Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 6-12] (João 6:41-51) Creia em Jesus que Veio do Céu para o Seu Coração como Seu Salvador

(João 6:41-51)
“Murmuravam dele os judeus, porque dissera: Eu sou o pão que desceu do céu. Diziam: Não é este Jesus, o filho de José, cujo pai e mãe nós conhecemos? Então como diz ele: Desci do céu? Respondeu Jesus: Não murmureis entre vós. Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o trouxer, e eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos profetas: Serão todos ensinados por Deus. Todo aquele que ouve o Pai, e aprende dele, vem a mim. Ninguém viu ao Pai, a não ser aquele que é de Deus; só este viu ao Pai. Em verdade, em verdade vos digo: Quem crê, tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Mas aqui está o pão que desce do céu, do qual se o homem comer não morre. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”.
 
 
O Senhor é o Pão da Vida
 
Na passagem bíblica acima, nosso Senhor diz que desceu do Céu. E foi para nos dar a vida eterna que Ele desceu do Céu. Ele desceu do Céu para se tornar nosso pão, para nos alimentar com o pão da vida e para salvar as almas que estão morrendo. Mas nosso Senhor não é dessa terra. Ele enfatiza que desceu do Céu em obediência à vontade do Pai. E Ele fez isso mesmo não sendo dessa terra, mas porque era Filho do Deus eterno.
Portanto, nós temos que reconhecer que Jesus, o unigênito de Deus enviado por Ele, e o nosso Senhor e Salvador, e temos que crer nisso também. Na verdade, jamais devemos pensar em Jesus simplesmente como se Ele fosse um dos grandes quatro sábios ou somente o fundador de uma religião. Nosso Senhor disse que Ele é o pão que desceu do Céu. Nós não temos como descrever como foi importante Jesus ter vindo do Céu a essa terra segundo a vontade de Deus para salvar a nós, pecadores, de todos os nossos pecados.
Há dois tipos de fé entre os cristãos hoje: alguns crêem de maneira errada na doutrina do arrependimento inventada pelo homem, enquanto que as pessoas que têm a fé correta crêem no evangelho da água e do Espírito, e anunciam que Jesus desceu do Céu e nos salvou dos pecados do mundo. Todo cristão adota um desses dois tipos de fé. Os primeiros criaram sua própria doutrina da salvação e crêem nela conforme querem. Mas eles não podem apagar os pecados do seu coração por mais que creiam fervorosamente em Jesus; e por isso serão lançados no inferno no final. Jamais devemos seguir pelo seu caminho.
Nosso Senhor disse claramente: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu” (João 6:51). O filho do Homem é o pão que desceu do Céu. E mesmo tendo nascido nessa terra através de um corpo de mulher, nosso Senhor é o Salvador que desceu do Céu. Ele é o próprio Deus que veio a essa terra num corpo de um homem para se tornar nosso verdadeiro Salvador. Este é o ponto central da passagem deste capítulo.
Todos nós temos que crer nesta passagem. Deus não quer que creiamos em Jesus somente como uma religião. Por que Jesus disse aos judeus que Ele era o pão que desceu do Céu? Por que Ele enfatizou várias vezes que Ele é o pão que desceu do Céu, que tudo que Ele dizia era segundo a vontade de Deus, e que Ele só veio porque foi enviado pelo Pai? Foi para deixar bem claro para nós que Jesus é o Deus da salvação que desceu do Céu e para nos fazer crer nisso. Essa é uma Verdade tão imprescindível que não temos como descrevê-la.
O Jesus que nós cremos não é apenas um homem melhor do que nós, pois somos totalmente humanos, mas Ele é mesmo o Deus Criador que é incomparavelmente mais exaltado do que nós. Foi Ele quem criou o universo e tudo que nele há, Aquele que veio a essa terra como nosso Salvador. Em outras palavras, quando caímos em pecado enganados por Satanás e estávamos sofrendo, quando estávamos sob maldição e fomos condenados ao inferno por toda a eternidade, o Senhor deixou Seu trono de glória no Céu e veio a essa terra para nos salvar dos pecados do mundo. Jesus é Aquele que veio do Céu realmente, Ele é o nosso Salvador. Nós somos salvos quando cremos no que Jesus fez por nós nessa terra ao vir do Céu. Ter esse tipo de fé para nós é algo totalmente indispensável.
Nosso Senhor disse em João 6:43-44: “Não murmureis entre vós. Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o trouxer, e eu o ressuscitarei no último dia”. Como podemos ver, nós só encontrarmos graça se Deus Pai no levar a Jesus. A não ser que Deus nos guie para que sejamos salvos conhecendo o evangelho da água e do Espírito e crendo nele, nós jamais poderemos crer em Jesus como Salvador. Jesus, que criou os céus e a terra, tem em Suas mãos nossa salvação, nossa vida e nossa morte, nossa prosperidade ou fracasso. Do mesmo modo, Jesus é o Deus triuno junto com Deus Pai, que também é o nosso Pai, e o Espírito Santo. É este Deus triuno que nos leva a ter um encontro com Jesus, a crer Nele, a receber a salvação e a sermos vestidos com a glória dos Céus.
Há muitos cristãos neste mundo realmente. Mas apesar de haver muitos cristãos que confessam crer em Jesus, qual é a situação do Cristianismo hoje? São muito poucos os que crêem em Jesus de modo correto dentro da Palavra da Verdade. A fim de apagar nossos pecados, Jesus veio do Céu e nasceu do corpo da virgem Maria; Ele foi batizado e levou sobre Si todos os pecados do homem; Depois Ele levou os pecados do mundo até a Cruz e morreu crucificado; ao terceiro dia Ele ressuscitou dos mortos e agora está assentado à direita do trono de Deus. Mas poucos cristãos que crêem em Jesus conseguem entender isso. Na verdade, embora todo cristão devesse ter esse tipo de fé, mais são os que não a possuem do que os que a possuem.
Que tipo de fé glorifica a Deus? É a fé que não busca Sua própria justiça mas, por outro lado, crê totalmente no que Deus fez por nós a fim de nos salvar, e nos leva a sermos gratos a Ele e rendermos a Ele toda a glória. Essa é a fé que Deus quer de todos nós.
Todo cristão tem que crer com toda firmeza e sem duvidar que Jesus veio do Céu. Nós temos que crer em Jesus que veio do Céu e se tornou nosso Salvador, temos que exaltá-Lo e dar graças a Ele. Nós temos que crer que Ele levou nossos pecados ao ser batizado; temos que crer que Ele os levou à Cruz a fim de suportar o terrível castigo da crucificação; temos que crer que Ele nos deu uma nova vida ao ressuscitar dentre os mortos; e temos que crer que Ele nos deu o Reino Milenial e o eterno Reino de Deus que breve virá. Crer em tudo isso de modo claro e baseado na Palavra de Deus é ter a fé correta. Deus quer que tenhamos fé no que Ele fez por nós. Nós temos que crer na Sua justiça e exaltá-la. Deus se agrada e aceita justamente aqueles que conhecem, louvam e exaltam Sua justiça, Seu amor e Sua salvação. O meu conselho a todos vocês é que vocês se tornem pessoas que crêem na glória dos Céus que Deus preparou para nós e sejam gratas a Ele por isso.
Para explicar o propósito de Deus ter nos criado, a Bíblia diz: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo. Pois nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele. Em amor nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito da sua vontade, para louvor e glória da sua graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado” (Efésios 1:3-6). Deus criou o universo e tudo que nele há, criou o homem e nos colocou nessa terra junto com todas as outras pessoas, tudo isso para revelar como Ele é exaltado, misericordioso, cheio de amor, como Ele nos deu Sua perfeita salvação, e quantas bênçãos Ele deu ao homem – isso para que O glorificássemos em Sua graça pela nossa fé.
Eu sou grato a Deus por permitir que O louvemos. O Seu amor de fato não tem limites, Seu poder é mesmo maravilhoso e Sua misericórdia é realmente indescritível. Ele é magnífico realmente. Nosso Senhor está dizendo que Ele nos fez nascer nessa terra e depois crer no evangelho da água e do Espírito, a fim de que Ele recebesse o nosso louvor, a nossa gratidão e as nossas orações.
 
 
Nós Temos que Ter Fé no Evangelho da Água e do Espírito
 
Nós agora temos que ser pessoas que louvam e exaltam a justiça de Deus. Nós temos que crer que Jesus, o próprio Deus, veio do Céu a essa terra para nos salvar dos nossos pecados; que Ele nasceu da virgem Maria como um homem; que Ele levou todos os nossos pecados aos 30 anos; que Ele também foi condenado por todos os pecados do mundo na Cruz; e que Ele nos fez filhos de Deus eternos. Você e eu temos que entender quem de fato é Jesus, nosso Salvador que veio do Céu, temos que exaltá-Lo como Ele merece, agradecê-Lo com toda a fé do nosso coração por Ele ter nos salvado, e receber a bênção da salvação através dessa fé pura que temos. O Senhor se agrada da nossa fé e quer receber nosso louvor e adoração. Você e eu precisamos ter essa fé.
Jesus disse enfaticamente várias vezes aos judeus que Ele havia vindo do Pai. Ele fez isso para que eles entendessem Sua divindade. Contudo, os judeus O rejeitaram até o fim. O desejo de Deus é que todos creiam que Jesus é o próprio Deus e o Salvador que veio do Céu para salvar o homem do pecado. Em outras palavras, Jesus não quer que O conheçamos meramente como um grande homem da história. Portanto, não é possível que as pessoas conheçam Jesus como um dos quatro grandes sábios da história mundial. Deus nos disse para crermos em Jesus que veio do Céu. Jesus é o Salvador que veio do Céu para salvar você e eu dos nossos pecados. O que o Senhor quer é que saibamos o que Ele fez por nós, que nós sejamos gratos e louvemos a Ele do fundo do nosso coração. Isso porque Ele fez o homem para ser glorificado através dele.
Se você quer ter a fé correta, você tem que crer de todo o seu coração no evangelho da água e do Espírito. Você não deve considerar o Cristianismo apenas como mais uma das muitas religiões do mundo, nem crer nele assim. Você nunca deve crer em Jesus como se estivesse apenas escolhendo entre as muitas religiões que existem. Deus ficará desapontado e irado se você crer assim. Nós temos que reconhecer Jesus como Deus. Jesus criou o universo e tudo que nele há. Ele criou não somente as montanhas, os rios ou os mares, mas Ele também criou todas as galáxias que existem no universo, assim como tudo que é invisível também. Amados irmãos, é assim que vocês crêem?
Apesar disso, muitos cristãos hoje em dia não crêem que Jesus veio do Céu, mas nasceu dessa terra. Eles crêem Nele de maneira errada assim porque não O entenderam. Como esse erro é grave! Meus amados irmãos, se o Jesus que você e eu conhecemos fosse simplesmente um homem respeitável e cheio de influência nessa terra, Ele não poderia ter se tornado nosso Salvador então. Isso porque Aquele que pode salvar o homem, que está preso ao pecado e à destruição nessa terra, não pode ser alguém que nasceu aqui, mas alguém do próprio Deus. Só quando o próprio Deus vier é que a salvação será perfeita. Vocês crêem nisso, amados irmãos? Vocês têm que entender e crer nisso.
Deus está realmente frustrado. Ele não está frustrado com vocês que são justos, mas com os cristãos deste mundo que não nasceram de novo ainda. Isso porque mesmo que Deus tenha amado o mundo de tal maneira a ponto de enviar Seu único Filho, e até mesmo Jesus, o próprio Deus, tendo deixado Seu trono de glória no Céu para vir a essa terra salvar os pecadores dos seus pecados, ainda assim as pessoas não O reconhecem e acham que Ele é alguém que nasceu dessa terra. E este pecado é o mesmo que vimos os judeus cometendo na passagem deste capítulo por se recusarem crer em Jesus, dizendo: “Não é este Jesus, o filho de José, cujo pai e mãe nós conhecemos? Então como diz ele: Desci do céu?” (João 6:42).
Amados irmãos, não crer é o mesmo que pecar (João 16:9). Quando alguém diz que crê em Jesus mas não como Deus, sua fé de fato foi inventada por ele. Assim, ele pode até ser reto quando convém ao seu coração, mas se algo der errado, ele está pronto para mostrar quem ele é, renunciando sua vida de fé. Esse tipo de fé inconstante, onde alguém recebe a Jesus somente quando precisa e O deixa quando não precisa mais Dele, não é a verdadeira fé. É justamente por causa disso que Jesus, que veio do Céu, é o próprio Deus e o nosso Salvador, nosso Pastor, nosso Juiz e tudo para nós. É por isso que jamais devemos crer em Jesus da forma que quisermos. Ele é Aquele que nos criou e o nosso Salvador. Como é que podemos crer no Criador de maneira tão radical, já que a vida eterna e todas as bênçãos celestiais dependem dele?
Na Roma antiga os imperadores eram considerados deuses. Na antiga China, a dinastia Zhou chamava seu rei de “o filho dos céus”, que é um outro modo de chamá-lo de filho de Deus. Atualmente no Japão, o rei também é chamado de “imperador celestial”, elevando-o ao status de filho divino. Essa deificação uniu a nação e acabou fazendo com que o militarismo do país iniciasse a Guerra do Pacífico. Sabendo de tudo isso, você acha que Jesus ocupa a mesma posição desses imperadores? Não, Jesus é o próprio Deus que criou o universo e tudo que nele há, independente se você e eu cremos nisso ou não.
Quando alguns anjos no Seu reino de rebelaram contra Ele, Jesus os expulsou e criou o homem à imagem de Deus. E por ter amado tanto o mundo, Deus fez você e eu nascermos nessa terra, nos fez Seus filhos e enviou Seu único Filho Jesus. Deus Pai, O Filho e o Espírito Santo planejaram nos fazer filhos de Deus ao nos salvar, e cumpriram tudo isso mesmo. Aquele que veio do Céu segundo a vontade de Deus se chama Jesus. Ele nos salvou pela água, pelo sangue e pelo Espírito quando veio do Céu (1 João 5:6-8). Essa Verdade está escrita tão claramente na Bíblia que ninguém pode se recusar a crer nela.
 
 
Quem são Aqueles que Deus Pai Envia a Jesus?
 
Aqueles que têm fome e sede de justiça, que sofrem por causa dos seus pecados, que são pobres de espírito e que não se satisfazem com as coisas dessa terra – estas são as pessoas que Deus envia a Jesus. O coração dessas pessoas é puro e sincero como uma criança diante de Deus, embora elas não tenham bens materiais ou conhecimento. Melhor dizendo, se existem pessoas que, mesmo não conhecendo Jesus muito bem, sofrem por causa do pecado em seu coração, e por isso estão buscando desesperadamente o Salvador, o Pai então levará essas pessoas até Jesus. Foi por isso que o Senhor disse: “Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o trouxer”. Se você agora encontrou Jesus através do evangelho da água e do Espírito, isso foi porque o Pai o levou a conhecer Jesus e crer Nele.
Entretanto, há muitos cristãos nessa terra que exaltam sua própria justiça ao invés da justiça de Deus, mesmo confessando crer em Jesus. Eles sempre exaltam a si mesmos, afirmando: “Quando eu oro a Deus de coração eu tenho visões em meus sonhos e sou salvo. Eu recebo poder quando oro e jejuo”. No final eles dizem que encontraram o Senhor por merecimento próprio, graças à sua piedade e santidade.
A verdadeira fé não é assim. A verdadeira fé exalta a Deus e O glorifica. O próprio Deus veio do Céu, e a fim de se tornar nosso Salvador, Ele foi batizado, morreu crucificado e também ressuscitou dos mortos. Devemos crer que o Senhor se tornou nosso Salvador através do evangelho da água e do Espírito, ser gratos a Ele pela fé, adorá-Lo e crer no que Ele fez por nós – nada mais do que isso é a fé correta.
Nós acabamos de cantar alguns louvores. E quando nós louvamos, Jesus enche nosso coração e os nossos pensamentos. Através do nosso louvor, a salvação de Jesus, Seu amor e Seu poder absoluto inundam por completo a nossa alma, como uma esponja absorve a água. Melhor dizendo, o que Ele fez por nós enche nosso coração enquanto louvamos. Mas por quê? Porque é inegável o fato de que Ele nos salvou de modo perfeito, e nós reconhecemos isso de todo o nosso coração. É por isso que quando nós louvamos o nosso coração se enche de gratidão e adoramos a Deus.
Louvar é o mesmo que adorar. Louvar a Deus é o mesmo que adorá-Lo por Ele ter nos amado, abençoado e salvado. É assim que nós cremos realmente e queremos que todos também tenham a mesma fé. Todavia, quem é que aqueles que acham que encontram Jesus através da sua própria justiça vão adorar? Essas pessoas adoram a si mesmas. Elas cantam: “♬Em minha santidade eu encontrei o Senhor; ♬Eu fui salvo graças a mim mesmo”. Para ser mais específico, essas pessoas nem deveriam louvar o Senhor, já que Ele não fez quase nada por elas, e tudo que elas conseguiram foi por causa do seu próprio esforço.
Jesus disse em João 6:45: “Está escrito nos profetas: Serão todos ensinados por Deus. Todo aquele que ouve o Pai, e aprende dele, vem a mim”. Deus Pai quis que todos ouvissem e aprendessem Sua Palavra, e que todos viessem a Ele crendo na Sua Palavra. O que Deus quer são as almas puras que, sofrendo por causa do pecado em seu coração, buscam o Salvador para encontrar os justos que foram salvos através do evangelho da água e do Espírito, a fim de que conheçam o verdadeiro Deus por meio deles, encontrem Jesus na Sua Palavra e alcancem a salvação. É por isso que a Bíblia diz que Deus quer “todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2:4). Mas e você? Você aprendeu de Jesus e alcançou a salvação através dos que realmente O encontraram, dos que realmente foram salvos?
É importante demais com quem você aprende as coisas. Jeroboão foi aquele a quem mais Deus detestou e abominou no Antigo Testamento. Depois da morte de Salomão, rei de Israel, seu filho Reboão sucedeu ao trono. Jeroboão e o povo naqueles dias pediram a Reboão então que aliviasse o peso do jugo que seu pai Salomão havia colocado sobre eles. Jeroboão antes era um oficial na corte do rei Salomão e era favorecido por ele. No entanto, como o rei Salomão passou a adorar deuses pagãos, Deus prometeu que dividiria a nação de Israel em duas e faria Jeroboão rei de dez tribos. E por causa dessa profecia, Jeroboão fugiu para o Egito para escapar da perseguição de Salomão.
Depois da morte de Salomão, Jeroboão voltou para Israel e pediu ao rei que aliviasse o jugo do povo. Entretanto, o rei Roboão ignorou o pedido de Jeroboão e do povo, assim como o conselho dos anciãos da corte do seu pai. Por outro lado, ele ouviu o conselho dos seus amigos insensatos e decidiu oprimir o povo ainda mais, dizendo a ele: “Meu pai agravou o vosso jugo; eu ainda o aumentarei. Meu pai vos castigou com açoites; eu vos castigarei com escorpiões” (1 Reis 12:14). E como resultado, o povo se levantou contra a casa de Davi e dez das doze tribos de Israel, exceto Judá e Benjamim, coroaram Jeroboão como seu rei e fundaram outro reino. Israel então foi dividida em norte e sul, como a Coréia hoje em dia.
Jeroboão se tornou rei totalmente sem querer. Depois de assumir o trono, ele parou para pensar naquilo tudo e percebeu que o que ele fez foi um ato de traição, pois ele não fazia parte da família real e se tornou rei. Então, temendo uma retaliação no futuro, ele teve um plano astuto. O sistema sacrificial que os sacerdotes realizavam no Tabernáculo era o que havia de mais importante para o povo de Israel. Jeroboão viu que todos os anos o povo ia ao Templo de Jeová em Jerusalém para oferecer sacrifício, no décimo dia do sétimo mês, mas já que Jerusalém estava sob o controle de Roboão, o povo voltaria seu coração para Roboão, que era o rei de Judá, e se levantaria contra ele. Ele mandou fazer então dois bezerros de ouro, colocou um em Betel e outro em Dã, e fez com que o povo os adorassem ali. Além disso, Jeroboão mudou a data do Dia da Expiação, que ia do décimo dia do sétimo mês até o décimo quinto dia do oitavo mês. E apesar do sacerdócio pertencer somente ao levitas, ele nomeou pessoas comuns para o sacerdócio. Foi daí por diante que a injustiça começou a prevalecer em Israel e a fé do povo caiu em desgraça.
Jeroboão ignorou a Palavra de Deus e por si mesmo mudou os estatutos estabelecidos por Ele. O que mais Deus abomina é este pecado de corromper a Verdade mudando-a de forma maligna, o mínimo que seja. Em outras palavras, Deus odiou demais o pecado de Jeroboão. Por isso que Ele o matou. E como o filho de Jeroboão seguiu o pecado do seu pai depois de sucedê-lo, Deus o matou também. Na verdade, a maioria dos reis que sucedeu em Israel seguiu o caminho de Jeroboão. Por causa disso, a mesma ira de Deus que estava sobre a casa de Jeroboão veio sobre eles.
É muito importante de quem você aprende as coisas e sob os ensinamentos de quem você leva sua vida de fé. Jesus disse: “Serão todos ensinados por Deus. Todo aquele que ouve o Pai, e aprende dele, vem a mim” (João 6:45). O Senhor quer que vocês creiam e aprendam com os que ouviram e aprenderam da Bíblia segundo Deus Pai ensinou, a fim de que vocês também ensinem aos outros o que vocês aprenderam. Foi por isso que, ao completar Sua obra nessa terra, o Senhor disse antes de ser assunto aos Céus: “Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado. E certamente estou convosco todos os dias, até à consumação do século” (Mateus 28:19-20). Isso significa que só os discípulos de Jesus nascidos de novo é que podem de fato fazer mais discípulos. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse a Timóteo também: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido” (2 Timóteo 3:14).
Deus Pai quer que todos creiam em Jesus de modo correto e O compreendam da mesma forma. Em outras palavras, Deus quer que os crentes aprendam Dele para ensinar os perdidos de modo correto, a fim de que eles também creiam dessa maneira. Essa é a fé que Deus exige de cada um de nós. Você e eu somos muito abençoados. Nós cremos em Jesus que desceu do Céu e cremos que Ele se tornou nosso Salvador ao ser batizado, ao morrer na Cruz e ressuscitar dos mortos. E já que fomos salvos tendo fé nisso e estamos pregando essa Verdade da salvação agora, Deus realmente se agrada de nós.
Nós estamos pregando o evangelho no mundo todo. Deus está nos ajudando de várias formas a proclamar Seu evangelho no mundo inteiro. Ao fazer com que a FIFA elegesse a Coréia para sediar a Copa do Mundo em 2002, Deus tornou o nosso país conhecido no mundo todo. E quando nosso time chegou às semifinais sem esperar, meu país ficou gravado no coração das pessoas em todo o mundo. Nós estamos pregando o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro, e Deus tem preparado um ambiente favorável para nós e nos fortalecido, a fim de que ninguém nos ignore. Eu creio que Deus está fazendo tudo isso porque Ele se agrada de nós por crermos e estarmos pregando o evangelho da água e do Espírito. E é por isso também que Ele está tornando possível pregarmos este evangelho da Verdade cada vez mais no mundo todo. Eu sou muito grato por isso.
Mais recentemente, nós fizemos alguns cartões e adesivos da nossa missão em várias línguas para divulgar nosso website no mundo todo. Nossos colaboradores estão distribuindo esses cartões e adesivos às pessoas no mundo inteiro. Através disso, as almas cansadas que estão buscando a Verdade visitarão nosso website e encontrarão o caminho para a vida. Embora muitas pessoas já tenham visitado nosso website, esse número irá aumentar consideravelmente nos próximos dias.
Antes de concluir, deixe-me compartilhar com vocês só mais uma coisinha aqui em João 6:46: “Ninguém viu ao Pai, a não ser aquele que é de Deus; só este viu ao Pai”. Jesus diz aqui que só aquele que é de Deus vê o Pai. Não existe ninguém que tenha visto a Deus pessoalmente. Só Jesus viu o Pai. Mas Ele disse também: “Quem me vê, vê o Pai” (João 14:9). Nós, os nascidos de novo, vimos Jesus, e por isso vimos também a Deus. Na verdade, entre todos os cristãos, apenas os que crêem no evangelho da água e do Espírito viram o Pai, e somente eles podem compartilhar Seu amor e Sua salvação.
Há muitas pessoas hoje que confessam crer em Jesus. Mas muitos cristãos hoje confiam na sua própria justiça e outros se orgulham da sua denominação. Além disso, eles nem falam do evangelho da Verdade, que Jesus veio pelo evangelho da água e do Espírito e salvou o ser humano de todos os seus pecados. Muitos pastores pregam a Palavra de Deus como se ela fosse apenas um adorno, e seus sermões geralmente convocam seus membros a ofertar cada vez mais para sua igreja. Eles levantam alguém que é rigorosamente fiel à sua própria igreja e ao pastor através da sua própria justiça e santidade, e fazem dele um exemplo para que todos os membros sirvam à igreja como ele. Esse tipo de fé é uma fé falsa. A fé correta é crer no que Deus fez por nós, não confiar na sua própria devoção ou justiça. Há outros cristãos que também afirmam piamente que não têm pecado, apesar de não terem um claro entendimento da Palavra. Mas a fé dessas pessoas é uma fé radical que as engana (1 João 1:8).
Que tipo de fé você e eu temos então? Naquele que desceu do Céu e nos salvou pelo evangelho da água e do Espírito. Ele cumpriu toda promessa da salvação com perfeição, exatamente como Ele havia prometido. Nós, os nascidos de novo, cremos em cada palavra da promessa e no mundo futuro de glória que o Senhor nos prometeu. É por isso que temos que viver sendo gratos a Deus e glorificando a Ele. Deus se agrada quando nós cremos na Palavra dita por Ele, não na nossa fé radical. Mesmo sendo fracos e imperfeitos diante de Deus, quando nós cremos neste Deus que é inteiramente perfeito e na Sua incomparável majestade, quando cremos no que Ele fez por nós e ainda fará no futuro, e quando O adoramos, é que podemos ser vestidos de toda a Sua graça. É assim que oferecemos o nosso louvor a Deus para adorá-Lo. Deus nos deu essa graça. E Ele quer que a proclamemos no mundo inteiro.
Por mais que sejamos imperfeitos, o próprio Deus desceu do Céu e nos vestiu com Sua graça e Sua glória celestiais. Foi assim que passamos a viver cheios de bênçãos e gratidão, tudo isso porque cremos Nele. E foi assim que nós alcançamos a vida eterna também. Amados irmãos, vocês crêem que Deus lhes deu a vida eterna? A vida eterna significa que vocês nunca morrerão, mas viverão felizes para sempre.
Deus prometeu que Ele iria nos salvar de todos os nossos pecados no Antigo Testamento, e quando chegou a hora, nosso Senhor veio a essa terra e nos salvou de modo perfeito através do evangelho da água e do Espírito segundo Sua promessa. Da mesma maneira, Deus também irá cumprir Sua promessa e nos dar o paraíso nessa terra. Então, tenha esperança e espere. Mais cedo ou mais tarde você e eu reinaremos neste planeta por mil anos. E depois de reinarmos no Reino Milenial por mil anos, o Senhor então ressuscitará os mortos – ou seja, aqueles que não creram no evangelho da água e do Espírito – julgará seu corpo imortal pela última vez, os lançará no inferno e o selará para sempre. Porém, os justos que nasceram de novo da água e do Espírito desfrutarão da vida eterna com Deus para sempre no Seu Reino eterno.
Nós temos esperança porque cremos que o Senhor nos deu essas bênçãos. Por causa da nossa fé, a nossa alegria se renova dia após dia. Nascidos de novo através do evangelho da água e do Espírito, você e eu agora estamos pregando esse evangelho sempre que podemos. E por mais que sejamos imperfeitos, nós somos gratos a Deus pela fé e de bom grado fazemos Sua obra com alegria. Se olharmos apenas para as circunstâncias, muitas coisas nos decepcionarão; contudo, quando nós meditamos nas bênçãos que nos foram dadas pelo Senhor que desceu do Céu, nós podemos viver sempre cheios de gratidão no coração. Eu sou muito grato a Deus e O glorifico por Ele nos ter dado todas essas bênçãos.