Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 20] (Mateus 20:20-28) Viva para o Evangelho da Água e do Espírito

(Mateus 20:20-28)
“Então se aproximou dele a mãe dos filhos de Zebedeu, com seus filhos e, adorando-o, fez-lhe um pedido. Perguntou ele: Que queres? Disse ela: Concede que estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino. Jesus, porém, respondeu: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que estou para beber, [e ser batizados com o batismo com que estou para ser batizado]? Responderam-lhe: Podemos. Disse-lhes Jesus: Na verdade bebereis o meu cálice, mas o assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não me pertence concedê-lo. Esses lugares pertencem àqueles a quem meu Pai os preparou. Quando os dez ouviram isto, se indignaram contra os dois irmãos. Então Jesus, chamando-os a si, disse: Bem sabeis que os governadores dos gentios os dominam e que os grandes exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós. Pelo contrário, todo aquele que, entre vós, quiser tornar-se grande, seja vosso servo, e quem dentre vós quiser ser o primeiro, seja vosso escravo tal como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.”
 
 
Hoje eu gostaria de me concentrar na passagem que diz, “Todo aquele que, entre vós, quiser tornar-se grande, seja vosso servo, e quem dentre vós quiser ser o primeiro, seja vosso escravo”. Quando nos confiam uma determinada tarefa, nós devemos ser fiéis a ela ou então devemos desistir para que outra pessoa possa assumi-la. Isso se aplica a qualquer tarefa.
Quem quiser ser o primeiro dentre nós deve servir o Senhor. Zebedeu tinha dois filhos, Tiago e André. Ambos eram discípulos de Jesus, e um dia sua mãe veio até Jesus e pediu para que Ele deixasse seus dois filhos sentarem-se ao Seu lado, um à direita e outro à esquerda, quando o Seu Reino viesse a esta terra – em outras palavras, ela estava pedindo a Jesus que garantisse os lugares de seus filhos. O Senhor então perguntou: “Vocês podem beber do cálice do qual estou prestes a beber?”, e eles responderam: “Sim, podemos”. O Senhor então disse a eles: “Vocês de fato beberão do meu cálice, serão perseguidos e martirizados por Mim. Mas não cabe a Mim decidir quem se sentará ao meu lado, mas quem o Meu Pai preparou é que se sentará ao Meu lado”. Nosso Senhor explicou-se a Si mesmo ao usar um exemplo, ilustrado através de uma parábola. Ele disse: “Bem sabeis que os governadores dos gentios os dominam e que os grandes exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós. Pelo contrário, todo aquele que, entre vós, quiser tornar-se grande, seja vosso servo”.
Levando em conta essa passagem de hoje, eu gostaria de esclarecer como os santos em suas igrejas na Coréia devem levar sua vida de fé diante do Senhor. O capitalismo é o ponto central dos assuntos humanos. Não somente os vendedores estão engajados no capitalismo, mas as pessoas comuns estão engajadas em vários tipos de negócios comerciais todos os dias também. Nós os nascidos de novo temos que viver nossa vida de fé como se estivéssemos engajados em um negócio.
Mesmo quando isso se refere à vida de fé, muitas pessoas preferem estar por cima a estar por baixo, e também querem ser servidas ao invés de servir. Mas nosso Senhor disse que isso é completamente oposto ao Seu reino. Como Ele disse: “Todo aquele que, entre vós, quiser tornar-se grande, seja vosso servo, e quem dentre vós quiser ser o primeiro, seja vosso escravo”. É claro que essa passagem não deve ser interpretada sob algum tipo de pensamento carnal. Crentes que têm a mente carnal tendem a interpretar essa passagem para dizer que eles devem servir o incrédulo em termos carnais, mas não é isso que essa ela quer dizer. Ela quer dizer que aqueles que são mais exaltados no Reino de Deus são aqueles que servem ao Seu evangelho com mais energia e fé.
 
 
Muitas Pessoas Querem Ser Ouvidas
 
O ser humano é do tipo que quer sempre estar por cima, e os santos e os servos dessa igreja não são uma exceção. Mesmo quando só há duas pessoas reunidas, inevitavelmente uma delas quer ser maior do que a outra. Então, considerando como as pessoas discutem sobre quem é maior, isso não aconteceria mesmo se houvesse 2, 40, 50, 100 ou 1000 delas reunidas? Todos têm o desejo de ser maiores que os outros. Mas mesmo que todos tenham esse desejo de ser maior do que os outros, poucos na verdade buscam servir fielmente ao evangelho, não se importando se serão bem tratados ou não. A Verdade é que muitos desejam servir ao evangelho com sinceridade e se sacrificar para servi-lo, mas isso não acontece com todos, pois querem ser exaltados e seu desejo de servir ao evangelho é muito pequeno. Aqueles que querem ser exaltados e servidos pelos outros, e não servi-los, estão muito errados.
O Senhor nos ensinou sobre esses erros em Sua Palavra de admoestação aos Seus discípulos. Nosso Senhor é o cabeça da Igreja de Deus. Cada criatura e cada homem deve louvá-Lo como o mais exaltado de todos. E já que o nosso Senhor é o ser mais exaltado do universo, é natural ele estar acima de todos. Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo são nosso Deus, mas quem deve ser o mais glorificado por nós? Jesus Cristo, nosso Senhor. Ele não somente nos criou, mas também deixou a glória do céu e desistiu de Sua vida para nos salvar. Para o bem de Seu rebanho e para Seu povo ser salvo, Ele passou foi humilhado, sacrificado e deu tudo o que tinha.
O Senhor disse: “O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. E Ele realmente fez isso. Mas que tipo de coração os nossos santos e os discípulos de Deus têm? O seu coração realmente deseja servir ao invés de ser servido, ou ele quer ser servido? Aqueles cuja fé é madura desejam servir aos pecadores. Aqueles que têm a verdadeira fé se sacrificam para servir aos outros. Mas esse não é o caso daqueles cuja fé é nova – na verdade, quanto mais imatura é a fé de alguém, mas ele quer ser servido. Essas pessoas buscam estar por cima e ser bem tratadas a qualquer custo. Se você for convidado para uma celebração na igreja, quiser se assentar no lugar de honra e ser bem tratado e servido, então isto é um sinal de que a sua fé é imatura. Isso mostra que a sua mente ainda é carnal e, no que diz respeito à sua fé, você está atrás de todos.
Aqueles que são imaturos querem ser servidos de todo modo. Quando eles não são servidos como desejam, eles lamentam e se queixam, reclamando sempre do tratamento e só se preocupando consigo mesmos. Uma de suas características é sua tendência em acreditar que todos ali devem servi-lo, desde os seus pais que estão à sua volta, assim como o mundo todo.
Porém, quando eles crescem e amadurecem, eles preferem servir a serem servidos. A quem eles gostam de servir? Eles se alegram com o evangelho que será pregado e com o Reino de Deus que há de vir. Então eles se alegram em servir de diversas maneiras, com seu corpo ou tempo, física ou espiritualmente. Quanto mais madura é sua fé, mais ele deseja servir do que ser servido.
É isso que manifesta o Espírito Santo que habita no coração daqueles cuja fé é madura. Se você realmente quer ter uma fé madura e fazê-la crescer, então você deve entender que você deve servir ao invés de ser servido. Todos os servos de Deus que nos precederam fizeram isso. Assim como Jesus se alegrava em servir, todos os doze discípulos se regozijavam em servir também. Não somente os doze discípulos de Jesus, mas todos os nossos pais na fé desistiram de tudo pelo rebanho e deram tudo pelo bem das almas. Foi assim que eles se tornaram seus líderes, e mesmo que às vezes eles são servidos por vocês, ainda assim eles continuam sendo servos do evangelho. Eles não estão servindo você, mas ao Senhor. Eles ainda continuam sendo os servos do Senhor.
Você deve ser alguém cuja fé é madura e que quer servir ao invés de ser servido. Então, você pode se tornar um homem de fé. E quando você se torna essa pessoa você pode aprender sobre a fé, conhecer o coração de Deus e entender a Palavra da Verdade. Um servo realmente se alegra com o evangelho. Por outro lado, alguém que não serve está sempre reclamando e murmurando. Essas pessoas se irritam com o trabalho da igreja, julgam o seu progresso e querem ser servidas ainda mais. Isso é o que mais acontece devido sua fé imatura. Porém, se eles continuarem assim depois de um certo tempo, eles devem examinar seu coração, admitir seus erros e voltar atrás.
O coração de Jesus Cristo é basicamente um coração humilde, um coração que serve. Então, nosso Senhor também deu esse coração a mim e a você. Contudo, o problema é que nós ainda temos o leve desejo de sermos mais do os outros. Mesmo em nossa igreja, alguns membros do grupo das mulheres querem estar à frente das outras, pois foram salvas primeiro do que elas e dizem, direta ou indiretamente, que as outras devem ouvi-las e servi-las mais também. Na verdade, até os discípulos brigavam entre si para ver quem era o líder. Pedro poderia dizer: “Eu sou o mais velho. Se há entre vocês que tem servido ao Senhor tão completamente, corajosamente e mais perto do que eu, dê um passo a frente”. Tiago poderia dizer: “Eu sou jovem, mas em que vocês são diferentes de mim? Aonde vocês foram eu não sempre fui também?” João poderia dizer: “Eu sou o mais novo aqui, Jesus me ama mais e eu O tenho seguido aonde quer que Ele vá”. Os outros discípulos, tais como André, Filipe e Natanael poderiam então pensar: “Isso é tão ridículo! Acaso eles são melhores do que nós? Esses três discípulos estão sempre por perto fazendo grupinho e dizem que ajudam Jesus, mas como eles podem ser nossos líderes, já que nos ignoram tanto? Nós podemos fazer o que eles fazem também”.
Talvez os discípulos brigassem assim porque os filhos de Zebedeu trouxeram sua mãe para o meio deles. Já que eles não podiam ir falar com Jesus, eles fizeram isso através de sua mãe. Como esses discípulos, quando nossas irmãs estão juntas há momentos que elas brigam por causa de seus assentos, ao invés de pensarem sobre como elas poderiam servir o evangelho pela fé pelo bem do Senhor. Algumas pessoas às vezes dizem: “Eu fui salvo primeiro do que aquela pessoa. Por que então ela é tratada como se estivesse à minha frente?” Pior ainda, algumas pessoas servem com uma mente calculista, pensando: “Aquela pessoa não pensa antes de falar! Está bem que sirva ao Senhor, mas ela deveria prestar mais atenção nisso. Por que ela serve ao Senhor assim? Ela não vai perder tudo em breve se continuar servindo-O assim? O que ela vai fazer quando perder tudo?” Eu realmente tenho visto pessoas assim com meus próprios olhos, mas posso ver isso acontecendo até de olhos fechados.
Eu não estou falando sobre algum conceito material aqui. Não me entenda mal, pois eu não estou exaltando aqueles que contribuem com muito dinheiro para a igreja. Eu só estou dizendo que há alguns crentes que seguem ao Senhor com uma mente calculista. Algumas pessoas sempre calculam os prós e os contras enquanto servem ao Senhor, perguntando a si mesmas: “Eu devo dar mais um passo ou não?” Há muitas pessoas que seguem o Senhor baseadas em seus cálculos. Essa é a fé de um vendedor que segue ao Senhor com seus cálculos. A fé do vendedor é aquela que segue o Senhor de longe, e, portanto, é a fé que perecerá no final.
 
 
Não é Verdade que Tudo que Pertence ao Senhor é Nosso e Vice-Versa?
 
Alguém que segue ao Senhor crendo que o que é Seu é dele e o que é seu é Dele é seu, é alguém que de fato está à frente. Essas pessoas podem ter muitas coisas, conseguem e desfrutam de tudo o que o Senhor tem, e O servem com toda a energia. De fato, quem é um homem de fé deve ter esse tipo de coração. Eu sei que quando nossos irmãos estão juntos, ninguém diz: “Eu fui salvo antes de você, você foi salvo depois de mim”. É claro que nenhum membro do grupo de adultos realmente diz estas coisas. Isso não é impossível, mas ninguém nunca disse isso. Eu nunca os ouvi dizer isso e estou certo de que alguns deles estão orgulhosos da sua carreira de fé.
Amados irmãos, quem realmente é o maior dentre nossos irmãos e irmãs de todas as idades, desde o grupo dos adultos ao grupo dos jovens, da Escola Dominical e entre os nossos obreiros, homens e mulheres também? Independente do cargo ou departamento que eles trabalham, aqueles que oferecem a si mesmos para o evangelho do Senhor, O seguem de todo o coração e servem a Ele com suas vidas, essas pessoas são as mais exaltadas. Quem é mais velho ou quem foi salvo primeiro não é importante. Qual é a fé mais preciosa? É aquela que é grata pela salvação do Senhor e pelo evangelho que purificou os nossos pecados com a água e o Espírito, aquela que é uma só com esse evangelho, porque nós nos alegramos em servir ao Senhor. Esse desejo e essa fé em dedicar-se à pregação do evangelho, ir aonde o Senhor for, morar aonde o Senhor mora e andar com o Senhor – essa é a fé mais preciosa.
Se você foi salvo muito tempo atrás ou recentemente, se você é velho ou jovem, se você é rico ou não, e se você é digno ou não baseado nos critérios desse mundo – nada disso importa na Igreja de Deus. No verdadeiro Reino de Deus, aqueles que vivem para o Senhor são os que são exaltados, e aqueles que vivem para o evangelho e o servem são os maiores e melhores. Por isso que não devemos nos guiar por vista. Nossos pastores também não devem discutir quem é o maior entre eles nas suas reuniões. Eu creio que realmente grandes na Igreja de Deus são aqueles que verdadeiramente se oferecem para o Senhor sem nenhuma intenção furtiva, mesmo que eles não tenham nada material para oferecer, aqueles que se dedicam ao Senhor onde quer que estejam e os que querem viver para o evangelho e servir a Ele. Eles são os obreiros que desejam servir ao Senhor e ao evangelho com alegria eterna. Eu estou absolutamente certo que não é só porque alguém foi salvo e se tornou obreiro antes dos outros que ele é uma pessoa de fé maior do que as outras.
Eu sou imparcial comigo mesmo também. Se eu de fato vivo para o Senhor e para o evangelho, então não posso me gloriar em mim mesmo. E se eu tentar viver para mim mesmo ao invés de viver para o evangelho, então eu admito que sou um homem desprezível. Essa é a lei do Reino de Deus. Aqueles que verdadeiramente nasceram de novo conhecem uns aos outros sem dizer uma só palavra. Eles reconhecem se alguém é espiritual sem dizer uma palavra, só olhando olho no olho. Não são necessárias palavras. Eles sabem tudo uns sobre os outros porque sua maneira de pensar é a mesma. Então, quem é o último entre nós? Que tipo de pessoa tem a fé mais imatura nos nossos departamentos? Aqueles que só querem ser servidos e aqueles que querem servir ao Senhor com uma mente calculista, mesmo que ainda não tenham servido a Ele – esses são os últimos dos últimos.
Como eu sei dessas coisas? Você pode estar se pensando: “O Pastor Jong deve saber algo sobre mim”. Sim, eu sei como é o seu coração. E é porque eu posso ver através do seu coração que eu sei disso. Mas eu não sei nada do que é mostrado exteriormente. Eu não tenho a mínima idéia se você oferta ou não, quanto você ofertou. Enquanto eu atento para as pequenas coisas sob a minha supervisão, do resto eu não sei nada. Eu não sei se você está servindo ou não com seus bens materiais, nem o quanto alguém ofertou. Nós temos dois irmãos cuidando das finanças da igreja, e quando esses irmãos me prestam contas, eles dizem somente sobre a diminuição geral das ofertas, não sobre as ofertas individuais de cada irmão. Não há como eu saber isso, mesmo que eu quisesse saber. Mas mesmo eu não sabendo dessas coisas, eu ainda posso dizer se alguém se alegra em servir ao evangelho pela fé ou não.
Nenhum dos nossos irmãos diz para mim: “O irmão fulano deu tanto de oferta”. Eu somente os ouço dizendo: “Nós recebemos isso de oferta normal, isso para o ministério de literatura e isso como oferta de ações de graças. O valor total de contribuições é de tanto e o dízimo disso será enviado para missões”. Nada mais é falado. Ninguém me fala quanto um irmão ou um obreiro ofertou. É feito assim desde que a nossa Igreja foi fundada.
Enquanto não nos importamos com detalhes financeiros nessa terra, eles são registrados no Reino de Deus. Em outras palavras, mesmo que ninguém te julgue baseado em suas ofertas, o que você ofertou está registrado em seu coração e no livro da contabilidade de Deus. O mais importante é você ofertar pela fé e não baseado em cálculos. Em outras palavras, Deus sabe se você está servindo a Ele pela fé ou não. Servir ao Senhor com ousadia, com a fé como a de um vendedor que serve a Ele dependendo de sua situação, é diferente de servir ao Senhor com uma fé real. Eu peço a vocês que não transformem essa igreja num mercado. Essas coisas nunca serão admitidas na Igreja de Deus. A bíblia menciona uma viúva que ofereceu duas moedas ao Senhor e diz que essa pequena oferta foi a maior de todas as ofertas. Dessa forma, Deus vê a intenção do seu coração. Ele nunca olha o valor material de sua oferta.
O Senhor olha para o seu coração e não somente para as suas atitudes. Aqueles que querem servir ao Senhor com um coração sincero, com o que quer que tenham, podem dar este testemunho: “Era impossível para mim servir ao Senhor na situação que eu me encontrava, como eu firmei o propósito de servir a Ele com todo o meu coração, Ele me deu o que eu precisava para servi-Lo. Eu sirvo ao Senhor porque o que eu tenho agora foi tudo dado por Ele”. Aqueles que realmente têm vivido pela fé têm dado esse testemunho.
Contudo, há outros que servem ao Senhor com uma mente calculista. Eles são tão calculistas e astutos que servem ao Senhor sem vontade alguma, e isso totalmente inútil. Como é difícil ganhar dinheiro nesse mundo. Eu sei muito bem disso. Mas mesmo assim, se você der o seu dinheiro para servir ao Senhor com relutância, isso não vai trazer nenhum beneficio para nenhuma das partes. Recolher ofertas como estas não trará bem nenhum para a igreja, e se a igreja só contar com elas, então isso acabará com as finanças em pouco tempo. Quanto mais difícil for para você ganhar dinheiro, mas ele deve ser empregado no mais precioso empreendimento – isto é, ele deve ser ofertado ao Senhor. É assim que o nosso dinheiro é melhor empregado. O que é ofertado ao Senhor não é desperdiçado. Nunca é um desperdício.
Veja a mulher que trouxe um vaso de alabastro com um precioso óleo aromático para Jesus e o derramou sobre Sua cabeça. Quando as pessoas em volta viram isso, elas disseram: “Por que você está desperdiçando algo tão precioso? Você derramou o vaso todo sobre a cabeça de Jesus e agora o óleo está caindo de Sua cabeça, do Seu rosto, até das Suas vestes. Você acabou com as Suas vestes e com Seu cabelo. Você não só molhou Sua cabeça com o óleo, mas também o pôs em Seus pés e agora o chão está encharcado dele. Que desperdício!” Contudo, o Senhor disse que o que a mulher fez não foi um desperdício. O vaso de alabastro com o óleo aromático era o dote daquela mulher, mas mesmo assim ela ainda o passou em Jesus. Para comprar esse vaso de alabastro nos dias de hoje, um homem teria que trabalhar o ano todo e guardar cada centavo do seu salário. Então você pode imaginar como aquela mulher deve ter trabalhado duro para guardar aquele dinheiro. Ela ainda o derramou generosamente sobre o Senhor, e Ele disse que enquanto o evangelho fosse pregado, isso seria contado em memória dela.
Estaremos cometendo um grande erro se hesitarmos ou vacilarmos quando ofertarmos nossos bens materiais ao Senhor. Mas como a situação de cada um é diferente, nem todos podem servir ao Senhor da mesma forma com seus bens materiais. Enquanto algumas pessoas ofertam seus bens materiais para servir ao Senhor, outras que não podem fazê-lo servem ao Senhor com seu corpo e serviço. O desejo de servir ao Senhor pela fé é concretizado quando fazemos isso com tudo o que temos e recebemos dEle tudo quanto pedimos – essa é a verdadeira fé. Algumas pessoas oferecem a si mesmas ao Senhor, pois não têm nada mais o que ofertar.
Todavia, se você deseja ser servido na igreja ao invés de servir, então isso mostra que a sua fé é a última. Esse tipo de fé é a menor de todas. Algumas pessoas que já foram salvas querem servir ao Senhor, e elas realmente querem servi-Lo de todo coração. Por outro lado, há outros que mesmo tendo muito tempo que receberam a remissão de pecados, têm pouca fé. No Reino de Deus é algo muito maligno e errado desejar somente ser servido na igreja, evitar trabalhar e tentar colher mais com o mínimo esforço possível. Isso é pecado. Você deve estar pensando agora: “O Pastor Jong não está dizendo essas coisas com algum plano em mente para nos pedir oferta?” Não, eu não tenho nenhum motivo oculto. Todo o planejamento para o primeiro semestre desse ano já foi implementado. Então eu não vou planejar nada para o segundo semestre até o final do acampamento para treinamento de discípulos. Eu não tenho nenhum plano até agora. Eu estou falando por mim mesmo aqui. O desejo de ser servido é um pecado.
Passar por dificuldades na vida é o que molda seu caráter. Sem passar por elas você não pode se tornar um ser humano decente. Porque o ser humano é egoísta, todos eles precisam ter seu caráter transformado através das lutas. Alguém que cresceu com as dificuldades da vida conhece o sofrimento, aprende a sabedoria para suportar essas dificuldades, se preocupa com a luta das outras pessoas, as ajuda e as ensina como vencer suas lutas com sabedoria e não desistem facilmente. Por outro lado, alguém que viveu como um nobre, sob constante proteção e sem conhecer nenhum sofrimento, não têm consideração alguma pelos outros e quer ser servido o todo o tempo. Como podemos permitir que o nosso coração seja assim? Se nós recebemos a remissão de pecados, então devemos reconhecer nosso Senhor. E mesmo que não tenhamos nada, nós queremos pelo menos oferecer nosso coração a Ele. Quando realmente temos algo para servir ao Senhor nós o oferecemos a Ele. Se não há nada a oferecer mesmo dando uma boa olhada, então nós ofereceremos a nós mesmos e o nosso tempo. É disso que se trata servir ao Senhor. Você deve ter o desejo de fazer o que puder para o Senhor e servi-Lo de todo modo possível.
Como você pode permitir que seu coração não tenha o desejo de servir, mas somente de ser servido? Você não percebe o quanto isso é maligno? Esse é o pior tipo de fé. Eles estão em último lugar em termos de fé.
 
 
O Senhor Quer Nos Vestir com Sua Glória
 
O Senhor não nos salvou para ser servido por nós. Ao invés disso, Ele nos salvou, nos serviu, nos tornou Seu povo e nos vestiu com Sua glória.
Quando nós servimos ao Senhor, devemos também deixar de lado a mania de medir tudo com os padrões do mundo. É muito mundano e errado trabalhar muito se alguém chama a atenção ou se alguém está olhando, mas quando ninguém está vendo fazer corpo mole. Independente se alguém está vendo ou não, se você realmente tem fé em Deus e deseja servi-Lo, então você está pronto a ofertar tudo. Eu continuo falando sobre bens materiais porque a ligação que alguém tem com seus bens serve para conhecer seu coração. Como está escrito na bíblia: “Pois onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mateus 6:21), o que vai no coração de alguém é revelado através de como ele está ligado aos bens materiais. Normalmente, não é fácil expor o que há no coração de alguém. Mas é bem diferente quando isso está relacionado às coisas materiais. Quando alguém esta enfrentando alguma situação na qual seus interesses pessoais correm perigo, suas verdadeiras intenções aparecem sem dúvida alguma, não importa o que ele diga. Suas verdadeiras intenções são reveladas através de sua ligação com bens materiais.
De agora em diante, não diga simplesmente: “Já que a igreja está empenhada na obra do Senhor, eu orarei por ela, mas isso não tem nada a ver comigo”. Não seja indiferente aos planos da igreja. As pessoas de fé pensam no que elas podem fazer por esse plano. E elas também oram pela obra de Deus em detalhes. Melhor dizendo, quando a igreja está empenhada em fazer determinada obra, você deve se perguntar: “Qual é a minha parte nisso? O que eu posso fazer?” Você não deve simplesmente ignorar o que a igreja está fazendo e pensar: “Eu não ligo para o que a igreja pode ou não fazer. Isso é trabalho dos outros, não meu. Eu não sou responsável por ele. Eu devo somente continuar com meus próprios assuntos, ir trabalhar, tratar dos meus negócios, ir à igreja e cuidar da minha família. O que quer que a igreja faça, só importa aos pastores, não é da minha conta”.
Ao invés disso, quando a igreja faz algo, você deveria pensar: “Oh, eu quero participar daquela obra e contribuir com minha renda. Isso é algo natural. O que eu devo fazer então? O que eu posso fazer? Posso contribuir financeiramente, com meu tempo e meus talentos? Ou eu devo ofertar com minhas orações? O que eu devo fazer? Devo participar dessa obra com meu trabalho?” Não é certo pensar assim: “O que a igreja faz é o trabalho dela, o que eu faço é o meu trabalho”.
O prefeito da cidade de Chuncheon anunciou que os seus planos eram tornar a cidade num centro de diversão. A quem esse projeto interessa? A todos os cidadãos que querem ganhar dinheiro. É somente para gerar ganho econômico que o prefeito está tentando fazer da cidade de Chuncheon um centro de diversão, e está anunciando isso para todo mundo. Isso será muito útil aos nossos pastores porque estamos pensando em publicar algumas histórias em quadrinhos com o evangelho da água e do Espírito.
A propósito, se a igreja decidir pregar o evangelho através de histórias em quadrinhos, aqueles que sabem desenhar devem se unir a nós. Alguns podem até pensar: “Mas eu não sei desenhar muito bem. Eu não tenho o dom de desenhar. Esse é um dom que eu não tenho! Eu ajudaria muito se nem chegasse perto dos desenhistas. Eu iria arruiná-los só de estar ao lado deles. Eu acabaria derramando a tinta e estragando tudo, por isso, nem pense em me chamar para desenhar histórias em quadrinhos!”
Mas é correto pensar assim? Outros podem pensar: “O que devo fazer? Eu não sei desenhar histórias em quadrinhos, mas eu posso comprar canetinhas para os desenhistas? Ou comprar papel? Eu tenho que realizar algumas tarefas limpar o estúdio após o expediente? Eu tenho que participar desse trabalho com ajuda financeira ou orar por ele? O que eu devo fazer?” Qual desses dois pensamentos estão certos? Diante de Deus, o certo a fazer é pedir à igreja que coloque o seu nome em qualquer coisa que você possa fazer dentro daquilo que ela planejou.
Como nós temos que trabalhar para servir ao evangelho! Do nosso ministério de fora do país à tradução literária até o ministério de internet, não temos muito trabalho a fazer? Então todos nós temos algo que devemos fazer. Quem pode trabalhar deve oferecer seu corpo para o trabalho, quem pode contribuir financeiramente deve servir ao evangelho com suas ofertas, e quem ora devem continuar orando pelo nosso ministério. Somente quando há pessoas disponíveis é que Deus pode trabalhar. Então, todos nós, que somos os braços da igreja, devemos pensar em como podemos servir o evangelho e o que podemos fazer por ele, pois servir ao evangelho não é trabalho de uma pessoa só, ele requer que unamos todas as nossas forças. Como podem poucas pessoas fazerem tais coisas? Se temos algum desejo de servir na obra da igreja, então participaremos dela, e se nós fizermos isso, nunca ficaremos na pobreza.
Amados irmãos, independente de sermos ricos ou pobres, se cada de um de nós ofertar até mesmo a menor quantia para a obra do evangelho, então essa obra realmente se realizará. Aqueles que têm poucos bens materiais e estão passando por dificuldades financeiras podem muito bem ofertar seu tempo, seu corpo e suas orações. E aqueles que querem fazer ofertas financeiras devem pensar assim: “Isso é quanto eu gasto com as despesas da minha família, então eu vou apertar o cinto um pouco e usar minhas economias para servir ao evangelho. Devido à minha renda limitada, eu vou tentar apenas suprir minhas necessidades, economizar o que eu puder e ofertar minhas economias para essa causa”. Assim, algumas pessoas apertam seus cintos para ofertarem mais a Deus. É assim que devemos viver. Não importa o que façamos, nós devemos servir a Deus e participar dessa obra do evangelho.
Para a nossa fé crescer, nós temos que nos dedicar para servirmos ao evangelho. Se nós podemos trabalhar bem ou não, isso vem em segundo lugar; a primeira coisa que devemos fazer é oferecer nosso coração ao Senhor e fazer o melhor com nossos dons. Se vivermos segundo as circunstâncias ao invés de nos dedicarmos a servir ao evangelho, então será realmente impossível para nós servi-lo. Você acha que viverá muito bem sem oferecer seu coração para servir ao evangelho? Longe disso, será uma luta para você somente manter seu corpo vivo.
Nós devemos nos dedicar ao evangelho. Por isso, quanto mais a nossa fé crescer, mais nós iremos servir ao Senhor. O crescimento da nossa fé significa que temos muito mais que servir. O que acontece quando nós temos que servir mais? O que tem dentro de nós é revelado. Quanto mais sua fé cresce mais você vai querer servir; mas o que acontece então? Quando você vê o quanto você vai ter que servir e o pouco que você serviu, você vai orar a Deus: “Senhor, me faça servi-lo mais ainda. Ajude-me para que eu possa servi-Lo ainda mais.” Desta forma, quando você orar a Deus e exercitar sua fé, ela crescerá ainda mais, Deus te dará mais e você será um homem de muitas posses, mesmo que pareça que você tenha pouco. Deus dará mais àqueles que O servirem mais. E por receber mais de Deus, você também irá querer servi-Lo mais. Dessa forma, sua fé crescerá mais e você irá querer servir mais ao Senhor; e por causa dessa vontade você realmente O servirá mais. E quando você servir ao Senhor, Deus lhe dará mais ainda e você se tornará o primeiro. Em outras palavras, aqueles que servem mais ao Senhor e ao evangelho ficarão mais perto do Senhor e permanecerão com Ele, que é o cabeça da igreja.
O apóstolo Paulo disse: “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (I Coríntios 10:31). Essa passagem resume tudo. Se comemos ou bebemos ou o que quer que façamos, devemos fazer tudo para a glória de Deus. Como esse texto não é específico, ele não está falando de tudo e de todas as suas implicações? Já que a bíblia nos diz que tudo que fazemos, comemos ou bebemos deve ser para a glória de Deus, a fé é a única coisa que importa em nossa vida de justos.
Queridos irmãos, nós devemos realmente nos tornar pessoas que possuem uma de fé madura. Nossa fé deve crescer. Ao invés de querermos ser servidos, nós devemos nos oferecer para fazermos a obra do Senhor. Nós devemos nos tornar o tipo de pessoa que serve mais e mais. A lógica do mundo é clara: se você gasta dez de dez, você não terá nada mais. Mas nós temos experimentado diversas coisas no Reino do Senhor. Se nós oferecemos cinco ao Senhor e vivemos com os cinco restantes, o Senhor nos suprirá com outros dez. Nós então ofertaremos sete de dez ao Senhor e viveremos com os três restantes, e veremos que podemos realmente viver mais prosperamente com os três do que com os cinco anteriores. Isso porque o Senhor nos supre ainda mais quando nós estamos com nossa fé pura e lá no alto.
E foi nesse contexto que o milagre dos cinco pães e dois peixes aconteceu. O mesmo aconteceu com a história da viúva de Sarepta nos dias de Elias, onde a bíblia nos fala que é pela fé que as bênçãos de Deus são derramadas. Essa viúva serviu ao servo de Deus com um punhado de farinha e um pouco de azeite numa botija, mas até a fome passar a farinha não foi usada e o azeite da botija não tinha se acabado. A viúva tinha tão pouca farinha que quando foi amassá-la para fazer um bolo havia o suficiente somente para ela e seu filho comerem. Mas mesmo assim, ela usou esse pouco de farinha para servir o servo de Deus primeiro, e a bíblia diz que por causa disso ela pôde alimentar a seu filho e a si mesma e a farinha não acabou até eles saciarem sua fome (I Reis 17:11-16). Ela serviu o servo de Deus primeiro. Mas eu não estou dizendo que vocês devem me servir. Pelo contrário, eu contei essa história para lembrá-los que pelo fato de a viúva ter crido em Deus e servido Seu servo, mesmo se encontrando numa situação em que não podia alimentar nem a si mesma, Deus abençoou sua casa e supriu suas necessidades. Foi por isso que sua farinha não acabou.
Amados irmãos, se vocês tiverem um único desejo de servir ao evangelho, então vocês o servirão mais ainda. E se o seu coração estiver disposto, você será mais do que capaz de completar essa obra de pregar o evangelho através de histórias em quadrinhos. Nunca se sabe, nós podemos até dominar a indústria de histórias em quadrinhos e cobrirmos o mundo todo com o evangelho através de nossos livros. Se você e eu apenas tivermos o desejo de servir, então nós poderemos servir ao evangelho mais que suficientemente com as bênçãos de Deus. O problema é a falta de vontade. O Senhor não fechou as portas para nós, mas sim as abriu totalmente. E é só por causa da falta de vontade que não podemos entrar por essas portas. Se tivermos o desejo de trabalhar, então mesmo se não tivermos nenhuma doação, Deus irá fazer as pessoas do mundo nos ajudar para que nosso trabalho seja realizado.
Na verdade, o mais importante é o nosso coração. O mais importante é ter desejo de servir ao Senhor. O desejo de servir ao invés de ser servido é o que realmente importa. Aqueles que querem servir ao Senhor, por mais que tentem fazer o melhor, têm que poupar o mínimo que gastam consigo mesmos e ofertar o restante a Deus. Pelo contrário, aqueles que querem ser servidos pensam somente em gastar mais consigo mesmos. Aquele cujo coração deseja servir o Senhor realmente O serve sob quaisquer circunstâncias, e Deus o supre para que ele possa servi-Lo ainda mais.
Aquele que quer ser servido nunca terá o bastante, mesmo que lute constantemente para aumentar sua renda e faça tudo que puder para investir seu dinheiro em si mesmo. Essa é a diferença no âmbito da fé, e se você recebeu a remissão de seus pecados e se tornou um homem de fé realmente, então você deve desejar crescer em sua fé. Primeiro de tudo, você deve orar para sua fé crescer, pois quando sua fé cresce você deseja servir ao Senhor ainda mais; e é assim que você se torna uma pessoa que serve o evangelho. Todos nós devemos nos tornar alguém que quer servir mais e mais. Nunca pense assim: “Eu já fiz o bastante. Eu servi muito ao evangelho e agora é a minha vez de ser servido e não servir. Os que estão atrás de mim são os que devem servir ao evangelho, não eu”. Aqueles que foram salvos primeiro e vestidos com a graça do Senhor devem segui-Lo em Sua na igreja, pois estão nela há mais tempo. Justamente porque sua fé cresceu mais, eles devem servir mais ainda.
Assim é o Reino de Deus. Você e eu somos servos do Senhor. Fazemos parte do povo de Deus. Já que todos nós vivemos para o Senhor, somos aqueles que ofereceram nossos bens materiais, nosso corpo e tudo mais para Ele. Se fôssemos gastar tudo conosco e calcular cada passo com uma mente calculista, quando serviríamos ao Senhor? Quando faríamos a obra do evangelho? Quando pregaríamos o evangelho através das histórias em quadrinhos, quando evangelizaríamos o mundo, quando daríamos testemunho aos amados coreanos e quando pregaríamos o evangelho aos nossos familiares? Se você fizer tudo para você mesmo, você nunca poderá servir ao Senhor. Em outras palavras, aquele que serve ao Senhor não pode fazer tudo o que quiser para si mesmo.
Isso não significa que você não pode nem comprar alguma roupa. Algumas pessoas servem fielmente ao Senhor mesmo se vestindo muito bem e gastando muito dinheiro, enquanto que outras não servem em nada ao Senhor e também não fazem nada por si mesmas. O assunto aqui é o coração, não as atitudes.
Deus te deu vários dons. Ele cuidou da sua vida de modo perfeito para que você pudesse servi-Lo de todas as maneiras, com seus bens materiais e seu corpo. Contudo, aquele que não serve ao Senhor com nada, nem com seu corpo, nem com seus bens materiais e nem com suas orações e pensamentos, se recusa a servi-Lo totalmente. Quando nós comparamos essas pessoas com aquelas que servem fielmente o Senhor até a sua morte, podemos ver claramente que elas não são mesmo justas. Não é certo aqueles que têm uma pequena fé pararem de exercitá-la. Assim como é certo que a água seca se não for retirada do poço, a nossa pequena fé também acabará se não a colocarmos em prática na igreja de Deus.
Meus queridos irmãos, eu peço para que vocês sejam quebrantados na igreja. E peço para que vocês impeçam seus próprios pensamentos. Vocês nunca terão uma vida de fé com seus próprios pensamentos. É simplesmente impossível. O importante é a Palavra de Deus. A Palavra de Deus diz que “aquele que quer ser o primeiro deve ser um servo”. Quem é o servo? Nós devemos ser servos do Senhor. Não importa o quanto você seja digno, se seu coração não ama o Senhor, então você não pode se tornar Seu servo. Não importa o quanto alguém seja esperto ou brilhante em assuntos do mundo, se ele não tiver o desejo de amar o Senhor, ele não é um servo de Deus então.
 
 
Alguém que se Forma no Seminário se Torna um Servo de Deus Automaticamente?
 
Alguém pode se tornar um servo de Deus somente por ter muito conhecimento secular? Ele se torna um servo de Deus por se formar num seminário, numa faculdade ou por passar em algum teste? Não, não é assim que funciona. O verdadeiro servo do Senhor é aquele que ama o Senhor, que se importa com Seu evangelho, que aceita a Sua Palavra e que nega a si mesmo, que toma sua cruz e O segue. Você acha que qualquer um pode se tornar um servo do Senhor? Um servo do Senhor é maior do que aquele que detém um grande poder nesse mundo. Ele é muito mais exaltado porque é servo de Deus. Ninguém nesse mundo pode se comparar aos servos de Deus.
Queridos irmãos, nós devemos jogar fora o desejo de sermos servidos. Nós devemos desejar ser um povo de fé que dá as suas bênçãos ao invés de tomar emprestado dinheiro de alguém que não crê, como a apóstolo Paulo disse: “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário socorrer os enfermos, recordando as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber” (Atos 20:35). Ao invés de pegarmos dinheiro emprestado com nossos vizinhos a fim de garantir nossa sobrevivência, nós devemos ser aqueles que emprestam, dizendo aos outros: “Você não tem dinheiro? Eu vou te emprestar esse dinheiro para você começar um negócio. Só me pague o valor principal, você não precisa me pagar juros algum”.
Amados irmãos, nós temos que ter esse abundante e rico coração que está posto no Senhor. O coração dos nascidos de novo tem que ser rico. O apóstolo Pedro disse: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho te dou. Em nome de Jesus Cristo, o nazareno, levanta-te e anda” (Atos 3:6). Aqueles que têm uma fé poderosa no Senhor podem ficar firmes e agir corajosamente como um jovem leão. Todo o nosso coração deve estar cheio do Senhor. Em nossa igreja, alguém que não serve ao Senhor é classificado como o último na fé.
Mesmo que não tenhamos muitas funções oficiais em nossa igreja, falando francamente, há ainda funções invisíveis e regras. Poucas igrejas têm funções claramente definidas como a nossa igreja tem. Comparadas a nós, as igrejas do mundo têm muito mais funções. Uma delas é o diaconato, e essa palavra se refere a alguém que toma conta da casa, por isso um diácono é um servo e um escravo. É claro que nós os nascidos de novo não somos somente servos comuns, mas somos os zeladores do Mestre que estão próximos a Ele, que sabem tudo sobre Ele e que estabelecem Seu Reino com Ele. Em outras palavras, não somos somente meros servos que ficam no portão recebendo os visitantes ou carregando a bagagem, mas nós somos os servos que estão perto do Mestre, que conhecem Sua vontade e que participam da edificação do Seu Reino. Por sermos servos que edificam o Reino de Deus, quando esse Reino for estabelecido nós assumiremos os postos mais altos como recompensa.
Porque dentro do nosso coração está o Reino de Deus, nós devemos ter uma grande fé. Porque todo o nosso coração deve estar posto no Senhor, nós devemos deixar de lado qualquer amor pelo mundo. Se o nosso coração ama esse mundo, isso significa que o Senhor não está nele, mas se deixarmos de lado nosso amor pelo mundo, o Senhor automaticamente encherá o nosso coração. Nós devemos nos tornar servos do Senhor. Como podemos então ser servidos? Nós devemos ser aqueles que dão algo aos mendigos e não o contrário, aqueles que se tornam os próprios mendigos. Hoje em dia, quando eu vou à cidade eu vejo alguns deficientes rastejando e mendigando nas ruas em nome de Jesus. Eu me envergonho quando vejo essas pessoas. É difícil eu ter pena delas, pois elas invocam o nome de Jesus somente para viver como mendigos, envergonhando o nome do Senhor e manchando a dignidade de todos os cristãos. É claro que toda a ajuda que você der a essas pessoas você também estará fazendo ao Senhor, mas como um cristão pode permitir tornar-se um mendigo?
Queridos irmãos, vocês têm que ter uma grande fé, e por isso ela precisa crescer. Aqueles que tem a mente aberta e servem mais é que são abençoados. Como você pode, depois de nascer de novo, ainda manter o pequeno vaso que você tinha antes? Quando você fala para Jesus: “Senhor, por favor, encha o meu vaso”, então o seu vaso será cheio com pequenas gotas apenas. Isso é o bastante? Não importa o quanto seu vaso seja grande, acaso o Senhor não pode enchê-lo? O Senhor é capaz o suficiente para encher todos os nossos vasos. O problema está em nós, pois trazemos a Ele somente pequenos vasos de fé menores do que um prato, pedimos a Ele que os encha e aí nos contentamos em viver a cada dia desses pequenos vasos. como é frustrante para mim ver isso!
Você deve ter uma mente aberta e um grande vaso de fé para desejar servir ao Senhor. Se você corajosamente decidir servir ao Senhor, então Deus o completará com Suas muitas bênçãos. Deus fará com que a sua fé cresça para você ganhar muito dinheiro e seus rendimentos serem extremamente altos. Apesar disso, você se preocupa com seu pequeno vaso, pensando se deve enchê-lo totalmente ou não, e no que pode acontecer se você fizer isso. Já que o seu vaso é muito pequeno, você pensa que não é o suficiente gastá-lo consigo mesmo, não importa o quanto ele esteja cheio. Mas como você pode servir ao Senhor com tão pouca fé?
Abra sua mente e cresça na fé. Se você disser ao Senhor: “Deus, eu não posso viver com tão pouco. Dê-me mais. Dê-me grandes coisas”, então o Senhor acrescentará mais coisas à sua vida. Quando você crescer na fé pedindo ao Senhor grandes coisas, você poderá servi-Lo ainda mais e terá então uma vida abundante. Portanto, todos nós devemos crescer na fé. Mas para que cresçamos na fé, nosso coração deve desejar servir mais. A fé não cresce só por tentarmos fazê-la crescer, pelo contrário, ela cresce junto com nosso desejo de servir.
As pessoas do mundo são felizes por ganharem dois mil reais por mês. Ainda existem aquelas que estão satisfeitas por ganharem isso e ficam contentes consigo mesmas dirigindo seu carro confortável. A vida dessas pessoas vale somente dois mil reais. Por outro lado, amados irmãos, nós podemos fazer nossa vida valer milhões e bilhões de dólares orando: “Senhor, eu quero servi-Lo ainda mais”. Quando aqueles que querem servir mais vivem pela fé, eles não se tornam pessoas miseráveis que vivem contando migalhas. Por isso, eu os aconselho a fazer melhor uso de sua fé e a desejarem servir ao Senhor ainda mais. Aqueles cuja fé é classificada como sendo a última, sua vida também é classificada como tal. Essa vida deve ser de lágrimas, lamento e miséria todos os dias. Você acha que há diferença entre ser o último na vida ou o último na fé? Você acha que é possível sua vida estar em primeiro lugar e a sua fé em último? Não, a vida daquele cuja fé está em último lugar ocupa essa mesma posição também. Pelo menos é assim no Reino de Deus.
Portanto, devemos perguntar a nós mesmos: “Como eu posso servir ao Senhor? O que eu posso fazer para agradá-Lo? Como eu posso continuar fazendo fielmente a tarefa que me foi confiada? O que eu devo fazer para realizar a obra do Senhor?” É para esse propósito que nós devemos viver. O que quer que você e eu façamos, quer comamos ou bebamos, devemos fazer tudo com o propósito de servir ao Senhor e ao Seu evangelho. Alguém que está satisfeito em somente comer, beber e dormir todos os dias, e que não se preocupa com essas coisas, tem a fé menor que uma moeda, pois é a assim que servem ao Senhor. É impossível que ele fique rico assim. Já que você nasceu nesse mundo, você deve ter uma vida farta, e mesmo que você não more em uma mansão, você pode pelo menos ter um agradável lugar para chamar de lar e desfrutar de uma boa vida. Mas se, ao invés disso, você trabalhar todo dia até sua morte, ganhando dinheiro suficiente somente para se alimentar e às vezes até passando fome, esse não é um tipo de vida miserável? Você só vive uma vez, então, eu o aconselho a viver com grandes ambições e coragem, ao invés de viver uma vida miserável assim pela falta de fé. Se você tiver fé, você verá como Deus irá suprir todas as suas necessidades.
Você é uma pessoa justa ou não? Você é uma pessoa justa. Devido ao fato de você ser uma pessoa justa e um filho de Deus, sua vontade é ter uma vida miserável contando migalhas neste mundo? Não, é claro que não! Portanto, se você quiser ter fé, servir ao Senhor e se dedicar ao evangelho e à Sua obra, então Deus, vendo o que você está fazendo, proverá todas as suas necessidades. Se você está disposto a dizer: “Senhor, eu quero fazer Sua obra fielmente”, mesmo que sua situação não esteja boa, Deus a mudará para que você possa servi-Lo então. Melhor dizendo, Deus o encorajará para que você faça muitas obras pela fé. Por que eu devo então viver tão miseravelmente? Já que você nasceu nesse mundo, você não deve viajar por ele, experimentar pratos diferentes e ver outras culturas, lugares e costumes que o mundo oferece? E você não deve viver pela justiça? Todos nós devemos realmente viver assim. Mas que isso não fique somente nas minhas palavras; se você realmente recebeu a remissão de pecados, a coisa certa a fazer então é aplicar esse princípio para crescer na fé.
Todos nós precisamos considerar o seguinte: “O que há de errado com a minha fé? Eu tenho realmente o desejo de viver para o Senhor? Certo, eu fui salvo mas eu ainda estou vivendo na carne, só pensando no que comer, no que beber e no que vestir”. Se você está preocupado com o que comer, beber e vestir, então você não pode servir ao Senhor. Por causa disso, você acordará a cada manhã preocupado e viverá toda sua vida debaixo desse jugo. Você ficará constantemente preocupado, pensando: “O que eu vou comer hoje? O que eu vou beber? O que eu vou vestir? Eu não tenho roupas. Minha geladeira está vazia. O que eu vou fazer?”
Nosso Senhor disse: “Quanto ao vestuário, por que andais ansiosos? Observai como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem fiam. Eu, porém, vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não vestirá muito mais a vós, homens de pequena fé?” (Mateus 6:28-30). E Ele continua dizendo: “Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33).
Nosso Senhor prometeu que nos daria tudo. Você quer viver preocupado todos os dias com o que vai comer? Nosso desejo deve ser nos tornamos pessoas de fé que servem muito mais ao evangelho. Abra sua mente e viva para o Senhor e para o evangelho. Deus fará você viver em prosperidade abundante. Você crê nisso? Por isso, eu estou aconselhando vocês a viver pela fé. Eu sou totalmente diferente dos pastores fraudulentos das igrejas do mundo que dizem: “Se você vender sua casa e ofertá-la ao Senhor, você terá duas casas”, tudo para aumentar as finanças da igreja. Você pensa que é por isso que eu estou falando assim? Não, por favor, não me olhem como se eu fosse um explorador. Eu nunca disse uma única palavra que não fosse sobre a fé e que pudesse levá-los à destruição.
A maneira de você prosperar é servindo ao Senhor. Buscar o Seu Reino e a Sua justiça é a forma de recebermos bênçãos. Seu Reino é estabelecido pela pregação do evangelho da água e do Espírito, por levarmos todos nessa terra a receber a remissão de pecados e se tornar filhos de Deus que buscam o Seu Reino e a Sua justiça. Deus está nos dizendo para vivermos para Ele, para o que é certo.
Assim sendo, vamos todos viver para o Seu Reino e para a Sua justiça. Aleluia!