The New Life Mission

Sermões

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 5-2] (Gênesis 5:1-32) A Vida Abençoada Reservada aos Justos

(Gênesis 5:1-32)
“Este é o livro das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez. Macho e fêmea os criou, e os abençoou, e chamou o seu nome Adão, no dia em que foram criados. E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e chamou o seu nome Sete. E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos; e morreu. E viveu Sete cento e cinco anos e gerou a Enos. E viveu Sete, depois que gerou a Enos, oitocentos e sete anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Sete novecentos e doze anos; e morreu. E viveu Enos noventa anos; e gerou a Cainã. E viveu Enos, depois que gerou a Cainã, oitocentos e quinze anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Enos novecentos e cinco anos; e morreu. E viveu Cainã setenta anos e gerou a Maalalel. E viveu Cainã, depois que gerou a Maalalel, oitocentos e quarenta anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Cainã novecentos e dez anos; e morreu. E viveu Maalalel sessenta e cinco anos e gerou a Jarede. E viveu Maalalel, depois que gerou a Jarede, oitocentos e trinta anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Maalalel oitocentos e noventa e cinco anos; e morreu. E viveu Jarede cento e sessenta e dois anos e gerou a Enoque. E viveu Jarede, depois que gerou a Enoque, oitocentos anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Jarede novecentos e sessenta e dois anos; e morreu. E viveu Enoque sessenta e cinco anos e gerou a Metusalém. E andou Enoque com Deus, depois que gerou a Metusalém, trezentos anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos. E andou Enoque com Deus; e não se viu mais, porquanto Deus para si o tomou. E viveu Metusalém cento e oitenta e sete anos e gerou a Lameque. E viveu Metusalém, depois que gerou a Lameque, setecentos e oitenta e dois anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Metusalém novecentos e sessenta e nove anos; e morreu. E viveu Lameque cento e oitenta e dois anos e gerou um filho. E chamou o seu nome Noé, dizendo: Este nos consolará acerca de nossas obras e do trabalho de nossas mãos, por causa da terra que o SENHOR amaldiçoou. E viveu Lameque, depois que gerou a Noé, quinhentos e noventa e cinco anos e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Lameque setecentos e setenta e sete anos; e morreu. E era Noé da idade de quinhentos anos e gerou Noé a Sem, Cam e Jafé”.
 
 
Todo homem foi criado à imagem de Deus. Quando Deus criou o homem, seu plano original era torná-lo parte de seu povo. Deus não criou o homem porque estava entediado e queria algo para brincar e depois jogar fora. Ele tinha um plano e um propósito para cada ser humano que nascesse neste mundo a fim de torná-lo seu filho. Portanto, temos que receber a Deus em nosso coração, reconhecer o propósito de sua criação, nos voltarmos para ele, obedecer à sua justiça e viver pela fé. Nós temos que crer no evangelho da água e do Espírito segundo a vontade de Deus. E todo aquele que nasceu de novo como filho de Deus também deve proclamar o evangelho da água e do Espírito até o dia do Senhor.
Depois de Adão ter Caim e Abel, aos 130 anos ele teve Sete e ainda teve outros filhos até morrer com 930 anos; ele gerou filhos durante 800 anos. Adão foi quem deu início a história da paternidade. A vida dos justos também é a vida de fé que gera filhos de Deus. A razão da nossa existência é ajudar outros a receber a remissão de seus pecados pregando sempre pregando o evangelho da água e do Espírito pela fé. Assim como os pais da fé tiveram filhos até morrerem, é normal os justos crerem na justiça de Deus e pregarem o evangelho até o dia de morrerem. Já que a Bíblia diz que Adão teve filhos até 930 anos e morreu, isso mostra que ele continuou a ter filhos da fé durante toda a sua vida. Isso nos dá uma nítida ideia de como a vida dos justos deve ser. Nós os justos que nascemos de novo através do evangelho da água e do Espírito devemos ter como propósito de vida gerar filhos de Deus e viver pela fé confiando em sua justiça.
Depois de Sete gerar Enos com 105 anos, ele continuou tendo filhos de Deus durante 807 anos. Naquele tempo, as pessoas geralmente viviam por 900 anos e tinham filhos por cerca de 800 anos, mas o tempo de vida de Enoque foi curto. Enoque teve Metusalém com 65 anos, ele andou com Deus por 300 anos e então Deus o tomou para si. A vida que Enoque teve andando com Deus foi abençoada. Deus mostrou seu plano aos seus servos que andaram com ele. O filho de Enoque, Metusalém, gerou Lameque e Lameque gerou Noé. Através de Noé Deus destruiu a primeira Terra. Começando por Enoque, Deus revelou muitas coisas relativas ao fim do mundo através de seus servos.
O nome “Metusalém” significa “aquele que maneja a lança”. Metusalém é o avô de Noé e Lameque é o pai de Noé. Tanto Lameque como Metusalém e Noé sabiam que Deus julgaria o mundo. Quando comparamos o tempo de vida deles, vemos que Enoque foi levado por Deus quando Noé nasceu, mas Lameque e Metusalém foram ensinados por Enoque e sabiam muito bem o que Deus faria no futuro. Então, gratos por terem um filho da fé em um mundo cheio de pecado e maldade, a criança recebeu o nome de “Noé”, que significa “descanso”. Ou seja, eles já sabiam que Deus redimiria a humanidade através de Noé. Também podemos ver que Deus revelou a Enoque que destruiria a Terra. Como Enoque sabia disso, ele ensinou aos seus filhos que Deus destruiria o mundo, enquanto continuamente gravava o evangelho em seus corações. Por estar atentos espiritualmente, eles descobriram o que Deus faria no futuro, e, ao saber disso, seus servos faziam a boa obra. De todo modo, Deus começou um novo mundo através de Noé. E através de seus três filhos uma nova história continuou, e esta geração de fé chegou até Abraão. A verdadeira fé na justiça de Deus que foi estabelecida por Abraão prosseguiu e chegou até os nossos dias, alcançando você e eu.
Deus também revelou a Abraão muito do que aconteceria no futuro. Nós temos que saber que Deus revela seus planos aos seus servos através de sua Palavra. Portanto, Deus quer que nós os justos geremos filhos espirituais até o fim do mundo. Quando seu plano estiver prestes a ser executado, assim como Enoque, nós seremos arrebatados aos céus. Então, Deus nos abraçará junto ao seu peito, nos reunirá em seu reino e nos fará viver com ele para sempre. Tudo isso se realizará através da providência de Deus. Quando a vida acabar neste mundo, as pessoas entrarão no reino eterno. Aqueles que aceitam o amor da justiça de Deus que veio pelo evangelho da água e do Espírito irão para o reino de Deus, mas os que não recebem o amor da justiça de Deus em seu coração permanecem como pecadores e, portanto, entrarão no fogo eterno do inferno por causa dos seus pecados. Consequentemente, todos que vivem nessa terra se encontrarão com Jesus quando sua vida acabar. Até o dia em que o Senhor os chamar de volta para casa, os que receberam a remissão dos seus pecados depois que encontraram Jesus através do evangelho da água e do Espírito, devem ter muitos filhos espirituais por trabalhar por este verdadeiro evangelho. Não podemos simplesmente parar de ter filhos espirituais, dizendo: “Eu não vou ter mais nenhum filho espiritual”. Resumindo, os justos que creem na justiça de Deus têm que continuar tendo filhos espirituais até o dia que forem para o seu reino. Deus mostra sua justiça a estes justos, e no futuro ele permitirá que eles vão com ele para sempre.
Nós justos estamos destinados a viver crendo e pregando a justiça de Deus. Não há outro tipo de vida para os justos. Quer você viva como leigo ou como obreiro de Deus, você precisa ter filhos de Deus através da fé em sua justiça. Adão gerou filhos por 800 anos. Se nós os nascidos de novo não gerarmos constantemente filhos de Deus pela fé e não trabalharmos pelo evangelho, nossa vida não será diferente da morte. Se os justos não gerarem filhos na fé, isso significa que eles já morreram espiritualmente. Eles dizem: “Eu sou justo, mas não vou pregar o evangelho da água e do Espírito e nem a justiça de Deus”. Os justos são aqueles que pregam o evangelho da água e do Espírito e farão isso até estar perante Deus, pois estão destinados a viver eternamente com ele.
No texto bíblico deste capítulos, as palavras “viveu uma vida longa e morreu” são frequentemente mencionadas. Em hebraico a palavra traduzida como “viver” significa “fazer uma pessoa viver” ou “fazer alguém viver novamente”. Nossos pais da fé trabalharam para dar uma nova vida àqueles que estavam presos ao pecado até Deus os chamar de volta. Assim era a vida dos pais da fé que criam na justiça de Deus.
Alguns líderes cristãos estão mais interessados em tirar dinheiro dos bolsos de seus membros para construir novas catedrais luxuosas do que em fazer a vontade de Deus. Eles não estão interessados em crer na justiça de Deus e em gerar filhos para ele. Porém, nossos pais da fé descritos em Gênesis 5 eram constantes em dar vida às pessoas até o dia que o Senhor os chamou de volta. Em Gênesis 5 está descrita a vida espiritual destes personagens justos. Apenas o nome dos justos está escrito no Livro da Vida. Do mesmo modo, somente a genealogia dos justos foi registrada em Gênesis capítulo 5. Você que crê no evangelho da água e do Espírito também tem seu nome escrito no Livro da Vida e está na genealogia dos justos. Portanto, assim como nossos pais da fé, nós vivemos e morremos. Isso quer dizer que a pessoa recebe a remissão de pecados até uma certa idade, dá vida aos outros e salva sua alma até o dia que o Senhor o chamar de volta para casa.
No entanto, o nome dos pecadores não está escrito no Livro da Vida. Depois de Caim matar Abel e Deus mostrar seu pecado, Caim disse a Deus: “O meu castigo é maior do que eu posso suportar. Todo aquele que me achar me matará”. O que se pode deduzir das palavras de Caim é que naquele tempo Adão teve mais que dois filhos. Ele já tinha muitos filhos e netos. Por mais que fossem um pequeno povo que nem sequer estava registrado na Bíblia, isso não significa que eles não eram herdeiros da justiça que pode ser alcançada pela fé.
Então, para Deus, Gênesis 5 revela dois tipos de pessoas: aqueles que receberam a remissão dos seus pecados e aqueles que não a receberam. A Bíblia é a Palavra de Deus que fala sobre a redenção da humanidade, da vida, e é através desta Palavra que o homem recebe a remissão de pecados. Ela não é um livro de história ou de ciência. A Bíblia mostra o propósito de Deus para a criação do homem, o evangelho que revela sua justiça, e o que é falso e verdadeiro para ele. Ela também nos diz qual é o tipo de vida correta que um nascido de novo deve ter. A Bíblia é o registro daqueles que creram na justiça de Deus e receberam a remissão dos seus pecados. Até o dia em que ela foi escrita, todos que não creram na justiça de Deus foram destruídos.
A genealogia dos descendentes de Adão continua e chegou até este dia através da fé na Palavra de Deus. É uma bênção a genealogia dos descendentes de Adão continuar até hoje graças à justiça de Deus. Deus continua espalhando sua justiça através da nossa fé. Você e eu também somos descendentes de Adão porque cremos na verdade do evangelho da água e do Espírito, que expressa a justiça de Deus. No entanto, os que não creem na justiça de Deus jamais se tornarão descendentes espirituais de Adão. Adão recebeu a remissão de pecados por crer na justiça de Deus. Os que não creem na justiça de Deus jamais poderão receber a remissão de pecados, e, portanto, são pecadores cujo coração está cheio de pecado. Os nomes dos pecadores não estão na genealogia de Adão.
A Bíblia diz: “E viveu Lameque cento e oitenta e dois anos e gerou um filho. E chamou o seu nome Noé, dizendo: Este nos consolará acerca de nossas obras e do trabalho de nossas mãos, por causa da terra que o Senhor amaldiçoou” (Gênesis 5:28-29).
Quem traz conforto a nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito? Jesus Cristo, que é a justiça de Deus. Está escrito: “Noé irá nos confortar”. Noé cria na justa Palavra de Deus, construiu a arca e salvou a humanidade da destruição total. Esta passagem revela que no futuro Jesus Cristo nos salvará através da verdade do evangelho da água e do Espírito, que contém a justiça de Deus. Desde os dias de Enoque foi profetizado que o juízo e a segunda vinda do Senhor estavam próximos. “Este nos consolará acerca de nossas obras e do trabalho de nossas mãos” significa que a fé de Noé salvaria a humanidade. Noé obedeceu à justa Palavra de Deus e construiu a arca. Somente oito membros de sua família embarcaram na arca, foram salvos e assim começaram uma nova vida em um novo mundo. As oito pessoas que foram salvas da destruição do mundo eram da Igreja de Deus e seu líder era Noé. Na verdade, os justos que creem no evangelho da água e do Espírito podem encontrar e receber conforto através da Igreja de Deus que faz a sua obra.
Eu gostaria de poder gravar pela fé em seu coração que os justos devem constantemente salvar outras pessoas. Esta é verdadeiramente a vida correta para os justos. Como você e eu cremos na justiça do Senhor e trabalhamos por ela, nós podemos ter este ou aquele tipo de pensamento mundano. No entanto, temos que ter fé que nós os nascidos de novo já fomos destinados a viver esse tipo de vida de pregador. Temos que pregar o evangelho da água e do Espírito a partir do momento que recebemos a remissão de pecados até o dia que morrermos. Esta é a obra que nós que cremos na justiça de Deus devemos fazer, e a obra que estamos fazendo agora. Devemos aceitar o evangelho da salvação por crermos na justiça de Deus com a qual ele nos presenteou, e pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo todo até o dia em que formos para ele. Os justos não podem fazer nenhuma outra obra. Os computadores são usados para fazer muitas coisas, e os justos pregam o evangelho da água e do Espírito através dos computadores. Eles pregam este verdadeiro evangelho através da literatura; eles usam seu próprio dinheiro para pregar o evangelho. O que quer que façam, eles não têm outro trabalho além de pregar o evangelho da água e do Espírito. Este é o chamado dos justos. Esta é a vida que está destinada a eles.
Embora existam muitos que dizem ser cristãos, a maioria deles não pode fazer parte da genealogia de Adão. Eles tentam reunir pessoas para o que eu não sei, e tentam torná-las seus discípulos. Porém, o mais importante é o fato de eles ainda terem pecado em seu coração. Nenhuma religião pode acabar com o pecado no coração das pessoas, e os líderes destas religiões tem um desejo apenas, que é receber enormes ofertas das pessoas. Eles não se importam se fazem parte da genealogia de fé de Adão ou não. Mas a Igreja de Deus prega o evangelho da água e do Espírito, que contém a justiça de Deus, e leva as pessoas a entrar na genealogia de Adão. Os justos valorizam a justiça de Deus assim como valorizam sua própria vida.
Nós alcançamos a remissão dos nossos pecados e uma nova vida crendo no evangelho da água e do Espírito. E a nossa vida também já foi definida por Deus: foi decidido que andaremos com Deus, pregaremos o evangelho durante toda a nossa vida e seremos levados por ele. Aqueles que estão na genealogia de Adão cumprem todos os seus deveres e morrem. Portanto, está escrito que “fulano nasceu certa época, teve seu primeiro filho com uma certa idade e morreu com tantos anos enquanto gerava filhos de Deus”. Esta é a vida dos justos. A Palavra de Deus diz isso, e os justos realmente vivem segundo a Bíblia.
Independentemente de como alguém que nasceu de novo pelo evangelho da água e do Espírito pretenda viver, não há outro modo de vida além de viver servindo a este verdadeiro evangelho. Não há outro modo de vida pra nós do que o de salvar todas as almas do mundo. Não existe outra vida nem para mim e nem para você. A vida daqueles que nasceram de novo por crerem nas palavras de Deus já foi “assim” decidida. Se alguém crê no evangelho da água e do Espírito e diz que há outra maneira de viver depois de nascer de novo, a alma desta pessoa já está morta. Isso mostra que ela não crê na Palavra de Deus, não recebeu a direção do Espírito e se opõe à sua vontade. Esta é a vida daquele que “vivendo, está morto” (I Timóteo 5:6). Eu quero que você compreenda que não há vida alguma se você não crê na justiça de Deus e não vive para trabalhar para ele junto com sua igreja. Mesmo que alguém leve uma vida maravilhosa ganhando muito dinheiro e comendo bem, isso não é vida. Não importa por quanto tempo a pessoa viva, é inútil viver deste jeito.
A partir do momento que nascemos de novo pela fé no evangelho da água e do Espírito, nossa vida já foi definida por Deus. Precisamos ter fé na vida que foi destinada para nós e viver para pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Não há outro modo de vida além deste. Por isso, eu também vivo assim. Dentre os que nasceram de novo, alguns perguntam: “Será que não tem problema viver normalmente até perto da volta do Senhor e levar esse tipo de vida só por algum tempo?” Não há outro caminho para os justos, e se alguém disser que descobriu outro modo de vida, isso mostra que ele já está morto.
Vocês todos querem fazer a obra valorosa até o dia que o Senhor chamá-los de volta? A obra mais valorosa na vida do justo é proclamar o evangelho da água e do Espírito ao mundo todo e salvar aqueles que estão oprimidos pelo pecado. Viver assim é andar com Deus. Precisamos trabalhar para salvar outras pessoas e ir ao encontro de Deus, e não levar uma vida sem sentido e morrer.
A sua vida é andar com Deus? Você crê na vontade de Deus? Deus definiu que nossa vida seria “assim”. Não há outro modo de vida para nós. Vivemos o tipo de vida que Deus determinou para nós. Devemos crer na Palavra de Deus e no que ele planejou. Só teremos consolo em nosso coração se fizermos isso. Eu quero trabalhar de todo meu coração para o evangelho da água e do Espírito pelo resto da minha vida e alegremente ir para Deus no dia que ele me chamar de volta. Mesmo se tentarmos viver outro tipo de vida, nós não conseguiremos fazer isso porque não há uma obra mais nobre e valiosa do que pregar o evangelho. Onde você acharia uma obra mais nobre do que pregar o evangelho da água e do Espírito e salvar as almas deste mundo? Deveríamos nos sentir mal por ficarmos um só dia sem pregar o evangelho.
Nós que nascemos de novo não devemos tentar mudar o destino que foi determinado por Deus e temos que obedecer à Palavra de Deus pela fé. Você crê que viver para trabalhar pelo evangelho da água e do Espírito é a vida que Deus determinou para você? Crer “assim” é ter uma grande fé. Jesus disse a Tomé para pôr sua mão em seu lado, pois “bem-aventurados os que não viram e creram!” (João 20:29). Crer na Palavra de Deus é ter a verdadeira fé.
Deus nos deu algo nobre, ou seja, o evangelho da verdade. Não há outra forma de viver além de trabalhar pelo evangelho. Então, quando estamos juntos, nos alegramos quando conversamos sobre as cartas que recebemos de pessoas de outros países que leram nossos livros e nasceram de novo, e de saber as novidades sobre a pregação do evangelho da água e do Espírito. Nós conversamos sobre o que cada um fez em seu setor pela obra do evangelho. Queremos fazer pela obra de Deus mais do que estamos fazendo agora. Até o dia que o Senhor voltar, vamos fazer com mais fidelidade a obra de salvar almas e depois iremos para Deus. Você e eu temos que continuar vivendo com fé no evangelho da água e do Espírito.