The New Life Mission

Sermões

Assunto 15: A Epístola do Apóstolo Paulo aos GÁLATAS

[Capítulo 2-4] (Gálatas 2:11-21) O Homem Não é Justificado pelas Obras da Lei, Mas pelo Evangelho da Água e do Espírito

(Gálatas 2:11-21)
“E, chegando Pedro a Antioquia, resisti-lhe na cara, porque era repreensível. Porque antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, ele comia com os gentios. Mas, depois que chegaram, foi-se retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão. E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam corretamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro, na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus? Nós, que somos judeus por natureza, e não pecadores dentre os gentios, sabemos que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, também temos crido em Jesus Cristo para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei, porque pelas obras da lei ninguém será justificado. Se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, fomos nós mesmos também achados pecadores, é Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Pois eu pela lei estou morto para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. Não anulo a graça de Deus, pois se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu em vão.”
 
 
A Nossa Fé
 
Eu acabei de publicar o segundo sermão sobre o livro de 1 João. E eu creio que muitas pessoas voltarão para Deus depois de entender a Verdade através da Palavra de Deus em 1 João. Eu oro para que Deus venha conceder àqueles que buscam a Palavra do evangelho da água e do Espírito a benção da salvação dos seus pecados.
Hoje em dia alguns cristãos não entendem bem alguns versículos de 1 João. E eles não sabem que crer em Jesus é o mesmo que crer na Palavra do evangelho da água e do Espírito. O meu papel é explicar a cada um qual é a vontade de Deus que está no evangelho da água e do Espírito.
Atualmente há muitos entre os cristãos que têm a fé legalista da Lei. Esses crentes legalistas se prendem à Palavra de 1 João 1:8-10 para justificar o rumo errado que sua fé tomou. Por isso, eu quero explicar o verdadeiro evangelho da forma mais fácil de entender usando a Palavra da Verdade revelada em 1 João. Se muitas pessoas dentro da comunidade cristã entendessem os segredos do evangelho da água e do Espírito dado por Deus, elas nunca estariam presas às falsas doutrinas. No sermão deste livro, eu tento explicar a Palavra em 1 João dentro do evangelho da água e do Espírito. Daqui para frente, eu tenho certeza de que muitos leitores deste livro passarão a crer no evangelho da água e do Espírito.
É impossível entender a Palavra em 1 João sem primeiro entender o evangelho da água e do Espírito e crer nele. Mesmo assim, muitas pessoas hoje em dia ainda estão confusas por causa da sua fé legalista e tentam entender 1 João sem antes entender a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Por isso é que eu estou tentando explicar para vocês mais uma vez a Verdade da água e do Espírito.
Toda palavra na Bíblia tem como alvo resolver o problema dos pecados de todas as pessoas. Se você prestasse atenção ao evangelho da água e do Espírito, você entenderia que você era um grande pecador e que se tornou justo pela Verdade da salvação. Deste modo, se nós não entendermos a Verdade da salvação revelada no evangelho da água e do Espírito, nós pereceremos por toda a eternidade. Hoje em dia muitos cristãos nascem de novo e se tornam justos por causa da sua fé no evangelho da água e do Espírito revelado na Palavra de Deus.
Entretanto, ainda há muitas pessoas que não entendem o evangelho da água e do Espírito de forma correta apesar da grande necessidade que elas têm de fazê-lo. Melhor dizendo, os cristãos estão levando agora uma vida de fé tola sem conhecer o evangelho da água e do Espírito, que é a única Verdade para a salvação. Sendo assim, pelo fato de muitos que crêem em Jesus terem apenas uma vaga idéia do evangelho da água e do Espírito, não há nenhum entendimento de Deus no chamado evangelho que eles crêem. Até mesmo na passagem bíblica em Gálatas aqui, é impossível nós entendermos o significado da Palavra a não ser que tenhamos uma fé correta no evangelho da água e do Espírito. Se nós pudéssemos entender corretamente o evangelho da água e do Espírito como Paulo testemunhou por meio dessas passagens, nossa vida legalista de fé poderia chegar ao fim. Então agora, muitas pessoas devem procurar entender os segredos guardados no evangelho da água e do Espírito e ter seu coração transformado pela retidão e pela fé correta, a fim de receber as bênçãos abundantes de Deus dentro desse verdadeiro evangelho.
Você e eu agora nos regozijamos em fazer a obra de Deus porque recebemos a remissão de pecados através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Por esse motivo, nós temos que ser ainda mais gratos a esta Verdade do evangelho. A razão pela qual temos que orar pelos servos de Deus muito mais agora é para que eles possam anunciar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Para fazermos a obra de Deus, precisamos pedir a Sua ajuda orando fervorosamente. O certo é que nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito, estamos fazendo uma obra abençoada diante de Deus. Podemos dizer que somos felizes no evangelho da água e do Espírito.
Hoje nós lemos Gálatas 2:11-21. E podemos ver Paulo repreendendo Pedro por causa da sua hipocrisia quando este chegou a Antioquia. Isto é, quando certos homens chegaram da parte de Tiago, Pedro se recusou a jantar com os gentios. Quando o apóstolo Paulo viu essa dissimulação de Pedro, ele o repreendeu com as seguintes palavras: “Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viver como judeus?”
A repreensão que Paulo deu em Pedro ajudou muito na propagação do evangelho. Isso porque a salvação dos nossos pecados não vem das obras de justiça da Lei, mas pela fé na Palavra do evangelho da água e do Espírito. Na verdade, os cristãos podem receber a salvação de todos os seus pecados de uma vez por todas crendo no evangelho da água e do Espírito. Mas eles não conseguiram fazer isso até agora porque creram em falsos evangelhos. Sendo assim, é algo muito errado eles terem uma vida de fé sem ter fé no evangelho da água e do Espírito. Se fôssemos bancar os hipócritas na nossa vida de fé, levaríamos muitos que nos seguissem a ter uma fé hipócrita. A mesma coisa aconteceu com os crentes nos dias de Pedro quando ele bancou o hipócrita. Na verdade, a dissimulação daqueles que nos antecederão na fé foi passada aos seus sucessores.
O apóstolo Paulo disse: “Eu fui chamado para pregar o evangelho aos gentios, não aos judeus.” Isto é, Paulo foi um pregador do evangelho aos gentios. Deus separou Pedro e Paulo, e os enviou como missionários aos judeus e aos gentios respectivamente. Então, se Paulo foi enviado para pregar o evangelho da água e do Espírito aos gentios, ele teve muitas razões para se desfazer da sua fé legalista. Como apóstolo aos gentios, Paulo não pôde deixar de repreender a Pedro por causa da sua fé hipócrita. E Paulo fez isso porque percebeu que a hipocrisia de Pedro criaria obstáculos para a pregação do evangelho entre os crentes gentios. Se Pedro tivesse feito das obras da Lei uma prioridade da fé em Jesus Cristo, que veio pelo evangelho da água e do Espírito, a Verdade da salvação pela qual nosso Senhor nos livrou de todos os nossos pecados não poderia mais fazer brilhar a luz da salvação. O que eu estou dizendo é que, como os gentios poderiam receber a salvação de todos os seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, se todos nós, bancando os hipócritas na nossa vida de fé, os fizéssemos crer num outro evangelho?
Toda a humanidade pode receber a salvação dos seus pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu. De outra forma, nós não poderemos receber a salvação dos nossos pecados. Ninguém pode acabar com seus pecados ao tentar obedecer a Lei de Deus. Ao contrário, essa fé legalista só faz aumentar os pecados no coração daqueles que ainda não nasceram de novo. Nossa fé está no fato de que todos os nossos pecados foram expiados de uma vez por todas quando cremos no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu. Nos tornamos justos só depois de recebermos a salvação de todos os nossos pecados conhecendo o evangelho da água e do Espírito e crendo nele.
O apóstolo Paulo está nos dizendo que tipo de fé em Jesus Cristo nos permite ter a verdadeira salvação. Agora, nós temos que lembrar que, a fim de apagar nossos pecados, Deus nos deu a Sua Lei para que pudéssemos ter conhecimento dos nossos pecados, e que o mesmo Deus nos concedeu ao mesmo tempo a verdadeira e eterna salvação através da Palavra do evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, todo cristão agora deve receber a salvação de todos os seus pecados de uma vez por todas crendo no evangelho da água e do Espírito. Está muito claro que só podemos nos tornar filhos de Deus crendo no evangelho da água e do Espírito. Temos que dar testemunho da Verdade em todo o mundo para revelar a Verdade da salvação.
 
 
Que Caminho Nos Leva à Salvação de Todos os Nossos Pecados
 
A Verdade que traz salvação ao nosso coração nada mais é do que a nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Sempre houve uma dúvida sobre quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. Se alguém insistir que o ovo veio primeiro, outro então pode não concordar dizendo: “Tudo bem, mas então, como o ovo pôde existir sem uma galinha?” Contudo, toda controvérsia acaba quando a luz da Verdade da Palavra de Deus começa a brilhar. Quando Deus criou o mundo, os pássaros passaram a existir quando Deus disse “haja os pássaros,” e foi dessa forma também que todos os animais marinhos passaram a existir. Por isso, a resposta final e decisiva para essa controvérsia é que a galinha veio primeiro. Já que Deus criou a galinha no começo de tudo, a galinha vem antes do ovo.
Sendo assim, nosso Senhor não nos livrou de todos os nossos pecados e nos deu a salvação por causa do nosso esforço humano, mas só por causa da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Isto é, para ser bem direto, se você está em dúvidas se a salvação de todos os nossos pecados é pelas obras ou pela fé no evangelho da água e do Espírito, saiba que ela só é possível através da fé nesse verdadeiro evangelho.
Portanto, é errado dizer que todos nós temos que fazer orações de arrependimento para confirmar ou fortalecer nossa fé. Também é uma idéia errada pensar que nós temos que nos santificar por nós mesmos para sermos salvos dos nossos pecados. As pessoas não são libertas de todos os seus pecados por causa das suas boas obras. Falando francamente, o pecado de alguém só pode ser apagado quando ele crê em Jesus Cristo que foi batizado e derramou Seu sangue para expiar todos os pecados do mundo. A verdadeira remissão de todos os nossos pecados está em crermos no evangelho da água e do Espírito, através do qual Deus de forma unilateral apagou todos os nossos pecados de uma vez por todas. Pelo lado humano, tudo que temos a fazer para receber a salvação é crer no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu.
 
 
O Engano da Doutrina do Arrependimento
 
Uma das freqüentes controvérsias do Cristianismo é se a salvação é alcançada pela fé ou pelas obras. Este assunto tem que ser respondido analisando a Verdade da salvação contida no evangelho da água e do Espírito. E essa é a única resposta.
Mesmo assim, até nos dias de hoje, há muitas pessoas que crêem apenas no sangue da Cruz e dizem que têm que purificar todos os seus pecados diários com sua fé legalista da Lei. No entanto, se você ler a Palavra de Deus, você vai entender logo que o evangelho da água e do Espírito já purificou todos os seus pecados completamente. A Bíblia não fala somente do sangue da Cruz no que se refere à Verdade da salvação, ao contrário, ela nos leva a entender profundamente a remissão de pecados dando ênfase ao batismo que Jesus recebeu de João Batista. O que a Bíblia dá mais importância agora é se cremos ou não no evangelho da água e do Espírito. O Senhor está nos perguntando agora se cremos sinceramente no evangelho da água e do Espírito. Nós somos criaturas que precisam crer que Jesus, o Filho de Deus, veio a este mundo como o sacrifício no Antigo Testamento e recebeu o batismo de João Batista, que transferiu todos os pecados do mundo para Ele. E nós também precisamos crer que Ele morreu na Cruz e ressuscitou dentre os mortos.
Nós precisamos conhecer a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Contudo, muitos cristãos hoje em dia crêem somente no Jesus Crucificado porque não conhecem a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Para nós, é evidente que Jesus é o Filho de Deus. Então, conforme a lei sacrificial do Antigo Testamento, Ele veio a este mundo no corpo de um homem e foi batizado por João Batista para levar todos os pecados do homem de uma vez por todas. De acordo com a própria lei do sacrifício, Ele derramou Seu sangue na Cruz. Ao ressuscitar dos mortos, Jesus se tornou o Salvador daqueles que crêem Nele. Meus amados irmãos, vocês precisam conhecer mais a importância que a Bíblia dá ao evangelho da água e do Espírito e crer nele.
Todavia, aqueles que têm uma fé legalista dizem que eles receberam a salvação crendo apenas no sangue derramado na Cruz sem crer no batismo que Jesus recebeu de João Batista. Eles crêem erradamente que receberam a salvação crendo apenas no sangue da Cruz sem crer no evangelho da água e do Espírito, que Jesus falou a Nicodemos. Podemos até desculpar aqueles que não conhecem Jesus por causa da sua ignorância, mas os cristãos que crêem em Jesus como seu Salvador precisam crer não somente no sangue da Cruz, mas também no batismo que Ele recebeu de João Batista. Isso não é o certo?
Atualmente, muitos professam sua fé dizendo: “Jesus é o meu Salvador.” Entretanto, todas essas pessoas que seguem o Senhor Jesus só crêem no sangue da Cruz. O problema está no fato de que muitos cristãos crêem em Jesus sem entender corretamente que Ele foi batizado por João Batista, derramou Seu sangue na Cruz, morreu e ressuscitou dos mortos para que tivéssemos a salvação. Eles associam sua fé legalista à sua fé em Jesus. Além disso, eles também associam a doutrina do arrependimento à doutrina da santificação.
Portanto, muitos estão sempre perdidos em seus pecados, porque é impossível que eles encontrem o caminho para o Céu com sua fé legalista da Lei. Eles têm que encontrar o caminho para o Céu no evangelho da água e do Espírito pela fé. Já que eles só conhecem o sangue de Jesus na Cruz, ainda há pecado em seu coração, e isso impede que eles entrem no Céu por causa da sua falta de fé no evangelho da água e do Espírito.
Não há uma grande multidão de pessoas que dizem que seus pecados foram lavados somente pelo sangue de Jesus na Cruz? Como é que Deus pode então reconhecer esse tipo de fé? Quando essas pessoas se converteram a Jesus, seu coração sentiu paz. Porém, conforme o tempo foi passando, sua fé se tornou algo que está preso às suas obras. Sendo assim, apesar delas crerem em Jesus como seu Salvador, elas acham que os cristãos têm que orar fervorosamente por arrependimento e também passar por um processo de santificação.
Todavia, o que nós precisamos saber é que por mais que façamos nossas orações de arrependimento, não é assim que nos tornamos justos. Com esse tipo de fé nós só continuaremos sendo pecadores. Assim, eles acabam chegando a conclusão de que têm que se santificar todos os dias vivendo uma vida santa. No entanto, ninguém pode santificar a si mesmo. As pessoas acham que podem se santificar por si mesmas por não crerem no evangelho da água e do Espírito. Mas isso é apenas uma superstição criada pelas suas emoções. Ao invés de confiar na Verdade do evangelho da água e do Espírito, elas esperam ser santificadas com o passar do tempo. Crer que uma pessoa aos poucos não pecará mais e santificará seu coração e seu corpo até que um dia ela seja totalmente santificada por si mesma é o mesmo que ter uma fé muito supersticiosa.
Aqueles que crêem na doutrina da santificação dizem que se tornaram pessoas santificadas com o passar do tempo. No entanto, isso não passa de um desejo humano. Onde nessa doutrina podemos encontrar o evangelho da água e do Espírito pelo qual podemos nascer de novo? É totalmente impossível alguém receber a salvação ao se tornar um ser humano perfeito que nunca pecou, porque a raiz da sua natureza é pecadora. A doutrina da santificação, que os cristãos hoje defendem, é a própria fé numa doutrina errada.
A verdade é que as pessoas se tornam mais imperfeitas do que santificadas ao envelhecer. Dizem que o ser humano caminha sobre quatro patas quando nasce, sobre duas quando cresce, e sobre três quando envelhece. Sendo assim, todo ser humano é imperfeito. Olhando ao nosso redor, podemos ver muitos idosos que ainda dão lugar aos seus impulsos carnais como se fossem jovens ainda.
Nós podemos ver que as pessoas se tornam mais e mais incapacitadas quando envelhecem. O temperamento também se torna mais impaciente quando alguém fica mais velho. O temperamento das pessoas com mais de 50 anos tende a ser pior do que quando elas eram mais jovens. Isso porque elas não conseguem vencer a fraqueza da sua carne. Sua fraqueza é a realidade da sua existência. As pessoas que defendem a doutrina da santificação insistem que podem aprender a ser mais calmas se treinarem para suprimir a raiva no seu coração, mas isso está longe da realidade. O corpo de uma pessoa segue os princípios físicos da carne. Se uma pessoa tivesse total autocontrole, ela também poderia controlar sua raiva. Por outro lado, se isso falhasse, sua raiva seria liberada. Então, se uma pessoa envelhece e perde o autocontrole, essa pessoa está propensa a se irritar com as mínimas coisas. Quando você leva uma vida de fé e comete um erro por não conseguir se controlar, isso acontece porque você perdeu seu autocontrole devido à perda da sua energia.
Nós temos que levar uma vida de fé ao lado do Senhor porque fomos libertos de todos os nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Nós servimos ao Senhor voluntariamente e com gratidão porque cremos que Ele apagou todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito. Estamos seguindo o Senhor para que nosso coração seja santificado e chegue a perfeição? Essa não é a verdadeira fé. A vontade de Deus não é que vivamos segundo a Sua Lei. Deus está nos dizendo que só precisamos crer no evangelho da água e do Espírito para sermos libertos de todos os nossos pecados. É claro que nós não podemos esquecer que sempre cedemos às nossas fraquezas porque nossa carne é fraca. No entanto, aqueles que de fato crêem são totalmente justos, porque da parte de Deus todos os seus pecados foram de uma vez por todas purificados pela Verdade do evangelho da água e do Espírito. Porque fomos libertos de todos os nossos pecados pela fé nesse verdadeiro evangelho, todos os pecados que nós cometemos contra Deus todos os dias foram completamente purificados pela nossa fé também. Agora, temos que viver pela fé no evangelho da água e do Espírito dando graças a Deus. Devemos nos lembrar do nosso Senhor que anulou todos os nossos pecados meditando sempre no evangelho da água e do Espírito.
Agora, nós temos que dar graças a Deus pela fé. Quando confessamos a Deus as deficiências da nossa carne de forma correta, nós entendemos plenamente que nosso Senhor apagou todos os pecados que cometemos por causa dessas deficiências. A confissão fiel diante de Deus vem de alguém que crê que nosso Senhor libertou seres deficientes como nós de todos os seus pecados com evangelho da água e do Espírito. Quando você e eu olhamos novamente agora para o evangelho da água e do Espírito e confessamos nossos pecados a Deus, nosso coração se enche de paz e alegria por entendermos que nosso Senhor apagou todos os nossos pecados pela Verdade desse evangelho. Portanto, nós podemos viver diante de Deus sem nenhum pecado e cheios de gratidão. Embora sejamos fracos em nossa carne, mesmo assim podemos fazer a obra de Deus porque cremos no evangelho da água e do Espírito.
Nós cremos que o evangelho da água e do Espírito pelo poder de Deus nos redime de todos os nossos pecados. Nós também cremos que nossa fé nesse evangelho não vem de nenhuma obra ou esforço humano. Finalmente, nós cremos que nosso esforço e nossas obras não acrescentam nada no que se refere à salvação.
 
 
O Apóstolo Paulo Disse que Não Poderia Abandonar a Verdadeira Fé
 
Por causa disso, o apóstolo Paulo disse em Gálatas 2:17-20: “Se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, fomos nós mesmos também achados pecadores, é Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Pois eu pela lei estou morto para a lei, a fim de viver para Deus. Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. Não anulo a graça de Deus, pois se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu em vão.” Da mesma forma, a razão pela qual você eu cremos no evangelho da água e do Espírito, que Jesus nos deu, é para recebermos a salvação de todos os nossos pecados e nos tornarmos justos. Nós cremos que Jesus Cristo apagou todos os nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito. Apesar de nós termos crido em Jesus para nos tornar justos, se nós continuássemos sendo pecadores depois de nos convertermos, poderíamos dizer então que Jesus é um ministro do pecado? Claro que não! Jesus Cristo nos livrou de todos os nossos pecados de uma vez por todas pelo evangelho da água e do Espírito. Jesus Cristo não tornou você e eu pecadores, ao contrário, Ele é o nosso Salvador que nos tornou justos.
Jesus Cristo é tanto nosso Salvador quanto nosso Deus. É evidente que Jesus Cristo é o nosso Salvador que expiou todos os nossos pecados, e que nós recebemos a remissão de todos os nossos pecados quando cremos em Jesus Cristo como nosso Salvador. O que aconteceria então se o pecado entrasse de novo em nosso coração depois de termos nos convertido a Jesus Cristo, e se nós tentássemos resolver esse problema do pecado fazendo de tudo para seguir a Lei para nos tornamos justos? Assim como o apóstolo Pedro foi hipócrita na presença de Paulo, teríamos uma fé errada diante de Deus se crêssemos em Jesus tentando ser justos guardando a Lei. Referindo-se a esse mesmo assunto, o apóstolo Paulo disse que se ele tivesse agido assim, ele mesmo teria se tornado um transgressor. Ser hipócrita e levar uma vida de fé legalista segundo a Lei faz de alguém um transgressor.
Nós temos que prestar atenção na maneira severa que o apóstolo Paulo repreendeu a Pedro por causa do seu erro. “Como é que você pode dizer aos gentios para guardar toda a Lei, se você, sendo judeu, não consegue guardar todas elas?” O que Paulo está dizendo aqui é que Pedro e os seus seguidores cometeram uma terrível transgressão diante de Deus. Por isso, Paulo disse: “Como resultado, você rejeitou o justo amor de Deus por não crer na Verdade do evangelho da água e do Espírito dado por Deus; se você continuar sendo hipócrita, você não poderá ser liberto de todos os seus pecados.”
O evangelho da água e do Espírito é o dom da salvação que livra todo pecador de todos os seus pecados revelando a ele a justiça de Deus. Demonstrar sua própria fé sendo hipócrita não seria somente um grande erro, mas também uma rebelião contra o verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Temos que estar cientes disso. Isto é, ser hipócrita tendo uma fé legalista é um erro terrível cometido contra Deus, que nos ama incondicionalmente com o evangelho da água e do Espírito.
Se aplicarmos a fé do apóstolo Paulo aos legalistas, isso revelará que sua fé está errada. Há muitas pessoas que têm uma fé legalista dentro da comunidade cristã e isso é um grande problema. O que eu estou dizendo é que isso é uma coisa ruim. Se nós formos crer em Jesus como nosso Salvador para sermos justos, mas ao contrário nos tornarmos ainda mais pecadores depois de nos convertermos, nossa fé estará totalmente errada. Os cristãos geralmente têm uma fé legalista, e por causa disso, eles se tornaram ainda mais pecadores depois de conhecer a Jesus Cristo porque eles não conseguiram guardar a Lei. Mas mesmo assim, eles acham que receberam a salvação de todos os seus pecados. Afinal de contas, eles passaram a confiar na doutrina do arrependimento e na doutrina da santificação com esperança de que Jesus tivesse misericórdia deles por estarem tentando de todo jeito guardar a Lei.
Jesus é uma criatura? Não, Jesus é Deus. Ele em Sua justiça condena os pecados dos que não crêem no evangelho da água e do Espírito com fogo, mas presenteia os crentes com o galardão da vida eterna. Por essa razão, temos que reconhecer que não podemos ser santificados por mais que guardemos bem a Lei. Essas doutrinas vão diretamente contra a fé no evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Essa fé é vã. Somente aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito são libertos de todos os seus pecados.
Já que somos incapazes de guardar a Lei de Deus, nosso Senhor sacrificou Seu próprio corpo como propiciação ao Pai – sendo batizado por João Batista e derramando Seu sangue na Cruz – e cumpriu o perfeito amor da salvação. Apesar disso, se há pessoas que ainda não conhecem o evangelho da água e do Espírito e tentam ser libertas de todos os seus pecados guardando bem a Lei, elas têm que deixar seu mau caminho e crer nesse verdadeiro evangelho. Se ainda existem aqueles que caíram por causa da doutrina da santificação, eles têm que entender que estão cometendo um pecado indo direto contra o evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Não podemos cometer o pecado de ir contra a salvação dada por Deus.
Agora Paulo fala da essência da sua fé, o que ele declara na famosa passagem de Gálatas 2:20. Todo cristão tem que compreender essa passagem. Se olharmos para Gálatas 2:19, o versículo diz: “Pois eu pela lei estou morto para a lei, a fim de viver para Deus.” O apóstolo Paulo disse que havia morrido para a Lei por causa da dureza da Lei de Deus. Quando ele viu o seu reflexo diante de Deus segundo a Lei, ele descobriu que a Lei falava do seu próprio pecado. Nós não temos como deixar de ser pecadores e não podemos fugir do juízo de Deus, porque a justa Lei de Deus diz que “o salário do pecado é a morte.” O que o apóstolo Paulo está nos dizendo aqui é que nós mereceríamos morrer mesmo que tivéssemos a mínima mancha de pecado ou se quebrássemos um simples estatuto da Lei de Deus. Nós temos que reconhecer que a Lei de Deus é muito dura, e por isso nos tornamos aqueles que foram condenados à morte por essa mesma Lei.
Os cristãos comuns não reconhecem a dureza da Lei de Deus e se consideram pecadores dentro dos seus próprios padrões. Essa visão está completamente errada. Ninguém pode ir para o inferno ou se tornar um pecador por causa dos seus próprios padrões. Deus nos deu Sua Lei e aqueles que quebram essa Lei se tornam transgressores que pecam contra Deus. Estes transgressores foram julgados e receberam o julgamento segundo a justa Lei de Deus. É a própria Lei de Deus que afirma que o salário do pecado é a morte. Mas o dom de Deus é a vida eterna que está em Cristo Jesus. Os crentes do evangelho da água e do Espírito foram libertos de todos os seus pecados porque Jesus Cristo levou todos eles sobre Si ao ser batizado, e porque Ele derramou Seu sangue até a morte na Cruz.
 
 
Você Já Morreu para a Lei de Deus?
 
Assim como o apóstolo Paulo reconheceu a Palavra de Deus e creu nela, você e eu temos que fazer a mesma coisa. Nós temos que reconhecer que Deus está vivo e que Ele nos deu a Lei. Nós que somos humanos não podemos guardar a Lei de Deus e continuarmos pecando nossa vida inteira. Então, se formos julgados segundo a Lei de Deus, seremos enviados ao inferno com toda justiça. Isso porque a Lei de Deus é muito santa e porque as pessoas inevitavelmente nascem neste mundo com o pecado inato. A Lei de Deus declara: “O salário do pecado é a morte,” isto é, os pecadores serão lançados no inferno.
Nós reconhecemos toda a Palavra de Deus. Ela diz: “Pois eu pela lei estou morto para a lei, a fim de viver para Deus.” Nós temos que morrer para a Lei a fim de vivermos para Deus. Deus livrou você e eu de todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito, purificou todos os nossos pecados, e nos adotou como seus filhos sem pecado ao enviar Seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, a este mundo. Nós cremos de coração na salvação que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Aqueles que crêem em Jesus Cristo como nós são os filhos de Deus que receberam a salvação dos seus pecados. Meus amados irmãos, vocês crêem de coração que Deus livrou vocês de todos os seus pecados? Se crêem, essa é a verdadeira fé.
Por isso a Bíblia diz: “Então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8:32). A Verdade do evangelho da água e do Espírito nos libertou de todos os nossos pecados, nos tornou filhos e povo de Deus, nos livrou de todo juízo por causa dos nossos pecados, e nos fez verdadeiramente pessoas livres. Por crermos nesse verdadeiro evangelho, nos tornamos filhos de Deus e recebemos a salvação de todos os nossos pecados por mais que nosso coração fosse fraco. Meus amados irmãos, vocês crêem nisso? Eu tenho certeza que sim.
Seria impossível alguém que não recebeu a remissão de pecados pregar o verdadeiro evangelho. A não ser que alguém creia no evangelho da água e do Espírito, ele não poderá pregar esse verdadeiro evangelho. Até mesmo o maior de todos os evangelistas deste mundo não pode pregar o evangelho da água e do Espírito sem primeiro crer nesse evangelho. Eles podem falar simplesmente de uma doutrina religiosa, mas não podem testemunhar ao mundo o evangelho da água e do Espírito. Você tem que entender que o evangelho da água e do Espírito é tão maravilhoso que nem todo mundo pode compartilhá-lo com você.
O apóstolo Paulo declarou que havia morrido para a Lei para viver para Deus: “Eu creio que Deus me livrou de todos os meus pecados com o evangelho da água e do Espírito. Por isso, eu morri com Cristo, mas ressuscitei com Ele também. Eu me tornei pecador crendo na Lei e me tornei justo pela fé no evangelho da água e do Espírito. Nós agora fomos feitos filhos de Deus e Seus servos. Sendo assim, a luz da Verdade tem resplandecido sobre uma multidão de pessoas através de mim como servo de Cristo.”
Nós também podemos declarar que fomos libertos pelo evangelho da água e do Espírito. Assim como o apóstolo Paulo deixou registrado na Bíblia que havia morrido e ressuscitado com Cristo, nós também podemos compartilhar a mesma fé que ele.
O apóstolo Paulo nos deixou algumas de suas epístolas, que são chamadas de Epístolas Paulinas: Romanos, 1 e 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses, 1 e 2 Timóteo, Tito, Filemon, e Hebreus. Isso é maravilhoso demais. Deus chamou o apóstolo Paulo e o separou para fazer essa obra. Deus, para deixar Sua Palavra registrada na Bíblia, usou tanto o apóstolo Paulo como o apóstolo João. Deus separou uns poucos apóstolos e os guiou para escrever a Bíblia. Ao fazer isso, Ele completou toda a Bíblia e cumpriu Suas profecias e Sua salvação. E Ele deixou bem claro que todo aquele que adicionasse ou tirasse alguma coisa das Escrituras seria excluído do Livro da Vida. Deus está nos exortando agora para lermos a Bíblia e para crermos no evangelho da água e do Espírito.
Hoje os servos de Deus têm que pregar dentro da Palavra de Deus. Melhor dizendo, os servos de Deus têm a obrigação de pregar a Palavra de Deus e não suas próprias palavras. Além disso, eles têm que dar testemunho da Palavra de Deus à luz da Palavra do evangelho da água e do Espírito. Portanto, tanto aqueles que pregam a Palavra de Deus quanto aqueles que a ouvem nunca errarão contanto que eles falem da Palavra e a aceitem em seu coração pela fé.
Jesus Cristo se tornou o verdadeiro Salvador que nos livrou de todos os nossos pecados vindo pelo evangelho da água e do Espírito. O apóstolo Paulo também podia fazer a verdadeira confissão de fé porque ele cria na Verdade do evangelho da água e do Espírito. Nós podemos ter certeza disso pela passagem Bíblica que vimos aqui: “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gálatas 2:20).
Nós podemos receber a salvação de todos os nossos pecados não apenas pelas obras da Lei, mas crendo em nosso coração no evangelho da água e do Espírito que Jesus Cristo nos deu. Nós nos tornamos justos, filhos de Deus, recebemos a vida eterna de Deus, e nos tornamos servos de Deus aceitando de coração a salvação que Ele nos deu através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse: “Pois com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:10). Por Deus ser o Deus da Verdade, nosso Senhor nos prometeu a verdadeira salvação e a cumpriu assim como havia prometido. Deus apagou todos os nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito e nos adotou como filhos. Nós podemos receber a salvação de todos os nossos pecados crendo de coração na Sua salvação e no Seu amor através do evangelho da água e do Espírito. O apóstolo Paulo compara aqui a graça da salvação de Deus com a Lei em relação a nós.
Nós recebemos a salvação de todos os nossos pecados, morremos e ressuscitamos com Cristo para nos tornar servos da justiça de Deus pela fé no evangelho da água e do Espírito que o Filho de Deus nos deu. Se vivermos o resto de nossas vidas como servos da justiça de Deus, nós seremos vasos de honra e glória no Reino Milenial, assim como Deus prometeu em Sua Palavra. Ao recebermos a vida eterna de Deus, nós viveremos para a eternidade e também usufruiremos toda honra e glória ao lado de Deus. Este é o amor de Deus e o Seu propósito em nos salvar. Essa é a vontade de Deus para nós. Eu creio que Deus irá fazer isso mesmo conosco. Porque Deus nos prometeu, as coisas realmente acontecerão dessa maneira. Você crê nisso? Eu tenho certeza que sim.
O apóstolo Paulo disse que não poderia anular a graça que Deus nos havia dado. A Verdade que Deus nos livrou de todos os nossos pecados pelo evangelho da água e do Espírito é o dom da salvação de Deus. O amor de Deus também é o Seu dom. Da mesma forma, sermos libertos de todos os nossos pecados e nos tornamos justos é um dom de Deus. O fato de nós estarmos vivendo neste mundo como instrumentos da justiça é um dom de Deus. O Reino de Deus que foi preparado para nós é um dom de Deus. E toda provisão que temos em nossa vida, tanto física quanto espiritual, também é dom de Deus. Podermos fazer a boa obra de livrar os outros de todos os seus pecados compartilhando com eles o evangelho da água e do Espírito é um dom de Deus. O fato de que você e eu viveremos para sempre é um dom de Deus.
De todas as coisas que recebemos, qual delas não é um dom de Deus? Tudo que há na natureza é um dom de Deus para nós. Nós cremos em tudo isso de todo coração. Cremos que Deus nos adotou como Seus filhos, nos fez servos da Sua justiça, e prometeu compartilhar conosco a glória e a honra que virá no futuro porque Ele nos ama.
Meus amados irmãos, não devemos nunca rejeitar o amor de Deus e o dom da salvação que veio a nós pelo evangelho da água e do Espírito. Nós temos que conhecer esse verdadeiro evangelho. Deus jamais anulará a salvação que Ele nos deu. Por isso nós não devemos desprezar o evangelho da água e do Espírito nos dado por Deus e bem desobedecê-lo.
Qual o maior pecado que uma pessoa pode cometer contra Deus? Não crer no poder evangelho da água e do Espírito. O maior pecado de todos nós é rejeitar o evangelho da água e do Espírito – que é o amor de Deus – quando temos pleno conhecimento dele. O apóstolo João disse em suas epístolas que, mesmo que as pessoas pequem freqüentemente contra Deus, elas não devem cometer contra Ele o pecado que é imperdoável. E ele o define como “o pecado que é para a morte” (1 João 5:16). Deste modo, o apóstolo João está nos dizendo que nós não devemos cometer o pecado que é imperdoável. Este não é um pecado comum que cometemos todos os dias, mas o pecado de desobedecer ao evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Isso quer dizer que nós não devemos rejeitar a graça da salvação de Deus.
Ao contrário, ao recebermos o dom da graça de Deus pela fé, nós temos que ser eternamente gratos a Ele, temos que crer Nele eternamente, e louvá-Lo eternamente. A vontade de Deus é que aceitemos todas as Suas bênçãos e as aproveitemos com ações de graça. Sendo assim, nós devemos crer que Deus nos dará honra e glória para toda a eternidade quando recebermos pela fé o dom da salvação dado por Deus. E isso diz respeito a você e a mim também. Nós recebemos o dom de Deus com ações de graça e O louvamos.
 
 
Que Tipo de Pessoas Nós Nos Tornamos?
 
O apóstolo Paulo concluiu o capítulo 2 de Gálatas assim: “Não anulo a graça de Deus, pois se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu em vão” (Gálatas 2:21).
Se podemos nos tornar justos diante de Deus através da nossa fé legalista na Lei, fazendo orações de arrependimento e tentando nos santificar, Jesus Cristo então foi batizado e morreu por você e por mim em vão. Meus amados irmãos, seria correto se nós tornássemos vão o batismo e a morte de Jesus Cristo? Nós não devemos fazer da salvação que o Senhor nos deu uma questão de vaidade.
De acordo com a visão humana, a pior coisa que poderia acontecer a uma pessoa seria morrer antes dos seus parentes. Sendo assim, qual seria o maior pecado cometido contra Deus? Seria não crer que Jesus Cristo se tornou nosso perfeito Salvador ao vir a este mundo, ao ser batizado para levar todos os pecados deste mundo sobre Si, ao derramar Seu sangue na Cruz para expiar todos os nossos pecados, e ao ressuscitar dos mortos. Se desprezarmos o amor da salvação de Jesus pelo qual Ele entregou Sua própria vida para nos dar uma nova vida pelo Seu batismo e Seu sangue derramado, estaremos cometendo o maior de todos os pecados. Todo aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado e perecerá (Mateus 12:31). Ninguém deve cometer o pecado de blasfemar contra o Espírito Santo. Vocês estão entendendo?
Então, quando vocês falarem do evangelho da água e do Espírito, vocês devem sempre fazer isso com fé e nunca parar. E mesmo que a princípio as pessoas aceitem de forma simples o evangelho da água e do Espírito, será pregando sempre o evangelho para cada uma delas que ele ficará profundamente gravado em seu coração. A fé no evangelho da água e do Espírito tem que criar raízes no coração das pessoas. Nós temos que aceitar a Verdade do evangelho com nosso intelecto, nossa vontade, e nossas emoções. O que estou dizendo é que temos que ser pessoas que conhecem muito bem a Verdade e crêem nela, que possuem o amor de Deus, e que o coloque em prática através das obras. Nós não podemos tornar em vão a vinda de Jesus Cristo a este mundo, nem Seu batismo, morte e ressurreição. Se nós não crermos no evangelho da água e do Espírito, certamente seremos julgados por causa desse pecado.
Além disso, nossa vida de fé deve ser fiel à tarefa que nos foi designada, crendo no evangelho da água e do Espírito. Deus diz aos justos para serem fiéis a Ele, e para que eles preguem esse evangelho aos outros, sendo gratos pela fé no evangelho da água e do Espírito. É por isso que servimos ao evangelho da água e do Espírito sendo fiéis a Deus. Mas se fosse o contrário, haveria alguma razão para pregarmos esse evangelho em todo o mundo?
Atualmente a porcentagem de terra improdutiva em meu país tem aumentado muito. O governo tem uma política que dá um apoio financeiro àqueles que não conseguem plantar em sua terra e cobra apenas uma pequena parte da colheita. Mas há muitos fazendeiros que ao invés de plantar estão lucrando com essa política do governo. Já que a terra improdutiva é uma terra parada, o dono dessas terras não a cultiva. Por isso, se formos ver essas terras improdutivas nós não encontraremos nenhum puro grão, mas apenas ervas daninhas por toda parte. Veja os campos no outono e compare a terra improdutiva com um solo normal. Num solo normal você pode encontrar puros grãos com muito poucas ervas. Mas tudo que você encontra numa terra improdutiva são ervas daninhas. Isso geralmente acontece quando alguém vem e semeia sementes ruins e as regam para que elas cresçam. Este mundo é igual a essa ilustração.
Para que não tornemos vã a graça de Deus, nós temos que nos tornar justos crendo com nosso coração no evangelho da água e do Espírito, recebendo a salvação, e vivendo o resto de nossas vidas plantando sementes de salvação ao anunciarmos o verdadeiro evangelho. O apóstolo Paulo disse: “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gálatas 2:20). Assim como esse versículo bíblico, se Deus nos deu a verdadeira salvação pelo evangelho da água e do Espírito por meio de Jesus Cristo, nós temos que servir a esse verdadeiro evangelho pela fé e anunciá-lo no mundo inteiro.
Se não servirmos ao evangelho da água e do Espírito, nem vivermos corretamente para o resto de nossas vidas, apesar de termos sido salvos de todos os nossos pecados, todo tipo de pensamentos impuros encherá nosso coração. Assim, nós nos tornaremos seres totalmente inúteis. Você e eu sempre temos que cuidar do nosso coração com o evangelho da água e do Espírito. Enquanto nós servimos ao evangelho da água e do Espírito, nós não nunca podemos esquecer de cuidar do nosso coração. Mesmo que a terra improdutiva possa trazer algum conforto físico para o fazendeiro, no final ela só produz ervas não comestíveis. A terra só produz uma ótima colheita depois que é cultivada, arada, fertilizada e regada. Meus amados irmãos, vocês querem se tornar inúteis e até mesmo nocivos só para ter um pouco de conforto em sua vida?
Nós não podemos deixar que o desejo do nosso coração nos impeça de servir ao evangelho da água e do Espírito. Se nós não servimos ao evangelho da água e do Espírito, ervas daninhas e todo tipo de maus pensamentos crescerão em nosso coração. Assim, nós encontraremos a morte inevitavelmente. Nosso coração está limpo porque cremos no evangelho da água e do Espírito e o servimos. E se não fizermos isso agora, nosso coração com certeza será maculado.
Na Bíblia, o joio significa os filhos do maligno (Mateus 13:30). No entanto, é uma vergonha que ainda existam aqueles que sem razão alguma se acham grande coisa. Algumas pessoas até dizem que o joio tem seu valor porque ele dá frutos. De fato é uma vergonha que algumas pessoas não consigam ver que são sementes ruins que dão muito trabalho para serem arrancadas do campo.
Esta é a Palavra de Deus. Falando francamente, as pessoas que não servem ao evangelho da água e do Espírito se tornam pessoas más. E é por isso que eu digo a vocês para servir ao evangelho da água e do Espírito mesmo que seja muito difícil para vocês fazer isso. Se negarmos nossos pensamentos carnais e servimos ao evangelho da água e do Espírito, nós daremos muitos frutos por causa deste evangelho que servimos. E não somente daremos frutos espirituais e cresceremos na fé, mas também, daremos muitos frutos materiais.
Eu sou feliz por causa de Deus e do evangelho da água e do Espírito. E eu sou grato também. Eu me alegro muito por fazer a obra de Deus. Quanto mais eu sirvo ao evangelho da água e do Espírito e quanto mais eu sou paciente, mais eu sinto o Espírito Santo trabalhando poderosamente em meu coração, me confortando, fortalecendo, e abençoando muito mais. Eu sou muito feliz porque Deus abençoou a todos nós física e espiritualmente.
Ao invés de buscar o conforto físico, eu espero que vocês se alegrem em viver para o evangelho da água e do Espírito. Quer enfrentemos dificuldades ou tenhamos alegrias, devemos passar por tudo isso no Senhor. Não importa o que aconteça, nós devemos dedicar nossa vida à obra de Deus. “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gálatas 2:20). O apóstolo Paulo dedicou toda sua vida a Jesus Cristo. E não apenas o apóstolo Paulo, mas todos nós dedicamos nossa vida para anunciar o evangelho. “Eu com certeza terei sucesso ao pregar o evangelho.” Quando decidimos fazer isso, Deus trabalha em nós e nos abençoa para que nos tornemos pessoas de fé. Se nos dedicarmos a obra de Deus pela fé, muitos frutos serão dados através de nós e teremos uma vida material muito próspera recebendo as bênçãos do Senhor.
Eu sou muito grato a Deus!