The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 19] (Mateus 19:16-3) Aqueles que Estão Cheios de Obras Carnais não Podem Entrar no Céu

(Mateus 19:16-30)
“Ora, aproximou-se dele um homem e lhe perguntou: Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me perguntas a respeito do que é bom? Bom só há um. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos. Perguntou-lhe ele: Quais? E Jesus respondeu: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo. Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado. Que me falta ainda? Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu. Então vem, e segue-me. O jovem, ouvindo esta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades. Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no Reino dos Céus. Outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus. Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, e disseram: Quem poderá, então, salvar-se? Jesus, olhando para eles, lhes disse: Para os homens isto é impossível, mas para Deus tudo é possível. Então Pedro lhe perguntou: Nós deixamos tudo, e te seguimos! O que, então, haverá para nós? Respondeu-lhe Jesus: Em verdade vos digo que vós os que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais, e herdará a vida eterna. Porém, muitos dos primeiros serão últimos, e muitos dos últimos, primeiros.”
 
 
O outono começou e nós já iniciamos nossos trabalhos para o segundo semestre desse ano. Eu sou grato por termos terminado com sucesso os nossos trabalhos no primeiro semestre do ano mesmo tendo sido uma luta para nós, e que o Senhor nos abençoe a servi-Lo nesse segundo semestre também. É minha esperança e desejo que o evangelho possa continuar a ser pregado nesse segundo semestre também.
Atualmente, nós temos cerca de 100 a 150 pessoas visitando nosso site de todas as partes do mundo. (Nota do Editor: essa pregação foi feita pouco depois de nossa missão começar seu ministério na internet, por isso os números informados nela são considerados menores do que os atuais. Por exemplo, nosso site registra agora uma média de quase 5.000 visitantes por dia). Muitas dessas pessoas pedem nossos livros gratuitos e baixam nossos livros virtuais. Visto que a maioria delas passa a crer nesse evangelho graças aos nossos livros, elas passam seus livros adiante e pregam o evangelho aos seus pais e familiares também, nós estimamos que o evangelho está sendo pregado a aproximadamente 300 pessoas por dia.
Recentemente, o primeiro dos três volumes em inglês teve uma grande demanda. Há algum tempo atrás, nós calculamos que, por dia, cada três santos da nossa Missão estavam pregando o evangelho a uma outra pessoa. Como o número de visitantes ao nosso site continuava a crescer, hoje em dia é como se cada três santos pregasse o evangelho a duas pessoas por dia. É assim que está sendo pregado o evangelho. Eu creio que Deus continuará a trabalhar em nosso ministério para que em breve, cada santo possa pregar o evangelho a dez pessoas por dia. Estou certo que antes desse ano terminar, nós teremos pregado o evangelho para aproximadamente mil pessoas. Eu estou convencido que Deus fará isso acontecer.
O evangelho foi pregado para muitas pessoas no primeiro semestre do ano, e, para o segundo semestre, o nosso ministério também está indo muito bem até agora. Me disseram que hoje em dia mais de mil livros estão sendo enviados por semana para o nosso centro de distribuição na cidade de Wonju. Mil livros enviados por semana significa que cerca de 150 livros são enviados todos os dias, mas nós poderíamos enviar 10.000 livros por dia no segundo semestre desse ano se fosse necessário? Mas eu não me preocupo com isso. Eu tenho certeza que Deus vai suprir todas as nossas necessidades. Tudo o que temos a fazer é trabalhar duro neste primeiro semestre do ano para servir ao Senhor. Você e eu estamos trabalhando duro neste ministério, e nossos obreiros em toda a Coréia também estão trabalhando muito duro. E eu tenho certeza que os nossos colaboradores nos outros países também estão trabalhando duro para pregar o evangelho. O meu desejo e a minha oração é que Deus nos conceda bênçãos maiores ainda neste segundo semestre, antes do nosso retiro de inverno.
Hoje, depois do culto, eu vou pedir uma oferta especial para missões mundiais, com data marcada para o final do próximo mês de dezembro. Eu peço a cada um de vocês que escrevam colocando a quantia que seu coração for tocado para servir a Deus. Alguns de vocês podem pensar: “Eu não tenho dinheiro, então o que eu posso fazer?”, mas se você quiser mesmo ofertar, então você encontrará um modo de contribuir, e se você for voluntário para a obra da igreja, Deus suprirá todas as suas necessidades. Mas se você não pensa assim, e diz para si mesmo: “Eu não tenho condição de contribuir com nada. Eu até que gostaria, mas não posso me comprometer”, então a sua fé vai perecer. Além disso, mesmo que o evangelho fosse pregado neste segundo semestre, você não tomaria nenhuma parte nisso. Isso iria impedi-lo de receber as bênçãos de Deus e mesmo que a sua situação esteja difícil, você só tem que oferecer seu coração e fé para o Senhor. Se você não pode servir a Deus diretamente com seus bens materiais, então você pode ajudar indiretamente com sua obra na igreja. Todos nós deveríamos participar juntos da pregação do evangelho. Aqueles que não podem ofertar agora, podem ajudar o evangelho com suas orações, e também podem fazer parte da obra na igreja, mesmo fazendo algo menor.
Você está feliz porque o outono chegou? Eu gosto tanto desse friozinho do outono. Está frio, mesmo sem ligarmos os ventiladores ou ar-condicionados. Com essa brisa suave e o som dos grilos dando longas criquiladas, o tempo está perfeito para tirarmos uma soneca ou lermos a bíblia. Esse verão foi muito quente para nós. Foi uma estação difícil e cansativa para nós. Como estão muito cansados, vocês precisam admitir isso e tirar algum tempo para recarregar as forças, tendo um tempo agradável juntos por alguns dias, como nós estamos fazendo agora. Mas se vocês estiverem cansados e fingirem que não estão, vocês acabarão ficando mais cansados ainda. Vocês irão morrer de cansaço antes do Senhor voltar. Se vocês pelo menos admitirem sua fraqueza para Deus, dizendo: “Senhor eu estou muito cansado”, seu coração e fé serão renovados.
Recentemente, esse prédio que alugamos para a igreja estava vendido à outra pessoa. Mas o novo dono não se mudou para cá, então não havia nada com que se preocupar. Mesmo que pedissem para nós sairmos, nós simplesmente não teríamos condição de irmos para outro lugar. Assim como é bom para alguém viver num lugar por muito tempo, também é bom se mudar para encarar novos desafios de vez em quando. Nós estamos determinados a trabalhar com o coração renovado sob quaisquer circunstâncias. Nós fizemos muitas melhorias nesse prédio até agora, mas como ele foi vendido a um corretor imobiliário, nós agora precisamos negociar um novo aluguel com ele. Eu peço que você ore por esse assunto para que um novo aluguel seja negociado sob termos razoáveis.
Embora tenhamos feito muitas coisas no primeiro semestre desse ano, eu espero pregar ainda mais o evangelho no segundo semestre. Eu mesmo gostaria de viajar com alguns estudantes até a nossa escola missionária e pregar o evangelho com eles, e também gostaria de visitar cada igreja filiada a nós na Coréia, e lá, pregar o evangelho também. Se for possível, de agora em diante e por um bom tempo, eu gostaria de concentrar meus esforços em distribuir nossos livros ao invés de fazê-los. Nós temos publicado muitos livros até esse ano. Nós temos trabalhado muito até agora para estabelecer a fundação do evangelho. Nós publicamos uma série de volumes sobre o evangelho da água e do Espírito, e estamos trabalhando agora numa coleção de sermões sobre o credo dos apóstolos, que em breve será publicado. Eu realmente acho que se continuarmos a trabalhar como antes, então seremos capazes de pregar o evangelho em qualquer lugar. Então, estou convencido que nesse segundo semestre nós pregaremos o evangelho ainda mais vigorosamente. Vocês também estão certos disso?
Nós agora estamos pregando o evangelho em muitos lugares do mundo através da internet. Nossas irmãs estão enviando inúmeros e-mails apresentando nosso site, e algumas delas podem estar pensando agora: “Nós temos trabalhado tanto e enviado tantos e-mails que não há mais nenhum lugar para enviarmos nossos convites”, mas elas não precisam se preocupar. Ontem eu recebi um telefonema do Rev. Shin dizendo que, de acordo com as informações enviadas por nosso colaborador em Portugal, há vários sites cristãos lá. E se por acaso você estiver pensando: “O que eu vou fazer, se não há mais lugares para enviarmos e-mails? Eu não terei mais trabalho para fazer?” Não se preocupem, eu vou preparar algum trabalho incrível para todos vocês fazerem.
Recentemente, alguns japoneses leram nossos livros e receberam a remissão de pecados. Enquanto as novas do evangelho chegarem a essas pessoas, mais pessoas ainda irão receber a remissão de pecados. Apesar de que muitas pessoas no mundo todo tenham recebido a remissão de pecados, nós não conhecemos todas elas porque nem todas nos escrevem. Mesmo estando unidos aqui agora, a obra do evangelho continua sendo feita e as pessoas continuam a receber a remissão de pecados. Um pastor na África nos disse que agora crê nesse evangelho e que ele o está ensinando à sua igreja. Nos disseram também que um pastor do Canadá está usando nossos livros no estudo bíblico que ele dá em sua igreja. E isso é ainda a ponta do iceberg, a obra do evangelho está se expandindo por todo o mundo por um grande e forte número de pessoas, mesmo que não saibamos sobre elas. A incrível obra de Deus se expande por todo lugar. Eu estou convencido de que o evangelho está sendo pregado agora por dez milhões de vezes mais do que o nosso trabalho.
Até o dia da volta do Senhor, o evangelho continuará a ser pregado vigorosamente. O evangelho será pregado sem cessar até se espalhar por todo o mundo nos próximos anos, e aqueles que quiserem crer vão crer, enquanto aqueles que não quiserem crer não vão crer. Eu creio que Deus fará disso uma realidade. Você também crê nisso, certo? Quanto mais o tempo passa, mais a proclamação do evangelho também é acelerada. Não faz muito tempo quando nos alegramos em ver que o número diário de visitantes ao site da Missão Nova Vida, tinha aumentado para 100, mas agora nós temos cerca de 200 pessoas por dia pedindo nossos livros. Inicialmente, somente uns poucos livros eram enviados por dia, mas ficávamos tão alegres de enviar 30, depois 50 livros por dia e todos aplaudiram com alegria quando o número passou para 100 livros por dia. Depois de um tempo parecíamos estar um tanto desmotivados, pois costumávamos enviar cerca de mil livros por dia. Mas estou certo que iremos aplaudir com alegria mais uma vez quando o embarque diário chegar a 500 livros. E aplaudiremos de novo quando chegar a 1.000 livros, e novamente quando o evangelho alcançar 5.000 pessoas por dia. Talvez seja porque nosso coração tenha se tornado tão tranqüilo, desinteressado ou confiante que os números atuais não despertam muita reação.
Não há nada melhor do que poder fazer a obra do Senhor livres das coisas do mundo e pregar o evangelho com toda nossa dedicação. Enquanto amamos pregar o evangelho, Deus também nos ama. O tema de nossos encontros de avivamento para o segundo semestre deste ano é “Interpretação do Livro de Apocalipse”. Como o próprio nome diz, o tema central é a questão de como esse mundo mudará no futuro. Estou orando a Deus para enviar muitas almas para algum desses encontros de avivamento marcados para a próxima semana, e estou certo que Deus assim o fará. Eu peço para os nossos estudantes da escola de missões e nossos obreiros, para terem interesse por essas novas almas. É muito importante ter comunhão com cada uma delas. Eu espero e oro para que muitas almas venham ao encontro de avivamento até que não tenha mais espaço para todos. Como a bíblia diz que a fé é a certeza das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se vêem, nós temos que sonhar grande. E devemos orar e confiar que Deus fará nosso sonho se tornar realidade. Então, Deus não nos responderá? Eu oro para que Deus derrame muitas bênçãos sobre você e que abençoe nossa igreja abundantemente também.
Hoje, nós lemos Mateus 19:16-30. Nos versículos 16-17 está escrito: “Ora, aproximou-se dele um homem e lhe perguntou: Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me perguntas a respeito do que é bom? Bom só há um”. Esse homem pensava que poderia receber a vida eterna por fazer boas obras. Em outras palavras, ele pensava que se fizesse boas obras, ele poderia receber a vida eterna e ainda entrar no Reino dos Céus. Contudo, Jesus disse que não há nenhum bom senão Um. Na verdade, fazer boas obras para nós significa que devemos crer no evangelho da água e do Espírito através do qual Deus nos salvou e aceitou a remissão de nossos pecados. E é uma virtude aceitar a remissão de pecados que Deus nos deu, e também é uma virtude pregar essa salvação que foi dada a todos aqueles que ainda não crêem.
 
 
O Que Eu Devo Fazer Para Receber a Vida Eterna?
 
O homem que é mostrado na passagem bíblica de hoje, não estava falando sob uma perspectiva de fé, mas ele estava falando sobre suas boas obras da carne, sobre a bondade humana. Por isso Jesus disse a ele: “Por que Me chamas bom? Bom só há Um.” O que esse texto quer dizer, é que não se entra no céu por fazer boas obras. E também significa que não é fazendo boas obras que se apaga os pecados de alguém. E mesmo aquele homem não compreendeu isso, então quando Jesus disse a ele: “Se você quiser ganhar a vida eterna guarde os mandamentos”. Ele perguntou: “Qual deles?” Jesus então disse a ele: “Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo”. O jovem então respondeu dizendo: “Todas essas coisas eu tenho guardado desde a mocidade. O que ainda me falta?” Então Jesus disse a ele: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu. Então vem, e segue-me”. Contudo, está escrito que “quando o jovem ouviu estas coisas ele foi embora muito triste, pois tinha muitas posses”.
Quando Jesus disse ao jovem para guardar os mandamentos, ele perguntou a Ele quais os mandamentos que deveria guardar. Então Jesus os relacionou para ele: “Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo”. O homem então disse a Jesus: “Todas essas coisas eu tenho guardado desde a mocidade. O que ainda me falta?” Dizendo isso, ele estava perguntando que outras coisas ele tinha que fazer, já que ele guardava todos esses mandamentos. Assim, o que Jesus disse então? Ele disse: “Vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu. Então vem, e segue-me”. A bíblia diz que esse jovem saiu triste pois ele tinha muita riqueza.
Esse texto toca num simples ponto. Ele fala sobre a justiça humana, deixando claro que ninguém pode receber a remissão de pecados se está cheio de suas próprias obras e justiça humana. Em outras palavras, se alguém tem muita justiça humana, não pode receber a vida eterna. Isso é o que diferencia a mente de Deus da mente do homem.
O ser humano tenta alcançar a vida eterna por fazer boas obras e por ser muito bondoso. Contudo, Deus nos disse para deixarmos de lado nossa própria justiça e aceitarmos e crermos em Sua justiça – isto é, a justa obra que Deus fez por nós – para recebermos a vida eterna. Quando nos aproximamos de Deus, nossa tendência natural é tentar exaltar nossas virtudes e mostrá-las a Deus, apesar de não temos nenhuma virtude como seres humanos. Todos têm uma tendência, já que ela faz parte do instinto. Todavia, quando voltamos ao texto bíblico de hoje, podemos ver Jesus nos explicando o que acontecerá se alguém continuar apegado à sua própria justiça diante de Deus.
 
 
É Mais Difícil para um Rico Entrar no Reino dos Céus do que um Camelo Passar pelo Buraco de uma Agulha
 
Do versículo 23 em diante, Jesus ensina Seus discípulos usando o exemplo do jovem para explicar que é mais difícil para o rico entrar no Reino dos Céus, do que um camelo passar pelo buraco de uma agulha. Você pode imaginar algum camelo passando pelo buraco de uma agulha? Pense em como é pequeno o buraco de uma agulha. Não é somente difícil para um camelo passar por esse pequeno buraco, mas é completamente impossível. E mais difícil do que isso, é um rico entrar no Reino dos Céus. Em outras palavras, Jesus estava dizendo que é mais impossível ainda um rico entrar no Reino de Deus.
De que tipo de pessoas Jesus estava falando aqui? O rico aqui se refere a alguém que é rico em seu coração. Jesus não estava falando sobre pessoas ricas materialmente. Dê uma olhada nesse jovem. Está escrito: “Alguém veio e disse a Ele: ‘Bom Mestre, que bem devo fazer para ter a vida eterna?”’ O coração desse homem estava cheio de sua própria bondade. Ele tinha feito algumas boas obras, merecido algum crédito, guardado toda a Lei e obedecido a cada um dos Dez Mandamentos também, e estava pensando o que mais ele poderia fazer, convencido de que era quase perfeito e que poderia fazer qualquer coisa que precisasse ser feita. Por causa disso, era natural ele ser rico em seu coração. Em outras palavras, ele era um homem rico porque seu coração era rico de sua própria bondade. Alguém ter muitas virtudes significa que seu coração é muito rico. Contudo, Jesus disse que era mais difícil para um rico entrar no Reino dos Céus do que um camelo pelo buraco de uma agulha.
Vamos voltar aos versículos 23 e 24: “Disse então Jesus aos seus discípulos: ‘Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no Reino dos Céus. Outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus”’. Jesus fez uma comparação para ilustrar que era mais fácil para um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus. Todos vocês sabem o que é um camelo, certo? E quanto a uma agulha? Hoje em dia, dificilmente alguém faz trabalhos de tricô ou crochê, mas todos vocês sabem o que é uma agulha. O buraco de uma agulha é tão pequeno que uma avó com pouca visão tem que pedir à sua neta para passar a linha pelo buraco da agulha para ela. Se nem mesmo um dedo pode passar pelo buraco de uma agulha, quanto mais um camelo que é um animal muitas vezes maior do que um homem, poderia passar por ela? Mesmo a porta mais larga de sua casa dificilmente poderia comportar um camelo passando por ela.
Você jamais poderá entrar no Reino dos Céus por sua própria bondade. É mais difícil para alguém bom entrar no céu do que um camelo passar pelo buraco de uma agulha. Mesmo se houvesse um meio de um camelo passar pelo buraco de uma agulha, é absolutamente impossível para alguém cheio de sua própria bondade humana entrar no céu. Então, pode alguém cheio de maldade humana entrar no céu? Não, essa pessoa não pode entrar também. O que então nós devemos fazer? Jesus disse: “Para os homens isso é impossível mas para Deus tudo é possível”. Isso significa que já que o próprio Deus se tornou homem e veio para nós nesta terra, e já que Ele nos salvou através do evangelho da água e do Espírito, tudo o que temos a fazer é somente crer nisso. Aqueles que ainda têm muita bondade humana não crêem em Jesus.
Há muitas religiões nesse mundo. O cristianismo contudo, não é somente uma mera religião, mas prega sobre a fé espiritual. Mas vamos ver alguns aspectos das religiões que têm muitos seguidores e estão espalhadas pelo mundo. Cada religião tem sua respectiva doutrina. Os confucionistas, por exemplo, ensinam que alguém deve viver uma vida justa nessa terra e praticar a bondade, enquanto os budistas ensinam que se alguém se esforçar em fazer boas obras e praticar o bem, ele irá reencarnar numa situação melhor em sua próxima vida. Cheias de religiosidade, as pessoas crêem e seguem as doutrinas, mas eu irei falar sobre isso em outro livro. Se você ler o livro, você poderá entender claramente o que o homem está fazendo e o que significa praticar o bem. Na verdade, isso é o que o Senhor está nos mostrando no texto bíblico de hoje.
Quando o jovem rico perguntou: “Que bem devo fazer para ter a vida eterna?” Jesus disse a ele: “Por que me perguntas a respeito do que é bom? Bom só há um. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos”. E Jesus listou a maioria dos mandamentos. O jovem então perguntou: “Eu tenho guardado todos esses mandamentos, e o que mais ainda eu devo fazer? Jesus então disse a ele: “Tem mesmo? Bem, então vende tudo o que tens e dê aos pobres. Você então poderá receber a vida eterna”. Vender tudo o que tem significa que devemos jogar fora nossa própria bondade humana.
Afinal de contas, o homem realmente tem alguma bondade? Na verdade não, o homem é completamente desprovido de qualquer bondade. Apesar de Deus nos dizer: “Ajude o seu próximo e o ame como a si mesmo”, algum de nós pode realmente fazer isso? É claro que Deus pode fazer isso. Afinal de contas, Jesus Cristo o próprio Deus e nosso Criador, deixou a Sua glória e Seu magnífico trono no céu e veio a esta terra como homem para nos salvar. E Ele aceitou todos os pecados da humanidade sobre Seu próprio corpo através de Seu batismo, foi à cruz, recebeu a punição que estava reservada para o homem, foi crucificado até derramar Seu sangue, morreu em nosso lugar, ressuscitou dos mortos e assim nos salvou. Isso é algo que somente Deus pode fazer. Então o homem tem alguma bondade? Não, não tem bondade alguma. Mesmo Deus tendo dito: “Ame seu próximo como a si mesmo”, as pessoas ainda odeiam umas as outras, apunhalam as outras pelas costas e machucam umas as outras. Os confucionistas também ensinam seus seguidores a amar uns aos outros, e também os budistas e islâmicos, mas não importa quantos ensinamentos o homem receba, o ser humano é simplesmente incapaz de guardar o mandamento de amar uns aos outros, mas o quebra todo o tempo.
 
 
Mesmo que Alguns pensem que são Bons Por Si Mesmos, Ninguém é Verdadeiramente Bom
 
Deixe-me dar um exemplo aqui. Vamos dizer que em uma casa cheia de pessoas desesperadamente famintas sem nenhuma comida, um pedaço de pão aparece de repente. Imagine que todas essas pessoas são amigas e que elas estão sentadas em volta do pedaço de pão olhando para ele. Tudo o que elas têm é esse pequeno pedaço de pão, que não é suficiente para alimentar nem uma pessoa. Alguma delas poderia dizer: “Esse pão não é suficiente para ser dividido entre nós mesmo, então eu vou morrer primeiro para deixá-lo para vocês, vão em frente, não se preocupem comigo”. Se o ser humano é bom ou não, isso é rapidamente revelado quando ele se encontra em situações de emergência. Mesmo que às vezes as pessoas pensem que são capazes de fazer boas obras, o ser humano é realmente bom? Não, o homem não é bom mesmo. Por isso o próprio Jesus disse que ninguém é verdadeiramente bom senão Um, o próprio Deus. Somente Deus é realmente bom e o homem não é nada bom.
Imagine-se em uma situação de fome em que você não tem nada para comer, a não ser um pedaço de pão. Você o dividiria igualmente com outros? Mesmo se fosse dividir o pão, você não iria brigar para comer mais? Ou você diria: “Vocês podem comer esse pão e viver um pouco mais, eu vou morrer primeiro!” Qual desses três exemplos se ajustam a você? Não pense no que os outros podem fazer, o que você e a pessoa ao seu lado fariam se estivessem nessa situação? Se fosse outra pessoa, você poderia ser boa o bastante para dizer: “Ela provavelmente dividirá igualmente o pão” ou “Ela dará tudo aos seus amigos e desistirá de seu pedaço”.
Mas se fosse você, você realmente dividiria o pão igualmente com seu amigo? Ou você tentaria pegá-lo de seu amigo para que você tivesse mais pão? Ou se não, você então diria: “Aqui está. Por que você não o come todo? Eu vou me sacrificar”. Se nenhum desses casos fossem plausíveis, você tiraria o pedaço de seu amigo a força, e comeria todo o pão sozinho? Quando você enfrenta tal problema na vida real, as coisas não acontecem como você as imagina.
Quando era garoto, eu costumava ajudar minha mãe fazendo os pratos todos os dias. Eu costumava seguir minha mãe a todos os lugares, agarrado à sua saia, fazia as tarefas para ela, pegava água e acendia o fogo para ela fazer o arroz. Naqueles dias, nós tínhamos muito pouco o que comer. Então quando minha mãe fazia arroz, ela costumada misturar o trigo e outros grãos para aumentar a comida. Um dia, eu estava colocando o arroz em cada tigela para minha família. Cada tigela era diferente, então eu conhecia exatamente que tigela pertencia a quem, se era do meu pai, da minha mãe ou minha. Eu era tão jovem mas mesmo assim, você pode imaginar como eu dividia o arroz em cada tigela? Eu colocava o arroz solto na tigela dos outros membros da família para que parecesse bem cheio, mas para mim, eu socava tanto para que coubesse o máximo de arroz possível. Até hoje eu me lembro disso como se fosse ontem. Apesar de eu ser muito jovem, eu pensava comigo mesmo: “Eu estou fazendo isso porque essa é a minha tigela! É porque a tigela é minha que eu estou tentando socar tanto arroz dentro dela”. O egoísmo é despertado dessa maneira mesmo no meio da nossa família, e assim é a natureza humana.
Queridos irmãos, é natural que cada filho ou filha cuide de seus pais, mas eu acabo de me lembrar que a natureza básica do homem não permite isso. Eu me lembro muito bem o que eu fiz no passado e nunca vou me esquecer. Por mais que eu tentasse ter uma vida justa, quando eu parava e olhava para mim mesmo, eu percebia que não tinha como conseguir isso. O homem é bom? Não, não é. Quando você julga alguém pela aparência, você pode até pensar que essa pessoa é justa, mas esqueça-se dos outros e pense só em você.
Você acha que é bom o bastante? Isso de modo algum é verdade. Do coração do homem provém doze pecados incluindo: maus pensamentos, homicídio, adultério, ganância, imoralidade sexual e roubo; o coração está cheio desses pecados. É por isso que mais perigoso não é encontrar uma fera selvagem numa trilha isolada nas montanhas, mas sim, outro homem. Nada nos atemoriza mais do que o próprio homem. Se você encontrar um animal selvagem, você pode pelo menos fugir. Mas você não pode fugir do seu semelhante. E mesmo que você tente, alguém vai acabar te encontrando no caminho e te pegando pelas costas. Nenhuma criatura é mais atemorizante do que o homem.
Já que o homem é uma semente maligna por natureza, não é inevitável que as pessoas façam somente o mal? Embora o homem deseje ter uma vida justa, ele não tem como deixar de praticar o mal, porque sua natureza é maligna. O homem tenta fazer boas obras porque ele é mau. Foi por isso que surgiram as religiões, como o Confucionismo, o Budismo, o Hinduísmo e o Catolicismo. É justamente por ser tão maligno, que o homem de alguma forma tenta compensar sua maldade através de todas as religiões.
 
 
Jesus Disse Que é Impossível para Alguém Entrar no Céu por Suas Boas Obras
 
Jesus disse: “Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no Reino dos Céus. Outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus”. Nosso Senhor disse que é mais difícil um homem rico entrar no céu do que um camelo passar pelo buraco de uma agulha. Se isso é verdade, então a última frase significa que aqueles que se consideram muito bons nunca poderão entrar no céu. Aqueles que são ricos em seu coração são os mais improváveis de entrar no céu, e menos ainda aqueles que são ricos de bens materiais. Por outro lado, aqueles que são ricos na fé estão salvos. Se você é essa pessoa de bom coração que após ter recebido a remissão de seus pecados deseja trabalhar pela salvação das almas em obediência à Palavra de Deus, então você está bem. Contudo, não se pode admitir que aqueles que não receberam a remissão de seus pecados, pensem que são pessoas boas ou façam boas obras. É difícil para essas pessoas receberem a sua salvação mesmo Jesus já tendo dado a elas. Difícil isso? É mais difícil do que para um camelo passar pelo buraco de uma agulha. Vocês compreendem isso, amados irmãos?
É por isso que o Senhor está nos dizendo: “Para os homens isto é impossível, mas para Deus tudo é possível”. Em outras palavras, enquanto é completamente impossível para o homem alcançar a sua própria salvação, com Deus é mais do que possível consegui-la. Então, como Deus completou a salvação do homem? Está escrito: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Foi assim que Deus salvou o homem. Deus apagou todos os pecados do homem ao enviar Seu Filho a esta terra, ao batizar somente este amado Filho, passando assim todos os pecados do mundo para Ele, ao fazê-Lo levar todos esses pecados até a cruz e ao crucificá-Lo até a morte. Nós recebemos a nossa salvação porque crermos nessa justa obra que Deus fez por nós. Quando Jesus disse: “Para os homens isto é impossível, mas para Deus tudo é possível”, Ele estava dizendo que foi o próprio Deus que nos salvou. Queridos irmãos, todos nós temos que ser gratos a Deus pela remissão de nossos pecados, meditarmos nisso todos os dias e gravarmos isso em nosso coração para sempre.
O ser humano é bom por natureza? Não, como nós descobrimos por mais de uma vez com nossa própria experiência, nós não somos nada bons. Tudo aquilo que fizemos depois de recebermos a remissão de nossos pecados é mau, a não ser o que fizemos para o evangelho e para Deus. Isso não é verdade? Foi justamente por isso que Jesus disse que devemos deixar de lado nossa própria bondade. Mesmo após ter recebido a remissão de pecados, não devemos demonstrar nossa própria bondade.
O que é exatamente a bondade humana? É não tratar os outros com bondade carnal. Humanamente falando, devemos deixar de lado nosso esforço em ajudar os outros, e pararmos de ter somente compaixão humana. Ao invés disso, devemos ter uma bondade espiritual. Nós devemos ter uma fé espiritual. Ser bom espiritualmente é crer que Jesus Cristo levou os pecados do mundo com Seu batismo e por isso os apagou, que Ele nos salvou ao ser crucificado, derramou Seu sangue e ressuscitou dos mortos. E é também pregar esse evangelho. Receber a remissão de nossos pecados ao crer nesse evangelho, nos dedicarmos a pregar esse evangelho, orar e servir a ele crendo que Jesus apagou o pecado de todos também, isso é que é ser bom. Aspirar por servir ao evangelho, ganhar dinheiro para ele e viver por ele, é dessa forma que vivemos bondosamente. Tudo o mais é mau. Por isso que aqueles que têm sua própria bondade crêem em Deus logo, mas em muitos casos, eles acabam negando sua fé e se afastando de Deus.
Amados irmãos, vocês devem jogar fora sua própria bondade. Na verdade, não há nada de bom para falarmos sobre o homem. O ser humano é desprovido de qualquer bondade de sua natureza básica. Nós devemos reconhecer que o que é realmente bom, é servir o evangelho da água e do Espírito, já que somos salvos por crer nele. Está escrito em I Coríntios 10:31: “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus”. Tomando esse texto como base para a nossa vida, nós devemos crer que tudo que fizermos por esse evangelho está certo.
Mesmo que ainda estejamos vivendo nesse mundo, eu creio que é realmente uma bênção nós vivermos toda uma vida para o Senhor e sermos sempre gratos a Ele por nos permitir ter essa vida. Quantas tentações não iriam nos seduzir se não estivéssemos totalmente dedicados a essa obra? Além disso, somos incapazes de fazer muitas coisas ao mesmo tempo, mas agora podemos nos dedicar totalmente a obra do Senhor, então como não ser gratos? Se não servíssemos ao Senhor com toda a dedicação, nós enfrentaríamos muitas dificuldades. Eu estou grato e feliz que Deus tenha me abençoado para servi-Lo com toda a minha vida. Eu sou muito feliz porque meu coração não é dividido com outras coisas. Se for possível, viva somente para o Senhor, pois vai ser bom para você também. Se você dedicar toda a sua vida ao Senhor, sem ficar pensando em nada mais, então você também não desperdiçará seu tempo inutilmente. É claro que você pode estar inseguro sobre isso já que você nunca viveu assim antes, mas uma vez que dedique toda a sua vida para Deus, você descobrirá que ela é cheia de alegria. Afinal de contas, Deus o abençoa quando você vive com esse propósito.
Vamos voltar agora para os versículos 27-30: “Então Pedro lhe perguntou: Nós deixamos tudo, e te seguimos! O que, então, haverá para nós? Respondeu-lhe Jesus: Em verdade vos digo que vós os que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais, e herdará a vida eterna. Porém, muitos dos primeiros serão últimos, e muitos dos últimos, primeiros”.
Aqueles que perderam muito pelo nome do Senhor têm muito a ganhar por causa dEle. Relativo aos bens materiais, se acabar perdendo muito pelo nome do Senhor, você também ganhará muito por causa dEle. E a vida eterna é, sem dúvida, a sua recompensa. Nós fomos salvos pela fé por crermos na justiça de Deus e na salvação que Ele nos deu, e não por nosso próprio mérito. E se a partir daí nós tivermos perdido muito por causa do Senhor, então também ganharemos muito dEle. isso foi o que Jesus quis dizer quando disse: “Assim, os últimos serão primeiros, e os primeiros, últimos; pois muitos são chamados, mas poucos escolhidos” (Mateus 20:16).
Então, quem são os primeiros? Quem são os maduros espiritualmente? Os maduros, espiritualmente falando, são aqueles que abriram mão de muitas coisas pelo Senhor. Aquele abriu mão de muitas coisas pelo Senhor é o primeiro, e aquele que não abriu mão e nem perdeu muita coisa, mesmo após conhecer ao Senhor, é o último. Aqueles que perderam muita coisa pelo nome do Senhor são os maduros espiritualmente. Quando olhamos para aqueles que estão fraquejando na fé, nós vemos que eles não perderam absolutamente nada pelo nome do Senhor. A sua fé continua a mesma, dia após dia.
Aqueles que sofreram muitas perdas pelo nome do Senhor, não param de ajudar o evangelho, e realmente prosperam nessa terra. Você já viu alguém que serve ao Senhor passar fome? Ninguém que vive fielmente para o Senhor e para o evangelho jamais passa fome. Essas não são apenas as minhas palavras mas Jesus também disse: “Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, que não receba cem vezes tanto, já no presente, em casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições, e no mundo por vir a vida eterna” (Marcos 10:29-30). Eles verdadeiramente receberão essa recompensa. Vocês concordam comigo? Além disso, é impossível para os que vivem para o Senhor perderem a sua fé. Por isso é tão bom viver para o Senhor.
Antes, eu tinha meus amigos, meus colegas do seminário, minha família e meus parentes, mas eu perdi todos eles quando eu recebi a remissão de pecados. Meu coração ficava partido toda vez que eu perdia um deles e, na verdade, eu não os perdi apenas, mas foi pior, eles passaram a me perseguir. Mas o que aconteceu depois? Quando eu fui ler a bíblia, eu encontrei a promessa do Senhor que diz: “Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, que não receba cem vezes tanto, já no presente, em casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições, e no mundo por vir a vida eterna” (Marcos 10:29-30). Eu acredito nessa Palavra. Eu perdi minha família carnal mas Deus me deu uma grande família espiritual. De fato, vocês é que se tornaram meus irmãos, minhas irmãs, minha família. Eu tenho muitos familiares em toda a Coréia e no mundo inteiro.
Quando as pessoas do mundo se gabam da sua família, eu digo a elas: “Vocês não têm nada do que se gabar por causa da sua família, pois ela não é grande coisa. Vocês têm idéia de como a minha família é grande? Eu tenho milhares, milhões de familiares. Vocês percebem quantos familiares eu tenho?” Se eu pegasse todos os membros da minha família e atacasse as pessoas do mundo, sua família seria destruída. E eu nem precisaria lutar com elas; só os membros da minha família já seriam suficientes para fazer isso.
Queridos irmãos, o texto bíblico citado acima se refere àqueles que seguem ao Senhor; seguir ao Senhor é negar a si mesmo e viver para Ele, e a salvação significa receber uma nova vida dEle. É isso que a bíblia está nos dizendo. Nós não somos salvos porque somos bons, mas porque Deus nos salvou. Portanto, nós alcançamos a salvação aceitando-a pela fé, e aceitando também a bondade de Deus. Quem é bom? Nós ou Deus? Deus é que é bom. Deus é que é justo. Jesus disse antes de ser batizado: “Deixe por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça”. As palavras “toda a justiça” significam que Jesus aceitou todos os pecados quando foi batizado. A bíblia também descreve Jesus como “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. E isso significa que Jesus levou todos os pecados do mundo ao ser batizado. Sendo assim, não somos nós que somos bons mas Deus é que é bom. Vocês crêem nisso, que foi Deus quem nos salvou?
Apesar de sermos imperfeitos, jamais perderemos a fé se permanecermos firmes na igreja. Apesar de sermos imperfeitos, ainda assim entraremos no céu se crermos que Jesus levou todos os nossos pecados ao ser batizado, carregou os pecados do mundo até a cruz, morreu crucificado, ressuscitou dos mortos, ascendeu aos Céus, e assim se tornou o Deus da nossa salvação. Você receberá a vida eterna se crer nisso. A vida eterna significa que você entrará no céu, jamais morrerá e desfrutará do esplendor e da glória para sempre. E por isso que Deus é bom.
Nós temos que servir o evangelho respeitando de coração as regras que há na igreja. Ignorar estas regras espirituais é o mesmo que ignorar a Deus. Nós costumamos brincar com nossos discípulos perguntando a eles: “O que você acha daqueles que estão à sua frente na escola de missões, até mesmo aqueles que estão um semestre à sua frente?” Eles respondem então: “Nós devemos vê-los como discípulos de Deus”. Nós fazemos isso para que os novos convertidos dêem mais valor aos que se converteram antes deles e aprendam com seu exemplo. Hoje nós não perguntamos mais isso para ninguém, mas antes nós perguntávamos isso sempre com o propósito de treinar nossos alunos e firmar as regras de Deus. Nossa Escola de Missões é muito diferente dos seminários do mundo.
Nós não podemos negar o dever que temos de libertar a todos os que estão levando uma vida religiosa. Contudo, é quase impossível pregarmos o evangelho pessoalmente para todos neste mundo; é por isso que estamos publicando nossos livros em vários idiomas e enviando-os para as pessoas ao redor da terra.
Passados 600 anos após a vinda de Jesus, o cristianismo foi totalmente corrompido. E já que ele perdeu sua influência desde então e este evangelho desapareceu, o islamismo cresceu e muitas pessoas passaram a crer nele, afirmando que Alá e Deus eram a mesma pessoa. Mas como pode Alá ser o mesmo que Deus? Outros acreditavam que o sol era um deus. Entretanto, já que o sol é uma criação de Deus, como é que ele pode ser Deus? O cristianismo na era medieval iniciou as violentas cruzadas para retomar Jerusalém dos muçulmanos pela força, mas grande foi a sua derrota no final. Uma fé enganosa não pode ser corrigida com o uso de uma caneta, muito menos pela violência. Com um simples livro, eu posso apontar o engano das religiões do mundo e apresentar a absoluta retidão de Deus.
Todas as religiões do mundo se desviaram. Por exemplo, o budismo diz: “Você é um deus, assim como eu sou um deus; todos são divinos”. Então eu digo aos budistas: “Vocês vão ao banheiro?” E eles respondem que usam o banheiro. Então eu aponto para eles e digo: “Que divindade vai ao banheiro? Vocês têm que crer no verdadeiro Deus. Só assim vocês poderão se tornar Seus filhos e alcançar um estado de divindade”. E é isso mesmo. O que o nosso Senhor diz aqui é verdade. Queridos irmãos, nós somos salvos crendo no Senhor. É pela fé que recebemos a vida eterna e alcançamos a justiça de Deus. Apesar de não termos nenhuma justiça própria, Deus fez a boa obra em nós. Essa é a justiça de Deus. Para salvar você e a mim, melhor dizendo, o próprio Deus veio a esta terra como homem, levou todos os nossos pecados ao ser batizado, carregou-os até a cruz e morreu sobre ela, ressuscitou dos mortos, e assim salvou a todos nós. Ele é o nosso eterno Salvador, pois Ele vive para sempre.
Para nos salvar, Jesus, o verdadeiro Deus, nos livrou pela água e pelo Espírito ao completar 33 anos nessa terra. Esta é a própria justiça de Deus. É crendo nessa justiça que nós somos salvos, e agora que fomos salvos, nós guardamos essa fé vivendo por essa justiça, herdamos a vida eterna e receberemos muitas bênçãos neste mundo e no vindouro. Embora o homem tente fazer boas obras baseado em seus padrões humanos ao invés de servir ao evangelho, de maneira alguma há alguma virtude nisso. A verdadeira virtude está em servir ao evangelho. Vocês compreendem isso? Vocês crêem nisso? A virtude absoluta é servir a este verdadeiro evangelho.
Queridos irmãos, eu aconselho a cada um de vocês a orar a Deus e confiar tudo a Ele. É Deus quem nos abençoa, nos dá a vida eterna e nos redime de todos os nossos pecados. Deus nos deu a remissão de todos os nosso pecados. Portanto, todos nós devemos crer neste evangelho e viver segundo a Palavra de Deus em obediência ao Senhor. Recebamos todos então as abundantes bênçãos de Deus em nossa vida.