The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 14-2] (Mateus 14:13-33) Por que Jesus Operou o Milagre dos Cinco Pães e Dois Peixes?

(Mateus 14:13-33)
“Jesus, ouvindo isto, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, à parte. Sabendo-o o povo, seguiu-o a pé desde as cidades. Saindo Jesus, viu uma grande multidão, e, possuído de grande compaixão para com ela, curou os seus enfermos. Chegada a tarde, os seus discípulos aproximaram-se dele, dizendo: O lugar é deserto, e a hora é já avançada. Despede a multidão, para que vão pelas aldeias, e comprem comida para si. Jesus, porém, lhes disse: Não é preciso que se retirem. Dai-lhes vós de comer. Então eles lhe disseram: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes. Disse-lhes ele: Trazei-mos. Tendo mandado que a multidão se assentasse sobre a relva, tomou os cinco pães e os dois peixes e, erguendo os olhos ao céu, os abençoou. Depois, tendo partido os pães, deu-os aos discípulos, e os discípulos à multidão. Todos comeram e se saciaram, e levantaram dos pedaços que sobraram doze cestos cheios. E os que comeram foram cerca de cinco mil homens, além de mulheres e crianças. Logo em seguida ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto ele despedia a multidão. Despedida a multidão, ele subiu ao monte para orar à parte. Ao cair da tarde, estava ali sozinho. Entretanto, o barco já estava no meio do mar, açoitado pelas ondas, porque o vento era contrário. Na quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus a eles, andando por sobre o mar. Os discípulos, vendo-o caminhar por sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram de medo. Jesus, porém, imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. Respondeu-lhe Pedro: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por sobre as águas. E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas para ir ter com Jesus. Mas, observando o vento forte, teve medo e, começando a afundar, clamou: Senhor, salva-me! Imediatamente, Jesus estendeu a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste? Entrando ambos no barco, o vento cessou. Então os que estavam no barco o adoraram, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus.”
 
 
Quando Jesus estava nessa terra Ele orava freqüentemente. Isso acontecia porque nosso Senhor também era de carne. Embora Jesus Cristo seja o próprio Deus, Ele estava em carne para salvar todos os pecadores do mundo de seus pecados. Em outras palavras, Ele tinha que vir em carne como homem para cumprir a vontade de Deus Pai. Ao vir a essa terra Ele tinha que ser batizado, crucificado, derramar Seu sangue, morrer na cruz e ressuscitar dos mortos. Quando Jesus Cristo estava nessa terra Ele tinha que ser batizado por João Batista para seguir a vontade de Deus e cumprir a justiça do Pai.
Ele cumpriu a justiça de Deus ao obedecer a vontade do Pai, que para Ele era receber o batismo de João Batista. Antes de Jesus ter sido batizado por João Batista, Ele não poderia ter levado os pecados do mundo e nem derramado Seu sangue quando estava crucificado. Para libertar os pecadores de suas iniqüidades, era absolutamente indispensável para Ele ser batizado por João Batista para poder então levar o pecado das pessoas do mundo de uma vez por todas. Para nascer nesse mundo em carne, Jesus Cristo enfrentou muitas lutas em Sua mente para fazer todas essas coisas: ser batizado, morrer na cruz e ressuscitar dos mortos a fim de seguir a vontade de Deus Pai, por isso Jesus tinha ainda mais motivo para orar a Deus Pai por Sua ajuda.
Porque Jesus nosso Deus é justo, Ele tinha que nascer nesse mundo encarnado como homem. Para levar os pecados da humanidade Jesus tinha que ser batizado por João Batista. E Ele tinha que dar Seu corpo na cruz para pagar o preço por nossos pecados com Seu sangue, pois toda a condenação do pecado acabaria somente quando tudo fosse devidamente pago. Nós temos que entender claramente aqui que Jesus tinha que sofrer tremendamente para cumprir toda justiça, e que Sua agonia foi além da imaginação. Quando olhamos para a humanidade de Jesus, nós vemos que ele era muito frágil. Por que Jesus foi a um lugar deserto quando soube que João Batista fora decapitado? Ele fez isso porque Ele queria pedir a Deus Pai, se fosse possível, que passasse dEle o cálice de Sua morte para escapar do sofrimento da cruz pois Ele também era de carne.
O tema da passagem bíblica de hoje continua. Ouvindo que o Senhor estava em um lugar deserto, uma grande multidão se acercava dEle. Jesus os viu e teve compaixão deles. Naquele momento, os discípulos de Jesus vieram até Ele e disseram: “Mande que eles vão embora para que comprem comida para si na cidade”. Mas Jesus disse aos discípulos: “Eles não precisam ir embora. Vocês dêem a eles algo para comer”. Mas tudo o que os discípulos tinham naquela hora eram cinco pães e dois peixes, o que era suficiente para a refeição de um homem apenas.
Jesus então pediu para que trouxessem os dois peixes e os cinco pães e Ele os abençoou. Apesar de os discípulos terem trazido somente cinco pães e dois peixes, quando Jesus os abençoou, eles se multiplicaram tanto que deu para alimentar mais de cinco mil homens. Antes de Jesus abençoar, aquela refeição era suficiente apenas para um homem. Mas porque nosso Senhor abençoou aquele pouco alimento, inúmeras pessoas foram alimentadas e ainda sobrou comida. Portanto a bíblia diz que havia ali aproximadamente cinco mil homens, além de mulheres e crianças que comeram da comida.
Esse milagre nos mostra que Jesus é o Filho de Deus e que Ele é o próprio Deus.
Se Jesus não fosse o Filho de Deus e o Deus verdadeiro, Ele jamais poderia ter feito tão grandioso milagre. Nós lemos em Gênesis 1 e em João 1 que no princípio o próprio Jesus criou o universo com Sua Palavra. Tudo nesse universo foi criado exatamente de acordo com a Sua Palavra.
Jesus foi capaz de alimentar mais de cinco mil pessoas num campo deserto com somente um pouco de alimento porque Ele era o próprio Deus. Isso nunca teria sido possível se Ele não fosse realmente o Filho de Deus. Então, como os discípulos não O seguiriam depois de verem esse milagre? Se vocês estivessem lá, todos iriam segui-Lo também. Quando Jesus abençoou os cinco pães e dois peixes, partiu-os e os deu-os aos Seus discípulos, eles foram suficientes para alimentar e satisfazer a todos. Esse evento manifestou o atributo divino de Jesus. E nos revelou que Jesus é o Filho de Deus e o próprio Deus.
Na década de 1980, havia um homem chamado Uri-Geller. Ele alegava possuir poderes sobrenaturais e ser capaz de girar os ponteiros do relógio na direção contrária só com o poder da mente sem tocar nele. Há muito tempo atrás, Ele veio uma vez na Coréia e fez milagres e sinais que passaram na televisão. Ele fazia com que os expectadores através da televisão entortassem uma colher através de poderes sobrenaturais. Mas mesmo esse Uri-Geller não pôde alimentar mais de cinco mil homens com um pouco de alimento. (Na verdade, James Randi, que é o mais conhecido investigador do mundo e perito em desmistificar os eventos para-normais e pseudo-científicos, disse mais tarde ter revelado os truques desonestos de Uri-Geller).
No cristianismo de hoje, há algumas pessoas esquisitas que alegam ter poderes para fazer milagres. (Por acaso, o mesmo James Randi que esteve na Coréia uma vez, prometeu que daria um milhão de dólares a quem fizesse um milagre cientificamente provado. Como era esperado, aqueles que supostamente faziam milagre na comunidade cristã coreana, ficaram totalmente em silêncio durante sua estada na Coréia). Contudo, não importa que poder eles alegassem ter, pois eles não podem alimentar mais de cinco mil homens com uma simples refeição. Esse é o poder que somente Jesus Cristo o Filho de Deus pode ter. Somente o Deus que criou os céus e a terra pode alimentar tanto o nosso corpo como o nosso espírito com o pão da vida.
Nós podemos entender que Jesus, o verdadeiro Deus, veio encarnado em forma de homem a esta terra. O nome Jesus significa o Salvador que veio para libertar todos os pecadores de seus pecados. Para nos salvar de nossos pecados Jesus tinha que vir a esta terra em carne, a mesma que eu e você temos, e Ele tinha que ser batizado e derramar Seu sangue.
 
 
O Senhor nos Capacitou a Pregarmos o Evangelho da Água e do Espírito, o Pão da Salvação, pelo Mundo Inteiro
 
Nosso Senhor operou o milagre dos cinco pães e dois peixes para que Seus discípulos pudessem conhecer e crer em Seu ministério. Esse milagre mostrou que Deus poderia derramar Sua graça da salvação por toda a terra. Na bíblia, o número cinco significa a graça de Deus, que é o dom de Deus, e peixe simboliza a igreja de Deus. Durante a época da igreja primitiva os cristãos usaram o símbolo do peixe como sua identidade. Quando eles iam até os outros, eles desenhavam um peixe no chão para mostrar sua fé. Aqueles que desenhavam esse peixe estavam dizendo aos outros: “Eu creio que o Senhor é o Filho do Deus vivo e meu Salvador”. Então por isso Jesus operou o milagre dos cinco pães e dois peixes, para nos dizer que através de Sua igreja, Deus nos daria mais do que alimento espiritual para saciar o mundo.
O ministério da Igreja de Deus foi manifestado através do milagre dos cinco pães e dois peixes. Em outras palavras, Deus abençoou o evangelho da água e do Espírito, o pão da vida, e também a Sua igreja, para que ela pudesse repartir o pão da vida com os pecadores do mundo inteiro. Através desse ministério abençoado, Deus permitiu que Sua igreja salvasse todos os pecadores de seus pecados. Através de Sua igreja Deus está agora alimentando inúmeras pessoas por todo o mundo com o pão da vida. E as pessoas que comeram do pão da vida, que é o evangelho da água e do Espírito, estão sendo salvas de todos os seus pecados.
 
 
Jesus Andou Sobre as Águas
 
Aqui um outro evento aconteceu com os discípulos de Jesus, eles estavam em alto mar, distante da terra, para cruzarem para o outro lado da costa em um barco. Como o vento soprava forte e as ondas aumentavam, os discípulos começaram a ficar com medo. As altas ondas batiam no barco, enchendo-o de água, e o vento soprava com tanta violência que mesmo que eles tentassem remar, eles não conseguiriam ir para direção correta. Os discípulos de Jesus estavam muito aflitos, paralisados de medo e preocupação. Como eles estavam abaixados para manter o barco flutuando, na quarta hora da noite Jesus apareceu diante deles.
Geralmente, os judeus dividiam a noite toda (de seis horas da noite até seis horas da manhã) em quatro partes. Então, a quarta hora da noite era de três às seis horas da manhã, e por isso ainda estava muito escuro. Quando os discípulos de Jesus estavam lutando nessa escuridão, nessas águas com altas ondas, eles viram que Jesus estava andando em sua direção. O povo judeu naquela época vestia túnicas. Então, com aqueles fortes ventos a túnica de Jesus devia tremular bastante. Quando eles viram que alguém estava andando em sua direção em meio ao vento e ao mar agitado, imagine como eles ficaram apavorados. Então os discípulos entraram em pânico, pensando que um fantasma tinha aparecido.
Mas o Senhor chegou mais perto deles e disse: “Tende bom ânimo! Sou Eu, não temais” Pedro então perguntou: Senhor, se és Tu, manda-me ir ter contigo por sobre as águas” Quando Jesus disse: “Vem”, Pedro saiu do barco e andou sobre as águas. Ninguém nesse mundo além de Jesus e Pedro andou sobre as águas. Como Pedro estava indo na direção de Jesus, ele ouviu o vento furioso e de repente ele teve medo e perdeu sua fé, e ele afundou na água, mas imediatamente Jesus puxou-o para cima e eles foram para o barco juntos. E Ele repreendeu Pedro dizendo: “Homem de pequena fé, porque duvidaste?” Então quando Jesus e Pedro entravam no barco o vento cessou e todos no barco O adoraram dizendo: “Verdadeiramente és o Filho de Deus”.
Verdadeiramente, Jesus é o Filho de Deus que pode andar sobre as águas, que não é sujeito às leis naturais da física desse mundo. Ele é de fato o verdadeiro Deus. Ele é realmente o verdadeiro Filho de Deus.
Jesus queria dar aos Seus discípulos uma fé clara e verdadeira. Para demonstrar a eles que Ele era o Salvador e o próprio Deus em Sua essência, Jesus mostrou-lhes esses sinais e maravilhas. O que podemos aprender sobre a passagem bíblica de hoje é que para podermos provar do milagre dos cinco pães e dois peixes e seguir ao Senhor, nós devemos orar incessantemente, mas isso certamente vem acompanhado de muitas lutas. Quando enfrentamos problemas, nós devemos orar. Nós devemos orar ao nosso Senhor, ao nosso Deus por Sua ajuda.
Além disso, quando vamos orar, nós devemos primeiro crer no evangelho da água e do Espírito. Nós devemos ter uma fé absoluta na Verdade de que o Senhor é o Deus verdadeiro e que Ele é o Filho de Deus que nos salvou. Resumindo, Jesus é o próprio Deus, mas para nos salvar de nossos pecados, Ele veio a esta terra como nosso Salvador e através do evangelho da água, do sangue e do Espírito, Ele de fato nos salvou dos nossos pecados.
Jesus é fundamentalmente o próprio Deus, vive nos céus como o próprio Deus e Ele é o Deus que veio a nós na forma do Espírito Santo, habita em nós e nos ajuda. Nosso Senhor é o Pastor dos crentes. Sendo o próprio Deus, Ele cuida de nós como nosso Pastor, se torna nosso amigo e reina sobre nós como nosso Rei também.
É muito importante colocarmos nossa fé na verdade de que Jesus é o Deus verdadeiro. Seu ministério testifica que Ele é de fato o próprio Deus. Então quando cremos que Ele é o verdadeiro Deus e nosso Salvador, nós podemos confiar e contar com Ele. Quando nós seguimos ao Senhor após O encontrarmos no verdadeiro evangelho, há momentos que passamos por alguns sofrimentos, pois há vários perigos e dificuldades em nosso caminho. Em tempos assim, nós devemos orar a Jesus Cristo nosso Deus colocando nossa confiança nEle.
Nós temos que ter fé no Senhor. Para fortalecer a fé dos Seus discípulos Jesus permitiu que acontecesse aquela situação perigosa. Mas Ele não os deixou totalmente desamparados. Ele caminhou sobre as águas em direção aos discípulos, disse a Pedro para ir ao encontro dEle e quando Pedro afundou em sua falta de fé, Ele o salvou e o levou para o barco. Foi para nos ensinar sobre a verdadeira fé e implantá-la em nossos corações que Jesus realizou os milagres e sinais.
Esse milagre também nos ensina que temos ter uma fé fortalecida em Jesus enquanto realizamos a tarefa de pregar o evangelho pelo mundo todo. Nós também não estamos livres de preocupações, mas sem dúvida enfrentaremos problemas em cada passo de nosso caminho a serviço do evangelho. Nessas horas não devemos nos tornar em pessoas sem fé, ficarmos decepcionados, irmos para o mundo e morrermos. Pelo contrário, nós devemos orar a Deus por Sua ajuda e crermos que Jesus Cristo é realmente o próprio Deus. Ao fazermos isso, nós podemos ter nossos problemas resolvidos e agradar a Deus com a nossa fé. Essa fé é essencial para nós que desejamos servir ao evangelho até o dia em que o Senhor voltar.
Fazendo tudo aquilo, Deus demonstrou a todos quem Ele realmente era. Como Pedro teve tamanha experiência ao presenciar esse milagre, ele confessou mais tarde: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (Mateus 16:16). Nós também devemos confessar nossa fé nEle: “Verdadeiramente Você é Deus. E Você é o Salvador que veio como o Filho de Deus para libertar os pecadores desse mundo de seus pecados e iniqüidades. Você é o Deus da salvação. Apesar de ter vindo como homem para nos salvar, na verdade Você é o próprio Deus”.
 
 
Nós Também Devemos Crer em Jesus com o Devido Entendimento
 
Como você e eu cremos no Senhor e O seguimos, nós também somos tentados por Satanás e sofremos todo tipo de tribulação. Em tempos como esse em que a nossa luta é muito grande, nós devemos crer em Deus para tudo e orar mais ainda para que a nossa fé esteja nEle. Então Deus resolverá todos os nossos problemas e nós continuaremos servindo firmemente ao evangelho com fé como árvores plantadas na água.
Como nós oramos a Deus, nossa fé tem que estar nEle também. Quando nós oramos, nós devemos fazê-lo certos de que Jesus Cristo é o Deus vivo e o nosso Salvador. Se não tivermos essa fé nós não poderemos seguir o Senhor até o fim.
Porque somos fracos e imperfeitos, constantemente nós caímos no desespero. Mas não importa quantas dificuldades atravessemos, nós temos é que conhecer a divindade de Jesus, Seus ministérios e crer nEle. Nós devemos crer que Ele é o Salvador que foi batizado e crucificado nessa terra e que através disso Ele apagou todos os nossos pecados e nos salvou. Nós devemos crer que Ele é o Filho de Deus e devemos nos colocar diante dEle com essa fé. É por causa dessa fé que você e eu somos abençoados por Deus. Se continuarmos a viver nossas vidas seguindo a vontade do Pai, quando enfrentarmos dificuldades, nós seremos ajudados e nossos problemas serão resolvidos através da nossa fé. Essa fé é a fé viva que devemos manter para sempre.
Está escrito: “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o diabo, anda em derredor, rugindo como leão, buscando a quem possa tragar” (I Pedro 5:8). Satanás realmente tem seus olhos bem abertos, procurando desesperadamente no povo de Deus a quem possa tragar. Quando ele encontra alguém fraco, ele vem sobre ele rugindo como um leão. Quando você não tem fé no Senhor, você acaba sendo sua vítima.
Satanás tenta incessantemente destruir a fé dos nascidos de novo dizendo: “Como você pode crer em Deus se você é tão imperfeito?” Então você deve ficar firme em sua fé. Você deve continuar firme na fé dizendo: Afaste-se de mim, Satanás! Eu posso ser assim mas o Senhor me salvou!”
Ao seguirmos ao Senhor já tendo recebido a remissão de nossos pecados, enfrentamos por muitas vezes um certo medo e alguns problemas. Quando isso acontece, nós devemos orar a Deus ainda mais, crendo que Jesus Cristo é o próprio Deus e com essa fé buscarmos por Sua ajuda. Se tivermos fé, nós certamente veremos a mão ajudadora de Deus.
Você e eu devemos entender que foi para nos ensinar sobre fé que o Senhor operou o milagre dos cinco pães e dois peixes. Nós precisamos aprender sobre fé através da Palavra de Deus, que é a Verdade. Sem fé não podemos ser salvos e nem servir ao evangelho. Nós devemos crer na Palavra de Deus. Também temos que ter fé em tudo que ela diz. A bíblia, que é a Palavra de Deus escrita, é a Verdade.
Recentemente eu senti minha cabeça pesada e pensava no motivo disso. De repente me ocorreu que era porque eu estava trabalhando com alguém que não tinha nascido de novo e que por isso eu tinha sido enganado por malandro qualquer. Meu problema com ele foi a causa da minha enxaqueca. Eu concluí que a raiz do problema era porque eu era parceiro e trabalhava com alguém que não tinha nascido de novo. A bíblia diz: “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis. Pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?” (II Coríntios 6:14). Isso é verdade, e porque eu ignorei isso, acabei enfrentando esses problemas. Quando nós trabalhamos com alguém que é realmente nascido de novo Deus nos ajuda, e se nós orarmos a Deus para nos ajudar tudo vai bem mesmo quando nós ignoramos os fatos. Mas tentar trabalhar com alguém que não recebeu a remissão de pecados é terrível. De fato, nós os justos, não devemos trabalhar com alguém que não nasceu de novo.
Nós encontramos outra lição no Antigo Testamento. Quando Israel estava dividido em dois reinos, o do norte e o do sul, o rei do reino do sul se aliou ao rei do reino do norte e declararam guerra e invadiram uma outra nação. A fé do rei do reino do norte se corrompeu desde o começo, pois o rei Jeroboão fez dois bezerros de ouro para o povo adorar e mudou o cerimonial de sacrifício por si mesmo. Então a aliança entre os dois reinos foi formada na ilegalidade. Por isso que muitos do povo foram mortos e passaram por tantos sofrimentos.
Nós não devemos menosprezar a Palavra de Deus. Pelo contrário, nós devemos temê-la. Através da minha experiência recente, eu entendi mais ainda que a Palavra de Deus é a verdade e eu me arrependi pelo meu erro. E eu orei a Deus para não sofrer essa tentação novamente. Eu espero que você também tenha a mesma fé em Deus e em Sua Palavra.
Quem é Jesus? Ele é o Filho de Deus e nosso Salvador. Ele é o Senhor da vida que criou o universo e a nós também, e que apagou os nossos pecados com o verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Quando seguir ao Senhor você deve realmente colocar sua fé no verdadeiro Deus que é Jesus. “Você é o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Nós devemos gravar isso na mente e ter essa fé em nosso coração.
Essa fé deve estar clara em nosso coração e é com ela que devemos estar diante de Deus. Jesus é o nosso Pastor, e o Pai de Jesus Cristo é o nosso Pai. Então, quando pedimos a ajuda de Deus Pai e de Jesus Cristo, Deus ouve a nossa oração e nos ajuda segundo a Sua vontade. Porque somos povo de Deus e Seus filhos, e Ele é o nosso Pai e nosso Pastor, é que Ele nos ajuda. Nós devemos mesmo ter essa fé. De fato, é porque temos essa fé que nós podemos viver espiritualmente. E todo nascido de novo deve viver por essa fé.
Nós podemos resumir a passagem bíblica de hoje em duas partes: “Jesus foi orar” e “Jesus operou milagres e sinais”. Em outras palavras, isso nos mostra a verdade de que Jesus em Sua essência era humano e divino. Como vemos que Jesus era tanto humano quanto divino, nós devemos ter fé na verdade de que apesar de Ele ser o próprio Deus, Ele é também o Cordeiro de Deus que veio em forma de homem como nosso Salvador. E nós devemos crer nEle como o Onipotente Deus e viver por essa fé.