The New Life Mission

Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 24-10] (Mateus 24:32-51) Como os Sábios

(Mateus 24:32-51)
“Aprendei agora esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão. Porém, a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente o Pai. Como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Pois assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos - assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro. Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada a outra. Portanto vigiai, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mas considerai isto: Se o pai de família soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que sua casa fosse arrombada. Por isso estai vós também apercebidos, porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis. Quem é, pois, o servo fiel e prudente a quem o Senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo a quem o Senhor, quando vier, achar servindo assim. Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens. Porém, se aquele servo for mau e disser consigo: O meu senhor tarde virá, e começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios, virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe, e castigá-lo-á, e lhe dará a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes.”
 
 
Eu gostaria que o Senhor voltasse logo. Se o Senhor voltasse hoje de repente, eu ficaria muito feliz, mas os jovens daqui provavelmente diriam: “Ah, não pode ser.” Mesmo que vocês pensem assim, eu gostaria que o Senhor voltasse logo e começasse um novo mundo. Vocês também têm esse desejo?
Aqueles que se sentem assim estão sob muito stress. Se alguém está sob muito stress, ele pode desejar que esse mundo amaldiçoado acabe logo. Hoje em dia eu tenho que tomar remédio para aliviar a tensão, pois eu tenho andado sob muito stress. Eu nem sabia que tal remédio existia, mas depois de tomá-lo eu me sinto um pouco melhor. Agora é que eu descobri exatamente o que é stress. Mas eu não fico doente porque não como muito ou não tenho uma alimentação adequada; eu tenho tanto stress que meus nervos estão no limite até por causa de assuntos simples. Parece que, não importa o que aconteça, eu continuo com um crescente stress porque as tarefas das quais eu estou à frente não se resolvem facilmente. Nos hospitais isso é chamado de desequilíbrio mental.
Eu fui uma vez ao hospital, mas o médico disse para eu ir para a ala de doenças mentais. E é claro que eu fui para a ala de doenças mentais como o médico orientou. Eu fui atendido por um médico e disse a ele que eu era um pastor, depois que ele me perguntou qual era a minha profissão. Após o doutor me examinar, ele disse: “Para ser sincero, você é uma pessoa com desequilíbrio mental. Então, eu vou lhe dar o remédio que as pessoas com essa doença tomam.” Eu o tomei e foi bom. Eu fiquei dopado quando o tomei. Eu não consigo descrever como me senti em paz. Foi muito bom e relaxante. Eu pensei: “Uau! Eu não sabia que existia esse tipo de remédio.” Depois de acordar, eu não me senti bem novamente, então eu tomei de novo o remédio, e depois de tomar todos os comprimidos eu fui pegar outra receita com o médico, mas ele não me deu mais.
Eu pensava que esse tipo de doença dava somente em determinadas pessoas, mas eu nunca pensei que a teria. Não havia nada de errado comigo, mas meu corpo estava rígido e eu ficava com meus nervos à flor da pele com o menor dos problemas. Eu não ficava estressado com algo em particular, mas parecia que isso acontecia quando meu trabalho não ficava pronto rapidamente. Mesmo quando parecia que ia terminar logo, era difícil porque ele não acabava nunca. Eu contraí uma doença que me fazia querer falar: “Está terminado.” Eu realmente queria dizer isso, mas era impossível dizê-lo antes que meu trabalho realmente terminasse. Agora é pior ainda, pois tudo que eu quero é terminar meu trabalho rapidamente.
Eu gostaria que o Senhor voltasse logo, que esse mundo acabasse logo, e que o Senhor nos desse um novo céu e uma nova terra. Eu gostaria que o Senhor cumprisse logo o que Ele prometeu. Por um lado eu penso: “O que os meus irmãos e irmãs irão dizer de mim? O que as pessoas do mundo todo dirão de mim? Eles não diriam: ‘Você acha que está certo pensar de forma pessimista sobre o mundo, como se você fosse o único que tivesse maus momentos?’” Eu acho que eles me repreenderiam. Tudo isso são só meus próprios pensamentos.
Nós temos que esperar um pouco mais até o Senhor voltar. Então, eu estou dizendo essas palavras com o desejo de realizar todo o meu trabalho antes do Senhor voltar. Eu separei uma passagem bíblica para hoje para compartilhar a graça de Deus com todos vocês, desejando que possamos realizar juntos o nosso trabalho antes de encontrarmos com o Senhor. Quando eu não consigo terminar completamente o trabalho que me foi dado, o stress começa a aumentar bastante. Mais do que em outros assuntos, se eu não consigo terminar o meu trabalho, eu sofro demais com uma pressão psicológica. Eu não consigo nem dormir se deixar de lado uma tarefa. Eu tenho que terminar o trabalho, eu tenho que terminá-lo mesmo que isso acabe comigo. Se o trabalho foi bem feito ou não, eu só consigo dormir e pegar outra coisa para fazer depois de terminar o que estava fazendo antes.
Então, se algo é muito difícil e eu fico cansado fazendo-o, eu tiro um bom dia de descanso e acordo no outro dia e já começo a fazer aquela tarefa para terminá-la logo. Mas eu fico mais triste quando vejo que há ainda muitas coisas que precisam ser feitas. E não sou só eu que sou assim; todos os servos de Deus que trabalham comigo são assim também. Eles não conseguem deixar seu trabalho de lado porque são iguais a mim; essas pessoas tomam remédio junto comigo, e mesmo tendo poucas forças, elas procuram mais trabalho para fazer. Contudo, comparando o trabalho que fizeram quando estavam doentes com o que fizeram quando estavam boas, o resultado é totalmente diferente. Quando eu não estou muito bem, eu olho como o trabalho foi bem feito e penso: “Está bom mesmo”, e então eu me apresso para terminá-lo logo. Mas depois quando eu estou bem, eu olho o trabalho e penso: “Ah não. Eu fiz uma bagunça aqui. Que trabalho pode ser feito dessa maneira?” Para mim, aquele trabalho não está bom o bastante.
Nós temos que ter um descanso depois de terminarmos cada trabalho, mas não estamos fazendo um trabalho muito duro? Na verdade, mesmo quando um missionário vá a um país pregar o evangelho e passe sua vida toda fazendo isso, ele não consegue fazer isso muito bem. Como nós estamos pregando o evangelho no mundo inteiro, parece que nossos corpos passam dos limites quando fazemos essa tarefa. Alguns dias atrás, eu recebi um telefonema do pastor Jung, que está encarregado da impressão dos nossos livros. Ele disse: “Pastor, a confecção do nosso livro está boa, mas uma das fotos está ao contrário. Se mudarmos só isso, não haverá problema. Posso levá-los para o senhor?” Eu disse: “Mas por que você precisa trazê-los para mim? Fique aí mesmo. Você tomará conta disso e trará para mim quando tudo estiver resolvido. Por favor, não traga nada para mim.” Porque eu o respondi irritado, o pastor Jung respondeu com um “Sim, senhor” e desligou.
Eu não era assim antes. Eu costumava me dirigir aos meus obreiros de uma maneira gentil, dizendo: “Ok, podem vir. Vir é melhor do que ficar aí. Podem vir que teremos algo para comer e conversar por um tempo. Será muito bom.” Mas hoje eu sinto uma dor no coração quando digo: “Faça seu trabalho. A impressão não é sua responsabilidade? Faça seu próprio trabalho. Esse é o seu trabalho. A minha parte é a edição de textos. Faça seu próprio trabalho. Está claro que você tem o seu trabalho e eu tenho o meu. Vamos deixar isso bem claro.” Ultimamente eu tenho sido tão grosseiro, pois respondi assim: “De quem é esse trabalho? De que departamento ele é? A equipe a qual foi dada esse trabalho que o faça. O que você está dizendo? O que você espera que eu faça depois de me dizer essas coisas? Eu não posso fazer nada. Eu não agüento mais responder a você como um bom rapaz. Eu não sou um bom rapaz. Agora eu também estou cheio. Estou transtornado porque não consigo fazer nem meu próprio trabalho. Se eu pelo menos conseguir fazer todo o meu trabalho, eu dançarei de alegria.” É assim que eu ando me sentindo ultimamente.
Eu acho mesmo que publicar uma coleção de sermões em um livro não é uma tarefa tão fácil assim. Eu trabalho enquanto penso: “Quando esse trabalho ficará pronto? Isso é tão chato.” Estou cansado disso. Seria bom se essa maldita coisa acabasse logo. Quando estou cansado, eu penso: “Já está bom o bastante, Está pronto.” Então, apesar de por um ponto final nas coisas, quando eu me sinto melhor eu retomo logo o que fiz e penso: “Não, isto está uma bagunça. Que tipo de sermão é esse que eu preguei?” Então, eu faço tudo de novo. Já que eu não tenho muita habilidade, mesmo que eu me mate de tanto trabalhar meu trabalho não sai muito bom, por isso ultimamente eu ando tão irritado e nervoso. Eu tenho que terminar logo o meu trabalho antes que o Senhor volte. Eu só posso descansar depois que terminá-lo. Já que é esse trabalho que eu tenho que fazer mesmo, eu tenho que terminá-lo rápido. Mas ele não sai da maneira que eu planejei.
O Senhor disse que se aquele servo for mau e disser consigo: O meu senhor tarde virá, e começar a espancar os seus conservos e a comer e a beber com os ébrios, virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera e à hora em que ele não sabe, e castigá-lo-á e lhe dará a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes (Mateus 24:48-51). Eu realmente não quero que isso me aconteça. E também como o tempo da vinda do Senhor se aproxima, eu quero fazer a obra mais fielmente.
Contudo, minhas forças físicas, mentais e espirituais estão se exaurindo e isso não estava nos meus planos. Mas eu quero fazer melhor o meu trabalho até que o Senhor venha. Eu quero pregar esse evangelho no mundo inteiro, independente do país, até que o Senhor volte. As portas da Coréia do Norte estão sendo abertas e eu quero pregar o evangelho lá também. Ultimamente, estamos fazendo um livro em russo. A impressão das páginas estão prontas e a única coisa que falta para o livro ser publicado é fazer a arte da capa e montá-lo. E eu posso antecipar que as versões em outras línguas como o romeno e o húngaro estarão prontas a qualquer hora ainda esse mês. Assim o evangelho estará sendo pregado na Europa também.
Nós agora estamos fazendo a obra missionária através do ministério de literatura para ratificar a fundação do evangelho da água e do Espírito. Eu espero que a publicação desses livros acabe para que possamos fazer um encontro de avivamento novamente em breve. O desejo do meu coração é pregar o evangelho, e eu tenho o firme desejo de lutar contra aqueles que ficarem contra o verdadeiro evangelho. Já faz muito tempo, aproximadamente um ano, que eu não faço um encontro de avivamento. Eu quero clamar àqueles que ainda não receberam a salvação: “Vocês aí. Joguem fora sua fé inútil e recebam a remissão dos seus pecados!” Eu quero clamar isso para eles. Eu tenho vontade de ser um servo fiel e sábio, cujo senhor possa reinar em sua casa, dar sua comida no tempo certo, e quero pregar o evangelho no mundo todo até o Senhor voltar. Você também tem essa mesma vontade?
Ultimamente tem havido muitas mudanças no mundo todo. Os conflitos entre Israel e a Palestina continuam aumentando. Na passagem bíblica de hoje, podemos encontrar uma lição importante sobre os últimos dias: “Aprendei agora esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas.” O Senhor disse: “Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam” (Mateus 24:32-34).
O que isso significa? A nação de Israel não foi destruída há dois mil anos atrás? Contudo, através do movimento sionista, em 1948 a nação de Israel foi fundada. Isso aconteceu cerca de 1900 anos depois de Israel ter sido destruída. Mas o problema é que os palestinos que moravam tiveram que ser tirados da terra em que viviam. Depois de aproximadamente 2000 anos terem deixado aquela terra e viverem espalhados pelo mundo, um dia, de repente, eles voltaram, formaram um governo e proclamaram a independência de sua nação. Eles expulsaram os palestinos e começaram a agir como se eles fossem os verdadeiros donos. Eles então não deixam de lutar uns contra os outros, pois isso se tornou uma questão de vida ou morte. Até agora, a única guerra que tem acontecido no Oriente Médio é essa.
Há dois mil anos, quando o Senhor estava nessa terra, Ele disse: “Aprendei agora esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas.” Todos vocês entendem o que isso quer dizer, certo? Vocês devem saber que o fim do mundo estará próximo quando Israel for restaurada e próspera. O Senhor virá novamente antes do fim do mundo, ma só quando Israel for restaurada e destruída novamente. Nós temos que entender que o Senhor estará às portas quando a nação de Israel começar a florescer e dar seus frutos. O Senhor disse que viria antes de Israel ser destruído. Esse dia não está longe.
Na verdade, a existência de Israel é um barril de pólvora no Oriente Médio. Por cerca de 2000 anos, os palestinos viveram normalmente naquela terra, mas de repente os judeus vieram, disseram que aquela era a terra deles e que eles é que os palestinos é que deveriam sair. Se fosse com você, você iria somente ficar sentado e deixar tudo acontecer? O nosso país se orgulha dos seus 5000 anos de história. Se alguns estrangeiros viessem ao nosso país atirando no nosso povo e nos dizendo para sair, dizendo para desistirmos da terra porque eles viveram aqui há 5000 anos e que essa ainda era deles, você lutaria com eles ou não? Isso não te deixaria furioso? Essa luta continua no Oriente Médio até hoje. Mas se uma guerra estourar lá, há grandes chances de ela se espalhar pelo mundo todo. Os judeus têm relações próximas com os Estados Unidos, então, se uma guerra surgir em Israel, os Estados Unidos irão entrar nela, e depois ela virá a ser mundial. Isso porque isso seria uma guerra onde todos teriam que se envolver. O Senhor virá quando isso acontecer.
Nós devemos estar atentos porque o tempo da vinda do Senhor está próximo. Essa geração passará por essa época. Provavelmente, todos vocês sabem que essa geração passará. Essa geração está tranqüila como se nada estivesse errado como a noite antes do temporal. E se fosse possível, seria bom se essa guerra ou os desastres naturais não acontecessem. Seria bom se vivêssemos bem para terminar logo a nossa obra até irmos para o Senhor.
Na verdade, a minha vontade é viver e comer bem até terminarmos todo o nosso trabalho e ir para o Senhor sem que houvesse desastres naturais ou guerras. Mas eu sei bem que isso não vai acontecer só porque eu quero. Isso vai acontecer porque o Senhor decidiu assim. O Senhor nos disse o que irá acontecer no futuro para que nós soubéssemos o tempo e nos preparássemos para ele. Devemos nos precaver de antemão assim que percebermos que as coisas estão acontecendo como Ele disse. Nós podemos até pensar: “Ah, essas coisas vão acontecer.” Mas o que nós poderemos fazer de verdade quando essas coisas começarem a acontecer? Nós não podemos fazer nada.
Ninguém sabe quando o Senhor virá, mas podemos saber isso aproximadamente a partir dos sinais que aparecerem nos últimos dias. Já que o Senhor disse para aprendermos a lição da figueira, nós temos que entender os acontecimentos que estão acontecendo em Israel. Se algo acontecer naquele país, a guerra mundial começará e o fim estará próximo como diz a Palavra de Deus. Nós cremos na Palavra de Deus acima de tudo.
“Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas.” A Palavra de Deus não passará, mas se cumprirá totalmente. Ele disse: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão.” Então, tudo acontecerá segundo o que Deus disse, e a palavra sobre a vinda do Senhor é verdadeira. “Como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Pois assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos - assim será também a vinda do Filho do homem.” Quando o Senhor vier, as pessoas serão como as da geração de Noé; elas chegarão ao auge de sua busca pelo pecado e viverão somente na carne.
Naquele tempo, haverá uma diferença entre os que foram arrebatados por Deus por terem recebido a remissão dos seus pecados, e aqueles que ficarão nessa terra e passarão por todo tipo de tribulação. Está escrito que dois estarão moendo no moinho e que um irá e a outro será deixado; dois estarão trabalhando no campo e um será deixado, enquanto o outro será levado. O Senhor disse que isso acontecerá isso no futuro.
Então, se há alguém na sua família que ainda não recebeu a remissão de pecados, você deve ajudá-lo a receber. Você também tem que se separar dos que não crêem no evangelho da água e do Espírito até chegar o fim, mesmo que eles sejam membros da sua família. Porque esse tipo de pessoa é que irá nos trair no fim, temos que nos separar para sempre delas de todo nosso coração. A salvação dos membros da nossa família é mesmo muito importante. Se há alguém em sua família que ainda não recebeu a remissão de pecados, ele será deixado para trás quando o Senhor voltar, mesmo se hoje estiver dormindo ou trabalhando junto conosco.
Vocês já viram o filme chamado O Arrebatamento? Havia uma personagem chamada Patty. Ela tinha um marido e muitas amigas. Ela foi dormir uma noite e quando acordou seu marido havia sumido. Ele não sabia aonde ele tinha ido e procurou na casa e até na rua. Quando ela foi para a rua, outras pessoas também estavam saindo de casa para procurar seus familiares. E no noticiário da TV dizia que um acontecimento estranho tinha acontecido e as pessoas sumiram de repente.
Depois disso, os soldados viram prender as pessoas, dizendo que elas tinham que receber a marca do 666, mas a Patty fugiu. Como ela não encontrou outro lugar para ir, ela entrou num poço, mas já havia outras pessoas escondidas lá. Havia um especialista em código de barras entre as pessoas escondidas que deu a ela um falso código de barras. Então ela foi ao mercado comprar algumas coisas com o falso código de barras, mas teve que fugir de novo quando ele foi detectado. Ele tentou fugir em um carro, mas foi perseguida até um bloqueio na estrada feito de arame farpado. Ela não podia mais prosseguir de carro, então ela saiu e foi atravessar a cerca de arame farpado. Um helicóptero estava sobrevoando o lugar e alguém falou de um megafone: “Não há para onde fugir.” Ela foi totalmente cercada e pensou que ia ser presa, mas fugiu com a ajuda de sua amiga.
Patty e algumas de suas amigas juraram que não iriam receber a marca. Mas uma delas já tinha recebido a marca e se tornou guia dos seus perseguidores. Ela fingiu estar do lado delas e disse que as levaria para um lugar seguro, mas as levou para os perseguidores. Eles então as forçaram a receber a marca. Elas disseram que nunca aceitariam a marca e no fim das contas morreram na guilhotina. Antes de irem para a guilhotina, elas louvaram ao Senhor assim: “♪Há um glorioso e celestial caminho♬ ♪Que sempre me guia”, e oraram ao Senhor: “Por favor, receba a minha alma.” O filme acabou com elas sendo martirizadas dessa maneira.
A lição que esse filme nos traz é essa: “Aqueles que não foram arrebatados, mas deixados nessa terra, são aqueles que não receberam a remissão dos seus pecados. Mas se lembrarem do que os seus familiares lhes disseram e não receberem nunca a marca até enfrentar o martírio, eles podem ser salvos.” Mas essa historia é realmente estúpida. Esse filme foi feito sob a ótica dos evangélicos, e podemos ver que eles interpretam mal a época do arrebatamento. Ele mostra que o arrebatamento acontecerá antes da tribulação, mas Deus disse que o arrebatamento e a segunda vinda do Senhor aconteceriam quando as sete trombetas soassem, isto é, quando tiverem passado os três anos e meio dos sete anos da tribulação.
Até então, mesmo aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito continuarão vivos na tribulação e serão perseguidos pelo anticristo e forçados a receber a marca do 666. Mas somente os justos podem derrotar Satanás pela fé e enfrentar o martírio porque eles são os verdadeiros nascidos de novo, pois crêem somente em Deus e no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que crêem nesse evangelho jamais irão se render a Satanás. Todos eles serão arrebatados depois que ressuscitarem com os justos que ficarem vivos até o fim.
No entanto, será impossível para aqueles que conhecem o evangelho escapar do martírio. Pelo contrário, quando eles se renderem ao anticristo, eles se tornarão seus instrumentos. Nós também temos que pregar o evangelho aos nossos familiares porque quem irá nos perseguir e trair nos últimos dias serão os membros da nossa família que não nasceram de novo. Então, quanto mais o tempo da vinda do Senhor se aproxima, mais temos que nos tornar o povo que agrada a Deus por estarmos fazendo Sua obra, além de sermos servos leais e sábios. Nós temos que ser aqueles que fazem a obra de Deus com firmeza, unidos, até que saiamos vitoriosos e estejamos diante do Senhor. Vamos fazer logo a obra que Deus nos confiou para irmos para Ele.
Algo que eu realmente desejo é que todos nós sejamos mais fiéis à obra do Senhor. Já que o tempo da vinda do Senhor está chegando, vamos deixar de lado o ditado que diz: “Não deixe para fazer amanhã o que você pode fazer hoje.” Nós precisamos saber exatamente o que temos que fazer. Temos que nos concentrar totalmente em como podemos pregar o evangelho no mundo inteiro. Então nós poderemos ficar diante do Senhor orgulhosos de termos realizado fielmente a obra que nos foi confiada. O fim está cada vez mais perto, por isso, devemos trabalhar mais fielmente para o Senhor até irmos com Ele. É disso que a passagem bíblica de hoje está falando.
Nós realmente não sabemos quando o Senhor virá. O Senhor disse que viria como um ladrão. O Senhor não virá muito depois do tempo em que as pessoas buscarem somente os prazeres da carne como comer, beber, casar e se dar em casamento; e eu acho que agora é esse tempo. Então, você e eu que vivemos nessa geração devemos fazer a obra de Deus ainda mais fielmente. Eu acho que temos que viver pregando o evangelho de forma mais precisa e fiel. É nisso que eu creio. Como você e eu continuamos vivendo nessa terra, o stress aumenta e nosso corpo fica enfraquecido, mas eu sinto que devemos fazer mais a obra antes que nosso corpo pegue uma doença mais séria.
Eu sei que cada um de vocês tem um trabalho para fazer também. Eu sei bem que trabalhar para o evangelho é algo que não pode ser feito por uma pessoa somente, mas sim quando nos unimos e concentramos nossas forças nessa tarefa. Eu espero que cada um de vocês possam estar diante de Deus como pessoas virtuosas e leais que foram fiéis a obra que lhes foi confiada. Vocês entendem isso?
Você e eu chegamos ao limite da nossa capacidade. Então, não há nada mais que possamos fazer. Contudo, eu não esqueci que o propósito da minha vida é fazer toda a obra que me foi confiada. Eu creio que Deus nos dará outras obras para fazer quando terminarmos a que nós estamos fazendo agora. Nós preparamos milhares de livros para distribuirmos no mundo inteiro. Eu quero que nossos irmãos estejam sempre nos cultos de avivamento, quero também distribuir nossos livros e pregar o evangelho. Eu creio que se fizermos a obra do evangelho pela fé, a obra que o Espírito Santo fez na igreja primitiva se realizará através de nós.
Vamos ser fiéis na obra que foi dada a nós hoje. Vamos ser fiéis na obra do Senhor. Eu vou me dedicar até fazer toda a obra que me foi confiada. Se eu fizer a obra que o Senhor me confiou relaxadamente, aos Seus olhos eu me tornarei alguém insignificante aos Seus olhos. Se ao invés de fazer a obra que o senhor me deu rapidamente, eu fazê-la com preguiça, Ele não se agradará de mim. Conosco não acontece o mesmo? Se dermos uma tarefa a uma pessoa e ela for preguiçosa e só fingir trabalhar, nos sentiremos bem ou mal com relação a ela? Essas palavras não saem imediatamente da nossa boca? “Você fez o trabalho desse jeito. Você tem que pôr o coração nele; por que você o fez desse jeito?” Quando Deus nos olhar, Ele também se sentirá assim.
Se nos foi dado algo para fazer, temos que fazê-lo com sinceridade. Está tudo bem se nenhum trabalho for confiado a nós, mas temos que ser fiéis na obra que nos foi confiada. Eu não estou te dizendo isso porque acho que você não tem sido fiel na obra que lhe foi confiada; estou dizendo isso para que eu e você estejamos prevenidos. Eu sei que vocês também estão trabalhando com todo o coração. Eu sei que isso é difícil para todos nós. Eu também tenho que fazer bem a obra que me foi dada. Não importa o que aconteça, eu tenho que fazer toda a obra que me foi dada. Eu só posso pedir alguma coisa quando acabar de fazer toda a obra que me foi dada; se eu pedir algo sem ter acabado tudo, Deus não se agradará de mim. Se isso acontecer conosco, nós ficaremos muito decepcionados; então imagine como Deus se sentirá.
Amados irmãos, vamos trabalhar de forma mais concreta enquanto o fim se aproxima. Nossa meta é pregar o evangelho no mundo todo. Que trabalho você recebeu? Qual é o trabalho que cada um de vocês é responsável? Eu espero que você seja fiel em cumprir a sua parte. Eu também devo ser fiel à obra que me foi dada. Não haverá paz em meu coração até isso ser feito. Infelizmente, eu não posso servir ao evangelho tanto quanto eu gostaria por causa do meu problema de saúde. Ultimamente, eu mal tenho acabado um sermão com todas as minhas forças. Eu tenho vivido a cada dia tendo minhas forças renovadas pelo Senhor. Vamos juntos ser fieis à obra do Senhor. Cada um de vocês tem algo para fazer, não tem? Vamos ser fiéis a essa obra.
Alguns pastores orientam os membros de sua igreja para vender suas posses e dar o dinheiro para a igreja, enquanto pregam que a vinda do Senhor está próxima. Eles também dizem para as pessoas largarem seus empregos e aos jovens para pararem seus estudos. Mas nós somos diferentes. Quanto mais a vinda do Senhor se aproxima, mais nós fazemos a obra do Senhor. Mesmo se o Senhor voltasse amanhã, nós iríamos trabalhar até a hora de terminarmos a nossa parte. Eu espero que você cumpra fielmente as tarefas que lhes foram confiadas porque essa é a coisa certa a fazer. Não é somente assim que podemos estar diante de Deus com honra? Eu vou ficar muito satisfeito quando terminar de fazer a obra que me foi dada. Eu não consigo explicar como fiquei feliz e a paz que tive no coração outro dia quando terminei de revisar os manuscritos pendentes. Embora eu quisesse estar com vocês e me alegrar com vocês, eu tenho que trabalhar um pouco ainda para que eu possa descansar.
Vamos fazer bem a obra que nos foi dada, ficar firmes, viver bem e não nos preocupar com outras coisas até que a completemos. É difícil para você e para mim trabalhar para o evangelho, mas estou certo que não nos resta muito tempo para fazer a obra do Senhor. Eu não estou bem certo de como as coisas irão acontecer no futuro, mas estou certo que não temos muito tempo para fazer a obra de Deus. Então, devemos fazer todo o nosso trabalho em pouco tempo. Do contrário, será muito tarde para que terminemos a obra de Deus. O servo do Senhor não é um profeta? O servo de Deus sabe o que irá acontecer no futuro. Já que o que acontecerá no futuro está escrito na Palavra de Deus, aquele que crê pode profetizar isso pela fé. Nós não seremos confundidos no final, pelo contrário, teremos paz de espírito. Nós não teremos que lidar com as coisas do mundo e ainda terminaremos todo o nosso trabalho, já que sabemos que o Senhor voltará em breve. A pessoa que se prepara antes é alguém que tem paz de espírito.
No futuro quando terminarmos todo o nosso trabalho, isto é, o evangelismo mundial, eu vou fazer um encontro de avivamento para todas as pessoas do nosso país. Mas por agora, pregar o evangelho no mundo inteiro é mais urgente. Por isso, eu estou dando prioridade a isso, mas quando tudo acabar, eu quero fazer encontros de avivamento na Coréia para pregar o evangelho da água e do Espírito. Na verdade, nós pregamos esse evangelho para várias pessoas por algum tempo, mas elas não o aceitaram porque são cristãos legalistas. Mesmo assim, eu penso em fazer isso de novo. Se pregarmos o evangelho no mundo inteiro e depois o pregarmos na Coréia fazendo alguns encontros de avivamento, todos os que tiverem que crer crerão. Eu espero que o Senhor nos preserve até esse dia. E espero que quanto mais perto o fim estiver, mais atentos devemos estar, a fim de que nos tornemos servos verdadeiramente sábios e leais para realizar toda a obra que nos foi dada para irmos com orgulho para o Senhor.
Aleluia!