos como a neve. Esse evangelho é o evangelho que cumpre a Palavra profética encontrada em Isaías 1:18, que diz: “Vinde então, e argüi-me, diz o Senhor. Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.”
Se alguém não crê nesse evangelho da água e do Espírito, mas ao invés disso pensa: “Eu vou continuar com minha antiga fé. Embora eu tenha uns poucos pecados em meu coração, eu preciso apenas me santificar um pouco mais,” ele deve ouvir e ser advertido pelo que diz o Senhor: “Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último centavo” (Mateus 5:26). Você precisa entender o que Jesus te falou através dessas parábolas. E até agora, Ele está advertindo você para realmente conhecer o evangelho da água e do Espírito, e crer nele em seu coração.
Na passagem das Escrituras aqui, o joio se refere àqueles que estão presos ao pecado. São os pecadores que ainda não nasceram de novo por causa da sua falha em crer no poder do evangelho da água e do Espírito. É fundalmental que eles nasçam de novo para receber a remissão de pecados.
Vamos ver João 3:1-5. “Havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus. Pois ninguém poderia fazer estes milagres miraculosos que tu fazes, se Deus não fosse com Ele. Jesus respondeu: em verdade, em verdade te digo que quem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: como pode um homem nascer, sendo velho? Poderá voltar ao ventre da sua mãe e nascer? Jesus respondeu: em verdade, em verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.”
Nosso Senhor diz claramente aqui que ninguém pode ver o Reino de Deus a não ser que ele nasça primeiro. Nenhum pecador pode entrar no Reino de Deus por causa dos seus pecados, e porque não pode entrar no Reino de Deus, ele não pode também ver o Pai.
Como, então, nós podemos nascer de novo? Nosso Senhor disse em João 3:5, “em verdade, em verdade te digo que quem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” Isto quer dizer que alguém pode ver e entrar no Reino de Deus somente quando nascer da água e do Espírito. Nós devemos entender aqui então que o evangelho da água e do Espírito é a própria Palavra de Deus que torna possível a nós nascer de novo.
E devemos lembrar que o Senhor disse em João 8: “então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” Colocando outra forma então, isso quer dizer que aqueles cujos corações ainda estão presos aos seus pecados mesmo crendo em Jesus eles ainda continuam sendo joio. Qualquer um que tenha a mínima mancha de pecado em seu coração é um joio espiritual. É alguém que ainda não nasceu de novo, porque não crê no evangelho da água e do Espírito.
Como, então, pode uma pessoa assim nascer de novo? O Senhor disse que é pela água e pelo Espírito que alguém pode nascer de novo. A água aqui basicamente significa o batismo que o Senhor Jesus recebeu de João Batista, porque foi através desse batismo que Jesus Cristo levou todos os pecados do mundo. Nosso Senhor é Jesus Cristo o Salvador que levou sobre Si os pecados do mundo ao ser batizado, que morreu na Cruz enquanto os carregava a todos, que ressuscitou dentre os mortos, e que nos salvou para sempre dos nossos pecados.
O Espírito Santo também dá testemunho dos ministérios que nosso Senhor realizou nessa terra (1 João 5:6). O Espírito Santo é o mesmo Deus que o Pai e o Filho. É por isso que, quando cremos no evangelho da água e do Espírito, o Espírito Santo entra em nossos corações, e esse Espírito Santo testifica a nós que é pela fé que nascemos de novo da água e do Espírito.
Deus o Espírito Santo é o nosso ajudador. O Espírito Santo testifica a nós tudo que o Pai e o Filho planejaram e realizaram juntos segundo a Palavra de Deus que foi escrita, e Ele dá testemunho da nossa salvação e a garante quando temos fé na Verdade do evangelho. O Espírito Santo também testifica a nós que é crendo no evangelho da água e do Espírito que nós podemos entrar no Reino de Deus. Ele dá testemunho do fato de que nosso Senhor, ao ser batizado, morrer na Cruz, e ressuscitar dentre os mortos, apagou completa e perfeitamente todos os nossos pecados. Sendo assim, o que nós precisamos entender é que para cumprir o plano de Deus Pai, Jesus Cristo nasceu nessa terra, foi batizado, morreu na Cruz, ressuscitou dentre os mortos, e assim nos salvou dos nossos pecados; e que o Espírito Santo é o Deus que testifica a nós que o Senhor de fato nos salvou ao levar sobre Si nossos pecados com o Seu batismo, morrendo na Cruz, e ressuscitando dentre os mortos, e que Ele nos ajuda a crer nestas coisas.
Em outras palavras, o Espírito Santo está testificando a você: “Deus te salvou dessa maneira através do Seu Filho. Jesus é o próprio Deus e seu Senhor, e para ser mais exato, Ele salvou você ao ser batizado, morrendo na Cruz, e ressuscitando dentre os mortos. Ele te salvou de forma perfeita ao levar sobre Si seus pecados através do Seu batismo, sendo crucificado e derramando Seu sangue no seu lugar para ser condenado pelos seus pecados.” Assim sendo, se você tem fé no evangelho da água e do Espírito em seu coração, você deve responder ao Espírito Santo com fé. O Espírito Santo é também o Espírito da Verdade. Então quando lemos a Palavra de Deus e conhecemos a Verdade através da Palavra, o Espírito Santo garante a nossa salvação.
 
 
Como é que o Espírito Santo Garante a Nossa Salvação Quando Cremos no Evangelho da Água e do Espírito?
 
O Espírito Santo nos disse: “Sua fé no evangelho da água e do Espírito é a fé correta. Você agora não tem pecado. Por quê? Porque para levar seus pecados, o Filho de Deus nasceu nessa terra, foi batizado, e morreu na Cruz: o batismo que Jesus recebeu de João Batista foi para levar todos os nossos pecados; Sua morte na Cruz foi o sacrifício que fez com que Ele suportasse em nosso lugar a condenação pelos nossos pecados; e a ressurreição de Jesus aconteceu para te dar uma nova vida. Foi para te fazer povo de Deus, para te capacitar a entrar no Seu Reino e viver com Ele para sempre, que o próprio Deus veio a essa terra e cumpriu Sua obra.” Porque o Espírito Santo dá testemunho dessa forma é que Jesus mesmo disse que não podemos ver o Reino de Deus nem entrar nele a não ser que nasçamos de novo da água e do Espírito.
Existe alguém entre vocês que ainda tem pecado em seu coração? Qualquer um que deva um centavo sequer pelo pecado do seu coração continua preso ao pecado mesmo depois de crer em Jesus, e não importa quão fervorosamente ele possa fazer suas orações de arrependimento por causa dos seus pecados, eles não podem desaparecer. Sendo assim, se ele não conheceu ainda o evangelho da água e do Espírito, ele deve conhecê-lo agora, e crer nele como o verdadeiro evangelho.
Aqueles que ouvem o evangelho da água e do Espírito e mesmo assim não crêem nele, mas ao invés disso se apegam a sua antiga fé, estão fadados a ter pecado em seu coração o tempo todo. Eles consideram o evangelho da água e do Espírito simplesmente como um novo ensinamento, e por isso, apenas o colocam no topo da sua antiga fé. Como resultado, sempre que eles cometem um pecado, esse pecado é apenas adicionado aos seus outros pecados que existem.
Porém aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito estão sem pecado mesmo que eles sejam deficientes, porque eles crêem nesse verdadeiro evangelho. E por quê? Porque Jesus já levou todos os seus pecados e fez um pagamento adiantado por eles. Essa é a questão porque a mais de 2000 anos atrás, Ele levou sobre Si os nossos pecados, foi à Cruz e morreu nela, e ressuscitou dentre os mortos, salvando a todos nós assim. É crendo nessa Verdade que podemos ser remidos dos nossos pecados pela fé. Os incrédulos devem crer.
A maioria de vocês já devem ter ouvido o evangelho da água e do Espírito, e já conhecem essa Palavra da Verdade. Para os crentes no evangelho da água e do Espírito, o que eu estou dizendo aqui pode parecer repetição, mas ainda assim, vocês precisam ouvi-la novamente. O Senhor disse que nem todos que clamam o nome de Deus e confessam crer em Jesus são grãos verdadeiros. Ele disse que há o grão e o joio nas chamadas igrejas.
O grão dá uma boa safra e o joio dá o fruto do joio. O inimigo semeou o joio, a através desse joio, ele dá ainda mais joio. Deus semeou a boa semente, fez com que ela se tornasse um grão, e o grão produziu uma grande safra. O Senhor está nos dizendo, em outras palavras, que nós devemos crer no evangelho da água e do Espírito sem falhar.
 
 
Este Mundo é o Campo do Reino de Deus
 
Este mundo é o lugar onde Deus pode fazer Sua obra. E o nosso coração é onde Deus pode plantar a semente do evangelho da água e do Espírito.
Porém, ao mesmo tempo, o diabo também pode plantar a semente ruim do joio em nosso coração. É por isso que nós devemos primeiro saber que evangelho foi plantado no campo do nosso coração. Se você agora entende e sabe que as sementes foram plantadas no seu coração, você agora deve sujeitar seu coração ao evangelho da água e do Espírito e aprender tudo de novo. E você deve crer.
Os quatro campos que Jesus falou na Sua parábola do semeador referem-se às quatro condições típicas do coração do ser humano. Depois de conhecermos a condição do campo do nosso coração, nós então precisamos descobrir se foi realmente a boa semente que foi plantada no campo do nosso coração. Se nós descobrirmos que temos pecado em nosso coração, isso significa que o joio é que foi plantado, e esse joio no nosso coração são os falsos evangelhos. Nós agora devemos arrancá-los do nosso coração e jogá-los fora pela fé. Há alguns pseudo-evangelhos que se parecem muito com o evangelho da água e do Espírito, mas se eles não são o evangelho da água e do Espírito 100%, então eles são falsos evangelhos. Se esse pseudo-evangelho foi plantado no nosso coração, nós devemos arrancá-lo sem hesitação, e devemos corajosamente plantar, pela fé, o evangelho da água e do Espírito no seu lugar.
Vocês precisam entender que na mente de muitos cristãos que confessam crer em Jesus, há muito joio realmente – isto é, falsos evangelhos – que foram semeados. Ao mesmo tempo, vocês têm que entender que entre vocês mesmos, há muitas pessoas em cujo coração o evangelho da água e do Espírito foi semeado.
Nosso Deus e Pai, Jesus, e o Espírito Santo plantaram a boa semente em nós. Ao nos dar o evangelho da água e do Espírito, Deus nos capacitou para recebermos a remissão dos nossos pecados. Ele nos amou muito, e Seu amor se manifestou no fato de que o próprio Deus se tornou homem. Jesus Cristo é o Filho de Deus que nasceu nessa terra através do corpo da virgem Maria. O próprio Deus veio a essa terra no corpo de um homem para salvar a humanidade dos seus pecados. Foi apenas para esse único propósito que o próprio Criador se tornou um ser humano. Segundo esse propósito, nosso Senhor veio a essa terra, levou sobre Si todos os pecados da humanidade ao ser batizado por João Batista, morreu na Cruz pagando o preço por levar os pecados do mundo, ressuscitou dentre os mortos, se tornando assim nosso Salvador. O propósito do nosso Senhor ter se tornado homem foi, resumindo, levar sobre Si todos os pecados do mundo por meio do Seu batismo.
Depois de Sua ressurreição, no último momento nessa terra antes de ascender ao Céu, Jesus disse aos Seus discípulos: “Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado. E certamente estou convosco todos os dias, até a consumação do século” (Mateus 28:19-20).
Através desta ordenança, Jesus ainda está nos dizendo: “Eu, o Filho de Deus, levei todos os seus pecados, fui condenado no seu lugar e morri, e assim te salvei de uma forma perfeita. Eu ressuscitei dos mortos e Me tornei o seu Salvador que está vivo. Você deve portanto proclamar esse evangelho no mundo inteiro.” Nesta Grande Comissão, podemos ver como foram importantes Seu batismo, Sua morte na Cruz, e Sua ressurreição, e como é importante essa fé no evangelho da água e do Espírito. Vendo todas essas coisas que o Filho de Deus e verdadeiro Deus fez por nós, devemos entender como essa fé é imprescindível.
Nós agora estamos pregando o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo, que é o próprio local de trabalho de Deus e onde as sementes precisam ser plantadas. E nós estamos pregando o evangelho do Seu Batismo e do sangue derramado em obediência à Sua ordenança. Agora é a hora de você conhecer o evangelho da água e do Espírito e crer nele.
O Apóstolo Paulo confessou sua fé em Romanos 8:1-2, dizendo: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do espírito de vida, em Cristo Jesus, livrou-me da lei do pecado e da morte.”
Mesmo se você confessar crer em Jesus como seu Salvador, há duas possibilidades para você: você na verdade pode ficar firme com Jesus agora, ou você de fato pode se colocar à parte. Isso se refere ao fato de haver ou não pecado em seu coração agora, e é isso é uma questão extremamente crucial para você. Porque quando você peca, se esse pecado atual domina seu coração e o afeta isso também é muito importante. Dependendo do resultado, tenha você pecado ou não em Jesus Cristo, você poderá descobrir se é joio ou um grão verdadeiro.
A fé que te capacita a vir para Jesus Cristo é a fé no evangelho da água e do Espírito. É por meio dessa fé que você pode entrar no Reino dos Céus, porque o poderoso evangelho da água e do Espírito é o evangelho que pode apagar todos os seus pecados com perfeição, até o último centavo.
Como foi escrito: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Romanos 8:1), porque nós cremos no evangelho da água e do Espírito é que não temos mais nenhum pecado, e porque não temos mais pecado é que não há mais nenhuma condenação também. Os crentes no evangelho da água e do Espírito se tornaram agora sem pecado para sempre pela fé, e por isso eles nunca mais serão pecadores de novo. Porque eles agora estão sem pecado é que eles se tornaram justos pela fé.
A palavra “condenação” nessa passagem significa “ser condenado por ter pecado.” Isto para indicar que existe pecado no coração do homem. Muitos cristãos, mesmo depois de crer em Jesus, ainda confessam que são pecadores porque existe pecado em seu coração. Mas a Bíblia afirma claramente que não há nenhuma condenação em Cristo Jesus, o que significa que a fé daqueles que ainda têm pecado é uma fé falsa.
“Eu sou um pecador. Eu não sou filho de Deus. Eu nada mais sou do que joio.” Ter esse tipo de fé é desobedecer a justiça de Deus e não crer nela. Ao contrário, o Apóstolo Paulo declarou: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” E ele continuou a dizer: “porque a lei do espírito de vida, em Cristo Jesus, livrou-me da lei do pecado e da morte.”
O que é a lei da morte que o Senhor mencionou aqui? É a lei que revela o pecado das pessoas e assegura que existe condenação por causa desses pecados. Qual é a lei que condena e julga o pecado das pessoas e as leva à morte? É a justa lei de Deus. A lei indica e revela o pecado das pessoas. É a justa lei de Deus que revela o que é pecado diante de Deus e quais são os grandes pecados que nós cometemos, e dá o veredito declarando: “se você tem pecado, você será lançado no inferno.” Essa é a função da lei propriamente dita.
O que, então, é a lei do espírito de vida? Ela se refere à lei da salvação através da qual o Filho de Deus Pai remiu nossos pecados, e os apagou a todos com perfeição. Por essa lei da salvação, Ele nos fez nascer de novo e receber uma nova vida, nos tornou filhos de Deus, e nos capacitou para receber a vida eterna.
A lei da remissão de pecados se encontra no poder do evangelho da água e do Espírito. O evangelho da água e do Espírito é a lei da salvação através da qual Jesus nos salvou dos nossos pecados ao vir a essa terra, sendo batizado, morrendo na Cruz, e ressuscitando dentre os mortos. Está escrito: “porque a lei do espírito de vida, em Cristo Jesus, livrou-me da lei do pecado e da morte” (Romanos 8:2). Isso quer dizer que o evangelho da água e do Espírito nos libertou da lei do pecado e da morte.
O meu país, a Coréia, foi governado à força pelo Japão por 35 anos. Para escravizar o povo coreano para sempre, o Japão ordenou que os coreanos mudassem seus nomes para nomes japoneses e até mesmo trocassem sua religião pelo Xintoismo. A vida dos coreanos naquela época era miserável além da conta. Muitos coreanos foram recrutados pelo exército japonês à força e coagidos a apoiar a declaração de guerra japonesa na Segunda Guerra Mundial, e muitas vidas se perderam.
Se o Japão não tivesse sido derrotado na Segunda Guerra Mundial, os coreanos seriam privados de ter de volta sua nação por um tempo ainda maior. Porém, graças à vitória das Forças Aliadas, a Coréia, junto com muitas nações colonizadas, foi libertada da tirania do imperialismo japonês. Foi em 15 de Agosto de 1945 que o Japão se rendeu incondicionalmente às Forças Aliadas, e foi naquele dia que o colonialismo japonês foi completamente varrido da Península Coreana.
Da mesma forma, graças ao ato de justiça de Jesus, a lei do espírito de vida em Cristo Jesus nos libertou de maneira perfeita da lei do pecado e da morte, assim como a Coréia foi completamente libertada no final da Segunda Grande Guerra. Romanos 8:3-4 diz: “Pois o que era impossível à lei, visto que estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne, para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.”
O que nos livrou da lei do pecado e da morte foi a lei do espírito de vida, mas o que nos mostrou que tínhamos pecado e seríamos lançados no inferno foi a Lei. Para sermos libertos dessa Lei, as exigências da Lei deveriam ser cumpridas. Para isso, o Filho de Deus veio a essa terra em carne, recebeu todos os pecados da humanidade sobre Seu próprio corpo, e nos libertou cumprindo as exigências da Lei. Todos os nossos pecados foram passados ao corpo de Jesus Cristo.
Então Jesus levou sobre Si todos os nossos pecados ao ser batizado, foi à Cruz e foi condenado por causa desses pecados – foi por isso que Ele disse: “está consumado,” antes de morrer – ressuscitou dentre os mortos, e assim com perfeição se tornou nosso Salvador. Ao se tornar a propiciação pela humanidade, nosso Senhor, o Cordeiro de Deus, remiu todos os nossos pecados, não deixando nenhum para trás, nem mesmo um bem pequenininho como uma moeda.
É por isso que todos que querem se tornar um grão verdadeiro têm que crer no evangelho da água e do Espírito. Se você não conheceu o evangelho da água e do Espírito e creu somente no sangue da Cruz até agora, você deve crer, nesse momento, nesse evangelho da água e do Espírito.
O que foi que Jesus disse? Ele disse que quando as pessoas vão dormir, o inimigo vem e semeia o joio. Isso quer dizer que enquanto as pessoas continuam ignorantes em relação ao evangelho da água e do Espírito, Satanás faz com que seus servos semeiem os falsos evangelhos do joio. Esses falsos evangelhos são os evangelhos que crêem apenas no sangue da Cruz.
Há tanta coisa para se falar sobre os falsos e o verdadeiro evangelho. Eu vou explicar a vocês a diferença entre os dois nos mínimos detalhes. Com a Palavra de Deus, eu posso penetrar até a medula e vasculhar a mente, e posso perceber se alguém é um falso profeta ou um profeta verdadeiro. Ao fazer isso, eu com certeza posso curar todo tipo de enfermidade espiritual. Eu tenho feito isso até hoje e vou continuar fazendo. É pregando o evangelho continuamente que eu posso preparar outros para que eles conheçam os falsos profetas quando eles se aproximarem.
Houve um tempo em que eu fiquei muito decepcionado por causa da falta de entendimento das pessoas. Todavia, já que Jesus está esperando pela colheita na Sua infinita paciência, é justo que nós, da mesma forma, também esperemos. Nós temos que ensinar às almas perdidas repetidamente com paciência, dizendo: “O evangelho da água e do Espírito é isso. Através da Palavra e do sangue de Jesus, você recebeu a remissão de todos os seus pecados de uma só vez. Você é justo para sempre.” Assim são aqueles que pregam o evangelho da água e do Espírito.
Meu desejo e oração é que todos vocês creiam no verdadeiro evangelho da água e do Espírito, tenham a fé do verdadeiro grão, e sejam recolhidos ao celeiro de Deus quando vierem os últimos dias.