The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 2-2] (Gênesis 2:1-3) O Sábado Diz Respeito à Bênção de Deus Ter Apagado Todos os Nossos Pecados

(Gênesis 2:1-3)
“Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. Havendo Deus acabado no sétimo dia a obra que fizera, descansou nesse dia de toda a obra que tinha feito. E abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou, porque nele descansou de toda a obra de criação que fizera”.
 
 
Deus criou o universo e tudo que nele há em seis dias. No sétimo dia, Ele descansou depois de completar toda a obra da criação. Deus abençoou e santificou este dia, o sétimo dia. A passagem bíblica deste capítulo está falando sobre o sétimo dia da criação. Após terminar Sua obra, Deus descansou no sétimo dia. Dizem que este dia não faz parte dos dias da criação, mas foi separado como o dia de Deus.
Deus criou o homem à Sua imagem para adotá-lo como Seu filho. O fato de Deus ter criado o homem à Sua imagem se refere à salvação de Jesus Cristo. Deus realizou a salvação nos completando em Jesus Cristo. E o fato de Deus ter descansado no sétimo dia significa que Ele terminou a obra da salvação. Como então Ele completou toda a obra da salvação?
Se formos adiante e lermos o capítulo três de Gênesis, nós veremos que Satanás tentou Eva para que ela pecasse. Mas nós podemos ver que Deus livrou Adão e Eva cobrindo-os com vestes de peles. Embora Satanás, o anjo caído, tenha feito Adão, o primeiro homem, cair em pecado, Deus o livrou de um modo perfeito em Cristo. Foi por essa razão que Deus pôde descansar. Isso nos mostra que Ele descansou porque tinha acabado de nos tornar sem pecado. Mas se isso não tivesse acontecido, Deus não poderia descansar. Deus já não apagou todos os nossos pecados? É claro que sim. Ele realizou esta obra com perfeição. Deus permitiu que o homem fosse tentado por Satanás. Como conseqüência, ele caiu em pecado e pecou por causa de Satanás. Todavia, Deus livrou a nós que caímos em pecado e nos elevou a posição de Seus próprios filhos.
Deus tirou o sábado para descansar no sétimo dia. Existem muitas passagens na bíblia que falam do sábado. A bíblia nos diz que nós temos que descansar no sábado e não devemos trabalhar neste dia, que seremos abençoados se guardarmos o sábado. Ela nos diz também que todos que violarem o sábado intencionalmente terão que morrer. A lei do sábado é um dos Dez Mandamentos. É por este motivo que o Pentateuco fala freqüentemente do sábado. Além disso, profetas como Isaías, Jeremias e Ezequiel deram grande importância ao sábado e repreenderam os israelitas por não o guardarem. Sendo assim, temos que entender que Deus não somente instituiu o sábado, mas também deu a ele um grande sentido espiritual.
Nós somos a própria criação de Deus. O pecado só entrou no homem depois que Satanás injetou seu veneno nos nossos ancestrais, Adão e Eva. Romanos 5:12 diz: “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram” (Romanos 5:12). Nós nos tornamos pecadores sem queremos porque nascemos como descendentes do decaído Adão. É por isso que não podemos evitar o juízo de Deus. Entretanto, Deus apagou todos os nossos pecados e deu o verdadeiro descanso à nossa alma. Por isso, o sábado significa que Deus nos deu a remissão dos nossos pecados. Aqueles que não receberam a remissão de pecados não podem desfrutar do sábado.
Qual o significado espiritual do sábado? Por que Deus descansou no sétimo dia e o santificou? O sétimo dia significa o próprio dia de Deus. Do primeiro ao quinto dia, Deus criou o universo e tudo que nele há. No sexto dia, Ele criou o homem. Os números têm um significado específico na bíblia. O número 4 significa provações, o 5 a graça de Deus e o 6 o homem. O número da besta é 666, que na verdade é o número do homem e nos mostra que aparecerá um homem que se fará passar por Deus (Apocalipse 13:18). O 7 é o número de Deus. Deus nos abençoou, santificou e nos deu descanso. Ele mesmo descansou no sétimo dia, após acabar toda a obra da criação em seis dias.
Deus descansou e santificou o sétimo dia, mas isso não se refere a um dia específico da semana. Isso nos mostra que Deus santificou o homem libertando-o de todos os seus pecados e deu a bênção de se tornar Seu filho. Deus nos vestiu com Sua graça e nos deu o eterno Reino dos Céus. Ele nos deu o sábado para que aprendêssemos isso: “Eu dei a vocês muitas bênçãos. Eu tornei vocês sem pecado. Eu santifiquei vocês. Eu dei a vocês o eterno Reino dos Céus”. Para nos ensinar isso, a bíblia nos diz: “E abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou, porque nele descansou de toda a obra de criação que fizera” (Gênesis 2:3).
O verdadeiro significado do sábado revela a salvação dada por Deus. O fato de Deus ter instituído o sábado contém as seguintes verdades: a remissão de todos os nossos pecados dada pelo Senhor, todas as bênçãos celestiais vindas Dele, a vida eterna e o Reino dos Céus. No entanto, as pessoas acham que somente o sábado é importante. É por isso que elas caíram num legalismo espiritual.
Pouco depois que o Cristianismo chegou à Coréia, ela foi invadida pelo Japão e ficou sob seu domínio colonial. Muitos cristãos foram perseguidos e martirizados por não adorarem nos templos xintoístas, pois os japoneses forçaram os coreanos a professar sua fé no xintoísmo. Mas os líderes das igrejas na Coréia deram sua vida e continuaram guardando o sábado. O seu sábado, seu dia de descanso, era o domingo, e muitos deles foram presos e martirizados por guardarem este dia.
Todavia, a morte deles foi em vão porque não tinha nada a ver com a vontade de Deus, que havia dado a eles a verdadeira salvação. Isso aconteceu porque os líderes cristãos daquela época eram espiritualmente ignorantes. Eles não sabiam que Deus os havia santificado, lhes dado Seu Reino e o verdadeiro descanso. Eles não conheciam essa verdade espiritual e criam de uma forma legalista que seriam abençoados se guardassem o sábado literalmente. Por isso, em seu coração e em sua alma, eles guardavam o sábado e não trabalhavam num dia específico da semana. Contudo, todo seu esforço não tinha nada a ver com a bênção da remissão de pecados que Deus queria lhes dar.
É claro que eu não estou dizendo que devemos ignorar o domingo, o dia do Senhor. É justo termos um dia da semana para descansar e adorar a Deus. Mas não seremos condenados se não guardarmos este dia literalmente. Aqueles que realmente crêem na Verdade não se sentem constrangidos de fazer seus negócios e viajar depois de adorarem a Deus. Mas é claro que eles não trabalham no sábado de propósito, mas sim porque não estão presos a ele quando algo não depende deles.
O verdadeiro sábado nos dias do Antigo Testamento ia do pôr-do-sol de sexta-feira ao pôr-do-sol do sábado, segundo o nosso calendário. Neste dia, as pessoas não deveriam fazer nenhum tipo de trabalho, comprar, vender ou cozinhar alguma coisa. Os cristãos também guardam o domingo do mesmo jeito. Há muito tempo, os cristãos na Coréia procuravam guardar o sábado literalmente. Por isso, muitos foram martirizados por causa da sua teimosia em guardar o sábado. Durante a Guerra da Coréia (1950-1953), o exército comunista reunia os civis capturados para limpar as ruas no domingo. Certa vez, um diácono resistiu e disse: “Por que vocês foram escolher logo o domingo para limpar as ruas? Eu faria isso qualquer outro dia, mas nunca no domingo”. Ele então foi morto pelo pelotão de fuzilamento. Até hoje os cristãos na Coréia o consideram um grande mártir.
Esse tipo de gente acha que está cometendo um grande pecado, não será abençoada e não receberá a remissão dos seus pecados se não guardarem o sábado. Eles estão presos a um dia específico da semana porque ainda não receberam a remissão dos seus pecados. Entretanto, guardar o sábado na verdade não significa guardar um dia específico na semana. O estatuto do sábado foi nos dado para que neste dia nos lembrássemos do Senhor e déssemos graças a Ele que nos deu a remissão de pecados, bênçãos e a vida eterna.
É algo essencial guardarmos o sábado literalmente? Hoje em dia, os judeus e os adventistas do sétimo dia ainda guardam o sábado do pôr-do-sol de sexta-feira ao pôr-do-sol do sábado, como nos dias do Antigo Testamento. Todavia, a maiorias das denominações guarda o domingo como o dia do Senhor e o consideram seu sábado. Mas é possível guardarmos o sábado à risca? Se pegarmos um vôo da Coréia para os Estados Unidos, é bem provável que tenhamos que ir ao culto de domingo duas vezes por causa do fuso horário. Por outro lado, se pegarmos um vôo dos Estados Unidos para a Coréia, por causa do fuso horário, é provável que percamos todo o domingo. Eu estou te dando estes exemplos porque não é especificamente o sábado que é importante. Nós temos que crer na Palavra que fala sobre o sábado entendendo que Deus nos deu o eterno e verdadeiro descanso junto com a bênção de nos tornarmos Seus filhos. Deus descansou no sétimo dia, o santificou e abençoou para que pudéssemos guardar o dia de descanso que Deus nos deu.
Não era a vontade de Deus nos impor um jugo através da lei do sábado. Através da lei do sábado, Ele nos manda guardar a Verdade espiritual. Mesmo assim, as pessoas são ignorantes e dedicam sua vida para que suas obras sejam vistas. Foi por isso que os fariseus se revoltaram e decidiram matar Jesus quando Ele curou um enfermo no sábado. No entanto, nosso Senhor, que era o próprio Senhor do sábado, deu descanso àqueles que crêem Nele, dizendo a eles: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Nós temos o verdadeiro descanso em Jesus Cristo.
Hebreus 4:3 declara: “Ora, nós, os que temos crido, entramos no descanso”. Ainda assim, muitos até hoje não entraram no descanso e estão presos à letra. Aqueles que ainda procuram guardar a lei do sábado literalmente não nasceram de novo. Essas pessoas não podem desfrutar do descanso que nosso Senhor criou para nós e nos deu.
2 Coríntios 3:6 diz: “Ele nos fez também capazes de ser ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica”. A letra aqui se refere à lei. A lei só nos mata, enquanto que o Espírito, que é Deus, nos dá vida. Crer literalmente na lei é o mesmo que morrer. Mas conhecer o coração de Deus e Sua vontade através da letra nos dá vida. Crer literalmente na lei irá nos matar. Por isso, temos que crer no significado oculto na letra.
Do que adianta lutar para saber qual dia de semana é o verdadeiro sábado? Quem se importa com que dia é este? Nós só temos que guardar um dia da semana como nosso sábado. A Palavra de Deus diz que Ele descansou no sétimo dia. Todavia, não podemos levar isso ao pé da letra. Aqueles que crêem nisso literalmente insistem que temos que guardar mesmo o sábado. Eles também insistem que temos que descobrir a verdadeira data que Jesus nasceu e guardar essa data como nosso Natal, já que o Natal que estamos acostumados a guardar era um dia de adoração ao Deus sol. Mas que diferença faria se, de algum modo, nós descobríssemos a data exata que Jesus nasceu e a guardássemos como nosso Natal? Já é algo suficiente para nós guardar um dia do ano para celebramos o nascimento de Jesus e agradecermos a Ele pela salvação que Ele nos deu.
Todos os atos de Deus, desde o primeiro ao sétimo dia, são importantes. Nós encontramos o plano da salvação de Deus em todos eles. É por isso que os atos que Deus realizou nestes sete dias eram “planejamento de Deus”. Tudo que vem a seguir revela em detalhes cada segredo oculto neste plano. Deus assim nos ensina Seu plano completo para a salvação depois de tê-lo desenhado.
Há muitos segredos ocultos no fato de Deus ter instituído o sábado. Primeiro, o fato de Deus ter nos dado o descanso indica que Ele apagou todos os pecados do nosso coração e nos deu Seu Reino. Apesar de Suas criaturas pecarem, Ele lhes deu descanso apagando todos os seus pecados através de Jesus. Foi no sábado que Deus nos aceitou como Seu próprio povo e nos abençoou como Seus filhos. A bênção de Deus que nos tornou puros e santificados estava incluída na intenção de Deus de instituir o sábado.
No entanto, muitos só estão interessados em saber qual é o dia correto do sábado e como guardá-lo. Os crentes no início do Cristianismo na Coréia não compravam nem vendiam nada no domingo. E eles também discutiam se poderiam acender ou apagar a luz nos cultos de domingo. Se alguém acendesse a luz, muitos diziam que ele indiretamente estava fazendo com que os funcionários da central elétrica trabalhassem no domingo, como se eles fossem o único povo desta terra. Nós temos que entender como eles estavam presos à letra. Você não tem idéia de quantas regras havia para se guardar o sábado. Até hoje, muitos cristãos ainda não entendem porque Deus descansou no sétimo dia, o santificou e abençoou. E eles vão para o inferno porque acham que são abençoados e santificados por guardar o sábado literalmente.
Nossos antepassados cristãos guardavam o domingo como o seu sábado espiritual. Eu conheço um velho pastor que acordava no meio da noite e caminhava por muitos quilômetros só para não pegar o ônibus para ir à sua igreja. Mas já que ele tinha que ir à igreja para pregar e ter comunhão com os irmãos no domingo, ele não tinha outra escolha senão caminhar se ele quisesse guardar totalmente o domingo. Naquela época, eu estava acostumado a medir a maturidade da fé de alguém pelo modo que ele guardava o domingo.
Como presbiteriano, eu também fiz de tudo para guardar o domingo por dez anos. Para guardar o dia santo do Senhor, uma pessoa tem que fazê-lo da meia noite de sábado à meia noite de domingo. E ela não pode se divertir nem ver televisão. Mas havia certas situações que me impediam de guardar o domingo. Às vezes eu ligava a televisão sem querer ou fazia algum tipo de exercício físico. Por isso, era impossível para mim guardar o domingo literalmente.
A vida é um inferno se vivermos sem conhecer a Palavra. O inferno não está muito longe. No domingo, nós devemos ir ao culto, comer o suficiente e não fazer mais nada. Porém, nós conseguimos fazer somente isso realmente? Eu ficava agoniado porque não podia fazer nada além de descansar no domingo. Se eu pegasse minha vara e fosse pescar perto da igreja, eu pegaria um peixe do tamanho do meu braço. Mas o trabalho para pegar um peixe deste tamanho seria enorme. E eu também ficaria angustiado por estar pescando no domingo, quando eu deveria estar guardando o dia do Senhor. Minha alegria acabaria logo que eu imaginasse o que meus irmãos iriam pensam se vissem seu pastor pescando no domingo enquanto eles ficavam em casa sem fazer nada.
Nós sofremos muito quando não conhecemos a obra de Deus. Os adventistas do sétimo dia têm o sábado como o ponto principal da sua fé. Por isso, quando eles fazem evangelismo de rua, eles pregam na passagem bíblica que se está em Jeremias 17:27: “Mas, se não me derdes ouvidos, para santificardes o dia de sábado, e para não trazerdes carga alguma, quando entrardes pelas portas de Jerusalém no dia de sábado, então acenderei fogo nas suas portas, o qual consumirá os palácios de Jerusalém, e não se apagará”.
Se isso fosse verdade, nós poderíamos realmente guardar o sábado? O que de fato devemos guardar é o nosso coração que crê em Deus, o qual nos deu a salvação apagando todos os nossos pecados. É essa verdade da salvação que nós temos que guardar em nosso coração. O importante não é guardar um dia específico. Deus tornou todos nós santos. Deus enviou Jesus Cristo a este mundo e tornou os crentes justos ao fazer com que eles nascessem de novo pelo evangelho da água e do Espírito. Nós temos que confiar na bênção pela qual Deus nos adotou como Seus filhos e crer nela.
Primeiro, Deus nos deu o descanso eterno. Segundo, Ele nos adotou como Seus filhos ao nos dar a remissão de pecados pelo evangelho da água e do Espírito. E por último, Ele fez de nós pessoas justas e puras. Essa três bênçãos nos foram dadas por Deus e não podem ser alcançados por esforço humano.
Um homem pode conceder a remissão de pecados a outro homem? Nenhum homem pode livrar outro homem nem a si mesmo pelo seu próprio esforço. A remissão de pecados, que traz alegria à nossa vida, não pode ser recebida pelo poder do homem. Nós só podemos desfrutar da vida eterna se Deus nos der uma nova vida. Do mesmo modo, só podemos nos tornar justos se Deus nos santificar. Só podemos nos tornar filhos de Deus se Ele nos adotar como Seus filhos. Não existe nenhum sábio que pode se tornar santo ou ser abençoado por si mesmo. Deus descansou no sétimo dia para nos ensinar que todas estas bênçãos vêm Dele. Deus nos abençoou com a santidade quando completou a obra da criação no sexto dia.
A fé conservadora presbiteriana diz que nós não devemos trabalhar no domingo. Por isso, se um presbiteriano sair de casa para se divertir depois da escola dominical, os outros irmãos irão considerá-lo alguém que está condenado ao inferno. Aos olhos do legalismo, se você agir assim vai parecer que você está espiritualmente corrompido.
Mas nós não somos assim. Nós temos que crer na bíblia em espírito. Para que você interprete um simples versículo da bíblia, você deve conhecê-la toda. Por exemplo, vamos ver este versículo aqui: “No princípio criou Deus os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas” (Gênesis 1:1-2). Nós os nascidos de novo interpretamos este versículo como sendo o próprio estado do coração do pecador que está confuso e vazio por não ter recebido a remissão de pecados. Mas aqueles que ainda não nasceram de novo acham essa interpretação duvidosa.
A bíblia é o livro que fala da salvação do homem. Ela nos mostra o que Deus fez e ainda fará no futuro. Sendo assim, nós temos que entender como Deus lida conosco. No sexto dia da criação, Deus criou todos os animais da terra, todos os seres viventes que se arrastam sobre ela e, finalmente, Ele criou o homem à Sua imagem. Tudo foi criado por Deus, e no sexto dia Ele terminou Sua criação de modo perfeito. Mas Satanás trouxe o pecado à humanidade que Deus mesmo havia criado. Contudo, no sétimo dia, Deus apagou todos estes pecados e descansou após acabar toda a Sua obra.
A palavra “sábado” significa descansar em paz. Embora Deus tenha criado o homem à Sua imagem, Satanás o infectou com o pecado. E se nós continuássemos em pecado, Deus não poderia descansar em paz. Por quê? Por ter nos criado, Deus não poderia descansar se nós continuássemos imperfeitos. Foi por isso que Ele descansou depois que apagou todos os nossos pecados. Deus enviou Jesus Cristo a este mundo para apagar todos os seus pecados. Aos olhos de Deus, todos os nossos pecados já foram apagados por completo. Ele já apagou todos os nossos pecados e está descansando agora. Então, tudo que temos a fazer é crer neste evangelho da salvação. E temos que pregar esta Verdade no mundo inteiro também.
Amados irmãos, nós temos que conhecer o verdadeiro significado do sábado. Deus nos deu o descanso, Sua graça e Suas bênçãos. Entretanto, aqueles que ainda não nasceram de novo entendem o significado do sábado de forma totalmente errada. A maioria dos cristãos está presa ao legalismo da lei do sábado. Nós temos que pregar que Deus nos deu o verdadeiro descanso. E temos que guardar e proteger o descanso que Ele nos deu para que Satanás não o tire de nós. Nós recebemos o verdadeiro descanso, somos gratos a Deus e O louvamos pela graça que Ele nos concedeu.