Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 2-5] (Gênesis 2:1-3) Deus Deu ao Homem o Verdadeiro Descanso

(Gênesis 2:1-3)
“Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. Havendo Deus acabado no sétimo dia a obra que fizera, descansou nesse dia de toda a obra que tinha feito. E abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou, porque nele descansou de toda a obra de criação que fizera”.
 
 
Deus criou os céus e a terra, o universo e tudo que nele há do primeiro ao sexto dia da criação; Ele criou as plantas, os peixes, os animais que rastejam e, por ultimo, o homem. Deus criou tudo que há nos céus e na terra. No sétimo dia, quando acabou Sua obra, Deus descansou e santificou este dia. Isso quer dizer que Deus completou tudo no sétimo dia. O texto bíblico deste capítulo nos fala que Deus criou os céus e a terra, tudo conforme Sua vontade.
Mas o importante aqui não é saber que Deus criou os céus e a terra, mas crer nisso. Muitas pessoas sabem que Deus criou o mundo, apesar de não crerem nisso. Saber e crer são coisas totalmente diferentes. O que precisamos e que nos dá vida é a fé, não conhecimento.
Deus criou o universo. A fé começa quando cremos que nisso. Ela começa não por sabermos disso somente, mas por crermos. Este mundo só existe porque Deus criou tudo que há debaixo dos céus. Como diz a bíblia: “Os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados”, foi Deus quem de fato criou todas as coisas. Deus completou toda obra da criação no sétimo dia, e por isso que Ele pôde descansar neste dia e o santificar. O que temos que entender nesse texto é que Deus completou a obra da criação no sétimo dia, e já que Ele descansou neste dia, este é o ‘Seu dia’, não o dia do homem. Deus descansou neste dia, o santificou e abençoou.
Nós podemos encontrar este sentido espiritual aqui: Deus não descansou até que tivesse acabado tudo. Melhor dizendo, Ele só descansou depois de completar toda a Sua obra. Deus criou o homem e tudo que há debaixo dos céus em seis dias; isso significa então que Ele planejou e completou Sua perfeita salvação porque sabia que o homem cairia em pecado. Ele fez tudo sozinho, apagou nossos pecados para nos trazer a salvação e nos deu a vida eterna. É isso que nos traz o texto bíblico deste capítulo. Porém alguns o interpretam de modo errado e acabam se enganando. Eles dizem que o sábado tem que ser guardado, e até afirmam que se alguém não guardar este dia, ele não será santificado e abençoado para entrar no Céu.
Os adventistas do sétimo dia dizem que o sétimo dia vai do pôr-do-sol de sexta-feira ao pôr-do-sol do sábado e guardam rigorosamente este dia como seu sábado. Eles dizem que é algo crucial guardar este dia e suas horas. Deste modo, eles crêem que, guardando o sábado rigorosamente como nessa passagem, eles serão abençoados, santificados, terão descanso, receberão a remissão de seus pecados e no fim irão para o Céu.
Até mesmo entre muitas denominações protestantes como os presbiterianos e metodistas, igrejas que ainda não nasceram de novo da água e do Espírito, é dado muita importância ao dia do Senhor porque eles dizem que Deus descansou no sétimo dia. Eles acham que têm que crer em Jesus para entrar no Céu, guardar o dia do Senhor fielmente e ir à igreja neste dia para receberem a remissão dos seus pecados fazendo orações de arrependimento. No entanto, não é isso que a passagem bíblica deste capítulo está dizendo; ao contrário, sua mensagem é essa: “Deus criou todas as coisas e resolveu o problema do pecado e da morte. Ele abençoou e santificou tudo, e deu à Sua criatura o sábado para que ele descansasse com tranqüilidade”.
 
 
O Que Essa Verdade Quer Nos dizer Realmente?
 
Deus completou a criação dos céus e da terra e de tudo que neles há. Em outras palavras, Deus completou tudo que Ele estava fazendo no sétimo dia.
Deste modo, Deus descansou no sétimo dia, o abençoou e o santificou. Jesus disse que Ele é o Senhor do sábado. Ele é o Senhor da santidade e o Senhor da bênção. Ele nos dá descanso e santifica tanto nosso corpo quanto nosso coração. Em outras palavras, Jesus nos abençoou, nos deu descanso e resolveu todos os nossos problemas. O fato de você e eu não termos pecado não é algo apenas hipotético. Nós realmente não temos pecado.
Quem purificou nosso coração fraco de toda impureza e o livrou de todo sofrimento? Jesus fez isso com o evangelho da água e do Espírito. Foi Jesus Cristo que nos tornou sem pecado. Ele purificou nosso coração. Ele abençoou nosso coração, nosso corpo e nossa vida diária. Tudo isso aconteceu por causa de Jesus Cristo. Deus deu todas as bênçãos, descanso e pureza a todas as criaturas que Ele criou. Ele completou tudo com perfeição. No entanto, você tem que crer na salvação que Jesus Cristo nos trouxe para encontrar o verdadeiro descanso. Melhor dizendo, todos poderão ser abençoados e santificados quando buscarem Jesus Cristo.
Quem nos faz perfeitos? Quem nos faz nascer de novo e nos torna parte do povo de Deus? Nenhum outro senão Jesus Cristo é que nos transforma, nós que não passamos de simples criaturas, e nos faz filhos de Deus. Por mais que alguém tente, ele não pode se tornar santo por si mesmo. Se nós confiarmos apenas em nossa força humana, nós não poderemos encontrar descanso nem ser abençoados. Aquele que nos santifica, que nos dá descanso e remiu todos os nossos pecados não é outro senão nosso Senhor Jesus Cristo, o próprio Deus.
A passagem bíblica deste capítulo diz que Deus tornou tudo perfeito, nos deu a remissão de pecados, toda felicidade e descanso. Nós temos que crer nessa Palavra. Mas se tentarmos encontrar descanso por nós mesmos, estaremos desafiando a Deus, buscando nossa própria destruição e ficando do lado do diabo. Buscar a santidade por si mesmo é como ficar do lado de Satanás.
Há muito tempo, havia um pastor que dormia apenas duas ou três horas à noite, que passava o resto do dia fazendo suas orações de arrependimento, orando pelo seu país, lendo a bíblia e fazendo a obra com todo fervor. Este pastor passava a noite toda orando para que seus pecados fossem apagados e ficava acordado duas noites seguidas só para preparar uma simples pregação. Ele jejuava constantemente, dormia não mais do que três horas por dia e procurava exercer seu ministério da melhor forma possível, só para ter um coração santificado na presença de Deus. Como resultado, ele ficou doente e foi internado. Mas já que ele era tão zeloso na obra de Deus, ele tinha certeza que Deus o curaria e esperou que isso acontecesse.
Mas sua doença piorou e ele percebeu que iria morrer. Muito triste, ele pensou: “Por que Deus não reconhece pessoas como eu? Eu fiz de tudo para não pecar, e mesmo que eu tenha pecado apesar de todo o meu esforço para me manter puro, eu orei, jejuei e fiz minhas orações de arrependimento. Eu trabalhei duro na obra de Deus, por que Ele então não me cura dessa doença e quer me levar?” E quando sua ora chegou, estas foram as últimas palavras que ele deixou: “Eu descobri um mistério maravilhoso. Descansar na hora certa também é fazer a obra de Deus. Trabalhar na obra de Deus o tempo todo não quer dizer que ela está sendo feita de maneira correta. Descansar quando se está cansado também é fazer a obra do Senhor. Se eu tivesse sido sábio ao fazer a obra e descansado mais, eu não teria caído doente e teria feito muito mais antes de deixar essa terra. Mas por ter trabalhado muito e descanso pouco, eu fiquei muito doente e agora estou à beira da morte. Então, aprendam comigo e descansem sempre que vocês estiverem extenuados de fazer a obra”.
Não é quando você procura receber a remissão de pecados que você a alcança, mas quando você crê de coração que Deus apagou todos eles. Se você se perguntar: “Eu tenho vivido de forma correta, orado muito, e por isso tive um encontro com Deus. Então, por ter me esforçado tanto assim, eu me tornei ou não um justo?”, pode ter certeza que seu coração é soberbo e mal. Todos têm que entender que só Jesus nos santifica e nos dá descanso.
Ninguém no mundo pode ser santificado fazendo orações de arrependimento apenas. E ninguém pode ser santificado por guardar a lei, por mais fiel que ele seja. Muitos sabem que jamais serão santificados guardando a lei ou fazendo orações de arrependimento. Por isso, eles unem sua fé aos seus atos e dizem: “Alguém se torna um cristão autêntico crendo em Jesus, fazendo orações de arrependimento e guardando a lei”. E eles dizem também: “Quando cremos em Jesus, nós somos remidos do pecado original, mas já que não podemos ser remidos dos nossos pecados diários fazendo só orações de arrependimento, Jesus, que está assentado à direita do trono de Deus, intercede por nós quando oramos assim. Então, por cremos em Jesus, nós somos santificados”. Em outras palavras, eles inventaram uma fórmula humana para a remissão de pecados adicionando as orações de Jesus às suas. Aos olhos humanos, isso parece uma idéia brilhante, mas pelo lado espiritual, é um grande absurdo.
Quando nosso Senhor veio a essa terra, Ele apagou todos os pecados deste mundo ao ser batizado e morrer na cruz. Após ser batizado, morrer na cruz e ressuscitar dos mortos, Jesus assentou à direita do trono de Deus. Isso é verdade, mas nós não devemos pensar que Ele apaga nossos pecados do Seu trono quando oramos a Ele assim: “Senhor, por favor, perdoe os meus pecados”, toda vez que pecamos.
É claro, Jesus ora ao Pai em nosso favor. Sempre que Seu povo que foi remido passa por alguma dificuldade ou precisa de discernimento espiritual, o Senhor ora ao Pai por nós assim: “Pai, aqueles santos estão perdidos, sem saber como receber as Suas bênçãos. Guie-os pelo caminho correto, dá-lhes a fé espiritual e restaure-a. Ajude Seu povo que recebeu a remissão de pecados”. Essa é a oração que Jesus Cristo faz. Seu coração só poderá descansar se você for remido de todos os seus pecados. Seu coração pode descansar de todos os pecados, de todas as maldições e da condenação porque cremos que Jesus Cristo já fez tudo por nós. Nós encontramos paz para nossa alma crendo que Ele já apagou todos os nossos pecados.
Você não terá descanso até entender que o Senhor já te deu o Reino dos Céus. Por essa razão, você terá que levantar de madrugada para trabalhar, vai experimentar a promiscuidade, lutar constantemente, e continuará com as mesmas convicções doutrinárias que você tem desde que aceitou Jesus. Por outro lado, se você crer em Deus e souber que o Senhor apagou todos os seus pecados, você terá descanso no coração e dará graças ao Senhor. Nós somos abençoados crendo em Jesus Cristo e no Pai, e é crendo que Jesus apagou todos os nossos pecados com a água e o Espírito que somos santificados. Foi por isso que Deus criou os céus e a terra e tudo que neles há em seis dias e descansou no sétimo, abençoando este dia.
O texto bíblico deste capítulo fala de Deus o tempo todo. Isso quer dizer que foi Ele quem fez todas as coisas. Foi Deus quem resolveu todos os problemas físicos e espirituais de todo ser humano neste mundo, intervindo por todos eles. Em outras palavras, Foi Deus quem nos deu descanso, nos abençoou e resolveu todos os problemas dos nossos pecados. Nós temos que crer nisso para sermos abençoados, santificados e também desfrutarmos do verdadeiro descanso.
O Senhor do sábado é o próprio Deus. O número sete, o descanso, as bênçãos, a santidade, tudo pertence a Deus e foi o que Ele nos deu através do evangelho da água e do Espírito. E apesar de nos reunirmos num dia da semana para descansarmos, adorarmos a Deus, ouvirmos Sua Palavra e termos comunhão uns com os outros, isso não significa que seremos abençoados ou teremos descanso no coração se nós guardarmos este dia literalmente. Ao contrário, nos reunimos neste dia para adorar a Deus, ouvir Sua Palavra e meditar nela porque Deus nos deu a remissão de pecados, a bênção da vida eterna e o descanso. Em outras palavras, nos reunimos no dia do Senhor para dar graças a Ele pelas Suas bênçãos. É para darmos graças a Ele por ter nos dado Suas bênçãos, descanso e ter apagado todos os nossos pecados que nós nos reunimos para ouvir Sua Palavra e meditar nela. É por isso que nós guardamos o dia do Senhor.
O Senhor já nos deu três bênçãos: a bênção de desfrutar do verdadeiro descanso, a bênção celestial de nos tornarmos Seus filhos e a bênção de ter nos santificado. Você tem que entender que o dia do Senhor é só um dia separado na semana e guardado para glorificar e adorar a Deus, e que você não recebe as bênçãos acima guardando este dia literalmente. Nós temos um dia na semana para adorar a Deus porque cremos que Ele apagou todos os nossos pecados e porque somos gratos por isso.
O fuso horário entre a Coréia e os Estados Unidos é de 14 horas. Com Moscou, o fuso horário é de 4 horas. Quando é 6 horas da manhã na Coréia, é 4 horas da tarde de sábado nos Estados Unidos e 1 hora da manhã de domingo em Moscou, na Rússia. Então, dependendo do país, o mesmo horário pode cair ou não no sábado. Se você viajar de avião, você tem que ajustar seu relógio na hora local, e às vezes isso faz você voltar para o sábado novamente. Quando nós viajamos dentro do horário internacional, guardar o sábado no horário local pode ser um grande problema. Então, você não é abençoado só por guardar um certo dia da semana. Você tem que entender que Deus nos abençoa todos os dias, e que você não é abençoado por guardar um dia específico e suas horas. Você também tem que entender que Deus te deu descanso no sétimo dia, te abençoou e já remiu todos os seus pecados.
O número sete é o número de Deus. O número seis, por outro lado, é o número do homem, pois Deus fez o homem no sexto dia. Então, quando lemos o livro de Apocalipse, podemos ver um homem tentando se colocar no lugar de Deus, fingindo ser Ele e forçando a todos a receber a marca 666. E a bíblia nos diz que este não é nenhum outro senão o próprio Anticristo. Deus descansou no sétimo dia depois de ter criado os céus e a terra; isso significa que tudo e todos descansaram neste dia. Em outras palavras, foi Deus quem completou tudo, resolveu todos os problemas e descansou no sétimo dia da criação. É por isso que nós agora podemos ter descanso e desfrutar dele crendo em Deus.
Como nós podemos encontrar descanso quando estamos chateados ou preocupados? Em tempos como estes, é crendo em Deus que encontramos o verdadeiro descanso. Por crermos em Deus, nós clamamos a Ele, confiamos a Ele todos os nossos problemas e nosso coração encontra descanso. Deus apagou todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito, e é por causa desse Deus que nós não temos mais pecado agora. Você tem paz no coração? Você agora tem paz no coração porque crê em Deus. Ninguém tem poder de remir pecados e trazer o perfeito descanso, pois só Deus pode apagar pecados. Sendo assim, é crendo Nele que temos o verdadeiro descanso.
Quem é este Deus? Ele é Deus Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo – este Deus triuno criou os céus e a terra com perfeição dessa maneira.
 
 
Mas e Satanás? Deus Também Criou o Diabo no Começo?
 
Deus não criou Satanás no começo como ele é hoje. Tudo que Deus é fez é bom e Ele deu o livre arbítrio a todas as criaturas espirituais. Porém, o chefe dos anjos desafiou a Deus e se transformou no diabo quando foi expulso da Sua presença. O diabo não caiu porque Deus o mandou fazer o mal. Nosso Deus não é assim.
Quem é tão miserável e pobre de espírito que não possa ser ajudado pelo Todo Poderoso para que Ele seja glorificado na sua vida? E já que o Deus Todo Poderoso criou tudo com perfeição e abençoou Sua criação, Ele deveria se envergonhar do que fez? Claro que não! Deus abençoa a todos nós quando cremos que Ele é o Deus que nos santifica, nos dá bênçãos e a vida eterna. E Ele também quer ser glorificado em todas as Suas criaturas.
Foi assim que Satanás surgiu: Lúcifer era o chefe de todos os anjos. Era ele que dava as ordens para que os outros anjos fizessem a obra de Deus. Você pode imaginar então quantos anjos trabalhavam para Lúcifer. Ninguém era maior do que ele, só Deus. Por isso ele pensou que poderia se levantar contra Ele, vencê-lo e se tornar Deus. Lúcifer então reuniu todos os seus anjos e desafiou a Deus dizendo a eles: “Com certeza, Deus é Todo Poderoso, mas vamos unir nossas forças e enfrentá-Lo”. Assim, muitos anjos acabaram desafiando a Deus.
Deus disse então: “Vocês estão Me desafiando? Vocês querem tomar o Meu lugar? Vocês querem estar acima do Céu? Vocês serão lançados no Hades. Eu os coloquei numa posição de glória e os abençoei, mas vocês agora querem Me desafiar? Vocês são Minhas criaturas, feitas por Mim, mas vocês não reconhecem isso. Eu vou dar uma lição em vocês então. Eu vou mostrar a vocês que Eu sou Deus, o juiz que discerne e julga o bem e o mal”. Deus então expulsou Lúcifer e todos os anjos com ele. Como resultado, estes anjos caídos se tornaram maus espíritos chamados demônios, e Lúcifer passou a ser chamado de Satanás ou diabo.
Depois que os anjos maus foram expulsos por Deus, eles se voltaram contra o homem para tentá-lo. Usando a serpente, Satanás disse a Eva: “Eva, Deus disse mesmo que você não pode comer da árvore do conhecimento do bem e do mal? Se você comer este fruto, você será como Ele. Foi por isso que Deus te disse para não comê-lo. Vá em frente então, prove!” Depois que Deus o expulsou do Céu, Satanás não voltou atrás e continuou a desafiá-Lo.
Apesar de não estar claramente escrito na bíblia, podemos ver que nós seres humanos fomos criados depois dos anjos e depois que alguns deles se tornaram demônios. Você pode perguntar então: “Por que Deus não registrou tudo isso?” A bíblia não tem como descrever tudo em detalhes. Apesar disso, Deus escreveu nas Escrituras tudo que era necessário para a nossa salvação, sem deixar faltar nada. A bíblia diz que se alguém fosse escrever tudo que Deus fez ao criar o universo e seus exércitos, nem todo o universo teria espaço suficiente para descrever isso (João 21:25).
Depois que os anjos caídos foram expulsos do Céu, Deus demonstrou dois aspectos da Sua divindade: Ele se manifestou como Juiz a Satanás e aos seus seguidores que O desfiaram, e criou o homem e deu a ele Sua graça e amor se manifestando como o Deus misericordioso. Deste modo, pelo que Deus fez a nós e a Satanás, podemos ver que tipo de Deus Ele realmente é. Nosso Deus é o Deus do juízo, do amor, o Todo Poderoso.
Satanás tentou Adão e Eva para que eles comessem da árvore do conhecimento do bem e do mal. E embora ele tenha dito a eles que eles seriam como Deus se comessem da árvore, isso na verdade era algo impossível. Por que Satanás tentou o homem então? Por ter desafiado a Deus e ter sido derrotado, Satanás procurava sempre ir contra a Sua vontade. Ele viu que a intenção de Deus ao criar o homem era dar-lhe descanso, abençoá-lo e santificá-lo. Foi por isso que ele o atacou. Mas Deus já sabia que Suas criaturas iriam desafiá-Lo, por isso, já sabendo que o homem iria cair na tentação do diabo, Ele criou o plano da salvação. Foi por isso que quando Deus criou o homem, Ele o criou à Sua imagem. Deste modo, Ele fez com que o homem soubesse antes que seria atacado por Satanás e, ao lhe dar a graça da salvação, Ele manifestou Seu amor e misericórdia; e Deus é glorificado através de nós que cremos nisso.
Deus disse ao homem para não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal porque Ele tinha medo de que ele conhecesse o bem e o mal como Ele? Não, não foi por isso que Deus disse isso. Ele disse isso para mostrar que apenas o Ser Supremo tinha o padrão correto do bem e do mal. É um erro definirmos o que é bom ou mal baseados em nosso padrão humano. Se o homem tivesse seu próprio padrão do bem e do mal, isso mudaria constantemente, pois ele define como bom o que lhe traz vantagem e mal o que lhe traz desvantagem.
Ao contrário, quando o padrão do bem e do mal é definido pelo Ser Absoluto, ele nunca muda. Deus disse a Adão e Eva para não comerem da árvore do conhecimento do bem e do mal para deixar bem claro que somente Ele é o Ser Supremo, que somente Ele pode definir o padrão imutável do bem e do mal, e que ninguém pode modificá-lo. Melhor dizendo, Deus deixou bem claro para o homem que ele não deveria desafiá-lo, pois Sua soberania jamais seria quebrada. Ele disse que todos que desafiassem Sua soberania morreriam. Por ser o Ser Supremo, Deus não tolera ninguém que o desafia. Por isso, Deus disse a Adão e Eva para não comerem da árvore do conhecimento do bem e do mal.
No entanto, Satanás se voltou contra a vontade de Deus e levou o homem a comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. Ele fez isso porque Deus o havia derrotado antes. Foi por isso que ele O desafiou tentando destruir o homem para ir contra Sua vontade. Mas Deus sabia de tudo isso porque Ele é onisciente e onipotente. Foi por isso que Deus permitiu que Satanás colocasse seu plano em prática, mas após o homem ter comido da árvore do conhecimento do bem e do mal, Jesus Cristo veio a essa terra como nossa propiciação e expiou todos os nossos pecados. E já que Ele foi condenado em nosso lugar, as duas exigências da justa lei de Deus e do Seu amor foram cumpridas. Em outras palavras, já que Jesus Cristo veio a essa terra, tirou todos os nossos pecados ao ser batizado e também foi condenado na cruz, Deus declarou que Ele é tanto o Deus do juízo quanto o Deus da salvação. Deus cumpriu essas duas leis através do batismo de Jesus Cristo e da Sua morte na cruz. Foi assim que Ele nos santificou e fortaleceu.
Algum tempo atrás, uma denominação se tornou muito influente na Coréia afirmando o seguinte: “Lúcifer se tornou um demônio porque desafiou a Deus e foi expulso. Agora estes demônios estão soltos e entrando no coração das pessoas. Já que Satanás fez o homem pecar, Jesus Cristo tirou todos estes pecados e foi condenado na cruz; foi assim que Ele derrotou o diabo com Seu poder. E Ele também nos deu poder para que derrotemos os demônios. É por isso que expulsamos demônios em nome de Jesus”. Deste modo, eles sempre realizam rituais de exorcismo, orando para expulsar os demônios. Dizem que eles expulsam os demônios das pessoas antes de pregarem a Palavra, dizendo: “Saia demônio!” No último dia de um retiro dessa igreja, o líder deles se levantou e todos vieram até ele, um a um; o pastor então pegou na sua testa e disse: “Em nome de Jesus eu te ordeno, saia Satanás!” Com isso vemos de modo bem claro que quem está endemoninhado na verdade é o pastor.
Nós, que somos o povo de Deus nascido de novo, não precisamos virar para as pessoas e dizer: “Saia demônio!” Ao contrário, nós pregamos o evangelho da água e do Espírito para elas. Quando pregamos como Jesus apagou seus pecados, os demônios automaticamente têm que fugir de todos que têm essa fé. Se alguém aceita o evangelho da água e do Espírito, nenhum demônio pode entrar nele, jamais. Isso porque o amor, a misericórdia, a santidade, o descanso e as bênçãos de Deus se encontram neste evangelho da água e do Espírito. Um pastor na Coréia que afirma ser perito em expulsar demônios faz um barulho estranho com os lábios ao dizer: “Saia Satanás!” Mas o demônio entra ou sai de alguém só porque lhe ordenam?
Satanás trabalha no coração das pessoas quando elas buscam algo espiritualmente impuro. Você acha que o demônio pode entrar naqueles que realmente nasceram de novo? Não, o demônio jamais pode possuir a alma de um nascido de novo (1 João 5:18). Nenhum demônio pode entrar no coração de uma pessoa que recebeu a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Afinal de contas, como pode o demônio possuir um coração onde o Espírito Santo habita? Ele não pode fazer isso. Mas é claro que quando os nascidos de novo estão espiritualmente confusos e não têm discernimento, Satanás pode atormentá-los e confundi-los por fora ainda mais, mas ele só chega até aí. Nosso Senhor nos santificou, nos fortaleceu e nos abençoou pela água e pelo sangue. Mas se você achar tudo isso algo insignificante, você não poderá receber a remissão de pecados então, e será impossível você receber o descanso, a santidade e as bênçãos de Deus.
 
 
Deus é o Ser Absoluto
 
Deus é o Ser Absoluto. E este Deus Absoluto nos deu o descanso, nos santificou e abençoou. Vocês crêem nisso, meus amados irmãos? Deus fez todas as coisas do primeiro ao sexto dia da criação, e no sétimo dia Ele abençoou o homem, o santificou e lhe fez descansar em paz. No plano da salvação, Deus já tinha cumprido toda a justiça. E Jesus Cristo a cumpriu de fato para toda humanidade no Novo Testamento.
Adão e Eva receberam a remissão de pecados no Antigo Testamento. E apesar de eles terem caído, Deus ainda assim os procurou, os vestiu com túnicas de pele, que ele fez para eles sacrificando um animal, e os salvou. Por isso, dentre os seus descendentes, Abel e Sete tiveram a mesma fé correta que eles e ofereceram cordeiros como oferta de expiação. Quando nós vemos o sistema sacrificial do Tabernáculo que Deus deu mais tarde, encontramos a lei da expiação escrita com mais detalhes; nela, o pecador passava seus pecados para o animal do sacrifício impondo as mãos sobre sua cabeça (Levítico 1:3-5). Isso era um prenúncio de que Jesus tiraria todos os pecados do homem ao ser batizado na forma de imposição de mãos.
Entretanto, os cristãos de hoje não passam seus pecados para Jesus crendo no Seu batismo; ao contrário, eles só crêem no sangue da cruz e omitem de modo arrogante Seu batismo do evangelho original. Isso significa que o evangelho deles foi corrompido. Adão e Eva sabiam que Deus havia remido todos os seus pecados sacrificando um animal em seu lugar e creram nisso. Depois da queda, Deus chamou Adão e Eva e perguntou a eles: “Onde vocês estão?” E já sabendo que eles haviam desobedecido à Sua Palavra, Ele disse: “Vocês comeram do fruto que Eu lhes disse para não comer? Quem os levou a fazer isso?”
Eva então respondeu: “Foi a serpente que me levou a fazer isso”. Deus então disse à serpente: “Você será amaldiçoada e passará o resto da vida rastejando e comendo o pó da terra”. Em outras palavras, Deus amaldiçoou o diabo a se alimentar dos pensamentos carnais do homem. É por isso que as pessoas ficam endemoninhadas quando não vigiam seus pensamentos. Se alguém comer muito fermento carnal, ele acabará morrendo envenenado. Enquanto que os demônios trabalham na mente do homem, Deus trabalha no coração daqueles que crêem na Sua Palavra.
A árvore da vida se refere a Jesus Cristo, enquanto que a árvore do conhecimento do bem e do mal se refere à lei. Todos que não receberam a remissão de pecados são escravos da lei e não podem evitar o juízo de Deus. Deus pôs a todos debaixo da lei antes de nos dar o evangelho da água e do Espírito, mas nos deixou livres desta lei para crermos neste evangelho. Deus nos deu a remissão de pecados, o descanso e todas as bênçãos.
Mas e você? Você já foi abençoado por Deus? Os santos nascidos de novo precisam entender que já foram abençoados. Deus já te abençoou e te deu o verdadeiro descanso. Aqueles que crêem nisso descansarão no Reino de Deus pela eternidade. Eles receberam a vida eterna pela fé. Nós somos santos porque Deus nos santificou. Há pecado no seu coração? Eu aconselho todos vocês a crer no evangelho da água e do Espírito, para que assim vocês recebam a remissão de pecados em seu coração, sejam purificados e encontrem o verdadeiro descanso. Melhor dizendo, o meu desejo mais sincero é que vocês conheçam o verdadeiro significado do sábado.