The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 3-16] (Gênesis 3:1-24) Só Podemos Entrar no Céu Se Crermos na Justiça de Deus

(Gênesis 3:1-24)
“Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas, do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Então, foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais. E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e escondeu-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o SENHOR Deus a Adão e disse-lhe: Onde estás? E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? Então, disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isso? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita serás mais que toda besta e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida. E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos e cardos também te produzirá; e comerás a erva do campo. No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó e em pó te tornarás. E chamou Adão o nome de sua mulher Eva, porquanto ela era a mãe de todos os viventes. E fez o SENHOR Deus a Adão e a sua mulher túnicas de peles e os vestiu. Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, pois, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente, o SENHOR Deus, pois, o lançou fora do Jardim do Éden, para lavrar a terra, de que fora tomado. E, havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do Jardim do Éden e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida”.
 
 
Se crermos na Palavra do evangelho da água e do Espírito dita por Deus, seremos salvos de todos os pecados; mas se não crermos, cairemos na tentação de Satanás e enfrentaremos a morte espiritual. No texto bíblico deste capítulo, a serpente pergunta à mulher: “Deus disse para vocês não comerem de nenhuma árvore do jardim?” Então Eva respondeu: “Não. Nós podemos comer do fruto das árvores que estão no jardim, mas do fruto da árvore que está no meio dele Deus disse: ‘Vocês não o comerão e não tocarão nele, senão morrerão”’. As palavras de Eva mostram que ela não cria realmente na Palavra de Deus.
Em Gênesis capítulo dois, Deus disse ao homem: “De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gênesis 2:16-17). Deus deixou bem claro que se Adão e Eva comessem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, eles certamente morreriam. Mas porque Eva não acreditou nesta palavra dita por Deus, ela modificou o sentido dela de morte certa para morte provável. Então Eva duvidou da Palavra de Deus, o que mostra que ela não creu nela. Foi porque Eva não acreditou na Palavra de Deus que o diabo continuou a rondar seu coração e lhe disse: “Não, mesmo que você coma do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, você jamais morrerá”. O diabo plantou uma firme convicção no coração de Eva. Ele disse a ela: “Deus sabe que no dia em que comerem deste fruto, vocês serão como ele e conhecerão o bem e o mal. Então ele lhes disse para não comerem do fruto, pois conhecerão o bem e o mal e serão iguais a ele”. Qual era a intenção oculta do diabo ao dizer estas coisas? Ele colocou Eva contra Deus. Satanás ficou contra Deus antes e por isso foi expulso. Mas ao invés de desistir de sua ambição e obedecer a Deus, ele continuou se opondo a ele e agora estava usando o homem para novamente se voltar contra ele.
Como Eva não teve fé, ela acabou comendo do fruto. E ela também deu o fruto a seu marido. Foi porque Eva não teve fé na Palavra de Deus que ela pecou, crendo nas palavras do diabo, e enfrentou consequências desastrosas por causa do seu pecado. Após comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, Adão e Eva fizeram vestes com folhas de figueira. Desde o momento em que comeram do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, eles sentiram vergonha um do outro. Quando alguém sente vergonha de si mesmo, ele tende a esconder sua vergonha dos outros. Este é o motivo que às vezes leva as pessoas a não olhar diretamente para os outros, porque há pecado em seu coração. Quando há pecado no coração de alguém, ele não consegue olhar a face de Deus. É por isso que ele sente vergonha de si mesmo, pois há pecado em seu coração. Quando as pessoas ficam confusas com seus pensamentos carnais, elas ficam propensas a cair na tentação de Satanás e se perder. A Bíblia diz que quando Adão e Eva caíram, seu coração ficou vazio e eles se vestiram de folhas de figueira. Assim que Adão e Eva tiveram consciência do pecado que cometeram, de repente eles foram tomados pela escuridão e não conseguiam mais ver Deus e nem lembrar do que ele lhes havia dito. Então o que aconteceu depois? Eles começaram a sentir vergonha. E como eles ficaram com vergonha da sua nudez, eles coseram folhas de figueira para se cobrir.
Mas já que eles haviam vivido nus no Jardim do Éden desde o começo, não havia nada do que se envergonhar. No entanto, o que aconteceu foi que assim que o pecado entrou em seu coração, a vergonha e a escuridão vieram sobre eles; e foi por causa da vergonha que eles se cobriram com folhas de figueira. Adão e Eva fizeram algo que os amaldiçoaria, tudo porque eles não tiveram fé na Palavra de Deus.
O diabo lhes disse que eles seriam iguais a Deus e conheceriam o bem e o mal. Mas o que aconteceu realmente quando eles comeram da árvore do conhecimento do bem e do mal? Eles encontraram a morte. Esta morte significa separação de Deus. Se Deus é o sol, nós somos as plantas, e nenhuma planta pode sobreviver sem o sol, muito menos crescer. A própria vida não se sustenta sem o sol. Então foi como se um muro tivesse se erguido entre as plantas e o sol, e projetando sua sombra sobre as plantas, a luz do sol não pôde mais alcançá-las, levando-as a perecer. Melhor dizendo, é por não crer no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo, o Deus da vida, que todos têm que enfrentar a morte espiritual. Embora o Senhor tenha vindo pelo evangelho da água e do Espírito por nós, as pessoas não receberam este Senhor em seu coração; então a morte espiritual veio sobre elas. Tanto para os que não conhecem a justiça de Deus quanto para os que não creem nela, mesmo conhecendo-a, a morte da alma e do corpo é algo certo. Todos eles enfrentarão a morte. A morte espiritual vem sobre eles, assim como a vergonha, o pecado, as maldições e o sofrimento. Resumindo, a separação de Deus acontecerá com todo aquele que não crê no evangelho da água e do Espírito.
 
 
O que Adão e Eva Fizeram Depois de Coser para si Vestes de Folha de Figueira?
 
Deus chamou Adão, mas ele se escondeu entre as árvores com vergonha. Deus disse: “Adão, onde você está?” Adão respondeu: “Eu me escondi de medo, pois estava nu”. A vergonha veio até Adão e Eva porque eles não creram na Palavra de Deus. Espiritualmente falando, isso significa que eles foram visitados pela maldição e pela morte. Isso aconteceu não porque eles não fizeram boas obras, mas primeiro, e sobretudo, porque eles comeram do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Foi por isso que a amizade da qual eles desfrutavam com Deus antes de comer deste fruto foi cortada. Por isso que não crer na Palavra de Deus é pecado. E é por isso que a Bíblia diz que “tudo o que não é de fé é pecado” (Romanos 14:23). Se não cremos na Palavra de Deus exatamente como ela foi dita a nós, estamos cometendo pecado. E este é o pecado mais grave. Não crer na Palavra de Deus é pecar contra Deus, e isso é em uma grave ofensa.
Só porque Adão e Eva não creram na Palavra de Deus de coração, a vergonha veio até eles e eles se esconderam. Eles foram afastados de Deus. Eles tiveram medo da aparição de Deus. Mas Deus apareceu diante deles e disse: “Onde você está?” “Eu me escondi por causa da minha nudez”. “Quem te disse que você estava nu? Alguém disse alguma coisa? Alguém disse que você estava nu?” O homem ficou com vergonha porque ficou sem direção e, consequentemente, passou a levar uma vida cansativa e difícil. Todas estas condições miseráveis resultantes do pecado fizeram o homem se afastar de Deus.
Se você deseja crer na justiça de Deus, então você precisa conhecer muito bem os pecados de seus antepassados. Aqui no livro de Gênesis está escrito que Deus fez túnicas de pele para Adão e Eva se vestir. As túnicas de pele aqui se referem às vestes da vida. O homem caiu em pecado porque seu coração foi enganado pelo diabo. Não foi por causa apenas dos seus delitos.
Para ser bem sincero, o coração do homem não tinha pecado no início, mas Satanás plantou a dúvida e a incredulidade nele. Foi por isso que Deus repreendeu Satanás e o puniu, imputando a ele a culpa por este pecado, como está escrito em Gênesis 3:13-14: “E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isso? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita serás mais que toda besta e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida.’”
Para descobrir o primeiro infrator, Deus perguntou a Adão por que ele comeu do fruto proibido, e ele lhe disse que comeu do fruto porque a mulher que ele lhe Dara ofereceu-lhe o fruto. Deus então voltou-se para Eva e perguntou-lhe: “Por que você fez isso?” Eva respondeu: “A serpente me levou a fazer isso, então eu comi do fruto”. Deus então disse à serpente: “Isso foi obra sua então. E porque você plantou incredulidade em Adão e Eva e os fez comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, você será amaldiçoada a comer do pó da terra para o resto de sua vida”. Foi assim que Deus amaldiçoou a serpente. A maldição de Deus veio do pecado do engano da serpente; e por causa deste pecado é que fomos amaldiçoados. O homem foi amaldiçoado não porque era impuro, mas por causa da tentação da serpente. Melhor dizendo, foi o diabo que lançou o pecado no coração do homem.
Em primeiro lugar, você pode estar pensando por que Deus criou Satanás. Mas Satanás não foi criado deste jeito no começo. Quando lemos Ezequiel e Isaías, vemos que a Bíblia chama Satanás de Lúcifer, “filho da alva” (Isaías 14:12). Aqui, Lúcifer, filho da alva, significa literalmente estrela da manhã. Ele foi o anjo caído e, na verdade, o maior dos anjos criados por Deus. Este anjo se revoltou contra Deus, e ele o amaldiçoou dizendo: “E, contudo, levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo”. Este anjo que foi amaldiçoado e expulso do céu é o próprio diabo então. Este anjo caído não é outro senão Satanás, e seus subordinados são chamados de demônios. Embora a Bíblia não conte detalhes sobre a origem de Satanás, em Isaías podemos ver que ele foi um anjo que se revoltou contra Deus. Assim podemos ver também que o diabo existiu antes do homem. Por isso que a Bíblia não menciona Deus criando Satanás quando ele criou o universo, o mundo visível.
Deus fez inimizade entre o homem e a serpente, que o levou a comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. Hoje, contudo, muitos na verdade são amigos do diabo, embora ele declaradamente seja nosso inimigo. No entanto, o homem e o diabo são inimigos um do outro. Já que Deus pôs inimizade entre a serpente e o homem, entre a serpente e a mulher, e entre os descendentes da serpente e os descendentes da mulher, eles são inimigos mortais um do outro. Em Gênesis 3:15, Deus disse que Jesus Cristo, o Salvador, viria a esta terra como um descendente de mulher, esmagaria a cabeça da serpente e nos salvaria do pecado sendo batizado e morrendo crucificado aqui.
Deus diz em Gênesis 3:15, “E porei inimizade
Entre ti e a mulher
E entre a tua semente e a sua semente;
E esta te ferirá a cabeça,
E tu lhe ferirás o calcanhar”. Existe inimizade entre Deus e o diabo? Sim. Mas Deus também declara inimizade entre o homem e Satanás no texto bíblico deste capítulo. Já que o diabo não se compara a Deus, chamá-lo de inimigo de Deus pode parecer uma supervalorização dele, mas mesmo assim ele continua sendo seu inimigo. Falando de criação, este anjo caído e o homem são inimigos um do outro. Mas para Deus não há um oponente à altura. Satanás já se revoltou contra Deus com miríades de anjos, e agora o anjo caído mais uma vez fica contra Deus usando o homem como seu representante. Isso mostra que Satanás tem ficado contra Deus desde o começo e ficará até o fim. Assim Deus colocou inimizade entre o homem e o diabo. Ele fez deles inimigos eternos. O diabo não é contra a justiça de Deus quando finge ajudar as pessoas? Satanás ainda engana as pessoas com suas mentiras para que elas fiquem contra Deus e contra a sua Palavra da verdade. Portanto, até hoje Satanás e o homem são inimigos um do outro.
No entanto, está escrito que a semente da mulher esmagará a cabeça da serpente (Gênesis 3:15). Quem é a semente da mulher então? Ela se refere a Jesus Cristo, que veio a essa terra através do corpo da virgem Maria. Ela é Jesus Cristo, que nasceu nessa terra em forma humana. Ele não é da semente do homem; ele não foi concebido em nenhum relacionamento entre um homem e uma mulher. Pelo contrário, ele foi concebido pelo Espírito Santo. Dizer que a semente da mulher esmagaria a cabeça da serpente significa que esta semente da mulher, Jesus Cristo, viria a esta terra em forma humana e destruiria as obras do diabo; ou seja, ele apagaria o pecado que o diabo plantou no coração do homem.
Esta é a mensagem do evangelho da água e do Espírito que estamos pregando agora. Está escrito na Bíblia que a serpente ferirá o calcanhar da semente da mulher. Isso se refere ao sofrimento de Jesus Cristo, anunciando como ele, depois de ser batizado por João Batista, seria crucificado e derramaria seu sangue até a morte. Melhor dizendo, isso se refere a Jesus Cristo crucificado, profetizando que a morte que ele sofreria sendo pregado na cruz por seus pés e mãos pagaria o salário do pecado. E através do evangelho da água e do Espírito, Jesus Cristo realmente cumpriu sua aliança. Portanto, o eterno Salvador da humanidade é Jesus Cristo.
Deus fez túnicas de pele através do sacrifício de Jesus Cristo e vestiu Adão e Eva com elas. Enquanto as vestes que o homem fez e coseu eram feitas de folha de figueira, as vestes que o próprio Deus fez eram túnicas de pele. Para Deus fazer uma túnica de pele, um cordeiro teve que morrer. Melhor dizendo, as túnicas de pele mostram que Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, nos salvaria com sua própria vida. A lei de Deus é justa, como está escrito: “O teu olho não poupará: vida por vida, olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé” (Deuteronômio 19:21). Isso significa que Deus nos salvou ao passar nossos pecados para uma vida, matando-a em nosso lugar. Isso manifesta a própria justiça de Deus, e também significa que foi assim que ele nos salvou.
Esta verdade é o evangelho da água e do Espírito. Através de Jesus Cristo, Deus tirou todos os nossos pecados e nos salvou com a água, o sangue e o Espírito. Se alguém crê no evangelho da água e do Espírito, com o qual o Senhor nos salvou, ele será salvo; mas os que não creem na justiça de Deus, mas ao invés disso, cosem folhas de figueira dia após dia para fazer suas próprias vestes e as fazem novamente assim que elas murcham, estão debaixo de maldição. Você deve lembrar que Deus determinou que somente os que creem em sua justiça e em sua palavra é que entrarão no céu. Então no céu só entra quem crê no evangelho da água e do Espírito, e a remissão de pecados também é para aqueles que creem no evangelho da água e do Espírito, assim como todas as bênçãos de Deus que são recebidas da mesma maneira.
O que as pessoas precisam agora é ter fé na justiça de Deus, e você e eu que recebemos a remissão dos pecados também precisamos de fé na sua Palavra. Deus nos salvou através deste tipo de fé. É por isso que a fé é absolutamente indispensável. Todos que agora creem no evangelho da água e do Espírito entrarão mesmo no céu pela fé. Nós fomos salvos do pecado por crermos no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus. Vocês creem nisso, amados irmãos?
Devemos pregar esse tipo de fé. Esse tipo de fé é a justiça de fé. Esta salvação é alcançada pela justiça de Deus. E foi Deus quem nos salvou do pecado. Quando a Bíblia diz que o Senhor fez túnicas de pele para Adão e Eva e os vestiu, isso significa que ele salvou Adão e Eva através do sacrifício de Jesus Cristo; ou seja, através de seu batismo e de sua morte na cruz. Vocês estão entendendo?
Mas como é a fé dos cristãos de hoje? Eles estão cosendo e usando vestes feitas de folha de figueira? Coisas como orações de arrependimento e santificação contínua não passam de vestes de folha de figueira. Esse tipo de fé mata a alma. Aqueles que têm esta fé não podem entrar no céu. Deus deixou bem claro em Gênesis que a salvação não pode ser alcançada desta forma, como está escrito em 3:22-24: “Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, pois, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente, o SENHOR Deus, pois, o lançou fora do Jardim do Éden, para lavrar a terra, de que fora tomado. E, havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do Jardim do Éden e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida”.
Os pecadores que têm seu próprio padrão do bem e do mal não podem ao comer da árvore da vida e receber a vida eterna. Foi por isso que Adão e Eva foram expulsos como pecadores do Jardim do Éden. Embora Adão e Eva tenham passado a conhecer o bem e o mal, o que eles tinham agora era seu próprio padrão do bem e do mal; e foi por isso que eles foram expulsos do jardim. Só existe um padrão absoluto do bem e do mal, e ele é determinado apenas por Deus. Somente o que Deus julga que é bom é totalmente bom, e somente o que ele define por mal é totalmente mal. Contudo, depois de comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, o homem também passou a conhecer o bem e o mal. No entanto, o problema é que este conhecimento do bem e do mal era apenas um conhecimento próprio. Melhor dizendo, o homem passou a ter seu próprio padrão do bem e do mal para definir o que é certo e o que é errado. Por ter passado então a ter seu próprio padrão do bem e do mal, ele foi consequentemente expulso do Jardim do Éden, pois aos olhos de Deus, ter um próprio padrão do bem e do mal é um pecado. Deus não permite que quem tem seu próprio padrão do bem e do mal e se recusa a abrir mão dele coma do fruto da árvore da vida e alcance a vida eterna.
Foi por isso que ele colocou querubins ao oriente do Jardim do Éden e uma espada inflamada que andava ao redor dele para guardar o caminho da árvore da vida. Isso mostra que só pode entrar no Jardim do Éden quem tem fé na graça de Deus, como está escrito: “Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo” (João 1:17). E também está escrito: “E, desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao Reino dos céus, e pela força se apoderam dele” (Mateus 11:12). Anjos guardam o reino dos céus e uma espada inflamada fica ao redor dele. Então se alguém com pecado tenta entrar no céu, ele é expulso na hora. Mas o que acontece quando entramos no reino de Deus pela fé, confiando no evangelho da água e do Espírito? Somos bem recebidos e todos os anjos ali nos dão as boas vindas.
O céu é o reino da justiça que só se pode entrar pela fé no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus. Então, a partir de Gênesis capítulo dois e três, podemos deduzir o seguinte: Embora Deus tenha criado o céu, só os que creem na Palavra de Deus e têm fé podem entrar nele; os que não creem no evangelho da água e do Espírito, que é a justiça de Deus, não apenas serão incrédulos até o fim, mas também serão amaldiçoados e expulsos. Portanto, os que não creem neste evangelho são servos do diabo.
Se não crermos na justiça de Deus, este não será o fim de tudo, pois também não conheceremos a verdade que nos torna filhos de Deus. No final, nos tornaremos servos do diabo. É nisto que devemos pensar aqui. Portanto, não importa o quanto as pessoas deste mundo digam que creem em Jesus, se não creem na justiça de Deus, todas elas serão condenadas ao inferno. Se alguém confia em sua própria denominação, tem apenas uma fé religiosa e ainda está pecado, então certamente ele será amaldiçoado e lançado no inferno.
Há muitos cristãos que não nasceram de novo e que estão certos que entrarão no céu, embora digam que creem em Jesus da sua própria maneira. Mas estas pessoas estão na verdade indo para o inferno, pois como não creem realmente na Palavra do evangelho da água e do Espírito, elas continuam confiando em seu próprio padrão do bem e do mal. Melhor dizendo, a não ser que elas creiam na justiça de Deus corretamente, elas vão direto para o inferno.
O Senhor nos salvou através do evangelho da água e do Espírito. Mas as pessoas não estão interessadas em conhecer este evangelho, muito menos em crer nele. O que acontecerá com elas então? Elas certamente irão para o inferno, pois é isso que as aguarda. Por acaso alguém pode entrar no céu por vontade própria? Não, a não ser que ele receba a remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, ele nunca poderá entrar neste lugar. Só os nascidos de novo podem entrar lá. E isso requer uma fé verdadeira. A fé que permite entrar no reino de Deus é a fé no evangelho da água e do Espírito. O reino de Deus é o reino da fé.
É pela fé que podemos entrar nos domínios do reino de Deus; como alguém pode entrar neste reino dos céus se nem mesmo crê em Deus Pai, Jesus Cristo, o Filho, e no Espírito Santo que estão no céu? O que importa aqui é a fé. É pela fé que fomos feitos filhos de Deus. Isso está muito claro. É algo absurdo crer que alguns pecadores estarão entre os habitantes do céu só porque eles vão à igreja. Se você crê em Deus segundo sua Palavra, você entrará nos céus, mas se não crê, então inevitavelmente você será lançado no inferno.
Queridos irmãos, nós somos salvos porque cremos no evangelho da água e do Espírito. Mas, por outro lado, se não crermos neste evangelho, então estaremos pecando contra Deus, continuaremos sendo pecadores, e no fim seremos servos do diabo. Portanto, é imprescindível crermos no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus.