The New Life Mission

Sermões

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 6-14] (João 6:47-51) Jesus Nos Deu a Verdadeira Vida Eterna!

(João 6:47-51)
“Em verdade, em verdade vos digo: Quem crê, tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Mas aqui está o pão que desce do céu, do qual se o homem comer não morre. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo”.
 
 
Você tem paz? O tempo passa muito rápido, e com o passar do tempo o mundo passa por muitas mudanças. As pessoas que estão traduzindo nossos livros para o inglês não estão conseguindo entregar seu trabalho no prazo, e por isso temos tido muitos imprevistos no nosso ministério de literatura. Eu gostaria que essas pessoas estivessem compromissadas com esse trabalho assim como elas estão com seu próprio trabalho. É por isso que temos que orar para que nossos colaboradores do evangelho e nossos obreiros tenham saúde e sejam fiéis à obra. E nós também temos que orar pela estabilidade da nossa política interna e externa, assim como pelo desenvolvimento sócio-econômico do nosso país. Nós temos que orar quando enfrentamos dificuldades e trabalhar com todo o vigor quando nossas forças são renovadas.
O Senhor diz aqui, na passagem bíblica deste capítulo: “Em verdade, em verdade vos digo: Quem crê, tem a vida eterna” (João 6:47). Deus quer nos dar a vida eterna. E Deus Pai deu a salvação àqueles que crêem na verdadeira salvação que Seu Filho Jesus realizou. Nós recebemos a vida eterna por crermos na vida eterna que Deus nos deu.
A vida eterna é de fato algo grandioso para nós. Qin Shi Huang (259 A.C – 210 D.C), o primeiro imperador da China, não queria morrer, e sim viver para sempre. Ele enviou os seus súditos a todos os lugares para que eles lhe trouxessem o elixir da vida. Isso significa que ele fez tudo que podia para evitar a morte. Mas ele acabou morrendo. Quando ele morreu ele quis ser enterrado com seus súditos, suas esposas, suas concubinas e suas riquezas. Assim, muitas pessoas foram enterradas com ele. Segundo as escavações mais recentes, ele construiu uma cidade 4 andares abaixo do solo para ser enterrado, e dizem que o seu túmulo real tinha 2 quilômetros quadrados. Ele mandou fazer muitos soldados de barro para protegê-lo. 7000 destes soldados de barro de 1,80m foram achados numa cidade subterrânea, e o mais surpreendente é que o rosto e as roupas de todos eles eram diferentes. Você pode imaginar o quanto ele queria continuar sendo rei depois de morte, por toda a eternidade? Tanto que ele acabou fazendo tudo isso. Mas ele morreu com 51 anos.
Você acha que só o primeiro imperador da China desejou a vida eterna? Todo ser humano quer viver para sempre. Você sabe quantas pessoas já tentaram alcançar a vida eterna? Todos sonham com a vida eterna, mas isso é algo impossível. O ser humano por ele mesmo jamais poderá viver eternamente. Por essa razão, não é exagero dizer que a busca suprema de todo ser humano é para alcançar a vida eterna.
Porém, Deus dá vida eterna àqueles que crêem no Senhor. E nós somos os que receberam a vida eterna pela fé. Isso quer dizer que, pela fé, nós temos uma vida na qual jamais vamos morrer. Por mais que queiramos viver para sempre, isso é algo impossível. Mas Deus nos concedeu a vida eterna por meio da propiciação do Seu Filho porque Ele nos amou muito e quis viver conosco para sempre. Que bênção maravilhosa essa! Eu sou muito grato por termos recebido a vida eterna. Deus quis nos dar a vida eterna e nós somos aqueles que a receberam. Na verdade, nós passamos a possuir a vida eterna. É claro que nós vamos morrer algum dia, mas depois até nossa carne viverá de novo. E a verdade é que viveremos junto com Deus como Seus filhos e nunca morreremos. A verdade é que recebemos a vida eterna de Deus. E isso é uma graça maravilhosa, assim como uma grande bênção.
 
 
Como Podemos Ser Pessoas que Nunca Morrerão?
 
O que nós temos que fazer para nos tornarmos pessoas que nunca morrerão? Não é nos santificando nem tendo certas habilidades que nós alcançamos a vida eterna. Nós a recebemos e dela desfrutamos por causa de Deus Pai. Que bênção e amor maravilhosos são estes! E o mais maravilhoso é o fato de Deus ter desejado viver conosco para sempre. Deus apagou todos os nossos pecados através do Seu Filho Jesus. Ele não somente nos deu a remissão de pecados mas também a vida eterna. Esta é uma bênção maravilhosa realmente. E Sua graça é grandiosa e maravilhosa, pois apesar de não sermos dignos, Ele nos deu tudo isso de modo imparcial.
Nós somos pessoas que não morrerão. Nós somos aqueles que têm a vida eterna. Se fôssemos olhar para nós mesmos, nós veríamos que não somos dignos de ter a vida eterna. Às vezes, quando nós achamos a vida chata e não cremos na vida após a morte, temos o desejo no coração de voltar para o lamaçal do pecado o mais rápido possível. Todavia, não é verdade que não existe vida após a morte, juízo e ressurreição, como pensamos. E também não é verdade que não existe galardão no Reino Milenial. Deus disse: “E, como aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo” (hebreus 9:27), e a verdade é que tudo acontecerá segundo a vontade de Deus.
Deus quis nos dar a vida eterna. Por isso que Ele enviou Jesus e a deu àqueles que receberam a remissão de pecados crendo que Ele é o Salvador. Assim, nós que cremos recebemos a vida eterna. Isso quer dizer que Deus fez de nós pessoas que têm a vida eterna. Por isso nós agora somos pessoas diferentes. Nós agora temos consciência do valor da nossa existência. Às vezes nós nos consideramos fracos e sem valor. Mas a verdade é que você e eu não somos mais seres fracos e sem valor; ao contrário, somos seres que possuem a vida eterna. É algo muito importante reconhecermos isso em nossa vida.
Eu também me subestimo de vez em quando. Tinha vezes que eu me lamentava antes de nascer de novo, dizendo: “Por que Deus me fez nascer e passar por esses problemas? Tudo o que eu tenho é apenas este corpo”. Eu era jovem quando isso aconteceu, mas mesmo assim eu costumava sentar na tampa de um túmulo e dar lugar ao niilismo, dizendo: “Se eu morrer eu quero ser enterrado assim. De qualquer jeito, esse vai ser o meu destino mesmo. Que motivo eu tenho para continuar vivendo então?” E assim eu fazia de tudo para encontrar uma razão para a minha existência nessa terra. Ainda assim, eu não conseguia encontrar um sentido para minha vida. Mas então eu comecei a crer no Cristianismo, procurando levar uma vida justa. Porém quando eu entrei para essa religião chamada Cristianismo, eu comecei a ver que não era tão fácil assim levar uma vida justa e vi meus pecados sendo revelados cada vez mais.
Então, pela graça de Deus eu passei a ter entendimento do evangelho da água e do Espírito. Eu fiquei tão alegre quando encontrei o evangelho da água e do Espírito e percebi que não havia mais pecado em meu coração. O Espírito Santo se moveu tanto dentro de mim que eu não conseguia ficar parado. Então eu comecei a pregar o evangelho da água e do Espírito, tendo a esperança de que todos não tivessem mais pecado, assim como não havia mais pecado em meu coração. Quando eu comecei a pregar este verdadeiro evangelho eu tive certeza de uma coisa: que as pessoas hoje não conhecem a Verdade do evangelho da água e do Espírito. É por isso que eu venho me dedicando a pregar este evangelho no mundo inteiro desde então.
Deus Pai nos fez nascer neste mundo para nos dar a vida eterna e, além disso, Ele enviou Seu Filho para ser batizado, morrer na Cruz e ressuscitar dos mortos. E ao nos dar a Palavra da Verdade, Ele nos fez entender que somos seres que viverão eternamente. Isso significa que Deus fez você e eu seres que nunca morrerão. A verdade é que Deus nos fez Seus filhos que viverão com Ele desfrutando a alegria eterna tendo um poder divino. Nós temos que saber que Deus planejou nos dar a vida eterna. Foi por isso que Deus perdoou nossos pecados e fez de nós que cremos Nele Seus filhos. Eu sou grato a Deus porque Ele nos permitiu viver por toda a eternidade.
Nós temos que saber muito bem que tipo de seres nós nos tornamos. Tudo que nós temos a fazer é saber muito bem o que a Palavra de Deus nos diz e crer nisso, sem nos subestimarmos nem nos superestimarmos demais. Você e eu que cremos no evangelho da água e do Espírito temos a vida eterna.
O Senhor disse: “Eu sou o pão da vida” (João 6:48). Ao enviar Seu único Filho a essa terra, Deus Pai nos fez receber a vida eterna. Nós recebemos a vida eterna crendo no batismo de Jesus e no Seu sangue na Cruz, o que Ele cumpriu através do Seu corpo. Deus nos vestiu da Sua enorme graça porque o Seu desejo foi fazer de nós seres que viveriam para sempre.
Está escrito que aquele que crê no Filho tem a vida eterna. Jesus veio do Céu a essa terra como um homem e levou nossos pecados sobre o Seu corpo. E Ele nos salvou depois de receber nossos pecados, ser castigado por causa deles e ressuscitar dos mortos. Isso quer dizer que Jesus ofereceu a Si mesmo como o pão da vida para nos salvar quando nossa alma estava perdida, incapaz de evitar a maldição e a morte por causa dos nossos pecados. Isso aconteceu para que nós recebamos a vida eterna quando bebermos o sangue de Jesus e comermos a Sua carne, que é o pão da vida. Foi por isso que Jesus disse: “Eu sou o pão da Vida” (João 6:48). Nós podemos receber a vida eterna comendo a carne de Jesus e bebendo Seu sangue pela fé.
Somente quando cremos em nosso coração que Jesus é o pão da vida é que podemos ter uma nova vida e continuar tendo a verdadeira vida. Ninguém vive para sempre tomando o elixir da vida. Tirando Jesus, vamos supor que alguém pudesse viver para sempre tomando o elixir da vida. Mas isso não seria algo injusto, já que os ricos e poderosos o tomariam todo primeiro?
Deus Pai fez com que o homem recebesse a vida eterna dando a ele Seu Filho Jesus. A verdade é que Deus nos deu o pão da vida através de Jesus. O verdadeiro caminho para a vida eterna é viver sempre tendo fé nas obras que Jesus fez para Se tornar nosso Salvador. O caminho para a vida eterna é a fé que crê nas obras de Jesus pelas quais Ele foi batizado, morreu na Cruz e ressuscitou. Se tivermos fé Nele de coração e crermos no Seu batismo, na Sua morte, na Cruz e na Sua ressurreição, nós comeremos o pão da vida e teremos uma vida que jamais perecerá. Está escrito que “em nenhum outro há salvação, pois também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12). E isso aconteceu para que possamos ser salvos da morte crendo em Jesus. Somente quando alguém come a carne do Filho de Deus, que é o pão da vida, é que ele pode receber a vida eterna. O Senhor permitiu a todo aquele que come dessa carne ter a vida eterna.
Nós temos que nos lembrar que Jesus veio a essa terra para se tornar o pão da vida. E temos que ter fé nisso. Jesus, que recebeu o batismo em Seu corpo como o pão da vida, levou todos os nossos pecados, foi condenado na Cruz em nosso lugar, morreu por nós e deu a vida eterna àqueles que crêem Nele como verdadeiro Salvador. Você deve ter fé para comer o pão da vida e receber a bênção da vida eterna. Se você crer você receberá a vida eterna, mas se você não crer você receberá a eterna condenação.
Jesus é o verdadeiro pão que dá ao homem a vida eterna. Nós não devemos ter fé nem confiar em mais ninguém senão em Jesus. Nós temos que nos lembrar e crer que existe apenas uma Trindade Santa, ou seja, Deus Pai, Jesus e o Espírito Santo que podem resolver os problemas do homem com o pecado, assim como seus problemas na vida e na morte. Jesus se tornou nosso verdadeiro pão da vida. Ele se tornou nosso verdadeiro pão da vida para que não tenhamos pecado, e assim possamos viver com Deus por toda eternidade como Seus filhos sem ter pecado no coração. Você crê em Jesus que se tornou nosso verdadeiro pão da vida quando foi batizado, morreu na Cruz e ressuscitou? Eu também creio nisso. Portanto, a verdade é que você e eu alcançamos a vida eterna. É por isso nós não temos medo da morte. Mas apesar disso, nós não subestimamos nem superestimarmos a nós mesmos. A única coisa que nós temos que fazer é dar toda glória a Deus, tendo certeza da vida eterna que Ele nos deu e crendo nela. Nós temos que ter certeza disso. Nós recebemos a vida que é eterna pela fé em Jesus, que se tornou nosso pão da vida.
É costume na Coréia dar boas vindas levando bolinhos de arroz sempre que temos um novo vizinho ou alguém abre uma loja. As pessoas levam bolinhos de arroz para demonstrar sua afetividade e para conhecer melhor os novos vizinhos. Nós que nascemos de novo somos aqueles que levam o pão da vida. Nós estamos sempre fazendo a obra de anunciar ao mundo inteiro o caminho para a vida eterna. Essa obra que nós estamos fazendo agora de pregar o evangelho da água e do Espírito é o mesmo que levar o pão da vida. Por sermos aqueles que têm o pão da vida eterna, nós estamos levando este pão através do evangelho da água e do Espírito. A verdade é que pregar o evangelho da água e do Espírito é o mesmo que fazer a obra de levar o pão da vida às pessoas.
Sendo assim, somos nós que temos a chave para remir os pecados das pessoas (Mateus 16:19). Você e eu recebemos a vida eterna comendo o pão da vida que Jesus nos deu pela fé, e agora nós nos tornamos aqueles que levam o pão da vida. As pessoas recebem a vida eterna quando ouvem este evangelho da água e do Espírito e crêem nele. Elas recebem o dom mais preciso que existe. Não é uma bênção maravilhosa receber a vida eterna? Este evangelho que nós estamos pregando é algo maravilhoso e, portanto, a missão de pregá-lo é uma obra muito valiosa.
O Senhor disse: “Vossos pais comeram o maná no deserto, e morreram. Mas aqui está o pão que desce do céu, do qual se o homem comer não morre. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo” (João 6:49-51). O povo de Israel lembrava do maná que seus pais comeram como algo que havia acontecido muito tempo atrás. E por isso eles achavam que aquilo não passava de uma história, que foi alguma experiência mística que seus pais tiveram muito tempo atrás. Mas no evangelho de João, capítulo seis versículo 50, nosso Senhor diz: “Mas aqui está o pão que desce do céu, do qual se o homem comer não morre”. Foi o desejo de Deus realmente enviar do Céu o pão da vida pelo qual viveremos, e Ele de fato o enviou. Ele quis nos alimentar com o pão da vida nos dando Sua carne. E Ele fez de nós aqueles que viverão para sempre se alimentando do corpo de Jesus, o qual nós comemos pela fé.
Na verdade, o que Jesus está nos dizendo agora é para que comamos Sua carne. Isso significa que Ele nos dará a vida nos dando Sua carne. Mas isso diz respeito a quê? Isso diz respeito ao evangelho da água e do Espírito que eu e você cremos. Jesus nasceu nessa terra num corpo carnal com a intenção de apagar nossos pecados. E assim, para nos dar a bênção da vida eterna, Ele levou todos os pecados do homem ao se batizado por João Batista, entregou Seu corpo na Cruz, foi crucificado e depois ressuscitou dentre os mortos. Então, Ele deu àqueles que crêem em Jesus, que é o pão vivo que desceu do Céu, a remissão de pecados, o poder de serem feitos filhos de Deus e a bênção da vida eterna.
Jesus nasceu nesta terra através do corpo da virgem Maria. E Ele nos deu a salvação através da obra de justiça que Ele realizou nos Seus 33 anos de vida; Ele nos salvou recebendo o batismo de João Batista, levando para a Cruz os pecados do mundo, sendo crucificado, derramando Seu sangue, morrendo, ressuscitando dos mortos e subindo aos Céus. Nosso Senhor de fato nos deu Sua carne para que tivéssemos a vida eterna.
A verdade é que não foi isso que Jesus disse quando veio a essa terra: “Creiam em Mim sem duvidar. Eu sou o Filho de Deus. Somente creiam em Mim totalmente”. A verdade é que Ele levou todos os pecados do homem ao ser batizado por João Batista para se tornar assim realmente o pão da vida. A verdade é que, ao fazer isso, Ele purificou por completo nossos pecados e acabou com o castigo que estava reservado a nós, levando até a Cruz os nossos pecados e sendo condenado em nosso lugar. E então, ao ressuscitar dos mortos, Ele deu a vida eterna àqueles que crêem Nele, no pão da vida que desceu do Céu. Foi assim que Jesus nos deu a eterna remissão de pecados.
Sendo assim, temos que conhecer a justiça de Jesus e crer nela; isso dentro do evangelho da água e do Espírito. Jesus se apresentou como o pão da vida que desceu do Céu, e a verdade é que recebemos a vida eterna comendo este pão vivo pela fé. Nós temos que comer o pão da vida da salvação sabendo que o propósito de Deus foi nos dar a remissão de pecados e a vida eterna. E também temos que ter fé na obra que Jesus realizou para apagar nossos pecados de modo perfeito com Seu batismo, Seu sangue na Cruz, Sua morte e Sua ressurreição. Quando nós fizermos isso conseguiremos receber a verdadeira salvação e a vida eterna.
Eu estou certo que, por mais que eu pregue o evangelho da água e do Espírito repetidas vezes, ainda assim isso não será suficiente. Para ser muito sincero, existe algo que tem que ser enfatizado por toda a eternidade: Deus enviou Seu Filho a essa terra para nos dar o pão da vida, fez com que Ele levasse todos os pecados do mundo sobre Seu corpo ao ser batizado, que Ele fosse até a Cruz e nela morresse crucificado; O ressuscitou e O fez sentar à direita do Seu trono, onde Ele está até hoje. Sendo assim, nós podemos receber a vida eterna quando comemos o pão da vida tendo fé em Jesus.
Mas nós podemos crer em algumas coisas que Jesus fez e em outras não? A fim de nos dar a vida eterna, Jesus veio a esta terra, foi batizado e nos salvou morrendo na Cruz. No entanto, nós podemos considerar pequena alguma obra que Jesus fez e outras importantes? Todas as obras que Ele realizou foram por nós. Todas elas foram essenciais. Nosso Senhor remiu nossos pecados e nos fez filhos de Deus para nos dar a vida eterna. Eu creio que o Senhor nos deu o evangelho da água e do Espírito a fim de nos conceder as bênçãos eternas. Você crê nisso como eu creio?
O Senhor disse: “Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo” (João 6:51). O que significa a carne do Senhor? Qual a razão por trás Dele nascer nessa terra em um corpo carnal? Não foi para nos salvar sendo batizado por João Batista, morrer pregado na Cruz levando os pecados do mundo e ressuscitar? Ele somente veio e foi pregado na Cruz? “Eu sou o Filho de Deus. Eu não ressuscitei mortos? Eu vou morrer na Cruz por vocês. Creiam em Mim então”. As coisas são assim? Claro que não. A verdade é que as pessoas estão morrendo por causa do pecado, então para sermos filhos de Deus e termos a vida eterna, nós temos que comer a carne de Jesus pela fé. O batismo que Jesus recebeu ao nascer nessa terra, Ele ter sido pregado na Cruz e ter ressuscitado – tudo isso deve alimentar nossa fé. Nós devemos ter gravado no nosso coração que só podemos ter a vida eterna porque Ele nos deu a Sua carne. Nós temos que crer nisso.
Ele veio a este mundo para apagar nossos pecados e para destruir as obras do diabo. Quem é o diabo? É aquele que tenta as pessoas para que elas pequem e se tornem servas do pecado, para no final levá-las à destruição junto com ele. Mas o Senhor veio para libertar o homem apagando todos os seus pecados e destruindo as obras do diabo, para que ele não se tornasse seu servo. Nós temos que conhecer a vontade de Deus e ter fé nela. Da mesma forma, temos que aceitar as obras que Jesus realizou e crer nelas como elas são.
A verdade é que não somos salvos crendo em doutrinas inventadas pela mente humana, como a doutrina da salvação, da santificação, do arrependimento e daí por diante. Por outro lado, nós cremos no evangelho da água e do Espírito, pelo qual Deus nos salvou dos pecados enviando Seu único Filho a essa terra. Somente tendo fé em todas as obras que Jesus realizou segundo Deus planejou é que somos salvos. A verdade é que nós recebemos a salvação ouvindo, conhecendo e crendo na Palavra do evangelho da salvação. Ao nos dar a Sua carne, o Senhor também deu vida àqueles que crêem na Verdade. Você pôde receber a vida eterna crendo no evangelho da água e do Espírito? Você recebeu a vida eterna? Se recebeu, você jamais morrerá.
Na última hora, quando vieram as tribulações, meu corpo morrerá na hora. Eu sou muito impaciente, então, quando os servos de Satanás quiserem me colocar num calderão fervente para me matar, eu provavelmente já vou ter parado de respirar antes de ser jogado nele. Mas quando o Senhor voltar Ele me trará de volta à vida novamente. Nessa hora, até a nossa carne será refeita para que vivamos. Nosso espírito já recebeu a vida eterna e a ressurreição. Ele se tornou o espírito que passou da morte para uma nova vida e agora espera que nossa carne fraca ressuscite, a fim de que tenhamos um corpo que nunca morrerá. O Senhor disse que nosso corpo viveria novamente. E assim como Ele ressuscitou, Ele disse que nosso corpo ressuscitaria também. Nós temos que nos tornar aqueles que viverão para desfrutar da vida eterna.
Na verdade, se pensarmos em termos carnais, não temos mesmo com o que nos preocupar. Nós somos egoístas porque estamos sempre pecando. Mesmo assim nós recebemos de fato a vida eterna. Mas isso só foi possível por causa de Deus, não por nossa causa. Assim como Abraão teve fé na Palavra de Deus e isso lhe foi imputado para justiça, nós recebemos a vida eterna também pela fé na Palavra que nos diz que Deus nos deu a vida eterna. Portanto, não devemos nos menosprezar. De fato, nós temos que honrar a nós mesmos assim como Deus nos vê, como pessoas honradas, e também temos que ter o coração e a fé de Abraão. Como eu posso expressar em palavras a bênção da vida eterna?
Eu sou muito grato a Deus por Ele ter nos dado a vida eterna. Eu vejo vocês como pessoas honradas, e também não me considero melhor do que vocês. Vocês não são escravos do mundo. Ao contrário, vocês são obreiros de Deus, Seus filhos, Seus discípulos e aqueles que desfrutarão da vida eterna com Ele. Eu creio nisso. É por isso que temos que nos respeitar. Nós temos que ignorar aqueles que não crêem neste evangelho, pois Deus os ignora também. Mas quanto a nós que cremos, temos que nos respeitar para que possamos honrar uns aos outros. A nossa esperança é que aqueles que não crêem venham a crer, assim como aqueles que crêem sejam honrados também. Nós temos que nos lembrar que Deus nos fez seres que viverão para sempre, e sempre pensar na vida eterna que desfrutaremos por toda a eternidade. Por isso é que devemos sempre tratar uns aos outros com respeito.
Quando chegar o tempo do nosso corpo ser transformado, nós provavelmente não reconheceremos uns aos outros. Nós seremos como anjos depois da ressurreição (Mateus 22:30). E se lembrássemos da nossa vida na terra, isso seria um inferno. Nós provavelmente ficaríamos com raiva e diríamos: “Aquele idiota fez isso e aquilo”, falando palavras torpes. Este desejo de maldizer alguém e este ódio podem até permanecer no coração daqueles que irão para o inferno, mas não no coração daqueles que viverão eternamente no Céu.
Todos nós fomos muito abençoados por termos recebido a vida eterna nestes últimos dias. O fato é que recebemos a vida eterna crendo no evangelho da água e do Espírito, e isso é uma bênção tão grande que poderemos dançar de alegria nossa vida toda. Não importa como estamos vivendo nessa terra. E mesmo se perdermos alguma coisa, isso não importa. Isso porque nós recebemos a vida eterna e a bênção de podermos viver o resto da nossa vida tendo este evangelho. Deus nos deu a vida eterna através de Jesus. Sendo assim, nada prejudicial pode acontecer conosco, e mesmo que não possamos fazer tudo que desejamos nessa terra, nós não teremos nenhum ressentimento em nosso coração.
Eu me senti muito bem depois que recebi a remissão de pecados e comecei a pregar o evangelho da água e do Espírito. No entanto, apesar de me sentir bem, eu cheguei a pensar uma vez: “Se eu viver assim eu não vou ter muitas perdas em minha vida? Eu não deveria viver um pouco para mim também?” Mas conforme eu passei a conhecer o Senhor e servi-Lo cada vez mais, eu descobri que Ele estava me servindo mais do que eu a Ele. Então o Senhor ficou do meu lado e me guiou. E assim eu pude segui-Lo e servi-Lo até agora sem perder a vida eterna.
O Senhor me deu a vida eterna. O que poderia me faltar então? Há um sentimento de satisfação em meu coração. Como está escrito: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos” (Mateus 5:3, 6). Meu coração se sente realmente realizado. Isso porque meu espírito está cheio do Espírito Santo. E ele está cheio realmente porque a Palavra de Deus se tornou o alimento da minha vida. Eu sou muito grato a Deus por isso.
Eu sei muito bem que não é fácil para você ter uma vida secular e trabalhar em alguns lugares também. Mesmo assim, essas dificuldades todas não podem ser comparadas com as bênçãos que Deus nos deu ao apagar nossos pecados, ao fazer de nós Seus filhos, ao nos dar a vida eterna assim como glória e riquezas eternas. Está escrito: “Para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” (Romanos 8:18). Sendo assim, essas dificuldades podem ser superadas, e embora possa nos faltar alguma coisa, nós somos gratos pela obra de Deus ter sido confiada a nós. E mesmo se esse não fosse o caso, mesmo assim ainda seríamos muito gratos. Nós somos gratos porque fomos salvos e recebemos a vida eterna. Somos gratos porque a obra de pregar o evangelho da água e do Espírito foi confiada a nós. Somos gratos porque nos foi permitido viver com Deus. E por termos recebido tamanha graça de Deus, ela jamais acabará mesmo que a compartilhemos cada vez mais. Nós louvamos a Deus, damos glórias a Ele e O agradecemos sempre porque Ele nos dará essa graça por toda a eternidade. Nós somos gratos a Ele pelo poder e pela graça que Ele nos concedeu, pois assim nós podemos fazer a Sua obra com todo zelo.
Nós somos gratos por toda essa graça. Acima de tudo, nós somos gratos por Ele ter dado a todos nós a vida eterna.