The New Life Mission

Sermões

Assunto 15: A Epístola do Apóstolo Paulo aos GÁLATAS

[Capítulo 4-2] (Gálatas 4:12-31) Você e Eu Temos o Mesmo Tipo de Fé que Abraão?

(Gálatas 4:12-31)
“Irmãos, rogo-vos que sejais como eu, pois também eu sou como vós. Em nada me ofendestes. E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne. Embora minha enfermidade na carne vos fosse uma tentação, não me rejeitastes, nem me desprezastes, antes me recebestes como a um anjo de Deus, como ao próprio Cristo Jesus. Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Dou-vos testemunho de que, se possível fora, teríeis arrancado os vossos olhos, e mos teríeis dado. Fiz-me, acaso, vosso inimigo, dizendo a verdade? Os que vos obsequiam não o fazem com sinceridade, mas querem afastar-vos de mim, para que vós tenhais zelo por eles. É bom ser zeloso, mas sempre do bem, e não somente quando estou presente convosco. Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós, eu bem quisera agora estar presente convosco, e mudar o tom da minha voz, porque estou perplexo a vosso respeito. Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei? Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre. Todavia, o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa. O que se entende por alegoria, pois estas mulheres são as duas alianças. Uma aliança é do monte Sinai, gerando filhos para a escravidão, que é Hagar. Ora, esta Hagar é Sinai, um monte da Arábia, que corresponde à Jerusalém atual, porque é escrava com seus filhos. Mas a Jerusalém que é de cima é livre, a qual é mãe de todos nós. Pois está escrito:
Alegra-te, estéril,
Que não dás à luz;
Esforça-te e clama,
Tu que não estás de parto;
Porque os filhos da abandonada
São mais do que os da que tem marido.
Ora, vós, irmãos, sois filhos da promessa, como Isaque. Mas, como então o que nasceu segundo a carne perseguia ao que nasceu segundo o Espírito, assim é também agora. Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, pois de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre. De maneira que, irmãos, somos filhos, não da escrava, mas da livre.”
 
 
Termos como “busca da identidade do Cristianismo” ou “igreja com identidade própria” parecem ter se tornado algo muito popular, especialmente nas igrejas cristãs do Terceiro Mundo. Elas estão buscando mudar o modelo do Cristianismo do ocidente para algo que se adeque mais à sua cultura. Elas estão dando muita importância a segunda parte do princípio de “unidade no essencial, liberdade no secundário, e caridade em tudo”. Todavia, o mais triste é que eles nem sabem o que é essencial.
No entanto, o evangelho da água e do Espírito que nós pregamos não pode ser proclamado de forma diferente nem dependendo das circunstâncias, porque ele é sempre o mesmo em todas as circunstâncias. Eu sou realmente grato a Deus por poder pregar para vocês o evangelho da água e do Espírito que pode salvá-los de todos os seus pecados em qualquer situação. E é por isso que eu estou disposto a fazer essa boa obra até o dia da volta do nosso Senhor. Eu creio que muitas almas serão libertas dos seus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Seu sei que esse livro será especialmente bom para você.
A passagem bíblica de Gálatas 4:12-31 nos aconselha a viver pela fé na Verdade da água e do Espírito que o Senhor nos deu. O apóstolo Paulo de maneira alguma queria magoar algum irmão. Obviamente os santos das igrejas da Galácia não queriam magoar Paulo também. No entanto, a apóstolo Paulo ouviu dos santos da Galácia um evangelho imperfeito e falso. E a fé daqueles que ainda estavam presos às tradições antigas e defendiam a circuncisão era assim mesmo. O apóstolo Paulo então começou a explicar para os santos das igrejas da Galácia a natureza da sua falsa fé, e o que o verdadeiro evangelho de fato ensinava. Ele disse a eles: “Vocês são dedicados, mas não para o que é bom. Se vocês quiserem continuar debaixo da Lei desse jeito, eu vou ser levado então a duvidar da sua salvação”.
Durante o tempo que o apóstolo Paulo pregou o evangelho da água e do Espírito havia falsos mestres que defendiam a circuncisão. Eles também achavam importante honrar o Sábado e manter as festas solenes do Antigo Testamento. Eles entraram escondidos na Igreja de Deus confessando crer em Jesus como seu Salvador. Mas, na verdade, eles procuravam acabar com a liberdade dos santos e fazer deles seus servos. Esses irmãos da circuncisão tentaram explorar os santos da Igreja de Deus em benefício próprio. E o pior é que havia muitos na Igreja que adotavam sua fé.
Essa fé era um grande obstáculo para se crer no evangelho da água e do Espírito. Esse era o problema que corrompeu as igrejas da Galácia. E aqueles que o causaram desprezavam o evangelho da água e do Espírito. Eles forçavam os santos da Igreja de Deus a ser circuncidados sem motivo algum. Foi por causa deles, portanto, que os santos da Galácia entraram numa confusão espiritual. Enquanto era problemático ter alguém nas igrejas da Galácia que defendia a circuncisão, era muito mais problemático ainda aqueles que seguiam falsos ensinamentos. O apóstolo Paulo sabia que os da circuncisão trariam terríveis conseqüências como a morte espiritual, e por isso ele tentou evitar que esses ensinamentos se espalhassem. Foi por isso que o apóstolo Paulo repreendeu severamente a fé daqueles que defendiam a circuncisão.
Os santos das igrejas da Galácia criam que Jesus havia apagado seus pecados com a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Mas mesmo assim, eles ainda buscavam guardar o Sábado desde o por do sol de sexta-feira até ele se pôr no sábado, e de forma alguma deixaram sua crença na circuncisão. Esses falsos irmãos entraram escondidos na Igreja de Deus e espalharam a necessidade da circuncisão entre os santos. Sendo assim, sua fé estava espiritualmente ameaçada.
 
 
Nós Nascemos da Mulher Livre Porque Cremos no Evangelho da água e do Espírito
 
Vamos voltar agora para o que o apóstolo Paulo disse em Gálatas: “Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei? Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre. Todavia, o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa. O que se entende por alegoria, pois estas mulheres são as duas alianças. Uma aliança é do monte Sinai, gerando filhos para a escravidão, que é Hagar. Ora, esta Hagar é Sinai, um monte da Arábia, que corresponde à Jerusalém atual, porque é escrava com seus filhos. Mas a Jerusalém que é de cima é livre, a qual é mãe de todos nós. Pois está escrito: Alegra-te, estéril,
Que não dás à luz;
Esforça-te e clama,
Tu que não estás de parto;
Porque os filhos da abandonada
São mais do que os da que tem marido.
Ora, vós, irmãos, sois filhos da promessa, como Isaque. Mas, como então o que nasceu segundo a carne perseguia ao que nasceu segundo o Espírito, assim é também agora. Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, pois de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre. De maneira que, irmãos, somos filhos, não da escrava, mas da livre.”
Essa passagem fala sobre a verdadeira fé que crê no evangelho da água e do Espírito e sobre a fé legalista. Melhor dizendo, Paulo explica sobre os dois tipos de fé usando como exemplo os dois filhos de Abraão. Nós precisamos voltar ao Antigo Testamento, aos dias de Abraão, para compreender esta passagem.
Quando Abraão fez 75 anos, ele deixou sua terra e sua parentela e foi para onde Deus mandou. Um dia Deus apareceu a Abraão e disse a ele: “multiplicarei a tua descendência como as estrelas do céu”. Abraão creu na Palavra de Deus. Ele creu nisso porque era a Palavra de Deus. E Deus não só prometeu incontáveis descendentes a Abraão, mas também prometeu que todo aquele que fosse circuncidado seria aprovado por Ele. Quando Deus disse a Abraão para circuncidar a sua carne, Ele estabeleceu esta lei da circuncisão como uma garantia da Sua promessa porque Abraão creu na Palavra de Deus e que Ele multiplicaria seus descendentes como as estrelas. Deus disse que todo aquele que fosse circuncidado seria aprovado como alguém que tem a mesma fé de Abraão pelo fato dele ter crido na Palavra de Deus. Foi por isso que Deus disse a Abraão que aqueles que fossem circuncidados seriam Seu povo. Por isso Abraão esperou ter um filho. Porém por mais que ele esperasse e cresse, nada aconteceu, e Abraão e Sara se cansaram de crer na promessa de Deus. Vinte anos haviam se passado desde que Deus lhes havia prometido um filho. Sara, mulher de Abraão, ficava cada vez mais preocupada conforme seu cabelo ficava cada dia mais branco e a promessa de Deus parecia estar muito distante dela. Então ela bolou um plano. Ela pegou sua serva Hagar e a deu a Abraão, dizendo: “Deus te prometeu um filho, mas eu acho que é através de Hagar, e não de mim”.
Ao entregar Hagar a Abraao, Sara esperava que ela lhe desse um filho. E assim como Sara planejou, sua serva Hagar gerou um filho de Abraão. Sara achou que era assim que Deus cumpriria Sua promessa, mas isso na verdade era não o caso. O Filho de Hagar não era o Filho da promessa, e Deus nunca iria aprovar o nascimento de uma criança planejado pelo homem. Sendo assim, a promessa de Deus ainda estava valendo porque Ele prometeu claramente dar a Abraão um filho de Sara.
Mais tarde, Abraão acabou tendo seu filho Isaque de Sara assim como Deus havia prometido. E quando a criança fez um ano de idade, Abraão deu uma grande festa para comemorar.
Através do exemplo dos dois filhos de Abraão, Deus está no explicando sobre os dois tipos de fé; a fé legalista e a fé no evangelho da água e do Espírito. O exemplo dos dois filhos de Abraão é uma metáfora para que possamos entender suas duas alianças e também os dois tipos de fé.
Deus está nos dizendo que Ismael, o filho da escrava, é um símbolo da fé legalista. Ismael, filho de Abraão, se tornou um símbolo da fé legalista porque era filho de Hagar. Isaque, o outro filho de Abraão, nasceu por ele ter crido na Palavra de Deus, e por isso este filho se refere à fé no evangelho da água e do Espírito. A fé legalista de hoje é uma fé carnal como Ismael. A fé no evangelho da água e do Espírito, por outro lado, é a verdadeira fé que se manifestou pelo filho da mulher livre, isto é, através de Isaque, filho de Sara. A fé legalista e a verdadeira fé que crê no evangelho da água e do Espírito não podem coexistir nessa terra.
Agora temos que analisar a relação entre a fé espiritual e fé legalista numa ótica profunda. Nós temos que entender que Isaque, nascido pela fé na Palavra de Deus, era diferente de Ismael, que representa a fé legalista que é alcançada através de esforços humanos e planos feitos por eles. Em outras palavras, embora Isaque e Ismael fossem filhos de Abraão, um revela a fé legalista e o outro a verdadeira fé espiritual do evangelho da água e do Espírito.
Portanto, o que precisamos entender é que a fé legalista é uma fé sem direção, haja vista que a fé espiritual é a fé no evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, nossa fé está baseada nas promessas da Palavra de Deus. Já que só os filhos nascidos da promessa da Palavra de Deus são os frutos verdadeiros da fé, não deve existir nenhuma outra fé na Igreja de Deus. Assim como Deus rejeitou Ismael, o filho nascido da fé legalista, nós também devemos rejeitar a fé legalista que há em nós. O apóstolo Paulo está nos perguntando se vamos viver nossa vida de fé de forma legalista ou espiritual.
A apóstolo Paulo disse que assim como Ismael perseguiu Isaque naquela época, os filhos da escrava perseguem os filhos da mulher livre. Foi exatamente isso que aconteceu quando Sara deu uma festa para celebrar o aniversário de um ano de Isaque. Ismael, o irmão mais velho de Isaque, com quinze anos então, bateu nele porque era maior, e isso foi fácil para ele porque seu irmão mal tinha completado um aninho.
Só para fazermos uma comparação, no mundo de hoje, aqueles que têm uma fé legalista atormentam os crentes no evangelho da água e do Espírito e continuam perseguindo os santos nascidos de novo. Mas isso que eles estão fazendo é o mesmo que trazer maldição sobre si. Se Isaque tivesse nascido do mesmo ventre que gerou Ismael, ele o teria perseguido? Ismael estava com raiva porque Isaque, seu meio-irmão, foi abençoado e amado por seu pai. Ismael cresceu achando que herdaria toda a riqueza de seu pai, mas quando seu meio-irmão nasceu tudo mudou de uma hora para a outra. Ismael percebeu que ele não estava mais na posição de receber a riqueza de seu pai, já que a mãe do seu irmão era a esposa legítima de seu pai e sua mãe não passava de uma escrava.
Sara mãe de Isaque percebeu isso e ficou furiosa. Então ela foi conversar com Abraão sobre isso. Tudo aquilo chateou muito Abraão, e Deus disse a ele para mandar embora sua escrava e seu filho. Abraão então expulsou Hagar e Ismael e os enviou ao deserto levando somente pão e um odre de água.
Deus está nos dizendo agora, através da Palavra de Deus, qual dessas duas é a fé verdadeira: a fé legalista é a falsa e a fé no evangelho da água e do Espírito é a fé verdadeira. Deus nos disse que para sermos salvos dos nossos pecados o certo é que nós creiamos no evangelho da água e do Espírito, ao invés de levarmos uma vida de fé em vão. Quando levamos uma vida de fé crendo no evangelho da água e do Espírito isso nos permite herdar todas as bênçãos de Deus, já que impossível recebermos a salvação através de uma fé legalista. Nós podemos ser salvos dos nossos pecados porque cremos de coração na Palavra de Deus, recebemos a vida eterna, e O servimos colocando nossa fé na Sua Palavra.
Só quando nosso coração é remido de todos os pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito através da Palavra de Deus é que nós podemos de fato nos tornar filhos de Deus. Assim como Abraão teve um filho porque creu na promessa da Palavra de Deus, nós também temos que ser filhos espirituais recebendo a remissão de pecados pela Palavra do evangelho da água e do Espírito.
Deus está nos dizendo que tipo de fé devemos ter já que recebemos a remissão dos nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito. Levar uma vida de fé baseada numa fé legalista é completamente diferente do que colocar nossa fé no evangelho da água e do Espírito. Como é que pode então esses dois tipos de fé ser tão diferentes?
 
 
Vamos Analisar Primeiro a Fé Legalista
 
Eu considero servos de Deus os irmãos da nossa Missão que têm fé no evangelho da água e do Espírito. Nós recebemos a remissão de pecados em nosso coração e seguimos ao Senhor crendo no evangelho da água e do Espírito. E por crermos que tudo será cumprido segundo nossa fé na Palavra de Deus, nós podemos servir ao verdadeiro evangelho e seguir o Senhor pela fé.
Por outro lado, a fé legalista é uma ambição carnal que as pessoas têm. Existem aqueles que pensam assim: “Eu posso ser fraco agora, mas quando eu tiver poder suficiente e as pessoas me seguirem, eu vou seguir em frente e fazer a obra de Deus do meu jeito”. Essas são as pessoas que têm sonhos carnais, e pensam: “Eu devo viver dessa maneira agora que recebi a remissão dos meus pecados?” Elas são muito diferentes dos servos de Deus que crêem na Sua Palavra e decidiram servir ao evangelho da água e do Espírito para o resto de sua vida.
 
 
Uma Vida de Fé Espiritual
 
Aqueles que têm fé espiritual crêem que o certo é dedicar todos os seus esforços para servir ao Senhor e proclamar o evangelho da água e do Espírito em qualquer circunstância. Todavia, existem aqueles que não têm esse tipo de fé, mas ao contrário, tentam ter algo material por si mesmos, incapazes de deixar de lado seu desejo carnal. Eles levam uma vida de fé legalista agora. Nós podemos ver que essas pessoas recorrem sempre às seitas quando têm oportunidade, e conseguem poder suficiente assim como os da circuncisão nos dias de Paulo. Por isso, se os irmãos que crêem no evangelho da água e do Espírito voltarem a ter uma fé legalista novamente isso será um grande pecado contra Deus. Você tem que entender como os que têm uma fé legalista têm se colocado frontalmente contra o evangelho da água e do Espírito.
Você e eu temos que ter uma vida de fé no evangelho da água e do Espírito. Não devemos ter essa vida de fé baseados na fé legalista, mas baseados na fé no verdadeiro evangelho. Já que o Senhor mesmo disse que o evangelho da água e do Espírito deve ser pregado no mundo inteiro, nós temos que crer nessa Palavra e nos dedicar ainda mais à pregação da Verdade do evangelho. Esta é a vida de fé correta que todos nós temos que viver. O Senhor disse que voltaria a essa terra depois que nós acabássemos de pregar o evangelho da água e do Espírito a todas as nações, e por isso temos que viver para o Seu Reino e para Sua justiça sem hesitarmos até Ele voltar.
É uma grande alegria para nós viver para o evangelho da água e do Espírito porque nós já somos justos. Na verdade, por crermos no evangelho da água e do Espírito, nós já morremos com Jesus Cristo e ressuscitamos com Ele. Os justos podem viver tendo essa fé. Se nós morremos com Cristo e recebemos uma nova vida através da nossa fé no evangelho da água e do Espírito, nós agora temos que saber como devemos viver. Nós devemos servir ao evangelho em qualquer circunstância e deste modo seremos ricamente abençoados independente da nossa situação por causa da nossa fé.
Portanto, temos que fazer com que nossos desejos carnais morram com Cristo para levarmos uma vida espiritual quando nascemos de novo, e temos que viver pela fé para fazer a boa obra de Deus. O apóstolo Paulo disse: “Sei passar necessidade, e também sei ter abundância. Em toda maneira, e em todas as coisas aprendi tanto a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Filipenses 4:12-13). Nós sabemos muito bem que podemos ser ricos num dia e pobre no outro, mas independente das circunstâncias, nosso propósito tem que ser viver para o Reino de Deus e para o evangelho da água e do Espírito pela fé. Nós temos que entender como nossa fé é diferente daqueles que fazem as obras da carne presos ao desejo carnal e a sua fé legalista.
Para falar a verdade, a fé legalista está sempre rondando até o coração que crê no evangelho da água e do Espírito. Nós estamos na Igreja de Deus e é por isso que nossos desejos da carne são quebrados e despedaçados, nos permitindo viver pela fé no nosso Senhor. Se esse não fosse o caso e vivêssemos com uma fé legalista, nós poderíamos tranqüilamente viver para os nossos desejos carnais. Por isso, ao invés de buscarmos nosso desejo carnal, devemos crer na justiça de Deus e segui-la pela fé. Nós não podemos deixar que a fé legalista cresça em nosso coração e nos tente a levar uma vida com desejos carnais. Meus amados irmãos, se permitirmos que a fé legalista tome conta de nós, nós acabaremos vivendo segundo os nossos desejos.
Aqueles que de fato nasceram da água e do Espírito agora podem entender como estavam errados, podem consertar seus erros, confiar no Senhor, e se colocar de pé novamente pela fé. Todavia, falando francamente, não é isso que devemos permitir que aconteça primeiro. Ao contrário, devemos ter convicção da nossa fé em nosso coração, crer que morremos com Cristo e ressuscitamos com ele. Nós agora nos tornamos novas criaturas que devem viver somente pela fé, independente de qualquer situação. Não esqueça que assim como fomos salvos do pecado pela fé, é através da nossa fé espiritual também que servimos ao Senhor. Nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito com toda a convicção do nosso coração.
Alguns de vocês podem se achar melhor do que os outros, enquanto que outros se sentem humilhados por causa do cargo que ocupam na Igreja de Deus. Essas pessoas têm um sério problema nas mãos. Não importa quem nós somos, se somos pastores ou membros; independente do nosso cargo, todos nós somos parceiros para servir ao Senhor. Já que o evangelho da água e do Espírito foi dado a todos nós, é só uma questão de tempo até que sejamos um só com ele, sirvamos ao Senhor, e recebamos a glória de Deus.
Resumindo, a fé legalista sem dúvidas acaba com a alma dos cristãos. Infelizmente, essa fé legalista predomina hoje em dia no Cristianismo do mundo inteiro. Antes de nascermos de novo tínhamos uma vida de fé baseada na fé legalista. Como era nossa fé então? Nós ficávamos bem quando nossos atos eram bons, mas quando cometíamos algum erro, nós ficávamos logo desesperados.
Nós sabemos que, ao invés de termos uma fé legalista, o certo é vivermos pela fé no evangelho da água e do Espírito. Isso porque a fé que nos permite morrer com Jesus Cristo e ressuscitar com Ele se encontra no evangelho da água e do Espírito. Tendo essa fé espiritual podemos ver por nós mesmos que tudo se cumpre segundo cremos na Palavra de Deus, assim como aconteceu com Abraão. Levar uma vida de fé crendo no evangelho da água e do Espírito para nós é o mesmo que ter a fé correta. Nós não temos do que nos orgulhar a não ser de Jesus Cristo e do Seu evangelho da água e do Espírito. Uma característica da fé legalista é exaltar o homem e suas obras. Muitos cristãos ainda são soberbos, mas toda soberba é algo maligno (Tiago 4:16). Não é correto vivermos nos exaltando por causa das nossas obras.
Contudo, já que nascemos de novo da água e do Espírito, Deus nos mandou viver para Sua glória. Agora, por mais que as circunstâncias mudem, nossa vida espiritual não deve mais mudar. Se houver algo errado com nossa fé, temos que ver o que está errado segundo Sua Palavra. Isso porque já tomamos a decisão de viver para Deus. Por isso, sem fé no evangelho da água e do Espírito é impossível seguir o Senhor. As pessoas de fé que crêem no evangelho da água e do Espírito devem negar sua carne e não confiar na sua própria força.
Por outro lado, a fé legalista é uma fé falsa porque ela aumenta e diminui conforme as circunstâncias. Portanto, pode até parecer que os que vivem pela fé legalista estão seguindo o Senhor fielmente, mas isso de fato não é o caso. Isso porque não é com a fé verdadeira no evangelho da água e do Espírito que eles crêem na Palavra de Deus. A fé legalista é guiada basicamente pela concupiscência. É um tipo de fé onde alguém pode seguir o Senhor só quando está tudo bem, mas que não dá um passo à frente quando há uma situação de perigo.
Meus amados irmãos, assim como o filho de Hagar e o filho de Sara eram diferentes, é totalmente diferente viver pela fé no evangelho da água e do Espírito do que viver pela fé baseada nos próprios atos. Sara deu à luz a Isaque crendo no que Deus havia dito, enquanto que o nascimento do filho de Hagar foi planejado pelo homem. Só quando buscamos o bem da Igreja de Deus é que podemos seguir o Senhor, servir a este evangelho da água e do Espírito, obedecer a Sua Palavra, e sermos guiados pelos anciãos da fé; mas isso é impossível por meio da nossa fé carnal. Por outro lado, aqueles que têm uma fé carnal seguem o Senhor não pela fé na Palavra de Deus, mas somente porque as circunstâncias permitem. Mas sempre que as circunstâncias mudam essa fé pode mudar também.
Com que tipo de fé você deseja viver agora? É com a fé no evangelho da água e do Espírito que devemos viver agora.
Você tem que meditar sempre na Palavra de Deus. Assim como está escrito em Hebreus 11:1: “Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem”. E essa é a questão realmente. Abraão creu na Palavra de Deus e esperou mais de 20 anos para que Isaque nascesse. Já Deus que havia falado claramente que lhe daria um filho, Abraão esperou muito tempo pela chegada do seu filho crendo nisto. Nós temos que ser um povo que faz parte da Igreja de Deus e coloca sua fé na Palavra de Deus, que segue o Senhor e procura o bem da Igreja de Deus. Nós não podemos ser um povo que busca servir ao Senhor e segui-Lo confiando na sua própria força, mas ao invés disso devemos crer na Palavra de Deus. Melhor dizendo, o Senhor nos disse para servirmos ao evangelho e vivermos pela fé na Palavra de Deus.
A fé legalista é como a fé do servo que recebeu um talento do seu senhor (Mateus 25:14-30). Nós devemos ter fé em Jesus Cristo e seguir o Senhor, mas ainda assim existem aqueles que não fazem isso. Essas pessoas antes de tudo têm que crer no evangelho da água e do Espírito.
No entanto, essas pessoas raramente crêem no evangelho da água e do Espírito a não ser quando passam por dificuldades e lutas em sua vida. Elas só crêem no evangelho da água e do Espírito quando seu coração está despedaçado e não há mais no que confiar. Mesmo assim, elas são muito abençoadas quando confiam em Deus. E isso acontece porque, já que seu coração fica firme com Deus e Sua Igreja, a obra de Deus se torna a sua obra e as bênçãos de Deus se tornam suas bênçãos. Tudo se torna perfeito quando elas se tornam um com Cristo.
“Essa é a obra de Deus, e essa é a minha obra. Eu não me importo se a Igreja passar por dificuldades, contanto que eu esteja seguro com o Senhor”. Pessoas assim levam uma vida de fé legalista e causam problemas na Igreja. Deste modo, muitos cristãos nascidos de novo ainda não levam uma vida de fé pela Palavra de Deus, mesmo tendo recebido a remissão dos seus pecados pela fé no evangelho da água e do Espírito. Portanto, todos nós temos que crer que morremos com Jesus Cristo e recebemos Dele uma nova vida, e também devemos ter nosso coração em Deus. Já que seu velho homem morreu e você recebeu uma nova vida agora, você tem que ter a fé que te leva a seguir o Senhor toda hora e em qualquer lugar que Ele precisar de você. Essa era a própria fé que o apóstolo Paulo requereu de nós.
Como foi dito antes, nas igrejas da Galácia, aqueles que tinham uma fé legalista tentavam corromper o evangelho da água e do Espírito de Deus. O que eles estavam usando para corromper o verdadeiro evangelho? Eles estavam tentando corromper o evangelho da água e do Espírito com sua fé na circuncisão. Eles espalharam entre os irmãos da Igreja de Deus que eles tinham que ser circuncidados.
Naqueles dias, havia entre os santos na Igreja de Deus alguns que tinham sido circuncidados, e havia também alguns que não foram circuncidados. Particularmente, os gentios não conheciam a circuncisão.
“Você teve o seu prepúcio cortado?”
“Não, eu não fui circuncidado”.
“O que? Você não foi circuncidado? Você tem que ser circuncidado imediatamente. Os incircuncisos não são filhos de Deus”. Dizendo isso, os judeus tentavam corromper o legítimo evangelho da água e do Espírito.
Já que o verdadeiro evangelho era aquele que o apóstolo Paulo cria, ele disse: “Não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo” (Gálatas 1:12). Paulo disse que o evangelho que ele havia recebido era de Deus, e por isso, se pregarmos um evangelho diferente daquele que ele pregava seremos amaldiçoados. Paulo afirmou: “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos anunciamos, seja anátema” (Gálatas 1:8).
Mesmo assim os santos dessas igrejas da Galácia estavam levando uma vida de fé baseada na fé legalista. Nós precisamos entender que se exaltarmos as obras que fazemos tendo uma fé legalista, no fim isso se tornará nada mais do que uma barreira para crermos no evangelho da água e do Espírito. Nós temos que crer na Palavra de Deus e segui-la, e também temos que viver ajudando a Igreja de Deus. O problema é que sempre há aqueles que buscam seus próprios interesses carnais ao invés de buscarem o bem do evangelho de Deus. São esses que no fim acabam corrompendo o verdadeiro evangelho. Além disso, aqueles que têm uma fé legalista na Igreja de Deus impedem os outros santos de servir ao evangelho de Deus.
A Galácia situava-se numa região ao nordeste da atual Turquia. Na sua parte ocidental se encontravam as sete igrejas da Ásia Menor citadas em Apocalipse 1:11. O apóstolo Paulo viajou por toda essa região do Mediterrâneo, indo da Ásia Menor ao sudeste da Europa para pregar o evangelho da água e do Espírito. Contudo, passado não muito tempo depois que o apóstolo Paulo pregou o evangelho naquela região, as igrejas da Galácia desapareceram junto com as sete igrejas. É muito difícil encontrar crentes como nós nessa região agora porque 99,8% da população é muçulmana. As igrejas não resistiram ali justamente porque o evangelho da água e do Espírito foi corrompido, e como resultado disso, essas igrejas se uniram ao mundo.
O apóstolo Paulo escreveu o evangelho da água e do Espírito na Bíblia. Mas mesmo o apóstolo Paulo estando ainda vivo, aqueles que tinham uma fé legalista tentaram corromper o evangelho. Com o que? Eles tentavam corromper o evangelho da água e do Espírito com os atos da sua fé legalista. Meus amados irmãos, aqueles que tentam servir ao Senhor sem antes ter o compromisso de servir ao evangelho estão na verdade corrompendo o evangelho da água e do Espírito. Essas pessoas são aquelas que se opõem à Igreja de Deus. E como não há nenhum líder para guiá-las, elas se opõem à Igreja de Deus o tempo todo.
Você e eu temos que entender como é maligno levar uma vida de fé baseada na fé legalista. Você decidiu em seu coração crer na Palavra de Deus? Você está servindo ao evangelho de Deus, seguindo o Senhor, e buscando o bem do evangelho e da Igreja? Você reconhece seus líderes, crê, segue e obedece às palavras dos servos de Deus assim como a Palavra de Deus? Você gosta e não gosta dos seus líderes conforme o seu querer? Você quer viver colocando sua fé no evangelho da água e do Espírito?
Eu tenho certeza que nenhum de vocês quer viver contra Deus. Eu creio no evangelho da água e do Espírito e por isso não posso me colocar contra Deus. Mesmo que você creia no evangelho da água e do Espírito, se você não seguir o Senhor pela fé no evangelho da água e do Espírito você acabará se colocando contra o evangelho da água e do Espírito. Como eu disse antes, todas as igrejas da Ásia Menor desapareceram logo depois que o apóstolo Paulo faleceu. Os santos daquelas igrejas não creram no evangelho da água e do Espírito? Não, eles creram nele também. no entanto, por não terem líderes que os guiassem e por terem uma fé legalista, suas igrejas acabaram desaparecendo para sempre.
 
 
Você Acha muito Chato Ter Líderes Espirituais?
 
Meus amados irmãos, existe alguém entre vocês que se irrita por haver líderes na Igreja de Deus? Essas pessoas levam uma vida de fé baseada na sua fé legalista. O que dizer dos Israelitas que rejeitaram a liderança de Moisés? O que houve quando Moisés subiu ao Monte Sinai e demorou a descer? Eles se voltaram contra Deus, rapidamente fizeram um bezerro de ouro para ser seu deus e acabaram perecendo no deserto.
O que você acha que aconteceria se não houvesse líderes na Igreja de Deus? Sua fé no evangelho da água e do Espírito seria corrompida. Alguns de vocês podem pensar: “De forma alguma! Eu tenho certeza que vou crer nele até o fim. Eu vou crer nele de qualquer jeito!” Nada poderia estar mais errado! Somente porque você crê no evangelho da água e do Espírito piamente agora isso não significa necessariamente que você irá defender sua fé até o fim. Mesmo que creiamos na Palavra do evangelho da água e do Espírito de coração, se não levarmos uma vida de fé verdadeira, até a fé com que cremos antes, a fé verdadeira, será corrompida. Os líderes e os anciãos da fé na Igreja de Deus são necessários e essenciais para todos os seus membros. Vocês precisam reconhecer e aceitar todos eles de coração. Não há ninguém entre vocês que não seja importante.
Alguns de vocês pensam assim: “Tomara que o dirigente não esteja lá?” Se existe alguém entre nós que pensa assim, o melhor que ele tem a fazer é juntar suas coisas e deixar a Igreja de Deus. Aqueles que não reconhecem seus líderes e gostariam que eles sumissem agem assim justamente porque na verdade queriam controlar os outros e se sentem mal ao serem guiados. Os mais malignos ainda tentam tirar seus seguidores da Igreja de Deus para fazer deles seus servos. A verdadeira vida de fé não pode ser vivida com uma fé legalista. Apesar disso, alguns que têm uma fé legalista acham que podem pregar o evangelho melhor se eles forem líderes, e com seu próprio desejo carnal eles saem da Igreja levando alguns santos com eles tornando-os seus servos. Se não há pastor as ovelhas se espalham (Zacarias 13:7). Todos nós estamos na Igreja de Deus agora servindo ao evangelho da água e do Espírito sem problema algum; todavia, se os servos de Deus e Sua Igreja desaparecerem, todos os santos também desaparecerão. Você tem que saber disso. Já que Deus nos chamou como Sua Igreja, Ele estabeleceu Sua ordem dentro dessa Igreja. Nós temos que saber disso e viver tendo um só coração com os servos de Deus. Essa é a fé verdadeira.
E o meu conselho é que cada um de vocês entenda que Deus os abençoa materialmente apenas porque Sua Igreja está servindo ao evangelho da água e do Espírito. Portanto, rejeite toda idéia gananciosa de que você de alguma maneira pode ganhar mais dinheiro se for para o mundo. Suas necessidades são supridas e você é abençoado porque você está na Igreja de Deus; e se a Igreja de Deus desaparecer e todos vocês viverem sua vida de fé por si mesmos, todas essas bênçãos vão acabar rapidinho.
No entanto, ainda existem aqueles que não se arrependem da sua fé legalista, porém continuam buscando seus próprios interesses até agora. E essas pessoas são chamadas com toda razão de “cristãos enganadores”. Todo aquele que vive crendo no evangelho da água e do Espírito jamais será chamado assim. Mas todo aquele que não vive crendo no evangelho da água e do Espírito, ao contrário, será chamado de enganador pelas pessoas.
Nós agora não somos mais filhos da escrava, mas somos filhos espirituais da mulher livre. E já que nós somos filhos da mulher livre, somos filhos de Deus. Nós podemos viver pela fé no evangelho da água e do Espírito. Na passagem bíblica que vimos aqui, o apóstolo Paulo, se referindo a Isaías 54:1, diz em Gálatas 4:27: “Pois está escrito:
Alegra-te, estéril,
Que não dás à luz;
Esforça-te e clama,
Tu que não estás de parto;
Porque os filhos da abandonada
São mais do que os da que tem marido”.
Quando lemos que “os filhos da abandonada são mais do que os da que tem marido”, isso quer dizer que há muitos que foram salvos dos seus pecados e se tornaram filhos de Deus porque creram no evangelho da água e do Espírito. Em outras palavras, aqueles que vivem somente pela fé em Deus e não pela fé legalista têm muitos filhos espirituais e vivem debaixo da bênção de Deus. Uma mulher pode dar à luz a 10 filhos no máximo. Mas e os filhos daqueles que levam uma vida de fé crendo no evangelho da água e do Espírito? Eles são tantos que é impossível contar todos eles. E isso é uma grande alegria para nós.
Embora estejamos vivendo num mundo que é um deserto, aqueles que vivem pela fé na Palavra de Deus, no evangelho da água e do Espírito, na Igreja de Deus, e nos líderes da Sua Igreja serão usados como instrumentos para salvar mais almas. E eles farão muitos filhos espirituais de Deus que crêem que é certo pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo todo. Eles farão com que muitas pessoas sejam salvas do pecado e serão abençoados para desfrutarem juntos a vida eterna. Os que vivem pela fé no evangelho da água e do Espírito agradam a Deus e são amados por Ele porque vivem pela fé.
Meus amados irmãos, o que nós ganharíamos se fôssemos viver carnalmente? Não ganharíamos nada nessa vida. Se nós vivermos assim será difícil até de nos alimentarmos; quando surgem os problemas, acabamos perdendo tudo que tínhamos e quando vamos buscar a Deus estamos totalmente arrasados. Olhem para a vida dos seus pais. Eles trabalham duro a vida inteira para cuidar da sua família. E o que eles recebem de você? Você está ocupado demais com sua própria vida. Mesmo assim você continua agindo como os seus pais e também se mata de trabalhar para criar seus filhos. Você vive como seus pais ou acaba vivendo pior do que eles. A geração dos seus pais pelo menos foi cuidadosa o suficiente para suprir todas as suas necessidades, mas muitos dessa nova geração não são tão cuidadosos assim.
Entretanto, aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito e anunciam esse evangelho no mundo inteiro tem uma vida diferente das pessoas deste mundo. Já que nós nascemos de novo como seres humanos, nada mais justo do que crermos no evangelho da água e do Espírito e vivermos para a justiça de Deus. Aqueles que vivem crendo que morreram com Cristo e que agora receberam com Ele uma nova vida, não somente irão salvar mais pessoas do pecado como também terão uma vida rica e abençoada por Deus. E essa é a diferença que há entre a vida dos que nasceram da mulher livre e a vida daqueles que nasceram da escrava.
Quanto mais eu vivo pela fé menos eu fico preso às coisas carnais. Quando me falta alguma coisa eu enfrento o desafio pela fé e nunca deixo de conseguir o que eu preciso. No início da nossa missão deve ter sido meio estranho me ouvir falar sobre fé. Para servir ao evangelho da água e do Espírito, eu orei a Deus publicamente por 25 milhões de dólares. Aos olhos de muitos eu devo ter parecido mais precipitado do que ousado. Mas mesmo não sabendo muita coisa, eu faço tudo que eu tenho que fazer pela fé. E até agora nós já imprimimos mais de um milhão de cópias dos livros da nossa Missão.
Se Deus se agrada de me ver servindo ao evangelho da água e do Espírito e me diz que eu tenho mesmo que fazer isso, eu então tenho que fazê-lo pela fé. “Deus, ajude-me a fazer isso. Ajude-me a conseguir isso”. É pela fé que eu enfrento estes desafios. E já que a fé é a certeza das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se vêem, tudo é alcançado exatamente através da fé. Eu jamais posso olhar para as coisas que eu quero com meus olhos carnais, mas quando eu enfrento um desafio eu tenho a figura dele em minha mente, espero vencê-lo pela minha fé e alcanço meu objetivo. O reino da fé é onde tudo se cumpre exatamente como idealizamos em nossa mente.
Eu não estou dizendo isso para me exaltar. Estou falando a vocês sobre a fé viva, verdadeira e que opera. Se vocês têm fé em seu coração coloque-a em prática na sua vida agora. Quando sua fé é manifestada é que os outros podem ver e entender que você de fato é uma pessoa de fé. E quando você puder ver os frutos da sua fé ela crescerá ainda mais. Se sua fé ficar apenas no seu coração, ela não vai crescer e Deus não se agradará dela.
Nós vivemos pela fé no evangelho da água e do Espírito. Se existe alguém entre os nascidos de novo que não vive para o evangelho da água e do Espírito, ele então deve se considerar alguém que está contra o verdadeiro evangelho. Ele é alguém que está contra Deus, contra a Igreja de Deus, contra os líderes da Igreja de Deus, contra os anciãos da fé, e contra aqueles que estão ao ser redor. Na Igreja de Deus, em outras palavras, não há outro inimigo dos santos e de Deus a não ser aquele que tem uma vida de fé baseada na fé legalista.
Como está escrito: “Cri, por isso falei” (2 Coríntios 4:13). Nós falamos porque cremos no evangelho da água e do Espírito e enfrentamos os desafios porque nós cremos. Essa é a definição da nossa fé. Se você só fingir que está buscando mas não crer realmente, você estará levando apenas uma vida de fé legalista então. Eu aconselho todos vocês a ter uma vida cristã pela fé e a enfrentar tudo pela fé também. Tome uma decisão e diga: “Eu vivo assim porque é assim que tenho que viver para o evangelho, e isso é o que está certo”. Faça tudo confiando na Palavra de Deus. Essa é a verdade. A vida de fé é algo onde falamos e fazemos tudo porque cremos na Palavra de Deus.
Meus amados irmãos, nós pregamos o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro porque cremos num mundo que não pode ser visto pelos nossos olhos. Nós estamos pregando a Verdade desse evangelho em todo o mundo porque cremos no evangelho da água e do Espírito e por crermos que a Palavra de Deus é a verdade. É por estarmos pregando o evangelho pela fé que pessoas de todos os países que nós nunca vimos estão escrevendo para nós. Quando lemos suas cartas confessando que havia pecado em seu coração mas que agora que eles foram totalmente purificados lendo nossos livros, nosso coração se enche de alegria por termos uma fé poderosa.
Nós precisamos examinar a nós mesmos. Nós precisamos fazer isso para ver se estarmos caminhando pela fé, se estamos seguindo o Senhor porque nós cremos, se estamos servindo ao evangelho porque cremos, ou se estamos fazendo isso porque não temos outra escolha e as circunstâncias não nos permitem fazer outra coisa. Nós temos que ter fé no evangelho da água e do Espírito sempre que possível. Nós temos que crer na Palavra de Deus, nos apegar a ela, firmar nosso coração nela e seguir o Senhor. Nossos irmãos, obreiros, e todos os santos no mundo todo devem seguir o Senhor porque crêem; se eles seguirem ao Senhor conforme a situação, eles sempre acabarão se opondo a Ele. Essas pessoas só são felizes quando tudo está bem, mas se as coisas piorarem um pouquinho, eles começam a reclamar na mesma hora. Na minha experiência eu já vi pessoas como essas várias vezes; elas me agradeceriam se tivessem algum lucro, mas se perdessem alguma coisa ou se aborrecessem comigo um pouquinho, elas me acusariam na mesma hora. Pessoas assim me aborreceram tantas vezes que eu já senti vontade de dizer a elas para deixar tudo que elas estavam fazendo.
Eu sempre falo com toda a sinceridade tudo que eu tenho em mente. Eu sempre sou bem direto e falo tudo que tenho em mente quando me reúno com meus colaboradores. “Eu estou fazendo isso por vocês. Se vocês ficarem parados e não fizerem nada alguns de vocês vão morrer. Eu devo lavar minhas mãos depois que vocês morrerem? Vocês podem não entender agora, mas espere mais um pouco. Aí vocês entenderão porque eu estou fazendo isso”. Dói meu coração ver algumas pessoas que não querem estar junto comigo, que me aborrecem tanto e nem sabem o porquê de eu estar fazendo o que faço.
Meus amados irmãos, aqueles que levam uma vida de fé legalista não têm nenhum líder para guiá-los. Você tem alguém para guiá-lo? Eu não estou pedindo a você que faça de mim o seu líder. Que não seja exatamente eu, mas perante Deus você tem que ter um líder. Uma alma sem liderança está fadada a perecer. Se alguém tem um líder cuja fé espiritual não foi preparada de maneira correta, ele também vai acabar morrendo espiritualmente. O que aconteceria se alguém seguisse uma pessoa que não fosse seu pai achando que ele fosse seu pai? Só a morte estaria esperando por ele.
Levar uma vida de fé legalista é tão prejudicial que isso destrói a Igreja, corrompe o evangelho da água e do Espírito, se opõe a Deus e faz os santos perecer. Existem aqueles que, apesar de terem recebido a remissão dos seus pecados, ainda levam uma vida de fé legalista e são ainda mais malignos do que aqueles que não nasceram de novo.
 
 
Como é que Nós Devemos Viver para o Resto de Nossa Vida depois de Nascermos de Novo Então?
 
Depois que alguém recebe a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, existem algumas coisas a considerar primeiro. Com é que eu devo viver? Para o que eu devo viver? Onde é que eu devo ter meu coração para o resto da minha vida? Estas são as primeiras perguntas que devemos fazer e as questões que devem ser resolvidas antes de tudo.
Obviamente, a resposta certa é que devemos decidir servir ao evangelho pela fé. Nós temos que ser fiéis a Deus em nosso coração. Se você é fiel somente a sua família ou a você mesmo, ter um pequeno apartamento no centro da cidade já seria algo espetacular para você. Pessoas comuns se satisfazem com sua casa onde elas passam o resto de sua vida monótona vivendo da aposentadoria. E existem alguns que nem chegam a isso. Já é uma sorte eles sobreviverem todos os dias.
Todavia, aqueles que vivem pela fé no evangelho da água e do Espírito têm uma vida próspera. Veja você mesmo. Como é próspero fazer parte da Igreja de Deus!
Já que fomos salvos de todos os nossos pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, nós temos que seguir nossos líderes e confiar neles colocando nossa fé na Palavra de Deus. A Bíblia diz: “Quem observa o vento, nunca semeará; o que olha para as nuvens, nunca segará” (Eclesiastes 11:4). Se nós não tivermos fé no coração e ao invés disso olharmos para as circunstâncias, nós não poderemos viver pela fé e acabaremos morrendo. Na verdade, várias pessoas pereceram dessa forma. Meu desejo e oração é para que isso nunca aconteça com vocês que fazem parte da Igreja de Deus.
O mesmo princípio se aplica às crianças. Elas também têm que viver pela fé em Deus. E o mesmo se aplica aos jovens, adolescentes, adultos, pastores e a todos os obreiros. Todos nós temos que seguir o Senhor pela fé, servir ao evangelho pela fé e viver pela fé, caso contrário não haverá nada que seja útil espiritualmente em nossa vida. Nós não ficaríamos felizes se fôssemos bem sucedidos todos os dias? A Igreja não deve ser outra senão sua própria casa também, seus irmãos devem ser seus amigos e sua família, os dirigentes têm que ser seus líderes, e tudo que a Igreja de Deus busca fazer deve ser muito importante para você.
Nos dias de Paulo, logo após ele ter morrido, os crentes no evangelho da água e do Espírito desapareceram. Como castelos construídos na areia e palavras escritas na praia são levados por uma simples onda e desaparecem, depois que o apóstolo Paulo faleceu as sete igrejas da Ásia Menor também desapareceram completamente da face da terra. Todas elas sumiram totalmente sem deixar ninguém nessa terra que acreditasse ou pregasse o evangelho da água e do Espírito.
Isto quer dizer que todos eles morreram ao mesmo tempo? Não, eles estavam vivos mas não puderam falar do evangelho da água e do Espírito. Meus amados irmãos, sem a Igreja os santos não conseguem nem falar do evangelho da água e do Espírito. E mesmo que os santos não tenham pecado, eles não conseguem manter seu coração sempre limpo nem conseguem viver pela fé. É por isso que todos nós temos que entender que a Igreja de Deus é uma bênção que Deus nos deu. Você tem que entender que o fato da Igreja de Deus e dos seus servos existirem, e o fato de você viver com seus irmãos membros da Igreja é uma grande bênção que Ele nos concedeu. E você tem que aproveitar essa grande bênção. Se você não entende isso, você então é como os pecadores, mesmo que já tenha recebido a remissão dos seus pecados.
Meus amados irmãos, quando nós vamos à Igreja de Deus, ouvimos a Palavra e cantamos louvores, nós podemos sentir que o nosso coração que fica pesado por vivermos neste mundo se torna mais leve, como se recebesse uma unção fresca. Isso não é verdade? O que aconteceria, portanto, se a Igreja de Deus não estivesse disponível a você? Se alguém subisse no púlpito para pregar um sermão legalista você então comeria fermento direto. Se vocês ouvissem um sermão legalista dez vezes, todos vocês morreriam espiritualmente.
Sendo assim, temos que entender como é imprescindível que façamos parte da Igreja da Deus e coloquemos nossa fé no evangelho da água e do Espírito. O que o apóstolo Paulo está dizendo ininterruptamente do capítulo 1 ao 5 de Gálatas é que nós temos que viver crendo na justiça de Deus e no evangelho da água e do Espírito. Isso porque nós estaríamos indo contra Deus se não levássemos uma vida de fé crendo no evangelho da água e do Espírito. Aquele que vive sem se dedicar a servir ao evangelho da água e do Espírito não passa de um inimigo de Deus.
Meus amados irmãos, nós iremos perecer agora se não nos dedicarmos a pregar o evangelho da água e do Espírito. Todos nós agora temos que viver crendo na Palavra de Deus, e temos também que parar de levar uma vida de fé legalista. Tudo que há neste mundo pertence a Deus. Tudo que existe não está aí para exibir o poder de Deus, mas para que possamos usufruir de tudo. Todas as coisas foram criadas por Deus a fim de que pudéssemos usá-las para pregar o evangelho e salvar almas. Deus proverá todas as coisas para nós que estamos servindo ao evangelho da água e do Espírito.
Porém, quando a fé de alguém é pequena demais será um grande problema se Deus der a ele muitas bênçãos materiais. O que aconteceria se Deus nos desse grandes bênçãos materiais, mesmo se não estivéssemos levando uma vida de fé crendo no evangelho da água e do Espírito? Nós continuaríamos na Igreja de Deus se tivéssemos muitos bens materiais neste mundo, mas nenhuma fé na Palavra de Deus? Se isso acontecesse ninguém ficaria na Igreja. Se alguém fosse rico e pudesse ter tudo, ele ficaria sujeito a alguma pessoa? Viver dessa maneira levaria nossa alma à morte. Nossa fé em Deus deve crescer muito sem esperarmos receber grandes bênçãos Dele. E mesmo que Deus nos conceda muitas bênçãos, nosso coração deve ser inabalável para servirmos ao evangelho da água e do Espírito e também fazermos a obra do Senhor.
Portanto, nós temos que fortalecer nossa fé confiando na Palavra do Senhor e nos líderes da Igreja, e também temos que estar prontos para viver pela fé. Não podemos ser abalados, por mais que Deus nos dê muitas coisas. É importante que amemos o evangelho e o sirvamos da mesma forma, por mais ricos e abastados que sejamos. Nós precisamos entender que nosso propósito é amar as outras almas, e a maneira de fazermos isso é fortalecendo nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
Nós não devemos levar uma vida de fé legalista segundo as circunstâncias. Nós temos que levar uma vida cristã pela fé. Somente então poderemos viver honrando e servindo a Deus, ajudando Sua Igreja, e depois disso irmos para o Reino de Deus para termos uma vida que brilha como o sol. Foi por isso que o Senhor disse:
“Os que forem sábios resplandecerão
Como o fulgor do firmamento,
E os que a muitos ensinam a justiça
Refulgirão como as estrelas sempre e eternamente” (Daniel 12:3).
Aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito e o pregam com sabedoria, em outras palavras, terão uma vida gloriosa. Deus deu para você e para mim a fé no evangelho da água e do Espírito. E dedico toda minha gratidão a Ele.