The New Life Mission

Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 4-10] (João 4:46-54) A Palavra de Jesus é a Palavra de Deus

(João 4:46-54)
“Uma vez mais Jesus foi a Caná da Galiléia, onde transformara a água em vinho. E havia ali um oficial do rei, cujo filho estava doente em Cafarnaum. Ouvindo este homem que Jesus tinha chegado à Galiléia, foi ter com ele, e rogou-lhe que descesse e curasse o seu filho, que estava à morte. Jesus lhe disse: Se não virdes sinais miraculosos e prodígios, de modo nenhum crereis. Disse o oficial: Senhor, desce, antes que meu filho morra. Respondeu Jesus: Vai, o teu filho vive. O homem creu na palavra de Jesus, e partiu. Enquanto ele estava a caminho, saíram-lhe ao encontro os seus servos, e anunciaram que seu filho vivia. Perguntando ele a que hora seu filho se achara melhor, disseram: Ontem à sétima hora a febre o deixou. Então o pai entendeu ser essa exatamente a hora em que Jesus lhe disse: Teu filho vive. De modo que creu ele e toda a sua casa. Foi este o segundo sinal miraculoso que Jesus fez, depois de vir da Judéia para a Galiléia.”
 
 
Como vão vocês, meus amados irmãos? Hoje está fazendo um dia muito agradável de primavera. O tempo lá fora não está muito quente, mas agora já não precisamos mais acender a lareira por causa do frio. É maravilhoso saber que a primavera chegou. Já que a primavera nos traz novidades, eu acho que é hora de trocarmos as cortinas da nossa Igreja. Nós acabamos de cantar um hino de louvor a Deus do nosso hinário chamado: “Este Mundo Pertence a Meu Pai”. Quando eu ouço este hino de adoração eu sinto como se nós estivéssemos lá fora fazendo este culto. Quando nós cantamos este hino, o meu desejo é que venhamos a sentir que estamos mesmo na primavera e sejamos renovados e revestidos da fé em nosso coração ainda mais, assim como a natureza muda de aparência. Basicamente, não há nenhuma mudança na fé daqueles que em seu coração crêem no evangelho da água e do Espírito, mas assim como temos que mudar nosso vestuário em cada estação, precisamos também renovar nosso coração e a paisagem ao redor da Igreja de Deus.
 
 
O Filho de um Homem Importante é Curado da Sua Enfermidade
 
Conforme lemos no texto bíblico deste capítulo, vimos que um homem importante cujo filho tinha uma grave doença procurou e implorou que Jesus o curasse. Ao ouvir que Jesus estava vindo da Galiléia para a região da Judéia, aquele homem esperou por Sua chegada. E assim que Jesus chegou ele foi ao seu encontro e implorou que Ele curasse a enfermidade do seu filho, dizendo: “Venha comigo e cure meu filho”. Mas Jesus o repreendeu, dizendo: “Se não virdes sinais miraculosos e prodígios, de modo nenhum crereis” (João 4:48). Ele então implorou que Jesus fosse ver seu filho antes que ele morresse. Jesus então curou a criança somente com Sua Palavra.
Está escrito na Bíblia: “Vai, o teu filho vive. O homem creu na palavra de Jesus, e partiu. Enquanto ele estava a caminho, saíram-lhe ao encontro os seus servos, e anunciaram que seu filho vivia. Perguntando ele a que hora seu filho se achara melhor, disseram: Ontem à sétima hora a febre o deixou. Então o pai entendeu ser essa exatamente a hora em que Jesus lhe disse: Teu filho vive. De modo que creu ele e toda a sua casa. Foi este o segundo sinal miraculoso que Jesus fez, depois de vir da Judéia para a Galiléia” (João 4:50-54).
Esse milagre aconteceu por causa da Palavra de Jesus e da fé do pai da criança. Portanto, embora nossos olhos carnais não tenham visto Jesus ser batizado por João Batista, quando nós ouvimos os pregadores do evangelho a Palavra do evangelho da água e do Espírito, nós podemos crer nele e ver pelos olhos da fé que nossos pecados foram totalmente purificados. O texto que nós estamos vendo agora nos leva a pensar sobre o que é a verdadeira fé para Deus. Melhor dizendo, o relato dessa cura nos leva a refletir se as palavras contidas no evangelho da água e do Espírito que Jesus nos deu são verdade ou não. O texto bíblico deste capítulo nos fala que a Palavra do evangelho da água e do Espírito em que nós cremos é a grande Verdade.
 
 
Muitas Pessoas Querem Crer em Deus, Mas Só depois de Vê-Lo Com Seus Próprios Olhos
 
Ao invés de encontrarem Deus através do evangelho da água e do Espírito, as pessoas estão procurando ver o Espírito Santo com seus próprios olhos. Entretanto, por Deus ser muito maior do que todas as criaturas e todo o universo, nós não podemos vê-Lo com os nossos próprios olhos. Nós só podemos encontrá-Lo pela fé no evangelho da água e do Espírito que está na Palavra de Deus. Deus fala a todos nós pela Sua Palavra. É por isso mesmo que nós só podemos encontrar a Deus pelos nossos olhos da fé, crendo na Sua Palavra. Se nós tentarmos encontrar o Espírito Santo ainda tendo pecado no coração, nós não poderemos chegar perto Dele por causa da Sua santidade, e acabaremos nos afastando ainda mais Dele. O Deus Triuno é perfeito, todo poderoso, santo e sem pecado, e por este motivo nós jamais poderemos encontrá-Lo sem termos fé no evangelho da água e do Espírito. Ainda mais que Deus não é como nós, meras criaturas. Deus sabe tudo sobre nós e é um Ser espiritual, por isso que não podemos vê-Lo com nossos olhos carnais nem ouvir Sua voz sem o evangelho da água e do Espírito.
Qual é a fé correta? A fé no evangelho da água e do Espírito é a fé correta. Assim como um pai conseguiu com que seu filho fosse curado da sua enfermidade crendo na Palavra de Jesus, nós podemos ser curados de todas as enfermidades do pecado através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Assim como aquele homem tão importante teve fé para crer na Palavra que Jesus lhe disse, nós também temos que crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito que Jesus nos falou.
 
 
Encontre Deus Através da Sua Santa Palavra!
 
Já que é assim, como é que você e eu podemos crer que a Palavra de Deus é a Palavra da Verdade, e como nós também podemos encontrar o evangelho da água e do Espírito? Isso só é possível pela fé que crê na Palavra da água e do Espírito, que é a Palavra da graça de Deus e o único caminho. Isso significa que não há outro jeito de encontrarmos o evangelho da água e do Espírito senão pelo evangelho da água e do Espírito. Há muito tempo atrás, Deus revelou a Sua vontade ao coração dos Seus servos dando a eles Sua própria Palavra, e por meio deles Ele enviou Sua providência a toda humanidade.
Todas as passagens da Bíblia são a Palavra de Deus que os Seus servos escreveram inspirados pelo Espírito Santo. Por isso que a Palavra que nós temos na Bíblia hoje é a Palavra do Espírito de Deus. O fato é que nós temos em mãos a Palavra de Deus hoje porque os servos de Deus a ouviram e a escreveram. O Novo e o Antigo Testamento existem por causa disso.
Na época em que a Bíblia foi escrita, o papel não era algo comum e as técnicas de impressão não eram desenvolvidas. Por essa razão que as pessoas no passado usavam o papiro, que era retirado do caule de uma planta, estendido na água para esticar, e depois era colocado para secar. Para preservarem a Palavra de Deus, os escritores sagrados a escreveram nesse tipo de papel e em pergaminhos. Os servos de Deus guardavam tudo que era escrito para também preservar a Palavra de Deus. E já que a Bíblia desaparecia completamente se o original estragasse ou se perdesse, eles tinham que estar sempre fazendo cópias da Palavra de Deus. E eles também tinham que ter um local para guardar os rolos de pergaminho ou papiro onde a Palavra de Deus era escrita. Acidentalmente, cópias das Escrituras que foram guardadas desse jeito foram encontradas em vários lugares, especialmente na região do Mar Morto.
Dentre todas as descobertas de manuscritos das Escrituras no século passado, os manuscritos do Mar Morto são os mais fabulosos. Na primavera de 1947, um beduíno criador de cabras que procurava por uma delas que havia se perdido nos rochedos do Mar Morto (ou por um tesouro, dependendo de quem conte a história), entrou numa caverna onde encontrou jarros contendo alguns manuscritos. A história é a seguinte: Esse criador de cabras perdeu uma delas e foi procurá-la. Havia muitas cavernas ali, chamadas mais tarde de Qumran, e ele jogou uma pedra dentro de uma delas para ver se a cabra que ele havia perdido estava lá. Se ela estivesse lá dentro, a pedra a acertaria e ela faria algum som, se não tivesse ele não ouviria nada. Ele jogou uma pedra então, mas ao invés de ouvir o som de uma cabra ele ouviu o som de um vaso quebrando. Ele então entrou na caverna e viu que havia quebrado um vaso que tinha dentro manuscritos de pergaminho. Até mesmo aos olhos de um criador de cabras, aqueles pareciam objetos muito valiosos. Ele então voltou ao seu vilarejo e começou a falar sobre o que havia descoberto.
A primeira descoberta chamou atenção de historiadores em 1948, quando o beduíno vendeu sete dos manuscritos para um vendedor de sapatos e antiguidades. Este então vendeu quatro rolos para a Universidade de Jerusalém e três para um convento da Igreja Ortodoxa da Síria. Os quatro últimos rolos foram levados para a Escola Americana de Pesquisa Oriental, onde receberam toda a atenção de historiadores americanos e europeus. Eles pegaram os manuscritos, os estudaram com todo o cuidado, e acabaram descobrindo que eles eram a Palavra de Deus escrita na época do Antigo Testamento. Dizem também que outros manuscritos das Escrituras foram encontrados no Oriente Médio quando um trabalho de irrigação estava sendo feito. Essa porção da Palavra de Deus foi escrita em papiro e enterrada no solo para não estragar. Ela foi tão bem preservada que a luz do sol não pôde alcançá-la até que fosse encontrada. Depois de um exame preciso feito pelos arqueologistas, ela foi identificada como a Palavra bíblica do Antigo Testamento. Deus a conservou para nós hoje em dia escondendo-a centenas de anos em cavernas e no solo.
No passado, os servos de Deus escreviam a Sua Palavra para preservá-la, mas quando eles começaram a ser perseguidos, eles tiveram que esconder os rolos de pergaminho da Palavra de Deus no solo e dentro de cavernas. A Palavra de Deus foi lacrada em jarros para que o ar não entrasse, e assim ela não se deteriorasse por um longo tempo. Desta maneira, ela nos pôde ser passada agora perfeita e completa como sempre. O tamanho da Palavra de Deus teve que ser reduzido para que ela fosse escrita e guardada até hoje, tanto que agora podemos segurá-la em nossas mãos.
Quando nós lemos a Palavra de Deus, que foi guardada por mais de mil e quinhentos anos, é que podemos receber as Suas bênçãos. Você e eu podemos percorrer uma a uma as páginas da Palavra de Deus hoje e entender perfeitamente qual é a vontade de Deus por causa da Sua obra e do trabalho dos Seus servos. Tempos mais tarde, os 66 livros da Bíblia foram confirmados pelo Espírito Santo como o Cânon Sagrado e vieram a compor a Bíblia Sagrada. Mas a Bíblia ficaria enorme se ela tivesse que ser escrita em pergaminhos. No entanto, Deus fez com que as técnicas de impressão se desenvolvessem a fim de que nós pudéssemos ter toda a Bíblia num só livro. É claro que alguns pedaços de pergaminhos se perderam. É por isso que em certas partes da Bíblia há uma indicação de que falta algum versículo. Isso porque os rolos eram tão antigos que não foi possível decifrar algumas partes.
Você e eu de alguma maneira temos como crer em Deus hoje em dia? Nós podemos crer em Deus olhando para Ele com nossos olhos carnais? Não? Então nós podemos crer em Deus ouvindo a Sua voz com nossos ouvidos? Não é assim que nós podemos ter a verdadeira fé em Deus, muito menos sermos aprovados por Ele pela nossa fé, mas apenas ouvindo a Palavra de Deus com nossos ouvidos e crendo nela com nosso coração. Como é que você e eu hoje podemos ter a verdadeira fé? Os servos de Deus deixaram registrado tudo que Ele disse, e agora nós podemos encontrar Deus em Sua Palavra escrita que foi colocada em nossas mãos. Assim como vimos no texto bíblico deste capítulo que o menino pôde ser curado e encontrar Jesus graças à fé de seu pai, nós também podemos ter um encontro com o Senhor crendo na Palavra escrita de Deus.
Se nós olharmos os versículos de 1 ao 3 do capítulo 1 de Gênesis, está escrito: “No princípio criou Deus os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz. E houve luz” (Gênesis 1:1-3). Quem lê essa passagem pode crer em Deus e dizer: “Puxa, este mundo existe porque Deus o criou”. Quando as pessoas crêem na Palavra de Deus, elas também conseguem crer que Deus existe e que Ele criou todas as coisas. Quando nós cremos na Palavra alcançamos a verdadeira fé.
Jesus não apenas criou os céus e a terra, mas também veio a nós como nosso Salvador. Nós podemos conhecer a grande Verdade da salvação através da Palavra de Deus que profetizou a vinda do Messias e deixou registrado todas as profecias feitas por Jesus o Salvador. Jesus, que é Deus, veio como ser humano e disse que estaria entre os homens. Deus também disse:
“E porei inimizade
Entre ti e a mulher,
E entre a tua descendência
E o seu descendente,
Este te ferirá a cabeça,
E tu lhe feriras o calcanhar” (Gênesis 3:15)
A palavra “o seu descendente” aqui se refere a Jesus. Por crermos em todas estas palavras, nós podemos crer em Jesus como nosso Salvador. Jesus é Deus em Sua essência, e mesmo sendo Deus, Ele nasceu nessa terra com um ser humano a fim de apagar todos os pecados do mundo. É por isso que nós reconhecemos que Jesus é o Filho de Deus e nosso Salvador crendo em Sua Palavra. Portanto, nós reconhecemos que Jesus é o Filho de Deus e nosso Salvador crendo em Sua Palavra.
Por que algumas pessoas usam uma cruz pendurada no pescoço? O Salvador, que é Deus, veio como homem para nos salvar do pecado, levou os nossos pecados sendo batizado por João Batista e nos salvou de todos os pecados de uma vez por todas morrendo na Cruz em nosso lugar. Por essa razão, a Cruz significa morte, mas por ela ser também um símbolo do amor, as pessoas a usam pendurada no pescoço.
Nós conseguimos encontrar Jesus e crer Nele através da Sua Palavra. A única maneira de encontrarmos Deus em nossa vida é encontrando Jesus, nosso Salvador, pela fé que temos na Palavra de Deus. Se é verdade que encontramos Deus crendo na Sua Palavra, como então podemos receber a remissão dos nossos pecados? A resposta é encontrada na Palavra da água e do Espírito. Está escrito: “Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu.” Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:15-17).
Para recebermos a remissão de pecados, primeiro temos que crer que Jesus levou todos os pecados do mundo quando veio a essa terra e foi batizado por João Batista. E nós também temos que crer que Jesus é o próprio Deus baseados na Palavra: “A virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão pelo nome de Emanuel, que quer dizer: Deus conosco” (Mateus 1:23). Nós podemos crer que nossos pecados foram passados a Jesus quando cremos na Palavra que afirma que Jesus apagou nossos pecados ao ser batizado por João Batista depois de vir a essa terra. Quando nós cremos na Palavra da água e do Espírito, nós podemos crer que Jesus nos salvou levando os pecados do mundo sobre Seu corpo, ao morrer na Cruz e ressuscitar; o fato é que Jesus voltou para o Céu depois Dele mesmo ter dado testemunho da Sua ressurreição por 40 dias; Ele voltará a essa terra e vestirá os nascidos de novo com Sua glória eterna; e Ele punirá aqueles que não crêem com um castigo terrível. Como é que podemos encontrar a Deus? Nós podemos encontrá-Lo e crer Nele crendo na Palavra de Deus. Em outras palavras, nós recebemos a remissão de pecados e alcançamos a verdadeira fé quando cremos realmente na Palavra.
Nós vemos aqui que, pelo pai daquela criança ter crido na Palavra de Jesus, seu filho foi curado da enfermidade e o seu problema foi resolvido. Como é que podemos ter a verdadeira fé? Você e eu só podemos nascer de novo quando cremos realmente na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Um homem de fé é alguém que possui a fé que crê na obra da salvação de Deus guardando Sua Palavra em seu coração. Esta é exatamente a fé que crê na Verdade da salvação. A Bíblia diz que a verdadeira fé é o mesmo que crer na Palavra de Deus.
Na verdade, cada experiência de encontrar a Deus, de encontrar a verdade e de receber a remissão de pecados é um grande milagre. A verdade é que realmente cometemos pecados e que Jesus nos salvou vindo a essa terra, recebendo o batismo de João, morrendo na Cruz e ressuscitando. Por essa razão, nós recebemos a remissão de pecados colocando a nossa fé nisso. Nós então recebemos a remissão de pecados quando cremos no evangelho da água e do Espírito. Somente através da remissão de pecados é que tudo em nossa vida dá certo e podemos ter paz no coração.
Eu disse que a verdadeira fé significa crer na Palavra da Verdade de Deus. “Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem. Foi por ela que os antigos alcançaram bom testemunho” (Hebreus 11:1-2). Com relação à verdadeira fé, está escrito que “a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem” (Hebreus 11:1), mas o que são essas coisas que nós esperamos? Nós vivemos pela fé sabendo que existe Alguém que nos criou? Nós sabemos que o Criador de todas as coisas vive. Porque a fé é a certeza das coisas que se esperam, nós cremos que Aquele que vive faz por nós tudo que desejamos e pedimos. Assim como é verdade que temos nossos problemas, o que Jesus fez por nós também é verdade; o fato de Jesus ter apagado nossos pecados também é verdade; e o fato de que nós estamos vivos agora também é verdade. E o que nós desejamos também vai ser realizado por causa da nossa fé.
Como é podemos ter certeza que também estamos vivos? Vamos ver as palavras de um erudito que estudou por 40 anos os microorganismos. Este homem foi um biólogo que se propôs a estudar os microorganismos que só podiam ser vistos usando um microscópio. Quando perguntaram a ele: “Qual é a prova de que os microorganismos que não podem ser vistos a olho nu estão vivos?” Ele respondeu: “Os microorganismos passam por muitas dificuldades devido seus problemas. O fato deles terem essas dificuldades é a prova de que estão vivos”. Por estarem vivos, os microorganismos sofriam, e por estarem vivos, eles tinham as suas preocupações. Da mesma maneira, nós também sofremos porque estamos vivos. E como disse aquele cientista, a prova de que nós estamos vivos está no fato de que sofremos e temos angústias e dificuldades. O filósofo francês Descartes disse: “Cogito, ergo sum”, que quer dizer: “Penso, logo existo”. Sua frase revela a mesma lógica sobre a existência de todos os seres vivos.
Por você e eu estamos vivos e termos uma alma, temos que nos preocupar como nossa imortalidade. Nós também nos preocupamos com nossas necessidades básicas porque temos um corpo físico. E nos preocupamos não apenas com as coisas deste mundo, mas também com o mundo vindouro porque nós temos uma alma. Nós nos perguntamos: “O que vai acontecer quando eu morrer? O que acontece às pessoas que pecam? E se eu for para o inferno por ser um pecador? E se existe mesmo um Juiz?” O fato de pensarmos sobre estas coisas é a prova de que estamos vivos e de que Deus existe de fato. Esta é a prova de que você está vivo porque foi criado segundo a vontade de Deus. Por isso, o fato de que as pessoas se preocupam com seus pecados também pode ser a prova de que os problemas com o pecado têm que ser resolvidos. Nós seres humanos temos que resolver todos estes problemas enquanto estamos vivendo nessa terra, e a maneira de resolver tudo isso é crendo na Palavra da Verdade dita por Jesus. Crendo na Palavra de Deus, que foi dita por Deus há mais de centenas de anos, cada pessoa pode resolver seu problema com o pecado.
 
 
Como Pode a Bíblia Sagrada Ser a Palavra de Deus?
 
Há pessoas que acham que a Bíblia Sagrada é apenas palavras escritas por mãos humanas. Mas a Bíblia foi escrita por mais de um século e meio desde que Moisés escreveu o Gênesis, e todos os livros desde de Gênesis até Apocalipse são a Palavra de Deus.
A Bíblia é o único livro que explica claramente a obra da criação de Deus. Nenhum outro livro ousou tratar deste assunto. Está escrito: “No princípio criou Deus os céus e a terra... E disse Deus: Haja luz. E houve luz” (Gênesis 1:1, 3). Portanto, a Palavra de Deus testifica que Deus criou os céus e a terra e tudo que neles há, e que Ele reina sobre eles e os controla. Começando pelo Pentateuco, a Bíblia diz que a Lei de Deus foi dada ao povo de Israel e a todas as pessoas. Do mesmo modo, todos os outros livros da Bíblia profetizam e dão testemunho de Jesus. Mesmo já tendo se passado 2006 anos da era do Novo Testamento, de quem a Bíblia continua falando? De Jesus que foi assunto ao Céu depois de ter apagado todos os pecados da humanidade.
Se alguém quiser saber sobre a autenticidade da Bíblia Sagrada, nós podemos fazer isso considerando alguns eventos atuais, assim como a história mundial. A Bíblia Sagrada foi escrita por mais de 40 escritores durante um século e meio. E de quem ela fala? Sem dúvida alguma ela fala de Jesus. Neste livro que nós chamamos de “Bíblia”, há relatos sobre a vontade de Deus e o estado pecaminoso do homem, sobre o caminho da salvação e o julgamento dos pecadores, e também as bênçãos daqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito. Os ensinamentos da Bíblia são santos e seus conselhos perfeitos. Não há nenhum erro na Bíblia e suas regras nunca mudam.
A Bíblia é a Verdade que nos leva a ter novamente a vida celestial eterna, assim como é a Verdade que fecha as portas do inferno. O maior tema da Bíblia é Jesus e a Sua salvação, isto é, a Palavra do evangelho da água e do Espírito. A Bíblia é o plano da glória de Deus e a revelação do Seu amor. Ela deve estar sempre em nosso coração e ser nossa regra de fé e prática. Tendo nossos passos guiados pela Bíblia, com toda certeza nós encontraremos o evangelho da água e do Espírito.
Meus amados irmãos, as regras e a filosofia deste mundo estão sempre mudando. Nós podemos ver como as filosofias modernas vão sendo descartadas com o passar do tempo. Mas a Palavra de Deus não muda, mesmo com o passar do tempo.
Meus amados irmãos, vocês têm que entender que a Bíblia Sagrada é a Palavra da Verdade de Deus. Vocês têm que saber e crer que a Bíblia Sagrada é a verdadeira Palavra de Deus. As palavras humanas sempre mudam com o tempo, não é mesmo? Falta a elas uma legitimidade e uma credibilidade constante. E elas de fato não duram muito tempo. Mas e a Bíblia? Todos os livros da Bíblia têm uma unidade, integridade e continuidade absolutas. Durante um século e meio os escritores da Bíblia escreveram a Palavra de Deus alternadamente e em seqüência. Por essa razão, os 66 livros da Bíblia que você e eu temos hoje, começando do capítulo 1 de Gênesis até o fim de Apocalipse, fala constantemente de Jesus, do evangelho da água e do Espírito, do Céu e do inferno, e da vida eterna. E como isso aconteceu? Isso aconteceu porque o autor de todos os livros da Bíblia é o próprio Deus, e não aqueles que a escreveram.
Você não tem idéia de quantas correções eu faço enquanto trabalho com nossa literatura. Quando eu preparo um sermão, eu tenho que corrigir um em que eu usei uma linguagem coloquial e passá-lo para uma linguagem literária, ou passá-lo de uma linguagem literária para a coloquial. E mesmo depois de fazer tudo isso, eu ainda encontro muita coisa que tem que ser corrigida. Embora eu não esteja acostumado a ter tais pensamentos, uma vez eu pensei: “Já que é assim, será que há muita coisa na Palavra de Deus para ser corrigida também?” Todavia, a conclusão é que não há nada para ser corrigido nos 66 livros da Bíblia. Na versão coreana da Bíblia, há coisas que não se encaixam bem com as regras gramaticais, mas se nós olharmos para o texto original da Bíblia, não há um simples ponto que precise ser corrigido. Quem é que poderia escrever algo com tanta perfeição usando uma linguagem do dia-a-dia? Mesmo que um grande erudito escreva algo com perfeição, sempre haverá alguma coisa a ser corrigida, mas a Palavra de Deus por toda a eternidade jamais terá algo a ser corrigido. Só de pensar nesse pequeno detalhe eu vejo que não tenho outra coisa a fazer a não ser me ajoelhar diante da Bíblia e aceitá-la, dizendo: “Só Deus está certo”.
Se nós não crermos na Palavra de Deus, como poderemos encontrar o Deus santo e como poderemos crer Nele? Basta apenas ouvir e entender a Palavra de Deus para que qualquer um possa encontrar o evangelho da água e do Espírito e ter a vida eterna através dela. Houve um escritor no passado que escreveu um romance chamado “Quo Vadis”. Ele não cria em Jesus e na autenticidade da Bíblia. Ao invés disso, ele tinha certeza que todas as histórias da Bíblia não passavam de ficção. Ele as estudou de várias formas, portanto, para provar que elas eram falsas. Contudo, quanto mais ele estudava, mais ele cria na Palavra de Deus. No final, ele caiu de joelhos e confessou: “Oh Deus, Tu és o Deus santo que realmente existe, e Jesus é de fato Aquele que veio a essa terra para salvar o homem dos seus pecados!”
Assim como ele, muitos arqueologistas no passado tinham dúvida achando que “Jesus não era realmente uma pessoa”. E dizendo que iriam provar que Jesus não era de fato uma pessoa, eles se esforçaram muito para provar arqueologicamente que a Bíblia era falsa. Eles encontraram os nomes dos lugares da Bíblia, foram a essas regiões e fizeram escavações para provar a consistência e a veracidade dos seus relatos. Eles pensaram: “Foi relatado que desceu fogo do céu em Sodoma e Gomorra, as muralhas de Jericó eram intransponíveis, e muito mais. Tudo isso é verdade?” Eles então foram para o local onde se situava a cidade de Jericó, fizeram investigações e desenterraram muita coisa. Mas eles acabaram descobrindo que tudo era exatamente como descrito na Bíblia Sagrada. As muralhas de Jericó foram construídas em dobro, isto é, uma atrás da outra, e por isso não era fácil para qualquer exército cercá-la ou destruí-la. Isso porque, mesmo se o muro de fora fosse derrubado, o outro da parte de dentro continuaria intacto.
Também foi relatado que ninguém sobreviveu por causa do fogo que caiu sobre Sodoma, e os arqueologistas também foram tentar descobrir se isso era verdade. Dizem que provas foram encontradas em Sodoma e Gomorra de que fogo caiu do céu e matou todos os seus habitantes. Eles também tentaram provar em suas escavações arqueológicas que Jesus na verdade foi uma pessoa fictícia, mas nada saiu como eles planejaram. Ao contrário, eles tiveram que se ajoelhar perante Deus e dizer: “Jesus, Tu és verdadeiramente Deus. Tu és o Salvador de toda humanidade. Tu és Aquele que nos salvou dos nossos pecados”. Eles se renderam a Deus e pela fé acabaram sendo usados por Ele.
A Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus ou não? Sim, ela é a Palavra de Deus. Muitas pessoas hoje fazem inúmeros esforços para tentar provar que todos os relatos da Bíblia Sagrada foram inventados. Entretanto, ninguém pode provar que ela é falsa. Ao contrário, todas elas se renderam às Sagradas Escrituras. Os arqueologistas desenvolveram muito seu trabalho através dos lugares e dos eventos relatados na Bíblia. Se não fosse pela Bíblia, a arqueologia não teria se desenvolvido tanto. Não é fácil encontrar documentos antigos. Dizem que há documentos e códigos de leis do passado, mas eles só existem porque estão gravados em alguns poucos lugares. Por outro lado, a história do mundo pode ser encontrada na Bíblia. É por isso que dentre os arqueologistas, os mais renomados são aqueles que crêem em Deus.
Dizem que a história do Oriente tem cerca de 5000 anos, e que seus habitantes eram muito supersticiosos. Eles criam que serpentes e dragões lhes fariam filhos e os fariam prosperar. É por isso que quando vamos a um templo budista podemos ver que há figuras de dragões no teto e em cada canto. Isso porque o Oriente, apesar da sua longa história, foi ocupada pelo mundo ocidental. É claro que no Oriente as coisas da mente têm mais profundidade, mas o fato das pessoas ali crerem no diabo e não em Deus foi o fator determinante para o declínio total da sua civilização. Mesmo que a história do Ocidente seja mais curta que a do Oriente, a razão pela qual o Oriente não pode superar o Ocidente reside no fato de que seu povo não conhece a Deus.
Eu conheci o evangelho da água e do Espírito e passei a crer nele por meio da Palavra de Deus. A verdade é que eu conheci o evangelho da água e do Espírito através da Palavra de Deus. Está escrito que Jesus foi batizado por João Batista. E antes de receber o batismo Jesus disse: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça” (Mateus 3:15). Toda a justiça? Eu senti um grande desejo de conhecer o verdadeiro significado das palavras ‘toda a justiça’ e ‘por agora’.
Antes de tudo, eu aprendi que a palavra ‘por agora’ é ‘οϋτως γάρ’ no grego, que significa ‘somente deste modo’, ‘o mais adequado’, ou ‘não há outra maneira além dessa’. Essa palavra mostra que Jesus irrevogavelmente levou os pecados do homem sobre Si ao ser batizado por João Batista do modo mais correto. Por meio dessas palavras, eu pude entender a Verdade de que Jesus tinha que ser batizado por João para cumprir toda a justiça. Ao receber esse batismo, Jesus pôde cumprir a vontade de Deus Pai. A Bíblia deixou registrado que Jesus realizou a obra de nos salvar dos nossos pecados por completo levando-os através do batismo que Ele recebeu. Ao olhar para essas palavras, todas as minhas dúvidas se foram e eu pude encontrar a Verdade e ser liberto dos meus pecados.
Quando analisamos o texto deste capítulo, nós pensamos: “Vejam só, havia um pai cujo filho estava muito doente. Mas reconhecendo que Jesus tinha poder para curá-lo, Ele Lhe pediu que viesse rapidamente a sua casa, pois seu filho estava enfermo. Já que nada poderia ser feito se seu filho morresse, ele pediu a Jesus que fosse vê-lo antes que isso acontecesse. Jesus não foi, porém disse que o menino viveria. Ele voltou a sua casa então crendo nessas palavras, porque elas haviam sido ditas por Jesus. Seu filho pôde viver por causa da sua fé. E toda sua família também recebeu a bênção de crer em Jesus”. Sendo assim, nós temos que entender que o certo é crermos em Jesus através da Palavra de Deus. Isso é verdade ou não? Sim, é verdade. O fato é que só podemos conhecer a Verdade através da Palavra de Deus.
A primeira coisa que Jesus falou aos Seus servos e os fez lembrar foi a justiça de Deus. Por que Jesus falou sobre isso com os servos de Deus primeiro? Ao invés Dele mesmo dizer isso para todos escutar, por que Jesus falou para os servos de Deus? Jesus falou sobre a justiça de Deus para os Seus servos porque as pessoas não ouviriam nem creriam se Ele tivesse dito isso a elas. Se todos cressem na Palavra de Deus sempre que a ouvissem, para que serviria os servos de Deus então?
Apesar de não terem visto a Deus, aqueles que realmente crêem Nele podem crer na Palavra de Deus. Deus opera através da Palavra nos dizendo para crermos Nele realmente. Pelo fato das pessoas não crerem nem quando Deus fala, Ele fez com que Seus servos escrevessem a Palavra de Deus, e fez também com que as pessoas a ouvissem sempre que eles a pregassem. E mesmo que haja algum teimoso que ainda não crê Nele, Ele faz com que ele O conheça através de tudo que existe na natureza. Quando chega a primavera, a primeira coisa que surge entre os vegetais é o belo absinto. Essa planta desponta do solo e cresce muito rápido. Quando ela nasce, nós dizemos para o teimoso: “Olhe, Deus existe ou não? Creia na existência de Deus, seu tolo!” O dente de leão, outra flor da primavera, nasce do solo frio e diz também: “Creia em Deus”.
A Bíblia diz: “Pois os atributos invisíveis de Deus, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se estendem, e claramente se vêem pelas coisas que foram criadas, de modo que eles são inescusáveis” (Romanos 1:20). Em outras palavras, Deus revela Sua vontade, Seu eterno poder e Sua divindade através da Sua criação. Os cravos que nós colocamos na lapela no dia do casamento também indicam a existência de Deus. As pessoas podem fazer muito alarde por causa da engenharia genética hoje em dia, mas isso nada mais é do que criar algo através de alterações no que já foi criado por Deus. Isso não é o mesmo que criar algo do nada. A clonagem humana também é feita a partir da estrutura das mais simples formas de vida criadas por Deus.
Nós vemos o Deus vivo sempre que olhamos para toda a criação na natureza. É por isso que entregamos todos os nossos pecados a Deus, o Criador de todas as coisas, e passamos a crer Nele nos achegando a Ele. Embora não compreendamos por completo a palavra de Deus, o mais importante é termos fé nela. Essa é exatamente a verdadeira fé.
Que tipo de pessoa tem a fé mais perfeita e dedicada deste mundo? Aquele que crê na Palavra de Deus é que tem a fé mais dedicada. Quando uma pessoa crê em Jesus somente através da palavra de Deus, Ele o elogia desta forma: “Em verdade vos digo que nem em Israel encontrei tanto fé” (Mateus 8:10). Mas e nossa fé? Nós não temos essa fé também? Nós temos que ter a fé que crê na Palavra de Deus?
Se não crermos na Palavra de Deus sofremos muito. Não crer na Palavra é o mesmo que ser ignorante como os animais que perecem. Se crermos na Palavra de Deus como ela é, nós não sofreremos porque vamos aceitá-la, crer nela, nos apegar a ela e guardá-la em nosso coração. Se nós crermos na Palavra de Deus teremos uma vida gloriosa. Se nós crermos na Palavra de Deus receberemos a remissão de pecados e teremos fé segundo a vontade do Criador, conhecendo a nós mesmos, a Deus, os outros e toda a sabedoria que não foi revelada em Sua criação.
A fé perfeita é aquela que crê na Palavra de Deus. O melhor sermão é aquele que é pregado com fé na Palavra de Deus. Meus amados irmãos, vocês crêem nisso? Eu também creio.
Aleluia!