The New Life Mission

Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 2-4] (João 2:1-11) Enchei as Talhas de Água

(João 2:1-11)
“No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava ali, e Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento. Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm mais vinho. Respondeu-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não chegou a minha hora. Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser. Estavam ali seis talhas de pedra que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas. Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. Então lhes disse: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram, e logo que o mestre-sala provou a água transformada em vinho, não sabendo de onde viera, se bem que sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o noivo, e disse: Todos põem primeiro o vinho bom e, quando já beberam fartamente, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho. Este, o primeiro dos seus sinais miraculosos, Jesus realizou em Caná da Galiléia. Assim revelou a sua glória, e seus discípulos crêram nele. Depois disto desceu para Cafarnaum, com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos. E ficaram ali não muitos dias”.
 
 
O Milagre que Também Acontece em Nossa Alma
 
Nas bodas de Caná da Galiléia, Jesus realizou um milagre transformando água em vinho. Com este milagre, Jesus proveu o vinho que eles precisavam na festa. E os serventes da festa viram esse milagre porque creram no Senhor e O obedeceram; eles tiveram fé e obedeceram quando Jesus mandou que eles enchessem as talhas de água.
Do mesmo modo, se nós quisermos testemunhar a obra maravilhosa de Deus, primeiro temos que crer no Senhor que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Nós temos que ter fé na Palavra de Deus, crer nela e obedecê-la, mesmo que seja contra nossa vontade. Nós temos que aceitar a Palavra de Deus. Aí então, nós receberemos todas essas bênçãos.
O fato de Jesus ter dito aos serventes para encher as seis talhas de pedra com água significa que Ele está nos dizendo para enchermos nosso coração com a Palavra de Deus. Quando nosso espírito está cheio da Palavra do evangelho da água e do Espírito, nós somos salvos, assim como os serventes que viram aquele maravilhoso milagre onde a água se transformou em vinho. Livres de toda maldição e destruição, fomos abençoados para recebermos a vida eterna e nos tornarmos filhos de Deus. Hoje, o tema do sermão que eu quero pregar para vocês é: “Enchei as talhas de água”.
O que o Senhor fez para nos salvar de todos os nossos pecados? Para salvar você e a mim, Jesus, o próprio Deus, veio a essa terra encarnado como um homem. Cerca de 700 anos antes de Jesus vir a este mundo terreno, Deus tinha prometido enviá-Lo por intermédio do profeta Isaías, dizendo: “Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: A virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel” (Isaías 7:14). Este Filho que foi concebido no corpo de uma virgem não é nenhum outro senão “seu descendente” (Gênesis 3:15), Aquele que foi prometido a Adão e Eva, os pais da humanidade, antes de eles serem expulsos do Jardim do Éden depois da queda. Todos os descendentes de Adão são pecadores, e foi por isso que Jesus foi concebido no ventre de uma mulher pelo Espírito Santo, para nascer como um Homem sem pecado. Mas quem era essa mulher chamada Maria? Ela era da tribo de Judá, uma das doze tribos de Israel. Seu noivo José também era da tribo de Judá e vinha de uma linhagem real: das doze tribos de Israel que nasceram dos doze filhos de Jacó, a tribo de Judá era da linhagem real. Deus prometeu no Antigo Testamento que Ele enviaria Jesus através da descendência de Judá; e Jesus nasceu da virgem Maria, que era da tribo de Judá, exatamente como Ele havia prometido.
Nosso Senhor veio a essa terra como o Rei dos reis para nos salvar de todos os nossos pecados. Mas Ele não nasceu da casa do sumo sacerdote Arão. Porém, os descendentes do sumo sacerdote Arão ainda existiam naquela época. Sendo assim, o Senhor não veio como um sacerdote terreno, mas sim como o Rei do Reino dos Céus e o Sumo Sacerdote celestial. João Batista, que nasceu antes de Jesus, testificou que Ele viria, e, segundo o seu testemunho, assim como a promessa do Antigo Testamento, Jesus realmente veio a essa terra para nos salvar. O Senhor está nos dizendo que nosso coração deve estar cheio com as obras da salvação que nos salvou de todos os nossos pecados, assim como aquelas talhas foram enchidas com água.
 
 
Vamos Encher Nosso Coração com a Obra do Senhor
 
Está escrito: “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Jesus veio a essa terra para cumprir uma promessa do Antigo Testamento, como disse João Batista ao vê-Lo vir até ele: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” João Batista estava nos dizendo: “Vejam a obra que o Senhor fez!” Isto é, todo aquele que quiser ser purificado de todos os seus pecados tem que crer no que Jesus fez por ele por meio do evangelho da água e do Espírito. Nós podemos ver na Bíblia que Jesus veio pelo evangelho da água e do Espírito.
Quando lemos a Bíblia, nós vemos que Jesus é o Cordeiro sacrificial que Deus preparou. E para expiar todos os nossos pecados, Jesus foi batizado e tirou os pecados do mundo. “O Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos” (Isaías 53:6). Após ser batizado por João Batista, Jesus, o Cordeiro de Deus, morreu na cruz levando os pecados do mundo. A fim de cumprir a vontade de Deus e tirar todos os pecados do mundo, Jesus morreu como o Cordeiro sacrificial. Assim, nosso Senhor está nos dizendo que Ele levou todos os nossos pecados e as nossas transgressões no rio Jordão ao ser batizado por João Batista, que Ele tirou todos os pecados do mundo 2000 anos atrás. Nenhuma outra além dessa é a Palavra que deve encher o nosso coração.
Amados irmãos, quando foi que o Senhor tirou todos os pecados do mundo? Quantos anos já se passaram desde então? Isso aconteceu há 2000 anos. Para ser mais preciso, nós temos que diminuir 30 anos daí, pois Jesus começou Seu ministério com 30 anos. Nós estamos em 2008, então, se nós subtrairmos 30 anos teremos 1978. Sendo assim, nosso Senhor Jesus Cristo começou Seu ministério público 1978 anos atrás quando foi batizado no rio Jordão. Nosso Senhor está nos dizendo: “Eu tirei seus pecados. E há quanto tempo foi isso? Há 1978 anos. Mesmo antes de vocês nascerem nessa terra, eu já sabia que vocês pecariam. E foi por essa razão que Eu levei todas as suas iniqüidades ao ser batizado. Há muito tempo, 1978 anos atrás, antes de vocês nascerem, eu tirei todos os seus pecados ao ser batizado por João Batista”. Amados irmãos, vocês crêem nessa Palavra do evangelho da água e do Espírito?
Nosso Senhor quer que nós creiamos de coração no Seu nascimento, que Ele levou nossos pecados e transgressões com Seu batismo, e que Ele tirou todos os pecados deste mundo e os purificou. Através do batismo que recebeu de João Batista, o Senhor tirou todos os nossos pecados e transgressões de uma vez por todas. Por causa dos pecados que nós cometemos com as nossas mãos, Jesus foi batizado e Suas mãos santas foram pregadas; por causa dos pecados que cometemos com nossos pés, Seus pés foram pregados; e por causa dos pecados que nós cometemos em nosso coração, Seu coração foi trespassado por uma lança. Por causa dos pecados que cometemos em nosso corpo, o corpo de Jesus foi torturado e ferido. Assim, Jesus levou sobre si todos os nossos pecados e teve um sofrimento terrível, foi humilhado e desprezado na cruz. Aí Ele inclinou a cabeça e disse essas últimas palavras antes de morrer: “Está consumado!” (João 19:30). Como as talhas de pedra que foram enchidas com água, Jesus está nos dizendo que devemos encher nosso coração da Sua obra da salvação e encher nossa fé com a Palavra do evangelho da água e do Espírito.
Nosso Senhor teve que vir a essa terra encarnado como um homem para nos salvar dos pecados do mundo. E para levar sobre si todos os nossos pecados e iniqüidades, Ele teve que ser batizado no rio Jordão. Foi por isso que Ele foi batizado. Foi assim que nosso Senhor tirou todas as nossas iniqüidades e os nossos pecados e os levou à cruz. O Senhor está nos dizendo: “Eu tirei todos os seus pecados”. Essa é a grande verdade. Vocês reconhecem isso então? Amados irmãos, nós temos que encher nosso coração com este evangelho da verdade, como as talhas de pedra que foram enchidas com água. Vocês aceitam isso de coração agora?
 
 
Nós Temos que Ser as Talhas do Milagre
 
A água se tornou milagrosamente em vinho nas talhas de pedra. E quando aceitamos a Palavra de Deus no coração, nós também podemos ver milagres como aquele que aconteceu nas talhas. Nosso Senhor está nos dizendo que Ele apagou todos os nossos pecados. Mas e nós? Que tipo de pessoa nós realmente somos? Nós sempre fomos pecadores diante de Deus. Que tipo de pessoa nós éramos perante Deus? Nós éramos uma geração de malignos que não fazia Sua vontade, éramos como animais que não reconheciam seus pecados, embora os cometêssemos o tempo todo. Não é verdade? É claro que é. Apesar de Deus ter nos criado, nós não O reconhecíamos, não sabíamos quem era o nosso Criador, não dávamos ouvidos aos Seus mandamentos, mas vivíamos como queríamos, contrários à Sua vontade. Nós éramos pecadores terríveis, não fazíamos o que tínhamos que fazer e fazíamos o que não deveríamos fazer.
Amados irmãos, você e eu temos que nos lembrar que tipo de pessoas éramos antes de recebermos a remissão de pecados. Mas como é nossa vida diante de Deus agora que a recebemos? Como são nossos atos? O Senhor tirou todos os nossos pecados ao ser batizado por João. Ele está nos dizendo que levou os pecados do mundo, mas como vemos isso tudo? A Bíblia diz:
“O boi conhece o seu possuidor,
E o jumento a manjedoura do seu dono,
Mas Israel não tem conhecimento,
O meu povo não entende” (Isaías 1:3). De fato, nós não conhecíamos a Deus, não reconhecíamos Seus mandamentos e Sua lei, mas andávamos por um caminho de maldição. Cada um de nós andava dessa maneira. Nós éramos pecadores que andavam segundo o seu próprio caminho e que acabariam indo para o inferno. Porém, para salvar pessoas como nós, o Senhor veio a essa terra encarnado como um homem, levou todos os nossos pecados e iniqüidades no rio Jordão, e carregou esses pecados pesados até a cruz.
Só se nós aceitarmos isso de coração é que poderemos nos tornar justos e filhos de Deus, receber a vida eterna, ser libertos de toda maldição, e receber de Deus tanto as bênçãos terrenas quanto as celestiais. Todos nós temos que aceitar a obra que Deus fez por nós. Não hesite em aceitar essa verdade. Nosso Senhor não está nos dizendo que Ele tirou nossos pecados hoje, mas que Ele já os tirou há 2000 anos, todos os pecados que nós cometemos desde que nascemos até morrermos. Vocês crêem nisso? Jesus não está tirando nossos pecados agora nem quando fazemos orações de arrependimento. Ele já fez isso há muito tempo. A história nos mostra que foi há 2000 anos. E nós não estamos falando simplesmente de 10, 20 ou 30 gerações atrás. Nosso Senhor está dizendo: “Não foram vocês que me amaram e me serviram, mas Eu os amei e os servi”. Fui Eu que salvei vocês. É isso que o Senhor está nos dizendo.
Amados irmãos, temos que abrir nosso coração e aceitar Jesus Cristo que veio pelo evangelho da água e do Espírito. E como as talhas foram enchidas com água, temos que encher nosso coração com o fato de que o Senhor nos salvou. Mesmo antes de crermos Nele, Deus já tinha pago o salário do pecado através de Jesus. Foi assim que Ele remiu todos os nossos pecados. É isso que Deus está pedindo a vocês que creiam. Ele já fez tudo isso independentemente se as pessoas crêem ou não. Enquanto temos um corpo carnal, todos nós podemos cometer erros e nos desviar. E mesmo que nós resolvamos não cometer mais nenhum pecado, nós acabaremos pecando porque isso não depende da nossa vontade. O que nós devemos fazer então com os pecados que cometemos depois que recebemos a remissão deles e com aqueles que nós cometeremos no futuro? Deus não os remiu também? Sim, Ele já remiu todos os nossos pecados futuros. E vocês só podem ser salvos aceitando essa Palavra da salvação. Vocês aceitam essa Palavra? Então vocês não têm mais nenhum pecado? Não, vocês não têm nenhum pecado! Todo aquele que aceita essa Palavra no coração recebe a vida eterna, a remissão de pecados, e se torna filhos de Deus.
Amados irmãos, nosso Senhor está nos dizendo que Ele tirou os pecados do mundo. Mas às vezes não nos importamos com isso nem vemos o quanto isso é importante. Eu também ajo assim. Mas tem vezes que eu sou muito grato ao Senhor, e isso acontece quando meus erros são expostos enquanto vivo neste mundo e reconheço minhas falhas. Mas não é sempre que eu sou tão grato assim. Mas e vocês? Vocês também percebem às vezes que não são tão gratos pelo Senhor ter remido todos os seus pecados? Vamos ser mais gratos ao Senhor então, pois é justamente por causa de Jesus que nós não temos mais pecado e podemos viver em paz.
 
 
Vejam Bem como Vocês Eram Antes de Receber a Remissão de Pecados
 
Quando nós perguntamos a alguém que estava com dor de cabeça se ela ainda está doendo e ele diz que a dor passou, isso significa que sua cabeça não está mais doendo. Deste modo, o próprio fato de vocês não sofrerem mais por causa do pecado significa que vocês receberam a remissão de pecados. Como sua vida era sofrida antes de vocês crerem que Jesus tirou os pecados do mundo através do evangelho da água e do Espírito! O quanto vocês lutaram e sofreram por causa dos seus pecados, da suas culpas, dos seus pensamentos maus, dos seus erros e fraquezas! Sua vida não era um inferno? A minha era. Se eu não tivesse conhecido a verdade, eu viveria neste mundo com uma amargura infernal. Se eu não tivesse recebido a remissão de pecados, meu coração estaria no inferno. É um inferno quando temos pecado no coração.
Amados irmãos, eu confesso a vocês que era um homem muito pecador no passado. Eu tinha tantos pecados naqueles dias que não conseguia viver segundo a Palavra de Deus. Eu não conseguia mesmo viver segundo a Palavra de Deus e vivia atormentado. Eu sofria bastante. Um poeta coreano e ativista independente chamado Dongju Yun escreveu em um dos seus poemas que seu desejo era viver sem vergonha alguma sob o céu, e eu também queria ser alguém assim diante de Deus. No entanto, eu não conseguia guardar os mandamentos que Ele me deu, e por mais que eu tentasse, eu não conseguia guardar toda a Sua Palavra e quebrava Seus mandamentos. Dia e noite eu os quebrava, cometia pecados grandes e pequenos, e isso magoava meu coração. A morte para mim era certa e o inferno inevitável. Meu sofrimento era insuportável. E eu sofria muito porque embora soubesse como deveria viver, eu não conseguia viver assim.
 
 
Meu Conceito sobre os Pecados do Mundo Mudou
 
Um dia, entretanto, o Senhor me ensinou o que a Bíblia queria dizer de fato quando falava que Jesus tirou os pecados do mundo. Ele me disse claramente: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Quando eu li essa passagem a primeira vez, eu não sabia o que era os pecados do mundo. Este conceito estava além da minha compreensão. Eu achava que já que eu havia sido concebido em pecado por ser descendente de Adão, nosso Senhor só tinha tirado o pecado original. Este era o conceito que eu tinha dos pecados do mundo. Mas quando eu examinei o texto mais detalhadamente, eu entendi que quando Jesus tirou os pecados do mundo, Ele também tirou os meus pecados pessoais. Nossos pecados pessoais também não estão incluídos nos pecados do mundo? É claro que estão. E mesmo que vocês entendam isso ou não, Deus já fez isso. Não importa se vocês acham que o Senhor tirou seus pecados ou não, pois, independente do que vocês acham, o Senhor tirou mesmo todos os nossos pecados. Também não importa se vocês crêem nisso ou não. Independente de qualquer coisa, Jesus tirou todos os pecados deste mundo, sem exceção. Desde o momento que nós fomos concebidos no ventre de nossa mãe até a nossa morte, todos os nossos pecados pertencem aos pecados do mundo. E estes pecados que herdamos de nossos pais como descendentes de Adão são geralmente chamados de “pecado original”. Este pecado original que nós temos desde que fomos concebidos no ventre de nossa mãe está incluído nos pecados do mundo. E todos os pecados que nós cometemos até descermos ao túmulo também pertencem aos pecados do mundo. Isso não é verdade? É claro que é.
Eu cheguei à idade da sabedoria aos 20 anos. E quando eu fui fazer os exames para prestar serviço militar, eu vi que não era mais um menino, e sim um adulto. Aí eu pensei: “Eu tenho que agir como um adulto maduro e responsável”. E quando eu percebi que precisava mudar algumas coisas em minha vida, eu comecei a crer em Jesus. Desde então eu passei a confiar em Jesus em minha vida. No entanto, quando eu aprendi sobre o problema do pecado, ninguém me ensinou que Jesus tirou os pecados do mundo, só me ensinaram coisas simples tais como: o pecado original, os pecados pessoais, os pecados futuros, o pecado da soberba e daí por diante. O problema então é que eu fui ensinado de modo errado desde o começo. Embora a Bíblia dissesse que Jesus tirou os pecados do mundo, eu pensava que isso significava que Ele havia tirado o pecado original que eu trazia comigo desde o ventre de minha mãe. Então, eu comecei a procurar uma maneira de me arrepender dos meus pecados pessoais e ser remido deles.
 
 
É Imprescindível Termos um Entendimento Correto dos Pecados do Mundo
 
O que são os pecados do mundo que Deus fala na Bíblia? Vocês têm que entender isso muito bem. Os pecados do mundo que Deus fala são todos os pecados que foram cometidos desde a criação da terra e que serão cometidos até o seu fim. Todavia, por eu não ter um entendimento correto dos pecados do mundo, eu achava que somente o pecado original que eu herdei desde o ventre da minha mãe pertencia aos pecados do mundo. Era uma grande dor de cabeça para mim achar que o pecado tinha várias categorias e dividi-los em pecado original, pecados pessoais, pecados futuros, pecados da soberba e daí por diante.
Quanto mais eu aprendia a Bíblia, pior ficava minha dor de cabeça. Aos 20 anos então, eu entendi que Deus havia me escolhido antes da fundação do mundo e passei a crer em Jesus. Eu achava que não fumava e não bebia, e era um bom cristão só porque havia sido escolhido. Então, eu comecei a me apegar a isso, embora não fosse verdade.
Alguns pastores dizem que se você cometer algum pecado conscientemente, você não poderá ser remido deste pecado. Aí então eu pensei: “Seria melhor se eu não conhecesse Jesus. Eu seria muito mais feliz se não O conhecesse. Minha vida acabou a partir do momento que eu conheci Jesus. Eu estou arruinado agora!” Eu achava que foi um grande erro crer em Jesus. Se eu esperasse para crer em Jesus no meu leito de morte, eu não sofreria tanto por causa dos meus pecados pessoais e entraria no Céu são e salvo. Entretanto, meu conceito sobre os pecados do mundo começou a mudar. Eu entendi que meus pecados pessoais também estavam incluídos nos pecados do mundo e que todos os pecados que eu havia cometido por vinte, trinta anos, pertenciam a Jesus. Eu ainda tinha pecados depois de crer nisso ou não? Não, eu não tinha mais pecados.
A verdade não é complicada nem está longe de nós. Ela é algo muito simples. Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tirou os pecados do mundo, levou-os até a cruz justamente porque aceitou todos eles quando foi batizado no rio Jordão. O Antigo Testamento fala sobre isso—foi assim que Jesus tirou todos os nossos pecados. Mas eu não entendia isso quando cri em Jesus aos 20 anos. Vocês podem imaginar então como eu sofri antes de ter o entendimento correto dos pecados do mundo. Eu até tentei cometer suicídio, pois eu pensava: “Minha vida acabou depois que eu cri em Jesus”. Mas isso aconteceu porque eu vi que quanto mais eu cria em Jesus, mais eu me tornava pecador. Meu coração estava muito turbado.
Mas o Senhor me deu Sua verdade para que eu tivesse um entendimento correto dos pecados do mundo. Jesus tirou todos os pecados que eu cometi até os 30 anos. “Ah, Jesus recebeu meus pecados no rio Jordão e tirou todos eles!” Mas para onde Jesus levou meus pecados? Ele os levou até a cruz quando foi crucificado. Ele foi condenado no meu lugar, apagou os meus pecados e morreu dizendo: “Está consumado!”
Embora eu tivesse quarenta e poucos anos, eu entendi que Jesus tirou todos os meus pecados do passado e do futuro também. Como é fabulosa essa verdade e linda essa salvação! É isso o que o Senhor está nos dizendo. Ele está nos dizendo que levou todos os pecados deste mundo, apagou todos eles e nos deu a salvação. Vocês crêem nisso? Para mim, foi uma grande alegria ler a Bíblia depois que eu entendi isso. Ela é meu alimento toda vez que eu a leio, meu coração se enche de alegria e minha mente é renovada.
Nosso Senhor está nos dizendo: “Eu tirei os pecados do mundo”, e devemos crer nisso. Como é fabulosa essa verdade! Vocês ainda têm pecado? Não, o pecado já não existe mais. E os que podem dizer que não têm mais pecado pertencem a uma tribo especial. Eles são os verdadeiros cristãos. São os fracos que recebem a remissão de pecados. Em outras palavras, são os grandes pecadores que podem ser remidos dos seus pecados. Nós estávamos condenados ao inferno, mas porque cremos em Jesus Cristo, nós recebemos a remissão de pecados. Essa é a essência do que o Senhor está nos dizendo. Nosso Senhor está nos dizendo que devemos permitir que nosso coração esteja cheio da verdade pela qual Ele levou todos os nossos pecados.
Vamos voltar para a Palavra agora e ler juntos Hebreus 10:10: “Nessa vontade é que temos sido santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez por todas”. A vontade de Deus era remir todos os pecados do homem, e já que Jesus Cristo ofereceu Seu corpo, nós nos tornamos santos. Nosso Senhor quer que nós aceitemos essa verdade em nosso coração.
 
 
Jesus Ofereceu um Sacrifício Eterno
 
Vamos ler Hebreus 10:12-14: “Mas este, havendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus. Daí por diante espera que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés, porque com uma só oferta aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados”.
Para Deus, a expiação eterna era possível. Foi por isso que Jesus ofereceu a Ele um sacrifício eterno e este sacrifício tem o poder de nos tornar perfeitos para sempre. Todos os nossos pecados foram remidos por Deus de uma maneira perfeita e eterna. Transcendendo a todas as eras, esse poder alcança todos os homens, tanto os do passado quanto do presente e do futuro. Vocês entendem isso? Jesus ofereceu um sacrifício eterno de uma vez por todas para apagar os pecados do mundo e para que não restasse mais nenhum pecado em todo universo. Isso quer dizer que Ele levou sobre si todos os pecados do mundo e se tornou nossa eterna propiciação na cruz. Somente Jesus Cristo ofereceu o eterno sacrifício pelos nossos pecados, e é por isso que Ele está assentado à destra de Deus. Ele apagou todos os nossos pecados para sempre e está assentado à destra de Deus.
Deus está nos dizendo que há muito tempo apagou todos os nossos pecados. Ele agora está esperando que Seus inimigos sejam postos como escabelo de Seus pés. Quem é o inimigo de Deus? O diabo. E quem dentre o ser humano é Seu inimigo? Aqueles que dizem: “Deus, eu ainda sou pecador. Tu não apagaste todos os meus pecados, pois eu ainda tenho pecado”. Deus está esperando que o Senhor traga sobre eles o Seu justo juízo. Ele está esperando para julgar Seus inimigos no tribunal do trono branco.
Hebreus 10:14 diz: “Porque com uma só oferta aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados”. Ao se tornar nossa propiciação, Jesus apagou todos os nossos pecados, nos santificou e nos tornou santos para sempre.
Vamos voltar para a Palavra e ler agora Hebreus 10:16-18: “Esta é a aliança que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento. Então acrescenta: E jamais me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades. Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado”.
Amados irmãos, vocês crêem que Deus já nos salvou há muito tempo? Isso não está escrito na Bíblia? Sim, claro que está! Deus escreveu Sua lei da salvação no nosso coração e na nossa mente. A salvação está gravada no coração de todos que receberam a remissão de pecados. E você? A lei da salvação está gravada no seu coração? Você ainda é pecador ou justo em sua mente então? Você é um justo! Mas e seu coração? Você é justo ou pecador em seu coração? Você é um justo. Você pode dizer agora que não tem mais pecado. Foi por essa razão que Deus gravou isso em seu coração. Nós podemos nos considerar justos exatamente porque cremos na salvação realizada pelo Senhor, por crermos nessa salvação.
O Senhor disse: “Sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro”. Nosso Senhor diz que se lembra dos nossos pecados e transgressões ou que Ele não se lembra mais deles? Ele diz que deles não se lembra mais. Mas por que então Deus não se lembra dos nossos pecados? Porque o Senhor já pagou o salário por eles ao ser condenado. Vamos dizer que você tinha uma dívida, mas já pagou tudo. Só porque você se lembra que tinha uma dívida isso significa que tenha que pagá-la novamente? Não, você já pagou tudo que devia. Mesmo assim você ainda pensa nela? É claro, porque você se lembra que teve essa dívida. Do mesmo modo, também nos lembramos dos pecados que cometemos e como sofríamos por causa deles. Mas isso não é somente uma lembrança; nós não seremos mais condenados porque o Senhor já levou todos eles em nosso lugar. Quando vocês crerem no que Deu fez por vocês, o Senhor lhes dará a vida eterna, vitória e todas as bênçãos.
“Sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro”. O fato de Deus não se lembrar dos nossos pecados significa que Ele nos considera sem pecado, apesar de sermos pecadores ainda. Significa que não há nada mais a se lembrar e que nós não podemos mais ser condenados, pois o já Senhor tirou todos os nossos pecados e pagou o preço por eles ao ser condenado. Vocês entendem isso? Por que temos que sofrer então com lembranças tão dolorosas? Por que temos que ficar presos ao passado, já que Jesus pagou o salário pelos nossos pecados? Algumas pessoas dizem que embora tenham recebido a remissão de pecados, seu coração ainda sofre porque elas se lembram dos seus pecados. Mas tudo já acabou, pois a própria Bíblia diz: “Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17).
 
 
“Ora, Onde Há Remissão Destes, Não Há Mais Oferta pelo Pecado”
 
Nosso Senhor não nos salvou de um modo imperfeito. Ele jamais nos pergunta pelos nossos pecados nem permite que passemos pela vergonha de não entrar no Céu por termos muitos pecados. Como diz a Bíblia: “Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado”. Nós não precisamos mais sofrer por causa do pecado. Ainda há algum pecado neste mundo? Vocês ainda têm algum pecado? Não, o pecado não existe mais.
Eu cometi todos os pecados que há nos dez mandamentos. Eu não conseguia fazer o que Deus me mandou, mas fazia o que Ele não me mandou fazer. E já que eu quebrava alguns dos dez mandamentos em meu coração e com meus atos, eu de fato quebrava todos eles. No entanto, Deus me remiu de todos estes pecados, como diz a Bíblia: “Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado”. Amados irmãos, ninguém pode receber a remissão de pecados entendendo somente um versículo. Vocês têm ou não têm mais pecado agora? Aquele que perdoa pecados já perdoou todos vocês. Foi por isso que Deus disse que “não há mais oferta pelo pecado”. Mas depois de ouvirem essa Palavra, algumas pessoas olham para o seu coração para ver se ainda há pecado nele e dizem: “Bem, é isso o que diz a Palavra, mas eu quero checar por mim mesmo” Vocês têm que crer no coração de Deus? Vocês conseguem ver o coração Dele? A Palavra encontrada na Bíblia é o coração de Deus. Olhem para ela. Deus não está nos dizendo de coração que Ele não se lembra mais dos seus pecados? O Senhor remiu todos os pecados do mundo e apagou todos eles. Vocês crêem nisso agora. Se alguém ainda diz que tem pecado, ele merece ser lançado no inferno.
 
 
Vamos Ler o Livro de Romanos
 
Vamos ler Romanos 4:25: “Ele [Jesus] foi entregue por nossos pecados, e ressurgiu para a nossa justificação”. Romanos 5:1-2 também diz: “Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo, mediante quem obtivemos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus”. Isso significa que nós teremos paz se crermos em Jesus Cristo. Nós antes éramos inimigos de Deus, mas agora somos Seus filhos. Nós agora temos paz com Deus.
Amados irmãos, vocês entendem que estão em paz com Deus? Vamos ler Romanos 5:8-10: “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Pois se nós, quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida”.
É pela vida de Jesus Cristo que temos certeza da nossa salvação. A relação restrita do Juiz (Deus) e os pecadores (nós) passou a ser uma relação entre Pai e filhos. Se Jesus Cristo não tivesse ressuscitado dos mortos depois de ter levado todos os nossos pecados no rio Jordão e morrido na cruz, nós não poderíamos ser salvos. Ao ressuscitar dos mortos, Jesus Cristo completou nossa salvação. E mais ainda, nós salvos pela Sua ressurreição. A ressurreição de Jesus Cristo é a nossa remissão de pecados, e Sua morte a nossa condenação pela morte. Vocês crêem nisso?
Romanos 7:24-25 diz: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. De sorte que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado”. Porém, Romanos 8:1 diz: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito”.
Esses três versículos estão interligados. O apóstolo Paulo chama seu corpo de ‘corpo dessa morte’. Isso se refere a todos, independente se receberam a remissão de pecados ou não. Em outras palavras, tanto os redimidos quanto os que não foram redimidos cometem pecado em seu corpo. É por isso que Paulo se sentia um homem vil e miserável. Mas por que ele se sentia tão miserável? Porque ele ainda vivia num corpo carnal. Não é verdade? Quem foi que nos salvou de todos os pecados que cometemos em nossa carne então? Quais são os pecados que cometemos no corpo? Eles não fazem parte dos pecados do mundo? É claro que sim! Todavia, o apóstolo Paulo recebeu a remissão de pecados.
Vamos voltar para a Palavra agora. A Bíblia diz em Romanos 7:9-12: “Outrora eu vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri. E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. Pois o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. Portanto, a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom”. Amém!
O apóstolo Paulo diz aqui que o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, o enganou. Ele achava que os mandamentos de Deus haviam sido dados a ele para especificar o que ele deveria e não deveria fazer, mas quando ele teve uma melhor compreensão sobre isso, ele entendeu que não foi por isso que eles foram dados a ele. A lei e os mandamentos não foram dados só para o apóstolo Paulo, mas para toda a humanidade, a fim de que todos entendessem que são pecadores. Está escrito: “Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus. Por isso ninguém será justificado diante dele pelas obras da lei; antes, pela lei vem o conhecimento do pecado” (Romanos 3:19-20).
Pela lei, o apóstolo Paulo entendeu que era pecador e que não havia nada de bom em sua carne. Porém, depois de receber a remissão de pecados, ele confessou que seu corpo queria uma coisa, mas seu coração queria outra, e que estes dois desejos estavam sempre em conflito. O apóstolo Paulo viu seu passado e seu presente e disse: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?” Paulo está falando aqui da luta entre a carne e o espírito que havia em seu coração.
Quem nos salvou dos pecados do mundo e dessa situação miserável então? Foi Jesus Cristo. Como disse Paulo: “Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. De sorte que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado. Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito”. Em outras palavras, embora fôssemos pecadores condenados ao inferno—pois pecávamos em nossa carne o tempo todo, até a nossa morte—não há mais condenação para aqueles que crêem em Jesus Cristo como seu Salvador e que Ele tirou os pecados do mundo por causa da sua fé. Amém!
Embora todos nós estivéssemos condenados ao inferno, não seremos mais condenados porque Jesus Cristo nos salvou. É impossível sermos condenados. Não há como irmos para o inferno. Apesar de termos sido pecadores um dia e estarmos condenados ao inferno, Jesus expiou nossos pecados e levou todos eles. E ao fazer isso, Ele nos tornou sem pecado. Ele nos salvou. Vocês crêem nisso, meus amados irmãos? Amém!
Quando os cristãos lêem os capítulos 7 e 8 de Romanos, eles não ligam um capítulo ao outro e interpretam mal o que Paulo diz porque ele parece pecador, ainda mais quando ele diz de repente: “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?” Então, eles pensam de modo errado assim quando lêem esse versículo: “É tão maravilhoso ver que Paulo se sentia como eu me sinto! O apóstolo Paulo é como eu! É por isso que ele se considerava o principal dos pecadores. Portanto, é natural que eu ainda seja pecador, embora creia em Jesus Cristo!”
Esses cristãos errados interpretam a Bíblia à sua maneira e pensam assim: “Paulo também disse que agora não há mais nenhuma condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus. Mas o que ele está dizendo? Isso não significa que não há mais pecado? Eu estou confuso novamente! Eu acho que isso quer dizer que não existe mais pecado nem juízo. É isso mesmo Aleluia! Eu creio em Ti e Te louvo, Senhor”. Seguindo essa linha de raciocínio, eles então concluem que Deus considera os pecadores justos porque eles crêem em Jesus. Este conceito vem da doutrina da justificação.
Por que muitos cristãos interpretam a Palavra de Deus com este conceito errado? Eles fazem essa interpretação errada porque o que Paulo diz até o capítulo 7 parece se adequar ao que eles sentem. Então, quando Paulo diz: “Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo” (Romanos 7:21); pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço”, eles pensam: “Já que um homem de fé como o apóstolo Paulo tinha essa luta, eu a tenho também. E isso significa então que não há nada errado com o que eu creio. Aleluia! Amém! Então, eles se deparam com Paulo dizendo no capítulo 8: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito, porque a lei do espírito de vida, em Cristo Jesus, livrou-me da lei do pecado e da morte” (Romanos 8:1-2). Aí eles pensam: “Já que Deus me libertou, o que é a lei do espírito então?”
Amados irmãos, nós não tínhamos outra escolha senão ser lançados no inferno. Mas Deus nos deu a lei para que nós entendêssemos nossos pecados. Segundo a Sua lei, todos nós tínhamos que ser condenados. Essa é a lei do pecado e da morte. No entanto, por Deus ter nos amado, Ele enviou Jesus Cristo para que nosso Senhor nos desse a vida eterna através da lei do espírito da vida e nos trouxesse de volta à vida. Cristo levou todas as nossas iniqüidades e foi condenado por todos os nossos pecados para cumprir as exigências da lei—isto é, a lei exigia a morte de todos os pecadores, pois o salário do pecado é a morte. Em outras palavras, a lei do espírito da vida, a lei que Deus estabeleceu para nos tornar justos e nos fazer viver para sempre, nos salvou de uma maneira perfeita.
Por que a lei nos foi dada? Deus nos deu a lei para que nós conhecêssemos e entendêssemos nossos pecados. A princípio, Adão e Eva obedeceram aos mandamentos de Deus, porém Satanás os enganou. Ele os levou a não crer em Deus. E além de fazer com que nossos ancestrais não cressem, Satanás os fez cair em pecado também, os levou a não confiar em Deus, os forçou a não acreditar, e fez com que eles se voltassem contra Ele. Enganados pela tentação de Satanás, nos tornamos seus servos, escravos do pecado e da morte. Mas para nos salvar, Deus criou uma nova lei. Ele criou a lei da salvação. E essa lei foi criada para nos dar vida. Ao ver a queda do homem, Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo consultaram um ao outro para que a humanidade não perecesse em pecado e enviaram o Filho para pagar o preço pelo pecado. Foi por isso que Deus enviou Jesus Cristo. E ao passar todos os nossos pecados para o Seu Filho, Deus fez com que Ele fosse condenado. Mas ao fazê-Lo ressuscitar e trazê-lo de volta à vida, o Pai faz com que todos que cressem Nele recebessem uma nova vida. Nós recebemos essa salvação pela fé. Vocês crêem nisso?
A Bíblia diz: “Pois o que era impossível à lei, visto que estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne, para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito” (Romanos 8:3-4). Nossa carne simplesmente não pode cumprir a lei. E embora ela ordene que nós amemos nosso semelhante e honremos a Deus, nós esquecemos tudo isso quando buscamos nossos interesses.
Vamos voltar para a Bíblia agora e dessa vez ler Gálatas 2:19-21: “Pois eu pela lei estou morto para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. Não anulo a graça de Deus, pois se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu em vão”.
 
 
Nosso Senhor Acabou com a Punição por Todos os Nossos Pecados na Cruz
 
Deus está nos dizendo que Ele nos salvou do pecado e que agora não temos mais nenhum pecado. Ele está nos dizendo que embora fôssemos pecadores, nós não temos mais pecado agora porque fomos salvos. Ele está nos dizendo que estamos totalmente sem pecado. Vocês crêem nisso, amados irmãos? Vocês aceitam isso em seu coração?
Enchei as talhas de pedra com água! Vocês já encheram seu coração com a Palavra de Deus? Todos os seus pecados já desapareceram completamente? Vocês não têm mais pecado agora? Não, vocês não têm mais nenhum pecado. Vocês crêem nisso de todo coração? Amém! O Senhor é o nosso Salvador. Vocês crêem nisso de todo coração? Nós somos salvos quando cremos de todo coração no que o Senhor fez por nós. Aí então é que nos regozijamos. Além disso, quando nós aceitamos por completo esta salvação e não duvidamos, quando cremos 100% nela, é que Deus nos dá o dom dos Céus.
Nosso Deus está nos dizendo para enchermos as talhas de pedra com água. Ele está nos dizendo para aceitarmos Sua salvação e crermos totalmente nela. Ele nos garante que dá a vida eterna a todos que crêem na Sua salvação. Nós que cremos na Palavra da verdade já temos a vida eterna. Todos vocês que estão aqui crêem nisso também? Irmão Joong-hee Yoon, você crê nisso? Eu espero que todos vocês que estão aqui creiam totalmente na Palavra de Deus e de todo coração.
Vocês já encheram as talhas até a borda? Amém! Deus apagou todos os nossos pecados, e através dos Seus servos, o Senhor encheu seu coração até a borda com a verdade. Eu sou grato a Deus por isso. Eu sou muito grato ao nosso Senhor por ter nos salvado de todos os nossos pecados.