The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 13-4] (Mateus 13:31-43) O Poder do Evangelho da Água e do Espírito

(Mateus 13:31-43)
“Outra parabola lhe propôs, dizendo: o reino dos céus é semelhante ao grão de mostarda que um homem tomou e semeou no seu campo. Embora seja a mais pequena de todas as sementes, contudo, quando cresce, é maior do que as hortaliças, e se transforma em árvore, de sorte que vêm as aves do céu e se aninham nos seus ramos. Outra parábola lhes disse: o reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo seja levedado. Tudo isso disse Jesus por parábolas à multidão, e nada lhes falava sem parábolas, para que se cumprisse o que fora dito por intermédio do profeta: abrirei em parábolas a minha boca, publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo. Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: explica-nos a parábola do joio no campo. E ele respondeu: o que semeia a boa semente é o Filho do homem. O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do reino. O joio são os filhos do maligno, e o inimigo que o semeou é o diabo. A ceifa é o fim do mundo, e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo que causa pecado, e todos os que cometem iniquidade. E lançá-lo-ão na fornalha de fogo, onde haverá pranto e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o Sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”
 
 
É meu desejo e esperança que o evangelho da água e do Espírito seja poderosamente anunciado em todo o mundo. Eu creio que Deus abrirá as portas do mundo inteiro, inclusive das regiões não alcançadas do planeta, para que esse evangelho da água e do Espírito seja proclamado em todo lugar. Eu creio que o verdadeiro evangelho será pregado poderosamente em todo o mundo, e ele dará testemunho de uma forma completa a todos que estão à procura da Verdade, não deixando ninguém para trás. Eu creio que mesmo sendo nosso desejo ou não, a Grande Comissão de Deus, que anuncia o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro, com certeza será completada num futuro bem próximo. Eu creio também que é através de nós que Deus anunciará o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo, porque foi isso que Deus decidiu fazer.
Deus também é o Senhor da história mundial como está escrito em Salmos 127:1, “Se o senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam. Se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.” Foi exatamente assim que a Coréia do Sul chegou à semifinal da Copa do Mundo em 2002. Meu país, a Coréia do Sul, nunca passou da primeira fase de uma Copa do Mundo, e nunca havia ganho nenhum jogo, mas na última Copa do Mundo, ele foi à semifinal. Eu tenho certeza que isso foi uma bênção maravilhosa e provisão de Deus. A fim de anunciar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro, Deus fez com que a Coréia do Sul fosse conhecida no mundo. Eu creio que Deus ajuda aqueles nos quatro cantos da terra que buscam primeiro o Seu Reino e a Sua justiça. Eu tenho certeza que vocês desejam muito servir ao evangelho da justiça de Deus. Por isso, devemos orar mais fervorosamente para que o evangelho da água e do Espírito seja anunciado. Nós precisamos de outros meios materiais para apoiar nossos principais ministérios, isto é, os ministérios de literatura cristã. Nosso Senhor nos advertiu: “granjeai amigos com as riquezas da injustiça” (Lucas 16:9). Contudo, nós não podemos apoiar suficientemente os ministérios do evangelho com nossos bens, porque os nossos próprios recursos são limitados.
Assim sendo, devemos orar para que Deus nos dê outros meios materias. Eu creio que se nós orarmos a Deus, Ele nos dará mais bênçãos materiais do que agora e trabalhará em nossas vidas. Já que é para pregar o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo que nós estamos orando por recursos financeiros, eu creio que Deus sabe disso melhor do que nós e responderá as nossas orações.
Nós oramos a Deus confiando nEle. Tudo que temos que fazer é pedir ajuda a Deus colocando nossa fé nEle, e pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Quando nós trabalharmos com fé para anunciar o evangelho da água e do Espírito, Deus ouvirá nossas orações e agirá poderosamente.
Deus se agrada quando pregamos o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo. E eu creio que esse evangelho verdadeiro será pregado ainda mais daqui para frente, tanto que não haverá ninguém neste mundo que não tenha ouvido o evangelho da água e do Espírito. Eu tenho um grande desejo de que Deus realize essas coisas nos próximos anos.
 
 
Qual é o Poder da Água e do Espírito que é Semelhante a um Grão de Mostarda?
 
Nós acabamos de ler Mateus 13:31-43. Os versículos 31 e 32 dizem: “Outra parabola lhe propôs, dizendo: o reino dos céus é semelhante ao grão de mostarda que um homem tomou e semeou no seu campo. Embora seja a mais pequena de todas as sementes, contudo, quando cresce, é maior do que as hortaliças, e se transforma em árvore, de sorte que vêm as aves do céu e se aninham nos seus ramos.”
Jesus disse que o Reino de Deus é semelhante a um grão de mostarda que um homem semeou em seu campo. Nosso Senhor disse que a semente de mostarda é a menor de todas as sementes, mas quando cresce ela se torna maior do que as hortaliças e se transformam em árvores, se sorte que vêm as aves do céu e se aninham em seus ramos. Nosso Senhor estava falando sobre o poder do evangelho por meio dessa parábola nessa passagem. Colocando de outra forma, através do poder desse verdadeiro evangelho, Deus torna possível aos pecadores receber a remissão de pecados, ser livres da escravidão dos seus pecados, e assim, receber uma vida nova e restaurada.
Resumindo, essa parábola nos mostra como o poder do evangelho da água e do Espírito expandiu o Seu Reino. Nessa parábola, o Reino dos Céus se refere ao Reino de Deus, e a semente de mostarda se refere ao evangelho da água e do Espírito.
Quando as pessoas se deparam pela primeira vez com o evangelho da água e do Espírito, ele pode até parecer muito pequeno e particularmente não muito valioso, mas para aqueles que o aceitam em seus corações, a grandeza do Reino de Deus enche o seu espírito. Isto se refere ao processo que um santo nascido de novo passa para se tornar um obreiro do Seu Reino. O Reino de Deus, em outras palavras, começa e é aperfeiçoado por meio da fé no evangelho da água e do Espírito, cujo poder é como uma semente de mostarda. Quando nós cremos nesse evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, nós nos tornamos filhos de Deus, e aqueles que também levarão outros a se tornar servos de Deus que levarão os pecadores de volta a Deus. Jesus nos disse através dessa parábola que os servos de Deus constroem o Reino de Deus, trazendo para junto de si muitos pecadores, e levando todos eles ao Senhor.
 
 
Jesus Não Falou Sem Parábolas
 
Mateus 13:34-35 diz: “Tudo isso disse Jesus por parábolas à multidão, e nada lhes falava sem parábolas, para que se cumprisse o que fora dito por intermédio do profeta: abrirei em parábolas a minha boca, publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo.”
O que são essas coisas ocultas desde a fundação do mundo? Elas são o evangelho da água e do Espírito que pode edificar o Reino de Deus. Nós podemos ver que é através dos crentes no evangelho da água e do Espírito que o Seu Reino é construído na terra. Em outras palavras, é por meio da fé dessas pessoas justas que nasceram de novo pelo evangelho da água e do Espírito que o Reino de Deus é construído. É por isso que o Senhor de uma forma perfeita fez dos crentes Seus filhos com o evangelho da água e do Espírito, para que nada faltasse ao nosso espírito por termos nos tornado filhos de Deus.
Ao nos dar o poder desse evangelho, o Senhor trouxe perfeição a cada um de nós, e nos capacitou para que nos tornássemos filhos de Deus e obreiros do Seu Reino. Por esse motivo, através desses obreiros de Deus, muitos pecadores estão ouvindo o evangelho da água e do Espírito, o verdadeiro evangelho, e aderindo aos seus ensinamentos. É dessa forma que eles são salvos de todos os seus pecados, se tornando o povo do Reino de Deus que recebe todas as Suas bênçãos e proteção. Esse é o poder do evangelho da água e do Espírito.
O evangelho da água e do Espírito é a Verdade perfeita do Reino de Deus. O poder desse evangelho estabeleceu o Reino de Deus e tornou os pecadores povo de Deus permitindo a eles nascer de novo. É quando cremos no evangelho da água e do Espírito que o Reino de Deus é construído em nós, pecadores se tornam povo de Deus, e os salvos do mundo se transformam em obreiros de Deus. Muitos que pertenciam a Satanás podem agora se tornar povo do Reino de Deus depositando sua fé no evangelho da água e do Espírito.
É por isso que quando o Senhor falou do evangelho da água e do Espírito, Ele disse que o Reino dos Céus é como um grão de mostarda, e Ele estava totalmente certo! Essa Verdade que Jesus falou, que o Reino dos Céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem semeou no seu campo, é o segredo que Deus manteve oculto. O Deus Triuno planejou tudo isso antes mesmo da fundação do mundo.
Por causa de Satanás e de suas próprias fraquezas, a humanidade não tinha como evitar de cair em pecado e se afundar nele. Mas Deus tinha uma maneira através da qual tais pessoas ainda poderiam se tornar povo de Deus. Foi por isso que nosso Senhor disse: “o reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem tomou e semeou no seu campo.” O Reino de Deus, em outras palavras, está oculto no mistério do evangelho da água e do Espírito.
Sendo assim, quando as pessoas crêem no evangelho da água e do Espírito, elas recebem a remissão dos seus pecados e se tornam justas. Elas se tornam povo de Deus por causa da sua fé no verdadeiro evangelho. Elas também se tornam obreiros de Deus pela fé. Por meio desse evangelho, os filhos da maldição se tornam os próprios objetos das bênçãos de Deus. Se não for por essa fé no evangelho da água e do Espírito, nada mais pode te tornar alguém abençoado assim. Você se tornou povo de Deus quando creu apenas no sangue da Cruz? O que te tornou povo de Deus de uma maneira perfeita e completa e fez de você obreiro do Seu Reino foi o evangelho da água e do Espírito.
O Senhor desse evangelho de poder da água e do Espírito não é nenhum outro senão o próprio Senhor. Você e eu não devemos nunca subestimar o poderoso evangelho da água e do Espírito, porque foi nosso Senhor que veio a essa terra e nos deu esse evangelho pela Sua graça. À primeira vista, esse verdadeiro evangelho pode parecer igual ao pseudo-evangelho que crê apenas no sangue da Cruz, mas falando francamente, o evangelho da água e do Espírito está numa dimensão totalmente diferente desses outros evangelhos.
Nós devemos nos tornar povo de Deus por crermos no evangelho da água e do Espírito. Através desse evangelho, nós primeiro temos que ser remidos e lavados de todos os nossos pecados, e nos tornar povo de Deus e Seus preciosos obreiros. Temos que pregar também esse poderoso evangelho da água e do Espírito àqueles que ainda continuam sendo escravos de Satanás. Quando fazemos isso é que muitas pessoas podem vir a receber a remissão de pecados.
Jesus falou desse mistério do Céu em parábolas para que ninguém viesse a entender. Ele disse que o Reino dos Céus é como um grão de mostarda que um homem semeou no seu campo; e que embora essa semente seja pequena no começo, no tempo certo ela cresce como uma árvore, e os pássaros do céu se aninham nos seus ramos. Quando as pessoas não têm fé nesse poderoso evangelho da água e do Espírito, todos que estão aprisionados por Satanás, somente encontram a morte. Mas através dos crentes nesse verdadeiro evangelho, pessoas se levantam nessa terra, e muitos passam a ser abençoados por Deus.
Existe outro evangelho de poder verdadeiro a não ser o evangelho da água e do Espírito? Não existe. Se há alguns que ainda estão procurando e pensando: “será que é certo eu crer no evangelho da água e do Espírito e seguir o Senhor? Ou existe algum outro evangelho além deste?” Eu os aconselho a deixar a sua ignorância.
Os religiosos deste mundo ainda são como a semente que cai à beira do caminho. Eles pensam que somente porque se converteram à religião do Cristianismo e estão se esforçando para viver da melhor forma possível, eles crêem em Deus de modo apropriado. Mas a questão aqui é que eles apenas podem se tornar campos pedregosos, porque eles não podem entender a Palavra de Deus. Impedidos pelo rígido muro da religião, eles não entendem ao menos o quanto são pecadores e deficientes.
Então, por essa razão, essas pessoas têm que saber o quão iníquas elas são, conhecer a si mesmas, e buscar a Palavra de Deus. Elas têm que crer, em outras palavras, que nosso Senhor, ao nos dar o evangelho da água e do Espírito por causa da Sua misericórdia por nós, remiu todos os nossos pecados de uma vez por todas, e assim nos salvou de uma forma perfeita. Todos nós temos que acreditar nisso, para que assim nos tornemos filhos de Deus. O que nós precisamos fazer depois de tudo é agradecer a Deus. Mas porque ainda existem aqueles que não crêem assim e estão indecisos, Deus está decepcionado. “Esse é realmente o evangelho de poder ou não? Eu devo crer nele ou não?” A todos aqueles que estão indecisos assim, eu suplico que eles deixem suas dúvidas de lado agora e creiam com certeza no evangelho da água e do Espírito.
  
 
Um Grão de Mostarda é Pequeno, Mas Tem um Potencial Enorme
 
Jesus disse que o Reino dos Céus é como um grão de mostarda que um homem semeou no seu campo. Que tamanho tem um grão de mostarda? Ele é tão pequeno que você mal pode vê-lo a olho nu. E quando você está olhando para ele, se você respirar um pouco mais forte, vai soprá-lo para longe. Um grão de mostarda é assim. Como, então, pode esse grão se transformar numa árvore, já que ele é tão pequeno? Todos podem estar se perguntando isso? Mas uma vez que a grão brota, ele cresce e se torna uma grande árvore. Ele então provê um lugar para que os pássaros cantem nos seus ninhos, uma sombra para se procurar abrigo do sol causticante, e um refúgio para se proteger da chuva e do vento.
Quando encontramos o evangelho da água e do Espírito pela primeira vez, temos que pensar muito bem: “o que há de tão gradioso nele?” Mas se referindo a esse evangelho, o Senhor disse que ele é o mistério mantido em segredo desde a fundação do mundo. Ele disse na passagem das Escrituras aqui: “abrirei em parábolas a minha boca, publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo.” Uma dessas parábolas é que o Céu é como um grão de mostarda que um homem semeou no seu campo.
O Reino de Deus surge através dos crentes no evangelho da água e do Espírito. Jesus disse que é por meio daqueles que nasceram de novo pelo evangelho da água e do Espírito que o Reino de Deus se levanta e se expande, e o Seu povo cresce. Assim como uma pequena chama pode se transformar num incêndio e devastar uma grande floresta, é por meio daqueles que pregam o evangelho da água e do Espírito, em outras palavras, que muitas pessoas se tornam filhos de Deus.
É por isso que nós não devemos fazer pouco caso desse evangelho da água e do Espírito, nem pensar, na nossa ignorância: “eu tenho certeza que existe algo melhor do que o evangelho da água e do Espírito.” “Muitas pessoas neste mundo têm pesquisado tanto e produzido tantos estudos. Isso significa que tudo que os teólogos estão dizendo está errado.” Se você de fato têm esse tipo de pensamento, você deve deixá-los de lado.
Imagine um grão de mostarda, que parece insignificante e é desprezado por todos, mas que depois cresce e se torna uma árvore frondosa. Admita o fato de que é o evangelho da água e do Espírito que fez de você e eu, que éramos pecadores, justos.
Seus pecados foram remidos por alguma doutrina como a doutrina da santificação contínua ou a doutrina calvinista da justificação? Você se tornou justo por participar do movimento pentecostal que enfatiza as experiências pessoais misteriosas? Teologia, doutrinas, e a justiça do homem não têm poder de apagar os pecados da humanidade. Somente o poder do evangelho da água e do Espírito pode apagar nossos pecados, nos tornar filhos de Deus, e fazer de nós o povo do Reino de Deus, construindo esse Reino na terra.
Por quem o Reino de Deus é construído? O Reino de Deus é construído por aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito. Até mesmo antes da fundação do mundo, Deus nos escolheu em Cristo, nos predestinou em Cristo, e nos fez Seu povo em Cristo. Em poucas palavras, foi através de Jesus Cristo Seu Filho que Deus Pai planejou nossa salvação. Isto é, porque Jesus nasceu nessa terra, foi batizado, morreu na Cruz, ressuscitou dos mortos, e assim nos salvou, Ele tornou possível que nós nos tornássemos filhos de Deus por acreditarmos no evangelho da água e do Espírito. Ao fazer todas essas coisas, Ele nos capacitou a louvar a Deus, crer nEle, e ser gratos a Ele.
Nós portanto devemos conhecer a vontade de Deus para nós, que foi mantida em segredo desde a fundação do mundo. Pela nossa fé na verdade revelada na parábola do semeador, podemos compreender a Palavra de Deus. O Céu, o Reino de Deus, pertencem àqueles que têm esse tipo de fé. Falando de outra forma, o Reino dos Céus pertence àqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito.
Ninguém merece a Verdade a não ser aqueles que são sábios espirituais. Aqueles que são espiritualmente teimosos estão apegados somente à verdade predominante, mesmo que isso acabe sendo uma inverdade. Existe uma expressão que diz: “a maioria tem sempre razão.” Sendo assim, muitos cristãos nem chegam a pensar nos possíveis erros que há na sua fé, porque a maioria dos cristãos acreditam que o sangue da Cruz é a única verdade para a sua salvação. É por esse motivo que o Cristianismo hoje está cheio desses crentes cegos.
Entretanto, não é certo que tenhamos uma fé poderosa em qualquer coisa. Ter fé em Jesus segundo suas próprias opiniões como fazem os religiosos deste mundo, como se fosse apenas uma questão de crença religiosa, não é crer no verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Antes de conhecermos o evangelho da água e do Espírito, nós não tínhamos o evangelho de Deus que de fato apaga todos os nossos pecados. Se tornar os nobres filhos de Deus não é algo que foi possível apenas aos servos de Deus cheios de poder como Paulo e Pedro.
Mas ao invés disso, aqueles que são ignorantes em relação ao evangelho da água e do Espírito dizem: “Como pode um homem estar sem pecado? Isso é possível somente àqueles que são especiais para Deus, servos cheios de poder, como Abraão, Isaque, Jacó, Elias, Ezequiel, ou Daniel,” e eles afirmam que embora creiamos em Jesus, nós não seremos necessariamente como esses servos. Todos eles se tornaram cristãos porque era como se o Cristianismo fosse para eles a maior religião do mundo; porque a Bíblia era como se fosse um grande texto e a verdade, algo que eles achavam que todos deveriam saber; porque eles foram tocados pelo amor de Jesus na Cruz; porque não crer era como se fosse pecado, mas crer os tornaria mais sábios; porque parecia que eles seriam mais cultos se acreditassem em Deus; porque parecia que eles seriam mais elegantes se andassem carregando a Bíblia debaixo do braço, se sentassem na igreja, orassem e ouvissem a Palavra; e porque eles pensavam que se tornariam grandes intelectuais se eles ouvissem discussões filosóficas sobre Nietzsche, Hegel, ou qualquer outro grande pensador do mundo.
Resumindo, a maioria dos cristãos deseja conseguir uma personalidade agradável quando se converte ao Cristianismo. Falando de outra forma, não houve quase ninguém que de fato se tornou justo por crer em Jesus, que pertencia ao povo de Deus, que se tornou Seu filho, que foi feito justo, e que se tornou um precioso obreiro de Deus; dificilmente alguém creu em Jesus com o desejo de ter a mesma fé que os justos e os servos de Deus tiveram, de viver sua vida como eles viveram.
Todavia, nosso Senhor não deseja que nós nos tornemos religiosos. Ele apenas deseja que creiamos no evangelho da água e do Espírito, que tem o poder de nos preparar para sermos filhos de Deus e edificarmos Seu Reino nessa terra. Meus amados irmãos, vocês crêem que o evangelho da água e do Espírito fez de nós filhos de Deus? Sim, esse verdadeiro evangelho realmente nos tornou filhos de Deus.
O evangelho da água e do Espírito nos deu a mesma fé de Abraão. Como foi que Abraão creu? Ele creu na Palavra de Deus com esperança, apesar da sua situação desesperadora. Assim foi sua fé: “Senhor, mesmo que Sua Palavra ao meu ver parece não estar se cumprindo, eu estou certo que ela realizará tudo perfeitamente, porque Tu és o Deus Onipotente.” Nossa fé atual é a mesma fé de Abraão que Deus aprovou. A fé de Sara também era a mesma que a nossa. Como Sara pôde gerar um filho? Ela ficou grávida quando acreditou na promessa de Deus que dizia: “há, acaso, alguma coisa demasiadamente difícil para o Senhor? Ao tempo determinado, daqui a um ano tornarei a ti, e Sara terá um filho” (Gênesis 18:14).
Era humanamente impossível Sara gerar um filho. Ela tinha quase 90 anos naquela época. Mas isso se realizou porque Sara a Abraão acreditaram, “já que Deus prometeu, Ele com certeza nos dará um filho daqui a um ano.” Obviamente, Sara não pôde crer na Palavra de Deus a princípio, mas depois ela passou a crer mesmo que isso fosse humanamente impossível. Sara deve ter pensado: “Eu tendo vivido por tanto tempo, mas essa é a primeira vez que eu ouço um história tão engraçada. Eu entrei na menopausa décadas atrás, então é impossível para mim gerar uma criança agora. Deus anda dizendo umas coisas estranhas.” Mas ela voltou atrás no seu coração e disse: “mas já que Tu disseste, eu creio.”
Abraão e Sara puderam ter um filho realmente, e eles ficaram tão felizes que chamaram o seu filho Isaque. O nome Isaque significa ‘sorriso.’ Abraão teve um filho com 100 anos de idade. Abraão estava tão alegre. Então quando Isaque desmamou, ele deu uma grande festa.
Meus amados irmãos, foi quando tinha 75 anos que Abraaão deixou a sua parentela segundo a promessa de Deus, e foi somente então, com a idade de 100 anos, que ele finalmente teve um filho. Quanto tempo ele teve que esperar, e quanto da sua vida se passou? Abraão foi de fato um homem de fé que seguiu a Palavra de Deus, mesmo que ele não pudesse ver nenhuma possibilidade por causa da sua situação naquele momento. Foi por isso que Deus aprovou a fé de Abraão como a verdadeira fé em Deus.
Agora, o mesmo princípio de fé deve ser aplicado a nós. Deus está nos dizendo que através do evangelho da água e do Espírito, Ele nos fez Seu próprio povo, tirando-nos da condição de pecadores. O Senhor disse que Ele apagou todos os nossos pecados inclusive os pecados que vamos cometer no futuro levando-os sobre Si mesmo através do batismo e da expiação deles com Seu sangue na Cruz. Por mais que isso pareça ser impossível, é a mais pura realidade.
Meus amados irmãos, tenham fé no poderoso evangelho da água e do Espírito. Está escrito na Bíblia: “ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem” (Hebreus 11:1). Por essa razão, quando vocês se apegarem à Palavra de Deus, as promessas da bênção de Deus serão suas. Mas se vocês não se apegarem à Palavra de Deus, vocês perderão todas elas.
Um ditado coreano diz que o sal na cozinha não é saboroso a não ser que ele seja usado. Não importa quanto sal você possa ter na cozinha, sua comida só será saborosa quando você de fato colocar sal nela; se você não colocar, sua comida então não terá sabor. Dessa forma, você deve se apegar à Palavra de Deus pela fé. A não ser que você faça isso, o evangelho da água e do Espírito não terá nenhuma utilidade para você, não importa quanto poder você possa ter. Se Deus está te dizendo que Ele apagou todos os seus pecados com o evangelho da água e do Espírito, então você deve se apegar a esse mesmo evangelho pela fé. Se, por essa fé, você realmente se apegar à Palavra de Deus, esse evangelho então será seu.
Meus amados irmãos, eu suplico a vocês que creiam que o grão de mostarda nessa parábola é o evangelho da água e do Espírito. A fé no evangelho da água e do Espírito é a fé que é como o grão de mostarda. Ele pode parecer pequenininho, mas nele existe uma força poderosa de vida, e quando ele cresce, ele se torna uma árvore enorme e dá muitos frutos. O evangelho da água e do Espírito torna possível não somente a mim receber a remissão de pecados, mas também a todos aqueles que ouvem essa Palavra de crêem nela.
 
 
A Palavra do Evangelho do Céu Anunciado como o Fermento
 
Vamos ler Mateus 13:33 juntos: “outra parábola lhes disse: o reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo seja levedado.”
Aqui o Senhor fala através de outra parábola também, nos dizendo que o Reino de Deus prevaleceria contra todo o mundo por meio do evangelho da água e do Espírito. O Reino de Deus, em outras palavras, se expandiria dessa forma. Enquanto que a passagem que nós acabamos de estudar, Mateus 13:31-32, fala sobre o Reino de Deus que enche o nosso espírito de forma indivídual, essa passagem do versículo 33 fala sobre o poder do evangelho da água e do Espírito que é anunciado em todo o planeta. Quando é dito aqui: “o reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo seja levedado,” isso significa que esse evangelho poderoso será anunciado em todo o mundo. O Reino dos Céus aqui se refere ao Reino de Deus e o fermento que é introduzido em três medidas de farinha até que tudo seja levedado se refere ao evangelho da água e do Espírito.
O evangelho da água e do Espírito é a Verdade perfeita que está levando os pecadores ao Reino de justiça de Deus. Deus vai anunciar esse poderoso evangelho no mundo inteiro no fim dos tempos. Ele irá propagar o evangelho em cada canto deste mundo, para que todos ouçam esse verdadeiro evangelho sem exceção.
Jesus disse que o Reino dos Céus é como o fermento que é introduzido em três medidas de farinha. Quanto é três medidas de farinha? Antigamente, a farinha era vendida por medidas, uma medida, duas, três, daí por diante. Três medidas de farinha não era pouca quantidade, ao contrário era uma medida de farinha considerável o suficiente para uma festa no vilarejo.
Jesus disse que o Reino dos Céus é como o fermento que é introduzido em três medidas de farinha. Isso significa que mesmo que o evangelho da água e do Espírito seja pequeno como um grão de mostarda, quando essa Verdade for semeada no mundo inteiro, ela será anunciada aos corações de todas as pessoas neste mundo. Em outras palavras, o evangelho da água e do Espírito, que é o evangelho do Reino dos Céus, será amplamente anunciado, para que os que vivem nessa terra venham a ouvir essa Verdade sem nenhuma exceção. E isso também significa que o poder desse evangelho é suficiente para salvar a todos dos seus pecados. Esse evangelho é mais do que capaz de salvar todo mundo, e ele será anunciado no mundo inteiro.
Então quando eu leio essa passagem, eu tenho certeza absoluta que a Palavra de Deus de fato será anunciada em todo o mundo. Há tantos países que são ilhas tão pequenas que eu nunca ouvi falar o nome deles. Porém mesmo nesses países pequenos e distantes, o verdadeiro evangelho será semeado, e não haverá nenhum país onde o evangelho não tenha entrado. Eu acredito nisso porque Jesus disse que o Reino dos Céus é como o fermento que é introduzido em três medidas de farinha. Sem falhar, esse evangelho da água e do Espírito será pregado em todo o mundo: ele com certeza entrará até na Coréia do Norte, e não estará somente nos países árabes, mas até mesmo nas pequenas, desconhecidas nações que são ilhas.
Embora nós mesmos não possamos ter poder e bens materiais suficientes, o evangelho da água e do Espírito é tremendamente poderoso, e portanto será certamente anunciado em todo o mundo. Isso não é verdade? É por isso que com fé devemos usar nossas habilidades para pregar o evangelho da água e do Espírito poderosamente.
“O poderoso evangelho será anunciado em todo o mundo. Ele encherá o mundo inteiro. Tendo fé nisto, o que, então, nós devemos fazer?” Quando passamos a meditar nas coisas assim, entendemos que toda a criação pertence a Deus, e chegamos a conclusão que devemos orar a Deus para que Ele nos dê meios financeiros para pregar o evangelho em todos os lugares. Nós devemos orar a Deus para que Ele nos dê cem vezes mais do que temos agora – não, mil, um milhão, um bilhão de vezes mais, para que nós possamos pregar o evangelho nos lugares distantes desse planeta no menor tempo possível.
Já que Deus nos falou desse poderoso evangelho e o revelou a nós antes da fundação do mundo, Ele com certeza vai anunciar esse evangelho completamente em todo o mundo. Eu acredito, obviamente, que Ele cumprirá isso logo, logo. Minha fé não é superficial, mas ela está concretamente firmada na Palavra de Deus, para que eu verdadeiramente creia na Palavra de Deus do fundo do meu coração.
Se um fazendeiro pensasse somente assim: “será que vai chover ou não?” e só ficasse olhando para o tempo, ele não teria um boa safra quando viesse o tempo da colheita. Quando a Palavra de Deus diz algo, nós devemos ter fé na Sua Palavra dizendo: “Sim! Com certeza vai acontecer como está escrito!” E a Palavra da água e do Espírito nos capacita a crer que é a Palavra Deus que nos torna povo de Deus e nos permite entrar no Reino de Deus. Nós temos que entender que o poderoso evangelho da água e do Espírito é a Palavra da Verdade sobre a remissão de pecados, e temos que entender que esse evangelho encherá todo o mundo completamente. E nós temos que crer nisso. Eu, em primeiro lugar, creio nisso. Você também crê?
Você conhece o evangelho da água e do Espírito? Você crê que o evangelho da água e do Espírito é a Verdade que te torna apto a se tornar povo do Reino de Deus? Você crê que o evangelho da água e do Espírito cobrirá toda a terra? Deus nos revelou isso agora? Ao revelar esse evangelho para o mundo inteiro, Deus certamente cumprirá seu plano.
Vamos voltar agora para Mateus 13:36-43. “Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: explica-nos a parábola do joio no campo. E ele respondeu: o que semeia a boa semente é o Filho do homem. O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do reino. O joio são os filhos do maligno, e o inimigo que o semeou é o diabo. A ceifa é o fim do mundo, e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo que causa pecado, e todos os que cometem iniquidade. E lançá-lo-ão na fornalha de fogo, onde haverá pranto e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o Sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”
Meus amados irmãos, devemos ter ouvidos para ouvir. “Senhor, me dê ouvidos para ouvir e entender a Palavra de Deus.” Dessa forma, devemos orar a Deus e pedir a Ele a Sua ajuda.
Os discípulos de Jesus vieram a Ele e disseram: “explica-nos a parábola do joio no campo.” O Senhor disse a eles então: “o que semeia a boa semente é o Filho do homem.”
Portanto, o que anuncia o evangelho da Verdade sobre o Reino dos Céus é o próprio Deus, e Ele é Jesus que veio como homem. O que é o campo, isto é, o objeto onde Jesus pregará Sua Palavra? Esse objeto é o mundo mesmo. Todos que vivem neste mundo são o Seu campo. Jesus então disse: “A boa semente são os filhos do Reino.” Aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito, em outras palavras, são os que pertencem ao Reino de Deus.
Resumindo, a boa semente é o evangelho da água e do Espírito, e nós podemos nos tornar filhos de Deus crendo nesse evangelho. Os filhos de Deus são a boa semente, e ao mesmo tempo, eles também semeiam a boa semente em obediência ao Senhor. Na verdade, todos nós fomos salvos dos nossos pecados pelo evangelho da Verdade, e então nos esforçamos para anunciar a Palavra de salvação.
Como Jesus disse que o inimigo que semeia o joio é o diabo, então é o diabo que semeia e planta o falso evangelho no coração das pessoas. O joio cresce mais vigorosamente, mas quando nós olhamos bem, podemos ver que eles são diferentes do trigo. O joio tem listras brancas atrás das suas folhas. É o joio que finge ser mais justo do que os outros. Eles fingem ser mais virtuosos e ter menos pecados. Assim como uma imitação de uma flor é mais esplêndida do que uma flor verdadeira, o joio parace ser mais forte do que o grão verdadeiro. Assim como a Lei de Gresham diz que, “a moeda ruim expulsa a boa moeda,” o joio tem prevalecido ao longo da história do Cristianismo e se tornado a absoluta maioria no Cristianismo hoje. Porém, é certo que o joio será reunido e queimado no fim.
 
 
Jesus Disse que o Joio são os Filhos da Maligno
 
Jesus disse que o joio são os filhos de Satanás, e que o inimigo que semeou o joio é o diabo. Foi o diabo quem os semeou. O inimigo de Deus, o nosso inimigo, é o diabo. Jesus disse que a boa semente, por outro lado, é semeada pelos filhos de Deus. Ele disse que a boa semente é a do Filho do homem, e que é a Palavra de Jesus que veio encarnado como um homem.
Nosso Senhor veio a essa terra e nos salvou por meio do evangelho da água e do Espírito: nosso Senhor levou sobre Si nossos pecados com Seu batismo, morreu na Cruz, ressuscitou dentre os mortos, e assim nos salvou. Antes de crermos nessa Palavra, nós devemos primeiro crer que Jesus é o próprio Deus. Devemos crer primeiro que Jesus é Deus, o Filho de Deus, e nosso Salvador, e devemos crer também no evangelho da água e do Espírito, que nos diz que para nos salvar, o Salvador Jesus nasceu nessa terra e levou sobre Si todos os nossos pecados quando Ele tinha 30 anos.
Embora Jesus tenha nascido neste mundo no corpo de um homem para vir como nosso Salvador, Ele na Sua essência é o mesmo Ser que o próprio Deus. Porém mesmo assim, Ele não se exaltou por causa da Sua divindade, mas viveu os 33 anos da Sua vida simples e humildemente, a fim de nos salvar. Ele ficou do nosso lado, levou sobre Si todos os nossos pecados, suportou a condenação de pecado, morreu no nosso lugar, ressuscitou dentre os mortos, voltou por Si mesmo à vida de novo para nos trazer a vida também, completou nossa salvação com perfeição, e se tornou o Deus da nossa perfeita salvação.
A Bíblia declara nitidamente que Jesus é o verdadeiro Deus e a vida eterna (1 João 5:20). É por isso que devemos crer em Jesus como nosso Deus. Nós devemos crer que Jesus, como próprio Deus e Filho de Deus, se tornou nosso Salvador. Nosso Senhor cumpriu o evangelho da água e do Espírito nessa terra.
Ele falou sobre o evangelho da água e do Espírito, e Ele cumpriu toda a Palavra profética desse verdadeiro evangelho ao vir a essa terra. Ele também nos fez crer e pregar esse evangelho de poder, a Palavra da Verdade do evangelho da água e do Espírito.
Os semeadores da semente ruim são os filhos do diabo. Foi por isso que Jesus disse que aqueles que semeiam a boa semente são os filhos do Reino dos Céus, e aqueles que semeiam a semente ruim, o joio, são os filhos do maligno. Os dois são claramente distinguidos dessa maneira. O joio e o grão verdadeiro não são iguais. Eles podem até parecer iguais para os ignorantes, mas para qualquer um que olhe para eles bem de perto, eles não são a mesma coisa. É o joio que tem listras brancas atrás das suas folhas, que é mais grosso e mais verde. Mas o joio no fim cairá de uma hora para outra. Esses que são joio cairão porque são fracos? Não. Porque eles não foram aprovados por Deus é que eles cairão em desgraça.
Nosso Senhor disse com uma precisão exata que é o evangelho da água e do Espírito que edifica o Reino de Deus e que nos capacita a entrar no Seu Reino. Em outras palavras, por meio do evangelho da água e do Espírito, nós podemos claramente distinguir o joio do trigo. Muitas pessoas, contudo, não o conhecem, porque é um mistério para elas. Foi por isso que o Senhor o revelou a nós.
Continuando a explicar essa parábola, nosso Senhor prosseguiu dizendo: “a ceifa é o fim do mundo, e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo que causa pecado, e todos os que cometem iniquidade. E lançá-lo-ão na fornalha de fogo, onde haverá pranto e ranger de dentes.”
Jesus disse que enviaria seus anjos no fim dos tempos. Ele disse que não somos nós que colheremos o joio e o lançaremos no fogo do inferno, mas Deus, o próprio Jesus Cristo, enviará seus anjos para colher o joio e lançá-lo na fornalha de fogo. Jesus também disse que os justos se reuniriam então, e no fim dos tempos, eles resplandeceriam como o Sol no Reino de Seu Pai. O verdadeiro grão, em outras palavras, viverá em radiante glória no celeiro de Deus, que é o Reino dos Céus, mas o joio viverá em sofrimento no lago de fogo para todo o sempre.
 
 
Você é um Grão Verdadeiro?
 
No que se refere à parábola do joio e do trigo, é crucial descobrirmos quem é o verdadeiro grão e quem é o joio. Por meio dessa parábola, nós podemos ver como o evangelho da água e do Espírito nos capacita a entrar no Reino de Deus, e nos torna filhos de Deus; nós podemos ver que o evangelho da água e do Espírito é o único evangelho verdadeiro que livra cada pecador dos seus pecados; e nós podemos ver que nosso Senhor nos disse que os evangelhos daqueles que são joio, mesmo que possam parecer iguais ao verdadeiro evangelho, são basicamente diferentes do evangelho da água e do Espírito.
O evangelho da água e do Espírito que nós estamos pregando é mais do que suficiente para ser propagado em todo o mundo. Ele irá se expandir sem falhar. Independentemente do quanto somos incapazes, o evangelho da água e do Espírito com certeza será pregado. Porque essa não é nossa obra apenas, mas a obra do próprio Deus, Ele certamente realizará Sua obra.
Meus amados irmãos, por que aqueles que são joio se tornam joio? Não é por que eles ouvem e aceitam o evangelho do joio que é pregado pelos filhos do maligno que eles também se tornam joio? Como é que nós nos tornamos filhos de Deus? Não foi porque aqueles que primeiro se tornaram filhos de Deus por crer no evangelho da água e do Espírito pregaram antes a Palavra do evangelho da água e do Espírito para nós? Sim, nós éramos pecadores diante de Deus, mas quando nós ouvimos e cremos no verdadeiro evangelho, o evangelho do grão verdadeiro, nós nos tornamos justos. Assim como o joio e o verdadeiro grão são basicamente diferentes um do outro, nós devemos primeiro descobrir se somos o grão verdadeiro ou joio. E nós devemos colocar uma linha divisória em nossos corações.
Você deve perguntar a si mesmo: “eu estou do lado do grão verdadeiro? Ou eu estou agora do lado do joio?” Ainda há uma chance. É certo que quando o fim dos tempos chegar, Deus colherá o joio primeiro e o lançará no fogo eterno. E Ele disse isso para o joio: “ali haverá pranto e ranger de dentes.”
Não importa o quanto possamos ser deficientes em nossos atos, e não importa que tipo de pecado possamos ter cometido, nós devemos crer que por meio do evangelho da água e do Espírito, o Senhor transformou de forma perfeita você e eu, que estávamos condenados ao inferno, em filhos de Deus, para que pudéssemos nos tornar Seus filhos. Nós devemos crer que foi o evangelho da água e do Espírito que nos fez justos. Devemos crer que somente o evangelho da água e do Espírito e a única verdade e a verdadeira salvação.
E nós devemos confessar: “Senhor, Tu é o Cristo, o Filho do Deus vivo.” Assim como Pedro reconheceu que Jesus era o Filho de Deus, o próprio Deus, e o Salvador, nós, que da mesma maneira, entendemos e cremos assim, fizemos a mesma confissão de fé. Ao fazermos isso, nossa fé foi aprovada e elogiada por Deus, e nos tornamos Seus filhos, Seus obreiros, e os trabalhadores da Igreja. Todos nós, você e eu, devemos crer que o evangelho da água e do Espírito é a única grande Verdade, e que somente esse evangelho apagou todos os nossos pecados.
“Eu devo seguir esse caminho ou aquele? Eu não posso seguir por esse caminho totalmente, pelo menos por enquanto. Eu ainda preciso deixar alguma coisa para trás. Eu não vou apostar tudo nisso.” Existe alguém que, tendo dado o primeiro passo, ainda se sente indeciso para dar o segundo passo? Somente o evangelho da água e do Espírito é que salva você a mim dos nossos pecados. Somente o poder desse evangelho da água e do Espírito é suficiente para nos tornar justos. Nada mais pode fazer isso. Como está escrito em Atos 4:12, “em nenhum outro há salvação, pois também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos,” não há nenhum outro nome a não ser de Jesus Cristo que nos purificou dos nossos pecados ao nos dar o poderoso evangelho da água e do Espírito. Ele nos purificou completa e perfeitamente. Embora nossos pecados fossem como a escarlata, Ele os tornou brancos como a neve (Isaías 1:18).
Na Sua parábola dos quatro campos, nosso Senhor diz: “desde o início, vocês têm adorado ídolos, e não reconheceram nem ouviram a Minha Palavra, mas foram indecentes, mundanos, e hedonistas. Não há como vocês evitarem de ser lançados no inferno por causa dos seus pecados. Mas Eu vim para salvá-los e realizar a salvação com perfeição por meio do evangelho da água e do Espírito. Eu apaguei todos os seus pecados. Ao ser batizado, morrer na Cruz, e ressuscitar dentre os mortos, Eu os salvei de forma perfeita de todos os seus pecados. Vocês então devem crer no que eu fiz por vocês e se unir ao povo de Deus. Vocês não vão crer nisso para se tornar povo de Deus? Vocês não querem se tornar o próprio povo de Deus? Vocês não querem entrar no Reino dos Céus? Vocês não querem vir para o Reino dos Céus que eu preparei para vocês?”
Nosso Senhor está nos advertindo: “já que Eu os amo tanto, já que Eu os amarei para sempre, por que vocês não aceitam Meu amor?” É isso que nosso Senhor está dizendo a todos nós, a todas as pessoas deste mundo, através da parábola do semeador.
Basicamente falando, nós deixamos a Deus a ao contrário adoramos ídolos. Somos as sementes do maligno que nascemos com os doze tipos de pecado em nossos corações, destinados a viver a vida inteira gerando apenas frutos do pecado. Nós sempre cometemos obras más, e todo esse tempo nós éramos carnais, indecentes, e hedonistas. Sendo assim, nós éramos tão maus que era simplesmente impossível nos tornarmos filhos de Deus por nós mesmos.
Mas para salvar pessoas assim, Deus mesmo veio a essa terra no corpo de um homem, e quando Ele fez 30 anos, Ele foi batizado para levar sobre Si os nossos pecados. Ele recebeu todos os nossos pecados através do Seu batismo, e então subiu à Cruz para ser crucificado. E derramando todo o Seu sangue e morrendo, Ele disse então: “está consumado!” (João 19:30). Ele bradou, em outras palavras, “Eu agora os salvei de forma perfeita!” E ao ressuscitar dos mortos, nosso Senhor se tornou o Salvador para você e para mim.
Ele agora está nos perguntando: “Eu os salvei a todos. Eu dei a vocês a Palavra de poder do evangelho da água e do Espírito. Vocês conseguem crer nisso agora? Eu realizei a sua salvação ao levar os seus pecados com Meu batismo, morrendo na Cruz, e ressuscitando dentre os mortos. Vocês podem crer em todas essas coisas que Eu fiz por causa do Meu amor por vocês?”
Meus amados irmãos, basicamente falando, nós não passávamos de joio. Adão e Eva, nossos pais, se tornaram joio ao ser enganados por Satanás. Todavia, eles foram salvos por crer na Palavra de Deus, e nós, também, podemos ser salvos por crermos na Sua Palavra.
Uma oportunidade foi dada a vocês agora. Jesus está perguntando a vocês: “vocês nasceram joio, mas vocês não querem agora se tornar um grão verdadeiro?” Agora, tudo depende da sua escolha. Se nós pensarmos que não há nenhum problema em sermos servos de Satanás, e deixarmos nossos corações como eles estão, então nós continuaremos sendo joio. Contudo, se pensarmos: “embora eu seja deficiente, eu não quero acabar como servo de Satanás. Eu quero me tornar filho de Deus, apesar das minhas deficiências. Senhor, por favor, tenha misericórdia de mim e me aceite,” devemos então admitir que estávamos condenados ao inferno, e crer que o Senhor nos salvou por meio do evangelho da água e do Espírito. Essas pessoas podem se tornar um grão verdadeiro.
Através da parábola do joio e do trigo, Deus ultimamente está nos perguntando a quem pertencemos, isto é, se somos joio ou trigo. A quem você quer pertencer? Quando o diabo tentar seu coração para você pensar: “mas eu ainda gosto do joio; por mim está tudo bem se eu for para o inferno,” você deve dizer: “Não! Eu posso até levar uma vida desgraçada aqui neste mundo, mas eu quero viver feliz na vida eterna. Eu quero viver num lugar onde existe amor. Eu quero receber meu galardão. Pelo menos, eu quero ir para um bom lugar. Embora meus atos possam ser insuficientes, eu gostaria de ser um obreiro da Igreja de Deus, e viver para Sua justiça.” Eu suplico a todos vocês que tenham esse tipo de coração que busca a justiça. É isso que vocês devem fazer.
Através da parábola do joio e do trigo, o Senhor disse o quanto é verdadeiro o evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor comparou o evangelho da água e do Espírito com um grão de mostarda, e Ele também comparou o Reino dos Céus com o fermento. Embora o grão de mostarda seja minúsculo, em pouco tempo ele se transforma numa árvore frondosa onde os pássaros podem se aninhar. O fermento pode crescer e se espalhar amplamente. O evangelho da água e do Espírito é tão poderoso que é mais do que capaz de cobrir o mundo inteiro.
Eu creio que isso certamente se tornará uma realidade num futuro bem próximo porque o Senhor disse:
“Nos últimos dias se firmará
O monte da casa do Senhor no cume dos montes,
E se engrandecerá por cima dos outeiros;
Concorrerão a ele todas as nações” (Isaías 2:2).
E nós cremos que quando o novo mundo despertar para nós no fim dos tempos, aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito resplandecerão como o Sol no Reino dos Céus. Vocês crêem nisso? Você e eu viveremos uma vida gloriosa como o Sol. Jesus disse que quando esse dia vier, os justos resplandecerão como o Sol.
Que tipo de vida é a vida que resplandecerá como o sol? É a vida gloriosa no Reino dos Céus? Quem Jesus disse que viveria essa vida? Os justos a viverão. No que os justos crêem? Eles crêem no poder do evangelho da água e do Espírito. Quem eles seguem atualmente? Eles seguem o Senhor. Eu devoto toda minha gratidão a Deus.
Mesmo quando eu prego essa Palavra, eu sinto que embora essa Palavra possa trazer conforto e benefícios para nós, para aqueles que continuam sendo joio, ela pode parecer apenas cansativa e enfadonha. Mas somente por causa da sua atitude teimosa é que seus corações estão tão endurecidos para ouvir a suave voz do Senhor. Quando eu penso no que eles vão enfrentar no futuro, eu sinto compaixão por eles. É por isso que eu não posso parar de pregar o verdadeiro evangelho. O evangelho da água e do Espírito será anunciado no mundo inteiro sem falhar, e cobrirá ele todo.
E aqueles que crêem nesse evangelho entrarão no Céu mesmo que eles sejam deficientes em seus atos, mas aqueles que estão do outro lado da linha com o joio serão lançados no inferno por mais justos que sejam seus atos. O joio está totalmente condenado a ser lançado no fogo eterno. É por isso que eu sinto compaixão por eles.
Quando os últimos dias chegarem, o feliz e o trágico serão claramente distinguidos.
Quando eu prego o evangelho, existem vezes que eu não tenho certeza onde devo concentrar minha atenção. Se eu fosse ignorar o joio e pensar apenas na glória que nos espera, eu poderia pregar o evangelho com alegria, até mesmo dançando. Mas eu não posso me alegrar à vontade, porque ainda existem pessoas no mundo inteiro que não conhecem o evangelho da água e do Espírito e que eu posso torná-las um bom campo.
É meu desejo e oração que todos vocês entendam o quanto vocês eram maus, indecentes, e deficientes diante de Deus, e como todos vocês estavam condenados ao inferno; saibam que por causa disso, somente crendo no evangelho da água e do Espírito é que vocês podem se tornar filhos de Deus; e alcançar a fé que crê nisso. A estrada da fé ainda é muito longa. E sua vida ainda está aí para ser vivida.
Nós somos obreiros de Deus. Então eu agradeço a Deus. Mesmo que trabalhemos duro ou não, a vontade de Deus será indubitavelmente cumprida. Eu quero que os servos de Deus, Seus santos, e Sua igreja em todo o mundo primeiro tenham fé na Palavra de Deus. Não é só dizer: “vamos fazer alguma coisa.” Ao contrário, devemos dizer: “Deus assim falou, e com certeza se cumprirá.” É, em outras palavras, uma questão de ter fé na Palavra, para enfrentar o desafio, orar e pedir, e crer que o Senhor certamente nos dará poder e nos capacitará para realizar Sua obra.
Deus quer salvar até mesmo o joio dos seus pecados. É por isso que estamos tentando pregar o evangelho da água e do Espírito mesmo nas partes mais distantes do planeta. Eu creio que iluminando os corações das muitas pessoas neste mundo para que elas reconheçam e creiam no evangelho da água e do Espírito, Deus fará todo o possível para que elas entrem no Reino dos Céus.