The New Life Mission

Sermões

Assunto 14: A Primeira Epístola de JOÃO

[Capítulo 3-1] (1 João 3:1-8) Nosso Deus que Veio Até Nós com o Amor Ágape

(1 João 3:1-8)
“Vede quão grande amor nos concedeu o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. E somos mesmo seus filhos! O mundo não nos conhece porque não o conheceu. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque assim como é, o veremos. E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, como também ele é puro. Todo aquele que comete pecado transgride a lei, pois o pecado é a transgressão da lei. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados. E nele não há pecado. Todo aquele que permanece nele não vive pecando. Todo aquele que vive pecando não o viu nem o conhece. Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Quem comete pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo.”
 
 
Você Conhece a Essência do Amor de Deus?
 
Antes de mais nada, eu agradeço a Deus pelo Seu amor, por Jesus Cristo, que é nosso o próprio Deus, que veio a essa terra, foi batizado, derramou Seu sangue, e assim libertou a nós, que éramos pecadores, de todos os nossos pecados de uma vez por todas.
Há duas razões pelas quais Deus Pai planejou conceder Seu misericordioso amor a nós que cremos no verdadeiro Deus, Jesus Cristo. A primeira razão foi demonstrar Seu verdadeiro amor com a justiça e a misericórdia de Deus, porque os anjos caídos desafiaram Sua autoridade, e a segunda razão foi para mostrar que o Trono de Deus não pode ser conquistado pelo poder de nenhuma criação.
Isso nos mostra que é impossível encontrarmos uma forma de participar da glória de nos tornamos filhos de Deus usando a força física. Isso nos revela que a maneira de nos tornarmos filhos de Deus somente é possível crendo em Jesus Cristo e na Verdade da salvação encontrada apenas no amor de Deus. Nós podemos aprender, em outras palavras, que é somente através da fé no divino Jesus e na Palavra do evangelho da água e do Espírito dada por Ele que podemos nos tornar filhos de Deus e sermos revestidos do amor de Deus.
Nós estamos, portanto, conscientes de que o Trono de Deus não pode ser tomado de nenhuma forma e por nada neste mundo. A Verdade da salvação composta pelo evangelho da água e do Espírito é a única lei legítima da verdadeira salvação, aplicável a todos, tanto a cristãos como a não-crentes. Isso porque para livrar todos os pecadores dos seus pecados e iniqüidades, Jesus Cristo, nosso Deus, usou o mesmo plano da salvação juntamente como o evangelho da água e do Espírito.
Jesus Cristo, nosso Deus, revestiu a todos nós, que cremos no amor de Deus que é demonstrado no evangelho da água e do Espírito, com a glória de nos tornarmos Seus próprios filhos. Essa Verdade da salvação foi planejada por Jesus Cristo antes da fundação do mundo, e foi também determinado que somente aqueles que conhecessem e cressem na Verdade do evangelho da água e do Espírito seriam revestidos da glória de Deus. Embora Deus mesmo tenha planejado a salvação para todos na Sua infinita misericórdia, nós temos que entender que podemos tornar nosso o amor de Deus se crermos primeiro na verdade do evangelho da água e do Espírito, a Verdade dessa salvação. Já que Deus Pai planejou e determinou nos vestir da salvação da remissão de pecados com a única condição de que nós crêssemos em Jesus Cristo como nosso Salvador, todos nós devemos crer assim.
Nós temos que entender que se não crermos na Verdade do evangelho da água e do Espírito, no plano da salvação de Deus, Ele então não será culpado por todas as maldiçoes que conseqüentemente virão sobre nós. Pelo fato de Deus Pai ter decidido nos fazer Seus filhos, nós não podemos encontrar nenhum defeito no Seu plano. Sendo assim, devemos agradecer demais a Ele pelo fato de que todos nós recebemos, pela fé, o amor de Deus que foi concedido a nós através de Jesus Cristo, o verdadeiro Deus.
A não ser que todos nós conheçamos e creiamos no mais profundo amor de Deus crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito que Deus nos deu através de Jesus Cristo, nós continuaremos incapazes de resolver o problema dos nossos pecados para sempre. A não ser que nós resolvamos totalmente esse problema do pecado crendo no batismo de Jesus e no seu Sangue derramado, nós nunca seremos capazes de agradar a Deus. E como conseqüência, nosso coração temerá e vai ficar com ainda mais medo e pavor.
Portanto, nós temos que crer na verdade de que nossa verdadeira salvação só é possível pela nossa fé no amor de Deus. Mas se não fizermos isso, não poderemos ser verdadeira e totalmente salvos dos nossos pecados. Todos nós devemos lembrar que se fôssemos tentar ser salvos dos nossos pecados sem ter essa fé no evangelho da água e do Espírito, que é o amor de Jesus Cristo, essa tentativa só voltaria nosso coração ainda mais contra Deus. Os cristãos pecadores estão cometendo esses pecados sem querer. Por isso, devemos entender e crer que é somente pela nossa fé na Verdade do evangelho da água e do Espírito preparado por Deus que é possível a nós receber a infinita misericórdia de Deus no Seu amor.
Você tem que entender como você pode receber o amor da Deus na Sua infinita misericórdia pela sua fé no evangelho da água e do Espírito. Se você não crê com seu coração na Verdade do evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo, nosso Deus, nos deu, você não pode dizer que crê realmente no amor misericordioso de Deus e ser grato por isso. Sendo assim, se você acha que de alguma forma pode receber o amor de Deus pelo seu próprio esforço, você está totalmente enganado. Todos nós temos que entender muito bem que se não crermos em Jesus Cristo, nosso Deus, junto com o evangelho da água e do Espírito, nós acabaremos como pessoas malignas que se colocam contra a autoridade de Deus.
Está escrito na Bíblia: “Pois todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23). Toda a humanidade pecou contra Deus, e por isso todos estão condenados à destruição. Mas porque Deus conhecia todos nós bem a fundo, Ele nos guiou ao caminho da remissão de pecados com a verdade do evangelho da água e do Espírito. Deus Pai, em outras palavras, decidiu antes da fundação do mundo nos salvar dos pecados deste mundo. Foi por isso que Deus enviou Jesus Cristo, Seu Filho e nosso Salvador, a essa terra, fez com que Ele fosse batizado por João Batista e assim levasse os pecados da humanidade, derramando Seu sangue, e ressuscitando dentre os mortos, para dessa forma nos dar a salvação que purificou todos os nossos pecados de uma vez por todas.
E Deus Pai determinou que a verdadeira salvação seria concedida somente àqueles que conhecessem a verdade do evangelho da água e do Espírito e a aceitassem. Deste modo, somente aqueles que crêem nessa verdade sobre o nascimento de Jesus, Seu batismo, Sua morte, e Sua ressurreição podem de fato ser purificados de todos os seus pecados, e também levar uma vida de gratidão a Ele pela fé. Deus Pai passou todos os nossos pecados ao corpo de Jesus e os expiou de uma vez por todas deixando-O sangrar na Cruz, mas da nossa parte, temos que ter fé nessa Verdade para sermos salvos de todos os nossos pecados crendo nesse batismo de Jesus e no Seu sangue derramado. Essa é a essência do amor ágape de Deus para nós.
 
 
Ao Nos Revestir com Seu Amor Ágape, Deus Tornou Possível Sermos Libertos de Todos os Nossos Pecados
 
Como foi que Deus nos fez Seus filhos? Ao Limpar o pecado de cada um de nós que crê no evangelho da água e do Espírito, Deus fez com que nos tornássemos Seus filhos apenas pela fé.
Jesus Cristo é realmente o Filho de Deus e o próprio Deus. Este Jesus veio a este mundo para nos livrar de todos os nossos pecados, levou os pecados do mundo de uma vez por todas através do batismo que Ele recebeu de João, foi crucificado e morreu na Cruz, ressuscitou dos mortos, e assim nos salvou de todos os nossos pecados de uma vez nos tornando filhos de Deus. Embora o Senhor tenha vindo a essa terra no corpo de um homem, em Sua real substância, Ele era e é realmente o Criador do universo e o Messias que salvou a humanidade do pecado.
Portanto, para alguém ser salvo dos seus pecados, ele tem que reconhecer o batismo e sangue derramado de Jesus Cristo como o verdadeiro amor da salvação, e crer neles dessa forma. Mas ao invés disso, muitas pessoas ainda continuam na sua condição pecaminosa, se recusando a admitir, em seu coração, o amor de Deus que veio como o evangelho da água e do Espírito, e por isso eles continuam rejeitando o amor de Deus em suas vidas. Sendo assim, nós temos que demonstrar nossa verdadeira compaixão a essas pessoas pregando o evangelho da água e do Espírito para elas. Pelo fato de haver tantas pessoas assim no mundo inteiro é que o Apóstolo João e nós sofremos em nosso coração.
Meus amados irmãos em Cristo, Jesus Cristo nosso Deus, ao dar a vocês o amor da salvação que pode salvá-los de todos os seus pecados através do evangelho da água e do Espírito, concedeu o dom da salvação a vocês para que todo aquele que crê nessa Verdade possa nascer de novo como Seu próprio filho. Somente pela nossa fé no divino Jesus Cristo como nosso Salvador e que podemos nos tornar filhos de Deus através do Seu amor. Você conhece o evangelho da água e do Espírito, o aceita e crê que ele é a Verdade da salvação? Todos nós temos que ter o tipo de fé que conhece e crê de maneira adequada que tipo de amor Deus Pai nos deu através de Jesus Cristo.
Para que nos tornemos os justos filhos de Deus isso depende totalmente, em outras palavras, da nossa fé em Jesus Cristo, nosso Deus. Nossa remissão de pecados depende do amor da salvação de Deus que nos envolve totalmente e que se encontra no evangelho da água e do Espírito, que foi cumprido por Jesus Cristo.
  
 
O Amor Ágape é o Mais Verdadeiro de Todos os Tipos de Amor
 
Quantos tipos de amor existe entre os seres espirituais?
Existe quatro tipos: ágape, fraternal, fileo, e Eros.
 
Todo amor deste mundo pode ser classificado em quarto tipos: o amor ágape, o amor fraternal, o amor fileo, e amor Eros. A palavra grega para ‘fraternal’ significa o amor entre familiares como o amor entre pais e filhos, e ‘fileo’ se refere ao companheirismo entre amigos, enquanto que ‘Eros’ se refere ao amor entre um homem e uma mulher. Ágape, por outro lado, se refere ao amor incondicional de Deus por nós.
Desses quatro tipos de amor, o amor ágape é o amor misericordioso e cheio de compaixão de Deus que é maior do que qualquer amor carnal encontrado neste mundo. Foi esse amor unilateral de Deus que trouxe incondicionalmente o dom da salvação até nós. Nós chamamos esse amor incondicional de amor ágape. Os outros tipos de amor, ao contrário, são basicamente condicionais. Em outras palavras, Eros, fileo, e fraternal são os tipos de amor até que suas condições sejam satisfeitas.
O amor ágape sempre existirá entre Deus e nós. O amor de Deus nos mostra que o divino Jesus Cristo é “o amor da verdade” (1 Tessalonicenses 2:10). Pelo fato de Jesus Cristo, nosso Deus, ter nos amado incondicionalmente, Ele nos deu o evangelho da água e do Espírito, e por isso, Ele capacitou aqueles que crêem nesta Verdade do evangelho a se tornar filhos de Deus purificando todos os seus pecados de uma vez por todas. Por esse motivo, quando cremos em Jesus como nosso Salvador e O seguimos, é somente pela fé que podemos fazer isso; fora isso nós não podemos segui-Lo de nenhum outra jeito. Nós não temos como dar graças a Deus o suficiente por Seu infinito amor através de Jesus Cristo, que é o nosso verdadeiro Salvador.
O amor ágape de Deus é manifestado por completo no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo, nosso Deus, nos deu. Portanto, em todo esse amor da salvação, existe a Verdade da água e do Espírito que veio do nosso Deus. Foi por causa de Jesus Cristo, nosso Deus, que nós fomos salvos de todos os nossos pecados de uma vez por todas e nos tornamos filhos de Deus por crermos no evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, nós temos que entender e crer com nosso coração que é pelo amor unilateral de Deus que nos tornamos justos, e que esse o amor ágape é para nós. Todos nós temos que crer que é através de Jesus Cristo, nosso Deus, e pela manifestação do Seu amor, que é o evangelho da água e do Espírito, que nós pudemos nos tornar filhos de Deus.
Se, todavia, você não tem fé no evangelho da água e do Espírito através de Jesus Cristo, nosso Deus, sua alma está vazia e desolada como um deserto. Se sua alma ainda não entende o infinito amor de Deus por nós através de Jesus Cristo, e a profundidade do amor de Deus através do evangelho da água e do Espírito, então você agora tem que saber que você tem pecado em seu coração, e ainda não está em Cristo (Romanos 8:1). Se é isso que está acontecendo, a coisa mais urgente que você deve fazer é voltar atrás e crer no evangelho da água e do Espírito.
  
 
Nós Temos que Saber Quando Ele Se Revelou; Temos que Ser como Ele é
  
O que vai acontecer com aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito?
Eles serão como Jesus, e desfrutarão de toda a glória dos Céus com Jesus Cristo.
 
O que Deus nos disse em 1 João 3? Está escrito: “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque assim como é, o veremos” (1 João 3:2).
O Apóstolo João está nos falando aqui sobre os futuros dos crentes de hoje. Ele está dizendo que quando Jesus Cristo, nosso Deus, voltar para nós e o Reino do Senhor for estabelecido quando o mundo acabar, nós, da mesma forma, seremos como Ele. Isso porque nós também O veremos como Ele é. Em outras palavras, essa passagem nos fala da benção que nos espera, que nós seremos transformados e teremos um corpo glorioso como o de Jesus Cristo e desfrutaremos todo o Seu esplendor e glória.
Jesus Cristo salvou você e a mim dos nossos pecados e nos fez a todos pregar o evangelho da água e do Espírito, a grande Verdade da salvação, a este mundo. E Jesus Cristo, nosso Deus, nos prometeu que voltaria de novo a este mundo, e que Ele recolheria o trigo e queimaria o joio (Mateus 13:10). Nessa época, quando for o tempo da segunda vinda de Jesus, Ele capacitará a nós, que fomos libertos de todos os nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, e desfrutaremos do esplendor e da glória junto com Ele. Deus irá nos levar aos Céus e nos permitirá viver com Ele para sempre.
1 João 3:3 diz: “E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.” Se nós de fato nascemos de novo por crermos em Jesus Cristo como nosso Salvador, então para estarmos mais juntos a Ele, nós precisamos consertar nossos erros colocando nossa fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Mas isso não quer dizer que nós nos tornaremos pecadores novamente se não consertarmos nossos erros. No entanto, nós ainda temos que conservar nosso coração sempre limpo crendo no evangelho da água e do Espírito que nos livrou de todos os pecados no mundo.
A razão disso é tudo é que nós somos aqueles que têm a esperança de viver para sempre com Jesus Cristo, nosso Deus. Colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito, você e eu agora temos que crer nesse verdadeiro Deus, Jesus Cristo, que nos purificou de todos os pecados do mundo, manter nossa alma sempre limpa, e também servir a esse evangelho dado por Deus. Todos nós não apenas conhecemos mas também cremos com nosso coração que o Senhor, o próprio Deus, veio a essa terra para apagar os nossos pecados, levou sobre Si os pecados do mundo ao ser batizado e morreu na Cruz, ressuscitou dentre os mortos, e assim salvou a nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito, de todos os nossos pecados.
Sendo assim, nós temos que entender que pela nossa fé no evangelho da água e do Espírito, nós podemos sempre purificar nosso coração.
  
 
O Amor de Deus é Diferente do Amor Entre um Homem e uma Mulher
  
O amor do mundo, assim como o amor de um homem e uma mulher, é essencialmente diferente do amor de Deus?
Sim, ao passo que o amor de Deus é eternamente imutável, o amor humano está sempre mudando.
 
Eros se refere ao amor entre um homem e uma mulher. Esse amor entre sexos opostos é um produto do amor luxurioso da carne. Todos os homens e mulheres desejam o amor carnal uns dos outros para suprir seu desejo carnal, e por isso ele é essencialmente um amor egoísta.
Nós temos que entender que no nosso amor humano, não há amor incondicional, compreensão incondicional, paciência, nem pureza. Deste modo, esse amor entre sexos opostos nunca poderá ser para sempre. Esse amor pode até parecer que vai durar para sempre enquanto ainda tivermos paixão por aqueles que amamos. Mas isso não passa de uma ilusão daqueles que querem se apegar a tal crença. No amor humano, nunca pode haver o amor ágape, o amor de Deus. O amor Eros é tão inferior que não pode ser comparado ao amor ágape de Deus.
Até mesmo o amor fraternal entre pais e filhos nem chega perto do amor de Deus. O amor fileo e o companheirismo entre amigos também é condicional no que se refere ao cuidado e à compreensão uns dos outros; é o amor que acaba assim que essa compreensão se torna um pouco incompatível.
Sendo assim, o amor entre um ser humano e outro é um amor fútil que termina no momento que alguém vira as costas. Ao contrário, no amor Ágape que Deus nos mostrou através de Jesus Cristo, de maneira nenhuma existe alguma condição. Mas o amor entre um ser humano e outro, assim como o amor entre amigos, entre familiares, e entre um homem e uma mulher, não pode ser outra coisa a não ser limitado e condicional.
Contudo, o amor misericordioso de Deus revelado através do divino Jesus Cristo não é condicional.
Nós não podemos medir o amor de Deus, porque ele é infinito. Esse amor de Deus, que é manifestado através do verdadeiro Deus, Jesus Cristo, é o amor incondicional, unilateral, e infinito da salvação cujo tamanho e profundidade não podem ser medidos (Efésios 3:18-19). Nós não temos porque esperar receber esse amor infinito de Deus. Mas Deus já preparou esse amor ágape em Jesus Cristo através do evangelho da água e do Espírito antes da fundação do mundo. O amor de Deus estava preparado mesmo quando nós não tínhamos Jesus Cristo, o verdadeiro Deus, e já era perfeito através dEle. Esse não é o tipo de amor que é declarado apenas por palavras, mas é o perfeito amor de Deus que foi declarado a nós diretamente, que nossa alma pôde sentir, e que de forma perfeita nos tornou filhos de Deus nos salvando dos nossos pecados.
 
  
Quem São as Pessoas que Transgridem a Lei de Deus?
  
Quem são as pessoas que transgridem a lei de Deus?
São aquelas que, quando confessam crer em Jesus como seu Salvador, não crêem no evangelho da água e do Espírito, mas se colocam contra ele.
 
1 João 3:4 diz: “Todo aquele que comete pecado transgride a lei, pois o pecado é a transgressão da lei.” Então quem são as pessoas que transgridem a lei de Deus? Os cristãos pecadores são aqueles que não crêem que Jesus Cristo é o Filho de Deus e o nosso Deus, e que nos salvou de todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito. E como resultado disso, seus pecados estão intactos em seu coração. Esses são os pecadores que transgridem a lei de Deus.
Aqui, o Apóstolo João não está falando das iniqüidades que cometemos na nossa carne. Ao contrário, ele está falando sobre o pecado da descrença daqueles que não crêem em Jesus Cristo como seu Salvador. Como transgressão, João considera o pecado daqueles que não crêem que Jesus é o Deus que, ao vir pela água, pelo sangue, e pelo Espírito, apagou todos os nossos pecados, remiu todos eles, nos salvou dos nossos pecados do mundo, nos tornou justos, e nos deu a vida eterna. Aqueles que não crêem no amor de Deus que foi revelado através de Jesus Cristo, o verdadeiro Deus, e veio através do evangelho da água e do Espírito, são aqueles que transgridem a lei de Deus.
Em Mateus 7:22, quando os mentirosos dizem: “Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres?” o que Jesus dirá a eles então? Ele falou que vai dizer a eles: “Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade!”
Em outras palavras, Jesus Cristo, nosso Deus, dirá a eles: “Eu não salvei vocês através da água, do sangue, e do Espírito, desde quando eu decidi salvar vocês dos seus pecados? E Eu, seu Deus e Salvador, não levei sobre Mim os seus pecados no mundo ao ser batizado por João Batista, morri na Cruz, e ressuscitei dos mortos? Eu não salvei vocês dessa forma, e dei a vocês a vida eterna, e trouxe a remissão de pecados até vocês? Mas mesmo assim vocês não crêem no Meu amor, mas agora só ficam exaltando a si mesmos por terem profetizado em Meu nome. Apartem-se de Mim, vocês que praticam a iniqüidade!”
Só há uma coisa que todos nós temos que entender aqui antes de prosseguirmos. É que se nós sabemos que Jesus Cristo, nosso Deus, nos livrou dos nossos pecados ao vir pela água, pelo sangue, e pelo Espírito (1 João 5:6-8), mas apesar disso nós não cremos nessa Verdade e continuamos a viver como pecadores, nós mesmos então estaremos buscando o juízo de Deus. Reconhecendo e crendo em Jesus como nosso Salvador e Deus, nós recebemos a remissão de pecados em nosso coração.
É totalmente necessário que todos creiam nessa Verdade. Em outras palavras, se existe alguém que não crê que Jesus é o Criador que fez todo o universo, e que Ele é realmente o próprio Deus, ele precisa primeiro voltar atrás e ter fé nEle. Jesus é realmente o próprio Deus para você, e o Deus que criou o universo?
Jesus Cristo de fato criou este mundo com a Palavra da Sua boca. Quando nós olhamos para Gênesis 1:1-5, nós vemos que o Pai, a Palavra, que é Jesus Cristo, e o Espírito Santo estavam todos presentes quando Deus criou o universo e a luz. E quando Ele criou o homem, eles também se uniram e consultaram uns aos outros. Gênesis 1:26 diz: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra, e sobre todos os répteis que se arrastam sobre a terra.”
Quando Jesus Cristo criou o universo e tudo que nele há, Ele o criou com Sua Palavra. Quando Ele disse: “Haja luz,” então houve luz, e quando Ele disse: “Haja árvores,” as árvores então vieram a existir. Quando Ele então criou todas as coisas com a Sua Palavra, o Espírito Santo também estava lá. Por isso, Deus Pai, o Filho, e o Espírito Santo, esses três são o mesmo Deus e o nosso Criador.
É por isso que quando nós começamos nossa vida de fé crendo primeiro que Jesus é o Filho de Deus e o próprio Deus, nós podemos alcançar a purificação dos nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Ao crermos assim, nós podemos ter uma fé poderosa no verdadeiro evangelho da água e do Espírito, pois esse é o evangelho pelo qual o verdadeiro Deus Jesus cumpriu em detalhes o que estava escrito na Bíblia.
Nós podemos crer nEle pois a Bíblia declara: “Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e foi sepultado, e ressurgiu ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:3-4). Quando o Apóstolo Paulo escreveu essa passagem, “as Escrituras” aqui significa o Antigo Testamento. Sendo assim, isso significa que Jesus Cristo expiou todos os nossos pecados através do Seu batismo e do Seu sangue derramado, assim como o pecado oferecido no Dia da Expiação tinha que receber a imposição de mãos e ser degolado para derramar o seu sangue. É por isso que Jesus, o verdadeiro Deus, teve que receber o batismo de João Batista, o representante de toda a humanidade, dizendo: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15).
É a partir dessa certeza que Jesus é o Filho de Deus, nosso Deus, e nosso Salvador, que a verdadeira fé tem início, e quando nós cremos no evangelho da água e do Espírito, nossa salvação é totalmente perfeita.
 
 
Aquele que é Deus Veio Apagar os Nossos Pecados
  
Jesus tinha algum pecado no Seu corpo ou no Seu coração?
Ele não tinha absolutamente nenhum pecado. Ele é realmente o nosso próprio Deus e o nosso perfeito Salvador que nunca pecou.
 
Vamos voltar para 1 João 3:5: “E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados. E nele não há pecado.” Jesus Cristo é completamente sem pecado. Ele apenas levou os nossos pecados sobre o “Seu corpo” por algum tempo ao ser batizado por João para carregá-los até a Cruz. Alguns podem até perguntar se Jesus se tornou um pecador por ter levado os pecados do mundo através de João Batista, mas foi o Seu corpo que carregou os pecados do mundo, não Sua alma. Por isso a Bíblia diz: “Aquele [Jesus Cristo] que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós, para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Coríntios 5:21).
Jesus Cristo é realmente Deus, e portanto, para Ele, “não há mudança nem sombra de variação” (Tiago 1:17). É pela fé, por crermos que Jesus é o Filho de Deus, que todos nós podemos ser salvos de todos os nossos pecados. Sobre essa simples fé, nós podemos edificar a construir nossa fé poderosa no ato de justiça da Sua salvação.
Essa fé nos faz crer, quando caímos em pecado, que o próprio Deus que nos criou, que nasceu nessa terra no corpo de um homem através da virgem Maria, fez tudo isso para levar os pecados do Seu povo. Assim como Deus prometeu a Moisés no sistema sacrificial, Jesus Cristo levou nossos pecados sobre Seu próprio corpo ao ser batizado por João Batista, ao morrer na Cruz, ao ressuscitar dos mortos, e assim nos salvou de todos os nossos pecados. Todo aquele que tem fé nessa Verdade está salvo. Deus planejou todas essas coisas, e Aqueles que cumpriram Seu plano para nós foram Deus Pai e Seu Filho unigênito, Jesus Cristo.
E o Espírito Santo nos garante que o que nosso Senhor fez por nós – isto é, nos amou de tal maneira que apagou nossos pecados, veio a essa terra no corpo de um homem, recebeu o batismo para levar todos os pecados do mundo, morreu na Cruz, ressuscitou dos mortos, e assim nos salvou – está correto. O Espírito Santo dá testemunho de que crer em Jesus Cristo como nosso Salvador e como o próprio Deus é basicamente o mesmo que crer no evangelho da água e do Espírito.
Pelo fato do Espírito Santo ser o Espírito da Verdade (João 14:17), Ele nos deu um testemunho detalhado acerca da Verdade do evangelho. A Verdade é que Jesus Cristo veio nos salvar dos pecados do mundo, e quando Ele fez 30 anos, Ele aceitou todos os pecados da humanidade ao ser batizado por João Batista. Crer nessa Verdade é o mesmo que crer que Jesus é o Filho de Deus, o Deus que criou a todos nós, o nosso Salvador.
Nosso Senhor pôde se tornar nosso sacrifício imaculado porque Ele é Deus e nEle “não há mudança nem sombra de variação” (Tiago 1:17). E somente essa oferta imaculada poderia ser batizada e aceitar dessa forma os nossos pecados.
Quanto a nós, já que cremos que Jesus é Deus, é que todos os nossos pecados foram passados a Jesus Cristo quando o próprio Deus veio a essa terra e foi batizado, a salvação que Deus preparou para nós só nos é dada pela fé. O fato de Jesus ter levado os pecados do mundo até a Cruz, sendo crucificado, derramando Seu sangue, e morrendo sobre ela se refere apenas aos crentes também. Isso porque este Jesus, nosso Deus e Salvador, nos salvou de todos nos nossos pecados através do Seu batismo e do Seu sangue. É através da nossa fé na Verdade do evangelho da água e do Espírito que nós podemos passar nossos pecados a Jesus Cristo, e podemos também ressuscitar com Jesus Cristo e viver para sempre.
Para nós que cremos no evangelho da água e do Espírito, é imprescindível termos a fé de que Jesus, sendo o próprio Deus e o Filho de Deus, purificou nossos pecados. Ao mesmo tempo que Jesus Cristo é o Filho de Deus, Ele é de fato o próprio Deus, e Ele também é o Salvador que nos libertou de todos os nossos pecados. Se Deus planejou e cumpriu alguma coisa, isso é perfeito ou não? Deve ser perfeito, porque está escrito: “Deus não é homem para que minta, nem filho do homem para que se arrependa. Porventura tendo dito ele não o fará, ou tendo falado não o realizará?” (Números 23:19). É por isso que o evangelho da água e do Espírito é a grande Verdade para nós, e nada além da nossa fé nesse evangelho é a maneira de nos tornarmos de fato filhos de Deus, e dos crentes receberam a verdadeira remissão de pecados.
Então, como é que nós podemos cometer o pecado que é para a morte? (1 João 5:16) Enfim, nós temos que ter a fé que não transgride a lei de Deus.
 
 
O que 1 João 3:6 Significa?
  
O que significa dizer que todo aquele que permanece nele não vive pecando?
Significa que todo aquele que permanece nele não comete o pecado de não crer no evangelho da água e do espírito.
 
1 João 3:6 diz: “Todo aquele que permanece nele não vive pecando. Todo aquele que vive pecando não o viu nem o conhece.”
Porque essa passagem diz “não vive pecando,” algumas pessoas tem entendido mal seu significado, e se perguntado: “O Apóstolo João e os verdadeiros santos daquela época não pecavam?” Nós podemos muito bem ser levados a pensar dessa maneira, se lermos essa passagem com nossos olhos carnais. Mas todo aquele que crê no evangelho da água e do Espírito não crerá dessa forma.
Porque todos nós somos carne, não há ninguém que diante de Deus não cometa um pecado carnal. Como está escrito em Eclesiastes 7:20: “Não há homem justo sobre a terra, que faça o bem o nunca peque.”
Deste modo, a passagem de 1 João 3:6, que diz que “todo aquele que permanece nele não vive pecando,” não diz respeito a cometer pecados carnais. Então que tipo de pecado aquele que permanece no Senhor não comete? Esse pecado é o de não crer na Verdade de que Jesus é o Filho de Deus, e que Ele nos salvou de todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito.
O pecado cometido por aqueles que não crêem nessa Verdade de que Jesus Cristo nasceu nessa terra, levou sobre Si todos os pecados da humanidade ao ser batizado por João Batista, carregou os pecados do mundo até a Cruz, derramou Seu sangue e morreu sobre ela, e se tornou o perfeito Salvador de todos nós, é o pecado que é cometido pelos inimigos de Deus.
É graças a nossa fé no evangelho da água e do Espírito que você e eu também somos capazes de permanecer em Jesus Cristo. Então quando as pessoas dizem: “Jesus não é o Filho de Deus, nem o próprio Deus,” ou “Ele fracassou em nos salvar de todos os nossos pecados pela água, pelo sangue, e pelo Espírito, todas as suas palavras são mentiras sem sentido. Para nós que cremos no evangelho da água e do Espírito, que Jesus purificou todos os nossos pecados ao ser batizado e ao derramar Seu sangue na Cruz, isso é uma Verdade inegável.
Todos nós que cremos nessa Verdade podemos cometer outros pecados em nossa carne, mas nós não cometemos esse pecado de negar a Verdade. Nós podemos até mesmo cometer alguns pecados como lutar contra nós mesmos, mas nós não podemos cometer o pecado de não crer na Verdade que Jesus é o verdadeiro Deus da criação, e que Ele nos livrou de todos os nossos pecados ao vir pela água, pelo sangue, e pelo Espírito.
Todos nós, os nascidos de novo, cremos que Jesus Cristo, nosso Deus, levou todos os nossos pecados com Seu Batismo, foi condenado em nosso lugar na Cruz, ressuscitou dos mortos, e assim nos salvou de uma vez por todas dos nossos pecados. Todos nós cremos que Jesus Cristo é o próprio Deus. E nós também cremos que o evangelho da água e do Espírito é a Verdade que salva os pecadores.
Como é que nós, então, podemos negar que Jesus Cristo é Deus? Nós somos aqueles que não podem proferir palavras de descrença como: “Jesus Cristo não é meu Salvador. Ele não é o Filho de Deus. Ele não é o Criador. Não foi somente vindo a essa terra, sendo batizado, morrendo na Cruz, e ressuscitando dos mortos que Jesus me salvou dos pecados deste mundo.”
 
 
Os Crentes no Evangelho da Água e do Espírito Têm que Tomar Cuidado com esses Mentirosos
  
Com que os crentes no evangelho da água e do Espírito devem ter cuidado?
Eles devem ter cuidado com a fé falsa dos cristãos que não crêem no evangelho da água e do Espírito e ao invés disso tentam seguir ao Senhor se dedicando a Ele com seu próprio esforço.
 
Vamos voltar para 1 João 3:7-8: “Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Quem comete pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo.”
De volta agora a Era Apostólica, vemos que havia muitos falsos crentes que tentavam enganar aqueles que não criam na verdadeira salvação. Na igreja da Galácia, uma vez houve um grande tumulto em relação à fé na igreja, e Paulo detectou que isso aconteceu porque os falsos irmãos se intrometeram na igreja em segredo. Eles vieram de mansinho para espionar a liberdade que os crentes tinham em Cristo Jesus, e para reduzi-los à escravidão (Gálatas 2:4). Até mesmo sempre onde Paulo ministrava, havia algumas dessas pessoas também. Por isso nós temos que entender, que mesmo na Igreja de Deus, há pessoas que estão tentando enganar aqueles cuja fé ainda é imatura. Você acha que não há ninguém na Igreja de Deus que não crê no evangelho da água e do Espírito? Essas pessoas que não crêem no verdadeiro evangelho geralmente são muito amáveis em suas palavras carnais, dizendo aos santos o quanto elas simpatizam com eles por servirem ao Senhor. Elas podem até dizer isso para enganar os santos: “Deve ser muito difícil para você, não é? Não há necessidade de viver assim. Fique calmo e relaxe um pouquinho. Por que você está se esforçando tanto já que você foi liberto de todos os seus pecados?” Com palavras assim, elas enganam, aos poucos, o coração daqueles que têm a verdadeira fé.
Você acha que é errado um santo nascido de novo viver uma vida de justiça? É uma vida tão errada assim para os justos permanecer no Senhor e servir ao evangelho com toda sua dedicação? Jamais! Longe disso, essa é a única forma de você viver para a justiça de Deus. Para os crentes no evangelho da água e do Espírito, levar essa vida, onde eles rejeitam os desejos do mundo pelo Senhor, e onde eles se unem a essa Verdade, é o que os faz felizes. Aqueles que realmente crêem no evangelho da água e do Espírito encontram alegria e satisfação em viver para o evangelho da água e do Espírito, mesmo que eles se sintam cansados e esgotados no seu corpo. Esse verdadeiro evangelho que Jesus Cristo, nosso Deus, nos deu traz renovação e uma força maravilhosa a cada um de nós a todo o momento.
Os malignos que não crêem em Jesus Cristo como verdadeiro Deus e Salvador, e só nos fazem servir a sua carne, estão claramente cometendo o pecado do engano que cega os olhos espirituais dos crentes no evangelho da água e do Espírito, por meio da sua comunhão carnal com os verdadeiros santos. Nós precisamos entender que anunciar esse verdadeiro evangelho em todo o mundo com ainda mais vigor é a única maneira de rejeitarmos essa comunhão carnal.
Existe outro caso em que a nossa fé é enfraquecida no evangelho da água e do Espírito, e esse engano é ainda mais perigoso. Alguns falsos crentes enganam os justos dizendo: “Todos os pecados podem ser apagados crendo somente no sangue de Jesus na Cruz.” Na verdade, a maioria absoluta dos cristãos crêem assim, mas isso é uma grande mentira.
A única Verdade da salvação é que, para apagar os nossos pecados de uma vez por todas, Jesus Cristo, nosso Deus, foi batizado por João Batista, levou os pecados do mundo de uma vez por todas com Seu batismo, derramou Seu sangue e morreu na Cruz, ressuscitou dos mortos, e assim tornou cada um de nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito, filhos de Deus de uma vez por todas.
Mesmo assim os enganadores dizem aos justos que eles podem ser purificados de todos os seus pecados crendo apenas no sangue de Jesus na Cruz. Mas isso simplesmente não é a verdade. A fé correta é crer no batismo que Jesus recebeu de João, e no sangue que Ele derramou na Cruz, como nossa própria salvação.
Alguém neste mundo já viu realmente seus pecados desaparecerem por crer somente no sangue da Cruz? Nunca! Jesus Cristo, nosso Deus, nos diz em 1 João 5:4-7 que Ele apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas ao vir a essa terra pela água, pelo sangue, e pelo Espírito. O evangelho da água e do Espírito não é composto apenas pelo sangue da Cruz, mas é o evangelho que foi cumprido por meio de Jesus Cristo, nosso Deus, com o batismo que Ele recebeu de João Batista e com o sangue Ele derramou na Cruz.
Todos nós cremos que o evangelho da água e do Espírito cumprido pelo verdadeiro Deus, Jesus Cristo, é o único evangelho verdadeiro. Entretanto, esses falsos crentes são pecadores que crêem mais em meia Verdade do que no verdadeiro Deus, Jesus Cristo, que veio a essa terra e levou sobre Si os pecados da humanidade ao ser batizado por João, foi à Cruz e suportou toda a condenação do pecado ao derramar Seu sangue. A fé deles está posta em doutrinas falsas, sem fundamento, e criadas por homens da sua própria denominação. E como resultado disso, eles não podem ter os pecados do seu coração e da sua consciência purificados por mais que eles tentem limpá-los com suas orações de arrependimento. Por isso, eles não têm como evitar de ter sua consciência enganada o tempo todo.
Mesmo assim eles continuam enganando todo mundo dizendo: “Não tem porque insistirmos com esse evangelho da água e do Espírito. Olha a passagem de Romanos 10:13. Está escrito: ‘Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.’ Vá com calma! Creia apenas no sangue do Senhor. Isso é suficiente!” Todas essas palavras são para enganar os justos. Essas são palavras enganadoras que podem cegar por algum tempo a fé absoluta daqueles que crêem no divino Jesus Cristo como seu Salvador, assim como a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Nós temos que entender que a declaração de Paulo na passagem de Romanos 10:13 citada acima só pode ser eficaz para os crentes quando é confessada tendo sua fé no verdadeiro evangelho. Em outras palavras, foi sobre a verdadeira fé no evangelho da água e do Espírito que Paulo pregou: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.”
Porque todos nós cremos em Jesus Cristo, nosso Deus, e no evangelho da água e do Espírito que Ele nos deu, nós seguimos nosso Senhor todos os dias pela fé. Esse tipo de fé nos dá força e esperança, e nos capacita a seguir a Verdade da salvação. Nossa carne é simplesmente incapaz de nunca cometer nenhum pecado. Mas porque queremos seguir a Jesus Cristo, nosso Salvador, pela fé, nós temos que negar e abandonar nossos pensamentos carnais e segui-Lo pela nossa fé na verdade do evangelho da água e do Espírito. A fraqueza da nossa carne pode até nos atrapalhar, mas todo dia nós devemos negar nossos próprios pensamentos e viver crendo nesse verdadeiro evangelho.
Agora, nós temos que viver como novas criaturas crendo que todos nós morremos com Cristo e ressuscitamos com Ele dentro desse verdadeiro evangelho. Porque o nosso velho eu foi batizado com Cristo, e porque quando Ele derramou Seu sangue nós também morremos com Ele pela fé, agora a passagem maravilhosa de Gálatas 2:20 se cumpre em nós: “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.” Todas essas bênçãos só podem ser possíveis quando nós temos fé no batismo e no sangue derramado, porque se nós não tivéssemos sido batizados com Cristo, nós não poderíamos então nos revestir de Cristo (Gálatas 3:27).
Apesar disso, há muitas pessoas que não podem entender a verdade do evangelho da água e do Espírito com seus pensamentos carnais, e são essas pessoas que estão tentando enganar os justos. Foi por isso que o Senhor disse aos justos: “Filhinhos, ninguém vos engane” (1 João 3:7). E o Senhor nosso Deus continua: “Quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Quem comete pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio” (1 João 3:7-8).
Nós somos as pessoas que foram salvas de todos os seus pecados crendo que Jesus Cristo é Deus e o Filho de Deus, e que Ele nos livrou de todos os pecados do mundo ao vir a nós pela água, pelo sangue, e pelo Espírito. Essa é a fé correta (1 João 5:3-9). Nós nos tornamos, em outras palavras, aqueles que servem ao evangelho da água e do Espírito, anunciam esse evangelho, e por vontade própria vivem para esse evangelho como seus servos.
Quando Jesus foi batizado por João, Ele disse: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15). É por isso que nós cremos que Jesus Cristo, através do batismo que Ele recebeu de João Batista, do Seu sangue derramado e da Sua morte na Cruz, e da Sua ressurreição, de uma só vez cumpriu toda a justiça de Deus por nós. A única maneira apropriada de cumprir a justiça de Deus foi Jesus ter sido batizado por João Batista. Foi por isso que nosso Salvador Jesus Cristo foi batizado por João Batista no rio Jordão (Mateus 3:15). É claro que uma série dos Seus atos de justiça (Romanos 5:18) foi realizada através da Sua morte na Cruz e da Sua ressurreição. No entanto, nós temos que entender que o Seu batismo juntamente com o Seu sangue derramado são os elementos indispensáveis da Sua salvação.
Agora, porque cremos nesse Jesus Cristo que veio pelo evangelho da água e do Espírito, nós estamos vivendo uma vida abençoada na presença de Deus. E é natural que tenhamos o desejo em nossa mente de servi-Lo com dedicação. Mesmo que as pessoas deste mundo não reconheçam o nosso sacrifício mas apenas nos ignorem, nós temos que lembrar da passagem das Escrituras que estamos vendo aqui que diz: “Quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo” (1 João 3:7). Foi porque nós recebemos a remissão dos nossos pecados de uma vez por todas crendo no batismo e no sangue derramando de Jesus Cristo, nosso Deus, que pudemos nos tornar justos, e por fazermos as boas obras de Deus, nós também pudemos nos tornar instrumentos da justiça de Deus.
Jesus Cristo, nosso Deus, caminha agora ao lado daqueles que crêem nesse verdadeiro evangelho da água e do Espírito, e os abençoa e os protege onde quer que eles estejam. Agora, nós precisamos prosseguir para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus (Filipenses 3:14). Nós não podemos deixar que Satanás nos engane, e para que isso não aconteça, nós temos que crer no verdadeiro evangelho que nos capacita a servi-lo de todo o coração e a repreender e vencer esse engano.
Meus amados e santos irmãos, quantos vezes nós somos de fato enganados pelos mentirosos? Por causa da nossa carne, podemos ser enganados facilmente, e na verdade muitas vezes nós queremos saciar a nossa carne. É esse ou não o seu caso? É um fato que nós às vezes queremos saciar nossa carne, e também queremos uma vida de paz e prosperidade.
Já que tudo isso é verdade, nós poderíamos realmente deixar de lado a boa obra de Deus e viver para o conforto da nossa carne? Assim como disse Deus: “O justo viverá pela fé” (Romanos 1:17), é por praticar a justiça que todos os justos podem ter paz no coração e viver segundo a vontade de Deus. Como nosso Senhor disse: “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma” (3 João 1:2), é quando levamos uma vida espiritual que podemos realmente prosperar ainda mais. Sendo assim, nós lutamos pelo prêmio que está preparado para nós nos Céus e no Reino Milenial, e por esse motivo, em tudo nos dominamos (1 Coríntios 9:25). É claro que nós temos que cuidar um pouco da nossa carne. Mas depois de nos satisfazermos um pouco, temos que correr para anunciar o evangelho de Deus. Nós temos que correr sempre assim até o dia que nosso Senhor nos permitir. Nós não podemos abandonar essa corrida. A maldição de Deus virá sobre aqueles que deixarem essa corrida. Assim como os corredores de uma maratona, quando estão com sede durante a corrida, vão pegando as garrafas d’água que são distribuídas ao longo do percurso, as bebem, jogam na sua cabeça, e depois jogam fora as garrafas, enquanto estão ainda correndo, todos nós temos que correr nossa corrida da fé assim. Porque se nós desistirmos da nossa corrida da fé que visa pregar o evangelho, o Dia do Senhor estará mais longe do que imaginamos.
Na verdade, se alguém realmente crê no evangelho da água e do Espírito, ele não pode viver uma vida fácil para satisfazer a sua carne. Ao contrário, ele deve levar uma vida exemplar. O povo de Deus não pode ser relaxado, porque se eles não servirem à justiça de Deus, eles na mesma hora acabarão servindo somente a sua carne, isto é, pecando.
Meus amados irmãos, vocês se sentem bem quando vocês cometem um pecado carnal? Não, na verdade vocês se sentem muito mal. Porque Deus nos salvou de todos os pecados do mundo através da justiça de Jesus Cristo, e porque nós cremos nessa Verdade, nós temos o Espírito Santo habitando em nosso coração. Por causa disso, nossa alma também se sente mal quando não praticamos a justiça de Deus. Nosso Senhor é o nosso Deus santo, e porque nosso Senhor não se agrada quando seguimos a nossa carne é que nós nos sentimos mal. Porque o verdadeiro Deus, Jesus Cristo, é o nosso Senhor, nós nos sentimos bem quando anunciamos o verdadeiro evangelho fielmente como Seus servos, mas quando não fazemos isso, nos sentimos mal. Conforme os justos continuam a viver nessa terra, quando eles fazem boas obras é que eles se alegram realmente.
Por isso, não há nada de errado quando eu exorto vocês a viver para o evangelho da água e do Espírito agora que vocês receberam a remissão dos seus pecados. Se vocês ainda não foram salvos de todos os seus pecados através da justiça de Deus, então vocês certamente continuarão pecando, mas se vocês de fato foram remidos dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, então é justo que vocês vivam para o evangelho do Senhor.
Assim como as crianças podem se alegrar com quase tudo, aqueles que vivem para anunciar o evangelho de Deus também podem sorrir para quase tudo. Isso porque o coração dos justos se alegra porque eles estão vivendo para a justiça de Deus. Se seus líderes levam você constantemente a servir ao Senhor, você tem que saber que eles estão fazendo um ótimo trabalho em guiá-los! Isso é trazer a você a verdadeira felicidade. Você tem que entender e crer que aquele que mais faz as obras de justiça é que traz mais felicidade a você.
Os justos que crêem no evangelho da água e do Espírito sabem muito bem que a verdadeira felicidade não é nunca alcançada pela satisfação carnal. Se os justos podem alcançar a verdadeira felicidade dessa forma, satisfazendo a sua carne, nós devemos fazer o mesmo então. Porém para os justos, prosperar somente na carne não é a maneira correta de se alcançar a felicidade. Toda a satisfação da carne é apenas efêmera, e quando você planeja e faz boas obras, e encara de frente o desafio, é que dos Céus vem a verdadeira satisfação para o seu espírito.
 
  
Que Tipo de Pecado Aqueles que não Crêem em Jesus Cristo como Deus Cometem Contra Ele?
  
Aqueles que não crêem na Palavra do evangelho da água e do Espírito não pertencem a Deus?
Não, eles não pertencem. Os crentes apenas no sangue da Cruz de fato não crêem no verdadeiro Deus, Jesus Cristo, como seu Salvador, porque não crêem no verdadeiro evangelho.
 
1 João 3:8 diz: “Quem comete pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio.” Quem comete pecado contra Deus? Aquele que pertence ao diabo. Aqueles que não crêem no evangelho da água e do Espírito, em outras palavras, pertencem ao diabo.
Qual é esse pecado que é cometido contra Deus? É o pecado de não crer na Palavra de Deus do evangelho da água e do Espírito. Isso é pecar contra Deus. Ele é o Deus perfeito que não foi criado nem instruído por ninguém. Ele é perfeito, totalmente bom, e nunca faz o mal.
Mas a Bíblia nos diz que o diabo pecou desde o princípio. Em Gênesis 2 e 3, nós vemos que Satanás enganou Adão e Eva, que foram criados à imagem e semelhança de Deus. Visto que Deus disse a eles: “pois no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gênesis 2:17), Satanás os enganou dizendo: “certamente não morrereis” (Gênesis 3:4). Cegando seu entendimento desta maneira, Satanás fez com que eles não confiassem em Deus, para somente sofrerem com a morte no final. Assim, o diabo pecou desde o princípio.
Nos nossos dias também, as pessoas tentam nos enganar dizendo: “Está tudo bem se você crer apenas no sangue da Cruz.” O mundo inteiro caiu na enganação do diabo, e como resultado disso, os cristãos, até mesmo aqueles que confessam crer em Jesus, estão de fato pecando contra Deus por não crerem no batismo de Jesus mas somente no sangue da Cruz.
Quantas igrejas com uma Cruz no topo marcam a paisagem dessa terra, no campo ou na cidade? Embora vemos tantas cruzes ao nosso redor, aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito são em número extremamente pequeno diante de Deus. As pessoas no mundo seriam mais felizes se houvessem mais pessoas justas nele? Pense nisso. Elas não gostam dos crentes no evangelho da água e do Espírito. Isso porque o diabo é o seu senhor. Como é que o diabo pode gostar de alguém que tem o tipo de fé que agrada a Deus? Até mesmo aqueles que pertencem ao diabo gostam do que fazem os justos, filhos de Deus.
Não importa de onde eles sejam, eles são hostis com os justos que servem ao evangelho da água e do Espírito. É muito comum vê-los se dedicando ao legalismo religioso, assim como fez Paulo quando era Saulo. Mas sempre que eles encontram alguém que crê no evangelho da água e do Espírito eles se unem a eles e rejeitam os justos e o verdadeiro evangelho em que os justos crêem. Nós vemos que até mesmo aqueles que confessam crer em Jesus como seu Salvador se sentem nitidamente aborrecidos na hora que nós falamos do evangelho da água e do Espírito para eles. Isso porque eles não conhecem a verdadeira salvação da água e do Espírito.
  
 
Por que Jesus Cristo, nosso Deus, Se Manifestou?
  
Por que razão o Filho de Deus veio a essa terra?
Jesus veio para destruir as obras do diabo.
 
1 João 3:8 diz: “Para isto o filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo.” Jesus Cristo veio a essa terra, foi batizado por João, e derramou Seu sangue na Cruz para destruir as obras do diabo. Quando o diabo levou a humanidade ao pecado e à destruição, Jesus veio para erradicar o que o diabo tinha feito à humanidade. Jesus Cristo veio para desfazer completamente as obras de Satanás da face dessa terra, e nos capacitou a entrar na glória do Reino de Deus ao nos salvar de todos os pecados do mundo. Na verdade, ao ser batizado e ao derramar Seu sangue, Jesus Cristo completou essa obra.
Quem é o Filho de Deus na Bíblia? É Jesus Cristo nosso Deus. Você crê que esse Jesus Cristo é o seu verdadeiro Salvador? Você crê que Ele é Deus, e que Ele foi batizado por João e derramou Seu sangue para apagar todos os seus pecados? Como foi que Ele eliminou nossos pecados? Ele fez com que eles desaparecessem com o evangelho da água e do Espírito. Qual é o evangelho que o Apóstolo João pregou desde o início? Não é nenhum outro senão esse evangelho da água, do sangue, e do Espírito.
Algumas pessoas pensam: “O que Jesus fez foi expulsar demônios, e foi para libertar os endemoninhados dos demônios e para destruí-los que Jesus veio.” Mas isso não é verdade. Simplesmente expulsar demônios, em si mesmo, não significa grande coisa; é, de fato, inútil. Ninguém pode evitar de estar sob o domínio dos espíritos malignos a não ser que receba a remissão de todos os seus pecados (Efésios 2:1-2). Portanto, se alguém quer realmente ficar livre dos espíritos malignos, ele deve primeiro receber o Espírito Santo ao nascer de novo.
Quando o evangelho da água e do Espírito é pregado a eles, e eles passam a crer que Jesus Cristo é Deus e que Ele os salvou ao ser batizado, derramando Seu sangue e morrendo na Cruz, e ressuscitando dos mortos – aí então é que o Espírito Santo passa a habitar em seu coração na mesma hora, e seus demônios são expulsos de uma vez por todas para nunca mais volta à sua alma.
Ao contrário, quando os cristãos expulsam os demônios em nome de Jesus Cristo, isso não significa que a pessoa é liberta de uma vez por todas desses demônios. Isso geralmente é apenas um show, onde os demônios saem e voltam depois com mais sete demônios piores do que ele (Lucas 11:24-26). Então, o último estado desse homem é pior do que o primeiro. Por não entender bem isso, as pessoas fazem todo tipo de coisa para expulsar os demônios, impondo as suas mãos sobre os endemoninhados e orando fervorosamente. Mas apesar de tudo isso, os endemoninhados só continuam sendo atormentados.
Você acha que um endemoninhado está sempre agindo como um louco? Eles na verdade são normais a maior parte do tempo. Mas eles ainda estão presos na armadilha de Satanás, porque há pecado em seu coração, e por causa disso, eles se tornaram servos de Satanás. Tudo isso porque eles não crêem no evangelho da água e do Espírito.
Mas mesmo assim, quando eles encontram pessoas como nós que crêem no evangelho da água e do Espírito, eles passam a entender que o seu sofrimento é por causa dos seus pecados, e que todos esses pecados foram passados ao corpo de Jesus Cristo com Seu batismo, e os demônios que os atormentam são imediatamente expulsos no momento em que eles recebem a remissão dos seus pecados. É assim que esses demônios são completamente expulsos e para sempre.
Portanto, nós temos que entender que o Filho de Deus veio destruir as obras de Satanás com a verdadeira Palavra da água e do Espírito. Nós devemos orar por essas pessoas que não crêem no evangelho da água e do Espírito, e devemos ensinar a elas esse evangelho. Todo aquele que se tornou justo por crer no evangelho da água e do Espírito pode orar pelos pecadores e pregar esse verdadeiro evangelho para eles.
O Apóstolo João nos revelou que até mesmo no período da Igreja Primitiva, havia muitos não-crentes que estavam na Igreja de Deus onde ele pastoreava, e que eles acabaram deixando-a. Está escrito em 1 João 2:19: “Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos. Pois se tivessem sido dos nossos, teriam ficado conosco; mas isso é para que se manifeste que nenhum deles é dos nossos.” Aqueles que saíram fizeram isso porque sua fé era diferente da dos justos.
Onde mais podemos nós, a não ser na Igreja de Deus que crê no evangelho da água e do Espírito, colocar em ordem nossa vida para vivermos pela fé. Os justos podem viver uma vida de fé fora da Igreja de Deus? Não, eles não podem. João nos diz aqui que até mesmo nos dias da Igreja Primitiva, havia muitos inimigos de Jesus dentro da Igreja, e que essas pessoas também formaram seu próprio grupo e acabaram deixando a Igreja.
Nós precisamos pensar sobre isso de novo, estar em alerta, e orar pela salvação das almas. E se nossa fé é realmente a fé apropriada que crê no evangelho da água e do Espírito, então nós precisamos também prosseguir na corrida da fé fazendo boas obras. Se de alguma forma fomos enganados, nós agora precisamos renovar nosso coração meditando no evangelho da água e do Espírito mais uma vez, ficar atentos daqui em diante, e restabelecer nossa fé com firmeza fazendo parte da Igreja de Deus. Essa é a única forma de mantermos nossa vida espiritual equilibrada e saudável. Não há outro caminho além desse de servir ao evangelho da água e do Espírito é o caminho abençoado.
Não importa como recebemos a remissão dos nossos pecados e como nascemos de novo, e não importa como lemos a Palavra de Deus e alcançamos conhecimento nela, se nós não tivermos comunhão com os santos e com os servos de Deus, não podemos dar bons frutos.
Jesus Cristo, como nosso Rei, nos salvou, reina sobre nós como Rei, e como Rei assumiu a responsabilidade pela nossa felicidade. Ele é o Rei absoluto de todos nós que cremos nEle. Ele é o Rei eterno. É quando nosso Rei está feliz que nós somos felizes também, e é quando Ele está triste que estamos tristes também. Ele está nos dizendo para vivermos colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Ele está dizendo a você que tenha fé nesse maravilhoso evangelho, para que seu fim seja lindo, e para você dar belos frutos enquanto você está vivendo neste mundo.
Eu agradeço ao Deus Triuno pela Verdade de que Jesus veio até nós, nos livrou de todos os nossos pecados, e se tornou nosso verdadeiro Pastor. Aleluia!