Mahubiri

Assunto 14: A Primeira Epístola de JOÃO

[Capítulo 1-3] Dois Tipos de Confissão (1 João 1:8-10)

Dois Tipos de Confissão
(1 João 1:8-10)
“Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.”
  
 
Você acha difícil entender a passagem das Escrituras aqui?
Se você acha, isso é porque você não entende a Verdade do evangelho da água e do Espírito.
 
Toda Palavra de Deus é vida e verdade para todos aqueles que crêem. Mas para aqueles que ainda não nasceram de novo, ela pode ao contrário lhes trazer confusão, porque eles não entendem e não interpretam corretamente a Palavra de Deus. A passagem de 1 João 1:8-10 que acabamos de ler pode se tornar a Palavra da maravilhosa graça para aqueles que crêem em Jesus como seu Salvador e enriquecer sua alma, mas ao mesmo tempo, se ela for mal aplicada, isso pode trazer confusão à mente e à fé das pessoas.
Isso porque a passagem nos leva a meditar se ela se aplica ao povo de Deus que já recebeu a remissão dos seus pecados, ou àqueles que ainda não receberam a remissão de pecados. Se você recebeu a remissão de seus pecados por crer no evangelho da água e do Espírito, entender mal essa passagem pode levá-lo a questionar se é possível ter pecado de novo em seu coração. Tanto para os justos que crêem no evangelho da água e do Espírito quanto para os pecadores, essa passagem pode potencialmente trazer dúvidas e confusão.
 
 

Aplicando essa Passagem aos Pecadores

 
Antes de tudo, precisamos aplicar essa passagem àqueles que ainda têm pecado em seus corações por não crerem no evangelho da água e do Espírito. A questão aqui é se é possível àqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito ter purificado os pecados que eles cometeram apenas fazendo suas orações de confissão. Algumas pessoas dizem que sempre que fazem suas orações de confissão, ou orações de arrependimento, Deus Pai perdoa os seus pecados.
Mas a verdade é que mesmo que elas façam suas orações de confissão e arrependimento, todos os pecados que elas cometeram ainda continuam sujos e intactos em seus corações (Jeremias 2:22). Elas aparecem com doutrinas completamente sem sentido e crêem nelas somente para ter alívio, mas porque elas mesmas, em seus próprios pensamentos, querem crer que Deus Pai de alguma maneira as perdoa, assim como os pais geralmente perdoam seus filhos quando eles apenas confessam seus erros.
Mas a verdade, contudo, é que aqueles que fazem essas orações de confissão, ainda continuam com seus pecados na tábua dos seus corações, testificando que eles mesmos ainda continuam sob a maldição de Deus. Está escrito em Jeremias 17:1, “O pecado de Judá está escrito com um estilete de ferro, gravado com ponta de diamante na tábua do seu coração e nas pontas dos altares.” Você deve saber que os princípios representativos estão ao longo de toda Escritura. Por isso, essa passagem também deve ser aplicada à humanidade, com o significado de que os pecados de todo mundo estão escritos na tábua dos seus corações com um estilete de ferro.
Sendo assim, essa passagem também deve ser aplicada à toda humanidade, significando que o pecado de todo mundo está escrito na tábua dos seus corações com estilete de ferro. Nós vemos que para aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito, os pecados que eles cometeram ainda estão gravados na tábua dos seus corações.
Portanto, a questão não é se alguém pode ser purificado de todos os pecados da tábua do seu coração só confessando-os. Mas infelizmente, muitas pessoas hoje, se referindo a passagem de 1 João, acham que mesmo aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito ainda podem ter seus pecados purificados apenas confessando-os. Porém, quando as pessoas passam a conhecer e crer no evangelho da água e do Espírito, elas também podem encontrar respostas para suas perguntas sobre a oração de confissão de pecados.
Hoje em dia, muitas pessoas afirmam crer em Jesus. Mas muitas delas ainda têm pecado em seus corações, e por isso não estão qualificadas a chamar Deus de Pai. Isso faz com que elas desistam da sua vida de fé no meio do caminho. Pelo fato delas ainda não conhecerem a Verdade do evangelho da água e do Espírito, elas estão entrando numa confusão espiritual e crendo em Jesus apenas como os religiosos deste mundo, e é por isso que no fim elas acabam renunciando a sua fé. Já que elas sabem que o batismo de Jesus levou todos os pecados do mundo, elas simplesmente não podem escapar desse lamaçal de confusão por mais que tentem. Sendo assim, para escapar dessa confusão, elas precisam entender primeiro que Jesus suportou os pecados do mundo através do batismo que Ele recebeu de João.
Todo mundo deve admitir toda a fraqueza da sua carne e passar a ter, através da Palavra da Verdade, a experiência da fé que capacita sua alma a ser liberta de todos os seus pecados. Desde a época da Igreja Primitiva, qualquer um que cresse na Palavra do evangelho da água e do Espírito poderia receber a salvação de Deus, e foi assim que os santos passaram a adorar o Senhor. Nós vemos que aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito, como o Apóstolo João, podem ter alegria abundante em Deus.
Sem nossa fé no evangelho da água e do Espírito, nós não podemos ter verdadeira comunhão com Deus. Então, é somente no evangelho da água e do Espírito que a verdadeira confissão diante de Deus é possível, e é somente através da maravilhosa Verdade de Deus do evangelho da água e do Espírito que essa verdadeira confissão pode ser feita. Todos nós devemos dar graças ao Senhor por Ele ter nos capacitado a fazer essa confissão verdadeira do pecado através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
De agora em diante, nós não devemos esmorecer em nossa fé que crê no batismo de Jesus. As pessoas devem ser libertas dessas doutrinas cristãs inúteis que declaram que é possível ser liberto dos pecados crendo apenas no sangue de Jesus. E elas precisam retornar a fé que crê no batismo de Jesus e no sangue da Cruz como a única forma de salvação. De agora em diante, você deve se tornar o tipo de cristão que anseia por aprender e crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito. Todos nós precisamos entender como Jesus se sentiu quando Ele teve que levar sobre Si os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista. Precisamos crer e entender na maravilhosa Verdade da salvação, que por Jesus ter sido batizado por João Batista é que Ele teve que derramar Seu precioso sangue na Cruz.
Você tem que entender que é quando você conhece e crê na Verdade do evangelho da água e do Espírito que você pode se tornar propriamente um cristão (1 João 5:3-7) e pode também se confessar de modo apropriado a Deus a partir daí (Mateus 3:15; 1 Pedro 3:21, Romanos 6:2-5). Eu louvo ao Senhor por nos dar a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Eu louvo ao Senhor por nos libertar de todos os pecados do mundo através do evangelho da água e do Espírito, e por nos levar para o eterno Reino dos Céus. Por crermos nesse verdadeiro evangelho, todos nós vamos andar para sempre com Jesus Cristo.
  
Qual é a conclusão correta que chegamos quando examinamos 1 João 1:8-9 da perspectiva daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito?
Foi revelado que o evangelho da água e do Espírito é o evangelho definitivo e a nítida Verdade.
 
Eu vou explicar a passagem das Escrituras de 1 João 1:8-10 aqui por duas perspectivas diferentes: uma que é aplicada àqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito, e outra que é aplicada àqueles que não crêem nesse evangelho. Eu vou fazer essa consideração porque a própria Bíblia está falando desses dois tipos diferentes de pessoas.
Um deles são aqueles que ainda têm pecado em seus corações porque falharam em não conhecer a palavra do verdadeiro evangelho da água e do Espírito, e o outro são aqueles cujos corações se tornaram sem pecado por eles crerem nesse evangelho da água e do Espírito. O Senhor está falando a ambos os grupos de pessoas sobre a necessidade das orações de confissão. Todos nós temos o dever de pregar a Palavra do evangelho da água e do Espírito e a verdade sobre a autêntica confissão a todos, cristãos e não-cristãos. Foi por isso que o Senhor falou essa passagem de 1 João 1:8-10 para cada um desses dois tipos de pessoas.
  
Qual o resultado que podemos usar de 1 João1:8-10 para os pecadores que ainda têm pecado em seus corações?
Temos que entender que sua fé é falha.
  
Antes de mais nada, quando aplicamos a passagem das Escrituras aqui àqueles que são ignorantes em relação ao evangelho da água e do Espírito, nós descobrimos um fato maravilhoso. A maioria dos cristãos acredita que eles foram salvos dos seus pecados por simplesmente confessar Jesus como seu Salvador, mesmo que seus pecados ainda estejam em seus corações. Mas porque ainda há pecado em seus corações, não tem como eles fugirem do juízo de Deus. Na verdade, eles não têm nenhuma escolha a não ser viver sob a ira de Deus, porque eles não foram salvos dos seus pecados.
Eles não podem afirmar com ousadia diante de Deus que são justos porque eles não possuem a Verdade que lhes dá essa convicção. Todavia, os nascidos de novo podem confessar com ousadia que eles não têm pecado em seus corações, porque o verdadeiro evangelho não veio a eles somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em plena convicção (1 Tessalonicenses 1:5). Por isso o Apóstolo João está advertindo agora aqueles que têm pecado em seus corações mesmo eles crendo em Jesus. Ele está dizendo, em outras palavras, que ninguém pode dizer que recebeu a remissão de pecados em seu coração, a não ser que ele primeiro se torne justo ao crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito.
O Apóstolo João declarou: “Deus é luz” (1 João 1:5). Através dessa passagem, ele queria revelar que Deus purificou todos os pecadores dos seus pecados com o evangelho da água e do Espírito e fez deles o Seu povo santo. Então você precisa examinar bem o seu coração primeiro e ver se você realmente tem conhecimento do evangelho da água e do Espírito. Se você nunca teve a chance de aprender sobre a Palavra do evangelho da água e do Espírito dada por Deus, e é por isso que você não conhece esse evangelho, tudo que você precisa é ler o primeiro volume da minha série de livros cristãos, intitulado “Você Verdadeiramente Nasceu de Novo da Água e do Espírito?” (Editora Hefzibá, 1998).
Por outro lado, se você não crê no evangelho da água e do Espírito mesmo que você o tenha ouvido e compreendido, apesar de não conhecê-lo, eu peço a você que examine o seu coração para ver se ele é justo ou não, e para você crer nessa Verdade do evangelho da água e do Espírito. Se você conhece e crê nessa Verdade do evangelho da água e do Espírito, você pode fizer realmente que seu coração não tem pecado. Mas se você não crer nesse evangelho mesmo conhecendo-o, e dizer, ainda continuando em pecado: “Eu sou justo porque eu creio em Jesus e na doutrina da predestinação,” você vai chegar a conclusão que no final você acabará como mentiroso diante de Deus.
O Apóstolo João buscou pregar insistentemente a Palavra do evangelho da água e do Espírito para um grupo de pessoas que confessavam crer em Jesus. Podemos ver isso claramente na passagem onde João declara que Deus é luz. Ele afirma na sua declaração que na Igreja Primitiva, havia pessoas que não receberam a remissão de pecados porque se recusaram a crer no evangelho da água e do Espírito, e como resultado, elas se tornaram mentirosas que estavam enganando a si mesmas e a Deus.
O Apóstolo João foi alguém que creu verdadeiramente na Palavra do evangelho da água e do Espírito (1 João 5:5-7). Ele conhecia e cria também que Jesus, ao ser batizado por João Batista, cumpriu toda a justiça de Deus, e ao fazer isso Jesus levou sobre Si os pecados do mundo e purificou, todas de uma vez, as iniqüidades daqueles que crêem. Foi por isso que o Apóstolo João descreveu Jesus Cristo em 1 João 5:6 como aquele que “não veio só pela água, mas pela água e pelo sangue.” Isso significa que João acreditou tanto no batismo como no sangue da Cruz como sendo essenciais para nossa salvação.
Desse ponto de vista, aqueles que confessam crer em Jesus sem conhecer o evangelho da água e do Espírito, sem saber acabarão como mentirosos diante de Deus. Em outras palavras, aqueles que crêem apenas no sangue de Jesus na Cruz estão inadvertidamente se tornando mentirosos. Embora eles confessem com seus lábios que crêem em Jesus como seu Salvador, por causa dos pecados que continuam em seus corações, eles são incapazes de compreender a verdadeira oração de confissão. Todas as suas orações de confissão são inúteis. Para que eles façam verdadeiramente suas orações de confissão, eles precisam crer primeiro no evangelho da água e do Espírito. Como o Apóstolo João creu no evangelho da água e do Espírito, ele proveu uma reinterpretação da verdadeira confissão através da Palavra da verdade encontrada em 1 João 1:8-10 para aqueles que não conheciam nem criam no evangelho da água e do Espírito. Ele está dizendo a eles, em outras palavras, que se eles afirmarem agora que não têm pecado diante de Jesus Cristo sem ter nenhuma fé no evangelho da água e do Espírito, eles estão na verdade pecando contra Ele. Por esse motivo, eles precisam primeiro aprender o evangelho da água e do Espírito que o Apóstolo João acreditou, e então aprender também como fazer suas verdadeiras orações de confissão crendo no evangelho da água e do Espírito.
Muitos cristãos neste mundo ainda pensam que crêem em Jesus mesmo continuando ignorantes em relação à Verdade da água e do Espírito. Eles sem saber estão enganando a si mesmos e tentando enganar até mesmo Deus, porque ainda estão sob auto-hipnose. Tais pessoas crêem apenas no sangue da Cruz, e não tem como evitar de viver uma vida de fé cheia de decepções.
Portanto, todos aqueles que têm pecado em seus corações, mesmo que confessem crer em Jesus ou não, devem primeiro crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito. Somente então eles poderão render graças a Deus. Assim sendo, para fazer corretamente orações de confissão a Deus, você primeiro tem que crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito.
No que você deve crer? Você deve crer somente no sacrifício da Cruz que você já conhecia e cria? Ou você deve crer no batismo que Jesus recebeu de João e no sangue da Cruz? Que evangelho, em outras palavras, você acha que é o correto?
Em João 3:1-10, Jesus disse que para entrar nos Céus, é necessário nascer de novo da água e do Espírito. Todos nós, portanto, temos que receber a remissão dos nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que não receberam a remissão dos seus pecados devem confessar primeiro: “Deus, embora eu creia em Jesus como meu Salvador, ainda há pecado no meu coração. Eu admito que não tenho como evitar de ser condenado por Ti por causa dos meus pecados. Por favor, livra-me de todos os meus pecados e de todo castigo pelo pecado.” É assim que você deve orar. Deus então te dará a Palavra do evangelho da água e do Espírito, a Verdade da salvação que Ele preparou para pessoas como você, para as salvar. Você deve orar ao Senhor. Os pecadores têm que orar primeiro para que o Senhor os salve de todos os seus pecados, para que eles possam se tornar aqueles que fazem a verdadeira confissão dos nascidos de novo.
Você primeiro deve ter conhecimento do evangelho da água e do Espírito, tendo dessa forma todos os seus pecados purificados pela fé e se tornando aquele que habita na luz de Deus. Se você possui esse verdadeiro evangelho e crê nele com seu coração, você pode ser purificado de todos os pecados que havia em seu coração até agora. Nesse evangelho da água e do Espírito é encontrada a Verdade que capacita todo mundo a ser purificado de todos os seus pecados. É quando nós cremos verdadeiramente no evangelho da água e do Espírito que nosso coração pode ser tornar de fato sem pecado.
O que nós temos que entender aqui é que todos que dizem para Deus que não têm pecado, apesar de não ter essa fé no evangelho da água e do Espírito, devem simplesmente colocar a mão na consciência. Essas pessoas não passam de mentirosas, e elas são o tipo de pessoas que, falando francamente, não têm a mínima intenção de crer nEle.
  
Os humanos são tipos de seres que só pecam?
Sim. E por isso todos nós precisamos do evangelho da água e do Espírito pelo qual nosso Senhor nos lavou de todos os pecados.
 
É um fato e uma verdade inegável que todos em sua essência nasceram com muitos pecados neste mundo. Não existe ninguém que tenha nascido sem pecado. É por isso que todos pecam contra Deus enquanto vivem, e é por isso que todos nós temos que confessar que somos terríveis pecadores.
Por essa razão, todos aqueles que afirmam que não têm pecado mesmo tendo pecado em seus corações, assim como aqueles que afirmam que não pecaram, são arrogantes e insolentes diante de Deus. Você deve estar ciente da onisciência de Deus. Com Sua Lei, Deus está mostrando claramente que nós cometemos tudo quanto é pecado, e está nos dizendo também que todo mundo é um pecador que peca contra Deus o tempo todo. Se, apesar disso, ainda há alguém que diz para Deus que nunca pecou (1 João 1:10), será que ele não percebe que isso em si mesmo o torna um mentiroso diante de Deus?
Todo aquele que diz que não cometeu pecado é alguém que rejeita o amor de Deus e zomba dEle. Deus nos disse a todos que somos aqueles que sempre cometem pecado (Marcos 7:21-23). Ele está nos dizendo, portanto, que nascemos com todos os ingredientes do pecado. Mesmo assim, se alguém ainda disser a Deus que não tem pecado, ele é alguém que não está levando Deus a sério, que rejeita sua Verdade, e que, portanto, está pedindo para cair no lago da destruição. Ninguém deve fazer isso.
Sendo assim, quando nós aplicamos a passagem de 1 João 1:8-10 aos corações dos cristãos de hoje que ainda continuando sendo pecadores, nós podemos ver que toda sua fé vai contra a Palavra de Deus, e que eles estão mentindo para Ele e cometendo um grande pecado contra Ele. O ponto-chave dessa passagem nos mostra que se alguém que não recebeu a remissão de pecados afirmar que não tem pecado em seu coração, ele está enganando não somente a ele mesmo mas a Deus também, e essas pessoas não têm como esconder que estão mentindo, porque o evangelho da água e do Espírito não se encontra em seus corações.
Uma coisa que temos que entender de modo bem claro diante de Deus é que mesmo se nós fôssemos confessar nossos pecados, a menos que tivéssemos o conhecimento e a fé na Verdade do evangelho da água e do Espírito, nossos pecados não sumiriam. Colocando de outra forma, a única maneira de você estar ciente de todos os seus pecados e ser purificado por Deus é tendo o conhecimento da Verdade do evangelho da água e do Espírito que o Senhor concedeu a mim e a você, e tendo fé nessa Verdade. Quando você tem de fato esse conhecimento e guarda essa Verdade em seu coração pela fé é que você pode ser purificado de todos os seus pecados e se tornar filho de Deus.
Todos nós devemos lembrar do que o Senhor nos disse em João 8:32, “Então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” Nós temos que entender que embora todos nós tenhamos pecado contra Deus, porque cremos em Jesus como nosso Salvador e temos conhecimento do evangelho da água e do Espírito, nós podemos ser salvos de todos os nossos pecados. Por isso, todos nós precisamos guardar em nossos corações o conhecimento do evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor, e devemos todos crer nele. Assim então, através do conhecimento do evangelho da água e do Espírito, todos nós devemos entender o significado da verdadeira oração de confissão dos nascidos de novo.
  
Deus é realmente fiel?
Sim. O Senhor é tão fiel que apagou todos os nossos pecados cometidos durante nossa vida inteira com o evangelho da água e do Espírito.
 
 

Aplicando essa Passagem aos Justos

 
Vamos agora então aplicar 1 João 1:9 aos justos que crêem no evangelho da água e do Espírito. Está escrito em 1 João 1:9-10, “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.”
Aqueles que crêem na Palavra do evangelho da água e do Espírito sabem que o Senhor já apagou e purificou de uma vez por todas todos os pecados que nós cometemos apesar das nossas deficiências enquanto vivemos neste mundo, e que Ele já nos salvou. Porque eles crêem piamente nessa Verdade, seus corações podem ser guardados pela poderosa Palavra da água e do Espírito, quando eles confessam seus pecados pela fé no verdadeiro evangelho. Embora pequemos todos os dias, sempre que confessamos nossos pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito, Jesus Cristo, nosso Advogado, nos declara que Ele já apagou esses mesmos pecados a mais de 2000 anos atrás com Seu batismo e com Seu sangue na Cruz. Sendo assim, aqueles que nascem de novo da água e do Espírito podem fazer uso da Verdade do evangelho, pela fé, tendo a certeza de que seus corações foram remidos dos seus pecados, se tornando brancos como a neve.
Ao aplicar 1 João 1:9 a eles mesmos, os justos podem confirmar a graça da salvação onde todos esses pecados já foram purificados pelo Senhor, sempre que eles confessarem seus pecados diários com base no evangelho da água e do Espírito. A frase no versículo 9: “Ele é fiel e justo,” significa que o Senhor já apagou todas as transgressões futuras dos justos com o poder do evangelho da água e do Espírito que Ele nos deu. Essa frase também significa que o Senhor salvou a nós, que não tínhamos como deixar de pecar por causa das nossas deficiências, de todos os nossos pecados, através do evangelho da água e do Espírito.
Os justos também pecam todos os dias, mas eles não têm como se tornar pecadores novamente sendo lavados dos seus pecados pessoais, porque podem edificar seu conhecimento da Verdade mais concretamente confessando seus pecados dentro do poder do evangelho da água e do Espírito. Desta forma, a passagem de 1 João 1:9 provê aos nascidos de novo o poder do evangelho da água e do Espírito sempre que eles confessam seus pecados na Verdade.
Deus prometeu no Antigo Testamento que Ele nos salvaria de todos os pecados do mundo, e quando chegou a hora, foi Sua vontade cumprir essa promessa de salvação através de Jesus Cristo. Por isso, o Senhor veio a essa terra, levou sobre Si todos os pecados deste mundo ao ser batizado por João Batista, derramou Seu sangue na Cruz enquanto carregava todas as iniqüidades dos pecadores, ressuscitou dos mortos, e assim purificou todos os nossos pecados de uma vez por todas – cumprindo assim Sua promessa de uma vez por todas.
 
O que 1 João 1:9 revela a nós?
Nos revela que com o evangelho da água e do Espírito, o Senhor remiu até mesmo todos os nossos pecados pessoais.
 
1 João 1:9 manifesta a Verdade onde o Senhor apagou todos os nossos pecados pessoais com o poder do evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor apagou todos os pecados deste mundo com o poder desse verdadeiro evangelho. Isso significa, portanto, que todos os pecados cometidos por aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito já foram purificados pelo poder da Palavra. Pelo fato dos justos pecarem o tempo todo enquanto estão vivendo neste mundo, eles precisam sempre olhar para o poder do evangelho da água e do Espírito, e confiar na Palavra da Verdade que purificou todos esses pecados por eles honestamente tê-los confessado a todos.
Embora sejamos justos diante de Deus, nós não passamos de seres fracos que não têm como evitar de pecar contra Deus todos os dias. É por isso que colocando nossa fé no poder do evangelho da água e do Espírito, devemos olhar para o Senhor que nos santificou. A menos que façamos isso, nos tornaremos religiosos tolos. Embora sejamos justos, também precisamos confessar nossos pecados com a fé baseada na Palavra de Deus. Ao fazer isso, nós podemos manter nossos corações limpos constantemente.
Está escrito: “Não há homem justo sobre a terra, que faça o bem e nunca peque” (Eclesiastes 7:20). Isso quer dizer que até mesmo os justos pecam contra Deus o tempo todo. Sendo assim, para todos nós também, é correto fazer a confissão apropriada de todos os nossos pecados sempre que os cometermos colocando nossa fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito. O que todos nós precisamos entender diante de Deus é que ninguém pode ter seus pecados purificados apenas confessando-os, mas somente quando sua confissão é baseada na sua fé que está firmada na Palavra do evangelho da água e do Espírito é que seus pecados são purificados.
Já que os justos têm o evangelho da água e do Espírito dado por Deus, nós temos que resolver o problema dos nossos pecados diários pela nossa fé nesse evangelho. Os justos que eu estou falando aqui se referem àqueles que têm fé no evangelho da água e do Espírito. Nossa fé é aquela que crê na Palavra do evangelho da água e do Espírito, e essa fé é o mesmo que depositar uma grande quantidade de dinheiro num banco, para ser sacada para usarmos de tempos em tempos. Quando você e eu temos fé no evangelho da água e do Espírito na presença de Deus, e quando demonstramos essa fé a Ele e nos achegamos a Ele com essa fé, nós podemos continuar tendo comunhão com o Espírito Santo apesar das nossas insuficiências.
Mesmo que sejamos os cristãos nascidos de novo, a não ser que nós confessemos nossos pecados diários e confirmemos mais uma vez que o Senhor apagou todos os nossos pecados com a Verdade do evangelho da água e do Espírito, nós não poderemos ter uma verdadeira comunhão com Deus. Pelo fato de pecarmos o tempo todo, para que tenhamos comunhão com Deus, é absolutamente necessário que façamos a confissão diária dos nossos pecados.
 
 
Vamos Mais uma Vez Então Aplicar essa Palavra da Verdade Áqueles que Ainda Continuam Sendo Pecadores
 
Para aqueles que ainda não vieram para a luz de Deus por causa da sua ignorância em relação ao evangelho da água e do Espírito, com qual atitude de fé eles devem confessar seus pecados a Deus? Eles têm pecado em seus corações porque não crêem no evangelho da água e do Espírito. Pessoas assim, que não têm a verdadeira Palavra da salvação em seus corações, tentam ser purificados dos seus pecados diários fazendo suas orações de arrependimento a Deus, mas isso é uma fé enganosa. Para todos os pecadores, sem fé no evangelho da água e do Espírito, é completamente inútil confessar seus pecados todos os dias, e eles não podem ser purificados dos seus pecados fazendo isso. Todos nós precisamos entender essa Verdade.
Nos tempos do Antigo Testamento, o povo de Israel não podia nunca ser aperfeiçoado através dos sacrifícios oferecidos no Tabernáculo (Hebreus 10:1-3). Todavia, para cumprir Sua promessa fielmente, Jesus levou sobre Si os pecados do mundo ao ser batizado por João Batista, derramou Seu sangue na Cruz, e assim salvou os crentes, tornando-os todos justos e perfeitos. Por isso os pecadores não podem ser purificados dos seus pecados simplesmente fazendo suas orações de confissão, a não ser que eles primeiro tenham fé no verdadeiro evangelho. Mas infelizmente, a maioria dos cristãos hoje está tentando purificar seus pecados com uma oferta moderna que equivale aos sacrifícios imperfeitos, isto é, suas orações diárias de arrependimento. Hoje, aqueles que confessam crer em Jesus sem conhecer a Verdade do evangelho da água e do Espírito pensam erradamente que só porque eles crêem em Jesus Cristo, seus pecados são, de alguma maneira, purificados quando eles os confessam ao Senhor, mas nenhum pecado é purificado somente por ser confessado.
O que eu estou tentando dizer aqui é isso: a crença que alguém pode ter seus pecados purificados através das suas orações de confissão sem ter fé no evangelho da água e do Espírito não é a verdadeira fé, mas não passa de uma fé vazia. E além disso, muitas pessoas, tendo um entendimento errado de 1 João 1:9 sobre a confissão, ainda estão tentando receber a remissão dos seus pecados por meio dessas orações de arrependimento.
O Senhor não purifica os seus pecados só porque você os confessa. Somente quando você crê na Verdade do evangelho da água e do Espírito é que você pode ser purificado até mesmo dos seus pecados diários. Isso porque nosso Senhor, ao levar sobre Si os pecados do mundo através do Seu batismo e do Seu sangue derramado, já os purificou a todos. A purificação dos seus pecados é possível, portanto, quando você conhece essa Verdade e crê nessa Verdade.
Sendo assim, a menos que você creia na verdadeira Palavra da água e do Espírito em seu coração, você não poderá ser purificado de todos os pecados que você cometeu. Como você sabe agora, ao colocar sua fé apenas no sangue da Cruz, todos os seus pecados não podem ser purificados. Você pode até pensar que seus pecados foram purificados por você crer apenas no sangue da Cruz, mas na verdade você não pode negar que todos os seus pecados ainda permanecem em seu coração. Disso não há dúvida alguma.
Alguém pode, então, se perguntar se o evangelho da água e do Espírito é um novo evangelho que surgiu somente nesta época. Porém isso não é verdade. Eu vou mostrar a vocês agora através das Escrituras que o evangelho da água e do Espírito que eu estou pregando existe desde a Era Apostólica, e que este era o próprio evangelho que os Apóstolos creram desde o início.
Antes de tudo, a Apóstolo João recebeu a remissão dos seus pecados por crer no evangelho da água e do Espírito e pregou esse mesmo evangelho (1 João 5:3-10). Segundo, o Apóstolo Pedro também creu no batismo que Jesus recebeu como sendo a Verdade da remissão de pecados (1 Pedro 3:21). Terceiro, Paulo também creu no batismo de Jesus Cristo e no Seu sangue como a remissão através da purificação de pecados (Romanos 6:2-5). Não existe tempo suficiente para listar aqui todas as provas que há nas Escrituras tanto no Antigo quanto no Novo Testamento que provam essa Verdade, que Jesus purificou nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito.
Você conhece e crê no poder do evangelho da água e do Espírito? Se você realmente crê em seu coração, você então poderá entender que os seus pecados foram todos de uma só vez purificados pelo poder desse verdadeiro evangelho. Com o evangelho da água e do Espírito, o Senhor purificou até mesmo todos os seus pecados pessoais que você comete todos os dias. Então você, também, deve crer no evangelho da água e do Espírito em seu coração.
Mas e aqueles que ainda têm pecado em seus corações? Como e com que tipo de fé eles devem confessar seus pecados? Eles devem parar de fazer confissões sem fundamento. Eles devem confessar seus pecados colocando sua fé no evangelho da água e do Espírito. Eles devem, antes de tudo, confessar que são pecadores propensos a continuar cometendo pecado até o dia da sua morte, e devem crer e admitir que com o evangelho da água e do Espírito, o Senhor salvou até mesmo pecadores como eles.
Obviamente, nós que cremos no evangelho da água e do Espírito também temos que confessar nossos pecados diários através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito: se nós não confessarmos nossos pecados diários a Deus, acabaremos nos afastando da comunhão com nosso Deus.
É por isso que os justos precisam confessar seus pecados ainda mais detalhadamente, para que eles possam ter uma comunhão mais íntima com Deus. Essa comunhão na luz da Verdade vai durar para sempre contanto que confessemos nossos pecados honestamente com nossa fé na Verdade. Porém, se deixarmos de confessar nossos pecados diários ao Senhor, nossa comunhão com Ele não durará para sempre. Aqueles que não se preocupam em conhecer e confessar seus pecados irão aos poucos sendo tirados da presença de Deus.
Com que tipo de fé, então, os justos devem confessar seus pecados? Devemos lembrar que nosso Deus, que é fiel e justo (1 João 1:9), já apagou todos os nossos pecados ao aceitá-los através do Seu batismo e foi condenado na Cruz por causa desses pecados, e por isso devemos confessar nossos pecados colocando nossa fé nessa Verdade. Ao confessarmos nossos pecados então com fé no evangelho da água e do Espírito, nós podemos escapar de todas as trevas.
Nós, os nascidos de novo, temos que confessar a Deus que estamos realmente condenados a pecar até o dia da nossa morte. E nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito, e permanecer no poder desse evangelho. A verdadeira confissão de fé é mais do que suficiente para nos capacitar a viver pela fé que crê no poder do evangelho da água e do Espírito, e para limpar nossos corações. É por isso que nós começamos a pregar o evangelho da água e do Espírito aos outros também, e por isso que podemos buscar a Deus com pureza e com uma consciência tranqüila. Isso nos torna os bons soldados de Deus que podem clamar a Deus, e vencer as batalhas espirituais pela fé. Pelo fato dos justos crerem no evangelho da água e do Espírito é que eles começam a fazer a obra de Deus, a louvar a esse Deus que apagou todos os seus pecados, e a habitar e a viver na Sua luz para sempre. Creia nessa verdade e guarde-a em seu coração.
Nós que cremos no evangelho da água e do Espírito também pecamos todos os dias, porque somos deficientes em nossa carne. Como, então, devemos confessar esses pecados? Basta confessá-los detalhadamente assim: “Senhor, eu cometi este e aquele pecado?” Não. A verdadeira confissão para nós, os justos, é admitir diante de Deus nossa verdadeira natureza – isto é, confessar a Deus que estamos condenados a pecar até o dia da nossa morte – e permanecer na fé que crê na Palavra do evangelho da água e do Espírito.
Nós podemos fazer a confissão mais adequada ao Senhor admitindo a natureza fraca da nossa carne. Mesmo justos e pecadores, quando quiserem confessar os seus pecados, todos devem confessar que a sua natureza humana e carnal os leva a nada mais do que pecar, e devem reconhecer que eles cometem pecado o tempo todo não apenas na sua carne, mas em seus pensamentos também. Dessa maneira, eles devem se confessar corretamente a Deus. E então eles devem ter a fé que sempre se apega e crê no evangelho da água e do Espírito – isto é, nunca devemos esquecer que o Senhor apagou os nossos pecados de uma vez por todas através do Seu batismo e do Seu sangue derramado, e que Ele nos mostrou assim o verdadeiro poder da salvação.
Aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito diante de Deus passam a entender o quanto o poder desse evangelho da salvação é aplicado com eficácia aos corações dos crentes que tiveram todos os seus pecados purificados. É por crermos poder do evangelho da água e do Espírito com nossos corações que nós podemos ser purificados de todos os pecados da nossa consciência, e é por causa disso que podemos começar a dar graças ao Senhor. Além disso, pelo fato desse verdadeiro evangelho ter limpado nossas consciências também, ele nos capacitou para chegarmos a Deus com uma boa consciência (1 Pedro 3:21).
Quando nós cremos no evangelho da água e do Espírito, nossa boa consciência na fé nos leva a louvar a justiça de Deus para sempre. Ela também nos capacita a viver na luz, e a fazer a obra de Deus para sempre na Sua luz. Sendo assim, a fé no evangelho da água e do Espírito é absolutamente necessária tanto para justos como para pecadores.
  
Como Davi se confessou quando ele pecou?
Ele confessou toda sua natureza humana diante de Deus.
 
A fé de Davi que reflete a confissão de fé correta diante de Deus é revelada no Salmo 51:5-7:
“Certamente em iniqüidade foi formado,
E em pecado me concebeu a minha mãe.
Certamente tu amas a verdade no íntimo;
No oculto me fazes conhecer a sabedoria.
Purifica-me com hissopo, e ficarei puro;
Lava-me, e ficarei mais alvo que a neve”
Pelo fato do Senhor amar a verdade no íntimo, Davi confessou a Deus: “Certamente em iniqüidade foi formado, e em pecado me concebeu a minha mãe.” “Senhor, esse é quem eu realmente sou. Eu estou condenado a pecar até o dia da minha morte. Essa é a minha verdadeira natureza.” Davi se confessou a Deus, em outras palavras, dessa maneira. Apesar do sacrifício do Dia da Expiação oferecido no Tabernáculo, Davi já tinha sido purificado de todos os seus pecados por crer no Salvador que havia de vir, que receberia o batismo e derramaria Seu sangue pelos seus pecados.
Quando Davi confessou seus pecados, ele confessou sua natureza pecaminosa a Deus e contemplou a misericórdia do Senhor. Basicamente, ele confessou ao Senhor que não tinha como evitar de pecar, e que desde que foi concebido no ventre de sua mãe, ele foi concebido em pecado. Ele admite na sua confissão: “Senhor, eu sou um grande pecador desde o meu nascimento. Senhor, por eu ser um poço de pecados, eu dormi com Bate-Seba, e assassinei Seu soldado fiel. Eu menti para o meu povo e até mesmo para Ti. Por isso eu blasfemei contra Ti, e quebrei todos os Dez Mandamentos.” Foi assim que ele se confessou. Em outras palavras, Davi confessou ao Senhor que essa era a essência da sua semente.
Quando você e eu confessamos nossos pecados a Deus, nós devemos confessá-los crendo no evangelho da água e do Espírito. E quando nós confessamos nossos pecados, não basta confessarmos nossos pecados diários um a um; ao invés disso, temos que confessar que somos a semente principal do pecado que não pode evitar de pecar até o dia da sua morte. É por isso que nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito. É por crermos que o Senhor nos libertou dos nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito que podemos ter os nossos corações purificados perfeitamente.
Quando nós fazemos confissões adequadas diante de Deus, e temos uma fé concreta no evangelho da água e do Espírito, podemos agradecê-lo pela graça da Sua salvação e fazermos a obra de Deus firmemente sem sermos dominados pela nossa fraqueza. Somente quando você admite sua fraqueza essencial é que você pode agradecer a Deus por esse evangelho da remissão de pecados que Ele nos deu. E apenas quando você habita na luz do Senhor por crer no evangelho da água e do Espírito é que você pode se tornar um obreiro que prega a luz da salvação a todos aqueles que ainda continuam sem conhecer o evangelho original.
No salmo 51, Davi orou a Deus para tornar a dar-lhe a alegria da salvação. E ele orou para que Deus o capacitasse a pregar o caminho da Sua justiça àqueles que não conheciam esse caminho. Nós, da mesma forma, somos como Davi. Nós também fomos salvos de todos os nossos pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito. Jesus fielmente nos tornou, nós que cremos nesse perfeito evangelho, justos diante de Deus.
Com o evangelho da água e do Espírito, o Senhor nos deu a salvação por meio da remissão de pecados que é mais do que suficiente para nos tornar filhos de Deus.
Nosso Senhor basicamente conhecia nossas fraquezas. Pelo fato de sermos simples criaturas e seres humanos, nós pecamos todo o tempo enquanto vivemos. Então, nós estamos condenados a olhar para nossas próprias fraquezas, e estarmos sempre presos aos nossos pecados e a essas fraquezas. O tempo todo ficamos lamentando, pensando como somos deficientes, e não encontrando nenhum remédio para curar essa fraqueza pecaminosa, nós nos conformamos e continuamos vivendo em pecado. Porém, ao confiarmos e crermos no evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu, podemos ser purificados de todos os nossos pecados. Foi por isso que Ele apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas com o evangelho da água e do Espírito.
Portanto, se alguém recebeu de Deus a remissão dos seus pecados, mas apesar disso, sua alegria foi pequena por receber a salvação em seu coração, ele então é alguém que não confessou seus pecados a Deus colocando sua confiança no evangelho da água e do Espírito. A confissão correta está baseada na verdadeira fé que fortalece nosso fraco espírito.
Você deve entender agora o que é a verdadeira confissão de fé, e conhecer o poder dessa verdadeira confissão. Nosso Senhor falou a todos nós sobre o poder do evangelho da água e do Espírito. Quando nos confessamos a Deus como fez Davi, que estamos basicamente condenados a pecar até o dia da nossa morte, Jesus então enche nossos corações com Sua graça da remissão de pecados que purificou nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito. E esse lindo evangelho nos encoraja a pregar esse poderoso evangelho a todo pecador como um refrigério aos nossos corações. Isso nos faz louvar o Senhor o tempo todo. Resumindo, o poder deste evangelho nos fortalece para não sermos condenados por causa das nossas fraquezas, para declararmos a justiça de Deus a este mundo, e para darmos graças a Deus com corações gratos.
Eu agradeço a Deus por restaurar a nossa fé. Aleluia! Eu dedico toda minha gratidão e louvor a Deus, que nos salvou de todos os nossos pecados.
 
O que Deus quer de todos nós, os nascidos de novo?
Que nós não sejamos vencidos pela nossa própria fraqueza, mas trabalhemos duro pelo evangelho de Deus pela fé.
 
Já que recebemos a remissão dos nossos pecados, Deus não quer que fiquemos sujeitos às nossas próprias fraquezas, mas que façamos Sua obra confiando no evangelho da água e do Espírito. Mesmo tendo nossas falhas, Deus quer que tenhamos uma fé correta, que confessemos todas as nossas blasfêmias, e agradeçamos a Ele por ter salvado pessoas como nós, que adoremos ao Senhor, e vivamos nossas vidas para pregar o evangelho da água e do Espírito a todos os pecadores. Deus deseja que Seus crentes preguem o caminho da justiça, o evangelho da água e do Espírito, até mesmo em nossa fraqueza.
Deus quer nos libertar das nossas fraquezas quando confessamos nossa verdadeira fraqueza a Ele, e Ele se agrada quando oferecemos o verdadeiro sacrifício de louvor pela fé. Meus amados irmãos, quando seus pecados forem confessados, vocês têm que entender que se vocês disserem que vocês não pecaram, isso é o mesmo que torná-Lo um mentiroso. Não há ninguém entre nós que não tenha cometido nenhum pecado contra Deus. Todos pecaram. Mas mesmo assim, o evangelho da água e do Espírito pode purificar todos os nossos pecados completamente.
Por isso, ao colocarmos nossa fé no evangelho da água e do Espírito, devemos nos achegar mais a Deus e glorificá-Lo. Embora cremos no evangelho da água e do Espírito, devemos admitir que nós somos totalmente humanos, que nós estamos condenados a pecar até o dia da nossa morte. Sendo assim, devemos admitir nossas deficiências, e temos sempre que confessar as nossas falhas e a nossa fé no evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Somente então nós poderemos ser revestidos do poder que nos liberta de todos os nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito.
Nós devemos realmente ser libertos de todos os nossos pecados que nos prendem à escravidão crendo nesse poderoso evangelho da água e do Espírito. Assim como Sansão arrebentou as cordas que prendiam seus braços (Juízes 15:14), nós, da mesma forma, temos que romper nossas fraquezas crendo no evangelho da água e do Espírito, e permanecendo nessa fé, devemos exaltar a justiça de Deus. Deus restaurou nosso espírito pecador, e nos abençoou para nos tornarmos um tipo de pessoas que louvam a Ele e anunciam o evangelho aos pecadores. Foi para nos vestir de tais bênçãos que Ele usou a palavra “confissão” na passagem das Escrituras aqui. Você entende agora o que é a verdadeira confissão?
O Apóstolo João falou tanto para os pecadores quanto para os justos. Por isso, se há algum pecador na Igreja de Deus que não conhece o evangelho da água e do Espírito, devemos pregar esse verdadeiro evangelho para ele, para que ele creia primeiro nesse lindo evangelho e depois receba a remissão de pecados em seu coração. Somente então ele poderá receber primeiro a remissão dos seus pecados pelo poder do evangelho e sentir no coração a verdadeira comunhão com os justos.
 
 
Como é Que os Pecadores Se Confessam?
 
Eles estão muito aptos a orar para confessar seus pecados diários, mas eles não crêem no poder do evangelho da água e do Espírito. Ao contrário, ficam dizendo a si mesmos que de alguma forma eles não podem mais pecar. Mas pelo fato deles não terem recebido a remissão dos seus pecados porque falharam em crer no evangelho da água e do Espírito, eles ainda continuam em pecado. Então mesmo que eles declarem crer em Jesus, sua vida de fé acaba entrando em contradição, porque ainda há pecado em seus corações. Em outras palavras, embora creiam em Jesus, eles são sempre deficientes, e como eles estão presos a essas deficiências, eles se tornam hipócritas diante de Deus e diante das outras pessoas.
Alguns pastores dizem que eles, também, têm pecado, e ensinam suas igrejas a confessar seus pecados diariamente. Para eles, ‘confissão’ é simplesmente um sinônimo de ‘oração de arrependimento.’ Eles até mesmo fazem suas orações de arrependimento abertamente em cada culto. Porém, mesmo se alguém fizesse essas orações de arrependimento todos os dias, ainda assim ele não estaria sempre sem fé? A razão disso tudo é que, a não ser que alguém tenha fé no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor, seus pecados não podem ser lavados por mais que ele os confesse com toda a honestidade. Você realmente crê que pode ser purificado de todos os seus pecados fazendo apenas suas orações de arrependimento? Ninguém pode receber a verdadeira purificação dos seus pecados a não ser que tenha fé no evangelho da água e do Espírito.
No Antigo Testamento, o povo de Israel fazia suas ofertas pelo pecado todos os dias. Mas havia alguém que oferecia esse sacrifício de forma perfeita? Não, não havia ninguém! Todo santo dia, um israelita pecava pela manhã e oferecia sacrifício pelo seu pecado; e ainda pecava à noite e oferecia outro sacrifício; e antes de se deitar, outro sacrifício era requerido – esses sacrifícios, em outras palavras, não tinham fim. Por isso, os sacerdotes estavam sempre ocupados. Mas você poderia oferecer um sacrifício perfeito pela remissão de pecados? Nenhum de vocês poderia fazer isso. Eu tenho certeza que até mesmo o mais santo de todos os homens poderia oferecer muito mal 30% de uma oferta para expiar os seus pecados.
Uma vez, eu ouvi um testemunho muito estranho de um pastor que fundou uma organização missionária na Coréia. Ele testemunhou de como ele havia nascido de novo desta forma: “Quando eu era o líder de um grupo cristão na minha universidade, eu consegui falar pessoalmente com o presidente Jeong-hee Park através de um pastor que conhecia o presidente. Enquanto eu esperava pelo pastor na frente do seu gabinete para ir com ele à residência presidencial, eu decidi repreender o presidente por causa da sua atitude ditatorial. Meu coração se encheu então de algo como uma inspiração profética. A secretária do pastor me disse que eu teria que esperar mais algumas horas porque ele estava orando naquele momento. Depois de duas horas, ele finalmente chegou. Então ele apontou para mim dizendo: ‘Irmão Kim, você não tem nenhum pecado?’ Eu fiquei parado e sem palavras por algum tempo por causa da sua pergunta. Era como se fosse um relâmpago cruzando o céu azul. Eu me prostrei ali mesmo, e comecei a confessar todos os meus pecados enquanto chorava. E quando eu me levantei novamente depois de duas horas de confissão, eu não pude encontrar nenhum pecado em meu coração. Foi assim que eu realmente nasci de novo. Aleluia!”
Alguém pode receber a remissão de pecados apenas por confessar seus pecados honestamente? Nenhum pecador pode receber a remissão de pecados mesmo que ele confesse seus pecados um após o outro. Embora Deus tenha fiel e justamente apagado os pecados do mundo todo, o problema é que as pessoas não crêem no evangelho da água e do Espírito como o evangelho da Verdade que os salva de todos os seus pecados.
Os pecadores têm que aprender primeiro a ter um coração como o de Davi, e confessar: “Eu fui concebido em iniqüidade e nasci em pecado. Eu sou na minha essência um poço de pecados. Eu estou condenado a pecar até o dia em que eu morrer farto de dias. Eu estou condenado ao inferno. Deus, por favor, me salve.” Somente aqueles que admitem que o seu próprio eu é assim podem receber a remissão dos seus pecados ao aceitar o evangelho da água e do sangue. É impossível que um pecador receba a remissão de pecados a não ser que ele reconheça a si mesmo como um grande pecador destinado a ir para o inferno.
Nós temos que acreditar na Palavra que declara: “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 6:23). Essa passagem quer dizer que se alguém ainda tem algum pecado, não importa quão pequeno ele seja, a morte para ele é inevitável então. Sendo assim, nós temos que reconhecer até mesmo o menor de todos os nossos pecados diante de Deus. Além disso, nós também temos que reconhecer que mesmo por causa destes pecados, não podemos evitar de estar sujeitos a condenação do pecado.
Se nós já reconhecemos quem realmente somos diante de Deus, então vamos agora ter comunhão no evangelho da água e do Espírito. Embora tenhamos sido essencialmente pecadores, o Senhor veio a essa terra para nos salvar, e cumpriu toda a justiça de Deus quando foi batizado por João Batista.
Nosso Senhor aceitou todos os nossos pecados através do Seu batismo. E Ele os levou a todos até a Cruz. Ele derramou Seu sangue e morreu na Cruz para pagar por todos os nossos pecados. Ele ressuscitou dentre os mortos em três dias, e agora está assentado à direita do trono de Deus. Ele assim nos salvou de um modo perfeito. Ele cumpriu toda a justiça através do Seu batismo e do Seu sangue derramado. Embora não possamos evitar de sermos condenados ao inferno por causa dos nossos pecados, pela nossa fé nessa salvação do pecado que o Senhor nos deu, nós fomos libertos de todos os nossos pecados.
Por esse motivo, agora, tudo que nos resta é a pergunta se cremos ou não que o Senhor de fato apagou todos os nossos pecados dessa maneira. Colocando de outra forma, a questão é se cremos ou não que os nossos pecados foram passados a Jesus através do Seu batismo, e que, por isso, não há mais nenhum pecado em nossos corações. Agora então, você, que crê no evangelho da água e do Espírito, é justo, ou ainda continua sendo pecador? Você agora é um justo.
A Bíblia nos diz que Deus é “fiel e justo.” Ele é tão fiel e justo que apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas com Seu batismo e com Seu sangue derramado. Crendo nesse evangelho da água e do Espírito, nós recebemos a remissão de todos os nossos pecados de uma vez por todas. Agora, tendo essa fé, nós os justos, temos que confessar os pecados que cometemos todos os dias? A coisa mais importante aqui é que nós devemos confessar nossos pecados colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
Depois de recebermos a remissão dos nossos pecados, como nós devemos nos confessar? Devemos confessar: “Deus, mais uma vez eu cometi tal e tal pecado hoje,” e devemos crer também no evangelho da água e do Espírito.
Devemos nos confessar assim: “Senhor Deus, eu estou condenado a cometer esses pecados até o dia da minha morte. Mas Tu apagaste todos os meus pecados pelo poder do evangelho da água e do Espírito.” Aí então é que nos tornamos aqueles cujos corações estão sempre limpos, agradecendo dessa maneira e servindo a Deus.
Essa é a oração de confissão correta que os justos devem fazer pela fé. Essa é a confissão apropriada àqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito. Nós devemos fazer essa verdadeira confissão confessando não apenas nossos pecados revelados agora, mas reconhecendo que nós somos seres essencialmente fracos que não podem evitar de pecar até a morte. Nós então temos que agradecer e louvar a Deus por ter apagado todos esses pecados confirmando nossa fé no evangelho da água e do Espírito mais uma vez. Sendo assim, é crendo no evangelho da água e do Espírito que nós podemos sempre exaltar a justiça de Deus.
Nós devemos sempre viver pela fé no evangelho da água e do Espírito. Crendo nessa Verdade do evangelho, nós devemos confessar nossos pecados todos os dias. Quando fizermos isso, nós devemos permanecer na justiça de Deus, e continuar na brilhante luz da Verdade também. Da mesma forma, devemos anunciar a luz da salvação àqueles que ainda continuam nas trevas. Todos nós temos que crer piamente no fato de que nós estamos realmente na luz, e pela nossa fé na justiça de Deus, devemos seguir a Palavra da vida e fazer a Sua obra.
Essa é a verdadeira confissão para nós os justos. Enquanto vivermos, nós pecaremos de novo. Porém, quando confessamos a Deus não apenas nossos próprios pecados, mas que somos seres fracos que não podem evitar de cometer esses pecados até o dia da nossa morte, e quando cremos no evangelho da água e do Espírito, nós podemos então ser libertos de todos os nossos pecados. Nós temos que ter esse tipo de fé.
Está escrito em Hebreus 9:27-28, “E, como aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez, para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que os esperam para a salvação.” O Senhor nos fez limpos. Nós agora estamos separados do pecado. Por isso, quando nós, os justos, olhamos para nosso Senhor, nós podemos servi-Lo, nos tornamos obreiros da justiça, vivemos na justiça de Deus, e recebemos Suas bênçãos, tudo isso longe do pecado.
Então a confissão que os justos fazem é bem diferente da dos pecadores.
Quando nós, os justos, confessamos a Deus os pecados que cometemos, devemos confessá-los colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Da mesma forma, colocando nossa fé nesse perfeito evangelho, devemos admitir que não temos como evitar de pecar também no futuro. Assim então podemos alcançar a santidade de Deus e nos aproximarmos de Deus em boa consciência, porque nós cremos no evangelho da água e do Espírito. Crendo nesse verdadeiro evangelho, nossa boa consciência pode responder ao chamado de Deus, e fazer a Sua obra. Essa é a bênção da confissão que Deus concedeu aos justos. Você crê no evangelho da água e do Espírito?
Você deve confessar para Deus os pecados que você cometeu? Quando você reconhece primeiro suas deficiências é que se torna possível para você confessar seus pecados. Colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito, nós podemos confessar a Deus que somos as sementes do maligno. Com essa fé que crê no batismo e no sangue de Jesus, você pode ser liberto dos seus pecados. Embora você seja deficiente, somente crendo no evangelho que o Senhor nos deu, é que você pode ser liberto dos seus pecados e viver na justiça de Deus. É assim que os justos podem iluminar os pecadores com a sua luz.
Nós devemos permanecer na luz da Verdade pela nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que não conhecem o evangelho da água e do Espírito não podem alcançar nem entender corretamente o significado dessa passagem de 1 João 1:9 que fala sobre a confissão, dizendo: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça.”
Na verdade, até mesmo os justos continuam a pecar, e por causa disso sua consciência também pode ficar manchada. O que devemos fazer, então, para sermos limpos de toda a sujeira e termos nossa fé aprovada por Deus? Nós devemos confessar nossos pecados a Ele colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
Mesmo se tentássemos nós poderíamos de alguma forma confessar todos os nossos pecados? Nós sabemos muito bem que tudo isso está muito além da nossa capacidade. Mas porque nós cremos no evangelho da água e do Espírito, o Senhor nos libertou de todos os nossos pecados. Nosso Senhor purificou a nós, que cremos nesse verdadeiro evangelho, de toda injustiça. Esse evangelho da água e do Espírito que o Senhor nos deu nos capacitou a fazer a verdadeira confissão.
Eu dedico toda minha gratidão a Deus. Aleluia!