The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 1-15] (Gênesis 1:20-23) Tenha Seu Coração em Deus

(Gênesis 1:20-23)
“E disse Deus: Produzam as águas enxames de seres viventes, e voem as aves acima da terra, no firmamento do céu. Assim Deus criou as grandes criaturas do mar, e todos os seres viventes que se arrastam, os quais povoavam as águas, conforme as suas espécies, e todas as aves que voam, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas dos mares, e multipliquem as aves na terra. E houve tarde e manhã - o quinto dia”.
 
 
Deus disse para as aves do céu voarem acima da terra, no firmamento do céu, e para as criaturas do mar e as aves serem frutíferas e multiplicarem. Isso significa que os justos devem viver pela fé e dar abundantes frutos espirituais. Sendo assim, os justos naturalmente têm que crer em Deus, na Sua Igreja e que Deus os guia através dela. Eles devem ter fé que triunfarão tanto física quanto espiritualmente quando vierem a entender e crer que pregar o evangelho da água e do Espírito é a vontade de Deus.
Melhor dizendo, os justos devem ter seu coração em Deus. Nós temos que ter nossa mente em Deus e viver em obediência segundo a Sua vontade. Temos que viver colocando nossa fé em Deus. Deus disse que os peixes se multiplicassem na água. Deus nos disse que nossa decisão deveria ser viver pela fé, e a razão pela qual Ele disse isso é porque devemos viver segundo a Sua vontade.
 
 
Nosso Coração Tem que Ser Aprovado por Deus
 
No Antigo Testamento, o capítulo 11 de Levítico especifica os tipos de aves e peixes que são puros e impuros. Dentre eles, a garça aparece comumente como uma ave impura. As garças geralmente ficam em águas rasas, esperando o peixe passar. Elas ficam tão imóveis que parece que estão empalhadas. Mas quando o peixe passa perto delas, elas o pegam na mesma hora. A Bíblia diz que estes animais são impuros. Espiritualmente falando, estes animais são como os servos de Satanás.
Apesar de a Palavra de Deus separar aves e peixes em dois grupos, um puro e outro impuro, nós não podemos interpretar isso literalmente na nossa vida em termos carnais. Nós temos que entender bem que foi para nos ensinar certas verdades que Deus separou as aves em puras e impuras.
Deus também separou os peixes em puros e impuros, e os que têm escamas e podem ser comidos. O que não tinham escamas nem barbatanas eram proibidos. No que diz respeito à nossa vida de fé, isso significa que devemos rejeitar uma vida sem fé e confiar somente em Deus. Nós sabemos que se formos procurar algum peixe sem escamas no mar, nós encontraremos enguias e carpas. Os peixes sem escamas e barbatanas referem-se aos cristãos que não têm uma vida de fé.
Hoje em dia, muitos rios estão poluídos, mas antes, quando os rios eram limpos, eu costumava fazer um piquenique com meus alunos da escola de missões. Quando eu pastoreava uma nova igreja numa pequena cidade, quando não tínhamos muito para comer, nós sempre íamos pescar alguns peixes no rio com redes. Nós íamos para o rio e arrastávamos a rede para pegar alguns peixes como carpas, lampreias e enguias. Lampreias e carpas geralmente se alimentam de pequenos peixes, e por isso elas sempre se concentram onde há muitos deles.
Deus nos disse para comermos peixes que têm escamas e barbatanas, não os que não têm. Peixes sem escamas não vivem onde há correntes fortes. Por outro lado, peixes com escamas e barbatanas podem nadar em qualquer lugar, até mesmo onde há correntes fortes. Peixes com escamas podem nadar contra a corrente.
Como sabemos, os salmões têm um instinto migratório. Eles nadam corrente acima arriscando sua vida e lutando contra todo tipo de obstáculos para voltar ao seu lugar de origem e desovar ali. Um peixe com escamas pode viver onde quiser.
Peixes sem escamas, por outro lado, não podem nadar contra a corrente. Peixes assim têm muita dificuldade de nadar para um lugar melhor. Eles mesmos não nadam muito. Eles passam sua vida inteira onde nasceram, desovando e morrendo no mesmo lugar.
Para fazer uma analogia espiritual, podemos dizer que nós os justos somos como os peixes com escamas. Entretanto, para que vivamos para o Senhor, a primeira coisa que temos a fazer é termos nosso coração em Deus. Esta é a nossa fé: nós cremos que o evangelho da água e do Espírito é a única Verdade; nós fomos salvos crendo no evangelho da água e do Espírito; nós fazemos parte do povo de Deus; nós temos que viver para o evangelho daqui por diante; portanto, a Igreja de Deus é nossa. A Igreja de Deus é o nosso lar agora. Quando Jacó adormeceu e repousou sua cabeça sobre uma pedra, ele viu os anjos de Deus descendo e subindo por uma escada, e confessou: “Esta é a casa de Deus”. Do mesmo modo, temos que confessar que a Igreja de Deus é a nossa casa agora.
Já que fomos salvos dos nossos pecados, nós agora temos que ir para a Igreja de Deus e fazer parte dela. Contudo, alguns de nós ainda não foram libertos, enquanto outros foram. Entre os cristãos nascidos de novo, os que se decidiram por Deus agora pertencem a Ele, e todos nós somos justamente aqueles que agora pertencem a Jesus Cristo e guardam essa fé.
Pessoas como nós confessam sua fé dizendo: “Todos nós somos povo de Deus. Todos nós fazemos parte deste povo. O povo de Deus na Igreja é o Seu próprio povo. Trabalhar aqui na Igreja de Deus para nós é o mesmo que servir ao Senhor”. Essa é a decisão que devemos tomar em nosso coração.
Os justos, em outras palavras, não podem ficar de um lado para o outro como o morcego na fábula de Esopo, dizendo que é um rato durante o dia e um pássaro à noite. O morcego não é muito querido pelos pássaros nem pelos outros animais. Então, ele vive em cavernas escuras. Enquanto os outros pássaros se dão muito bem, o morcego vive sozinho isolado deles.
Aqueles que não se decidiram por Deus não somente são rejeitados por Ele, mas também são rejeitados pelas pessoas do mundo. Nosso coração tem que se submeter à vontade de Deus e obedecê-la. O desejo do nosso coração deve ser viver para a justiça de Deus. Nós temos que tomar uma decisão no nosso coração e dizer: “Como servo de Deus, eu não vou mais viver para este mundo, somente para a justiça de Deus”. Em outras palavras, primeiro nosso coração tem que crer na justiça de Deus, segui-la e obedecê-la.
O apóstolo Paulo tinha essa firmeza de coração. Foi por isso que Ele declarou: “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gálatas 2:20).
Sendo assim, para que honremos a Cristo ao longo da nossa vida, devemos decidir viver para Ele. Deus não abençoa quem não decide viver para Sua justiça. Deus só trabalha no coração que crê na Sua justiça e vive por ela. Deus está com as pessoas de fé que crêem na Sua Palavra. Ele se agrada daqueles cujo coração está Nele. E são estas pessoas que Deus ajuda. Ele fortalece seu coração e abre seus olhos espirituais, e ao fazer isso, Ele as capacita para fazer Sua obra.
Por outro lado, Deus não abençoa aqueles que ainda não tomaram essa decisão. Estes que ainda não se decidiram por Deus continuam pensando se vão ou não fazer a Sua obra.
Nós só poderemos viver para a justiça de Deus se crermos que servir ao evangelho da água e do Espírito é o que o justo pode fazer de mais correto em sua vida. Mas para que tomemos a decisão de pregar o evangelho da água e do Espírito, temos que ter a certeza no coração de que viveremos somente para a justiça de Deus. Melhor dizendo, não podemos ficar em dúvida pensando: “Eu vou pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo agora, mas se algo der errado eu volto para o mundo”. Aqueles cujo coração não está no Senhor não devem esperar receber muito Dele. A Bíblia diz assim na epístola de Tiago: “Peça-a, porém, com fé, não duvidando, porque aquele que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa; homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos” (Tiago 1:6-8).
Nós temos que tomar a decisão de viver para Deus o tempo todo, e viver pelo evangelho da água e do Espírito a qualquer custo. Quando decidimos fazer a vontade de Deus é que Ele trabalha na nossa vida então. Se nosso coração não estiver em Deus, é muito provável que estaremos na Igreja um dia e no mundo outro dia. Em outras palavras, quando nós não tomamos uma decisão firme, nós ficamos de um lado para o outro.
Quando a Alemanha foi dividia em Alemanha Ocidental e Alemanha Oriental, espiões foram enviados para os dois países e se tornaram espiões duplos. Estes espiões davam informações para ambos os lados. E enquanto tudo isso durou eles se deram muito bem, pois ganhavam dos dois lados. Mas a Alemanha voltou a ser uma só, e as pessoas mais odiadas na Alemanha unificada eram os espiões duplos. Aqueles que traíram seu país só por causa da sua ganância acabaram sendo caçados, levados a julgamento e punidos. Por outro lado, os espiões que atuaram somente para um lado, para a Alemanha Ocidental ou para a Alemanha Oriental, foram todos perdoados por suas atividades. Eles receberam imunidade porque fizeram tudo aquilo devido às circunstâncias na Alemanha dividida, em prol do governo a que serviam. No entanto, os espiões duplos foram levados a julgamento. Estes espiões duplos eram odiados pelo povo tanto da Alemanha Ocidental quanto da Oriental. Até agora, mais de uma década depois da reunificação, os espiões duplos ainda estão sendo caçados e condenados.
Já que isso acontece no mundo, como é importante então nós tomarmos uma firme decisão! Como é que pode eu e você que servimos ao Reino de Deus ficarmos de um lado para o outro, um dia no mundo e o outro no Reino de Deus? Se nós fizermos isso, com certeza seremos odiados e rejeitados pelos dois lados. Nós temos que tomar uma firme decisão pelo Reino de Deus e pelo Seu evangelho. Decidir seguir pelo caminho correto é uma decisão que todos nós temos que tomar. Isso não cabe a Deus. Deus não nos força a fazer algo contra nossa vontade. Os justos também sofrem às vezes, mas alguns deles sofrem merecidamente porque não fazem a vontade de Deus.
Amados irmãos, tenham seu coração em Deus. E sua mente também deve estar Nele. Embora façamos parte da Igreja de Deus agora, alguns não têm seu coração Nele e por isso jamais poderão viver corretamente na Sua presença. São estes que causam muitos problemas a Deus. E quando fazemos a obra com eles, raramente conseguimos realizar alguma coisa. Eles pulam fora quando é difícil seguir ao Senhor e só O seguem quando está tudo bem. Este é um coração justo para Deus? Ao termos nossa mente em Deus, temos que marchar sobre todas as adversidades pela fé. E já que somos povo de Deus e de todo modo fazemos parte do exército do Seu Reino, nós temos que confiar Nele, ver os problemas da Sua Igreja como se fossem nossos problemas, pedir Sua ajuda e fazer Sua obra com todas as nossas forças. Todavia, aqueles que não têm sua mente em Deus sempre passam para o lado das pessoas do mundo quando enfrentam dificuldades para fazer a Sua obra.
Se quisermos viver como soldados espirituais na Igreja de Deus agora e ir para a escola de missões com este objetivo, nossa mente está em Deus então. E se você já tinha sua mente Nele antes de ir para lá, isso é melhor ainda; contudo, se você não tinha sua mente Nele antes de ir para lá, comece a mudá-la agora e coloque seu coração em Deus o mais rápido possível.
Deus sabe se nosso coração está Nele ou não. Aqueles que não têm seu coração em Deus nem percebem quando Ele está ajudando-os. E eles nem tem fé em Deus. A guerra espiritual que estamos lutando só pode ser travada se nós soubermos bem quem é nosso inimigo. O inimigo tem que ser passado a fio de espada e conquistado. Agora, se você acha que pode lutar dos dois lados, como podemos vencer esta guerra espiritual então? É isso que temos que decidir em nosso coração: “Eu faço parte do povo de Deus, eu pertenço a Cristo e sou Seu soldado. Eu vivo para o Reino de Deus e para o Seu povo”. Vamos todos tomar essa decisão em nosso coração então.
 
 
Nós Somos o Exército Chamado por Deus
 
Na Coréia do Sul, as forças armadas são compostas por jovens que prestam o serviço militar. Do mesmo modo, Deus também nos chamou a fim de nos alistamos como soldados espirituais do Seu Reino. E aqueles que são soldados devem seguir Aquele que os chamou, ou seja, nosso Senhor, a fim de defender e expandir Seu Reino (2 Timóteo 2:4). Não há lugar para indecisos aqui; se nós não tivermos absoluta certeza disso, acabaremos morrendo espiritualmente.
Já que estamos numa guerra espiritual, como poderemos vencer se os outros soldados se esconderem ou fugirem? O inimigo nos pouparia? Só há uma escolha: nos rendermos ao inimigo ou o derrotarmos pela fé e triunfarmos sobre ele. Para que não nos rendamos ao inimigo, temos que conquistá-lo. Nós temos que conquistar a vitória espiritual pelo poder da nossa fé. Mas para fazermos isso, nosso coração deve estar totalmente em Deus.
Quanto a mim, eu já coloquei meu coração inteiramente no Senhor. Eu já tomei a decisão por Deus há muito tempo, antes mesmo de preparar vocês. Assim que eu encontrei o Senhor através do evangelho da água e do Espírito, eu entreguei meu coração a Deus e decidi passar o resto da minha vida fazendo a Sua obra.
Aqueles que receberam a remissão dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito são valiosos para Deus, mas não é assim que Deus vê aqueles que ainda não nasceram de novo. Quando os crentes no evangelho da água e do Espírito erram, Ele diz: “Não tem problema. Todo ser humano é assim”, mas Ele não tem paciência com aqueles que não são Seu povo.
A identidade da nossa fé deve ser bem clara. O povo de Israel considerava todos que não faziam parte do seu povo, os gentios, um pouco acima dos animais. Você sabe a razão disso? Porque os israelitas pensavam que eram o povo escolhido de Deus. E até hoje eles estão em luta com os palestinos. Porém, ambos são descendentes do mesmo pai na fé, ou seja, Abraão. Abraão primeiro teve Ismael de Hagar e depois Isaque segundo a promessa de Deus. Um filho nasceu da promessa de Deus, e o outro nasceu do relacionamento de Abraão com uma serva.
Assim, Deus separou de modo bem claro aqueles que são espiritualmente Seus filhos e os que não são. Deus fez daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito Seus filhos, e rejeitou os que não crêem neste evangelho não considerando-os Seus filhos. Se não pudermos distinguir o povo de Deus dos que não são, e se não tivermos nossa mente no Reino de Deus, como então poderemos vencer essa guerra espiritual? Como podermos cumpriu o ministério de pregar o evangelho da água e do Espírito? Nós só poderemos libertar os outros do pecado se soubermos a quem realmente pertencemos. Caso contrário, como poderemos fazer isso?
Meus amados irmãos, se vocês por acaso ainda não têm seu coração em Deus, eu aconselho que vocês façam isso agora. Tomem a decisão correta em seu coração e busquem viver para edificar o Reino de Deus. Deus os abençoará e terá prazer de usá-los então. Quando vocês decidem viver para o Senhor é que Deus se agrada de vocês e os abençoa. Deus não trabalha com aqueles que ainda não se decidiram. Você pode fazer a obra de Deus se Ele não trabalhar com você? Não, claro que não.
Nós temos que nos decidir. Nós temos que viver para o Reino de Deus que, afinal de contas, é o nosso próprio Reino. Ao invés de só pensarmos em nós mesmos, temos que viver por este Reino e para que as pessoas façam parte dele também. Amados irmãos, vocês já se decidiram? Se já, vocês já estão a meio caminho do seu treinamento. Tudo que vocês têm a fazer no restante do seu treinamento é continuar aprendendo pela fé, fazendo parte da Igreja. Quando nosso coração está seguro, a carne tem que segui-lo.
Antes de tudo, seu coração deve estar decidido a viver pela fé. Foi por isso que Deus separou as aves puras das impuras, os peixes puros dos impuros. Os peixes com escamas e barbatanas podem nadar contra a corrente. Em outras palavras, aqueles que se decidiram têm o tipo de vida que o Senhor deseja para eles. Eles vão sempre contra a corrente e contra o mundo. Eles não fazem apenas o que diz respeito a eles, mas tudo que fazem é para o Senhor. Eles vivem pela fé, mesmo ela sendo pequena. Se alguém não se decidiu ainda, ele não pode fazer a obra de Deus, mas alguém que já se decidiu pode fazer a obra pela fé como um soldado de Deus. Era isso que Deus queria dizer com a obra da criação no quinto dia.
Você crê que Deus criou este universo? Você crê que Deus criou todas as formas de vida, cada uma segundo sua espécie? É claro que Ele criou. Deus de fato criou as aves segundo a sua espécie, assim como Ele criou os peixes segundo a sua espécie também. A teoria da evolução cegou os olhos das pessoas e, como resultado, muitas delas não entendem o que Deus fez segundo a Verdade; porém, aqueles cujos olhos estão abertos podem entender claramente que Deus criou o universo e tudo que nele há. Ele fez tudo conforme a sua espécie.
Amados irmãos, vocês crêem que esta que está pregando o evangelho da água e do Espírito é a Igreja de Deus? Vocês crêem que este é o Reino de Deus? Ninguém mais além de vocês é que são os obreiros de Deus; são vocês que se alistaram no Seu exército. Cada um de nós tem que tomar sua própria decisão. Nossa vida é mudada segundo a decisão que tomamos em Deus. O que fazemos pode até parecer igual por fora, mas a obra que aqueles que se decidiram pelo Senhor fazem é muito diferente.
Aqueles que se decidiram trabalham para Deus. Por outro lado, aqueles que não se decidiram vivem para si mesmos. Já que fazemos a obra de Deus, nós sempre encontramos muitos que por fora parecem estar fazendo a obra de Deus, mas que na verdade estão fazendo algo para si mesmos.
O Senhor fala do evangelho da água e do Espírito na Bíblia e deseja que este evangelho seja pregado. Todavia, vemos que alguns não estão realmente interessados no evangelho de Deus, mas decidiram buscar glória para si mesmos. Estes ainda não receberam a remissão dos seus pecados, pois eles decidiram não aceitar o evangelho da Verdade. Em outras palavras, seu coração não está em Deus. O líder de uma missão evangélica se gabou comigo uma vez dizendo que os alunos da sua escola de missões passavam quatro anos estudando. Então, eu perguntei a ele: “O que vocês ensinam para eles nestes quatro anos?” E sua resposta foi que tudo era ensinado, de técnicas de oratória até boas maneiras. Aquele homem é um falso mestre.
Os pastores têm que pastorear segundo a vontade de Deus. Muitos na verdade não sabem nada, nem mesmo um versículo da Palavra de Deus, até mesmo depois de se formarem em um seminário teológico. O que eles aprendem no seminário então? Eles aprendem uma matéria acadêmica chamada teologia, isto é, eles aprendem o que pensam vários teólogos.
Ao contrário destes seminários, os alunos da nossa escola de missões estão aprendendo cada versículo da extraordinária Palavra da Verdade. Muitos estudam teologia por si mesmos, fundam igrejas por si mesmos, tudo isso porque eles não têm seu coração em Deus. Por isso, se você não tiver seu coração em Deus, você acabará como estes falsos profetas, vivendo só para si mesmo no final.
“Eu confio na Igreja de Deus e faço parte dela. É aqui que eu prego o evangelho da água e do Espírito e, portanto, se o povo de Deus morrer eu também morrerei, e se ele prosperar eu também prosperarei. Unindo todas as minhas forças pela fé, eu vou pregar o evangelho da água e do Espírito minha vida toda, até o dia da volta do Senhor”.
É assim que meu coração está em Deus. “Aqueles que congregam aqui são meus irmãos. Aqui está o meu Reino. O Reino do Senhor é o meu Reino. Fazer prosperar o Reino de Deus é o mesmo que fazer prosperar meu Reino”. O lugar a que pertenço e meu dever estão muito bem definidos para mim.
Moisés fez a obra como servo do Reino de Deus, mas Jesus Cristo veio a essa terra e aqui fez a obra como o Senhor. Jesus veio como o Senhor para salvar Seu povo. Apesar de Moisés ter pregado sobre a vontade de Deus, quando Jesus Cristo veio a essa terra, Ele foi batizado por João Batista por todos nós e levou sobre Si todos os pecados do Seu povo, morreu por ele, ressuscitou dos mortos, e assim o salvou. Nós temos que viver para o Reino de Deus entendendo muito bem que ele pertence a nós. E viver assim é ter uma vida diferente daqueles que ainda não se decidiram por Deus.
Sempre que meus pastores se abrem comigo dizendo como as lutas têm sido difíceis, eu pergunto a eles: “Sim, todos vocês estão lutando muito, mas o que podemos fazer já que toda essa luta é para o Senhor? Já que não estamos lutando para nós mesmos, mas para o Reino do Senhor, tudo isso não vale a pena? Sendo assim, por mais que vocês estejam passando por um momento difícil, vocês têm que se dedicar à obra de Deus. Tudo que importa é a obra de Deus; o que mais nós podemos esperar? Vocês dizem que são muito limitados e que é difícil demais seguir ao Senhor. Mas Jesus Cristo nos separou como Seus instrumentos porque somos boas pessoas aprovadas pelo mundo?”
Amados irmãos, Jesus Cristo preferiria usar Confúcio ou Sócrates ao invés de usar a mim? Por favor, pense bem nisso da maneira que você crê em seu coração. Se você fosse Jesus Cristo quem você usaria, Confúcio ou eu? Você usaria alguém que crê de coração no que você o instruiu. Você usaria alguém que O tem como Senhor e somente obedece à Sua vontade, sem se importar se seu ego será ferido.
Se Jesus Cristo dissesse algo para Confúcio ou Sócrates, eles diriam: “Senhor, Tu não deverias dizer isso”, já que suas idéias eram todas pré-concebidas. Melhor dizendo, alguém fica de um lado para o outro porque ainda não se decidiu, ficando do lado das pessoas às vezes e do lado de Jesus outras vezes. Um professor que ensina a ética e a moral não pode ser usado como obreiro do Reino de Jesus.
Aqueles que estão aptos a ser usados por Jesus Cristo como Seus instrumentos são os que entre os crentes no evangelho da água e do Espírito se decidiram por Deus. Só aqueles que se decidiram totalmente por Deus é que estão aptos a ser usados por Ele. E mesmo que alguém queira fazer a obra de Jesus Cristo como nós, Deus não o usará como Seu obreiro. Deus usa aqueles que se humilham perante Ele e primeiro buscam fazer a Obra do Senhor. Nosso Senhor usa aqueles que Ele pode usar a todo momento.
Se Jesus estivesse aqui, o que Ele diria aos que se opõem ao evangelho? Ele não diria: “Seus inúteis, raça de víboras, Eu amaldiçôo todos vocês?” Portanto, todos nós também temos que combater os inimigos de Deus, ao passo que devemos usar de compaixão com os miseráveis que precisam de nós. Quando nos tornamos servos de Deus isso significa que nosso coração está ligado ao Dele. Nosso coração tem que estar decidido.
Deus disse referindo-se a Davi: “Ele é um homem segundo o meu coração”. Davi acabou com o exercito filisteu como o Senhor havia ordenado. Por outro lado, Saul não obedeceu à ordem de Deus por completo, já que ele poupou os filisteus e separou o melhor gado dos espólios para oferecer como oferta queimada ao Senhor, tudo isso segundo sua própria vontade. Mas Davi obedeceu totalmente à vontade de Deus. Quando Deus dizia a ele para matar todos os inimigos na batalha, Davi matava todos eles. Ele os exterminava. Sempre que Davi tinha que matar, ele matava tudo, até os animais.
Davi sucedeu Saul e se tornou o rei de Israel. Mas estes dois homens eram muito diferentes espiritualmente. Saul era um belo homem fisicamente, admirado pelo povo de Israel por causa dos seus atributos físicos, mas, ao contrário de Davi, seu coração não honrava a Deus e ele não se preocupa com a vida espiritual do Seu povo. Salomão, filho de Davi, não tinha seu coração em Deus também, e por isso tomou como concubinas muitas princesas dos reinos vizinhos. Quando os reis das nações vizinhas apresentava suas filhas para Salomão, dizendo: “Vossa majestade, esta é minha filha”, Ele dizia: “Sua filha é muito bonita”, e a tomava como sua concubina. Ele fazia isso porque seu coração não estava em Deus.
As mulheres deste mundo, ou seja, as mulheres que ainda não nasceram de novo, são como serpentes. Elas destroem os justos. Você já deve ter lido em Juizes como Sansão caiu com Dalila. É por isso que a Bíblia chama de “prostitutas” mulheres como essas. Então, quando princesas gentias eram apresentadas a Salomão, ele deveria dizer isso: “Por que você trouxe essas mulheres aqui? Elas são muito feias. Elas parecem prostitutas imundas, estragaram meu apetite. Leve-as embora daqui”. Se ele tivesse feito isso, os outros reis não trariam suas filhas para ele. Deus rejeitou Salomão por ele ter casado com mulheres gentias. Além disso, por seu coração não estar em Deus, ele se casou com quem ele quis por causa do seu desejo carnal. Como resultado, ele acabou morrendo espiritualmente.
É por isso que a Bíblia diz que Salomão “Tinha setecentas mulheres princesas, e trezentas concubinas. E suas mulheres lhe perverteram o seu coração” (1 Reis 11:3). Por causa disso, ele veio a confessar mais tarde: “Vaidade de vaidades, tudo é vaidade!” (Eclesiastes 2:1). Salomão morreu depois de ter essa vida de decepção e com seu filho o Reino de Israel foi dividido em dois, e aí começou o seu declínio.
Não importa que façamos, temos que ter nosso coração em Deus. Você entende o quanto isso é importante? Nosso coração tem que pertencer a Deus. Temos que crer de coração que Deus é o nosso Deus, que Sua Igreja é a nossa Igreja, e que Seu povo é o nosso povo. Eu aconselho a todos vocês a crer nisso de coração.
Todos os valores e padrões de julgamento que tivemos até agora têm que ser mudados. Nós temos que “nos vestir do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou” (Colossenses 3:10). Até mesmo em casa eu digo para o meu filho: “Apesar de você ser meu filho carnal, na Igreja você é igual a todo o povo de Deus. A única diferença é que você é meu filho carnal; além disso, espiritualmente não há nada de diferente. Não há nenhuma diferença. Vamos deixar isso bem claro”. E, espiritualmente falando, eu o trato como os outros santos. A princípio isso pareceu muito duro para o meu filho, mas ele acabou concordando, já que ele também tem o Espírito Santo em seu coração.
Eu já vi uma organização missionária sendo dirigida num sistema familiar, com seus membros ocupando os cargos mais importantes. Assim, o líder tinha todo o controle e dominava os ministros da sua organização. Pessoas como estas não servem ao Reino de Deus, mas estão tentando reconstruir as muralhas de Jericó para sua própria glória. A essas pessoas, Deus avisou: “Maldito diante do Senhor seja o homem que se levantar e reedificar esta cidade de Jericó: Com a perda do seu primogênito a fundará, e com a perda do seu filho mais novo lhe colocará as portas” (Josué 6:26).
Nós não fazemos isso. Meu filho não tem absolutamente nenhum privilégio na Igreja. O que eu espero é que ele sirva ao Senhor como qualquer um do povo de Deus, o mesmo que eu espero dos outros. Ele vai perecer se não fizer isso. E eu faço isso porque o amo. Só assim ele crescerá na fé e ficará firme nela. Já que eu cuido do meu filho no que se refere às coisas carnais, o que tem que ficar bem claro eu deixo bem claro. E eu tenho essa autoridade porque meu coração está no Senhor. Nós temos que ter nosso coração no Senhor, crer em Jesus Cristo e na Palavra, lutar pela fé e edificar o Reino de Deus pela fé.
Meus amados irmãos, eu aconselho todos vocês a ter seu coração em Deus. Se tivermos sempre nosso coração em Deus, nós viveremos pela fé, como as aves que voam no céu e como os peixes com escamas, nós poderemos fazer a obra de Deus com o coração alegre.
Quando colocamos nosso coração em Deus, nós podemos nos defender e triunfar pela fé. Quando cremos em Deus nós podemos salvar do pecado a alma dos pecadores.