The New Life Mission

Sermões

Assunto 14: A Primeira Epístola de JOÃO

[Capítulo 4-2] (1 João 4:7-13) Como Nós Devemos Viver Daqui por Diante?

(1 João 4:7-13)
“Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor é de Deus. Quem é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em que Deus enviou o seu Filho unigênito ao mundo, para que por meio dele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou, e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; mas se amarmos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é aperfeiçoado o seu amor. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós: por ele nos ter dado do seu Espírito.”
 
 
O Espírito Santo Habita no Coração Daqueles que Crêem no Evangelho da Água e do Espírito
 
Nós agora estamos anunciando o verdadeiro evangelho no mundo inteiro. Sem perder um segundo de nossas vidas, nós queremos nos dedicar a testemunhar do evangelho da água e do Espírito.
Todos sabem que o Apóstolo João é chamado de ‘o Apóstolo do amor.’ Isso porque o Apóstolo João não apenas sabia, mas também cria em Jesus Cristo que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Ele foi um dos quatro discípulos mais íntimos de Jesus, mas também foi chamado de filho do trovão por causa da sua personalidade impaciente. Mesmo assim, o Apóstolo João foi um verdadeiro crente que creu na Verdade do evangelho da água e do Espírito (1 João 5:7-9).
Nós temos em nosso coração a mesma fé e o mesmo Espírito que o Apóstolo João tinha. E por esse motivo, nós nos sentimos felizes em prover o alimento espiritual da Palavra do evangelho da água e do Espírito às almas famintas em todo o mundo. Nós somos ainda mais gratos a Deus porque o Espírito Santo de Deus em nossos corações nos capacita a realizar essa preciosa tarefa.
1 João 4:13 declara: “Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós: por ele nos ter dado do seu Espírito.” O Deus Espírito Santo habita no coração daqueles que receberam a remissão de pecados. Você recebeu a remissão dos seus pecados crendo na Verdade do evangelho da água e do Espírito em seu coração? Se você recebeu, o Espírito santo habita em seu coração. Essa é a verdade imutável. O Espírito Santo está com aqueles que receberam a remissão de pecados em seu coração crendo no evangelho da água e do Espírito. E como conseqüência, os nascidos de novo, que crêem na Verdade do evangelho da água e do Espírito, podem fielmente fazer a obra de Deus.
Assim como Jesus começou a pregar o evangelho depois de ter sido tentando 40 dias no deserto e ter sido levado para lá pelo Espírito Santo, o mesmo Espírito Santo que está no coração dos santos está guiando-os e capacitando-os para que eles possam anunciar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Se alguém crê que recebeu a remissão de pecados através da Verdade do evangelho da água e do Espírito, ele conhece muito bem o Espírito Santo que habita em seu coração. Sendo assim, nós temos que nos dedicar para anunciar o evangelho da água e do Espírito para que aquelas almas que ainda precisam da remissão de pecados possam nascer de novo.
Aqueles que têm o Espírito Santo em seu coração crêem que Deus está vivo, e que Ele nos salvou de todos os pecados deste mundo. Cada crente no evangelho da água e do Espírito dá testemunho do Deus vivo através de sua vida. Não há outra coisa a fazer a não ser testemunhar do amor de Deus àqueles que crêem na Verdade do evangelho da água e do Espírito que salva. Já que o Espírito Santo habita em seus corações, eles trabalham pela salvação das almas que ainda não foram salvas.
Nós nos tornamos justos crendo no evangelho da água e do Espírito. Como é a vida de um justo santificado então? Se nós, os justos, nos recusarmos a pregar o evangelho da água e do Espírito, nós estaríamos traindo o amor do nosso Senhor. Se um justo não quer viver para a justiça de Deus, ele será tratado como o sal que perdeu o seu sabor. A Bíblia diz que esse sal não serve para mais nada senão para ser lançado fora e ser pisado pelos homens (Mateus 5:13).
 
 
O Apóstolo João nos Adverte para que Vivamos nossas Vidas Amando Uns aos Outros
 
O Apóstolo João diz: “Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor é de Deus. Quem é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor” (1 João 4:7-8).
Deus é o próprio amor, e nós que fomos abençoados com a fé no evangelho da água e do Espírito somos aqueles que possuem o amor da Sua Verdade. E é adequado que amemos as almas dos outros através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Os filhos de Deus que são revestidos do Seu amor devem salvar aqueles que ainda lutam contra os seus pecados no lamaçal da morte.
Nós começamos a conhecer a Deus por crer e reconhecer o amor de Deus que é revelado por meio do evangelho da água e do Espírito. A palavra ‘verdadeiro amor’ é realmente a mais apropriada para descrever a Deus. Deus é o nosso Salvador, santo e misericordioso e todo poderoso. Nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito não apenas para nos encontrarmos com Deus, mas também para recebermos a remissão de pecados em nosso coração. E crendo na Verdade do evangelho da água e do Espírito, nós nos tornamos filhos de Deus e recebemos o dom do Espírito Santo.
A prova da presença do Espírito Santo em nosso coração é o esforço que fazemos na obra de salvação dos outros. Nós temos que viver com o propósito de libertar do pecado todas as almas perdidas do mundo. Na verdade, nós estamos vivendo a vida de Jesus porque temos o Seu amor em nosso coração. É possível cumprirmos este propósito divino porque o Espírito Santo habita em nosso coração eternamente.
Se o Espírito Santo não habitasse em nosso coração, nós seriamos incapazes de fazer a obra de Deus. As pessoas em sua essência são seres que possuem 100% de genes egoístas. Por isso, as pessoas não têm como evitar de levar uma vida egoísta. Nós só podemos fazer a obra de Deus porque o amor de Deus está em nosso coração pelo evangelho da água e do Espírito. O Espírito Santo de Deus está vivo em nosso coração junto com o evangelho da água e do Espírito, nos ajudando a participar da obra de salvação de Deus.
O dever primordial dos cristãos que possuem o Espírito Santo é pregar o evangelho da água e do Espírito. Essa foi a obra comissionada aos justos. Se um cristão se esquecer da sua tarefa divina e viver somente para si mesmo, ele não se tornará nada. Se uma pessoa não tem amor pelos outros depois de receber a remissão de pecados, essa pessoa não pode ser um filho de Deus. Pelo fato do Espírito Santo habitar no coração dos justos, eles não têm como não participar do ministério da salvação de Deus por causa do Seu amor por todos.
Todos nós passamos a viver uma vida espiritual com o Espírito Santo e por meio da Verdade do evangelho da água e do Espírito.
Se você não tiver a misericórdia de Deus em seu coração, você ainda não tem o Espírito Santo em seu coração também. Apesar da sua fé no evangelho da água e do Espírito, você será como o sal insípido, se você viver somente para os seus desejos carnais. Nós temos que cumprir o nosso dever cristão de pregar o evangelho da água e do Espírito em todo o mundo.
É por isso que nós temos que refletir sobre como iremos viver. Especialmente porque estamos vivendo os tempos do fim, onde por se multiplicar a iniqüidade, o amor de quase todos está se esfriando (Mateus 24:12), e por isso devemos reconhecer que eles estão perecendo sem ter ouvido o evangelho da água e do Espírito. Justamente agora, nós temos que participar da obra de salvação das outras almas através do evangelho da água e do Espírito. Se nós não formos levados pelo Espírito Santo a participar do ministério da salvação dos outros, nós acabaremos agindo como os homens malignos que buscam apenas os prazeres da sua própria carne, e como conseqüência, nós nos tornaremos inúteis para a Igreja de Deus e para o mundo também.
Uma coisa que nós temos que lembrar é que devemos discernir qual é a nossa condição e a nossa função nessa vida. Nós estamos trabalhando para a salvação dos outros, ou estamos matando sua alma. Por outro lado, como nós podemos fazer mais a obra de Deus? Nós devemos fazer mais a obra de Deus através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Como Apocalipse 6:2 nos mostra, nós estamos saindo com nosso Comandante Jesus Cristo para vencer o inimigo mais e mais. A razão da nossa habilidade para fazer a obra de Deus está no coração bondoso de Deus que nos deu o evangelho da água e do Espírito. Existe alguém entre nós que ainda tem pecado em seu coração? Essa pessoa tem que reexaminar a si mesmo bem a fundo e comprometer sua fé novamente com o evangelho da água e do Espírito. Mas nós primeiro temos que ter certeza se fomos completamente libertos de todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito. Somente então nós poderemos participar da obra de Deus para salvar as outras pessoas.
Se uma pessoa continua imatura em sua fé mesmo depois de ter sido purificada de todos os seus pecados, essa pessoa está propensa a viver somente para si. Esse tipo de pessoa vai continuar sendo um cristão imaturo. Contudo, conforme sua fé cresce, ele passa a entender naturalmente que participar da obra de salvação de Deus é uma grande alegria. Além disso, ele sente um certo nível de satisfação quando se compromete com a obra de salvação de outras pessoas. Quando vivemos num estado de fé imatura, as alegrias são momentâneas e muitas são as adversidades. Por outro lado, ao passo que nossa fé no evangelho da água e do Espírito cresce, nós nos tornamos muito mais alegres por causa da nossa participação na obra de salvação de Deus. Nesse ponto, nós sentimos o vazio e as inquietações da vida se por algum momento paramos de fazer a obra de salvação de Deus.
Meus amados irmãos, vocês poderiam perguntar onde está dizendo isso na Bíblia. E eu lhes responderia, Deus já falou a nós através da Sua Palavra: “Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor é de Deus. Quem é nascido de Deus e conhece a Deus” (1 João 4:7).
Isto é, aquele que ama conhece a Deus e é nascido de Deus. Aquele que pode amar os outros possui uma fé madura.
Meus amigos, vocês acreditariam se eu dissesse que mais de dez mil pessoas morreram na Europa nesse verão por causa do calor? Mas é verdade. A CNN mostrou que quase vinte mil pessoas morreram por causa disso. O tempo anormal matou muitas pessoas assim.
O Senhor disse: “Ouvireis de guerra e rumores de guerras, mas cuidado para não vos alarmardes. Tais coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim” (Mateus 24:6). Sendo assim, nós estamos vivendo os tempos do fim e não temos mais o luxo de poder esperar. Por isso, é imprescindível que reconheçamos como devemos viver como justos. Nós temos que viver para as obras de justiça de Deus, sendo guiados pelo Espírito Santo através dos nossos antecessores que estão espiritualmente a nossa frente na Igreja de Deus.
Você tem que decidir no seu coração se você vai viver uma vida para a salvação dos outros ou para a morte deles. Você terá uma chance de viver de uma maneira justa sendo guiado pelo Senhor, só se você determinar em seu coração que viverá para as obras de justiça de Deus. Se nós não vivermos com o propósito de fazer as obras de justiça de Deus, nosso tempo se acabará, fluindo como a corrente de um rio. Então, nós temos que usar nosso tempo com sabedoria, buscando oportunidades para pregar o evangelho da água e do Espírito. Nós temos que ter em mente a passagem das Escrituras que diz: “Portanto, vede prudentemente como andeis, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus” (Efésios 5:15-16). Se nós falhamos em fazer isso, nós viveremos uma vida de arrependimento e acabaremos sendo usado por Satanás, o diabo, perdendo a fé da nossa alma.
Meus santos e amados irmãos, embora eu seja uma pessoa com muitas falhas, eu ainda tenho em meu coração uma paixão pela salvação dos outros. Pelo fato de nós termos em nosso coração o evangelho da água e do Espírito, podemos colocar em prática a misericórdia do amor de Deus. Nós podemos viver uma vida vitoriosa porque o amor apaixonado de Deus já está incluído no evangelho da água e do Espírito, no qual nós cremos.
 
 
Nós Temos que Cuidar Uns dos Outros
 
Em 1 João 4:12 podemos ler: “Ninguém jamais viu a Deus; mas se amarmos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é aperfeiçoado o seu amor.”
Você já viu Deus alguma vez? Ninguém jamais viu a Deus com seus olhos humanos. Contudo, temos que conhecer a Deus através de Jesus Cristo, e do Seu amor que foi escrito em nossos corações. A passagem das Escrituras aqui diz que se nós amarmos uns aos outros, Deus está em nós e Seu amor foi aperfeiçoado em nós.
Deus purificou todos os nossos pecados quando éramos ainda pecadores por meio do evangelho da água e do Espírito. Depois disso Deus nos fez Seu povo santo e nos adotou como Seus filhos. Ao invés de nos condenar à morte, Deus nos deu uma nova vida. Esse é o amor de Deus. Pelo fato de termos recebido uma nova vida através do amor de Deus, nós também podemos participar da Sua obra de salvar os outros. A Igreja de Deus se tornou o lugar onde esses crentes habitam.
Eu quero te dizer que você e eu devemos ser fiéis ao nosso papel na obra de Deus. Homens e mulheres casados participam fielmente servindo ao evangelho. Moças e mulheres em Cristo estão servindo ao Senhor com o mesmo propósito. Até mesmo os adolescentes, meninos e meninas na Igreja de Deus, estão fazendo sua parte na obra de salvação dos outros. Nossas falhas humanas não têm importância quando fazemos a obra de Deus. Uma vez que completamos a tarefa que Deus nos deu, Ele nos dá outra tarefa para salvarmos outras almas. Nós nos alegramos enquanto realizamos fielmente uma nova tarefa.
Se nós nos comprometemos com a obra da salvação dos outros, por que Deus não cuidaria das nossas falhas humanas? Isso não acontece por que Ele já nos salvou? Deus não se importa com as nossas falhas.
Por isso, um santo que nasceu de novo a pouco tempo deve respeitar os irmãos em Cristo espiritualmente mais maduros. Às vezes, as pessoas se tornam rebeldes quando são reavivadas e alimentadas com a Palavra de Deus. As crianças freqüentemente desobedecem seus pais, ignorando tudo aquilo que seus pais fizeram por elas. Para que não venhamos a desrespeitar nosso líder espiritual, nós devemos entender o quanto Deus nos amou através deles. Se nós trabalharmos para o evangelho da água e do Espírito de forma correta, nós entenderemos o quanto nossos líderes e nossos antecessores na Igreja de Deus foram tolerantes conosco. Quando entendermos quanto amor nós recebemos de Deus, nós seremos capazes de transmitir esse amor aos outros também.
Assim como nosso Senhor não levou em conta nossa força física nem nossa piedade em Sua decisão de nos salvar, nós temos que viver pela fé. Assim como nosso Senhor olhou para o centro do nosso coração, temos que viver pela fé em nosso coração e na nossa carne. Nós freqüentemente observamos nossos irmãos na Igreja de Deus tentando viver fielmente pela causa do evangelho. Se uma pessoa está vivendo com o propósito de pregar o evangelho, nós temos que suportar as falhas humanas dessa pessoa. A Bíblia nos diz: “O amor cobre todas as transgressões” (Provérbios 10:12). O Apóstolo Pedro também nos exortou: “Tende, antes de tudo, ardente amor uns para com os outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados” (1 Pedro 4:8). Não existe medo no amor de Deus.
Uma pessoa que se compromete em salvar a alma dos outros não olha para as falhas de ninguém e concentra todo o seu esforço no seu objetivo. Se nós estamos realmente vivendo para Deus, nós agiremos assim. No entanto, nós geralmente vivemos de uma maneira diferente porque nossa fé é imatura. Por esse motivo, nós temos que aprender com a fé daqueles que estão espiritualmente a nossa frente.
Você e eu estamos servindo uns aos outros assim como estamos tentando salvar almas. O que o Senhor diz a respeito disso? Ele diz que os que vieram primeiro devem servir aos que vieram por último. Só porque nós estamos servindo a um rebanho de ovelhas ainda imaturo, isso significa que temos que literalmente lavar seus pés e seus rostos e alimentá-lo? Claro que, se estivéssemos servindo a crianças, nós teríamos que fazer isso. Contudo, conforme eles crescem e aos poucos alcançam maturidade espiritual, temos que abraçá-los, guiá-los, e orar por eles nos esforçando para ensiná-los a verdade a fim de que eles cresçam espiritualmente. Talvez nós tenhamos até que ajudá-los em seus problemas mais difíceis, mas temos também que deixá-los resolver problemas menores por conta própria.
Nós temos que ser decididos, comprometendo nosso coração a viver pela fé. Nossos antepassados na fé sofreram para que nós pudéssemos levar uma vida de fidelidade como cristãos neste dias decadentes.
Mesmo os imaturos na fé ainda servem a Deus de alguma forma, mas eles precisam ter a mesma fé dos seus antecessores que estão trabalhando na salvação dos outros. O que eles precisam ter não são os atributos físicos dos seus antecessores, mas o seu coração, que está inclinado a servir a Deus. Nós temos que aprender a dar valor aos outros ao invés de olharmos para as suas fraquezas: “Essa pessoa tem mesmo uma mente valiosa. Ela está trabalhando pela salvação dos outros, mesmo tendo tais e tais defeitos. Ela está fazendo a obra de Deus com todo o vigor e de todo o coração!”
Nós vamos perder muito, se lutarmos uns com os outros. Podemos até chegar a ponto de matar uma pessoa totalmente. Você quer chegar a ponto de matar uma pessoa? Se nós não quisermos ser usados em propósitos malignos, devemos viver para a salvação dos outros. Já que está escrito que “Deus é amor”, por causa desse amor dentro de nós, somos capazes de fazer a obra para salvar os outros. Fazer a vontade de Deus é trabalhar para a salvação dos outros.
Aqueles que nasceram de novo pela fé no evangelho da água e do Espírito vivem pelo simples propósito de levar salvação aos não-salvos. Nós devemos nos dedicar a viver uma vida justa a fim de que nosso propósito de vida vá de encontro à vontade de Deus. Às vezes nós nos desviamos por causa dos maus pensamentos que nos encoraja a viver pelo nosso próprio esforço. Por isso, se nos desviarmos, não dedicaremos nosso coração a seguir a vontade de Deus. Aqueles que estão firmemente determinados a seguir a vontade de Deus podem voltar atrás facilmente quando descobrem que estão vivendo com um propósito maligno para satisfazer apenas seus desejos egoístas.
Qualquer um que se encontra em falta deve confessar o seu erro com sinceridade e se apegar ao evangelho da água e do Espírito. Não espere somente por mudanças emocionais na sua vida cristã. A vida espiritual de alguém não consiste apenas de uma preocupação narcisista que o faz irromper em lágrimas. Quando derramamos lágrimas, nós temos um alívio temporário do nosso stress. Entretanto, chorar causa o efeito colateral de fazer com que alguém se sinta aliviado com uma mera limpeza emocional, o que certamente pode ser bom para o seu bem-estar psicológico. O bem-estar psicológico de alguém se torna inútil quando aqueles que são emotivos aprendem lições espirituais essenciais. Essas pessoas estão desperdiçando suas vidas por não reconhecerem o propósito primordial delas.
Como Deus é o Deus de amor, os justos devem viver para a salvação dos outros. Assim como você já agiu corretamente no passado, você deve continuar a boa obra nesse propósito. E não é diferente para os que nasceram de novo recentemente.
Não há muitos que nasceram de novo recentemente na nossa igreja. Já se passou pelo menos um ano desde que todos vocês vieram a nossa igreja e ouviram e creram no evangelho, não foi? Se sua experiência na igreja tem menos de um ano, com razão podemos pensar que vocês estão se comportando dessa maneira porque vocês não conhecem uma maneira melhor. Então, é hora de vocês viverem para a salvação dos outros. Desde a nossa juventude nós temos que viver com o propósito de glorificar a Deus. Assim, Deus os abençoará e os guardará. Deus também irá derramar Sua sabedoria sobre vocês, fortalecendo-os no corpo e no espírito. Ele vai ajudá-los e protegê-los.
Todavia, se vocês estiverem preocupados só com vocês mesmos e não com a salvação das outras almas, nada além de maldição e morte esperam por vocês. Egoísmo sem amor é o mesmo que a morte.
Meus amados e santos irmãos, nosso ministério de literatura cristã é de fato a obra de salvação das outras almas. Meu coração simpatiza muito com tudo que o Apóstolo João escreveu. O que eu estou tentando te dizer é que nosso coração, que está cheio do Espírito Santo, é semelhante ao coração de Jesus, que está cheio do amor de Deus que nos deu uma nova vida. O Espírito Santo habita no coração dos irmãos nascidos de novo. De modo simples, nós temos que decidir se vamos viver para os nossos propósitos humanos que matam a alma dos outros, ou para o propósito de Deus de salvar as outras almas. Eu escolho viver para o último. Todos nós temos que escolher viver para a segunda opção. No entanto, já que nosso coração se abala facilmente, devemos firmar nossa mente e nos apegar ao evangelho sempre que nosso coração balançar.
Meus amados e santos irmãos, vocês já viram uma pessoa que têm vivido em favor dos outros? Algumas têm vivido para os outros sem nem mesmo conhecer o evangelho. Nós também ouvimos falar de pessoas que doaram suas economias de uma vida inteira como bolsas de estudo para alunos. Nós ouvimos histórias de senhoras que venderam bolo de arroz e sementes de feijão e doaram todas as suas economias com esse propósito. É um amor maravilhoso que faz com que pessoas doem para a sociedade suas economias de uma vida inteira. Algumas pessoas doam as economias de toda a sua vida para ajudar os pobres. Embora elas não tenham recebido a remissão de pecados, eu admiro sua alma. Embora elas não tenham servido com fé no evangelho da água e do Espírito, seu coração está no lugar certo servindo as pessoas.
Se mesmo aqueles que ainda não nasceram de novo dedicam suas vidas a servir os outros, como é que nós que recebemos a remissão de pecados devemos viver nossas vidas? Não devemos viver corretamente pondo nossa fé em Jesus Cristo? O Espírito Santo habita em nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito. Porque o Espírito Santo habita em nosso coração, é mais do que certo vivermos para fazer a boa obra de Deus. O Espírito Santo se alegra quando vivemos para a salvação das outras almas.
Eu não estou acusando vocês de não ter um espírito nobre. O que eu estou dizendo, então, é que nós devemos viver com o propósito de amar uns aos outros. Se virmos que alguém está morrendo, nós temos que ajudá-lo a viver, e não matá-lo ao invés disso. Vocês entenderam? Nós temos que fazer a obra de dar a vida.
Nossos antepassados espirituais falharam. Os cristãos que nasceram de novo recentemente falharam também. Na verdade, não há uma simples pessoa que não tenha falhas. Contudo, nós devemos lembrar que foi nosso Senhor que nos deu a salvação. Como foi que Ele salvou as nossas almas? Ele fez isso com o poder do evangelho da água e do Espírito. Ele se tornou a propiciação pela nossa salvação. Esse foi o amor de Deus.
Assim como nosso Senhor fez por nós, nós temos que viver uma vida que doe vida aos nossos irmãos, e as outras almas. Não devemos nós viver por esse propósito? É assim que podemos manter nosso coração limpo. As palavras de justiça não causam feridas emocionais porque elas estão baseadas não no ódio, mas no amor. Eu posso dividir meu coração sem hesitar quando eu me encontro com meus cooperadores. Isso só é possível porque nós nos conhecemos muito bem e confiamos uns nos outros.
Meus amados e santos irmãos, a Bíblia diz que o amor cobre uma multidão de pecados (1 Pedro 4:8). Se nós cremos no amor do nosso Senhor, então todas as nossas falhas estão cobertas. Nós temos que cobrir as nossas falhas com Seu amor, e as partes preciosas do nosso coração devem ser reveladas no serviço do evangelho. Nós temos que viver com o propósito de anunciar o amor de Deus.
Eu amo todos vocês no Senhor, nesses dias em que a volta do Senhor está próxima e o mundo está mudando a largos passos. Nós não devemos discriminar nossos irmãos; amando alguns e odiando outros. Nós devemos amar a todos no Senhor. Nós ajudaríamos os outros se nós fôssemos deste mundo? É difícil encontrar alguém entre as pessoas deste mundo que dê alguma coisa sem esperar nada em troca.
Sinceramente, como é que estamos vivendo pelas almas das outras pessoas? Nós vivemos nossa vida dedicando tudo que nos é dado com o propósito que o Senhor acha correto. Nós não devemos desistir da nossa fé, já que nós lutamos tanto para manter nossa fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito. O Senhor disse que nós devemos amar ainda mais fervorosamente uns aos outros já que o tempo do fim está cada vez mais iminente. Já que o amor pertence a Deus, é certo que amamos uns aos outros. Está escrito em 1 João 2:10: “Aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum tropeço.” Se nós não conhecemos o amor de Deus, nós não podemos amar uns aos outros.
Eu quero pedir algo a vocês. Amem e confortem seus irmãos em Cristo. Façam assim uns com os outros. Nós temos não somente que nos dedicar a obra da salvação daqueles que ainda não receberam a remissão de pecados, mas também a obra de encorajar aqueles que já vieram para a Igreja de Deus. Nós temos que levar reconciliação onde há disputas segundo nossa fé no amor de Deus que está revelado no evangelho da água e do Espírito. Em tudo, nós temos que fazer a obra de levar a vida ao invés de matar a alma dos outros.
Eu sou grato a Deus porque há muitas almas que nasceram de novo pelo evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Entretanto, não é uma tarefa fácil alimentar suas almas. Mesmo assim, nós estamos empenhados em alimentar a alma dos que são ainda imaturos. Nós temos que responder às necessidades daqueles que recentemente nasceram de novo, nutrindo-os com o alimento espiritual da Palavra da verdade. Quando fazemos isso, nós, os seus antecessores, em troca somos fortalecidos. Nós nos tornamos pessoas de fé quando nos dedicamos a anunciar o evangelho de todo o coração. A verdadeira fé não pode crescer em nós, a não ser que sirvamos fielmente ao evangelho da água e do Espírito.
Assim como o Senhor nos serviu e se sacrificou por nós por causa do Seu amor, nós temos que nos dedicar para sermos usados na obra de salvação das outras almas. Nossa mente deve estar determinada a dizer: “Senhor, permita que eu viva para a obra de salvar os outros. Senhor meu Deus, por favor, me abençoe.” Viver uma vida assim é o nosso destino.
Há alguém entre nós que fica se gabando da justiça da sua carne depois de ter nascido de novo? Nós nunca devemos fazer uma coisa dessas. Todos nós não nos esforçamos para servir ao Senhor? Nós ainda temos que viver o restante dos nossos dias para a salvação dos outros. Nós não teremos um propósito verdadeiro na nossa vida a não ser que vivamos para a salvação dos outros. Só há duas opções em nossa vida: salvar as outras almas ou matá-las. Nós teremos uma vida sem arrependimento, se escolhermos viver para os outros. Se vivermos dando graças a Jesus Cristo que nos deu o evangelho da água e do Espírito, nós não vamos nos arrepender até o fim da nossa vida.
Ter sabedoria é uma necessidade quando tentamos salvar as outras almas. Os santos não são alimentados simplesmente quando concordamos com tudo que eles fazem. O que precisa ser repreendido tem que ser repreendido. Contudo, nada deve ser lavado adiante desnecessariamente.
Quando nós passamos a reconhecer nossas maldades e pecados, tudo que precisamos fazer é nos arrependermos e abandoná-los na nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Nós podemos fazer a obra de Deus fielmente na nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
Graças sejam dadas a Deus.