The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 21-6] (Mateus 21:44) Os Pensamentos de Alguém Que se Opõe a Deus

(Mateus 21:44)
“Aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará, mas aquele sobre quem ela cair será reduzido a pó.”
 
 
Hoje nós vamos falar sobre os pensamentos de alguém que se opõe a Deus através da passagem de Mateus capítulo 21 versículo 44. O Senhor disse: “Aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará”. Jesus disse isso aos fariseus e aos principais dos sacerdotes. Mas mesmo nos dias de hoje há muitas pessoas que se opõe a Deus com seus pensamentos. Em outras palavras, é o pensamento humano que se opõe à verdade de Deus.
O que aconteceria a alguém que enfrenta a Deus com seus pensamentos? Queridos irmãos, o que aconteceria se um pedregulho caísse sobre a cabeça de alguém? Sua cabeça ficaria despedaçada. Jesus disse que a pessoa que desafia a Deus com seus pensamentos seria despedaçada, como está escrito: “Se alguém cair sobre essa pedra, este será despedaçado”. Se alguém se opuser ao evangelho de Deus da água e do Espírito com seu pensamento, este será feito em pedaços.
O texto: “Mas aquele sobre quem ela cair será reduzido a pó”, é uma pura verdade. Se alguém se opuser a Deus, o resultado disso será a sua própria morte. No dia do julgamento final, Jesus julgará as pessoas por seus pecados. Ele disse que lançaria os pecadores no fogo ardente do inferno e que de lá, eles não sairiam.
Hoje em dia o que faz com que as pessoas se oponham a Deus? O que faz os cristãos cometerem o pecado de se opor à verdade de Deus? É tão somente o pensamento de cada um. As pessoas se opõem à verdade de Deus com seus próprios pensamentos. O pensamento humano é o que se opõe à verdade de Deus. Por que aqueles que crêem em Deus continuamente se opõem à Sua verdade? É realmente possível os crentes se oporem a Deus? Sim, é possível; e o que é pior é que a maioria dos cristãos de hoje se opõem a Deus inconscientemente. No passado, os principais dos sacerdotes e os fariseus se opunham a Deus. Eles se opuseram a Jesus, como está escrito: “E, chegando ao templo, acercaram-se dele, estando já ensinando, os principais dos sacerdotes e os anciãos do povo, dizendo: Com que autoridade fazes isto? E quem te deu tal autoridade?” (Mateus 21:23).
Então Jesus disse: “Eu também vos perguntarei uma coisa; O batismo de João era do céu ou dos homens?” Os líderes dos judeus se opunham à palavra de Jesus e perguntaram-Lhe: “Sob que autoridade fazes essas coisas?”, por isso Jesus perguntou-lhes: “Eu também vos perguntarei uma coisa; O batismo de João era do céu ou dos homens?” Jesus respondeu a eles: “Se me responderem, Eu também direi sob que autoridade Eu faço essas coisas”.
 
 
A Parábola Que o Senhor Contou
 
Eles trataram Jesus como a pedra rejeitada pelos seus construtores desse mundo. Jesus foi o Salvador de todo ser humano, e ainda os principais dos sacerdotes e os anciãos do judaísmo O rejeitaram. “Disse-lhes Jesus: ‘Nunca lestes nas Escrituras:
‘A pedra que os edificadores rejeitaram,
Essa se tornou a pedra angular;
O Senhor fez isto,
E é maravilhoso aos nossos olhos?’
‘Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será entregue a um povo que produza os seus frutos”’ (Mateus 21:42-43). Jesus disse isso aos principais dos sumo sacerdotes e aos líderes dos judeus. Hoje muitas denominações cristãs fazem a mesma coisa.
 
 
O Que se Opõe a Deus?
 
O Que se Opõe a Deus? É o pensamento que se opõe a Deus. Conseqüentemente, as pessoas que dizem que crêem e seguem a Jesus, desafiam a Deus inconscientemente. Elas se opõem a Deus com seu próprio pensamento. Como elas se opõem a Deus? Elas se opõem a Deus com seu próprio pensamento, dizendo: “Jesus levou os nossos pecados, mas não todos eles. Jesus levou completamente o pecado, mas nós ainda temos pecado”. Se olharmos atentamente para as pessoas que crêem em Jesus mas se opõem a Deus, podemos ver que elas fazem isso com seu próprio pensamento.
Geralmente as denominações cristãs são assim. Como o texto bíblico apontava para “os principais dos sacerdotes e anciãos do povo” que se opunham ao Senhor Jesus, há muitas pessoas assim hoje, que estão em suas igrejas e dizem que seguem a Deus com toda a fé. Elas estão mesmo fazendo isso? Elas se opõem a Deus. Como elas se opõem a Deus? Elas o fazem, dizendo: “Como alguém pode dizer que o ser humano não tem pecado?” O fato é, o pensamento humano é que se opõe a Deus.
Às vezes nós, os nascidos de novo, nos opomos a Deus com nosso pensamento. Mesmo que a bíblia fale a verdade, muitas vezes somos levados por nossos pensamentos, colocando “mas” à Palavra de Deus. Se a Palavra de Deus estabelece nossos padrões, então está estabelecido. Mas se isso não acontece, ficamos inclinados a deixar a Palavra de lado e nos opormos a Deus. Enquanto dizemos: “Só porque está escrito isso na Palavra, nós devemos crer dessa forma? E também, como tudo pode ser feito segundo à Palavra de Deus?” Esse tipo de coisa se opõe à Palavra de Deus. As pessoas pensam consigo mesmas: “Nós somos tão falhos, como podemos ser chamados de justos?”, e mais: “Nós pecamos a cada dia, como podemos estar sem pecado?” É assim que é o pensamento humano, e isso é o que opõe a Deus.
Com o quê as pessoas se opõem a Deus? Com o pensamento humano. Nós devemos entender como é mau o pensamento humano e como ele é diferente da verdade de Deus.
Você sabe porque as pessoas não conseguem crer em Jesus Cristo? Você sabe porque a maioria dos cristãos permanece como pecadores mesmo tendo fé em Jesus? O motivo disso é que elas se opõem a Palavra de Deus com seu próprio pensamento. Muitas vezes, mesmo os nascidos de novo se opõem a Ele com seu pensamento.
Por que o atual cristianismo, que diz ter uma boa fé, se opõe à justiça de Deus? Por que os cristãos de hoje chamam a si mesmos de pecadores, mesmo dizendo que Jesus levou todos os seus pecados? É porque eles estão presos aos seus próprios pensamentos. Refletindo profundamente, eles dizem: “O ser humano é tão fraco, ele peca constantemente e comete tantas transgressões, e como pode dizer ainda diante de Deus e das pessoas que é justo?” Isso é exatamente o que o homem pensa.
Vendo isto, é incrível como eu e você fomos capazes de receber a remissão de pecados. É o mesmo que acontece, mesmo depois de termos recebido a remissão de pecados. Nós os nascidos de novo, às vezes refletimos e dizemos: “Eu sou desprezível assim, então como eu posso entrar nos Céus?” “Como eu posso ser uma pessoa justa?” Mas o fato é que esses são apenas pensamentos humanos que se opõem a Deus.
A maioria dos cristãos que pensam que são bons crentes estão, na verdade, se opondo a Deus. Eles dizem: “Como é que Deus nos fez justos? Sim, somos pecadores mesmo tendo fé em Jesus, então como podemos ser justos? Dizer que somos justos é ser muito arrogante. É certo dizer que somos pecadores que falham, então como podemos dizer que somos justos?”
Até hoje, muitas pessoas pensam e dizem assim: “Sou um pecador que tem falhas”, e negam assim a Palavra de Jesus Cristo. A verdade é que Jesus Cristo se tornou nosso Salvador, e que o pecado humano desapareceu quando João Batista batizou Jesus. Aqueles que se opõem a Deus assim, são a versão atual dos principais dos sumo sacerdotes e dos escribas. O principal dos sumo sacerdotes, os anciãos e os escribas são o mesmo tipo de pessoa. Como eles se opuseram a Deus? Eles se opuseram com seu próprio pensamento. O pensamento humano é que se opõe a Deus.
O que acontece àqueles que se opõe a Deus com seu próprio pensamento? Sua cabeça será despedaçada. O Senhor disse que a pessoa que pensa: “Segundo o meu modo de pensar, isso não pode ser, mesmo que a Palavra diga isso”, desafia a Deus e terá sua cabeça despedaçada. Apesar de todos os avisos, as pessoas continuam desafiando a Deus. Só porque recebemos a salvação, não devemos pensar que não temos nada a ver com isso. Como diz o ditado: “Conheça não somente o seu inimigo para ser vitorioso, mas a si mesmo também”.
Nós precisamos descobrir por que um número tão grande de pessoas no mundo todo ainda não aceitou esse evangelho. Uma vez descoberto, devemos então pregar a Verdade para elas. Elas se recusam a aceitar o evangelho da água e do Espírito porque essa Verdade não consegue entrar em seu coração, pois estão aprisionadas em seu próprio pensamento. Essas pessoas pensam a nível humano e tentam seguir o Senhor nesse mesmo nível, aí acabam não sabendo nada e sua fé enfraquece.
 
 
Uma Fé Endurecida pelo Próprio Pensamento de Alguém se Opõe a Deus
 
Aqueles que falam de Deus a nível humano são os que se opõe a Ele. Nós precisamos encontrar o porquê deles se oporem a Deus. Mas é porque pensam que são muito justos e virtuosos. Mesmo quando ouvem o evangelho da água e do Espírito, eles dizem: “No meu entender, essas palavras não fazem nenhum sentido. E no meu entender, ninguém pode ser justo, quem quer que seja”. É assim que é o pensamento humano, e é isso que se opõe a Deus.
Os membros da sua família, seus amigos e muitas outras pessoas que você conhece, se opõem a Deus com o pensamento que sai do seu cérebro do tamanho de seu punho. Nós precisamos ensiná-los que é o seu pensamento que se opõe a Deus. É impressionante pensarmos que eles se opõem a Deus, que é tão grandioso, com seu pequeno cérebro. A pedra a qual se refere o texto bíblico é Jesus Cristo. O que é a cabeça humana? A cabeça humana é uma abóbora. Ela é uma abóbora estragada. O que você acha que acontece quando uma abóbora se choca contra uma pedra? Naturalmente, quando isso acontece, a abóbora se despedaça instantaneamente.
Como alguém pode se opor a Deus tendo um cérebro tão pequeno? O principal dos sumo sacerdotes se opôs a Jesus com seu próprio pensamento, dizendo: “Como Você pode ser o Salvador? Como Você pode ser Deus? Como alguém pode receber a salvação crendo em Você? Só porque Você recebeu o batismo de João Batista, acha que pode dizer que levou o pecado das pessoas?” Mas a bíblia diz: “João veio no caminho da justiça”. João Batista veio até nós no caminho da justiça, e foi isso que nos fez justos. Essa Verdade não é algo que veio da terra, mas de Deus que está nos Céus.
Você precisa compreender como as pessoas desafiam a Deus com seu próprio pensamento. Você precisa compreender como a sua família, os seus amigos, e você mesmo se opõe a Deus. Os que se opõem a Deus serão despedaçados. Em vão, eles tentam chegar à Verdade com seus próprios pensamentos. Eles nunca serão justos verdadeiros, não importa o quanto tentem achar o caminho com seu próprio pensamento, e nem o quanto creêm em Jesus. Nós somos justos somente por aceitarmos que Deus nos fez justos. Não importa o quanto alguém ore fervorosamente se arrependendo, e nem o quanto ele tente levar uma vida de santidade e pureza, o ser humano nunca poderá se tornar justo dessa forma. Não importa o quanto alguém se esforce, ele não poderá chegar à Verdade por si próprio. O homem nunca poderá alcançar a Verdade com seu próprio pensamento.
É importante entendermos claramente que é o pensamento humano que se opõe a Deus. Se vocês são pegos pensando nisso, vocês devem ficar alerta. Mesmo após nascer de novo, você ainda pensa em coisas de sua própria concepção? Você não pode alcançar a Verdade confiando no seu pensamento. Ele deve estar acompanhado do que a Palavra da Verdade diz. Se Deus nos fez justos, então nos tornamos justos pela fé. Se Jesus nos levar para os Céus, então nós entraremos pela fé. Se Deus nos fez Seus filhos, então nós também nos tornamos filhos de Deus pela fé. Não importa o quanto alguém lute contra isso, não há realmente nada mais o que fazer.
Mesmo entre os cristãos nascidos de novo, há muitas pessoas que se opõem a Deus, confiando em seu próprio pensamento humano. Essas pessoas realmente crêem que seu pensamento está certo, e não tentam conhecer o que a Palavra de Deus diz. Então, com seu próprio pensamento humano, elas se opõem à Palavra de Deus, à Igreja de Deus e ao próprio Deus. Eu oro para que você veja claramente que aquele que julga a obra, é o mesmo que se opõe a Deus. Quando alguém se opuser a Deus, sua cabeça será despedaçada pela pedra. É importante você compreender isso. Nós não devemos julgar tudo com o nosso próprio pensamento. Aqueles que não passaram por uma mudança só perderam, porque continuam com seu próprio pensamento, mesmo após terem nascido de novo. Essas pessoas julgam a obra que Deus fez na igreja e dizem: “Eu acho que isso está errado”.
Você precisa entender que o pensamento humano se opõe a Deus. Mesmo na sua vida de fé, você deve lançar fora todo pensamento próprio. Somente quando você estiver livre do seu pensamento, a sua vida de fé continuará bem. Se você se prender aos seus próprios pensamentos, você mostrará somente sua própria justiça como ser humano, e aí não poderá seguir ao Senhor da maneira que Ele planejou para você na sua igreja. O que o Senhor disse? Ele disse: “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” (Mateus 16:24). Negar a si mesmo significa negar o seu próprio pensamento. Se você ficar preso ao seu próprio pensamento, você começará a se opor a Deus e será arruinado. Os nascidos de novo, assim como os que não nasceram de novo, devem seguir a Deus lançando fora todo pensamento próprio.
Jesus prometeu que, se orássemos, Ele nos responderia. Ele também disse que nos tornaríamos justos se crêssemos nEle. Ele disse que Ele mesmo limparia aqueles cujo pecado fosse como a escarlata (Isaías 1:18). Mas, e com relação ao pensamento humano? Segundo o pensamento humano, a tendência é pensar que, quando cremos em Jesus, somente o pecado original foi purificado por Deus, e que os pecados pessoais que cometemos a cada dia serão purificados somente com as orações de arrependimento. Mas o Senhor nos disse que Ele purificou todos os pecados de uma vez por todas.
No Antigo Testamento está escrito: “Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos. Converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e torne para o nosso Deus, pois grandioso é em perdoar” (Isaías 55:7). Você e eu devemos lançar fora nosso pensamento humano. Se nós seguirmos a Deus com nosso pensamento, nós seremos arruinados. Quando não havia a Palavra de Deus no meio do povo de Israel, a bíblia diz: “Naqueles dias não havia rei em Israel; cada qual fazia o que parecia direito aos seus olhos” (Juízes 17:6). Quem é o Rei de Israel? É Deus, o Rei dos reis. Contudo, essa história não aconteceu somente com o povo de Israel. Independentemente para quem ela se refere, a Palavra serve também para você e para mim.
Você e eu devemos lançar fora nosso pensamento humano. Talvez, só porque você nasceu de novo, você pode estar pensando que não tem pensamento próprio. Nós que nascemos de novo ainda temos nosso pensamento próprio. É claro que há uma diferença, pois aqueles que não nasceram de novo têm totalmente um pensamento próprio. Mas porque nós também temos pensamentos carnais, há momentos que nos opomos a Deus. Quando isso acontece, você e eu devemos lançar fora nosso pensamento próprio e nos voltarmos para Deus.
O Senhor disse: “Em verdade, em verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus” (João 3:5). Se você não recebeu o batismo junto com Jesus Cristo, se não recebeu a salvação através do batismo, e se não foi aprovado como justo pelo Espírito Santo, você não pode entrar no Reino de Deus. Não há exceção para esta regra. Então, se você deseja receber a remissão de pecados, independente de quem seja, você deve lançar fora seu pensamento próprio. Somente quando fizer isso você poderá receber a remissão de pecados.
Mas aquele que não jogar fora seu pensamento, nunca poderá se tornar justo, porque isso impede que a Palavra de Deus se cumpra na sua vida. Não importa o quanto alguém tente, ninguém pode se tornar uma pessoa justa pelo pensamento humano. Mas se alguém crer na Palavra da Verdade, essa pessoa se torna justa. Se a pessoa conhece a Verdade, então ela pode se tornar justa, mas se ela não conhece a Verdade, então ela se tornará em alguém que se opõe a Deus. Você não pode imaginar o quanto o pensamento humano se opõe a Deus. Como eu conheço muitas pessoas e prego o evangelho, às vezes eu vejo que a Palavra de Deus não entra em seus corações pois eles estão completamente cheios de seu próprio pensamento humano, do início ao fim.
Uma certa irmã que nasceu de novo, pregava o evangelho a uma pessoa descrente. Ela pregou: “Nós somos justos porque os nossos pecados foram passados para Jesus quando João Batista O batizou, e também porque Jesus apagou todos os nossos pecados ao morrer na cruz, e depois ressuscitou. Nos tornamos justos pela fé”. Mas a pessoa replicou: “Se é assim, então eu posso pecar o quanto quiser, e se eu cometer assassinato, isso não é um pecado?” O que ela disse foi: “Jesus levou todos os pecados”. Quem disse que “cometer assassinato não é pecado?” O evangelho não está dizendo: “Mesmo se você cometer um pecado, isso não é pecado”. Se alguém cometer um pecado, então isso é pecado. Além disso, ‘o evangelho’ é ‘boas novas’ e em helênico é “euaggelion”. E esse evangelho tem o poder de apagar os pecados daqueles que crêem nele. O evangelho tem o poder da dinamite. É porque a dinamite é um explosivo poderoso capaz de destruir um prédio deixando apenas um monte de entulho.
O poder do evangelho é o mesmo. E ele se concretiza em nossa vida quando cremos em Jesus Cristo, que aperfeiçoou toda a justiça no momento em que recebeu o batismo, que foi julgado em nosso lugar, que morreu pendurado numa cruz e que ressuscitou no terceiro dia e agora está assentado à direita do trono de Deus. E cada pecado do nosso coração, nosso espírito e nossa vida, foram levados completamente sem deixar nada para trás.
Isso é o que o evangelho é. Mas as pessoas dizem: “Bam, eu acho que não tem problema se eu cometer assassinato, não é?” O que isso pode ser? Isso é o pensamento humano. Eles são pegos pela sua própria maneira de pensar: “Já que não há mais pecado, eu acho que posso pecar quando e como eu quiser”. É assim que o pensamento humano funciona.
Na passagem bíblica de hoje nós lemos: “Aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará”. Se despedaçar significa ser destruído. Mesmo Jesus tendo apagado todos os pecados do mundo, as pessoas continuam dizendo: “Se é assim, eu acho que posso pecar o quanto quiser”. O pensamento humano não é tão virtuoso assim, e o ser humano quer ser mais santo que Deus. Porque as pessoas não querem lançar fora esse tipo de pensamento, elas se opõem a Deus. Ninguém disse que os pecados cometidos após o recebimento da remissão de pecados não são pecados. Mesmo que ninguém tenha dito isto, as pessoas pensam assim por conta própria. Elas também dizem que mesmo se alguém cometer pecado, isso não será pecado. Elas dizem isso pois têm medo do fato de Jesus ter levado todos os seus pecados. Crer nisso por si mesmo já é terrível. Sob o ponto de vista humano, as pessoas pensam: “Jesus levou todos os nossos pecados. Se eu crer nisso, eu acho que mesmo que eu cometa pecado, isso não será pecado”. Isso impede as pessoas de aceitarem o evangelho.
É importante entendermos que o nosso pensamento se opõe a Deus. Quem é mais virtuoso entre Deus e o homem? De acordo com o pensamento humano, as pessoas pensam que Jesus levou o pecado original, mas o pecado pessoal elas dizem que Deus só o levará quando elas fizerem oração de arrependimento dia após dia. Elas pensam que se todos crerem que Deus já levou todos os pecados de uma vez por todas, elas pecarão ainda mais. Essa terra se tornará um lugar de confusão e maldade. Segundo seu pensamento, elas são mais sábias que Deus, mais virtuosas que Deus e mais justas que Deus. Elas irão para o inferno porque pensam que são muito virtuosas, muito espertas e muito boas. Essas pessoas são as que se opõem a Deus.
O nosso Deus, sabendo que o ser humano não consegue evitar de pecar até morrer, pois é naturalmente fraco, levou os pecados do mundo de uma só vez. Vamos dizer que você recebeu a remissão de pecados aos vinte anos. Se Jesus apagou somente os pecados que você cometeu até os vinte anos e se Ele disse para você não pecar mais, então a bíblia deveria dizer que Jesus foi o Cordeiro de Deus que levou somente os pecados do passado e do presente. Mas porque Jesus é mais sábio que nós e nos conhece muito bem, Ele nos disse: “Eu levei os pecados do mundo porque você só pode receber a salvação se eu levar todos esses pecados”.
Mas o homem na sua arrogância, acaba pensando: “Você está dizendo que Jesus levou todos os pecados? Não, isso não é verdade. Se é assim que acontece, por que nós cometemos pecado? Os nascidos de novo estão interpretando mal a bíblia. Se, de fato, Jesus levou todos os pecados, então o que acontece quando eu peco novamente?” O fato de Jesus ter levado todos os pecados é algo que faz com que as pessoas sofram. Conforme o seu pensamento: “Se Jesus levou todos os pecados de uma vez, então não poderíamos pecar novamente. E se é isso que acontece, é simplesmente algo terrível. Se isso é realmente verdade, então não é necessário nos esforçarmos para não cometermos pecado, ou adorarmos, ou orarmos orações de arrependimento”. Como eu prego o evangelho, vejo pessoas incapazes de aceitá-lo, por causa do seu próprio jeito de pensar.
Elas se opõem à Verdade, dizendo: Então, já que não há necessidade de arrependimento e adoração, eu acho que também não preciso viver segundo a vontade de Deus”. Mas, queridos irmãos, os que receberam a remissão de pecados ouvem a Palavra de Deus, se alimentam da Palavra para fazer com que outros recebam a remissão de pecados e para que eles mesmos obedeçam e sigam a justiça de Deus, tudo para servir ao Senhor. E eles adoram a Deus para viver na fé segundo a vontade dEle.
Somente aqueles que estão sem pecado podem oferecer graças e louvor aceitáveis a Deus. Deus aceita a adoração somente daqueles que são justos, isto é, dos santos nascidos de novo. E também aqueles que nasceram de novo da água e do Espírito, devem viver segundo a vontade de Deus, para fazer a Sua obra enquanto estiverem nesta terra. Eles devem seguir a Deus. Segundo o pensamento humano, uma vez que alguém recebe a remissão de pecados, ele pode dizer: “Agora está terminado. Eu não tenho mais nada a ver com Jesus”. Mas no momento em que alguém recebe a remissão de pecados, uma verdadeira vida de fé se inicia.
O coração humano é como um ladrão. E o pensamento humano é assim também. Ele se opõe a Deus. Ele não pode fugir de sua própria fraqueza. Para um ser humano realmente se tornar um justo, ele tem que aceitar a Palavra de Deus e a obra que Ele fez. Somente assim o homem pode escapar de sua fraqueza. Se você quer viver como uma pessoa de fé, você deve deixar de lado seu próprio pensamento e fraqueza.
O pensamento faz as pessoas criarem inimizade contra Deus. Julgando por sua própria maneira de pensar, se eles forem receber a remissão de pecados de uma vez por todas, eles não terão nada do que se arrepender depois. Quando isso acontece, eles temem levar uma vida de auto-complacência. Então eles temem que algo muito ruim aconteça. Porque pensam assim, eles relutam em aceitar o evangelho. Isso se refere à justiça humana. As pessoas acham que são mais virtuosas e boas que Deus. Elas acham que são tão boas que não precisam aceitar a obra que Deus fez. Isso faz com que elas se tornem inimigas de Deus.
Agora mesmo, há muitos que seguem a Deus com sua própria maneira de pensar. Por isso é que eles estão em desacordo com Deus. Eles refutam a Verdade, dizendo: “Você está dizendo que Jesus levou todos os pecados? Oh não, como Ele os levou? Ele levou os nossos pecados, mas somente o pecado original. Então, devemos nos arrepender de nossos pecados pessoais para receber a Sua remissão. Se Jesus levou todos os pecados que cometeremos no futuro, então é verdade que, de agora em diante, não temos mais que nos arrepender?” Por que os nascidos de novo não se arrependem? Não há ninguém que busque mais a Deus do que os nascidos de novo.
Cometemos pecado mesmo após termos nascido de novo, mas na hora, nós devemos primeiro confiar e crer na Palavra, a qual tira os nossos pecados e transgressões. Depois, devemos nos arrepender das coisas erradas que fizemos. Nós precisamos entender que aqueles pecados são contra a vontade de Deus, ter consciência disso e nos arrependermos de todos eles. Esse é o verdadeiro arrependimento. Ao invés de falarmos sempre, somente por repetição: “Oh Senhor, por favor me perdoe. Eu não vou pecar novamente. Oh Senhor, eu creio. Amém”, devemos admitir sinceramente o erro e nos arrepender dele, esse é o verdadeiro arrependimento.
 
 
Nós Devemos Lançar Fora a Errada Fé Religiosa
 
Se nos opormos a Deus com pensamentos humanos, nos tornaremos inimigos dEle. Mas há muitas pessoas que por si mesmas se tornaram inimigas de Deus. Quase todos acabam se tornando inimigos de Deus. Eles agem igual aos principais dos sumo sacerdotes e anciãos dos dias de Jesus. Na verdade, os que crêem em Jesus sem terem nascido de novo estão pisando nEle. E não é exagero dizer que todos os cristãos do mundo têm deixado Jesus de lado. Entre eles, há os que crêem que Jesus Cristo levou todos os pecados de uma vez por todas mas, mesmo assim, a maioria deles diz que alguém se torna santo por se arrepender dos seus pecados a cada dia.
Isso é o mesmo que deixar a Verdade de Deus de lado. Eles deixaram de lado a Verdade de que Jesus Cristo, ao vir a esta terra um dia, levou todos os nossos pecados de uma vez por todas. Ao fazer isso, eles se tornaram inimigos de Deus. Então, quando pregamos o evangelho para eles, nós devemos desatar as amarras daqueles que estão presos a tanta inimizade contra Deus. Nós devemos dizer a eles: “Senhor, seus pensamentos podem ser estes, mas eles são somente pensamentos humanos. Está escrito na bíblia que o nosso Senhor fez a obra por nós. O senhor aceita isso ou não? Se não aceitar, então se tornará um inimigo de Deus, mas se aceitar esse evangelho, o senhor se tornará filho de Deus”.
Que tipo de pessoa se opõe a Deus? O principal dos sumo sacerdotes e os anciãos se opuseram a Deus. Os cristãos que outrora criam em Deus, agora se opõem a Ele. Você acha que há um certo grupo de pessoas que se opõem a Deus? As denominações cristãs do mundo se opõem a Deus. Aqueles que tornaram seus nomes famosos no mundo cristão, os quais criam e seguiam a Deus, são aqueles que se opõem a Ele. Pessoas que estão cheias de sua própria justiça e dizem: “Eu sou um presbítero”, “Eu sou um pastor”, ou “Eu estudei muito e sou um teólogo renomado mundialmente”, e aqueles que se acham muito eruditos, são fáceis de se tornar inimigos de Deus. Essas pessoas não aceitam a obra que Jesus Cristo fez.
No tempo de Jesus, o principal dos sumo sacerdotes, os escribas e os anciãos não O aceitaram. Aqueles que não tinham muita justiça própria, como os cobradores de impostos e as meretrizes, aceitaram o fato que Jesus era o Salvador. O principal dos sumo sacerdotes e os anciãos eram figuras imponentes do mundo. Eles eram os líderes. Para pessoas assim, Jesus contou a seguinte parábola: “Havia dois filhos, ambos receberam uma ordem de seu pai. O primeiro filho disse sim, mas o segundo não obedeceu. O segundo filho, de primeira foi contra, mas depois ele obedeceu a vontade do pai”. Foi porque o primeiro filho, os judeus, não aceitaram a Jesus Cristo como Salvador, foi que os gentios vieram a aceitá-Lo.
Há dois tipos de igreja nesse mundo; a Igreja de Deus e a sinagoga de Satanás (Apocalipse 3:9). Em outras palavras, há igrejas que pertencem ao cristianismo predominante desse mundo, e há a Igreja que foi aceita por Deus apesar de sofrer perseguição nesse mundo. O Senhor disse: “Ai de vós, quando todos os homens de vós disserem bem, pois assim faziam seus pais aos falsos profetas” (Lucas 6:26). Nós somos como as meretrizes e cobradores de impostos que receberam a salvação ao aceitar a Jesus Cristo, porque aqueles que foram aceitos pelo mundo deixaram Jesus de lado.
O cristianismo do mundo é o perfeito cristianismo? Ele é o mesmo que nós cremos? Esses cristãos são completamente diferentes de nós. Eles crêem e seguem a Deus segundo seus próprios pensamentos. Os que crêem em Deus segundo a Palavra, e os que crêem com seu próprio pensamento são cristãos completamente diferentes. Atualmente, muitas pessoas dizem crer em Deus mesmo se opondo a Ele com seu próprio pensamento, porque não crêem no que está escrito na bíblia e ao invés disso distorcem a Palavra segundo sua própria maneira de pensar. A religião que eles crêem não é o verdadeiro cristianismo.
A bíblia diz que a nossa salvação já foi aperfeiçoada. Isso está escrito no particípio passado, que significa que a obra de Jesus Cristo para salvar a humanidade já foi completada. Contudo, até hoje as pessoas estão num processo de fazer sua própria salvação. As pessoas têm que fazer a própria salvação por si mesmas? Jesus Cristo já não nos salvou perfeitamente? Você sabe o que a passagem bíblica: “efetuai a vossa salvação” (Filipenses 2:12) significa? Assim como os anciãos e o principal dos sumo sacerdotes se opuseram a Deus, tanto as gerações antigas do mundo, as grandes denominações do mundo, os maiores líderes do cristianismo atual quanto as denominações reconhecidas mundialmente, todos se opõem a Jesus Cristo sob o nome de cristianismo ortodoxo. Eles são totalmente contra Deus. Nós devemos compreender isso para pregar o evangelho.
Quando pregamos o evangelho para eles, é inútil ensinar-lhes as passagens bíblicas. Somente quando nós rompemos com sua maneira de pensar e os fazemos negar seus conceitos, é que o evangelho pode entrar em seu coração. Se formos falar-lhes somente sobre a bíblia, eles dirão: “Eu também creio nisso”. Eles desobedecem a Palavra de Deus com seus pensamentos carnais. Então, é totalmente inútil ensinar-lhes sobre a bíblia. Quando pregamos o evangelho para eles, devemos interromper sua maneira de pensar. Nós devemos corrigir sua maneira errada de pensar.
As pessoas que ainda se dizem pecadoras mesmo tendo fé em Jesus, e aquelas que se santificam somente por suas orações de arrependimento diárias, são aquelas que se opõem a Deus. Você se santificou ao fazer tais orações todo dia? Há um tempo atrás, havia um certo presbítero que disse que construiria uma capela usando toda a sua saúde. Ele disse que choveu muito durante a construção da capela. Então, com medo que a capela pudesse ser inundada, o presbítero colocou areia em sacos com os quais fez uma barreira, e não mediu esforços para proteger a construção.
Ele disse que tinha derramado sangue e suor na construção do prédio. Então chegou o tempo do presbítero morrer. Todavia, antes disso acontecer, o pecado ainda estava em seu coração, e ele não podia se apresentar diante de Deus como devia. Assim, após pensar bem, ele chamou o pastor presidente de sua igreja e disse a ele: “Querido pastor, quando eu morrer, por favor doe meu corpo a um hospital universitário para ser estudado pelos alunos de anatomia”. Dito isto, ele morreu logo depois.
Essa pessoa morreu crendo em sua própria justiça; na justiça humana até o fim de sua vida. Até onde você acha que um indivíduo pode ser bom para uma pessoa? Diante de Deus, aquele presbítero creu em sua própria justiça até o fim, até sua vida ser reduzida a pó. Ele confiou em sua virtude e em sua própria força. Mas essa última jornada o levou ao inferno. Sobre seu leito de morte, ele deveria ter agradecido e louvado a Deus dizendo: “Jesus me salvou. Jesus me guiou. Querido Jesus, me salve”.
Mas porque o presbítero não sabia que Jesus Cristo o tinha salvado perfeitamente, ele falou suas últimas palavras: “Eu vou doar meu corpo ao departamento de anatomia do hospital universitário”, e fazendo boas obras até morrer, ele tentou ir para o céu. Ele fez isso pensando que talvez Jesus fosse reconhecê-lo, e diria ao Senhor no céu: “Querido Senhor, eu amo as pessoas, pois eu desisti da minha própria carne para o bem da humanidade, até na minha morte”. Contudo, mesmo o pastor ter elogiado o presbítero por seu mérito, dizendo: “Esse presbítero, para fazer o bem às pessoas, desistiu de seu próprio corpo pelo bem da ciência”, mas na verdade, ele não foi reconhecido por Deus. Quando vejo coisas assim, eu penso: “Deve ser o pensamento endurecido que faz com que o homem se torne inimigo de Deus”.
A essas pessoas, o apóstolo Paulo diz: “E ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria” (I Coríntios 13:3). O que o amor declara aqui? Que o tema do amor é Jesus. “Deus é amor”. Amor é inferno se não há amor pela verdade de Deus dentro do coração. As pessoas que não conhecem o amor de Deus mostrado no evangelho da água e do Espírito, são aquelas que exibem suas obras e virtudes, e fazem toda essa tolice até a morte. O pastor daquela igreja se orgulha de que o presbítero de sua igreja foi o único que fez aquilo. Você não sabe quanta pena eu tenho dos membros daquela igreja. Sem a convicção de irem para o céu, eles continuam fazendo boas obras e continuam com ela até a sua morte. Isso é o que se chama escravidão.
Nós somos gratos e louvamos ao Senhor porque Ele nos salvou. Se tivéssemos que fazer boas obras até morrermos para receber a salvação, como iríamos agüentar? Provavelmente pararíamos no meio do caminho. As pessoas que se gabam de sua própria justiça diante de Deus, são aquelas que dizem que crêem mais em Jesus. Elas levam outras a continuar fazendo a obra, citando a passagem bíblica: “Mas aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mateus 24.13), mas essas palavras são para os judeus durante os últimos dias da tribulação.
 
 
Como Jesus Cristo nos Salvou do Pecado do Mundo?
 
O que Cristo fez por nós? Jesus não se tornou a principal pedra angular da nossa salvação? Jesus fez a obra de reconciliação entre Deus e nós. Jesus nos fez justos diante de Deus. Quando éramos inimigos de Deus, Jesus veio a esta terra, e através do batismo de João Batista, Ele levou todos os pecados do homem. Ao fazer isso, Ele apagou todos os nossos pecados. Ele se tornou o Salvador para todo aquele que crê nEle. Ele se tornou o Libertador para os fiéis. Ele nos fez filhos de Deus. Nós agora podemos chamar Deus de “Pai”, e nos tornar Seus filhos. A pedra angular de uma construção se chama pedra de esquina. Jesus verdadeiramente se tornou a pedra de esquina da nossa salvação.
As pessoas do mundo não crêem em Jesus, e O desprezam até o fim. Com suas boas obras, lágrimas e muita oração, eles tentam receber a salvação de Deus. Isso é o pensamento humano, e ele permanece com o homem até sua morte. As pessoas precisam crer devidamente para receberem a salvação. Mesmo que alguém admire outro por sua boa fé, se eles crerem erradamente na Palavra de Deus, o resultado final será o inferno e não a salvação.
As pessoas escavam o solo em busca de ouro. Às vezes escavam montanhas após terem orado. Muito espertas, quando descobrem uma veia de ouro, elas sabem se aquela veia tem muito ouro ou não, somente de cavar um pouco. Assim, os espertos escondem o ouro longe de onde cavaram, onde não há mais ouro, enganando as pessoas que não têm muito conhecimento. Eles dizem a elas: “Eu tenho um problema urgente, por isso eu vou vender essa mina de ouro para você”. E continuam: “Se comprar essa mina de ouro, você ficará rico. Você irá comprá-la?” Então, porque as pessoas vêem o ouro claramente, os que não conhecem a mina, irão comprá-la. À primeira escavação, o ouro virá. Mas quando cavarem um pouco mais fundo, o ouro desaparecerá. Dessa forma é que os espertos enganam os que não têm conhecimento algum.
Amados irmãos, vocês sabem quantas coisas reluzem como ouro mas não são ouro? Tempos atrás, eu morava numa ilha. Quando eu estava lá, eu fiz uma fenda numa rocha para tentar cavar uma fonte, mas havia somente um brilho amarelo vindo da rocha. Eu pensei que tinha achado uma veia de ouro. Meus olhos se arregalaram por um instante. Quando eu bati na rocha com um martelo, havia realmente uma luz amarela brilhando nas rochas. Então eu cavei um pouco mais. Além da rocha só havia pedra mas havia algo amarelo no meio. Eu pensei comigo mesmo: “Uau, sim, isso é uma veia de ouro”, eu cobri a rocha para que ninguém pudesse vê-la.
Eu pensei que deveria pegar um pedaço da rocha e mostrá-la a um especialista. Eu perguntei a todos à minha volta e eles disseram que era uma veia de ouro. Inquieto, eu fui a um especialista mostrar-lhe a rocha. Com uma simples olhada, o especialista disse que não era ouro. Ele disse: “Senhor, isso pode parecer ouro, mas são rochas que se parecem com ouro”. Ele me disse que mesmo que aquilo parecesse ouro, não tinha valor algum. Achando que talvez ele estivesse mentindo para mim, eu fui a outro especialista. Mas o outro também me disse que aquilo não era ouro. Ele me disse que havia muitas rochas assim ali. A olhos nus, a rocha era reluzente. Mas para um especialista, não havia ouro algum. Talvez seja por isso que o provérbio “nem tudo o que reluz é ouro” veio a existir.
Vamos imaginar por um momento que os amadores como eu que não sabem nada sobre ouro, compraram a montanha e começaram a cavar. O que você acha que aconteceu? Crentes em Jesus são assim. As pessoas pensam que se crerem em Jesus, elas serão salvas. Elas crêem nisso até o fim, dizendo: ‘Eu creio”. Mas elas crêem em Jesus baseadas em ensinamentos errados. Como foi dito antes, o presbítero morreu como pecador, mesmo crendo que se orasse se arrenpendendo todo dia, ele seria santificado, e mais tarde se tornaria justo. Tendo morrido como pecador, quando ele ficou diante de Deus, com pecado em seu coraçao, Deus disse a ele: “Eu nunca te conheci; aparta-te de Mim”.
“Querido Senhor, como é que Você nunca me conheceu? Eu não profetizei em Teu nome, expulsei demônios e fiz maravilhas?”
“Eu nunca te conheci; aparta-te de Mim, você que não fez o que era certo”. O Senhor disse que aqueles que O seguiram sem o devido conhecimento, deviam se apartar de Sua presença. Qual será o número de pessoas que, apesar de terem fé em Jesus, sofreram tamanho desprezo diante de Deus? Muitas pessoas crêem em Jesus e O seguem com seu próprio pensamento até o fim. Dentre esses que crêem dessa forma, há aqueles o qual será permitido entrarem nos Céus? Não. Há os que dizem: “Como você sabe quem irá para o céu ou para o inferno? Somente Deus o sabe”. Mas como não saberemos? As pessoas não sabem porque elas continuam com seu próprio pensamento carnal. Nós podemos saber se discernirmos o sentido da Palavra de Deus. Como eu posso pregar a Palavra sem conhecê-la? Você pode pregar para os outros sem saber se foi salvo ou não?
O pensamento humano se torna inimigo de Deus; ele se opõe a Deus. O pensamento humano nunca pode alcançar a Verdade. Quando os homens se unirem para se oporem a Deus, eles serão destruídos. “Aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará”. O principal dos sumo sacerdotes e anciãos se opuseram a Jesus Cristo ao se unirem. Por isso Jesus disse: “Aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará” (Mateus 21:44). Pode-se dizer que o principal dos sumo sacerdotes e os anciãos daquele tempo foram para o inferno. Suas cabeças foram despedaçadas e eles foram para o inferno.
Em nosso tempo, algumas denominações cristãs se opuseram ao evangelho da água e do Espírito se unindo uma com as outras. Elas se opõem ao evangelho, dizendo: “Como é que Jesus levou todos os pecados quando Ele recebeu o batismo?” Mas, segundo a Palavra, eles serão despedaçados. No versículo 32, Jesus diz: “Pois João veio a vós a fim de vos mostrar o caminho da justiça, e não crestes nele, mas os cobradores de impostos e as meretrizes creram. Vós, porém, mesmo vendo isto não vos arrependestes para crerdes nele” (Mateus 21:32). Jesus testemunhou claramente que João veio no caminho da justiça.
 
 
Deus Diz que os Seus Pensamentos São Diferentes do Pensamento Humano
 
Está escrito em Isaías: “Pois os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, Nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. ‘Assim como os céus são mais altos do que a terra, Assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, E os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos”’ (Isaías 55:8-9). Os pensamentos de Deus são diferentes do pensamento humano. Deus decidiu resolver o problema do pecado, passando-os de uma vez por todas para Jesus através de João Batista. Apesar disso, o homem não crê nisso. Eles questionam: “Por que Deus apagou os pecados de uma vez por todas?” As pessoas pensam que é mais fácil para Deus apagar os pecados a cada dia. Parece que, segundo a sua maneira de pensar, é bem mais adequado Deus apagar o pecado, quando elas pedem o Seu perdão através das orações de arrependimento.
Mas Deus enviou João Batista no caminho da justiça. E Ele disse isso por que João Batista veio a esta terra como um servo e mensageiro de Deus para cumprir toda a justiça ao passar os pecados da humanidade através do batismo que deu em Jesus. Mas as pessoas não gostam disso. As pessoas pensam segundo seu próprio entendimento. Elas têm o hábito de crer na Palavra de Deus somente se ela se adequa aos seus padrões; mas não a aceitam se ela não se adequa a eles.
Por que as pessoas não aceitam a palavra: “João veio a vocês no caminho da justiça?” Se Jesus Cristo e João Batista aperfeiçoaram o evangelho da justiça que torna todos justos, então todos tinham que aceitá-lo. Mas elas fazem uma confusão, dizendo que Deus não deve ter salvado as pessoas assim tão facilmente. Essas pessoas estão dizendo que não estão satisfeitas com Jesus. Elas também estão dizendo que não estão satisfeitas com João Batista. Que isso não é o suficiente. Elas dizem que não podem crer no caminho da justiça que Jesus cumpriu junto com João Batista. Elas perguntam: “Por que esse não é o caminho para todas as coisas? Ao invés de um método que se adeque ao nosso pensar, por que tem que ser dessa forma?”
Eles não conseguem crer porque esse método não satisfaz a sua maneira de pensar, e no final, acabam crendo em sua própria justiça diante de Deus. Assim como o principal dos sumo sacerdotes e os anciãos, muitos cristãos hoje em dia também dizem: “Dentre tantos caminhos, por que Deus passou os pecados para Jesus de uma vez por todas através de João Batista?” Segundo sua maneira de pensar, o método pelo qual Jesus as salvou não é satisfatório. É como se eles estivessem descontentes com o verdadeiro evangelho, e então falam que irão crer da sua própria forma.
Qual é a maneira de pensar deles? Não é outra senão a doutrina cristã fabricada por Calvino. Ao invés de crerem na Palavra de Deus como ela é, eles crêem segundo os cinco pontos do Calvinismo. Em outras palavras, esses cristãos crêem: “Jesus levou o pecado original, mas as pessoas devem receber a remissão de seus pecados pessoais ao se arrenpenderem a cada dia. Assim, nos santificaremos aos poucos e depois nos tornaremos justos. Então, poderemos entrar no Céu”. As pessoas têm confiado nesse método para ir a Deus pela fé em Jesus, e alcançarem a santificação dessa forma.
Contudo, no que consiste o caminho da salvação dado por Deus? O caminho de Deus era nos tornar Seus filhos ao nos fazer justos de uma só vez, com Jesus Cristo levando o pecado de uma vez por todas através de João Batista. Deus nos diz que a salvação é algo que recebemos pela fé, não por um método de santificação realizado através de esforços humanos. Todavia, as pessoas querem se tornar justas por seu próprio esforço, preparando e moldando o caráter de alguém, como se fosse um treinamento budista ou, por fazer boas obras. Mesmo se alguém fosse um grande pecador, a vontade de Deus é trazê-lo ao Seu Reino e vesti-lo com linho fino, branco e absolutamente perfeito; mas somente se ele crer no evangelho da água e do Espírito. Mas eles não crêem nisso porque não se importam com a vontade de Deus e não estão satisfeitos com a obra que Ele fez. Assim como o diabo não está satisfeito, o homem também não está satisfeito com a obra que Deus fez.
Queridos irmãos, só porque nós estamos insatisfeitos com a obra que Deus fez, Ele deve fazer as coisas do nosso jeito? É justo Deus mudar seu jeito ou nós mudarmos nosso jeito de pensar? É claro que é justo mudarmos nossa maneira de pensar. As pessoas podem viver em paz umas com as outras se abrirem mão de algo. Mas entre Deus e nós, não há o que ceder. É extremamente importante mudarmos nossa maneira de pensar diante da vontade de Deus. Devemos jogar fora nosso pensamento diante de Deus.
Os cristãos de hoje estão completamente envolvidos com sua própria maneira de pensar. Eles dizem: “Quando eu leio a bíblia, parece que é assim, mas eu vou crer segundo minha própria maneira de pensar”, e não mudam de jeito algum. Mas eles têm que ignorar seu próprio pensamento. Por milhares de anos, os cristãos têm se colocado contra Deus por não deixarem sua maneira de pensar. Se isso continuar, o cristianismo atual será despedaçado. Durante a idade média, a Igreja Católica creu segundo sua própria maneira de pensar. Eles tentaram se tornar santos através da mortificação da carne, da penitência, não conhecendo o caminho da justiça dado por Deus.
Para se tornar santos, eles tinham que dar suas roupas para os necessitados, e sua comida aos mendigos. Essa ideologia humana tem passado adiante durante mil anos. Por mil anos as pessoas têm se oposto a Deus. Após isso, Matinho Lutero apareceu e disse que alguém pode se tornar justo pela fé. Então, Calvino surgiu e declarou os chamados Sete Passos para a Santificação.
João Calvino era Francês. Esse homem viu os protestantes serem perseguidos em Genebra, na Suíça, e escreveu um manuscrito para o rei, dizendo que a fé protestante não estava errada. Esse foi o livro conhecido como “A instituição da religião cristã”. Calvino apresentou esse livro ao rei na tentativa de defender os cristãos. No conteúdo do livro apresentado ao rei naquela época, tinha a sua doutrina dos Sete Passos para a Santificação. Está escrito nesse livro que Jesus levou o pecado original, e quanto aos demais pecados, as pessoas teriam que orar se arrependendo para purificar esses pecados, a fim de entrar no Reino de Deus. Com João Calvino vindo para defender essa doutrina, a fé na Palavra de Deus entre os cristãos diminuiu, e o pensamento humano começou a ser fortemente enfatizado. Daquele tempo em diante, a autoridade de João Calvino se tornou maior do que a bíblia.
Na bíblia, está escrito em vários textos que João Batista veio no caminho da justiça. Mas as pessoas não aceitam isso. Mesmo Deus tendo enviado João Batista para fazer as pessoas justas, o ser humano não crê nessa palavra, e até hoje continuam se opondo a Deus e continuarão fazendo isso. O homem irá crer segundo a Palavra de Deus? Se não o fizer, ele crerá em Deus segundo seu próprio pensamento. Devemos escolher um desses dois caminhos: você irá para o inferno com a cabeça despedaçada, tendo se opondo a Deus com o pensamento humano até o fim; ou você irá para o céu crendo segundo a Palavra de Deus. Ao invés de se opor a Deus sozinho, você irá se unir aos outros, tais como o principal dos sumo sacerdotes e os anciãos, para ser julgado como se uma pedra caísse sobre você, te reduzindo a pó. Ou você irá receber a remissão de pecados conhecendo bem a Palavra e crendo nela.
Mesmo se alguém conhecesse toda a história do mundo e seu próprio futuro, ele iria para o inferno se não conhecesse a Verdade. Como não podíamos salvar a nós mesmos, nós recebemos a salvação aceitando a Jesus Cristo. Nós recebemos a remissão de pecados simplesmente por aceitar a Palavra da Verdade pregada por Jesus. Como recebemos a remissão dos pecados? Há muitas pessoas famosas, pessoas espertas, a versão moderna do principal dos sumo sacerdotes e anciãos neste mundo, que continuam se opondo a Deus. É incrível como viemos a ter fé nesse evangelho. De alguma forma você encontrou a igreja por crer no Senhor, e aceitou a remissão de pecados ao conhecer alguns servos de Deus.
Eu espero que você seja grato a Deus por ter entrado no rol dos nascidos de novo e não no rol daqueles que se opõem a Deus. Por um simples descuido você poderia ter sido instruído pela versão moderna do principal dos sumo sacerdotes, e ter ido para o inferno por se opor a Deus por toda a sua vida, congregando em uma grande denominação cristã desse mundo. Se você ainda estivesse lá, você se oporia a Deus todo o dia, dizendo: “Jesus não apagou todos os pecados. Eu devo orar me arrependendo a cada dia. Não há nenhum justo, nenhum sequer”. E mais tarde, como diz a bíblia, sua cabeça poderia ter sido despedaçada. Deus lançará essas pessoas no fogo do inferno, mas eu sou grato pois não fazemos parte delas. Você e eu verdadeiramente nascemos de novo pelo evangelho da água e do Espírito.
Há muitas pessoas que se opõem à igreja com seu próprio pensamento e a abandonam após receberem a remissão de pecados. Quando vejo pessoas assim, eu não sinto pena delas, pelo contrário, eu gostaria de chamar sua atenção: “Um grande diamante não é muito precioso? E mesmo assim vocês o jogam fora sem saber o seu valor! Vocês é que saem perdendo. Quando deixam a igreja, está reservado algo mais do que a destruição do seu espírito e carne?” Queridos irmãos, devemos realmente ser gratos ao Senhor. Deve haver aqueles que dizem: “Por que o Pastor Paul C. Jong só prega o evangelho da água e do Espírito quando abre a boca?” Se você tivesse um pedaço de ouro em sua casa, você olharia para ele apenas uma vez e depois o colocaria dentro da gaveta para nunca mais olhá-lo de novo? Se você tem algo precioso, você não abriria a gaveta todos os dias para olhar para ele; pela manhã, pela tarde e pela noite, tantas vezes quanto pudesse? Você também olha coisas preciosas várias vezes, não olha? Por isso é que eu continuo pregando o evangelho da água e do Espírito repetidas vezes.
Eu falo sobre o evangelho da água e do Espírito todos os dias a fim de mostrar essa Verdade, porque muitas pessoas ainda não conhecem sobre esse precioso evangelho. Mas mesmo quando eu mostro a elas essa coisa preciosa, elas dizem: “Isso é tudo? Por que é tão precioso?” É porque elas não abriram a caixa do tesouro. Uma vez que elas a abram, elas entenderão como ele é precioso.
Quando você tira o telhado do tabernáculo, você sabe o que há dentro dele? Dentro do tabernáculo há uma casa de puro ouro. Por fora, o tabernáculo se parece com a tenda de Quedar. Mas por dentro há uma casa de ouro puro. Sabe-se que para fazer uma casa de ouro puro, você deve ter oito toneladas de ouro. Por isso é que o tabernáculo também é chamado de casa de ouro puro. Mas quando um porco vê um pedaço de ouro, ele pisa nele e o lança fora, dizendo: “O que é essa coisa amarela? Quando eu mastigo, meus dentes não a trituram. Maldição, que coisa inútil!”. Assim sendo, o porco não reconhece o valor do ouro e ainda o chuta na água suja e ele afunda.
Os chamados cristãos ortodoxos ouvem o evangelho genuíno, mas dizem: “Isso é tudo?” E eles o mastigam, cospem fora no chão e pisam nele. Eles não sabem que se o comerem, eles ganharão a vida eterna e entrarão no Reino de Deus por se tornarem justos. Você tem idéia de quantas pessoas nessa terra tentam jogar fora o evangelho da água e do Espírito, assim como o porco?
Como podemos nos tornar honrados diante de Deus? Fazemos isso ao aceitar a Jesus Cristo, que nos salvou perfeitamente. Se não tivesse sido por Jesus Cristo, como poderíamos ter nos tornar honrados? Dessa forma, muitas pessoas nessa terra recusam esse precioso evangelho. Assim como os membros de sua família, parentes e amigos, muitas outras pessoas recusam essa Verdade.
Você sabe como é precioso o evangelho da Verdade da água e do Espírito? Você pensa que é qualquer um que vem e fica na igreja? Você pensa que é qualquer um que pode servir ao Senhor? Eu espero que você entenda que é uma grande bênção você estar nessa igreja após ter recebido a remissão de pecados, e poder ouvir a Palavra e crer nela. Eu espero que você entenda que Deus te deu essas bênçãos.
Nós os nascidos de novo, devemos pensar agora sobre a maneira adequada de viver diante de Deus, e agradecer a Ele por ter-nos salvado de ser uma dessas pessoas que se opõem a Deus. Nós que verdadeiramente nascemos de novo, devemos ser gratos porque o Senhor nos salvou e nos permitiu servir a Ele na igreja. Devemos colocar nosso coração em pregar esse precioso evangelho. Também devemos ensinar os que não crêem nesse evangelho e que ainda se opõem a Deus com sua maneira de pensar. E devemos romper com esse tipo de pensamento ao liberarmos a palavra do evangelho para elas. Devemos viver toda nossa vida de fé dando graças.
Deus realmente nos deu a oportunidade de servir a Ele e ao evangelho. Todo o seu trabalho para Deus não será em vão, pelo contrário, Deus conhece todo ele. E Ele certamente o recompensará. Se você não tivesse nascido de novo, você acha que essas coisas seriam possíveis? Mesmo se você fosse oferecer pedaços de ouro para Deus, isso não faria a mínima diferença se você não tivesse nascido de novo.
“Aquele que cair sobre esta pedra se despedaçará, mas aquele sobre quem ela cair será reduzido a pó.” Essa é a Palavra que Deus fala àqueles que se opõem ao Seu evangelho, dizendo que as doutrinas de sua denominação estão certas, sem nem terem nascido de novo. A eles será feito segundo esse texto. Eles sofrerão o julgamento de Deus, e haverá um dia em que suas cabeças serão despedaçadas e reduzidas a pó. Eu creio mesmo que eles sofrerão assim.
Então, nós devemos ter pena dos que se opõem ao evangelho de Deus com sua maneira de pensar, e pregar a Verdade de Deus para eles. Nós os nascidos de novo, também devemos viver nossa vida de fé jogando fora nossa própria maneira de pensar a cada dia como o apóstolo Paulo declarou: “Eu vos declaro que cada dia morro” (I Coríntios 15:31).
Aleluia!