Sermões

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 25-5] (Mateus 25:14-30) Devemos Pregar o Evangelho Enquanto Podemos

(Mateus 25:14-30)
“Pois será como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e entregou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro dois e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade. Então partiu. Tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles e ganhou outros cinco talentos. Do mesmo modo, o que recebera dois ganhou também outros dois. Mas o que recebera um foi, cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor. Muito tempo depois veio o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles. Então, aproximando-se o que recebera cinco talentos, entregou-lhe outros cinco talentos, dizendo: ‘Senhor, confiaste-me cinco talentos. Olha, aqui estão outros cinco talentos que ganhei com eles.’ O seu senhor lhe disse: Bem está servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei. Entra no gozo do teu senhor. Chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: ‘Senhor, entregaste-me dois talentos; olha, com eles ganhei outros dois.’ Disse-lhe o seu senhor: ‘Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei. Entra no gozo do teu senhor.’ Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu sabia que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste e, atemorizado, escondi na terra o teu talento. Aqui tens o que é teu. Respondeu-lhe, porém, o seu senhor: ‘Mau e negligente servo, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros, e quando eu viesse, receberia com os juros o que é meu. Tirai-lhe o talento, e dai-o ao que tem dez. Pois a qualquer que tiver, será dado, e terá em abundância. Ao que não tiver, até o que tem lhe será tirado. Lançai para fora o servo inútil, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes.’”
 
 
Irmãos e irmãs é bom ver vocês novamente. Nos encontros recentes que tivemos no A Igreja Louve ao Senhor na cidade de Socko, me pediram em cima da hora para ser o pregador, porque o Reverendo Shin que iria pregar teve algo importante para fazer e não pôde comparecer ao evento. Então, apressadamente fui lá para pregar a Palavra. Foi lá que eu aprendi que se colocarmos anúncios do evento, muitas pessoas comparecem ao mesmo, mas se a propaganda for pobre ou já foi usada antes, então as pessoas não comparecem tão facilmente. Eu não sei se isso é por causa de um modismo, mas as pessoas ficam muito sensibilizadas com essas coisas.
Mais tarde, nós fizemos encontros de avivamento sobre o livro de Apocalipse. O último também foi no livro de Apocalipse. Eu preguei vários sermões no livro de Apocalipse 6 e em Mateus 24. Eu fiz isso porque eu realmente creio que os dias em que estamos vivendo são como os descritos em Apocalipse 6. Esse é o tempo do cavalo negro, quer acreditemos ou não. Passamos agora por tempestades severas de areia amarela na primavera, inundações inesperadas no verão, furacões devastadores no outono, e um anormal aumento da temperatura no inverno. Agora observamos também mudanças anormais do tempo e o aumento dos desastres naturais que têm se tornado cada vez piores. Há muitos ciclones acontecendo em toda parte no mundo, e muitos desses não são nem relatados.
Estamos no processo de publicação de outra edição no ‘livro de Apocalipse’ e incluindo ainda a edição de nossas primeiras séries em Mongol. Eu não consigo descrever o quanto isso tem sido difícil. Parecia que a edição em Mongol estava quase completa, mas após revisar mais de uma vez, encontramos muitas partes do texto original que foram perdidos na tradução. Então a equipe ministerial se reuniu às pressas novamente para examiná-la. Eles trabalharam com afinco até altas horas da noite, e sem conseguir terminar, ficaram até a manhã seguinte para finalmente acabar o trabalho e enviá-lo para a impressão. Na verdade, era o dia de folga do gráfico, mas felizmente nós tínhamos um acordo com ele, então ele abriu a gráfica e trabalhou só para nós. Nós temos que ir à Mongólia em breve não somente para pregar o evangelho, mas também para levar todos os livros que pudermos, e esses livros ficarão prontos em poucos dias.
Nós continuamos com esse encontro de avivamento nos concentrando particularmente em Mateus 24 até o capítulo 25:13. Em Mateus 24, o Senhor fala sobre todas as coisas que acontecerão no final dos tempos. E em Mateus 25, através da parábola das dez virgens, Ele fala sobre dois grupos de pessoas, dos que aguardam pelo Senhor sem terem recebido a remissão dos seus pecados, e dos que já receberam a remissão dos mesmos. E também através da parábola dos talentos, Ele fala sobre as recompensas e punições que Ele dará aos fiéis e aos infiéis quando voltar, após a passagem do cavalo branco. E em Mateus 26 nosso Senhor fala sobre Sua morte na cruz.
O evangelho da água e do Espírito está sendo pregado agora rapidamente pelo mundo. Mas restam ainda muitos lugares e países que precisam que ele seja revelado. Pretendemos entrar na Mongólia muito em breve para pregar o evangelho pessoalmente, mas ainda há muitos países, não somente a Mongólia, que precisam ouvir esse evangelho.
Se olharmos a passagem bíblica de hoje, o Senhor diz: “Pois será como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e entregou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro dois e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade. Então partiu.” O Senhor abriu a primeira parte da parábola dos talentos explicando que um homem tinha deixado os seus bens com seus servos. Os ‘bens’ mencionados aqui se referem a nada além do que as almas.
Deus veio a esta terra e acabou com todos os pecados da humanidade (passados, atuais e futuros). Deus tem o domínio de todo o ser vivente nessa terra. A verdade é que todos nós fomos criados pelo Senhor. O ser humano, independente de quem seja, não se pode comparar às coisas materiais desse mundo, não importa o quanto elas sejam grandiosas. Quando o Senhor voltou aos Céus após ter ressuscitado dos mortos, Ele confiou nessas pessoas para serem Seus servos fiéis. Para explicar isso melhor, o Senhor partiu após ter confiado a obra de salvar as almas aos Seus servos fiéis, dando-lhes a capacitação para realizarem essa obra.
Nosso Senhor, que planejou viajar para um país distante, deixou Seus bens com Seus servos leais, e partiu. Quando Ele voltou, Ele quis ver o que cada um deles tinha preparado para entregar-Lhe, se tinham feito bem ou mal. Então a passagem bíblica de hoje nos diz como Ele honrou os que tinham trabalhado bem, e puniu os que trabalharam mal. Nós com certeza podemos pensar em muitas coisas e tirar muitas conclusões da parábola dos talentos. Contudo, durante esse tempo, vamos analisar cuidadosamente essa parábola, particularmente com relação a Apocalipse 6.
Nosso Senhor se expressa nesse capítulo de maneira bem clara sobre as sete eras que haverá neste mundo. Primeiro, Deus salvará muitas almas através do evangelho da água e do Espírito quando vier o cavalo branco. Ele primeiramente virá a esta terra e apagará todos os pecados das pessoas, através do evangelho da água e do Espírito. Então, Ele confiará essas almas aos que crêem nesse evangelho e os ensinará a viver cuidando dessas essas almas. Temos que analisar isso profundamente, ao relacionarmos a passagem bíblica de hoje com o livro de Apocalipse.
Deus nos confiou todas as almas desse mundo. E Ele nos deu poder de salvá-las e a capacidade de pregar o evangelho para elas. Deus deu a cada um, a capacidade para salvar almas e fazer a obra de todo o coração. A passagem bíblica de hoje fala de ‘talentos’ como dinheiro, mas ela na verdade está se referindo às nossas habilidades. Fomos providos de habilidades que Deus nos deu para fazer a obra do Seu precioso evangelho. Em outras palavras, Deus está falando das habilidades que todos nós recebemos com o propósito de pregar o evangelho a cada alma no mundo. Com esses talentos, podemos pregar o evangelho para elas, ajudá-las a entendê-lo, e fazê-las receber a salvação, voltando para Deus.
Dando cinco talentos a um homem, dois talentos a outro e um talento a outro ainda, significa que o Senhor deu a cada um diferentes tipos de habilidades. Dando a alguém cinco talentos significa que Ele deu a essa pessoa diferentes habilidades. Ele também deu a um homem dois talentos, mas a outro um, e depois disso viajou para um país distante, prometendo que voltaria e faria o acerto de contas com cada um deles. Com respeito a isso, nosso Senhor deixou Seus bens aos Seus servos e deu a cada um deles algumas habilidades e foi embora novamente. É mencionado na parábola que o que recebeu cinco talentos pegou esses talentos, foi imediatamente negociar e fez mais cinco talentos além dos que já tinha recebido. O que recebeu dois talentos também foi negociar e fez mais dois. Mas o que recebeu um talento, o enterrou no chão e o devolveu da mesma maneira ao seu senhor.
Aqui nessa história, os três diferentes servos receberam seus respectivos talentos: o primeiro servo recebeu cinco talentos; o segundo, dois talentos, e o terceiro um talento. Mas todos eles deveriam ter negociado os talentos que receberam para multiplicá-los ainda mais. Os que tiveram lucro, se pouco ou muito, foram honrados por seu senhor. O servo que recebeu dois talentos também recebeu honra, assim como aquele que recebeu cinco talentos. Mas aquele que não conseguiu nenhum lucro, mas enterrou seu talento, foi repreendido e recebeu a ira do seu senhor.
Vamos agora ver a parte sobre ‘ter lucro.’ Está escrito que o que recebeu cinco talentos foi e os negociou, e fez outros cinco. Ter lucro é o conceito importante aqui. Quando se tem um negócio, ter lucro é a coisa mais importante, do contrário, por que ter um negócio? Quando a passagem bíblica fala de comércio, você não deve pensar em dinheiro. Ao invés disso, você deve entender que a palavra ‘negócio’ mencionada aqui se refere a obra de salvar almas. Todas as almas pertencem a Deus, e devemos atentar para o fato de Deus ter nos confiado a tarefa de pregar o evangelho a essas almas.
Qualquer um que recebeu a remissão de pecados, e teve seu nome escrito no céu, têm a obrigação de pregar o evangelho aos que não o conhecem. Não há motivo para você dizer que não tem a capacidade de pregar o evangelho. Todo aquele que recebeu a remissão de pecados pode pregar o evangelho de uma forma ou de outra. Antes de o Senhor deixar a terra, Ele não nos deu vários talentos para que pudéssemos pregar esse evangelho? Se você não pode pregar o evangelho a muitas pessoas, você pode pelo menos pregá-lo aos que estão à sua volta, e se você não recebeu uma grande habilidade, você pode servir o Senhor de diversas formas, segundo a habilidade que você recebeu. Você pode pregar o evangelho pessoalmente as almas as quais Deus te confiou; você pode ajudar outras pessoas a pregar o evangelho; você pode ajudá-las; e você pode trabalhar bem de várias maneiras. Se você se prontificar a fazê-lo, você poderá sim fazer a obra de Deus.
O Senhor disse a quem muito foi dado, muito será cobrado; alguém que recebeu muita habilidade não pode evitar de servir muito. A pessoa que recebeu cinco talentos imediatamente foi, negociou, fez mais cinco talentos, e os devolveu ao seu senhor quando ele voltou. Alguém que recebeu muita habilidade deve fazer muita obra. Uma pessoa não pode evitar de fazer tanto quanto ela recebeu. Cada santo tem sua própria parte na obra. Na parte que foi confiada a você, sirva ao Senhor com toda a circunstância, habilidade e tudo o mais que lhe foi dado por Deus.
O Senhor irá voltar a esta terra montado num cavalo branco para nos salvar e a toda a humanidade, através do evangelho da água e do Espírito. Mas precisamos nos lembrar que quando Deus se levanta e opera, Satanás também trabalha. Definitivamente o Senhor voltará novamente no final desses tempos. Nos últimos dias, passaremos pela era do cavalo branco, e como resultado disso, passaremos pelo martírio, seremos ressuscitados e arrebatados. Até esse tempo chegar, temos que pensar em fazer a obra de salvar almas pregando esse evangelho. Foi a tarefa dada a nós por Deus de tomar conta disso, e continuar com essa obra até o Senhor nos recompensar no Reino Milenial.
Nós deveríamos ter uma atitude santa de não servirmos a nós mesmos, mas trabalharmos com os vários talentos que Deus nos deu. Todavia, não é o caso de querermos trabalhar mais só por pura ganância, e nos recusarmos a servir só porque não queremos servir. Cada um de nós tem a tarefa de trabalhar com as condições e os vários dons que Deus nos deu. Então, ninguém pode dar desculpas, dizendo: “Eu não posso trabalhar para esse evangelho. Eu não posso servi-lo. Eu não tenho a habilidade.” Qualquer que tenha recebido a remissão de pecados pode servir ao Senhor, quer o Senhor tenha lhe dado muito ou pouco trabalho.
Então, você não deve mais dar desculpas, e quando houver oportunidade, você deve fazer a obra de salvar as almas. Assim, todas as nossas igrejas na Coréia estão fazendo a obra de pregar o evangelho por todo o mundo. Quando fazemos isso, às vezes tudo se torna difícil e o trabalho fica exaustivo, e há também momentos em que ficamos irritados com alguma tarefa que não fica pronta a tempo. Nós agora estamos pregando o evangelho pelo mundo traduzindo os nossos livros em várias línguas. Mas há momentos em que os tradutores fazem um trabalho mentiroso e de má qualidade. Isso realmente me deixa irritado. Na maioria dos casos, nossa dedicada equipe que trabalha nesse departamento, não conhece as línguas desses países, mas mesmo assim examinam o rascunho das traduções parágrafo por parágrafo, comparando com o texto original para encontrar se há alguma parte que foi omitida.
Às vezes descobrimos que alguma tradução foi feita de maneira pobre e cheia de erros. Quando tentamos corrigir esses erros, através de outros tradutores dedicados, isso toma muitas horas, e nós acabamos pagando algo a mais. Isso é de dar nos nervos, porque ficamos pressionados pelo tempo e pelos muitos recursos envolvidos. Quando isso acontece, o desejo de parar com tudo nasce dentro de mim, e eu começo a pensar que seria melhor nós vivermos do modo que as pessoas do mundo vivem, porque eu também sou humano.
Contudo, apesar desses sentimentos mundanos, não podemos fazer isso por causa da grande comissão, e porque não há ninguém mais que possa pregar esse evangelho da água e do Espírito, exceto nós. Por acaso há alguém que ‘de vez em quando’ nos ajude nessa tarefa e pregue o evangelho da água e do Espírito para nós? Nós poderíamos até pensar assim e fazer isso, mas infelizmente não há ninguém que pudesse pregar esta verdade. Já que essa obra foi nitidamente dada a nós, nós não podemos deixá-la ou desistir dela.
Como não há ninguém mais que crê e prega esse evangelho da água e do Espírito, estamos fazendo a obra de proclamá-lo a todo o mundo através da internet. Se há alguém no mundo que, verdadeiramente nasceu de novo como nós, você não acha que ele deveria nos enviar alguma mensagem agora mesmo? Ele faria isso se soubesse sobre nós, imediatamente nos contataria, dizendo: “Nós também estamos pregando o evangelho assim. E vemos que vocês também estão fazendo isso. Estamos felizes de encontrar vocês.” Então nós ficaríamos exultantes, tão exultantes que enviaríamos um e-mail na mesma hora e teríamos comunhão com eles. Mas acredite, não há ninguém assim lá fora. Então temos que fazer essa obra por nós mesmos, e tomarmos conta dela.
Eu fui há um tempo atrás a um encontro de avivamento na igreja de Sokcho, e eu não consigo descrever como eles estavam ocupados. É claro que todas as nossas igrejas na Coréia são ocupadas assim, trabalhando incansavelmente pelo evangelho. Eu estive com o Reverendo Roh em seu gabinete na igreja de Sokcho, e ele também estava muito ocupado, atendendo os telefonemas, etc. Muitas coisas ele tinha que resolver na hora, e outras ele ainda não tinha conseguido terminar. Eu espero sinceramente que essas pendências sejam logo resolvidas, e eu confio que tudo vai dar certo para ele. Muitos obreiros têm sido enviados das nossas igrejas para diversos lugares. Normalmente nós ficamos com a Escola de Missões aberta até junho, mas esse ano os alunos puderam se formar mais cedo.
Não podemos negligenciar nossas irmãs, e devemos pensar no que é bom para elas também. Estamos pensando em dar-lhes um cargo no departamento de envio de e-mail, pois são bem eficientes no envio e no recebimento de mensagens para o mundo todo. Eu acho mesmo que já é hora de comprarmos alguns computadores só para esse propósito, então devemos contratar pessoas qualificadas para que enviem e-mails, informando a outros sobre a nossa página na web. Estamos vivendo numa época de informação tecnológica, onde há uma rápida troca de informação, e devemos pregar esse evangelho usando de todos os métodos que dispomos. Sendo difícil ou não, temos que fazer isso. Deus nos entregou Seus bens junto com as instruções, e deu a cada um de nós a capacidade de trabalhar para o evangelho.
Por isso é que temos essa obrigação de pregar esse evangelho, porque estamos vivendo mesmo no final dos tempos, e a palavra de Apocalipse está se cumprindo, onde diz que o mundo está ficando mais caótico. As pessoas à nossa volta estão morrendo espiritualmente por levarem uma vida de fé errada, crendo na falsa teoria do arrebatamento pré-tribulacionista. Infelizmente eles são muitos, e os que aguardam pela vinda do Senhor estão ficando desanimados, desinteressados e assim, estão abandonando sua fé em Jesus por total desânimo. Não há o que dizer sobre isso. Todas essas almas estão morrendo.
Quando visitar nossa página na web, você verá um crescente número de perguntas sendo feitas sobre o livro de Apocalipse. Nós respondemos prontamente todas essas perguntas. Contudo, parece que os estrangeiros são os que mais têm dúvidas. Talvez porque finalmente eles tenham algum interesse em saber sobre Jesus e sobre o final dos tempos. Eles fazem muitas perguntas interessantes e nós respondemos a todas. Mas, ao que parece, os coreanos não conseguem nem fazer essas perguntas. Além disso, eles aproveitam cada oportunidade para se gabarem e serem soberbos. Eles são tão cheios de si mesmos que somente o próprio assunto tem algum conteúdo. Quando eu examino os sites religiosos da internet que têm assuntos importantes ou um anúncio atraente, eu sinto mesmo que eles só estão ocupando espaço sem terem o devido conhecimento, incapazes de dar maiores esclarecimentos.
Apesar de estarmos usando muitos recursos para pregar o evangelho no oeste, parece que somente os países subdesenvolvidos como a Mongólia estão abertos para a aceitação do evangelho. A Mongólia tem um baixo padrão de vida, que é igual ao da Coréia nos anos 70. A internet, como em muitos países no mundo, está disponível para as agências governamentais e grandes empresas, mas ainda não está disponível para os cidadãos locais. Infelizmente, há um grande número de países onde a internet quase não existe; e geralmente as pessoas que vivem nesses países não são assim tão corruptas. Então, quando pregamos o evangelho para elas, elas recebem a remissão de pecados por aceitar imediatamente o evangelho em seu coração. Você não pode imaginar como eles crêem no evangelho quando nós o pregamos, assim como pessoas famintas devoram a comida.
Não devemos somente pregar o evangelho para as pessoas desses países subdesenvolvidos, mas também às almas perdidas do mundo. Já que elas têm confiado em nós, como podemos não pregar o evangelho para elas? Apesar de termos que tomar conta de nós mesmos, há momentos de absoluta exaustão e até mesmo de desmaio, já que estamos trabalhando constantemente e seguindo a diante. Essa é a era do cavalo negro mencionada no livro de Apocalipse capítulo 6, e todos nós temos que proclamar esse evangelho a todos quanto pudermos nesse mundo, com toda a nossa força, antes do tempo se acabar.
A era do cavalo branco diz respeito a nós, onde não será mais possível pregar esse evangelho. Está difícil, mas ficará ainda mais difícil nos dias vindouros, então devemos tomar as rédeas da nossa situação e ‘colocar as coisas em ordem’, continuando a fazer a obra do evangelho sem olhar para trás. Pregar o evangelho é como correr numa maratona, o percurso a nossa frente parece longo e difícil, mas temos que nos concentrar no alvo, e não nos entregarmos ao cansaço, pelo contrário, devemos continuar em um firme e confiante passo.
Devemos pregar esse evangelho nos disciplinando sempre e renovando nossas forças; somente se continuarmos a correr é que poderemos chegar na linha de chegada. Você e eu somos esses maratonistas enviados por Deus para difundir o evangelho da água e do Espírito por todo o mundo. Deus confiou Seus bens a você e a mim e se foi para voltar mais tarde. Ele nos confiou as almas desse mundo. Ele partiu após nos confiar as almas do nosso país, assim como as inúmeras almas de outros países para que possamos pregar o evangelho para elas. Então nós somos as pessoas designadas para fazer essa importante obra. Apesar de estarmos exaustos, temos que continuar com essa obra até o fim. Cuidar apenas de nós mesmo já é bem difícil, mas ainda temos que cuidar das almas também. É claro que arriscar sua vida pelo bem dos outros nunca é uma tarefa muito fácil.
Se não tivéssemos nenhum conhecimento do tipo de era que virá no futuro, poderíamos ficar desanimados e morrer como todos os demais. Em pouco tempo, o mundo todo enfrentará desastres terríveis e fome mundial, e finalmente a era do cavalo branco chegará. Nessa era obscura, o anticristo aparecerá e matará a muitos que crêem em Jesus e que verdadeiramente nasceram de novo. Após o martírio desses justos, chegará o tempo em que o Senhor ressuscitará e arrebatará esses santos. Somente por causa disso, não podemos parar de viver pregando esse evangelho, tomando cuidado com o tempo que nos resta agora. Portanto, continuaremos firmes na pregação desse precioso evangelho.
No futuro passaremos por muito sofrimento e dificuldades devido a um longo período de seca. Como oramos, eu creio que Deus nos dará a chuva que precisamos, de acordo com nossas necessidades. Os santos da nossa localidade também precisam reconhecer que tipo de era estamos vivendo agora. Estamos sofrendo como todos com esses desastres naturais que estão acontecendo no mundo. Em breve experimentaremos desastres naturais mais severos, que começarão a acontecer pelo mundo. As pessoas costumam ignorar a Palavra de Deus, negligenciando-a pensando que ela não é importante. Mas assim que elas começarem a ser afetadas por esses eventos, elas buscarão a verdade e crerão nela. As pessoas têm esse antigo costume de só crer quando estão passando por dificuldades, mas não crêem em Deus quando estão vivendo sem problemas. Por isso é que Deus está fazendo toda a humanidade passar por esses problemas e sofrimentos.
Se olharmos Mateus 24, a partir do versículo 7, o Senhor fala sobre vários eventos que acontecerão durante a era do cavalo negro. “Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes, pestes e terremotos em vários lugares. Todas estas coisas, porém, são o princípio das dores.” Esses são os eventos que acontecerão na era do cavalo negro. Em outras palavras, essas coisas acontecerão durante esse período de tempo. Pois Ele disse: “Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes, pestes e terremotos em vários lugares. Todas estas coisas, porém, são o princípio das dores.”
Jesus disse que quando essas fomes e terremotos surgissem na terra, isso seria o princípio das dores. Quando esses desastres assustadores se tornassem uma realidade, então a era do cavalo branco em breve chegaria, e as calamidades das sete trombetas aconteceriam rapidamente nessa terra, uma após a outra: bolas de fogo, granizo e cometas cairiam do céu como mísseis celestiais desgovernados; estrelas cairão nos mares e nos rios, criando imensas ondas, tsunamis e terremotos incrivelmente devastadores. Durante o período desta era, as calamidades mencionadas pelo Senhor certamente surgirão, então temos que crer nesse evangelho e fazer o máximo possível para proclamá-lo pelo mundo todo, enquanto ele estiver relativamente em paz antes da era do cavalo branco chegar.
Quando as pessoas correm em maratonas, a tendência é ultrapassar os limites físicos após terem percorrido os 30 quilômetros. Assim como no exemplo, nós também chegamos a um certo ponto onde as coisas ficam muito difíceis. Apesar disso, mesmo se estivermos muito exaustos e passando por sofrimento, devemos lembrar de adequarmos a situação, e continuar a correr essa corrida com a linha de chegada em mente.
Todos nós devemos compreender que essa era na qual estamos vivendo é a era do atual cavalo negro, e que chegamos na era desses desastres. Em um ano, devido à seca, o chão fica rachado como a superfície de um bolo assado; o nível da água nos reservatórios fica extremamente baixo, levando à discussão sobre se a terra deve ser cultivada ou não. Agora nós estamos testemunhando uma tendência mundial de construir represas, algumas delas em proporções gigantes. E no outro ano, um terrível temporal sobrenatural acontecerá, acompanhado de uma incomum e longa enchente que dificultará o amadurecimento da colheita, inundações acontecerão em diversos lugares, pessoas perdendo suas vidas e casas nessas tragédias. Esse tipo de fenômeno climático não acontece apenas aqui na Coréia.
Veja os desastres que aconteceram recentemente pelo mundo, os cientistas jamais poderiam prever isso. Esses eventos não são algo temporário. Tudo isso já foi profetizado no livro de Apocalipse, especialmente no capítulo 6, que se refere a era do cavalo negro. A era do cavalo negro se refere a um tempo de fome física e espiritual, e nós agora estamos vivendo esse tempo.
Quando o tempo da escassez chegar, as pessoas passarão fome, e a comida para nos alimentar será escassa devido aos desastres naturais, e essas pessoas também passarão por fome espiritual. Logo após esse tempo, a era do cavalo branco chegará assim como foi na era anterior. Quando virmos, essa era se tornará a era do cavalo branco, os desastres virão do céu. Já que sabemos e cremos que essa era virá, não podemos pensar em outra coisa. Não teremos tempo para isso. Eu lhe digo que não posso evitar de pregar sermões no livro de Apocalipse nesse nosso tempo.
E mais, os santos também devem ter um só pensamento e se concentrar na obra espiritual. Sim, isso é cansativo e difícil, mas devemos saber disso, crer nisso e servir esse evangelho da água e do Espírito. E aqueles que já receberam a remissão de pecados por crerem nesse evangelho da água e do Espírito, devem pregar esse evangelho aos membros de sua família, e amigos e a outras pessoas, cuidando dessas almas que pertencem a Deus.
Devemos pregar o evangelho a outras almas também, e viver para esse evangelho pelo resto de nossa vida cuidando dos bens que Deus confiou a nós, e tomando conta dos nossos negócios com nossas habilidades. Afinal de contas, Deus nos instruiu a viver assim. Então devemos estar vigilantes e nosso espírito deve estar alerta. Devemos discernir bem essa era, guardar a fé, e levar uma vida de fé pregando o evangelho a todos no mundo, enquanto oramos incessantemente. Tudo isso porque Deus nos confiou Sua obra.
Estou determinado a terminar o livro de Apocalipse, traduzi-lo em cada língua no mundo e distribuí-lo a todos. Isso porque pode não haver futuro, alguém que conheça exatamente essa terrível era. Pode não haver futuro se você não puder reconhecer a momento atual.
Nós os verdadeiros nascidos de novo que sabem de tudo isso e ainda estamos vivendo nessa era, não devemos deixar nossa fé morrer. Por discernir exatamente essa era, devemos também reconhecer a era que virá. E levando uma vida de fé correta no presente, iremos para o Senhor vivendo por essa fé. Para alcançarmos isso, devemos pregar esse evangelho da água e do Espírito pelo mundo todo, jogando fora nossos próprios pensamentos e desejos. Irmãos e irmãs, devemos descartar esses pensamentos que querem nos levar a viver como príncipes e princesas. Devemos nos ligar a Deus, pregando o evangelho a todos que pertencem a Ele, servir o evangelho com a capacidade que Ele nos deu, tomar uma posição de fé para proclamar esse evangelho ao mundo inteiro, e viver como servos de Deus. Apesar de constantemente nos sentirmos fatigados, compreendemos que há muito mais trabalho que precisamos fazer.
Recentemente, alguns irmãos e irmãs se matricularam na nossa Escola de Missões. Eu creio que eles realmente puseram em seu coração de viver totalmente para o evangelho. Eu creio que eles são ‘as pessoas de fé’ que desejam viver totalmente para o Senhor, comendo e passando por dificuldades juntas, com o objetivo de cumprir a grande comissão. Estamos vivendo também um tempo em que está faltando obreiros, e as pessoas que desejam viver totalmente para o Senhor são em pequeno número. Contudo, você e eu devemos continuar com afinco fazendo a obra que foi confiada a cada um de nós, usando as habilidades que Deus nos deu para proclamar o evangelho com todo o nosso coração, dando o melhor de nós. Devemos simplesmente viver para esse evangelho.
Estaremos indo para a Mongólia em breve. Pretendemos trabalhar na Mongólia por uma semana. Levará um dia para chegarmos lá, e um dia e meio até desfazermos nossas malas. Já que levará mais um dia para marcarmos a nossa volta, restará apenas cinco dias para trabalharmos. Eu não sei o que dá para fazer em cinco dias.
Eu espero e oro para que Deus nos envie algumas almas e nos permita pregar o evangelho para essas almas, e ajudá-las a receber a remissão de pecados e estabelecer a obra de Deus lá, para que elas possam viver para o Senhor. Elas então poderão levar uma vida de fé correta, longe de sua antiga fé. Eu realmente desejo estabelecer a Igreja de Deus na Mongólia. Ao estabelecermos a Igreja de Deus e sua liderança lá, será nossa tarefa cuidar deles, das despesas diárias, materiais e livros, e fazendo isso, será possível pregar esse evangelho através dessa igreja estratégica, e usá-la como um trampolim para pregar o evangelho por toda a região norte européia e na China.
A Mongólia é ligada a China e a Rússia por uma rede de linha férrea. Os mongóis têm livre acesso a esses dois países através desse meio de transporte. Essa nação foi colonizada e governada tanto pela Rússia quanto pela China. Ela é independente agora, mas como resultado desse passado, os mongóis podem entrar livremente nesses dois países sem a necessidade de passaporte ou visto. Por isso é que queremos estabelecer a Igreja de Deus na Mongólia. Aos países como as Filipinas, nós enviaremos somente os livros eletrônicos e os de papel. Não entraremos em países que nós não precisemos entrar. Há muitas nações no mundo onde a ordem pública ainda não foi estabelecida, como alguns do meio oeste. Em países onde a política é confusa, com guerras internas e conflitos que vão e vem, você pode certamente sofrer um sério acidente ao ir lá por engano. Olhando sob essa perspectiva, a Mongólia com seus problemas políticos e econômicos em segundo plano, não é nada se comparado com outros países, assim eu fico feliz por isso.
Queridos irmãos, agora é a hora de nos unirmos, ficando realmente juntos, crendo no evangelho da água e do Espírito, e o pregarmos por todo o mundo. Vocês crêem no evangelho da água e do Espírito? Vocês crêem que os seus e os meus pecados foram remidos pela nossa fé no evangelho da água e do Espírito? O evangelho da água e do Espírito é simples, mas é a verdade definitiva. Há um grande número de falsos mestres nesse mundo que não prega essa verdade. Então, nós que temos esse conhecimento e cremos no evangelho da água e do Espírito devemos continuar com essa obra.
Os que sinceramente desejam nascer de novo devem saber e crer nesse evangelho através dos livros que enviamos para eles. Estamos pregando o evangelho através de mídia impressa; fizemos isso porque foi necessário. Os que vierem a conhecer o evangelho através de nossos livros saberão que o Senhor expiou não somente todos os seus pecados, mas também o pecado de todos a quem eles pregarem o evangelho. Quando as pessoas pregam esse evangelho, elas são fortalecidas, e você também irá passar pela mesma experiência se fizer isso. Seremos revestidos como o poder do Espírito Santo se continuarmos vivendo assim. Devemos pregar esse evangelho com uma fé fortalecida, e devemos concentrar ainda mais os nossos esforços em pregar esse evangelho.
No futuro, além de escrever livros, eu vou concentrar meus esforços em viajar pela Coréia, fazendo encontros de avivamento e pregando o evangelho e vou levar os alunos da nossa Escola de Missões comigo para um treinamento. Não importa em que área eu trabalhe, eu me sinto ainda mais fortalecido quando estou pregando o evangelho. Com você acontece o mesmo? Quanta força você ganha quando prega o evangelho? O quanto você se alegra quando confessa que “Jesus eliminou todos os seus pecados?” Há algum outro momento que você se fortaleça mais do que quando faz essa obra? Na verdade, trabalhar para o evangelho não é uma tarefa fácil, mas o nosso coração se sente mais em paz, mais feliz e melhor quando pregamos e servimos esse evangelho. Pregar o evangelho e servir o Senhor é o melhor de tudo.
Nós iremos para a Mongólia e pregaremos esse evangelho, mas tem que haver almas humildes. Eles têm essa idéia de que a maioria das pessoas na Coréia são empresários ricos. Com esse pensamento iremos lá para travar uma batalha espiritual contra os poderes das trevas que governam essas almas há muito tempo. E com essa verdade devemos fazer com que as pessoas daquela área se rendam a Deus.
Irmãos e irmãs, vocês acham que cada denominação cristã desse mundo conhece o evangelho da água e do Espírito? Não, eles não conhecem. O evangelho da água e do Espírito é um tesouro escondido por Deus, por isso ele é um segredo. Como descrito no livro de Apocalipse, durante a era dos sete selos, até aos que não creram no evangelho da água e do Espírito, ele permanecerá sendo um segredo. Então os falsos mestres e não crentes não conhecerão essa verdade, não importa o quanto eles pesquisem na bíblia.
Quando eu estava escrevendo esse livro baseado no livro de Apocalipse, eu percebi novamente que não há muitos livros que servem como referência desse assunto. Quando alguém escreve um livro, ele deve pelo menos fazer algumas afirmações próprias mostrando claramente a verdade. Mas os escritores desses livros falam de histórias pessoais e palavras inúteis, ao invés de se referir as passagens bíblicas mostrando o seu profundo significado. Por causa dessa situação, aqueles que também estão procurando a verdade, não conseguem encontrá-la através desses livros. Pessoas assim que juntam informação inútil e extorquem os cegos espirituais são como os lobos que roubam a alma do homem. Nós que conhecemos o evangelho da água e do Espírito temos muito trabalho para fazer. Eu vou repetir de novo e dar graças a Deus que nos deu essa obra para fazermos. Eu creio que os livros que virão serão publicados assim que eu possa dá-los de presente para vocês.
Irmãos e irmãs, eu reconheço que vocês estão exaustos, mas apesar disso vamos servir esse evangelho por um pouco mais ainda, viver por ele e pregá-lo também. Esse mundo é mesmo muito grande e há uma quantidade enorme de trabalho que ainda precisa ser feito. E assim teremos muito trabalho para fazer nesse ano, e no próximo também. Quando o tempo chegar em que não pudermos mais fazer a obra, teremos tempo para comermos e vivermos bem uns com os outros. Isso porque nessa época, nós ainda poderemos pregar o evangelho aqui na Coréia. Poderemos pregar o evangelho na Coréia até a era do cavalo branco chegar.
Irmãos e irmãs, eu sei que isso é muito difícil, mas vamos unir novamente nossas forças e pregar o evangelho até o tempo em que não pudermos mais fazer isso. Eu tenho certeza que o Senhor nos incumbiu de fazer essa obra. Ao invés de pensar em coisas inúteis, as irmãs podem servir ao evangelho muito bem através da internet. Os irmãos devem ter fé e pensar no evangelho antes de tudo o mais, segundo a ordenança do Senhor: ‘Busque em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça.’ Como o fim está cada vez mais perto, devemos pensar nesse evangelho em primeiro lugar e viver para ele dando-lhe prioridade em nossa vida.
Estou certo que os obreiros de Deus se levantarão em grande número em nossa igreja. De fato, nós estamos treinando todos os santos daqui para serem obreiros de Deus. É de 300 o número total de justos na Coréia, e estamos trabalhando em nosso respectivo departamento por todo o mundo com o talento que Deus nos deu. Fazemos as pessoas do mundo inteiro pensar que estamos fazendo a obra através de uma organização missionária muito grande. Contudo, você e eu podemos fazer essa grande obra somente por causa de Deus. Os pastores encarregados do ministério de literatura atualmente informaram, que apesar dos grupos missionários de outros países terem total desprezo por nós quando enviamos o primeiro livro da série cristã, agora eles estão pedindo mais livros, então começamos a enviar-lhes os volumes 1, 2 e 3 da edição em inglês, então eles começaram a reconhecer a preciosidade de nosso ministério e passaram a ter uma atitude de humildade. Agora nos disseram que quando falamos, eles nos ouvem, e estão realmente cooperando conosco.
Já que a nossa obra é feita por nossa fé em Deus, eu creio que é Ele que abre e prepara o caminho para nós. Porque o evangelho que pregamos é a verdade, Deus também quer que Seu Reino venha a se expandir pelo mundo inteiro. Se alguém no mundo tivesse o conhecimento desse evangelho e cresse nele, então talvez nossos esforços nessa obra não fossem mais necessários.
Os cientistas consideraram que porque o ‘fenômeno da areia amarela’ é muito sério na Mongólia, as pessoas que visitam aquela região não devem esquecer de usar óculos protetores. E eles nos dizem isso porque as estações lá chegam dois meses depois de chegarem à Coréia. Então percebemos que o tempo lá agora é quente durante o dia e frio à noite. A Mongólia tem um sistema de aquecimento centralizado, que é causado por esse fenômeno, e as autoridades informaram ao país que após o dia 15 de maio de 2006, eles o estarão trocando. Então, pensando nisso, levaremos conosco cobertores para nós preparar para essas noites frias.
Irmãs e irmãs, eu peço que vocês orem por nós. Nossa ida até lá será igual a de vocês. Não se esqueçam que iremos lá para pregar o evangelho; e isso nunca é para passar um tempo agradável. Não importa em que país iremos, a única razão para irmos lá é para pregar o evangelho e estabelecer a Igreja de Deus. Se designarmos um ou dois obreiros e estabelecermos a Igreja de Deus lá, eles crescerão espiritualmente, guardarão a sua fé, e viverão para Deus. E como a nossa Missão continuará a ensinar os obreiros que estarão lá através de nossos livros de crescimento espiritual, eles crescerão, estimularão mais almas e pregarão o evangelho. E em pouco tempo eles poderão fazer a obra de Deus como Seus bons e leais servos. Eu espero que vocês orem muito por nós.
Nessa terça o Reverendo Kim e sua esposa retornarão dos Estados Unidos. Agora mesmo, estou tentando encontrar um bom lugar para os nossos pastores ficarem com o Reverendo Kim. Há horas em que eu penso que devíamos nos unir e comemorar juntos preparando um churrasco com dois porcos bem gordos. Irmãos e irmãs, vocês estão cansados, eu sei disso! Vamos recobrar nossas forças. Eu sou o único aqui que está repetindo que está cansado, ou nenhum de vocês está também? Eu sei que todos vocês estão exaustos. Só pode haver mesmo dificuldades nesse tempo de fome do qual o Senhor falou. Sendo assim, mais uma vez eu os advirto: vocês devem viver para o evangelho; vocês devem crer e não ter dúvida alguma que o tempo atual é a era da fome; vocês devem fazer a obra que lhes foi confiada dando o melhor de suas habilidades; e devem viver pela fé, amando uns aos outros.

No futuro esse mundo se tornará ainda mais difícil de se viver, e um mundo melhor nunca virá. Esse é um fato concreto. Irmãos e irmãs, devemos manter nossa fé e também servir o evangelho. Quando vocês buscam primeiro o Seu Reino e a Sua justiça, vocês ficam bem e também recebem bênçãos. Eu creio que vocês sabem que se não buscarem primeiro o Reino de Deus e a Sua justiça, vocês não receberão bênção alguma. Eu também creio que Deus proverá todas as necessidades de Seus obreiros, alimentando-os e vestindo-os satisfatoriamente. Amém.